Você está na página 1de 11

CONSTRUÇÂO DO PRÉ-DESTILADOR

MODELO UFV
Por
Juarez de Sousa e Silva

Agora que você aprendeu muita coisa sobre álcool combustível e sabe como
construir a coluna de retificação segundo as explicações contidas no vídeo-curso “Álcool
Combustível na Fazenda - Versão Atualizada e Ampliada” você
irá aprender, agora, como melhorar o funcionamento e aumentar o rendimento da coluna
pela adoção de um pré-destilador recentemente desenvolvido pelo professor Juarez de
Sousa e Silva, coordenador técnico do referido vídeo-curso.
No material foi mostrado que você pode produzir o álcool pela destilação do mosto
fermentado ou vinho, colocado diretamente no evaporador da coluna. Apesar do bom
funcionamento da mesma, ela apresentará um rendimento relativamente baixo devido a
grande quantidade de água contida no vinho (88 % em média).
Como a coluna deve ter ser submetida a um controle mais apurado e deve ser
operada continuamente para ser vantajosa, é um equipamento mais sofisticado e, portanto,
de valor elevado. Assim, quanto mais elevado for o teor de álcool da solução que entra no
evaporador ou panela, maior será o rendimento da coluna. Por exemplo, se a coluna estiver
produzindo 25 litros de álcool por hora com a utilização do vinho, ela ira produzir o dobro
se o operador introduzir, no evaporador, uma solução hidroalcoólica com 40% em álcool
(cabeça e cauda da produção de cachaça) ou um maior rendimento, ainda, com um pré-
destilado a 50%.
Se uma solução a 40% em álcool for repassa pelo novo pré-destilador, ela passará a
ter um teor alcoólico superior a 75%. Se esta nova solução (75%) for introduzida na coluna
de retificação, esta terá um rendimento em álcool (92%) substancialmente aumentado e ao
redor de 50 litros por hora. Para entender o que foi dito, uma analise da figura 1 mostra que
para cada temperatura, a fase líquida e a fase de vapor de uma solução hidroalcoólica
apresentam composições diferentes. Isso quer dizer, por exemplo, que se uma solução com
24,5% tiver os seus vapores condensados, o liquido resultante terá uma concentração de
superior a 65%.
Pela figura 2 pode concluir que, se um vinho ou mosto fermentado apresentar uma
concentração de 12% (ponto 1) e for passado em um pré-destilador a 92 oC, a concentração
da solução resultante da condensação de seus vapores será de 65% (ponto 2-3). Se a
solução resultante for aquecida a 84 oC (ponto 3), a solução resultante terá a concentração
de 85% (pontos 4-5). Esse álcool já pode ser usado em seu veículo. Acumule uma boa
quantidade de álcool 85% e passando-o pela coluna de retificação, o rendimento em álcool
de alto grau será aumentado substancialmente.
Adaptado de : Shreve, R. Norris (1980).

Figura 1. Composição do vapor e do líquido do sistema água-álcool, a 760 mmHg, em


função da temperatura.

Figura 2. Composição do vapor e do líquido do sistema água-álcool em função da


temperatura.
Figura 3
Figura 4
Figura 5 – Detalhes dos componentes
Figura 6- Vistas internas dos componentes
Figura 7 – Detalhe da panela de evaporação com serpentina
Figura 8 – Detalhe do tubo de ligação do resfriador secundário
Figura 9 – Detalhes dos componentes do resfriador primário e do coletor de condensado
Figura 10 – Detalhe do pescoço do pré-destilador e do coletor de condensado
Figura 11 – Detalhes do resfriador secundário