Você está na página 1de 7

Os signatários deste contrato de locação para fins residencial, denominados de um lado

LOCADOR (A) e de outro lado LOCATÁRIO (A), qualificados e identificados abaixo:

PARTES

LOCADOR (A)

LOCATÁRIO (A)

CLÁUSULA PRIMEIRA - Como FIADOR e principal pagador de todas as obrigações que


incumbem ao(à) LOCATÁRIO(A), por força de lei e do presente contrato e até a
desocupação do imóvel e sua entrega nas condições previstas neste contrato, bem como
pelas alterações do aluguel e acessórios, que ocorrerem no curso da locação, em virtude
de aplicação de índices autorizados por lei, em virtude de cláusulas contratuais ou de
reajustamentos autorizados por escrito pelo(a) LOCATÁRIO(A) obrigam-se o Sr. (nome do
fiador), ----------------------, que oferece como garantia o imóvel --------------------------------, e
que declara o fiador, sob as penas da lei, estar o referido bem livre de quaisquer ônus ou
obrigações de qualquer espécie;

Parágrafo Primeiro- O FIADOR expressamente renuncia ao direito do artigo 827, do


Código Civil Brasileiro, tornando-se, portanto, solidário e principal devedor de todos os
débitos decorrentes do presente contrato de locação;

Parágrafo Segundo- O FIADOR igualmente renuncia aos direitos decorrentes do artigo


835 do Código Civil Brasileiro;

Parágrafo Terceiro- O FIADOR está de pleno acordo que, durante o curso da locação,
LOCADOR e LOCATÁRIO ajustem novos valores e obrigações locatícias, dispensando a
necessidade de consentimento e aposição de suas assinaturas;

Parágrafo Quarto - O FIADOR renuncia, expressamente, à faculdade de pedir


exoneração da fiança aqui prestada, mesmo na hipótese de o contrato de locação se
prorrogar por prazo indeterminado, vigorando, portanto, a responsabilidade dos fiadores
até a devolução do imóvel locado, na forma acima já estabelecida.

OBJETO DA LOCAÇÃO

CLÁUSULA SEGUNDA - O LOCADOR dá em locação o imóvel de sua propriedade


situado na (endereço do imóvel)

Parágrafo Primeiro- O LOCATÁRIO declara ter recebido o imóvel em perfeitas condições


de habitabilidade e reparado em toda sua extensão.
Parágrafo Segundo - O imóvel locado destina-se, exclusivamente, para fins residenciais,
sendo-lhe vedada outra destinação, transferência ou sublocação, total ou parcial, de
forma gratuita ou onerosa, sem o consentimento expresso do LOCADOR.

Parágrafo Terceiro- O imóvel ora locado se destina à residência do LOCATÁRIO,


destinação que não poderá ser alterada sem expresso consentimento do LOCADOR.

Parágrafo Quarto - O LOCADOR não se responsabiliza por eventuais danos sofridos


pelo LOCATÁRIO em caso de acidentes ocasionados por caso fortuito ou de força maior.

PRAZO DE LOCAÇÃO

CLÁUSULA TERCEIRA– O prazo da presente locação será de ------------------------ a iniciar


no dia D/M/ANO e a terminar no dia D/M/ANO, data em que o LOCATÁRIO se obriga a
devolver o imóvel ora locado, inteiramente desocupado de pessoas e coisas, nas
condições descritas no TERMO DE VISTORIA, em anexo, e estipulada nas cláusulas
deste contrato, independentemente de qualquer aviso judicial ou extrajudicial, ficando, de
logo notificado, caso este contrato não seja eventualmente renovado.

Parágrafo Primeiro - Terminado o prazo inicialmente convencionado e não havendo


qualquer manifestação das partes, a locação será prorrogada por tempo indeterminado,
podendo ser denunciada por qualquer das duas partes a qualquer tempo, com aviso
prévio de 30 (trinta) dias a serem utilizados para a desocupação do imóvel.

Parágrafo Segundo - Caso o LOCATÁRIO não conceda o aviso prévio quando da


desocupação do imóvel no caso acima especificado, ficará obrigado a pagar, a título de
multa, o valor de 1 (um) mês de aluguel vigente.

VALOR DA LOCAÇÃO

CLÁUSULA QUARTA - O aluguel mensal convencionado é de -----------------, a ser pago


pelo LOCATÁRIO até o dia --------------------, mediante (forma de pagamento)

ENCARGOS

CLÁUSULA QUINTA - Serão de responsabilidade do LOCATÁRIO os pagamentos de


IPTU, condomínio, água, luz, seguro contra incêndio e todas as demais despesas
ordinárias referentes à conservação do imóvel permitidas por lei e eventuais taxas futuras
que vierem a ser criadas pelo Poder Público.

CORREÇÃO

CLÁUSULA SEXTA - O aluguel será reajustado automaticamente na periodicidade


mínima determinada pela legislação vigente, pelo Índice Geral de Preços de Mercado
fornecido pela Fundação Getúlio Vargas (IGP-M) ou, na falta deste, pelo Índice Nacional
de Preços ao Consumidor Amplo, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IPCA-IBGE), ou o índice que vier a substituí-los.
Parágrafo Primeiro- Nos períodos em que o IGP-M estiver com o índice de reajuste
negativo, ou seja, deflacionário, será aplicado o IPCA-IBGE.

Parágrafo Segundo - Caso o índice de reajuste substituto também esteja negativo, o


aluguel permanecerá no valor acordado no último reajuste.

SEGURO

CLÁUSULA SETIMA – Obriga-se ainda o(a) LOCATÁRIO(A) a pagar o prêmio de seguro


do imóvel locado feito pelo LOCADOR em companhia de livre escolha deste e pelo valor
sempre atualizado, devendo referido pagamento ser efetuado pelo(a) LOCATÁRIO(A).

Parágrafo Único – O seguro de que trata o “caput” desta cláusula não inclui de forma
alguma os móveis, utensílios ou outros objetos que se encontrarem dentro do imóvel por
ocasião do sinistro, devendo por isso o locatário fazer, por sua conta, o seguro de seus
pertences, se lhe convier.

MULTA IMPONTUALIDADE

CLÁUSULA OITAVA - Caso não haja o pagamento até o prazo convencionado neste
instrumento, incidirá multa de 10% sobre o valor do aluguel, acrescidos juros de mora de
1% (um) por cento ao mês, mais correção monetária apurados no período;

Parágrafo Único – Caberão a(o) LOCATÁRIO(A) os pagamentos do IPTU, condomínio,


água, luz,taxas, etc. Caso haja inadimplência das taxas acima citadas, poderá o
LOCADOR quitar os referidos débitos e cobrar do LOCATÁRIO o valor efetivamente pago
com os acréscimos legais.

RESTITUIÇÃO DO IMÓVEL

CLÁUSULA NONA – Findo o prazo da locação ora estabelecida, ou rescindida a locação


por qualquer motivo, será o imóvel restituído ao LOCADOR, em condições de ser
imediatamente habitado, com as quitações de luz e força, água e esgoto, imposto predial
e demais encargos de responsabilidade do LOCATÁRIO, conforme laudo de vistoria.

Parágrafo Primeiro – Objetivando o cumprimento do disposto no “caput” desta cláusula,


o LOCATÁRIO se obriga a conservar bem o imóvel, para entregá-lo limpo, pintado, nas
mesmas condições constantes no Laudo de Vistoria inicial (cor e tipo de material), com as
janelas, vidros, portas, fechaduras, instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias em
perfeito funcionamento e plenas condições de imediato uso. Se assim não o fizer, fica o
LOCADOR desde logo autorizado a fazê-lo, com prévia vistoria, e a cobrar os custos
executivamente do LOCATÁRIO, mediante a exibição dos recibos de realização das obras
e demais pagamentos efetuados.

Parágrafo Segundo – A entrega provisória das chaves para vistoria, quando desocupado
o imóvel, não exonera o LOCATÁRIO e seus fiadores das obrigações ora assumidas, pois
caso o imóvel não se encontre nas condições apontadas no Termo de Vistoria de
ocupação, os LOCATÁRIOS e seus FIADORES terão que promover a sua imediata
reparação, persistindo a responsabilidade de ambas pelos aluguéis e encargos da
locação, ainda que restituídas provisoriamente às chaves, até a conclusão dos serviços e
quitação dos débitos porventura existentes, ocasião em que, e só nestas condições, a
entrega do imóvel se tornará real e definitiva.

Parágrafo Terceiro – Não cumprindo os LOCATÁRIOS e FIADORES essa obrigação de


reparar o imóvel, serão os serviços feitos pelo LOCADOR ou Procurador, cobrando-se os
valores dos aluguéis, encargos e dos serviços pelos meios adequados, além dos
honorários do advogado e das custas processuais. Para fixação do valor dos danos
bastará a apresentação dos recibos dos materiais comprados e dos pagamentos aos
profissionais que executaram os serviços. Sobre o valor dos reparos incidirão os juros
legais.

Parágrafo Quarto – Se o LOCATÁRIO, usando da faculdade que lhe confere o artigo 4º


da Lei nº 8.245/91, devolver o imóvel locado antes de decorrido o prazo ajustado neste
contrato, pagará ao LOCADOR a multa compensatória correspondente a 03 (três) meses
de aluguel em vigor, a ser cobrada em ação de execução, e que será reduzida,
proporcionalmente, ao tempo do contrato já cumprido, na forma do artigo 413 do Código
Civil, na base de 1/30 (um trinta) avos para cada mês já transcorrido.

Parágrafo Quinto – Caso a locação tenha se prorrogado por prazo indeterminado,


obriga-se o LOCATÁRIO a comunicar ao LOCADOR, por escrito, com antecedência
mínima de 30 (trinta) dias, a data da restituição do imóvel locado, sob pena de pagar
quantia correspondente a um mês de aluguel e encargos vigentes, conforme disposto no
art. 6º da Lei 8.245/91 (lei do inquilinato).

VISTORIA DO IMÓVEL

CLÁUSULA DECIMA -Faz parte integrante deste contrato o termo de vistoria com as
condições gerais do imóvel locado, conforme cópia anexa.

Parágrafo Primeiro - O LOCATÁRIO se obriga a manter o imóvel locado sempre limpo e


restituí-lo, finda a locação, nas mesmas e perfeitas condições de habitabilidade recebidas,
de acordo com o termo de vistoria, correndo exclusivamente por sua conta, todos os
reparos tendentes à conservação do imóvel, das suas dependências, instalações e
utensílios nele existentes, inclusive os consertos e reparos que se fizerem necessários na
rede de água e esgoto, bem como as multas a que der causa, por inobservância de
quaisquer leis, decretos e regulamentos;

Parágrafo Segundo-Caso o imóvel, suas dependências e utensílios nele existentes, não


forem restituídos nas mesmas condições estipuladas nesta cláusula, o aluguel e seus
acessórios continuarão a correr até que o LOCATÁRIO cumpra todas as exigências do
LOCADOR, com base na vistoria referida;

Parágrafo Terceiro - O LOCATÁRIO ou o fiador que receber as chaves do imóvel para


mandar proceder aos reparos que forem exigidos, terá o prazo de 15 (quinze) dias para
executá-los. O não cumprimento das obrigações no prazo fixado dará ao LOCADOR o
direito de entrar na posse do imóvel, procedendo-se, então, na forma determinada do
PARÁGRAFO QUARTO infra;

Parágrafo Quarto- Caso os reparos exigidos pelo LOCADOR não sejam executados
dentro de 15 (quinze) dias contados da entrega das chaves, o LOCATÁRIO ou seu fiador
e principal pagador se obrigam a depositar em mãos do LOCADOR ou onde este indicar,
o valor correspondente ao orçamento apresentado pelo vistoriador. Não sendo
executados os reparos, nem sendo depositado o valor do orçamento apresentado, na
forma e no prazo acima fixado, poderá o LOCADOR, se assim desejar, mandar executar
os reparos para o que fica, desde já, autorizado pelo LOCATÁRIO e pelo fiador e principal
pagador, os quais reconhecem como idôneo o orçamento apresentado e de cujo valor
total se consideram devedores, autorizando, por conseguinte, a sua cobrança mediante
ação de execução;

Parágrafo Quinto- Quando da desocupação e entrega do imóvel, o LOCATÁRIO deverá


apresentar os comprovantes de que estão completamente quitadas todas as contas de
energia elétrica, água, imposto predial, condomínio e taxas que vierem a ser criadas pela
prefeitura que sejam de responsabilidade legal ou contratual do LOCATÁRIO, correndo a
locação até o momento em que forem apresentados os comprovantes mencionados e
quitação de todas as obrigações contidas neste pacto;

BENFEITORIAS

CLÁUSULA DECIMA PRIMEIRA- Quaisquer obras ou benfeitorias dependem do


consentimento expresso e escrito do LOCADOR e não darão direito a indenização ou
retenção e, finda a locação, poderá o LOCADOR exigir-lhe(s) retirada.

Parágrafo Primeiro- É vedada ao LOCATÁRIO a colocação de placas, bandeiras,


cartazes, painéis, luminosos, antenas, etc., nas paredes externas do imóvel locado;

RESCISÃO

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - O LOCADOR poderá dar como rescindido o presente


contrato de locação de pleno direito, independentemente de qualquer interpelação judicial,
sem que assista ao LOCATÁRIO direito a qualquer indenização ou reclamação, a
exemplo:

a) Em caso do não pagamento pontual do aluguel e encargos ou a falta do exato


cumprimento de quaisquer das obrigações;
b) Em caso de sinistro ou desapropriação;
c) A não substituição do fiador quando o aceito falecer, tornar-se insolvente civilmente ou
vender o imóvel oferecido como garantia;
d) Dar destinação diversa da que consta no contrato;
e) Sublocar o imóvel, gratuita ou onerosamente, sem autorização expressa do
LOCADOR;
f) Infringir quaisquer das cláusulas do presente contrato;
Parágrafo Primeiro- Uma vez tendo o(a) LOCATÁRIO(A) dado motivo à rescisão do
contrato de locação nas hipóteses supracitadas, pagará ele(a) uma multa de 03 (três)
vezes o valor locatício vigente ajustado e atualizado, independentemente das sanções
anteriormente previstas;

OBRIGAÇÕES

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - Não poderá o LOCATÁRIO se escusar do pagamento


de quaisquer diferenças de aluguel, impostos, taxas, despesas de condomínios ou outro
ônus a que estiver obrigado nos termos da lei e do presente instrumento, sob a alegação
de que o pagamento ou a obrigação não lhe foi exigido na época fixada neste contrato de
locação;

Parágrafo Primeiro - Quaisquer tolerâncias ou concessões do LOCADOR não


constituirão precedente invocável e não terão a virtude de alterar as obrigações que lhe
são impostas neste instrumento;

Parágrafo Segundo - Em caso de morte do fiador, fica o LOCATÁRIO obrigado a


apresentar outro fiador idôneo com idênticas garantias, no prazo de 15 dias, ficando sua
aceitação a critério do LOCADOR, sob pena de rescisão do presente contrato de locação;

Parágrafo Terceiro - O locatário se obriga também a:

a) Transferir a conta da COELCE do imóvel locado para o seu nome, imediatamente,


sob pena de incorrer em violação de cláusula contratual;
b) Manter o imóvel no mais rigoroso estado de conservação e limpeza;
c) Fazer às suas custas as despesas que porventura se tornem necessárias para a
conservação das pinturas, portas de aço, fechaduras, trincos, vidros, torneiras,
puxadores, instalações elétricas e sanitárias, limpeza, reparos e desentupimentos
de encanamento de água, esgoto, etc., mantendo tudo em perfeito estado de
funcionamento. Todo o material empregado para o bom cumprimento desta
cláusula deverá ser de qualidade, tipo e medida existentes no imóvel. A
conservação, a manutenção, a limpeza e reparos de poços, bombas para água e
fossas correrão por conta exclusiva do locatário. Se assim não o fizer, fica o
LOCADOR, desde logo, autorizado a fazê-lo sem prévia vistoria, e a cobrar os
recibos e execução das obras e demais pagamentos eventuais;
d) O locatário poderá fazer no imóvel locado melhorias ou benfeitorias que julgar
necessárias. Por todas as melhorias ou benfeitorias, inclusive as úteis e
necessárias, que vier o locatário a fazer no imóvel, não fará jus a qualquer
indenização por elas, vez que as mesmas aderirão ao imóvel;
e) O locatário declara haver recebido o imóvel ora locado em prefeito estado de
conservação, limpeza e funcionamento, assim como se obriga a devolvê-lo na mais
perfeita ordem e no mesmo estado de conservação, limpeza e funcionamento, de
modo que possa ser alugado, imediatamente, sem a necessidade e qualquer
reparo;
f) Junto com este contrato, assina o locatário o “Relatório de Vistoria” sobre a
situação do imóvel, que fica fazendo parte integrante deste contrato;
g) O locatário poderá rescindir a locação, quando esta já estiver por prazo
indeterminado, desde que avise à LOCATARIA com antecedência mínima de 30
(trinta) dias, sob pena de pagar ao locador a multa correspondente ao valor de um
mês de aluguel e os encargos devidos.

CLÀUSULA DECIMA QUARTA -O LOCATÁRIO e o FIADOR autorizam a inclusão de


seus nomes em banco de dados de proteção de crédito (SPC, SERASA, SEPROGUEL,
etc.) sem aviso prévio, uma vez existindo débito decorrente da presente locação.

FORO

CLÁUSULA DECIMA QUINTA – Fica eleito o foro da cidade de Fortaleza, para solução
de quaisquer duvidas ou litígios decorrentes deste contrato, renunciando os contratantes
a qualquer outro, que tenham ou venham ter, por mais privilegiado que seja.

E por estarem justos e contratados as partes firmam o presente contrato em duas vias de
igual conteúdo e teor para que surjam seus legais e jurídicos efeitos na presença de duas
testemunhas, que igualmente assinam.

Fortaleza,

LOCADOR LOCATÁRIO

FIADOR

TESTEMUNHA TESTEMUNHA