Você está na página 1de 149

1

MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos
Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos
Coordenação-Geral de Assistência Farmacêutica e Medicamentos Estratégicos

MANUAL DO HÓRUS
COMPONENTE ESTRATÉGICO

Brasília
2014
2

Sumário

Módulo 1: Introdução--------------------------------------------------------------03
Módulo 2: Scaweb-------------------------------------------------------------------12
Módulo 3: Cadastro-----------------------------------------------------------------31
Módulo 4: Entrada-------------------------------------------------------------------54
Módulo 5: Movimentações ----------------------------------------------------83
Módulo 6: Dispensação--------------------------------------------------------117
Módulo 7: Relatórios-------------------------------------------------------------121
Módulo 8: Orientações Gerais---------------------------------------------145
3

MÓDULO 1:
CONHECENDO O HÓRUS
4

INTRODUÇÃO

Sobre o HÓRUS

O Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica - HÓRUS, foi


desenvolvido para fornecer informações fidedignas sobre o acesso, o perfil de
utilização, a demanda e o estoque de medicamentos.

Sua construção foi realizada conjuntamente pelo Departamento de Assistência


Farmacêutica e Insumos Estratégicos (DAF), pelo Departamento de Informática do
SUS (DATASUS) e pela Secretaria Municipal de Saúde do Recife (SMS-Recife). Além
disso, houve apoio do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS) e do
Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

O HÓRUS visa contribuir para a qualificação da Gestão da Assistência Farmacêutica


nas três esferas federativas, permitindo-lhes:

 Conhecer o perfil de acesso e utilização de medicamentos pelos usuários;


 Contribuir para a formação da Base Nacional de Dados de Ações e Serviços da
Assistência Farmacêutica;
 Aumentar a qualificação da Atenção à Saúde da população assistida;
 Avançar na ampliação do acesso e do Uso Racional de Medicamentos;
 Aperfeiçoar os mecanismos de controle e aplicação dos recursos financeiros;
 Monitorar e avaliar as ações da Assistência Farmacêutica no país;
 Melhorar o planejamento de ações e serviços de saúde;
5

A adoção do HÓRUS na Assistência Farmacêutica traz benefícios tanto para quem


trabalha como para quem é assistido nos serviços de saúde. A tabela a seguir
resume os principais benefícios do HÓRUS para os diferentes atores envolvidos:

Benefícios do HÓRUS

 Controle dos recursos investidos em medicamentos;


 Redução das perdas e das interrupções do fornecimento de
medicamentos com a melhoria do controle de estoque;
 Elaboração de indicadores que auxiliem no planejamento, no
monitoramento e na avaliação das ações de Assistência
Gestores
Farmacêutica;
 Inclusão automática dos dados na Base Nacional de Dados de
Ações e Serviços da Assistência Farmacêutica;
 Obtenção de relatórios com informações comparáveis e
fidedignas;

 Conhecimento dos agravos mais prevalentes na comunidade e do


perfil de utilização de medicamentos pela população local;
 Rastreamento dos medicamentos distribuídos e dispensados;
 Aprimoramento dos serviços e realização de intervenções que
Profissionais
contribuam para a melhoria do acesso e promoção do Uso
Racional de Medicamentos;
 Realização de estudos sobre utilização de medicamentos;
 Disponibilização de mais tempo e informação para realizar
atividades assistenciais.

 Agendamento das dispensações de medicamento;


 Agilidade no atendimento;
 Obtenção de informações sobre os medicamentos em linguagem
adequada;
Usuários
 Uso Racional de Medicamentos;
 Melhoria da atenção, do cuidado e da qualidade de vida;
 Avaliação do serviço prestado;
 Ampliação do acesso a medicamentos no SUS.
6

Base Nacional de Dados de Ações e Serviços da Assistência


Farmacêutica

A Portaria Nº 271, de 27 de fevereiro de 2013 instituiu a Base Nacional de Dados


de Ações e Serviços da Assistência Farmacêutica, que reúne dados relativos às
entradas, saídas e dispensações dos medicamentos da Relação Nacional de
Medicamentos (RENAME). Todos os entes federativos devem alimentar essa Base,
de acordo com os cronogramas pactuados. Segundo o Art. 2, § 4º, dessa portaria:
“o uso do HÓRUS afasta a necessidade de desenvolvimento de solução
informatizada para transmissão dos dados de que trata este artigo”. Assim, todos
os dados das unidades que usam HÓRUS serão inseridos automaticamente na Base
Nacional.

Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica

Esse Componente disponibiliza medicamentos para os Programas Estratégicos de


Saúde, como Tuberculose, Hanseníase, Endemias Focais, DST/AIDS e
Coagulopatias. Ao longo do tempo, passou a assistir, também, o Programa Nacional
de Controle do Tabagismo e à Política Nacional de Alimentação e Nutrição.

O Ministério da Saúde considera como estratégicos os


medicamentos utilizados nas doenças de perfil endêmico e de
impacto socioeconômico, cujo controle e tratamento tenham
protocolo e normas estabelecidas.

Em geral, os medicamentos estratégicos são financiados e adquiridos pelo


Ministério da Saúde e, depois, repassados aos Estados. Após armazená-los, as
Secretarias Estaduais de Saúde devem distribuí-los para suas unidades e para os
municípios.

O HÓRUS foi configurado para gerenciar e reunir as informações de todos os


componentes da Assistência Farmacêutica: Básico, Estratégico, Especializado e
Indígena. Este manual explorará as particularidades do Componente Estratégico e
sua utilização na Esfera Estadual.
7

Fluxo da Assistência Farmacêutica

O HÓRUS integra os serviços de Assistência Farmacêutica em vários níveis (Fig.1).


Internamente, é possível registrar entradas, saídas e dispensações, bem como
distribuir produtos para os departamentos. Externamente, os produtos podem ser
movimentados entre Almoxarifados/Centrais de Abastecimento Farmacêutico
(CAF) e Farmácias/Unidades de Saúde.

Figura 1. Fluxo de produtos via HÓRUS

O Ministério da Saúde adquire os produtos de forma centralizada e, em seguida, os


envia para o Almoxarifado Central/CAF do Estado. Este deve distribuí-los para suas
próprias unidades de esfera estadual, municípios e/ou para as Regionais Estaduais
de Saúde.

As farmácias contidas em Unidade de Saúde podem distribuir os produtos


internamente, entre departamentos, dispensá-los para os usuários ou remanejá-los
para outros estabelecimentos do mesmo nível. Já as farmácias em edificação
exclusiva, normalmente, só podem remanejá-los ou dispensá-los.
8

Requisitos do Sistema
Os Componentes Básico e Estratégico são responsáveis pelo HÓRUS Básico-
Estratégico, um projeto conjunto. Para implantá-lo, é necessário computador,
impressora e acesso à internet. Esta é configuração mínima para utilizar o sistema:

 Microcomputador Pentium III, 128 MB de memória;


 Internet Explorer 7, 8 ou Firefox 3.5;
 Impressora: matricial, jato de tinta ou laser;
 Conexão de acesso à internet de 1 MB;
 Java: http://www.java.com/pt_BR/ (gratuito);
 Adobe Reader: http://get.adobe.com/br/reader/ (gratuito).

Perfis de Acesso
Os gestores estaduais têm acesso à maioria das funcionalidades do HÓRUS, mas
as ferramentas disponibilizadas para seus estabelecimentos de saúde dependerão
da organização e da rotina de trabalho, que geram perfis de acesso distintos (Fig.
2). Assim, há, os seguintes perfis:

Perfis de Acesso

Gestor Estadual Acesso a todas as funcionalidades e às informações dos


estabelecimentos da Esfera Estadual.

Regional de Acesso à distribuição de produtos para outras unidades, com ou


sem HÓRUS implantado. Pode possuir, também, perfil de
Saúde
almoxarifado ou de almoxarifado + farmácia/unidade de saúde.

Almoxarifado Acesso à distribuição de produtos para outras unidades, com ou


sem HÓRUS implantado. Pode possuir, também, perfil de
CAF
farmácia/unidade de saúde.

Farmácia Acesso à solicitação, ao recebimento e à dispensação de


produtos. Utilizado por profissionais de saúde para informatizar
Unidade de Saúde
sua rotina de trabalho.

Visualizador Acesso aos relatórios dos estabelecimentos de Esfera Estadual.


Estadual Esse perfil não permite a inclusão e alteração de informações.
9

PERFIS DE ACESSO
SES
 Gestor estadual Perfil de Acesso
 Visualizador estadual Fluxo de níveis

CAF Estadual
Regional Estadual
 Gestor estadual
 Visualizador estadual  Regional de saúde
 Almoxarifado/CAF  Almoxarifado/ CAF
 Farmácia/Unidade de Saúde  Farmácia/Unidade de Saúde

Município

 Gestor municipal
 Almoxarifado/CAF
 Farmácia/Unidade de Saúde

Unidades de Dispensação
 Farmácia/ Unidade de Saúde

Figura 2. Perfis de Acesso ao HÓRUS segundo estabelecimento e esfera de atuação.


10

Implantando o HORUS

Recomenda-se que o HÓRUS seja implantado primeiramente no Almoxarifado


Central (ou CAF) para que, em seguida, seja expandido para os demais
estabelecimentos do Estado. A implantação é composta das seguintes etapas:

 A Coordenação de Assistência Farmacêutica do Estado, ou autoridade


competente, deve preencher o Cadastro de Adesão ao HÓRUS no site
http://www.saude.gov.br/prodae.

 O Secretário Estadual de Saúde deve assinar o Termo de Adesão ao HÓRUS.

 Os profissionais que utilizarão o HÓRUS devem fazer o Curso de Capacitação.

 A Coordenação de Assistência Farmacêutica do Estado deve solicitar ao DAF,


através de ofício, a disponibilização de técnicos para apoiar o processo de
implantação. Enviar o ofício para o e-mail horus.estrategico@saude.gov.br.

Observação: para efetuar a implantação é imprescindível fazer o inventário prévio


dos medicamentos que serão gerenciados e os cadastros básicos do sistema.

O inventário é o procedimento pelo qual se realiza a contagem


de todos os produtos do estoque, verificando, também, os lotes
e a validade. Recomenda-se ao farmacêutico a realização de
inventários periódicos, a fim de corrigir discrepâncias entre os
registros e o estoque físico. Após fazer o inventário destinado à
implantação do HÓRUS, comunique à Secretaria Estadual de
Saúde, por meio de documento oficial (exemplo: memorando).
11

MÓDULO 2:
O SCAWEB e o HÓRUS

SCAWEB
12

O SCAWEB é o sistema que controla o acesso aos sistemas web do Ministério da


Saúde. Assim, o primeiro cadastro no SCAWEB é válido para todos os outros
sistemas web do Ministério da Saúde. O cadastro único no SCAWEB, contudo, não
garante a liberação automática do acesso e uso dos sistemas. Para isso, é preciso
permissão da área técnica responsável por um sistema específico.

Os sistemas web são aplicações projetadas para serem


acessadas pela internet, através de um navegador (Exemplo:
Internet Explorer, Mozilla Firefox ou Google Chrome). Dessa
forma, o HÓRUS pode ser acessado de qualquer computador
com conexão à internet, sem necessidade de instalação prévia.

O acesso ao HÓRUS se dá sempre via SCAWEB (http://www.saude.gov.br/scaweb),


que é o ambiente de produção. O operador deve se cadastrar, definir seu perfil de
acesso e informar o estabelecimento de saúde onde trabalha.

SCAWEBTREINAMENTO
O SCAWEB possui uma versão para fins didáticos e para a realização de testes: o
SCAWEBTREINAMENTO (http://www.saude.gov.br/scawebtreinamento).

Nesse ambiente de treinamento, os novos operadores podem praticar e explorar


todos os recursos do HÓRUS, sem se preocupar com erros, pois o
SCAWEBTREINAMENTO é apenas uma simulação do ambiente de produção
(SCAWEB) e seus dados não são verdadeiros.

Em face disso, todas as explicações desse manual devem ser testadas no


SCAWEBTREINAMENTO. Por gerar informações reais, o ambiente de produção só
será liberado quando o operador estiver familiarizado com as funcionalidades do
HÓRUS.
13

Diferenças entre SCAWEB e SCAWEBTREINAMENTO

Por ser um ambiente de testes e treinamento, o SCAWEBTREINAMENTO pode


apresentar opções e/ou funções que ainda não foram implantadas no SCAWEB, bem
como alguns erros.

Fique atento às seguintes características para diferenciar os dois ambientes:

 Barra de endereços

Após entrar no SCAWEB, o endereço do site mostrado no navegador será o seguinte:

Já no SCAWEBTREINAMENTO, o endereço do site não começa por “scaweb”, mas sim


por “aplicação-treinamento”.

 Selo vermelho

O HÓRUS apresentará um destes selos em sua lateral direita quando estiver sendo
acessado via SCAWEBTREINAMENTO:
14

Cadastrando-se no SCAWEB/SCAWEBTREINAMENTO

As funcionalidades do SCAWEBTREINAMENTO são idênticas às do ambiente de


produção (SCAWEB). Por isso, a tela inicial é exatamente a mesma nos dois sistemas:

Para começar, clique em “Cadastro de Novo Usuário”. Na tela a seguir, preencha os


dados pessoais (nome, e-mail, CPF) e do Órgão em que trabalha (bairro, CEP e
endereço). Para esfera de atuação: selecione a opção “Estadual”.

Observe que os campos País, Cidade e Órgão são campos de preenchimento com
pesquisa. Digite o nome e clique em “Pesquisar”. Uma pequena janela abrirá mostrando
a lista de locais disponíveis. Clique no resultado desejado.

Atenção: Se o procedimento não for realizado exatamente dessa forma, a seguinte


mensagem será exibida quando você tentar gravar as informações:

Por fim, preencha o DDD, o telefone e justifique o motivo pelo qual você deseja acessar
o HÓRUS (exemplo: acesso ao ambiente de treinamento do HÓRUS). Digite o código de
15

verificação, clique em “Gravar”. Observe, na figura abaixo, um exemplo de


preenchimento do cadastro de usuário:

Após “Gravar”, clique em OK para confirmar o envio dos dados:


16

Role a tela para baixo. Será exibida uma lista com todos os sistemas disponíveis no
SCAWEB/SCAWEBTREINAMENTO. Selecione a opção HÓRUS
BÁSICO/ESTRATÉGICO e clique em “Confirmar”.

Em seguida, clique em “Informar Perfil”:


17

Escolha o Perfil de Acesso. Em “Esfera de Atuação”, selecione HÓRUS-BÁSICO.


Digite o nome da unidade em que trabalha e clique em “Pesquisar”. Após preencher
todos os dados, clique em “Incluir”.

Escolha o Perfil de Acesso de número I. Os perfis II e III são


disponibilizados apenas para operadores responsáveis por dois ou
mais estabelecimentos da mesma natureza. A esfera de atuação do
estabelecimento deve ser informada na primeira tela do cadastro. No
cadastro de perfil, selecione HÓRUS-BÁSICO.

O Perfil cadastrado será exibido em uma tabela, logo abaixo. Clique em “Finalizar”.
18

A seguinte caixa de diálogo será exibida. Clique em OK.

Mande um e-mail para horus.estrategico@saude.gov.br e solicite a liberação da senha


provisória de acesso. Ela será enviada para o e-mail cadastrado anteriormente.

Primeiro Acesso ao HÓRUS


Após receber o e-mail com a senha provisória, acesse o SCAWEBTREINAMENTO ou o
SCAWEB. Digite o e-mail cadastrado, clique, caractere por caractere, na senha e, depois,
em “Acessar”.
19

Escolha uma nova senha de, no mínimo, 6 caracteres, misturando números e letras. Para
concluir a operação, clique em “Alterar”. Essa será a senha definitiva do HÓRUS.

 Caso esqueça a senha, clique em “Lembrar Senha” na tela inicial.


Uma nova senha será enviada para seu e-mail.

 Se ficar 45 dias sem acessar o sistema, a senha expirará. Envie


um e-mail para horus.daf@saude.gov.br para reativá-la.

 Para solicitar alterações no cadastro do operador, como dados


pessoais, perfil de acesso, bloqueio ou cancelamento de usuário,
envie um e-mail para horus.daf@saude.gov.br;

Por fim, faça o login com seu e-mail e a senha definitiva. O cabeçalho do HÓRUS
apresentará o nome do operador, o perfil e o estabelecimento de saúde vinculado.
20

OPERAÇÕES BÁSICAS DO HÓRUS


Essas operações estarão presentes em todas as funcionalidades do HÓRUS.

Preenchimento de Campos
No HÓRUS, o preenchimento de campos varia conforme sua natureza:

 Preenchimento manual
Esses campos são os mais frequentes no HÓRUS e devem ser preenchidos através
da digitação dos dados:

 Preenchimento com pesquisa


Esses campos possuem botão de busca adjacente. Digite os dados (pelo menos
quatro letras) e clique na busca.

Os resultados serão exibidos abaixo. Clique no item desejado:

Atenção: os resultados também podem aparecer em janela pop-up. Clique no item


desejado para selecioná-lo.

O texto escolhido será transferido para o campo:

 Preenchimento por seleção


21

Esse tipo de campo fornece uma lista pré-estabelecida de opções, entre as quais o
operador deve selecionar aquela(s) desejada(s). Os exemplos a seguir mostram
alguns tipos de preenchimento por seleção.

Menus – contém uma lista de opções. Para mostrá-las, clique na seta:

Em seguida, selecione a opção desejada:

O campo será preenchido com a opção selecionada:

Múltipla Escolha – esses campos permitem marcar apenas uma dos itens
apresentados. Para isso, clique na opção desejada:

Calendário - os campos de data admitem preenchimento manual ou por seleção.


Escolha a forma que preferir.

No preenchimento manual, a data deverá ser digitada normalmente:


22

No preenchimento por seleção, é necessário clicar no ícone do calendário,


adjacente ao campo, e, em seguida, selecionar o dia desejado:

Para selecionar o dia atual, basta clicar em “Today”. As setas simples (>) mudam
os meses, enquanto duplas (>>) mudam os anos. O campo será preenchido com a
data selecionada:

Caixa de opções – permitem selecionar livremente a quantidade de itens da lista.


Para isso, selecione os itens desejados e clique na sela simples:

Os itens selecionados serão deslocados para a caixa à direita (“Itens Adicionados”).


Você pode continuar selecionando tantos itens quanto for necessário:
23

Para selecionar todos os itens, clique na seta dupla (>>):

Todos os itens serão deslocados para área de “Itens Adicionados”:

Também é possível voltar os itens para a caixa anterior (“Itens Disponíveis”)


clicando nas setas de sentido contrário:

Os itens selecionados serão devolvidos para área de “Itens Disponíveis”:


24

 Preenchimento automático
Os campos com fonte ou fundo cinza são preenchidos automaticamente pelo
sistema. Você não conseguirá preenchê-los ou editá-los.

Campo de fonte cinza:

Campo de fundo cinza:

 Preenchimento obrigatório
Os campos marcados com asterisco vermelho são de preenchimento obrigatório.
Você não conseguirá concluir as operações sem preenchê-los.

Consulta ou Pesquisa
É possível fazer buscas no HÓRUS, utilizando, pelo menos, um filtro. Recomenda-se
realizar esse procedimento antes de efetuar novos registros, a fim de evitar
duplicidade de informações.

 Consulta
Esse comando direciona para outra tela, onde será feita a busca propriamente dita.
Clique no botão consultar:

Na tela de busca, digite a(s) palavra(s)-chave e clique no botão pesquisar:

ESTANTE
25

 Pesquisa
Esse comando permite pesquisar diretamente na tela inicial do menu. Na tela
inicial, digite a(s) palavra(s)-chave e clique em pesquisar:

MARIA DA SILVA

 Resultados
Caso haja, os resultados serão exibidos em uma tabela, logo abaixo:

A mensagem “Sem informações para consulta” ou “Nenhum registro encontrado”


indica que não existem registros compatíveis com a busca no sistema.

Salvar/Gravar
O HÓRUS de desconecta quando o operador fica alguns minutos sem utilizá-lo. Por isso,
salve as informações periodicamente para evitar a perda de dados.

Preencha os campos obrigatórios e clique em “Salvar”.

Observe, no topo da página, a resposta do sistema:

 “Dados inseridos com sucesso” indica que os dados foram salvos corretamente.
 “Dados já cadastrados” indica que já existem dados semelhantes no sistema.
 “Obrigatório” indica que faltou preencher algum campo obrigatório.

Editar
Para editar as informações cadastradas faça uma consulta/pesquisa e clique no botão
de edição, exibido na tabela de resultados:
26

Modifique as informações que desejar e clique em salvar:

Excluir

Para excluir os dados cadastrados, faça uma consulta/pesquisa e clique em excluir:

O aviso abaixo será exibido. Clique em OK.

Observe, no topo da página, a resposta do sistema:

 “Registro excluído com sucesso” indica que o registro foi apagado corretamente.
 “O registro não pode ser excluído, pois está sendo utilizado” indica que existem
dados vinculados ao registro. Nesse caso, desvincule esse registro de outros
dados antes de apagá-lo. Caso não seja possível desvincular os dados, inative o
registro.
Situação de Registro
Os registros podem ser Ativos ou Inativos. Os registros ativos podem ser utilizados no
dia-a-dia, enquanto os inativos ficam apenas gravados no sistema, sendo impossível
utilizá-los. Para mudar a situação de um registro, troque a opção “Registro Ativo” e
clique em salvar:
27

Estornar
O estorno corrige o armazenamento errôneo de produtos, retirando-os do estoque.
Para isso, faça uma consulta/pesquisa do produto e clique em “Estornar”:

O aviso abaixo será exibido. Clique em OK.

A mensagem “Não foi possível concluir o estorno, pois já foram feitas saídas utilizando
produtos desta entrada” indica que já houve movimentação de produtos da entrada e,
por isso, não será possível fazer o estorno. Nesse caso, a correção do estoque deve ser
feita através da movimentação “Ajuste de Estoque” (menu Entrada Produto ou menu
Saídas Diversas)

Imprimir ou Baixar Relatório

Algumas funcionalidades permitem imprimir ou gerar arquivos .XML após a conclusão


da operação.
28

 Impressão
Clique em “Imprimir”.

Selecione “Download”, caso queira gravar o relatório em seu computador, ou em


“Abrir com” para abrir o arquivo sem salvar. Em seguida, clique em OK.

Por fim, imprima o relatório dentro do Adobe Reader.

 Gerar .XML
Clique em “.XML”.

Clique em OK.
29

Selecione “Download”, caso queira gravar o arquivo .XML em seu computador, ou


em “Abrir com” para abrir o arquivo sem salvar. Em seguida, clique em OK.
30

MÓDULO 3:
CADASTROS BÁSICOS
31

CADASTROS BÁSICOS
O registro dos cadastros básicos é o passo inicial para utilização das demais
funcionalidades do sistema (entrada de produtos, movimentação, dispensação, entre
outros). Há sete tipos de cadastros que variam conforme o perfil de acesso do operador:

 Usuário SUS
Todo usuário atendido deve ser cadastrado no HÓRUS. Sem esse cadastro não será
possível registrar as dispensações.

 Estabelecimento de Saúde
Devem ser cadastrados para vincular o operador do HÓRUS ao seu local de trabalho e
registrar as movimentações dos produtos (CAF – Acre; Coordenadoria Regional de Saúde
– Alagoas, etc.).

 Localização Física
Permite selecionar o local físico onde os produtos serão estocados no momento da
entrada (estantes, pallets, prateleiras, etc.).

 Origem Receita
Informa a procedência das prescrições, no registro de dispensação (hospitais, CAPS,
etc.).

 Subgrupo Origem Receita


Detalha a origem de receita, especificando-a (Hospital Estadual XYZ, CAPS 12, etc.).

 Departamento
Permite registrar a distribuição interna de produtos para os setores do estabelecimento
de saúde onde o HÓRUS está implantado e onde haverá consumo final do produto para
saúde (sala de nebulização, sala de curativo, consultórios, etc.).

 Farmacêutico
Permite cadastrar o farmacêutico responsável pelo estabelecimento.
32

Observações:

 O cadastro de Usuário SUS é nacional, ou seja, assim que um estabelecimento


cadastrar um usuário, todo o país poderá utilizar esse cadastro;

 Os cadastros de Estabelecimento de Saúde, de Origem de Receita e de Subgrupo de


Origem de Receita são estaduais, ou seja, quando um estabelecimento realizar esses
cadastros, os demais estabelecimentos do mesmo estado também poderão utilizá-
los;

 Os cadastros de Departamento e de Localização Física são visualizados apenas no


estabelecimento de saúde que realizou o cadastro.
33

Cadastro de Usuário SUS


Os usuários atendidos devem ser cadastrados, para permitir o registro das dispensações.
Por isso, esse cadastro é pré-requisito da função “Dispensação”.

Selecione “Usuário SUS” no menu “Cadastro”.

Insira os dados do usuário (nome, nome da mãe, etc.) e clique em “Pesquisar”.

MARIA

Os resultados serão exibidos abaixo. Localize usuário desejado e clique em “Editar”.


34

A mensagem exibida na figura abaixo indica que o usuário não foi sincronizado com a
base de dados do Cartão Nacional de Saúde – CADSUS WEB. Clique em “Novo” para
continuar.

Clique em “Sim” para confirmar seu redirecionamento ao site do CADSUS WEB.

Digite o código do seu estabelecimento, o usuário, a senha e depois clique em “Acessar”.


Caso não tenha acesso ao CADSUS WEB, solicite uma senha à Secretaria Estadual de
Saúde ou ao órgão competente.
35

No ambiente de treinamento, use a seguinte senha de acesso:


Código = CADSUS Usuário = CADSUS Senha = senha

É importante ressaltar que estamos no ambiente de treinamento. Portanto, esse Login


não funcionará no ambiente de produção.

Clique em “Ok” para prosseguir.

Escolha um dos parâmetros abaixo para buscar o usuário. Clique em “Procurar usuário
idêntico” se tiver certeza dos dados digitados. Caso contrário, clique em “Procurar
usuário similar”.
36

Agora, poderão ocorrer duas situações: ou o usuário é totalmente novo ou o usuário já


possui cadastro no CADSUS WEB, mas ainda não foi integrado ao HÓRUS.

 1ª Situação

Se o usuário for novo no CADSUS WEB, a seguinte caixa será exibida. Clique em “Sim”
para continuar.
37

Preencha os campos obrigatórios e clique em “Gravar”. Você também pode preencher


as informações opcionais para melhorar a qualidade do cadastro.
38

Agora, preencha os campos obrigatórios da aba “Contatos” e clique em “Gravar”.


39

Selecione a forma de impressão, caso deseje imprimir o CNS, e depois clique em “Voltar
para o HÓRUS”.

Observação: pedimos desculpas, pois o botão “Voltar para o HÓRUS” encontra-se


temporariamente desconfigurado.
40

As informações cadastradas no CADSUS WEB serão transferidas para o HÓRUS.


41

Os campos em cinza só podem ser alterados via CADSUS WEB ou são gerados
automaticamente. Já os campos em branco podem ser completados dentro do HÓRUS,
caso deseje melhorar a qualidade dos cadastros:

 Unidade de Referência:
Permite vincular o usuário à unidade de saúde básica que o assiste.

 Nº Prontuário:
Permite informar o Nº do prontuário do paciente no sistema.

 Nome/CPF do Responsável:
Podem ser informados para usuários menores de idade ou que possuam cuidadores.

 Programa de Saúde:
É importante vincular o usuário aos programas de saúde para facilitar seu
acompanhamento, bem como subsidiar o planejamento das ações de saúde. Para isso,
selecione os programas de saúde nos quais o usuário está cadastrado. Se o estado
possuir outros programas que não estão disponíveis no HÓRUS, solicite a inclusão ao
gestor federal.

 Observação
Digite neste campo outros dados relevantes sobre o usuário. Essa informação será
visualizada na tela de dispensação. Exemplo: alergia a medicamentos.

 Registro ativo
Selecione “sim” para usuários ativos ou “não” para usuários inativos.

Por fim, clique em “Salvar”. A mensagem “Dados inseridos com sucesso” indica que a
operação foi realizada corretamente.
42

Por utilizar o CADSUS WEB, o cadastro de usuários no HÓRUS poderá


ser utilizado por todos os estados e municípios do país. É
recomendado, portanto, exigir documento de identificação para
garantir a digitação correta dos dados e/ou evitar a duplicidade de
cadastros.

 2ª Situação
Se o usuário já foi cadastrado no CADSUS WEB, mas ainda não foi integrado à base do
HÓRUS, o resultado da busca será exibido logo abaixo.

Para visualizar os dados, clique em . Se for necessário editá-los, clique em e siga


os mesmos passos explicados anteriormente. Caso deseje importar os dados
automaticamente, sem modificá-los, clique em e complete apenas as informações
opcionais do HÓRUS.
43

Cadastro de Estabelecimento de Saúde


É necessário cadastrar os estabelecimentos que utilizarão o HÓRUS e aqueles que,
embora não utilizem o HÓRUS, receberão produtos para dispensação ou uso interno.

O estabelecimento deve possuir Cadastro Nacional de


Estabelecimentos de Saúde (CNES) para ser inserido no HÓRUS.
Caso não possua CNES, use o da Secretaria Estadual de Saúde.

Selecione “Estabelecimento de Saúde” no menu “Cadastro”.

Faça uma busca para checar se o estabelecimento já foi cadastrado.


44

Se o estabelecimento não tiver sido cadastrado, o sistema apresentará a mensagem


“Sem informações para consulta”. Para cadastrá-lo, clique em “Voltar”.

De volta à tela inicial, preencha os campos conforme o exemplo abaixo.


45

Instrução para preenchimento de campos:

 Nome
Insira o nome do estabelecimento.

 Código CNES/Descrição
Insira o código CNES do estabelecimento ou, caso não haja CNES próprio, o da Secretaria
Estadual de Saúde (SES). Atenção: as Regionais de Saúde que possuem CNES devem se
cadastrar utilizando o próprio número (e não o da Secretaria Estadual de Saúde).

 Farmacêutico Responsável:
É possível cadastrar o farmacêutico responsável pelo estabelecimento. Para isso, digite
o nome do farmacêutico e faça a busca. Esse campo é de preenchimento opcional.

 Cabeçalhos 1, 2 e 3
Para identificação dos documentos emitidos pelo HÓRUS é preciso configurar o
cabeçalho. Digite as informações do cabeçalho conforme os dados do estado. Para
inserir o logotipo do estabelecimento ou da Secretaria Estadual de Saúde, clique em
“Selecionar”. Localize a imagem salva em seu computador e clique em “Abrir”. Exemplo
de cabeçalho:

 Tipo de atendimento
46

Escolha “Básico”. É isso mesmo! Lembre-se de que o HÓRUS Básico-Estratégico é um


projeto conjunto.

 Tipo de Estabelecimento
Selecione o tipo de estabelecimento – Farmácia/Unidade de Saúde, Almoxarifado
Central ou Almoxarifado Regional/Regional de Saúde.

 Esfera
Selecione a esfera da federação a que pertence o estabelecimento de saúde.

 Registro Ativo
Selecione “Sim”, para registro ativo, ou “Não”, para registro inativo.

Por fim, clique em “Salvar”. A mensagem “Dados Inseridos com Sucesso” indica que a
operação foi realizada corretamente. Caso deseje cadastrar outro estabelecimento,
clique no botão “Novo” e repita o processo.
47

Cadastro de Localização Física


Os estabelecimentos de saúde devem cadastrar a localização física (estantes, pallets,
geladeiras, etc.) onde seus produtos são estocados. Não é obrigatório endereçar todas
as localizações, mas é preciso cadastrar ao menos um local, como a sala de estoque.

A organização interna das Farmácias e CAFs deve considerar as


características de seus itens. O uso de sinalização facilita a
organização, a identificação e a localização dos produtos.

Selecione “Localização Física” no menu “Cadastro”.

Antes de cadastrar uma nova localização física, verifique se ela já se encontra no


sistema. A mensagem “Sem informações para consulta” indica que a busca não
encontrou resultados. Para retornar à tela de cadastro, clique em “Voltar”.

Digite o nome da localização física e clique em “Salvar”. A mensagem “Dados inseridos


com sucesso” indica que a operação foi realizada corretamente. Caso deseje cadastrar
outra localização, clique em “Novo”.
48

Cadastro de Origem de Receita


A origem de receita indica a procedência das prescrições (pública ou privada). Esse
cadastro será utilizado pelo registro de dispensações, possibilitando a emissão de
relatórios pelos gestores e profissionais de saúde.

Selecione “Origem Receita” no menu “Cadastro”.

Verifique se a origem de receita já foi cadastrada. A mensagem “Sem informações para


consulta” indica que não houve resultados. Para cadastrar a origem de receita, clique
em “Voltar”.

Nomeie a origem da receita e escolha sua origem (pública, privada ou conveniada).


Mantenha o registro ativo e clique em “Salvar”. A mensagem “Dados inseridos com
sucesso” indica que a operação foi realizada corretamente.
49

Cadastro de Subgrupo de Origem de Receita


O subgrupo de origem de receita detalha melhor a procedência das prescrições. Esse
cadastro também é necessário para efetuar os registros de dispensação.

Os cadastros de origem e de subgrupo de origem de receita são pré-


requisitos para a utilização da funcionalidade “Dispensação” no
HÓRUS.

Selecione “Subgrupo Origem Receita” no menu “Cadastro”.

Verifique se o subgrupo de origem de receita foi cadastrado anteriormente. A


mensagem “Sem informações para consulta” indica que a busca não encontrou
resultados. Para cadastrá-lo, clique em “Voltar”.
50

Escolha uma origem de receita já cadastrada.

Digite o subgrupo de origem de receita, selecione registro ativo e clique em “Salvar”.

Para cadastrar vários subgrupos simultaneamente, digite o nome dos subgrupos e clique
em “Adicionar”. Observe que todos esses subgrupos estarão vinculados à origem de
receita selecionada. Não se esqueça de finalizar o procedimento, clicando novamente
em “Salvar”.

Todos os subgrupos
abaixo serão vinculados a
essa origem.
51

Cadastro de Departamento
As farmácias alocadas em unidades de saúde podem ser responsáveis pelo
armazenamento de produtos que são distribuídos a diversos setores. No HÓRUS,
portanto, os departamentos representam todos os setores internos de uma unidade que
recebam medicamentos para consumo final. Por exemplo: sala de curativos, sala de
nebulização, etc.

O cadastro de departamento está disponível apenas para as


farmácias ou unidades de saúde, onde há distribuição interna de
produtos. Assim, o cadastro de departamentos é pré-requisito para
o registro da distribuição interna.

Selecione “Departamento” no menu “Cadastro”.

Digite o nome do departamento a ser cadastrado e clique em “Salvar”. A mensagem


“Dados inseridos com sucesso” indica que a operação foi realizada corretamente. Caso
deseje cadastrar outro departamento, clique no botão “Novo”.
52

Cadastro de Farmacêutico
O HÓRUS permite cadastrar o farmacêutico responsável pelo estabelecimento. Isso é
pré-requisito para dispensar medicamentos controlados através do sistema.

Selecione “Farmacêutico” no menu “Cadastro”.

Antes de cadastrar, verifique se o farmacêutico já foi inserido no sistema. A mensagem


“Sem informações para consulta” indica que a busca não encontrou registros
semelhantes. Para retornar à tela de cadastro, clique em “Voltar”.

Insira o nome do farmacêutico, o número de conselho, selecione o estado e clique em


“Salvar”. A mensagem “Dados inseridos com sucesso” indica que a operação foi
realizada corretamente.
53

MÓDULO 4:
ENTRADA
54

ENTRADA
Os registros de entrada são utilizados na aquisição e/ou recebimento de produtos pelos
estabelecimentos. Há quatro funcionalidades nesse menu:

 Empenho: permite que o estado acompanhe a execução dos próprios recursos


financeiros e a entrega dos produtos;

 Entrada Produto: registra os dados dos produtos adquiridos por intermédio das
compras centralizadas do Ministério da Saúde, por licitação, por empréstimo, entre
outros;

 Ajuste de Lotes: permite alterar os dados relativos ao lote dos produtos, como
número do lote, data de validade, fabricante, status de bloqueio e observações;

 Transferência de Endereço: permite alterar a localização física ou o programa de


saúde dos produtos estocados no estabelecimento de saúde.
55

Entrada de Produto
Sempre que o estabelecimento receber produtos em seu estoque físico (estoque real),
ele deverá alimentar o HÓRUS, atualizando, assim, seu estoque virtual. Para isso, podem
ser utilizadas as funções “Entrada de Produto” ou “Receber Distribuição” (menu
“Movimentações”).

Acesse a opção “Entrada Produto” no menu “Entrada”.

Em geral, a primeira entrada do HÓRUS é o Saldo de Implantação (registro dos produtos


estocados no estabelecimento antes da implantação do sistema). Este procedimento é
feito com base nos dados do inventário previamente realizado.
56

O Saldo de Implantação será realizado somente no ato de


implantação do HÓRUS. As demais entradas devem ser registradas
com o tipo de movimentação correspondente (entrada ordinária,
entrada eventual, compra direta, etc).

A tela a seguir demonstra o preenchimento do saldo de implantação:

Instruções para preenchimento dos campos:

 Status-Trâmite

Demonstra a situação do registro de produtos. “Não-Armazenado” indica que os


produtos ainda não foram incluídos no estoque. Após sua inclusão, o status será
alterado para “Armazenado”.

Observação: Um erro comum entre os operadores do HÓRUS é tentar armazenar os


produtos clicando apenas em “Salvar”. O armazenamento, entretanto, só será feito
através do botão “Armazenar”. Lembre-se, portanto, de verificar se o status da entrada
encontra-se como “Armazenado” antes de finalizar a operação.
57

 Fonte Financiamento

Indica a origem dos recursos utilizados na aquisição dos produtos. No exemplo, utilizou-
se a opção “Federal” porque, no caso dos Programas Estratégicos, os produtos são
adquiridos com recursos do Ministério da Saúde.

Observação: se parte dos produtos tiver sido adquirida com recursos próprios do estado
e outra parte com recursos do Ministério, será necessário fazer dois saldos de
implantação. O primeiro listará os medicamentos adquiridos com recursos estaduais
(Fonte Financiamento: “Estadual”), enquanto o segundo listará aqueles adquiridos pelo
Ministério da Saúde (“Fonte Financiamento: Federal”). A opção “Federal + Estadual” só
deve ser utilizada para medicamentos de financiamento compartilhado (ver Portaria
GM/MS n. 204, de 29 de janeiro de 2007).

 Tipo Movimentação

Indica a forma como os produtos foram adquiridos – saldo de implantação, licitação,


empréstimo, transferência, entrada ordinária, etc.

 Fornecedor/Entidade

Indica a procedência dos produtos – distribuidor, fabricante ou entidade. As entidades


são as instituições como as Secretarias Estaduais de Saúde e o Ministério da Saúde. No
saldo de implantação, seleciona-se a opção “Entidade”.

 Documento

Indica o tipo de documento (ex: memorando) pelo qual a entidade enviou os produtos.

 Nº e Data Documento

Referem-se ao número e à data do documento selecionado.

Observação: o HÓRUS não diferencia documentos com o mesmo número de anos


diferentes. Por isso, sugerimos escrever o “Nº documento” no seguinte formato:
01/2013, 01/2014, etc.
58

 Valor Total

Indica o valor total da entrada (somatório da multiplicação do valor unitário dos


produtos pelas respectivas quantidades).

 Data do Recebimento

Indica a data em que os medicamentos foram recebidos pela unidade. No saldo de


implantação, será a data do registro deste saldo no sistema.

 Observação

Acrescenta diversas informações pertinentes àquela entrada.

 Produtos

Para discriminar os produtos da entrada, clique em (clique neste botão sempre que
quiser adicionar um novo produto). A tabela abaixo será exibida:

Selecione o produto e digite seu valor unitário. Para adicionar novos produtos, clique no
botão novamente. É possível adicionar até 60 produtos em sequência. Após preencher
todos os campos, clique em “Salvar”.
59

Para obter o valor unitário, você pode consultar as notas fiscais ou o


processo de compra dos produtos. Também é pesquisar no Banco
de Preços em Saúde (BPS), um sistema que registra, armazena e
disponibiliza os preços de medicamentos e produtos para a saúde
adquiridos por instituições cadastradas.

Observe que, após salvar, foi gerado um número para esta entrada, que é sequencial
por estabelecimento. Além disso, houve preenchimento automático dos códigos dos
produtos com o número do CATMAT (catálogo de materiais do governo federal) e das
unidades mínimas de cada produto.
60

Agora é necessário cadastrar o lote de cada produto. Para isso, clique no botão “Lote”
(esse botão só será disponibilizado depois que a entrada for salva).

Essa é a tela do “Cadastro de Lotes”. Preencha o formulário com o nome do fabricante,


o número do lote e a data de validade do produto. O campo “Fator Embalagem” já vem
preenchido com o número 1 e não deve ser alterado. Se desejar, escreva outras
anotações pertinentes no campo “Observação”.

Observe o nome do produto cujo


lote você está cadastrando

A entrada de produtos deve ser registrada sempre com a menor


unidade de fornecimento (comprimido, ampola, frasco, etc). Por
isso, o “Fator de Embalagem” é sempre 1.

Caso o fabricante desejado não conste do HÓRUS, você deverá cadastrá-lo, clicando em
“Cadastro Fornecedor”. A tela abaixo será aberta. Digite os dados necessários e
cadastre o fornecedor.
61

Para terminar de cadastrar o lote, você deve escolher o “Status Bloqueio” e cadastrar o
“Programa de Saúde” do medicamento.

Instruções para preenchimento:

 Status Bloqueio

A opção “Sim” bloqueia a distribuição e dispensação de todo o lote. Ao selecioná-la, a


data do bloqueio será gerada pelo sistema. Mantenha o status de bloqueio como “Não”
para distribuir e dispensar os lotes normalmente.

Observação: Um lote pode ser bloqueado por diversos motivos, como, por exemplo,
uma notificação da ANVISA.

 Programa de Saúde

O produto deve ser vinculado ao programa de saúde a que pertence. Para isso, selecione
um dos programas da lista. Para vincular dois programas distintos a um mesmo produto,
clique no botão .. Por fim, digite a quantidade recebida e selecione a localização física
onde o produto será estocado.
62

Os Programas Estratégicos estão listados no site do Ministério da


Saúde. Além deles, há outros programas dos outros componentes
da Assistência Farmacêutica. Se seu estado possuir um programa
que não cadastrado no HÓRUS, solicite a inclusão através do menu
“Solicitações”.

Clique em “Salvar”. Os dados salvos serão mostrados em uma nova tabela.


63

Para cadastrar outro lote do mesmo produto, preencha novamente todas as


informações e clique novamente em “Salvar”. Observe que surgirão mais linhas na
coluna de lotes. Para cadastrar os lotes de outros produtos, clique em “Voltar” e repita
o processo.
64
65

Observe que o valor total foi preenchido pelo sistema Para finalizar essa operação, é
necessário armazenar os produtos (clique em “Armazenar”).

A mensagem “Entrada armazenada com sucesso” indica que a operação foi realizada
corretamente. Observe o “Status Trâmite” foi alterado para “Armazenado”.
66

Corrigindo a entrada de produto


Se o erro for verificado antes da movimentação do produto, será possível estorná-lo.
Após as movimentações, a correção deve ser feita conforme o tipo de erro. As
funcionalidades listadas abaixo serão explicadas ao longo deste manual:

 Erro no produto, quantidade ou valor – selecione a opção “Ajuste de Estoque” na


função “Entrada Produto” (Entrada -> Entrada Produto -> Tipo Movimentação ->
Ajuste de Estoque).

Observação: esse procedimento deve ser utilizado para incluir produtos, quantidades
ou valores. Se for excluir, utilize “Saída por Ajuste de Estoque”, na função “Saídas
Diversas” (Movimentações -> Saídas Diversas -> Tipo Movimentação -> Saída por Ajuste
de Estoque).

 Erro de número de lote, fabricante e validade – selecione “Ajuste de Lote” no menu


“Entrada”.

 Erro na localização física – selecione “Transferência de Endereço” no menu


“Entrada”.
67

Entrada Produto: Tipos de Movimentação


A entrada de produtos foi explicada utilizado o exemplo do saldo de implantação. No
entanto, há outros tipos de entrada possíveis. A definição do campo “Tipo de
Movimentação” determinará diferentes formas de preenchimento para cada entrada.

 Ajuste de Estoque

O “Ajuste de Estoque” visa igualar o estoque real com o virtual. No caso do menu
“Entrada Produto”, essa opção deve ser utilizada quando o estoque físico da farmácia
for maior que o estoque registrado no HÓRUS. A figura abaixo demonstra como deve
ser o preenchimento dos campos:

Fonte financiamento – selecione a fonte de recursos utilizada para pagar os produtos.

Tipo movimentação – selecione “Ajuste de Estoque”.

Fornecedor/Entidade – selecione “Entidade”.

Documento – selecione “Memorando”.


68

Nº documento e Data do documento – digite o nº e a data do documento.

Valor total – digite o valor total dos produtos.

Data de recebimento – informe a data do registro da entrada.

Observação – digite o motivo do ajuste de estoque.

Produtos – devem ser adicionados seguindo os procedimentos demonstrados


anteriormente. Siga também as instruções de armazenamento apresentadas.

 Entrada com Nota Fiscal

Consiste em qualquer tipo de entrada em que os produtos são oriundos de distribuidoras


ou fabricantes e adquiridos através de licitação.

Fonte financiamento – selecione a fonte dos recursos utilizada para pagar a Nota Fiscal.

Tipo movimentação – selecione a modalidade de licitação utilizada na compra.

Fornecedor – selecione “Distribuidora” ou “Fabricante”, conforme o caso.


69

Empenho – este campo só deve ser preenchido caso o cadastro do empenho tenha sido
realizado previamente.

Documento – selecione “Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A”.

Nº documento – digite o nº da Nota Fiscal.

Data Documento – informe a data da Nota Fiscal.

Valor total – digite o valor total da Nota Fiscal.

Data de recebimento – informe a data do registro da entrada.

Observação – digite outras informações pertinentes à entrada, se necessário.

Produtos – devem ser adicionados seguindo os procedimentos demonstrados


anteriormente. Siga também as instruções de armazenamento apresentadas.

 Entrada por Guia de Remessa

Caso o documento que acompanhe os produtos seja uma guia de remessa, preencha os
campos da seguinte forma:
70

Fonte financiamento – selecione a fonte dos recursos utilizados para o pagamento da


Guia de Remessa.

Tipo movimentação – selecione conforme a situação. “Entrada Eventual” deverá ser


utilizada para recebimentos específicos e excepcionais, enquanto “Entrada Ordinária”
caracteriza recebimentos rotineiros.

Fornecedor – selecione “Entidade”.

Documento – selecione “Guia de Remessa”.

Nº documento e Data do documento – digite o nº e a data da Guia de Remessa.

Valor total – digite o valor total da Guia de Remessa.

Data de recebimento – informe a data do registro da entrada.

Observação – digite outras informações pertinentes à entrada, se necessário.

Produtos – devem ser adicionados seguindo os mesmos procedimentos demonstrados


anteriormente. Siga também as instruções de armazenamento apresentadas.

As diferentes modalidades de Licitação (concorrência, convite,


tomada de preços, pregão, etc) e suas normas constam das Leis nº
8.666/93 e nº 10.520/2002.
71

Empenho
Percebemos, no dia-a-dia, muitas ações que são realizadas com recursos públicos:

Para que elas aconteçam, é necessário que os recursos sejam previstos e autorizados no
orçamento público, que segue à risca três estágios de execução de despesas: empenho,
liquidação e pagamento.

A Lei nº 4320, de 17 de março de 1964 divide a execução da


despesa em três estágios:

Empenho: é o primeiro estágio, em que a autoridade competente


cria para o Estado a obrigação de pagamento;

Liquidação: é o segundo estágio e consiste na verificação e


comprovação do cumprimento das obrigações do contrato;

Pagamento: é o último estágio e consiste no efetivo pagamento da


despesa liquidada.

O HÓRUS permite acompanhar a execução do empenho, contribuindo para a


transparência na gestão dos recursos financeiros. Para registrar um empenho no
sistema, é necessário cadastrá-lo no Sistema Integrado de Administração Financeira
para Estados e Municípios (SIAFEM). O SIAFEM visa racionalizar, simplificar, e organizar
a execução orçamentária, financeira e contábil dos estados e municípios, de forma
integrada, reduzindo custos e propiciando maior eficiência na gestão dos recursos
públicos.

Somente após o registro do empenho no SIAFEM, ele poderá ser inserido no HÓRUS.
Para isso, acesse a opção “Empenho” no menu “Entrada”.
72

Esta é a tela de registro de empenho do HÓRUS. Todos os dados necessários para o


preenchimento encontram-se na Nota de Empenho. Esse documento é emitido após o
registro no SIAFEM.
73

Instrução para preenchimento dos campos:

 Fonte de Financiamento

Indica a origem dos recursos empenhados para o pagamento do objeto: municipal,


estadual, federal ou compartilhada (exemplo: Federal + Estadual).

 Tipo de Movimentação

Refere-se à modalidade de licitação utilizada no processo de aquisição do produto.

 Fornecedor

Indica o fornecedor do produto. Caso não o encontre na lista, cadastre-o.

 Empenho (N°/Ano)

Refere-se ao número e ano da Nota de Empenho.

 Número do processo, do contrato e da ata

Também podem ser informados, mas não são de preenchimento obrigatório.

 Data do Empenho

Refere-se à data em que o empenho foi realizado, constante da Nota de Empenho.

 Valor Total

Refere-se ao valor total empenhado.

 Data Prevista de Entrega

Para facilitar o acompanhamento da execução do empenho, digite a data prevista para


entrega dos produtos, conforme estabelecido no contrato com o fornecedor.

 Produto

Indique os produtos empenhados, conforme demonstrado anteriormente.

Clique em “Salvar” e observe a mensagem “Dados inseridos com sucesso”.


74

Ao receber os produtos empenhados, será necessário registrá-los no estoque por meio


da função “Entrada Produto”. Digite o número do empenho e selecione-o.

As informações do empenho (fonte de financiamento, tipo de movimentação,


fornecedor, valor total e produtos) serão preenchidas automaticamente pelo sistema.
75

Já os campos Documento, Nº Documento, Data Documento, Data de Recebimento,


Observação e Produtos deverão ser preenchidos por você, conforme os dados da nota
fiscal recebida junto com os produtos.

Em caso de recebimento parcial dos produtos empenhados


(quantidade menor ou falta de itens), altere o valor total da entrada
conforme o documento fiscal e informe apenas a quantidade
recebida na tela de cadastro de lotes.

O exemplo abaixo demonstra o preenchimento dos campos necessários e a inclusão dos


produtos, com lotes já cadastrados. Apenas 500 itens foram recebidos, restando o saldo
de 9.500 a receber (a quantidade total do empenho era 10.000 – ver figura anterior). O
campo “Saldo” informa, portanto, a quantidade máxima de produtos que pode ser
registrada em uma determinada nota de empenho. Essa quantidade será diminuída, até
zerar, a cada nova entrada vinculada à mesma nota de empenho.

Observe que também foi necessário alterar o valor total de 22.750,00 para 1.137,50,
conforme a quantidade de produtos recebida. Por fim, clique em “Salvar” e, em seguida,
76

em “Armazenar”. A mensagem “Entrada armazenada com sucesso” indica que o


procedimento foi realizado corretamente.

A mensagem “Entrada não armazenada. O valor informado foi de


X, mas o valor calculado foi de Y” indica que o somatório dos valores
dos itens não confere com o valor total da entrada. Confira as
quantidades e valores dos produtos, altere o que for necessário e
salve para, em seguida, armazenar.
77

Ajuste de lotes
Esta função altera as informações do fabricante, do número do lote ou da data de
validade. Além disso, permite bloquear ou desbloquear lotes de produtos.

Acesse a opção “Ajuste de Lotes” no menu “Entrada”.

Esta é a tela inicial do ajuste de lotes. Busque o produto desejado.

Observe, na tabela de resultados, os lotes correspondentes. Escolha o lote a ser


modificado e clique em “Editar”.

A quantidade apresentada nessa tela não se refere à quantidade do


produto em estoque, mas à quantidade que foi registrada no
momento da entrada no sistema.
78

O sistema abrirá uma tela, em que constam os detalhes do lote. Nesse exemplo, vamos
supor que o número do lote foi digitado incorretamente, pois erros de digitação são
muito comuns. Pode ocorrer, por exemplo, a troca de 5 por S, 2 por Z, I por L, etc.

Vamos, então, alterar o número do lote para 98786, trocando o último dígito (7 por 6),
que ficou faltando. Após digitar o número correto do lote, insira uma justificativa da
alteração no campo “Observação”.

Clique em “Salvar”. A mensagem “Dados inseridos com sucesso” indica que a operação
foi realizada corretamente.

Para bloquear o lote, selecione a opção “Sim” em “Status Bloqueio”. Esse lote constará
no estoque, mas não estará disponível para distribuição e dispensação.
79

Após bloquear, a data e hora do bloqueio ficam registradas automaticamente. No


entanto, é necessário salvar novamente para gravar a modificação no sistema.

Também é possível registrar a justificativa do bloqueio no campo “Observação”. Para


desbloquear o lote, realize os mesmos procedimentos demonstrados anteriormente,
selecionando a opção “Não” no “Status Bloqueio”. Não se esqueça de salvar.
80

Transferência de Endereço

Essa função deve ser utilizada para transferir os produtos para novas localizações físicas
do estabelecimento.

Acesse a opção “Transferência de Endereço” no menu “Entrada”.

Busque o produto que deseja transferir. É possível utilizar outros parâmetros, além do
nome, para refinar a pesquisa.

A lista de resultados apresentará todos os produtos com as características buscadas,


sendo possível fazer a transferência total ou parcial do produto desejado.
81

Na transferência total, é possível alterar o Programa de Saúde ou a localização física de


todos os itens de um lote. Ao final do procedimento, clique em “Salvar”.

Na transferência parcial, além de alterar o Programa de Saúde ou a localização


física, também é necessário definir a quantidade do lote que será modificada.

Digite aqui a quantidade que deseja modificar

As Localizações Físicas disponíveis para seleção são aquelas


cadastradas anteriormente no menu “Cadastro”. Caso a localização
desejada não apareça na lista, cadastre-a.

Clique em “Voltar”. Os estoques alterados aparecerão com as alterações. Caso deseje


realizar uma nova pesquisa, clique em “Limpar”.
82

MÓDULO 5:
MOVIMENTAÇÕES
83

MOVIMENTAÇÕES

Há oito tipos de movimentações que variam conforme o perfil de acesso do


operador:

 Distribuição sem Requisição


Registra a distribuição de produtos do almoxarifado para estabelecimentos de saúde
que não fizeram requisição via HÓRUS.

 Requisição ao Almoxarifado
Permite a requisição on-line de produtos entre farmácias e almoxarifados que possuam
o HÓRUS implantado.

 Atender Requisição
Permite que os estabelecimentos atendam às requisições realizadas via HÓRUS.

 Saídas diversas
Registra diversas saídas de produtos (doação, empréstimo, etc), exceto dispensação e
distribuição regular a departamentos e estabelecimentos de saúde.

 Saída para Departamento


Registra a distribuição interna de produtos em unidade de saúde que possua farmácia
com HÓRUS implantado.

 Requisição entre Estabelecimentos


Registra o remanejamento de produtos entre estabelecimentos de saúde que possuem
HÓRUS implantado.

 Receber Distribuição
Confirma o recebimento de produtos requisitados a outros estabelecimentos ou
enviados via grade de distribuição.
84

 Grade de Distribuição
Permite ao gestor da assistência farmacêutica definir o elenco de produtos que cada
estabelecimento de saúde receberá para atender a seus serviços.

Distribuição sem requisição

Essa função está disponível para o perfil Almoxarifado/CAF e registra a distribuição de


produtos para estabelecimentos de saúde que não fizeram solicitações via HÓRUS.

Recomenda-se iniciar a implantação do HÓRUS no Almoxarifado


Central e, depois, expandi-la para outros estabelecimentos. Por
isso, a distribuição de produtos será realizada principalmente
através dessa função nos estados em que o grau de implantação
do HÓRUS na rede é baixo.

Acesse “Distribuição Sem Requisição” no menu “Movimentações”.

Esta é a tela inicial da distribuição sem requisição:


85

Instrução para preenchimento dos campos:

 Estabelecimento de Saúde Destino


Selecione o estabelecimento para onde serão enviados os produtos. Apenas os
estabelecimentos que foram cadastrados no menu “Cadastro de Estabelecimento de
Saúde” são disponibilizados para seleção. Exemplos: CAF Municipal, Regional de Saúde,
Hospital Estadual, etc.

 Status
Indica o status da distribuição. Em geral, quando se inicia uma movimentação, o status
aparecerá como “inicial” e, quando for concluída, mudará para “atendido”.

 Operador
Registra automaticamente o nome do operador que fez a distribuição.

 Observação
Registra informações adicionais a respeito da distribuição.

 Data do Pedido
Registra, automaticamente, a data e a hora da distribuição.

 Data do Atendimento
Será preenchida, automaticamente, quando a distribuição for atendida.
86

 Produtos
Clique em para mostrar a tabela de cadastro de produtos e siga os passos explicados
anteriormente.

Tabela de cadastro
dos produtos

Observe o exemplo abaixo. Após preencher todos os dados, clique em “Salvar” e


observe o número gerado para a distribuição.

Para buscar distribuições salvas, clique em “Consultar”. A pesquisa pode ser feita
pelo Estabelecimento de Saúde Destino, pela Data do Pedido ou pelo Número da
distribuição:
87

Aparecerá uma tabela com o status de todas as distribuições registradas:

Descrição de Status de Distribuição:

 Inicial
Distribuições com o status inicial indicam que a distribuição foi registrada no sistema,
mas os produtos ainda não foram enviados.

 Atendido
Indica que os produtos já foram enviados para o local de destino e que a distribuição já
foi realizada.

 Estorno-baixa
Indica que os produtos foram enviados e, logo em seguida, estornados pelo responsável
do almoxarifado.

 Não-atendido
Indica que o responsável pelo almoxarifado desistiu de enviar aquela distribuição.

Essa tabela permite, ainda, Estornar, Editar, Excluir ou Copiar as distribuições. A função
copiar copia os dados de uma distribuição para serem utilizados em outra distribuição,
evitando, assim, o trabalho de digitar constantemente os dados das distribuições
rotineiras.
88

Atendimento de distribuição sem requisição

Atender a distribuição significa concluir a movimentação, retirando os produtos do


estoque. Por isso, o status da distribuição só deve ser alterado para “Atendido”
depois que os produtos forem efetivamente enviados a outro estabelecimento.

A primeira forma de atender a distribuição é clicar no botão “Atender todos


automaticamente” (exibido somente após o salvamento da distribuição). Ocorrerá
a baixa de todos os itens da distribuição, removendo-os do estoque.

Os atendimentos automáticos do HÓRUS seguem a estratégia


“First-Expire, First-Out” (FEFO). Por isso, os lotes com a validade
mais próxima serão sempre os primeiros a sair do sistema. Se
desejar proceder de outra forma, escolha o modo manual.

A mensagem “Baixa realizada com sucesso” confirma que a operação foi realizada
corretamente. É possível imprimir ou salvar o relatório da distribuição em XML (Excel).
89

Os relatórios são impressos em duas vias, auxiliando a separação dos produtos,


além de acompanhá-los até o local de destino. Assim, o estabelecimento de destino
pode assinar uma das cópias no recebimento, devolvendo-a para o estabelecimento
de origem, e guardar a outra como comprovante.

Outra forma de atender às distribuições é através do botão “Baixa”, que possibilita


a baixa de apenas alguns produtos da lista de distribuição. Isso pode ser feito
automaticamente ou manualmente.
90

Na “Baixa Automática” são deduzidos do estoque os lotes com a menor validade.


Já na “Baixa Manual”, a tabela com todos os lotes do produto é exibida. Escolha o(s)
lote(s) de onde deseja deduzir os produtos, digitando na coluna “Atendido” a
quantidade a ser retirada para atender à distribuição. Clique em “Salvar” para
finalizar. A mensagem “Baixa realizada com sucesso” indica que a operação foi
realizada corretamente.

Caso tente distribuir quantidades superiores às que constam no estoque, a


mensagem “Produto(s) não atendido(s) por falta de estoque” será exibida.
91

O status da distribuição só mudará para “atendido” quando todos os itens da lista


são atendidos. Se houver baixa de apenas alguns itens, o status da distribuição
permanecerá “inicial” e apenas os itens atendidos terão o status modificado para
“atendido”.
92

Saídas Diversas

Essa função registra as saídas de produtos por diversos motivos, exceto por dispensação
e por distribuição para outros estabelecimentos de saúde.

Dispensação é o ato do profissional farmacêutico que fornece


medicamentos em resposta à apresentação de uma prescrição.
Já a distribuição consiste no envio de medicamentos a outros
estabelecimentos em quantidade, qualidade e tempo oportuno.

Acesse “Saídas Diversas” no menu “Movimentações”.

Observe que há várias opções de saídas em “Tipo Movimentação”


.
93

Instrução para preenchimento dos campos:

 Status Trâmite
Indica o status da saída.

 Tipo Movimentação
Indica o motivo da saída do produto (doação, análise, perda, etc).

 Tipo de Destino
Indica o tipo de destino para onde o produto será enviado (Fornecedor, Entidade ou
Usuário SUS).

Observação: De acordo com a opção selecionada, é preciso preencher o nome do


Fornecedor, da Entidade ou do Usuário no campo imediatamente subseqüente. A opção
Usuário SUS deve ser utilizada apenas para usuários não identificados. Para os demais,
utilize a função “Dispensação”.

 Diploma Legal
Indica o tipo de documento que comprova a movimentação. O responsável pela
Assistência Farmacêutica poderá emiti-lo.

 Número Documento
Indica o número do diploma legal selecionado.

 Data Pedido
É preenchida automaticamente pelo sistema.

 Justificativa
Informa os motivos que provocaram a saída. É um campo obrigatório, pois as saídas
diversas devem ocorrer em caráter excepcional.
94

 Produtos

Clique em e siga os passos explicados anteriormente.

Observe, no exemplo abaixo, uma saída diversa:

Clique em “Salvar”. Observe que foi gerado um número para a requisição.

Lembre-se de que a retirada dos produtos do estoque pode ser feita pelas opções “Baixa
Manual”, “Baixa Automática” ou “Atender Todos Automaticamente”. Também é
possível imprimir o relatório da saída.

Para buscar outras saídas salvas, clique em “Consultar”. A pesquisa pode ser feita pelo
tipo de movimentação, tipo de destino, período ou número da requisição:
95

O resultado mostra o status das saídas registradas, sendo possível Editar, Excluir ou
Estornar. Em caso de estorno, o status do item será alterado para “Estorno-Baixa” e não
poderá mais ser modificado.
96

Saída para Departamento

Como explicado, os departamentos são ambientes internos das unidades de saúde. Por
isso, a função “Saída para Departamento” só é disponibilizada para os perfis de acesso
que controlam a distribuição interna de produtos.

Acesse a opção “Saída para Departamento” no menu “Movimentações”.

Preencha todos os campos e salve. Será gerado um número para a saída.


97

Instruções para preenchimento:

 Status
Indica o status da saída.

 Departamento
Selecione o departamento para onde os produtos serão enviados.

 Observação
Insira outras informações sobre a saída, caso haja.

 Data do Pedido
É preenchida automaticamente pelo sistema.

 Produtos

Clique em e siga os passos explicados anteriormente.

Lembre-se de que a retirada dos produtos do estoque pode ser feita pelas opções “Baixa
Manual”, “Baixa Automática” ou “Atender Todos Automaticamente”. Também é
possível imprimir o relatório da saída.
98

Requisição ao Almoxarifado

Essa função é utilizada para fazer requisições de produtos online a Almoxarifados ou


CAFs que possuam sistema HÓRUS. O fluxo de pedidos online é o seguinte:

1. Requisição ao Almoxarifado pela Farmácia;


2. Atendimento da solicitação pelo Almoxarifado;
3. Recebimento e confirmação da distribuição pela Farmácia.

Acesse a opção “Requisição ao Almoxarifado” no menu “Movimentações”.

Esta é a tela inicial de requisição ao almoxarifado.


99

Instrução para preenchimento dos campos:

 Estabelecimento Atendente
É o estabelecimento para o qual os produtos estão sendo requisitados.

 Status
Indica o status da requisição.

 Observação
Indica outras informações pertinentes a respeito da solicitação (motivo).

 Data Pedido
É preenchida automaticamente pelo sistema.

 Produtos
Clique em e siga os passos explicados anteriormente.

Após preencher todos os campos, clique em “Salvar”. Apesar de o número da requisição


ter sido gerado, ela ainda não foi enviada ao almoxarifado. Para fazê-lo, clique em
“Enviar para Almoxarifado”.
100

Após enviar a requisição ao almoxarifado não será mais possível alterá-la. Clique em OK
para confirmar.

O status é alterado para “Solicitado” e “Data de Autorização” é gerada pelo sistema.

Economize tempo nas novas requisições, copiando os dados das requisições


realizadas. Para isso, busque as requisições anteriores através da data do pedido,
do número ou do status.
101

Para copiar os dados da requisição, clique em “Copiar”.

As informações são copiadas para a nova janela de requisição. O status encontra-


se como “inicial”, sendo possível inserir outros produtos, alterar suas quantidades
ou excluí-los. Clique em “Salvar” e depois em “Enviar para Almoxarifado”.

Também é possível requisitar produtos ao almoxarifado através


do botão “Utilizar Grade”. Para isso, será necessário registrar as
grades de distribuição mensais no HÓRUS.
102

Agora é preciso esperar o atendimento da solicitação. Entre em contato com o


Almoxarifado, pois o HÓRUS não emitirá alerta avisando-o das novas requisições.

Atender Requisição
Os estabelecimentos devem usar essa funcionalidade para atender as solicitações
online de outros estabelecimentos. No caso dos almoxarifados e CAFs, recomenda-
se estabelecer rotina de consulta às solicitações pendentes, uma vez que o HÓRUS
não emite alerta de novos pedidos.

Acesse a opção “Atender Requisição” no menu “Movimentações”.

Busque as requisições disponíveis. A tabela de resultados mostrará a data em que


o pedido foi enviado para o almoxarifado (“Data de Autorização”) e o nome do
estabelecimento solicitante. Para atender ao pedido, clique em “Atender”.
103

Confira os dados da solicitação. Em caso de discordância, clique em “Devolver para


o Solicitante”. Recomenda-se explicar o motivo da devolução no campo observação.

Lembre-se de que a retirada dos produtos do estoque pode ser feita pelas opções “Baixa
Manual”, “Baixa Automática” ou “Atender Todos Automaticamente”. Após atender a
requisição, as quantidades dos produtos nos estabelecimentos solicitante e atendente
serão atualizadas.
104

Se a opção “Atender todos automaticamente” for utilizada para dar baixa em uma lista
de itens e houve algum produto em falta, este terá seu status atualizado para “Não-
Atendido”. Esse status é irreversível. Por isso, o estabelecimento demandante deve
enviar uma nova solicitação para que o item possa ser atendido no futuro.

Após finalizar o atendimento, é possível imprimir os dados da requisição para


auxiliá-lo na separação, conferência e transporte dos produtos.

A função “Atender Requisição” é utilizada para atender pedidos


online feitos através das funções “Requisição ao Almoxarifado” ou
“Requisição entre Estabelecimentos”.
105

Receber Distribuição

Após o atendimento das requisições pelos almoxarifados (e outros


estabelecimentos), os produtos são enviados aos estabelecimentos demandantes.
O responsável pela farmácia deve confirmar o recebimento desses produtos no
HÓRUS.

Acesse a opção “Receber Distribuição” no menu “Movimentações”.

Busque as requisições pela data do pedido, pelo número da requisição ou pelo status.

Na tabela de resultados, identifique o pedido e clique em “Entrada” para incluir os


produtos recebidos no estoque. Também é possível ver mais detalhes sobre os pedidos
através do botão “Visualizar”.
106

Observe que o status da entrada encontra-se como “não-armazenado”. Escreva as


observações pertinentes e clique em “Armazenar” para incluir os produtos no estoque.

É possível alterar as informações a respeito do lote. Na tela anterior, clique em “Editar”


para ser redirecionado para a função “Cadastro de Lotes”.
107

Requisição entre Estabelecimentos

Essa função deve ser utilizada para remanejar produtos entre dois estabelecimentos
com HÓRUS. Assim como a “Requisição ao Almoxarifado”, o remanejamento de
produtos online segue um fluxo de três etapas:

1. Solicitação de produtos pelo estabelecimento demandante;


2. Atendimento da solicitação pelo estabelecimento atendente;
3. Recebimento e confirmação da distribuição pelo estabelecimento demandante.

Acesse a opção “Requisição entre Estabelecimentos” no menu “Movimentações”.

Esta é a tela de requisição entre estabelecimentos.


108

Instruções para o preenchimento dos campos:

 Estabelecimento atendente
Escolha o estabelecimento para o qual deseja solicitar os produtos.

 Status
Indica o status da requisição (inicial, atendido, não-armazenado, armazenado, etc).

 Observação
Indica outras informações pertinentes a respeito da requisição, como o seu motivo.

 Data do Pedido

É preenchida automaticamente pelo sistema.

 Posição de Estoque do Estabelecimento Atendente

Permite visualizar o estoque do estabelecimento atendente para verificar se há


disponibilidade de produtos para atender sua requisição.

 Produtos

Clique em e siga os passos explicados anteriormente.

Agora é preciso esperar o atendimento da solicitação pelo outro estabelecimento.


Sugerimos entrar em contato com o responsável pelo remanejamento, pois o
HÓRUS não emitirá alerta avisando-o das novas requisições. Após receber os
produtos, utilize a função “Receber Distribuição”, conforme explicado
anteriormente.
109

Grade de Distribuição
Essa função permite definir o elenco e a quantidade de produtos que os
estabelecimentos podem solicitar ao Almoxarifado ou à CAF durante o mês, sendo
possível utilizar o Consumo Médio Mensal para fazer os cálculos.

Acesse a opção “Grade de Distribuição” no menu “Movimentações”.

Essa é a tela do Cadastro de Grade de Distribuição.


110

Instruções para preenchimento dos campos:

 Estabelecimento de Saúde

Selecione o estabelecimento para o qual a grade será feita.

 Descrição da grade

Descreve ou nomeia a grade. Exemplo: Grade da Tuberculose, Grade da AIDS, etc.

 Produto

Os produtos são exibidos por ordem alfabética. Para inseri-los, clique em “Incluir”.

 Data de Início

Indica o início da vigência da grade.

 Data de Fim

Indica o fim da vigência da grade.

Observe o exemplo abaixo:

Escolha a letra inicial dos produtos


a serem listados abaixo.
111

Após clicar em “Salvar”, será exibido o botão “Gerar”. É preciso clicar nele para finalizar
a grade. A mensagem “Grade gerada com sucesso” indica que a operação foi concluída
corretamente.
112

Requisição ao Almoxarifado com Grade de Distribuição


Assim que os almoxarifados gerarem grades de distribuição, as farmácias poderão
utilizá-las para fazer solicitações no menu “Requisição ao Almoxarifado”.

Os produtos disponíveis na grade, o estoque atual, o CMM (consumo médio mensal), a


cota mensal, o saldo para requisição, a quantidade atendida e o status da operação
serão exibidos.
113

Descrição dos campos:

 Estoque atual

Mostra a quantidade do produto no estoque do seu estabelecimento.

 Consumo Médio Mensal (CMM)

Mostra o CMM daquele produto no seu estabelecimento. Como é calculado em


períodos de seis meses, só é calculado a partir do sexto mês de registro de
dispensação do produto.

 Cota

Quantidade de produtos que pode ser distribuída para o estabelecimento por mês.

 Saldo

Quantidade de produtos que ainda faltam retirar até zerar a cota mensal.

 Quantidade Solicitada

Quantidade solicitada ao Almoxarifado nesta requisição.

 Quantidade Atendida

Quantidade atendida pelo Almoxarifado.

 Status Trâmite

Indica o status da requisição.

Caso seja necessário solicitar quantidades diferentes das que constam na grade,
justifique no campo observação. Clique em “Salvar” e, em seguida, em “Enviar para o
Almoxarifado”. O status será alterado para “Solicitado”. Por fim, espere o atendimento
do almoxarifado e dê entrada nos produtos.
114

MÓDULO 6:
DISPENSAÇÃO
115

DISPENSAÇÃO

O registro de dispensações no HÓRUS visa gerar dados que auxiliem no


acompanhamento dos usuários, na definição de intervenções, no planejamento de
ações de saúde e, ainda, no desenvolvimento de indicadores de qualidade dos
serviços.

Selecione “Dispensação” no menu “Dispensação”.

Esta é a tela da dispensação. Para iniciar, preencha o nome do usuário ou o número de


seu Cartão SUS.
116

Assim que preencher um dos campos (Nome ou Número do Cartão SUS), os demais
dados do paciente serão preenchidos automaticamente.

Caso o usuário não seja encontrado, cadastre-o.

Instruções para o preenchimento dos outros campos:

 Observação

Insira observações sobre a prescrição ou sobre o paciente. Exemplo: alérgico à


penicilina.

 Origem e Subgrupo de Origem da Receita

Selecione a origem e subgrupo de origem da receita.

 Médico

Esse campo só será exibido após o preenchimento dos campos Origem e Subgrupo
de Origem da Receita. Busque o nome do médico prescritor.
117

 Outro tipo de Prescritor e Nº do Conselho

Caso o prescritor não seja médico, digite seu nome e o número de registro no
conselho profissional.

 Data da Receita

Selecione a data em que a receita foi prescrita.

 Produtos

Clique em para exibir a tabela de dispensação ou adicionar mais produtos.

Exemplo de preenchimento da tabela de produtos: Prescrição de 1 comprido de


Bupropiona, 2 vezes ao dia (12 em 12h), por 45 dias:

Instruções para o preenchimento:

Produto – Selecione o produto desejado.


Qtd. (Dose) – quantidade de medicamentos por administração. No exemplo: 1
comprimido.
118

Frequência – número de vezes que o medicamento deve ser administrado por dia. No
exemplo: 2 vezes ao dia.
Duração – número de dias que o paciente deverá tomar o medicamento. No exemplo:
45 dias.
Nº de dias dispensar – número de dias de tratamento que a quantidade de
medicamentos dispensada pela farmácia possibilita. No exemplo: 30 dias.

Dessa maneira, segundo o exemplo acima, o paciente receberá outra dispensação para
os 15 dias restantes de tratamento.
119

MÓDULO 7:
RELATÓRIOS
120

RELATÓRIOS
Os relatórios do HÓRUS permitem que sejam analisados dados referentes à
movimentação de produtos nos estabelecimentos de um município.

A análise dessas informações pode contribuir para o aprimoramento dos processos de


planejamento e auxiliar os gestores e profissionais na tomada de decisões para
qualificação da atenção ao usuário.

Em cada funcionalidade do menu Relatórios são apresentados diferentes filtros, assim,


é possível gerar diversos relatórios, conforme a informação desejada.

Alguns filtros são opcionais e outros obrigatórios, nos quais aparecem asteriscos
vermelhos. Caso nenhum dos filtros opcionais seja selecionado, será gerado um
relatório com todos os dados, ou seja, utilizar os filtros facilita na busca de dados.
específicos.

Filtros opcionais
Filtros obrigatórios

Todos os perfis, com exceção do financeiro, possuem acesso aos relatórios.


121

No entanto, para o perfil Gestor Estadual aparecerá, em alguns relatórios, o filtro


“Estabelecimento de Saúde”. Dessa forma, esses operadores podem visualizar dados de
todos os estabelecimentos do município. Nos demais perfis, o operador possui acesso
aos relatórios somente do estabelecimento ao qual está vinculado.

Todos os perfis, com exceção do financeiro, possuem acesso aos relatórios.


122

Posição de Estoque
O relatório de posição de estoque permite a visualização dos estoques dos produtos nos
estabelecimentos do município.

Para visualizar o estoque de todos os produtos, clique apenas em Relatório, em seguida,


em abrir ou salve o arquivo em seu computador.

Serão visualizados os estoques de todos os produtos por estabelecimento, bem como


as suas localizações físicas, os programas de saúde correspondentes, as quantidades, o
lote e os seus valores financeiros.
123

No final do relatório, será apresentado o valor financeiro total do estoque.

Para o acompanhamento do prazo de validade dos produtos, utilize o filtro Validade.


Informe o período a ser consultado e clique em relatório.
124

Com esse relatório você terá informações em tempo hábil para tomada de providências
a fim de evitar que o produto vença na prateleira.

Agenda de Dispensação
Outro relatório que pode ser gerado consiste nos agendamentos de dispensações
registradas no sistema no momento da dispensação.
125

Para visualizar todos os agendamentos, informe o período desejado. Os filtros por


usuário, por produto ou ambos podem ser utilizados para especificar o relatório.

Após preenchidos os campos dos filtros, clique em relatório e confirme a operação.

Esse relatório pode auxiliar


na programação, a fim de
manter no estabelecimento
estoque de medicamentos
suficientes para atender a
demanda já estabelecida,
No relatório serão visualizados a data, o produto e a quantidade agendada, bem como
pelo agendamento, e aquela
o usuário a ser atendido.
prevista, pelo consumo
médio.

Programação: consiste em estimar quantidades a serem adquiridas para o


atendimento a determinada demanda de serviços, por determinado
período.
126

Usuários Faltosos
O relatório “usuários faltosos” permite a visualização dos usuários que não
compareceram à farmácia para retirada dos produtos a partir dos agendamentos das
dispensações.

A pesquisa é realizada pelo período. Pode-


se ainda utilizar os filtros por usuário ou
por programa de saúde.

Se nenhum dos filtros opcionais for


selecionado o relatório apresentará todos
os usuários faltosos referentes a todos os
programas.

No relatório constam os usuários, a data do agendamento, os produtos e quantidades


agendados, bem como o endereço dos usuários. Os dados deste relatório podem auxiliar
a equipe de saúde na busca ativa dos usuários para averiguar os motivos para o não
comparecimento (abandono ou troca de tratamento, entre outros).
127

Saída por Dispensação


Em outro relatório do HÓRUS - saída por dispensação - estão apresentados todos os
produtos que foram dispensados em um determinado período.

Para visualizá-lo, realize a


pesquisa por período. Os
filtros por usuário, por
programa de saúde ou por
produto são opcionais. Da
mesma forma que os
demais relatórios, se
nenhum filtro for
selecionado serão
visualizados todos os
produtos dispensados,
referente a todos os
programas de saúde
correspondentes ao período
informado.
128

Os produtos e suas respectivas quantidades em estoque e dispensadas, bem como os


valores financeiros são visualizados neste relatório.

Dispensação por Usuário SUS

No relatório de Dispensação por Usuário SUS poderão ser visualizados os produtos


dispensados para usuários em um determinado período. Dessa forma, o histórico de
dispensações por usuário pode ser consultado.

Para visualizar o período a


pesquisar, informe o nome no
filtro usuário SUS, selecione o
período e clique em Relatório.

O relatório pode ser gerado em arquivo (.pdf) ou em planilha (.xls). Para gerar planilha
utilize o botão “Rel XLS”.
129

Nesse relatório constam todos os medicamentos que um determinado usuário recebeu


por um determinado período de tempo.

Outro dado que pode ser visualizado nesse relatório é a procedência das receitas
atendidas. Isso é possível porque no momento do registro da dispensação são
informados a origem e subgrupo de origem de receita.

Para gerar o relatório das dispensações por origem e subgrupo de origem de receita,
faça a seleção dos mesmos nos respectivos campos, selecione o período e clique em
Relatório. Nesse relatório estão apresentados todos os usuários que foram atendidos de
acordo com a origem e subgrupo de origem de receita selecionados.
130

Também, é possível gerar o relatório por programa de saúde, utilizando o respectivo


filtro. Assim, são apresentados os medicamentos dispensados de um determinado
programa de saúde, por um determinado período. Esse relatório é importante quando
na entrada os produtos são vinculados a programas de saúde diferenciados.

Saídas
As saídas de produtos em um determinado período podem ser visualizadas no relatório
Saídas.

Nesse relatório constam todas as saídas registradas pela opção Saídas Diversas, Atender
Requisição, Saída para Departamento e Distribuição sem requisição.
131

Selecione as datas para consultar


todas as saídas de produto em
um período. Caso queira relatório
por tipo de saída, selecione a
opção desejada no filtro Tipo
Movimentação.

Para consulta de produtos específicos, clique em Adicionar produto.

Digite parte do nome do produto, clique no botão de busca, selecione o produto, clique
em Adicionar e em Voltar.

Observe que o produto foi incluído na tabela abaixo. Para incluir outro produto realize
os mesmos procedimentos. Para prosseguir, clique em Relatório.
132

Nesse relatório constam o estabelecimento que realizou a saída, o produto, seu


respectivo lote e a quantidade, e o valor financeiro total da saída.

Entrada por Período


No relatório de entrada por período são apresentadas todas as entradas dos produtos
em um determinado período de tempo.
133

Veja que nesse relatório constam todos os produtos. Também é possível gerar um
relatório de entrada de um ou mais produtos específicos, como explicado
anteriormente.
134

Ao realizar a pesquisa somente pelo período, no relatório gerado constará o número da


entrada, o produto com suas especificações, valor unitário, quantidade e valor total do
item. Ao final da página poderão ser visualizados a quantidade total de unidades
farmacêutica e o valor financeiro total da entrada.

Requisições Atendidas e Não Atendidas

Para os estabelecimentos atendentes visualizarem as requisições atendidas e não


atendidas, por meio de requisição ao almoxarifado ou requisição entre
estabelecimentos, pode-se emitir um relatório, no qual são apresentados os produtos
e suas respectivas quantidades solicitadas e atendidas num determinado período.

Defina o status da requisição,


atendida ou não atendida, informe
o período, se desejar especifique o
produto e clique em Relatório.
135

Nesse relatório constam os produtos solicitados por estabelecimento de saúde ao


almoxarifado, inclusive a quantidade solicitada e atendida.
136

Medicamentos Sujeitos a Controle Especial


No relatório Medicamentos Sujeitos a Controle Especial são apresentados todos os
medicamentos submetidos ao controle especial, constantes na Portaria 344/98, que
foram dispensados por um determinado período.

Defina o período a ser consultado. O Gestor


Estadual terá que definir, também, o
estabelecimento de saúde e o livro.

A pesquisa ainda pode ser realizada por


produto. Nesse caso, faça a seleção do
produto no filtro correspondente.

Clique em Relatório e confirme a operação.

No relatório constam os medicamentos, seus respectivos lotes, o tipo de movimentação,


o nome do paciente ou do fornecedor. Quando se refere a uma dispensação são
incluídos o nome do prescritor, seu nº de registro no conselho de classe, bem como o
137

nº da dispensação registrada no HÓRUS, a data da dispensação e o nº da notificação,


quando exigida.

Entradas e Saídas

O relatório de Entradas e Saídas consolida todas as entradas e saídas de produtos em


um determinado período.

Defina o período a ser consultado. O Gestor


Estadual terá que definir, também, o
estabelecimento de saúde.

Caso queira gerar o relatório de um produto em


específico, faça a seleção do produto no
respectivo filtro.

Clique em Relatório.
138

Os produtos aparecem por


ordem alfabética. Para cada
produto aparecem todas as
entradas e saídas, bem como o
tipo de movimentação e os
valores financeiros de cada
movimentação.

Também, consta nesse relatório


o estoque atual de cada
produto.
139

Produtos
Vimos no módulo I que o cadastro de produtos é realizado pelo gestor federal do
HÓRUS. Assim, conforme orientado no 8° passo para implantação do sistema, é
necessária a consulta dos produtos cadastrados no HÓRUS. Essa consulta é realizada em
Produtos no menu Relatórios.

Para consultar todos os produtos cadastrados no


HÓRUS, clique em Pesquisar.

Se desejar consultar produtos para saúde


específicos, digite o nome do produto no campo
descrição e clique em pesquisar.

Produto para saúde – substância, produto, aparelho ou acessório, cujo


uso ou aplicação esteja ligado à defesa e proteção da saúde individual
ou coletiva, à higiene pessoal ou de ambientes, ou a fins diagnósticos
e analíticos, os cosméticos e perfumes, e, ainda, os produtos dietéticos,
óticos, de acústica médica, odontológicos e veterinários.

A consulta,
também, pode ser
realizada pelo nº do
produto, que
corresponde ao
CATMAT.

CATMAT – Catálogo de Materiais e Medicamentos do Ministério da Saúde


140

Quando o gestor federal do HÓRUS realiza o cadastro de um produto é informado o seu


CATMAT.

Observe que para um produto pode haver diversas descrições.

Dessa forma, é preciso atenção no momento de selecionar o produto correto para


registro das movimentações no HÓRUS.

Ainda no relatório de produtos, para consultar medicamento, clique em Adicionar


Princípio Ativo.

Medicamento – produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado,


com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico.
141

Digite parte do nome do princípio ativo, clique no botão de busca, selecione o princípio
Selecione o ativo desejado, clique em Adicionar e em voltar.
Princípio ativo – Substância ou grupo delas, quimicamente caracterizada, cuja ação
farmacológica é conhecida e responsável, total ou parcialmente, pelos efeitos terapêuticos do
medicamento.
142

Para consulta, clique em Pesquisar.

Observe que são apresentados todos os medicamentos cadastrados, que consta em sua
formulação o princípio ativo informado.
143

MÓDULO 8:
ORIENTAÇÕES GERAIS
144

SOLICITAÇÕES
Caso necessite, utilize o menu “Solicitações” para enviar ao DAF os pedidos de inclusão
na base do HÓRUS.

Conforme o tipo de solicitação, selecione a opção correspondente:

Cadastro de produto - utilizado para solicitação de inclusão de medicamentos;

Cadastro de programa de saúde - utilizado para solicitação de inclusão de


programas de saúde;

Outras solicitações - utilizado para solicitação de inclusão de produtos para


saúde e entidades.

É necessário enviar as seguintes informações para solicitações de cadastros:

• Cadastro de produto – princípio ativo, concentração, forma farmacêutica, apresentação e


registro na ANVISA;

• Cadastro de programa de saúde – nome e descrição do programa;

• Cadastro de produtos para saúde – descrição do produto e registro na ANVISA;

• Cadastro de entidade – nome e CNPJ.


145

Para solicitação de cadastro de medicamento, preencha os campos obrigatórios e clique


em Salvar. Observe que aparece a mensagem “Dados inseridos com sucesso” e que é
gerado um número para a solicitação.

O status da solicitação aparece como inicial.

Em seguida, clique em
“Enviar Solicitação”.
Verifique que o status
passa a “Solicitado”.

Neste momento o Gestor


federal do HÓRUS
receberá a solicitação.
146

O status será modificado


para “atendido” quando
o cadastro for concluído
e o medicamento
passará a constar no
catálogo do HÓRUS.

O acompanhamento da
solicitação pode ser
realizado pelo status
dela.

Faça as demais solicitações conforme orientações abaixo:

Para solicitação de
cadastro de programa
de saúde, digite o nome
do programa e, no
campo Descrição,
informe o objetivo do
programa.

Para solicitação de cadastro


de produtos para saúde e
entidade, digite no campo
Descrição as informações
apontadas anteriormente.
147

USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS - URM


No menu URM são disponibilizados documentos técnicos com o intuito de fornecer às
equipes de saúde informações baseadas em conhecimentos sólidos, independentes e
atualizados, para fundamentar a seleção e a indicação de medicamentos essenciais, bem
como para auxiliar na orientação aos usuários.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os medicamentos essenciais são


aqueles que servem para satisfazer às necessidades de atenção à saúde da maioria da
população. São selecionados de acordo com a sua relevância na saúde pública, provas
quanto à eficácia e à segurança e com estudos comparados de custo-efetividade. Devem
estar sempre disponíveis, nas quantidades adequadas, nas formas farmacêuticas
requeridas e a preços que os indivíduos e a comunidade possam pagar.

URM: Uso racional de


medicamentos.

Veja que estão disponíveis os links para acesso a RENAME, FTN e TEMAS
SELECIONADOS.
148

RENAME: Relação Nacional de Medicamentos Essenciais. FTN: Formulário Terapêutico


Nacional

Temas selecionados: Condutas Baseadas em Evidências


sobre Medicamentos Utilizados em Atenção Primária à
Saúde.
149