Você está na página 1de 3

SLIDE - CIÊNCIA TECNOLOGIA E SOCIEDADE - CTS

Aula 2: Temas e perspectivas do estudo CTS

PRELIMINARMENTE
F. Campos, 2016

A CIÊNCIA é uma representação (forma de explicar a realidade), que tem como


características: linguagem própria; conhecimento acumulável, registrável e
refutável; e articulação entre procedimentos metodológicos e fundamentos
epistemológicos.

A TECNOLOGIA pode ser compreendida como sinônimo de técnica (o que


pressupõe ação humana, cultura); como aplicação de procedimentos (o que faz
com que pensemos o fogo como uma tecnologia, assim como os
computadores); e como tecnocracia (ideologização da técnica).

PRELIMINARMENTE

F. Campos, 2016

A PERSPECTIVA C&T defende o modelo linear de desenvolvimento(no qual o


desenvolvimento científico implica em desenvolvimento social), a
neutralidade das decisões tecnocráticas, o determinismo tecnológico e a
perspectiva salvacionista da C&T.

O MOVIMENTO CTS busca uma visão mais reflexiva sobre o contrato entre
C&T, adicionando questões sociais, políticas, culturais e econômicas no debate
acerca da ciência e das tecnologias.

PRELIMINARMENTE

F. Campos, 2016
Para além do seu caráter abstrato,
a ciência envolve uma socialização.

ABORDAGENS CLÁSSICAS DE CTS

Décadas de 1950/60

Motivação > compreender a instituição científica.


 O que se estudava?

 Estrutura, mudanças e organização da comunidade científica, da


cientometria e do papel dos cientistas na sociedade > perguntas que eram
feitas:
 Como se organizam os cientistas?
 Qual a história de determinada descoberta científica?

Havia consenso que à sociologia não cabia o estudo do conteúdo do


conhecimento gerado.

ROBERT MERTON (1910-2003)

Como a ciência se organiza, se institucionaliza, como mede seu desempenho e


qual o papel do cientista na moderna sociedade ocidental.

Ciência informada por normas e valores que estabelecem um código informal


para a conduta dos cientistas.

 Este código informal na ciência seria informado pelos imperativos de:


universalismo, comunismo, ceticismo organizado, desinteresse,
originalidade e humildade.

O conteúdo da ciência e suas teorias não era investigado.

ABORDAGENS CONTEMPORÂNEAS DE CTS

A partir de 1970

As investigações olham para as influências do contexto social na relativa


determinação do conteúdo do conhecimento científico.

Perguntam-se: onde se encontram as raízes dos conhecimentos (e de


determinados conhecimentos) científicos?

DAVID BLOOR (1942-)

Investigação além de pesquisas institucionais, avançando na explicação sobre a


produção do conhecimento científico;

4 princípios para a abordagem da sociologia do conhecimento – Programa


Forte em Sociologia do Conhecimento da riqueza):
 Causalidade
 Imparcialidade
 Simetria
 Reflexidade

DAVID BLOOR (1942-)

Mas não se confunda:


O fato de interesses sociais e culturais comporem o conteúdo e o
desenvolvimento da ciência não significa que sejam elementos negativos nas
teorias.

O que importa é que não sejam ignorados por um artifício utópico de


neutralização.

AS TECNOLOGIAS MOBILIZADAS EM TORNO DO ARGUMENTO CIENTÍFICO


Shapin & Schaffer

Conhecimento científico é mais que teoria e experimento > envolve 3


tecnologias em sua produção:

Tecnologias materiais: laboratórios, instrumentos e procedimentos de


utilização de equipamento.

 Tecnologias sociais: organizam formas de nlegitimidade e credibilidade


dos resultados e experimentos científicos, estabelece quem faz parte e
como se ordena a comunidade científica, quem pode e quem não pode
tecer considerações sobre um assunto.

 Tecnologias de inscrição: modo de fazer circular o conhecimento.

...

As tecnologias mobilizadas em torno do argumento científico. Shapin & Schaffer

Percebe-se aqui como a política não é evento exterior à ciência.