Você está na página 1de 3

‘’Fim’’ do Estado de Direito: surveillance e Revolução 4.

•O Estado de Direito:
1. Substancialização do Estado:
Poder Pessoal ligado ao Poder Legal: Responsabilizar-se e a
competência de comandar a sua vida e seus corolários, tendo por
base, seus termos e o seu jeito para motivar-se viver sua vida, sendo
antagônico ao processo de vitimização.
( Poder Pessoal  Poder Legal )
Direitos Humanos: Direitos e concepção de liberdade para todos
os seres humanos. Normalmente (na maioria dos casos) o conceito de
direitos humanos, é ligado a liberdade de pensamento e expressão, e
a igualdade perante a lei.
Discurso do ED: O Estado de Direito é um conceito que designa
qualquer Estado que aplica as ideias de garantir o respeita a liberdade
civil, logo, respeitando os direitos humanos e os direitos
fundamentais, através de uma proteção jurídica pré-estabelecida. No
Estado de Direito, as próprias autoridades políticas estão sujeitas ao
respeito das regras de direito.
2. Conceito ‘’Elástico’’:
Questão Individual: Como o próprio nome sugere, as
competências individuais são aquelas que se manifestam no indivíduo,
independentemente da equipe. Essa competência está ligada à forma
de interagir da pessoa. Compreendendo o conhecimento, as
habilidades individuais e as características pessoais como
complemento ao exercício da função da pessoa, envolvendo questões
comportamentais.
Questão Social:É conceituada pelo conjunto das expressões das
desigualdades da sociedade capitalista madura, que tem uma raiz
comum: a produção social é cada vez mais coletiva, vendo por esse
lado, o trabalho vai se tornando amplamente social, porém, a
apropriação dos seus frutos de trabalho, continuam mantendo-se
privada.
Questão Ambiental: Á medida que a humanidade aumente sua
capacidade de intervir na natureza para satisfação de necessidades de
desejos crescentes, surgem tensões e conflitos quanto ao uso do
espaço e dos recursos em função da tecnologia disponível.
Questão ‘’Informacional’’: Neste conceito, pode-se referir a
questão da empregabilidade, já que uma das suas questões seria que
a tecnologia em si não gerando e nem eliminando empregos, ela, na
verdade, pode transformar profundamente a natureza do trabalho e a
organização da produção.

•ED e Tecnologias:
1. ED: Onde? Quando?:Pode-se dizer que esse conceito é
relacionado ao poder do Estado. É quando esse poder, em relação
ás decisões que podem ser tomadas pelos governantes, é limitado
pelo conjunto das leis, pelo direito. No Estado de Direito,
obrigatoriamente todos os direitos fundamentais do homem
devem ser protegidos pelo Estado: tanto os direitos políticos, como
os sociais e os econômicos.
2. ED e Tecnologia:
‘’Net-Messiânicos’’
‘’Net-Críticos’’
‘’Net-Céticos’’ (APOCALÍPTICOS)
3. ED e ‘’numerização’’ pós-simbólica.
4. Imposição ou Submissão do ED.
•Arquitetura ‘’ERA DA QUANTIFICAÇÃO’’
1. Conexões + ‘’BIG DATA’’
- Exponencialização do ‘’VOLUME DE DADOS’’
- Técnicas de ‘’ESTOCAGEM’’
- Capacidade de ‘’TRATAMENTO’’
Numerização:
- ‘’VELOCIDADE’’ (Aceleração)
- Digerir Informação (CONHECITO - ALGORÍTIMICO
FUNCIONALUTILITARISTA
‘’Fim do ED: Surveillance
•Orwell: 1984 (2 + 2 = ?)
•Foucault: Panóptico
•Deleuze: Sociedade de Controle
•Haggerty e Ericson: AssemblageSurveillante
•Bauman: Vigilância Líquida
•É. Sadin: Poder ‘’Aleteico’’ – (Enunciar a verdade)
Disciplina – Segurança – Saber

Problemas
•Atividade Orientada ao Futuro – PREDIÇÃO
•Distância Espacial e Temporal
•Fim Geografia (Rodotá) – Poder e Política separados
•Social Media
- IA: •Incitamento
•Prescrição
Era do Acesso – Era da Digitalização
•Coerção

•AFETAÇÃO
- PrivacyIgualdade (Social Sorting/Digital Discrimination)
- ‘’MathemacialTurn’’ Lógica da Estatística e do software
- Desvantagem Cumulativa  Liberdade e Igualdade
- Estado de Medo: Sujeito Securitizado
- Garantias: Social Media
- Tecnoliberalismo: Morte da Política
- Poderes Selvagens: Poder e Política