Você está na página 1de 91

MANUAL DE TREINAMENTO

 INTRODUÇÃO AO ESPRIT

 TORNEAMENTO BÁSICO

 FRESAMENTO BÁSICO

The most powerful CAM Software ever.


Interface Gráfica do ESPRIT

Vamos começar dando uma olhada na tela do ESPRIT. Esta janela é exibida quando
você cria um novo arquivo ou abrir um já existente.

5 2

3 4

A janela do ESPRIT contém:

1. Menus e barras de ferramenta padrão ao longo da parte superior da tela. Você pode
selecionar os comandos do menu ou da barras de ferramentas.
2. Uma área de trabalho gráfica onde você pode ver o seu trabalho. Esta é a maior área
da tela.
3. A área de alerta, na parte inferior esquerda da tela, mostra as instruções as instruções
que devem ser seguidas. Sempre preste atenção ao que o prompt está lhe dizendo.
4. A área de Status, na parte inferior da tela ESPRIT, fornece informações dinâmicas
sobre os trabalhos em curso ambiente. Ao selecionar comandos ou mover o cursor, a
informação é constantemente actualizada. ESPRIT também fornece duas janelas
especializadas que fornecem informações adicionais sobre as partes que estão
trabalhando e proporcionam uma excelente forma de gerenciar seu trabalho.
5. O Gerente do Projeto consiste em um conjunto de janelas com guias que listam todos
os recursos, todas as ferramentas de corte, e todas as operações na sessão atual. O
Gerenciador de Projeto permite-lhe gerenciar, ordenar e reordenar esses itens. Para visualizar
o Gerente de Projeto, pressione a tecla F2 ou clique em Project Manager no menu Exibir.

2
6. O navegador de propriedades exibe as propriedades específicas de qualquer item
selecionado na área de trabalho gráfico ou no Project Manager. Os tipos de propriedades
apresentadas dependem do tipo de item selecionado. Você pode ver e alterar as propriedades
individuais para o item selecionado. Para visualizar o navegador de propriedades, clique em
Propriedades no menu Exibir ou mantenha pressionada a tecla Alt enquanto pressiona Enter.

Menus

Os comandos estão localizados em oito menus. A maioria dos comandos de menu


também estão disponíveis nas barras de ferramentas.
• Arquivo: Abrir um arquivo existente ou criar um novo. Salvar os arquivos que foram
alterados.
• Editar: permite copiar ou excluir itens, mover o ponto de origem ou de alterar a
orientação de um modelo importado.
• Ver: Define a visualização do ambiente de trabalho.
• Criar: Desenhar uma nova geometria, dimensões, características, superfícies ou
sólidos.
• Usinagem: Configura a definição da máquina, criar ferramentas de corte, criar e simular
operações de usinagem.
• Ferramentas: Definir a unidade do sistema, criar macros, carregar programas
suplementares, e personalizar o ESPRIT.
• Janela: Criar novas janelas e organizar a exibição de múltiplas janelas.
• Ajuda: Acesse os arquivos de ajuda online ou saber mais sobre a versão atual do
ESPRIT.

Ferramenta Barra Padrão

As barras de ferramentas padrão estão localizadas perto do topo da tela ESPRIT.

1 2 3 4

1. A barra de ferramentas Padrão tem o arquivo de comandos de gerenciamento que


permitem criar, abrir, salvar e imprimir arquivos. Você também pode encontrar o comando
Copiar quando você quer copiar os elementos na área de trabalho.
2. A barra de ferramentas View tem vários comandos que permitem controlar a
exposição na área de trabalho, tais como zoom e girando o ponto de vista, mais os comandos
que permitem que você escolha se deseja exibir as peças nos modos estrutura de arame ou
sombreada.
3. A barra de ferramentas Edit dá-lhe ferramentas de seleção que permitem filtrar os
tipos de elementos que podem ser selecionados ou selecionar automaticamente (grupo) de
vários elementos da seleção de um único elemento.
4. A barra de ferramentas Camadas e Planes tem comandos para criar e selecionar
planos de trabalho, camadas, e exibir planos.

A Barra de Ferramentas Inteligentes

Use a barra de ferramentas inteligentes para exibir e ocultar rapidamente as barras


ESPRIT ferramenta baseada no tipo de trabalho que você quer fazer.

3
Os três primeiros ícones na barra de ferramentas relacionadas com os modos de
usinagem em ESPRIT: fresar, tornear, e fio EDM.
Se você clicar em "Alternar para SolidMill", a barra de ferramentas é atualizada para
mostrar os comandos que permitem criar ferramentas e operações de fresagem. Se você clicar
em "Alternar para SolidTurn", os comandos de fresagem serão escondidos e novos comandos
de visualização que permitem que você crie ferramentas e operações de torno e centro de
torneamento.

Se você deseja criar geometria, basta clicar no ícone de Geometria para activar o grupo
Geometria das barras de ferramentas.

Se você clicar em Ferramentas de Fresamento e Torneamento, a barras de ferramentas


de geometria é escondida e comandos de criação de ferramentas são exibidos. Todos os
coamndos visíveis barras de ferramentas são ativados na Smart Tool Bar, e será sempre
exibido na mesma posição, para que você não tenha que caçar um comando.

4
Desenho do Tutorial

5
Configurando o ESPRIT
O primeiro passo é configurar a tela de visualização.
Chamar o menu Ferramentas→ Personalizar. Deve aparecer uma caixa de diálogo
igual a esta:

Se os ícones estiverem aparecendo muito grandes, desmarcar a opção “Botões Grandes”.


Habilitar os seguintes ícones:
 Barra de menu  Orientar Peça
 Camada e planos  Padrão
 Editar  Smart Toolbar
 Exibir  Usinagem comum
 Geometria tipo 2  Modificar plano de trabalho
Desmarcar os demais itens.

6
No canto inferior, habilitar as seguintes opções dando dois cliques nos itens: ENCAIXAR,
GRADE e HI.

Depois de arrumar os menus vamos deixar eles padrões em Ferramentas→opções→


padrão→ ok→ok

Habilitar Gerenciador de projetos: F2 ou Exibir→ Gerenciador de projetos.


Habilitar Propriedades: Apertar Alt+enter ou Exibir→ Propriedades.
No ESPRIT você consegue programa Centros de Usinagens, tornos e Eletro a Fio,
.
Usaremos o módulo de torneamento . O módulo de torno pode ser habilitado também
pelo menu Usinagem→SolidTurn→SolidTurn.

Habilitar os eixos cartesianos e o plano acionando Ctrl+Alt+X e Ctrl+Alt+U.


Após, apertar F8 para visualizar o plano na visão isométrica.
Após visualizar, apertar F7. Voltará para visão Parte superior.

Selecionar o plano de trabalho Superior e o Plano de trabalho “XYZ”


Para habilitar Exibições, apertar F12; Plano de trabalho, apertar F10; Camadas, apertar
F11.

Criando perfil no ESPRIT


Para fazer desenho usa-se a opção Geometria Tipo 1:

3- Criar Camada peça.


a- Clicar com o botão direito do mouse dentro da caixa Camada.
b- Após clicar em Novo e criar Camada peça.
c -Deve ficar conforme exemplo abaixo:

7
Desenhando a figura do tutorial no ESPRIT.
1- Criar linhas verticais usando comando Linha horizontal/Vertical , ao clicar abrirá a
tela abaixo:

2- Selecionar “Vertical” e digitar em “Distância” o valor “0” e clicar em “Aplicar”.


3- Em “Distância” colocar o 20 e clicar em “Aplicar”. Repetir os passos para os valores:
75; 100.

4- Habilitar “Horizontal” e digitar em “Distância” o valor “8” e clicar em “Aplicar”.

5- Em “Distância” colocar o valor “13” e clicar em “Aplicar”. Repetir os passos para os


valores: 30 e 55.

6- Apertar a tecla ESC do teclado.


Para visualizar as linhas, apertar a tecla F7. Para movimentar a peça, usar Deslocar
visualização ou apertar no SCROLL (botão do meio do mouse) e após, com o botão
apertado, movimentar o desenho.

Para aproximar e afastar basta girar o botão SCROLL para frente e para trás.

Cortar as linhas que não serão utilizadas. Usar comando Aparar. .

Para cortar/apagar as linhas que não serão utilizadas, deve-se clicar com o botão esquerdo
do mouse em cima da parte que se deseja apagar e, após, confirmar seleção usando
novamente o botão esquerdo do mouse. Selecionar conforme exemplo:

8
Apagar todas as linhas que ficam na parte externa. A peça ficará conforme desenho abaixo:

Usar o comando Manter (a linha selecionada será cortada nas laterais, nas
intersecções mais próximas). Exemplo: Clicar no ponto 1 e confirmar:

Ficará assim:

Usar comando Manter para cortar as linhas descritas no desenho abaixo. Cortar conforme
seqüência definida no desenho abaixo:

O desenho ficará assim:

Apertar a tecla ESC do teclado.


Criar as linhas dos rasgos usando novamente o comando Linha Horizontal/Vertical .
Na Horizontal colocar os valores: 18 e 25.
Na Vertical colocar os valores: 55,80 e 95. Ficará conforme desenho abaixo:

9
Usar o comando Aparar para cortar as linhas externas. O desenho deve ficar conforme
a figura abaixo:

Cortas as demais linhas na seguinte ordem:

1- Usar Comando manter para cortar linha 1, 2, 3


2- Usar Comando aparar para cortar linha 4
3- Usar Comando manter para cortar linha 5 e 6
4- Usar Comando aparar para cortar linha 7 e 8

A peça ficará neste formato:

Apertar a tecla ESC do teclado.

Fazer linha em ângulo. Clicar em ponto . Abrirá a seguinte tela:

Selecionar Cartesiano/Centro e colocar na caixa de X,Y,Z os valores: 34.1, 30, 0.


A peça ficará assim:

10
Selecionar o comando Segmento 1 na Tool Bar Geometria Tipo 2.
Clicar com o botão esquerdo do mouse em cima do ponto criado.
Digitar o valor 30 e apertar a tecla Enter e, na seqüência, digitar 135 e apertar a tecla
Enter.
Ficará no seguinte formato: (Obs.: Somente aparecerá a linha após dar o Enter do valor
135).

Apertar a tecla ESC do teclado.

Cortar linhas excedentes


A - Usar o comando aparar para cortar a linha1

B - Usar o comando manter para cortar as linhas 2 e 3

Deve ficar neste formato:

Apagar o ponto que foi criado.

11
Selecionar para filtrar os pontos na barra EDITAR. (Nesta barra é
feito o filtro de seleção.)
A - Habilitar para selecionar somente Ponto conforme figura 1.

B - Após selecionar Ponto clicar/confirmar em cima do ponto que foi


criado e após apertar a tecla Delete. Deve ficar conforme figura
abaixo:

Figura 1
Depois de ter apagado o ponto, habilitar novamente o Tudo na barra EDITAR.
Criar raios. Clicar no comando Filete/Chanfro . Abrirá a seguinte tela:
Habilitar Filete (Raio). Em Raio colocar o valor 2.0.

Após, clicar nas linhas na seguinte ordem:

Ficará neste formato:

12
Selecionar novamente o comando Filete/Chanfro e no Raio colocar o valor 5.0.
Após, clicar nas linhas seguindo a ordem descrita no desenho abaixo:

Deve ficar conforme desenho abaixo:

Apertar a tecla ESC do teclado.


Salvar arquivo. Abrir Arquivo→Salva Como→Colocar nome do arquivo de EXERCICIO 1→
salvar em uma pasta no computador.

Colocar cota na peça.


Criar Camada cota.

Selecionar na barra Smart Toolbar→ Dimensionamento

Abrirá a tela abaixo:

Selecionar na barra Dimensionamento→Dimensão

13
Com o botão esquerdo do mouse, clicar no ponto 1 e ponto 2 da peça.

Após selecionar as extremidades ficará na seguinte forma:

Para confirmar o valor, deve direcionar a cota para a posição que deseja deixar a dimensão, e
confirmar 2 vezes com o botão esquerdo do mouse.

Após, deve ficar conforme figura abaixo:

Como importar um arquivo sólido.

O ESPRIT além de possibilitar a criação de geometria em 2D é possível importar


geometria sólida em 3D.
Pode importar os arquivos com as seguintes extensões:

14
Para importar deve clicar em:
Arquivo→Abrir→ Selecionar o arquivo desejado.
Abrir o arquivo “Arquivo→Abrir→Peça→Exercício 1.STL” para fazer o teste.
Caso deseje unir a peça a tela que está aberta deve habilitado o “Mesclar” na tela abrir:

Deverá ficar conforme desenho abaixo:

15
A peça que foi importada não virá com os contornos.
Para criar os contornos iremos utilizar o comando Perfil da peça .
Ao clicar no comando Perfil da Peça abrirá a tela abaixo:

Após abrir o comando selecionar a peça sólida. Irá aparecer no campo “Selecionar
Peça” o código da(s) peça(s) selecionada(s).
Ao dar Ok será criado o contorno da peça:

16
USINAGEM DA PEÇA EXEMPLO 1

Abrir o ESPRIT com um duplo clique no ícone em sua área de trabalho ou em


Iniciar→ Todos os programas → DP Technology →ESPRIT→ ESPRIT.

Abrir peça Exemplo 1. (Treinamentos MAX3D - Torno\Peça\Torno\ Exemplo 1)

Para usinar a peça, é necessário ter:


 Geometria que deseja usinar (Exemplo 1)
 Material bruto
 Ferramentas de usinagem

Criar sobremetal.

Na barra Smart Toolbar clicar em Usinagem comum e logo após em configurar .


Deve abrir a tela abaixo:

17
Nesta tela se define o sobremetal e a configuração da máquina.

Alterar valores conforme tabela abaixo.

Para visualizar o sobre metal criado deve se habilitar Sobremetal do torno em Máscaras.
Apertar em Ctrl+M. Abrirá a tela abaixo: Clicar na aba Detalhes.

Habilitar Sobremetal do torno.


Após ter habilitado Sobremetal do torno, a área de visualização deverá ficar conforme figura
abaixo:

18
Criar ferramentas de Usinagem

Para cada operação de usinagem é preciso ter a ferramenta que irá fazer a remoção do
material. Vamos criar as ferramentas de usinagem.

A barra de criação de ferramentas do ESPRIT localiza-se em Ferramentas de fresa


mento e ferramentas de torneamento, encontrado também no menu Usinagem.

Abrirá uma lista com todas as ferramentas de usinagem conforme figura abaixo.

Vamos criar a ferramenta que será utilizada para fazer o faceamento e torneamento
externo. Clique no ícone Pastilha para torneamento, ou em Usinagem→Ferramentas de
torneamento→ Pastilha para torneamento.

Abrirá a seguinte tela:

Inserir

ID da Pastilha: Nome da ferramenta,


Colocar: Facear/tornear externo.
Unidade: Unidade de medida utilizada.
(mm).
Propriedades de torneamento:
Característica do inserto. Conforme
catálogo do fabricante.

Preencher valores conforme figura.

19
Suporte
ID do Suporte: Nome do suporte
Tipo de Suporte: Formato do
suporte: redondo ou quadrado.
Propriedade do suporte:
Característica do suporte.
Conforme catálogo do fabricante.

Preencher valores conforme figura.

Geral: Posição da ferramenta no


magazine.
Parâmetros comuns
ID da ferramenta: Número da
ferramenta.
Nome da torre: Torre que a
ferramenta está.
Nome da estação: Posição da
ferramenta no magazine.
Direção do fuso: Direção de corte
da placa.
Refrigeração: Modo de
refrigeração da ferramenta.
Orientação: Orientação da
ferramenta.

Cor da simulação de corte: Cor usada na simulação da ferramenta.


Troca de ferramenta: Posição onde ocorrerá a troca da ferramenta.
Transferência de ferramenta: Posição da ferramenta no suporte de fixação.Sempre colocar o
valor zero nos campos.

Preencher valores conforme figura.

Criar Broca.

Clicar no ícone ou em Usinagem→Ferramentas de fresamento→Broca.

Abrirá uma tela onde serão inseridas todas as informações referentes à ferramenta,
suporte de fixação e onde e como a ferramenta será fixada no magazine do torno.

20
Geral
ID da ferramenta: Nome da ferramenta.
Número da ferramenta: Número da ferramenta no
magazine.
Registro de comp.: Número do corretor da
ferramenta.
Refrigeração: Modo de
Refrigeração da ferramenta.
Direção do fuso: Direção de corte
da ferramenta.
Distância de segurança: Valor que pode ser usado
para afastar a ferramenta na usinagem.
Unidade: Unidade de medida utilizada. (mm).
Cor da simulação de corte: Cor
usada na simulação da ferramenta.
Preencher valores conforme figura.

Troca de ferramenta: Onde ocorrerá a troca da


ferramenta e posicionamento.
Montagem
Nome da torre: Nome da torre onde a ferramenta
está colocada.
Nome da estação: Posição da ferramenta no
magazine.
Orientação do eixo: Orientação da ferramenta na
torre.
Transferência de ferramenta: Posição da
ferramenta no suporte de fixação.
Comentário: Comentário da ferramenta.

Preencher valores conforme figura.

Suporte: Características do suporte.


Diâmetro do suporte: Diâmetro do suporte da
ferramenta.
Comprimento Total: Tamanho total do suporte.
Comprimento da ferramenta: Comprimento do corpo
do suporte.

Preencher valores conforme figura.

21
Haste

Tipo: Tipo de haste Cilíndrica ou Cônica


Personalizar: Haste especial. Pode se
importar/criar outros formatos de haste.
Diâmetro da haste: Diâmetro da haste do
suporte
Comprimento da ferramenta: Comprimento
do corpo do suporte.

Comprimento de corte: Área de corte da


ferramenta.

Preencher valores conforme figura.

Cortador
Diâmetro da ferramenta: Diâmetro total da
broca
Ângulo da ponta
Comprimento de corte: Área de corte da
ferramenta.
Números de faca: número de aresta cortante.
Diâmetro da haste: Diâmetro da haste da
ferramenta.
Comprimento da ferramenta: Quanto a ferramenta
ficará para fora da face do suporte.
Comentário: Comentário sobre a ferramenta.

Preencher valores conforme figura.

Para criação das ferramentas no ESPRIT, basta ter em mãos os dados dimensionais,
selecionar o tipo de ferramenta que se deseja criar e inserir os valores.

Importar ferramentas.

É possível salvar todas as ferramentas dentro do ESPRIT. Uma vez criada, basta
somente selecionar a desejada. Vamos importar o magazine com as ferramentas que faltam
para fazer a usinagem da peça.
Para importar as ferramentas deve selecionar tools na barra Gerenciador de projetos.

22
Clicar o botão direito do mouse no ponto especificado. Ir em Arquivo→Abrir.
Obs.: Para salvar as ferramentas deve selecionar a deseja e em vez de abrir,
salvar.
Ir na pasta - Treinamentos MAX3D - Torno\Peça\Torno

Selecionar o arquivo Ferramentas.etl

Todas as ferramentas que faltavam foram importadas:

23
Já criamos o perfil que desejamos usinar, também definimos o material bruto e as
ferramentas que utilizaremos na usinagem. Agora podemos começar a fazer os processos de
usinagem.

CRIAÇÃO DE ENCADEAMENTO

Para fazer a usinagem, é necessário definir quais os caminhos que a ferramenta irá
percorrer e por isto é preciso criar um encadeamento. Será usado o comando de
Encadeamento automático .
Tendo o perfil que usinaremos, iremos criar os caminhos. Os caminhos de usinagem no
ESPRIT são definidos com “ENCADEAMENTOS OU CHAINS”.
Criando os encadeamentos
1- Desabilitar a camada “cota”.
2- Criar camada “Encadeamento”.
3 - Selecionar a linha S3. 4 – Clicar em Encadeamento automático .

O encadeamento criado contém uma seta. Ela está direcionada para cima. Isto definirá o
sentido de corte. Como nossa usinagem será de cima para baixo, teremos que inverter o
sentido da seta.
O comando usado será o inverter . Clicar nele e, após, no encadeamento. Ficará
conforme desenho abaixo.

Após inverter, apertar a tecla ESC.


Criar encadeamento do contorno externo.
1 - Clicar na linha do chanfro. 2 – Pressionar a tecla CTRL e selecionar as demais linhas.

24
3 - Clicar em Encadeamento automático .

Fazer o mesmo processo para:


a- Canal da Face
b- Torneamento interno
c- Canal Externo
Fazer na ordem que foi citado acima.
Ficará conforme desenho abaixo:

Encadeamento para rosca.


Nossa rosca terá um comprimento de 12.5mm. Teremos que criar uma linha usando o
comando segmento 1 com comprimento de 12.5mm.
1 – Clicar no comando segmento 1
2 – Clicar no ponto 1.

25
3 – Digitar 12.5 (tamanho da linha) e apertar a tecla Enter.
4 – Digitar 180 (ângulo) e apertar Enter. Ficará conforme figura abaixo.

5 – Selecionar a linha criada e clicar em Encadeamento automático .

Encadeamento para furação


1 - Selecionar o comando PAP manual .
2 - Clicar no centro da face da peça, após clicar em parada de ciclo .

3- Será criado 1 PAP.

OPERAÇÕES DE USINAGEM

Para fazer as usinagens, precisamos definir as


geometrias que serão usinadas. E para isto precisamos criar os
Encadeamentos, que possibilitarão executar a usinagem.
As operações de usinagem serão criadas na mesma
seqüência que se faz na programação manual. O ESPRIT
disponibiliza todas as operações a serem feitas em um torno. As
operações estão no menu Usinagem→ Solid Turn e nos ícones
abaixo:

26
Iremos fazer as seguintes operações:
 Faceamento
 Desbaste externo
 Acabamento externo
 Canal Externo
 Canal da Face
 Furo da Face
 Torneamento interno
 Rosca interna

PRIMEIRA OPERAÇAO: FACEAMENTO

Antes de começar a usinagem, conferir se não há nenhum encadeamento selecionado. Apertar


a tecla ESC e dar um clique na tela. Com este
procedimento nenhum elemento estará
selecionado.

O comando que será usado é o Desbaste .


Este comando é usado para fazer desbastes.
1-Criar camada “Faceamento”.
2-Selecionar o “1 Encadear” no Gerenciador de
Projetos.

3- Clicar no ícone ou em Usinagem→ Solid


Turn→desbaste. Abrirá a tela abaixo:

GENERAL
Operation Name: Nome da operação
Tool Selection: Definir a ferramenta a ser usada.
Ferramenta: Ferramenta que será usado na
usinagem.
Work Setup

27
Nome do fuso: Placa onde a peça será usinada.
ID do cabeçote: Torre onde a ferramenta selecionada está.
Feeds and Speeds
Velocidade RPM,VCC: Valor em RPM ou Velocidade de corte (VCC).
Unidade de velocidade: Selecionar se vai gerar código NC em RPM ou VCC.
PM, PR da taxa de avanço: Avanço. PM=mm/min PR= mm/ver.
Diâmetro de referência: Diâmetro usado como referência para calcular RPM.
Unidade de avanço: Escolher unidade. PM ou PR.
RPM máximo: Máximo RPM permitido.
Prioridade do fuso: Usado em máquina com múltiplas torres.

Strategy(Estratégia)
Tipo de trabalho: Plano onde vai ocorrer a
usinagem. Interna (ID), Externo (DE) ou Face.
Passe de acabamento: Após passe de desbaste
dar passe de acabamento.
Feature Extension
Extensão inicial: Estende o inicio da operação.
Extensão final: Estende o final da operação.
Rapid Approach/Exit: Modo que a torre
aproximará da peça.

Modos de entrada Modos de saída

Collision
Detection(Detecção de colisão): Aciona a
detecção de colisão da ferramenta.
Modo de rebaixo: Define se a ferramenta vai ou
não entrar em canais na superfície usinada.

Machine Functions
Ativar compensação G41/G42: Define se será
utilizado a compensação de ferramenta.
Registro de comprimento: Corretor da ferramenta.
Ciclo fixo: Define se será gera código NC com ciclo
fixo ou não.

Preencher valores conforme figura.

28
Rough (Desbaste)
Stock (Bruto)
Tipo: Tipo de bruto.
Stock Allowance: Sobremetal em Z e X.
Variação de profundidade: Como o corte será feito.
Maximum Depth of Cut: Profundidade de corte de cada passe.
Distância de segurança ao longo do corte: Controla a folga de inicio de cada desbaste na
profundidade(eixo Z).
Distância de segurança da profundidade: Controla a folga de inicio de cada desbaste na
profundidade(eixo X).

Retract: Forma de retração de cada passe.


Lead-In/Out (Entrada e saída)
Tipo de entrada: Define como será o início de cada corte.
Distância normal: Valor que será estendido na usinagem
Tipo de saída: Define como será a saída de cada corte.

Preencher valores conforme figura.

4 - Clicar em ok.
A operação de faceamento foi criada.

SEGUNDA OPERAÇÃO: DESBASTE EXTERNO

Usaremos novamente o comando de Desbaste

.
1- Desabilitar a camada “Faceamento”
2- Criar camada “Desbaste Externo”.
3- Selecionar “2 Encadear”.

4- Clicar no ícone ou em Usinagem →


Solid Turn→desbaste.
5- Na guia General colocar o nome da
operação “Desb. Externo”.
6- Selecionar a aba Estrategy.

O que vai mudar nesta guia é o tipo de trabalho


que será DE (Deslocamento Externo).

29
Se habilitássemos no Modo de rebaixo “Sim”, a ferramenta iria entrar no canal externo. Faça
um teste colocando “Sim”. Após, retornar colocando “Não”.

Não usaremos compensação de ferramentas e não queremos que a ferramenta entre em


canais que existentes.

Preencher valores conforme figura.


Na guia Rough (desbaste) colocar 0.5mm
de sobremetal no eixo Z e 0.5mm no eixo
X.

Preencher valores conforme figura.

30
4 - Clicar em ok.
5 - A operação de Desb. Externo foi criada.

TERCEIRA OPERAÇÃO: ACABAMENTO EXTERNO

Para fazer a operação de acabamento, usaremos o comando Contorno .


1- Desabilitar a camada “Desbaste Externo”.
2- Criar camada “Acabamento Externo”.
3- Selecionar “2 Encadear”

4- Clicar no ícone ou em Usinagem→ Solid Turn→ Contorno. Abrirá a tela abaixo:

Preencher valores conforme figura.

31
Stock Allowance: No contorno pode ser deixado sobremetal.

Pass
Área de usinagem: Defini locais que serão dado acabamento.

4-Clicar em ok.
5 - A operação de acabamento
Externo foi criado.

QUARTA OPERAÇÃO: RASGO DA


FACE
Para fazer a operação de canal
usaremos o comando Fresamento

de canais .
1- Desabilitar a camada
“Acabamento Externo”.
2- Criar camada “Canal da
face”.
3- Selecionar “3 Encadear”

4- Clicar no ícone ou em Usinagem→ Solid Turn→ Usinagem de canais. Abrirá a tela


abaixo:
GENERAL

32
Preencher valores conforme figura.

Strategy ( Estratégia)
Mesmas descrições da operação de
desbaste.

Preencher valores conforme figura.

Passe de acabamento: Habilita/desabilita o


passe de acabamento.

33
Rough (Desbaste)
Sobremetal Z, X: Sobremetal deixado para
operação posterior.
Tipo de canal: Forma que a ferramenta fará o
corte.
1-Mergulho simples
2-Mergulho múltiplo
3-ZigZag
4-ZigZag diagonal

Passe lateral da largura de ferramenta:


Valor da largura da ferramenta que será usado
para fazer o corte.
Modo de passe lateral: Define se o passo vai
ser constante ou vai adaptar-se conforme a
quantidade de material a
ser removido.
1- Constante
2- Inteligente

Distância de segurança: Valor que a ferramenta irá retrair a cada passe.


Pré-acabamento: Possibilita dar um passe de pré-acabamento no desbaste.
1- não
2- sim

Tempo de espera: Tempo de parada no final da usinagem do canal.


Padrão de mergulho: Forma que a ferramenta irá penetrar na peça.
1- Consecutivo
2- Cruzamento alternado
3- Adjacente alternado

Direção do mergulho: Direção que a ferramenta seguirá em relação ao encadeamento na


usinagem.

Incremento de pica-pau: Escala na profundidade de corte. Irá dar vários passos usando o
valor colocado.

34
Finish (Acabamento)

Finish Pass(Passe de acabamento)


Direção de acabamento: Direção que a
ferramenta se deslocará.
1- Avançar
2- Inverter

Modo de acabamento:
1- Contorno
2- Por lado

Transferência de aresta de corte: Modo de


compensação da aresta da ferramenta.
1- não
2- sim

Entrada/Saída: Tipo de entrada da


ferramenta no
processo de canal.
1- Normal
2- Tangent
e
3- Offeset Z e X

4 - Clicar em ok.
5 - A operação Canal da face foi criada.

QUINTA OPERAÇÃO: USINAGEM INTERNA

Importar Processos

É possível salvar processos de usinagem dentro do ESPRIT. Uma vez criadas as


estratégias de usinagem, pode-se salvar e posteriormente selecionar a processo que se
desejar. Vamos importar os processos que faltam para terminar a usinagem da peça.
Para importar os processos, deve-se:
35
1- Desabilitar a camada “Canal da face”.
2- Criar camada “Usinagem interna”.
3- Clicar com o botão direito do mouse em cima do encadeamento onde se deseja importar
o processo (4 Encadear). Clicar em Arquivo/Abrir processo...

4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Torno→Processos→4-Usinagem Interno.prc.

5- A operação Usinagem interna foi criada.


SEXTA OPERAÇÃO: CANAL EXTERNO

Para fazer a operação de canal externo, usaremos o comando Fresamento de canais .


1- Desabilitar a camada “Usinagem interna”.
2- Criar camada “Canal externo”.
3- Clicar com o botão direito do mouse em cima do encadeamento onde se deseja importar
o processo(5 Encadear). Clicar em Arquivo/Abrir processo...
4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Torno→Processos→ 5-Canal Externo.prc

Também podemos importar a tecnologia salva abrindo através do comando.


a- Selecionar o encadeamento onde será importado o processo (5 encadear).

36
b- Clicar no ícone ou em Usinagem→ Solid Turn→ Usinagem de canais.
Abrirá a tela abaixo:

c- Clicar com botão do direito do mouse conforme descrito na figura acima.


d- Clicar em “Open”.
e- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Torno→Processos→ 5-Canal Externo.prc.
A tecnologia será importada para a tela que está aberta.
f- Clicar em ok.

Obs.: Neste caso pode-se mudar os parâmetros caso necessário.


SÉTIMA OPERAÇÃO: ROSCA INTERNA
Para fazer a operação da Rosca interna usaremos o comando Rosqueamento .
1- Desabilitar a camada “Canal externo”.
2- Criar camada “Rosca interna”.
3- Com o botão direito do mouse em cima do encadeamento onde se deseja importar o
processo (6 Encadear). Clicar em Arquivo/Abrir processo...
4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Torno→Processos→ 5-Canal Externo.prc

OITAVA OPERAÇÃO: FURO DA FACE

Para fazer a operação do furo da face usaremos o comando de Furacão .

E para fazer a operação de canal, usaremos o comando Furacão .


1- Desabilitar a camada “Rosca interna”.
2- Criar camada “Furo da face”.
3- Selecionar “1PAP”.

37
4- Clicar no ícone ou em Machining→ Solid Turn→ Furacão. Abrirá a tela abaixo:
GENERAL
Tool Selection (Seleção de ferramenta):
Selecionar a ferramenta que será utilizada para
fazer a operação.

Preencher valores conforme figura.

Drill
Drill Cycle (Ciclo de furação)

Tipo de ciclo. Com este comando é feito comando


de furação e roscamento.

Tipo de ciclo: Define o tipo de furação que será


feito. Pode ser:
Broca Furo 2
Pica-pau Furo 3
Macho Furo 4
Furo Furo 5
Broca 2 Furo 6
Pica-pau 2 Furo 7
Rosca 2
Os mais usados são os primeiros três, os outros
são usados para fazer ciclos especiais quando
necessário.
Primeiro incremento de pica-pau: Profundidade
do primeiro passe da profundidade.

38
Incremento de pica-pau: Profundidade dos demais passes do furo.

Depths (Profundidade)
Profundidade total: Profundidade do furo.
Profundidade inicial: Valor do afastado/aproximação do início do furo.
Ponta já incluída: Qual ponto da ferramenta está programado a profundidade.

1- Não
2- Sim

Clearances
Distância de segurança: Valor que será usado para aproximação e retorno na furação.
1- Distância de segurança – Valor da distância de segurança.
2- Distância de segurança inicial (valor colocado na criação da
ferramenta)

Machine Functions
Ciclo fixo: Se desejar que o programa seja gerado com ciclo fixo (SIM) ou que faça gerar as
coordenadas em G1 e G0.
5- Clicar em ok.
6- A operação Furo D16 foi criada.

39
SIMULAÇÃO
Com o ESPRIT podemos fazer simulação de como a usinagem ocorrerá. Disponibiliza o
tempo de usinagem, colisões (ferramenta x peça; eixos x máquina; peça x máquina),
deslocamento que a ferramenta irá percorrer. É uma ótima ferramenta usada para fazer
estudos de processos, pois possibilita colocar as ferramentas necessárias para fazer a
usinagem como o tempo total da usinagem e como a usinagem vai se comportar.
Usaremos o comando Simulação- Simulação avançada .
Ao clicar no ícone irá abrir a aba de simulação:
-

Parada/Pause/Partida/Avançar

- Oculta/Habilita visualização da ferramenta na simulação.

- Configuração da simulação.

- salva informação da simulação.


- Habilita/desabilita visualização dos componentes da máquina.
- Habilita/desabilita visualização do sobre metal e a peça final.
- Análises de usinagem.
- Visualização em corte da peça durante a usinagem.
- Exportar um arquivo STL na situação atual da peça durante a simulação.

Iremos configurar os parâmetros para simulação.


Ir em “Simulação-Simulação avançada” e em “Parâmetros de simulação” . Irá abrir a
tela abaixo. Configurar conforme figura abaixo.

40
1 - Clicar em Executar para começar a simulação.
2 -Ao simular irá sinalizar que houve colisão na ferramenta de usinar interno. Podemos notar
que o suporte da ferramenta e o bruto ficaram vermelhos.

41
3 –Clicar em Interromper .

Isto correu porque deveríamos ter feito a furação antes de fazer a usinagem interna.
Para mudar a ordem da usinagem devemos ir em “Gerenciador de projetos” na guia Operações
:
Para mudar a posição de usinagem devemos clicar em cima
da operação de “Furo D16”, e com a botão esquerdo do
mouse pressionado, arrastar a operação até ficar abaixo da
operação de “Canal da Face”. Ficará conforme desenho
abaixo:

Não acusará mais


colisão na simulação.

CÓDIGO NC
Gerando código NC.

Usaremos o comando Código NC .

1- Clicar no ícone . Abrirá a tela abaixo.

42
Formatação da máquina: Pós-processador que será usado. Clicar em Procurar e abrir o
arquivo que se encontra na pasta: Treinamentos MAX3D - Torno→post→Fagor.asc.
Nome de arquivo do código NC: Nome e local onde o arquivo será salva. Salvar o
programa na pasta: MAX3D - Torno→Programas. Colocar o nome do programa como
“exercício 1”.
Opções: Formas de gerar o código NC. Habilitar somente o “Criar código NC padrão”.
Extensão do arquivo de código NC: Extensão que o arquivo será gerado.
2- Clicar em Aplicar. O código será gerado.

Observação:
Para gerar qualquer extensão, basta digitar no campo “Extensão do arquivo de código NC”
a extensão desejada e apertar na tecla ENTER. A extensão ficará após o nome do arquivo e
estará disponível para ser usada posteriormente.

43
E para que o documento gerado saia sem código, basta colocar um Espaço (apertar na tecla
espaço do teclado) em “Extensão do arquivo de código NC” e apertar a tecla ENTER. Terá
uma opção para gerar arquivo sem extensão.

44
FRESAMENTO BÁSICO
ESPRIT 2010

São Leopoldo – RS

45
Desenho do Tutorial

46
Abrir o Esprit com um duplo clique em sua área de trabalho ou em Iniciar→
Todos os programas→DP Technology→ ESPRIT → ESPRIT.
Ao abrir o ESPRIT, aparecerá na tela que foi aberta um “Documento em branco”, seleci-
onar ele e clicar em “ok”. Aparecerá a seguinte tela:

Configurando o ESPRIT
O primeiro passo é configurar a tela de visualização.
Chamar o menu Ferramentas→ Personalizar. Deve aparecer uma caixa de diálogo
igual a esta:

47
Se os ícones estiverem aparecendo muito grandes, desmarcar a opção “Botões Grandes”.
Habilitar os seguintes ícones:
 Barra de menu  Orientar Peça
 Camada e planos  Padrão
 Editar  Smart Toolbar
 Exibir  Modificar plano de trabalho
 Geometria tipo 2
Se tiver outros itens marcados não precisa desmarcá-los.
No canto inferior, habilitar as seguintes opções dando
dois cliques nos itens: ENCAIXAR, GRADE e HI.

Depois de arrumar os menus vamos deixar eles


padrões em Ferramentas→opções→ padrão→
ok→ok

Habilitar Gerenciador de projetos: F2 ou


Exibir→ Gerenciador de projetos.
Habilitar Propriedades: Apertar Alt+enter ou
Exibir→ Propriedades.
No ESPRIT você consegue programa Centros de
Usinagens, tornos e Eletro a Fio, .
Usaremos o módulo de fresamento . O módulo de
fresamento pode ser habilitado também pelo menu
Usinagem→SolidMill FreeForm→ SolidMill FreeForm.

Habilitar os eixos cartesianos e o plano acionando Ctrl+Alt+X e Ctrl+Alt+U.


Após, apertar F8 para visualizar o plano na visão isométrica.
Após visualizar, apertar F7. Voltará para visão Parte superior.

48
Selecionar o plano de trabalho Superior e o Plano de trabalho “XYZ”
Para habilitar Exibições, apertar F12; Plano de trabalho, apertar F10; Camadas, apertar
F11.

Criando perfil no ESPRIT


Para fazer desenho usaremos a barra localizada no:
A - Smart Toolbar(1)→ Geometria tipo 1 (Figura 2);
B - Smart Toolbar(1)→ Geometria tipo 2 ( Figura 3).

1- onde abrirá a opção abaixo:


2-

3- Criar Camada peça.


a- Clicar com o botão direito do mouse dentro da caixa Camada.
b- Após clicar em Novo e criar Camada peça.
c -Deve ficar conforme exemplo abaixo:

49
Desenhando a figura do tutorial no ESPRIT.

6- Criar um retângulo usando comando Retangulo . Clicar no centro da coordenada:

7- Clicar na tecla “N” do teclado. Após digitar o valor (x) 200 e clicar na tecla enter. Na
seqüência digitar o valor (Y) 100 e clicar a tecla enter. Ficará conforme figura abaixo:

8- Fazer raio na peça. Será usado o comando Filete/Chanfro . Ao clicar no comando


abrirá a tela abaixo:
Habilitar Filete. Em Raio colocar o valor de 20.

9- Usando o botão esquerdo (clicar duas vezes em cada linha) do mouse selecionar as
linhas conforme figura abaixo:
Ficará com este formato:

10- Fazer chanfro na peça. Será usado o comando Filete/Chanfro . Ao clicar no comando
abrirá a tela abaixo:
Habilitar Ângulo do chanfro. Em Distância colocar o valor
de 20 e em ângulo o valor de 45.

11-Usando o botão esquerdo (clicar duas vezes em cada linha) do mouse selecionar as
linhas conforme figura abaixo:
Ficará neste formato:

50
Observação : Se a linha inferior do plano cartesiano (linha amarela) for seleciona clicar com o
botão direito do mouse que a seleção será invertida para a linha inferior do retângulo.
12- Criar linhas verticais usando comando Linha horizontal/Vertical , ao clicar abrirá a
tela abaixo:

13- Em “Distância” colocar o valor de 50 e clicar em “Aplicar”. Repetir os passos para os


valores: 75;100 e 125. Ficará conforme figura abaixo:

14- Habilitar “Horizontal” e digitar em “Distância” o valor “25” e clicar em “Aplicar”.


Repetir os passos para os valores: 50 e 75. Ficará conforme figura abaixo:

15- Clicar a tecla ESC do teclado.

Para visualizar as linhas, clicar a tecla F7. Para movimentar a peça, usar Deslocar
visualização ou clicar no SCROLL (botão do meio do mouse) e após, com o botão
apertado, movimentar o desenho.

Para aproximar e afastar basta girar o botão SCROLL para frente e para trás.

11- Cortar as linhas que não serão utilizadas. Usar comando Manter .

51
Para cortar/apagar as linhas que não serão utilizadas, deve-se clicar com o botão esquerdo
do mouse em cima da parte que se deseja apagar e, após, confirmar seleção usando
novamente o botão esquerdo do mouse. Selecionar conforme exemplo:

Ficará conforme figura abaixo:

12- Clicar a tecla ESC do teclado.

13- Usar o comando Aparar para cortar as linhas externas. Aparar conforme
seqüência descrita abaixo:
Ficará conforme figura abaixo:

14- Clicar a tecla ESC do teclado.

15- Criar dois pontos. Selecionar comando ponto . Abrirá a tela abaixo:

Selecionar Cartesiano/Centro. Em X,Y,Z colocar


os seguintes valores respectivamente: 20, 20, 0.

Ficará conforme figura abaixo:

52
16- Após digitar em X,Y,Z os valores: 80,100,0. Ficará conforme figura abaixo:

17- Criar quatro pontos no interior da peça. Usar comando Estrutura de pontos .Abrirá
a tela abaixo:
Preencher valores conforme a figura ao lado.

18- Clicar no primeiro ponto criado anteriormente. Deverá ficar conforme figura abaixo:

19- Clicar a tecla ESC do teclado.


20- Criar círculo. Usaremos o comando circulo1 . Ao clicar no comando, no canto inferior
aparecerá uma mensagem solicitando o local onde será colocado o círculo:

21- Clicar no ponto inferior esquerdo.

53
22- No canto inferior está solicitando para especificar o raio. Digitar o valor 5 e clicar a tecla
Enter. Ficará conforme figura abaixo:

23- Para criar os demais círculo iremos utilizar o comando transladar.


a- Selecionar o círculo que foi criado.
b- Clicar a tecla Ctrl+C. Irá abrir a tela abaixo:
Em tipo de transformação selecionar
Transladar.
Preencher os valores conforme figura.

c- Clicar em Ok. Clicar nos

pontos conforme ordem descrita na figura abaixo:

Ficará conforma figura abaixo:

d- Com os dois círculos selecionados clicar novamente Ctrl+C. Clicar nos pontos conforme
figura abaixo:

54
Ficará conforma figura abaixo:

24- Clicar em circulo1 .


a- Após clicar no ponto superior criado na peça.
b- Digitar o valor de 15 e clicar Enter. Ficará conforme figura abaixo:

c- Selecionar o comando Aparar . Clicar nas linhas conforme figura abaixo:


Deverá ficar conforme figura abaixo:

55
25- Salvar arquivo. Abrir Arquivo→Salvar Como→Colocar nome do arquivo de
EXERCICIO 1→ salvar em uma pasta no computador.

Colocar cota na peça.


1- Criar Camada cota.

2- Selecionar na barra Smart Toolbar→ Dimensionamento.

Abrirá a tela abaixo:

3- Selecionar na barra Dimensionamento→Dimensão .

4- Com o botão esquerdo do mouse, clicar no ponto 1 e ponto 2 da peça.

Clicar no local onde deseja colocar a cota.

5- Após selecionar as extremidades ficará na seguinte forma:

6- Colocar cota no círculo. Selecionar novamente o comando Dimensão .


7- Após selecionar o círculo. Deverá ficar conforme figura abaixo:

56
8- Após colocar as cotas conforme desenho abaixo:

9 - Clicar a tecla ESC do teclado.


10- Salvar e fechar o arquivo.

Como importar um arquivo sólido.

O ESPRIT além de possibilitar a criação de geometria em 2D é possível importar


geometria sólida em 3D.
Pode importar os arquivos com as seguintes extensões:

57
Para importar deve clicar em:
Abrir um documento novo.
Arquivo→Abrir→ Selecionar o arquivo desejado.
Abrir o arquivo “Arquivo→Abrir→Peça→Exercício 1.STL” para fazer o teste.
Caso deseje unir a peça a tela que está aberta deve habilitado o “Mesclar” na tela abrir:

Deverá ficar conforme desenho abaixo:

58
A peça que foi importada não virá com os contornos.
a- Para criar os contornos iremos utilizar o comando Quebrar.
b- Selecionar a peça.
c- Clicar a tecla Ctrl+C.
d- Selecionar em Tipo de transformação Quebrar:

e- Clicar em ok. A peça ficará conforme figura abaixo:


Caso não fique conforme figura abaixo,
clicar em F8 e em Visualização em

aramada sombreado .

USINAGEM DA PEÇA EXEMPLO 1

59
Abrir o ESPRIT com um duplo clique no ícone em sua área de trabalho ou em
Iniciar→ programas→DP Technology→ ESPRIT → ESPRIT.

Abrir Peça 1.esp. (Treinamentos MAX3D - Fresa\Peça\ Peça 1.esp)

Para usinar a peça é necessário ter:


 Geometria que deseja usinar (Exemplo 1);
 Material bruto;
 Ferramentas de usinagem.

Criar sobremetal.
Na barra Smart Toolbar clicar em Simulação e logo após em Parâmetro de simulação
. Abrirá a tela abaixo:

60
1-Alterar valores conforme tabela acima.

2- Em Definir a partir da feature extrusada clicar na seta e selecionar o encadeamento


conforme figura abaixo:

3- Clicar em Adicionar. Será criado um sobre metal. Ficará conforme figura abaixo:

61
4 – Clicar em ok.

5- Se clicar em pause irá aparecer na tela a peça bruta:

6- Após visualização clicar em Interromper .


Criar ferramentas de Usinagem

Para cada operação de usinagem é preciso ter a ferramenta que irá fazer a remoção do
material. Vamos criar as ferramentas de usinagem.

62
A barra de criação de ferramentas do ESPRIT localiza-se em Ferramentas de
fresamento e ferramentas de torneamento, encontrado também no menu Usinagem.

Abrirá uma lista com todas as ferramentas de usinagem conforme figura abaixo.

1- Vamos criar um cabeçote que será utilizado para fazer o faceamento. Clique no ícone

Cabeçote faceado , ou em Usinagem→Ferramentas de fresamento→ Cabeçote


faceado.
Abrirá uma tela semelhante a figura abaixo:

Geral
ID da Ferramenta: Nome da ferramenta,
Colocar: FRESA D60.
Número da ferramenta: Número que
será usado para chamar a ferramenta no
programa.

Distância de segurança: Valor usado


para afastamento conforme seleção feita
na operação.

Comentário: Descrição sobre a


ferramenta. Pode ser usando no
programa NC.

Preencher valores conforme figura.

Troca de ferramenta

Movimento X,Y,Z: Local onde ocorrerá a


troca de ferramenta.

63
Montagem

Nome da torre: Magazine onde a ferramenta se encontra.


Nome da estação: Posição da ferramenta no magazine.
Orientação do eixo: Sentido que a ferramenta cortará.

Suporte
Diâmetro do suporte:

Comprimento total:

Comprimento da ferramenta:

Haste

Tipo: Formato da haste:


Cilíndrico:

Cônico inverso:
Personalizar: Pode se criar um perfil
desejado.
Diâmetro da haste:
Comprimento da ferramenta:
Comprimento de corte:

64
Cortador

Diâmetro da ferramenta:
Distância de segurança:
Ângulo de orientação:
Comprimento de corte:
Inserir
Característica da pastilha.

Preencher dados conforme figura.


Clicar em OK.

2- Criar broca. Clique no ícone Furação . Abrirá uma tela semelhante a figura abaixo:
Geral

Mesma nomenclatura usada na


criação de cabeçote.

Preencher dados conforme figura.

Troca de ferramenta: Mesma nomenclatura usada na criação de cabeçote.

Suporte: Mesma
nomenclatura usada na
criação de cabeçote.

Haste: Mesma
nomenclatura usada na
criação de cabeçote.

65
Cortador

Diâmetro da ferramenta:
Ângulo da ponta:
Comprimento de corte:
Diâmetro da haste:

Preencher dados conforme figura.

3- Criar ferramenta de roscar. Clique no ícone Rosca . Abrirá uma tela semelhante a figura
abaixo:
Mesma nomenclatura usada
na criação de cabeçote.

Preencher dados conforme


figura.

Troca de ferramenta:
Mesma nomenclatura usada
na criação de cabeçote.

Suporte: Mesma
nomenclatura usada na
criação de cabeçote.

Haste: Mesma
nomenclatura usada na
criação de cabeçote.

Cortador
Diâmetro da ferramenta:
Densidade: Passo da
rosca.
Ângulo de inclinação:
Comprimento de corte:
Preencher dados conforme
figura.
Clicar em ok.

66
67
As ferramentas criadas ficam no Gerenciador de projetos na aba Ferramentas.

Para criação das ferramentas no ESPRIT, basta ter em mãos os dados dimensionais,
selecionar o tipo de ferramenta que se deseja criar e inserir os valores.

Importar ferramentas.

É possível salvar todas as ferramentas dentro do ESPRIT. Uma vez criada, basta
selecionar a desejada. Vamos importar o magazine com as ferramentas que faltam para fazer a
usinagem da peça.
Para importar as ferramentas deve selecionar a aba tools na barra Gerenciador de
projetos.

Clicar o botão direito do mouse no ponto especificado.


Ir em Arquivo→Abrir.
Obs.: Para salvar as ferramentas deve selecionar as desejadas e em vez de abrir
selecionar salvar.
Ir na pasta - Treinamentos MAX3D - Fresa\Peça\Magazine de ferramenta.
Selecionar o arquivo
Ferramentas.etl
Todas as ferramentas que
faltavam foram importadas:

68
Já temos o perfil que desejamos usinar, também definimos o material bruto e as
ferramentas que utilizaremos na usinagem. Agora podemos começar a fazer os processos de
usinagem.
CRIAÇÃO DE ENCADEAMENTO
Para fazer a usinagem, é necessário definir quais os caminhos/locais que a ferramenta
irá percorrer e por isto é preciso criar um encadeamento. O ESPRIT reconhece
automaticamente o formato da peça e separa as partes da peça para podermos usiná-la.
Vamos configurar o ESPRIT para reconhecer um limite nos diâmetros dos furos.

1- Abrir o comando Parâmetros de features , encontrado na menu Criar Features-


Editar features .Irá abrir uma tela semelhante a figura abaixo:

Diâmetro máximo: Limite máximo que o ESPRIT


reconhecerá como furo.

Diâmetro mínimo: Limite mínimo que o ESPRIT


reconhecerá como furo.

Preencher valores conforme figura ao lado.

Clicar em ok.

2- Criar uma camada chamada Encadeamento.

3- Selecionar o comando Perfil da Peça .


4- Clicar nas faces nos locais especificados com pontos pretos no desenho abaixo:

Ao clicar nos pontos especificados a tela ficará conforme desenho abaixo:

69
Será criado alguns
encadeamentos/Perfis e furos:

5 - Selecionar o “8 Perfil”.
6 – Na guia Propriedades ir em “Usinagem”:

Em “Profundidade” colocar
no lugar de -10 o valor de -15.

Para trocar o valor, basta clicar


em cima do -10 e digitar -15.

Deve ficar conforme figura da


direita.

OPERAÇÕES DE USINAGEM

As operações de usinagem serão criadas na mesma seqüência que se faz na


programação manual. O ESPRIT disponibiliza todas as operações a serem feitas em uma fresa

70
CNC. As operações estão no menu SolidMill Traditional→ SolidMill Production ou em
Usinagem→ SolidMill Traditional. Irá abrir os ícones abaixo:

Iremos fazer as seguintes operações:


 Faceamento;
 Usinagem do contorno externo;
 Usinagem das cavidades - Bolsão;
 Usinagem helicoidal;
 Furações;
 Chanfro dos furos.

PRIMEIRA OPERAÇÃO: FACEAMENTO

Antes de começar a usinagem confira se não há nenhum encadeamento selecionado. Clicar a


tecla ESC e dar um clique na tela. Com este procedimento nenhum elemento ficará
selecionado.
O comando que será usado é o Faceamento . Este comando pode ser usado para fazer
desbastes e acabamentos.
1 - Criar camada “Faceamento”.
2 – Selecionar “5 Perfil”.
3 - Clicar no ícone Faceamento ou em Usinagem→ SolidMill Traditional→Faceamento.
Abrirá a tela abaixo:

GENERAL

71
Operation Name : Nome da operação.
ID da ferramenta: Ferramenta disponível no
magazine.

Velocidade de corte RPM, SPM: Define o


RPM (primeiro campo) ou velocidade de
corte (segundo campo).
Avanço em XY PM, PT: Define avanço em
revolução/minuto ou revolução/por faca nos
eixos X e Y.

Avanço em Z PM,PT: Define avanço em


revolução/minuto ou revolução/por faca no
eixo Z.

Estratégia: Sentido de corte disponível.


1-Subida.
2-
Convencional.
3- Zigzag.

Um passe: Possibilita criar a usinagem


somente com um passe.
No: Cria vários passes.
Sim: Usinará em um único passe. A
ferramenta precisa ser maior que a área que
será usinada.
Adaptativo: Criará um passe seguindo o
perfil da peça. A ferramenta precisa ser maior
que a área que será usinada.

Ângulo de corte ideal: Pode mudar o ângulo


de corte. Sim= não muda sentido. Não= Muda
sentido.No campo “Ângulo” pode-se colocar o
ângulo desejado.

Movimento de transição: Movimento da


ferramenta na troca de sentido de corte.
1- Segmentos.
2- Arcos.

Passe lateral, % de diâmetro: Valor ou porcentagem do diâmetro da


ferramenta que será usado para fazer usinagem.

72
Projeção, % da ferramenta: Valor ou porcentagem do diâmetro da ferramenta que sairá alem
do perfil selecionado.
Direção de projeção: Sentido que a ferramenta irá sair alem do perfil selecionado.

1- Direção única.
2- Bidirecional.

Incluir ilhas: Define se haverá ilhas ou não para ser considerado na usinagem.
1 – Não
2 - Sim

Sobre metal da parede: Sobre metal na parede da peça.

Sobre metal do fundo: Sobre metal no fundo da peça.

Depths (Profundidades)

Profundidade total: Valor da profundidade de corte a partir do encadeamento.


Incremental: Quantidade de material que será removido em cada passe.
Profundidade inicial: Distância utilizada para definir início da usinagem a partir do
encadeamento.
Retração para profundidade increm.: Valor que a ferramenta irá retrair em cada passe.
Cálculo do incremento de profundidade: Prioridade para a forma que irá retirar o material.
1- Constante.
2- Variando.

ISLANDS (Ilhas)
Island Features: Selecione uma ou mais
características que definem as áreas que você
quer evitar.

NonCrossPocketFeatures: Selecione um ou
mais recursos que definem áreas de bolsão
que você deseja cortar ao redor.

CrossPocketFeatures: Selecione um ou mais


recursos do que definem áreas de bolsão que
você deseja que a ferramenta passe em
movimento rápido.

73
4 – Clicar na área abaixo de Island Features.
5 – Selecionar a “8 Perfil”.

Links
Distância de segurança total: Valor do
maior afastamento.
Distância de segurança: Valor do
menor afastamento.
Plano de retorno: Define qual
afastamento será utilizado, se será
distância de segurança ou distância de
segurança total.
Plano de retração: Define o valor que
será usado na mudança de plano.
Modo de Entrada: Modo que a
ferramenta entrará na usinagem.
1- Descer
em avanço.
2- Descer
rápido e avançar.

Distância de entrada: Valor usado na entrada.


Modo de saída: Modo que a ferramenta irá sair na usinagem.
1- Avançar e subir com avanço programado.
2- Avançar subir rápido.

Distância de saída: Valor usado na saída.

Prioridade de usinagem: Prioridade para usinar cavidade.

1- Região.
2- Nível Z.

Link de sub-região: Prioridade para deslocamento.

1- Sem reposicionamento.

74
2- Tempo mínimo de corte.

Rápido em áreas côncavas: Deslocamento em áreas sem material.


1- Não - Não passará em locais sem material.
2- Sim - Em áreas sem material terá movimento rápido.

Preencher conforme figura acima.


6 - Clicar em OK.

Foi criado a operação de


“faceamento” na aba Feature:

SEGUNDA OPERAÇÃO: ABERTURA DE CAVIDADE – BOLSÃO


Usaremos o comando de Abertura de cavidade .
7- Desabilitar a camada “Faceamento”.
8- Criar camada “Cavidade Maior”.
9- Selecionar “2 Perfil”:

4- Clicar no ícone Abertura de cavidade ou em Usinagem→ SolidMill Traditional→


Abertura de cavidade. Abrirá uma tela semelhança a figura abaixo:
GENERAL

Mesmas descrições da operação de facear.

75
Preencher valores conforme figura.

STRATEGY (Estratégia)
Saída dos passes de desbaste: Define se
será feito passe de desbaste.
Wall Finsh Pass: Define se será feito passe
de acabamento nas paredes.
Gerar acabamento no fundo: Define se
será feito passe de acabamento no fundo.
Padrão de movimentação da ferramenta:
Movimento de corte.

1- Direção única.
2- Concêntrico
entrando.
3- Zizag.
4- Concêntrico
saindo.
Movimento adaptativo: Movimento
relacionado ao perfil da geometria usinada.
1- Não.
2- Sim.
Spiral move
(Movimento espiral):
Seleciona o movimento espiral.
Suavizar canto reto:
1- Não.
2- Raio ao ângulo.
3- Raio constante.
4- Raio máximo.

Movimentos adicionais: Executa movimentos adicionais para retirar matérias que


foram deixados na operação.
- Nao
- Sim

76
Preencher valores conforme figura.
Pocket (Cavidade)
Ângulo de inclinação da parede:
Define ângulo que será deixado na
parede na usinagem.

Ângulo de inclinação da ilha: Define


ângulo que será deixado nas paredes
das ilhas na usinagem.

Island Features: Selecione uma ou mais características que definem as áreas que você não
deseja usinar.

Preencher valores conforme figura.

Rough (Desbaste)

Estratégia de corte: Sentido de


corte em relação ao sentido do
encadeamento.
1- C
o ncordante.
2- Di
s cordante.
Passe lateral,% de diâmetro:
Digite a distância lateral entre
cada passe de corte.

Modo de entrada: Forma de


entrada da ferramenta na
usinagem.

1- Mergulho.
2- Rampa ao longo do passo.
3- Mergulho no ponto.
4- Helicoidal no ponto.
5- Rampa contida.
6- Helicoidal contido.

77
Modo de saída: Forma de saída da ferramenta na usinagem.
1- Avançar e subir.
2- Acima.
3- Rampa.
4- Avançar, subir rápido.
5- Subir em avanço rápido.
6- Rampa rápida.

Preencher valores conforme figura.

Links
Mesmas descrições da operação
de facear.

Prioridade de usinagem:
Prioridade para usinar cavidade.

1- Região.
2- Nível Z.

Reposicionamento rápido:
Avanço de reposicionamento.

Ordem de passes: Ordem que


os passes serão executados:
D | TP | TF - Desbaste, então terminar parede, acabamento do fundo em seguida passos são
criados de forma distinta.
D> CP | TF - Desbaste e acabamento nas paredes, são criados passes com ciclo de
acabamento no fundo.
D | TP> CF - Desbaste são criados com ciclo, então terminar parede e acabamento no fundo
ligando os passes.
D> CP> CF - Desbaste, então terminar parede e, em seguida, passes no fundo.
D | TF | TP - Desbaste, passe no fundo e passe na parede de forma distinta.
D> CP | TP - Desbaste fundo e acabamento em seguida terminar parede.
D | CF> CP – Passes de desbastes são criados, em seguida usinar fundo e paredes.
D> CF> CP - Desbaste, Fundo, então termine com passes nas paredes.

Preencher valores conforme figura.


5- Clicar em Ok. Foi criada a operação de “Cavidade Maior - Fresa D30” na aba Feature.

78
TERCEIRA OPERAÇÃO: FURO D11

Usaremos o comando de Furação .


1- Desabilitar a camada “Cavidade Maior”
2- Criar camada “Furo D11”.
3- Selecionar “1 Furo”.

10- Clicar no ícone Furação ou em Usinagem→ SolidMill Traditional Furação.


Abrirá uma tela semelhança a figura abaixo:
GENERAL

Operation Name: Nome da


operação.
ID da ferramenta: Ferramenta
disponível no magazine.

Feeds and Speeds (Avanço e


Rotação)

Velocidade de corte RPM,


SPM: Define o RPM (primeiro
campo) ou velocidade de corte
(segundo campo).
Avanço em Z PM,PT: Define
avanço em revolução/minuto ou
revolução/por faca no eixo Z.

79
DRILL (Furação)

Tipo de ciclo: Define o tipo de furação


que será feito. Pode ser:
Broca
Pica-pau
Rosca
Furo
Broca 2
Pica-pau 2
Rosca 2
Furo 2
Furo 3
Furo 4
Furo 5
Furo 6
Furo 7
Os mais usados são os primeiros três, os
outros são usados no pós-processador.
Inverter: Inverte sentido de giro.
Profundidade total: Profundidade do
furo.
Profundidade inicial: Valor do
afastado/aproximação do início do furo.

Usar diâmetro do chanfro: Usado para


fazer chanfro.
Ponta já incluída: Qual ponto da ferramenta está programado a profundidade.
1- Não.
2- Sim.

Distância de segurança total: Valor do maior afastamento/aproximação.


Distância de segurança: Valor do menor afastamento/aproximação.
Plano de retorno: Define qual afastamento será utilizado, se será distância de segurança ou
distância de segurança total.
Último plano de retorno Pt: Define o valor que será usado na mudança de plano.
1- Distância de segurança.
2- Distância de segurança inicial.
3- Distância de segurança total.

Ciclo fixo: Se desejar que o programa seja gerado com ciclo fixo (SIM) ou que faça gerar as
coordenadas em G1 e G0.

Tempo de espera: Tempo de parada no final da furação.


5- Clicar em OK. A operação FURO PASSANTE D11 foi criada:

80
QUARTA OPERAÇÃO: FURO D6.6

Importar Processos

É possível salvar processos de usinagem dentro do ESPRIT. Uma vez criadas as


estratégias de usinagem, pode-se salvar e posteriormente selecionar o processo que se
desejar. Vamos importar os processos que faltam para terminar a usinagem da peça.
Para importar os processos, deve-se:
1- Desabilitar a camada “Furo D11”.
2- Criar camada “Furo D6.6”.
3- Selecionar “2 Furo”.
4- Clicar com o botão direito do mouse em cima do “2 furo” onde se deseja importar o
processo. Clicar em Arquivo/Abrir processo...
5- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→2 Furo - Furacao D6.6 - 3
furos passantes.prc.

6- A operação Furação D6.6 - 3 furos passantes foi criada.

81
QUINTA OPERAÇÃO: CHANFRO DO FURO D6.6

5- Desabilitar a camada “Furo D6.6”.


6- Criar camada “Chanfro furo D6.6”.
7- Clicar com o botão direito do mouse em cima do “2 furo” onde se deseja importar o
processo. Clicar em Arquivo/Abrir processo...
8- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→2 Furo - Chanfro do furo
D6.6.prc.
9- Foi criado a operação chanfro do furo D6.6.

SEXTA OPERAÇÃO: SEGUNDA CAVIDADE

1- Desabilitar a camada “Chanfro furo D6.6”.


2- Criar camada “Segunda cavidade”.
3- Clicar com o botão direito do mouse em cima do “3 Perfil”. Clicar em Arquivo/Abrir
processo...
4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→12 Cavidade - Segunda
cavidade.prc.
5- Foi criada a operação Segunda cavidade.prc.

82
SÉTIMA OPERAÇÃO: TERCEIRA CAVIDADE

Também podemos importar a tecnologia salva abrindo através do comando.


1- Desabilitar a camada “Segunda cavidade”.
2- Criar camada “Terceira cavidade”.
3- Clicar com o botão esquerdo do mouse em cima da “4 Perfil”.
4- Clicar no comando Abertura de cavidade ou em Usinagem→ SolidMill
Traditional→ Abertura de cavidade. Abrirá a tela abaixo:

5- Clicar com botão do direito do mouse conforme descrito na figura acima e clicar em ir
em Open.
6- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→ 13 Cavidade - Terceira
cavidade.prc. A tecnologia será importada para a tela que está aberta.

83
7- Clicar em ok.
8- Foi criada a operação 13 Cavidade - Terceira cavidade

9- Obs.: Neste caso podem-se mudar os parâmetros antes de dar ok.

OITAVA OPERAÇÃO: ESPIRAL FURO D21

Será usado o comando Espiralagem .

1- Desabilitar a camada “Terceira cavidade”.


2- Criar camada “Furo D21”.
3- Clicar com o botão direito do mouse em cima da “6 Perfil”. Clicar em Arquivo/Abrir
processo...
4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→11 Cavidade - Espiral Furo
D21.prc.

84
5- Foi criado a operação Furo D21.

NONA OPERAÇÃO: MATERIAL RESTANTE


Será usado o comando Usinagem de sobra de material .

1- Desabilitar a camada “Furo D21”.


2- Criar camada “Material restante – 2 Perfil”.
3- Clicar com o botão direito do mouse em cima do “2 Perfil”. Clicar em Arquivo/Abrir
processo...
4- Ir na pasta: Treinamentos MAX3D Fresa→Processos→ 10 Cavidade - Material
restante da cavidade maior.prc.
5- Foi criada a operação Material restante da cavidade maior.

DECIMA OPERAÇÃO: RAIO DA IILHA


Será usado o comando Fresamento da estrutura de arame .
1- Desabilitar a camada “Material restante - 1 cavidade”.
2- Criar camada “Raio da ilha”.
3- Selecionar as três linhas conforme desenho abaixo:
Para selecionar as linhas em seqüência, após selecionar a
primeira linha manter a tecla Ctrl apertada e selecionar as
demais linhas.

85
4- Clicar no comando Encadeamento , no menu Criar Features-Editar features
Será criado um encadeamento:
No encadeamento foi criada uma seta

direcionada para cima . Está é a


direção do corte. Neste caso teremos que
inverter a direção da seta, iremos usar o

comando Inverter .

5 – Clicar no comando inverter, após selecionar o encadeamento “9 encadear”:


Observação: Para selecionar o “9 encadear” clicar com o botão
esquerdo do mouse em cima da linha mais próxima ao encadear e ir
clicando com o botão direito do mouse até que o encadeamento 15
fique conforme figura ao lado.Após selecionar confirmar com o botão
esquerdo. Ficará conforme figura abaixo:

5- Selecionar o “7 Perfil”.
6- Clicar no comando Fresamento da estrutura de arame .Abrirá a tela abaixo:

86
7- Clicar com o botão direito do mouse conforme descrito na figura acima e clicar em Abrir.
8- Clicar na seta no campo “Drive curve”

9- Selecionar o “9 Encadear”.

10-Clicar em Ok.
11- A operação “Raio da ilha” foi criada.

SIMULAÇÃO

Com o ESPRIT podemos fazer simulação de como a usinagem ocorrerá. Disponibiliza o


tempo de usinagem, colisões (ferramenta x peça; eixos x máquina; peça x máquina),
deslocamento que a ferramenta irá percorrer. É uma ótima ferramenta usada para fazer
estudos de processos, pois possibilita colocar as ferramentas necessárias para fazer a
usinagem como o tempo total da usinagem e como a usinagem vai se comportar.
Usaremos o comando Simulação- Simulação avançada .
Ao clicar no ícone irá abrir a aba de simulação:
-

Parada/Pause/Partida/Avançar.

- Oculta/Habilita visualização da ferramenta na simulação.

- Configuração da simulação.

87
- salva informação da simulação.
- Habilita/desabilita visualização dos componentes da máquina.
- Habilita/desabilita visualização do sobre metal e a peça final.
- Análises de usinagem.
- Visualização em corte da peça durante a usinagem.
- Exportar um arquivo STL na situação atual da peça durante a simulação.

Iremos configurar os parâmetros para simulação.


Ir em “Simulação-Simulação avançada” e em “Parâmetros de simulação” . Irá abrir
a tela abaixo. Configurar conforme figura abaixo.

1- Clicar em executar .
2- Ao simular irá sinalizar que houve colisão na ferramenta que usina a segunda cavidade.
Podemos notar que a ferramenta e a peça ficaram com a cor vermelha, sinalizando onde
ocorreu a colisão.

88
3- Para tirar a colisão é preciso entrar na operação Segunda cavidade:
4- Na guia “Strategy” no campo Retração para profundidade increm. selecionar o
afastamento distância de segurança da superfície.

Não ocorrerá mais a colisão. Após a simulação, deverá ficar na tela uma figura semelhante a
figura abaixo.

89
CÓDIGO NC
Gerando código NC.

Usaremos o comando Código NC .

1- Clicar no ícone . Abrirá a tela abaixo.

Formatação da máquina: Pós-processador que será usado. Clicar em Procurar e abrir o


arquivo que se encontra na pasta: Treinamentos MAX3D - Fresa→pos→Fagor.asc.
Nome de arquivo do código NC: Nome e local onde os arquivos serão salvos. Salvar o
programa na pasta: MAX3D - Fresa→Programas. Colocar o nome do programa como
“Exemplo 1”.
Opções: Formas de gerar o código NC. Habilitar somente o “Criar código NC padrão”.
Extensão do arquivo de código NC: Extensão que o arquivo será gerado.
2- Clicar em Aplicar. O código será gerado.

Observação:
Para gerar qualquer extensão, basta digitar no campo “Extensão do arquivo de código NC”
a extensão desejada e clicar na tecla ENTER. A extensão ficará após o nome do arquivo e
estará disponível para ser usada posteriormente.No exemplo abaixo foi criado uma extensão
chamada .EIA.

90
Para que o documento gerado saia sem código, basta colocar um Espaço (clicar na tecla
espaço do teclado) em “Extensão do arquivo de código NC” e clicar a tecla ENTER. Terá
uma opção para gerar arquivo sem extensão.

91