Você está na página 1de 4

2017­6­21 Responsabilidade Civil ­ Encontro 12

Responsabilidade Civil - Encontro 12


Total de pontos 3/3

O endereço de e-mail do participante (fcamilo@minha.fag.edu.br) foi registrado durante o envio


deste formulário.

Nome: *

felipe camilo

Questão 01

Em um naufrágio, comprovadamente ocasionado pelo 1/1

excesso de peso na embarcação permitido por Pedro, seu


condutor, faleceram este e 3 (três) dos 5 (cinco) passa- geiros.
Joaquim, um dos passageiros sobreviventes, para se salvar
retirou o equipamento salva-vida que Pedro utili- zava. O outro
passageiro sobrevivente – Antonio – retirou também do
https://docs.google.com/a/minha.fag.edu.br/forms/d/e/1FAIpQLSdKhY0nLBpkqccxS5VsSr2WTD7p6ciKGAjuOSaxmGPFKZr3ZQ/viewscore?viewscore=A… 1/4
2017­6­21 Responsabilidade Civil ­ Encontro 12

passageiro sobrevivente – Antonio – retirou também do


passageiro José o equipamento salva-vida que este utilizava,
razão pela qual veio a falecer. O côn- juge de Pedro move
contra Joaquim ação de indenização por dano moral e os
韛�lhos menores de José movem ação de indenização por
danos morais e materiais contra Antonio. A indenização *
é devida em ambos os casos, porque, embora o estado de necessidade
exclua a ilicitude do ato, não exime o causador do dano de ressarcir os
prejuízos.

não é devida em nenhum dos dois casos, porque o estado de necessidade


exclui a ilicitude do ato.

é devida, por Antonio, aos 韛�lhos de José, e Antonio pode cobrar do


espólio de Pedro o que vier a despender , mas não é devida a
indenização ao cônjuge de Pedro

é devida por Antonio aos 韛�lhos de José, e Antonio não tem direito de
cobrar do espólio de Pedro o que despender, mas não é devida a
indenização ao cônjuge de Pedro.

é devida pela metade em ambos os casos, porque admitida, na


responsabilidade civil, a compensação de culpas.

Questão 02

Acerca da responsabilidade civil das pessoas jurídicas de 1/1

direito público interno (art. 43, CC) e da cláusula geral de


responsabilidade civil (art. 927, parágrafo único, CC),
considere as assertivas I, II, III e IV.I. A responsabilidade civil
das pessoas jurídicas de direito público interno está
relacionada, em nosso sistema, à teoria do risco
https://docs.google.com/a/minha.fag.edu.br/forms/d/e/1FAIpQLSdKhY0nLBpkqccxS5VsSr2WTD7p6ciKGAjuOSaxmGPFKZr3ZQ/viewscore?viewscore=A… 2/4
2017­6­21 Responsabilidade Civil ­ Encontro 12

relacionada, em nosso sistema, à teoria do risco


administrativo; já a cláusula geral de responsabilidade objetiva
prevista no Código Civil em vigor, está ligada à teoria do r isco
criado.II. A adoção da teoria do risco criado afasta a
necessidade de que, do dano, tenha resultado vantagem ou
benefício ao causador do dano.III. A responsabilidade do
Estado (aqui entendidas as pessoas jurídicas de direito
público interno) por ato lícito difere da responsabilidade por
ato ilícito, porque exige a ocorrência de um dano tido como
especial e anormal.IV. A teoria do risco administrativo permite
pesquisa acerca da culpa da vítima, para o 韛�m de abrandar ou
excluir tal responsabilidade.Assinale a alternativa correta. *
Todas as assertivas são verdadeiras.

Apenas as assertivas I, II e III são verdadeiras.

Apenas as assertivas I, III e IV são verdadeiras.

Apenas as assertivas I, II e IV são verdadeiras

Apenas as assertivas II, III e IV são verdadeiras.

Questão 03

Acerca da disciplina da responsabilidade civil, assinale a 1/1

opção correta. *
Considere que Paulo, agindo em estado de necessidade, abalroe o veículo
de Fernando, o que venha a deퟢ�agrar uma série de eventos que culmine na
morte de Fernando, após dez dias de sua internação em hospital.
Considere, ainda, que Fernando fosse casado com Cláudia, dona de casa,
https://docs.google.com/a/minha.fag.edu.br/forms/d/e/1FAIpQLSdKhY0nLBpkqccxS5VsSr2WTD7p6ciKGAjuOSaxmGPFKZr3ZQ/viewscore?viewscore=A… 3/4
2017­6­21 Responsabilidade Civil ­ Encontro 12
Considere, ainda, que Fernando fosse casado com Cláudia, dona de casa,
e pai de Henrique, de sete anos de idade. Nessa situação hipotética, a
indenização deve consistir no pagamento das despesas com o tratamento
da vítima, seu funeral e o luto da família, além da prestação de alimentos à
esposa e ao 韛�lho do falecido, sendo a reparação correspondente ao dano
moral limitada ao valor da paga pelo luto da família.

É entendimento corrente que o valor do seguro obrigatório recebido por


vítima de evento danoso ocorrido em acidente com veículo automotor, em
razão de sua natureza especial, não deve ser descontado da indenização
comum.

Considere que Rodolfo, ator, tenha sido atropelado por Adriano e, por
isso, não tenha conseguido chegar a tempo para uma apresentação
que seria realizada em determinado teatro. Nessa situação hipotética,
de acordo com a teoria da causalidade adequada, Adriano não deve
ser obrigado a indenizar o dono do teatro pelos prejuízos decorrentes
da ausência de Rodolfo na apresentação, ainda que seja possível
entender que se trata de dano material reퟢ�exo.

onsidere que Maura, estando de férias fora da cidade em que reside,


alugue um carro de determinada locadora de veículos e, durante o período
de locação, colida o veículo alugado com o veículo de Joaquim, causando-
lhe danos. Nessa situação hipotética, como Maura detinha a posse direta
do veículo juridicamente transferida e a exercia sem vigilância da
locadora, não há lugar para a responsabilidade solidária entre a locatária e
a locadora, dada a inexistência de relação de preposição.

Se o credor demandar o devedor antes de estar vencida a dívida, fora dos


casos em que a lei permita, 韛�cará o credor obrigado a pagar ao devedor
metade do valor do débito, esperar o prazo faltante e arcar com eventuais
custas.

Este formulário foi criado em Centro Universitário Assis Gurgacz. - Termos de Serviço - Termos Adicionais

 Formulários

https://docs.google.com/a/minha.fag.edu.br/forms/d/e/1FAIpQLSdKhY0nLBpkqccxS5VsSr2WTD7p6ciKGAjuOSaxmGPFKZr3ZQ/viewscore?viewscore=A… 4/4

Interesses relacionados