Você está na página 1de 5

Se você chegou até este website é porque com certeza está procurando um Curso Para Consertar Celular Bom e

de Qualidade que irá te ensinar a consertar celulares e Smartphones, e Poderá fazer você Como ganhar dinheiro
com isso. Estou Certo?

Consertar celulares é uma Mega Tendência nos dias atuais, os profissionais que trabalham com a manutenção de
Smartphones, estão ganhando uma “NOTA”, pois os consertos podem variar entre R$70 a R$900 em um único
aparelho, a depender dos danos que apresentam (ESTE é UM MERCADO ALTAMENTE LUCRATIVO)Só você farejar
no Google

Se VOCê Não quiser ler este Post Até o final, porém almeja Saber um Curso de Manutenção de Celular Completo
e Disponível Clique no Botão Abaixo

curso-de-manutenção-de-celulares-2

Meu nome é Diego, sou um pesquisador, procurando continuamente oferecer as Melhores dicas encontradas na
internet, e hoje em dia irei te indicar o Curso Para consertar celular que te possibilitará aprender a montar seu
Assistência Técnica aí onde você mora.

Desde HOJE você terá a saída de TRANSFORMAR sua Vida Financeira, pois, estará próximo de erigir seu Próprio
Negócio.

Veja esta História e descubra porque me interessei em esmiuçar sobre curso de manutenção de celular.

Eu moro em uma cidadezinha muito pequena com menos de 40 milénio habitantes. Tenho 2 amigos que
montaram uma Assistência Técnica de conserto de celulares ( qualquer um deles tem a sua) e estão fazendo
sucesso na cidade. O que me deixa mais intrigado não é o fato deles estarem muito muito para toda a vida com a
manutenção de celular, mas sim o fato de que na mesma rua da Assistência Técnica deles, existem mas 1 loja de
consertos de celulares.

Totalidade de 3 lojas de manutenção de celular abertas numa cidade tão pequena e todas elas tem muito
movimento todos os dias, e os seus donos residem tranquilos em relação a suas vidas financeiras. Um dos meus
amigos faz em média 5 manutenções de celulares por dia (dias de pouco movimento) e chega a faturar com a
mão de obra e o lucro das peças de reposição, mais ou menos R$100 por aparelho e este trabalha de segunda a
sexta.

Vamos fazer conta? 5 consertos X R$100 cada = R$500 por dia X 5 dias na semana = R$2500 por semana. Tá bom
para você? Agora para descobrir quanto ele ganha por mês multiplique por 4 semanas = (R$10 mil reais por mês).
Esse é o valor que ele ganha em média por mês somente consertando celular e o meu outro colega não para
detrás não.

Logo, isso me chamou a Atenção e comecei a farejar sobre Curso Para consertar celular. E deparei justamente o
Curso que meus amigos fizeram e vou compartilhar com você lá no final deste Artigo ( mas antes LEIA tudo).

O que irei te indicar, AGORA, é o melhor e mais completo Curso Para consertar celular e Smartphone.

Porém veja só o que descobri! O curso pode ser conformado aí onde você mora mesmo. Porque é, os melhores
profissionais em Assistência Técnica do Brasil foram formados fazendo cursos a intervalo. E eu encontrei este
curso de manutenção de celular que deve ser constituído ONLINE, assistindo aulas pela internet. Neste Curso Para
consertar celular.
Você poderá fazer o treinamento até pelo seu celular, são em Videoaulas bastante muito explicadas Passo a Passo
do Fundamental ao Avançado.

O QUE VOU APRENDER Neste Curso de Manutenção de Celular?

Consertar Smartphones profissionalmente;

O Objetivo do Curso é ensinar a você como GANHAR Grana Consertando Celulares;

você NãO aprenderá APENAS trocar peças;

irá aprender a identificar o defeito e resolver o entrave ;

aprenderá a trocar componentes;

fazer o conserto e reparo da placa eletrônica do celular;

terá entrada a lista de Fornecedores de peças de reposição a preço de custo ;

manutenção em Samsung; Iphone; Motorola; LG; NOKIA; Sony e outras marcas.

NOVO conteúdo do Curso de Manutenção de Celular, assista o Vídeo abaixo :

Manutenção de celular e Smartphone

Dados da Anatel ( Dependência Pátrio de Telecomunicação) revelam que em 2016 o Brasil chegou a marca de mas
de 250 milhões de celulares, uma média de 120 celulares por 100 habitantes, isto é uma estimativa de mas de um
celular por braileiro.

Esses dados só afiançam as novas tendências do mercado atual, que são os profissionais que trabalham no
conserto e manutenção de celulares e Smartphones. Diversos pessoas estão se especializando por intermédio de
curso para consertar celular e garantindo a independência financeira neste mercado promissor.

Quanto ganha um profissional que trabalha nesta espaço?

Levando em considerção que um profissional que trabalha com conserto e manutenção de celulares não deixa de
ser um empresário, os seus ganhos não tem limites. A sua receita irá depender superior e somente do seu serviço
prestado. Quanto mais consertos fizer mais irá ganhar.

Sabe-se que a depender do defeito que o aparelho celular apresente, a manutenção, de forma em por norma
geral, deve variar entre R$70 a R$900. Então se em média uma persona que trabalha consertando aparelhos
celulares fizer o reparo de somente 3 aparelhos por dia e se do meio de esses três a média do valor cobrado seja
R$100, o possuidor da assisteência técnica terá em um mês um lucro estimado de: R$300/dia X 22 dias no mês
(sábado e domingo não trabalha), a renda seria de R$6600, nada perverso para um início, pois em média a
quantiade de pessoas que procuram assistência técnica de celular é mais que o dobro deste exemplo acima
citado.

Como se transforma em um profissional e cavalgar uma assistência técnica?

Existem por aí diversos cursos no mercado que possui a proposta de ensinar a pessoas se tornarem técnicos em
manutenção de celular e o passo a passo para montarem uma assistência técnica legalizada. Você pode procurar
em classificados de jornais da sua cidade onde fazer esse classe de curso presencial ou se preferir procurar na web
qualquer curso para consertar celular acessível, isto é, a distância.

Logo se você está a procura de alguma coisa para investir ou trabalhar, talvez, acompanhar essa tendência do
mercado seja uma boa opção, pois trabalhar com manutenção de eletrônicos, mas exclusivamente celulares, não
requer altos investimentos e espaço físico.

O post 18 do Código de Defesa do Consumidor é somente um entre os 119 do documento, mas define uma regra
que, caso disseminada, evitaria muita dor de cabeça aos clientes brasileiros. Sem enrolação, o artigo diz que, se
um produto não reunir seu defeito reparado no prazo máximo de 30 dias a contar da reclamação do consumidor,
o cliente possui recta a um produto novo ou à restituição da quantia paga, com correção monetária. Regra fácil,
porém que ainda não é completamente cumprida pelos fornecedores.

A regra vale para produtos que estejam dentro da garantia, que pode ser a prevista pelo produtor ou a que está
em lei – de 30 dias para riqueza e serviços não-duráveis e de 90 dias para produtos duráveis. Ter conhecimento
deste artigo é útil principalmente para quem recorre às assistências técnicas autorizadas para o conserto de meios
como aparelhos celulares e eletrônicos em geral, porém que estaca sem ver a cor do produto por meses.

A supervisora de marketing Eliane Mendes, por exemplo, teve de aguardar 4 meses e 24 dias, a partir de a
primeira ordem de serviço na assistência técnica autorizada, para ter devolvida a quantia paga por sua máquina
fotográfica, da marca BenQ. O aparelho apresentou defeito seis meses depois da compra, foi guiado à assistência
técnica e só retornou mas de um mês depois, ainda com defeito. Diante do pedido do fabricante para que o
produto fosse reencaminhado à assistência técnica, a consumidora protestou. “Eu não queria mais o produto
deles, muito menos procurar o serviço autorizado. Essa máquina já deveria ter sido substituída no defeito anterior,
pois ficou mais de 30 dias na assistência técnica. Economizamos dinheiro durante um ano para comprar a
máquina e agora não conseguimos utilizá-la”, reclama.

Eliane registrou uma reclamação no Procon-PR, onde marcou uma audiência para tentar resolver o entrave. De
antemão mesmo da audiência, apesar disso, ela chegou a um combinação com a fabricante da câmera, a Benq,
que a procurou, e teve o dinheiro devolvido, com juros e correção monetária. Foram R$ 492 – R$ 53 a mais do que
o preço da nota fiscal.

Raridade

Receber grana a mas do que o preço da nota fiscal é quase raridade. Embora vários fornecedores façam a
reembolso do dinheiro depois os 30 dias de espera, poucos são os que se “lembram” dos juros – e, na
aglomeração das vezes, poucos os compradores que exigem a correção após tanta espera pela solução do
impecilho. “A funcionária da assistência técnica disse que era a primeira vez que ela via uma persona receber um
cheque de valor maior que o da nota fiscal”, conta a estudante Juliana Gomes de Souza, que passou por um
entrave semelhante ao de Eliane quando comprou um celular Nokia, em fevereiro deste ano. O aparelho
apresentou entrave na mesma semana da compra, e foram quase quatro meses até o momento que a Nokia
devolvesse o grana pelo tempo de espera na assistência técnica. “Eles queriam que eu ficasse com o aparelho
reparado, porém já haviam se pretérito mas de 30 dias no conserto. Eu tinha direito ao meu dinheiro de girata ”,
lembra Juliana. A consumidora conseguiu combinação com a Nokia, que devolveu o montante do celular, com
correção monetária, por meio da assistência técnica.

A advogada do Procon-PR, Cila Mendes dos Santos, lembra que o consumidor deve acionar tanto o fabricante,
quanto a assistência técnica ou mesmo a loja em que comprou o produto para exigir o compensação. “A
responsabilidade é solidária. Se o produtor quitar e depois quiser exigir alguma coisa da assistência técnica, este
que se entenda com a assistência. O importante é que o recta do consumidor seja guardado ”, diga Cila.

O que curso de conserto de celular


as agências de notícias, um disparador de correio eletrônico marketing e startups do Vale do Silício têm em geral?
Estes três personagens representam setores distintos, porém que já adotaram a filosofia que vem regendo as
inovações tecnológicas nos últimos anos.

Estamos em frente à era quando os dispositivos móveis são a prioridade quando o matéria é desenvolvimento de
tecnologias. Enorme comercialização deste classe de produto mudou a mentalidade das empresas, que já pensam
continuamente em como seus clientes vão receber informações e manterão as relações de consumo pelas telinhas
móveis.

Como dizem os especialistas: estamos na era do Mobile First. As facilidades trazidas pela internet começaram a
migrar dos computadores para os celulares, tablets e até relógios e óculos. Desde 2011, o Brasil tem mais
telefones móveis que pessoas em seu território. Com este mercado em subida, os serviços de assistência técnica
também estão em subida. Confira várias razões para investir na carreira de manutenção de dispositivos móveis!

Popularização dos smatphones e tablets

O mobile está explodindo em número de vendas. O Brasil representa um mercado imenso para as gigantes da
ciência, o que garante uma boa quantidade de modelos. A democratização dos telefones inteligentes é uma veras,
sendo que estes aparelhos representam 36% de todos e cada um dos celulares do Brasil – e isso não é pouco,
dado que são mais de 250 milhões de aparelhos no país. Os desktops e notebooks também perderam espaço de
venda para os tablets. Com tantos aparelhos rodando por aí, compradores não vão faltar.

Dólar em alta

A atual conjuntura econômica brasileira resultou na subida da moeda americana. Com a desvalorização do real, a
importação se tornou mas rosto, o que refletiu no preço dos aparelhos novos. Apesar da popularização dos
gadgets, o valor dos dispositivos móveis cá no Brasil ainda é bastante superior ao de outros países. Diante dessa
veras, o consumidor pensa duas vezes de antemão de soltar um aparelho com defeitos.

Falta de mão de obra qualificada

Faltam assistências técnicas autorizadas e bons profissionais no mercado. Assim como a evolução dos aparelhos, o
técnico necessita de atualização constante e conhecimento aprofundado. Os técnicos devem procurar cursos
profissionalizantes e de aperfeiçoamento para manter um bom conhecimento sobre as novas tecnologias.

Reparo e manutenção de dispositivos móveis deve estar em alta no mercado

Diversas plataformas e Sistemas Operacionais (OS)

Com a urgência de atualização dos conhecimentos, pode caminhar também a aperfeiçoamento em um classe
essencial de produto. Nos smartphones e tablets, os três tipos mais comuns de sistema operacional são Android,
iOS e Windows Phone. O Android é um OS multiplataforma desenvolvido pelo Google e adotado pela maior
número das fabricantes de celulares e tablets, o iOS é individual dos aparelhos da Apple, enquanto a opoente
Microsoft é a desenvolvedora do Windows Phone. Diferenças entre os sistemas exigem conhecimentos distintos.
Para quem pretende investir no mercado de manutenção, procurar a vazio do mercado deve ser uma boa
iniciativa para ter retorno rápido.

Possibilidades de negócios

Conhecer as novas plataformas e dispositivos é o primeiro passo para o desenvolvimento de tecnologias. Vários
dos empreendedores deram início aos seus projetos depois enxergarem falhas e necessidades deste classe de
sistema.

A teoria da “ internet das coisas” vem sendo aplicada em larga escala por novos desenvolvedores e já não é mas
utopia meditar em uma casa toda conectada. O que encanta em todo o avanço é a rápida popularização das
tecnologias e com todas as atenções se voltando para o mobile, fica naturalmente o quanto o mercado ainda se
expandirá, e, por consequência, exigirá profissionais capacitados para resolver os obstáculos que acompanham as
inovações.