Você está na página 1de 32

Comportamento Espectral de Alvos

Vegetação

Disciplina: Sensoriamento Remoto


Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Estudo do comportamento espectral de


uma feição – Assinatura espectral

O conhecimento sobre o comportamento


espectral de alvos é fundamental para a
extração de informações a partir de produtos
de SR.

Através da análise de curvas, pode ser


previsto a aparência de alvos nos produtos
de SR.
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Resposta espectral de alvos mais comuns


Feições terrestres: comportamento espectral muito variado.

Mesmo alvos de natureza similar possuem


respostas espectrais diferentes.

Objetivo: analisar uma imagem e nela distinguir


diferentes alvos (pretende-se caracterizar o tipo
de uso e ocupação do solo).

Como: identificando características comuns e comparar o comportamento


espectral através da curva característica de um alvo.
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Características Espectrais da Vegetação

Dentre os órgãos necessários a sobrevivência de uma planta (alta, baixa,


trepadeira, com caule aéreo ou subterrâneo), podemos fazer a divisão em
órgãos de nutrição (raiz, caule e folhas) e de reprodução (flor, fruto e
semente).

No entanto, para o estudo no SR é suficiente que entendamos a curva de


referência associada às características das folhas, pois é onde ocorre a
interação da energia solar com a planta.

O comportamento espectral de uma folha


é função de sua composição, morfologia e
estrutura interna.
Sensoriamento Remoto

As propriedades espectrais das plantas dependem da:


• Morfologia das folhas;
• Estrutura interna das folhas;
• Composição química;
• Estado fisiológico;
• Disposição espacial das plantas;
• Condições climáticas antes e durante o ciclo de vida das plantas; e
• Etapa de crescimento ou desenvolvimento na qual esta a cultura.
Interação da Radiação Solar com a Planta

Interação da energia solar com a folha:


radiação incidente (I), energia refletida (R),
parte absorvida (A) e parte transmitida (T)
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Características Espectrais da Vegetação


Se estudarmos, por exemplo, o mapeamento de áreas com café, sabe-se
que no meio da lavoura podem existir outros tipos de cobertura.

O comportamento espectral dependerá da idade da lavoura,


do espaçamento, do substrato...

Imagem formada por uma mistura de energias refletidas ou


emitidas
Dossel: copas da vegetação.
Dossel incompleto: ex.: cultura agrícola no início do desenvolvimento
vegetativo.
Dossel completo: Corresponde a uma cobertura vegetal próxima a 100%.
Sensoriamento Remoto

Características Espectrais da Vegetação


Culturas como citros e café apresentam dosséis incompletos mesmo em
condições de máximo desenvolvimento, pois o solo tem alta reflectância
devido ao espaçamento entre as plantas.
Sensoriamento Remoto

Características Espectrais da Vegetação


Sensoriamento Remoto

Porção absorvida da radiação solar


- A energia absorvida, para a planta, é a mais importante dos pontos de
vista fisiológico e bioquímico.

-Cerca de 50% do total da energia que chega é absorvida e utilizada para


fotossíntese e outras reações.

-Para a fotossíntese, a energia utilizada pelas plantas


corresponde à luz azul (400-450nm) e a vermelha (600 – 730nm).

-A energia do infravermelho é utilizada pelas plantas para


vibração molecular (aquecimento).
Sensoriamento Remoto

Porção refletida da radiação solar


São três os mecanismos que influenciam a quantidade de energia
eletromagnética refletida pelas folhas de um dossel:

- Pigmentos
-Espaços ocupados pela
água
- Estruturas celulares com
dimensões do λ da radiação
incidente (grãos de amido,
mitocôndrias, ribossomos...)

Espectro de reflectância de uma folha de vegetação verde e sadia


Sensoriamento Remoto

Fatores que interferem na reflectância da folha


Sensoriamento Remoto

Porção refletida da radiação solar


Comparação da resposta espectral de dois tipos de vegetação: melancia e
trigo.
Sensoriamento Remoto

Porção refletida da radiação solar


Efeito da variação da umidade na folha.
Sensoriamento Remoto

Fatores que interferem na reflectância da


folha
Existem outros fatores que influenciam a energia refletida: conteúdo de
água, maturação ou idade da folha, senescência...

Mudança na reflectância de folha de feijão provocada pela mudança no


conteúdo de água infiltrada
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Fatores que interferem na reflectância da folha – Idade da planta

A radiação refletida pela folha em senescência na região do visível é maior


do que a folha jovem.

Curvas de reflectância espectral de folhas verdes e senescentes


Sensoriamento Remoto

Fatores que interferem na reflectância da folha- conteúdo


de água na folha

Curvas de reflectância espectral, obtidas em folhas de milho com diferentes


conteúdos de água
Sensoriamento Remoto

Fatores que interferem na reflectância da folha- Nutrientes

- As diferenças se
verificam na região do
verde e do IVP

- A resposta espectral do
cultivar a 60kg de N é bem
mais acentuada, ou seja,
contém maior quantidade
de fitomassa.
Sensoriamento Remoto
Sensoriamento Remoto

Referências Bibliográficas
CENTENO, Jorge A. Silva; Sensoriamento Remoto e Processos de Imagens
Digitais. Curitiba, 2009.

MOREIRA, Maurício Alves; Fundamentos do Sensoriamento Remoto e


Metodologias de Aplicação. Universidade Federal de Viçosa, 2012.