Você está na página 1de 4

1.

Introdução
Consiste numa aplicação dos amplificadores operacionais vistos na disciplina Análise de
Circuitos I. Usando o sensor LM35 e Amp-Op deve-se montar um circuito capaz de
identificar a temperatura de elementos líquidos. O sensor de temperatura aumenta sua
tensão de saída, a cada grau a mais sobre ele. Os níveis de temperaturas deverão ser
indicados por LEDs que acenderam na sua faixa de temperatura pré-determinada: O
primeiro LED acenderá na faixa entre 0ºC e 14ºC, o segundo entre 15ºC e 24ºC, o
terceiro de 25ºC a 50ºC, e o ultimo LED acenderá quando a temperatura passar de
50ºC

2. Projeto e Simulação
2.1.Como foi especificado no projeto, era necessário se utilizar de Amp-Op para fazer com
que o sensor de temperatura funcionasse adequadamente. O primeiro passo então foi
idealizar o projeto de forma que ele ficasse o mais viável e reduzido possível.
Após se ter uma idéia de como será projetado o circuito é necessário simular ele no
Multisim (ou outro programa do gênero). Então precisa-se definir quais os dispositivos
que serão usados no circuito tendo o cuidado de ver os datasheet dos dispositivos para
verificar se é o ideal para o circuito planejado e levando em conta a praticidade ao
passar para a protoboard.
Já no multisim seguimos o roteiro do trabalho. Primeiro haveria um amplificador para
ampliar a tensão de saída do LM35 e esse Amp-Op estará ligado aos comparadores.
Os comparadores serão os Amp-Ops que irão definir as faixas de temperatura,
saturando positivamente de acordo com a variação de tensão na saída do não-
inversor (o amplificador anterior). Como temperatura neste caso vai ser simbolizada
como tensão pelo sensor, estabeleceremos tensões de referência para que os
comparadores saturem em zero ou em positivo e assim acenda o LED. O primeiro
amplificador (não inversor) é feito realimentando a saída do mesmo na entrada
inversora com uma resistência R1 e no mesmo terminal ligado a uma resistência R2
logo após no terra e tensão de saída do LM35 na entrada não inversora. Desta forma,
forçamos a tensão na entrada não inversora para que esta seja igual ao terminal em
comum de R1 e R2 (o cálculo de ganho de tensão segue após a ilustração).

Ganho do Amp-Op amplificador:


A = 1 + (R1/R2)  A = 1 + (100k/10k)  A = 11, Ganho de 11 vezes
Os outros amplificadores operacionais são comparadores. Construímos comparadores
sem realimentação, pois estes não trabalham na região linear e sim nas saturadas.
Desta forma podemos estabelecer tensões onde o LED irá acender ou não,
entendendo tensão sempre como sinônimo de temperatura devido ao sensor.
O primeiro LED é alimentado com a saída do primeiro comparador que tem como tensão
de referência zero, pois o LED estará aceso para temperaturas de 0ºC à 14ºC. O que
fará com que o LED apague será o segundo comparador, cujo terminal também estará
ligado ao terminal negativo do primeiro LED fazendo com que não haja diferença de
potencial entre os terminais do LED e assim não haja corrente.
O segundo LED tem o terminal positivo ligado à saída do segundo comparador e ao
terminal negativo do primeiro LED. Este acenderá quando o segundo comparador
passar a tensão diferente de zero (tensão na temperatura que queremos 15ºC à 25ºC).
Analogamente ao segundo LED, o terceiro estará ligado à saída do terceiro comparador e
ao terminal negativo do segundo LED, fazendo com este se apague quando o terceiro
comparador passar uma tensão diferente de zero. Por fim, o quarto comparador terá
sua saída ligada ao terminal positivo do quarto LED que também está ligado ao
terminal negativo do terceiro LED e seu terminal negativo liga-se ao terra (o quarto
LED é um pisca-LED que acende a temperaturas superiores a 50ºC).
A forma como estabelecemos as faixas de temperatura foi usando resistores em série
para dividir a tensão até onde queremos. Sabemos que o LM35 fornece em sua saída
10mV a cada grau Celsius, sendo assim as tensões para as respectivas temperaturas:

Cálculo do divisor de tensão:

V1=R2/(R1+R2)*V V1= [180/(1180)]*10 = 1,53V

V2=R2/(R1+R2)*V V2= [10k/(21,8k)]*10 = 5,41V

V3=R3/(R1+R3)*V V3= [6,2k/(1,8k)]*5,41 = 2,57V

O orçamento dos componentes utilizados segue abaixo:

 Resistências -

2x10kΩ | 1x100kΩ | 1x180Ω | 5x1kΩ

| 1x5,6kΩ | 1x6,2kΩ | R$ 2,00


 AMP-OPs –

1 LM 324 R$ 3,00, 1LM 741

 Indicadores –

4xLEDs |

 Sensor de Temperatura –

LM35DT R$ 07,00

 Circuito Impresso –

Placa de fenolite R$ 3,50 | Água oxigenada R$ 02,00 |

Impressão a laser e em transparência R$ 4,00

Total: R$ 52,50

2.2. Resultados de Simulação


O projeto foi simulado no programa MULTISIM 11, funcionou como planejado e exigido no
trabalho. Na simulação foi utilizado 2 x LM324 como AMP-OPs, mas na hora da
montagem utilizamos 1x Lm741 para comparar, em vez de outro LM324

3. Resultados Preliminares
3.1. Montagem e testes
A protoboard foi o início da aplicação de toda teoria usada no trabalho. Nessa parte do
projeto não houve maiores dificuldades e conseguimos fazer os LED acenderem
nas suas respectivas faixas de temperatura. Portanto, no segundo teste, a
protoboard funcionou como esperado na Tarefa 2.

3.2. Modificações de Projeto


Inicialmente os Amp-Op que seriam utilizados eram o LM741 e o LM339, mas por uma
infelicidade, esses CI se queimaram e foi necessário fazer uma substituição do
LM339 pelo LM324. Nós decidimos então usar 2 LM324, 1 dos AMP-OPs do
LM324 seria para amplificar o sinal e os outros 4 para comparar. Mas então
decidimos usar 1 LM741 para comparar, pois ele tem um único AMP-OP, 1 dos
AMP-OPs do LM324 para amplificar e os outros 3 amplificadores operacionais do
LM324 para comparar o sinal.
Esquemático da placa