Você está na página 1de 2

EEEFM “Professora Filomena Quitiba”

Série: 1ª série – Ensino Médio


Assunto: O Antigo Egito
Professor: Dayvid Machado Fernandes – História.

O ANTIGO EGITO

→ A civilização egípcia
− Por volta de 5000 a.C., os habitantes das margens do Nilo aprenderam a canalizar e direcionar as águas, dando início a prática
da agricultura e do pastoreio.
− Criaram um calendário que dividia o ano em três estações de quatro meses:
• Período das cheias
• Período da semeadura
• Período da colheita
− Todos os anos os rios enchiam e transbordavam, alagando as suas margens - quando regressava ao seu leito normal, deixava a
terra coberta por uma rica camada de húmus, que funcionava como adubo natural.
− As aldeias das margens do Nilo foram se agrupando em nomos - unidades administrativas chefiadas por nomarcas.
− As lutas e/ou alianças entre os nomarcas levaram à formação de dois grandes reinos:
• O Alto Egito - localizado no sul.
• O Baixo Egito - situado no norte.
− Por volta de 3100 a.C., quando, segundo a tradição, um personagem chamado Menés, rei do Alto Egito, conquistou o Baixo
Egito e fundou o Império Egípcio.
• Menés se tornou o primeiro faraó.

→ A história política do império egípcio costuma ser dividida em três períodos:


− Antigo Império ( 2700 a.C. - 2200 a.C.)
• O território egípcio esteve dividido em 42 nomos - administrados por nomarcas.
• O Antigo Império foi um período de relativa estabilidade política e prosperidade econômica.
• Período em que foram construídas as colossais pirâmides na cidade de Gizé: Quéops, Quéfren e Miquerinos.
− Médio Império ( 2010 a.C. - 1785 a.C.)
• Por volta de 2040 a.C., os governantes da cidade de Tebas tomaram o poder e reunificaram o Egito.
• Período de grande brilho para civilização egípcia.
• os faraós desse período incentivaram a atividade cultural e econômica - intensificando o seu comércio com a Núbia.
• Disputas pelo poder entre os próprios egípcios enfraqueceram o Estado - facilitou a penetração dos hicsos - invadiram o Egito
por volta de 1570 a.C. - dominaram por cerca de 170 anos.
− Novo Império (1552 a.C. - 1069 a.C.)
• Iniciou com a vitória sobre os hicsos e a reunificação dos egípcios.
• Conquistaram o Reino de Kush, na Núbia, ao sul, a Fenícia, a Palestina e a Síria , a nordeste, e estenderam seu domínio até o
rio Eufrates, na Mesopotâmia - estabeleceu um lucrativo comércio com todas essas regiões e com a ilha de Creta.
• As revoltas da maioria da população contra os impostos abusivos e o trabalho forçado - disputas internas - enfraquecimento
do Estado.
• Em 525 a.C. , foram conquistados pelos persas - desde então, foram dominados por vários outros povos:
└› Na Antiguidade: gregos e romanos.
└› Na Idade Média: árabes e muçulmanos.
└› No século XIX: britânicos.
• Somente em 1992, o Egito voltou a ser independente.

→ A vida social
− Sociedade rigidamente estratificada e com pouca mobilidade.
− O faraó era considerado um deus vivo - maior autoridade administrativa, religiosa e militar do império - dono de quase todas
as terras.
− Altos funcionários e sacerdotes
• Vizir: supervisionava a polícia, a justiça e a cobrança de impostos
• Escribas: registravam os impostos arrecadados, as áreas cultivadas, o volume da colheita e os rebanhos.
• Os sacerdotes: grupo poderoso e rico - sua riqueza vinha das terras que possuíam e das oferendas feitas aos deuses.
− Artesãos, comerciantes E militares
− Camponeses e escravos
• Camponeses - viviam pobremente - trabalhavam nas propriedades dos faraós, dos sacerdotes e dos altos funcionários públicos
- faziam todo o tipo de serviço - podiam ser convocados pelo Estado para trabalhar em obras públicas - além de entregar ao
senhor da terra parte da colheita - tinham que pagar pesados impostos ao Estado.
• Escravos - obtidos nas guerras de conquista - utilizados em serviços pesados - trabalho nas pedreiras - nas minas - construção
de grandes obras.

→ Religião
− Eram politeístas.
− Acreditavam na vida após a morte - a alma um dia regressaria ao corpo - por isso praticavam a mumificação.
− As almas eram julgadas no tribunal de Osíris - se o indivíduo fosse salvo, iria para os campos da paz - caso contrário iria para
uma espécie de purgatório ou tornar-se-ia uma alma perdida.
− A mumificação - dependia das posses da pessoa:
• Os mais pobres, geralmente enterravam os seus mortos nas areias do deserto.
• Os ricos, especialmente os faraós - eram mumificados por técnicos especializados neste ofício.

→ As artes e as ciências
− Praticavam uma arte monumental - marcada por intensa religiosidade.
− Arquitetura - destacaram-se as pirâmides: Quéops, Quefrén e Miquerinos - Templos religiosos: Abu-Simbel.
− Escultura - predomina as estátuas de postura rígida e solene e os braços cruzados sobre o peito ou estendidos.
• Acreditavam que além de conservar o corpo, deveriam imortalizá-lo por meio da escultura fiel as suas características físicas.
− Pintura - retratavam vários aspectos da vida social do seu país: cenas de caça, de trabalho, de guerra.
• Suas pinturas obedeciam regra rígidas como a regra da frontalidade.
− Ciências - buscavam resolver problemas práticos: calcular a área de uma construção, prever a periodicidade das cheias do Nilo,
encontrar a cura para uma doença.
• Matemática: aprenderam a operar com a soma, subtração e divisão - embora não possuíssem um símbolo para o zero, foram
os inventores do sistema decimal - sabiam calcular área do triângulo, retângulo e do trapézio e o volume dos sólidos.
• Medicina: dominaram conhecimentos de anatomia humana - reconheceram a importância do coração - desenvolveram
técnicas para tratar de fraturas - anestesiar o paciente - realizar pequenas cirurgias.
• Astronomia: Criação de um calendário solar de 365 dias divididos em 12 meses de 30 dias, mais cinco dias de festa.

→ Economia
− A economia egípcia era baseada principalmente na agricultura que era realizada, principalmente, nas margens férteis do rio
Nilo.
− Os egípcios também praticavam o comércio de mercadorias e o artesanato.
− Os trabalhadores rurais eram constantemente convocados pelo faraó para prestarem algum tipo de trabalho em obras
públicas (canais de irrigação, pirâmides, templos, diques).

Interesses relacionados