Você está na página 1de 2

1) Explique qual é a diferença na degradação de aminoácidos cetogênicos e glicogênicos, no

que diz respeito ao destino metabólico dos esqueletos carbônicos de tais aminoácidos. (1,0)

R= Os esqueletos carbônicos dos aminoácidos cetogênicos, são degradados em Acetil-CoA e


acetoacetato, enquanto que, os esqueletos carbônicos dos aminoácidos glicogênicos são
degradados em piruvato ou intermediários de quatro e cinco carbonos do ciclo de Krebs. O
esqueleto carbônico dos aminoácidos cetôgenicos pode ser catabolizado para a produção de
energia ou ser convertido a corpos cetônicos ou ácidos graxos. Já os aminoácidos glicogênicos
são as principais fontes de carbono da glicogênese quando os níveis de glicose caem. Eles
podem ser degradados para produzir energia ou ser convertido em glicogênio ou ácidos graxos
para estocar energia.

2 ) Indivíduos que fazem suplementação alimentar com proteínas costumam ter maior
concentração de enzimas do ciclo da uréia. Explique por que isso acontece. (1,0)

R= Porque um alto teor de proteínas na dieta resulta em indução de enzimas do ciclo da ureia.

3) Com base nos aspectos bioquímicos da degradação de ácidos graxos de cadeia ímpar,
responda: em uma dieta sem ingestão de carboidratos, o uso de suplementação com ácidos
graxos de cadeia ímpar diminuiria a cetogênese? Justifique sua resposta. (1,0)

R= Sim. Pois um ácido graxo de número ímpar sendo quebrado pela beta oxidação gera acetil-
CoA, que além disso gera propionil-CoA, que se transforma em succinil-CoA, que
posteriormente se transforma em oxalacetato. Os corpos cetônicos são produzidos quando
falta oxalacetato, se ocorre um excesso de oxalacetato , irá ocorrer uma grande diminuição na
cetogênese ( produção de corpos cetônicos).

4) Cite os 4 passos mais importantes da beta oxidação e os produtos da degradação do


palmitato. Qual o destino destes produtos? (1,0)

R= Os quatro passam mais importantes da beta oxidação são:

1. Oxidação mediada pelo FAD;


2. Hidratação;
3. Oxidação mediada pelo NAD+
4. Tiólise.

Os produtos da degradação do palmitato são:


8mols de acetil-CoA
7mols de FADH2
7mols de NADH+H+

O destino desses produtos é a cadeia transportadora de elétrons.

5) Se a síntese de ácidos graxos necessita de moléculas de Acetil-CoA para ocorrer, explique


como é possível que ela ocorra no citoplasma das células uma vez que as moléculas de Acetil-
CoA usadas na síntese de ácidos graxos encontram-se na matriz mitocondrial? (1,0)

Quando comemos muito açúcar, a taxa de glicose do nosso sangue fica elevada. A glicose entra
nas células e é degradada pela glicólise, dando origem a duas moléculas de piruvato. O
piruvato formado no citoplasma entra na mitocôndria através de um translocador localizado
na membrana interna mitocondrial. Na mitocôndria, o piruvato é convertido em acetil-CoA
através da piruvato desidrogenase. O acetil-CoA se junta ao oxalacetato para formar o
citratoque segue pelo ciclo de Krebs.
6) A glicose é armazenada no fígado e músculos na forma de glicogênio, que é mobilizado em
diferentes situações metabólicas. Qual é a diferença entre o tecido hepático e o muscular no
que diz respeito à liberação das reservas de glicogênio para a manutenção da glicemia?
Justifique sua resposta. (1,0)

R= Os níveis de glicogênio hepático variam com a ingestão de alimento, acumulando altos


níveis logo após a alimentação. Após 12 a 18 horas de jejum, o fígado torna-se quase
totalmente desprovido de glicogênio, já o glicogênio do músculo só diminui após exercício
vigoroso.

7) Como o ciclo glicose-alanina permite que o piruvato do músculo seja usado para a
gliconegênese no fígado e, em seguida, retorne aos músculos sob a forma de glicose? (1,0)

R= Uma solução econômica para transportar tanto o piruvato quanto a amônia dos
aminoácidos gerados nos músculos para fígado é sintetizar o aminoácido alanina a partir
desses componentes. A alanina atua como carreador de amônia e de esqueletos de carbono
do piruvato dos músculos para o fígado. A amônia é excretada e o piruvato é reutilizado para
formar glicose a qual retorna ao musculo.

8) A via das pentoses-fosfato é dividida em dois ramos: oxidativo e não-oxidativo. Sobre esta
via, responda as questões abaixo:

a) No que diz respeito aos produtos do ramo oxidativo, quais seriam as necessidades de uma
célula que seguisse apenas este ramo? Justifique sua resposta, citando um exemplo de célula,
tecido ou órgão onde a situação descrita anteriormente poderia ocorrer. (1,0)

A frutose 6-P e o gliceraldeido-3P podem seguir a via glicolítica, sendo completamente


oxidados. Isso ocorre quando há predominância da síntese de ácidos graxos na célula em
relação ao requerimento de nucleotídeos, nos principais tecidos que realizam a síntese de
ácidos graxos, como o fígado, por exemplo.

b) No que diz respeito aos produtos do ramo não oxidativo, quais seriam as necessidades de
uma célula que seguisse apenas tal ramo? Justifique sua resposta, citando um exemplo de
célula, tecido ou órgão onde a situação descrita anteriormente poderia ocorrer. (1,0)

R=O músculo, por exemplo, não realiza síntese de lipídeos, e portanto, não necessita de
NADPH, neste tecido a ribose-5P necessária para a síntese de nucleotídeos é formada a partir
de frutose-6P e gliceraldeído-3P.

9) Qual é a função da glicogenina na síntese do glicogênio? Explique. (1,0)

R= A glicogenina tem uma propriedade incomum: a de catalisar a sua própria glicosilação,


fixando o carbono-1 da UDP glicose a um resíduo de tirosina na enzima. A glicose fixada pode
servir como um primer requerido pela glicose sintase.