Você está na página 1de 27

MA02

Adição e subtração de números


naturais
Texto retirado de YOUSSEF, Antônio Nicolau; PACHI, Clarice Garneiro da Fonseca; HESSEL, Heloísa Maria. Linguagens e aplicações: Matemática – 6º ano. 1ª
edição. São Paulo: Cereja Editora, 2015. Pág. 35.

Vários povos desenvolveram formas diferentes de ler e escrever os números. Com o


desenvolvimento do comércio, a necessidade de contar e representar quantidades se tornou ainda
maior, pois as pessoas começaram a trocar suas mercadorias nos mercados, grandes quantidades de
cargas eram transportadas de uma cidade para outra e passou a ser necessário registrar tudo o que
acontecia no comércio.
Foi preciso, então, criar formas de usar os números para fazer cálculos do dia a dia, tais como:
• Juntar quantidades;
• Tirar uma quantidade de outra;
• Juntar várias vezes uma mesma quantidade;
• Repartir uma quantidade em partes iguais.
Juntamente com o desenvolvimento dos sistemas de numeração, foi necessário também
organizá-los com a criação de inúmeras regras e processos destinados a se operar com os números.
Você, com certeza já teve contato com as operações fundamentais de adição, subtração,
multiplicação e divisão, na escola, em casa e em diversas situações no dia a dia. A partir de agora,
porém, vamos estudá-las detalhadamente e conhecer as principais propriedades de cada uma das
quatro operações matemáticas fundamentais.

Adição de números naturais


Texto retirado de SILVEIRA, Ênio. Matemática: compreensão e prática – 6º ano. 3ª edição. São Paulo: Moderna, 2015. Pág. 41 e BIGODE, Antônio José Lopes.
Matemática do cotidiano: 6º ano. 1ª edição. Pág. 39. Adaptado

Adicionar significa juntar, unir, reunir. Contudo, muitos outros verbos da nossa língua
também sugerem a ideia aditiva, como, por exemplo, acrescentar, agregar, ganhar, comprar, receber.
Em matemática, todas essas ações são representadas pela operação de adição cujo o sinal é +
(lê-se: “mais”).
Acompanhe os exemplos:
Exemplo 1) Na classe do 6º ano há 23 meninas e 16 meninos. Quantos alunos há, ao todo, nessa
turma?
23 + 16 = 39
¯ ¯ ¯
Meninas Meninos Total
de alunos
Nesse caso, a classe é a reunião de meninos e meninas.
Exemplo 2) João coleciona figurinhas. Ele já tinha 23 e comprou 16. Quantas figurinhas ele tem
agora?
23 + 16 = ?
¯ ¯ ¯
Antes Comprou Depois
Veja que, nesse caso, tínhamos a situação “antes da compra”, que foi modificada depois de
efetuada a compra.
João ficou com: 39 figurinhas (23 + 16 = 39).
Exemplo 3) Maria tinha uma certa quantidade de adesivos. Deu 16 adesivos a um colega e ainda
ficou com 23. Quantos adesivos Maria tinha?

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


1
MA02
? - 16 = 23
¯ ¯ ¯
Antes Deu Depois
Nesse caso, queremos saber de qual número precisamos retirar 16 unidades para obter 23
unidades. Então, podemos escrever:
? – 16 = 23
O mesmo problema pode ser resolvido por meio de uma adição.

Veja:
23 + 16 = 39
Portanto, Maria tinha 39 adesivos antes de dar os 16 adesivos ao colega.

Os termos da adição
Texto de autoria própria.

Veja como se denominam os termos envolvidos em uma adição:



2 3 ® 1ª parcela
+ 1 6 ® 2ª parcela
3 9 ® Soma

Como adicionar?
Texto de autoria própria.

Para resolver uma adição podemos utilizar diferentes estratégias, como, por exemplo, o
cálculo mental, a decomposição numérica e o algoritmo da adição (a conhecida “conta em pé”). Vamos
conhecer um pouco mais sobre cada uma destas estratégias.

O cálculo mental
Texto retirado de https://www.mathsisfun.com/numbers/addition-tips-tricks.html. Tradução nossa. Adaptado.

O cálculo mental é uma estratégia eficiente para resolver qualquer operação. No caso da
adição, conhecer algumas dicas pode torná-lo ainda mais fácil e rápido.
• Conte de um número para cima, iniciando sua contagem sempre pelo maior número.
Exemplo 4) 6 + 3

Pense: 6, 7, 8, 9; logo, 6 + 3 = 9.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


2
MA02
• Conte “pulando” casas
Conte de 2 em 2, de 5 em 5, de 10 em 10, ou “pule” quantas casas forem necessárias
para ajudar você a resolver a operação.
Exemplo 5) 4 + 12

Pense: 4, ..., 14, 15, 16; logo, 4 + 12 = 16.


• Some totalizando 10
Veja se existem números que somados resultam em 10. Lembre-se que estes
números não precisam necessariamente estar próximos um do outro.
Exemplo 6) 7 + 8 + 3 + 2 + 5
7 + 3 = 10
8 + 2 = 10, logo:
10 + 10 + 5 = 25
• Some as dezenas por último
Decomponha os números em unidades e dezenas, em seguida, adicione as unidades,
e, por fim, adicione as dezenas.
Exemplo 7) 14 + 5 Exemplo 8) 14 + 12
10 + 4 + 5 10 + 4 + 10 + 2
4 + 5 = 9, logo: 4 + 2 = 6, logo:
10 + 9 = 19 10 + 10 + 6 = 26

• Procure o 10
Quando um número estiver próximo de 10, você pode “emprestar” unidades de outro
número para fazê-lo chegar ao 10.
Exemplo 9) 9 + 7
9 está a uma unidade de 10, então pegamos uma unidade do sete e damos ao 9, logo:
9+1+6
10 + 6 = 16
Pense: 9 mais 1 é igual a 10, 7 menos 1 é igual a 6, 10 mais 6 é igual a 16.
• Use o método da compensação
Compensar, neste caso, é arredondar um número (adicionando a ele uma ou mais
unidades para facilitar a adição) e em seguida, após encontrar a soma, retirar dela essas
unidades extras que foram previamente adicionadas.
Exemplo 10) 19 + 16
É mais fácil fazer 19 + 1 + 16 = 20 + 16 = 36.
Contudo, uma vez que foi adicionada uma unidade ao número 19, esta unidade deve
agora ser retirada da soma. Assim:
36 – 1 = 35
Exemplo 11) 395 + 126
É mais fácil fazer 395 + 5 + 126 = 400 + 126 = 526.
Contudo, uma vez que foram adicionadas cinco unidades ao número 395, estas
unidades devem agora ser retiradas da soma. Assim:
526 – 5 = 521
• Dobre os números se eles forem próximos, e, em seguida, corrija-os.
Exemplo 12) 5 + 6
6 é próximo de 5, mas uma unidade maior, então:
5+5+1
10 + 1 = 11

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


3
MA02
Exemplo 13) 7 + 9
9 é próximo de 7, mas duas unidades maior, então:
7+7+2
14 + 2 = 16

Agora é a sua vez!


Texto de autoria própria.

Use o método da compensação para calcular mentalmente 49 + 37.

A decomposição numérica
Texto de autoria própria.

Decompor um número, como vimos anteriormente, é dispor em uma sequência de adições o


valor posicional de cada um de seus algarismos. Veja alguns exemplos:
Exemplo 14) 39 = 30 + 9
Exemplo 15) 542 = 500 + 40 + 2
Exemplo 16) 6 127 = 6 000 + 100 + 20 + 7
Exemplo 17) 21 084 = 20 000 + 1 000 + 80 + 4
A decomposição é também uma das formas de se resolver uma adição. Para utilizá-la para
este propósito, basta que façamos a decomposição de cada parcela da operação, em seguida, que
coloquemos lado a lado os algarismos de mesmo valor posicional e, por fim, que os adicionemos
mentalmente. Acompanhe os exemplos:
Exemplo 18) 23 + 16 = 20 + 3 + 10 + 6
23 + 16 = 20 + 10 + 3 + 6
23 + 16 = 30 + 9
23 + 16 = 39
Exemplo 19) 120 + 760 = 100 + 20 + 700 + 60
120 + 760 = 100 + 700 + 20 + 60
120 + 760 = 800 + 80
120 + 760 = 88
Exemplo 20) 8 765 + 3 210 = 8 000 + 700 + 60 + 5 + 3 000 + 200 + 10
8 765 + 3 210 = 8 000 + 3 000 + 700 + 200 + 60 + 10 + 5
8 765 + 3 210 = 11 000 + 900 + 70 + 5
8 765 + 3 210 = 11 975

Agora é a sua vez!


Texto retirado de GALDONE, Linos. Projeto Apoema Matemática: 6º ano. 2ª edição. São Paulo: Editoria do Brasil, 2015. Pág. 06.

Efetue a adição 9 543 + 2725 pela decomposição das parcelas.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


4
MA02

O algoritmo da adição
Texto de autoria própria.

A estratégia mais usada para adicionar é o algoritmo da adição. Ele é mais conhecido como
“conta armada” ou “conta em pé”. Para compreender melhor como a adição é realizada através do
algoritmo, utilizaremos o Quadro Valor de Lugar (QVL) para nos auxiliar. Veja os exemplos:
Exemplo 21) 23 + 16
D U
2 3
+ 1 6
3 9
Fazendo passo a passo:
• 3 unidades + 6 unidades = 9 unidades
• 2 dezenas + 1 dezena = 3 dezenas
A soma é um número formado por 3 dezenas e 9 unidades, ou seja, 39.
Exemplo 22) 234 + 150
C D U
2 3 4
+ 1 5 0
3 8 4
Fazendo passo a passo:
• 4 unidades + 0 unidades = 4 unidades.
• 3 dezenas + 5 dezenas = 8 dezenas.
• 2 centenas + 1 centena = 3 centenas.
A soma é um número formado por 3 centenas, 8 dezenas e 4 unidades, ou seja, 384.
Exemplo 23) 985 + 177
UM C D U
1 1 1
9 8 5
+ 1 7 7
1 1 6 2
Fazendo passo a passo:
• 5 unidades + 7 unidades = 12 unidades
12 unidades = 1 dezena + 2 unidades
Como esta é a ordem das unidades, conservamos aqui as 2 unidades e “vai
1” dezena para a ordem das dezenas.
• 1 dezena + 8 dezenas + 7 dezenas = 16 dezenas
16 dezenas = 1 centena + 6 dezenas
Como esta é a ordem das dezenas, conservamos aqui as 6 dezenas, e “vai
1” centena para a ordem das centenas.
• 1 centena + 9 centenas + 1 centena = 11 centenas
11 centenas = 1 unidade de milhar + 1 centena
Como esta é a ordem das centenas, conservamos a 1 centena, e “vai 1”
unidade de milhar para a ordem das unidades de milhar.
• 1 unidade de milhar + 0 unidades de milhar = 1 unidade de milhar
A soma é um número formado por 1 unidade de milhar, 1 centena, 6 dezenas e 2
unidades, ou seja, 1 162.
Exemplo 24) 28 971 + 40 505
DM UM C D U
1
4 0 5 0 5
+ 2 8 9 7 1
6 9 4 7 6
Fazendo passo a passo:
• 5 unidades + 1 unidade = 6 unidades.
• 0 dezenas + 7 dezenas = 7 dezenas.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


5
MA02
• 5 centenas + 9 centenas = 14 centenas
14 centenas = 1 unidade de milhar + 4 centenas
Como esta é a ordem das centenas, conservamos as 4 centenas, e “vai 1”
unidade de milhar para a ordem das unidades de milhar.
• 1 unidade de milhar + 0 unidades de milhar + 8 unidades de milhar = 9
unidades de milhar
• 4 dezenas de milhar + 2 dezenas de milhar = 6 dezenas de milhar.
A soma é um número formado por 6 dezenas de milhar, 9 unidades de milhar, 4
centenas, 7 dezenas e 6 unidades, ou seja, 69 476.
Exemplo 25) 798 473 + 294 718 + 323 004
UMI CM DM UM C D U
1 2 1 1 1
7 9 8 4 7 3
3 2 3 0 0 4
+ 2 9 4 7 1 8
1 4 1 6 1 9 5
Fazendo passo a passo:
• 3 unidades + 4 unidades + 8 unidades = 15 unidades
15 unidades = 1 dezena + 5 unidades
Como esta é a ordem das unidades, conservamos aqui as 5 unidades e “vai
1” dezena para a ordem das dezenas.
• 1 dezena + 7 dezenas + 0 dezenas + 1 dezena = 9 dezenas.
• 4 centenas + 0 centenas + 7 centenas = 11 centenas
11 centenas = 1 unidade de milhar + 1 centena
Como esta é a ordem das centenas, conservamos a 1 centena, e “vai 1”
unidade de milhar para a ordem das unidades de milhar.
• 1 unidade de milhar + 8 unidades de milhar + 3 unidades de milhar + 4
unidades de milhar = 16 unidades de milhar
16 unidades de milhar = 1 dezena de milhar + 6 unidades de milhar
Como esta é a ordem das unidades de milhar, conservamos aqui as 6
unidades de milhar e “vai 1” dezena de milhar para a ordem das dezenas de
milhar.
• 1 dezena de milhar + 9 dezenas de milhar + 2 dezenas de milhar + 9 dezenas
de milhar = 21 dezenas de milhar
21 dezenas de milhar = 2 centenas de milhar + 1 dezena de milhar
Como esta é a ordem das dezenas de milhar, conservamos aqui 1 dezena de
milhar e “vão 2” centenas de milhar para a ordem das centenas de milhar.
• 2 centenas de milhar + 7 centenas de milhar + 3 centenas de milhar + 2
centenas de milhar = 14 centenas de milhar
14 centenas de milhar = 1 unidade de milhão + 4 centenas de milhar
Como esta é a ordem das centenas de milhar, conservamos aqui 4 centenas
de milhar e “vai 1” unidade de milhão para a ordem as unidades de milhão.
• 1 unidade de milhão + 0 unidades de milhão = 1 unidade de milhão.
A soma é um número formado por 1 unidade de milhão, 4 centenas de milhar, 1 dezena
de milhar, 6 unidades de milhar, 1 centena, 9 dezenas e 5 unidades, ou seja,
1 416 195.

Agora é a sua vez!


Texto de autoria própria.

Arme e efetue: 10 283 745 + 3 438 744 + 968 674 + 7 363 622.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


6
MA02

As propriedades da adição
Texto retirado de BIANCHINI, Edwaldo. Matemática Bianchini – 6º ano. 8ª edição. São Paulo: Moderna, 2015. Págs. 34 e 35. Adaptado.

Considere a adição: 10 + 35 = 45.


Trocando-se a ordem das parcelas, a soma obtida também é 45, ou seja:
10 + 35 = 35 + 10
45 45

A ordem das parcelas não alterou a soma. Isso sempre ocorre quando adicionamos dois
números naturais quaisquer. Trata-se da propriedade comutativa da adição, enunciada a seguir.
Em uma adição de dois números naturais, a ordem das parcelas não altera a soma.
Veja mais alguns exemplos.
Exemplo 27) 130 + 500 = 500 + 130
Exemplo 26) 20 + 400 = 400 + 20
Agora, observe dois modos de efetuar a adição 5 + 3 + 7.
• 1º modo
Efetua-se a adição das duas primeiras parcelas e adiciona-se ao resultado obtido a terceira
parcela.
5 + 3 + 7 = 8 + 7 = 15
8

• 2º modo
Efetua-se a adição das duas últimas parcelas e adiciona-se ao resultado obtido a primeira
parcela.
5 + 3 + 7 = 5 + 10 = 15
10

Ao associar as parcelas de modos diferentes, não houve alteração na soma. Esse fato sempre
ocorre quando adicionamos três ou mais números naturais quaisquer. Trata-se da propriedade
associativa da adição, enunciada a seguir.
Em uma adição de três ou mais números naturais quaisquer, podemos associar as parcelas de
modos diferentes sem alterar a soma.
Observe mais alguns exemplos.
Exemplo 28) 2 + 37 + 8
2 + 37 + 8 = 39 + 8 = 47
39

2 + 37 + 8 = 2 + 45 = 47
45

2 + 37 + 8 = 37 + 10 = 47 ® Melhor opção!
Exemplo 29) 9 + 26 + 21 + 34
9 + 26 + 21 + 34 = 35 + 55 = 90
35 55

9 + 26 + 21 + 34 = 43 + 47 = 90
45

9 + 26 + 21 + 34 = 30 + 60 = 90 ® Melhor opção!

Agora, considere as seguintes adições:


• 5+0=0+5=0
• 0+7=7+0=7
• 53 + 0 = 0 + 53 = 53
• 0 + 129 = 129 + 0 = 129
Note que em todas essas adições há um número (o zero) que, em qualquer posição, não influi
no resultado. Esse número é o elemento neutro da adição. A adição de um número natural qualquer
com zero (ou vice-versa) é o próprio número. Trata-se de mais uma propriedade da adição: a
existência do elemento neutro, enunciada a seguir.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


7
MA01
O zero, quando adicionado a outro número natural qualquer, resulta sempre nesse outro número. Ou
seja, o zero como parcela da adição não altera o valor da soma. Por isso, ele é chamado de
elemento neutro da adição.
Em todas as situações anteriores, realizamos adições em que as parcelas eram números
naturais. Observe que as somas também eram número naturais. Trata-se da última propriedade da
adição: o fechamento, enunciada a seguir.
Em uma adição de dois ou mais números naturais, a soma sempre será um número natural.

Subtração de números naturais


Texto retirado de e BIGODE, Antônio José Lopes. Matemática do cotidiano: 6º ano. 1ª edição. Pág. 40. Adaptado

Subtrair significa diminuir, tirar. Contudo, muitos verbos da nossa língua sugerem a mesma
ideia que o verbo tirar: quebrar, dar, diminuir, descarregar, perder, reduzir, abandonar, descontar,
cortar. Em matemática, todas essas ações são representadas pela operação de subtração cujo o sinal
é - (lê-se: “menos”).
Acompanhe os exemplos:
Exemplo 30) Alice tinha 39 bonecos em sua coleção. Tirou 16 deles, que eram repetidos, e deu-os
para seu irmão. Com quantos bonecos Alice ficou?
39 - 16 = ?
¯ ¯ ¯
Antes Tirou Depois
Como 39 – 16 = 23, Alice ficou com 23 bonecos.
Exemplo 31) Otávio tem 39 lápis de cor e sua irmã Clara tem 23. Quantos lápis Otávio tem a mais
que Clara?

Neste caso, a ideia e o verbo associado têm a ver com a situação de comparar.
Ao reler o problema, você perceber você perceberá que Otávio tem mais lápis que Clara.

Como 39 – 23 = 16, Otávio tem 16 lápis a mais que Clara.


Exemplo 32) A festa de aniversário de Júlia está animada. Ela selecionou 39 músicas, das quais já
tocaram 23. Quantas músicas ainda falta tocar?
39 - ? = 23
¯ ¯ ¯
Músicas Músicas Músicas já
selecionadas por tocar tocadas
Falta tocar 16 músicas (39 – 23 = 16).

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


8
MA01

Os termos da subtração
Texto de autoria própria.

Veja como se denominam os termos envolvidos em uma subtração:



3 9 ® Minuendo
- 1 6 ® Subtraendo
2 3 ® Resto ou Diferença

Como subtrair?
Texto de autoria própria.

Uma subtração também pode ser resolvida utilizando diferentes estratégias. Contudo, ao
contrário da adição, que possui propriedades como a comutatividade (onde a ordem das parcelas não
altera a soma) e a associatividade (onde pode-se somar três ou mais parcelas e estas parcelas podem
ser associadas de modos diferentes sem alterar a soma), aqui nem todas as estratégias funcionam
para todos os casos e, por isso, trabalharemos apenas com duas delas, as que têm validade geral,
que são: o cálculo mental e o algoritmo da subtração.

O cálculo mental
Texto retirado de https://www.homeschoolmath.net/teaching/a/subtract_mentally_2_digit.phpl. Tradução nossa. Adaptado.

Vamos conhecer algumas dicas para auxiliar na subtração mental.


o Subtraia em duas partes
Exemplo 33) 53 – 8 Exemplo 34) 72 – 6
53 – 3 – 5 72 – 2 – 4
50 – 5 = 45 70 – 4 = 66

o Use fatos de subtração conhecidos


Exemplo 35) 74 – 6
Sabemos que 14 – 6 = 8, logo, sabemos também que a resposta de 74 – 6 terminará
em 8 mas terá nas dezenas o algarismo 6. Assim: 74 – 6 = 68.
Exemplo 36) 55 – 8
Sabemos que 15 – 8 = 7, logo, sabemos também que a resposta de 55 – 8 terminará
em 7 mas terá nas dezenas o algarismo 4. Assim: 55 – 8 = 47.
o Subtraia primeiro as dezenas e depois as unidades
Decomponha os números em unidades e dezenas, em seguida, subtraia as dezenas,
e, por fim, subtraia as unidades.
Exemplo 37) 75 – 21 Exemplo 38) 87 – 46
75 – 20 – 1 87 – 40 – 6
55 – 1 = 54 47 – 6 = 41

o Adicione
Se os números estiverem bem próximos, você pode resolver a subtração através de
uma adição. Para isto basta pensar em quanto você precisa adicionar ao número que está
sendo subtraído (o subtraendo) para obter o número do qual você está subtraindo (o
minuendo).
Exemplo 39) 71 – 67 Exemplo 40) 558 – 556
Pense: 67 + 4 = 71. Pense: 556 + 2 = 558.
Logo, 71 – 67 = 4. Logo, 558 – 556 = 2.

o Adicione até encontrar a diferença


Para encontrar a diferença, comece com o número menor e vá adicionando até chegar
ao número maior.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


9
MA01
Você pode primeiro completar a primeira dezena, em seguida adicionar dezenas e por fim,
adicionar unidades.
Exemplo 41) 84 – 37
37 + 3 = 40
40 + 40 = 80
80 + 4 = 84
Como nós adicionamos 3, 40 e 4, temos um total de 47. Assim:
84 – 37 = 47.
Exemplo 42) 92 – 35
35 + 5 = 40
40 + 50 = 90
90 + 2 = 92
Como nós adicionamos, 5, 50 e 2, temos um total de 57. Assim:
92 – 35 = 57.
o Use o método da compensação
O princípio é o mesmo que o utilizado na adição mental; muda-se apenas o
desenvolvimento do processo. Compensar, significa aqui, arredondar o subtraendo
(adicionando a ele uma ou mais unidades para facilitar a subtração) e em seguida, após
encontrar a diferença, adicionar a ela essas unidades extras que foram previamente
“subtraídas a mais”.
Exemplo 43) 74 – 39
É mais fácil fazer 74 – (39 + 1) = 74 – 40 = 34.
Contudo, uma vez que foi adicionada uma unidade ao subtraendo, esta unidade foi
“subtraída a mais” e, portanto, deve agora ser adicionada a diferença. Assim:
34 + 1 = 35.
Exemplo 44) 81 – 57
É mais fácil fazer 81 – (57 + 3) = 81 – 60 = 21.
Contudo, uma vez que foram adicionadas três unidades ao subtraendo, estas
unidades foram “subtraídas a mais” e, portanto, devem agora ser adicionadas a
diferença. Assim:
21 + 3 = 24.

Agora é a sua vez!


Texto de autoria própria.

Use o método da compensação para calcular mentalmente 62 - 19.

O algoritmo da subtração
Texto de autoria própria.

Assim como na adição, a estratégia mais usada para subtrair é o algoritmo. Como já dissemos,
eles são mais conhecidos como “contas armadas” ou “contas em pé”. Para compreender melhor como
a subtração é realizada através de seu algoritmo, utilizaremos o Quadro Valor de Lugar (QVL) para
nos auxiliar. Veja os exemplos:
Exemplo 45) 39 – 23
D U
3 9
- 2 3
1 6
Fazendo passo a passo:
• 9 unidades - 3 unidades = 6 unidades

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


10
MA01
• 3 dezenas – 2 dezenas = 1 dezena
A diferença é um número formado por 1 dezena e 6 unidades, ou seja, 16.
Exemplo 46) 597 - 142
C D U
5 9 7
- 1 4 2
4 5 5
Fazendo passo a passo:
• 7 unidades – 2 unidades = 5 unidades
• 9 dezenas – 4 dezenas = 5 dezenas
• 5 centenas – 1 centena = 4 centenas
A diferença é um número formado por 4 centenas, 5 dezenas e 5 unidades, ou seja,
455.
Exemplo 47) 7 385 – 5 998
UM C D U
67 123 178 15
- 5 9 9 8
1 3 8 7
Fazendo passo a passo:
• 5 unidades – 8 unidades, por ora, não é uma operação possível.
Então, para resolvê-la precisamos pegar algumas unidades “emprestadas” da
ordem imediatamente maior que a ordem com a qual estamos trabalhando
(ou seja, a ordem à esquerda) que contenha estas unidades, que, no caso, é
a ordem das dezenas. Pegaremos “emprestado” 1 dezena desta ordem e
levaremos para a ordem das unidades. Assim, onde haviam 8 dezenas, agora
haverão apenas 7 e, onde haviam 5 unidades, agora haverão 1 dezena +
5 unidades = 10 unidades + 5 unidades = 15 unidades.
15 unidades – 8 unidades = 7 unidades.
• 7 dezenas - 9 dezenas, por ora, não é uma operação possível.
Aplicando o “método do empresta”, acima descrito, pegaremos “emprestado”
1 centena da ordem das centenas e a levaremos para a ordem das dezenas.
Assim, onde haviam 3 centenas agora haverão 2 e, onde haviam 7 dezenas
agora haverão 1 centena + 7 dezenas = 10 dezenas + 7 dezenas = 17
dezenas.
17 dezenas – 9 dezenas = 8 dezenas.
• 2 centenas – 9 centenas, por ora, não é uma operação possível.
Aplicando o “método do empresta”, pegaremos “emprestado” 1 unidade de
milhar da ordem das unidades de milhar e a levaremos para a ordem das
centenas. Assim, onde haviam 7 unidades de milhar haverão 6 e, onde
haviam 2 centenas agora haverão 1 unidade de milhar + 2 centenas = 10
centenas + 2 centenas = 12 centenas.
12 centenas – 9 centenas = 3 centenas.
• 6 unidades de milhar – 5 unidades de milhar = 1 unidade de milhar.
A diferença é um número formado por 1 unidade de milhar, 3 centenas, 8 dezenas e 7
unidades, ou seja, 1 387.
Exemplo 48) 10 000 – 8 752
DM UM C D U
01 9 10 9 10 9 10 10
- 8 7 5 2
1 2 4 8
Fazendo passo a passo:
• 0 unidades – 2 unidades, por ora, não é uma operação possível.
Então, para resolvê-la precisamos pegar algumas unidades “emprestadas” da
ordem imediatamente maior que a ordem com a qual estamos trabalhando
(ou seja, a ordem à esquerda) que contenha estas unidades, que, no caso, é
a ordem das dezenas de milhar. Contudo, devido ao valor posicional dos
algarismos, não podemos simplesmente tomar emprestada uma dezena de
milhar e transferi-la diretamente para a ordem das unidades. Esta dezena de

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


11
MA01
milhar precisa percorrer todo o caminhando, passando de ordem em ordem,
até chegar ao seu destino final. Descrevamos este processo passo a passo:
o Pegaremos emprestado 1 dezena de milhar da ordem das dezenas
de milhar e a levaremos para a ordem das unidades de milhar. Assim,
onde havia 1 dezena de milhar, não haverá mais nenhuma e onde
não haviam unidades de milhar haverá agora 1 dezena de milhar +
0 unidades de milhar = 10 unidades de milhar + 0 unidades de
milhar = 10 unidades de milhar.
o Pegaremos emprestado 1 unidade de milhar da ordem das unidades
de milhar e a levaremos para a ordem das centenas. Assim, onde
haviam 10 unidades de milhar, haverão agora 9 e onde não haviam
centenas haverá agora 1 unidade de milhar + 0 centenas = 10
centenas + 0 centenas = 10 centenas.
o Pegaremos emprestado 1 centena da ordem das centenas e a
levaremos para a ordem das dezenas. Assim, onde haviam 10
centenas, haverão agora 9 e onde não haviam dezenas haverá
agora 1 centena + 0 dezenas = 10 dezenas + 0 dezenas = 10
dezenas.
o Pegaremos emprestado 1 dezena da ordem das dezenas e a
levaremos para a ordem das unidades. Assim, onde haviam 10
dezenas, haverão agora 9 e onde não haviam unidades haverá
agora 1 dezena + 0 unidades = 10 unidades + 0 unidades = 10
dezenas.
Feito este trajeto, podemos seguir normalmente com a operação. Logo:
10 unidades – 2 unidades = 8 unidades.
• 9 dezenas – 5 dezenas = 4 dezenas.
• 9 centenas – 7 centenas = 2 centenas.
• 9 unidades de milhar – 8 unidades de milhar = 1 unidade de milhar.
• 0 dezenas de milhar – 0 dezenas de milhar = 0 dezenas de milhar.
A diferença é um número formado por 1 unidade de milhar, 2 centenas, 2 dezenas e 8
unidades, ou seja, 1 248.

Dica da Vivi!
Texto de autoria própria.

• Ao armar uma adição e/ou uma subtração:


o Disponha os números da direita para a esquerda, de modo que cada ordem esteja embaixo de sua
semelhante, ou seja, unidade embaixo de unidade, dezena embaixo de dezena, centena embaixo de
centena e assim por diante. Cabe lembrar que se você dispor algum dos números de forma incorreta,
você alterará o valor posicional de seus algarismos e, portanto, você encontrará a soma e/ou a diferença
errada.
o Disponha os números em ordem decrescente, de cima para baixo, ou seja, o maior número será a 1ª
parcela (no caso da adição) ou o minuendo (no caso da subtração), o 2º maior número será a 2ª parcela
(no caso da adição) ou o subtraendo (no caso da subtração), e assim por diante (se a operação for uma
adição de três ou mais números). Esta é uma condição obrigatória para que uma subtração aconteça
(uma vez que, por ora, não se pode tirar de um número outro número maior que ele) mas também ajudará
nas adições pois evitará que você se confunda e garantirá que você não omita nenhuma ordem.
• Ao resolver uma adição e/ou uma subtração, sempre inicie pela ordem das unidades, ou seja, resolva-a da
direita para a esquerda.

Agora é a sua vez!


Texto de autoria própria.

Arme e efetue: 533 035 435 – 93 848 736.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


12
MA01

Relação fundamental da subtração


Texto retirado de SILVEIRA, Ênio. Matemática: compreensão e prática – 6º ano. 3ª edição. São Paulo: Moderna, 2015. Págs. 46 e 47.

Paula comprou um sapato por R$ 83,00. Como pagamento, deu uma cédula de R$ 100,00 e
recebeu R$ 17,00 de troco.
Ela poderia conferir o troco de duas maneiras:
• Por meio de uma subtração:
R$ 100,00 - R$ 83,00 = R$ 17,00
¯ ¯ ¯
Valor pago Preço do objeto Troco

100 - 83 = 17
¯ ¯ ¯
Minuendo Subtraendo Diferença
• Por meio de uma adição:
R$ 17,00 + R$ 83,00 = R$ 100,00
¯ ¯ ¯
Troco Preço do objeto Valor pago

83 + 17 = 100
¯ ¯ ¯
Subtraendo Diferença Minuendo
Para verificar se uma subtração está correta, podemos fazer uma adição, pois a adição do
subtraendo com o resto (ou diferença) deve ser sempre igual ao minuendo. Trata-se da Relação
fundamental da subtração, enunciada a seguir.
Se minuendo menos subtraendo é igual ao resto então subtraendo mais resto é igual ao minuendo.
Por isso, dizemos que a adição e a subtração são operações inversas.

Exercícios Atenção!
NÃO use calculadora para
resolver as questões!
Questões fáceis
1) Complete a tábua de adições.

+ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


13
MA01
2) Calcule mentalmente:
a) 12 + 7 = _________ e) 60 + 3 + 2 + 7 = ____ i) 52 + 50 = ________
b) 24 + 61 = ________ f) 91 + 83 = ________ j) 81 + 4 + 19 + 6 = ___
c) 15 + 8 = _________ g) 17 + 6 = _________ k) 39 + 43 = ________
d) 32 + 64 = ________ h) 14 + 15 = ________ l) 97 + 65 = ________

3) Resolva as seguintes adições por meio da decomposição das parcelas:


a) 934 + 128 c) 2 422 + 2 240

b) 810 + 290 d) 4 835 + 2 424

4) Arme e efetue:
a) 519 + 265 d) 5 720 + 3 096 + 1 585

b) 957 + 973 + 874 e) 54 470 + 40 960

c) 4 539 + 5 086 f) 27 660 + 45 160 + 59 775

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


14
MA01
g) 243 118 + 612 743 i) 3 627 815 + 2 663 827 + 364 799

h) 832 094 + 425 536 + 881 320 j) 5 625 136 + 3 736 627 + 1 736 349 + 19 002
847

5) Que número natural deve ser colocado no lugar de ✭?


a) 27 + 26 = 26 + ✭ _________________ c) 29 + ✭ = 38 ____________________
b) (14 + 26) + 32 = 26 + (14 + ✭) _____ d) 0 + ✭ = 315 ____________________

6) A tartaruga Tata foi visitar uma amiga. Andou 3 quilômetros no primeiro dia. Em cada um dos dias
seguintes, andou 2 quilômetros a mais do que havia andado no dia anterior Assim, Tata levou 4
dias para chegar. Descubra a distância, em quilômetros, que Tata percorreu para chegar à casa
de sua amiga.

7) Uma doceira não perde uma ocasião de vender as cocadas que faz. Esta semana ela já vendeu
847 cocadas, mas ainda restam 103. Quantas cocadas ela tinha para vender?

8) Júlia vendeu 1 250 pães na segunda-feira; o dobro desse número na terça-feira e 1 824 na quarta-
feira. Quantos pães ela vendeu nesses três dias?

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


15
MA01
9) A tabela a seguir apresenta a quantidade de refeições que o restaurante de uma grande indústria
serviu a seus funcionários, de segunda a sexta-feira, no horário do almoço e do jantar, em
determinada semana.

Dia da semana Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira


Almoço 1 250 1 112 990 1 030 1 120
Jantar 660 452 345 552 463

Responda:
a) Em qual dia da semana foram servidas mais refeições? Quantas foram?

b) Em qual dia da semana foram servidas menos refeições? Quantas foram?

c) Quantos almoços foram servidos durante a semana? E quantos jantares?

10) Na biblioteca de um colégio, há 2 milhares e 7 centenas de livros de literatura, 5 centenas e 8


dezenas de livros de pesquisa e 1 milhar e 2 centenas de livros infantis. Quantos livros há, no total,
na biblioteca do colégio?

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


16
MA01
11) Considere os seguintes números:

1 576 8 916 2 050 794

Agora, determine os totais obtidos com:


a) A adição dos dois maiores números c) A adição do menor número com o
maior número

b) A adição dos dois menores números

12) Soma-se o sucessor de 1 889 com o antecessor de 3 500. Qual é o resultado encontrado?

13) Soma-se o menor número de quatro algarismos diferentes com o sucessor de 3 249. Qual é o
resultado encontrado?

14) Arme as adições abaixo e, em seguida, complete com os números que faltam:
a) 4 a5b + 2 1c2 = d 677 c) a7 b1c + 2d 365 = 77777

b) a 3b4 + 1 c0d = 5 796

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


17
MA01
15) Complete a tábua de subtrações.

Minuendo
- 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1
1
2
3
4
5
6
7
8
Subtraendo

9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20

16) Calcule mentalmente:


a) 33 – 4 = _________ e) 65 – 26 = ________ i) 56 – 35 = ________
b) 44 – 9 = _________ f) 42 – 29 = ________ j) 692 – 688 = ______
c) 89 – 26 = ________ g) 92 – 5 = _________ k) 91 – 57 = ________
d) 78 – 75 = ________ h) 93 – 8 = _________ l) 83 – 38 = ________

17) Arme e efetue:


a) 858 – 321 b) 600 – 434

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


18
MA01
c) 4 711 – 2618 g) 700 000 – 22 971

d) 7 004 – 3 705 h) 669 861 – 411 812

e) 36 096 – 14 414 i) 8 986 409 – 3 603 584

f) 68802 – 56 648 j) 805 084 030 – 57 386 963

18) Paulo tem R$ 1 856,00 e quer comprar um computador que custa R$ 2 349,00. Qual é a quantia
que lhe falta?

19) Comprei uma caixa com sete dezenas e meia de chocolates. Dei duas dúzias à vovó. Com quantos
chocolates fiquei?

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


19
MA01
20) Em uma subtração, o subtraendo é 4 728 e o resto é 149. Qual é o minuendo?

21) A soma de três números é 8 470. O primeiro é 4 319 e o segundo é 1 843. Determine o terceiro
número.

22) Maria, Patrícia e Helena têm dinheiro em cadernetas de poupança. Maria tem R$ 12 485,00,
Patrícia tem R$ 1 570,00 a mais que Maria e Helena tem R$ 6 979,00 a menos que Patrícia.
Quantos reais possuem Patrícia e Helena juntas?

23) (ENEM 2012) Uma pesquisa realizada por estudantes da Faculdade de Estatística mostra, em
horas por dia, como os jovens entre 12 e 18 anos gastam seu tempo, tanto durante a semana (de
segunda-feira a sexta-feira), como no fim de semana (sábado e domingo). A seguinte tabela ilustra
os resultados da pesquisa.

Rotina juvenil Durante a semana No fim de semana


Assistir à televisão 3 3
Atividades domésticas 1 1
Atividades escolares 5 1
Atividades de lazer 2 4
Descanso, higiene e alimentação 10 12
Outras atividades 3 3

De acordo com esta pesquisa, quantas horas de seu tempo gasta um jovem entre 12 e 18 anos,
na semana inteira (de segunda-feira a domingo), nas atividades escolares?
A 20 B 21 C 24 D 25 E 27

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


20
MA01
24) (ENEM PPL 2016) O quadro apresenta a ordem de colocação dos seis primeiros países em um
dia de disputa nas Olimpíadas. A ordenação é feita de acordo com as quantidades de medalhas
de ouro, prata e bronze, respectivamente.

País Ouro Prata Bronze Total


1º China 9 5 3 17
2º EUA 5 7 4 16
3º França 3 1 3 7
4º Argentina 3 2 2 7
5º Itália 2 6 2 10
6º Brasil 2 5 3 10

Se as medalhas obtidas por Brasil e Argentina fossem reunidas para formar um único país
hipotético, qual a posição ocupada por esse país?
A 1ª B 2ª C 3ª D 4ª E 5ª

25) (ENEM 2009) Uma pousada oferece pacotes promocionais para atrair casais a se hospedarem por
até oito dias. A hospedagem seria em apartamento de luxo e, nos três primeiros dias, a diária
custaria R$ 150,00, preço da diária fora da promoção. Nos três dias seguintes, seria aplicada uma
redução no valor da diária, cuja taxa média de variação, a cada dia, seria de R$ 20,00. Nos dois
dias restantes, seria mantido o preço do sexto dia. Nessas condições, um modelo para a promoção
idealizada é apresentado no gráfico a seguir, no qual o valor da diária é função do tempo medido
em número de dias.

De acordo com os dados e com o modelo, comparando o preço que um casal pagaria pela
hospedam por sete dias fora da promoção, um casal que adquirir o pacote promocional por oito
dias fará uma economia de:
A R$ 90,00 C R$ 130,00 E R$ 170,00
B R$ 110,00 D R$ 150,00

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


21
MA01
26) (ENEM 2011) O número mensal de passagens de uma determina empresa aérea aumentou no
ano passado nas seguintes condições: em janeiro foram vendidas 33 000 passagens; em fevereiro,
34 500; em março, 36 000. Esse padrão de crescimento se mantém para os meses subsequentes.
Quantas passagens foram vendidas por essa empresa em julho do ano passado?
A 38 000 C 41 000 E 48 000
B 40 500 D 42 000

27) (ENEM PPL 2011) O responsável por realizar uma avaliação em uma escola convocou alguns
professores para elaborar questões e estipulou uma meta mínima. Cada professor deveria elaborar,
em média, 13 questões por dia durante uma semana. Nos seis primeiros dias, as quantidades de
questões elaboradas por um professor foram 15, 12, 11, 12, 13, 14. Para cumprir a meta mínima,
a quantidade mínima de questões que o professor deverá elaborar no último dia é:
A 11 B 12 C 13 D 14 E 15

28) (ENEM 2012) Jogar baralho é uma atividade que estimula o raciocínio. Um jogo tradicional é a
Paciência, que utiliza 52 cartas. Inicialmente são formadas sete colunas com as cartas. A primeira
coluna tem uma carta, a segunda tem duas cartas, a terceira tem três caras, a quarta tem quatro
cartas, e assim sucessivamente até a sétima coluna, a qual tem sete cartas, e o que sobra forma
o monte, que são as cartas não utilizadas nas colunas. A quantidade de cartas que forma o monte
é:
A 21 B 24 C 26 D 28 E 31

29) (ENEM 2014) Um executivo sempre viaja entre as cidades A e B, que estão localizadas em fusos
horários distintos. O tempo de duração da viagem de avião entre as duas cidades é de 6 horas.
Ele sempre pega um voo que sai de A às 15h e chega à cidade B às 18h (respectivos horários
locais). Certo dia, ao chegar à cidade B, soube que precisava estar de volta à cidade A, no máximo
até às 13h do dia seguinte (horário local de A). Para que o executivo chegue à cidade A no horário

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


22
MA01
correto e admitindo que não haja atrasos, ele deve pegar um voo saindo da cidade B, em horário
local de B, no máximo à(s):
A 16h B 10h C 7h D 4h E 1h

Questões médias

30) (UNICAMP) Minha calculadora tem lugar para 8 algarismos. Eu digitei nela o maior número
possível, do qual subtraí o número de habitantes do estado de São Paulo, obtendo, como resultado,
63 033 472. Qual era a população do estado de São Paulo nesse ano?

31) (OBMEP 2017 – Nível 1) Em uma mesa há nove cartões numerados de 1 a 9. Ana e Beto pegaram
três cartões cada um. A soma dos cartões de Ana é 7 e a soma dos cartões de Beto é 23. Qual é
a diferença entre o maior e o menor dos números dos três cartões deixados sobre a mesa?
A 3 B 4 C 5 D 6 E 7

32) (OBMEP 2015 – Nível 1) Ana listou todos os números de três algarismos em que um dos
algarismos é par e os outros dois são ímpares e diferentes entre si. Beto fez outra lista com todos
os números de três algarismos em que um dos algarismos é ímpar e os outros dois são pares e
diferentes entre si. Qual é a maior diferença possível entre um número da lista de Ana e um número
da lista de Beto?
A 795 B 863 C 867 D 873 E 885

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


23
MA01

Gabarito
Agora é a sua vez!
Pág. 04
É mais fácil fazer 49 + 1 + 37 = 50 + 37 = 87.
Contudo, uma vez que foi adicionada uma unidade ao número 49, pelo método da
compensação, esta unidade deve agora ser retirada da soma. Assim: 87 – 1 = 86.

Pág. 04
9 543 + 2 725 = 9 000 + 500 + 40 + 3 + 2 000 + 700 + 20 + 5
9 543 + 2 725 = 9 000 + 2 000 + 500 + 700 + 40 + 20 + 3 + 5
11 000 1 200 60 8

9 543 + 2 725 = 11 000 + 1 200 + 60 + 8


9 543 + 2 725 = 12 200 + 68
9 543 + 2 725 = 12 268

Pág. 07
CMI DMI UMI CM DM UM C D U
1 2 2 2 2 1 1
1 0 2 8 3 7 4 5
7 3 6 3 6 2 2
3 4 3 8 7 4 4
+ 9 6 8 6 7 4
2 2 0 5 4 7 8 5

Pág. 10
É mais fácil fazer 62 – (19 + 1) = 62 – 20 = 42.
Contudo, uma vez que foi adicionada uma unidade ao subtraendo, esta unidade foi “subtraída
a mais” e, portanto, pelo método da compensação, deve agora ser adicionada à diferença. Assim:
42 + 1 = 43.

Pág. 12

CMI DMI UMI CM DM UM C D U


45 123 123 9 10 123 145 134 123 15
- 9 3 8 4 8 7 3 6
4 3 9 1 8 6 6 9 9

Gabarito dos exercícios nas próximas páginas!

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


24
MA01

Exercícios
Questões fáceis
1)
+ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13
4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17
8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

2)
a) 19 d) 96 g) 23 j) 110
b) 85 e) 72 h) 29 k) 82
c) 23 f) 174 i) 102 l) 162
3)
a) 1 062 b) 1 100 c) 4 462 d) 7 259
4)
a) 784 d) 10 401 g) 855 861 j) 30 100 959
b) 2 804 e) 95 430 h) 2 138 950
c) 9 625 f) 132 595 i) 6 656 441
5)
a) 27 b) 32 c) 8 d) 315
6) A tartaruga Tata percorreu 24 quilômetros.
7) 950 cocadas
8) 5574 pães
9)
a) Segunda-feira; 1 910 refeições c) 5 5502 almoços; 2 472 jantares
b) Quarta-feira; 1 335 refeições
10) 4 480 livros
11)
a) 10 966 b) 2 370 c) 9 710

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


25
MA01
12) 5 389
13) 4 273
14)
a) a = 5; b = 5; c = 2; d = 6 c) a = 5; b = 4; c = 2; d = 0
b) a = 4; b = 9; c = 4; d = 2
15)

Minuendo
- 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1
1 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0
2 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

3 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

4 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

5 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

6 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

7 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

8 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0
Subtraendo

9 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

10 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

11 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

12 8 7 6 5 4 3 2 1 0

13 7 6 5 4 3 2 1 0

14 6 5 4 3 2 1 0

15 5 4 3 2 1 0

16 4 3 2 1 0

17 3 2 1 0

18 2 1 0

19 1 0

20 0

16)
a) 29 d) 3 g) 87 j) 4
b) 35 e) 39 h) 85 k) 34
c) 63 f) 13 i) 21 l) 45

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


26
MA01
17)
a) 537 d) 3 299 g) 677 029 j) 747697067
b) 166 e) 21 682 h) 258 049
c) 2 093 f) 12 154 i) 5 382 825
18) R$ 493,00
19) 51 chocolates
20) 4 887
21) 2 308
22) R$ 21 131,00
23) E 24) B 25) A 26) D 27) D 28) B 29) D

Questões médias

30) 36 966 527 habitantes


31) B 32) E

Bibliografia
• ANDRINI, Álvaro; VASCONCELLOS. Maria José. Praticando matemática – 6. 3ª edição renovada. São Paulo: Editora do
Brasil, 2012.
• BIANCHINI, Edwaldo. Matemática Bianchini – 6º ano. 8ª edição. São Paulo: Moderna, 2015.
• BIGODE, Antônio José Lopes. Matemática do cotidiano: 6º ano. 1ª edição. São Paulo: Scipione, 2015.
• GALDONE, Linos. Projeto Apoema Matemática: 6º ano. 2ª edição. São Paulo: Editoria do Brasil, 2015.
• MORI, Iracema; ONAGA, Dulce Satiko. Matemática: ideias e desafios - 6º ano. 18ª edição. São Paulo: Saraiva, 2015.
• SILVEIRA, Ênio. Matemática: compreensão e prática – 6º ano. 3ª edição. São Paulo: Moderna, 2015.
• YOUSSEF, Antônio Nicolau; PACHI, Clarice Garneiro da Fonseca; HESSEL, Heloísa Maria. Linguagens e aplicações:
Matemática – 6º ano. 1ª edição. São Paulo: Cereja Editora, 2015.
• https://www.mathsisfun.com/numbers/addition-tips-tricks.html. Acesso em: 24 de março de 2018. Tradução nossa.
• https://www.homeschoolmath.net/teaching/a/subtract_mentally_2_digit.php. Acesso em: 25 de março de 2018. Tradução
nossa.
• http://portal.inep.gov.br/provas-e-gabaritos. Acesso em: 25 de março de 2018.

www.viviteajuda.com viviteajuda viviteajuda


27