Você está na página 1de 10

ESCOLA ESTADUAL “DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA” PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012

ANO

2013

PROFESSOR (a)

João Paulo Pereira de Almeida

DISCIPLINA

História

ALUNO (a)

 

SÉRIE

7º ano

1. OBJETIVO

Recuperar conteúdos e habilidades do 7º ano dos anos finais do ensino fundamental

2. CONTEUDOS A SEREM ESTUDADOS

A Europa medieval Os francos e o feudalismo Mudanças na Europa Mudanças no feudalismo; Renascimento e humanismo, Reformas e Contra-reforma; As grandes navegações; América e Europa: Encontros e desencontros: Astecas, maias e incas; Povos indígenas no Brasil, Colonização espanhola; Colonização portuguesa.

3. RECURSOS PEDAGÓGICOS PREVISTOS

(Trabalhos, atividades, prova escrita) - Atendimento Individual

.

ATIVIDADES

40 (quarenta) questões objetivas e subjetivas

Valor: 30 Pontos

.

AVALIAÇÃO FINAL

20 (vinte) questões objetivas e subjetivas

Valor: 70 Pontos

SUPERVISOR PEDAGÓGICO RESPONSÁVEL PELO ACOMPANHAMENTO

Daniella Beatriz C. P. da Fonseca

Questões para o trabalho

1 Analisando a tirinha abaixo, responda o que se pede:

1 – Analisando a tirinha abaixo, responda o que se pede: Quem eram os“ bárbaros” e

Quem eram os“bárbaros”e de que forma

contribuíram para a formação da sociedade

feudal?

a) Os “bárbaros” eram os romanos que construíram um grande império no interior da Europa que deu origem a sociedade feudal.

b) Os “bárbaros” eram povos que invadiram e

destruíram o Império Romano provocando a fuga

da população para o campo, fazendo surgir a sociedade feudal.

c) Os “bárbaros” eram os trabalhadores que

tinham a obrigação de entregar parte de sua

colheita, dando origem a servidão feudal.

d) Os “bárbaros” eram os primeiros guerreiros

que lutaram pelo Império Romano, assim transformando-se nos nobres da sociedade feudal.

2) A sociedade feudal era dividida em estamentos ou ordens, sendo fortemente hierarquizada. Assinale V ou F nas alternativas abaixo

( ) Nos feudos a produção buscava a auto-

suficiência, ou seja, ampliação da produção para o consumo externo, concentrando atividades agrícolas, mas também a criação, indústria caseira e comércio regional.

( ) A produção se realizava fundamentalmente

nos feudos ou domínios, cujos detentores eram nobres e alto clero.

( ) A aplicação do sistema de trabalho servil

que forçava a permanência dos camponeses nos campos e a inexistência do regime de propriedade da terra.

( ) O processo de feudalização implicou

enfraquecimento do poder real, já que cada feudo tinha autonomia e era governado pelo seu senhor.

3)Sobre a economia medieval é correto afirmar que:

a) As moedas eram muito utilizadas, o artesanato

era a base da economia medieval e as riquezas eram bem distribuídas entre todos os habitantes.

b) A base era a agricultura, prevalecia o sistema

de trocas de mercadorias (as moedas eram pouco utilizadas) e as relações comerciais com outras regiões e feudos era pequena.

c) A pecuária era a base da economia, as terras

tinham pouco valor econômico e não todos os integrantes da sociedade eram isentos de impostos.

d) O artesanato era a base da economia, os

servos recebiam salários dos senhores feudais e as terras estavam concentradas totalmente nas

mãos da Igreja Católica.

4) Leia o trecho abaixo.

"Assim, pois, a cidade de Deus que é tomada

como una, na realidade tripla. Alguns rezam, outros lutam, outros trabalham. As três ordens vivem juntas e não podem ser separadas. Os serviços de cada uma dessas ordens permitem os trabalhos das outras duas e cada uma por sua vez presta apoio às demais ". Os segmentos sociais citados no texto são, respectivamente:

a)

servos, nobres, cavaleiros.

b)

clérigos, cavaleiros, escravos.

c)

escravos, jornaleiros, nobres.

d)

clérigos, nobres, camponeses.

5)

Cite as motivações não religiosas que levaram

os seguintes grupos da sociedade europeia a participar das Cruzadas.

a) Igreja:

b) Nobres:

c)Comerciantes:

6) No Concílio de Clermont, o papa Urbano II

lançou um apelo aos cristãos, com a seguinte pregação:

“Deixai os que outrora estavam acostumados a se

baterem, impiedosamente contra os fiéis, em guerras particulares, lutarem contra os infiéis. ( ) Deixai os que até aqui foram ladrões tornarem-se soldados. Deixai aqueles que outrora se bateram contra seus irmãos e parentes lutarem agora

contra os bárbaros como devem. (

Tomai o

caminho do Santo Sepulcro, arrebatai aquela terra à raça perversa e submetei-a a vós mesmos”.

)

Papa Urbano II 27 de novembro de 1095.

a) De acordo com o texto, qual era o objetivo das

cruzadas?

b) Qual a principal conseqüência econômica?

7)As corporações de ofício eram organizadas com o objetivo de:

a) proporcionar formação profissional aos jovens

fidalgos.

b) aplicar os princípios religiosos às atividades

cotidianas.

c) combater os senhores feudais.

d) proteger os ofícios contra a concorrência e

controlar a produção.

8) A peste negra, que dizimou grande parte da

população européia no século XIV, provocando

escassez de mão-de-obra e alimentos, e sendo uma das causas da decadência do feudalismo, pode ser descrita como:

a) a peste bubônica, transmitida por ratos

infectados.

b) uma seca violenta que devastou as lavouras.

c) Nuvens de gafanhotos provenientes do norte

da África.

d) a cólera, trazida pelos cruzados quando

retornavam da terra santa

trazida pelos cruzados quando retornavam da terra santa 9) Observe com atenção o quadro abaixo datado

9) Observe com atenção o quadro abaixo datado

do século XIV, que representa uma paisagem urbana medieval.

Assinale a afirmativa que pode ser comprovada pela análise do quadro.

a) As duas construções típicas de uma cidade

medieval, o castelo e a igreja, se destacam no

quadro apresentado.

b) O castelo, ligado ao senhor feudal, representa

o topo da hierarquia medieval, enquanto a igreja

representa o clero.

c) O artesanato e o comércio, atividades

econômicas típicas do período não podiam ocorrer na cidade apresentada.

d) O castelo medieval, ao contrário de outros

períodos da história, não se distinguia perante as outras construções.

10)

O Renascimento foi o período de renovação

de

idéias. Teve início na Itália e depois se

espalhou pelo Europa. O Renascimento foi

também uma época de grandes artistas e escritores, como Leonardo da Vinci, Michelângelo

e Shakespeare. A vida cultural deixou de ser

controlada pela Igreja Católica e foi influenciada por estudiosos da Antiguidade grego-romana chamados de humanistas. SCHMIDT, Mário. Nova História Crítica. 6ª série. São Paulo: Nova Geração, 1999, p. 112

O Renascimento teve como características,

EXCETO

a) inspiração na Antiguidade Clássica

b) valorização do homem

c) desejo de romper com a cultura Medieval

d) valorização da cultura teocêntrica$

11) Observe a figura.

valorização da cultura teocêntrica$ 11) Observe a figura. Homem de Vitrúvio (Fonte:

Homem de Vitrúvio

(Fonte: historiaeorenascimento.blogspot.com)

A figura acima, intitulada Homem de Vitrúvio,

representa o período renascentista. A partir dela

podemos perceber que uma das CARACTERÍSTICAS do Renascimento era

a) o antropocentrismo, que colocava o homem

como o centro de todas as coisas.

b) o teocentrismo, que colocava Deus como o

centro de todas as coisas.

c) o heliocentrismo, que defendia que o sol girava

em torno da terra.

d) o humanismo, que defendia que Deus é o autor de todas as ações humanas.

12) “Do mesmo modo: por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos mais ricos Crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos pobres fiéis?” (86 a . tese de Martinho Lutero)

A crítica feita por Martinho Lutero está associada à:

a) cobrança das indulgências que contribuiu para

a construção da basílica de São Pedro.

b) ação do Papa como mediador nas disputas

territoriais entre os príncipes alemães.

c) aumento do número de católicos na região

central da Europa; ocasionando um aumento da cobrança do dízimo.

d) ação do Papa para construir igrejas na Europa

sem ajuda dos fiéis.

13) Leia com atenção o texto sobre a Contra- Reforma Até por definição, Contra-Reforma significa vontade deliberada de fazer desaparecer o protestantismo, se necessário pela força. Por essa razão, Roma aprovava as ações militares empreendidas pelos príncipes católicos contra os protestantes. Mas não foi a única forma. Por todos os meios possíveis, tentou-se converter as populações que aderiram à heresia: através de missões, fundação de colégios e universidades e toda sorte de pressões que pudessem asfixiar a religião protestante.

LUIZETTO, Flávio. Reformas Religiosas, Editora Contexto, SP, p.54. CITE 2 medidas tomadas pela Igreja Católica conter o avanço do protestantismo.

14) RELACIONE corretamente os termos apresentados na coluna da direita com os povos pré-colombianos citados na coluna da esquerda.

M - Civilização MAIA

A - Civilização ASTECA

I - Civilização INCA

( ) A fundação de Tenochtitlán sobre uma das

ilhas do Lago Texcoco deu início a um império que se impôs militarmente sobre todos os povos que habitavam a região. ( )A mita era o recrutamento entre os elementos da aldeia para trabalho temporário na construção, de obras como pontes, estradas, templos e canais de irrigação. ( )Essa civilização desenvolveu, na Matemática, a criação de um sistema estabelecendo um símbolo para o zero e elaborou um sistema de escrita que infelizmente ainda não foi decifrado.

( )Apesar de não possuírem um sistema de escrita, criaram um sistema de numeração decimal chamado quipu, desenvolvido a partir

de cordões com diferentes nós presos a um cordão principal.

15) Observe o mapa a baixo:

presos a um cordão principal. 15) Observe o mapa a baixo: In: COTRIM, Gilberto. História global:

In: COTRIM, Gilberto. História global: Brasil e Geral. 6ª ed. São Paulo: Saraiva, 2002. De acordo com o mapa, os povos que viviam nas regiões identificadas pelas letras “A”, “B” e “C”, são, respectivamente:

a) Astecas, incas e maias.

b) Incas, maias e astecas.

c) Astecas, maias e incas.

d) Maias, astecas e incas.

16) Leia o trecho a seguir:

“Assim como os demais habitantes das Américas na época do “descobrimento”, os incas, maias e astecas foram, de forma geral, chamados de índios pelos europeus. No entanto, apesar de muitas diferenças, havia semelhanças entre esses povos.” http://cienciahoje.uol.com.br CITE pelo menos duas (02) semelhanças entre os povos astecas, incas e maias.

17) Foram muitas as conseqüências da expansão

marítima européia. Foram consequências das grandes navegações, EXCETO:

a) decadência econômica das cidades italianas;

b) surgimento de novas regiões para

comercializar;

c) formação de grandes impérios coloniais;

ddiminuição do poder dos reis.

18)A organização político administrativa do Brasil

tinha um caráter central, tendo como base o Governo Geral. Entretanto, essa administração centralizadora tinha um poder mais formal do que prático. Efetivamente, o poder estava descentralizado pelas vilas e municípios, ficando

em geral nas mãos dos grandes proprietários. Essa administração de âmbito local ficava a cargo

das (dos)

a) Capitanias Hereditárias

b) Centros Administrativos

c) Conselhos Ultramarinos

d) Câmaras Municipais

infante iniciou a colonização

das ilhas atlânticas que descobrira. O modelo colonizador aplicado na Madeira e nos Açores conjugava monocultura açucareira e mão-de-obra

19) “Em 1444 (

),o

escrava sob a gerência de um capitão donatário.

O primeiro deles, Gonçalo Velho, Cabral,

descobridor dos Açores, era tio-avô de Pedro Álvares Cabral”.

Antonio Risério, Revista Nossa História, 02/2004.

p.63

No Brasil, o modelo colonizador apresentava as

seguintes características:

a) grande propriedade, policultura, produção

comercializada com outras colônias e mão-de- obra escrava.

b) colonato, produção manufatureira comercializada com a metrópole e mão- de obra compulsória.

c) grande propriedade, monocultura, produção

para o mercado externo e mão de obra escravo.

d) Latifúndio, monocultura, cultura de subsistência

e mão-de-obra imigrante.

20) Leia o trecho abaixo. Embora muito inferior às mercadorias orientais, o único produto de algum valor comercial que os portugueses sabiam existir no Brasil era uma espécie vegetal da qual se extraia uma tinta muito empregada na tinturaria. Trata-se do pau- brasil, encontrado em grande parte do litoral brasileiro, sendo o de melhor

qualidade localizado em terras do atual estado de Pernambuco.

pelos

O

portugueses na extração do pau-brasil foi:

a) escrava indígena

b) servos coloniais

c) escrava africana

d) imigrantes europeus

tipo

de

mão-de-obra

utilizada

21)“Dos 12 donatários, quatro jamais estiveram

no Brasil. Dos oito que vieram, três morreram em

circunstâncias dramáticas; um outro (Pero de Campos Tourinho) foi acusado de heresia, preso

e enviado para tribunais de inquisição em

Portugal; três pouco se interessaram por suas propriedades e apenas Duarte Coelho que foi o primeiro navegador europeu a chegar na Tailândia realizou uma administração brilhante,

em Pernambuco.” (Bueno, Eduardo, Brasil: Uma História A incrível saga de um país, São Paulo:Editora Ática, p.42) Com base no texto, é possível afirmar que o sistema de capitanias hereditárias no Brasil:

a) fracassou em razão da falta de experiência e do desinteresse de todos os donatários.

b) foi um sucesso, pois apesar de não haver

adesão de muitos donatários, todas as capitanias

prosperaram.

c)

representou uma experiência nova para Portugal, e apresentou relativo sucesso.

d)

foi mal sucedido devido à falta de investimentos e da participação efetiva dos donatários.

22)

A charge que abaixo se refere a uma das

características da exploração do pau-brasil.

a uma das características da exploração do pau-brasil. NOVAES Carlos Eduardo, LOBO César - História do

NOVAES Carlos Eduardo, LOBO César - História do Brasil para principiantes - Editora Ática São Paulo p.40

A característica da exploração do pau-brasil

retratada na charge é:

a) O pau-brasil era monopólio da Coroa Portuguesa.

b) O comércio do pau-brasil era feito através do escambo.

c) O governo português cobrava 1/5 do valor do pau-brasil extraído.

d) As feitorias serviam para armazenar o pau- brasil.

23)Analise o quadro sobre a política colonial no

Brasil:

23)Analise o quadro sobre a política colonial no Brasil: http://www.geocities.com/athens/forum/4185/bce. htm A partir de

http://www.geocities.com/athens/forum/4185/bce.

htm

A partir de sua análise e do que foi estudado

sobre a administração colonial no Brasil, marque

C quando CERTO e E quando ERRADO nas

afirmativas a seguir:

( ) O período de 1500 a 1530 é conhecido na

história do Brasil como pré-colonial.

( ) Até 1530 não havia presença de portugueses

com moradia fixa nas terras brasileiras, a não ser

alguns náufragos e degradados.

( ) A partir de 1500 Portugal decide colonizar o Brasil para proteger suas terras e torná-las lucrativas.

( ) Do total de 15 (quinze) capitanias, apenas

02 (duas), a de Pernambuco e São Vicente, não

faliram.

( ) O sistema de capitanias foi contido pela

resistência dos nativos, pela distância e pelo

desinteresse, tendo, em alguns casos, praticamente nula a sua ocupação.

24) No Brasil colônia, os membros das Câmaras Municipais eram escolhidos apenas entre os “homens bons”. DEFINA quem era considerado “homem bom”.

25) A maior parte dos Indígenas que habitavam o litoral do Brasil na época do Descobrimento pertenciam ao grupo lingüístico Tupi. Eram tupis, os índios que Cabral encontro na Bahia, assim como os antigos habitantes de São Paulo.

A respeito dos índios brasileiros , leia as

afirmativas abaixo. I. Os índios foram vítimas da varíola, doença

trazida pelos portugueses que matou cerca de 30.000 em apenas três meses.

II. A catequização dos índios ficou a cargo dos jesuítas, que acreditavam que eles eram vassalos

do demônio.

III. Nos primeiros anos da colonização, os índios foram utilizados na extração do pau-brasil . Estão corretas as alternativas.

a) Apenas I

b) II e III

c) I, II e III

d) I e II

26) A organização político administrativa do Brasil tinha um caráter central, tendo como base o Governo Geral. Entretanto, essa administração centralizadora tinha um poder mais formal do que prático. Efetivamente, o poder estava descentralizado pelas vilas e municípios, ficando em geral nas mãos dos grandes proprietários. Essa administração de âmbito local ficava a cargo das (dos)

a) Capitanias Hereditárias

b) Centros Administrativos

c) Conselhos Ultramarinos

d) Câmaras Municipais

27)Observe a charge abaixo.

d) Câmaras Municipais 27) Observe a charge abaixo. NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do

NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 40.

No contexto imediatamente posterior à sua chegada ao Brasil, os portugueses

a)

Investiram na produção açucareira, na tentativa

de

lucrar com a venda desse produto na Europa.

b)

Exploraram o interior da colônia de onde

extraiam as drogas do sertão, valorizadas na Europa.

c) Continuaram a privilegiar o comércio oriental

que lhes garantia um lucro razoável. d) Concentraram seus esforços no tráfico negreiro, pois garantiam lucros para a colônia e a

metrópole.

28) A partir de 1530, para evitar o risco de outras nações fundarem colônias nas terras brasileiras,

o rei de Portugal decidiu colonizar o Brasil. A

primeira tentativa foi feita logo após a viagem de

Martim Afonso de Sousa.

Em 1534, D.João III criou o sistema de Capitanias Hereditárias. Cada uma das regiões vistas no mapa ao lado, chamada Capitania, era concedida

a pessoas de confiança que tinham o direito de

ocupá-las e explorá-las, como também a responsabilidade de administrá-las e protegê-las

com seus próprios recursos. Sobre o sistema de Capitanias Hereditárias é INCORRETO afirmar que:

a)

governo português arcava com as despesas

das capitanias, cabendo ao donatário a tarefa de defender a terra e desenvolver a agricultura.

b)

Portugal já havia utilizado o sistema de

capitanias hereditárias nas ilhas do Atlântico antes de implantá-lo no Brasil.

c)

A resistência dos índios, a distância, o

desinteresse e a falta de recursos foram fatores

que contribuíram para o insucesso das capitanias.

d)

As duas capitanias que mais progrediram

foram Pernambuco e São Vicente, sendo que Pernambuco se tornou o centro da cultura canavieira.

29) A tabela abaixo refere-se à produção de ouro na sociedade mineradora do século XVIII.

 

Ano

Total (Kg)

Ano

Total (Kg)

 

1700-1710

29400

1750-1759

141880

 

1711-1720

65000

1760-1769

101290

 

1721-1729

80500

1770-1779

84485

 

1730-1739

115670

1780-1789

55975

 

1740-1749

144795

1790-1799

44545

(Fonte Virgílio Noya Pinto. O ouro brasileiro e o comércio anglo português. São Paulo, Nacional, 1979, p.114.) A partir das informações contidas na tabela e da realidade da sociedade mineradora pode-se concluir que:

a) A produção de ouro manteve-se estável durante todo o século XVIII devido a um processo criterioso de exploração desse minério.

b) A maior produção de ouro acontece, exatamente, entre 1700 e 1720 devido ao grande fluxo de garimpeiros que se estabelecem na região de Minas.

c) As décadas de 40, 50 e 60 podem ser consideradas as mais produtivas, apresentando um declínio da produção a partir da década de 70.

d) Mesmo no período de maior produção, 1770- 1779, o ouro de Minas Gerais não pode ser considerado significativo para Portugal.

30)A historiografia tradicional atribuiu aos bandeirantes o status de heróis brasileiros por terem desbravado os sertões e terem estendido

nossas fronteiras. Apresente a alternativa que faz uma nova leitura dos bandeirantes.

a)

O bandeirantismo esteve ligado ao projeto

catequizador da Companhia de Jesus, o que

reforça a visão heróica sobre esse movimento.

b)

As monções foram muito importantes no

trabalho de interiorização do Brasil. c) Os Bandeirantes agiam com violência contra os indígenas, que eram escravizados e vendidos.

d)

Os Bandeirantes fortaleceram os laços com os

índios, ajudando os jesuítas na proteção das

comunidades indígenas.

 

31) Observe a charge abaixo.

indígenas.   31) Observe a charge abaixo. Fonte: NOVAES, Carlos E. LOBO, César. História do Brasil

Fonte: NOVAES, Carlos E. LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo: Ática. 2003, p. 15. Leia as afirmativas abaixo a respeito das atividades econômicas no período colonial

brasileiro.

I. A atividade açucareira colonial se estruturou no sistema de Plantation:

grande propriedade monocultora e escravista. II. A primeira riqueza explorada pelo

europeu em terras brasileiras foi o pau- brasil, comumente utilizado para tingir tecidos.

III. A pecuária foi uma importante atividade econômica. Além de garantir lucros com a exportação para a Europa, contribuiu para o desbravamento o interior da colônia .

IV. As expedições portuguesas, conhecidas como bandeiras, desbravaram o sertão de Minas, Mato Grosso e Goiás onde foram encontradas as minas de ouro, aumentando consideravelmente a arrecadação real.

Está(ão) INCORRETA(S):

a) I e II

b) III e

c) Apenas a III

d) I e IV

IV

32) Leia o texto abaixo Pelas suas andanças nos sertões, os paulistas descobriram, por volta de 1965, metais preciosos em abundância na região do rio das Velhas, em terras dos atuais municípios mineiros de Sabará e Caeté. Em 1696, a descoberta de novas jazidas deu inicio à ocupação do vale do Ouro Preto. Os anos seguintes viram ser abertos caminhos auríferos em Mato Grosso e Goiás e, ao lado do ouro, a descoberta de diamantes no norte de Minas, na região do Serro Frio.

MOTA, Myriam B. e BRAICK, Patrícia R. História das cavernas ao Terceiro Milênio.São Paulo,Ática, 1996. p.228.

Assinale a

tributária da Coroa Portuguesa nas áreas

mineradoras.

alternativa que define a política

a) A Coroa buscava controlar totalmente a

extração do ouro através do dízimo, imposto cobrado pela Câmara Municipal.

b) A cobrança de impostos sobre as áreas

mineradoras não era rigorosa o que contribuiu

para o contrabando.

c) A cobrança de impostos era feita diretamente

pelos nobres portugueses, que vinham á colônia para fazer o serviço. d) A Coroa cobrava diversos impostos sobre as áreas mineradoras, o mais importante deles era o

Quinto.

33) Observe as afirmativas a seguir:

I As conclusões do escrivão da esquadra de Cabral, Pero Vaz de Caminha, sobre os índios brasileiros, foram corretas e destituídas de preconceito.

II Apesar das tribos indígenas falarem a mesma língua e construírem o mesmo tipo de moradia, possuíam costumes e tradições diferentes.

III A divisão das tarefas nas tribos indígenas era por sexo e idade: algumas funções eram feitas por mulheres e outras por homens.

ASSINALE:

I. Apenas a I está correta.

II. Todas estão corretas.

III. Apenas a II está correta.

IV. Apenas a III está correta.

34) Observe o gráfico sobre as exportações brasileiras no Período Colonial.

subsidiária tanto na economia açucareira quanto na economia mineradora. No começo, os bois eram criados dentro dos engenhos. Aos poucos foram se instalando no interior da colônia.

Com relação à pecuária é correto afirmar, EXCETO

a) o gado foi introduzido no Brasil durante o

governo geral em razão de sua utilidade nos

trabalhos dos engenhos.

b) a pecuária extensiva contribuiu para a colonização do interior do país e a formação de diversas vilas.

c) a pecuária tornou-se uma atividade econômica

bastante rentável devido ao seu baixo custo

operacional e grande valor do couro.

d) a criação de gado no interior do país foi

proibida através da Carta Régia de 1701, por esta área estar reservada para o cultivo da cana-de- açúcar.

36) Observe a imagem abaixo:

cultivo da cana-de- açúcar. 36) Observe a imagem abaixo: Transporte de escravos para o Brasil A

Transporte de escravos para o Brasil

A partir do que foi estudado sobre a chegada dos africanos ao Brasil podemos afirmar, EXCETO:

a) A efetivação da colonização portuguesa no

Brasil a partir do século XVI possibilitou a entrada

dos povos africanos no país, trazidos para serem empregados como mão-de-obra barata e abundante.

b) Nas áreas de grande desembarque e presença

de africanos na América, brancos e negros tiveram que adaptar seus modos de vida à realidade local e a convivência uns com os outros.

c) A imagem que os europeus possuíam dos

africanos tinha semelhança com a que eles tinham dos nativos da América. d) Mais da metade dos 10 milhões de africanos importados pelas Américas entre os séculos XVI e XIX desembarcaram em portos brasileiros.

37) Durante mais de três séculos, o tráfico negreiro trouxe para o Brasil mais de três milhões de escravos. A respeito do tráfico negreiro leia as afirmativas abaixo, coloque (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas

(V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas Com relação aos dados do gráfico

Com relação aos dados do gráfico é CORRETO afirmar.

a) Durante todo o período colonial o açúcar

predominou na pauta das exportações.

b) No início do século XVII o ouro superou o

açúcar na produção e nas exportações.

c) No século XV ocorreu uma diversificação da

economia colonial com a exportação de outros

produtos

d) A descoberta do ouro no final do século XVI

impulsionou a economia e enriqueceu a

metrópole.

35) A pecuária foi importante atividade na América Portuguesa, muito embora tenha sido

( ) Muitas famílias brasileiras, residentes na África, participavam do tráfico negreiro.

( ) Os negros eram transportados da África

para o Brasil em navios negreiros.

( ) Os escravos africanos eram trocados por

manufaturas européias, panos de algodão produzidos nas Índias e aguardente procedentes

da

América Portuguesa.

(

) Como mercadorias, os negros ficavam

expostos em mercados a espera de um comprador.

Para Roberto Simonsen, quatro foram os

instrumentos econômicos que amparavam a expansão para o interior: a criação do gado como retaguarda econômica das zonas de engenho e , mais tarde em decidido apoio à mineração”; a caça ao índio, como suprimento de mão-de-obra em face do comercio africano em declínio, em meados do século XVII, a busca de especiarias e drogas do sertão. Entretanto, o elemento, nais importante, nesta fase, foi o gado e a sua expansão através

38) “(

)

de

currais,(

)

(SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. Conquista e colonização da América

portuguesa. In: Linhares, Maria Yeda L

campus, 1990.)

História geral do Brasil. Rio de Janeiro,

A respeito da pecuária no Brasil Colônia é

INCORRETO afirmar

a) A expansão de área de criação de gado ajudou significamente no reconhecimento do território colonial.

b) As atividades agrícolas de exportação concentravam-se no litoral, enquanto a pecuária garantiu a efetiva ocupação do interior.

c) A pecuária esteve diretamente ligada à atividade açucareira ou mineradora, como o gado de corte ou animais de carga.

d) A pecuária se desenvolveu na colônia sustentada por grandes investimentos e dependia de um excessivo número de escravos africanos.

39) Grandes mudanças podem ser verificadas no Brasil do século XVIII. Podemos destacar entre essas mudanças:

a) uma nova sociedade colonial que surgiu e esteve muito mais ligada à atividade agrícola e à pecuária, do que a mineração.

b) uma sociedade nas Minas que ao contrário da açucareira, possibilitou o surgimento de novos elementos sociais, formando uma classe média de militares, clérigos, burocratas, tropeiros e até profissionais liberais.

c) uma forte relação entre a região de Minas Gerais e a Europa, particularmente com a Inglaterra que passou a vender seus produtos diretamente ao Brasil.

d) uma estrutura social simples, tendo a grande maioria da população formada por escravos e

outra camada social superior formada por grandes mineradores.

40) Leia o trecho abaixo. Cada ano, vêm nas frotas quantidade de portugueses e de estrangeiros, para passarem às minas. Das cidades, vilas, recôncavos e sertões do Brasil, vão brancos, pardos e pretos, e muitos índios, de que os paulistas se servem. A mistura é toda a condição de pessoas ( )

(ANTONIL. "Cultura e opulência do Brasil". São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1967, p. 264)

A mistura de toda condição de pessoas que se dirigiam para as minas possibilitou algumas características peculiares na região mineradora. Dentre essas peculiaridades podemos considerar, EXCETO:

a) a possibilidade de ascensão social, inclusive para os negros que conseguissem adquirir sua Carta de Alforria.

b) a ausência de manifestações culturais e a proibição pela coroa portuguesa de comercialização de publicações estrangeiras na colônia.

c) as atividades sociais e culturais dissociadas das atividades religiosas.

d) desenvolvimento de um mercado interno ligado às atividades agrícolas e pastoris de subsistência