Você está na página 1de 28

Tratamento da Gordura

Submentoniana

ÁCIDO DEOXICÓLICO ADC, ATX-101 (DEOXYCHOLIC


ACID)
LEGISLAÇÃO
Considerando o parecer exarado pela Comissão Especial, designada para elaborar estudo sobre a
modificação da atual resolução sobre toxina botulínica e preenchedores faciais na Odontologia,
nomeada pela Portaria CFO-SEC-49/2016; resolve:
Art. 1o - Autorizar a utilização da toxina botulínica e dos preenchedores faciais pelo cirurgião-
dentista, para fins terapêuticos funcionais e/ou estéticos, desde que não extrapole sua área
anatômica de atuação.
§ 1o - A área anatômica de atuação clínico-cirúrgica do cirurgião-dentista é superiormente ao osso
hioide, até o limite do ponto násio (ossos próprios de nariz) e anteriormente ao tragus, abrangendo
estruturas anexas e afins.
§ 2o - Para os casos de procedimentos não cirúrgicos, de finalidade estética de harmonização facial
em sua amplitude, inclui-se também o terço superior da face.
Art. 2o - Revogar as Resoluções CFO-112, de 02/09/2011, publicada no D.O.U., Seção 1, página 233,
em 05/09/2011, alterada pela Resolução CFO-145, de 27/03/2014, publicada no D.O.U., Seção 1,
página 174, em 14/04/2014 e CFO-146, de 16/04/2014, publicada no DOU, Seção 1, página 116, em
06/05/2016
HISTÓRIA DO ATX-101
• LIPOSTABIL 2001, usado para dissolver gordura
subcutánea do corpo, barriga, flacos etc.

• Inicialmente o principio ativo que pensava-se fazer a


dissolução dos adipócitos era atribuído ao
fosfatidilcolina, mas estudos mostraram que o
DESOXICOLATO DE SÓDIO administrado
isoladamente possuia o efeito de lise dos adipócitos.
DCA / ATX101— PARA
"LIPO DE PAPADA”
DCA- derivado dos Ácidos Biliares, e age emulsificando a
gordura da dieta.
- Ácido Deoxicólico – ATX-101

-Forma sintética injetável, cuja principal ação, é a destruição


da gordura existente na “papada” – Adipólise.

-Reação inflamatória, que resultará na remoção das células


de gordura e na produção de colágeno.

É indicado para pacientes que desejam redução da gordura


submentual, ou seja, a redução da papada ou “queixo duplo”
ANATOMIA DO PESCOCO
ANATOMIA DO PESCOÇO

A face ântero-lateral pode ser dividida em outras duas


regiões,
-região anterior do pescoço
-região posterior do pescoço
sendo o m. esternocleidomastóideo o divisor.
A região anterior do pescoço tem formato triangular -
trígono anterior do pescoço
A região posterior -trígono posterior
TRÍGONO ANTERIOR DO PESCOÇO

Delimitado pela:
-margem anterior do m. esternocleidomastoideo -margem
inferior da mandíbula e pela linha mediana anterior 


Nessa região encontramos o osso hioide, que divide este


espaço em duas regiões:
-Supra hioidéa- trígonos submandibular, digástrico e
carotídeo
-Infra hioidéa - trígonos muscular e carotídeo (onde não
trabalhamos)
REGIÃO SUPRA-HIOIDEA
- TRÍGONO SUBMANDIBULAR
-TRÍGONO DIGÁSTRICO
-TRÍGONO CAROTÍDEO SUPERIOR
Limites:


1-Anterior – margem anterior do m.


esternocleidomastóideo
2-Medial – linha mediana anterior

3-Superior – margem inferior da mandíbula

4-Inferior – osso hioide
TRIGONO
SUBMANDIBULAR

-Localizado na linha mediana, delimitado :


-Inferiormente – osso hioide ( base do triângulo)
-Lateralmente – ventres anteriores dos m. digástricos que
formam o vértice do trígono em suas inserções no mento
- é a BASE do triângulo
* É AQUI ONDE ENCONTRAMOS A MAIOR PARTE DE
GORDURA DA "PAPADA"
TRÍGONO DIGÁSTRICO
Localizado na linha mediana, um de cada lado, delimitado:
-Inferiormente – osso hioide ( base do triângulo)
-Lateralmente – ventres anteriores dos m. digastricos que
formam o vértice do trígono em suas inserções no mento
-Assoalho- muc. Milo-hióideo
Atenção: presença da glândula salivar mandibular
- localização que podemos ter complicações
TRÍGONO CAROTÍDEO
SUPERIOR
- É o trígono onde NAO VAMOS TRABALHAR!!!!!
-Limite superior e medial – ventre posterior do m.
digástrico
-Limite Inferior – osso hioide
-Lateral – linha imaginária que se prolonga até o m.
esternocleidomastóideo
***Bifurcação da artéria carótida comum e a veia jugular
interna
FISIOLOGIA
• DCA ( ÁCIDO DEOXICÓLICO)

• Presente na Bile, degradação e rescretado no fígado

• Pessoas com problemas de fígado ( TGO e TGP) não podem


fazer uso do medicamento

• A gordura é excretada nos rins ( beber bastante agua durante


o período de tratamento)

• Pessoas com problemas de tireoide, que apresentam bócio, não


é indicado.

MECANISMO DE AÇAO DO
DCA/ ATX- 101
Os ácidos biliares secundários resultam da ação das bactérias intestinais que
promovem, quer a ruptura das ligações com a taurina e a glicina, quer a redução do
hidroxilo em C7 gerando os ácidos deoxicólico (derivado do ácido cólico) e o
litocólico (derivado do ácido quenodesoxicólico) . A maior parte do ácido
litocólico perde-se nas fezes, mas o desoxicólico é, em grande parte, reabsorvido,
conjugado com glicina e taurina no fígado e re- excretado na bílis na forma de
glicodesoxicólico e taurodesoxicólico
Acido biliar é um acido esteróide encontrado predominantemente na bile,
produzido pelo fígado
-Atua como detergente para emulsificação da gordura

-Age na membrana das células adipócitas promovendo sua lise
-O rompimento da membrana libera ácidos graxos que vão reagir com o
desoxicolato
ACAO DO ATX-101

• ROMPIMENO FÍSICO DA MEMBRANACELULAR


DE ADIPÓCITOS

• MORTE CELULAR DOS MESMOS, TECIDOS


POBRES EM PROTEÍNAS,VASOS E NERVOS.
Principal ação do ATX-101-
LISE DOS ADIPÓCITOS
AVALIAÇAO
• ANAMNESE

• EXPECTATIVA

• HABITOS ALIMENTARES

• TÉCNICA DO PINÇAMENTO COM A PONTA


DOS DEDOS

• VERIFICAR HIPOTONIA MUSCULAR


NENHUMA LEVE MODERADA SEVERA EXTREMA
TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO

• Através do pinçamento podemos perceber a


diminuição da tensão e consistência do tecido
dérmico

• Pessoas com pouco tônus de pele, ou com pele


flácida e pouco colágeno, não é indicação

• Seguramos por 3s a região e soltamos, se volta para o


lugar rápido ok, se fica a impressão dos dedos
marcados na pele e não volta a pele, não é indicado.
CONTRA- INDICAÇAO DO
DCA
• PACIENTES COM DOENÇAS AUTO-IMUNES

• PACIENTES QUE FAZEM USO DE ROACUTAN

• PACIENTES COM BAIXA PROGESTERONA E


ESTRÓGENOS

• HIPOTÔNIA TECIDUAL

• USO DE ANTIFLAMATÓRIOS E CORTICOSTEROIDES


PROTOCOLO DE
APLICAÇÃO
-1,5 CM ABAIXO DA BORDA INF DA MANDÍBULA,
DELIMITAR COM LÁPIS

-USAR COMO REFERÊNCIA LINHA DA MARIONETE

-MARCAÇÃO COM O QUEIXO PARA CIMA

-PONTOS COM 1CM DE DISTÂNCIA


APLICAÇÃO

- 90% da gordura está abaixo do musc. platisma


- trabalho profundo abaixo do platisma, agulha de 8mm
ideal

Segura no osso hióide e pede para o paciente deglutir


*Até 0,2ml por ponto
*Agulha 30g x 1/2 ( 0,30 x 13mm) ou 8mm
KIBELLA ®
PROCESSO
INFLAMATÓRIO
• DOR MÉDIA

• INCHAÇO DE 5 DIAS PODENDO VARIAR DE PACIENTE


PARA PACINETE

• SENSAÇÃO DE DORMÊNCIA

• HEMATOMAS

• AFETA AS CELS. COM BAIXO TEOR DE PROTEÍNA,


POUCA AÇÃO EM TEC.VASCULAR, MUSC.E NEURAL.

• SEM A INFLAMAÇÃO OS TECIDOS NUNCA CICATRIZAM


TRATAMENTO COMPLEMENTAR
POS- DCA
• MICROPORE PARA SEGURAR A REGIÃO APOS A APLICAÇÃO

• FAIXA PARA DORMIR

• DRENAGEM LINFÁTICA NA REGIÃO ( A PARTIR DO 3º DIA) 3X/


DIA POR 5 MIN

• ULTRASOM - (ESTIMULA COLAGENO, ADERE A PELE AO MUSC.)

• COOLSCULPING ®

• CARBOXTERAPIA

• TOXINA BUTOLÍNICA
CONSIDERAÇOES
• TRATAMENTO PODE LEVAR DE 3 A 6 SESSÕES

• REAPLICAR APÓS 3 SEMANAS/ OU 28 DIAS

• LOCAL DA APLICAÇÃO PODE APRESENTAR


ENDURECIMENTO, NAO APLICAR NA REGIÃO.

• HOMEM CAI A BARBA E MULHER MANCHA A PELE

• VALOR DO TRATAMENTO DE 2.500 A 5.000

• O uso inadequado do DCA pode provocar pancreatite aguda,


edema e liberação de prostaglandinas E2
• Laboratório Biometil - 11 983588-6774 (Janaína)

• Fazer receita DEOXYCOLIC ACID 20MG/2ML


☛Amadeu, telefone:11 908408242 ♡

Você também pode gostar