Você está na página 1de 5

TRANSTORNO DO COMER, SOBREPESO E OBESIDADE

Karoline Lino Porto


RA:1454609
karolineporto@live.com
Qualidade de Vida

Resumo
Esse documento apresenta sobre o transtorno de comer compulsivamente e
como isso está intimamente ligado a casos de sobrepeso e obesidade, também
trazendo observações mais a fundo sobre o sobrepeso e a obesidade e como
devem ser tratados, e também algumas possíveis causas.

Palavras-chave: Transtorno do Comer, Sobrepeso, Obesidade, IMC.

Introdução
Nesse artigo mostrarei mais como o transtorno de comer é, quais principais e
prováveis causas, como por exemplo, ansiedade, que fazem com que a pessoa sinta
necessidade de comer, mesmo sem fome ou comer muito, até passar mal e se sentir
empanturrada de comida.
O sobrepeso e a obesidade são consequências do transtorno de comer
compulsivamente, mas não somente ele causa ambos, muitos fatores na vida das
pessoas podem leva-las para um estado de sobrepeso ou obesidade, avaliado em
base do seu IMC.

1. Transtorno do comer
O transtorno de comer compulsivamente é uma síndrome onde a pessoa
perde o controle diante da comida, e não consegue parar de comer até se sentir
empanturrada de comida. Esse transtorno é diferente do que querer comer
exageradamente em momentos pontuais, como por exemplo, comer uma
feijoada no domingo, e saber que está exagerando na quantidade. Normalmente
as pessoas que tem esse tipo de transtorno comem a noite, longe de outras
pessoas, para que não haja julgamento.
Alguns dos principais sintomas são:
 Comer escondido de outras pessoas
 Comer sem vontade
 Comer até passar mal
 Perder o controle quando estiver comendo
 Não conseguir recusar comida
 Dietas muito restritas frequentemente
As causas desse transtorno não são totalmente conhecidas e não são as
mesmas para todos, mas alguns motivos que podem estar fazendo com que
algumas pessoas tenham essa vontade de comer compulsivamente seriam fatores
psicológicos, genéticos, biológicos ou comportamentais. A ansiedade, depressão,
estresse são alguns dos sintomas mais comuns de quem tem compulsão alimentar.
Uma das principais consequências que o comer compulsivo traz é a obesidade,
onde o acúmulo de gordura no corpo, que acarreta mais problemas ainda, como
pressão alta, diabetes, problemas cardíacos, aumento do colesterol.
O melhor tratamento para essa doença é ter um acompanhamento médico, com
vários especialistas, como um endocrinologista, um nutricionista, um psicólogo e um
psiquiatra, para que seja um tratamento multidisciplinar e que as causas sejam
tratadas com maior eficiência.

2. IMC (Índice de Massa Corporal)


É uma técnica muito usada para medir pesos e acúmulo de gordura corporal de
uma pessoa em relação a sua altura. É uma metodologia indicada pela OMS,
para acompanhar a saúde nutricional da população, e é aqui que temos as
classificações de sobrepeso e obesidade.
Para calcular o IMC, basta fazer uma conta fácil:
IMC= PESO / (ALTURA²)
Na tabela que vemos abaixo, podemos conferir o resultado, para saber qual
faixa cada pessoa se encaixa.
Figura 1 – Tabela do IMC. Fonte: http://gastro.com.br/blog/obesidade/sobrepeso-e-
obesidade-qual-e-a-diferenca/

3. Sobrepeso
Na tabela do IMC, vemos que as pessoas em sobrepeso estão entre o 25 e o
29,9, e isso indica que a pessoa está um pouco acima do peso ideal para que ela
tenha uma boa saúde.
O IMC, por mais que seja muito usado, nem sempre pode ser confiável, pois ele
apenas mede a massa corporal, não o tecido adiposo separado dos músculos, que
são muito mais pesados que a gordura, e pode ser que a pessoa tenha um IMC
mais alto por esse fator.
O tratamento para o sobrepeso é semelhante ao tratamento da obesidade, com
nutricionista e um endocrinologista, e claro, uma vida ativa, com pelo menos 30
minutos de exercícios diários.

4. Obesidade
A obesidade vem sendo estudada mais a fundo nas últimas décadas, pois ela
causa muitas doenças secundárias, não apenas em adultos, mas em crianças e
adolescentes também, representando um grande risco para a saúde.
Durante muitos anos na história da humanidade, o ganho de peso era visto como
sinal de saúde e prosperidade, principalmente nos homens, mas atualmente, a
obesidade é considerada uma doença crônica que deve ser tratada.
Um dos métodos para definir como está a gordura corporal é o IMC (Índice de
Massa Corporal), e quando ele está igual ou maior que 30, a pessoa tem um grau de
obesidade.
No Brasil, segundo o IBGE, existem pelo menos 38,8 milhões de pessoas com
20 anos ou mais, das 95,5 milhões da mesma faixa etária, que tem sobrepeso, e
10,5 milhões que são consideradas obesas, sendo que o peso tende a aumentar
depois dos 20 anos. A obesidade no nosso país está presente em todas as classes
econômicas, mas principalmente nas mais altas, onde ocorre influência da
educação, renda, ocupação, entre outros fatores, que resultam em comportamentos
específicos, que afetam diretamente na ingestão das calorias e no gasto das
mesmas.
McArdle (1998, p. 576) diz que:
“Perturbador é que, para cerca de uma em cinco crianças e adolescentes
norte-americanos, a obesidade é o distúrbio crônico mais comum. Nesta gama
etária, a obesidade aumentou cerca de 45%, independentemente de raça e sexo”
A obesidade pode ter muitos fatores, e é uma doença crônica, caracterizada pelo
excesso de tecido adiposo acumulado. Quando ela surge na infância, é muito
preocupante e mais grave, pois ela persiste na vida adulta.

Considerações Finais
Como visto, as doenças crônicas como o sobrepeso e a obesidade não são
apenas gordura a mais no nosso corpo, mas elas causam muitos outros problemas,
como a pressão alta, diabete, etc.
É necessário que as pessoas tenham consciência de que desde a infância, as
crianças devem ter uma alimentação saudável, fazendo com que levem isso para a
vida adulta e não sejam obesas.

Referências
ABC DA SAÚDE. Transtorno do comer compulsivo. Disponível em:
< https://www.abcdasaude.com.br/psiquiatria/transtorno-do-comer-compulsivo>.
Acesso em: 24 de Abril de 2017.
INCA. Sobrepeso e Obesidade. Disponível em:
< http://www.inca.gov.br/inquerito/docs/sobrepesoobesidade.pdf>. Acesso em: 24 de
Abril de 2017.
BONNATO, Mauro Willemann. Sobrepeso e Obesidade: Qual a diferença?.
Disponível em:
< http://gastro.com.br/blog/obesidade/sobrepeso-e-obesidade-qual-e-a-diferenca/>.
Acesso em: 24 de Abril de 2017.
PORTAL EDUCAÇÃO. Transtorno do comer compulsivo, sobrepeso e
obesidade. Disponível em:
< https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/nutricao/transtorno-do-comer-
compulsivo-sobrepeso-e-obesidade/30968>. Acesso em: 24 de Abril de 2017.
DRAUZIO VARELLA. Comer Compulsivo. Disponível em:
<https://drauziovarella.com.br/obesidade/comer-compulsivo/>. Acesso em: 24 de
Abril de 2017.
CT VIVA. Compulsão alimentar e Obesidade. Disponível em:
<http://www.ctviva.com.br/especialidades/compulsao-alimentar-e-obesidade/saiba-
mais>. Acesso em: 24 de Abril de 2017.