Você está na página 1de 31

Monitora: Dayana Assis

Email: dayana.dias.assis@gmail.com

DECLINAÇÕES - RESUMO
CASOS E FUNÇÕES
NOMINATIVO Sujeito
VOCATIVO Apelo – Ó
GENITIVO Adjunto adnominal restritivo – de
DATIVO Objeto indireto – a ou para
ABLATIVO Adjuntos adverbiais – por, pelo
ACUSATIVO Objeto direto – sem preposição

GENITIVO DAS DECLINAÇÕES


1ª 2ª 3ª 4ª 5ª
ae i is us ei

PRIMEIRA DECLINAÇÃO
CASO SINGULAR PLURAL
NOMINATIVO a ae
VOCATIVO a ae
GENITIVO ae arum
DATIVO ae is
ABLATIVO a is
ACUSATIVO am as

SEGUNDA DECLINAÇÃO
SINGULAR PLURAL
Caso/gen. m.f. m. vir n. m.f. m. vir n.
Nom. us er ir um i i i a
Voc. e er ir um i i i a
Gen. i i i i orum orum orum orum
Dat. o o o o is is is is

Abl. o o o o is is is is

Ac. um um um um os os os a

TERCEIRA DECLINAÇÃO
CASO SINGULAR PLURAL
NOMINATIVO várias terminações es
VOCATIVO igual ao nominativo es
GENITIVO is um ou ium
DATIVO i ibus
ABLATIVO e ibus
ACUSATIVO em es

NEUTROS DA TERCEIRA DECLINAÇÃO

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
CASO SINGULAR PLURAL
NOMINATIVO e – al - ar ia
VOCATIVO igual ao nominativo ia
GENITIVO is ium
DATIVO i ibus
ABLATIVO i ibus
ACUSATIVO igual ao nominativo ia

OUTROS NOMES NEUTROS DA TERCEIRA DECLINAÇÃO


CASO SINGULAR PLURAL
NOMINATIVO várias terminações a
VOCATIVO igual ao nominativo a
GENITIVO is um
DATIVO i ibus
ABLATIVO e ibus
ACUSATIVO igual ao nominativo a

QUARTA DECLINAÇÃO
SINGULAR PLURAL
gênero m.f. n. m.f. n.
NOMINATIVO us u us ua
VOCATIVO us u us ua
GENITIVO us u (us) uum uum
DATIVO ui u ibus ibus
ABLATIVO u u ibus ibus
ACUSATIVO um u us ua

QUINTA DECLINAÇÃO
SINGULAR PLURAL
NOMINATIVO es es
VOCATIVO es es
GENITIVO ei erum
DATIVO ei ebus
ABLATIVO e ebus

ACUSATIVO em es

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

ADJETIVOS DE PRIMEIRA CLASSE – (bonus, a, um)


SINGULAR masc. 2ª decl. f. (1ª) n. (2ª)
NOMINATIVO bonus bona bonum
VOCATIVO bone bona bonum
GENITIVO boni bonae boni
DATIVO bono bonae bono
ABLATIVO bono bona bono
ACUSATIVO bonum bonam bonum

PLURAL masc. 2ª decl. f. (1ª) n. (2ª)


NOMINATIVO boni bonae bona
VOCATIVO boni bonae bona
GENITIVO bonorum bonarum bonorum
DATIVO bonis bonis bonis
ABLATIVO bonis bonis bonis
ACUSATIVO bonos bonas bona
ADJETIVOS DA SEGUNDA CLASSE
1-) Adjetivos parissílabos (mesmo número de sílabas no nominativo e genitivo)
a) Com duas terminações (brevis, e)
CASO SINGULAR PLURAL
M. F. N. M.F. N.
Nom. brevis breve breves brevia
Voc. brevis breve breves brevia
Gen. brevis brevis brevium brevium
Dat. brevi brevi brevibus brevibus
Abl. brevi brevi brevibus brevibus
Ac. brevem breve breves brevia
b) Com três terminações (acer, acris, acre)
CASO SINGULAR PLURAL
M. F. N. M. F. N.
Nom. acer acris acre acres acres acria
Voc. acer acris acre acres acres acria
Gen. acris acris acris acrium acrium acrium
Dat. acri acri acri acribus acribus acribus
Abl. acri acri acri acribus acribus acribus
Ac. acrem acrem acre acres acres acria
2-) Adjetivos imparissílabos (número de sílabas diferentes no genitivo e nominativo)
a) Com nominativo terminado em duas consoantes e genitivo em ium (*)
CASO SINGULAR PLURAL
M.F.N. M.F. N.
Nom. prudens prudentes prudentia
Voc. prudens prudentes prudentia
Gen. prudentis prudentium prudentium
Dat. prudenti prudentibus prudentibus
Abl. prudenti prudentibus prudentibus
Ac. prudem (M.F) prudens (N.) prudentes prudentia
(*) terminados em uma só consoante, que não seja o c, tem gentivo plural em um

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
ADVÉRBIOS E PREPOSIÇÕES
ADVÉRBIO – é toda palavra que modifica a ação que o verbo exprime; o advérbio também
modifica um adjetivo ou o próprio advérbio.
Exemplos:
Menino bom → a palavra bom está modificando a ideia menino, que é um nome ou
substantivo. Palavras que modificam substantivos são chamadas de adjetivos.
O orador falou admiravelmente → a ação de falar está sendo modificada por
admiravelmente; logo, o verbo é quem está sendo modificado e, portanto, admiravelmente é
um advérbio.
Rosas muito brancas → a qualidade (adjetivo) brancas está sendo modificada por muito;
logo, muito é um advérbio.
Ele chegou muito cedo → cedo é um advérbio. Muito modifica esse advérbio; logo, muito é
um advérbio também.
Os advérbios são divididos conforme as circunstâncias que indicam: tempo, modo e lugar.
1. Lugar qua emprega-se com Pridie – na véspera
ubi – onde verbos que indicam Saepe – muitas vezes
quo – para onde, aonde passagem. Semper – sempre
unde – donde, de onde 2. Tempo Simul – ao mesmo tempo
qua – por onde. Cotidie – todos os dias
ubi emprega-se com Cras – amanhã 3. Modo
verbos que indicam Deinde – depois, em Bene – bem
permanência. seguida Male – mal
quo emprega-se com Diu – por um tempo Facile – facilmente
verbos que indicam Dum – enquanto (durante Dificile – dificilmente
movimento. o tempo em que) Fortiter – fortemente,
unde emprega-se com Heri – ontem corajosamente
verbos que indicam Hodie – hoje Feliciter – felizmente
procedência. Nunc – agora Prudenter –
Postridie – no dia prudentemente
seguinte Quoque – também.

LOCUÇÕES ADVERBIAIS E ADVÉRBIOS LATINOS


A priori – segundo um princípio anterior, admitido como evidente: concluir a priori.
Ab aeterno – desde toda a eternidade.
Ab imo corde – do fundo do coração.
Ab initio – desde o começo, princípio.
Ab ovo – desde o princípio, desde o ovo.
Ad amussim – à risca, com exatidão. Ler uma obra ad amussim.
Ad hoc – para o caso, eventualmente. Juiz nomeado ad hoc.
Ad libitum – a vontade.
Ad nutum – segundo a vontade, ao arbítrio.
Ad referendum – pendente de aprovação.
Bis – duas vezes. Ele cantou bis. Por isso, faz bis e não faz um bis.
Coram populo – em público, em alto e bom som.
Currente calamo (pronuncie cálamo) – ao correr da pena: fazer versos currente calamo.
Et similia – e coisas semelhantes: redigir cartas, descrições, composições et similia.
Ex abrupto – repentinamente, inopinadamente, arrebatadamente: Não podemos procederex
abrupto; levaram-no ex abrupto.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Ex cathedra – de cátedra, em função do próprio cargo: o Papa falou ex cathedra, falou da
cadeira de São Pedro, como pontífice.
Ex corde – de coração. Amigo ex corde.
Ex expositis – do que ficou exposto.
Ex officio – por lei, oficialmente, em virtude do próprio cargo. O advogado do réu foi
nomeado ex officio (por lei) pelo juiz – ser eleitor ex officio (em virtude do cargo que ocupa).
Ex positis – do que ficou assentado.
Ex professo – como professor, magistralmente, com toda a perfeição. Discorreu sobre o
assunto ex professo.
Exclusive – exclusivamente.
Exempli gratia – por exemplo (abrevia-se: e.g.).
Gratis – de graça.
Grosso modo – por alto, resumidamente.
Ibidem – aí mesmo, no mesmo lugar.
Idem – o mesmo.
In fine – no fim.
In limine – no limiar, no princípio. As razões foram rejeitadas in limine.
In perpetuum – para sempre, para perpetuar.
In totum – em geral, no todo, totalmente.
Inclusive – inclusivamente.
Infra – abaixo, no lugar inferior. Os inframencionados.
Inter pocula – no ato de beber, no festim. Discursar inter pocula (no festim). Agir inter
pocula (como bêbado).
Ipsis verbis – com as mesmas palavras, sem tirar nem pôr.
Ipso facto – em virtude do mesmo fato. Ele não pagou, ipso facto não concorreu ao sorteio.
Lato sensu – em sentido geral (o contrário de stricto sensu, em sentido restrito).
Maxime – principalmente, mormente.
Mutatis mutandis – fazendo-se as mudanças devidas. Tem o pai vários deveres para com o
filho, mutatis mutandis, tem o filho iguais deveres para com o pai.
Pari passu – igual passo, junto. Acompanhar alguém pari passu – acompanhá-lo por toda a
parte.
Per fas et per nefas – a torto e a direito, quer queira quer não, por qualquer meio.
Conseguirei per fas et per nefas o meu intento.
Primo – em primeiro lugar.
Pro forma – por mera formalidade.
Quantum satis ou quantum sufficit – o suficiente, o estritamente necessário.
Retro – atrás. Reporto-me ao que retro ficou dito nesta folha.
Secundo – em segundo lugar. Por duas vezes assim procedi: primo porque a consciência o
mandava, secundo porque as circunstâncias o exigiam.
Sic – assim, deste modo, com as mesmas palavras.
Sine die – indeterminadamente, sem fixar data ou dia.
Statu quo – no estado em que; expressão usada substantivamente no ablativo para indicar o
estado anterior a uma situação. Os vencedores mantiveram o statu quo na parte monetária.
(notem que não é o mesmo que status quo!).
Stricto sensu – em sentido restrito.
Supra – acima, no lugar superior. Os supracitados.
Una voce– a uma voz, unanimemente.
Verbi gratia – por exemplo (abrevia-se v.g.).
Vice-versa – às avessas, em sentido inverso.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

PREPOSIÇÕES
PREPOSIÇÃO – é a palavra que serve para ligar duas outras palavras.
Regime – palavra que vem depois da preposição.
As preposições regem ou subordinam.
Em latim, as preposições regem os casos.
Quando a preposição se constitui em mais de uma palavra, chama-se locução
prepositiva: além de, por cima de, aquém de...
Somente regem acusativo: propter
ad supra
ante trans
apud Somente regem ablativo:
cis a ou ab
erga cum
extra de
inter e ou ex
per pro
post sine

A preposição in pode reger tanto acusativo como ablativo.


Rege ablativo quando o verbo indica permanência ou movimento circunscrito. O inneste caso
se traduz por em: sum in urbe, estou na cidade; ambulare in agris, passear no campo (note
que este movimento está circunscrito ao lugar, no caso, o campo).
Rege acusativo quando o verbo indica movimento, o in então se traduz por a, para,
contra (eo in urbem, vou para a cidade; incedere in hostes, avançar contra o inimigo).

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS ADJUNTOS ADVERBIAIS


1. Adjunto adverbial de lugar onde: in com ablativo → estou na cidade → sum in urbe.
2. Adjunto adverbial de lugar para onde: in com acusativo → vou à cidade → eo in urbem.
3. Adjunto adverbial de companhia: cum e ablativo → passeio com amigos → ambulocum
amicis.
4. Adjunto adverbial de tempo quando: ablativo sem preposição → no inverno → hieme; no
outono → autumno; ao raiar do dia → prima luce.
5. Adjunto adverbial de instrumento ou meio: ablativo sem preposição → ferir com a espada
→ ferire gladio.
6. Adjunto adverbial de providência ou origem: ex com ablativo → tirar água da fonte → haurire
aquam ex fonte.
7. Adjunto adverbial de causa (agente da passiva): ablativo sem preposição quando for coisa
(ser inanimado): morrer de fome → interire fame. Quando for ser animado deve se usar
ablativo com preposição → serei enviado pelo senado → mittar a senatu.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
CONJUNÇÕES E INTERJEIÇÕES
CONJUNÇÃO (noções)- É toda palavra que serve para ligar orações. Ex: Pedro partiu e Paulo
ficou.
Pedro partiu → 1ª oração, e → conjunção, Paulo ficou → 2ª oração
CONJUÇÕES LATINAS E CORRESPONDENTES PORTUGUESAS

et

que e

atque

ac

et...et → não só...mas; tanto...quanto; etiam → também


já...já.
tamen, attamen → todavia; contudo
neque → nem (= e não)
enin, ergo, igitur → logo; portanto
nam → pois, com efeito
quam → do que
non solum...sed etiam → não
somente...mas ainda quia, quod → porque

non modo...sed etiam→ não ut → para que, a fim de que (o verbo vai
somente...mas ainda para o subjuntivo)

sed → mas ut, sicut → como

O USO DO QUE

A conjunção que tem o mesmo valor de et e vem junto e posposto à palavra.


Ex: Petrus et Paulus → Petrus Paulusque. Pedro e Paulo.
Petri et Pauli → Petri Paulique. De Pedro e Paulo.
Rerum humanum et divinarum. → Rerum humanum divinarumque. Das coisas humanas e
divinas.
INTERJEIÇÃO

É a palavra que exprime subitamente o nosso sentimento. As principais em latim são:


o→ó
oh → oh!
heu → ai
vae → desgraçado, infeliz

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
PRONOMES
PRONOME

É a palavra que substitui ou pode substituir um substantivo. PRONOME PESSOAL (Português)


Em português os pronomes pessoais se dividem em retos, oblíquos e de tratamento.
Retos: representam o sujeito do verbo.
Oblíquos: representam o complemento do verbo.
PRONOMES PESSOAIS

PESSOA GRAMATICAL CASO RETO CASO OBLÍQUO


1ª Eu me, mim, migo
Singular 2ª tu te, ti, tigo
3ª ele (ela) o, a, lhe, se, si, sigo

1ª Nós nos, nosco

Plural 2ª vós vos, vosco

3ª eles (elas) os, as, lhes, se, si, sigo

OBS: Na terceira pessoa devemos usar:


se; os – quando o verbo for transitivo direto;
se; lhes – quando o verbo for transitivo indireto.
Os pronomes pessoais do caso reto são sempre substantivos.
Os demais são ora pronomes substantivos, ora pronomes adjetivos.
PRONOMES PESSOAIS LATINOS

Casos retos casos oblíquos


Pessoas Nom. Voc. Gen. Dat. Abl. Ac.
Prima Ego - mei mihi me me
Secunda Tu Tu tui Tibi te te
Tertia - - sui sibi se se
sese
Prima Nos - nostrum nobis nobis vos
nostri
Secunda Vos Vos vestrum vobis vobis vos
vestri
Tertia - - sui sibi se se
sese

DO USO E REGRAS
1. Bicho sem cabeça – a terceira pessoa se declina de forma idêntica tanto no
singular quanto no plural e não tem nominativo, por isso, em latim, chama-se bicho
sem cabeça. Em seu lugar às vezes se usa o respectivo pronome demonstrativo.
2. Só se expressa o pronome pessoal para evidenciar o sujeito.
3. Nostrum = por de nós; no significado de dentre nós unus nostrum = um entre
nós.
4. Nostri = de nós, simplesmente. Miserere nostri, tem piedade de nós.
5. Vestrum = por de vós; unus vestrum = um de vós.
6. Vestri = de vós; miserere vestri = tem piedade de vós.
7. Os verbos latinos nem sempre têm a mesma regência dos verbos em
português, por isso precisamos do dicionário para saber a regência em latim.
8. No latim não existem regras para a colocação dos oblíquos, podem vir em
qualquer lugar da frase e são sempre acentuados na leitura.
Verbo trans. direto obj. direto (acusativo)

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
verbo trans. indireto obj. indireto (dativo)

9. Alguns verbos latinos subentendem o oblíquo na tradução. O orgulhoso se


apressa se traduz por Superbus festinat. Festinat já significa apressar-se.
10. Em latim, a pessoa com quem falamos é tratada sempre por tu; inclusive reis
(deuses).
11. Vós só se emprega com duas ou mais pessoas.
12. A primeira pessoa sempre vem antes na frase: Você e eu = Ego et tu.
13. A preposição cum rege ablativo e é colocada depois do pronome. Nunca
use me cum, cum te etc. Faça mecum, tecum, secum, nobiscum, vobiscum.
14. Muitas vezes o possessivo está subentendido na frase latina. Só se empregam
para reforço do sentido e, quando aparecem, são colocados depois do
substantivo:pater meus.
As traduções dos pronomes pessoais
CASO 1ª PESSOA 2ª PESSOA 3ª PESSOA
nom. ego eu tu tu - ele
gen. mei meu tui de ti sui de si
dat. mihi a mim tibi a ti sibi a si (se)
acus. me me te te se se
abl. a me de mim a te de ti a se de si
nom. nos nós vos vós - eles
gen. nostri de nós vestri de vós sui de si
nostrum entre nós vestrum dentre vós
dat. nobis a nós vobis a vós (vos) sibi a si
acus. nos nos vos vos se se
abl. a nobis de nós a vobis de vós a se de si
Note:
mecum - comigo tecum - contigo secum - consigo
nobiscum - conosco vobiscum - convosco secum - consigo
PRONOMES POSSESSIVOS
Os possessivos latinos seguem a declinação de bonus, a, um, ou Pulcher, ra, rum. Portanto,
possuem três gêneros e dois números.

Pronomes possessivos
Masc. Fem. Neutro Tradução
meus mea meum meu
tuus tua tuum teu
suus sua suum seu
noster nostra nostrum nosso
vester vestra vestrum vosso
suus sua suum seu
Declinação:
Meus, mea, meum declina-se normalmente. Note que só há uma diferença no vocativo
de meus que se faz mi, embora que, raramente, se encontre meus em alguns textos.

Singular meus, mea, meum


Masc. Fem. Neutro Modo
meus mea meum nominativo
mi mea meum vocativo
mei meae mei genitivo
meo meae meo dativo
meo mea meo ablativo
meum meam meum acusativo

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Plural meus, mea, meum
Masc. Fem. Neutro Modo
mei meae mea nominativo
mei meae mea vocativo
meorum mearum meorum genitivo
meis meis meis dativo
meis meis meis ablativo
meos meas mea acusativo
DO USO E REGRAS:
1. Tuus, tua, tuum e suus, sua, suum seguem, do princípio ao fim, o
paradigmabonus, a, um – não têm vocativo;
2. Noster, ra, rum e vester, ra, rum seguem a declinação de pulcher, ra, rum;
3. Suus, a, um serve para o singular e o plural;
4. Nostri e vestri – de nós, de vós – são genitivos
pessoais; nostri e vestri também são genitivo singular e nominativo plural dos
possessivos e NÃO DEVEM SER CONFUNDIDOS;
5. O mesmo vale para tui (genitivo de tu) e tui (de tuus, a, um), sui (genitivo da
3ª pessoa) e sui (de suus, a, um);
6. De noster vem o adjetivo nostras, atis – de nosso país; e vestras, atis de
vosso país.
7. Nas frases latinas os possessivos só se empregam para reforço da ideia que
se expressa e normalmente aparecem depois do substantivo. Muitas vezes, na
tradução, esse reforço tem que ser reforçado para a clareza do que se diz: manu suas
– com sua própria mão.
PRONOMES DEMONSTRATIVOS

Em português, os demonstrativos são: este, esse, aquele. Sua variações em gênero: esta,
essa, aquela para o feminino; e para o neutro, raríssimo em nossa língua, isto, isso, aquilo.Em
latim, além dos correspondentes ao do português, temos outros que passaremos a
estudar.Hic, haec, hoc (este, esta, isto)

SINGULAR PLURAL
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. hic haec hoc hi hae haec
Voc. - - - - - -
Gen. hujus hujus hujus horum harum horum
Dat. huic huic huic his his his
Abl. hoc hac hoc his his his
Acus. hunc hanc hoc hos has haec

Iste, ista, istud (esse, essa, isso)


SINGULAR PLURAL
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. iste ista istud isti istae ista
Voc. - - - - - -
Gen. istius istius istius istorum istarum istorum
Dat. isti isti isti istis istis istis
Abl. isto ista isto istis istis istis
Acus. istum istam istud istos istas ista

Ille, illa, illud (aquele, aquela, aquilo)


SINGULAR PLURAL

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. ille illa illud illi illae illa
Voc. - - - - - -
Gen. illius illius illius illorum illarum illorum
Dat. illi illi illi illis illis illis
Abl. illo illa illo illis illis illis
Acus. illum illam ilud illos illas illa

DO USO E REGRAS

1. Hic e iste empregam-se, indiferentemente, para indicar um objeto que se


mostra;
2. Em geral, o nominativo neutro plural dos demonstrativos é igual ao nominativo
feminino singular: haec, ista, illa, ea, ipsa.

Is, ea, id (ele – este; ela – esta; o – a coisa, isto, isso, aquilo)
SINGULAR PLURAL
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. is ea id ii ou ei eae ea
Voc. - - - - - -
Gen. ejus ejus ejus eorum earum eorum
Dat. ei ei ei iis ou eis iis ou eis iis ou eis
Abl. eo ea eo iis ou eis iis ou eis iis ou eis
Acus. eum eam id eos eas ea
DO USO E REGRAS
1. Sabemos que a terceira pessoa não possui nominativo. Usamos para tal os demonstrativos is,
ea, id. O id serve para traduzir o “o” em construções feitas desta maneira: não tenho o que me
pede; não compreendi o que me disse; não sei o que ele quer; Não o fiz por gosto;
2. O pronome português “o” (objeto direto) corresponde ora ao acusativo masculino, ora
ao acusativo neutro: eu o matarei → eum occidam; não o farei (eu não farei isto) → hoc non
agam (neutro);
3. Devemos usar, por clareza, quando o demonstrativo tiver uma só forma para os três
gêneros, a palavra res junto a ele. Disto → hujus rei; a isto (a esta coisa) →huic rei; a isto (a
estas coisas) → iis rebus.
4. Ao se acrescentar a terminação dem aos pronomes is, ea, id ficamos com idem,
eadem, idem → ele mesmo (este mesmo, um mesmo); ela mesma (esta mesma, uma
mesma), isto mesmo, isso mesmo, aquilo mesmo):

SINGULAR PLURAL
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. idem eadem idem iidem eaedem eadem
Voc. - - - - - -
Gen. ejusde ejusde ejusde eorundem earundem eorundem
m m m
Dat. eidem eidem eidem iisdem oueisde iisdem oueisde iisdem oueisde
m m m
Abl. eodem eadem eodem iisdem oueisde iisdem oueisde iisdem oueisde
m m m
Acus eundem eandem idem eosdem easdem eadem
.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
5. O demonstrativo ipse, ipsa, ipsum (mesmo, próprio) se emprega para reforçar ou
identificar outros demonstrativos, pronome pessoal ou termos da oração e assim se declina:
SINGULAR PLURAL
Caso M. F. N. M. F. N.
Nom. ipse ipsum ipsi ipsae ipsa
Voc. - - - - - -
Gen. ipsius ipsius ipsius ipsorum ipsaram ipsorum
Dat. ipsi ipsi ipsi ipsis ipsis ipsis
Abl. ipso ipsa ipso ipsis ipsis ipsis
Acus. ipsum ipsam ipsum ipsos ipsas ipsa

6. Observe: illi ipsi dii → aqueles mesmos deuses; ego ipse → eu mesmo; tu mesmo → tu
ipse; eo ipso die → neste mesmo dia; ab ipsis corruptos → corrompidos por eles
mesmos; interimere se ipsum → matar-se a si próprio;
7. Observe ainda: há diferenças no emprego das formas ipse (reforçativo) e idem (que
identifica): idem rex → o mesmo rei; ipse rex → o próprio rei ou até o rei; ipsa virtus
contemnitur → a própria virtude é desprezada; easdem virtutes possideo quas Petrus →
possuo as mesmas virtudes que Pedro.

PRONOME RELATIVO

É a palavra que consta de uma oração mas se refere a termo de outra. Em português, os
relativos são: O “qual”, os “quais”, a “qual”, as “quais”; Cujo, cujos, cuja, cujas

QUAL – relativo normalmente precedido de “o”, que relaciona termos iguais. O antecedente é
idêntico ao consequente (quase sempre omitido). Ex: O homem, o qual (homem) eu vi; Os
negócios dos quais (negócios) eu te falei.
O relativo “qual” é pouco usado, geralmente se usa “que”, na função de pronome.
O homem que eu vi. que → pronome
O homem, o qual eu vi. o → artigo qual → adjetivo (modifica o substantivo homem).
CUJO – É fácil verificar que estudantes, e até mesmo escritores, não sabem usar bem os
pronomes relativos. Geralmente suas redações aparecem cheias de que. É o caso deste
relativo, cujo, praticamente em desuso na língua portuguesa por desconhecimento de uso.
Esse pronome nunca liga termos idênticos e indica posse. Exemplos:
Devemos socorrer João, cuja casa se incendiou. (a casa do qual); A mala, cuja a chave se
perdeu, não será usada (a chave da qual); A parede, cuja pintura estragou, deve ser enfeitada
(a pintura da qual). Logo, o relativo cujo liga sempre termos diferentes, sendo que o
antecedente tem a posse do consequente.
Assim, o cujo tem que:
1. possuir antecedente diferente do conseqüente;
2. pode se converter em do qual, da qual, dos quais, das quais;
3. indicar posse.

São construções corretas, porém em desuso no português, não sei cujo é este livro; Cuja é
esta casa? – empregadas normalmente em latim.
Cuidados com emprego de cujo:
1. Cujo exige preposição quando o verbo pedi-la:
a) O homem em cuja casa estivemos. (se estivemos, estivemos em);
b) A moça de cuja casa eu vim. (venho de algum lugar);
c) A pessoa cuja a casa fui. (fui a).

2. Cujo não exige preposição quando também não exigi-la:


a) O homem cujo filho conheço. (conhecer – Verbo Transitivo Direto).
b) O papel, cujo bordados dobrei (dobrar – VTD).

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Estudo do que:

Quando seguido de “que”, o demonstrativo “o” substitui as formas neutras, isto, isso e aquilo:
a) Não tenho o que me pedes (isto que, a coisa que).
b) Não compreendi o que disse o professor. (aquilo que disse).

Na forma o que, temos dois demonstrativos:

O período “Não sei o que dizes” pode ser dividido em duas partes em conformidade com os
verbos. O “o” é objeto direto de sei e o “que” é objeto direto de dizes. Observe outros
exemplos:
1. “Não sei o de que necessitas”; ou “Não sei do que necessitas”.
o → objeto direto de saber. de que → objeto indireto de necessitar.
2. “Sabemos o de que precisamos”; ou “Sabemos do que precisamos”. o → objeto direto de
saber. de que → objeto indireto de precisar.
3. Este caminho não é o por que passamos ontem. o → predicativo. por que → adj. adv. De
lugar.

QUE → o pronome relativo que sempre abre uma oração e funciona como sujeito ou
complemento do verbo dessa oração.
“O homem que eu vi morreu” eu → sujeito vi → verbo que (o qual) → objeto direto de vi.
“O homem que nos convidou” nos – objeto direto de convidou. que (o qual) – sujeito de
convidou.
“A carta de que depende meu destino chegou” de que → objeto indireto de depende. meu
destino → sujeito de depende.

QUEM – este relativo que só pode se referir a pessoa equivale a dois pronomes: o que, ou
aquele que. Deve ser desdobrado para o estudo do latim:

“Eu amo aquele que me ama” aquele → objeto direto de amo. que → sujeito de ama.
Então: “Eu amo quem me ama” quem → dupla função, objeto direto de amo e sujeito de ama.

Premiamos aquele a que couber melhor nota. aquele → objeto direto. a que → objeto indireto.

RELATIVOS EM LATIM
Qui, quae, quod – o qual (quem), a qual (quem), que
Singular Plural
CASO M. F. N. M. F. N
NOM. qui quae quod qui quae quae
GEN. cujus cujus cujus quorum quarum quorum
DAT. cui cui cui quibus quibus quibus
ABL. quo qua quo quibus quibus quibus
AC. quem quam quod quos quas quae

Do uso e regras:

1. com a preposição de companhia cum: Quocum, quacum et quibuscum.


2. O relativo concorda com o antecedente em gênero e número, mas a concordância com o
caso depende da função sintática.Exemplos:

a) O homem que eu vi morreu.


Gênero – masculino.
Número – singular.
Caso – acusativo (objeto direto).
Portanto em latim: quem.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

O homem que me viu morreu.


Gênero – masculino.
Número – singular.
Caso – nominativo (sujeito de viu).
Portanto, em latim: qui.

Conheço soldados cuja coragem espanta.


Gênero – masculino.
Número – plural.
Caso – genitivo.
Portanto, em latim – quorum.

As alunas que premiei estudam muito.


Gênero – feminino.
Número – plural.
Caso – acusativo (as quais, objeto direto).
Portanto, em latim: quas.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE
No português a concordância se dá com o consequente e no latim com o antecedente.
Milites quorum virtus. (quorum concorda com milites, antecedentede)
Soldados cuja coragem. (cuja concorda com coragem, consequente)

PRONOMES INTERROGATIVOS
Em português são que, quem, qual, e quanto ao participarem de orações interrogativas.
Em latim quis é o principal pronome interrogativo.

Quis? (ou qui?), quae?, quid? (ou quod?)


Singular Plural
CASO M. F. N. M. F. N
NOM. quis quae quid qui quae quae
(qui) (quod)
GEN. cujus cujus cujus quorum quarum quorum
DAT. cui cui cui quibus quibus quibus
ABL. quo qua quo quibus quibus quibus
AC. quem quam quid quos quas quae
(quod)

DO USO E REGRAS
Pronomes adjetivos e pronomes substantivos – os possessivos, como todos os pronomes,
são pronomes adjetivos quando acompanham substantivo; são substantivos quando fazem as
vezes de substantivo.

“De que cor é teu chapéu?”


Teu acompanha o substantivo chapéu; logo, teu é pronome adjetivo.
“O meu é branco.”
Meu substitui o substantivo chapéu; logo, meu é pronome substantivo.
Em certos idiomas essa diferença de função determina diferença de forma. É o caso do inglês:
“O meu livro.”
Meu acompanha o substantivo livro; logo, é adjetivo → my.
“Este livro é meu.”
(O) meu é substantito → mine.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
No latim:

Quis (nom. sing. masc.) → substantivo → Quis est ille? (quem é este homem?)
Qui → adjeitvo → Qui est homo ille? (Que homem é esse?).

Quid (nom. ou ac. sing. neutro) → substantivo → Quid est? (que há?; que coisa há?)
Quod → quando vier expresso o substantivo neutro → adjetivo → Quod flumen? (Que rio?) →
Note que o pronome quod está substituindo um adjetivo, que é a palavra que vai dar qualidade
ao rio.

Usa-se res, rei (coisa) para identificar o neutro → cujus rei (de que coisa?; de quê?).
Assim, qua re (ablativo) significa “por que coisa?” ou “por que motivo?” → quando juntas, fica
“quare” (por quê?).

O ablativo singular pode aparecer com a forma qui e indica como, ou de que modo?
→Qui fit? (que se passa?); qui factum est? (que ou como aconteceu?); Qui possum?(como
posso?).

Esses interrogativos podem vir acompanhados de nam (pois, portanto); Quisnam?(Quem,


pois?); cujusnam est culpa? (de quem, portanto, é a culpa?).

Qualis, e → declina-se como fortis, e – Qual? De que espécie? De que natureza? –


Qualis victus? (Que espécie de alimento? Qual alimento?).
Quando o nosso qual equivale a quem, traduz-se por quis, quae. Quem de vós fará
isto? Quis vestrum hoc faciet?

Quantus, a um → que tamanho?; quão grande?: Quanta urbs? (De que tamanho é a cidade?).

Quotus, a, um → que número? Quanto? – sempre no singular: Quotus orator est?(quantos


oradores há?); Quota hora est? (que hora é?).

Quot → indeclinável – Quantos? – emprega-se com o valor de plural → Quot homines


sunt? (quantos homens são?).

Uter → se emprega quando se fala de dois indivíduos (qual dos dois?) → Uter nostrum
popularis est? (Qual de nós dois é popular?).

Ulter? Ultra? Ultrum?


Singular Plural
CASO M. F. N. M. F. N
NOM. uter utra utrum utri utrae utra
GEN. utrius utrius utrius utrorum utrarum utrorum
DAT. utri utri utri utris utris utris
ABL. utro utro utro utris utris utris
AC. utrum utram utrum utros utras utra

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

PRONOMES INDEFINIDOS

São pronomes que não definem com precisão o substantivo ou o adjetivo que
modificam. Podem ser divididos em derivados do relativo e dos interrogativos; do interrogativo
quis ou qui; negativos; e os que significam o outro.

Dervidados do relativo e de interrogativos

Quicumque, quaecumque, quodcumque – qualquer ou todo homem que, qualquer ou toda


mulher que, qualquer ou toda a coisa que (seja quem for que, o que for que). Declina-se
apenas a primeira parte: qui, quae, quod.
Assim: quibusque, quarumcumque etc. Não se usa quidcumque.

Qualicumque, qualecumque – de qualquer naturez que: Qualecumque id est ou Quale id


cumque est, seja o que for.

Quantuscumque, quantacumque, quantumcumque – quão grande que seja, por maior que
seja, tão grande possa ser: quantocumque pretio, por qualquer preço, por maior que seja o
preço.

Quantuluscumque, quantulacumque, quantulumcumque – por menor que seja, ainda que


muito pequeno.

Quotcumque ou quotquot (indeclináveis) – todos os que, quantos forem.

Utercumque, utracumque, utrum com que – qualquer dos dois que, qualquer das duas que,
qualquer das duas coisas que (seja qualquer dos dois, seja qual for dos dois).

Quisquis – quem quer que (nominativo, masculino, singular); quidquid – tudo o que, qualquer
coisa que (nominativo e acusativo, singular, neutro). Só usados nesses casos.

IMPORTANTE – OS INDEFINDOS EXIGEM O VERBO NO INDICATIVO E NÃO NO


SUBJUNTIVO COMO É EM PORTUGUÊS.
Quem quer que sejas → Quisquis es.

Derivados do interrogativo quis ou qui

Aliquis, aliqua, aliquid ou aliquod – algum, alguma, alguma coisa (ou alguém, algo). O
nominativo feminino singular e as formas iguais do neutro plural terminam em a; no mais a
declinação segue o interrogativo, permanecendo invariável o prefixo ali: alicujus, aliquibus,
aliquos, aliquem, alicui etc.
Aliquid é pronome substantivo indefinido: cognoscere aliquid, conhecer alguma coisa, saber
algo. Aliquod é pronome adjetivo indefinido: aliquod flumen cognoscere, conhecer algum
rio. Aliquot é forma indeclinável plural, geralmente seguida de substantivo: Aliquot annis, em
alguns anos.

Quisque, quaeque, quidque (ou quodque) – cada um, cada qual, cada: Pro se quisque→
cada um por si.

Unusquisque, unaquaeque, unumquidque (ou unumquodque) – cada um, cada qual, cada.
O unus e o quis se declinam; genitivo uniuscujusque etc.

Quisquam, quaequam, quidquam (ou quodquam) – alguém, algum, seja quem for, quem
quer que seja, ninguém.

Quispiam, quepiam, quidpiam (ou quippiam) ou quod piam – alguém, algum, um.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

Quidam, quaedam, quiddam – certo, um, algum: Fuit quoddam tempus, houve certo
tempo. Quiddam mali, certo mal.

Quivis, quaevis, quidvis (quodvis): quem quer que queiras, quem quer que seja, seja quem
for, qualquer, todo: Non cuivis homini contigit, não cabe qualquer pessoa.

Quilibet, qualibet, quidlibet (quodlibet) – quem aprouver, quem quer que seja, seja quem for,
qualquer, todo.

Indefinidos negativos

NEMO NIHIL (nada)


(ninguém)
Nom. nemo nihil
Gen. neminis nullius
rei ounihili
Dat. nemini nulli rei
Abl. nullo ou nemine nulla
re ou nihilo
Ac. neminem Nihil

Nemo emprega-se para pessoa. Nihil, neutro, emprega-se para coisas, nada, nenhuma coisa.
Não se diz et nemo, et nihil, et nullus, mas neque quisquam, neque quidquam, neque
ullus.

Indefinidos que significam outros

Alius, ali, aliud - outro, outra, outra o restante (falando-se de vários)


Singular Plural
CASO M. F. N. M. F. N
NOM. alius alia aliud alii aliae alia
GEN. alius alius alius aliorum aliarum aliorum
DAT. alii alii alii aliis aliis aliis
ABL. alio alia alio aliis aliis aliis
AC. alium aliam aliud alios alias alia
Alius... alius → um... outro.

Alter, altera, alterum – outro (falando-se de dois). Alter... alter → um... outro.

Alteruter, alterutra, alterutrum – um outro, um dos dois.

Uterque, utraque, utrumque – um e outro: uterque parens, ambos os pais.

Neuter, neutra, neutrum – nem um nem outro, nenhum dos dois. Neutrus partis, nenhum dos
dois partidos.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
PRONOMES CORRELATIVOS

Dos pronomes vistos, vários guardam entre si correspondência quanto à forma e


sentindo. Podem ser combinados: relativo com relativo; relativo demonstrativo etc. Geralmente
pertencem a orações diferentes e com funções sintáticas também diferentes.

Talis... qualis
Tantus... quantus
Tantulus... quantulus
Tot... quot
Is (hic, iste, ille)... qui

Exemplo, no período:

“É coisa justa dar descanso àqueles que trabalham”, temos duas orações. Na primeira,
está o pronome àqueles (is) e na segunda, que (qui). Portanto, são os correlativosis...qui.
Sintaticamente: àqueles é objeto indireto (dativo) da primeira e que é sujeito da segunda
(nominativo).
Então: “Justum est requiem donare iis qui laborant”.
Observe:

Beati sunt ii qui laborant.


ii → nominativo plural masculino;
qui → nominativo plural masculino;
Bem-aventurados são aqueles que trabalham.

Beati sunt ii quibus obtemperamus.


ii → nominativo plural masculino;
quibus → dativo plural masculino.
Bem-aventurados são aqueles a quem obedecemos.

Qualescumque summi viri sunt talem civitatem habemus.


Qualescumque → nominativo plural masculino;
Talem → acusativo singular masculino.
Quais grandes homens existem, tal governo temos.

OBS. Alguns pronomes se elidem na construção com correlativos:


Volo quod Deus vult → quero o que Deus quer.

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
NUMERAIS
O numeral dá ao substantivo a ideia de quantidade, ordenação e multiplicação. Dois cães; vinte
dólares; primeiro colocado, décima primeira corrida; três vezes campeão etc.

NOÇÕES DE ARITMÉTICA ROMANA


Os romanos usavam sete letras maiúsculas do alfabeto para representar os numerais.
Quatro fundamentais: I = 1; X = 10; C = 100; M = 1000
Três intermediárias: V = 5; L = 50; D = 500.
Não usavam símbolo para o zero.

NUMERAIS CARDINAIS - indicam quantidade total


Hindo- Romana Latim
arábica
1 I unus, una, unum
2 II duo, duae, duo
3 III tres, tria
4 IV quatuor ou quattuor
5 V quinque
6 VI sex
7 VII septem
8 VIII octo
9 IX novem
10 X decem
11 XI undecim
12 XII duodecim
13 XIII tredecim
14 XIV quatuordecim
15 XV quindecim
16 XVI se(x)decim ou decem et sex
17 XVII septemdecim ou decem et sepetem
18 XVIII duodeviginti, octodecim, decem et octo
19 XIX undeviginti, novemdecim, decem et novem
20 XX viginti
21 XXI viginti unus, a, um ou unus, a, um et vingiti
22 XXII viginti duo, duae, duo ou duo, duae, duo et viginti.
23 XXIII viginti tres, tria ou tres, tria et viginti
24 XXIV viginti quatuor ou quatuor et viginti
25 XXV viginti quinque ou quinque et viginti
26 XXVI viginti sex ou sex et viginti
27 XXVII viginti septem ou septem et viginti
28 XXVIII duodetriginta
29 XXIX undetriginta
30 XXX triginta
40 XL quadraginta
50 L quinquaginta
60 LX sexaguinta
70 LXX septuaginta
80 LXXX octoginta

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
90 XC nonaginta
100 C centum
101 CI centum unus, a, um ou centum et unus, a, um
102 CII centum duo, duae, duo ou centum et duo, duae, duo
200 CC ducenti, ducentae, ducenta
300 CCC trecenti, ae, a
400 CD quadringenti, ae, a
500 D quingenti, ae, a
600 DC sexcenti, ae, a
700 DCC sepetingenti, ae, a
800 DCCC octingenti, ae, a
900 CM nongenti, ae, a
1000 M mille
1001 MI unus, a, um et mille
1500 MD quingenti, ae, a et mille
2000 MM duo millia
2500 MMD quingenti, ae, a et duo millia
3000 MMM tria millia
10000 (ver decem millia
explicação
acima)
100000 centum millia
500000 quingenta millia
999999 nongenta nonaginta novem millia nogenti ae,a et
nonaginta novem
1000000 (ver multiplicativos)

DO USO E REGRAS

Em português se diz um homem ou uma mulher; em latim, também, o ordinal concorda


com gênero, número e caso com o substantivo. Ao se declinar unus, una, unum tenha como
base bonus, a, um, sem o vocativo e preste atenção no genitivo e no dativo do
singular: unius (gen.); uni (dat.). O plural só se usa com substantivos que só têm plural, ou que
o substantivo plural tenha significado diverso do singular: unae litterae = uma carta; una
castra = um acampamento.
O latim somente emprega unus, a, um quando significa um só. O um em português não
se traduz em latim a não ser que venha acompanhado de só ou somente: Amo a um Deus
= Deum amo; Amo a um só Deus = Unum Deum amo.Na tradução de uni hominesfica os
homens.
Seguem a declinação de unus, a, um (preste atenção no genitivo e dativo
singular!), totus(todo inteiro); solus (só, sozinho); nullus (nenhum, ninguém); ullus (algum, um,
nenhum);nonullus (mais de um); alter (outro, o outro, segundo); ambo (ambos).
Declinam-se os cardinais:
Unus, a, um
Caso Masculino Feminino Neutro
Nominativo unus uma unum
Genitivo unius unius unius
Dativo uni uni uni
Ablativo uno uma uno
Acusativo unum unam unum

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

Duo, duae, duo


Caso Masculino Feminino Neutro
Nominativo duo duae duo
Vocativo duo duae duo
Genitivo duorum duarum duorum
Dativo duobus duabus duobus
Ablativo duobus duabus duobus
Acusativo duos duas duo
Tres, tria
Caso Masc./Fem. Neutro
Nominativo tres tria
Vocativo tres tria
Genitivo trium trium
Dativo tribus tribus
Ablativo tribus tribus
Acusativo tres tria
Em duo, o genitivo masculino encontra-se também na forma contrata duum e acusativo
duos na forma duo.
Os cardinais de quatuor até centum não se declinam.
As formas sedecim, septemdecim, octodecim e novemdecim são equivalentes às
formas:decem et sex, decem et septem, decem et octo, decem et novem, que deram origem às
formas em português, dezesseis, dezessete...
Nas duas últimas dezenas prefira a forma:
18 = dois (tirados) de vinte = duodeviginti
19 = um (tirado) de vinte = undeviginti
28 = dois tirados de trinta = duodetriginta.
29 = um tirado de trinta = undetriginta.
Duas formas há para 21, 22...99.
25 – viginti quinque ou quinque et viginti

Procure não colocar unus perto do substantivo:


Vinte e um homens → homines viginti unus ou unus et viginti homines.
Para dizer “vinte e uma rosas” → una viginti rosae (feminino exige una).
Para dizer “vinte e um exércitos” → unum viginti bella (neutro exige unum – bellum, i no
singular significa guerra, combate, batalha e no plural exércitos).
De 100 a 999 o número menor vem depois do maior → centum unus ou centum et
unus;centum octoginta ou centum et octoginta.
As centenas de 200 a 900 são declináveis como o plural boni, bonae, bona, podendo o
genitivo ter as formas em orum ou um: ducentorum, ducentum.
Sexcenti era utilizado pelos latinos parta também indicar quantidade incontável (em
nossa linguagem informal, algo como “trocentos”).
De 1000 para cima, quase sempre o menor vem antes, ligado com et; quinque et
Mille(1005); viginti et tria millia (3020); centum et duo millia (2100).
O cardinal mille é indeclinável: Mille milites, cum mille et quadrigentis militibus; mas possui
plural que é neutro e declinável:

Nominativo unum et viginti millia


genitivo unius et viginti millium
Dativo uni et viginti millibus
Ablativo uno et viginti millibus
Acusativo unum et viginti millia

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
O plural millia exige o substantivo no genitivo plural como se correspondesse em português a
milheiro:

Nominativo duo millia militum


genitivo duorum millium militum
Dativo duobus millibus militum
Ablativo duobus millibus militum
Acusativo duo millia militum
Quando o substantivo não vier diretamente unido a millia, ele assume o caso exigido
pela função na frase:
Milites duo millia quingenti ou duo millia quingenti milites.
Militibus duobus millibus quigentis ou duobus millibus quingentis militibus.
No caso de números completos, milhar, centena, dezena, o maior precede os menores:
3183 = tria millia centum (et) octoginta sex.
ORDINAIS - Como o próprio nome sugere, são numerais que ordenam série de coisas.
1º primeiro primus, a, um
2º segundo secundus, a, um (alter, era, erum)
3º terceiro tertius, a, um
4º quarto quartus, a, um
5º quinto quintus, a, um
6º sexto sextus, a, um
7º sétimo septimus, a, um
8º oitavo octavus, a, um
9º nono nonus, a, um
10º décimo decimus, a, um
11º décimo primeiro undecimus, a, um
12º décimo segundo duodecimus, a, um
13º décimo terceiro tertius decimus (terdecimus)
18º décimo oitavo duodevicesimus (octavus decimus)
19º décimo nono undevicesimus (nonus decimus)
20º vigésimo vicesimus
21º vigésimo primeiro unus et vicesimus (vicesimus primus)
22º vigésimo segundo alter et vicesimus (vicesimus alter)
23º vigésimo terceiro tertius et vicesimus (vicesimus tertius)
28º vigésimo oitavo duodetricesimus
29º vigésimo nono undetricesimus
30º trigésimo tricesimus
40º quadragésimo quadragesimus
50º qüinquagésimo quinquagesimus
60º sexagésimo sexagesimus
70º setuagésimo septuagesimus
80º octogésimo octogesimus
90º nonagésimo nonagesimus
100º centésimo centesimus
101º centésimo primeiro centesimus et primus
102º centésimo segundo centesimus alter
200º ducentésimo ducentesimus
300º trecentésimo trecentesimus
400º quadricentésimo quadringentesimus
500º qüingentésimo quingentesimus
600º sexcentésimo sexcentisimus
700º sepcentingentésimo septingentesimus
800º octingentésimo octingentesimus
900 º nongentésimo nongentesimus
1000º milésimo millesimus

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
1001º milésimo primeiro millesimus primus
2000º segundo milésimo (ver multiplicativos)
Os ordinais se declinam regularmente como bonus, a, um.
Tratando-se de mais de dois elementos emprega-se primus. Dois elementos somente,
se emprega prior (declina-se como os comparativos).
O mesmo ocorre com secundus. Usa-se alter (o outro) quando se tratar de dois
elementos apenas.
Nos ordinais em que se usa “primeiro”, no latim usa-se também as forma unus
et. Assim,unus et quinquagesimus (51º).
Nos que entram “segundo”, o latim usa alter. Assim, anteposto com et, alter et
quinquagesimus ou posoposto, sem et, quinquagesimus alter.
Escrevem-se nonagesimus nonus ou nonus et nonagesimus.
Do 101º ao 999º escreve-se quase sempre com o maior precedendo o menor, com ou
sem et: nonogentesimus (et) nonagesimus nonus. Do 1001 em diante se escreve o maior
precede o menor, sempre sem et: millesimus nongentesimus quadragesimus tertius (1943º).
FATORES MULTIPLICATIVOS DISTRIBUTIVOS
1 semel singuli (uni)
2 bis bini
3 ter terni (trini)
4 quater quaterni
5 quinquies quini
6 sexies seni
7 septies septeni
8 octies octoni
9 novies noveni
10 decies deni
11 undecies undeni
12 duodecies duodeni
13 terdecies (tredecies) terni deni
14 quatuordecies (quater decies) quaterni deni
15 quindecies (quinquies decies) quini deni
16 sedecies (sexies decies) seni deni
17 sepetiesdecies septeni deni
18 duodevicies (octies decies) octoni deni (duodeviceni)
19 undevicies (novies decies) noveni deni (undeviceni)
20 vicies viceni
21 vicies semel viceni singuli
22 vicies bis viceni bini
30 tricies triceni
40 quadragies quadrageni
50 quinquagies quinquageni
60 sexagies sexageni
70 septuagies septuageni
80 octogies octogeni
90 nonagies nonageni
100 centies centeni
101 centies semel centeni singuli
200 ducenties duceni
300 trecenties treceni
400 quadrigenties quadringeni
500 quingenties quingeni
600 sexcenties sexceni
700 sepetingenties septingeni
800 octingenties octingeni
900 nongenties nongeni

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
1000 millies singula millia
2000 bis millies bina millia
10000 decies millies dena millia
100000 centies millies centena millia
500000 quinguenties millies quingena millia
1000000 decies centies millies decies centena millia

DO USO E REGRAS
Os multiplicativos até 19 rebem antes o número menor, sem et, ou quinquies
decies ouquindecies.
Nos distributivos em que há centena, o número maior vem antes, ligado ao menor sem et:
centeni quadrageni quini.
Certos cardinais se formam com a ajuda do multiplicativo. Um milhão em latim se diz
dez vezes 100 mil: decies centena millia. Dois milhões fica vicies centena millia.
Os ordinais também se utilizam dos multiplicativos:
2000º = bis millesimus
3000º = ter millesimus
100000 = centies millesimus
200000 = ducenties millesimus

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

VERBOS
Vozes (genera)
Pater amat filium – O pai ama o filho – o pai (sujeito) exerce a ação (a de amar), ativa;
Filius amatur a patre – O filho é amado pelo pai – O filho (sujeito) sofre a ação, a de ser
amado, passiva.
Portanto, o verbo tem duas formas de ação (vozes do verbo ou genera verbi): ativa epassiva.

Tempos (tempora)
Agora (presente – praesens)
Laudat – ele louva.
Antigamente (passado)
Laudabat – ele louvava;
Laudavit – ele louvou;
Laudaverat – ele louvara.

O latim tem três formas para o passado:


a) Imperfectum (pretérito imperfeito)
b) Perfectum (pretérito perfeito)
c) Plusquamperfectum (pretérito mais-que-perfeito)

Mais tarde (futuro – futurum)


Laudabit – ele louvará;
Laudaverit – ele terá louvado.

Em latim temos dois tipos de futuro:


a) Futurum I (futuro absoluto)
b) Futurum II ou futurum exactum (futuro relativo)
Em latim o verbo tem seis tempos:
a) Três formados pelo tema lauda- (presente, imperfeito e futuro I);
b) E três formados pelo tema laudav- (perfeito, mais-que-perfeito, futuro II).

Modos (modi)
Em latim temos três modos finitos (pessoais); o infinitivo é forma verbal e não modo :
Indicativus (indicativo)
Caesar patriam conservat – César salva a pátria (fato real);
Caesar patriam conservavit – César salvou a pátria (fato real).

Coniunctivus (conjuntivo, subjuntivo)


Caesar patriam conservet – César salve a pátria (desejo);
Caesar patriam conservaret – César salvaria a pátria (fato irreal).

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Imperativus (imperativo)
Ora et labora! – Reza e trabalha! (ordem).

Além das formas pessoais do verbo (verbum finitum), temos formas impessoais (verbum
infinitum):

a) Infinitivus – laudare (louvar);


b) Participium – laudans (louvando);
c) Gerundium – laudandi (do louvar);
d) Supinum – laudatu (para ser louvado); laudatum (para louvar);
e) Gerundivum – laudandus (que deve ser louvado).

Número e pessoas (numeri et personae)


laudo Eu louvo
laudas Tu louvas
laudat Ele louva
laudamus Nós louvamos
laudatis Vós louvais
laudant Eles louvam
O verbo tem dois números: singular e plural
O verbo tem três pessoas.

1ª CONJUGAÇÃO ATIVA E PASSIVA – PRIMEIRAS


NOÇÕES
PORTUGUÊS LATIM Formas do indicativo presente (radical +
am-ar am-are desinência)
PORTUGUÊS LATIM
am-o am-o
am-as am-as
am-a am-at
am-amos am-amus
am-ais am-atis
am-am am-ant

Ou ainda, destacando radical, vogal característica e terminações:


am o
am a s
am a t
am a mus
am a tis
am a nt

Na voz passiva, quando o sujeito sofre a ação:


am o r sou amado
am a ris és amado
am a tur é amado

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
am a mur somos amados
am a mini sois amados
am a ntur são amados

Imperfeito na voz ativa:


am a ba m amava
am a ba s amavas
am a ba t amava
am a ba mus amávamos
am a ba tis amáveis
am a ba nt amavam

Futuro ativo
am a bo amarei
am a bi s amarás
am a bi t amará
am a bi mus amaremos
am a bi tis amareis
am a bu nt amarão

Futuro passivo

am a bo r Serei amado

am a be ris Serás amado


am a bi tur Será amado
am a bi mur Seremos amados
am a bi mini Sereis amados
am a bu ntur Serão amados

SEGUNDA CONJUGAÇÃO ATIVA E PASSIVA (NOÇÕES)


São da segunda conjugação (com raríssimas exceções) os verbos que têm a terminaçãoeo na
primeira pessoa do indicativo presente. O infinitivo desses verbos se faz com ere.
Exemplos:
deleo → delere
moneo→ monere
impleo → implere
habeo → habere

A conjugação dá-se da mesma forma da primeira conjugação ao se trocar a vogal a por e nos
tempos e pessoas.
Exemplo, verbo deleo, delere destruir, apagar → pronuncia-se /déleo/ e /delére/.
Presente do indicativo ativo
del eo destruo
del e s destróis
del e t destrói

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
del e mus destruímos

del e tis destruíeis


del e nt destroem

Presente do indicativo passivo del e ba m destruía


del eo r Sou destruído del e ba s destruías
del e ris És destruído del e ba t destruía
del e tur É destruído del e ba mus destruíamos
del e mur Somos destruídos del e ba tis destruíeis
del e ba nt destruíam
del e mini Sois destruídos
del e ntur São destruídos
Imperfeito do indicativo ativo
Imperfeito do indicativo passivo Futuro ativo
del e ba r Era destruído del e bo destruirei
del e ba ris Eras destruído del e bi s destruirás
del e bi t destruirá
del e ba tur Era destruído
del e bi mus destruiremos
del e ba mur Éramos destruídos del e bi tis destruirás
del e ba mini Éreis destruídos del e bu nt destruirão

del e ba ntur Eram destruídos

Futuro passivo
del e bo r Serei destruído

del e be ris Serás destruído


del e bi tur Será destruído
del e bi mur Seremos destruídos
del e bi mini Sereis destruídos
del e bu ntur Serão destruídos

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

TERCEIRA CONJUGAÇÃO ATIVA E PASSIVA


Esses verbos também terminam em ere (breve).
Têm a primeira pessoa do indicativo presente em is.
Exemplos: Prohibere → prohibes → segunda
Infinitivo → 2ª p. ind. → conjugação
Legere → legis → terceira
Infinitivo → 2ª p. ind. → conjugação
PRESENTE DO INDICATIVO
Verbo lego, legere (ler)
Presente do indicativo (leio) Passivo – (sou lido)
leg o leg - or
leg i s leg e ris
leg i t leg i tur
leg i mus leg i mur
leg i tis leg i mini
leg i nt leg u ntur

PRETÉRITO IMPERFEITO
Ativo (lia) Passivo – era lido
leg e ba m leg e ba r
leg e ba s leg e ba ris
leg e ba t leg e ba tur
leg e ba mus leg e ba mur
leg e ba tis leg e ba mini
leg e ba nt leg e ba ntur
FUTURO IMPERFEITO
Ativo - lerei Passivo - serei lido
leg a m leg a r
leg e s leg e ris
leg e t leg e tur
leg e mus leg e mur
leg e tis leg e mini
leg e nt leg e ntur
QUARTA CONJUGAÇÃO ATIVA E PASSIVA
Verbo audio – audire (ouvir)
Presente do indicativo
Ativo - ouço Passivo – sou ouvido
aud i o aud i or
aud i s aud i ris
aud i t aud i tur
aud i mus aud i mur
aud i tis aud i mini
aud i unt aud i untur

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com
Pretérito imperfeito do indicativo
Ativo – ouvia Passivo – era ouvido
aud i e ba m aud i e ba r
aud i e ba s aud i e ba ris
aud i e ba t aud i e ba tur
aud i e ba mus aud i e ba mur
aud i e ba tis aud i e ba mini
aud i e ba nt aud i e ba ntur

Futuro imperfeito
Ativo - ouvirei Passivo – serei ouvido
aud i a m aud i a r
aud i e s aud i e ris
aud i e t aud i e tur
aud i e mus aud i e mur
aud i e tis aud i e mini
aud i e nt aud i e ntur

O VERBO AUXILIAR ESSE (SER)


INDICATIVUS CONIUNCTIVUS
Praesens
sum eu sou sim eu seja
es sis
est sit
sumus simus
estis sitis
sunt sint
Imperfectum
eram eu era essem eu fosse/ eu seria
eras esses
erat esset
eramus essemus
eratis essetis
erant essent
Futurum
ero eu serei
eris
erit
erimus
eritis
erunt
Imperativus
Praesens Futurum
es sê esto sê
este sede esto seja ele
estote sede
sunto sejam eles

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html
Monitora: Dayana Assis
Email: dayana.dias.assis@gmail.com

Perfectum
fui eu fui/tenho sido fuerim eu tenha sido
fuisti fueris
fuit fuerit
fuimus fuerimus
fuistis fueritis
fuerunt fuerint
Plusquamperfectum
fueram eu fui/tenho sido fuissem eu tivesse sido/teria
sido
fueras fuisses
fuerat fuisset
fueramus fuissemus
fueratis fuissetis
fuerant fuissent
Futurum exactum
fuero eu terei sido/tiver
sido
fueris
fuerit
fuerimus
fueritis
fuerint
IFINITIVUS PARTICIPIUM
Praesens esse ser Praesens (não
existe)
Perfectum fuisse ter sido Perfectum (não
existe)
Futurum – Futurum
futurum, am, um, Futurus, a, um Que será, futuro
esse haver de ser
futuros, as, a,
esse ou fore

http://auladelatim.blogspot.com.br/p/declinacoes-resumo.html