Você está na página 1de 2

“No começo da história do homem, a configuração territorial é simplesmente o conjunto dos complexos

naturais. À medida que a história vai fazendo-se, a configuração territorial é dada pelas obras dos homens:
estradas, plantações, casas, depósitos, portos, fábricas, cidades etc; verdadeiras próteses. Cria-se uma
configuração territorial que é cada vez mais o resultado de uma produção histórica e tende a uma negação da
natureza natural, substituindo-a por uma natureza inteiramente humanizada”.
(SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo; Razão e Emoção. 4ª ed. São Paulo: EdUSP,
2006. p.39.)
Sobre a produção e transformação do espaço, assinale a alternativa correta:
a) O espaço das sociedades é construído a partir de elementos da natureza em sua forma pura.
b) Os diferentes lugares e regiões no mundo capitalista não se diferem muito uns dos outros, pois a produção
do espaço é relativamente homogênea e igualitária.
c) Podemos dizer que “produção do espaço” significa a construção pelo homem de seu próprio ambiente.
d) As técnicas de produção pouco interferem na formação do espaço das sociedades.
e) O espaço geográfico social, atualmente, resume-se à construção das cidades e moradias.

2- Assinale, entre as alternativas abaixo, aquela que não representa um elemento constitutivo ou
participativo da produção do espaço econômico:
a) Urbanização
b) Industrialização
c) Mecanização do campo
d) Extrativismo mineral e vegetal
e) Delimitação de Unidades de Conservação.

3- (UNIFENAS) A organização do espaço geográfico brasileiro após a industrialização sofreu mudanças


profundas. Seria errado afirmar:

a) grande concentração de atividades e decisões no Sudeste, tendo São Paulo como centro polarizador;
b) orientação da economia nacional com aplicação do modelo econômico centro-periferia;
c) maior integração do espaço brasileiro com desenvolvimento da rede de transporte e comunicações
interligando o Sudeste ao resto do país;
d) maior interdependência entre as regiões com a divisão inter-regional do trabalho;
e) produção industrial se desenvolve em função das exportações, devido à inexistência de mercado interno.

4- Sobre o espaço econômico brasileiro, suas características e o processo industrial do Brasil, todas as
alternativas abaixo estão corretas, EXCETO:

a) Dentre os fatores responsáveis pela concentração industrial na região Sudeste, podemos afirmar que a
região foi se organizando como área de atração da população e de capital, tornando-se região concentradora
de riquezas. O mercado consumidor que aí se formou, o desenvolvimento do sistema rodoviário, os recursos
naturais favoráveis e a imigração contribuíram para a concentração industrial nesta região.

b) São Paulo concentra a maior parte da produção industrial do país, cujas raízes encontram-se nas etapas
iniciais do processo da industrialização do Brasil. Mas, nos últimos anos, a participação relativa do Estado
começa a diminuir, o que reflete o início do processo de dispersão industrial espacial, no país.

c) O processo industrial brasileiro se firmou nos anos 70, os anos do “milagre brasileiro”, baseado em um
tripé, representado pela forte participação do capital estatal, pelos grandes conglomerados transnacionais e
um mercado consumidor em ascensão.

d) Uma das características do processo industrial atual do Brasil, corresponde à forte dispersão financeira
das empresas e à grande concentração espacial.

5- (Mackenzie) Constituíram importantes fatores para o sucesso da lavoura canavieira no início da


colonização do Brasil:
a) o domínio espanhol, que possibilitou o crescimento do mercado consumidor interno.
b) o predomínio da mão-de-obra livre com técnicas avançadas.
c) o financiamento, transporte e refinação nas mãos da Holanda e a produção a cargo de Portugal.
d) a expulsão dos holandeses que trouxe a imediata recuperação dos mercados e ascensão econômica dos
senhores de engenho.
e) a estrutura fundiária, baseada na pequena propriedade voltada para o consumo interno.

6- (Unirio) A história econômica e social do Brasil Colonial está pontilhada de crises de abastecimento
que podem ser explicadas por:
a) desvio da produção de alimentos para o consumo das tropas e abastecimento do Oriente.
b) maior atenção e investimento nos setores extrativos da economia colonial, durante o primeiro século da
colonização.
c) predominância dos setores voltados para a produção de exportação.
d) baixa produtividade das lavouras indígenas responsáveis pelo abastecimento das cidades.
e) constantes ataques de piratas, que paralisavam a importação de gêneros alimentícios da Europa.

7- Foram três os grandes ciclos que marcaram profundamente a vida econômica do Brasil, sucessivamente,
destacam-se o ciclo do açúcar, o ciclo do ouro e o ciclo do café. Todos esses ciclos dizem respeito a
contextos nos quais os produtos principais possuíam como característica principal serem produtos de baixo
valor agregado; sendo que a atividade cafeeira durante certo tempo:

I) Era especialmente rural e serviu como produto de acumulação de riqueza dos produtores e dos
exportadores de café, gerando formação de renda para o país o Brasil.

II) Tinha comercialização in natura e não gerava maior agregação de valores, entretanto, era um produto
cuja maior geração de renda era para os proprietários da sua produção.

III) A atividade cafeeira gerou fortunas e a sociedade industrial se beneficiou com os capitais acumulados
porque tal atividade alavancou o processo de industrialização.

Assinale a alternativa correta:

a) I, II e III são verdadeiras.


b) I, II e III são falsas
c) II é falsa e I e III são verdadeiras
d) I e II são falsas e III é verdadeira
e) I é falsa e II e III são verdadeiras