Você está na página 1de 127

sessão 3

3
A Construção do Designer

ETIC Pedro Albuquerque


sessão 3 A Construção do Designer

a Construção do Designer em três níveis

1 Designer da Forma

2 Designer da Semântica

3 Designer da Estratégia
1
sessão 3 A Construção do Designer

Designer da Forma
Exerce o seu domínio sobre a composição,
seja ela estática, bidimensional, tridimensional,
animada ou interactiva.
Tem a capacidade de configurar a forma,
a textura e a cor com o objectivo de hierarquizar,
simplificar e harmonizar os conteúdos
de uma narrativa visual.
Este nível tem como base científica
a Psicologia da Gestalt.
2
sessão 3 A Construção do Designer

Designer da Semântica
Exerce o seu domínio sobre o significado
do objecto, seja uma peça de comunicação,
uma logo-marca, uma embalagem, um produto
ou um espaço. Está atento aos símbolos que
sociedade gera para ao mesmo tempo perceber
como os descodifica. Tem uma notável capacidade
para estabelecer associações de ideias e gerir
conotações de modo a adoptar a linguagem mais
eficaz para um determinado perfil de destinatário.
Este nível tem como base científica a Semiótica.
3
sessão 3 A Construção do Designer

Designer da Estratégia
Define os objectivos de projecto e o melhor caminho
para os atingir de acordo com as necessidades do cliente.
Por norma, tem uma capacidade criativa acima do comum para
gerar conceitos inovadores com sentido de oportunidade tendo
em vista benefícios efectivos para os consumidores e para
a sociedade em geral. Consequentemente, deverá também ter a
capacidade de seleccionar e dirigir os recursos humanos e técnicos
necessários à implementação com sucesso dos seus conceitos.
É por excelência, um comunicador nato das suas ideias fomentado
o entusiasmo na relação com a sua equipa e na relação com os
seus clientes.
Este nível tem como base científica a estratégias das escolas:
militar, economia, marketing e política.
sessão 3 A Construção do Designer

3 Designer da Estratégia

A palavra estratégia deriva do grego stratēgos,


que, por sua vez deriva de duas palavras:
"stratos" (exército) e "ago" (liderança).

A estratégia têm a sua origem no tratado militar chinês


denominado "A Arte da Guerra",
escrito por Sun Tzu no séc. VI A.C.
sessão 3 A Construção do Designer

Sun Tzu foi o primeiro a reconhecer


a importância de se assumir
antecipadamente um determinado
comportamento e um determinado
posicionamento.
sessão 3 A Construção do Designer

“to-do list”

estrutura de acção:

imprevisibilidade
vulnerabilidade
adaptabilidade
competitividade
uso dos recursos
uso da inteligência
sessão 3 A Construção do Designer

Os princípios estratégicos Sun Tzu atravessaram


diferentes civilizações e vieram a influenciar,
não só as áreas militares, mas também, a política e a economia.
sessão 3 A Construção do Designer

Napoleão Bonaparte
sessão 3 A Construção do Designer

MacArthur Manila
sessão 3 A Construção do Designer

Guerra do Golfo
sessão 3 A Construção do Designer

Irlanda

Atracção de sedes multinacionais e de “call centers”


através de benefícios fiscais efectivos

Reforço da relação histórica com os EUA

Explorar a vantagem da língua - inglês

Forte aposta no sector da educação


sessão 3 A Construção do Designer

É precisamente no contexto económico que nascem as actuais


estratégias de branding, design e marketing.
Nestas áreas a estratégia é assumida como um plano integrado
de acções a médio/longo termo orientado para um objectivo
sessão 3 A Construção do Designer

Não existe um modelo de estratégia igual para todos os casos


de design e de branding. Cada negócio pressupõe uma estrutura
única de acordo com os seus objectivos e ambições.
sessão 3 A Construção do Designer

No entanto, e, apesar da disparidade dos casos,


existem áreas comuns de estratégia a serem equacionadas.
ex. identidade de produto
sessão 3 A Construção do Designer

Estrutura de uma estratégia de marca


sessão 3 A Construção do Designer

Identificação do problema ou desafio


sessão 3 A Construção do Designer

Filosofia
identidade, valores, missão, globalização, posicionamento e diferença
sessão 3 A Construção do Designer

Comunicação
o que comunicar, como comunicar, onde comunicar
sessão 3 A Construção do Designer

Arquitectura
definir todas as versões e todos os suportes de aplicação da marca
sessão 3 A Construção do Designer

Estilo
cores, tipografia, imagem, produtos, ambientes, som, voz, cheiro
sessão 3 A Construção do Designer

Ética e Comportamento
responsabilidade social, proximidade, honestidade, participação e benefícios
sessão 3 A Construção do Designer

A Primeira Estratégia de Todas: “Eu”

“The brand called You”


Tom Peters
sessão 3 A Construção do Designer

Proponho que o primeiro exercício de estratégia de um designer


seja sobre si próprio, com vista a um objectivo pessoal de profissão,
e, porque não, de vida.
sessão 3 A Construção do Designer

A minha filosofia
o que penso, o que quero aprender, o que, onde, e como quero fazer e ser
sessão 3 A Construção do Designer

A minha filosofia
o que, onde, e como quero fazer e ser
sessão 3 A Construção do Designer

A minha filosofia
o que eu não faço

Estive a elaborar uma série de “nãos”.


Não a uma luz complicada,
não a composições em apartamentos,
não a poses de sedução ou narrativa.

E o não leva-me ao sim.


Tenho um fundo branco.
Tenho uma pessoa que me interessa
e algo que se passa entre nós.

Richard Avedon 1923 - 2004


Fotógrafo
sessão 3 A Construção do Designer

A minha comunicação
o que comunicar, como comunicar, onde comunicar

projectos de design
experiências de vida
investigação
tese exposições
viagens salas de espectáculo
fotografia newsletter da escola
ilustração artigos de opinião
vídeo sms
cinema email
animação BD site pessoal
motion redes sociais online, facebook, myspace, hi5
escrita criativa blogues
3D edição no youtube, flickr, who
criação musical
negócios
sessão 3 A Construção do Designer

A minha arquitectura
definir as versões e os suportes dos sinais da minha marca
sessão 3 A Construção do Designer

O meu estilo
imagem, apresentação, voz, expressividade, espírito
sessão 3 A Construção do Designer

Ética e Comportamento
sinceridade, pontualidade, saber ouvir, frontalidade, fidelidade,
responder aos emails, voluntariado, responsabilidade social
A D E G A M AY O R
P L A N O E S T R AT É G I C O PA R A C A M PA N H A D E M A R C A
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

DESAFIO

Adega Mayor é uma marca de vinho criada


recentemente pelo Grupo Nabeiro que dispõe
de condições únicas de marketing como nenhuma
outra marca neste sector:

. é nova e sem condicionantes do passado


. tem uma adega desenhada pelo Siza Vieira,
. possui uma vasta distribuição horeca e retalho
já desenvolvida pelos Cafés Delta
. possui um sistema de produção avançado
aliado ao cunho de um dos mais reputados
enólogos do nosso país.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

AMEAÇAS

Actualmente, o mercado dos vinhos


está muito concorrencial e saturado.

Na concorrência, a imagem de certas marcas de vinho


ao nível do rótulo e das campanhas, tornou-se cada
vez mais arrojada e elevou consideravelmente a fasquia
da expectativa dos consumidores em relação a novas
propostas neste sector.

O estigma de que Adega Mayor será um negócio


secundário e alternativo em relação aos Cafés Delta
pode tirar-lhe força.

O efeito de novidade e de revelação pode ter a atenuante


da associação à falta de experiência.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

OPORTUNIDADES

Em muitos quadrantes do mercado vitivinícola


os conceitos de imagem e comunicação encontram-se
estabilizados e resistentes a novas fórmulas.
É um meio ainda fácil de surpreender.

Por outro lado, não podemos esquecer que as inovações


são percepcionadas a nível global e não apenas regional
o que originou uma sociedade em que os hábitos
de consumo evoluem cada vez mais rápido e que reage
mais favoravelmente às marcas que geram mais estímulos.

Este cenário abre um potencial de oportunidade


para criar um novo conceito de marca e de comunicação
que efectivamente destaque a Adega Mayor de todas
as outras marcas de vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

TRUNFOS

Arte
adega desenhada pelo Siza Vieira

Sonho
o poder de idealizar um projecto

Sucesso
marca do Grupo Nabeiro,
o poder de concretizar e de se tornar imbatível

Prazer
a capacidade de criar o melhor "néctar"

Alentejo
o seu afamado vinho e a beleza da sua paisagem

Humanismo
as pessoas e o prazer de desfrutar (traços de expressão)
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO

Assinatura de Marca:

“Desenhar o Vinho”
Uma metáfora que evoca o espírito criador de um vinho em todos os sentidos.
Apela o espírito visionário e criador de quem “desenha” um projecto
desta natureza, “desenha” a adega, “desenha” a cor, os aromas e os sabores.
Inspirada no desenho do arquitecto, evoca a conjugação elaborada
de elementos que dão alma a um vinho e apropria-se da beleza
da paisagem alentejana, ela também, “desenhada”.

Assim, este conceito ganha vida e gera um conjunto interminável de declinações,


factor que confere consistência duradoura à identidade e comunicação da marca:

CAMPANHA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO DE PRODUTO


Desenhar o Prazer Desenhar o Sonho Desenhar o Rótulo
Desenhar a Paisagem Desenhar a Adega
Desenhar a Expressão
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO

Imagem de Campanha:

Desenhar o Prazer Desenhar a Paisagem Desenhar a Expressão


A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Paleta de cores da Campanha:

Paleta de cores Paleta de cores


com tom original Desenhar a Paisagem com tom estilizado:
das imagens + intensidade
+ contraste
+ quente
+ essência
+ intemporal
+ singularidade
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar o prazer.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito.
Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar o prazer.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito.
Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar o prazer.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito.
Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar a paisagem
Olhar, medir, pensar, traçar. Encontrar a harmonia, a ligação perfeita
entre o homem e a natureza. Enquadrar, fazer parte do que nos rodeia, sem choque,
sem mácula. Tirar o melhor de cada forma, de cada linha. Projectar, construir. Desenhar o Vinho
Assim se desenha uma adega, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar a expressão.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito. Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Peças da Campanha:

Desenhar a paisagem
Olhar, medir, pensar, traçar. Encontrar a harmonia, a ligação perfeita
entre o homem e a natureza. Enquadrar, fazer parte do que nos rodeia, sem choque,
sem mácula. Tirar o melhor de cada forma, de cada linha. Projectar, construir.
Assim se desenha uma adega, assim se desenha um vinho. Desenhar o Vinho

Desenhar o prazer.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito.
Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.

Desenhar a expressão.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito. Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

ACÇÃO
Comunicação institucional:

Desenhar o Vinho

Macromedia® Dreamweaver®
bX 2004 is the professional
Sentir, provar, observar, conhecer.
choice for building web sites
Pesquisar as formas, encontrar a forma,
and applications. It provides a
fórmula. A busca, a partida para o
powerful combination of visual
indizível, para o sabor, para os sentidos.
layout tools, application development features, and
Encontrar, redescobrir, reflectir no
code editing support, enabling developers and
pormenor. A infíma parte do todo
designers at every skill level to create visually
perfeito.
appealing, standards-based sites and applications

Desenhar o sonho
quickly. From leading support for CSS-based

Desenhar a adega
design to hand-coding features, Dreamweaver
Macromedia® Dreamweaver®
provides the tools professionals need in an
bX 2004 is the professional
integrated, streamlined environment. Developers
choice for building web sites
can use Dreamweaver
Explorar o with the server
infinitamente technology
pequeno of
para finalmente ter o
and applications. It provides a
infinitamente grande. Assim se desenha um aroma, assim se
their choice todesenha
build powerful Internet applications
powerful combination of visual
um vinho. Sentir, provar, observar, conhecer.
Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula. A busca, a layout tools, application development features, and
that connect users to databases, web services, and
partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.
code editing support, enabling developers and
legacy systems.
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte
do todo perfeito. Explorar o infinitamente pequeno para designers at every skill level to create visually
finalmente ter o infinitamente grande. Assim se desenha um
aroma, assim se desenha um vinho. Explorar o infinitamente appealing, standards-based sites and applications
pequeno para finalmente ter o infinitamente grande. Assim
quickly. From leading support for CSS-based
se desenha um aroma, assim se desenha um vinho. Sentir, Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as
provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a
design to hand-coding features, Dreamweaver
forma, fórmula. A busca, a partida para o indizível, para o formas, encontrar a forma, fórmula. A busca, a
sabor, para os sentidos. Encontrar, redescobrir, reflectir no provides the tools professionals need in an
pormenor. A infíma parte do todo perfeito. Explorar o
partida para o indizível, para o sabor, para os
infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente integrated, streamlined environment. Developers
sentidos. Encontrar, redescobrir, reflectir no
grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um
can use Dreamweaver with the server technology of
vinho. pormenor. A infíma parte do todo perfeito.
their choice to build powerful Internet applications
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o
infinitamente grande. Assim se desenha um aroma, assim se that connect users to databases, web services, and
desenha um vinho.Sentir, provar, observar, conhecer. Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente
Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
legacy systems. grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho. Sentir,
provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma,
fórmula. A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os
sentidos. Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do
todo perfeito. Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o
infinitamente grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um
vinho. Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o
infinitamente grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um
vinho. Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar
a forma, fórmula. A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os
sentidos. Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do
todo perfeito. Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o
infinitamente grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um
vinho.

Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente


grande. Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.Sentir,
provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma,
fórmula.
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A
Adoptar, como sistema
de imagem de marca,
ACÇÃO um rótulo ilustrado

Apresentação de produto: “Desenhar o Rótulo” com um motivo adaptado


a cada vinho
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

T
ACÇÃO
Imagem de marca coerente:

Lucida Fax

Ty p e f a c e

Desenhar a expressão.
Sentir, provar, observar, conhecer. Pesquisar as formas, encontrar a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível, para o sabor, para os sentidos.

Arquitectura
Encontrar, redescobrir, reflectir no pormenor. A infíma parte do todo perfeito. Desenhar o Vinho
Explorar o infinitamente pequeno para finalmente ter o infinitamente grande.
Assim se desenha um aroma, assim se desenha um vinho.

Layout

Sentir, provar, observar, conhecer.


Pesquisar as formas, encontrar
a forma, fórmula.
A busca, a partida para o indizível,
para o sabor, para os sentidos.
Encontrar, redescobrir, reflectir
no pormenor.

Rótulo
Logótipo
A D E G A M AY O R C A M PA N H A D A M A R C A

CONCLUSÕES

uma única força expressiva


consistência visual
potencial de desdobramento
+
originalidade
=
marca carismática e distinta

Layout
“Desenhar o vinho” Ty p e f a c e
Arquitectura
“ D e s e n h a r. . . ” Logótipo
Rótulos
Como pode uma marca que é a 23ª do
mercado, que tem fraca e até má
reputação, pobres argumentos, baixo
preço e uma desmotivada força de
vendas, dar a volta por cima e criar um
grande impacto no mercado?
Portugal

1) A fama

2) A indiferenciação

3) O filtro
Portugal (a fama)

Somos porteiros e mulheres-


a-dias em França, criados na
Suiça, bimbos em Inglaterra,
pedreiros na Alemanha e
padeiros no Brasil. O país
mudou muito mas a nossa
fama não muda desde 1960.
Portugal (Indiferenciação)

Haverá alguma razão para um estrangeiro acreditar que


o nosso Sol e Mar seja melhor que o da Espanha, da
França, ou da Grécia?
Portugal (o filtro)
Portugal é visto como um país do Sul. Um país de Sol e
Mar mas também de subdesenvolvimento, iliteracia,
corrupção e dos recorrentes indicadores estatísticos de
miséria. O Sul é o filtro que nos condena a sermos vistos
como somos.

S
Mudar o filtro é mudar o lugar no
mapa.
Ora a nossa posição geográfica é o Sul, mas também é o
ponto mais ocidental da Europa. E o Oeste da Europa não
é de ninguém. Portugal tem que se reposicionar.

S
Europe’s West Coast
“West Coast” lembra

O sol, a praia, o surf, a qualidade de vida.

Hollywood, criatividade, entretenimento.

Los Angeles, Napa Valey, S. Francisco, Las Vegas,…

Sillicon Valley e tecnologia.

Sociedade aberta, multicultural, estilos de vida


alternativos.
“Europe” aporta

História e tradição.

Autenticidade, classe, caché.

Segurança e proximidade.
Portugal. Europe’s West Coast

Sem termos que fazer nada, apenas com um jogo de


associações:

Ganhamos em modernidade, cosmopolitismo e savoir


vivre, (dimensões que hoje não temos) enquanto
reenquadramos de forma original a História e Sol e Mar.

Criamos uma dissonância que chama a atenção do


estrangeiro para uma nova categoria no mercado e
provocando a reavaliação do País.
Portugal. Europe’s West Coast

E ainda:

Acrescentamos, às nossas marcas exportadoras, maior


valor nas dimensões tecnologia, criatividade e estilo.

Ajudamos os Portugueses que nos representam lá fora


dando-lhes uma origem mais charmosa.

E anexamos a Galiza que é mais nossa que deles.


Resumindo

Convenção: Portugal é apenas mais um daqueles países


do Sul que só serve para ir de férias e ainda por cima
atrasado e pobre.

Disrupção: Temos que sair do Sul que contamina a nossa


fama de associações negativas.

Visão: Portugal. Europe’s West Coast.


Próximos passos

Há 4 formas de comunicar isto.

1) O turismo

2) As boas marcas Portuguesas

3) Os bons Portugueses

4) O “Evento”
1) O Turismo

É não só o principal beneficiado com o reposicionamento


como o principal veículo para o fazer.

A chave é promover a ideia consistentemente e ao longo


do tempo pois com o dinheiro que há, as campanhas são
sempre pequenas.
2) As boas marcas

Sofrem com o “made in Portugal” não por causa do “made


in”, mas por causa do “Portugal” que lhes tira valor.

Se as boas marcas portuguesas levassem consigo a ideia


de que vêm da Europe’s West Coast só tinhamos a
ganhar. Nós e eles.

Talvez uma liga de West Coast Companies onde as


melhores teriam um selo de Best of the West.

Seriam uma belíssima força de vendas.


3) Os bons Portugueses

Os que estão lá fora que são conhecidos e têm valor são a


nossa melhor força de vendas.

Infelizmente ser português lá fora não é nem motivo de


orgulho nem grande vantagem. Antes pelo contrário.

Estou convencido que a Europe’s West Coast seria motivo


de orgulho.
4) O Evento

Tudo isto ajuda mas não chega para marcar a mudança,


para ter tempo de antena, para obrigar o estrangeiro a
mudar as suas percepções do mesmo modo que nós
mudámos o país.

Precisamos de um evento mundial, de uma bomba


“atómica” que comunique a mudança.
4) O Evento
3 Razões para mudar a bandeira

1) Já devia ter mudado. A bandeira não é sagrada e tem


ao longo da história mudado com o país.
Conde D. Henrique
Afonso. Henriques
Sancho I
Afonso III
D. João I (Mestre de Aviz)
D. João II
D. Manuel
D. Sebastião
D. João IV
D. Pedro II
D. João V
D. João VI
D. Pedro IV
República
3 Razões para mudar a bandeira

1) Já devia ter mudado. A bandeira não é sagrada e tem


ao longo da história mudado com o país.

2) As cores são as mesmas da maior parte das


bandeiras africanas. Cores que nos empurram ainda
mais para sul.

3) Mudar a bandeira significa mudar, fisicamente, a


imagem de Portugal em todo o mundo.
3 Razões para mudar a bandeira

Nas embaixadas Portuguesas no estrangeiro. Nos


consulados Portugueses. Nos organismos internacionais
que são às centenas. No Comité Olímpico Internacional,
na FIFA, UEFA…

Na ONU e na UE. Todas as bandeirinhas que assinalam


as delegações portuguesas, gabinetes, cadeiras, dossiers,
etc…

E nas CNN’s BBC’s e demais Networks de TV que para


além de mudar têm que noticiar e explicar.
Portugal do Sul
Portugal, Europe’s West Coast
Portugal, Europe’s West Coast
Portugal. Europe’s West Coast
DESIGN DE LOGOMARCA - AICEP
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

O R I E N TA Ç Ã O C R I AT I VA

Um símbolo de Portugal global

uma economia aberta e competitiva


empenhada na criação de valor

um país voltado para o mundo


e com o mundo voltado para si
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

IDEIAS CHAVE

Portugal

Global
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Terra, globo | modelos e símbolos ao longo da história

ESFERA ARMILAR (origem na Grécia Antiga 255 AC e na China um sec. AC,


emerge como um símbolo do conhecimento na era dos Descobrimentos)

CARTOGRAFIA
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Global | no Passado

Reflecte uma preocupação


de quantificação, geometria
e posicionamento astrológico da Terra.
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Terra, globo | modelos e símbolos sobre a visão global actual

FOTO SATÉLITE
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Terra, globo | modelos e símbolos sobre a visão global actual

GRÁFICO AQUECIMENTO DO PLANETA


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Terra, globo | modelos e símbolos sobre a visão global actual

TERRA DURANTE A NOITE


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Terra, globo | modelos e símbolos sobre a visão global actual

MALHA
DE LIGAÇÕES
DA INTERNET
NO MUNDO
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Global | actualmente

Reflecte uma observação baseada em imagens reais,


e uma quantificação e esquematização multifacetada
de novas realidades.
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

Neste sentido, a visão actual e futura sobre o nosso planeta


e a globalização reflecte uma nova geografia:

a geografia do conhecimento

O abate de árvores na Amazónia reflecte-se no clima de outras zonas do planeta

As emissões de CO2 num determinado local afectam outras zonas remotas do planeta

Uma invenção na Universidade de Aveiro reflecte-se no trabalho desenvolvido na Nasa

Os grupos de interesse na internet não são necessariamente coincidentes


com as relações de vizinhança geográfica

O iPod, os ténis Nike e as fotos do Cristiano Ronaldo estão presentes


nos quartos dos jovens em todo o mundo
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

ABORDAGEM CONCEPTUAL

A economia do conhecimento, a interactividade


e a multiplicação do tempo dão-nos uma nova visão
sobre o conceito de GLOBAL

A nossa percepção actual do mundo distancia-se


da Esfera Armilar e aproxima-se mais de um quadro de Pollock
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

P R O P O S TA V I S U A L

Neste contexto
a marca AICEP tem uma configuração circular de globo
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

P R O P O S TA V I S U A L

Tem as cores da bandeira + o azul da nossa cultura oceânica


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

P R O P O S TA V I S U A L

e estrutura-se organicamente reflectindo a nova percepção global do mundo


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA
AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

competitividade em Portugal

investir
valor
marcas globais

aicep Portugal Global


aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

exportar

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global aicep Portugal Global

versão promocional versão institucional

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

declinações da marca

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


AICEP DESIGN DE LOGOMARCA

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

declinações da marca

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


Programa de Investimento

exportar

aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global aicep Portugal Global

aicep Portugal Global


sessão 3 A Construção do Designer 1 Designer da Estratégia

Conclusões
. Alcançar o "designer da estratégia" dentro de nós é o passo derradeiro
para a construção do designer que queremos ser.
. A inovação de todos os processos de design começa na estratégia.

3 Este nível de domínio representa


a criatividade estratégica
num processo de design.

Podemos assim dizer que, só com a criatividade estratégica,


podemos fechar este ciclo triangular da “construção do designer”.

Interesses relacionados