Você está na página 1de 3

(1º) Em que consistiu a chamada revolução marginalista e o que ela teve de

peculiar/característico?

Com escola clássica sofrendo fortes criticas, em meios a grades debates, uma nova
corrente de pensamento que tinha um forte viés com a matemática e do conceito
utilidade começou a ganhar forças nos anos de 1870.

(2º) Quais as principais contribuições de Samuelson no desenvolvimento da escola neoclássica


da economia?

Samuelson tem como principais contribuições a Teoria da Preferência Revelada, onde inverte a
analise da teoria do consumidor, diz que tem que estudar escolhas pra entender as
preferencias, também apresenta a sentisse neoclássica, onde com a ideia que o mercado
apresenta falhas e necessita de intervenção onde junta a teoria neoclássica com a teoria
kenesyana.

(3º) Quais os principais autores da 1º.geração de marginalistas? Descreva brevemente, por


autor, quais as suas principais contribuições.

Os principais autores são:

• Jevons , é considerado um importante formulador da teoria da utilidade marginal, onde


afirma que a maximação do prazer é o problema central da economia, onde o valor
dependeria da utilidade.

• Menger, fundador da escola austríaca, seguiu o mesmo caminho de Jevons, mas com menos
calculo, diferenciou, bens-econômicos e bens- não econômicos. Se destacou por escritos
econômicos e metodológicos.

• Walras, sua principal contribuição foi uma síntese no enfoque maginalista, “equilíbrio geral”,
aprofundou o estudo matemático.

• Marshall, matemático, principal divulgador da revolução marginalista, aprofundado nos


estudos da teoria da utilidade marginal, e o processo de maximação da utilidade.

4º) Qual a importância do entendimento acerca da centralidade do conceito de “Utilidade” e


“Utilidade Marginal” para a consolidação da corrente marginalista como principal corrente do
pensamento econômico?

Com a centralidade do conceito de utilidade que é a satisfação que um bens traz ao ser
humano, sendo algo subjetivo, e utilidade marginal, onde “marginal” leva a economia a
estudar a maximização, implementando o calculo diferencial. Levando a essa corrente teórica
a um papel de destaque na economia. Outros fatores que influenciaram para essa corrente
tomar posição de destaque no pensamento econômico foram questão ideológica, a crise de
1870 onde a teoria marginalista foi uma importante ferramenta para basear a alocação de
recursos escassos e uso da matemática tentando ganhar mais reputação aproximando
economia a ciências físicas.
5º) Explique o “paradoxo do valor” de Smith e como a análise marginalista contribuiu para
solucionar este aparente paradoxo?

Basicamente Smith usa o exemplo da água e diamante para explicar tal paradoxo, pois
a agua tem um alto valor de uso, porem seu valor de troca é baixo, no entanto o diamante que
apresenta baixo valor de uso tem um elevado valor de troca. A escola clássica não conhecia o
conceito de utilidade marginal e os marginalistas conseguem explicar esse paradoxo através
desse conceito, onde explica que o a valor da ultima unidade consumida da água é baixa
devido a sua abundancia, sendo assim podemos afirmar que em um deserto onde a água é
escassa o seu valor irá ser bem alto.

6º) Descreva a visão teórica macroeconômica clássica, destacando de que forma suas
hipóteses chaves influenciavam em suas conclusões teóricas e suas proposições de políticas
econômicas.

Em um contexto de transformações, do mercantilismo á revolução industrial trazendo


consigo um ideal liberal e a luz do iluminismo trazendo um aumento da razão e maiores
fundamentos científicos, e em uma sociedade em que preços e salários são flexíveis, por causa
da grande oferta de mão de obra, e com o sistema financeiro “primitivo’’, nesse contexto que
surge a visão econômica, onde afirmava que o sistema econômico fluiria melhor se não tivesse
intervenção artificial, teoria fundada em dois princípios “mão invisível’’ onde forças do
mercado são suficientes para manter o equlibrio do sistema econômico , e da lei de Say, que
afirma que a oferta agregada cria sua demanda agregada.

7º) Explique como as origens da revolução keynesiana associam-se ao problema do


desemprego.

Com um contexto de desemprego na Inglaterra, considerava o equilibrio no pleno


emprego.

8º) Para Keynes, qual seria a política econômica mais eficiente: a política monetária ou a fiscal?
Explique.

A mais eficiente segundo Keynes é a politica fiscal, pois para ele era o uso consciente
do meio fiscal, tributação, gastos e dividas públicas , com o objetivo era neutralizar as crises
cíclicas.

9º) A tão falada revolução marginalista, pode mesmo ser chamada de uma “revolução”?
Explique (bem).

Sim. Pois até então se tinha um olhar mais ‘’primitivo “da economia e apresentava
muitas falhas, com a revolução marginalista e implantações de novos métodos, principalmente
o matemático, fazendo a ciência econômica ganhar reconhecimento, pois queriam a ciência
econômica mais próximas a ciências da natureza , como a física.

10º) Quais eram as principais críticas teóricas que se faziam à teoria clássica nos anos que
antecederam a Revolução Marginalista? Além disso, é possível se apontar alguma relação
entre as mudanças na sociedade inglesa e a crise da Economia Clássica?
Muitas criticas começaram a surgir na sociedade problemas esses que não se tinha
resposta por causa das falhas dos clássicos, algumas criticas foi no âmbito de valor da terra,
casualidade de valor etc. Sim, pois nesse contexto de grandes criticas ao modelo dos clássicos,
fizeram com que houvesse uma mudança de comportamento.