Você está na página 1de 194

4 - Conhecer o seu veículo

01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 5

1 Airbag condutor 13 Difusor lateral orientável


Buzina
14 Airbag passageiro
2 Comando de iluminação e dos
pisca-piscas 15 Difusores centrais orientáveis

3 Comando de neutralização do 16 Porta-luvas


airbag passageiro*
27 Comando de abertura do capot
4 Comando de neutralização dos 17 Rádio
elevadores eléctricos dos vidros 28 Antiroubo de direcção
traseiros 18 Comando de aquecimento,
ventilação, ar condicionado
e desembaciamento óculo 29 Caixa de fusíveis
5 Botão de controlo dinâmico de
estabilidade (ESP/ASR) traseiro e retrovisores
30 Porta-luvas
6 Reóstato de iluminação do 19 Cinzeiro dianteiro
quadrante 31 Comando de regulação da
altura do volante
20 Alavanca de velocidades
7 Comando limpa-vidros / lava-
vidros / computador de bordo 32 Regulação da altura dos faróis
21 Isqueiro

8 Comando do rádio sob o


volante 22 Comando dos retrovisores
eléctricos
9 Comando das luzes de
emergência / comando de 23 Comando dos elevadores de
trancamento centralizado vidros eléctricos, traseiros

10 Ecrã mutifunções 24 Comando dos bancos


aquecidos
11 Difusores de desembaciamento
do pára-brisas 25 Comandos eléctricos dos
elevadores dos vidros da frente
12 Difusores de desembaciamento
dos vidros laterais 26 Travão de mão * Consoante o destino.
01-10-2005
6 - Conhecer o seu veículo

Telecomando
Uma pressão no botão A permite o
trancamento do veículo à distância.
É assinalado pelo acendimento ixo
das luzes de mudança de direcção
durante cerca de dois segundos.
Uma pressão no botão B permite
o destrancamento do veículo à
distância.
Esta acção é assinalada pelo piscar
rápido das luzes de mudança de
direcção durante cerca de dois
segundos. ARRANQUE
AS CHAVES 206 SW: o destrancamento do As quatro posições da chave na
veículo e a abertura do óculo traseiro fechadura de ignição:
As chaves permitem accionar efectuam-se mediante um apoio
demorado no botão B. 1 - Posição STOP:
independentemente as fechaduras
das portas da frente, a mala (berlina), a ignição está desligada.
o comando de neutralização do Esquecimento da chave 2- 1º entalhe, posição
airbag passageiro, o tampão do Acessórios:
depósito, o anti-roubo de direcção e O esquecimento da chave no anti- a ignição está desligada mas os
ligar a ignição. roubo de direcção é assinalado por acessórios podem funcionar.
um sinal sonoro à abertura da porta
Trancamento e destrancamento do condutor. 3 - 2º entalhe, posição Marcha:
centralizado a ignição está ligada.
Localização do veículo 4 - Posição Arranque:
As chaves permitem, a partir da
porta do condutor, o trancamento e Para localizar o seu veículo, o motor de arranque é
o destrancamento das portas e da previamente trancado, num parque accionado.
mala. Se uma das portas, a mala de estacionamento:
ou o óculo traseiro estiver aberto, F premir o botão A, as luzes do
o trancamento centralizado não se tecto iluminam-se e os faróis Anti-roubo de direcção
efectua. indicadores de mudança de Antes de arrancar, desbloquear a
direcção piscam durante alguns direcção manobrando ligeiramente
segundos. o volante, se necessário, ao mesmo
tempo que a chave.
É aconselhável desembraiar du-
: 101 rante o accionamento do motor de
arranque para facilitar o arranque
:: este símbolo aconselha-o a consultar as páginas que detalham esta funcionalidade. do motor.

01-10-2005
6 - Conhecer o seu veículo

Telecomando
Uma pressão no botão A permite o
trancamento do veículo à distância.
É assinalado pelo acendimento ixo
das luzes de mudança de direcção
durante cerca de dois segundos.
Uma pressão no botão B permite
o destrancamento do veículo à
distância.
Esta acção é assinalada pelo piscar
rápido das luzes de mudança de
direcção durante cerca de dois
segundos. ARRANQUE
AS CHAVES 206 SW: o destrancamento do As quatro posições da chave na
veículo e a abertura do óculo traseiro fechadura de ignição:
As chaves permitem accionar efectuam-se mediante um apoio
demorado no botão B. 1 - Posição STOP:
independentemente as fechaduras
das portas da frente, a mala (berlina), a ignição está desligada.
o comando de neutralização do Esquecimento da chave 2- 1º entalhe, posição
airbag passageiro, o tampão do Acessórios:
depósito, o anti-roubo de direcção e O esquecimento da chave no anti- a ignição está desligada mas os
ligar a ignição. roubo de direcção é assinalado por acessórios podem funcionar.
um sinal sonoro à abertura da porta
Trancamento e destrancamento do condutor. 3 - 2º entalhe, posição Marcha:
centralizado a ignição está ligada.
Localização do veículo 4 - Posição Arranque:
As chaves permitem, a partir da
porta do condutor, o trancamento e Para localizar o seu veículo, o motor de arranque é
o destrancamento das portas e da previamente trancado, num parque accionado.
mala. Se uma das portas, a mala de estacionamento:
ou o óculo traseiro estiver aberto, F premir o botão A, as luzes do
o trancamento centralizado não se tecto iluminam-se e os faróis Anti-roubo de direcção
efectua. indicadores de mudança de Antes de arrancar, desbloquear a
direcção piscam durante alguns direcção manobrando ligeiramente
segundos. o volante, se necessário, ao mesmo
tempo que a chave.
É aconselhável desembraiar du-
: 101 rante o accionamento do motor de
arranque para facilitar o arranque
:: este símbolo aconselha-o a consultar as páginas que detalham esta funcionalidade. do motor.

01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 7

Arranque de um motor a gasolina AIRBAGS FRONTAIS


Não premir o acelerador.
Accionar o motor de arranque sem Desactivação do airbag
largar a chave até que o motor passageiro*
comece a trabalhar. Introduzir a chave de ignição no
comando 1 e girá-la:
- posição "ON" airbag passageiro
activado.
Arranque de um motor - posição "OFF" airbag passageiro Precauções relativas ao airbag
Diesel desactivado. passageiro
Não premir o acelerador. Veículo equipado com comando de
Rodar a chave até à posição desactivação:
"Marcha" . - desactivar o air-
Se a temperatura for suiciente, a luz bag se instalar
indicadora não se acende e pode um banco para
arrancar-se imediatamente. criança de costas
Se a luz indicadora acender, para a estrada,
aguardar a sua extinção antes de - activar o airbag
accionar o motor de arranque. durante o trans-
Se o motor se for abaixo, é porte de um adul-
necessário repor a chave na posição to.
"STOP" antes de tornar a accionar
o arranque. Veículo não equipado com comando
Controlo de de desactivação:
funcionamento
- não instalar banco
Com a ignição ligada para criança de
Nunca embalar um motor (2° entalhe da chave), costas para a estrada
frio. o acender desta luz avisadora, no banco passageiro
Nunca pôr o motor a traba- acompanhado por uma mensagem da frente.
lhar num local fechado. no ecrã multifunções, indica que o
airbag está neutralizado (posição
Não fazer nenhuma modiicação no "OFF" do comando).
anti-roubo da direcção. O aviso permanece enquanto durar Em todos os casos, não pôr os pés
a neutralização. ou um objecto qualquer em cima do
painel de bordo.

* Consoante o destino.

:130
01-10-2005
10 - Conhecer o seu veículo

COMANDOS NO VOLANTE Luz de nevoeiro traseira (anel B)

Iluminação Luz de nevoeiro traseira Limpa-vidro


(rotação do anel para a
Luzes dianteiras e traseiras frente).
(anel A) À frente
2 Varrimento rápido
Luzes apagadas
1 Varrimento normal
Faróis de nevoeiro à frente / I Varrimento intermitente
Luz de nevoeiro traseira (anel C) ou
Mínimos
AUTO Varrimento automático
Faróis de nevoeiro à frente 0 Parado
(1ª rotação do anel para a â Um único varrimento
Médios / máximos frente) Lava-vidros: puxar o comando para si.
Atrás
Acendimento automá- Faróis de nevoeiro Parado Varrimento Lava-
tico dos faróis à frente e luz de intermitente vidros
nevoeiro traseira (2ª
rotação do anel para
a frente)
Acendimento automático dos
faróis Varrimento com cadência
Para activar ou neutralizar a função, automática
colocar a chave na posição acessó- Na posição AUTO, o limpa-vidros
rios, o comando da iluminação na funciona automaticamente e adapta
posição AUTO/ 0 e premir durante a sua velocidade à intensidade da
mais de quatro segundos a sua ex- chuva.
tremidade.
:108 : 110
01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 11

BANCOS DIANTEIROS
(berlina e 206 SW)
1 - Regulação longitudinal. 4 - Regulação em altura. Nunca circular sem os
2 - Regulação da altura e da 5 - Regulação da inclinação do apoios de cabeça.
inclinação do apoio de cabeça. encosto.
3 - Acesso aos lugares traseiros 6 - Comando dos bancos
(3 portas). aquecidos.
:88
01-10-2005
12 - Conhecer o seu veículo

OS BANCOS TRASEIROS Protecção de bagagens


Para rebater os bancos traseiros: Para a instalar: Para a retirar:
- levantar a frente do assento 1, - posicionar 1 uma extremidade - retirar os guias da protecção
- inclinar o assento 1 contra os do enrolador da protecção de de bagagens das calhas dos
bancos da frente, bagagens num dos dois suportes, montantes,
- posicionar o cinto sob o passador - comprimir 2 a extremidade oposta - inserir a protecção de bagagens no
de correia 2, do enrolador e colocá-lo no devido seu enrolador, comprimi-lo e retirá-
lugar, lo do seu suporte.
- puxar o comando 3 para
desbloquear o encosto 4, - soltá-lo 3 para que se engate,
- desmontar o apoio de cabeça ou - desenrolar 4 a protecção de
baixá-lo, bagagens até ao nível dos
montantes da mala,
- inclinar o encosto 4.
- inserir os guias 5 da protecção
Ao reposicionar o encosto, ter de bagagens nas calhas dos
cuidado para não entalar os cintos. montantes.

:91 : 122
01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 7

Arranque de um motor a gasolina AIRBAGS FRONTAIS


Não premir o acelerador.
Accionar o motor de arranque sem Desactivação do airbag
largar a chave até que o motor passageiro*
comece a trabalhar. Introduzir a chave de ignição no
comando 1 e girá-la:
- posição "ON" airbag passageiro
activado.
Arranque de um motor - posição "OFF" airbag passageiro Precauções relativas ao airbag
Diesel desactivado. passageiro
Não premir o acelerador. Veículo equipado com comando de
Rodar a chave até à posição desactivação:
"Marcha" . - desactivar o air-
Se a temperatura for suiciente, a luz bag se instalar
indicadora não se acende e pode um banco para
arrancar-se imediatamente. criança de costas
Se a luz indicadora acender, para a estrada,
aguardar a sua extinção antes de - activar o airbag
accionar o motor de arranque. durante o trans-
Se o motor se for abaixo, é porte de um adul-
necessário repor a chave na posição to.
"STOP" antes de tornar a accionar
o arranque. Veículo não equipado com comando
Controlo de de desactivação:
funcionamento
- não instalar banco
Com a ignição ligada para criança de
Nunca embalar um motor (2° entalhe da chave), costas para a estrada
frio. o acender desta luz avisadora, no banco passageiro
Nunca pôr o motor a traba- acompanhado por uma mensagem da frente.
lhar num local fechado. no ecrã multifunções, indica que o
airbag está neutralizado (posição
Não fazer nenhuma modiicação no "OFF" do comando).
anti-roubo da direcção. O aviso permanece enquanto durar Em todos os casos, não pôr os pés
a neutralização. ou um objecto qualquer em cima do
painel de bordo.

* Consoante o destino.

:130
01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 9

ELEVADORES ELÉCTRICOS RETROVISORES


DE VIDROS ELÉCTRICOS
1. Elevador eléctrico do vidro 2. Elevador eléctrico do vidro Girar o comando 5 para a direita ou
condutor frente direito para a esquerda para seleccionar o
Funcionamento manual: premir o 3. Elevador eléctrico do vidro retrovisor correspondente.
interruptor sem ultrapassar o ponto traseiro esquerdo Mover o comando 5 nas quatro
de resistência. O vidro pára logo que 4. Elevador eléctrico do vidro direcções para fazer a regulação.
se soltar o interruptor. traseiro direito
Funcionamento automático: pre-
mir o interruptor ou puxá-lo para Retrovisores dobráveis
além do ponto de resistência. Um electricamente
único impulso abre ou fecha comple-
tamente o vidro. Com a ignição ligada, girar o
comando 5 para a posição A.
A abertura e o fecho automático só
funcionam quando o motor trabalha.

: 115 : 116
01-10-2005
8 - Conhecer o seu veículo

AS PORTAS TRANCAMENTO/ DESTRANCAMENTO DA MALA E DO ÓCULO


TRASEIRO (206 SW)

As portas da frente A mala e o óculo traseiro não podem abrir-se simultaneamente.


Com o óculo traseiro fechado, para abrir a mala, accionar o manípulo A e
levantá-lo.

Com a mala fechada, para abrir o


óculo traseiro, efectuar um impulso
longo no botão de destrancamento
do telecomando, ou accionar o
manípulo B, e em seguida levantar
o óculo com o braço do limpa-vidros
(lugar C).

A iluminação é comandada pela


abertura da mala ou do óculo
traseiro.
As portas traseiras (206 SW)
Observação: Fechar o óculo traseiro
utilizando o braço do limpa-vidros ou
apoiando no centro do vidro

: 103 : 105
01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 13

AJUSTE DO VOLANTE EM ABERTURA DO CAPOT A CAIXA DE VELOCIDADES


ALTURA MOTOR AUTOMÁTICA "TIPTRONIC-
SYSTEM PORSCHE"
Veículo parado, baixar o comando Por dentro: puxar o manípulo.
para desbloquear o volante. A caixa automática de quatro veloci-
Ajustar o volante na altura pretendida dades oferece, à escolha, o conforto
e bloquear o comando. do automatismo integral, enrique-
cido por um programa desporto e
um programa neve, ou a passagem
manual das velocidades.

Grelha de selecção das posições


F Deslocar a alavanca na grelha
para seleccionar uma posição.
A luz avisadora da selecção
aparece no ecrã do quadrante.

Por fora: leventar a patilha, abrir o


capot e ixar a vareta para o manter
aberto.

: 107 : 125
01-10-2005
14 - Conhecer o seu veículo

AQUECIMENTO /
AR CONDICIONADO

N° Símbolo Função

Regulação da
1 repartição do ar

Comando de entrada
2 de ar

: 83
Regulação da
3 temperatura

Desembaciamento
4 do óculo traseiro e
dos retrovisores

Regulação do débito
5 de ar

Comando do ar
6 condicionado

: 84
01-10-2005
16 - Conhecer o seu veículo

CONSELHOS DE AJUSTES INTERIORES

Aquecimento ou Ar condicionado manual

Eu desejo...
Recirculação do ar /
Distribuição de ar Fluxo de ar Temperatura AC manual
Entrada de ar exterior

QUENTE

FRIO

DESEMBACIAMENTO
DESCONGELAMENTO

01-10-2005
Conhecer o seu veículo - 15

AR CONDICIONADO
AUTOMÁTICO

N° Símbolo Função

Regulação do luxo
1 de ar

Regulação da
2 repartição do ar

Comando de entrada
3 de ar

Comando do ar
4 condicionado

Descongelamento do
5 óculo traseiro e dos
retrovisores

6 Paragem do sistema

Regulação da
7 temperatura

Programa
8
: 86 automático conforto

Programa automático
9 visibilidade

01-10-2005
16 - Conhecer o seu veículo

CONSELHOS DE AJUSTES INTERIORES

Aquecimento ou Ar condicionado manual

Eu desejo...
Recirculação do ar /
Distribuição de ar Fluxo de ar Temperatura AC manual
Entrada de ar exterior

QUENTE

FRIO

DESEMBACIAMENTO
DESCONGELAMENTO

01-10-2005
O controlo de marcha - 17

PAINEL DE INSTRUMENTOS: GASOLINA - DIESEL CAIXA DE VELOCIDADES MANUAL (berlina e 206 SW)

1. Luz avisadora de cinto de 10. Indicador de pisca-pisca direito 20. Luz avisadora de alerta
segurança desapertado* 11. Luz avisadora de autodiagnóstico centralizado (STOP)
2. Luz avisadora de neutralização do do motor
21. Velocímetro
airbag passageiro* 12. Luz avisadora de máximos
3. Luz avisadora de airbags 13. Luz avisadora de travão de mão, 22. Indicador de temperatura do
4. Luz avisadora de faróis de do nível de líquido de travões e de líquido de arrefecimento
nevoeiro dianteiros mau funcionamento do REF 23. Conta-rotações
5. Luz avisadora do sistema 14. Luz avisadora de médios
antibloqueio de rodas (ABS) 24. Botão do reóstato de iluminação.
15. Luz avisadora de carga da bateria
6. Luz avisadora de luz de nevoeiro 16. Luz avisadora de pressão e de 25. Indicador de nível de combustível
traseira temperatura do óleo do motor 26. Luz avisadora de reserva de
7. Luz avisadora de pré-aquecimento 17. Luz avisadora do nível mínimo do combustível
motor Diesel líquido de arrefecimento (Diesel)
8. Indicador de pisca-pisca esquerdo 18. Indicador de temperatura de óleo 27. Luz avisadora do controlo dinâmico
9. Conta-quilómetros totalizador, do motor de estabilidade (ESP/ASR)
indicador de manutenção e 19. Botão do conta-quilómetros
indicador do nível de óleo do motor totalizador * Consoante o destino.
01-10-2005
18 - O controlo de marcha

PAINEL DE INSTRUMENTOS: GASOLINA CAIXA DE VELOCIDADES MANUAL (206 RC)

1. Luz avisadora de cinto de segurança 9. Indicador de pisca-pisca direito 18. Luz avisadora de alerta centralizado
desapertado* 10. Luz avisadora de autodiagnóstico (STOP)
2. Luz avisadora de neutralização do motor 19. Velocímetro
do airbag passageiro* 11. Luz avisadora de máximos 20. Indicador de temperatura do líquido
3. Luz avisadora de airbags de arrefecimento
12. Luz avisadora de travão de mão, do
4. Luz avisadora de faróis de nevoeiro nível de líquido de travões e de mau
dianteiros 21. Conta-rotações
funcionamento do REF
5. Luz avisadora do sistema antibloqueio 22. Botão do reóstato de iluminação
13. Luz avisadora de médios
de rodas (ABS) 23. Indicador de nível de combustível
14. Luz avisadora de carga da bateria
6. Luz avisadora de luz de nevoeiro 24. Luz avisadora de reserva
traseira 15. Luz avisadora de pressão e de
de combustível
7. Indicador de pisca-pisca esquerdo temperatura do óleo do motor
25. Luz avisadora do controlo dinâmico
8. Conta-quilómetros totalizador, 16. Indicador de temperatura de óleo do
de estabilidade (ESP/ASR)
indicador de manutenção e indicador motor
do nível de óleo do motor 17. Botão do conta-quilómetros totalizador * Consoante o destino.
01-10-2005
O controlo de marcha - 19

PAINEL DE INSTRUMENTOS: GASOLINA, CAIXA DE VELOCIDADES AUTOMÁTICA (berlina e 206 SW)

1. Luz avisadora de cinto de segurança 9. Indicador de pisca-pisca direito 18. Botão do conta-quilómetros totalizador
desapertado* 10. Luz avisadora de autodiagnóstico do motor 19. Luz avisadora de alerta centralizado (STOP)
2. Luz avisadora de neutralização 20. Velocímetro
do airbag passageiro* 11. Luz avisadora de máximos
3. Luz avisadora de airbags 12. Luz avisadora de travão de mão, do 21. Indicador de temperatura do líquido
nível de líquido de travões e de mau de arrefecimento
4. Luz avisadora de faróis de nevoeiro
dianteiros funcionamento do REF 22. Conta-rotações
5. Luz avisadora do sistema antibloqueio 13. Luz avisadora de médios 23. Botão do reóstato de iluminação
de rodas (ABS) 14. Luz avisadora de carga da bateria 24. Indicador de nível de combustível
6. Luz avisadora de luz de nevoeiro 15. Luz avisadora de pressão e 25. Luz avisadora de reserva
traseira de combustível
de temperatura do óleo do motor
7. Indicador de pisca-pisca esquerdo
16. Programas de funcionamento 26. Luz avisadora do controlo dinâmico
8. Conta-quilómetros totalizador, de estabilidade (ESP/ASR)
indicador de manutenção e indicador 17. Indicador de relação da caixa
do nível de óleo motor de velocidades * Consoante o destino.
01-10-2005
20 - O controlo de marcha

AS LUZES AVISADORAS Luz avisadora Luz avisadora de travão


de pressão e de de estacionamento, de
Uma luz de alerta permanentemen- temperatura do óleo do nível mínimo do líquido
te acesa ou piscando com o motor de travões e de defeito
em marcha, indica um defeito de motor
funcionamento do órgão corres- Funciona simultaneamente com a no sistema de Repartição
pondente. luz avisadora de alerta centralizado Electrónica de Travagem (REF)
O acender de certas luzes avisado- (STOP). Em conjunto com a luz avisadora de
ras pode ser acompanhado por um A paragem é obrigatória. alerta centralizada (STOP).
sinal sonoro e por uma mensagem Indica:
- uma pressão de óleo insuiciente Indica:
no ecrã multifunções. Não descure - que o travão de estacionamento
este aviso e consulte o mais rapi- ou
- uma falta de óleo no sistema de está apertado ou mal desapertado
damente possível um Represen- - uma diminuição excessiva do líquido
tante Autorizado PEUGEOT. lubriicação. Completar o nível,
- uma temperatura de óleo muito de travões (se a luz avisadora
Se o avisador de alerta centraliza- elevada. O acender da luz avisa- permanecer acesa mesmo com o
do, STOP, se acender com o veí- dora é acompanhado por um sinal travão desapertado),
culo em circulação, a paragem é sonoro. Para baixar a temperatura - um defeito do sistema de Repartição
imperativa. Parar o veículo nas me- do óleo, reduzir a velocidade. Electrónica de Travagem (REF), se
lhores condições de segurança. Consultar um Representante Autori- aceso simultaneamente com a luz
zado PEUGEOT. avisadora de ABS.
Luz avisadora de Luz avisadora do nível A paragem é obrigatória.
alerta centralizado mínimo do líquido de Consultar um Representante Autori-
(STOP) arrefecimento, motor zado PEUGEOT.

Funciona simultaneamente com a Diesel Luz avisadora do


luz avisadora: Acoplado com a luz avisadora de sistema antibloqueio
- pressão e temperatura do óleo do alerta centralizado (STOP). de rodas (ABS)
motor, A paragem é obrigatória. Acende-se sempre que se liga a
- nível mínimo do líquido de arrefeci- ignição durante alguns segundos.
mento, Esperar o arrefecimento do motor
para completar o nível. Quando a luz avisadora permanece
- travão de mão, acesa ou acende-se para além de
- nível mínimo do líquido dos tra- O circuito de arrefecimento está sob
pressão. 12 km/h, indica um mau funciona-
vões, mento do sistema ABS.
- defeito no sistema electrónico de Em caso de necessidade e para evi- O veículo conserva, contudo, uma
travagem tar quaisquer riscos de queima- travagem clássica com assistência.
Acoplado com o indicador de tempe- duras, desenroscar o tampão duas O acendimento desta luz avisadora
ratura do líquido de arrefecimento. voltas para diminuir a pressão. acompanhado por um sinal sonoro
A paragem é obrigatória se piscar Quando a pressão diminuir, retirar o e por uma mensagem no ecrã
com o motor em funcionamento. tampão e completar o nível. multifunções, indica uma anomalia
Consultar um Representante Autori- Consultar um Representante Autori- no sistema ABS.
zado PEUGEOT. zado PEUGEOT. Consultar um Ponto Serviço
PEUGEOT.
01-10-2005
O controlo de marcha - 21

Luz avisadora do Luz avisadora de anti- Alerta do nível aditivo de


sistema de controlo poluição (consoante a gasóleo (Diesel)
dinâmico de versão) Um sinal sonoro e uma mensagem
estabilidade (ESP/ASR) Acende sempre que se liga a ignição no ecrã multifunções indicam um
Acende-se sempre que se liga a durante alguns segundos. nível mínimo de aditivo de gasóleo.
ignição durante alguns segundos. O acendimento com o motor a fun- É necessário efectuar um ajuste
cionar assinala um mau funciona- deste aditvo, consultar rapidamente
Com o motor a funcionar e o veículo um Representante autorizado
em andamento, pisca quando se mento do sistema de injecção, da
ignição ou da despoluição. PEUGEOT.
activa o sistema.
Acende-se de forma contínua Se a luz avisadora piscar, há risco
acompanhado por uma mensagem de destruição do catalisador nos
no ecrã multifunções, quando é motores a gasolina. Pré-aquecimento motor
neutralizado. Consultar um Ponto Serviço Diesel
Se a luz avisadora permanece PEUGEOT.
acesa, com o motor a trabalhar e o Esperar a extinção da luz
veículo em andamento, consultar um avisadora antes de arrancar.
Ponto Serviço PEUGEOT. Alerta saturação FAP (Diesel) Se a temperatura for suiciente, a luz
Um sinal sonoro e uma mensagem avisadora acende durante menos
no ecrã multifunções indicam o de um segundo e pode arrancar
Luz avisadora de carga entupimento do iltro diesel (FAP), imediatamente.
da bateria é um princípio de saturação do iltro
de partículas devido a condições de
Indica: utilização urbana excepcionalmente
- um funcionamento defeituoso no prolongadas: velocidade reduzida,
circuito de carga, grandes engarrafamentos,... Luz avisadora de
- terminais da bateria ou do motor de A im de regenerar o iltro, é acon-
nível mínimo de
arranque desapertados, selhável rolar desde que possível, combustível
- correia do alternador rebentada ou assim que as condições de circula- Ao primeiro acendimento indica que
frouxa, ção o permitam, a uma velocidade restam pelo menos 50 km de autono-
- alternador defeituoso. de 60 km/h ou mais, durante pelo mia. (Capacidade do depósito: cerca
Consultar um Representante Autori- menos cinco minutos até que a men- de 50 litros).
zado PEUGEOT. sagem desapareça. Se o defeito per-
sistir, consultar rapidamente um Re-
presentante autorizado PEUGEOT.

01-10-2005
22 - O controlo de marcha

Luz avisadora de cinto


não apertado*
Ao ligar a ignição a luz
avisadora acende se o
condutor não tiver apertado o seu
cinto.
Para além de 20 km/h e durante cer-
ca de dois minutos, a luz avisadora
pisca acompanhada por um sinal
sonoro de intensidade crescente e
por uma mensagem no ecrã multi-
funções. Esta luz permanecerá ace-
sa enquanto o condutor não apertar
o cinto. Indicador de temperatura do Indicador de temperatura do
líquido de arrefecimento óleo do motor
Luz avisadora de - ponteiro na zona (A), a temperatura Com o motor a trabalhar, indica a
neutralização do airbag está correcta, temperatura do óleo:
passageiro* - ponteiro na zona (B), a temperatura - ponteiro na zona (C), a temperatura
O acender desta luz avisadora está demasiado alta. A luz de alerta está correcta,
acompanhado por pela mensagem centralizado STOP pisca. - ponteiro na zona (D), a temperatura
no ecrã multifunções, indica a neu- A paragem é obrigatória. está demasiado alta. Para diminuir
tralização do airbag passageiro. Consultar um Representante Autori- a temperatura do óleo, reduzir a
A luz avisadora permanece acesa zado PEUGEOT. velocidade.
enquanto o airbag passageiro não
for neutralizado.
Em todos os casos, se a luz avisadora
piscar, consultar um Representante
Autorizado PEUGEOT.
Luz avisadora de
airbags
A luz avisadora acende
durante alguns segundos
ao ligar a ignição. O acender desta
luz avisadora com o motor em fun-
cionamento, acompanhado por um
sinal sonoro e por uma mensagem
no ecrã multifunções, indica um mau
funcionamento dos airbags.
Consultar um Representante Autori-
zado PEUGEOT. * Consoante o destino.
01-10-2005
22 - O controlo de marcha

Luz avisadora de cinto


não apertado*
Ao ligar a ignição a luz
avisadora acende se o
condutor não tiver apertado o seu
cinto.
Para além de 20 km/h e durante cer-
ca de dois minutos, a luz avisadora
pisca acompanhada por um sinal
sonoro de intensidade crescente e
por uma mensagem no ecrã multi-
funções. Esta luz permanecerá ace-
sa enquanto o condutor não apertar
o cinto. Indicador de temperatura do Indicador de temperatura do
líquido de arrefecimento óleo do motor
Luz avisadora de - ponteiro na zona (A), a temperatura Com o motor a trabalhar, indica a
neutralização do airbag está correcta, temperatura do óleo:
passageiro* - ponteiro na zona (B), a temperatura - ponteiro na zona (C), a temperatura
O acender desta luz avisadora está demasiado alta. A luz de alerta está correcta,
acompanhado por pela mensagem centralizado STOP pisca. - ponteiro na zona (D), a temperatura
no ecrã multifunções, indica a neu- A paragem é obrigatória. está demasiado alta. Para diminuir
tralização do airbag passageiro. Consultar um Representante Autori- a temperatura do óleo, reduzir a
A luz avisadora permanece acesa zado PEUGEOT. velocidade.
enquanto o airbag passageiro não
for neutralizado.
Em todos os casos, se a luz avisadora
piscar, consultar um Representante
Autorizado PEUGEOT.
Luz avisadora de
airbags
A luz avisadora acende
durante alguns segundos
ao ligar a ignição. O acender desta
luz avisadora com o motor em fun-
cionamento, acompanhado por um
sinal sonoro e por uma mensagem
no ecrã multifunções, indica um mau
funcionamento dos airbags.
Consultar um Representante Autori-
zado PEUGEOT. * Consoante o destino.
01-10-2005
O controlo de marcha - 23

Ecrã de visualização das Testemunhos da caixa de


posições da alavanca velocidades automática
selectora da caixa de
velocidades automática
Park (estacionamento) Luz avisadora de "Desporto"
Acende com a selecção do
programa "DESPORTO".
Reverse (Marcha atrás) Luz avisadora de "NEVE"
Acende com a selecção do
programa "NEVE".
Neutral (Ponto morto)
Anomalia de funcionamento
Se as luzes avisadoras Desporto e
Drive (Condução) Neve piscam, acompanhadas por um
sinal sonoro e por uma mensagem
no ecrã multifunções. Consultar
um representante Autorizado
PEUGEOT.
Modo manual:
1ª relação engatada

2ª relação engatada

3ª relação engatada

4ª relação engatada

01-10-2005
24 - O controlo de marcha

ECRÃ DO PAINEL DE 5 segundos depois de se ligar a Quando o prazo para a revisão foi
INSTRUMENTOS chave, o conta-quilómetros retoma o ultrapassado
funcionamento normal e o ecrã indica Sempre que se ligar a ignição e
Quando se liga a ignição, assegura a quilometragem total ou diária. durante 5 segundos, a chave de
sucessivamente três funções: manutenção e a quilometragem ul-
- indicador de manutenção, trapassada piscam.
- indicador do nível do óleo do Exemplo: o prazo para a revisão foi
motor, ultrapassado em 300 km. A revisão
- conta-quilómetros totalizador per- da sua viatura deve ser efectuada o
manece visível ao desligar a igni- mais rapidamente possível.
ção, na abertura da porta do con- Ao ligar a ignição e durante
dutor e ao trancar ou destrancar o 5 segundos o ecrã indica:
veículo, durante 30 segundos. Quando o prazo até à próxima
revisão for inferior a 1 000 km
Exemplo: faltam 900 km para a
Indicador de manutenção próxima revisão.
Indica a quilometragem que falta Ao ligar a ignição e durante
para a próxima revisão a efectuar de 5 segundos, o ecrã indica:
acordo com o plano de manutenção. 5 segundos depois de ligada a
ignição, o conta-quilómetros passa
ao funcionamento normal e a chave
Funcionamento permanece acesa. O ecrã indica a
quilometragem total ou diária.
Ao ligar a chave e durante 5 segun-
dos, a chave que simboliza as ope-
rações de manutenção acende e o
ecrã do quadrante indica o número 5 segundos depois de ligada a
de quilómetros, arredondado por ignição, o conta-quilómetros passa
defeito, que faltam para a próxima ao funcionamento normal e a chave
revisão. permanece acesa.
Exemplo: Faltam 4 800 km para a Indica que uma revisão deve ser
próxima revisão. Com a chave ligada feita brevemente. O ecrã indica a
e durante 5 segundos o ecrã indica: quilometragem total ou diária.
Observação: a chave de manuten-
ção acende no caso de que tenha
ultrapassado o prazo de dois anos*.

* Consoante o destino.
01-10-2005
O controlo de marcha - 25

Reposição a zero do indicador de Indicador de nível do óleo


manutenção motor
Ao ligar a ignição, o nível de óleo
do motor é indicado durante cerca
de 10 segundos, após a informação
sobre a manutenção. Defeito no indicador de nível de
óleo
O piscar dos seis segmentos
conirma um mau funcionamento do
indicador de nível do óleo.
Risco de deterioração do motor.
Consultar um Representante Autori-
O seu Representante Autorizado Demasiado óleo zado PEUGEOT.
PEUGEOT efectua esta operação
depois de cada revisão. O piscar dos seis quadrados e o
aparecimento de "max" indicam
O processo de reposição a zero é o uma quantidade demasiada de óleo
seguinte: podendo deteriorar o motor.
- desligar a ignição, Se essa quantidade demasiada
- premir o botão 1 e mantê-lo de óleo for conirmada pela sonda
premido, manual (vareta do óleo), consultar
- ligar a ignição. um Representante Autorizado
O ecrã quilométrico começa uma PEUGEOT.
retro-contagem de 10 segundos,
- manter o botão 1 premido durante
10 segundos.
O ecrã indica [= 0] e a chave de
manutenção desaparece.

Falta de óleo
O piscar dos seis segmentos e o
aparecimento de "mínimo" indicam
uma falta de óleo podendo deteriorar
o motor. A veriicação do nível com a
sonda (vareta do óleo) só é
Se essa falta de óleo for conirmada válida se o veículo estiver num
pela sonda manual (vareta do óleo), solo horizontal e com o motor
completar, imperativamente, o nível parado desde pelo menos,
do mesmo. mais de 10 minutos.

01-10-2005
26 - O controlo de marcha

Totalizador quilométrico REÓSTATO DE ILUMINAÇÃO AS LUZES DE


EMERGÊNCIA
Premindo o botão, todas as
luzes indicadoras de mudança de
direcção piscam.
Podem funcionar com a ignição
desligada.

O acendimento automático
das luzes de emergência*
Um impulso no botão 1 permite al- Com os faróis acesos, carregar no Numa travagem de urgência e em
ternar a indicação da quilometragem botão para variar a intensidade da função da desaceleração, as luzes
total e diária. iluminação do posto de condução. de emergência acendem automati-
Para repor o contador diário a zero Quando a iluminação atingir o ajuste camente. Apagam-se, também auto-
pressionar, quando ele está aixado, mínimo (ou máximo), soltar o botão maticamente, à primeira aceleração.
o botão 1 até a aparição dos zeros. e em seguida tornar a carregar para Podem também ser desligadas
aumentá-la (ou diminuí-la). premindo o botão.
Quando a iluminação atingir a
intensidade pretendida, soltar o
botão.

* Conforme o destino.
01-10-2005
Os ecrãs multifunções - 27

O RELÓGIO ECRÃ A Regulação dos parâmetros


Manter o botão 1 apoiado durante
dois segundos para aceder aos
ajustamentos, o valor pisca, está
pronto para ser modiicado.
Em seguida, cada pressão no
botão 1 permite fazer desilar os
diferentes dados na seguinte ordem:
- idioma das informações exibidas,
- horas (modo 12 ou 24 horas),
- minutos,
- ano,
- mês,
- dia,
- unidade de temperatura:
(graus Celsius ou Fahrenheit).
Botão 1: acerto das horas Permite obter as seguintes informa- Para modiicar o dado seleccionado,
Botão 2: acerto dos minutos ções: premir o botão 2. Manter o botão
Manter o botão premido para obter - hora, premido para obter um desile rápido
um desile rápido. - data, (retorno ao início depois do último
- temperatura exterior* valor possível).
(pisca em caso de gelo na Se nenhuma acção for feita durante
estrada), 7 segundos, o ecrã volta à aixação
- os dados do rádio, de base e os dados alterados são
- o controlo dos acessos registados.
(ex. "porta frente esquerda
aberta", ...), Observação: Uma pressão no botão
- mensagens de alerta 2 permite inscrever a temperatura
(ex. "pilha do telecomando gasta") exterior durante alguns segundos.
ou de informação
(ex. "modo economia activo")
exibidas temporariamente.

* Consoante a versão.
01-10-2005
28 - Os ecrãs multifunções

O ECRÃ MONOCROMÁTICO B Ajuste dos parâmetros


Conservar o botão 1 premido durante
dois segundos para ter acesso aos
ajustes. O parâmetro pisca e está
pronto a ser alterado.
Em seguida, cada impulso no botão 1
permite fazer desilar os diversos
dados pela seguinte ordem:
- idioma das informações aixadas,
- unidade de velocidade (km ou
milhas),
- unidade de temperatura (graus
Celsius ou Fahrenheit),
- modo da hora (12 ou 24 horas),
- horas,
- minutos,
- ano,
Permite obter as seguintes informa- - mês,
ções: - dia.
- a hora,
- a data, Para modiicar o valor do parâmetro
- a temperatura exterior (pisca em seleccionado premir o botão 2.
caso de risco de gelo), Manter o botão premido para obter
- as aixações do rádio, um desile rápido.
- controlo dos acessos. O ecrã indica Se nenhuma acção for feita durante
graicamente se alguma porta está 7 segundos, o visor volta à aixação
aberta, corrente e os dados alterados são
- mensagens de alerta (ex: "anomalia gravados.
carga bateria") ou de informação
(ex: "nível de combustível baixo")
inscritas temporariamente e que
podem ser apagadas premindo o
botão 1 ou 2,
- computador de bordo.

01-10-2005
Os ecrãs multifunções - 29

O ECRÃ MONOCROMÁTICO CT Observação: para aproveitar todas


as funções do sistema existem dois
CD-Rom: um, o de "Coniguração",
contém o programa e os diferentes
idiomas das visualizações e das
informações vocais; o outro, o de
"Orientação" contém os dados car- Menu coniguração
tográicos do sistema de orientação
embarcado. Dá acesso aos parâmetros seguin-
tes:
- "Regular a luminosidade": ajuste
da luminosidade do ecrã,
- "Som": ajuste da síntese vocal
É comandado pelo teclado do rádio- (para o parâmetro voz feminina/
telefone GPS RT3. masculina: inserir o CD-Rom
de coniguração); ajuste dos
Ele permite visualizar: comandos vocais,
- a hora - "Parâmetros internacionais":
- a data Menu principal
ajuste da data e hora (modo 12 ou
- a temperatura exterior (no caso Premir a tecla "Menu" do rádio-tele- 24 horas, ajuste dos minutos no
de riscos de gelo ocorrerá uma fone RT3 para aceder ao menu prin- GPS); ajuste das unidades (I/100-°
mensagem), cipal e escolher uma das seguintes C ou mpg - °F).
- as visualizações das fontes áudio aplicações: -"Selecção do idioma": escolha
(rádio, CD, ...) - navegação/info. tráfego (ver do idioma de visualização, das
- as visualizações dos sistemas capítulo "Sistema de navegação informações e do correio voz
telemáticos (telefone, serviços, ...), embarcado"), (Alemão, Inglês, Espanhol,
- o controlo dos acessos (portas, - funções de áudio (ver capítulo Francês, Italiano, Holandês,
capot, ...), "Rádio-telefone RT3"), Português: inserir o CD-Rom de
- as mensagens de alerta (ex.: - computador de bordo (ver capítulo coniguração)
"Nível de combustível baixo") e do correspondente),
estado das funções do veículo (ex.: - directório (ver capítulo "Rádio-
"Airbag passageiro neutralizado") telefone RT3"),
visualizados temporariamente, - telefone e serviços telemáticos (ver
- a visualização do computador de capítulo "Rádio-telefone RT3"),
bordo (ver capítulo correspon- - coniguração.
dente),
- as visualizações do sistema de
orientação embarcado (ver capítulo
correspondente).

01-10-2005
30 - A áudio e a telemática

RÁDIO RB3

Acção Comando executado

1 - Apoio (atrás) Aumento do volume sonoro.

2 - Apoio (atrás) Diminuição do volume sonoro.

1 + 2 - Apoio simultâneo Corte do som (mute); restauro do som apoiando numa tecla qualquer.
Busca automática frequência superior (rádio) -
3 - Apoio Selecção da pista seguinte (CD).
Busca automática frequência inferior (rádio) -
4 - Apoio Selecção pista precedente (CD).
5 - Apoio na extremidade Mudança de fonte (rádio/cassete/carregador CD).
6 - Rotação (sentido Selecção estação memorizada superior (rádio) -
dos ponteiros do relógio) Selecção CD seguinte.
7 - Rotação (contrária Selecção estação memorizada inferior (rádio) -
aos ponteiros do relógio) Selecção CD precedente.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 31

Tecla Função

A Ligar/desligar o rádio.
B - Baixar o volume.
C + Aumentar o volume.
Ligar/desligar função RDS.
D RDS Impulso de mais de dois segundos: ligar/desligar o modo de seguimento regional.
E TA Ligar/desligar a prioridade às informações de trânsito.
F Impulso a fundo: retorno rápido da cassete.
G Impulso a fundo: avanço rápido da cassete.
34 Impulso a meio curso: inversão do sentido de leitura da cassete.
F+G
78 Impulso a fundo: ejecção da cassete.
Selecção dos graves, dos agudos, do loudness, da repartição sonora e da correcção automática
H ¯ do volume.
I 5 Ajuste superior das funções associadas à tecla H.
J 6 Ajuste inferior das funções associadas à tecla H.
Selecção da fonte: rádio, cassete ou carregador CD.
K SRC Impulso de mais de dois segundos: leitura aleatória CD.
Busca manual e automática da frequência superior.
L 8 Selecção da música seguinte (CD) e do PTY (rádio).
M MAN Funcionamento manual/automático das teclas L e N modo rádio.
Selecção manual e automática da frequência inferior.
N 7 Selecção da música precedente (CD) e do PTY (rádio).
BND Selecção das gamas de ondas FM1, FM2, FMast, AM.
O AST Impulso de mais de 2 segundos: memorização automática das estações (autostore).
Selecção da estação memorizada.
1a6 123456 Impulso de mais de dois segundos: memorização de uma estação.
1a5 12345 Selecção dos CD do carregador de CD.
01-10-2005
34 - A áudio e a telemática

FUNÇÕES GERAIS AJUSTES ÁUDIO Ajuste dos graves

Ligar/desligar Efectuar pressões Quando "BASS"


Com a chave de sucessivas na tecla está aixado, premir
ignição na posição H para aceder aos as teclas I ou J para
acessórios ou con- ajustes dos graves fazer variar o ajuste.
tacto ligado, premir o (BASS), dos agudos - "BASS -9" ajuste
botão A para ligar ou (TREB), do loudness mínimo dos graves,
desligar o rádio. (LOUD), do fader - "BASS 0" posição
(FAD), do balanço normal,
O rádio pode funcionar durante (BAL) e da correcção automática do - "BASS +9" ajuste máximo dos graves.
30 minutos sem ligar a ignição. volume.
A saída do modo áudio efectua-se
automaticamente depois de alguns
segundos sem acção ou premindo
a tecla H depois da coniguração da
Sistema anti-roubo correcção automática do volume. Ajuste dos agudos
O rádio está codiicado de maneira a Observação: o ajuste dos graves, Quando "TREB" está aixado,
funcionar unicamente no seu veículo dos agudos e do loudness é premir as teclas I ou J para fazer
e não poderá ser utilizado se for especíico de cada fonte. É possível variar o ajuste.
instalado num outro veículo. regulá-los independentemente em - "BASS -9" ajuste mínimo dos
O sistema anti-roubo é automático rádio, cassete (RB3), CD (RD3) ou agudos,
e não requer nenhuma manipula- carregador de CD.
- "BASS 0" posição normal,
ção da sua parte.
- "BASS +9" ajuste máximo dos
agudos

AJUSTE DO VOLUME Ajuste do loudness


SONORO Esta função permite acentuar
automaticamente os graves e os
Efectuar pressões sucessivas na agudos. Premir as teclas I ou J para
tecla C para aumentar o volume activar ou dasactivar a função.
sonoro do rádio ou na tecla B para
o diminuir.
Uma pressão contínua nas teclas C
e B permite uma regulação pro-
gresssiva do volume.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 35

Ajuste da repartição sonora FONTE RÁDIO Selecção da fonte rádio


frente/atrás (Fader)
Quando "FAD" está aixado, premir Observações sobre a recepção de Rádio RB3: Premir
as teclas I ou J. rádio várias vezes tecla
A tecla I permite aumentar o volume "SRC".
O auto-rádio é submetido a
sonoro à frente. fenómenos que não existem numa
A tecla J permite aumentar o volume instalação rádio de salão. Tanto
sonoro atrás. a recepção em modulação de Rádio RD3: premir a
amplitude AM (GO/PO) como em tecla R.
modulação de frequência (FM), está
sujeita a perturbações diversas que
Ajuste da repartição sonora não põem em causa a qualidade
direita/esquerda (Balanço) da sua instalação pois são devidas
Quando "BAL" está aixado, premir à natureza dos sinais e à sua
as teclas I ou J. propagação.
Selecção de uma gama de ondas
A tecla I permite aumentar o volume Em modulação de amplitude, é
sonoro à direita. possível que se notem perturbações
quando se passa por baixo de linhas Rádio RB3: com ligei-
A tecla J permite aumentar o volume ras pressões na tecla
sonoro à esquerda. de alta tensão, pontes ou túneis.
Em frequência modulada, a distância "BND/AST", seleccio-
da emissora, a relexão do sinal nam-se as gamas de
contra obstáculos (montanhas, ondas FM1, FM2, FMast e AM.
Correcção automática do volume colinas, prédios, etc), as zonas
Esta função permite adaptar auto- de sombra (não cobertas pelos
maticamente o volume sonoro em emissores) podem provocar
função da velocidade do veículo. perturbações na recepção. Rádio RD3: com li-
geiras pressões na
Premir as teclas I ou J para activar tecla "R", seleccio-
ou neutralizar a função. nam-se as gamas de
ondas FM1, FM2, FMast e AM.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 35

Ajuste da repartição sonora FONTE RÁDIO Selecção da fonte rádio


frente/atrás (Fader)
Quando "FAD" está aixado, premir Observações sobre a recepção de Rádio RB3: Premir
as teclas I ou J. rádio várias vezes tecla
A tecla I permite aumentar o volume "SRC".
O auto-rádio é submetido a
sonoro à frente. fenómenos que não existem numa
A tecla J permite aumentar o volume instalação rádio de salão. Tanto
sonoro atrás. a recepção em modulação de Rádio RD3: premir a
amplitude AM (GO/PO) como em tecla R.
modulação de frequência (FM), está
sujeita a perturbações diversas que
Ajuste da repartição sonora não põem em causa a qualidade
direita/esquerda (Balanço) da sua instalação pois são devidas
Quando "BAL" está aixado, premir à natureza dos sinais e à sua
as teclas I ou J. propagação.
Selecção de uma gama de ondas
A tecla I permite aumentar o volume Em modulação de amplitude, é
sonoro à direita. possível que se notem perturbações
quando se passa por baixo de linhas Rádio RB3: com ligei-
A tecla J permite aumentar o volume ras pressões na tecla
sonoro à esquerda. de alta tensão, pontes ou túneis.
Em frequência modulada, a distância "BND/AST", seleccio-
da emissora, a relexão do sinal nam-se as gamas de
contra obstáculos (montanhas, ondas FM1, FM2, FMast e AM.
Correcção automática do volume colinas, prédios, etc), as zonas
Esta função permite adaptar auto- de sombra (não cobertas pelos
maticamente o volume sonoro em emissores) podem provocar
função da velocidade do veículo. perturbações na recepção. Rádio RD3: com li-
geiras pressões na
Premir as teclas I ou J para activar tecla "R", seleccio-
ou neutralizar a função. nam-se as gamas de
ondas FM1, FM2, FMast e AM.

01-10-2005
36 - A áudio e a telemática

Busca automática das estações Busca manual das estações Memorização automática das
Premir a tecla "MAN". estações FM (autostore)
Premir brevemente uma das teclas L Rádio RB3: manter
ou N para aumentar ou diminuir res- premida durante mais
pectivamente a frequência aixada. de dois segundos a
Conservando a tecla premida na tecla "BND/AST".
Premir brevemente uma das teclas direcção escolhida obtém-se um
L ou N para ouvir respectivamente desile contínuo da frequência.
a estação seguinte ou a precedente. O desile pára na primeira estação
Conservando a tecla apoiada na encontrada logo que se soltar a tecla. Rádio RD3: manter
direcção escolhida obtém-se um premida durante mais
desile contínuo da frequência. Um novo impulso na tecla "MAN" de dois segundos a
permite voltar à busca automática tecla "R".
O desile pára na primeira estação das estações.
encontrada logo que se soltar a tecla.
Se o programa de informações
de trânsito TA for seleccionado,
unicamente as estações que O seu rádio memoriza automati-
transmitem este tipo de programa camente os 6 melhores emissores
serão escutadas. recebidos em FM. Estas estações
são memorizadas na gama de on-
A busca de uma estação efectua- das FMast.
se primeiro em sensibilidade "LO"
(selecção dos emissores mais Memorização manual das Quando os seis emissores não pude-
potentes) para um varrimento estações rem ser encontrados, as memórias
da gama de ondas, depois em Seleccionar a estação pretendida. restantes permanecem inalteradas.
sensibilidade "DX" (selecção de Manter premida durante mais de
emissores mais fracos e mais dois segundos uma das teclas de
longínquos). "1" a "6".
Para efectuar directamente uma O som é cortado e em seguida
busca em sensibilidade "DX", premir Chamada das estações
torna-se audível conirmando que a memorizadas
duas vezes as teclas L ou N. estação foi memorizada.
Em cada gama de ondas, uma
ligeira pressão sobre uma das teclas
de "1" a "6" selecciona a estação
memorizada correspondente.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 37

SISTEMA RDS Programa de informações de Modo regional de seguimento


trânsito (REG)
Utilização da função RDS (Radio Premir a tecla "TA" Quando estão organizadas em rede,
Data System) na banda FM para activar ou de- certas estações transmitem progra-
sactivar a função. mas regionais nas diferentes regiões
O sistema RDS permite continuar a onde difundem. O modo de segui-
ouvir a mesma estação em qualquer O ecrã multifunções
indicará: mento regional permite privilegiar a
que seja a frequência que ela utiliza audição de um mesmo programa.
na região em que se viaja. - "TA" se a função estiver activada,
Para tal, manter premida durante
- "(TA)" se a função estiver activada mais de dois segundos a tecla
mas não disponível. "RDS" para activar ou desactivar a
Com uma ligeira Qualquer notícia sobre o trânsito função.
pressão sobre a será difundida prioritariamente com
tecla "RDS", activa- qualquer que seja a fonte em serviço
se ou desactiva-se a (rádio, cassete, CD ou carregador
função. de CD).
O ecrã multifunções indicará: Se se quizer interromper a difusão
de uma mensagem, prime-se a tecla
- "RDS" se a função estiver activada, "TA" e a função será desactivada.
- "(RDS)" se a função estiver activada
mas não disponível. Observação: o volume das
informações sobre o trânsito
é independente do volume de
audição normal do rádio. Poderá
ajustá-lo com o botão do volume.
Seguimento das estações RDS O ajuste será memorizado e será
O ecrã indica o nome da estação utilizado na difusão das próximas
seleccionada. Assim que a função mensagens.
RDS for activada, o rádio busca
permanentemente o emissor que
difunde a estação seleccionada com
a melhor qualidade de audição.

01-10-2005
38 - A áudio e a telemática

Função PTY: rádio RD3 Para procurar um programa "PTY": Sistema EON: rádio RD3
Permite a audição de estações Este sistema liga entre si estações
que emitem um tipo de programa que pertencem à mesma rede.
especíico (Noticiários, Cultura, Permite difundir uma informação
Desporto, Rock...). sobre o trânsito ou um programa
PTY emitido por uma estação que
Quando a FM está pertence à mesma rede que a
seleccionada, premir estação em escuta.
durante mais de dois - activar a função "PTY",
Para beneiciar deste serviço, selec-
segundos a tecla - premir brevemente a tecla L ou N para cionar o programa de informações
"TA" para activar ou desactivar a fazer desilar a lista dos diferentes sobre o trânsito TA ou a função
função. tipos de programas propostos, PTY.
- quando o programa escolhido
aparecer, conservar a tecla L ou
N premida durante mais de dois
segundos para efectuar uma
busca automática (depois de uma
busca automática, a função PTY é
desactivada).
Em modo PTY, os tipos de programas
podem ser memorizados. Para isso,
conservar uma das teclas de pré-
selecção de "1" a "6" premida
durante mais de dois segundos.
A chamada do tipo de programa
memorizado faz-se com um impulso
breve na tecla correspondente.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 39

FONTE CASSETE: RÁDIO Sentido da leitura Preconização da utilização de


RB3 O leitor lerá alternadamente as cassetes
pistas 1 e 2 da cassete invertendo - Utilizar cassetes de boa qualidade.
Selecção da fonte cassete automaticamente o sentido de leitura - Evitar a utilização de cassetes com
no im de cada pista lida. duração superior a 90 minutos.
Após a introdução de Para inverter manualmente o sentido - Nunca expor as cassetes ao calor
uma cassete o leitor de leitura da cassete, premir a meio ou directamente aos raios solares.
entra automaticamen- curso as 2 teclas F e G. - Se necessário, esticar a ita antes
te em funcionamento. de introduzir a cassete no leitor.
Se uma cassete - Limpar regularmente as cabeças
estiver já inserida, premir duas vezes de leitura com uma cassete de
a tecla "SRC" para seleccionar a limpeza de tipo húmido.
fonte cassete.
Observação: antes da introdução
da cassete conirmar a boa tensão Avanço e rebobinagem rápidos
da ita magnética. Premir a fundo uma das teclas F ou G
para efectuar respectivamente uma
rebobinagem ou um avanço rápido
da cassete. No im do enrolamento o
leitor lê a pista que recomeça.
Ejecção da cassete

Premir a fundo as
2 teclas F e G para
ejectar a cassete do
leitor.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 41

FONTE CARREGADOR DE Selecção de um disco Escuta acelerada


DISCOS COMPACTOS Premir uma das teclas de "1" a "5" Conservar uma das teclas L ou N
do rádio para seleccionar o disco premidas para efectuar respectiva-
Selecção da fonte carregador de correspondente. mente uma audição acelerada em
CD avanço ou em retorno rápido.
A audição acelerada pára logo que
Rádio RB3: efectuar se soltar a tecla.
pressões sucessivas
na tecla "SRC". Selecção de uma faixa do disco

Leitura aleatória (RDM)


Rádio RD3: premir a Com a fonte CD seleccionada:
tecla P. - Rádio RB3: manter a tecla "SRC"
premida durante dois segundos;
Premir a tecla L para seleccionar a
faixa seguinte. - Rádio RD3: manter a tecla P
premida durante dois segundos.
Premir a tecla N para voltar ao início As faixas do disco serão lidas numa
da faixa que se está a ouvir ou para ordem aleatória. Uma nova pressão
seleccionar o disco precedente. de dois segundos na tecla permite
retomar a leitura normal.

A utilização de discos
compactos gravados
pode provocar disfuncio-
namentos.
Inserir unicamente discos com-
pactos que tenham uma forma
circular.

01-10-2005
32 - A áudio e a telemática

RÁDIO RD3

Acção Comando executado

1 - Apoio (atrás) Aumento do volume sonoro.

2 - Apoio (atrás) Diminuição do volume sonoro.

1 + 2 - Apoio simultâneo Corte do som (mute); restauro do som apoiando numa tecla qualquer.
Busca automática frequência superior (rádio) -
3 - Apoio Selecção da pista seguinte (CD).
Busca automática frequência inferior (rádio) -
4 - Apoio Selecção pista precedente (CD).
5 - Apoio na extremidade Mudança de fonte (rádio/CD/carregador CD).
6 - Rotação (sentido Selecção estação memorizada superior (rádio) -
dos ponteiros do relógio) Selecção CD seguinte.
7 - Rotação (contrária aos Selecção estação memorizada inferior (rádio) -
ponteiros do relógio) Selecção CD precedente.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 33

Tecla Função

A Ligar/desligar o rádio.
B - Baixar o volume.
C + Aumentar o volume.
Ligar/desligar função RDS.
D RDS Impulso de mais de dois segundos: ligar/desligar o modo de seguimento regional.
Ligar/desligar a prioridade às informações de trânsito.
E TA Impulso de mais de dois segundos: ligar/desligar a função PTY.
Selecção dos graves, dos agudos, do loudness, da repartição sonora e da correcção automática
H ¯ do volume.
I 5 Ajuste áudio superior das funções associadas à tecla H.
J 6 Ajuste áudio inferior das funções associadas à tecla H.
Busca manual e automática da frequência superior.
L 8 Selecção da música seguinte (CD) e do PTY (rádio).
M MAN Funcionamento manual/automático das teclas L e N.
Selecção manual e automática da frequência inferior.
N 7 Selecção da música precedente (CD) e do PTY (rádio).
Selecção da fonte carregador de CD.
P CH.CD Pressão de mais de 2 segundos: leitura aleatória.
Selecção da fonte CD.
Q CD Impulso de mais de 2 segundos: leitura aleatória.
Selecção da fonte rádio. Selecção das gamas de ondas FM1, FM2, FMast, AM.
R Radio Pressão de mais de 2 segundos: memorização automática das estações (autostore).
S 5 Ejecção do CD.
Selecção da estação memorizada.
1a6 123456 Impulso de mais de dois segundos: memorização de uma estação.
1a5 12345 Selecção dos CD do carregador de CD.

01-10-2005
40 - A áudio e a telemática

FONTE DE DISCOS Selecção de uma faixa do disco Leitura aleatória (RDM)


COMPACTOS: RÁDIO RD3 Com a fonte CD seleccionada,
manter a tecla Q premida durante
Selecção da fonte CD dois segundos. As faixas do disco
serão lidas numa ordem aleatória.
Depois da introdução Uma nova pressão na tecla Q
de um disco, com a Premir a tecla L para seleccionar a permite retomar a leitura normal.
face gravada para faixa seguinte. O modo de leitura aleatório é
cima, o leitor entra au- desactivado cada vez que se desliga
tomaticamente em funcionamento. Premir a tecla N para voltar ao início
da faixa que se está a ouvir ou para o rádio.
Se um disco estiver já inserido, seleccionar o disco precedente.
premir a tecla Q.

Ejecção de um disco Escuta acelerada


Conservar uma das teclas L
Premir a tecla S para ou N premidas para efectuar
ejectar o disco do respectivamente uma audição
leitor. acelerada em avanço ou em retorno
rápido.
A audição acelerada pára logo que
se soltar a tecla.

A utilização de discos
compactos gravados
pode provocar disfuncio-
namentos.
Inserir unicamente discos com-
pactos que tenham uma forma
circular.

01-10-2005
42 - A áudio e a telemática

O RÁDIO-TELEFONE GPS RT3

Acção Comando executado


1 - Pressão (atrás) Aumento do volume sonoro.
2 - Pressão (atrás) Diminuição do volume sonoro.
1+2 - Pressões simultâneas Corte do som (mute) ; restauro do som por pressão em qualquer tecla.
Busca automática da frequência superior (rádio) -
Selecção da faixa seguinte (CD/MP3/carregador CD).
3 - Pressão Pressão contínua até libertar: leitura rápida para a frente (CD/carregador CD),
desile rápido das faixas seguintes (MP3).
Busca automática da frequência inferior (rádio) -
Selecção da faixa precedente (CD/MP3/carregador CD).
4 - Pressão Pressão contínua até libertar: leitura rápida para trás (CD/carregador CD),
desile rápido das faixas precedentes (MP3).
Mudança do modo rádio (rádio/CD/MP3/carregador CD/AUX) - Validação elemento seleccionado
5 - Pressão na (num menu, um ecrã) - Ligar/Desligar (Tel./Chamada recebida) - Desligar (Tel./Em com.).
extremidade Pressão de mais de 2 segundos: visualização do menu contextual do telefone (Tel./Excepto com.).

6 - Rotação (sentido dos Selecção da estação memorizada superior ou memorização em posição 1 se a estação não
ponteiros do relógio) estiver memorizada (rádio) - Selecção CD seguinte - Selecção directório MP3 seguinte -
Selecção elemento seguinte de um menu, num ecrã.
7 - Rotação (sentido Selecção da estação memorizada inferior ou memorização em posição 6 se a estação não
contrário aos estiver memorizada (rádio) - Selecção CD precedente - Selecção directório MP3 precedente -
ponteiros do relógio) Selecção elemento precedente de um menu, num ecrã.
01-10-2005
A áudio e a telemática - 43

Tecla Função

Pressão: ligar/desligar o rádio-telefone.


A Rotação: ajuste do volume sonoro.

B 5 Ejecção do CD.

C SOURCE Selecção da fonte: rádio, CD, MP3, carregador CD ou AUX.

D Responder (Tel./ Chamada entrando) - Visualização do menu contextual (-Tel./desligado).

E Acesso ao menu dos Serviços "PEUGEOT" (se opções e serviços disponíveis).

F MODO Mudança da visualização corrente.

Apoio: visualização do menu contextual da visualização corrente -


Validação registada ou regulação.
G Rotação: deslocação num menu - Selecção função/ parâmetro - Ajustes áudio: fundos sonoros,
graves, agudos, loudness, fader (balanço FR/AT), balanço (balanço E/D), volume automático.

Ajuste da frequência superior, passo a passo ou contínuo (apoio mantido).


H 5 Selecção directório MP3 precedente (MP3).
Selecção CD precedente (carregador CD).

Ajuste da frequência inferior, passo a passo ou contínuo (apoio mantido).


I 6 Selecção directório MP3 precedente (MP3).
Selecção CD seguinte (carregador CD).

J Janela de infravermelhos (IrDA).

K ESC Anulação da operação em curso.

L Entrada do cartão SIM.

Busca automática da frequência superior - Selecção da faixa seguinte do CD.


M Apoio duplo: passagem do modo LO ao modo DX.
8 Apoio de mais de 2 segundos: avanço acelerado do CD (CD/Carregador CD), desile rápido das
faixas seguintes (MP3).
01-10-2005
44 - A áudio e a telemática

Tecla Função

Busca automática da frequência inferior - Selecção da faixa precedente do CD.


Apoio duplo: passagem do modo LO ao modo DX.
N 7 Apoio de mais de 2 segundos: retorno acelerado do CD (CD/Carregador CD), desile rápido das
faixas seguintes (MP3).

1° apoio: visualização da faixa superior (o resto do ecrã permanece escuro) -


O DARK 2° apoio: corte da luminosidade (ecrã escuro) - 3° apoio: regresso à visualização normal.
Pressão de mais de 10 segundos: reinicialização do sistema.

Visualização do menu principal - Pressão de mais de 2 segundos: visualização de um menu de


P MENU ajuda com a lista dos comandos vocais, um discritivo da versão do seu equipamento, um modo de
demonstração e o estado dos serviços.

Q Desligar telefone.

BAND Selecção das gamas das ondas FM1, FM2, FMast, AM.
R AST Pressão de mais de 2 segundos: memorização automática das estações (autostore).

Ligar/desligar a prioridade às informações sobre o trânsito.


S TA/PTY Pressão de mais de 2 segundos: ligar/desligar a função PTY.

Ligar/desligar a função RDS.


T RDS
Pressão de mais de 2 segundos: ligar/desligar o modo de seguimento regional.

Visualização da janela de ajuste de fundos sonoros, de graves, agudos, loudness,


U AUDIO repartição sonora e correcção automática do volume.

V SOS Pressão entre 2 e 8 segundos: chamada de urgência.

Selecção da estação memorizada.


1a6 123456 Pressão de mais de 2 segundos: memorização da estação em escuta.

1a5 12345 Selecção do CD do carregador de CDs.

0a9 012345 Teclado alfanumérico para o registo dos nomes e números de telefones.
*# 6789*#

01-10-2005
A áudio e a telemática - 45

ECRÃ

Em função das suas escolhas, apre-


senta as informações das funções
Navegação - Info. Tráfego, Áudio,
Directório, Telefone e Serviços Te- MENU PRINCIPAL SELECÇÂO DA FONTE
lemáticos, Coniguração*, Carta*.
Vídeo*. Uma pressão na tecla “P” dá acesso Premir a tecla SOURCE para selec-
É possível modiicar a informação ao conjunto das funções disponíveis cionar a fonte áudio: RÁDIO, CD,
aixada na parte direita do seu ecrã no seu rádio-telefone GPS RT3: CARREGADOR DE CD, MP3 ou en-
através de uma pressão sobre "F", "Navegação - Info. tráfego". trada auxiliar áudio/vídeo (AUX)*.
"G", "P" e "U", ou através dos co-
mandos vocais. "Funções de áudio".
A informação do lado esquerdo e "Directório".
na parte superior do ecrã depende "Telefone e serviços telemáticos".
da escolha realizada para o lado "Coniguração" do seu veículo. Entrada auxiliar (AUX)*
direito. "Carta"*. A entrada auxiliar permite ligar
Algumas informações e acções (aler- "Vídeo"*. um equipamento nomada (leitor
ta, ajustes, menu contextual) são as- MP3, ...).
sinaladas pela abertura temporária
de uma janela sobre o ecrã. F Activar a entrada auxiliar pelo
MOVIMENTAÇÂO NOS menu "Coniguração" depois
MENUS "Som" e por im "Activar entrada
aux".
As teclas "G", "H", "M", "I", "N", F Ligar o equipamento nomada às
permitem movimentar-se nos menus tomadas audio (branca e verme-
e uma pressão na tecla “G” de vali- lha, do tipo RCA) situadas dentro
dar as suas escolhas. do porta-luvas.
Recomenda-se não utilizar as teclas F Efectuar pressões sucessivas
do rádio-telefone GPS RT3 quando sobre a tecla SOURCE e selec-
em movimento. Em alguns países, cionar AUX.
algumas teclas podem ser desacti-
vadas (conformemente à legislação
nacional).
* Consoante o ecrã.
01-10-2005
46 - A áudio e a telemática

FUNÇÕES GERAIS Sistema anti-roubo SUSPENSÃO MOMENTÂNEA


O rádio-telefone GPS RT3 possui DO SOM
Ligar/desligar um código que lhe permite funcionar Utilizar os comandos
unicamente no seu veículo. Em caso (1) e (2) do volante
Chave de contacto na de instalação num outro veículo,
posição acessórios / para activar esta
consultar um representante autori- função.
ligar ou ignição liga- zado PEUGEOT para coniguração
da, apoiar no botão A do sistema. O som é suspenso,
para ligar ou desli- qualquer que seja a
O sistema anti-roubo é automático fonte utilizada. As fon-
gar a parte áudio do e não necessita nenhuma manipu-
rádio-telefone GPS tes áudio permanen-
lação da sua parte. tes (rádio, CD, carregador de CD,
RT3.
Observação: na ausência da, pre- MP3, entrada auxiliar) permanecem
mir o botão A para ligar ou desligar o cortados mas não os demais (indi-
sistema telemático.
AJUSTE DO VOLUME cação de navegação, por exemplo).
SONORO Para restabelecer o som, premir
O rádio-telefone GPS RT3 pode
funcionar durante 30 minutos com numa das duas teclas do volume.
Rodar o botão A no sentido dos
a ignição desligada. ponteiros do relógio para aumentar
o volume rádio ou no sentido inverso AJUSTES ÁUDIO
para o diminuir.
Pode também au- Efectuar pressões
mentar ou diminuir o sucessivas na tecla
volume através dos U para aceder às ja-
Observações: nelas de ajustes dos
comandos no volan-
- Retirar o cartão SIM somente de- te. Fundos sonoros, dos Graves, dos
pois de desligar o rádio-telefone, Agudos, do Loudness, do Fader
- depois do desligar automático (balanço FR/AT), do balanço (ba-
do rádio-telefone ao im dos 30 lanço D/E) e do Volume automá-
minutos, é possível fazer uma co- Observações tico.
municação telefónica premindo o O ajuste do volume sonoro é pró- A saída do modo áudio efectua-se
botão D, prio de cada fonte. É possível ajus- automaticamente depois de alguns
- depois de um corte do contacto, o tar independentemente o rádio, o segundos sem acção ou apoiando
rádio-telefone pode ser novamente CD,MP3, carregador CD ou AUX. na tecla "ESC".
ligado premindo os botões D, E, V
ou inserindo um CD no leitor. O volume sonoro é automaticamente
corrigido em função da velocidade Observação: o ajuste dos graves,
se a função volume automático es- dos agudos e do loudness é peculiar
tiver activada. a cada fonte. É possível ajustá-los
O volume sonoro quando parado diferentemente no rádio, no CD,
será o mesmo aquando do próximo MP3, carregador de CD ou AUX.
ligar da ignição.
01-10-2005
A áudio e a telemática - 47

Fundos sonoros Ajuste dos agudos Ajuste da repartição sonora


Quando "Agudo" é visualizado, direita/esquerda (Balanço)
Esta função permite rodar o botão G para variar a regu- Quando "Balanço" é visualizado:
escolher um fundo lação. - rodar o botão G no sentido dos
sonoro entre "Nen- - "-9" ajuste mínimo dos agudos, ponteiros do relógio para aumentar
hum", "Rock", "Clás- - "0" ajuste normal o volume sonoro à direita,
sico", "Jazz", "Vocal" - "+9" ajuste máximo dos agudos. - rodar o botão G no sentido
ou "Tecno". contrário para aumentar o volume
Rodar o botão G para sonoro à esquerda
escolher o fundo so-
noro.
A selecção de "Nenhum" permite
aceder a todos os ajustes deinidos
abaixo. A selecção de um outro fun-
do ajusta automaticamente os gra- Ajuste do Loudness Correcção automática do volume
ves e os agudos.
Esta função permite acentuar auto- Esta função permite adaptar auto-
maticamente os graves e os agudos máticamente o volume sonoro em
quando o volume sonoro é fraco. função da velocidade do veículo.
Rodar o botão G para activar ou neu- Rodar o botão G para activar ou neu-
tralizar a função. tralizar a função.
Ajuste dos graves
Quando "Graves" é visualizado,
rodar o botão G para variar a
regulação.
- "-9" ajuste mínimo dos graves,
- "0" ajuste normal Ajuste da repartição sonora
- "+9" ajuste máximo dos graves. Frente/Atrás (Fader)
Quando "Fader" é visualizado:
- rodar o botão G no sentido dos
ponteiros do relógio para aumentar
o volume sonoro à frente,
- rodar o botão G no sentido
contrário para aumentar o volume
sonoro atrás.

01-10-2005
48 - A áudio e a telemática

FONTE RÁDIO Selecção da fonte rádio Busca automática das estações

Observações sobre a recepção


rádio
O seu auto-rádio é submetido a fenó-
menos que não existem numa insta-
lação de salão. Tanto a recepção em Efectuar pressões sucessivas na te- Apoiar brevemente numa das
modulação de amplitude (AM) como cla "SOURCE". teclas M ou N para ouvir respecti-
em frequência modulada (FM) estão vamente a estação seguinte ou a
sujeitas a perturbações diversas que precedente.
não põem em causa a qualidade da
sua instalação pois são devidas à O desile pára na primeira estação
natureza dos sinais e à sua propa- encontrada.
gação. Se o programa de informações de
Em modulação de amplitude é pos- trânsito TA for activado, unicamente
sível que se notem perturbações as estações mais potentes que di-
quando se passa por baixo de linhas fundem este tipo de programa serão
de alta tensão, pontes ou túneis. seleccionadas.
Em modulação de frequência, a dis-
tância do emissor, a relexão do sinal Selecção de uma gama de ondas Sensibilidade de busca
contra os obstáculos (montanhas, É possível efectuar buscas automá-
colinas, prédios, etc...), as zonas de ticas consoante dois níveis de sen-
sombra (não cobertas pelo emissor), sibilidade:
podem provocar perturbações na
recepção. - Para captar os emissores mais
potentes, escolher o modo de
Efectuar pressões breves na tecla busca local "LO" (opção por
"BAND/AST" para selecionar as aproximação).
gamas de ondas FM1, FM2, FMast - Para captar os emisores mais
e AM. fracos ou mais afastados, escolher
o modo de busca sensível "DX".
A busca de uma estação efectua-
se primeiro em sensibilidade
"LO" (local), em seguida em
sensibilidade "DX" (distante).
Para efectuar directamente uma
busca em sensibilidade "DX"
(distante), premir duas vezes uma
das teclas M ou N.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 49

Busca Manual das estações Memorização automática das


estações FM (autostore)
Apoiar brevemente numa
das teclas H ou I para, res-
pectivamente, aumentar ou
diminuir a frequência visua-
lizada. Conservar premida a tecla "BAND/
Conservando a tecla apoia- AST" mais de dois segundos.
da na direcção escolhida O seu rádio memoriza automatica-
obtém-se o desile contínuo mente as seis melhores estações
da frequência. captadas em FM. Estas estações
O desile pára logo que se são memorizadas na gama FMast.
soltar a tecla. Se as 6 estações não puderem ser
encontradas, as memórias restantes
não serão alteradas.

Memorização manual das Chamada das estações


estações memorizadas
Seleccionar a estação pretendida. Em cada gama de ondas, premir bre-
Manter premida durante mais de vemente uma das teclas de "1" a "6"
dois segundos uma das teclas "1" para chamar a estação memorizada
a "6". correspondente.
Aparece uma janela no ecrã, a es- Quando se trata de uma estação
tação é memorizada quando apare- RDS, a frequência aparece alguns
ce com o número de memória que segundos antes do nome da mes-
lhe atribuiu. ma.
Para as estações RDS, a chamar de
uma estação pode provocar a busca
da frequência correspondente à re-
gião em que se encontrar.

01-10-2005
50 - A áudio e a telemática

SISTEMA RDS Programa de informações sobre As estações organizadas em rede


o trânsito (EON) possuem emissores regionais
difundindo os seus proprios progra-
Utilização do sistema RDS (Radio Apoiar na tecla "TA/ mas: pode ouvir-se uma destas es-
Data System) na banda FM PTY" para activar ou tações e passar sobre a estação da
A maior parte das estações de rádio desactivar a função. rede que difunde as mensagens de
FM utilizam o sistema RDS. O ecrã multifunções informação sobre o tráfego.
Este sistema permite-lhe continuar a indicará:
ouvir a mesma estação em qualquer - TA se a função for activada
que seja a frequência que ela utilizar - TA barrado ou em cinzento* se a
na região em que se viaja. função for activada mas não estiver Modo de seguimento regional
disponível. (REG)
Qualquer notícia sobre o trânsito Quando estão organizadas em rede,
Seguimento das estações RDS será difundida prioritariamente com certas estações apresentam progra-
qualquer que seja a fonte em curso mas regionais nas diferentes áreas
O ecrã indica o nome (rádio, CD ou carregador de CD). em que emitem. O modo de segui-
da estação seleccio- mento regional permite privilegiar a
nada. O rádio procura Se desejar interromper uma mensa-
gem, apoie na tecla "TA/PTY". audição de um mesmo programa.
permanentemente a Pode escolher efectuar um acom-
emissora que transmite o mesmo Observações: o volume das in-
formações sobre o trânsito é in- panhamento:
programa com a melhor qualidade
de audição. Esta busca pode pro- dependente do volume de escuta • Quer somente de uma estação
vocar pequenas perturbações de normal do rádio. Pode ajustar-se regional.
difusão. com o botão do volume. O ajuste • Quer de toda a rede, com a
será memorizado e será utilizado eventualidade de encontrar um
A activação ou a desactivação programa diferente.
da função é acessível através da na transmissão das futuras mensa-
tecla "RDS" ou pelo menu principal gens. A activação ou a desactivação da
"FUNÇÕES ÁUDIO". Deve estar na banda FM. função é acessível através do menu
principal "FUNÇÕES ÁUDIO" ou por
O ecrã indicará: Aquando das fases de procura de uma pressão de mais de 2 segundos
- "RDS" sempre que a função estação ou de memorização auto- na tecla "RDS".
estiver activada e disponível para a mática, se a função "TA" estiver
activada, os emissores compatíveis O ecrã multifunções indicará:
estação escolhida.
com a difusão destas mensagens - REG se a função estiver activada,
- "RDS" barrado ou "RDS" em serão captados ou memorizados em
cinzento no ecrã*, quando a - REG barrado ou em cinzento* se
prioridade. a função estiver activada mas não
função estiver activada mas não
disponível na estação. A estação ouvida deve indicar pelo disponível.
Se na região em que se encontrar, sistema RDS que difunde infor-
a estação ouvida não dispõe de mações sobre o tráfego.
várias frequências, pode desactivar
o acompanhamento automático da
frequência. * Consoante o ecrã.
01-10-2005
A áudio e a telemática - 51

Função PTY Para procurar um programa PTY: Sistema EON


Permite a audição de estações que Este programa liga entre si estações
emitem um tipo de programas espe- que pertencem à mesma rede. Per-
cíico entre os apresentados na lista mite transmitir uma informação sobre
a seguir: o trânsito ou um programa PTY emi-
tido por uma estação pertencendo à
NOTICIÁS CIÊNCIA mesma rede que a estação ouvida.
ACTUALIDADE DIVERSOS - activar a função PTY, Para beneiciar deste sistema, selec-
- rodar o botão G para fazer desilar cionar o programa de informações
SERVIÇOS MÚSICA POP os diferentes tipos de programas de trânsito TA ou a função PTY.
DESPORTO MÚSICA ROCK propostos, valide em seguida a sua
EDUCAÇÃO CANÇÃO escolha,
FICÇÃO MÚSICA LIGEIRA quando o programa escolhido
aparecer, premir uma das teclas M
CULTURA OUTRAS MÚSICAS ou N para efectuar uma busca
METEOROLOGIA LAZER automática (depois de uma busca Menu Funções de Audio
ECONOMIA MÚSICA JAZZ automática, a função PTY é
INFANTIL MÚSICA COUNTRY desactivada se nenhuma estação for
encontrada).
SOCIEDADE MÚSICA NACIONAL
RELIGIÃO MÚSICA ANTIGA
Em modo PTY, os tipos de progra-
FORUM FOLCLORE mas podem ser memorizados. Para
VIAGENS DOCUMENTÁRIO isso, conservar as teclas de pré-se-
lecção de "1" a "6" premidas duran- Seleccionar o menu "Funções de
te mais de dois segundos. A chama- Audio" a partir do menu principal
Com a FM está seleccionada, premir da do tipo de programa memorizado
durante mais de dois segundos a para:
faz-se por uma pressão breve na
tecla "TA/PTY" para activar ou des- tecla correspondente. - "Activar/Desactivar o acom-
activar a função. panhamento de frequência
RDS",
- "Activar/Desactivar o modo
regional"
- "Activar/desactivar visualização
Rádio Text", difundida pela
estação rádio se disponível ("RT"
aparece no ecrã, em baixo)
- "Activar/desactivar visualização
detalhes CD", permite também a
visualização de MP3.

01-10-2005
52 - A áudio e a telemática

Menu contextual FONTE DISCO COMPACTO Selecção de uma faixa do disco

Selecção da fonte CD

Premir a tecla M para seleccionar a


Depois da introdução de um disco, faixa seguinte.
Premindo o botão rotativo G, o menu Premir a tecla N para voltar ao início
contextual dá acesso às seguintes com a face impressa para cima, o
leitor começa automaticamente a da faixa que escuta ou para seleccio-
funções: nar a faixa precedente.
funcionar.
- "Introduzir uma frequência", Pressões sucessivas permitem pas-
- "Lista das estações" para aceder Se um disco estiver já inserido, pri-
ma a tecla "FONTE" para seleccio- sar várias faixas.
directamente às 30 estações cap-
tadas localmente, nar a fonte CD.
- "Renovar lista" para actualizar a
mesma. Observações:
- "Aixar Rádio Text" difundida pela • Antes de qualquer introducção de
estação de rádio se estiver dispo- CD, veriique por um apoio em B
nível ("RT" aparece no ecrã, em que nenhum CD está já inserido.
baixo) • Na presença do CD de navegação,
Quando estiver em fonte rádio, uma não é possível escutar um CD em
pressão na tecla G permite-lhe adap- fonte CD.
tar o menu contextual Rádio para se-
leccionar "Leitura Rádio Text" (in-
formações difundidas pela estação
emitindo o programa em decurso de Ejecção de um disco Audição acelerada
ser ouvido) (exemplo: nome do can-
tor, título da canção...). Conservar uma das teclas M ou N
Premir a tecla B para premida para efectuar respectiva-
ejectar o disco do mente uma audição acelerada em
leitor. avanço ou em retorno rápido.
Se o CD não for re- A audição acelerada pára logo que
tirado nos 10 a 15 segundos que se soltar a tecla.
seguem a sua ejecção, é automati-
camente reposto no seu lugar mas
sem leitura.

01-10-2005
52 - A áudio e a telemática

Menu contextual FONTE DISCO COMPACTO Selecção de uma faixa do disco

Selecção da fonte CD

Premir a tecla M para seleccionar a


Depois da introdução de um disco, faixa seguinte.
Premindo o botão rotativo G, o menu Premir a tecla N para voltar ao início
contextual dá acesso às seguintes com a face impressa para cima, o
leitor começa automaticamente a da faixa que escuta ou para seleccio-
funções: nar a faixa precedente.
funcionar.
- "Introduzir uma frequência", Pressões sucessivas permitem pas-
- "Lista das estações" para aceder Se um disco estiver já inserido, pri-
ma a tecla "FONTE" para seleccio- sar várias faixas.
directamente às 30 estações cap-
tadas localmente, nar a fonte CD.
- "Renovar lista" para actualizar a
mesma. Observações:
- "Aixar Rádio Text" difundida pela • Antes de qualquer introducção de
estação de rádio se estiver dispo- CD, veriique por um apoio em B
nível ("RT" aparece no ecrã, em que nenhum CD está já inserido.
baixo) • Na presença do CD de navegação,
Quando estiver em fonte rádio, uma não é possível escutar um CD em
pressão na tecla G permite-lhe adap- fonte CD.
tar o menu contextual Rádio para se-
leccionar "Leitura Rádio Text" (in-
formações difundidas pela estação
emitindo o programa em decurso de Ejecção de um disco Audição acelerada
ser ouvido) (exemplo: nome do can-
tor, título da canção...). Conservar uma das teclas M ou N
Premir a tecla B para premida para efectuar respectiva-
ejectar o disco do mente uma audição acelerada em
leitor. avanço ou em retorno rápido.
Se o CD não for re- A audição acelerada pára logo que
tirado nos 10 a 15 segundos que se soltar a tecla.
seguem a sua ejecção, é automati-
camente reposto no seu lugar mas
sem leitura.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 53

Menu contextual Leitura de CD MP3 Menu contextual MP3


Após a introdução de um CD MP3,
a leitura da primeira canção do pri-
meiro directório MP3 começa. Pode
seleccionar a faixa a escutar através
das teclas M ou N ou do directório
MP3 servindo-se de H ou I.
Observação: na presença do CD de
navegação, não é possível escutar
Premindo o botão rotativo G, o menu um CD MP3 em fonte CD.
Quando estiver em fonte MP3, uma
contextual permite activar e neutrali- pressão no rodízio G, permite activar
zar as funções seguintes: e neutralizar as funções seguintes:
- leitura do início da faixa - Leitura do início da faixa
(Introscan), (Introscan),
- leitura aleatória ("Random") - Leitura aleatória ("Random")
- programação da ordem das faixas - Repetição das faixas no directório
de leitura, Escolha de uma faixa MP3 em decurso de ser ouvido.
- lista das faixas. Para visualizar a lista dos directórios - Lista das faixas MP3.
MP3, premir a tecla MODO para
estar em fonte MP3. Através de Este equipamento permite-lhe es-
uma pressão no rodízio G, o menu cutar a música que está geralmente
contextual permite visualizar a "lista protegida pelos direitos de autor
das faixas". consonte as normas nacionais e in-
ternacionais em vigor.
Queira consultá-las e respeitá-las.
Através das teclas H
ou I seleccionar o A leitura e a visualizção de uma
directório MP3 a compilação MP3 podem depender
ouvir. do programa de gravação e/ou dos
parâmetros utilizados.
Para abrir um
A utilização de discos directório MP3, premir Recomendamos que utilize o stan-
compactos gravados em G. dard de gravura ISO 9660.
pode causar mau funcio- Através dos comandos M ou N
namento. seleccione a faixa a ouvir.
Inserir unicamente discos com- Valide premindo em G.
pactos com a forma circular.

01-10-2005
54 - A áudio e a telemática

FONTE CARREGADOR DE Selecção de uma faixa de um Menu contextual


DISCOS COMPACTOS disco

Selecção da fonte carregador CD

Premir a tecla M para seleccionar a


faixa seguinte.
Premir a tecla N para voltar ao início Premindo o botão rotativo G, o menu
Efectuar pressões sucessivas na te- da faixa que se está a ouvir ou para contextual permite activar ou neutra-
cla "SOURCE". seleccionar a faixa precedente. lizar as funções seguintes:
Pressões sucessivas permitem pas- - leitura do início da faixa
sar várias faixas. (Introscan),
- leitura aleatória ("Random")
- programação da ordem das faixas
de leitura,
- lista das faixas.

Selecção de um disco Audição acelerada


Premir uma das teclas de "1" a "5" Manter uma das teclas M ou N pre-
do rádio para seleccionar o disco co- mida para escutar respectivamente
rrespondente. uma audição acelerada em avanço
ou em retorno rápido.
As teclas H e I per- A audição acelerada pára logo que
mitem seleccionar se soltar a tecla.
respectivamente o
disco precedente ou
seguinte no carrega-
dor.
A leitura da primeira
faixa do disco co-
meçará automatica-
mente.
Após cada mudança de fonte,
aquando do regresso à fonte carre-
gador CD, a leitura recomeçará no
lugar onde se tinha interrompido.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 55

FONTE TELEFONE Menu "Telefone e serviços Menu contextual


telemáticos"
Esta função é realizada por um tele- Premir a tecla MENU e em seguida,
fone GSM banda dupla (900 e 1 800 com o rodízio G seleccionar a
MHz) integrado no rádio GPS RT3. aplicação "Telefone e serviços
É um telefone "mãos livres". Esta telemáticos", validando para aceder
função é assegurada por um micro- às escolhas seguintes:
fone situado junto da luz do tecto - "Chamar".
dianteira, os altifalantes, um coman- - "Serviço", permite o acesso aos
do sob o volante e comandos vocais Premir a tecla D para visualizar o
serviços PEUGEOT. menu contextual telefone.
que permitem aceder à maior parte
das funções (as teclas da fachada do - "Funções do telefone", permite
ajustar todas as funções do Este menu permite-lhe aceder às
rádio-telefone dão acesso a todas as funções seguintes:
funções). telefone.
- "Mensagens escritas (SMS)", - "Lista das chamadas".
A visualização das principais funções permite gerir todas as funções para - "Marcar o n°".
do tipo "portátil" assim como a con- as mensagens escritas (SMS). - Acesso ao "directório".
sulta dos repertórios é assegurada
pelo ecrã multifunções. - Acesso ao seu "correio voz"
(messagens do seu operador
Esta função está activa em qual- GSM).
quer que seja a posição da chave
mesmo ao im de trinta minutos
quando aparecer a mensagem
"Modo economia activo" no ecrã
multifunções.

Observação:
Não se distraia quando estiver ao
volante e respeite a legislação na-
cional em vigor. Recomendamos ao
condutor que pare para prosseguir
uma conversa telefónica ou para
proceder a algumas acções (com-
por um número manualmente, por
exemplo).

01-10-2005
56 - A áudio e a telemática

Utilização dos menus, exemplo Dentro de cada menu: UTILIZAÇÃO DO TECLADO


"Funções do telefone" ALFANUMÉRICO
Premir a tecla "MENU" para visuali- Deslocação e sele- Para uma tecla determinada, o
zar o menu principal. cção de uma função registo de uma letra da segunda ila
Seleccionar a aplicação "Telefone rodando o botão G e ou seguintes, faz-se por pressões
e serviços telemáticos", validar validando em seguida sucessivas.
"Funções do telefone" para aceder premindo o botão.
às principais funções do telefone,
depois aos diversos menus até
atingir o desejado. Teclas Carácteres associados
Para anular uma operação utilizar a [1] 1 ou espaço
Este menu permite-lhe aceder às tecla "ESC".
[2] 2 ou A B C 2 ou a b c 2
seguintes funções: [3) 3 ou D E F 3 ou d e f 3
[4] 4 ou G H I 4 ou g h i 4
[5] 5 ou J K L 5 ou j k l 5
[6] 6 ou M N O 6 ou m n o 6
[7] 7 ou P Q R S 7 ou p q r s 7
[8] 8 ou T U V 8 ou t u v 8
[9] 9 ou W X Y Z 9 ou w x y z 9
- "Rede": permite seleccionar o [0] 0 ou + (pressão demorada)
modo de busca da rede e saber
quais as redes disponíveis. [#] # ou validação
- "Duração das chamadas": [*] * ou apagar o último
Permite consultar os contadores de caracter inscrito (pressão
duração das chamadas efectuadas demorada)
e a reposição a zero.
- "Gerir o código pin": permite
gerir ou modiicar o código PIN .
- "Opções de chamadas": permite
conigurar as chamadas com a
apresentação do número próprio,
de desligar automaticamente
depois de X sinais sonoros, deinir
as opções destes e conigurar o
número de reenvio das chamadas
para os SMS e apagar a lista das
chamadas e dos SMS.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 57

Instalação do cartão SIM Registo do código PIN Desactivação do código PIN


No menu "Funções do telefone",
seleccionar "Gerir o código
PIN". Validar depois a função
"Desactivar".
Atenção: Com o código PIN
desactivado não se pode perder o
cartão SIM pois isso permitiria que
qualquer pessoa que o encontrasse
pudesse efectuar chamadas sem
restrições.

Inscrever o código PIN utilizando


o teclado alfanumérico e validar
apoiando no botão G ou na tecla #
Abrir a portinhola L, pressionando para aceder à rede. A ligação à rede
com a ponta de um lápis a abertura é validada pelo aparecimento de um
circular situada sobre ela. pictograma no ecrã.
Inserir o cartão SIM, disponível num Atenção: se forem cometidos três
operador de telemóveis, na aber- erros sucessivos de registo do códi-
tura como indicado na serigraia e go, o cartão SIM bloquear-se-á. Para
fechar. o desbloquear terá que introduzir o
Observação: o retirar ou a inserção código PUK. Este código é fornecido
do cartão SIM só deve ser efectuada pelo fornecedor do cartão SIM (o re-
com o rádio-telefone RT3 desligado gisto do código PUK tolera dez erros
(chave na posição S (Anti-roubo) e sucessivos; depois disso o cartão
ecrã apagado). SIM ica deinitivamente inutilizado).
Se possuir um cartão gémeo é ne-
cessário aquando da primeira insta- Observação: o código PIN é pedido
lação ou para uma actualização do cada vez que se liga a chave a
seu directório, inserir o cartão SIM menos que a memorização do
do seu telefone portátil e depois PIN tenha sido efectuada ou que
transferir as suas informações para o a protecção pelo código PIN não
directório do rádio telefone RT3 - ver esteja activada no cartão SIM.
o menu principal do Directório.

01-10-2005
58 - A áudio e a telemática

Ecrãs da função telefone Fazer uma chamada Chamada a partir de um


repertório
Premir a tecla D para visualizar o
Fora de comunicação menu contextual do telefone. Escolher a função "Chamar" em se-
guida "Directório" para aceder ao
conjunto de icheiros comportando
um número de telefone ou "Lista de
chamadas" para aceder à lista das
vinte últimas chamadas recebidas
(se a opção apresentação do núme-
ro estiver activada) ou efectuadas.
Este ecrã indica a presença de men- Observação: existem dois repertó-
sagens vocais ou de minimensagens rios: o do rádio-telefone RT3 e o do
(SMS) não consultadas, o tempo de cartão SIM.
comunicações efectuadas desde a
última reposição a zero e o estado
do telefone.
Receber uma chamada

Em comunicação Composição do número Uma chamada a receber


é anunciada por um sinal
sonoro. Pode escolher-
Seleccionar a função se aceitá-la, premindo a
"Chamar" em seguida tecla D ou a extremidade
"Marcar o n°" e compor do comando sob o volan-
o número do correspon- te, ou de recusá-la com a tecla Q ou
dente com o teclado alf- seleccionando e validando com o bo-
anumérico. tão "NÃO" do ecrã "Responder?".
Este ecrã indica o tempo decorrido Pressionar depois a tecla D para Se aceitar, para terminar a comuni-
desde o início da comunicação bem chamar. cação premir a tecla Q.
como o número* ou o nome do seu
correspondente (se registado no re- Em caso de recusa, a sua chamada
pertório) e o estado do telefone. será enviada para a sua caixa vocal
ou para o número de reenvio das
chamadas.

* Se opção e serviço disponíveis.


01-10-2005
A áudio e a telemática - 59

Mensagens escritas (SMS) Resposta a um SMS Menu "Duração das


Após a leitura de um SMS, pode: chamadas"
Recepção das mensagens
escritas Responder directamente ao emissor Seleccionar a função "Duração das
seleccionando "Responder". Um chamadas" no menu "Funções
ecrã aparecerá automaticamente do telefone" para consultar os
para redigir a sua mensagem. contadores de tempo das chamadas
Registar o número do emissor do efectuadas. O contador parcial
SMS no seu directório corrente, totaliza a duração das chamadas
seleccionando "Gravar". desde a última reposição a zero
efectuada com o botão "Reposição
Quando se ouvir o sinal sonoro (se a zero".
a opção sonora para as mini-mensa-
gens SMS estiver activa) e um ecrã Envio de uma mini-mensagem Menu "Opções do telefone"
sobreposto anuncia "Deseja ler a
nova mensagem escrita (SMS)?", Selecciona a função "Opções das
pode escolher-se a airmativa, se- chamadas" do menu "Funções do
leccionando e validando "SIM", ou telefone" para aceder às funções:
diferir a sua leitura, seleccionando - "Conigurar as chamadas" que
e validando "NÃO" ou premindo a permite activar ou neutralizar a
tecla "ESC" ou, ainda, esperar pela função “apresentação do meu
No menu "Mensagens escritas número” e “ligar automático depois
desparição do anúncio. A mensagem (SMS)" validar a função "Escrever
é lida por síntese vocal, se activada. de X sinais sonoros”.
um SMS". Registe a sua mensagem
usando o teclado alfanumérico e va- - "Opções do toque" que permite
lide com o botão "OK" para memo- modiicar o volume do som para
Observação: as antigas mini-men- as chamadas vocais, activar o
sagens armazenadas e as novas rizar ou com o botão "Envio" para
a enviar. A validação com o botão sinal sonoro de recepção das
cuja leitura foi diferida, podem ser mensagens (SMS) e de escolher
consultadas. Para isso, premir a "Envio" permite compor o número
do destinatário ou seleccioná-lo no um som de campainha entre os
tecla "MENU", validar o ícone te- cinco propostos.
mático, seleccionar "Mensagens repertório ou na lista de chamadas e
escritas (SMS)" e validar a função desencadear o envio. - "Número de reenvio de chamada
"Leitura dos SMS recebidos" vocal" que permite registar o
apoiando no botão G. Em seguida, número de reenvio de chamadas
avançar ou recuar a lista rodando o escolhido pelo cliente, caso
botão e premindo-o para seleccionar contrário a chamada será dirigida
a mini-mensagem a ser lida (se a para o seu correio voz se a secção
síntese vocal estiver activada). de reenvio de chamadas estiver
assinalada.

01-10-2005
60 - A áudio e a telemática

Serviços* Chamada de emergência*

Premir a tecla E para Em caso de emergência,


visualizar o menu premir a tecla V até à au-
"Serviços" e escol- dição de um sinal sonoro e à "PEUGEOT Assistance"/
her uma das seguin- visualização de um ecrã de chamada de emergência
tes prestações: validação / anulação da cha- Durante uma conexão à
mada (prazo de 6 segundos) "PEUGEOT Assistance" ou a
ou ligar directamente o 112. uma chamada de emergência,
"Centro Contacto Cliente", que Efectuar uma chamada de emergên- é impossível enviar ou receber
permite contactar directamente o cia quando estiver implicado numa chamadas ou mini-mensagens
Centro de contacto Cliente da situação que o fáz temer consequên- SMS; estes serão encaminhados
PEUGEOT e aceder aos serviços cias graves (riscos pessoais,...) para para a sua caixa vocal.
propostos (este tipo de chamada as pessoas a eles expostas (se for Nesse caso, um diodo verde pis-
é suspenso se uma chamada de testemunha ou vítima de um aciden- ca na fachada do rádio-telefone
urgência ou de pronto-socorro for te com feridos, uma agressão,...). GPS RT3, desde que o processo
lançada); Antes de efectuar uma chamada de chamada de emergência ou à
"PEUGEOT Assistance", que per- deste tipo, o rádio-telefone deverá "PEUGEOT Assistance" foi lança-
mite contactar directamente o centro detectar uma rede celular. do, passando a luz ixa assim que
de chamadas que gere o serviço de Se não subscreveu o contrato espe- a chamada for atendida pelos ser-
Pronto Socorro da PEUGEOT e ser cíico PEUGEOT, a tecla SOS está viços apropriados.
assistido rapidamente (dispõe de parametrizada para ligar para o 112 -
6 segundos para anular a chamada número único posto à disposição da
após ter sido iniciada). Durante a rede GSM mundial e reservado para
fase de chamada do Pronto-Socorro, chamadas de emergência.
é impossível emitir outras chamadas
a não ser uma outra de emergência. Nenhum modo de segurança é exi-
Se subscreveu um contrato especíi- gido e, dependendo da rede ou con-
co PEUGEOT, a sua chamada será soante o destino, não será necessá-
localizada. rio inserir o cartão SIM ou inscrever
o código PIN.
"Serviços operador", que permite
o acesso à lista de serviços próprios Se subscreveu um contrato especí-
ao seu operador (ex.: serviço cliente, ico PEUGEOT, a sua chamada será
seguimento do consumo, actualida- localizada e será posto em relação
des, bolsa, metereologia, viagens, com uma plataforma de assistência
jogos, etc.), sob reserva de que es- PEUGEOT.
tejam disponíveis. Para mais detalhes, reira-se às con-
dições gerais do seu contrato.

* Se opção e serviço disponíveis.


01-10-2005
A áudio e a telemática - 61

O directório Menu "Directório" "Consultar ou modiicar um


icheiro"
Generalidades
O directório pode conter até 396 re-
gistos repartidos em 4 sub directórios
independentes ("User 1", "User 2",
"User 3" e "User 4").
À entrega do sistema, por aproxi-
mação, o directório corrente é o Premir a tecla MENU depois através Para modiicar uma icha existente,
"User 4". do rodízio G seleccione a aplicação seleccione-a através da função
Um registo pode conter: "Directório", e valide para aceder "Consultar ou modiicar um
- um endereço, às escolhas seguintes: icheiro", do menu "Gestão dos
- 5 números de telefone, - "Gestão dos icheiros do icheiros do directório", efectuando
- 5 e-mails, directório" com: em seguida as modiicações.
- uma nota, • "Consultar ou modiicar um Observação: para registar o
- um título vogal podendo ser icheiro". endereço, o CD-Rom de orientação
utilizado para o comando vocal. • "Adicionar um icheiro", deve estar presente para efectuar
registar o título do novo icheiro uma orientação para esse destino.
O endereço é registado indicando a
cidade e a via. e em seguida seleccionar
nao mesmo a rubrica a
Observação: se registar o endereço preencher, validar e integrar as
na ausência do CD-ROM de informações.
navegação, não poderá utilizar o • "Apagar um icheiro".
mesmo para a navegação.
• "Suprimir todas as ichas" de
um directório.
- "Coniguração do directório"
com:
• "Seleccionar um directório".
• "Nomear um directório".
• "Escolher o directório inicial"
(directório corrente).
- "Transferência de icheiros",
com:
• "Trocar por infravermelho" dos
icheiros para um equipamento
nomada e reciprocamente.
• "Trocar com o cartão sim"
informações inseridas no rádio-
telefone GPS RT3.

01-10-2005
62 - A áudio e a telemática

Descrição do repertório "Transferência de icheiros" Para "Trocar com o cartão SIM":


Quando um título está associado a
uma icha do repertório, pode ser
registado vocalmente o título para
em seguida o utilizar para acesso
directo por comandos vocais (ex.
"Chamar" "[Nome do código
vocal]" ou "Dirigir para" [Nome do
código vocal]".
Para "Trocar por infravermelho" Enviar todos os icheiros para o car-
Seleccionar "Consultar" no menu entre o rádio-telefone GPS RT3 e tão SIM a partir do directório corrente
"Gestão dos registos do directório" um equipamento nómada (possuidor do seu rádio-telefone GPS RT3.
para ter acesso ao ecrã de registo e de um porto de infravermelho)
de gravação do código. Enviar um icheiro para o cartão SIM
do conjunto ou de uma parte dos a partir do directório corrente do seu
icheiros gravados no directório rádio-telefone GPS RT3.
corrente.
Receber todos os registos do cartão
Após a selecção do menu SIM no directório corrente do seu
"Transferência de icheiros" e rádio-telefone GPS RT3.
do sentido dessa transferência,
deve iniciar a troca apresentando Receber um icheiro do cartão SIM
simultâneamente em frente do no directório corrente do seu rádio-
porto infravermelho, o equipamento telefone GPS RT3.
nómada para o qual lançou a Nota: aquando da transferência de
transferência (consultar a notícia um icheiro do rádio-telefone GPS
sobre este equipamento). Uma RT3 para o cartão SIM, só o primeiro
Premir o botão de gravação e seguir número inscrito no registo é gravado.
as instruções. mensagem conirma o bom
desenrolar da troca. Observação: O cartão SIM repre-
senta um conjunto independente de
informações cujos números de telefo-
ne podem ser acessíveis através de
uma consulta do directório corrente.

Informações sobre o trânsito RDS


TMC (Trafic Message Channel)
Pode aceder às informações
sobre o trânsito a partir do menu
"Navegação - info. tráfego", e da
função "Informações de trafego"
(ver capítulo "Sistema de navegação
embarcado".
01-10-2005
A áudio e a telemática - 63

OS COMANDOS VOCAIS Activação dos comandos A pronúncia da expressão "Ajuda"


vocais ou "O que é que posso dizer" per-
Os comandos vocais permitem co- mite visualizar no ecrã o conjunto
mandar, com o auxílio de palavras Premir a tecla da extremidade do co- dos comandos disponíveis.
ou expressões pré-registadas, um mando de iluminação para activar ou
neutralizar esta função. A pronúncia da expressão "Anular"
certo número de funções do rádio- permite cancelar todos os comandos
telefone GPS RT3. A activação da função é conirmada vocais.
por um bip e pela abertura de uma
janela no ecrã. O sistema está então Diversas expressões: STOP /
em escuta. PARAR / SUPRIMIR / SIM / NÃO /
ANTERIOR / SEGUINTE

Exemplo: para chamar a estação


memorizada na tecla 3, as palavras-
chave são: "Rádio" "Memória" "3".
Para utilizar estas palavras-cha-
ve deverá pronunciar a palavra
Estão organizadas em três níveis "Rádio", esperar o sinal sonoro de
(níveis 1, 2 e 3). conirmação, pronunciar em segui-
da a palavra "Memória", esperar o
Ao pronunciar um comando de ní- sinal sonoro de conirmação e ter-
vel 1, o sistema disponibiliza os co- minar com a palavra "3" e esperar
mandos de nível 2 ; ao pronunciar os o sinal sonoro de conirmação que
comandos de nível 2, o sistema dis- executará a acção solicitada.
ponibiliza os comandos de nível 3.
Uma pressão de mais de 2 segundos
na tecla "MENU" permite aceder à
"lista dos comandos vocais".
Observações:
- entre o enunciado de duas
palavras-chave, um ecrã indica-lhe
o tempo restante e a palavra-chave
reconhecida,
- na ausência de comandos vocais,
esta função será neutralizada ao
im de cerca de cinco segundos.
- em caso de má compreensão,
o sistema anuncia "Perdão" e
inscreve "Palavra desconhecida"
no ecrã.

01-10-2005
64 - A áudio e a telemática

Lista de comandos vocais disponíveis e presentes neste quadro:

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

ANTERIOR ÚLTIMO NÚMERO


SEGUINTE AGENDA DE ENDEREÇOS CÓDIGO
RADIO MEMÓRIA 1 ... 6 TELEFONE SERVIÇOS
GRAVAR AUTOMATICAMENTE ASSISTÊNCIA
LISTA CORREIO VOZ

FAIXA ANTERIOR SMS / MOSTRAR


FAIXA SEGUINTE MESSAGEM LER
FAIXA NÚMERO 1 ... 20 MOSTRAR
INFO-
LEITOR DE CD LEITURA ALEATÓRIA TRÂNSITO LER
RASTREAR
PARAR
REPETIR
RETOMAR
LISTA
AGENDA DE ENDEREÇOS CÓDIGO
FAIXA ANTERIOR NAVEGAÇÃO /
APROXIMAR
ORIENTAÇÃO
FAIXA SEGUINTE DESAPROXIMAR
FAIXA NÚMERO 1 ... 20 DESTINO
DISCO ANTERIOR VER
VEÍCULO
DISCO SEGUINTE
CARREGADOR ÁUDIO
DISCO NÚMERO 1 ... 6
TELEFONE
LEITURA ALEATÓRIA
MOSTRAR NAVEGAÇÃO
RASTREAR
COMPUTADOR DE BORDO
REPETIR
NAVEGAÇÂO
LISTA
CHAMAR CÓDIGO

DIRIGIR PARA CÓDIGO

01-10-2005
78 - A áudio e a telemática

CARREGADOR 5 CD* RECEPÇÃO RÁDIO


(ajuste da antena)
A sua instalação de recepção de Em frequência modulada, a dis-
rádio móvel está sujeita a fenómenos tância da emissora, a relexão do
que não existem numa instalação sinal contra obstáculos (montanhas,
de salão. Tanto a recepção em colinas, prédios, etc...), as zonas de
modulação de amplitude (AM/PO/ sombra (não cobertas pelas emis-
GO) como em frequência modulada sões) podem provocar perturbações
(FM) estão sujeitas a perturbações na recepção.
diversas que não põem em causa
a qualidade da sua instalação pois
são devidas à natureza dos sinais e
à sua propagação.
Em modulação de amplitude é
possível que se notem perturbações
quando se passa por baixo de linhas
de alta tensão, pontes ou túneis.
Está instalado no porta-luvas e pode
conter 5 discos.
Para o carregar, inserir os discos
com a face impressa para cima.
Para retirar um disco, premir
longamente a tecla de "1" a "5"
correspondente.
Berline: Posição recomendada para
a antena dianteira para obtenção da
melhor recepção.
Não existe uma posição particular
para a antena traseira ixa (antena
A utilização de discos pré-regulada).
compactos gravados
pode provocar disfuncio-
namentos.
Inserir unicamente discos com-
pactos de forma circular.

* Consoante o destino.
01-10-2005
A áudio e a telemática - 79

Os altifalantes estão situados:


- nos montantes da porta dianteira:
SISTEMA ÁUDIO 206 (RD3 e RT3) dois Tweeters (2) para a restituição
dos agudos (altas frequências) nos
lugares da frente.
- nas duas portas da frente: dois
Woofers (3), para a restituição dos
graves (baixas frequências) nos
lugares da frente.
- nas portas traseiras: dois Twee-
ters (4), encastrados nos dois
Woofers (5), permitindo o
equilíbrio das frequências nos
lugares traseiros.
- na mala: um Subwoofer (6) para a
restituição dos graves e dos graves
extremos (frequências muito
baixas) no conjunto do habitáculo.

Apreciará a sua dinâmica e profun-


didade acústica, apercebendo-se
que o som preenche perfeitamente
o espaço sonoro do veículo.

Regulação em modo CD ou rádio


As funções básicas são as mesmas
do rádio.
Apresentação Não requer nenhuma regulação
O seu 206 está equipado com Este sistema permite obter uma complementar; no entanto, para se
um sistema áudio da marca JBL, restituição e uma repartição aproveitar plenamente o sistema
concebido por medida para o optimizada do som no veículo, audio JBL, é aconselhável regular
habitáculo do veículo. quer à frente quer atrás. as funções AUDIO (BASS, TREB,
No centro do sistema, um amplii- FAD, BAL) na posição "0" (zero), o
cador multifunção (1) de 240 Watts Loudness (LOUD) na posição "ON"
(integrado no subwoofer na mala) para o modo CD e a posição "OFF"
controla, independentemente, 8 al- para o modo rádio.
tifalantes de alta deinição acústica
e o subwoofer.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 65

SISTEMA DE ORIENTAÇÃO O sistema de orientação embarcado O leitor de CD-Rom


EMBARCADO é constituído pelos seguintes ele- Faz parte integrante do rádio-
mentos: telefone GPS RT3.
Inicialização - O leitor de CD-Rom.
- Um comando de chamada da
Aquando da primeira utilização última mensagem vocal - no
da navegação, ou no caso de um decurso da navegação, uma
desligar de bateria, é necessário pressão demorada na extremidade
inicializar o sistema de navegação. do comando de iluminação permite
Para isso, colocar o veículo num repetir a última informação vocal.
lugar não coberto para que possa - Dados cartográicos na forma de um
entrar em contacto com um satélite CD-ROM a inserir obrigatoriamente 1. Tecla de ejecção do CD-Rom.
e colocar em seguida a chave na com a face gravada para cima, na 2. Lugar do CD-Rom.
posição Marcha durante quinze ranhura.
minutos. - Um CD-Rom de coniguração,
necessário para mudar a vóz
da síntese vocal (feminina ou
masculina) ou a língua do sistema.
- Uma síntese vocal enunciando as
indicações de manobras durante a O CD-Rom de orientação
navegação.
Apresentação - Um ecrã.
- Uma antena GPS.
O sistema de orientação embarcado
guia-o por meio de indicações - Comandos em fachada e no
vocais e visuais (gráicos) para o volante.
destino de sua escolha.
O coração do sistema reside na
utilização de uma base de dados
cartográicos e num sistema GPS. Certas funções ou serviços descri-
Este permite situar a posição do seu tos neste manual podem variar em Contém o conjunto de dados carto-
veículo por meio de uma rede de função da versão do CD ROM ou gráicos.
satélites. do país de comercialização. Deve inserir-se no leitor com a face
gravada para cima.
Utilize unicamente Cd Rom homolo-
Por razões de segurança, gados por PEUGEOT.
a recolha de informações
de orientação para o
condutor deve fazer-se
parado.

01-10-2005
66 - A áudio e a telemática

O comando de chamada da última Rotação do botão: Tecla "MODO":


mensagem vocal Permite mover-se pelo ecrã e - Pressão breve:modiicação da
escolher uma função. visualização da aplicação perma-
Permite também: nente (rádio, navegação/orienta-
ção,...).
- com um parâmetro de tipo "ajuste",
após a selecção aumentar ou
diminuir o valor,
- com um parâmetro de tipo "lista",
após a abertura da lista fazer
desilar os valores,
Uma pressão de mais de dois
segundos na tecla situada na - com uma orientação por mapa, de
extremidade do comando de aumentar ou diminuir o factor de Tecla "ESC":
iluminação permite repetir a última zoom. - "Pressão breve": anulação da ope-
informação vocal actualizada. ração em curso ou apagamento
da última visualização em sobre-
posição;
- Pressão superior a 2 segundos:
apaga todas as visualizações
O teclado de comando Impulso no botão: sobrepostas e regresso á aplicação
permanente.
Permite:
- aceder á lista dos comandos
(menu contextual) de aplicação
permanente visualizada,se nenhu-
ma outra visualização sobreposta
aparece,
- validar a função escolhida ou o Tecla "MENU":
valor alterado,
- Pressão breve: acesso ao menu
- seleccionar um parâmetro de tipo principal.
"ajuste" ou "lista" para poder
alterá-lo. - Pressão de mais de dois segundos:
visualização de um menu de
ajuda com a lista dos comandos
Permite seleccionar e validar as vocais, um descritivo da versão
funções, comandos e parâmetros do seu equipamento, um modo
visualizados. de demonstração e o estado dos
serviços.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 67

Generalidades sobre a Observações: Menu principal


visualização Em função da situação do veículo Ligar o rádio-telefone GPS RT3 e
e da recepção das informações inserir o CD-Rom de navegação.
GPS, estas informações podem Carregar na tecla "Menu" para
desaparecer momentaneamente do aceder ao menu principal.
ecrã.
Em visualização Navegação, uma
pressão longa no comando "Menu"
permite aceder à activação de uma
Durante a orientação, sob reserva da demonstração da função Navegação
presença do CD-Rom de orientação, do seu rádio-telefone GPS RT3.
o ecrã exibe diversas informações
consoante as manobras a efectuar. Seleccionar em seguida um destino
através do Menu Navegação. Após
1. Em navegação: registo, lance a Navegação para
manobra a efectuar ou, aixar uma simulação da deslocação
momentâneamente, rumoi a do seu veículo. O ponto de partida
seguir. será ou aquele em que o veículo se Escolher o ícone Navegação-
2. Próxima manobra a efectuar. encontra, ou a última localização Informação tráfego com o botão
3. Próxima via a seguire nome da conhecida. É possível registar via rotativo G e validar, premindo-o,
cidade. o menu de demonstração um outro para aceder ao menu principal
ponto de partida. "Navegação-info. tráfego".
4. Via actualmente seguida e
nome da cidade. Esta demonstração pode permitir-
5. Símbolo respeitante à lhe visionar um trajecto que deseja
Informação sobre o Tráfego ou efectuar proximamente.
os serviços próximos*.
6. Hora estimada de chegada ao
destino (com base num tráfego
luído)
7. Distância até ao destino inal.
8. Distância até à próxima
manobra.

* Consoante o ecrã.
01-10-2005
68 - A áudio e a telemática

Navegação-Informação tráfego Escolha de um destino Introdução de um endereço

O menu principal "Navegação- O menu "Escolha de um destino" O último endereço de navegação


Info. tráfego" oferece diversas oferece diversas possibilidades para aparece.
possibilidades para activar e gerir atingir um destino: Seleccionar e validar sucessivamente
uma navegação: - "Introduzir um endereço". as zonas de registo "Cidade",
- "Escolha de um destino". - Escolher um "serviço" disponível "Estrada" e em seguida "N°" para
- "Etapas e itinerários". numa cidade (restaurante, as preencher.
- "Opções de navegação". aeroporto, hotel, cinema, teatro, A função "OK" permite validar o
- "Informações de tráfego". etc.). endereço e aceder à função de
- "Interromp. navegação". - Escolher um destino arquivado activação da navegação;
num "directório". A função "Arquivar" permite
Após o início de uma navegação, - Escolher um dos vinte "últimos registar o endereço numa icha do
uma visualização avisa-o no que destinos". repertório;
respeita à utilização da navegação. A função "Localização actual"
Se aceitar o seu conteúdo, premir permite visualizar o endereço
G. Respeite a sinalização rodoviária corrente.
em vigor. A função "GPS" permite seleccionar
as coordenadas GPS.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 69

Registo do nome da cidade Introdução do nome da rua Introdução do número da rua ou


Inscrever o nome da rua procedendo da intersecção
da mesma forma como para o da
cidade.
Quando o nome completo da rua for
visualizado, escolher a função "OK"
e validar premindo o botão.
Observação: não inserir o tipo da
Para introduzir o nome de uma via (rua, avenida, etc.). Inserir o número da rua precedente-
cidade, escolher cada letra, girando mente registado.
o botão rotativo, e validar premindo o Escolher a função "OK" e validar
botão. Em caso de erro de introdução, premindo o botão rotativo.
a função "Corrigir" permite apagar
a última letra introduzida. Observação: Se o número da rua
registada não estiver disponível será
Observação: depois da validação rejeitado.
de uma letra só aparecem as que
podem formar um dos nomes Pode também seleccionar-se uma
existentes na base de dados. rua na função "Intersecções", o
Introdução do nome da cidade que permite não introduzir o número
A função "Lista" indica, à medida e da rua com o teclado alfa- da rua.
da introdução, o número de cidades numérico
que começam pelas mesmas letras. Observação: se a rua seleccionada
Premir sucessivamente a tecla não tiver número, a lista das inter-
A activação desta função permite numérica correspondente à letra
seleccionar uma das cidades da secções é aixada automaticamente.
desejada até que ela apareça no O endereço completo visualiza-se.
lista. ecrã, validar em seguida premindo a
Quando a lista contém menos Escolher a função "OK", e validar
tecla # após cada letra. premindo o botão rotativo, para
de seis nomes estes aparecem Em caso de erro de registo, premir
automaticamente. Escolher uma aceder à função de activação da
a tecla * para corrigir a ùltima letra navegação". Seguir as instruções
cidade e validar premindo o botão. inscrita. do sistema.
Quando o nome completo da cidade
aparecer, escolher a função "OK" e
premir o botão para validar.
Observação: uma vez a cidade
registada, pode ser validada
apoiando em "OK"; será então
guiado automaticamente para o
centro dela.

01-10-2005
70 - A áudio e a telemática

Escolha de um serviço Observação: Coordenadas GPS


Se desejar ser dirigido para um Se o serviço seleccionado não estiver
serviço seleccionar a categoria do disponível no local programado, uma
serviço e validar. mensagem informá-lo-á.
A lista dos serviços da categoria Depois da validação do local, o
selecionada aparece. Seleccionar serviço mais próximo deste aparece.
e validar o serviço desejado, para A distância indicada é a distância em
aceder à escolha do local. linha recta deste último.

As últimas coordenadas aparecem.


Existem três possibilidades para se
deinir o lugar para onde se deseja
ir:
- retomar as últimas coordenadas
introduzidas com a função "OK";
- introduzir as coordenadas do lugar
de destino;
- introduzir automaticamente as
Uma indicação na barra do ecrã coordenadas do lugar onde se
(x/n) indica se existem vários encontra com a função "Loc.
O último endereço registado apa- estabelecimentos (n = máximo)
rece. actual".
que propõem o mesmo centro de
Existem três possibilidades para se interesse num raio de 50 km em
deinir o lugar onde se deseja obter redor do lugar escolhido.
um serviço: Utilizar as funções "<<", ">>" ou "<",
• Retomar o último endereço intro- ">" para consultar a lista proposta.
duzido com a função "OK". Quando o estabelecimento da sua
• Introduzir o nome de uma nova escolha aparecer pode escolher:
cidade e em seguida a via
(opcional). - "OK" para activar a navegação
• Introduzir automaticamente o para esse serviço.
nome do local onde se encontra - "Arquivar" para enriquecer o seu
com a função "Loc. actual". directório.
- "Contactar" para chamar esse
serviço.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 71

Escolha de um destino arquivado Escolha de um dos últimos Etapas e itinerários


no directório destinos

Seleccionar a função "Directório" Seleccionar a função "Últimos - "Incluir uma etapa" no seu
para aceder à icha na qual o destinos" para aceder a um itinerário após o início de uma
endereço que se procura está dos vinte últimos endereços em navegação.
arquivado. memória. - "Ordenar ou eliminar etapas".
- "Desviar o itinerário". Deve
Escolher um nome fazendo desilar Escolher um registo fazendo indicar o número de quilómetros
a lista com o botão e premindo-o desilar a lista com o botão rotativo que deseja evitar para permitir o
para validar. Aparece a icha do e validando. O endereço completo cálculo de um novo itinerário.
directório. aparece. - Seleccionar o "Destino escolhido"
inicialmente para a modiicar.
Seleccionar a função "OK" e premir Seleccionar a função "OK" e premir
o botão para aceder à função de o botão para aceder à função de Observação: se uma etapa
activação da navegação. activação da navegação. estiver programada, o sistema de
navegação tentará sempre passar
Seguir as indicações do sistema. Seguir as indicações do sistema. por ela, enquanto ela não for
ultrapassada ou suprimida.

01-10-2005
72 - A áudio e a telemática

Opções de navegação Critérios de cálculo Gestão do directório


Esta função permite alterar um
endereço arquivado no directório.
Seleccionar o nome correspondente
ao endereço a modiicar;
Seleccionar a função "Renomear" e
validar premindo o botão;
Escolher a função "OK" e validar
premindo o botão para registar as
- "Deinir os critérios de cálculo" O último critério utilizado aparece. modiicações efectuadas.
do seu itinerário para que ele sejao Escolher um critério na lista e validar
mais rápido, o mais curto, que premindo o botão.
tenha em conta as informações
sobre o tráfego, etc... Os últimos Quando o critério desejado for
critérios seleccionados são selecionado, escolher a função
visualizados. "OK" e validar premindo o botão.
- "Regulação sa síntese vocal",
ajuste do volume das indicações
de navegação. Suspender / Retomar a
- "Activar/desactivar nome das navegação
ruas", ajustar a pronúncia nas
indicações vocais. - Suspender a navegação:
- "Descrição do CD-ROM", para Durante uma navegação, seleccionar
visualizar as informações do CD- e validar esta função.
ROM de Navegação. - Retomar a navegação:
- "Apagar os últimos destinos". Na ausência de navegação,
seleccionar e validar esta função
para activar a navegação para o
último destino programado.

Observação: depois do arranque,


aparece um ecrã que permite retomar
uma navegação activada antes de
ter sido desligada a ignição.

01-10-2005
A áudio e a telemática - 73

Menu contextual "Navegação - Informações sobre o trânsito RDS


Info.Tráfego" TMC (Trafic Message Channel)
O rádio-telefone GPS RT3 permite
aceder à informação sobre o trânsito
RDS TMC difundida livremente na
banda FM.
Esta função permite receber Seleccionar a função "Informações
mensagens sobre o estado do de tráfego" no menu "Navegação /
O menu contextual associado à trânsito (acidentes, engarrafamentos, Info. tráfego" :
aplicação "Navegação - Info. meteorologia,...). - "Consultar as mensagens" para
Tráfego" aparece como imagem Podem aparecer temporariamente visualizar a ista de mensagens
sobreposta quando essa for a em visualização sobreposta ou TMC disponíveis,
aplicação usada nesse momento ser lidos por síntese vocal, se esta - "Filtrar as informações de
como ecrã de fundo. estiver activada. tráfego" para seleccionar um
Este menu limita-se às seguintes Pode ler as mensagens emitidas tipo de mensagem e inicializar a
funções: pela estação TMC e ao mesmo estação TMC,
- visualização da carta em "pleno tempo, escutar outra estação. - "Síntese vocal" para escutar as
ecrã" ou reduzida no lado direito Em modo carta, os símbolos espe- mensagens TMC recebidas,
("ecrã janela")*, cíicos TMC aparecem consoante o - "Activar/Desactivar informações
- modiicação do percurso inicial,- tipo de informações.* de tráfego" para visualizar, ou não,
memorização do lugar actual as mensagens TMC recebidas.
(endereço postal se disponível ou,
em falta, as coordenadas GPS da
posição),
- modiicação dos "critérios de
navegação" do itinerário,
- suspender ou retomar a navega-
ção.

* Consoante o ecrã.
01-10-2005
74 - A áudio e a telemática

Filtragem das messagens TMC Filtro por acontecimento Filtro geográico


Para iltrar estas messagens, selec- Esta escolha permite-lhe seleccionar
cionar a função "Filtrar as info. de o tipo de acontecimentos sobre os
tráfego" no menu "Informações de quais deseja ser informado :
tráfego", obtém então : - Aquelas qualiicadas de rodoviárias
- "Activar / desactivar iltro sobre como o tráfego, o encerramento
itinerário" em navegação, permite das vias ou o limite dos gabarits
seleccionar unicamente os aconte- dos veículos e/ou,
cimentos situados no itinerário de - As que dizem respeito à cidade
navegação e no sentido da circula- onde se encontra, tais como o Esta escolha permite-lhe seleccionar
ção seguido. estacionamento, os transportes a zona dos acontecimentos (raio
- "Filtro por acontecimento", per- públicos e as manifestações. de 3 a 200 km) da qual quer obter
mite seleccionar unicamente os ti- A acessibilidade a esta informação informação:
pos dos acontecimentos desejados depende da sua colocação a dispo- - as que se desenrolam ao redor do
(todos seleccionados por aproxi- sição. veículo e/ou,
mação). Observação: se não seleccionar - as de um local a seleccionar.
- "Filtro geográico" permite selec- nenhum acontecimento, não obterá Os dois iltros podem cumular-se. O
cionar os acontecimentos ao redor nenhuma informação de tráfego. valor do raio é então comum.
do veículo e/ou de um dado lugar. Preconizamos um iltro sobre o
Os diferentes iltros podem acumu- itinerário e um iltro geográico em
lar-se. redor do veículo:
- "Escolha da estação", permite
seleccionar uma outra estação - de 5 km ou 10 km para uma região
declarando difundir informações de intenso tráfego,
RDS-TMC. - de 20 km para uma região com
Pode iltrar estas mensagens utili- circulação normal,
sando simultaneamente um ou vá- - de 100 km para os longos trajectos
rios iltros. (auto estrada).

01-10-2005
A áudio e a telemática - 75

ARBORESCÊNCIAS ECRÃS  campos de golf  desviar o percurso de 2 km


 ringue de patinagem, bowling  o melhor desvio possível é de 3 km.
 estações de desportos de inverno Continuar?
 parques & jardins  faixa 1-50
 parques de diversão  ok
Œ FUNÇÂO PRINCIPAL  transportes & automóveis Ž destino seleccionado
 ESCOLHA A  portos, aeroportos  cidade, via, n°
Ž ESCOLHA A1  estações de combóios e de autocarros  mudar
Ž ESCOLHA A2  controlos automáticos  OPÇÕES DE NAVEGAÇÃO
 ESCOLHA B...  aluguer de veículos Ž deinir critérios de cálculo
 controlos automáticos  mais rápido
 estações de serviço, garagens  mais curto
Ž directório  distância /tempo
 directório nav  com portagens
 cidade, via, nº  com ferry-boat
Œ NAVEGAÇÃO / INFORMAÇÂO DE  ok  informação de tráfego
TRÁFEGO Ž últimos destinos Ž ajustar síntese vocal
 ESCOLHA DE UM DESTINO  lista de destinos  volume
Ž introduzir o destino  cidade, via, nº  activar / desactivar
 cidade  ok Ž activar/desactivar nomes das ruas
 via  ETAPAS E ITINERÁRIOS Ž descrição do cd-rom
 n° de intersecção Ž incluir uma etapa Ž apagar os últimos destinos
 gps  introduzir o endereço  deseja apagar a lista dos últimos
 longitude  cidade destinos?
 latitude  via  sim/não
Ž escolha de um serviço  n° de intersecção  INFORMAÇÕES DE TRÁFEGO
 administração & segurança  gps Ž consultar les mensagens
 câmaras, centro da cidade ‘ longitude Ž iltrar as informações de tráfego
 universidades, grandes escolas ‘ latitude  activar / desactivar iltro sobre itinerário
 hospitais  escolha de um serviço  iltro por acontecimento
 hotéis, restaurantes & negócios  administração & segurança  informações de estradas
 hotéis  hotéis, restaurantes & negócios ‘ info. tráfego
 restaurantes  cultura, turismo & espectáculos ‘ fecho das vias
 adegas  desportos & actividade ao ar livre ‘ limitação medidas
 centros de negócios  transportes & automóveis ‘ estado pavimento
 supermercados, shopping  directório ‘ meteo & visibilidade
 comerciantes  directório nav  informações urbanos
 cultura, turismo & espectáculos ‘ cidade, via, nº ‘ estacionamento
 turismo, monumentos históricos ‘ ok ‘ transporte em comum
 cultura, museus & teatros  últimos destinos ‘ manifestações
 espectáculos & exposições  lista de destinos  iltro geográico
 casinos & vida nocturna ‘ cidade, via, nº  em redor do veículo
 cinemas ‘ ok  em redor de um lugar / escolher
 desportos & actividades ao ar livre Ž ordenar/suprimir etapas  raio de iltragem 50 km
 centros e complexos desportivos Ž desviar o itinerário  escolha da estação
01-10-2005
76 - A áudio e a telemática

 nome da estação  TRANSFERÊNCIA DE FICHEIROS


 estação seguinte Ž trocar por infravermelho
Ž síntese vocal  enviar todas os icheiros
 volume  enviar um icheiro
 activar/desactivar  receber por infravermelhos
Œ DIRECTÓRIO
Ž activar/desactivar apresentação Ž trocar com o cartão sim
mensagens
 GESTÃO DOS REGISTOS DO  enviar todos os icheiros
DIRECTÓRIO  enviar um icheiro
 RETOMAR / PARAR A NAVEGAÇÃO
Ž consultar ou modiicar um registo  receber todos os icheiros
 directório completo  receber um icheiro
 nome
 gravação vocal
 nota
Œ FUNÇÕES ÁUDIO  endereço
 ACTIVAR / DESACTIVAR SEGUIMENTO ‘ cidade
DE FREQUÊNCIA RDS
‘ via
‘ n° Œ TELEFONE E SERVIÇOS
 ACTIVAR / DESACTIVAR MODO
 número TELEMÁTICOS
REGIONAL
‘ visualizar  CHAMAR
 ACTIVAR / DESACTIVAR VISUALIZAÇÃO ‘ lista dos números
RADIO TEXTO Ž registo das alertas
‘ modiicar Ž marcar o n°
 ACTIVAR / DESACTIVAR VISUALIZAR ‘ adicionar
DETALHE CD Ž directório
‘ suprimir Ž correio voz
 e-mail
 SERVIÇO
‘ visualizar
Ž centro contacto cliente
‘ lista dos números
Ž peugeot assistance
‘ modiicar
Ž peugeot services mobiles (se serviços
‘ adicionar
ΠCOMPUTADOR DE BORDO atx activados)
‘ suprimir
 CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR DE Ž messagens recebidas
Ž adicionar um icheiro
 lista dos v-card
BORDO  designação
Ž introduzir distância para o destino Ž apagar um icheiro  FUNÇÕES DO TELEFONE
 0 km  directório completo Ž rede
Ž seleccionar as unidades Ž apagar todos os registos  modo de busca da rede
 l/100 & km  deseja apagar todas as ichas do  modo automático
 mpg & miles directorio (excepto sim)?
 modo manual
 km/l & km  sim ‘ lista das redes
 °c/°f  não  redes disponíveis
 bar, psi  lista das redes
 CONFIGURAÇÃO DO DIRECTÓRIO
Ž duração das chamadas
 DIAGNÓSTICO Ž seleccionar um directório
 contador parcial
Ž registo de alertas  user xxx
 duração total
Ž energia de segurança do aparelho Ž nomear o directório
 reposição a 0
Ž cobertura gps Ž escolher o directório inicial
Ž gerir o código pin
 ESTADO DAS FUNÇÕES  user xxx
 activar
Ž lista das funções  último directório utilizado
 memorizar o código pin
01-10-2005
A áudio e a telemática - 77

 alterar o código pin


 código pin
 antigo código
 > novo código
 conirmação
 >> corrigir Œ CONFIGURAÇÃO*
Ž opções do telefone  CONFIGURAÇÃO DO ECRÃ
 apagar a lista de chamadas e sms Ž regular a luminosidade
 deseja apagar a lista de chamadas e sms Ž som
do aparelho ?  regulação da síntese vocal
 conigurar as chamadas  volume das instruções de navegação
 envio do meu número ‘ volume
 atendimento automático após 3 toques ‘ activar / desactivar
 opções do toque  volume das outras mensagens
 para as chamadas vocais ‘ volume
‘ volume ‘ activar / desactivar
‘ tipo de toque  esolher uma voz
 para as mensagens escritas ‘ masculina
‘ sinal sonoro mensagens escritas ‘ feminina
 n° de correio voz  síntese vocal
 MENSAGEM ESCRITA ‘ activar / desactivar
Ž leitura das mensagens escritas  regulação dos comandos vocais
recebidas
 volume
 liste da sms recebidas  activar / desactivar
Ž envio de mensagem escrita Ž parâmetros internacionais
 lista dos sms guardadas  acertar data & hora
Ž redacção de uma mensagem escrita  dia, mês, ano
 mensagem escrita  hora, 12h, 24h, am/pm (manhã/tarde)
 mensagem enviada  acerto dos minutos com o gps
Ž apagar a lista das mensagens escritas  seleccionar as unidades
 l/100 & km
 mpg & miles
 km/l & km
 °c /°f
 bar, psi
Ž escolher uma língua
 lista das línguas disponíveis

* Menu coniguração: consoante o Versão arborescência 5.5


ecrã.
01-10-2005
80 - O conforto

01-10-2005
O conforto - 81

A VENTILAÇÃO Conselhos de utilização e Em alguns casos de utilização


observações particularmente exigente (tracção
1. Difusores de descongelamento da carga máxima em forte declive
ou desembaciamento do pára- Colocar o comando do luxo de ar a com temperaturas elevadas), o
brisas. um nível suiciente para assegurar corte do ar condicionado permite
um bom renovamento do ar no recuperar a potência do motor e, por
2. Difusores de descongelamento habitáculo.
ou desembaciamento dos conseguinte, melhorar a capacidade
vidros das portas da frente. Comando de luxo de ar em posição de tracção do reboque.
OFF (neutralização do sistema), Zelar pelo bom estado do iltro do
3. Ventiladores laterais. o conforto térmico deixa de estar habitáculo, situado ao nível do
4. Ventiladores centrais. assegurado. Um ligeiro luxo de ar, pára-brisas, sob o capot motor.
5. Saída de ar para a zona dos devido ao deslocamento do veículo, Fazer substutuir com regularidade
pés dos ocupantes da frente. permanece todavia perceptível. os elementos iltrantes. Se o meio
6. Saída de ar para a zona Escolher a distribuição de ar que me- ambiente assim o determinar, mudá-
dos pés dos ocupantes de lhor se adapte às suas necessidades los duas vezes mais que o normal.
trás (unicamente com ar e às condições do clima.
condicionado automático). Modiicar progressivamente o ajuste O sistema de ar condicionado não
da temperatura para obter um contém cloro e não apresenta perigo
melhor conforto. para a camada de ozono.
Colocar o comando de entrada do ar Fazer funcionar o sistema de ar
na posição "Ar exterior", isso facilita condicionado 5 a 10 minutos, uma
o desembaciamento. ou duas vezes por mês para o
manter em perfeitas condições de
Se após uma paragem prolongada funcionamento.
ao sol, a temperatura interior per- A água proveniente da condensação
manecer muito elevada, não hesitar do climatizador evacua-se através
em arejar o habitáculo durante al- de um orifício previsto para esse
guns instantes. efeito. Uma poça de água pode
Para obter uma distribuição de ar per- assim formar-se sob o veículo
feitamente homogénea, permanecer quando parado.
atento a não obstruir a grelha de en- Se o sistema não produzir frio, não o
trada de ar exterior, os difusores, as utilize e contacte o seu Representante
passagens de ar e as saídas de ar Autorizado PEUGEOT.
aos pés dos ocupantes.

01-10-2005
82 - O conforto

O DESCONGELAMENTO E O
DESEMBACIAMENTO

Descongelamento do óculo Desembaciamento manual* Desembaciamento


traseiro e dos retrovisores Para desembaciar rapidamente o automático, programa
pára-brisas e os vidros laterais : visibilidade*
Com o motor a funcionar, uma - ligar o ar condicionado, Em alguns casos, o programa AUTO
pressão nesta tecla assegura - colocar os comandos de tempera- pode ser insuiciente para desemba-
o descongelamento do óculo tura e de luxo de ar na posição de ciar o pára-brisas e os vidros laterais
traseiro e dos retrovisores máximo, (humidade, numerosos passageiros,
exteriores. - fechar os ventiladores centrais, geada...).
Apaga automaticamente, cerca de - colocar o comando de entrada de Seleccionar o programa de desem-
doze minutos depois*, para evitar ar exterior à esquerda, na posição baciamento "visibilidade" premindo
um consumo de corrente excessivo. "Ar Exterior". esta tecla para obter rapidamente os
Uma nova pressão volta a fazê-lo vidros limpos.
funcionar durante doze minutos. Para abandonar este programa
É possível parar o funcionamento e regressar ao programa AUTO,
do descongelamento antes da sua premir a tecla AUTO.
extinção automática apoiando de
novo na tecla.
Apagar o descongelamento desde
que o pense necessário, pois um
fraco consumo de corrente permite
uma diminuição do consumo do
combustível.

* Consoante a versão ou o destino.


01-10-2005
O conforto - 83

O AQUECIMENTO / A VENTILAÇÃO 3. Regulação do luxo de ar


O aquecimento e a ventilação só podem funcionar com o motor em funcionamento.
Rodar o comando da po-
sição 1 para a posição 4,
para obter um luxo de ar
suiciente para assegurar o
seu conforto.

4. Entrada de entrada de ar /
Recirculação do ar
A recirculação do ar interior permite
isolar o habitáculo dos cheiros e
fumos exteriores.
A entrada de ar exterior permite
evitar e eliminar o desembaciamento
do pára-brisas e dos vidros laterais.

Entrada de ar.

1. Regulação da temperatura Pés dos ocupantes.


Recirculação do ar.
Rodar o comando de azul (frio) a
vermelho (quente) para modular a
temperatura à sua conveniência.
Estas regulações são recomendadas
para climas frios. Mover o comando manual 4 para a
direita em posição "Recirculação do
2. Regulação da distribuição de Ventiladores centrais e la- ar interior".
ar terais.
Pára-brisas e vidros laterais
(desembaciamento e des- Esta regulação é recomendada para
congelamento). climas quentes. Logo que possível, mover o coman-
do manual 4 para a esquerda para
A repartição do ar pode ser modulada regressar à posição "Entrada de ar
Pára-brisas, vidros laterais e colocando o comando numa posição exterior", aim de evitar os riscos de
pés dos ocupantes. intermédia, assinalada por "-". degradação da qualidade do ar.

01-10-2005
84 - O conforto

AR CONDICIONADO 2. Regulação da temperatura


Rodar o comando do azul (frio) ao
O ar condicionado só pode funcionar com o motor em marcha. vermelho (quente) para modular
a temperatura consoante o seu
desejo.

3. Regulação da distribuição do
ar
Pára-brisas e vidros laterais
(desembaciamento-descon-
gelamento).

Pára-brisas, vidros laterais e


pés dos ocupantes.

Pés dos ocupantes.

1. Ligar/Desligar o ar O ar condicionado não funciona Estas regulações são recomendadas


condicionado quando o comando de ajuste para os climas frios.
O ar condicionado está previsto do luxo de ar está na posição
para funcionar eicazmente em "OFF". Difusores centrais e laterais.
todas as estações, com os vidros
fechados. No Verão, permite baixar Para assegurar o bom funcionamen-
a temperatura e no Inverno, acima to do seu sistema de ar condiciona-
de 0ºC, de aumentar a eicácia do do, recomendamos-lhe que o faça Esta regulação é recomendada para
desembaciamento. controlar com regularidade. climas quentes
A distribuição do ar pode ser modula-
da colocando o comando numa posi-
ção intermédia, assinalada por "-".
Premir o interruptor, a luz
avisadora acende.

01-10-2005
O conforto - 85

4. Regulação do luxo de ar

Rodar o comando da po-


sição 1 para a posição 4
para obter um luxo de ar
suiciente para assegurar o
seu conforto.

5. Entrada de ar / Recirculação
do ar
Entrada de ar exterior.

Recirculação do ar.

A recirculação do ar interior permite


isolar o habitáculo dos cheiros e
fumos exteriores.
A entrada de ar exterior permite
evitar e eliminar o desembaciamento
do pára-brisas e dos vidros laterais.
Utilizada simultaneamente com o ar
condicionado, a recirculação do ar
permite melhorar as performances.
Utilizada em clima húmido, a recicla-
gem apresenta o risco de embacia-
mento dos vidros.
Mover o comando manual 5 para
a direita para icar na posição
"Recirculação do ar interior".
Logo que possível, mudar o
comando manual 5 para a esquerda
para icar na posição "Entrada de ar
exterior", aim de evitar os riscos de
degradação da qualidade do ar.

01-10-2005
86 - O conforto

O AR CONDICIONADO AUTOMATICO Observação: para o seu conforto


entre dois arranques do seu veículo,
O ar condicionado só pode funcionar com o motor em funcionamento. os ajustes são conservados, se a
temperatura do habitáculo variar
pouco; senão o funcionamento
retoma em modo automático.

Com o motor frio, a im de evitar


uma difusão de ar frio demasiado
importante, a ventilação só
atingirá o seu nível de optimização
progressivamnete.
Ao entrar no veículo, se a temperatura
interior for muito mais fria ou mais
quente que o valor de conforto,
não é útil modiicar o valor aixado
para atingir o conforto desejado. O
sistema compensa automaticamente
e o mais rapidamente possível a
diferença de temperatura.

Funcionamento automático Funcionamento manual


Pode-se, se se quiser, fazer uma
1. Regulação da temperatura 2. Gestão através do programa escolha diferente da que é proposta
AUTO pelo sistema modiicando a regula-
O valor indicado no ecrã Carregar na tecla "AUTO". ção. As outras funções continuarão
corresponde a um nível a ser geridas automaticamente.
Recomendamos a utilização
de conforto e não a uma deste modo: ele regula Um impulso na tecla AUTO permite
temperatura em graus automaticamente e de voltar ao funcionamento automático.
Celsius ou Fahreneit. maneira optimizada o conjunto das
Carregar nas setas 1 (para cima ou funções, temperatura no habitáculo,
para baixo) para modiicar este valor. luxo de ar, distribuição do ar e re-
Uma regulação próxima de 21°C circulação do ar, de acordo com
permite obter um bom conforto. o valor que seleccionou. Este
sistema está previsto para funcionar
eicazmente em todas as estações,
com os vidros fechados.

01-10-2005
O conforto - 87

3. Ligar/Desligar o ar 5. Fluxo de ar 7. Neutralização do sistema


condicionado
Um impulso nesta tecla Premir respectiva- A tecla OFF neutraliza todas
permite desligar o ar mente nas teclas "+" as funções do sistema.
refrigerado. e "-" para aumentar O conforto térmico e o
O símbolo "ECO" aparece. ou diminuir o luxo desembaciamento já não
de ar. são assegurados mas um ligeiro
Um novo impulso assegura o retorno
ao funcionamento automático do luxo de ar é mantido.
ar condicionado. O símbolo "A/C" Um novo impulso na tecla OFF,
aparece. AUTO ou "visibilidade" reactiva o
6. Entrada de ar / sistema com os valores anteriores à
Notas Recirculação do ar neutralização.
Para evitar o embaciamento dentro Observação: se desejar cortar
do veículo por tempo fresco ou Um impulso nesta tecla
permite fazer re-circular o completamente o luxo de ar, premir
húmido, é aconselhável evitar o na tecla de entrada de ar 7.
modo "ECO". ar interior. A recirculação,
indicada pelo visor, permite
Para assegurar o bom funcionamento isolar o habitáculo dos maus cheiros
do seu sistema de ar condicionado, e dos fumos exteriores.
recomendamos-lhe igualmente de o
fazer controlar com regularidade. Evitar o funcionamento prolongado
em recirculação do ar interior (risco
de embaciamento e de degradação
da qualidade do ar).
4. Repartição do ar Uma nova pressão nesta tecla asse-
gura o retorno à gestão automática
da entrada de ar.
Pressões sucessivos nesta
tecla permitem dirigir alter-
nadamente o luxo de ar
para:
- o pára-brisas (desembaciamento
ou descongelamento),
- o pára-brisas e a zona dos pés dos
passageiros,
- a zona dos pés dos passageiros,
- os ventiladores centrais e laterais e
a zona dos pés dos passageiros,
- os ventiladores centrais e laterais.

01-10-2005
88 - O conforto

BERLINA e 206 SW

01-10-2005
O conforto - 89

206 RC

01-10-2005
90 - O conforto

OS BANCOS DIANTEIROS Apoios de cabeça traseiros 4 - Ajuste em altura


São ajustáveis em altura e desmon- Puxar o comando para cima.
1 - Regulação longitudinal táveis. Aliviar o peso sobre o banco para
Levantar o comando e fazer deslizar Para baixá-los, carregar no espigão. subir ou carregar no banco para
o banco para a frente ou para trás. baixar.
Para os retirar, puxar para cima até
ao batente e carregar no comando
2 - Ajuste do apoio de cabeça de desbloqueio. 5 - Regulação da inclinação do
em altura e em inclinação encosto
(excepto 206 RC)
3 - Acesso aos lugares traseiros Empurrar um dos dois comandos
Para o subir, puxá-lo para cima. (3 portas), A ou B segundo a para trás.
A regulação está correcta quando versão
a borda superior do apoio de A - Agarrar uma das duas pegas e
cabeça se encontrar à altura do 6 - Comando do aquecimento
empurrar para a frente para dobrar o dos bancos
alto da cabeça. encosto e avançar o banco.
O apoio de cabeça está equipado Carregar no interruptor. A temperatura
Ao repor o banco no lugar, ele volta à é regulada automaticamente.
com uma armação com entalhes que sua posição inicial.
impedem a sua descida (dispositivo Um novo impulso interrompe o fun-
de segurança em caso de choque). Ninguém, nem qualquer objecto cionamento.
deve impedir o banco de retomar
Para descer o apoio de cabeça, a posição inicial; o regresso a
é necessário carregar no botão esta posição é necessário ao seu
situado na guia esquerda, na base trancamento.
da armação do apoio de cabeça, e
simultaneamente empurrá-lo para É impossível aceder aos lugares
baixo. traseiros se o banco da frente estiver
na posição cama.
Para o retirar, carregar no espigão.
O apoio de cabeça é igualmente B - Colocar os dedos num dos dois
ajustável na inclinação. manípulos e empurre para a frente
para rebater o encosto.
Ao voltar a colocá-lo no lugar, o
encosto retoma a sua posição
inicial.

Nunca circular com os


apoios de cabeça retira-
dos; estes devem estar
instalados e correctamen-
te ajustados.

01-10-2005
90 - O conforto

OS BANCOS DIANTEIROS Apoios de cabeça traseiros 4 - Ajuste em altura


São ajustáveis em altura e desmon- Puxar o comando para cima.
1 - Regulação longitudinal táveis. Aliviar o peso sobre o banco para
Levantar o comando e fazer deslizar Para baixá-los, carregar no espigão. subir ou carregar no banco para
o banco para a frente ou para trás. baixar.
Para os retirar, puxar para cima até
ao batente e carregar no comando
2 - Ajuste do apoio de cabeça de desbloqueio. 5 - Regulação da inclinação do
em altura e em inclinação encosto
(excepto 206 RC)
3 - Acesso aos lugares traseiros Empurrar um dos dois comandos
Para o subir, puxá-lo para cima. (3 portas), A ou B segundo a para trás.
A regulação está correcta quando versão
a borda superior do apoio de A - Agarrar uma das duas pegas e
cabeça se encontrar à altura do 6 - Comando do aquecimento
empurrar para a frente para dobrar o dos bancos
alto da cabeça. encosto e avançar o banco.
O apoio de cabeça está equipado Carregar no interruptor. A temperatura
Ao repor o banco no lugar, ele volta à é regulada automaticamente.
com uma armação com entalhes que sua posição inicial.
impedem a sua descida (dispositivo Um novo impulso interrompe o fun-
de segurança em caso de choque). Ninguém, nem qualquer objecto cionamento.
deve impedir o banco de retomar
Para descer o apoio de cabeça, a posição inicial; o regresso a
é necessário carregar no botão esta posição é necessário ao seu
situado na guia esquerda, na base trancamento.
da armação do apoio de cabeça, e
simultaneamente empurrá-lo para É impossível aceder aos lugares
baixo. traseiros se o banco da frente estiver
na posição cama.
Para o retirar, carregar no espigão.
O apoio de cabeça é igualmente B - Colocar os dedos num dos dois
ajustável na inclinação. manípulos e empurre para a frente
para rebater o encosto.
Ao voltar a colocá-lo no lugar, o
encosto retoma a sua posição
inicial.

Nunca circular com os


apoios de cabeça retira-
dos; estes devem estar
instalados e correctamen-
te ajustados.

01-10-2005
O conforto - 91

OS LUGARES TRASEIROS
Para rebater os assentos traseiros: - posicionar o cinto sob o passador Para repor o assento:
- levantar a parte da frente do de correia 2, - endireitar o encosto,
assento 1, - puxar o comando 3 para desblo- - rebater o assento,
- inclinar o assento 1 contra os quear o encosto 4, - reposicionar as caixas de bloqueio
bancos da frente, - retirar o apoio de cabeça ou baixá- antes de bloquear a parte da frente
lo, do assento.
- inclinar o encosto 4.
Ter cuidado para não entalar os
Começar sempre pelo assento cintos.
e nunca pelo encosto (risco de
deterioração).

01-10-2005
92 - O conforto

O BANCO TRASEIRO
Para rebater o banco traseiro: - posicionar o cinto sob o passador Para repor o assento:
- levantar a parte da frente do de correia 2, - endireitar o encosto,
assento 1, - puxar os comandos 3 para desblo- - rebater o assento,
- inclinar o assento 1 contra os quear o encosto 4, - reposicionar as caixas de bloqueio
bancos da frente, - retirar os apoios de cabeça ou antes de bloquear a parte da frente
baixá-los, do assento.
- inclinar o encosto 4.
Ter cuidado para não entalar os
Começar sempre pelo assento cintos.
e nunca pelo encosto (risco de
deterioração).

01-10-2005
O conforto - 93

Desmontagem do assento Encosto rebatível TRANSPORTE DE OBJECTOS


traseiro Retirar o apoio de cabeça para obter COMPRIDOS
- Dobrar o assento contra os bancos a inclinação máxima do encosto do
da frente. banco. Banco dianteiro:
- Apertar as ixações do assento Pressionar o comando 5 para trás - Inclinar o encosto para a frente
para soltá-las das suas ixações. para inclinar o encosto do banco. servindo-se do comando 5 (ver
- Retirar o assento. capítulo correspondente).

Banco traseiro:
- Desmontar o assento,
- Bascular o encosto.

01-10-2005
92 - O conforto

O BANCO TRASEIRO
Para rebater o banco traseiro: - posicionar o cinto sob o passador Para repor o assento:
- levantar a parte da frente do de correia 2, - endireitar o encosto,
assento 1, - puxar os comandos 3 para desblo- - rebater o assento,
- inclinar o assento 1 contra os quear o encosto 4, - reposicionar as caixas de bloqueio
bancos da frente, - retirar os apoios de cabeça ou antes de bloquear a parte da frente
baixá-los, do assento.
- inclinar o encosto 4.
Ter cuidado para não entalar os
Começar sempre pelo assento cintos.
e nunca pelo encosto (risco de
deterioração).

01-10-2005
94 - O conforto

GENERALIDADES SOBRE OS INSTALAÇÃO DE UM BANCO PARA


BANCOS PARA CRIANÇAS CRIANÇAS COM UM CINTO DE
SEGURANÇA DE TRÊS PONTOS
Preocupação constante da
PEUGEOT aquando da concepção "De costas para a estrada" "De frente para a estrada"
do seu veículo, a segurança dos Quando um banco para crianças Quando um banco para crianças
seus ilhos depende também de si. "de costas para a estrada" estiver "de frente para a estrada" estiver
Para proporcionar uma segurança instalado no lugar do passageiro da instalado no lugar do passageiro
máxima, respeitar as seguintes frente, o airbag passageiro** deve da frente, regular o banco do veículo
instruções: ser imperativamente neutralizado. na posição longitudinal intermédia
- A partir de 1992 e conforme Senão, a criança corre o risco de com o encosto levantado e deixar o
à Directiva 2000/3, todas as ser gravemente ferida ou mesmo airbag passageiro activado**.
crianças com menos de 12 anos morta aquando do disparo do
devem ser transportadas airbag.
em bancos para crianças
homologados* e adaptados
aos seus pesos respectivos,
nos lugares equipados com cinto
de segurança ou de ixações
ISOFIX**.
- estatisticamente, os lugares mais
seguros para o transporte das
crianças são os lugares traseiros
do veículo.
- uma criança com menos de
9 kg deve obrigatoriamente ser
transportada na posição "de costas
para a estrada", tanto à frente
como atrás.

A PEUGEOT aconselha o transporte


das crianças nos lugares traseiros
do seu veículo:
- "de costas para a estrada" até à
idade de 2 anos.
- "de frente para a estrada" a partir
dos 2 anos. Posição longitudinal intermédia
* Consoante a legislação em vigor
no país.
** Consoante o modelo.
01-10-2005
98 - O conforto

AS FIXAÇÕES "ISOFIX" Trata-se de dois anéis situados entre


o espaldar e o assento do banco.
Estes bancos*, estão equipados com Os bancos para crianças ISOFIX
ixações ISOFIX. estão equipados com dois trincos
que vão facilmente encaixar-se
nestes anéis.

Berlina 206 RC

Este sistema de ixação ISOFIX


assegura-lhe uma montagem iável,
sólida e rápida do banco para
crianças no seu veículo.

206 SW
* Consoante a versão.
01-10-2005
O conforto - 99

OS BANCOS PARA CRIANÇAS ISOFIX RECOMENDADOS PELA PEUGEOT E HOMOLOGADOS NO


SEU VEÍCULO

O KIDDY ISOFIX O RÖMER Duo ISOFIX

Grupo 0+: do nascimento aos 13 kg Grupo 1: de 9 a 18 kg Grupo 1: de 9 a 18 kg

Instala-se unicamente de frente para a


Instala-se de costas para a estrada. Instala-se de frente para a estrada. estrada.

Fixo sem cinta alta.


Três inclinações do escudo: posições
O seu escudo deverá estar apoiado O banco da frente do veículo deve estar sentada, repouso e deitada.
ao espaldar do banco da frente do regulado, imperativamente, na posição
veículo. longitudinal intermédia. Ajuste o banco da frente do veículo de
maneira a que os pés da criança não
toquem no encosto.

Estes bancos para crianças podem Neste caso, eles estão obrigatoria- Seguir as indicações de mon-
igualmente ser utilizados nos lugares mente ixado ao banco do veículo tagem do banco para crianças
não equipados de amarras ISOFIX. através do cinto de segurança de inscritas na notícia sobre o modo
três pontos. de instalação fornecida pelo fabri-
cante do mesmo.
Em 206 RC, o KIDDY Isoix deve ser exclusivamente utilizado em posição sentado. Consultar as instruções para a montagem
do banco para crianças para esta regulação.
01-10-2005
94 - O conforto

GENERALIDADES SOBRE OS INSTALAÇÃO DE UM BANCO PARA


BANCOS PARA CRIANÇAS CRIANÇAS COM UM CINTO DE
SEGURANÇA DE TRÊS PONTOS
Preocupação constante da
PEUGEOT aquando da concepção "De costas para a estrada" "De frente para a estrada"
do seu veículo, a segurança dos Quando um banco para crianças Quando um banco para crianças
seus ilhos depende também de si. "de costas para a estrada" estiver "de frente para a estrada" estiver
Para proporcionar uma segurança instalado no lugar do passageiro da instalado no lugar do passageiro
máxima, respeitar as seguintes frente, o airbag passageiro** deve da frente, regular o banco do veículo
instruções: ser imperativamente neutralizado. na posição longitudinal intermédia
- A partir de 1992 e conforme Senão, a criança corre o risco de com o encosto levantado e deixar o
à Directiva 2000/3, todas as ser gravemente ferida ou mesmo airbag passageiro activado**.
crianças com menos de 12 anos morta aquando do disparo do
devem ser transportadas airbag.
em bancos para crianças
homologados* e adaptados
aos seus pesos respectivos,
nos lugares equipados com cinto
de segurança ou de ixações
ISOFIX**.
- estatisticamente, os lugares mais
seguros para o transporte das
crianças são os lugares traseiros
do veículo.
- uma criança com menos de
9 kg deve obrigatoriamente ser
transportada na posição "de costas
para a estrada", tanto à frente
como atrás.

A PEUGEOT aconselha o transporte


das crianças nos lugares traseiros
do seu veículo:
- "de costas para a estrada" até à
idade de 2 anos.
- "de frente para a estrada" a partir
dos 2 anos. Posição longitudinal intermédia
* Consoante a legislação em vigor
no país.
** Consoante o modelo.
01-10-2005
O conforto - 95

OS BANCOS PARA CRIANÇAS RECOMENDADOS PELA


PEUGEOT
A PEUGEOT propõe uma gama completa de bancos para criança referenciados
que se ixam com o cinto de segurança de três pontos:

Grupo 0: do nascimento aos 10 kg


Grupo 0+: do nascimento aos 13 kg

L1 L2
"BRITAX "RÖMER
Babysure" Baby-Safe"
(E11 0344117) (E1 03301146)
Instala-se de Instala-se de
costas para a costas para a
estrada. estrada.

Grupos 1, 2 e 3: de 9 a 36 kg

Airbag passageiro OFF**


L3
"KIDDY Life"
(E1 03301135)
Para a segurança das crianças mais
novas (de 9 a 18 kg), a PEUGEOT
recomenda o uso do escudo.

Grupos 2 e 3: de 15 a 36 kg

L5
"KLIPPAN Optima"
(E17 030007)
L4 A partir dos seis
"RECARO Start" anos (cerca
(E1 03301108). 22 kg) só a
sobre-elevação é
** Consoante a versão. utilizada.
01-10-2005
96 - O conforto

LOCALIZAÇÃO DOS BANCOS PARA CRIANÇAS FIXADOS COM O CINTO DE SEGURANÇA


Segundo a regulamentação europeia (Directiva 2000/3), esta tabela indica-lhe as possibilidades de instalação dos bancos
para criança ixos com o cinto de segurança e homologados em universal (a), em função do peso desta e do lugar ocupado
no veículo.
Peso / idade aproximada
Lugar Inferior a 13 kg De 9 a 18 kg De 15 a 25 kg De 22 a 36 kg
(grupos 0 (b) e 0+) (grupo 1) (grupo 2) (grupo 3)
Até ≈ 1 ano De 1 a ≈ 3 anos De 3 a ≈ 6 anos De 6 a ≈ 10 anos
Berline e 206 SW
Lugar passageiro
da frente (c) U U U U
Banco ixo, banco
regulável em altura

Lugar traseiro U U U U
lateral

Lugar traseiro
central (d) X UF UF UF
Cinto de segurança
de três pontos
Lugar traseiro
central (e) U UF UF UF
Cinto de segurança
de dois pontos
206 RC

Lugar passageiro
da frente (c)
U U U U
Lugar lateral
traseiro

01-10-2005
O conforto - 97

(a) Banco para crianças universal : banco podendo instalar-se em todos os veículos com o cinto de segurança.

(b) Groupe 0: do nascimento aos 10 kg.

(c) Consulte a legislação em vigor no seu país, antes de instalar o seu ilho neste lugar.

(d) O banco para crianças "BRITAX Babysure" (L1) não pode ser instalado no lugar central traseiro.

(e) Os bancos para crianças "RECARO Start" (L4) e "KLIPPAN Optima" (L5) não devem ser instalados no lugar central
traseiro a não ser quando equipado com um cinto de segurança de dois pontos.

U: Lugar adaptado à instalação de um banco para crianças ixado com o cinto de segurança e homologado em
"universal".
Bancos para crianças "de costas para a estrada" e "de frente para a estrada".

UF: Lugar adaptado à instalação de um banco para crianças ixado com o cinto de segurança e homologado em
"universal".
Bancos para crianças "de frente para a estrada", unicamente.

X: Lugar não adaptado à instalação de um banco para crianças do grupo e peso indicados.

01-10-2005
98 - O conforto

AS FIXAÇÕES "ISOFIX" Trata-se de dois anéis situados entre


o espaldar e o assento do banco.
Estes bancos*, estão equipados com Os bancos para crianças ISOFIX
ixações ISOFIX. estão equipados com dois trincos
que vão facilmente encaixar-se
nestes anéis.

Berlina 206 RC

Este sistema de ixação ISOFIX


assegura-lhe uma montagem iável,
sólida e rápida do banco para
crianças no seu veículo.

206 SW
* Consoante a versão.
01-10-2005
O conforto - 99

OS BANCOS PARA CRIANÇAS ISOFIX RECOMENDADOS PELA PEUGEOT E HOMOLOGADOS NO


SEU VEÍCULO

O KIDDY ISOFIX O RÖMER Duo ISOFIX

Grupo 0+: do nascimento aos 13 kg Grupo 1: de 9 a 18 kg Grupo 1: de 9 a 18 kg

Instala-se unicamente de frente para a


Instala-se de costas para a estrada. Instala-se de frente para a estrada. estrada.

Fixo sem cinta alta.


Três inclinações do escudo: posições
O seu escudo deverá estar apoiado O banco da frente do veículo deve estar sentada, repouso e deitada.
ao espaldar do banco da frente do regulado, imperativamente, na posição
veículo. longitudinal intermédia. Ajuste o banco da frente do veículo de
maneira a que os pés da criança não
toquem no encosto.

Estes bancos para crianças podem Neste caso, eles estão obrigatoria- Seguir as indicações de mon-
igualmente ser utilizados nos lugares mente ixado ao banco do veículo tagem do banco para crianças
não equipados de amarras ISOFIX. através do cinto de segurança de inscritas na notícia sobre o modo
três pontos. de instalação fornecida pelo fabri-
cante do mesmo.
Em 206 RC, o KIDDY Isoix deve ser exclusivamente utilizado em posição sentado. Consultar as instruções para a montagem
do banco para crianças para esta regulação.
01-10-2005
100 - O conforto

CONSELHOS PARA
OS BANCO DE
CRIANÇAS

Uma instalação incorrecta de um As crianças com menos de 10 anos Por razões de segurança nunca
banco para crianças compromete a não devem ser transportadas "de deixe :
protecção desta em caso de colisão. frente para a estrada" no lugar - uma ou várias crianças sozinhas
do passageiro da frente, excepto e sem vigilância no interior de um
Pense em trancar os cintos de quando os lugares traseiros já
segurança ou as cintas dos bancos veículo,
estiverem ocupados por outras - uma criança ou um animal num ve-
para crianças limitando ao máximo crianças ou se os bancos traseiros
as folgas em relação ao corpo ículo exposto ao sol com as janelas
estiverem inutilizáveis ou não fechadas,
da criança, mesmo para curtos existirem.
trajectos. - as chaves ao alcance das crianças
Neutralizar o airbag passageiro* no interior do veículo.
Para uma instalação optimizada de assim que um banco para crianças
um banco para crianças "de frente Para impedir a abertura acidental
"de costas para a estrada" for das portas, utilizar o dispositivo
para a estrada", veriicar que o instalado no lugar da frente.
seu encosto está bem apoiado ao "Segurança das crianças"*.
encosto do banco do veículo e que o Caso contrário, a criança arriscar- Assegurar-se de que só abre um
apoia-cabeças não incomoda. se-á a ser gravemente ferida ou terço da superfície dos vidros tra-
mesmo morta aquando do disparo seiros*.
Se tiver que retirar o apoia-cabeças, do airbag.
assegurar-se de que ica bem Para proteger as crianças mais jo-
arrumado ou ixo para evitar que o vens dos ráios solares, utilizar corti-
mesmo se transforme em projéctil no nas laterais nos vidros traseiros.
caso de uma travegem brusca. Instalação de uma sobre-elevação
A parte torácica da cintura deve estar
posicionada sobre o ombro da crian-
ça sem lhe tocar o pescoço.
Veriicar que a parte abdominal do
cinto de segurança passa bem sobre
as coxas da criança.
A PEUGEOT recomenda-lhe que
utilize o elevador com encosto, equi-
pado com uma guia para o cinto ao
nível do ombro.

* Consoante a versão.
01-10-2005
Os acessos - 101

Trancamento Localização do veículo


Um impulso no botão A permite o Para localizar o seu veículo,
trancamento do veículo. previamente trancado, num parque
É visualizado pelo acendimento ixo de estacionamento:
dos indicadores de direcção durante F premir o botão A, as luzes do
cerca de dois segundos. tecto acendem e os indicadores
de mudança de direcção piscam
Destrancamento durante alguns segundos.
Um impulso no botão B permite o
destrancamento do veículo.
É assinalado pelo piscar rápido dos
indicadores de direcção. Substituição da pilha do
telecomando
Particularidades 206 SW: o des-
trancamento do veículo e a abertura A informação "pilha gasta" é dada por
AS CHAVES do óculo traseiro efectuam-se com um sinal sonoro acompanhado pela
uma pressão demorada no botão B. mensagem "Pilha telecomando
As chaves permitem accionar gasta" no ecrã multifunções.
independentemente as fechaduras Se o veículo estiver trancado e o
das portas dianteiras, a mala destrancamento for accionado sem Para substituir a pilha, desapertar o
(berlina), o tampão do combustível, o abertura das portas nos 30 segundos parafuso e, com uma moeda, soltar
comando de neutralização do airbag seguintes, o veículo trancar-se-á a tampa ao nível do anel (pilha
passageiro, o anti-roubo da direcção automaticamente. CR. 2016/3 volts).
e ligar a ignição. Se depois da substituição da pilha o
Evitar manusear o botão do teleco- telecomando não funcionar, proceder
mando fora do alcance do veículo a uma reinicialização.
Com fecho e destrancamento
centralizado porque pode torná-lo inoperante. Se-
ria então necessário proceder a uma
As chaves permitem, a partir nova sincronização do telecomando
das portas dianteiras, trancar ou (ver capítulo correspondente). Reinicialização do
destrancar as portas e a mala. telecomando
Se uma das portas, a mala ou o
óculo traseiro (206 SW) estiver F Desligar a ignição.
aberto, o fecho centralizado não se F Ligar novamente a ignição.
efectua. F Carregar imediatamente no bo-
Esquecimento da chave
tão A durante alguns segundos.
O esquecimento da chave no anti-
roubo da direcção é assinalado por F Desligar a ignição e retirar a
Telecomando chave com telecomando do
um sinal sonoro ao abrir a porta do
Assegura à distância, as mesmas condutor. anti-roubo. O telecomando ica
funções que a chave. novamente operacional.

01-10-2005
102 - Os acessos

ANTI-ARRANQUE Em caso de mau funcionamento


ELECTRÓNICO do sistema, o avisador do botão de
trancamento centralizado, situado na
Bloqueia o sistema de controlo do parte central do painel de instrumen-
motor desde o desligar da chave tos, relampeja rapidamente ao ligar a
e impede a ignição do veículo por chave (2ª posição da chave).
efracção. Neste caso, o veículo não arranca.
A chave possui uma pastilha Consulte rapidamente um Ponto de
electrónica dotada com um código Serviço PEUGEOT.
especial. Ao ligar a chave, o código
deverá ser reconhecido para que a
ignição seja possível.

O CARTÃO CONFIDENCIAL Anotar cuidadosamente o Evite manusear os botões do seu


número de cada chave. Este telecomando fora do alcance do
É-lhe entregue aquando da entrega número está codiicado na veículo.
do veículo com o duplo das chaves. etiqueta anexa à chave. Pode torná-lo inoperante. Seria
Conservar este cartão num lugar Em caso de perda, a rede então necessário proceder a uma
seguro mas nunca no veículo. PEUGEOT poderá fornecer-lhe nova reinicialização.
Ele contém o código de identiicação rapidamente novas chaves. Na compra de um veículo de
necessário para qualquer intervenção O telecomando de alta frequência ocasião:
a efectuar no sistema de anti-arran- é um sistema sensível; não o ma- - veriicar se possui o cartão coni-
que electrónico por um Representan- nipular nos bolsos pois arrisca-se dencial;
te Autorizado PEUGEOT. Este código a destrancar o veículo inadverti-
está oculto por uma película que só - mandar fazer uma memorização
damente. das chaves por um Representante
deve ser retirada em caso de neces- O telecomando não funciona
sidade. Autorizado PEUGEOT para icar
quando a chave está inserida no seguro de que as chaves em
Aquando de uma viagem longe do anti-roubo, mesmo com a ignição sua posse são as únicas que
seu domicílio leve este cartão com desligada, excepto para a reinicia- permitem pôr o seu veículo em
os seus documentos pessoais. lização. funcionamento.
Circular com as portas trancadas
pode diicultar o acesso dos Não faça nenhuma modiicação no
socorros ao habitáculo em caso de sistema anti-arranque electrónico.
emergência.
Por medida de segurança (crianças
a bordo), retirar a chave do anti-
roubo quando sair do veículo
mesmo que seja por pouco tempo.

01-10-2005
102 - Os acessos

ANTI-ARRANQUE Em caso de mau funcionamento


ELECTRÓNICO do sistema, o avisador do botão de
trancamento centralizado, situado na
Bloqueia o sistema de controlo do parte central do painel de instrumen-
motor desde o desligar da chave tos, relampeja rapidamente ao ligar a
e impede a ignição do veículo por chave (2ª posição da chave).
efracção. Neste caso, o veículo não arranca.
A chave possui uma pastilha Consulte rapidamente um Ponto de
electrónica dotada com um código Serviço PEUGEOT.
especial. Ao ligar a chave, o código
deverá ser reconhecido para que a
ignição seja possível.

O CARTÃO CONFIDENCIAL Anotar cuidadosamente o Evite manusear os botões do seu


número de cada chave. Este telecomando fora do alcance do
É-lhe entregue aquando da entrega número está codiicado na veículo.
do veículo com o duplo das chaves. etiqueta anexa à chave. Pode torná-lo inoperante. Seria
Conservar este cartão num lugar Em caso de perda, a rede então necessário proceder a uma
seguro mas nunca no veículo. PEUGEOT poderá fornecer-lhe nova reinicialização.
Ele contém o código de identiicação rapidamente novas chaves. Na compra de um veículo de
necessário para qualquer intervenção O telecomando de alta frequência ocasião:
a efectuar no sistema de anti-arran- é um sistema sensível; não o ma- - veriicar se possui o cartão coni-
que electrónico por um Representan- nipular nos bolsos pois arrisca-se dencial;
te Autorizado PEUGEOT. Este código a destrancar o veículo inadverti-
está oculto por uma película que só - mandar fazer uma memorização
damente. das chaves por um Representante
deve ser retirada em caso de neces- O telecomando não funciona
sidade. Autorizado PEUGEOT para icar
quando a chave está inserida no seguro de que as chaves em
Aquando de uma viagem longe do anti-roubo, mesmo com a ignição sua posse são as únicas que
seu domicílio leve este cartão com desligada, excepto para a reinicia- permitem pôr o seu veículo em
os seus documentos pessoais. lização. funcionamento.
Circular com as portas trancadas
pode diicultar o acesso dos Não faça nenhuma modiicação no
socorros ao habitáculo em caso de sistema anti-arranque electrónico.
emergência.
Por medida de segurança (crianças
a bordo), retirar a chave do anti-
roubo quando sair do veículo
mesmo que seja por pouco tempo.

01-10-2005
Os acessos - 103

PORTAS Destrancamento a partir do


interior
Para destrancar, puxar o botão A ou
accionar o manípulo.

Alerta "porta aberta"


Com o motor a trabalhar, quando
uma porta estiver mal fechada
soará um alerta e aparecerá uma
Abertura das portas pelo interior* mensagem ou desenho localizando-
a no ecrã multifunções.
Trancamento por dentro Com o veículo em andamento,
quando o botão da luz do tecto
estiver na posição "iluminação à
Portas dianteiras Sem fecho centralizado abertura de uma porta", esta luz
Para trancar, pressionar o botão A. piscará.
O botão tranca a porta em questão.
O botão da porta do condutor
permite trancar a porta, a mala e o
óculo traseiro (206 SW).

Com fecho centralizado


Para trancar, premir o botão A.
O trancamento de uma porta
dianteira permite trancar as portas
da frente, de trás, a mala e o óculo
traseiro (206 SW).
Portas traseiras (206 SW) Nas portas traseiras, o botão só
actua na porta correspondente.
Abertura das portas pelo exterior

* Consoante a versão.
01-10-2005
104 - Os acessos

Activação
Exercer uma pressão demorada no
botão A.
A activação da função é acompanha-
da por um sinal sonoro e por uma
mensagem no ecrã multifunções.
A mensagem reaparece sempre que
ligar a ignição.

Neutralização
Trancamento/ Destrancamento Exercer uma pressão demorada no SEGURANÇA PARA
pelo interior* botão A. CRIANÇAS
Premir o botão A, permite-lhe
trancar / destrancar as portas. Interdição de abertura pelo interior
Observações: se uma das portas de cada uma das portas traseiras.
estiver aberta, o trancamento interior
e o trancamento centralisado auto- Girar o comando 1 um quarto de
matico não se efectuarão. volta com a chave de ignição.

Trancamento centralizado Se a mala estiver aberta, o tranca-


automático das portas mento automático centralizado das
portas é activo.
As portas podem trancar-se auto-
maticamente quando em movimento
(velocidade superior a 10 km/h).
Para além de 10 km/h, para destran-
car momentâneamente as portas,
efectue uma ligeira pressão no bo-
tão A.
Esta função pode ser activada ou
neutralizada.

* Consoante o equipamento.
01-10-2005
Os acessos - 105

TRANCAMENTO/ TRANCAMENTO/
DESTRANCAMENTO DA DESTRANCAMENTO
MALA (berlina) DA MALA E DO ÓCULO
TRASEIRO (206 SW)
Sem trancamento centralizado:
A mala e o óculo traseiro não
Para fechar, rodar a chave de A podem ser abertos simultanea-
para C. mente.
Para abrir, rodar a chave de A para
B, carregar na pega e levantar a Sem trancamento centralizado Com trancamento centralizado
tampa da mala. O trancamento ou o destrancamento O trancamento ou o destranca-
da mala e do óculo traseiro efectua- mento da mala é simultâneo com o
se através da fechadura da porta do das portas.
Com trancamento centralizado: condutor. Com o óculo traseiro fechado, para
O trancamento e o destrancamento Com o óculo traseiro fechado, para abrir a mala, accionar o manípulo A
da mala é simultâneo com o das abrir a mala, accionar o manípulo A e levantá-lo.
portas. e levantá-lo. Com a mala fechada, para abrir o
Com a mala fechada, para abrir o óculo traseiro, premir demorada-
A iluminação é comandada pela óculo traseiro, accionar o manípulo mente o botão de destrancamento
abertura da mala. B, levantando-o pelo braço do limpa- do telecomando ou accionar o ma-
vidros (lugar C). nípulo B, levantando o óculo traseiro
servindo-se do braço do limpa-vidros
(lugar C).

01-10-2005
106 - Os acessos

A iluminação é comandada pela


abertura da mala ou do óculo
traseiro.

Observações: A mala e o óculo


traseiro trancam-se automaticamente
em circulação a 10 km/hora e
destrancam-se com a abertura de
uma das portas.
Quando o limpa-vidros traseiro está
numa posição de varrimento, a
abertura do óculo traseiro só pode
ser efectuada no im do ciclo.
Fechar o óculo traseiro utilizando o
braço do limpa-vidros ou apoiando
no centro do vidro.
COMANDO DE EMERGÊNCIA TECTO DE ABRIR (berlina)
(berlina)
Alerta "Mala/óculo traseiro aberto" Para abrir
Permite, em caso de falha no funcio-
Com o motor em funcionamento, namento do trancamento centraliza- Carregar na parte B do interruptor:
quando a tampa da mala ou o óculo do, destrancar a tampa da mala: o tecto abrir-se-á até à posição
traseiro estiver mal fechado(a), ouvir- intermédia (conforto).
se-á um sinal sonoro e aparecerá - rebater os bancos traseiros para
aceder à mala pelo interior da Para a abertura total do tecto
uma mensagem ou um desenho no carregar novamente em B.
ecrã multifunções. viatura;
- puxar a guarnição da tampa da
mala para a soltar; Para fechar
Com o veiculo em funcio- - accionar o puxador de abertura 1 Carregar na parte A do interruptor:
namento, quando a tampa para cima. o tecto fechar-se-á até à posição
da mala ou o óculo traseiro intermédia (conforto).
estiver mal fechado(a), a luz Para fechar totalmente o tecto
do tecto pisca se o botão es- carregar novamente em A.
tiver nesta posição.
Tampa de ocultação do tecto
em vidro panorâmico
Pressionar a parte A ou B do
interruptor até atingir a posição
pretendida.

01-10-2005
106 - Os acessos

A iluminação é comandada pela


abertura da mala ou do óculo
traseiro.

Observações: A mala e o óculo


traseiro trancam-se automaticamente
em circulação a 10 km/hora e
destrancam-se com a abertura de
uma das portas.
Quando o limpa-vidros traseiro está
numa posição de varrimento, a
abertura do óculo traseiro só pode
ser efectuada no im do ciclo.
Fechar o óculo traseiro utilizando o
braço do limpa-vidros ou apoiando
no centro do vidro.
COMANDO DE EMERGÊNCIA TECTO DE ABRIR (berlina)
(berlina)
Alerta "Mala/óculo traseiro aberto" Para abrir
Permite, em caso de falha no funcio-
Com o motor em funcionamento, namento do trancamento centraliza- Carregar na parte B do interruptor:
quando a tampa da mala ou o óculo do, destrancar a tampa da mala: o tecto abrir-se-á até à posição
traseiro estiver mal fechado(a), ouvir- intermédia (conforto).
se-á um sinal sonoro e aparecerá - rebater os bancos traseiros para
aceder à mala pelo interior da Para a abertura total do tecto
uma mensagem ou um desenho no carregar novamente em B.
ecrã multifunções. viatura;
- puxar a guarnição da tampa da
mala para a soltar; Para fechar
Com o veiculo em funcio- - accionar o puxador de abertura 1 Carregar na parte A do interruptor:
namento, quando a tampa para cima. o tecto fechar-se-á até à posição
da mala ou o óculo traseiro intermédia (conforto).
estiver mal fechado(a), a luz Para fechar totalmente o tecto
do tecto pisca se o botão es- carregar novamente em A.
tiver nesta posição.
Tampa de ocultação do tecto
em vidro panorâmico
Pressionar a parte A ou B do
interruptor até atingir a posição
pretendida.

01-10-2005
Os acessos - 107

Retirar sempre a chave


da ignição quando sair do
veículo, mesmo que seja
por pouco tempo.
No caso de entalamento aquando
da manipulação do tecto, deverá
inverter o movimento deste. Para
isso, apoiar no comando respec-
tivo.
Quando o condutor accionar o
comando do tecto, deverá asse-
gurar-se que ninguém impede o
fecho correcto do mesmo.
O condutor deve assegurar-se
que os passageiros utilizam o
tecto de abrir correctamente. ABERTURA DO CAPOT VARETA DO CAPOT
Estar atento às crianças durante a MOTOR
manipulação do tecto. Fixar o equilibrador para manter o
Por dentro: puxar o manípulo capot aberto.
situado à esquerda, sob o painel de Antes de fechar o capot repor a
bordo. vareta no seu alojamento.
ENCHIMENTO DO DEPÓSITO Por fora: puxar a patilha e levantar
DE COMBUSTÍVEL o capot.
O enchimento de combustível deve
ser feito com o motor parado. Para fechar
Introduzir a chave e rodar para a Baixar o capot e largá-lo no im do
esquerda. curso. Conirmar se o capot icou
Retirar o tampão. bem fechado.
Uma etiqueta indica o tipo de
combustível a utilizar.
Se encher o seu depósito não insista
para além da terceira paragem da
pistola porque isso poderia provocar
um mau funcionamento do seu
veículo.
A capacidade do depósito é de
cerca de 50 litros.

01-10-2005
Os acessos - 107

Retirar sempre a chave


da ignição quando sair do
veículo, mesmo que seja
por pouco tempo.
No caso de entalamento aquando
da manipulação do tecto, deverá
inverter o movimento deste. Para
isso, apoiar no comando respec-
tivo.
Quando o condutor accionar o
comando do tecto, deverá asse-
gurar-se que ninguém impede o
fecho correcto do mesmo.
O condutor deve assegurar-se
que os passageiros utilizam o
tecto de abrir correctamente. ABERTURA DO CAPOT VARETA DO CAPOT
Estar atento às crianças durante a MOTOR
manipulação do tecto. Fixar o equilibrador para manter o
Por dentro: puxar o manípulo capot aberto.
situado à esquerda, sob o painel de Antes de fechar o capot repor a
bordo. vareta no seu alojamento.
ENCHIMENTO DO DEPÓSITO Por fora: puxar a patilha e levantar
DE COMBUSTÍVEL o capot.
O enchimento de combustível deve
ser feito com o motor parado. Para fechar
Introduzir a chave e rodar para a Baixar o capot e largá-lo no im do
esquerda. curso. Conirmar se o capot icou
Retirar o tampão. bem fechado.
Uma etiqueta indica o tipo de
combustível a utilizar.
Se encher o seu depósito não insista
para além da terceira paragem da
pistola porque isso poderia provocar
um mau funcionamento do seu
veículo.
A capacidade do depósito é de
cerca de 50 litros.

01-10-2005
108 - A visibilidade

Inversão de faróis médios/ Veículos equipados com faróis


máximos de nevoeiro à frente e luz de
Puxar o comando para si. nevoeiro atrás (anel C)
Observação: com a ignição desliga-
da e o acendimento automatico dos Faróis de nevoeiro dianteiros
faróis neutralizado, quando a porta (1ª rotação do anel para a
do lado condutor é aberta ouve-se frente).
um sinal sonoro se foram deixadas
as luzes acesas. Funcionam com os faróis de mínimos/
médios.
Faróis de nevoeiro à frente e luz Ao passar aos faróis de máximos, os
de nevoeiro atrás faróis de nevoeiro da frente apagam-
A selecção efectua-se por rotação se. Voltam a acender-se em caso de
do anel para a frente para acender corte dos faróis de máximos.
COMANDO DE ILUMINAÇÃO e para trás para apagar. O estado é
visualizado pelo visor do quadrante.
Luzes dianteiras e traseiras
A selecção efectua-se por rotação Faróis de nevoeiro à
do anel A. frente e luz de nevoei-
Veículos equipados com luz de ro atrás (2ª rotação do
nevoeiro atrás (anel B) anel para a frente).
Observação: para apagar a luz
Luzes apagadas Luz de nevoeiro traseira de nevoeiro traseira e os faróis de
nevoeiro da frente, rode o anel duas
vezes de seguida para trás.

Mínimos Só pode funcionar com os faróis de


médios e de máximos. Observação: aquando de um corte
automático das luzes ou de um
Observação: aquando de um corte manual dos faróis de médios,
corte automático das luzes, a luz os faróis de nevoeiro da frente, a
Faróis de médios e de de nevoeiro traseira e os faróis de luz de nevoeiro traseira e os faróis
máximos médios permanecem acesos (rodar de mínimos permanecem acesos
o anel para trás para apagar a luz (rodar o anel para trás para apagar
de nevoeiro traseira. Os faróis de os faróis de nevoeiro da frente. Os
médios e de posição apagam-se mínimos apagam-se então).
Acendimento automá- então).
tico dos faróis

01-10-2005
A visibilidade - 109

Luz de acompanhamento ACENDIMENTO AUTOMÁTICO Controlo de funcionamento


temporário DOS FARÓIS
Ao deixar o seu veículo, os faróis Activação
de mínimos e de médios podem Os mínimos e os médios acendem A função activada é acompanhada
permanecer acesos cerca de automaticamente em caso de por um sinal sonoro e por uma
30 segundos. fraca luminosidade e durante o mensagem no ecrã multifunções.
funcionamento contínuo do limpa-
Para isso: vidros e apagam-se desde que a
- Colocar a chave na posição STOP, luminosidade se tornar suiciente ou
- colocar o comando de iluminação quando os limpa-vidros deixarem de
na posição 0, funcionar. Neutralização
- faça um "sinal de luzes", Com tempo de nevoeiro ou com A função neutralizada é acompanha-
- Saia e tranque o veículo. neve, o sensor de luminosidade da por um sinal sonoro.
pode detectar uma luz suiciente,
os faróis não se acenderão Quando o condutor utiliza os coman-
automaticamente. dos manuais de iluminação, a função
é temporariamente neutralizada.
Esta função está activada quando da Em caso de mau funcionamento
entrega do veículo. do sensor de luminosidade, os
Com tempo claro
chuvoso, tanto de dia Para neutralizar ou activar a função: faróis acendem-se acompanhados
como de noite, os faróis - pôr a chave na posição "acessó- por um sinal sonoro e por uma
de nevoeiro da frente e rios" (primeira posição da chave), mensagem no ecrã multifunções.
a luz de nevoeiro traseira acesos - colocar o comando de iluminação Consulte um Representante Autori-
encandeiam e são proibidos. na posição AUTO/0, zado PEUGEOT.
Não esquecer de os apagar logo - premir mais de quatro segundos a
que deixem de ser necessários. sua extremidade.

Não esconder o sensor de


luminosidade, acoplado com o
sensor de chuva, situado a meio
Indicadores de mudança de do pára-brisas, atrás do retrovisor
direcção (piscas) interior. Serve para acender
automaticamente os faróis.
Esquerda: comutador
para baixo.
Direita: comutador
para cima.

01-10-2005
A visibilidade - 109

Luz de acompanhamento ACENDIMENTO AUTOMÁTICO Controlo de funcionamento


temporário DOS FARÓIS
Ao deixar o seu veículo, os faróis Activação
de mínimos e de médios podem Os mínimos e os médios acendem A função activada é acompanhada
permanecer acesos cerca de automaticamente em caso de por um sinal sonoro e por uma
30 segundos. fraca luminosidade e durante o mensagem no ecrã multifunções.
funcionamento contínuo do limpa-
Para isso: vidros e apagam-se desde que a
- Colocar a chave na posição STOP, luminosidade se tornar suiciente ou
- colocar o comando de iluminação quando os limpa-vidros deixarem de
na posição 0, funcionar. Neutralização
- faça um "sinal de luzes", Com tempo de nevoeiro ou com A função neutralizada é acompanha-
- Saia e tranque o veículo. neve, o sensor de luminosidade da por um sinal sonoro.
pode detectar uma luz suiciente,
os faróis não se acenderão Quando o condutor utiliza os coman-
automaticamente. dos manuais de iluminação, a função
é temporariamente neutralizada.
Esta função está activada quando da Em caso de mau funcionamento
entrega do veículo. do sensor de luminosidade, os
Com tempo claro
chuvoso, tanto de dia Para neutralizar ou activar a função: faróis acendem-se acompanhados
como de noite, os faróis - pôr a chave na posição "acessó- por um sinal sonoro e por uma
de nevoeiro da frente e rios" (primeira posição da chave), mensagem no ecrã multifunções.
a luz de nevoeiro traseira acesos - colocar o comando de iluminação Consulte um Representante Autori-
encandeiam e são proibidos. na posição AUTO/0, zado PEUGEOT.
Não esquecer de os apagar logo - premir mais de quatro segundos a
que deixem de ser necessários. sua extremidade.

Não esconder o sensor de


luminosidade, acoplado com o
sensor de chuva, situado a meio
Indicadores de mudança de do pára-brisas, atrás do retrovisor
direcção (piscas) interior. Serve para acender
automaticamente os faróis.
Esquerda: comutador
para baixo.
Direita: comutador
para cima.

01-10-2005
110 - A visibilidade

É necessário reactivar o comando


após cada corte da ignição superior
a um minuto:
- mover o comando para qualquer
outra posição,
- retomar em seguida a posição de-
sejada.

Lava-vidros e lava-faróis
COMANDO DOS Puxar o comando do limpa-vidros
LIMPA-VIDROS para si. O lava-vidros e depois o
limpa-vidros funcionam durante um
Limpa-vidros dianteiro com Limpa-vidro dianteiro com determinado tempo.
varrimento intermitente varrimento automático Os lava-faróis activam-se igualmente
2 Varrimento rápido 2 Varrimento rápido se os médios ou os máximos
(fortes precipitações) (fortes precipitações) estiverem acesos.
1 Varrimento normal 1 Varrimento normal
(chuva moderada) (chuva moderada)
I Varrimento intermitente AUTO Varrimento automático
0 Parado 0 Parado
ê Varrimento com um só um ê Varrimento com um só mo-
movimento (apoiar para vimento (apoiar para baixo).
baixo).
Na posição AUTO, a cadência é
Na posição Intermitente, a cadência proporcional à intensidade das pre-
de varrimento é proporcional à cipitações.
velocidade do veículo.

01-10-2005
A visibilidade - 111

Varrimento com cadência Limpa-vidros traseiro


automática Não ocultar o detector de
chuva situado no pára-
Na posição AUTO, o limpa-vidros brisas atrás do retrovisor Rode o anel A até ao
funciona automaticamente e adapta interior. primeiro entalhe, para obter
a sua velocidade à intensidade da um varrimento intermitente.
chuva. Durante uma lavagem automática,
desligar a ignição ou conirmar É necessário reactivar
que o comando do limpa-vidros o comomdo após cada corte
não está na posição AUTO. da ignição. Para isso, deslocar
o comando para uma qualquer
No Inverno, é aconselhável espe- posição e repô-lo em seguida na
rar o descongelamento completo posição desejada.
Controlo de funcionamento do pára-brisas antes de accionar
o varrimento automático.
Activação Limpa vidros traseiro automático
A activação da função é acompanha- Quando o comando do limpa-
da pela mensagem no ecrã multifun- vidros da frente estiver activado
ções. e que engata a marcha atrás, o
limpa-vidros traseiro funciona em
Em caso de mau funcionamento varrimento intermitente.
o condutor é informado graças a um Observação: no caso de utilização
sinal sonoro. de um suporte para bicicletas, con-
Na posição AUTO o limpa-vidros sultar um Representante Autorizado
funcionará em modo intermitente. PEUGEOT para neutralizar esta
função ou instale um suporte para
Consulte um Representante Autori- bicicletas especíico homologado
zado PEUGEOT para veriicação do pela PEUGEOT.
sistema.
Lava-vidros traseiro
Rode o anel A para além
do primeiro entalhe, o lava-
vidros e depois o limpa-
vidros funcionam durante um
período determinado.

206 SW: as funções limpa-vidros


e lava-vidros traseiros são neutra-
lizadas automaticamente quando o
óculo traseiro estiver aberto.

01-10-2005
112 - A visibilidade

O COMPUTADOR DE BORDO Ecrã B Ecrã monocromático CT

- a autonomia - a franja "veículo" com:


- a distância percorrida • a autonomia, o consumo instan-
- o consumo médio tâneo e a distância a percorrer,
Cada impulso no botão situado no - o consumo instantâneo - a franja "1" (percurso "1") com:
topo do comando do limpa-vidros - a velocidade média • o consumo médio, a distância
permite exibir alternadamente: percorrida e a velocidade média
calculados no percurso "1",
- a franja "2" (percurso "2") com as
mesmas características.
Reposição a zero
Permite, além disso, aceder às
Premir o comando durante mais de informações do jornal de alertas.
dois segundos.

Reposição a zero
Quando o percurso escolhido é exi-
bido, premir mais de dois segundos
o comando.

01-10-2005
A visibilidade - 113

Autonomia Distância percorrida


Indica o número de quilómetros Indica a distância percorrida depois
que podem ainda ser percorridos da última reposição a zero do
com o combustível restante no computador de bordo.
reservatório.
Observação: pode acontecer este
valor aumentar depois de uma mu- Os percursos
dança de estilo de condução ou do Distância restante a percorrer Os percursos "1" e "2" são indepen-
relevo, ocasionando um abaixamen- É a distância até ao destino, seja cal- dentes e de utilização idêntica.
to importante do consumo. culada continuamente pela navega- O percurso "1" permite efectuar,
Desde que a autonomia seja ção, se uma orientação estiver acti- por exemplo, cálculos diários e o
inferior a 30 km, três segmentos vada, seja a registada pelo utilizador percurso "2" cálculos mensais.
aparecem. Após um complemento menos os quilómetros efectuados
de combustível, a autonomia volta até ao momento.
a visualizar-se assim que ultrapasse Observação: na falta, aparecem
os 100 km. traços em vez de números.
Se em andamento aparecerem du-
rante algum tempo traços horizontais
em vez de algarismos, consultar um
Ponto de Serviço PEUGEOT. Velocidade média
É a velocidade média calculada
depois da última reposição a zero
Consumo instantâneo do computador de bordo (chave
ligada).
É a quantidade média de combus-
tível consumida depois de alguns
segundos.
Esta função só se aixa a partir de
Jornal dos alertas
30 km/h. Recapitula as mensagens dos aler-
tas activos viualizando-os sucessiva-
mente no ecrã multifunções.
Consumo médio
É a quantidade média de combus-
tível consumida depois da última
reposição a zero do computador de
bordo.

01-10-2005
112 - A visibilidade

O COMPUTADOR DE BORDO Ecrã B Ecrã monocromático CT

- a autonomia - a franja "veículo" com:


- a distância percorrida • a autonomia, o consumo instan-
- o consumo médio tâneo e a distância a percorrer,
Cada impulso no botão situado no - o consumo instantâneo - a franja "1" (percurso "1") com:
topo do comando do limpa-vidros - a velocidade média • o consumo médio, a distância
permite exibir alternadamente: percorrida e a velocidade média
calculados no percurso "1",
- a franja "2" (percurso "2") com as
mesmas características.
Reposição a zero
Permite, além disso, aceder às
Premir o comando durante mais de informações do jornal de alertas.
dois segundos.

Reposição a zero
Quando o percurso escolhido é exi-
bido, premir mais de dois segundos
o comando.

01-10-2005
A visibilidade - 113

Autonomia Distância percorrida


Indica o número de quilómetros Indica a distância percorrida depois
que podem ainda ser percorridos da última reposição a zero do
com o combustível restante no computador de bordo.
reservatório.
Observação: pode acontecer este
valor aumentar depois de uma mu- Os percursos
dança de estilo de condução ou do Distância restante a percorrer Os percursos "1" e "2" são indepen-
relevo, ocasionando um abaixamen- É a distância até ao destino, seja cal- dentes e de utilização idêntica.
to importante do consumo. culada continuamente pela navega- O percurso "1" permite efectuar,
Desde que a autonomia seja ção, se uma orientação estiver acti- por exemplo, cálculos diários e o
inferior a 30 km, três segmentos vada, seja a registada pelo utilizador percurso "2" cálculos mensais.
aparecem. Após um complemento menos os quilómetros efectuados
de combustível, a autonomia volta até ao momento.
a visualizar-se assim que ultrapasse Observação: na falta, aparecem
os 100 km. traços em vez de números.
Se em andamento aparecerem du-
rante algum tempo traços horizontais
em vez de algarismos, consultar um
Ponto de Serviço PEUGEOT. Velocidade média
É a velocidade média calculada
depois da última reposição a zero
Consumo instantâneo do computador de bordo (chave
ligada).
É a quantidade média de combus-
tível consumida depois de alguns
segundos.
Esta função só se aixa a partir de
Jornal dos alertas
30 km/h. Recapitula as mensagens dos aler-
tas activos viualizando-os sucessiva-
mente no ecrã multifunções.
Consumo médio
É a quantidade média de combus-
tível consumida depois da última
reposição a zero do computador de
bordo.

01-10-2005
114 - A visibilidade

Particularidades do ecrã Coniguração Computador de


monocromático CT bordo
Esta função permite introduzir a
Menu geral distância até ao destino (quando
Premir a tecla "MENU" para aceder uma orientação não estiver activada;
ao menu geral. senão, a informação é dada pela
navegação) e converter as unidades
Seleccionar o ícone "Computador (°C ou °F, km/l ou l/100 ou mpg).
de bordo", servindo-se do botão
rotativo, validando em seguida para
aceder ao menu "Computador de
bordo".
O menu "Computador de bordo"
apresenta diversas possibilidades:
- Coniguração Computador de Distância até ao destino
bordo,
- Jornal dos Alertas. Quando uma orientação não estiver
activada, ela permite introduzir
um valor aproximado para facultar
todos os cálculos do computador de
Menu contextual "Computador de bordo.
bordo"
O menu contextual associado à
aplicação "Computador de bordo"
aparece em visualização sobreposta,
quando esta for a aplicação em curso
de utilização como ecrã de fundo.
Premir brevemente o botão rotativo
na aplicação permanente "Compu-
tador de bordo", para escolher uma
das duas seguintes funções:
- Jornal dos alertas,
- Distância até ao destino.

01-10-2005
A visibilidade - 115

2. Comando do elevador eléctrico


do vidro lado passageiro Retirar sempre a chave
da ignição quando sair do
3. Comando do elevador eléctrico veículo, mesmo que seja
do vidro traseiro esquerdo por pouco tempo.
4. Comando do elevador eléctrico No caso de entalamento aquando
do vidro traseiro direito da manipulação dos elevadores
eléctricos dos vidros, deverá
inverter o movimento destes.
Para isso, apoiar no comando
Neutralização temporária dos respectivo.
elevadores de vidros traseiros Quando o condutor accionar
(segurança de crianças) os comandos dos elevadores
eléctricos dos vidros dos passa-
geiros, deverá assegurar-se que
ninguém impede o fecho correcto
dos mesmos.
ELEVADORES ELÉCTRICOS O condutor deve assegurar-se
DE VIDROS que os passageiros utilizam os
elevadores dos vidros correcta-
1. Comando elevador eléctrico mente.
de vidros lado do condutor
Estar atento às crianças durante
as manipulações dos elevadores
- Funcionamento manual: eléctricos dos vidros.
Carregar ou puxar o interruptor 1
sem ultrapassar o ponto de resis-
tência. O vidro pára logo que se
liberta o interruptor.
- Funcionamento automático:
Carregar ou puxar o interruptor 1
para além do ponto de resistência. VIDROS DE CUSTÓDIA
Este comando permite neutralizar o (3 portas)
Um único impulso abre ou fecha funcionamento dos vidros de trás em
completamente o vidro. qualquer que seja a sua posição. Para entreabrir os vidros de trás,
Uma 1ª pressão activa o comando puxar a patilha e empurrar o vidro.
O fecho automático só funciona com (a luz avisadora do botão acende)
o motor a trabalhar e unicamente no e um 2° apoio, desactiva-o (a luz
elevador automático do vidro do lado apaga-se).
do condutor.

01-10-2005
116 - A visibilidade

Retrovisor interior manual Retrovisores exteriores de RETROVISORES EXTERIORES


comando manual COM COMANDO ELÉCTRICO
O retrovisor interior possui duas
posições: Mover a patilha de ajuste nas quatro
direcções para fazer a regulação. Girar o comando 1 para a direita ou
- dia (normal), para a esquerda para seleccionar o
- noite (anti-ofuscamento). Em estacionamento, os retrovisores retrovisor correspondente.
Para passar de uma para a outra, exteriores podem ser dobrados
manualmente. Mover o comando 1 nas quatro
empurrar ou puxar a patilha situada direcções para fazer a regulação.
na borda inferior do retrovisor.

Retrovisores dobráveis
electricamente
Com a ignição ligada, girar o
comando 1 para a posição A.

O espelho retrovisor Será preciso ter em conta esse


exterior do lado do condutor facto para avaliar correctamente
é esférico com o im de a distância em relação às viaturas
reduzir "o ângulo morto". que vêm atrás.
Além disso, os objectos observa-
dos nos retrovisores condutor e
passageiro estão na realidade mais
perto do que parecem.

01-10-2005
Os arrumos - 117

O AJUSTE DOS FARÓIS AJUSTE DO VOLANTE EM BUZINA


ALTURA
Em função da carga do veículo,
recomenda-se a correcção da altura Com o veículo imobilizado, baixar Pressionar um dos raios do
do feixe dos faróis: o comando para desbloquear o volante.
0 - 1 ou 2 pessoas à frente volante.
- - 3 pessoas Ajustar o volante na altura pretendida
1 - 5 pessoas e puxar o comando para o bloquear.
2 - 5 pessoas + cargas máximas
autorizadas
3 - Condutor + cargas máximas
autorizadas

Ajuste inicial na posição 0.

01-10-2005
118 - Os arrumos

Luz de leitura de mapas


(botão B)
Com a chave na posição acessórios
ou ignição ligada, girar o botão B
para a direita ou para a esquerda.

LUZ DO TECTO JANELAS DE


TELEPORTAGEM/
Luz do tecto dianteira (botão A) Luz do tecto traseira (206 SW) ESTACIONAMENTO
Nesta posição, acende du- Nesta posição, acende du- O pára-brisas atérmico possui duas
rante cerca de 30 segundos. rante cerca de 30 segundos: zonas não relectoras situadas de
um e do outro lado da base do
retrovisor interior.
- ao destrancar o veículo, - ao destrancar o veículo, Destinam-se à colocação de cartões
- ao abrir uma porta, - ao abrir uma porta, a mala ou o de teleportagem e/ou de estaciona-
- ao abrir a mala e o óculo traseiro óculo traseiro (206 SW) mento.
(206 SW) - ao desligar o contacto.
- ao desligar o contacto. Apaga-se ao trancar o veículo.
Apaga-se ao trancar o veículo. Pisca em andamento se uma porta
Pisca em andamento se uma porta ou a mala não estiver correctamente PALA DE SOL
ou a mala não estiver correctamente fechada.
fechada. As palas de sol possuem um espelho
de cortesia com tampa de ocultação
na do condutor.

Permanentemente apagada. Permanentemente apagada

Acende permanentemente Iluminação permanente,


com a chave na posição aces- chave na posição acessórios
sórios ou com a ignição ligada. ou ignição ligada.
01-10-2005
Os arrumos - 119

CINZEIRO DA FRENTE PORTA-LUVAS


Para o esvaziar, fechar a tampa. Para abrir o porta-luvas, levantar a
Puxar o espigão e soltar o cinzeiro patilha.
para cima. Ilumina-se ao abrir a tampa.
1. Arrumação da pasta com os
documentos de bordo.
2. Suporte para latas de bebidas.
3. Porta-lápis.
4. Arrumação de óculos.
ISQUEIRO
5. Arrumação de mapas.
Pressionar e esperar alguns momen- 6. Arrumação de moedas.
tos até ao disparo automático.
É alimentado a partir da posição
acessórios (1ª posição).

01-10-2005
120 - Os arrumos

ARRUMOS NA MALA
(Berlina)

Prateleira traseira Várias possibilidades de arrumação:


Para retirar a prateleira: - ou atrás dos bancos da frente,
- Retirar os dois cordões 1, - ou atrás do banco traseiro com
- Levantar ligeiramente a prateleira o auxílio da rede de retenção de
e retirá-la. bagagens,
- ou pousada na mala. Rede de retenção de bagagens
Utilizar os aneis de amarração,
situados no piso da mala e no
encosto do banco traseiro*, para ixar
a rede de retenção das bagagens.

* Consoante a versão.
01-10-2005
Os arrumos - 121

Cinta de ixação
Uma cinta ixada num lado da
mala permite segurar diversos
objectos (bidões, caixa de primeiros
socorros, ...).

01-10-2005
122 - Os arrumos

01-10-2005
Os arrumos - 123

ARRUMOS DA MALA
(206 SW)
1. Pegas de mão e cabide 5. Tomada acessórios 12V Para a retirar:
É uma tomada 12V (de tipo isqueiro). - retirar as guias de protecção de ba-
2. Ganchos porta-fatos Está instalada sobre o forro traseiro gagens dos trilhos dos montantes,
Existem seis ganchos para pendurar esquerdo e é alimentada a partir da - arrumar a protecção de bagagens
fatos. posição acessórios (1ª posição). no seu enrolador,
- comprimí-la e retirá-la do seu
6. Redes de arrumação suporte.
3. Fixações para rede de
retenção carga alta Dispõe de duas redes (não
A rede de retenção cargas altas desmontáveis) que podem conter a 9. Anéis de amarração
pode ser instalada atrás dos rede de retenção de bagagens, uma Existem anéis de amarração para
bancos dianteiros ou atrás do banco caixa de primeiros socorros, ... ixar a rede de retenção de bagagens:
traseiro. estão situados no encosto do banco
Abrir as protecções das ixações traseiro e no piso da mala (dos quais
7. Correias de ixação dois sob o tapete, ao fundo).
altas correspondentes. Existem duas correias para amarrar
Instalar uma extremidade da barra diversos objectos: bidões, etc.
metálica numa das duas ixações,
comprimir a barra e instalar a outra
extremidade libertando-a. 8. Protecção de bagagens
Nota: destrancar o encosto do banco Triângulo de sinalização
Fixar os dois ganchos das correias
da rede atrás dos bancos dianteiros, traseiro para facilitar a instalação A porta da mala comporta um lugar
com o banco traseiro rebatido, ou e a desmontagem da protecção de destinado ao triângulo de sinaliza-
nos anéis de amarração do piso. bagagens. ção.
Os anéis situam-se ao lado das Para a instalar:
ixações altas correspondentes. - posicionar uma extremidade do en-
Esticar as duas correias. rolador da protecção de bagagens
num dos dois suportes,
- apertar a extremidade oposta do
4. Ganchos enrolador e colocá-lo no devido
Dispõe de dois ganchos laterais para lugar,
pendurar pequenos volumes. - soltá-lo para que ele se ixe,
- desenrolar a protecção de baga-
gens até ao nível dos montantes
da mala,
- inserir as guias da protecção de
bagagens nos trilhos dos montan-
tes.
01-10-2005
124 - Os arrumos

ARRUMOS DA MALA (206 RC)


1. Caixa isotérmica contendo
um kit de reparação
(furo), o macaco e o calço
desdobrável

2. Pegas de apoio com gancho


para cabide de roupa

3. Mesa traseira amovível

4. Aneis de amarração
Tem ao seu dispôr aneis de
amarração para ixar a rede de
retenção de bagagens: estão
situados no espaldar dos bancos
traseiros eno forro traseiro (à direita
e à esquerda) da mala.

5. Arrumo da rede de protecção


de bagagens (exemplo de
localização)

01-10-2005
A condução - 125

CAIXA DE VELOCIDADES Grelha de selecção das Arranque


AUTOMÁTICA "TIPTRONIC- posiçõe Com o motor a trabalhar, para arran-
Sistema PORSCHE" car o veículo a partir da posição P:
F Mover a alavanca na grelha para
A caixa automática de quatro selecionar uma posição. F carregar imperativamente no
velocidades oferece, à escolha, o O avisador da selecção aparece no pedal dos travões para sair da
conforto do automatismo integral, ecrã do quadrante. posição P,
enriquecido com um programa F seleccionar a posição R, D ou
desportivo e um programa para Park (Estacionamento): para imobi- M e diminuir progressivamente a
neve, ou a passagem manual das lizar o veículo ou para pôr o motor pressão exercida sobre o pedal
velocidades. a trabalhar, com o travão de estacio- do travão; o veículo arranca
namento apertado ou destravado. imediatamente.
Reverse (marcha-atrás): para efec- Pode-se também arrancar a partir da
tuar uma marcha-atrás (seleccionar posição N:
esta posição com o veículo parado e
o motor ao ralenti). F libertar o travão de estaciona-
mento pressionando o pedal dos
Neutral (ponto morto): para pôr o travões,
motor a trabalhar e para estacio- F seleccionar a posição R, D ou M e
nar, utilizar o travão de estaciona- diminuir progressivamente a pres-
mento apertado. são sobre o pedal dos travões; o
Se em andamento a posição N for veículo arranca imediatamente.
introduzi-da inadvertidamente, dei-
xar o motor voltar ao ralenti antes
de engatar de novo posição D para ATENÇÃO
acelerar. Quando o motor trabalha ao ralenti
sem estar travado, se uma das
Drive (condução): para conduzir posições R, D ou M for seleccionada,
utilizando o sistema automático o veículo desloca-se mesmo sem
Manual (manual): para seleccionar intervenção no acelarador.
as relações. Por esta razão, não deixar crianças
S: programa desportivo. sem vigilância dentro do veículo
com o motor a trabalhar.
T: programa neve.
Quando alguma operação de manu-
Arranque do motor tenção tiver que ser efectuada com
- Com o travão de estacionamento o motor a trabalhar, apertar o travão
apertado, seleccionar a posição P de estacionamento e seleccionar a
ou N na grelha, posição P.
- Colocar achave de contacto na
posição Arranque.

01-10-2005
126 - A condução

Funcionamento automático Ao levantar bruscamente o pé do Funcionamento Manual


acelerador, a caixa de velocidades
Passagem automática das quatro não passará para a mudança Passagem manual das quatro
velocidades: superior a im de melhorar a velocidades:
F Seleccionar a posição D na segurança. F Seleccione a posição M, na
grelha grelha,
A caixa de velocidades selecciona Programas Desportivo e para F Empurre a alavanca para o
permanentemente a velocidade Neve sinal + para passar à velocidade
melhor adaptada aos seguintes pa- Além do programa auto-adaptativo, superior,
râmetros: dispõe também de dois programas F Puxe a alavanca para o sinal -
- o peril da estrada, especíicos. para passar a uma velocidade
- a carga do veículo. O programa visualiza-se no ecrã do inferior.
A caixa de velocidades funciona en- painel de instrumentos. A passagem da posição D (condução
tão com o programa auto-adaptativo automática) à posição M (condução
sem intervenção do condutor. Programa Desportivo manual) pode efectuar-se a qualquer
F Premir a tecla S, depois do momento.
ATENÇÃO arranque do motor.
Nunca seleccionar a posição N com A caixa de velocidades previligiará
o veículo em andamento. Observações
automaticamente uma condução
Nunca seleccionar as posições P dinâmica. A passagem de uma para outra
ou R se o veículo não estiver velocidade somente será efectuada
imobilizado. Programa para Neve se as condições de velocidade
Não passar de uma função para Este programa facilita o arranque e a e do regime motor o permitirem.
outra para melhorar a travagem motricidade quando as condições de Caso contrário as normas do
numa estrada escorregadia. aderência são fracas. funcionamento automático impor-se-
ão momentaneamente.
F Premir a tecla T, depois do
arranque do motor. Em parado ou a baixa velocidade,
Observações a caixa de velocidades selecciona
A caixa de velocidades adapta-se à automaticamente a velocidade M1.
Para obter uma aceleração máxima condução em estradas escorrega-
sem tocar na alavanca de velocida- Os programas S (desportivo) e T
dias. (neve) não funcionam com a condu-
des, carregar a fundo no pedal do
acelerador (kick down). A caixa de ção manual.
velocidades retrogradará automati- Observação: em qualquer momento
camente ou conservará a mudança pode regressar ao programa auto-
seleccionada até ao regime máximo adaptativo.
do motor. F Premir novamente a tecla S ou
Em travagem, a caixa de velocida- T para neutralizar o programa
des retrogradará automaticamente seleccionado.
para proporcionar um travão motor
eicaz.
01-10-2005
A condução - 127

Anomalia de funcionamento O acendimento desta luz


avisadora e da luz avisadora
Qualquer anomalia no funcionamento STOP, acompanhado por um
é assinalada por um sinal sonoro sinal sonoro (com o veículo
acompanhado pela mensagem em movimento) e pela
"Anomalia caixa automática" no mensagem "Esquecimento travão
ecrã multifunções, de um ''-'' e pelo de mão" no ecrã multifunções,
piscar dos avisadores Despoto e indica que este permanece apertado
Neve no quadrante. ou que foi mal afrouxado.
Neste caso, a caixa de velocidades
funciona em modo de recurso
(bloqueio na 3ª velocidade). Pode
então sentir-se um choque importante
ao passar de P para R e de N
para R (sem risco para a caixa de
velocidades).
Não ultrapassar os 100 km/h no
limite da regulamentação local. O TRAVÃO DE MÃO
Consultar rapidamente um Repre-
sentante Autorizado PEUGEOT. Para accionar o travão
Puxar o travão de mão para imobili-
zar o veículo.

Para desengatar o travão


Puxar a alavanca e carregar no
botão para desapertar o travão de
mão.
No caso de avaria da Sempre que estacionar
bateria, se a alavanca es- num declive, virar as
tiver na posição P a pas- rodas para o passeio
sagem para outra posição e engate o travão de
não será possível. estacionamento.
Sobretudo, não forçar a alavanca, O travão de estacionamento não
pois corre o risco de daniicar a deve ser utilizado para parar ou
caixa de velocidades automática. travar o veículo em movimento.

01-10-2005
A condução - 127

Anomalia de funcionamento O acendimento desta luz


avisadora e da luz avisadora
Qualquer anomalia no funcionamento STOP, acompanhado por um
é assinalada por um sinal sonoro sinal sonoro (com o veículo
acompanhado pela mensagem em movimento) e pela
"Anomalia caixa automática" no mensagem "Esquecimento travão
ecrã multifunções, de um ''-'' e pelo de mão" no ecrã multifunções,
piscar dos avisadores Despoto e indica que este permanece apertado
Neve no quadrante. ou que foi mal afrouxado.
Neste caso, a caixa de velocidades
funciona em modo de recurso
(bloqueio na 3ª velocidade). Pode
então sentir-se um choque importante
ao passar de P para R e de N
para R (sem risco para a caixa de
velocidades).
Não ultrapassar os 100 km/h no
limite da regulamentação local. O TRAVÃO DE MÃO
Consultar rapidamente um Repre-
sentante Autorizado PEUGEOT. Para accionar o travão
Puxar o travão de mão para imobili-
zar o veículo.

Para desengatar o travão


Puxar a alavanca e carregar no
botão para desapertar o travão de
mão.
No caso de avaria da Sempre que estacionar
bateria, se a alavanca es- num declive, virar as
tiver na posição P a pas- rodas para o passeio
sagem para outra posição e engate o travão de
não será possível. estacionamento.
Sobretudo, não forçar a alavanca, O travão de estacionamento não
pois corre o risco de daniicar a deve ser utilizado para parar ou
caixa de velocidades automática. travar o veículo em movimento.

01-10-2005
128 - A segurança

SISTEMA ANTI-BLOQUEIO O acendimento deste avisa- SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À


DAS RODAS (ABS) E dor, associado ao avisador TRAVAGEM DE URGÊNCIA
REPARTIDOR ELECTRÓNICO STOP, acompanhado por
DE TRAVAGEM (REF) um sinal sonoro e por uma Este sistema permite, em caso de
mensagem, indica um mau funcio- urgência, atingir mais rapidamente
O sistema ABS, associado ao reparti- namento do repartidor electrónico de a pressão optimizada de travagem e
dor electrónico de travagem, aumen- travagem o que pode provocar uma reduzir, por conseguinte, a distância
ta a estabilidade e a maneabilidade perda de controlo do veículo durante de paragem.
do veículo aquando da travagem, a travagem. Activa-se em função da rapidez de
sobretudo em pisos defeituosos ou A paragem é imperativa. accionamento do pedal dos travões e
escorregadios. Em ambos os casos, consultar um Re- manifesta-se por uma diminuição da
Observação: em caso de troca de presentante Autorizado PEUGEOT. resistência do pedal e um aumento
rodas (pneus e jantes) ter atenção da eicácia da travagem.
para que sejam homologadas. Aquando de uma travagem de
O sistema anti-bloqueio intervém au- emergência, em função da força de
tomaticamente quando houver risco aceleração, as luzes de emergência
de bloqueio das rodas. acendem automaticamente. Apagar-
se-ão automaticamente à primeira
aceleração.

O funcionamento normal do siste-


ma ABS pode manifestar-se por
ligeiras vibrações no pedal dos
travões.
O acendimento deste avisa- Em caso de travagem de emer-
dor, acompanhado por um gência, carregar muito fortemen-
sinal sonoro e por uma men- te no pedal sem nunca diminuir
sagem, indica um disfuncio- o esforço.
namento do sistema ABS o que pode
provocar uma perda de controlo do
veículo durante a travagem.

01-10-2005
A segurança - 129

SISTEMA ANTI-PATINAGEM Neutralização dos istemas Controlo de funcionamento


DAS RODAS (ASR) E ASR/ESP
CONTROLO DINÂMICO DE Em condições excepcionais (arran- Quando surge um mau funcio-
ESTABILIDADE (ESP) que do veículo atolado, imobilizado namento nos sistemas, a luz
na neve, sob solo instável...), poderá avisadora do interruptor pisca
Estes sistemas estão associados e tornar-se útil neutralizar os sistemas e o testemunho acende.
são complementares do ABS. ASR e ESP para fazer patinar as ro- Consultar um Representante Auto-
O sistema ASR optimiza a motrici- das e reencontrar a aderência. rizado PEUGEOT para veriicação
dade, para evitar a patinagem das F Premir o interruptor "ESP dos sistemas.
rodas, agindo nos travões das rodas OFF", situado à esquerda sob o
motrizes e sobre o motor. Permite volante.
também melhorar a estabilidade
direccional do veículo na acelera-
ção.
Em caso de desvio entre a trajectória
seguida pelo veículo e a desejada
pelo condutor, o sistema ESP age Os sistemas ASR/ESP
automaticamente sobre o travão de A luz avisadora do interrup-
tor e o testemunho acen- aumentam a segurança
uma ou de várias rodas e no motor em condução normal
para inscrever o veículo na trajectória dem, acompanhados por
uma mensagem no ecrã mas não devem incitar
desejada, no limite das leis da física. o condutor a assumir riscos
multifunções: os sistemas ASR e
ESP são neutralizados. suplementares ou a circular a
altas velocidades.
O funcionamento destes sistemas
é assegurado sob reserva do
respeito das preconizações do fa-
bricante relativas às rodas (pneus
Funcionamento dos sistemas Recomeçam a funcionar: e jantes), aos componentes de
ASR e ESP F automaticamente em caso de travagem, aos componentes elec-
corte de contacto, trónicos e os procedimentos de
A luz avisadora pisca no montagem e de intervenção da
caso da activação do ASR F manualmente através de uma rede PEUGEOT.
ou do ESP. nova pressão no interruptor.
Depois de um choque, mandar
veriicar estes sistemas por
um Representante Autorizado
PEUGEOT.

01-10-2005
130 - A segurança

OS AIRBAGS
Os airbags foram concebidos
para optimizar a segurança dos
ocupantes em caso de choques
violentos; completam a acção dos
cintos de segurança com limitador
de esforço.
Neste caso, os detectores electróni-
cos registam e analisam a desace-
leração brutal da viatura: se o limiar
de disparo for alcançado, os airbags
enchem-se instantaneamente e pro-
tegem os ocupantes do veículo.
Imediatamente após o choque, os
airbags esvaziam-se rapidamente
para não prejudicarem a visibilidade
nem a saída eventual dos ocupantes. AIRBAGS FRONTAIS Desactivação do airbag
Os airbags não dispararão em caso passageiro*
Estão integrados no centro do
de embates pouco importantes volante para o condutor e no painel Para assegurar a segurança dos
para os quais o cinto de segurança de bordo para o passageiro da seus ilhos, desactivar imperativa-
é suiciente para assegurar uma frente. Delagram simultaneamente mente o airbag passageiro quando
óptima protecção; a importância de excepto se o airbag passageiro instalar um banco para criança vira-
um choque depende da natureza estiver neutralizado. do de costas para a estrada no ban-
do obstáculo e da velocidade no co da frente do passageiro. Caso
momento da colisão. contrário, a criança arriscar-se-ia
Os airbags só funcionam com a a ser morta ou gravemente ferida
ignição ligada. Anomalia airbag frontal aquando do disparo do airbag.
Observação: O gás que se escapa F Com a chave desligada, intro-
dos airbags pode ser ligeiramente Se esta luz avisadora duzí-la no comando de neutra-
irritante. acender acompanhada lização do airbag passageiro 1,
por um sinal sonoro e por rodá-la para a posição "OFF" e
uma mensagem no ecrã retirá-la em seguida mantendo
multifunções, consulte um Ponto de esta posição.
Serviço PEUGEOT para veriicação
do sistema. A luz avisadora no painel
de instrumentos ica acesa
enquanto o airbag estiver
desactivado.

* Consoante o destino.
01-10-2005
A segurança - 131

Na posição "OFF", o airbag pas- Os airbags laterais* e o airbag


sageiro não delagrará em caso de cortina*
choque.
Quando retirar o banco de criança, Os airbags laterais estão integrados
rodar o comando do airbag para a nos encostos dos bancos da frente,
posição "ON" para activar nova- no lado da porta.
mente o airbag e assegurar assim Os airbags cortina estão integrados
a segurança do seu passageiro em nos montantes e na parte superior
caso de colisão. do habitáculo.
Delagram unilateralmente no lado
em que ocorrer a colisão.

Controlo de neutralização Controlo de funcionamento


É assegurado pelo acendimento de É assegurado por uma luz avisadora
uma luz avisadora acompanhado que se acende acompanhada por um
por uma mensagem no ecrã multi- sinal sonoro e por uma mensagem
funções. no ecrã.

Com a chave ligada (2ª Se esta luz avisadora acen-


posição da chave), o acen- der, acompanhada por um
dimento desta luz avisado- sinal sonoro e pela mensa-
ra acompanhado por uma gem "Anomalia Airbag"
mensagem no ecrã multifunções, no ecrã, consultar um Ponto Servi-
indica que o airbag passageiro está ço PEUGEOT para veriicação do
neutralizado (posição "OFF" do sistema.
comando).

No caso de acendimento
permanente das duas
luzes avisadoras dos air-
bags, não instalar o banco
para crianças de costas para a es-
trada. Consultar um Representan-
te Autorizado PEUGEOT.

* Consoante o destino.
01-10-2005
132 - A segurança

Para que os airbags Airbags frontais Airbags cortina*


frontais, laterais* e de • Não conduzir agarrando o volante • Não ixar ou colar nada nos
cortina* sejam plenamen- pelos seus raios ou deixando as montantes ou no tejadilho porque
te eicazes, respeitar as mãos sobre a caixa central do isso poderia ocasionar ferimentos
seguintes regras de se- volante. na cabeça durante o enchimento
gurança: • Não pôr os pés no painel de bordo, do airbag cortina.
no lado do passageiro. • Não desmontar os parafusos dos
• Estar preso no seu banco • Abster-se de fumar na medida do manípulos de ixação implantados
com um cinto de segurança possível porque o enchimento dos no tejadilho pois eles participam
convenientemente ajustado. Airbags pode provocar queimadu- na ixação dos airbags cortina.
• Adoptar uma posição sentada ras ou riscos de ferimentos devido
normal e vertical (não pôr os pés ao cigarro ou ao cachimbo.
sobre o painel de bordo). • Nunca desmontar, furar nem sub-
• Não deixar nada entre os meter o volante a choques violen-
ocupantes da frente e os Airbags tos.
(criança, animal, objecto, ...).
Isso poderia impedir o funcio-
namento dos airbags ou ferir os
ocupantes.
• Qualquer intervenção nos
sistemas airbags é estritamente
proibida excepto se for feita por Airbags laterais *
pessoal qualiicado da Rede
PEUGEOT. • Não cobrir os bancos com capas
ou fazê-lo unicamente com capas
• Depois de um incidente ou se homologadas. Consultar um Ponto
o veículo foi roubado, mandar de Serviço Peugeot.
veriicar os sistemas airbags.
• Nunca ixar ou colar nada nos
encostos dos bancos porque isso
poderia ocasionar ferimentos no
tórax ou nos braços durante o
enchimento do airbag lateral.
• Não aproximar o peito da porta
mais do que o que for necessário.

* Consoante o destino.

01-10-2005
A segurança - 131

Na posição "OFF", o airbag pas- Os airbags laterais* e o airbag


sageiro não delagrará em caso de cortina*
choque.
Quando retirar o banco de criança, Os airbags laterais estão integrados
rodar o comando do airbag para a nos encostos dos bancos da frente,
posição "ON" para activar nova- no lado da porta.
mente o airbag e assegurar assim Os airbags cortina estão integrados
a segurança do seu passageiro em nos montantes e na parte superior
caso de colisão. do habitáculo.
Delagram unilateralmente no lado
em que ocorrer a colisão.

Controlo de neutralização Controlo de funcionamento


É assegurado pelo acendimento de É assegurado por uma luz avisadora
uma luz avisadora acompanhado que se acende acompanhada por um
por uma mensagem no ecrã multi- sinal sonoro e por uma mensagem
funções. no ecrã.

Com a chave ligada (2ª Se esta luz avisadora acen-


posição da chave), o acen- der, acompanhada por um
dimento desta luz avisado- sinal sonoro e pela mensa-
ra acompanhado por uma gem "Anomalia Airbag"
mensagem no ecrã multifunções, no ecrã, consultar um Ponto Servi-
indica que o airbag passageiro está ço PEUGEOT para veriicação do
neutralizado (posição "OFF" do sistema.
comando).

No caso de acendimento
permanente das duas
luzes avisadoras dos air-
bags, não instalar o banco
para crianças de costas para a es-
trada. Consultar um Representan-
te Autorizado PEUGEOT.

* Consoante o destino.
01-10-2005
132 - A segurança

Para que os airbags Airbags frontais Airbags cortina*


frontais, laterais* e de • Não conduzir agarrando o volante • Não ixar ou colar nada nos
cortina* sejam plenamen- pelos seus raios ou deixando as montantes ou no tejadilho porque
te eicazes, respeitar as mãos sobre a caixa central do isso poderia ocasionar ferimentos
seguintes regras de se- volante. na cabeça durante o enchimento
gurança: • Não pôr os pés no painel de bordo, do airbag cortina.
no lado do passageiro. • Não desmontar os parafusos dos
• Estar preso no seu banco • Abster-se de fumar na medida do manípulos de ixação implantados
com um cinto de segurança possível porque o enchimento dos no tejadilho pois eles participam
convenientemente ajustado. Airbags pode provocar queimadu- na ixação dos airbags cortina.
• Adoptar uma posição sentada ras ou riscos de ferimentos devido
normal e vertical (não pôr os pés ao cigarro ou ao cachimbo.
sobre o painel de bordo). • Nunca desmontar, furar nem sub-
• Não deixar nada entre os meter o volante a choques violen-
ocupantes da frente e os Airbags tos.
(criança, animal, objecto, ...).
Isso poderia impedir o funcio-
namento dos airbags ou ferir os
ocupantes.
• Qualquer intervenção nos
sistemas airbags é estritamente
proibida excepto se for feita por Airbags laterais *
pessoal qualiicado da Rede
PEUGEOT. • Não cobrir os bancos com capas
ou fazê-lo unicamente com capas
• Depois de um incidente ou se homologadas. Consultar um Ponto
o veículo foi roubado, mandar de Serviço Peugeot.
veriicar os sistemas airbags.
• Nunca ixar ou colar nada nos
encostos dos bancos porque isso
poderia ocasionar ferimentos no
tórax ou nos braços durante o
enchimento do airbag lateral.
• Não aproximar o peito da porta
mais do que o que for necessário.

* Consoante o destino.

01-10-2005
A segurança - 133

Para bloquear os cintos de Cintos de segurança traseiros


segurança Os lugares traseiros estão equipados
Puxar a correia e inserir a lingueta na com três cintos de enrolador com
caixa de engate. três pontos de ixação (berlina e
206 SW)
- dois cintos de três pontos com
enrolador (206 RC).

Cintos de segurança da frente


com pré-tensão pirotécnica e
limitador de esforço
A segurança durante as colisões
frontais foi melhorada graças à
adopção de cintos com pré-tensão
pirotécnica e limitador de esforço
nos lugares da frente. Consoante a
importância do embate, o sistema
de pré-tensão pirotécnica estica
instantaneamente os cintos e
comprime para trás o corpo dos
ocupantes.
Os cintos com pré-tensão pirotécnica
icam activados quando a ignição
está ligada.
O limitador de esforço atenua a
CINTOS DE SEGURANÇA pressão do cinto sobre o corpo dos
ocupantes em caso de acidente.
Ajuste do cinto em altura:
- para baixar: puxar o comando
na sua direcção e deslizá-lo para
baixo.
- para subir: deslizar o comando
para cima.

01-10-2005
134 - A segurança

Qualquer que seja o seu Limpar as correias do cinto com Em função da natureza e da
lugar no veículo, coloque água e sabão ou um produto de importância dos choques, o
sempre o seu cinto de limpeza para têxteis, vendido no dispositivo pirotécnico pode iniciar-
segurança, mesmo para seu Representante Autorizado se antes e independentemente do
curtos trajectos. PEUGEOT. disparo dos airbags.
Não inverter as ivelas dos Depois de ter rebatido ou mudado De qualquer forma, a luz avisadora
cintos, pois nesse caso elas não um banco ou o banco traseiro dos airbags acende.
assegurariam correctamente a sua de lugar, assegurar-se de que o Após um choque, mande veriicar
função. cinto está na posição correcta e e eventualmente substituir o
Se os bancos estiverem equipados devidamente enrolado. sistema de cintos de segurança
com apoios para os braços*, a Recomendações para os bancos por um Representante Autorizado
parte ventral do cinto deve passar para crianças: PEUGEOT.
sempre sob aqueles. - utilizar um banco para crianças
Antes e depois da sua utilização, adaptado, se o passageiro tiver
assegurar-se de que o cinto está menos de 12 anos ou medir menos
correctamente enrolado. de um metro e cinquenta,
Para ser eiciente, um cinto de - não utilizar a presilha da correia*
segurança: quando instalar o banco para
- deve ser mantido esticado o mais crianças.
perto do corpo possível,
- deve ser usado por um só adulto,
- não deve apresentar traços de
cortes ou de desgaste,
- não deve estar enrolado,
- não deve ser transformado ou
modiicado.

* Consoante o modelo.

01-10-2005
136 - As verificações

MOTORES GASOLINA
1,1 LITROS (60 cv)
1,4 LITROS (75 cv) e
1,4 LITROS 16V (90 cv)
1. Reservatório da direcção
assistida

2. Reservatório do lava-vidros e
lava-faróis*

3. Reservatório do líquido de
arrefecimento

4. Reservatório do líquido dos


travões

5. Bateria

6. Filtro de ar

7. Vareta de nível de óleo do


motor

8. Reservatório de óleo do motor

* Consoante o destino.
01-10-2005
As verificações - 137

MOTOR GASOLINA
1,6 LITROS 16 V (110 cv) e
2 LITROS 16V (138 cv)
1. Reservatório da direcção
assistida

2. Reservatório do lava-vidros e
do lava-faróis*

3. Reservatório do líquido de
arrefecimento

4. Reservatório do líquido de
travões

5. Bateria

6. Filtro do ar

7. Vareta de medição do óleo do


motor

8. Depósito do óleo do motor

* Consoante o destino.
01-10-2005
138 - As verificações

MOTORE GASOLINA
2 LITROS 16V (180 cv)
1. Reservatório da direcção
assistida

2. Reservatório do lava-vidros e
lava-faróis*

3. Reservatório do líquido de
arrefecimento

4. Reservatório do líquido dos


travões

5. Bateria

6. Filtro de ar

7. Vareta de nível de óleo do


motor

8. Enchimento de óleo do motor

* Consoante o destino.
01-10-2005
140 - As verificações

MOTOR DIESEL TURBO


1,4 LITROS HDI (70 cv) e
1,6 LITROS HDI 16V (110 cv)
1. Reservatório de direcção
assistida

2. Reservatório de líquido lava-


vidros e lava-faróis *

3. Reservatório de líquido de
arrefecimento

4. Reservatório de líquido de
travões

5. Bateria

6. Filtro de ar

7. Vareta de medição do óleo


motor

8. Depósito de óleo motor

9. Bomba de reescorvamento

* Consoante o destino.
01-10-2005
As verificações - 139

MOTOR DIESEL TURBO


2 LITROS HDI (90 cv)
1. Reservatório da direcção
assistida

2. Reservatório do lava-vidros e
do lava-faróis*

3. Reservatório do líquido de
arrefecimento

4. Reservatório do líquido de
travões

5. Bateria

6. Filtro de ar

7. Vareta de nível de óleo

8. Depósito de óleo do motor

* Consoante o destino.
01-10-2005
As verificações - 141

VERIFICAR OS NÍVEIS Nível do líquido dos travões Óleos usados


Nível do óleo - A substituição deve ser efectuada Não deite óleos usados, líquido dos
F Efectuar este controlo regularmen- imperativamente nos intervalos travões ou o líquido de arrefecimento
te e recomplete entre duas mudan- previstos de acordo com o plano nos esgotos ou para a terra.
ças de óleo (o consumo máximo de de manutenção do fabricante.
óleo é de 0,5 l por 1000 km). - Utilizar os líquidos recomendados
pelo fabricante e conformes as
O controlo faz-se com o veículo em Normas DOT4.
plano horizontal e com o motor frio, Nível do líquido da direcção
com o auxílio do indicador de nível Atenção: o líquido dos travões é
de óleo do painel de instrumentos ou nocivo e muito corrosivo. Evitar assistida
com a vareta de medição manual. qualquer contacto com a pele.
F Abrir o depósito com o motor
frio e à temperatura ambiente. O
Vareta de medição manual Nível do líquido de nível deve estar sempre acima da
Duas marcações de nível arrefecimento marca MINI e próximo da marca
na vareta de medição do Utilizar o líquido recomendado pelo MAXI.
óleo: fabricante.
A = máximo Num motor quente é o motoventi-
Nunca ultrapassar esta lador que regula a temperatura do
marca. líquido de arrefecimento. Este pode Nível do líquido do lava-
B = mínimo funcionar mesmo com a ignição des- vidros e do lava-faróis*
Para preservar a iabi- ligada; além disso, como o circuito Para optimizar a qualidade de lim-
lidade dos motores e de arrefecimento está sob pressão, peza e para a sua segurança, acon-
dos dispositivos de anti- esperar pelo menos uma hora antes selhamos a utilização dos produtos
poluição, a utilização de de qualquer intervenção. recomendados pela PEUGEOT.
aditivos no óleo do motor Para evitar quaisquer riscos de
é interdita. queimaduras, desenroscar o tampão
duas voltas para diminuir a pressão.
Mudança do óleo do motor Quando esta tiver diminuido, retirar o Nível de aditivo de gasóleo
Conforme as indicações fornecidas tampão e completar o nível. (Diesel)
pelas caderneta de manutenção. Observação: o líquido de arrefeci- se uma mensagem no ecrã multi-
Atenção: evitar qualquer contacto mento não necessita ser substituí- funções, acompanhada por um sinal
prolongado do óleo usado com a do. sonoro, indicar um nível mínimo de
pele. Vazar o óleo usado nos reci- Para os veículos equipados com aditivo de gasóleo, é necessário
pientes destinados a esse im e que iltro de particulas, o motoventi- efectuar um ajuste deste aditivo.
se encontram na Rede PEUGEOT. lador pode funcionar após a pa- Consultar rapidamente um Repre-
Selecção do índice de viscosidade ragem do veículo, mesmo com o sentante autorizado PEUGEOT.
motor frio.
O óleo escolhido tem sempre de
satisfazer as normas de qualidade
do fabricante. * Consoante o destino.
01-10-2005
142 - As verificações

OS CONTROLOS Travão de estacionamento FALTA DE COMBUSTÍVEL


Uma grande folga no travão de (DIESEL)
Bateria estacionamento ou a constatação Em caso de falta de combustível é
de uma perda de eicácia neste necessário reactivar o circuito:
No período de Inverno, mandar veri- sistema, impõe uma regularização
icar a bateria por um Representante mesmo entre duas revisões.
Autorizado PEUGEOT.
Mandar veriicar este sistema por um
Representante Autorizado PEUGEOT. Motor 1,4 litros HDI
Filtro de ar e iltro do
habitáculo - abastecer o reservatório de
Filtro de óleo combustível com, pelo menos,
Substituir periodicamente os elemen- Substituição periódica do elemento cinco litros de gasóleo,
tos iltrantes. Se o meio ambiente o do iltro do óleo segundo a recomen- - accionar a bomba manual de
impuser, substitua-os duas vezes dação do plano de manutenção. reescorvamento até aparecer
mais frequentemente. combustível no tubo transparente
Caixa de velocidades manual sob o capot motor,
Filtro de partículas (Diesel) - accionar o motor de arranque até
Sem mudança de óleo. Controlar o ao arranque do motor.
A manutenção do iltro de partículas nível seguindo o plano de manuten-
deve ser fectuada imperativamente, ção do construtor.
conforme ao plano de manutenção
do fabricante, por um representante Para efectuar a veriicação dos
Autorizado PEUGEOT. principais níveis e o contrôlo Motor 1,6 litros HDI 16V
Observação: após um funciona- de alguns elementos, conforme
mento prolongado do veículo com o plano de manutenção do fa- - encher o depósito de combustível
velocidade muito reduzida ou ao bricante, consultar as páginas com, pelo menos, cinco litros de
ralenti, pode constatar excepcional- correspondentes à motorização gasóleo,
mente emissões de vapor de água do seu veículo na caderneta de - libertar a tampa para aceder à
no escape aquando das acelera- manutenção. bomba de reescorvamento,
ções. Estas são sem consequências - accionar a bomba manual de
para o comportamento do veículo e Utilizar somente produtos re- reescorvamento, até à aparição de
para o meio ambiente. comendados por PEUGEOT combustível no tubo transparente
ou produtos de qualidade e com o conector verde,
características equivalentes. - accionar o motor de arranque até
Pastilhas de travões
A im de optimizar o funcionamento ao arranque do motor.
O desgaste dos travões depende da de orgãos tão importantes como a
maneira de conduzir, nomeadamente direcção assistida e o sistema de
nos veículos utilizados na cidade e travagem, a PEUGEOT selecciona e
em curtas distâncias. Pode tornar-se propõe produtos muito especíicos.
necessário controlar o estado dos A im de não deterior os orgãos
travões mesmo entre as revisões do eléctricos, evitar a lavagem do
veículo. motor.
01-10-2005
142 - As verificações

OS CONTROLOS Travão de estacionamento FALTA DE COMBUSTÍVEL


Uma grande folga no travão de (DIESEL)
Bateria estacionamento ou a constatação Em caso de falta de combustível é
de uma perda de eicácia neste necessário reactivar o circuito:
No período de Inverno, mandar veri- sistema, impõe uma regularização
icar a bateria por um Representante mesmo entre duas revisões.
Autorizado PEUGEOT.
Mandar veriicar este sistema por um
Representante Autorizado PEUGEOT. Motor 1,4 litros HDI
Filtro de ar e iltro do
habitáculo - abastecer o reservatório de
Filtro de óleo combustível com, pelo menos,
Substituir periodicamente os elemen- Substituição periódica do elemento cinco litros de gasóleo,
tos iltrantes. Se o meio ambiente o do iltro do óleo segundo a recomen- - accionar a bomba manual de
impuser, substitua-os duas vezes dação do plano de manutenção. reescorvamento até aparecer
mais frequentemente. combustível no tubo transparente
Caixa de velocidades manual sob o capot motor,
Filtro de partículas (Diesel) - accionar o motor de arranque até
Sem mudança de óleo. Controlar o ao arranque do motor.
A manutenção do iltro de partículas nível seguindo o plano de manuten-
deve ser fectuada imperativamente, ção do construtor.
conforme ao plano de manutenção
do fabricante, por um representante Para efectuar a veriicação dos
Autorizado PEUGEOT. principais níveis e o contrôlo Motor 1,6 litros HDI 16V
Observação: após um funciona- de alguns elementos, conforme
mento prolongado do veículo com o plano de manutenção do fa- - encher o depósito de combustível
velocidade muito reduzida ou ao bricante, consultar as páginas com, pelo menos, cinco litros de
ralenti, pode constatar excepcional- correspondentes à motorização gasóleo,
mente emissões de vapor de água do seu veículo na caderneta de - libertar a tampa para aceder à
no escape aquando das acelera- manutenção. bomba de reescorvamento,
ções. Estas são sem consequências - accionar a bomba manual de
para o comportamento do veículo e Utilizar somente produtos re- reescorvamento, até à aparição de
para o meio ambiente. comendados por PEUGEOT combustível no tubo transparente
ou produtos de qualidade e com o conector verde,
características equivalentes. - accionar o motor de arranque até
Pastilhas de travões
A im de optimizar o funcionamento ao arranque do motor.
O desgaste dos travões depende da de orgãos tão importantes como a
maneira de conduzir, nomeadamente direcção assistida e o sistema de
nos veículos utilizados na cidade e travagem, a PEUGEOT selecciona e
em curtas distâncias. Pode tornar-se propõe produtos muito especíicos.
necessário controlar o estado dos A im de não deterior os orgãos
travões mesmo entre as revisões do eléctricos, evitar a lavagem do
veículo. motor.
01-10-2005
As informações práticas - 143

MUDAR UMA RODA


(Berlina)

Estacionamento do veículo Acesso à roda de reserva e ao Desmontar a roda


macaco
- Na medida do possível, imobilize - Com a caixa de arrumação do
o veículo num solo horizontal, A roda encontra-se no exterior, macaco, calçar a parte traseira
estável e não escorregadio. debaixo da mala e mantida por um da roda diametralmente oposta
- Apertar o travão de mão, engatar suporte metálico. àquela que deve ser mudada.
a primeira ou a marcha-atrás - Retirar a chave de rodas 1 ixa no - Retirar o tampão da roda com a
(posição P para a caixa de forro traseiro direito da mala. chave de rodas, puxando no sítio
velocidades automática). - Desapertar o parafuso de ixação da passagem da válvula.
do suporte da roda de reserva, - Desbloquear os parafusos da
situado dentro da mala por roda.
baixo da alcatifa, com a chave de - Colocar a cabeça do macaco num
rodas 1. dos quatro pontos E, previstos na
- Levantar o suporte para libertar o infraestrutura, o mais próximo da
gancho para trás e depois deixá-lo roda a mudar. A base do macaco
baixar. deve icar em contacto com o solo
- Tirar a caixa de arrumação do sobre toda a sua superfície.
macaco 2, colocada na roda de - Subir o macaco, desaparafusar
reserva. completamente os parafusos e
retirar a roda.

01-10-2005
As informações práticas - 145

Para a sua segurança,


faça sempre a mudança
de uma roda:

- num solo horizontal, estável e


não deslizante,
- travão de mão apertado,
- a primeira ou a marcha-atrás
engatada,
- veículo calçado com a caixa de
arrumação,
- nunca se ponha debaixo de um
veículo levantado unicamente
com um macaco (utilizar um
suporte).
Montar a roda Colocação da roda no suporte
- Montar a roda de reserva e efectuar - Repor a caixa de arrumação do Depois de mudar uma roda
um pré-aperto com a chave. macaco na roda; - Mandar controlar rapidamente
- Baixar o macaco e retirá-lo. - Repor o espaçador de ixação 3 o aperto dos parafusos e a
- Apertar os parafusos com a chave. apertando-o unicamente na roda pressão da roda de reserva
- Aplicar o tampão da roda, excepto de reserva de emergência de uso num Representante Autorizado
numa roda de uso temporário, temporário; PEUGEOT.
começando pela passagem da - Repor a roda no suporte, - Mandar reparar a roda furada
válvula e carregando com a palma orientando o espaçador 3 pelo eixo e substituí-la imediatamente no
da mão. da viatura e com a abertura para a veículo.
Nota: Se o veículo estiver equipado frente, de acordo com o esquema - A roda de reserva de emergên-
de origem com anti-roubo de rodas, acima (unicamente na roda de cia, equipada com um pneu
a capa dos parafusos anti-roubo é reserva de uso temporário); 115/70 R 15, só pode ter uma
composta por duas partes. - Levantar a roda e o suporte e utilização temporária:
reposicionar o gancho; - pressão de enchimento:
- Não esquecer de apertar a fundo 4,2 bar;
o parafuso de ixação da roda de - velocidade máxima: 80 km/h.
reserva;
- Arrumar a chave de rodas.

01-10-2005
As informações práticas - 147

PARTICULARIDADES Montagem da roda de reserva Parafusos anti-roubo


LIGADAS ÀS JANTES DE Se o veículo estiver equipado com Se as jantes estiverem equipadas
ALUMÍNIO uma roda de reserva em chapa, no com parafusos anti-roubo (um por
momento da ixação desta é normal roda), é necessário retirar-lhe o
Tampões dos parafusos que as anilhas dos parafusos não tampão cromado e em seguida a
iquem em contacto com a jante. protecção de plástico que a reveste,
Os parafusos das rodas de alumínio A ixação da roda de reserva é com a ferramenta amarela (situada
estão cobertos com tampões assegurada pelo apoio cónico de na caixa ixada no lado esquerdo
cromados. cada parafuso. da mala), antes de o desapertar
Retirá-los com a ferramenta amare- com uma das duas chaves de caixa
la 4 antes de desapertar os parafu- anti-roubo (situadas no porta-luvas)
sos. e a chave de rodas, situada no forro
A ferramenta 4 está situada: traseiro direito da mala.
- na berlina, sobre o forro traseiro Montagem de pneus para
direito da mala, neve Observação: tome cuidadosamente
- no 206 SW, no compartimento de nota do número gravado na cabeça
Se equipar o seu veículo com pneus da chave de caixa anti-roubo. Isto
arrumação do macaco, para neve montados em jantes de
- no 206 RC, na caixa situada no permite-lhe obter, na sua rede, uma
chapa, deve utilizar imperativamen- outra chave de caixa anti-roubo.
lado esquerdo da mala. te parafusos especíicos disponíveis
na rede PEUGEOT.

01-10-2005
144 - As informações práticas

MUDAR UMA RODA


(206 SW)

Estacionamento do veículo Acesso à roda de reserva e ao Desmontar a roda


macaco
- Na medida do possível, imobilizar - Pôr o calço existente na caixa de
o veículo num solo horizontal, A roda encontra-se no exterior, arrumos do macaco atrás da roda
estável e não deslizante debaixo da mala, mantida por um diametralmente oposta aquela que
- Apertar o travão de mão e engatar suporte metálico. deve ser substituída;
a 1ª ou a marcha-atrás (posição P - Retirar a chave de rodas 1 ixada - Retirar o tampão da roda com a
para a caixa de velocidades sob o forro direito da mala. chave de rodas puxando no sítio
automática). - Desapertar o parafuso de ixação da passagem da válvula;
do suporte da roda de reserva, - Desbloquear os parafusos da
situado dentro da mala debaixo da roda;
alcatifa, com a chave de rodas 1. - Colocar o macaco num dos quatro
- Levantar o suporte para libertar o pontos E previstos no piso, o mais
gancho para trás e deixá-lo baixar. perto possível da roda a mudar.
- Retirar o estojo de arrumação do Veriicar que a base do macaco
macaco 2 que se encontra dentro ica em contacto com o solo sobre
da roda de reserva. toda a sua superfície.
- Subir o macaco, desaparafusar
completamente os parafusos e
retirar a roda.

01-10-2005
As informações práticas - 145

Para a sua segurança,


faça sempre a mudança
de uma roda:

- num solo horizontal, estável e


não deslizante,
- travão de mão apertado,
- a primeira ou a marcha-atrás
engatada,
- veículo calçado com a caixa de
arrumação,
- nunca se ponha debaixo de um
veículo levantado unicamente
com um macaco (utilizar um
suporte).
Montar a roda Colocação da roda no suporte
- Montar a roda de reserva e efectuar - Repor a caixa de arrumação do Depois de mudar uma roda
um pré-aperto com a chave. macaco na roda; - Mandar controlar rapidamente
- Baixar o macaco e retirá-lo. - Repor o espaçador de ixação 3 o aperto dos parafusos e a
- Apertar os parafusos com a chave. apertando-o unicamente na roda pressão da roda de reserva
- Aplicar o tampão da roda, excepto de reserva de emergência de uso num Representante Autorizado
numa roda de uso temporário, temporário; PEUGEOT.
começando pela passagem da - Repor a roda no suporte, - Mandar reparar a roda furada
válvula e carregando com a palma orientando o espaçador 3 pelo eixo e substituí-la imediatamente no
da mão. da viatura e com a abertura para a veículo.
Nota: Se o veículo estiver equipado frente, de acordo com o esquema - A roda de reserva de emergên-
de origem com anti-roubo de rodas, acima (unicamente na roda de cia, equipada com um pneu
a capa dos parafusos anti-roubo é reserva de uso temporário); 115/70 R 15, só pode ter uma
composta por duas partes. - Levantar a roda e o suporte e utilização temporária:
reposicionar o gancho; - pressão de enchimento:
- Não esquecer de apertar a fundo 4,2 bar;
o parafuso de ixação da roda de - velocidade máxima: 80 km/h.
reserva;
- Arrumar a chave de rodas.

01-10-2005
As informações práticas - 147

PARTICULARIDADES Montagem da roda de reserva Parafusos anti-roubo


LIGADAS ÀS JANTES DE Se o veículo estiver equipado com Se as jantes estiverem equipadas
ALUMÍNIO uma roda de reserva em chapa, no com parafusos anti-roubo (um por
momento da ixação desta é normal roda), é necessário retirar-lhe o
Tampões dos parafusos que as anilhas dos parafusos não tampão cromado e em seguida a
iquem em contacto com a jante. protecção de plástico que a reveste,
Os parafusos das rodas de alumínio A ixação da roda de reserva é com a ferramenta amarela (situada
estão cobertos com tampões assegurada pelo apoio cónico de na caixa ixada no lado esquerdo
cromados. cada parafuso. da mala), antes de o desapertar
Retirá-los com a ferramenta amare- com uma das duas chaves de caixa
la 4 antes de desapertar os parafu- anti-roubo (situadas no porta-luvas)
sos. e a chave de rodas, situada no forro
A ferramenta 4 está situada: traseiro direito da mala.
- na berlina, sobre o forro traseiro Montagem de pneus para
direito da mala, neve Observação: tome cuidadosamente
- no 206 SW, no compartimento de nota do número gravado na cabeça
Se equipar o seu veículo com pneus da chave de caixa anti-roubo. Isto
arrumação do macaco, para neve montados em jantes de
- no 206 RC, na caixa situada no permite-lhe obter, na sua rede, uma
chapa, deve utilizar imperativamen- outra chave de caixa anti-roubo.
lado esquerdo da mala. te parafusos especíicos disponíveis
na rede PEUGEOT.

01-10-2005
146 - As informações práticas

MUDAR UMA RODA

Ferramentas
- O macaco, o calço e a ferramenta
para tampões de parafusos estão
situados na caixa 1 ixada por uma
cinta do lado esquerdo da mala.
- A chave de rodas está ixada no
forro traseiro direito da mala.

Procedimento para mudar uma


roda
As rodas do seu 206 RC estão
F Girar a roda de maneira a que a equipadas com parafusos anti-
válvula se apresente na horizontal roubo.
do solo. A substituição de uma roda é idêntica
F Gitar fortemente o aerossol antes à da berlina.
de o usar. Com tempo frio, aque- Consultar os capítulos correspon-
FURO DO PNEU (206 RC) cer o aerossol entre as mãos. dentes.
F Fixar a ponteira do aerossol na
Como esta versão não possui roda válvula permanecendo no eixo.
de reserva, dispõe de um kit de repa-
ração (dois aerossois de reparação F Puxar a válvula contra o buraco
dos pneus), eu arrumados na caixa na roda e, ao mesmo tempo, Os aerossóis permitem
de arrumação (1) ixada por uma cin- esvazie o aerossol mantendo-o efectuar uma reparação
ta no lado direito da mala. em posição vertical; provisória (velocidade
F Manter irmemente a pressão máxima de 80 km/h).
durante um minuto. Após utilização, é necessário
F Retirar a ponteira e circular ime- substituir o pneu. Como os
Utilização do aerosssol de aerossóis estão sobre pressão,
reparação diatamente pelo menos durante
cinco quilómetros. não devem ser expostos a uma
(Ler igualmente as instruções de temperatura superior a 50°C.
utilização inscritas nos aerossois). F Controlar se possível a pressão
do pneu. Conservá-los ao abrigo do
F Retirar, se possível, o elemento calor na sua caixa de arrumos
causador do furo e, eventualmen- F Após o que deverá circular ime- isotérmica.
te, esvazie o pneu. diatamente, a velocidade mode-
rada, até à oicina mais próxima.

01-10-2005
As informações práticas - 147

PARTICULARIDADES Montagem da roda de reserva Parafusos anti-roubo


LIGADAS ÀS JANTES DE Se o veículo estiver equipado com Se as jantes estiverem equipadas
ALUMÍNIO uma roda de reserva em chapa, no com parafusos anti-roubo (um por
momento da ixação desta é normal roda), é necessário retirar-lhe o
Tampões dos parafusos que as anilhas dos parafusos não tampão cromado e em seguida a
iquem em contacto com a jante. protecção de plástico que a reveste,
Os parafusos das rodas de alumínio A ixação da roda de reserva é com a ferramenta amarela (situada
estão cobertos com tampões assegurada pelo apoio cónico de na caixa ixada no lado esquerdo
cromados. cada parafuso. da mala), antes de o desapertar
Retirá-los com a ferramenta amare- com uma das duas chaves de caixa
la 4 antes de desapertar os parafu- anti-roubo (situadas no porta-luvas)
sos. e a chave de rodas, situada no forro
A ferramenta 4 está situada: traseiro direito da mala.
- na berlina, sobre o forro traseiro Montagem de pneus para
direito da mala, neve Observação: tome cuidadosamente
- no 206 SW, no compartimento de nota do número gravado na cabeça
Se equipar o seu veículo com pneus da chave de caixa anti-roubo. Isto
arrumação do macaco, para neve montados em jantes de
- no 206 RC, na caixa situada no permite-lhe obter, na sua rede, uma
chapa, deve utilizar imperativamen- outra chave de caixa anti-roubo.
lado esquerdo da mala. te parafusos especíicos disponíveis
na rede PEUGEOT.

01-10-2005
148 - As informações práticas

1a. Faróis de médios H7 55W / 1b. Faróis de médios H7 55W /


faróis de máximos H7 55W faróis de máximos H1 55W
F Puxar a lingueta A para cima e F Retirar a tampa de protecção D
depois para trás e retirar a tampa para a lâmpada H7 55W ou E
de protecção. para a lâmpada H1 55W.
F Desligar a ou as icha(s) B. F Desligar a ou as icha(s) F.
F Carregar na extremidade do F Carregar na extremidade do
agrafo de ixação C para a soltar. agrafo de ixação G para a soltar.
Substituir a lâmpada defeituosa. Substituir a lâmpada defeituosa.
F Durante a montagem, veriicar a F Durante a montagem, veriicar a
posição correcta dos grampos de posição correcta dos grampos de
orientação e do devido engate do orientação e do devido engate do
SUBSTITUIR UMA LÂMPADA agrafo de ixação. ou dos agrafo(s) de ixação.
F Ligar novamente a icha. F Ligar novamente a icha.
Para um acesso mais fáil, do lado
direito, retirar previamente o tubo F Colocar a tampa de protecção, F Colocar a tampa de protecção,
de enchimento do reservatório do em seguida o tubo de enchimento em seguida o tubo de enchimento
lava-vidros: do reservatório do lava-vidros (do do reservatório do lava-vidros (do
lado direito). lado direito).
F alinhar os entalhes rodando,
F puxar para cima.
Consoante a versão do seu veículo,
referir-se à combinação de faróis
de médios / faróis de máximos
correspondente.
01-10-2005
As informações práticas - 149

2. Luzes de mínimos W5W Repetitor lateral de pisca-


F Rodar o casquilho 2 um quarto de pisca WY5W âmbar
volta e retirá-lo. F Empurrar o repetidor para a frente Berlina 206 SW
F Substituir a lâmpada. e libertá-lo.
F Retirar o repetidor e substituí-lo. 1. Pisca-piscas
Para o encontrar, consultar um Re- P 21 W.
presentante Autorizado PEUGEOT. 2. Luz de marcha-atrás P 21 W.
3. Luzes de stop/mínimos
P 21/5 W.

Manipular as lâmpadas
com um pano seco.
Os faróis estão equipados
de espelhos em policar-
bonato revestidos com um vernis
protector. Não os limpar com
um pano seco ou abrasivo, nem
3. Pisca-piscas PY21W âmbar com um produto detergente ou
solvente.
F Rodar o casquilho 3 um quarto de
volta (para a frente do veículo) e Utilizar uma esponja e água com
retirá-lo. sabão.
F Substituir a lâmpada.

01-10-2005
As informações práticas - 151

Faróis de nevoeiro da frente Luz de nevoeiro traseira Luzes da placa de matrícula


H1 55 W P 21 W W5W
Pressionar a tampa de acesso para Libertar a luz e retirar o conjunto. Inserir uma chave de fendas num dos
soltá-la. Rodar a icha um quarto de volta e orifícios exteriores do transparente.
Abrir a tampa. retirá-la. Empurrar para fora para o abrir.
Rodar a tampa para extraí-la. Substituir a lâmpada. Retirar o transparente.
Desligar a lâmpada. Substituir a lâmpada defeituosa.
Pressionar as duas extremidades
da mola de ixação para retirar a
lâmpada.

01-10-2005
As informações práticas - 149

2. Luzes de mínimos W5W Repetitor lateral de pisca-


F Rodar o casquilho 2 um quarto de pisca WY5W âmbar
volta e retirá-lo. F Empurrar o repetidor para a frente Berlina 206 SW
F Substituir a lâmpada. e libertá-lo.
F Retirar o repetidor e substituí-lo. 1. Pisca-piscas
Para o encontrar, consultar um Re- P 21 W.
presentante Autorizado PEUGEOT. 2. Luz de marcha-atrás P 21 W.
3. Luzes de stop/mínimos
P 21/5 W.

Manipular as lâmpadas
com um pano seco.
Os faróis estão equipados
de espelhos em policar-
bonato revestidos com um vernis
protector. Não os limpar com
um pano seco ou abrasivo, nem
3. Pisca-piscas PY21W âmbar com um produto detergente ou
solvente.
F Rodar o casquilho 3 um quarto de
volta (para a frente do veículo) e Utilizar uma esponja e água com
retirá-lo. sabão.
F Substituir a lâmpada.

01-10-2005
150 - As informações práticas

Luzes traseiras (berlina) Luzes traseiras (206 SW) Luz de stop suplementar
Libertar a guarnição lateral da mala. Libertar a parte superior do forro 5 lâmpadas W 5 W (Berlina)
Libertar a tampa em mousse e lateral da mala com o auxílio de uma Desenroscar, com uma chave de
passar a mão por detrás do tecido moeda. 10 mm, as 2 porcas A.
para atingir a porca de orelhas. Desapertar os dois parafusos de Soltar o bloco de luzes.
Retirar a porca de orelhas. orelhas, com a chave de rodas se Apertar as duas linguetas B para
necessário. libertar o porta lâmpadas.
Retirar o bloco de luzes.
Retirar o bloco de luzes. Substituir a lâmpada defeituosa.
Premir o espigão A e desligar a icha.
Desligar a icha. Afastar as linguetas
Retirar a mousse. 1 e retirar a placa porta lâmpadas 2.
Alargar as linguetas B e retirar a Substituir a lâmpada fundida.
placa porta lâmpadas.
Ao montar, voltar a colocar o forro
Substituir a lâmpada defeituosa. da mala começando por baixo e
Ao montar, veriicar a colocação ixando-o em cima. Terceira luz de stop (206 SW)
correcta da placa porta lâmpadas,
do bloco de luzes e da tampa em Está equipada com diodos electrolu-
mousse. minescentes.
Em caso de mau funcionamento,
consultar um Representante Autori-
zado PEUGEOT.

01-10-2005
As informações práticas - 151

Faróis de nevoeiro da frente Luz de nevoeiro traseira Luzes da placa de matrícula


H1 55 W P 21 W W5W
Pressionar a tampa de acesso para Libertar a luz e retirar o conjunto. Inserir uma chave de fendas num dos
soltá-la. Rodar a icha um quarto de volta e orifícios exteriores do transparente.
Abrir a tampa. retirá-la. Empurrar para fora para o abrir.
Rodar a tampa para extraí-la. Substituir a lâmpada. Retirar o transparente.
Desligar a lâmpada. Substituir a lâmpada defeituosa.
Pressionar as duas extremidades
da mola de ixação para retirar a
lâmpada.

01-10-2005
152 - As informações práticas

SUBSTITUIR UM FUSÍVEL Substituir um fusível


Antes de se substituir um fusível destruído é necessário detectar e eliminar, se
As caixas fusíveis estão situadas possível, as causas do incidente. Os números dos fusíveis estão indicados na
por baixo do painel de bordo e no própria caixa.
compartimento do motor.
Utilizar a pinça A.
Substituir sempre um fusível defeituoso (leitura segundo o fusível) por
outro de calibre equivalente.

Bom Mau

Caixa de fusíveis do painel de


bordo
Desapertar o parafuso um quarto
de volta com uma moeda e retirar a
tampa para aceder aos fusíveis.
Os fusíveis de reserva e a pinça A
estão ixados no interior da tampa da
caixa de fusíveis do painel de bordo.

Pinça A

01-10-2005
154 - As informações práticas

O circuito eléctrico do seu


veículo está concebido
para funcionar com
equipamentos de série ou
opcionais.
Antes de instalar outros equipa-
mentos ou acessórios no seu veí-
ou culo, consultar um Representante
Autorizado PEUGEOT.

Certos acessórios eléctricos, ou


a maneira como são montados,
podem ter consequências
nefastas no funcionamento do seu
veículo, (nos circuitos electrónicos
Caixa de fusíveis no compartimento do motor de comando, no circuito áudio e
no circuito de carga eléctrica.)
Para aceder à caixa situada no compartimento do motor (ao lado da bateria),
soltar a tampa.
Depois da intervenção, fechar cuidadosamente a tampa. A PEUGEOT declina qualquer
responsabilidade quanto às
custas ocasionadas com a
Fusível N° Intensidade Funções reparação do seu veículo ou dos
maus funcionamentos resultantes
1* 20 A Grupo motoventilador da instalação de acessórios
2* 60 A ABS/ESP auxiliares não fornecidos e não
recomendados pela PEUGEOT
3* 30 A ABS/ESP e não instalados segundo as
prescrições, nomeadamente para
4* 70 A Alimentação caixa de serviços inteligente qualquer aparelho cujo consumo
seja superior a 10 miliamperes.
5* 70 A Alimentação caixa de serviços inteligente
6* - Não utilizado
7* 30 A Alimentação contacto anti-roubo
8* 20 A Ampliicador áudio

* Os maxi-fusíveis são uma protecção suplementar dos sistemas eléctricos.


Qualquer intervenção neles deve ser efectuada por um Representante
Autorizado PEUGEOT.
01-10-2005
As informações práticas - 155

Fusível N° Intensidade Funções


Caixa de pré-aquecimento (Diesel) - Sonda de água no gasóleo - Contactor farol de
1 10 A marcha atrás - Sensor de velocidade - Debímetro de ar (Diesel)
2 15 A Electroválvula canister - Bomba de combustível
3 10 A Calculador motor ABS/ESP - Contactor de stop ESP
4 10 A Calculador CVA - Calculador motor
5 - Livre
6 15 A Faróis de nevoeiro dianteiros
7 20 A Bomba lava-faróis
Relé grupo moto-ventilador - Calculador motor - Bomba de injecção Diesel -
8 20 A Regulador de alta pressão de gasóleo - Electroválvula de controlo motor
9 15 A Farol de médios esquerdo
10 15 A Farol de médios direito
11 10 A Farol de máximos esquerdo
12 15 A Farol de máximos direito
13 15 A Avisador sonoro
14 10 A Bombas lava-vidros dianteiros e traseiros
Aquecedor caixa da borboleta - Bomba de injecção Diesel - Sonda de oxigénio -
Calculador motor - Debímetro de ar - Electroválvula de controlo motor - Aquecimento
15 30 A do gasóleo - Injectores - Electroválvula de distribuição variável do motor (206 RC) -
Electroválvula de admissão de ar variável do motor (206 RC)
16 30 A Relé bomba de ar
17 30 A Limpa-vidros grande e pequena velocidade
18 40 A Ventilador climatização

01-10-2005
152 - As informações práticas

SUBSTITUIR UM FUSÍVEL Substituir um fusível


Antes de se substituir um fusível destruído é necessário detectar e eliminar, se
As caixas fusíveis estão situadas possível, as causas do incidente. Os números dos fusíveis estão indicados na
por baixo do painel de bordo e no própria caixa.
compartimento do motor.
Utilizar a pinça A.
Substituir sempre um fusível defeituoso (leitura segundo o fusível) por
outro de calibre equivalente.

Bom Mau

Caixa de fusíveis do painel de


bordo
Desapertar o parafuso um quarto
de volta com uma moeda e retirar a
tampa para aceder aos fusíveis.
Os fusíveis de reserva e a pinça A
estão ixados no interior da tampa da
caixa de fusíveis do painel de bordo.

Pinça A

01-10-2005
As informações práticas - 153

Fusível N° Intensidade Funções

1 15 A Banco aquecido - Sirene de alarme

Ecrã multifunções - Calculador de orientação - Luz da mala - Rádio -


4 20 A Comandos no volante - Gancho de reboque

5 15 A Diagnóstico da caixa de velocidades automática

Nível do líquido de arrefecimento - Caixa de velocidades automática - Rádio -


6 10 A Sensor de ângulo do volante (ESP)

7 15 A Acessórios de auto-escola - Alarme Após-Venda

9 30 A Elevadores dos vidros traseiros

10 40 A Desembaciamento do óculo traseiro e do retrovisor

11 15 A Limpa vidro traseiro

12 30 A Elevadores de vidros dianteiros - Tecto de abrir

14 10 A Caixa de serviços motor - Airbags - Comandos no volante - Sensor de chuva

15 15 A Quadrante - Ecrã multifunções - Calculador de orientação - Climatização - Rádio

16 30 A Comandos de trancamento/destrancamento dos acessos

20 10 A Luz de stop direita

21 15 A Luz de stop esquerda - 3ª luz de stop

Luzes do tecto dianteira e traseira (206 SW) - Leitura de mapas -


22 20 A Luz do porta-luvas - Isqueiro - Tomada de 12 Voltes traseira (206 SW)

S1 Shunt Shunt PARC

01-10-2005
156 - As informações práticas

BATERIA FUNÇÃO MODO ECONOMIA


- Antes de desligar a
bateria deverá esperar Após a paragem do motor e com
Para carregar a bateria com um 2 minutos após o desli- a chave na posição acessórios,
carregador de baterias: gar da ignição. algumas funções (limpa-vidros,
- desligar a bateria, - Não desligar os termi- elevadores de vidros, luzes do tecto,
- respeitar as instruções de nais da bateria com o rádio, etc.) só são utilizáveis durante
utilização dadas pelo fabricante do motor a trabalhar; um período cumulativo de trinta
carregador; - Não carregar as baterias sem minutos a im de não descarregar a
- ligar começando pelo terminal (-); ter desligado os terminais; bateria.
- veriicar se os terminais da bateria - Fechar as janelas e o tecto Uma vez passados esses trinta
e as abraçadeiras estão limpos. antes de desligar a bateria. minutos, a mensagem "Modo
Se estiverem cobertos com sulfato - Sempre que se ligar a bateria economia activo" aparece no ecrã
(depósito branco ou esverdeado) após ter sido desligada, liguar multifunções e as funções activas
devem ser desmontados e limpos. a ignição e aguardar 1 minuto são postas em vigília.
antes de arrancar para permitir Para retomar de imediato essas
a iniciação dos sistemas funções, é necessário proceder
electrónicos. Se, porém, depois ao arranque do motor e deixa-lo
desta operação subsistirem trabalhar durante alguns segundos.
Para pôr o motor a trabalhar com ligeiras perturbações, consultar
uma bateria de apoio: um Representante Autorizado O tempo de que disporá então será
- ligar o cabo vermelho aos PEUGEOT. o dobro do tempo de arranque do
terminais (+) das duas baterias; motor. Todavia, este período de
- ligar uma extremidade do cabo tempo será sempre compreendido
verde ou negro ao terminal (-) da entre cinco e trinta minutos.
bateria adicional; Uma bateria descarregada não
- ligar a outra extremidade do cabo permite o arranque do motor.
verde ou negro a um ponto de
massa do veículo avariado o mais
longe possível da bateria.
Accionar o motor de arranque e
deixar o motor trabalhar.
Esperar o retorno ao ralenti e
desligar os cabos.

Durante uma paragem prolonga-


da superior a um mês é aconse-
lhável desligar a bateria

01-10-2005
As informações práticas - 157

MONTAGEM DE UM RÁDIO Ligação das ichas


A1 : -
O veículo dispõe de origem de pré-
equipamento rádio: A2 : -
- antena de tejadilho, A3 : -
- cabo coaxial de antena, A4 : -
- anti-parasitagem de base, A5 : -
- alimentação dos altifalantes da A6 : (+) Após contacto
frente,
A7 : (+) Permanente
- alimentação dos altifalantes de trás,
- 2 ichas de 8 vias. A8 : Massa

B1 : (+) Altifalante traseiro direito


B2 : (-) Altifalante traseiro direito
B3 : (+) Altifalante frente direito e
tweeter
MONTAGEM DE B4 : (-) Altifalante frente direito e
ALTIFALANTES tweeter
O pré-equipamento permite montar: B5 : (+) Altifalante frente esquerdo
e tweeter
- altifalantes com 165 mm de
diâmetro nas portas da frente, B6 : (-) Altifalante frente esquerdo
- altifalantes com 130 mm de e tweeter
diâmetro nas portas de trás, B7 : (+) Altifalante traseiro
- tweeters com 22,5 mm de diâmetro esquerdo
nas guarnições dos retrovisores. B8 : (-) Altifalante traseiro
esquerdo

Antes de instalar um auto-


rádio ou altifalantes no
seu veículo, consultar um
Representante Autorizado
PEUGEOT.

01-10-2005
158 - As informações práticas

REBOCAR O VEÍCULO

Com as rodas levantadas (só


duas rodas assentes no solo)
É preferível levantar o veículo com
um meio de levantamento pelas
rodas.

Sem levantar (quatro rodas no


solo)
Anel dianteiro Anel traseiro 206 SW
Utilizar sempre uma barra de rebo-
que.
206 SW
Nunca utilizar a travessa Pela frente, atrelar a barra de
do radiador. reboque ao anel de reboque.

Pela rectaguarda:
Particularidades das caixas de
velocidades automáticas - retirar a tampa com o auxílio de
uma moeda,
Durante um reboque com as quatro - enroscar o anel de reboque
rodas assentes no solo, é imperativo (situado na caixa de arrumação do
respeitar as seguintes regras: macaco) ao máximo.
- alavanca de velocidades na posi-
ção N, Anel traseiro na berlina
- rebocar o veículo a uma velocidade
inferior a 50 km/h e num percurso Berlina
limitado a 50 km no máximo,
Pela frente ou pela retaguarda
- não adicionar óleo na caixa de
velocidades. Fixar a barra nos anéis de reboque.

01-10-2005
As informações práticas - 159

Em todos os casos, prestar atenção


à temperatura do líquido de
arrefecimento.
Se a luz de aviso acender, parar o
veículo e desligar o motor logo que
possível.

Pneus: veriicar a pressão dos


pneus do veículo tractor e do
reboque respeitando as pressões
recomendadas.

ENGATAR UM REBOQUE, Conselhos de condução Travões: com um atrelado a distân-


UMA CARAVANA, Repartição das cargas: repartir cia de travagem aumenta.
UM BARCO... a carga no reboque para que os
objectos mais pesados iquem o Iluminação: veriicar a sinalização
Utilizar exclusivamente os aco- mais perto possível do eixo e que eléctrica do reboque.
plamentos de reboque de origem o peso sobre a lecha se aproxime
PEUGEOT que foram testados e do máximo autorizado mas sem
homologados durante a concepção ultrapassá-lo. Vento lateral: ter em conta o
do seu veículo. aumento da sensibilidade ao vento.
A montagem deste dispositivo deve
ser efectuada por um Representante Arrefecimento: rebocar em declive
Autorizado PEUGEOT. aumenta a temperatura do líquido de
arrefecimento.
O seu veículo foi concebido
essencialmente para o transporte de Como o ventilador é accionado
pessoas e de bagagens mas pode electricamente, a sua capacidade
ser também utilizado para puxar um de arrefecimento não depende do
reboque. regime do motor.
A condução com reboque submete Pelo contrário, utilizar uma relação de
o veículo tractor a solicitações mais caixa elevada para baixar o regime
importantes e exige do condutor uma do motor e reduzir a velocidade.
atenção particular. A carga máxima rebocável em declive
A densidade do ar diminui com a prolongado depende da inclinação
altitude reduzindo dessa forma os da subida e da temperatura exterior.
desempenhos do motor. É preciso
reduzir a carga máxima rebocável
10 % por cada 1 000 m de altitude.

01-10-2005
160 - As informações práticas

Desmontagem do tapete
Quando desmontar o tapete do
lado do condutor, recuar o banco ao
máximo e retirar as ixações.
Na montagem, posicionar o tapete e
repor as ixações girando um quarto
de volta.
Veriicar a colocação correcta do
tapete. INSTALAÇÃO DAS BARRAS
Para evitar qualquer incómodo sob DE TEJADILHO (206 SW)
os pedais: Para instalar barras de tejadilho Peso máximo autorizado no
- utilizar somente tapetes adaptados transversais respeitar o seu porta-bagagens de tejadilho,
às ixações já existentes no posicionamento. para uma altura de carrega-
veículo. mento não ultrapassando
Está referenciado com marcas em 40 cm (à excepção do porta-
- A utilização destas ixações é cada uma das barras longitudinais.
imperativa. bicicletes): 75 Kg.
- Não sobrepor nunca vários Utilizar os acessórios homologados Se a altura ultrapassar os
tapetes. pela PEUGEOT respeitando as ins- 40 cm, adaptar a velocidade do
truções de montagem do fabricante. veículo em função do peril da
estrada, a im de não deteriorar
as barras do tejadilho.

01-10-2005
As informações práticas - 161

MANUTENÇÃO DA
- Eliminar o mais rapi-
CARROÇARIA damente possível os
Para preservar a pintura e os ele- excrementos de aves,
mentos em plástico de revestimento restos de resina, nó-
do seu veículo, é aconselhável lavá- doas de alcatrão e de
lo frequentemente: gorduras, pois todos esses
elementos contêm substâncias
- manualmente, sem precauções que provocam grandes danos à
particulares; pintura;
- numa estação automática, mas a - Não limpar os faróis de
utilização repetida de instalações dupla óptica e de superfícies
mal conservadas pode provocar o complexas com pano seco ou
aparecimento de riscos minúsculos abrasivo nem com produtos
que dão um aspecto mate à pintura detergentes ou solventes
(visível sobretudo nas cores porque estão equipados com
escuras); vidro em policarbonato revestido
- em lavagem a alta pressão seguindo com verniz de protecção;
estritamente as recomendações da - Não usar gasolina, petróleo
estação (pressão e distância de ou tira-nódoas de tecidos na
pulverização). limpeza da pintura da carroçaria
Se certas partes do veículo assim como nas peças em
estiverem daniicadas (pára- plástico do seu veículo;
choques pintados ou faróis), não - Para evitar o desenvolvimento
dirigir o jacto de alta pressão para de oxidação da carroçaria devido
estas peças. Lavar manualmente a danos acidentais (projecções
as partes defeituosas. de gravilha, raspadelas, etc.),
Evitar também qualquer introdução mande repará-las rapidamente.
de água nas fechaduras.

Para todas as questões relativas à


manutenção do seu veículo, consul-
tar um representante da Marca que
saberá aconselhá-lo sobre os produ-
tos da melhor qualidade selecciona-
dos pelos nossos serviços.

01-10-2005
162 - As informações práticas

ACESSÓRIOS 206 Equipamento interior: Apoio


para os braços central, mesa
Utilize no seu PEUGEOT unicamente secretária, protecção do banco do
peças de origem e acessórios passageiro,capas compatíveis com
homologados pela marca. os airbags laterais (berlina e 206
Estes acessórios e peças de SW), tapetes, caixa para arrumos
origem são todos adaptados ao da mala, suporte para latas de
seu PEUGEOT, pois foram testados bebidas, arrumo para CDs ou
e aprovados com iabilidade e cassetes,consola de rádio-telefone,
segurança, o que PEUGEOT não delectores das portas, arrumos sob
pode garantir para outros produtos. a mesa (berlina), estores pára-sol,...
Uma vasta gama de acessórios
de origem, homologados pela Tecnologia: Rádio-telefone móvel,
PEUGEOT, é proposta pela rede. kit mãos livres, sistema de orien-
Beneiciam todos da garantia tação embarcado, carregadores
PEUGEOT: de CDs, auto-rádios, altifalantes,
embelezador de rádio, chapeleira
Viagem e Lazer: Gancho de traseira equipada com 4 altifalantes
reboque, porta-bagagens da mala, (berlina)...
caixa da mala, barras do tejadilho,
porta bagagens do tejadilho, suporte Segurança: Alarme anti-roubo,
para esquis, suporte para bicicletas**, gravação de vidros, anti-roubos de
correntes para a neve, ... rodas, triângulo de pré-sinalização,
primeiros socorros, colete de grande
** Não colocar o suporte para visibilidade, sobrelevações e bancos
bicicletas sobre o spoiler ou sobre para crianças, banco Kiddy Isoix, ...
o óculo traseiro.
Sociedade : Kit de transformação
Estilo exterior: Jantes de alumínio, em veículo de sociedade,...
embelezadores, palas de rodas,
tecto de abrir*, faróis de nevoeiro
da frente, becket da porta traseira
(berlina), tubo de escape sport,
embelezador da fachada em
alumínio e madeira, limiar das Antes de instalar um
portas, kit carroçaria, alargadores de acessório eléctrico no
guarda lamas, volante duplo-tom,... seu veículo, consultar um
Representante Autorizado
* Para a colocação de um tecto de PEUGEOT.
abrir, é imperativo utilizar somente
produtos de origem PEUGEOT.
01-10-2005
As características técnicas - 163

MOTORES E CAIXAS DE VELOCIDADES


GASOLINA
Modelos
2CHFX 2CKFW 2AKFWA 2CKFU
Tipos variantes versões 2CK6D 2HKFU
2AHFX 2AKFW 2CKFWA 2AKFU
2AK6D 2KKFU
2EHFX 2EKFW 2EKFWA 2EKFU

MOTORES 1,1 litros 1,4 litros 1,4 litros 1,4 litros 16V

Cilindrada (cm3) 1 124 1 360 1 360 1 360

Diâmetro x curso 72 x 69 75 x 77 75 x 77 75 x 77

Potência máxima: norma CEE (kW) 44,1 55 55 65

Regime de potência máxima (r.p.m.) 5 500 5 500 5 500 5 250

Binário máximo: norma CEE (Nm) 94 118 120 135

Regime de binário máximo (r.p.m.) 2 700 2 800 2 800 3 250


Sem Com
Combustível Sem chumbo Sem chumbo
chumbo chumbo
Catalisador Sim Não Sim Sim

Manual Manual Manual Automática Manual


Caixa de velocidades (5 relações) (5 relações) (5 relações) (4 relações) (5 relações)

Capacidade do óleo (em litros)


3,2 (2) - 3,4 3 (2) - 3,25 3 (2) - 3,25 3 (2) - 3,25
Motores (com troca do iltro) 3,2 (2) - 3,5 (3)
(3) (3) (3) (3)
Caixa de velocidades - Diferencial 2 2 2 - 2

(2) Mudança de óleo por gravidade - (3) Mudança de óleo por aspiração.
01-10-2005
164 - As características técnicas

MOTORIZAÇÕES E CAIXAS DE VELOCIDADES


GASOLINA
2CNFU 2HNFU
2ANFU 2KNFU
Modelos 2ANFUA 2ANFUB 2CRFN
2BNFUA 2BNFUB
Tipos variantes versões 2ARFN 2CRFKA/IF
2CNFUA 2CNFUB 2ERFN 2HRFKA
2DNFUA 2DNFUB 2DRFNA
2HNFUA 2HNFUB
2JNFUA 2JNFUB
2KNFUA 2KNFUB
MOTORES 1,6 litros 16V 2 litros 16V 2 litros 16V
Cilindrada (cm )
3
1 587 1 997 1 997
Diâmetro x curso 78,5 x 82 85 x 88 85 x 88
Potência máxima: norma CEE (kW) 80 100 130
Regime de potência máxima (r.p.m.) 5 800 6 000 7 000
Binário máximo: norma CEE (Nm) 147 190 202
Regime de binário máximo (r.p.m.) 4 000 4 100 4 750
Combustível Sem chumbo Sem chumbo Sem chumbo
Catalisador Sim Sim Sim

Manual Automática Manual Manual


Caixa de velocidades (5 relações) (4 relações) (5 relações) (5 relações)

Capacidade do óleo (em litros)


Motores (com troca do iltro) 3,2 (2) - 3,4 (3) 3,2 (2) - 3,4 (3) 4,25 3,8 - 5,3
Caixa de velocidades - Diferencial 2 - 1,9 1,9

(2) Mudança de óleo por gravidade - (3) Mudança de óleo por aspiração.
01-10-2005
As características técnicas - 165

MOTORES E CAIXAS DE VELOCIDADES


DIESEL
2C8HX
2A8HX
Modelos 2S8HX 2H9HZA 2CRHY 2ERHY
Tipos variantes versões 2E8HX 2J9HZA 2ARHY 2KRHY
2S8HZA 2E9HZA 2HRHY
2A8HZA 2K9HZA
2C8HZA
2E8HZA
MOTORES 1,4 litros turbo HDI 1,6 litros turbo HDI 16V 2 litros turbo HDI

Cilindrada (cm )
3
1 398 1 560 1 997
Diâmetro x curso 73,7 x 82 75 x 88,3 85 x 88
Potência máxima: norma CEE (kW) 50 80 66
Regime de potência máxima (r.p.m.) 4 000 4 000 4 000
Binário máximo: norma CEE (Nm) 160 240 (overboost 260) 205
Regime de binário máximo (r.p.m.) 1 750 1 750 (overboost 2 000) 1 900
Combustível Gasóleo Gasóleo Gasóleo
Catalisador Sim Sim Sim
FAP Não Sim Não

Manual Manual Manual


Caixa de velocidades (5 relações) (5 relações) (5 relações)

Capacidade do óleo (em litros)

Motores (com troca do iltro) 3,8 3,85 4,5


Caixa de velocidades - Diferencial 2 1,9 1,9

01-10-2005
166 - As características técnicas

CONSUMOS BERLINA
Segundo a directiva 80/1268/CEE (litros/100 km)
Tipos Emissão
Caixa de Circuito Circuito Circuito
Motor variantes mássica de
velocidades urbano extra-urbano misto
versões 2... CO2 g/Km
1,1 litros Manual HFXF 8,2 5 6,2 148
1,4 litros Manual K6D2 9,4 5,5 7 162
KFWF 8,4 5 6,3 149
1,4 litros Manual KFWA 8,8 5,0 6,4 152
1,4 litros Automática KFWR 9,6 5,3 6,9 165
A/C KFU A/F 8,2 4,9 6,1 145
1,4 litros 16V Manual HKFU A/F 8,5 5,3 6,5 155
NFUF 8,6 5,1 6,4 153
1,6 litros 16V Manual HNFUF/NFUA 8,7 5,5 6,7 159
NFUR 9,9 5,5 7,1 171
1,6 litros 16V Automática HNFUR 10,2 5,8 7,5 179
NFUB 10,2 5,7 7,4 176
RFNF 10,7 6,1 7,7 185
2 litros 16V Manual RFNA - - - -
CRFKA/IF 11,8 6,7 8,6 204
2 litros 16V Manual RFKA - - - -
8HFXF 5,5 3,6 4,3 113
1,4 litros Turbo HDI Manual 8HZA 5,7 3,7 4,4 116
9HZA 6 4,1 4,8 126
1,6 litros Turbo HDI 16V Manual 9HYA 6 4,1 4,8 126
RHYF 6,6 4,1 5 136
2 litros Turbo HDI Manual HRHYF 6,9 4,4 5,3 144

Os consumos de combustível apresentados correspondem aos valores comunicados na data da impressão. Estes valores
de comsumo são estabelecidos consoante a Directiva80/1268/CEE. Podem variar em função do comportamento ao volante,
das condições de circulação, das condições meteorológicas, da carga do veículo, da manutenção do mesmo e da utilização
dos acessórios.
01-10-2005
As características técnicas - 167

CONSUMOS 206 SW

Segundo a directiva 80/1268/CEE (litros/100 km)

Tipos Emissão
Caixa de Circuito Circuito Circuito
Motor variantes mássica de
velocidades urbano extra-urbano misto
versões 2... CO2 g/Km

1,1 litros Manual 2EHFXF 8,7 5,2 6,5 156

2EKFWF 8,5 5,2 6,4 153


1,4 litros Manual 2EKFWA 8,9 5,1 6,5 154
2EKFU A/F 8,2 4,9 6,1 145
1,4 litros 16V Manual 2KKFU A/F 8,5 5,3 6,5 155
2KNFUF 8,7 5,5 6,7 159
1,6 litros 16V Manual 2KNFUA 8,7 5,5 6,7 159
2KNFUR 10,2 5,8 7,5 179
1,6 litros 16V Automática 2KNFUB 10,2 5,7 7,4 176

2 litros 16V Manual 2ERFNF 11 6,2 7,9 189

1,4 litros Turbo HDI Manual 2E8HFX 5,6 3,8 4,4 117

1,6 litros Turbo HDI 16V Manual 2E9HZA 6 4,1 4,8 126

2ERHYF 6,8 4,1 5,1 138


2 litros Turbo HDI Manual 2KRHYF 6,9 4,4 5,3 144

Os consumos de combustível apresentados correspondem aos valores comunicados na data da impressão. Estes valores
de comsumo são estabelecidos consoante a Directiva80/1268/CEE. Podem variar em função do comportamento ao volante,
das condições de circulação, das condições meteorológicas, da carga do veículo, da manutenção do mesmo e da utilização
dos acessórios.
01-10-2005
168 - As características técnicas

PESOS E CARGAS REBOCÁVEIS BERLINA (em kg)


3 e 5 PORTAS
Motores gasolina 1,1 litros 1,4 litros
1,4 litros 1,4 litros 16V 1,6 litros 16V 1,6 litros 16V 2 litros 16V 2 litros 16V
Caixas de velocidades Manual Manual Auto. Manual Manual Auto. Manual Manual
KFWF/A KFUA NFUF NFUR RFN CRFKA/IF
Tipos variantes versões: HFX KFWR
K6D KFUF NFUA NFUB RFNA RFKA
• Massa em vazio em ordem de 985 1 025 1 055 1 049 1 100 1 055 1 125 1 159
marcha (MOM)
• Massa máxima tecnicamente 1 405 1 450 1 480 1 515 1 567 1 614 1 560 1 550
admissível em carga (MTAC)
• Massa total rolante admissível 1 920 2 365 2 395 2 415 2 467 2 504 2 475 2 450
(MTRA)*
• Reboque não travado 485 510 525 500 550 550 560 575
• Reboque travado 700 1 100 1 100 900 1 100 1 100 1 100 1 100
(no limite da MTRA)
• Peso recomendado sob a lecha 50 50 50 36 50 50 50 -

3 e 5 PORTAS COMERCIAIS
Motor HDI 1,4 litros HDI 1,6 litros HDI 16V 2 litros HDI 1,4 litros HDI
Caixas de velocidades Manual Manual Manual Manual
8HX 9HZA 2S8HXF
Tipos variantes versões: RHY
8HZA 9HYA 2S8HZA
• Massa em vazio em ordem de 1 061 1 130 1 145 1 049
marcha (MOM)
• Massa máxima tecnicamente 1 525 1 550 1 585 1 525
admissível em carga (MTAC)
• Massa total rolante admissível 2 425 2 450 2 500 2 425
(MTRA)*
• Reboque não travado 530 500 570 524
• Reboque travado 1 100 900 1 100 1 100
(no limite da MTRA)
• Peso recomendado sob a lecha 50 36 50 -
No caso de veículos tractores, a velocidade é limitada a 100 km/h*. * Consoante a legislação em vidor no país.
01-10-2005
As características técnicas - 169

PESOS E CARGAS REBOCÁVEIS 206 SW (em kg)


5 PORTAS
Motores gasolina 1,1 litros 1,4 litros 1,4 litros 16V 1,6 litros 16V 1,6 litros 16V 2 litros 16V
Caixas de velocidades Manual Manual Manual Manual Auto. Manual
KFUA NFUF NFUR
Tipos variantes versões: HFX KFW RFN
KFUF NFUA NFUB
• Massa em vazio em ordem de 1 065 1 074 1 113 1 148 1 190 1 192
marcha (MOM)
• Massa máxima tecnicamente 1 485 1 499 1 515 1 563 1 585 1 562
admissível em carga (MTAC)
• Massa total rolante admissível 1 985 2 399 2 415 2 463 2 485 2 462
(MTRA)*
• Reboque não travado 500 500 500 500 500 500
• Reboque travado 700 1 100 900 1 100 1 100 1 100
(no limite da MTRA)
• Peso recomendado sob a lecha 28 44 36 44 44 44

5 PORTAS
Motor HDI 1,4 litros HDI 1,6 litros HDI 16V 2 litros HDI
Caixas de velocidades Manual Manual Manual
Tipos variantes versões: 8HX 9HZA RHY
• Massa em vazio em ordem de 1 110 1 189 1 191
marcha (MOM)
• Massa máxima tecnicamente 1 535 1 580 1 611
admissível em carga (MTAC)
• Massa total rolante admissível 2 435 2 480 2 511
(MTRA)*
• Reboque não travado 500 500 500
• Reboque travado 1 100 900 1 100
(no limite da MTRA)
• Peso recomendado sob a lecha 44 36 44

No caso de veículos tractores, a velocidade é limitada a 100 km/h*. * Consoante a legislação em vigor no país.
01-10-2005
170 - As características técnicas

DIMENSÕES BERLINA (VERSÕES 3 E 5 PORTAS) DIMENSÕES 206 SW

01-10-2005
As características técnicas - 171

Berlina 206 SW

OS ELEMENTOS DE
IDENTIFICAÇÃO DO SEU 206

A. Placa fabricante. D. Pneus e referência da pintura. - as pressões de enchimento


B. Número de série na A etiqueta D, colada no montante (a veriicação das pressões
carroçaria. central da porta do lado do dos pneus deve ser feita a
condutor, indica: frio e, pelo menos, todos os
C. Número de série no painel de meses),
bordo. - as dimensões das jantes e dos
pneus, - a referência da cor e da tinta.
- as marcas dos pneus homo-
logados pelo fabricante, Os pneus de dimensões 205/45
R 16 e 205/40 R 17 não podem ser
equipados com correntes para a
neve, consultar um Representante
Autorizado PEUGEOT.

01-10-2005