Você está na página 1de 2

RESENHA DO LIVRO PESCADORES DE CRIANÇAS DE

CHARLES HADDON SPURGEON.

O livro Pescadores de Crianças – Orientação prática para falar de Jesus


às crianças de autoria do renomado pregador inglês do século XIX, Charles
Haddon Spurgeon. Nascido em 19 de junho de 1834 em uma pequena casa
em Kevelton, Essex, Inglaterra, Spurgeon era descendente de huguenotes
franceses e reformados holandeses. Se converteu aos quinze anos de idade,
na manhã de domingo do dia 06 de janeiro de 1850, enquanto caminhava para
uma igreja no vilarejo de Colchester, quando uma tempestade de neve o fez
se abrigar em uma Igreja metodista primitiva, neste dia um pastor leigo foi
explicar a congregação o texto de Isaias 45.22 “Olhai para mim, e sereis salvos,
vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro”
(LAWSON,2012).Em 18 de março de 1861, Spurgeon inaugura o Tabernáculo
Metropolitano, de onde ele pregou vários de seus sermões.
É esse Spurgeon, que se converte ainda adolescente e foi autor de 135
livros, entre esses se encontra Pescadores de Crianças – Orientação prática
para falar de Jesus às crianças. Nesta obra Spurgeon nos faz perceber a
importância em doutrinar desde cedo as crianças nas verdades do Evangelho.
Ele se baseia na ordenança de Jesus “Cuide dos meus cordeiros” e mostra que
devemos ter um cuidado especial para aqueles que são mais novos no
rebanho. Segundo Spurgeon a parte principal do nosso trabalho em cuidar dos
cordeirinhos é tornar a doutrina simples a ponto de que ela se torne
compreensível a eles.
Ao longo dos 23 capítulos que compõem a obra, o autor nos chama
diversas vezes para não impedirmos as crianças de virem até o Salvador, uma
parte do culto deve ser voltado para elas. Spurgeon também chama a atenção
para o fato de que muitos não acreditam na conversão de crianças, insistindo
que assim como nós adultos e convertidos pelo sangue do Cordeiro de Deus
temos hoje consciência de nossa realidade, as crianças também devem ser
evangelizadas e precisam compreender a respeito de sua natureza
pecaminosa.
Os professores da Escola Bíblica Dominical, possuem uma árdua tarefa
a de ensinar aos pequenos cordeiros, em lhes instruir nas verdades divinas
refletidas em Sua Palavra e a estes que se habilitarão para a execução dessa
missão e dar três advertências a primeira delas é lembre-se de quem você esta
ensinando e a esse respeito fala “cuide bem, é com a alma de uma criança que
você esta mexendo; e a alma de uma criança que você esta preparando para
a eternidade, se Deus está com você. Minha advertência solene vem da parte
de todas as crianças”. A segunda advertência é: lembre-se também de que
você está ensinando para Deus, Spurgeon é ainda mais enfático “fira a mão de
uma criança se for o caso, mas por de Deus não fira seu coração. Diga o que
quiser sobre coisas temporais; mas em assuntos espirituais, eu lhes rogo,
tenha muito cuidado com a maneira como você o dirige. Tome cuidado para
ensinar apenas a verdade, só a verdade”. A terceira e última advertência:
lembre-se de que suas crianças precisam de ensino, Spurgeon diz para
ensinarmos o temor ao Senhor e unicamente isso, ele nos exorta a termos
ansiedade em dizer “eu lhe ensinarei o temor ao Senhor”.