Você está na página 1de 4

Designações de roscas

Normas internacionais
Para assegurar que as duas metades (interna e externa) de uma junta rosqueada se encaixem
corretamente para produzir uma conexão capaz de suportar uma carga específica, as roscas
devem manter determinadas normas. As normas internacionais para formatos de roscas
estabeleceram assim para todos os tipos de roscas comuns.

Designações das roscas ISO métrica


A designação completa da rosca é feita de valores para o formato da rosca e a tolerância. A
tolerância é indicada por um número para a classe de tolerância e letras para a posição da
tolerância.

Exemplos

Designação da rosca e dimensão nominal

Classe de tolerância para passo e posição da crista

M16 - 6h

Passo

Classe de tolerância para diâmetro primitivo

Classe de tolerância para diâmetro da crista

M10 x 1,25 5g6g

O ajuste entre as partes rosqueadas é indicado pela classe de tolerância da rosca interna
seguida pela classe de tolerância da rosca externa, separada por um traço oblíquo.

Posições de tolerância
A posição da tolerância identifica o desvio fundamental e é indicada por uma letra maiúscula para
as roscas internas e uma letra minúscula para as roscas externas. Uma combinação de posição e
faixa de tolerância gera a classe de tolerância. Os valores das classes da tolerância são
determinados para os diferentes sistemas de rosqueamento.

Roscas internas: H e G
Roscas externas: h, g, f e e
Roscas ISO polegadas (UNC, UNF, UNEF, UN)
O sistema UN tem três classes de tolerância, que varia de 1 (largo) a 3 (fino). Uma rosca UN típica
é designada conforme segue:

¼” 20UNC – 2A

2A – Indica uma tolerância média

UNC – Indica um passo largo

20 – Valor do passo: fios por polegadas (t.p.i.)

¼” – Diâmetro da rosca principal

ISO - unificado (UN):

Tolerância aberta

Tolerância média

Tolerância estreita

Tipos de rosca UN

UNC diâmetro da rosca com passo largo

UNF diâmetro da rosca com passo fino

UNEFdiâmetro da rosca com passo extra fino

UN diâmetro da rosca com passo constante

Todos os tipos de rosca acima podem ser criados usando a pastilha UN da Sandvik Coromant.

Roscas Whitworth (G, R, BSW, BSF, BSPF)


As roscas de parafuso Whitworth agora estão obsoletas, mas as roscas de tubos Whitworth são
uma norma reconhecida internacionalmente. Há duas classes de tolerância para as classes
externas e uma classe de tolerância para as roscas de tubos Whitworth internos.

Designações de rosca de tubos Whitworth

Estas roscas são divididas em 2 grupos:

 Juntas de alta pressão que não são feitas na rosca, ISO 228/1
 Juntas de alta pressão que são feitas na rosca, ISO 7/1

Roscas de tubos Whitworth:

Fino

Largo

Posição de tolerância

Exemplos de designações de rosca de tubos Whitworth:

Juntas de alta pressão que não são feitas na rosca:

=G1½A G = rosca paralela


ISO 228/1 (externa)

=G1½ 1½ = diâmetro do tubo, não diâmetro da rosca


(interna)

A ou B = classe de tolerância externa somente

_____________________________________________________________________________

Juntas de alta pressão que não são feitas na rosca:

ISO 7/1 = Rp 1 ½ Rp = rosca paralela, interna

7/1 = Rc 1 ½ Rc = rosca cônica, interna

7/1 = R 1 ½ R = rosca cônica, externa

As pastilhas WH da Sandvik Coromant devem ser usadas para roscas paralelas.


As pastilhas PT são usadas para roscas cônicas.

Interesses relacionados