Você está na página 1de 5

Agentes Públicos.

Conceito: Expressão mais ampla utilizada para se referir a qualquer pessoa física que exerça
função pública a titulo temporário ou permanente se recebe ou não remuneração para exercer
serviço público.

Agentes Público de Fato:

Conceito: Aquele que não é agente público de direito em virtude da ausência de investidura
irregular.

Espécies de Servidor Público de Fato:

1)Agente de fato necessário: Aquele em que situações excepcionais exercem função pública.
Colaborando com a administração pública. Ex: Guerra, Calamidade.

2) Agente de fato putativo: Aquele que ostenta a aparência de agente de direito mais foi
ilegalmente investido.

Classificação de Agente Público:

1) Agentes Políticos: São aqueles que ocupam cargos que compõe a estrutura constitucional
do estado sendo encarregados do exercício da função politica são agentes políticos. Ex:
Chefes do poder executivo, seus vices e auxiliares imediatos, parlamentares de todos os
níveis;

OBS: O STJ se posicionou mais de uma vez que o magistrado é agente politico.

2) Servidores Estatais: Aqueles que mantem com o estado ou com as pessoas da


administração indireta relações de natureza profissional não eventual sob vinculo de
pendencia, remunerado pelos cofres públicos se dividem em:

A) SERVIDORES PÚBLICOS: São os servidores estatais de pessoa jurídica de direito publico


titular de cargo publico;

B) SERVIDORES DE ENTES GOVERNAMENTAIS DE DIREITO PRIVADO:São os agentes


estatais das pessoas de direito privado que integram a administração. São os titulares de
empregos públicos;
C) PARTICULARES EM COLABORAÇÃO: Aquele que sem perder a qualidade de particular
exerce uma função publica se divide em:

Requisitados: Mesário, jurado;

Contratados por locação civil de serviços: Contratar um arquiteto para fazer uma obra;

Quem trabalha em concessionarias e permissionárias de serviço publico ou exerce


função pública por oficio ou delegação: Funcionário da Tim, Por oficio: Leiloeiro, perito
dativo, Delegação: Dono de Cartório;

Gestor de negócios: Administração oficiosa de direito publico temos como exemplo tragédia e
algumas pessoas exercem função de servidor para ajudar, se houver algum dano quem paga é
o estado.

Cargos Públicos:

Conceito: Conjunto de atribuições criadas em numero certo com denominação própria


remunerada pelos cofres públicos sujeita a regras de direito público e acometido a um servidor.
Art. 3 da Lei 8112.

Criação: Por lei especifica salvo os cargos administrativos do poder legislativo que são criados
por resolução da definida casa.

Extinção: Aplica-se o principio da simetria. Se criada por lei é extinta por lei (Resolução) salvo
a hipótese do Artigo 84 Inc. VI alínea B da CF.

Âmbito de Existência: Apenas em pessoas de direito público.

ATENÇÃO: Na pessoa jurídica de direito publico pode haver cargos e empregos públicos.

Provimento:

Conceito: É o ato administrativo pelo qual a administração pública preenche um cargo público.
Formas: Nomeação, promoção, readaptação, reversão, aproveitamento, reintegração e
recondução.

Nomeação: É a mais comum e ocorre para provimento originário dos cargos efetivos e em
comissão;

Readaptação: Servidor passa a ocupar cargo diverso do que ocupava, tendo em vista um
limitação física ou psíquica sofrida;

Recondução: é retorno do servidor que tenha estabilidade ao cargo que ocupava


anteriormente, por motivo de sua inabilitação em estágio probatório a outro cargo ou pela
reintegração de um servidor a outro cargo;

Reintegração: É o retorno do servidor demitido ilegalmente. Se outro servidor ocupava o cargo


que detinha a estabilidade, será reconduzido ao cargo de origem;

Aproveitamento: É o reingresso do servidor em disponibilidade, quando haja cargo vago de


natureza e vencimento compatíveis com o anteriormente ocupado;

Reversão: É o retorno do servidor aposentado e se da no interesse da administração, ou


quando cessar a invalidez temporária.

Durabilidade do Provimento:

1. Em comissão: É aquele cujo provimento não é durável já que é livre a nomeação e


exoneração sendo prescindível a aprovação em concurso.

OBS: Vide sumula vinculante 13, que proíbe que cargos em comissão sejam providos com
parentes de até terceiro grau.

OBS: Segundo o STF a sumula vinculante 13 não se aplica para os cargos em comissão de
auxiliares imediatos do chefe do executivo pois eles tem natureza politica. EX: Ministros do
Presidente, Secretário dos estados e municípios

2. Efetivo: É aquele que da direito a estabilidade portanto o provimento é durável mais


imprescinde da aprovação em concurso público;
3) Vitalício: É aquele que da direito a vitaliciedade o mais durável de todos os provimentos que
só pode ser perdido em razão de decisão judicial transitada em julgado.

OBS: São vitalícios: Magistrados, membros do MP e membros dos tribunais de contas e


ninguém mais.

ATENÇÃO: A vitaliciedade para quem ingressou por concurso público é adquirida com 2 anos.
Nas hipóteses constitucionais com a posse.

Estabilidade:

Conceito: É o direito de permanência no serviço público salvo a ocorrência de hipóteses


constitucionais. Tem como espécies: Estabilidade ordinária (Artigo 41 da CF) e estabilidade
extra ordinária (Artigo 19 da ADCP). Tem como requisitos aprovação em concurso público, 3
anos de efetivo exercício, aprovação em avaliação de desempenho realizada por comissão
especialmente designada (EMENDA 19) e após a emenda 19 o estágio probatório é de 3
anos.

Vacância:

Conceito: Ato administrativo pelo qual a administração pública declara vago um cargo público.
Contrapõe o provimento. Tem como formas exoneração, demissão, promoção, readaptação,
aposentadores, posse em outro cargo inacumulável e falecimento (ARTIGO 33 DA LEI 8112).

Função Pública:

Conceito: Conjunto isolado de atribuições que não estão vinculadas nem a cargo público nem
a emprego público.

Espécies de Função Pública:

1) Função de confiança: São cargos de Direção, chefia, assessoramento e só pode ser


atribuído a titular de cargo efetivo.

2) Contrato temporário: Para de Pietro além da função de confiança quem é contratado


temporário não tem cargo nem emprego ele faz função pública.
Vencimento:

Conceito: Pagamento correspondente a um exercício de um cargo (ART. 40 da 8112).

Remuneração:

Conceito: Vencimento mais vantagens de natureza permanente (ART 41 da lei 8112).

Subsídio:

Conceito: Tem como origem a emenda 19 que teve o objetivo de moralizar e dar transparência
a remuneração. Tem como conceito o efeito em parcela única sendo vedado acréscimo de
natureza remuneratória. Soma-se ao subsidio as verbas indenizatórias e os direitos
constitucionais. Agentes públicas que recebem por subsidio: agentes políticos, magistrados,
membros de tribunais de contas, membros do MP, defensores, membros da AGU,
procuradores de estado e policiais. Qualquer agente público titular de cargo organizado em
carreira pode receber por subsidio.

Acumulação Remunerada de Cargos Públicos:

Regra: Não Pode.

Exceções: Quando houver horário, respeitar o teto salarial, quando acontecer as hipóteses de:
2 cargos de professor, 1 cargo técnico cientifico mais um de professor, 2 cargos de área da
saúde com profissão regulamentada e vereador ( se ocorrer disponibilidade de horário).
Remuneração + provento é possível: mesmos casos da atividade, remuneração de cargo em
comissão mais provento e remuneração de cargo efeito mais provento. Provento mais provento
só é possível nos mesmos casos da atividade.