Você está na página 1de 2

Descrição do ambiente: Projeto social “Gincana de Férias” possibilitando o progresso da

economia na Agrovila Santíssima Trindade no munícipio de Santa Izabel do Pará.

O objeto de estudo deste trabalho é a mobilização econômica que o projeto intitulado


“GINCANA DE FÉRIAS” provoca em uma agrovila situada atualmente no município de
Santa Izabel do Pará no estado do Pará. O projeto tem como tema “Cultura, Esporte e Lazer
em prol da Solidariedade”, e utiliza uma semana do mês de julho para proporcionar à
comunidade entretenimento a partir das realizações de tarefas e competições e roupas e
cestas básicas advindas de arrecadações das equipes participantes que é destinada às
famílias mais carentes da comunidade e do entorno.
A comunidade inicialmente era formada por agricultores familiares que produziam
artesanalmente a tradicional farinha d’água e ofertavam seus produtos nas feiras da capital,
Belém. Seus recursos produtivos eram basicamente mão de obra, terra e capital para a
compra de bens de capital voltados a mandiocultura. Pela falta de infraestrutura que não
permitia fácil acesso à agrovila e consequentemente déficit na logística, esses agricultores
se ausentavam por longos períodos de suas famílias devido à difícil viagem.
A infraestrutura precária também não permitia serviços contínuos à comunidade como
os de saúde e saneamento básico, sendo necessária a locomoção das famílias para a
cidade de Castanhal, mais próxima da comunidade e com mais recursos. A busca da sua
população por elevação do seu padrão de vida, assim como o início de restrição física de
recursos fez com quem parte da comunidade migra-se para Castanhal ou para a capital.
Parte dos nativos que se qualificaram nos centros urbanos empregaram seus
conhecimentos na comunidade trazendo serviços como educação, distribuição de água e
energia. Os mais influentes pressionaram o governo para melhoria da estrada que conecta a
agrovila com a cidade de Castanhal proporcionando uma melhoria na obtenção de serviços.
Com o maior contato entre sua população e a cidade, ideias eram trazidas de maneira
que pudesse haver o progresso e melhor qualidade de vida para seus habitantes. Uma
dessas ideias foi tida duas mulheres, que buscando proporcionar entretenimento para
aqueles sem condições de desfrutar de viagens no mês de julho, resolveram realizar uma
gincana, onde equipes disputavam entre si e somavam pontos a cada tarefa realizada e
modalidade disputada durante um dia de julho.
Devido a alta demanda, no ano seguinte a gincana aconteceu durante o período de
uma semana. Com a crescente demanda e buscando solucionar um problema na
comunidade como a desigualdade de renda, tornou-se um projeto cujo objetivo maior era a
arrecadação de roupas e alimentos para os mais necessitados. Há 19 anos esse projeto
acontece e durante esse período há visita de pessoas de todo o estado e até de outros
estados que tiveram conhecimento do mesmo movimentando a economia da região até
durante outros meses devido sua maior popularidade.
O único comércio existente começou a ofertar mais produtos devido a grande
demanda. Cresceu a popularidade da comunidade, devido também suas belezas naturais
como igarapés, ocorrendo crescimento populacional, até o limite de ocupação de terras. O
maior investimento na comunidade através de gastos do governo, gerando maior facilidade
de logística para todos, favoreceu a passagem do monopólio para o oligopólio a partir da
criação de outros comércios. Com maiores empreendimentos houve geração de emprego e
renda na região. O mercado possui característica de sistema de economia mista onde os
preços dos produtos variam de acordo com os impostos colocados pelo governo.
A restrição orçamentária do agente econômico família faz com quem haja trade-off
entre ir a cidade Castanhal adquirir produtos com menor preço ou o consumo em um dos
comércios locais de produtos com maior valor. Essa escolha pode ser feita pelo crescimento
econômico que as famílias tiveram com grande contribuição de políticas de governo,
ocorrendo também a transformação no espaço geográfico, tendo como bens substitutos o
barro e tijolos de cerâmica na execução de casas provocando um aumento de casas de
alvenaria na localidade.
A crescente procura pela localidade após sua popularidade a partir do projeto Gincana
de Férias proporcionou uma mudança na economia da agrovila Trindade. Atualmente há
viagens diárias para as cidades Castanhal e Santa Izabel, é crescente o número de
construção de casas de alvenaria, geração de emprego e renda a partir do surgimento de
empreendimento na região, criação de sindicato para lutas pelos direitos da comunidade na
política do município e maior participação da população em reuniões do governo.