Você está na página 1de 127

Dr. med.

Helmuth Lehmann

Homeopatia para
Crianças de Forma
Fácil para os Pais
Índice __________________________________________________________ 2

Os fundamentos da Homeopatia _____________________________________ 5

Modo de utilizar os remédios homeopáticos ____________________________ 5

Informações sobre indicações importantes _____________________________ 7

Ferimentos ______________________________________________________ 7

Intervençoes no dentista____________________________________________ 8

Problemas dos dentes _____________________________________________ 9

Queimaduras ___________________________________________________ 10

Picadas venenosas, mordeduras ____________________________________ 12

Reacções alérgicas a alimentos ____________________________________ 13

Febre _________________________________________________________ 15

Gripe __________________________________________________________ 19

Doenças das crianças (papeira, varicela) ______________________________ 20

Diarreia _______________________________________________________ 21

Obstipação _____________________________________________________ 23

Enjoos e vómitos ________________________________________________ 27

Cólicas dos lactentes _____________________________________________ 28

Hemorroidas ____________________________________________________ 30

Dentição ______________________________________________________ 31

Enjoos em viagem _______________________________________________ 32

Medo de voar ___________________________________________________ 32

Medo de exames ________________________________________________ 32

Sono________________________________________________ __________ 33

Otite média aguda _______________________________________________ 34

Otite purulenta __________________________________________________ 35

Otite serosa ____________________________________________________ 37

2
Ovido: furúnculo _________________________________________________ 37

Amigdalite aguda ________________________________________________ 38

Rouquidão _____________________________________________________ 41

Tosse de cão ___________________________________________________ 42

Tosse e bronquite _______________________________________________ 43

Conjuntivite / Blefarite _____________________________________________ 46

Outros Problemas dos Olhos: Fissuras, Estrabismo, Verrugas de Olho, Tiques, Terçol,
Estenose do Canal Lacrimal congênita_____________________________________________49

Umbigo ________________________________________________________ 51

Parto __________________________________________________________ 51

Problemas de amamentação _______________________________________ 52

Vômito do leite materno – Criança que cospe o leite materno_______________ 53

Constipação no lactente ___________________________________________ 54

Icterícia neonatal ________________________________________________ 55

Dermatite das fraldas ____________________________________________ 56

Candidíase oral ou “sapinhos” ______________________________________ 58

Aftas / Eczema de lamber__________________________________________ 59

Constipado – Sinusite _____________________________________________ 61

Rinite alérgica – Febre dos fenos ___________________________________ 65

Sangrar do nariz _________________________________________________ 67

Corrimento em meninas __________________________________________ 68

Vulvitis (inflamação da vulva, com vermelhão, inchaço, ardor, comichão intensa)69

Fimose – Balanite ________________________________________________ 70

Testículos: (feridas e inflamação) ____________________________________ 70

Defeitos mentais e retardo de nascimento. Retardo de desenvolvimento e defeitos


Testículos subdesenvolvidos, Hidrocele testis, Hidrocefalia em bebés, Criança ainda não gatinha, Criança
só gatinha, embora já poderia caminhar, Displasia do quadril de nascença, Intolerância à lactose, Estenose
pilórica, Torcicolo de nascimento, Quando nas meninas apenas uma mama se desenvolve, Quando nas

3
meninas apenas uma mama se desenvolve, Inchaço das glândulas mamarias, Inchaço das glândulas
mamarias, Hérnia inguinal de nascimento, Incontinência – Encoprese _____________________71

Infecções das vias urinárias _______________________________________ 75

Abcesso – furúnculo – antraz (carbúnculo) ____________________________ 77

Pele outros problemas ____________________________________________ 78

Herpes labial, Herpes zoster _______________________________________ 79

Vacinas ________________________________________________________ 80

Dores de crescimento ____________________________________________ 81

Verrugas ______________________________________________________ 82

Roe as unhas, Trombocitopenia, Mononucleose, Piolhos _________________ 83

Informação sobre alguns remédios homeopáticos importantes _____________ 84

Notas e conselhos importantes ____________________________________ 122

Conselhos para amamentar _______________________________________ 122

O bebé amamentado ____________________________________________ 122

Introdução de alimentos sólidos no primeiro ano _______________________ 123

A refeição intermédia ____________________________________________ 124

Fast food______________________________________________________ 125

O açúcar e as cáries _____________________________________________ 125

Crianças e alergias ______________________________________________ 126

Bibliografia ____________________________________________________ 127

4
Os fundamentos da homeopatia:

A homeopatia é uma terapia específica de estímulo com remédios de origem vegetal,


animal, metálica ou mineral, cujo objectivo é estimular as forças curativas do próprio
indivíduo. Representa assim uma terapia individual e especialmente desenvolvida em
função do paciente.

Uma substância que provoca determinados sintomas da doença numa pessoa sã pode
ser utilizada no tratamento de um doente que apresente os mesmos sintomas ou
sintomas idênticos. O fundador da Homeopatia, Samuel Hahnemann (1755 – 1843),
testou com os seus 11 filhos inúmeras substâncias. Após a toma diária das substâncias
de forma fortemente diluída, surgiam os sintomas do respectivo remédio, aparecendo
então uma doença artificial nas pessoas que testavam o remédio. Hahnemann
coleccionou e descobriu desta forma os sintomas específicos e os sintomas de doenças
dos diferentes remédios, conseguindo assim um quadro quase completo dos diferentes
remédios, seus respectivos sintomas e modalidades.

Pretendia-se assim encontrar um remédio que apresentasse exactamente os mesmos


sintomas do paciente. Desta forma surgiu uma matéria médica completa, isto é uma
descrição exacta dos remédios.

Hahnemann trabalhava originalmente com fortes diluições dos seus remédios o que
provocava reacções violentas na pessoa que testava o remédio, no entanto, ele descobriu
mais tarde que através da potenciação se conseguia alcançar um efeito muito mais
significativo. Durante este processo descobriu que não é a matéria contida no remédio,
mas sim a força dinâmica da substância, reforçada através da potenciação, que é
responsável pela cura.

Nalguns remédios, como por exemplo Lycopodium, Pulsatilla, Sepia, Sulphur, etc., nas
pessoas que testavam esses remédios não apareciam somente os sintomas da doença e
suas modalidades, como também surgiam sintomas que expressavam estados de espírito
e de temperamento, e assim características individuais da personalidade dos pacientes.
Estes remédios representam praticamente a personalidade do paciente e designam-se
por remédios de constituição.

Modo de utilizar os remédios homeopáticos:

Como devo tomar os remédios?

Coloco 2 glóbulos do remédio numa garrafa de plástico pequena (33,3 ml) ou num copo
grande com água e agitar a garrafa ou ao mexer com uma colher várias vezes dissolvo o
remédio. A seguir toma-se de hora a hora, antes deve-se agitar três vezes a garrafa ou no
caso do copo mexer bem com uma colher de plástico. A seguir bebe-se a quantidade da
tampa da garrafa ou de meia colher de plástico.
Quando é necessário tomar dois remédios, devem-se preparar duas garrafas diferentes e
deve-se dar alternadamente de hora a hora os remédios.
Nunca colocar dois remédios diferentes na mesma garrafa e nunca tomar dois remédios
ao mesmo tempo!
Uma garrafa só deve ser utilizada para o mesmo remédio, nunca colocar um outro
remédio numa garrafa já utilizada com um outro remédio, uma vez que a lembrança do
remédio permanece na garrafa.

5
Quando é dado um remédio para a noite, é suficiente colocar 1 glóbulo debaixo da língua
ao deitar.
Quando surge uma doença aguda, como febre, diarreia, vómitos, por exemplo. Colocar
logo 1 glóbulo do remédio respectivo debaixo da língua e se as queixas continuarem
dissolver 2 glóbulos do remédio em água e continuar a dar de hora a hora.
Assim que surgirem melhoras significativas deve-se deixar de dar o remédio.

Existem substâncias que podem funcionar como antídotos dos remédios homeopáticos,
isto significa que o seu efeito é anulado por substâncias de aromas fortes, como por
exemplo o eucalipto, a camomila e o hortelã-pimenta mas também por produtos como o
bálsamo Vicks Vaporub, o café ou a Coca-Cola.
Nunca colocar ou guardar os remédios homeopáticos perto de aparelhos eléctricos como
telemóveis, televisores, microondas, rádios, etc.
Também não guardar o remédio na mesma mala onde tem o telemóvel.

O remédio em si está fundamentalmente acima da potência, isto significa que se tiver uma
potência diferente da mencionada neste documento, pode utilizá-la. Normalmente, em
lactentes e crianças pequenas as melhores potências são C30 e C200.
Ter em atenção que alguns remédios apenas devem ser dados na potência C200 ou
superior. Esses remédios são: Nux vomica, Rhus toxicodendron, Symphytum,
Hypericum, Silicea (Neste caso também é possível dar C6 em tomas diárias).

6
Informação sobre indicações importantes

 Ferimentos: (12 importantes remédios na ocorrência de


ferimentos)
Apis/Apisin C200: Picada de insectos, reacção alérgica a medicamentos.

Arnica C30/200: Após ferimentos com objecto não cortante: traumatismo cerebral,
ferimento da coluna, contusão do osso do nariz, contusão da cabeça, entorse, distorção,
contusão, antes e após extracção de dentes e operações.

Arsenicum album C30/200: Picadas de insectos venenosos, intoxicações alimentares,


alergia a medicamentos.

Calendula C30/200: Feridas de rasgão – contusão, feridas em forma de ziguezague, com


perda de tecidos.

Cantharis C30/200: Queimaduras com bolhas grandes.

Hamamelis C30/200: Arranhões, esfoladelas.

Hypericum C1000/10000: Ferimentos dos nervos, dedo entalado, pedra que cai em cima
do dedo do pé, queda sobre o cóccix.

Ledum C200: Ferimentos profundos e afiados provocados por animais (mordedura de


gato), plantas, pregos, soco no olho ou em volta do olho.

Rhus toxicodendron C200: Luxação das articulações e ferimentos dos músculos e


tendões, sobretudo devido a esforço físico, acompanhado de transpiração e depois
arrefecimento.

Ruta C200: Luxação das articulações ou ferimentos dos músculos e tendões (sobretudo
dos tendões flexores) e do periósteo.

Staphisagria C30/200: Ferimentos provocados por objectos cortantes (faca, vidro, papel).

Symphytum C200: Propicia a cura após fractura de ossos em combinação com Calcium
phosphoricum C200. Ferimentos do globo ocular devido a pancada.

Situações particulares:

Queimadura solar: Apis/Apisin C200, Belladonna C200, Cantharis C30/200

Insolação: Aconit C1000/10000, Belladonna C200, Gelsemium C200, Glonoinum


C30/200

Ferimentos nos dentes: Arnica C30/200, Hypericum C200, Symphytum C200, Tintura
mãe de Calendula (diluido na água)

7
 Intervenções no dentista:
Arnica C30/200: antes e depois da intervenção.

Hypericum C200 /1000: quando, durante o tratamento, é ferido um nervo.

Staphisagria C30/200: quando foi feito na gengiva um corte com vários cm.

Symphythum C200: quando a raiz do dente foi extraída.

Hamamelis C30/200: quando fica uma ferida grande, dolorosa e a sangrar.

Calendula C30/200: quando fica uma ferida de rasgão – contusão dolorosa.

Crotalus horridus C6: Se houver hemorragia grave após a extração do dente:

8
Problemas com os dentes
Absesso na raiz do dente: Plantago major C30/200

Gengivite (inflamação da gengiva):

Mercurius solubilis C30: sangramento gengival esponjoso, língua com marcas de


dentes, mau hálito, salivação excessiva
Mercuris corrosivus C30 : com ulceração adicional
Localmente: bochechar com Calêndula tinctura mae / chá de sálva

Parodontose / Periodontite (= perda de gengiva, de ligamento periodontal e de osso


alveolar)

Limpeza mecânica da Bolsite Alveolar: chá de sálva / Calêndula tinctura mae


(bochechar)
Terapia diária com óleo: 1 colher de sopa de óleo virgem de girassol 10 a 15
minutos de sucção através dos dentes.

Se ocorrer pus: Mercurius solubilis C30, Hepar sulfuris C30.

Em caso de sangramento muito fort: Crotalus horridus C6, Lachesis C30 ou


Phosphorus C200

Pus com Bochecha parcialmente muito inchada:

 No início o primeiro recurso (ainda sem formação de pus): Bryonia C200: dor
aguda, repuxando, melhora com pressão externa, calmas, bebidas frias, piora
quando anda e com cada movimento. Boca seca, sede excessiva.

 Quando a dor é contínua e muda para dor pulsiva, os dentes extremamente


sensíveis ao toque, gengivas muito vermelhas: Belladonna C200

 Quando formação de pus: Mercurius solubilis C30 : sangramento gengival


esponjoso, língua grossa com marcas de dentes, mau hálito, salivação, melhora
com bebidas mornas

 Hepar sulfuris C30 : criança vem com um cachecol ou a segurar com a mão no
maxilar (maçã do rosto) inchada (= melhora com calor externo )

9
 Queimaduras:
Queimaduras de primeiro grau:

Vermelhidão da pele sem formação de bolhas. Calor, hiperemia, dores.

Arnica C30/200: As crianças estão sensíveis ao toque e não suportam uma ligadura. A
queimadura é normalmente de coloração vermelho-escuro.

Belladonna C200: Queimadura quente e normalmente de coloração vermelho claro com


inchaço. Dores pulsantes ou latejantes. Calor suaviza a dor.

Cantharis C30/200: Dores com ardor, o frio acalma a dor, a pele está vermelha e quente.
Passagem para a formação de bolhas.

Urtica urens C30/200: Bom remédio para o tratamento de queimaduras superficiais


provocadas por água a ferver. Inchaço da pele em forma de urticária e dores com ardor,
agravamento com calor.

Queimaduras de segundo grau:

Queimaduras com formação de bolhas. As dores surgem por vezes após um intervalo
sem dores e são muito violentas.

ArnicaC20/200: Sensação típica: Como se tivesse levado pancada. As crianças estão


altamente sensíveis ao toque, não querem ligadura. A pele tem uma coloração vermelho-
escuro.

Apis/Apisin C200: Dores em forma de picada. Inchaço edematoso da pele queimada.


Agrava-se com o calor, melhora com o frio.

Cantharis C30/200: Bolhas pequenas ou bolhas maiores, sempre cheias de um líquido


transparente. Dores com ardor, que se suavizam com aplicações frias. Nunca abrir as
bolhas formadas pela queimadura, pois aumenta o risco de infecção.

Causticum C200: Feridas abertas após abertura ou rebentamento das bolhas com
secreção de líquido seroso. Sensação típica: ardor, picadas, sensação de ferida, como se
a carne viva estivesse exposta. Conjuntamente com Hamamelis C30/200 é o remédio
mais importante para queimaduras na língua. Consegue acalmar as dores mais fortes em
poucos minutos; quando a dor surge novamente repetir o remédio.

Rhus toxicodendron C200: Bolhas com secreção turva. Dores agravam-se com frio
exterior, melhoram com aplicações quentes. Membro afectado irrequieto.

10
Queimaduras de terceiro grau:

Queimaduras com formação de gangrena e necrose.

Arsen C30/200: A pele está morta e de cor negra. Secreções que provocam ferida.
Grande medo e inquietude. Agravamento com o frio e à noite, melhora com calor ou
aplicações mornas.

Carbo vegetabilis C30/200: Gangrena com secreções malcheirosas, secreções da ferida


com sangue, coloração pálida. Ardor, com ou sem dor. Com membros gelados,
necessidade de ar fresco, fraqueza. Choque provocado pela queimadura.

Causticum C200: Úlceras com ardor, feridas. Secreções aquosas, líquido acinzentado.
Sensação de ardor e pústulas ou bolhas também à volta da queimadura.

Kreosot C30/200: Úlceras com secreção quente, putrefacta e que provoca ferida, a pele
à volta da queimadura também fica vermelha. Uma úlcera que volta a rebentar após estar
aparentemente curada. Dores que ardem como fogo, pioram com repouso.

Lachesis C30: Secreções com sangue e que provocam ferida de úlcera ou gangrena.
Grande sensibilidade ao toque com dores que ardem, agravando-se à noite, melhora com
calor (normalmente em Lachesis melhora tudo com o frio). A ferida tem uma cor azulada,
púrpura. Bolhas escuras, as bordas da ferida são pretas. Muitas pústulas pequenas à
volta.

Mercurius solubilis C30: Ferida Infectada com pus putrefacto, sangrento e esverdeado,
que alastra continuamente. Dores mais fortes à noite. Calor e frio insuportáveis. Inchaço
dos nódulos linfáticos, tendência para transpirar.

11
 Picadas e mordeduras venenosas de animais assim como
reacções alérgicas a essas picadas:

Apis/Apisin C200: Vermelhidão, calor, inchaço, que se desenvolvem rapidamente, dores


com ardor e sensação de picada, melhoram com aplicações frias.

Ledum C200: Local da picada está fresco e pálido. Somente 12 a 24 horas após a picada
o local fica vermelho, quente e inchado.

Cantharis C30/200: Mordedura de aranha. Inchaço central circundado por uma mancha
que se alastra continuamente. As picadas de insectos têm o aspecto duma queimadura
com ou sem formação de bolhas. Actuação comprovada no contacto da pele com
medusas (alforrecas).

Urtica urens C30/200: Inchaço vermelho e quente, dores com comichão e ardor,
eventualmente pápulas. As dores tornam-se insuportáveis quando se esfrega a área ou
se coloca a mão em cima.

Aconit C1000/10000: Medo súbito, pânico e grande inquietude após picada ou


mordedura venenosa. Depois escolher o remédio seguinte adequado.

Arsenicum albumC30/200: Excelente antídoto para todas as dentadas de animais


venenosos, quando ocorre um desfalecimento repentino. Dores com ardor, como carvão
quente, melhoram com calor.

Sobretudo picadas de medusas (alforrecas): Cantharis C200, Ledum C200, Urtica


urens C30/200, Acidum carbolicum C30/200.

Picada de carraça: as picadas de carraça não são venenosas, mas são sempre um local
de infecção possível. A carraça tem que ser completamente eliminada, para não provocar
uma infecção local. Sulphur C30 durante 2 dias um glóbulo; quando já existe
vermelhidão, 2 vezes ao dia 1 glóbulo durante 2 dias. Ledum C200, quando o local da
picada está fresco.

12
 Reacções alérgicas a intoxicações alimentares e outros:
A ostras: Hepar sulfuris C30, Lycopodium C30

A pão e derivados: Antimonium crudum C30/200 (sobretudo se ingeridos


desordenadamente)
Carbo vegetabilis C30/200 (após ter comido biscoitos com gordura com
formação de gases)
Pulsatilla C200 (após ter comido biscoitos com gordura, com má
disposição, após ter comido muitos alimentos misturados numa festa de
anos).

Devido a ovos: Calcium carbonicum C30/200

Devido a gelados: Arsenicum album C30/200, Carbo vegetabilis C30/200, Pulsatilla


C200.

Devido a gorduras: Calcium carbonicum C30/200 (acompanhada de ácido no estômago


e diarreia)

Ipecacuanha C200 (Má disposição com a língua azeda)


Pulsatilla C200: (não suporta espaços quentes, mas é friorenta)
Veratrum album C30/200: (Enfraquecimento, diarreia, suores frios).

Peixe: Natrium muriaticum C200


Graphites C200 (Aversão e intolerância crónicas)

Carne: Arsenicum album C30/200


Ferrum phosphoricum C30

Frutas: Antimonium crudum C30/200 (Frutas azedas)


Bryonia C200 (Diarreia de Verão após ter comido frutas)
Calcim phosphoricum C30/200 (dores de estômago após ter comido frutas)
Ipecacuanha C200 (má disposição com língua limpa)
Ruta C200 (Diarreia, também intolerância crónica a fruta)

Batatas: Alumina C200

Queijo: Argentum nitricum C30/200 (dores de estômago)

Couve: Bryonia C200, Carbo vegetabilis C30/200, Kalium carbonicum C200,


Lycopodium C30

Leite: Aethusa C30/200 (Aversão e intolerância ao leite)


Antimonium crudum C30/200
Calcium carbonicum C30/200 (Intolerância crónica com diarreia, crosta láctea)
Natium carbonicum C200 (Intolerância crónica)
Magnesium carbonicum C200 (toda a criança é azeda: Fezes, suor, humor)
Natrium muriaticum C200
Acidum nitricum C200 (Diarreia)

13
Nux vomica C200 (Obstipação)

Amêijoas: Arsenicum album C30/200 (Diarreia)


Veratrum album C30/200 (Diarreia)

Alimentos azedos: (Saladas, frutas azedas, etc.)


Antimonium crudum C30/200
Nux vomica C200

Água de má qualidade: Arsenicum album C30/200


Podophyllum C200

Carne de porco: Pulsatilla C200


Calcium phosphoricum C30/200
Ipecacuanha C200

Comer em demasiado: Aethusa C30/200


Antimonium crudum C30/200
Bryonia C200 (com sede)
Nux vomica C200

Vegetais estragados: Arsenicum album C30/200 (Diarreia, vómitos)

Açúcar: Argentum nitricum C30/200

Cebolas: Allium cepa C30/200


Lycopodium C30
Pulsatilla C200
Thuja C200

14
 Febre:
Quando se tem febre nunca dar Ibuprofen (= Brufen), apenas BEN-U-RON, (=
Paracetamol). Nunca dar um banho frio. A criança é bem tapada, a transpiração que se
segue baixa a febre. Dar muita água, nunca obrigar a criança a comer quando tem febre!!!

Remédios para a febre que sobe repentinamente:

Aconit C1000: Febre e dores que surgem subitamente quando pouco tempo antes a
pessoa estava bem. Causas frequentes são ventos frios, frio seco ou resfriado. Calor
seco, ausência de formação de suor. O calor é dificilmente suportado. Cara vermelha, por
vezes quando se senta fica pálida; ou uma face vermelha e a outra pálida. Pulso forte e
rápido. Medo ou até medo de morrer, muito inquieto, mesmo enquanto dorme. Sede de
bebidas frias. Agravamento à noite e por volta da meia-noite. Melhora com ar fresco e
descanso. Quando ocorre depois formação de suor, o remédio seguinte é frequentemente
Belladonna C200.

Belladonna C200: Despoletada frequentemente por humidade fria, corrente de ar, vento
frio, resfriado ou sobreaquecimento. Febre começa na parte da tarde ou à noite. Primeiro
calor seco e ardente, depois formação de suor. Cabeça quente, extremidades frias. Cara
quente. Olhos brilhantes, pupilas dilatadas. Hipersensibilidade de todos os órgãos
sensoriais. Ruídos, luz, o mais leve toque, estremeços que quase não conseguem ser
suportados. Atordoamento, delírio, alucinações, delírios da febre; a criança vê fantasmas,
espíritos, cobras ou outros animais horríveis. Humor choroso.
Sintomas físicos: Dores fortes que podem ser pulsantes ou latejantes, que vão e vêm
subitamente. Tosse seca, faringe muito vermelha, dores de cabeça, distúrbios do sono -
estremece enquanto dorme, acorda e grita.

Apis/Apisin C200: Estados agudos e violentos, estado delirante ou mesmo estuporoso,


grita de forma estridente. Febre mais alta durante a tarde. Dores muito fortes e com a
sensação de ardor e de picada. Destapa-se, mesmo quando treme de frio. Exige ar
fresco. Não tem sede, ao mesmo tempo diminui a quantidade de urina. Comichão na pele.
Inchaço da pele e das mucosas de cor rosa e edematoso, por exemplo na zona da faringe
e da úvula. Tudo se agrava com o calor, aplicações quentes, pressão. Melhora com ar
fresco e água fria.

Chamomilla C200: Crianças muito irrequietas, não suportam nada, irritam-se com todas
as coisas, não sabem o que querem, podem estar coléricos. Choram muito mesmo
quando as dores não são muito fortes. Cólicas provocadas por gases dolorosas, suor
quente, por vezes uma face está vermelha e quente e a outra pálida. Ponto mais alto da
febre é na parte da manhã. Febre durante a dentição. Agrava-se com o calor, durante a
noite, quando se olha para a criança ou quando é examinada. Melhora ao movimentar-se,
andar ao colo ou de carro.

Ferrum phosphoricum C30: Sintomas semelhantes aos de Aconit e Belladonna, mas


de forma mais suave. Temperatura raramente acima de 39,5°, afluência de sangue à
cabeça menos pronunciada. O rubor das faces está mais delimitado da pele circundante.
Sangramento do nariz. A cara pode alternar entre estar vermelha ou pálida. A criança
parece estar pouco limitada apesar da febre. Dores (por exemplo do ouvido) têm um
carácter ondulante: Alternância entre dores violentas e comportamento calmo e
agradável.

15
Nux vomica C200: Adequa-se sobretudo bem a crianças irritáveis e nervosas. No início
de dores e / ou febre são difíceis de suportar. Não permitem que se olhe para elas, não
querem ser tocadas, ficam zangadas com a cara muito vermelha. Ficam com frio muito
facilmente e são muito sensíveis ao frio e às correntes de ar. De manhã ainda estão
ensonadas e de mau humor. Febre com arrepios, cara fria e roxa e com as extremidades
roxas ou marmorizadas.

Pulsatilla C200: As crianças estão muito chorosas, choramingam em silêncio, gemem,


gostam e deixam-se facilmente consular. Humor muito variável: irritadas, zangadas,
sensíveis, tímidas, receosas, amáveis. Não têm sede. Preferem alimentos e bebidas frias.
Secreções são normalmente leitosas, grossas, amarelas, suaves e não provocam feridas.
Grande necessidade de ar fresco; apesar do calor piorar, podem ter frio ou arrepios e
quanto têm febre querem estar tapadas.

 Remédios para quando a febre surge de forma lenta:

Bryonia C200: A doença desenvolve-se por etapas. A febre nunca surge de repente mas
pode ser muito alta. Suores quentes. As crianças ficam na cama e querem estar
sossegados. Frequentemente muito irritáveis. Têm muita sede, sobretudo de água fria.
Apesar disso, lábios e mucosos secas. Frequentemente dores em forma de picada. É
frequente dores de cabeça, agravam-se com todos os movimentos, também tosse
dolorosa.

Gelsemium C200: Os aspectos mais salientes são fraqueza, tremores e torpor.


Indiferença perante a doença, grande necessidade de sossego, frequentemente sem
sede. Febre que volta em crianças pequenas. Sensação de frio muito pronunciada,
arrepios de frio nas costas. Cansaço, falta de ânimo, sonolência, apatia. A criança mal
consegue ter força para se mexer. Frequentemente dores de cabeça abafadas, Pálpebras
pesadas e cansadas, cara de cor vermelho-escuro.

Mercurius solubilis C30: Mau hálito. Marcas dos dentes, língua com placa com aspecto
de muco, inchaço das gengivas, fluxo de saliva. Suores nocturnos, inquietude
generalizada, sobretudo também durante o sono. Ataques de febre durante a noite.
Inchaço dos nódulos linfáticos do pescoço. Todas as secreções provocam ferida e
cheiram frequentemente mal.

Rhus toxicodendron C200: Febre devido a frio húmido, ter apanhado uma molha e
esforço excessivo. Herpes labial, língua em forma de mapa ou um triângulo vermelho na
ponta da língua. Típico é a inquietude durante a noite, também medo, sobretudo na cama.
Tem que mudar constantemente de lado, mesmo durante o sono. Dores nos membros.
Falta de apetite e grande sede. Febre vai subindo cada vez mais no decorrer da doença.
Durante a subida da febre reacções cutâneas (vermelhidão, urticária, comichão na pele).
Agrava-se durante a noite, em repouso, no início de um movimento. Melhora com: Tempo
quente e seco, movimentos contínuos, mudar de sítio, aplicações quentes.

Sulphur C30: Febre que se desenvolve de forma lenta, mas que pode subir muito alta.
Frequentemente indicativo de uma doença que se arrasta. Calor seco, muita sede, suores
nocturnos, sobretudo na nuca. Fome e sensação de fraqueza por volta das 11 horas.
Necessidade de doces. Durante a doença muito exigente e irritável. A criança está

16
sempre com demasiado calor; pés quentes na cama, calor nas orelhas. Sensação de
ardor. Vermelhidão dos orifícios do corpo, sobretudo dos lábios, ânus, pálpebras. Sono
leve. Agravamento durante a noite, no calor da cama, em espaços quentes, em espaços
fechados, de manhã por volta das 11 horas, ao estar em pé. Melhora com ar fresco e
movimento.

Febre alta com ausência total de sede Gelsemium C200, Apis C200, Pulsatilla C200 só
para a criança - Pulsatilla

Após a infeção viral,diminui a febre, mas isso ocorre com prurido: Copoiva C30/200

Febre após o nascimento: Sulphur C30 ou Pyrogenium C30/200

Criança com febre sem outros sintomas: primeiro Sulphur C300 , e não Belladonna
C200

Febre alta contínua, sem outros sintomas de infecção viral: Millefolium C200 de duas a
três vezes ao dia

Nas convulsões febris: Belladonna C200é o primeiro remédio no início de uma


convulsão, durante a convulsão Cuprum C200 e a seguir à convulsão, quando a criança
está num estado crepuscular: Helleborus C200. As convulsões febris, ao contrário da
epilepsia, nunca afectam as células do cérebro. Após o primeiro ano de vida é muito raro
surgirem ainda convulsões febris, pois o centro que regula a temperatura no cérebro já se
encontra suficientemente maduro.

Informações Importantes sobre a Febre:


A febre não e uma doença! Muito pelo contrário, desenvolver febre significa que o nosso
corpo tem capacidade para se defender activamente das doenças. Ter febre significa que
o sistema imunitário funciona bem.

Particularmente nas crianças, ter febre alta é desejável e um sinal de boa saúde. Em
crianças com mais de 6 meses é possível tolerar febre alta, ate 39° C, durante 3 dias. A
febre mata bactérias e vírus, especialmente a uma temperatura entre 39º a 40º C.
Medidas para diminuir a febre como compressas nas pernas com água morna ou
supositórios devem ser evitadas tanto quanto possível, uma vez que baixar a febre
significa diminuir a capacidade do corpo de se defender das doenças. Baixar a febre e
muitas vezes motivado pela impaciência e receio dos pais.

Nas crianças mais pequenas a febre começa frequentemente com vómitos, o que e muito
adequado. Desta forma o corpo não necessita de gastar energia num processo digestivo
desnecessário e pode assim poupar a sua energia.

Quando a criança tem febre é importante garantir que a criança permaneça deitada, que
não receba demasiados estímulos físicos ou psíquicos, significa que não deve ver
televisão! Alimentar a criança é totalmente descabido, deve-se apenas garantir que a
criança ingere líquidos suficientes.

17
A duração total da febre deve estar terminada após 3 dias. Crianças com menos de 6
meses devem ser observadas, o mais tardar, no final do segundo dia com febre. Para
crianças com mais de 6 meses ter febre durante 3 dias não representa problemas.

Proteger de estímulos: O quarto deve estar as escuras, eliminar fontes que produzam
barulho, não ver televisão, proteger de correntes de ar.
Não dar banho a criança! Quanto muito friccionar o corpo com soro fisiológico.
Deve-se estimular a criança a beber e deixar jejuar. Apenas quando desejado pela
criança, devem ser dados alimentos leves, como pão com manteiga, sopas ou legumes
cozidos.
A criança deve permanecer na cama!
Fraldas de plástico devem ser substituídas por fraldas de algodão, para evitar acumulação
de calor.
Quando a criança tem febre não deve andar nunca ao ar livre.
Após ter tido febre, a criança deve permanecer mais um dia inteiro sem febre em casa.

Deve-se ter cuidado especial com bebés nos primeiros seis meses de vida, uma vez que
a sua força de viver logo após um dia com febre (mais de 39°) pode diminuir rapidamente.

Apenas, quando a criança (até ao primeiro ano de vida) desenvolve febre superior a 39°
C, deve ser dado um supositório de Benuron. Em crianças com mais de um ano e até
completar dois anos, a febre pode ir até aos 39,6 o e em crianças a partir dos dois anos
pode ir até 39,8o-39,9o. Neste sentido, em crianças com mais de um ano quase nunca são
necessários supositórios.

A partir de um ano de vida já não existe o perigo de a criança ter convulsões, uma vez
que a região do cérebro que controla a temperatura do copo já esta suficientemente
desenvolvida e não permite a ocorrência de convulsões.

Como supositórios para a febre dar sempre Benuron (Paracetamol), nunca Brufen! O
Brufen é um medicamento que afecta o fígado e pode provocar fortes dores de estômago
e má disposição. Na Alemanha é proibido receitar Brufen a crianças.

Informação retirada de:

http://www.medicoassistente.com/modules/smartsection/item.php?itemid=128

18
 Gripe:
Absinth D2: Infecção inicial ou catarro com sensação de resfriado mas ainda sem
sintomas claros. Neste sentido, deve-se tomar Absinth no início de uma constipação, de
duas em duas horas, 2 glóbulos colocados debaixo da língua até nos sentirmos melhor.

Aconit C100: Provocada por vento norte frio. Febre alta que surge repentinamente,
inquietude, medo. Remédio para as primeiras 24 horas.

Eupatorium perfoliatum C200: Sensação de abatimento total, como se todos os ossos


estivessem partidos. Febre logo cedo de manhã. Grande abatimento e dores no corpo
todo. Dores na cabeça e peito ao tossir, o paciente segura o peito com ambas as mãos.
Rouquidão, tosse, constipado, com forte sensação de ferida da laringe e do peito. Muita
sede. Quando surgem, em simultâneo, dores de cabeça dependentes de movimento,
acrescentar Bryonia C200.

Ferrum phosphoricum C30: Quando se inicia uma inflamação na garganta, sobretudo


durante a noite, colocar imediatamente um glóbulo 1 de Ferrum phosphoricum C30
debaixo da língua.

Gelsemium C200: Idêntico a Eupatorim perfoliatum, mas não tem sede. Evolui
frequentemente 2 a 3 dias após uma gripe Eupatorium perfoliatum. Agora quase sem
sede, sensação de abatimento do corpo. Cansaço profundo e peso no corpo. Pálpebras
pesadas, tem dificuldade em abrir os olhos. Paciente sente-se tonto, quer estar sozinho e
quer sossego.

Nux vomica C200: Assim que uma gripe começa com sintomas no nariz, imediatamente
1 glóbulo Nux vomica C200 debaixo da língua.

Phytolacca C200: Estado gripal, sensação de ter o corpo todo partido (Eupatorium
perfoliatum , Gelsemium), febre, fraqueza. Necessidade de se mexer apesar das dores
e da fraqueza. Ausência de transpiração. Dores de cabeça localizadas na testa e nos
olhos. Corrimento lacrimal queimante. Constipação com secreção formando fios.
Obstipação ora de uma narina ora da outra. (Lac caninum C30).

Bryonia C200: Quando tem Gripe com dores de cabeça que se agravam ao movimentar

InfluencinC200: É como uma vacina para a gripe. 1 glóbulo para todas as persoas
saudáveis.
É válido para 3 meses de prevenção

19
 Doenças das crianças:
Varicela

Primeiro remédio quando surgem as bolhas.

Rhus toxicodendron C200. Grande comichão e ardor na pele. A comichão melhora com
um duche quente, através de aplicações de chá preto sobre a pele ou também com
aplicações de vinagre de maçã dissolvido em água. Depois as bolhas abrem-se, formam
pus e crostas. Este é o estado antes de

Mercurius solubilis C30. Em ambos os estados, bolhas e formação de crostas estão


presentes ao mesmo tempo. Neste sentido, deve-se dar Rhus toxicodendron e
Mercurius solubilis alternadamente.

Croton tiglium C30/200: Quando afecta simultaneamente também a boca, a cabeça ou a


zona genital.

Em caso de varicela grave e prolongada Thuja C200

Papeira: (Parotidite):

Trata-se de um inchaço das glândulas salivares, que se situam antes do ouvido na face e
que provocam um levantamento do lóbulo da orelha. O primeiro remédio é na maioria das
vezes Belladonna C200: Cara vermelha, quer calor sobre a zona. O remédio principal é
Pulsatilla C200, o inchaço começa do lado esquerdo, depois do lado direito. Não tem
sede. O segundo remédio é Mercurius solubilis C30 quando tem mau hálito, a língua
apresenta placa e com sinais dos dentes, dores ao engolir e ao mastigar, saliva
abundante. Muita sede. Rhus toxicodendron C200, quando a pele sobre a glândula está
muito inchada e vermelha, mais do lado esquerdo, inquietude, sobretudo durante a noite,
frequentemente tem bolhas de febre nos lábios. Bryonia C200 quando existem dores de
cabeça e de barriga de forma muito pronunciadas. Agravando-se ao mais leve
movimento.
Caso surjam complicações como uma orquite, então o remédio principal é Pulsatilla
C200.

20
 Diarreia:
Fundamentalmente: Quando a criança tem diarreia não dar leite, iogurtes, doces e
sumos. Não obrigar a comer. Beber muita água ou chá de funcho. Caso a criança
tenha fome, dar banana, maçã crua ralada, tostas torradas „Zwieback“, arroz cozido
em água. “Quando o rabinho está vermelho, aplicar farinha maizena”.

Veratrum album C30/200: Corpo gelado. Diarreia aquosa, sem cheiro ou com pouco
cheiro, antecedido de cólicas fortes e espasmódicas na barriga. Esvaziamento violento
com tendência para colapso. Grande exaustão. Suores frios e abundantes, sobretudo na
testa. Agravam-se com o mais leve movimento e ao beber bebidas frias, melhora com o
calor e ao beber bebidas quentes. Necessita de beber água gelada, a qual é
imediatamente vomitada. Má disposição ou vómitos violentos em grande quantidade e ao
mesmo tempo diarreia (Arsenicum album C30/200). Eventualmente saliva abundante.
Membros frios. Quer calor. Diarreia após ter comido legumes.

Podophyllum C200: Um dos remédios mais frequente na diarreia. As fezes são expelidas
com flatulência. As fezes são expelidas de forma explosiva. As fezes disparam como de
uma boca-de-incêndio. Libertação de gases de forma ruidosa. Fezes cheiram
horrivelmente, esguicham, sem dores ao expelir as fezes, amareladas, castanhas ou
esverdeadas, surgem sobretudo logo de manhã cedo. Sede de grandes quantidades de
água fria. Estado geral da criança pouco afectado. Frequentemente a diarreia agrava-se
depois de comer ou beber, sobretudo após fruta e leite. As dores de barriga melhoram se
a criança se enrolar (Colocynthis C30/200). Frequente durante a dentição.

Arsenicum album C30/200: Diarreia após ter comido fruta ou gelados ou ter bebido
bebidas frias. Diarreia escura, cheirando muito mal (ao contrario de Veratrum album
C200,) com ardor e provocando ferida, agrava-se após comer ou beber, sobretudo
bebidas frias. Expele apenas pequenas quantidades de fezes líquidas, que provocam
grande fraqueza. A fraqueza não é de forma alguma proporcional à relativamente
pequena quantidade de diarreia. Aplicações quentes melhoram as dores ardentes no
recto. Tem grande sede mas bebe em pequenos goles. Corpo gelado, quer estar bem
tapado. Diarreia e vómitos simultaneamente (Veratrum album). Fezes apresentam
alimentos não digeridos, muco, fezes são expelidas esguichando. Crianças medrosas,
inquietas e fracas. Vomita com frequência mas com grande esforço. Agrava-se com
bebidas frias.

Croton tiglium C30/200: Diarreia “explosiva” como em Podophyllum C200, mas não
cheirando mal. Fezes aquosas e amareladas. Muitos rumores antes de expelir as fezes.
Fezes amarelas, aquosas ou em forma de papa e claras. Expele as fezes de forma súbita,
explosiva e em grandes quantidades. Flatulência. Frequentemente ardor no ânus,
náuseas violentas, vómitos. Agrava-se: a seguir a ter comido ou bebido qualquer coisa.
Diarreia de Verão nas crianças (sobretudo quando não suportam leite). Grande cansaço.
Agrava-se com a ingestão da mais pequena quantidade de alimentos.

Chamomilla C200: Diarreia aquosa, rala ou espessa, quente, com ardor, que provoca
ferida, cheirando a ovos podres, como também os gases. Verde ou amarela esverdeada
como ovos mexidos ou como esparregado. Barriga em forma de tambor. Dores de
barriga. Cara muito vermelha, a criança puxa as pernas e chora desenfreadamente.
Frequentemente na altura da dentição. Geralmente: Nervosismo com mau humor e
hipersensibilidade. Crianças marotas, que se acalmam um pouco quando andam com

21
elas ao colo. (Discrepância entre a intensidade do estado objectivo e o seu estado de
espírito visível). Frequentemente: uma face vermelha e quente, a outra pálida e menos
quente. Sede.

Bryonia C200: Diarreia acastanhada, abundante, com ardor e por vezes cheirando mal e
com sensação dolorosa do ânus. Língua seca e com placa. Sede de grandes quantidades
em grandes intervalos. Diarreia após bebidas frias (sobretudo quando são ingeridas
quando a pessoa está muito quente). Diarreia de Verão. Típico: qualquer movimento
agrava a diarreia. Melhora com bebidas frias, aplicações frias e com descanso.

Acidum nitricum C30/200: Por causa de ter tomado antibióticos.

Plano de tratamento:

Na maior parte dos casos, Podophyllum C200 é o primeiro remédio. Caso a diarreia seja
acompanhada de vómitos, acrescentar imediatamente também Ipecacuanha C200 e dar
alternadamente.

22
 Obstipação nas crianças:
Magnesium muriaticum C200:
 Obstipação eventualmente sem modalidades
 Crianças adoptadas ou crianças de famílias monoparentais ou como consequência
de demasiados remédios laxantes durante a gravidez
 Crianças que necessitam de muitos doces, não conseguem digerir leite
 Língua com placa amarela
 Obstipação durante a dentição. Pior de manhã, junto ao mar e no mar, devido à
ingestão de sal
 A criança está constantemente ocupada com os seus intestinos e respectivo
estado
 A criança quer estar sozinha enquanto defeca (Ambra C200)
 Obstipação com vontade permanente, mas apenas expele gases
 Obstipação mesmo com fezes moles
 Fezes com forma de caroços duros ou “caganitas de cabra” grumos pequenos ou
grandes, desfazem-se no ânus.
 Barriga inchada, com arrotos azedos, vómitos
 Dores na parte superior direita da barriga, que irradiam para as costas
 Esforçam-se por defecar durante todo o dia, cara roxa, arrotos azedos devido ao
esforço
 Necessitam de muita atenção, não dão um minuto de descanso à mãe
 > Massajar as costas, deitado de barriga para baixo > deitado sobre o lado
esquerdo, < junto ao mar: ficam frequentemente doentes.

Silicea C200
 Crianças transpiram na cabeça, sobretudo durante a noite
 Recusam o leite materno
 Tímidos, mal-humorados, choram, quando se fala de forma suave com eles ou
quando se olha para eles. Apenas se dirigem á mãe e a mais ninguém
 Cólicas devido à obstipação. Fezes duras ou compostas por caroços duros, que
surgem e voltam a recuar. Demasiado fracas para fazer força. Recto inactivo
 Retrai as fezes devido ao medo da dor. Fissuras no ânus (Kalium jodatum C200)
 Dores de barriga durante a obstipação, pior durante a dentição
 Comem bem, mas não aumentam de peso
 Fontanelas abertas, umbigo infectado, sempre com humidade
 A criança adoece quando anda ao ar livre ou quando toma banho
 Constipa-se com facilidade

Antimonium crudum C200

 Obstipação, ou alternando com diarreia, grande medo de defecar devido ao medo


das dores
 Como consequência de abuso de medicamentos, ou de ter comido demasiado e de
forma desordenada
 Tímidos, estão sempre junto da mãe. A criança não quer que olhem para ela, chora
constantemente e por qualquer motivo. Tendência para engordar
 Mau hálito logo em criança. Placa branca e grossa na língua (como requeijão)
 Frequentemente aftas e candida na boca

23
 Sonolento durante o dia, sem sono durante a noite
 Fezes duras e moles misturadas, fezes moles com caroços duros ou primeiro duros
e depois moles
 Cólicas logo após beber leite ou após ter comido

Alumina C200

 Importante: Alumina é um remédio muito lento, nento sentido, dar 3 três vezes ao
dia 1 glóbulo C200 durante 4 dias
 Obstipação sem vontade, tem que fazer muita força, apesar das fezes serem
frequentemente moles
 Obstipação em crianças que são amamentadas e que bebem leite em pó
 Fezes duras e com grumos, formadas por pequenas bolinhas, mesmo as fezes
moldes são difíceis de expelir
 Defecar exige fazer muita força e por fezes torna-se necessária uma remoção das
fezes do recto.
 Obstipação durante viagens
 Causada por frustração, desilusão, perda
 Grande medo de facas
 Pensa de forma rápida, executa de forma lenta
 Dor de cabeça> Deitado (Natium muriaticum C200)
 Secura da pele e mucosas

Plumbum C200

 Obstipação sem vontade, tudo está como paralisado. Apesar de ter cóligas na
barriga, com dores nas zonas paralisadas e sensação do umbigo estar a ser
puxado por um fio contra a coluna. Obstipação conseguem defecar após
massagem na barriga (no Opium C200 massajar não ajuda)
 Abdómen grande e duro, também em lactentes, acompanhado de cólicas, com
vómitos de material com aspecto de fezes.
 Fezes em forma de grumos, compostas por bolinhas duras e pretas, como
“caganitas de cabra”.

Nux moschata C200

 Boca seca sem sede e beber água não ajuda


 Obstipação logo em recém-nascidos, fezes têm que ser eliminadas de forma
mecânica
 Obstipação em alternância com diarreia
 Dores de barriga espasmódicas, grande sonolência, falta de apetite,
emagrecimento
 Sonolento e dorme em qualquer sítio
 Obstipado, mas com fezes moles e grande vontade de defecar, embora sem
sucesso
 Personalidade dupla, como se estivessem em transe, ausentes, os móveis
parecem pessoas, mais confusos que Op.: não conseguem reconhecer ruas
 Em geral melhor com calor

24
Aethusa C30/200

 Obstipação em crianças amamentadas. Inquietude e obstipação

Arnica C30/200

 Não quer aceitar ajuda, pois tem medo se ser tocada (ser tocada, agrava)
 Em semi-coma: responde correctamente a perguntas e volta a dormir
 Arnica é um grande remédio para estados após ferimentos da cabeça, alcoolismo,
choque, perdas financeiras; também é útil em estados sépticos
 O paciente também diz que está bem, mesmo quando está muito doente com
apoplexia ou em estados de semiconsciência, mas na maioria das vezes trata-se
apenas de receio de se aproximarem dele.
 Tem uma sensação de dureza, independentemente da superfície sobre a qual está
deitado, mexe-se inquieto de um lado para o outro para encontrar um sítio mais
macio.
 Sede extrema durante os arrepios de febre, cabeça quente com o corpo frio
(Opium: corpo quente, mas extremidades frias, sem sede durante os arrepios de
febre). Arnica tem na maioria das vezes as pupilas contraídas, as de Opium estão
dilatadas
 Nos casos com problemas de digestão Arnica tem arrotos cheirando a ovos
podres (Opium cheirando a fezes)
 Arnica tem vontade de defecar mas sem sucesso. As fezes são achatadas como
uma fita e cheiram a ovos podres. Opium tem fezes redondas, como bolas duras e
quase pretas e não sente vontade de defecar, apesar do intestino estar cheio
 No que diz respeito às vias urinárias, Arnica tem retenção da urina devido a
exforço excessivo, desporto, andar de bicicleta.. Arnica e Opium apresentam
ambos urina castanho escuro com sedimento de pó de tijolo, mas Arnica tem
vontade de urinar sem sucesso, Opium não tem vontade; ao ser examinado a
bexiga pode estar totalmente distendida.

Bryonia C200

 Mucosas secas (Alumina C200)


 Fezes grossas de grande calibre, secas, muito duras e escuras
 Tonturas ou dores de cabeça com obstipação, agravam-se quando faz pressão
para defecar
 Inchaço ou sensação de ter a barriga cheia durante a obstipação
 Obstipação em crianças que são amamentadas, durante a dentição, devido a
abuso de medicamentos laxantes

Chamomilla C200

 Obstipação com espasmos em forma de cólicas enquanto defeca, atira-se para


trás, quer andar ao colo
 Sensação, depois de defecar que ainda não terminou
 Fissuras dolorosas no ânus (Kalium jodatum C30/200)

25
Natium muriaticum C200

 Mucosas secas, lentidão da parte final do intestino


 Fezes secas, duras, esmigalhadas, provocam fissuras ou ardor no ânus
 Obstipação apesar das fezes serem moles
 Língua em forma de mapa ou língua visivelmente limpa durante a obstipação

Nux vomica C200

 Obstipação dos recém-nascidos, das crianças que são amamentados ou


alimentados com biberão
 Vontade de defecar constante, sem sucesso ou insuficiente. Fissuras no ânus

Opium C200

 Obstipação dos recém-nascidos, das crianças que são amamentados ou


alimentados com biberão, durante a dentição
 Fezes em forma de bola, duras e pretas. Ausência de vontade para defecar
 Necessidade de remoção das fezes do recto.

26
 Enjoos e vómitos:
Veratrum album C30/200: Enjoo pronunciado e sensação miserável no estômago, ao
qual seguem vómitos violentos e prolongados. Vómitos pioram a seguir a ter bebido
(sobretudo bebidas frias) e devido a movimentos. Espasmos no canal digestivo. Corpo
gelado, palidez da cara, suor frio e abundante, sobretudo na testa. Tendência para
colapso. Grande secura da boca, medo. Agrava-se com o mais leve movimento e ao
beber bebidas frias, melhora com o calor e bebidas quentes.

Tabacum C200: Enjoo grande e “mortal” com saliva abundante, tonturas, tendência para
vomitar e suor frio. Tonturas com perturbação da visão e zumbido nos ouvidos (=
importante característica para diferenciar de outros remédios), com enjoo. As tonturas
melhoram após ter vomitado. Necessidade de se despir e de se expor ao ar fresco.
Destapa a barriga. Não tem sede. Corpo gelado. Cara muito pálida. Agrava-se com o
mais leve movimento, em espaços quentes e com fumo de tabaco. Melhora ao ar fresco,
quando vomita, com a saída de urina e fezes, ao fechar os olhos. “Remédio importante no
enjoo ao andar de carro”.

Ipecacuanha C200: Remédio mais frequente em enjoos e vómitos. Náuseas


permanentes, mesmo com o estômago vazio, não melhorando ao vomitar. Cansaço. Falta
de sede e de apetite. Cara pálida. Língua limpa sem placa (frequentemente com saliva
abundante). Não suporta calor. Agrava-se ao mais leve movimento. Melhora em repouso.

Cocculus C30/200: Enjoo pronunciado com tonturas e agravando-se com movimentos


(tudo o que está relacionado com veículos). A criança, que necessita de Coccolus, ainda
consegue dizer a tempo, para parar o carro. Fraqueza generalizada, saliva abundante,
aversão a alimentos, pouco suor, agrava-se com o movimento, de manhã ao levantar-se,
com os cheiros de cozinha e após as refeições.

Pulsatilla C200: Enjoo e mau estar devido a ter comido de forma desordenada, por
exemplo num aniversário de criança.

Se Ipecacuanha C200 não ajudar e outros meios também não, em seguida Senna C200
, muitas vezes com um forte odor a acetona.
(Possivelmente, em caso de emergência: supositórios Enjomin para crianças)

Em vômitos habitual de lactentes e crianças pequenas: Iris versicolor C30/200

Vômitos frequentes em crianças lactentes: Aethusa C200

 Lactentes só vomitam se forem alimentados demasiadamente

27
 Cólicas dos lactentes:
Comentário genérico: Massajar a barriga no sentido dos ponteiros do relógio, ajuda,
pelo menos durante10 minutos. Também ajuda provocar a saída de gases através do
estímulo do ânus.

Colocynthis C30/200: Cólicas provocadas por gases, durante as quais a criança enrola-
se, melhora com calor, pressão forte na barriga (a criança quer ser carregada nos
ombros) e deitada de barriga para baixo. Cólicas muito graves, mais na zona do umbigo,
surgem em ataques crescentes. Agravamento com movimentos, mudanças de posição e
após ter bebido. Suor na testa, pálido.

Chamomilla C200 : A criança grita de forma estridente. Enrola-se toda e puxa as pernas
para cima, mas também se pode esticar toda para trás enquanto grita. Cabeça quente,
vermelha, húmida. Andar com a criança ao colo acalma-a durante algum tempo.

Magnesium phosphoricum C200: Quando Colocynthis C200 e Chamomilla C200 não


ajudam, mas quando aplicações quentes e enrolar-se melhoram. Melhora com pressão,
agrava-se com o frio e resfriados, também por vezes de costas. Arrotar não melhora.
Excitação nervosa. Reage ao frio com cólicas.

Magnesium carbonicum C200: Sobretudo em crianças que são amamentadas. Choro


zangado, ao mesmo tempo transpira abundantes e o suor cheira a azedo. Puxa as pernas
de forma compulsiva até à barriga.

Carbo vegetabilis C30/200: Inquietude e choro ainda enquanto bebé. Agrava-se quando
é deitado. Cara pálida, barriga como um pandeiro. Arrota muito após a refeição, antes
está muito inquieto. Pernas frias até por cima dos joelhos (quando este sintoma falta,
então Carbo vegetabilis não é o remédio indicado)

Lycopodium C30: Cólicas dos lactentes sobretudo entre as 16h e as 20h (sintoma
decisivo!), não quer ser massajado na barriga, libertar gases não ajuda, Prefere o peito
direito, enrola-se e estica-se, arrota de forma tortuosa. A cara tem aspecto de velho,
grande barriga. Fica facilmente cansado enquanto bebe, fica cheio após poucos goles.
Fezes duras e secas. Um dos remédios mais frequentes nas cólicas devido a gases.

Dioscorea C200: Cólicas provocadas por gases nos lactentes, em que a criança ao
esticar-se melhora. A criança estica-se para trás, andar ao colo, melhora. Por vezes,
agravamento quando deitada.

China C30/200: Cólicas nos lactentes provocadas por gases: Após as refeições o
abdómen fica dilatado. Mal-estar provocado por cólicas, que obrigam o bebé a enrolar-se.
Arrotar e libertar os gases não melhora, cólicas periódicas após as refeições ou durante a
noite, que melhoram se a criança se enrolar.

Nux vomica C200: O bebé está muito nervoso, estremece com todos os ruídos, está
zangado, irritado. Pode-se esticar, enrolar ou também pedalar.

Staphisagria C200: Se nenhum dos remédios anteriores trouxe alívio, então deve-se
pensar em Staphisagria, sobretudo quando surgem cólicas com frequência e
repetidamente.

28
Cólicas com flatulência

Suplemento à Colocynthis acrescentar: (Típico lactente Colocynthis: aborrecida,


irritada, impaciente. Agravamento com o frio. Após a amamentação estica as pernas.
Melhora com o calor, aplicações quentes (deitar criança sobre o ombro ou o joelho),
Repuxa todo o corpo/repuxa-se. Encolhe as pernas, deitar de bruços, sobre o abdômen.

Suplemento à Chamomilla: (criança típica Chamomilla: bebé chorão, chora e grita quase
impossível confortar/acalmar, não se alivia, irrita qualquer um, enervante. Deseja ser
pegado ao colo imediatamente. Chora quando é posto na cama. Grande irritabilidade,
mau humor. Irritado, insatisfeito. Hipersensibilidade às experiências sensoriais.
Inquietação. Suor quente na cabeça, grande sede, micção/urina frequente, urina clara
abundante. A criança deseja coisas diferentes/novas, mas ela rejeita-a, assim que a
recebe.

Suplemento à China: (criança típica China: nervosa, irritada, sensível ao som/barulho e


ao toque. Apática, pálidas, olheiras azuis , rosto afundado, bebe mal, fraca, anêmica,
piora com o frio e o toque. Melhora com o calor e quando é coberta, forte pressão,
encolhe-se).

Suplemento para Magnesium carbonicum (Criança típica Magnesium carbonicum:


criança chorona, agitada, irritada/irritabilidade, perca de peso, rejeitamento ao leite
materno. Vômito ou diarreia após o leite materno. Pior ao anoitecer e à noite (pessoa que
prefere a noite), melhora com flexão e pressão.

Cuprum metallicum C30/200 : cólica abdominal com fortes cãibras em todo o corpo,
vômitos violentos convulsivos, vômitos com cãibras, o polegar dobrado (assim começa a
cólica), grita antes das cãibra, bochecha e borbulha enquanto bebe. Estende-se para trás.
(Típico lactente Cuprum metallicum: o medo de estranhos, medo de contacto, corpo
gélado, mãos e pés frios, rosto, lábios, pele pálida / roxa).

29
 Hemorroidas
Nux vomica C200: seca com coceira, ardor, dor aguda após as fezes. Segura as fezes.
Melhora com compressas fria, água fria.

Sulphur C30: Anus ferido, avermelhado, quente, húmido. Na cama coceira intensa calor,
forçado a coçar até sangrar e queimar, (especialmente após antibióticos).

Aloe C30/200 : Depois de antibióticos. Dor durante e após a defecação, insegurança na


realização das fezes e defecação involuntária. Muita saída de muco, e nunca - termina -
sente. Melhora com aplicações bem frias.

Capsicum C30/200 : queimadura no ânus como pimenta. Aplicação quente melhora


(Típico lactente Capsicum: lenta, gorda, criança medrosa, não conseguem separar-se de
casa, sofrem de saudades).

Aesculus C30/200 : prisão de ventre e fissuras no ânus. Dor aguda como cacos de vidros
ou agulhas que irradiam até nas costas. Não há sangramento. Melhora com aplicação fria.

Acidum muriaticum C30/200: hemorróidas inchadas, azul, contacto doloroso com a


cueca ou mesmo com pequeno toque. Medicamento mais comum para crianças.

Fissura anal em lactentes e crianças jovens: Kalium jodatum C200

30
 Dentição:
Phytolacca C200: A criança aperta os maxilares e tenta morder constantemente em tudo.
A criança está muito irritada, chorosa, impertinente e queixa-se de forma ruidosa. Se
Phytolacca não ajuda de forma suficiente, substituir por Ignatia. As crianças procuram
objectos duros e mordem-nos ferozmente. Repuxam a boca como numa convulsão,
reviram os olhos para fora – um quadro irritante.

Ignatia C200: Quando o lactente, ainda durante o dia, apresenta um aspecto de


sofrimento, está rabugento, e em que a dentição representa um problema para ele.
Administrar durante o dia dissolvido em água ou dar meia hora antes do deitar 1 glóbulo
debaixo da língua.

Chamomilla C200 e Cina C30/200: são dois remédios equivalentes para a dentição.
Trata-se de remédios nocturnos, em que cada criança reage de forma diferente. Quando
Chamomilla não se adequa, deve-se mudar para Cina. 50 % das crianças reagem bem a
Chamomilla, as restantes a Cina.
As crianças sofrem terrivelmente durante a dentição e acordam várias vezes durante a
noite, apresentando um quadro de choro ou de impertinência.

Belladonna C200: Apresentam gengivas alteradas, grossas, vermelhas e brilhantes.


Febre e inquietude. Cara vermelha. Agrava-se ao ser tocada, antes da meia-noite.

Podophyllum C200: Quadro dramático com irritação e mau humor, range os dentes e
roda a cabeça, diarreia, tosse e faces muito quentes enquanto o corpo está frio.

Kreosot C30/200: O mesmo que em relação ao humor como em Chamomilla. Mas


diferencia-se pelas secreções extremamente corrosivas: Lágrimas, saliva, urina e fezes
“corroem” os tecidos com os quais estão em contacto. Os dentes apresentam logo ao
despontar cáries e uma coloração escura.

Apis/Apisin C200: Crianças nervosas e desajeitadas com tendência para sintomas


cerebrais. Ataques de ranger e cerrar os dentes. As crianças não suportam calor,
recusam-se a beber e através da sua forma de reacção violenta provocam preocupações
aos pais.

31
 Enjoos ao andar de carro ou de barco:
Cocculus C30/200: Enjoo pronunciado com tonturas e agravando-se com movimentos
(tudo o que está relacionado com veículos). A criança, que necessita de Cocculus, ainda
consegue dizer a tempo, para parar o carro.

Tabacum C200: Ao contrário de Coccolus a criança vomita sem avisar.

 Medo de voar:
Argentum nitricum C30/200: Receoso, muito cuidadoso. Diarreia antes de
acontecimento com data marcada (dentista, exame, voo). Por vezes não consegue
ultrapassar o medo e não entra no avião.

Aconit C1000: Medo, desencadeado por exemplo por ter viajado num voo que fez uma
aterragem de emergência. Antes deste acontecimento o paciente não tinha medo de voar.
Após o acontecimento sente medo só de pensar em voar.

 Medo de exames:
É muito eficaz tomar 1 glóbulo de Argtum nitricum C30/200 na noite antes do exame e
no dia seguinte 2 horas antes do exame 1 glóbulo de Strophanthus C30/200 debaixo da
língua.

32
 Sono:

Terrores noturnos (acordar com um súbito/medo, ansiedade) após uma má experiência ou


choque, Aconit C1000, Stramonium C200

Pavor noturno após ruídos, explosões: Silicea C200.

Inquietação e chora à noite, durante o dia amoroso, satisfeito, calmo: Jalapa C200

A criança acorda a noite e quer brincar: Cypripedium C200

33
 Otite média aguda:
Em causa estão os seguintes remédios:

Aconit C1000: Nos primeiros sinais de uma otite, dar Aconit. Febre alta, seca e que
surge subitamente. Causa: Vento seco e frio. Pele seca, quente e com sensação de ardor,
pulso cheio. Dor com ardor e perfurante no ouvido, necessidade constante de engolir. Não
tem suor, a criança está com medo e inquieta. Tem uma duração não superior a 3 horas,
a seguir existe quase sempre um outro remédio para substituir o Aconit.

Belladonna C200: As dores surgem por etapas, dores pulsantes no ouvido. Suor
generalizado, menos na cabeça. Cara vermelha e quente. Pés e mãos frios, razão pela
qual a criança quer estar tapada, apesar do calor e de estar a suar. Deita-se sobre o
ouvido que dói ou coloca um pano junto ao ouvido, porque quer calor junto do ouvido.
Sede de bebidas frias. Começa frequentemente a fantasiar. Agrava-se com todas as
influências exteriores, como luz ou barulho.

Ferrum phosphoricum C30: Como Belladonna. Dores pulsantes, prolongadas,


profundamente no ouvido e cabeça, sente o bater do pulso no ouvido, frequentemente
com sangramento do nariz. Cara alternadamente vermelha e pálida. Não tão agudo como
Belladonna. Quer-se destapar com frequência. Orelha mais frequentemente vermelha.
Dores menos violentas do que em Belladonna, a febre é mais baixa, apenas quer
bebidas frias.

Apis/Apisin C200: Gritar estridente. Não quer nada junto ao ouvido, apenas frio.
Aplicações frias melhoram. Dores em forma de picada de abelha no ouvido.

Sanguinaria C30/200: Otite do lado direito, a orelha de um vermelho intenso, manchas


vermelhas nas faces (desenhos em vermelho)

Dulcamara C30/200: Como consequência de ter apanhado uma molha, otite média
aguda com enjoo ou vómitos ao mesmo tempo.

Esquema para o tratamento:

Quando as dores de ouvidos começam, dar imediatamente Aconit, depois Belladonna e


Ferrum phosphoricum alternadamente, quando a criança quer calor junto do ouvido.
Quando a criança não suporta calor junto ao ouvido, então dar Apis/Apisin e Ferrum
phosphoricum alternadamente.
Quando não se tem a certeza, podem ser dados os três remédios alternadamente.
Quando a dor surge subitamente durante a noite, colocar 1 glóbulo de Chamomilla
debaixo da língua.
Quando existem dores violentas e prolongadas, dar BEN-U-RON

34
 Otite média com pus = com corrimento do ouvido, segundo estado
após o estado agudo;
Fundamentalmente: Administrar antibióticos neste estado é fundamentalmente contra-
indicado, pois o antibiótico vai provocar a próxima otite. Desta forma as crianças chegam
a ter de tomar até 15 vezes antibióticos durante um ano e não há melhoras.

Pulsatilla C200: Sempre apenas no 2. estado, nunca é um remédio para estados agudos.
O quadro que se apresenta é de lástima. De dar dó, chorosa, lamenta-se. Procura refúgio
e consolo junto da mãe, agarra-se. Febre sem sede. O calor agrava, apesar de ser muito
friorenta. Quer ar fresco. Quando surge líquido ou pus do ouvido, a dor desaparece quase
completamente, pois a pressão foi aliviada desta forma. Corrimento grosso, suave, com
muco e pus, amarelo até amarelo esverdeado, frequentemente sem cheiro, não provoca
ferida.

Hepar sulfuris C30: Extremamente sensível a ser tocada e ao frio em todas as forma. O
frio piora tudo. Durante a noite também piora (Mercurius solubilis C30). Necessidade de
tapar o ouvido, mesmo no quarto aquecido. Suor profuso e cheirando a azedo. Arrepios
de frio. Secreção cheira a queijo velho, pode provocar ferida. A orelha pode ficar assada e
com crostas devido à secreção.

Se continua a surgir pus após Pulsatilla e Hepar sulfuris, devem ser considerados
os seguintes remédios

Silicea C200: Em geral: Amígdalas grandes, olheiras, transparente, pálido,


frequentemente obstipado. Muito sensível ao frio tal como Hepar sulfuris, a criança quer
enrolar a cabeça num pano, suor abundante e mal cheiroso na cabeça, pés gelados e
suados, suor provoca ferida e corrói as meias. A mais pequena ferida cria pus ou leva
muito tempo a sarar.

Secreções do ouvido de cor amarelo esverdeado e com mau cheiro. Silicea é o remédio
para concluir o processo de cura.

Mercurius solubilis C30: Suor profuso sem trazer alívio. Durante a noite e no calor da
cama tudo se agrava. A secreção é no início rala, aquosa, provocando ferida e mal
cheirosa, por vezes pode ter sangue misturado. Dores com carácter perfurante. Mais
tarde a secreção torna-se grossa, leitosa, de cor amarelo esverdeada, semelhante à de
Pulsatilla . Saliva abundante, sinais dos dentes na língua.

Calcium sulfuricum C30: O mesmo quadro de Hepar sulfuris C30, mas o calor é
insuportável para a criança.

Kaliium bichromicum C200: Num estado mais avançado da infecção, quando a


secreção é grossa e forma fios.

Thuja C200: Num corrimento crónico com pus que cheira a peixe podre, frequentemente
com bocadinhos de tecidos do canal auditivo, também pode apresentar vestígios de
sangue.

35
Quando o corrimento provoca muita ferida, administrar os seguintes remédios:

Arsenicum album C30/200: Pus ralo, cheirando muito mal, com cheiro a podre e
provocando muito ardor. Calor melhora. Criança inquieta e cheia de medo com muita
sede mas bebendo em pequenos goles.

Acidum nitricum C30/200: Dores em forma de puas espetadas, como que provocado por
bocados de vidro, corrimento que provoca ferida. Ao mesmo tempo corrimento do nariz
crónico, amarelo, com mau cheiro e que provoca ferida. Cortes nos cantos da boca, dos
olhos e no ânus. Acidum nitricum ataca sobretudo as zonas de contacto da pele com as
mucosas. Todos os simtomas melhoram ao andar de carro.

Tellurium metallicum C30/200: Corrimento do ouvido crónico, cheirando a peixe e


provocando ferida, frequentemente acompanhado de eczema no canal auditivo.

Esquema de tratamento quando o ouvido tem corrimento:

Quando existe corrimento do ouvido de forma recidiva, dar primeiro 1 glóbulo de


Psorinum C1000 debaixo da língua e somente no dia seguinte começar com os remédios
que se seguem. Psorinum é um remédio que actua profundamente mas é lento, apenas
após 15 dias é que desenvolve a sua acção.

Nos dias seguintes Hepar sulfuris C30 (em crianças friorentas) ou Calcium sulfuricum
C30 (em crianças encaloradas) em alternância com Silicea C200.

Apenas quando sintomas muito evidentes apontam para outros remédios


mencionados é que devem ser administrados em vez de Hepar sulfuris C30 (ou
Calcium sulfuricum C30 ).

36
 Otite serosa:
Não se trata duma infecção do ouvido, daí não provocar dor, mas sim de uma
acumulação de líquido no ouvido médio, que ocorre devido ao fecho do tubo de Eustáquio
(ligação entre o ouvido médio e a zona da faringe). Neste sentido, representa apenas um
problema mecânico. Para um diagnóstico precoce da otite serosa é necessário uma
radiografia peri-nasal e do cavum assim como de um timpanograma.

O tratamento consiste numa toma de Kalium muriaticum C30/200 e Apis/Apisin C200


de hora a hora alternadamente em 15 fins-de-semana consecutivos, tanto sábado como
domingo.
Uma doença crónica necessita duma terapia crónica.

Para que se consiga uma diminuição das amígdalas faríngeas, pois são elas que
provocam o problema, e dos adenóides perinasais é necessário durante o mesmo dia da
semana, (por exemplo a uma Quarta-feira) dar 1 glóbulo de Barium jodatum C30 e de
Calcium jodatum C30 debaixo da língua alternadamente. Isto é numa Quarta-feira dar
Barium jodatum e na Quarta-feira seguinte dar Calcium jodatum.

Desta forma é muitas vezes possível evitar uma operação!!

Só um furúnculo no canal do ouvido, Arnica C30/200

Vários pequenos furúnculos no canal do ouvido: Sulphur jodatum C30

37
 Amigdalite aguda:
Diferencia-se ente a angina vermelha e a branca

Vermelha = sem placa


Branca = com placa

Angina vermelha = sem placa:

Belladonna C200: Vermelhidão difusa da garganta e da úvula. Grande secura das


mucosas, sede permanente de bebidas frias. Cara vermelha, pele húmida. Febre começa
de forma súbita e violenta. Pupilas dilatadas. Sensação de aperto na garganta, dificuldade
em engolir, mas com necessidade de engolir, sede de água fria, mas com receio de
beber, devido à dor que provoca. Sensação de arranhar na garganta. Belladonna –
Ocorre entre as 16 e as 24 horas.

Ferrum phosphoricum C30 remédio importante em combinação com Belladonna (ou


Apis/Apisin ) no início de inflamação de garganta.
(Quando se acorda durante a noite com dores de garganta, colocar imediatamente um
glóbulo de Ferrum phosphoricum debaixo da língua).

Apis/Apisin C200: Inchaço edematoso da úvula. A úvula apresenta-se pendurada como


um saco de água. Coloração rosa das amígdalas e da úvula. Não tem sede ou apenas
tem sede de bebidas frias. Agrava-se com calor ou durante a noite. Melhora com o frio,
compressas frias e ar fresco. Dores queimantes e acutilantes, mais do lado direito. Não
consegue engolir bebidas quentes.

Arsenicum album C30/200: As mesmas características que Apis, mas o calor melhora.
Necessidade de calor em todas as formas. Ardor e secura da garganta. A criança está
receosa e inquieta.

Phytolacca C200: Sobretudo os arcos palatoglossos frontais têm uma coloração


vermelho escuro. Típico: as dores ao engolir irradiam para o ouvido. A criança puxa o
queijo para o peito ao engolir, tem dores musculares. Tudo se agrava ao beber bebidas
quentes, a criança apenas quer beber líquidos frios. É um remédio sobretudo do lado
direito. Febre alta sem suor e sem vermelhidão e calor assinalável da cara. A cabeça com
tendência para estar pálida. Fraqueza mas necessidade de se mexer. Sensação de
abatimento total. Secura ardente e com picadas permanentes na garganta. Também pode
apresentar pus.

Esquema de tratamento:

No início da inflamação e vermelhidão dissolver em água Belladonna e Ferrum


phosphoricum (= 2 glóbulos de cada remédio em duas garrafas de plástico de 33,3 ml
diferentes ou 2 copos de água. De hora a hora é dado uma gole ou uma colher de líquido
(utilizar uma colher de plástico) e agitar bem a garrafa, pelo menos três vezes ou mexer

38
bem o líquido no copo com a colher de plástico. Os remédios não são dados em
simultâneo, uma vez é dado um e uma hora depois é dado o outro.
Quando a dor de garganta começa durante a noite, é suficiente colocar 1 glóbulo Ferrum
phosphoricum debaixo da língua e de manhã dissolver os remédios em água e começar
o tratamento descrito em cima.

Se mais tarde surgem as imagens dos remédios Phytolacca, Lycopodium, Lachesis,


dar esses remédios.

Angina branca = com placa:

Hepar sulfuris C30: Pontos grossos e branco – amarelados de pus confluentes nas
tonsilas. Mau hálito. Suores durante a noite. O frio agrava em todas as formas. Melhora
com calor húmido, aplicações quentes. Dores ao engolir com sensação de puas
espetadas. Típico: Ao engolir, bocejar e rodar a cabeça a dor irradia para os ouvidos.

Mercurius solubilis C30: Placa amarela e com pus nas amígdalas. Apresenta
impressões dos dentes nas bordas da língua, Saliva abundante, mau hálito. Agrava-se
durante a noite e no calor da cama. Bebidas muito quentes ou muito frias são mal
suportadas. Garganta ferida, áspera, dolorosa e com ardor. Engole com dificuldade.
Líquidos voltam a sair pelo nariz. As dores irradiam ao engolir para os ouvidos. Tendência
para a formação de úlceras e de membranas. Sede, apesar da boca estar húmida. Febre
com suor, sobretudo durante a noite, no entanto não alivía.

Lycopodium C30: Inflamação com ou sem pus possível. Típico: localização do lado
direito, ou alternando entre o lado direito e o esquerdo. Garganta seca, não tem sede, se
sim, quer bebidas quentes. Inchaço dos nódulos linfáticos do pescoço. Agravamento na
parte da tarde e ao anoitecer. Líquidos podem voltar a sair pelo nariz.

Lachesis C30: É preferencialmente um remédio do lado esquerdo ou com tendência para


alternar entre o lado esquerdo e o lado direito. Quer apenas beber bebidas frias. Engolir
líquidos é mais difícil do que engolir alimentos sólidos. Calor e bebidas quentes são
insuportáveis, como também tocar no pescoço. Também neste remédio é possível a
formação de pus ou não. Amígdalas de um vermelho escuro. É um quadro difícil.
Garganta com manchas, língua como um morango, seca. Mucosas azuladas e púrpura.
Sensação de estrangulamento ou de sufocar. A parte mais sensível do corpo é a
garganta.

Baptisia C30/200: Inflamação da garganta com pus mas sem sintomas subjectivos e
dores.

Esquema de tratamento:

No início da inflamação e vermelhidão dissolver em água Beladonnal e Ferrum


phosphoricum (= 2 glóbulos de cada remédio em duas garrafas de plástico de 33,3 ml

39
diferentes ou 2 copos de água. De hora a hora é dado uma gole ou uma colher de líquido
(utilizar uma colher de plástico) e agitar bem a garrafa, pelo menos três vezes ou mexer
bem o líquido no copo com a colher de plástico. Os remédios não são dados em
simultâneo, uma vez é dado um e uma hora depois é dado o outro.
Quando a dor de garganta começa durante a noite, é suficiente colocar 1 glóbulo Ferrum
phosphoricum debaixo da língua e de manhã dissolver os remédios em água e começar
o tratamento descrito em cima.
Se mais tarde surgem as imagens dos remédios Phyt,olacca, Lycopodium, Lachesis,
dar esses remédios.
No início da infecção com pus, dar Mercurius solubilis e Hepar sulfuris alternadamente.
Se possível, gorgolejar com água e sal.

40
 Rouquidão:

Arnica C30/200: após esforço excessivo da voz

Argentum nitricum C30/200: rouquidão dos cantores e oradores

Causticum C200: rouquidão que começa logo de manhã

Phosphorus C200: rouquidão mais a começar da parte da tarde (também na tosse com
rouquidão)

Arum triphyllum C30/200: A voz rouca, fraca, repentinamente falha completamente.


Típico: a voz atropela-se e sob um tom mais alto.

Rhus toxicodendron C200: garganta ferida pelo esforço quando canta, fala.
Ressecamento da garganta. Perda da voz através do uso excessivo da mesma
(especialmente a cantar), pelo frio - humidade - e por ficar molhada.

Carbo vegetabilis C30/200: rouquidão crônica de longa duração pela manhã e piora à
noite e não melhora com nada. Voz fraca e rouca. Às vezes, há falta de voz de manhã e
voz rouca à noite (Típico lactente Carbo vegetabilis: frieza gélida em todo o corpo, cor
azulada pálida do rosto, lábios e unhas. Fraca. Fraqueza em beber com o sonolência.
Agrava com calor. Quer que abanem ar fresco. Piora se deitar em posição plana, calor e
após a amamentação toque na barriga. Melhora com arrotos e flatulência)

Paris quadrifolia C30/200: rouquidão crónica indolor que surge periodicamente,


rouquidão. Necessita constantemente limpar a garganta devido ao muco viscoso verde
na laringe e traqueia.

Drosera C30/200 : voz oca, rouca, baixa, para falar necessita de muito esforço. Sensação
áspera na garganta, fazendo cócegas muito forte na garganta, causando a tosse.

41
 Tosse de cão:

Durante o dia em alternância com Spongia C200, Hepar sulfuris C200 e Phosphorus
C200.

Ao deitar, à noite, Spongia directamente debaixo da língua. Quando antes da meia-noite


surge, durante o sono, um enorme ataque de tosse, dar imediatamente um glóbulo de
Aconit C1000 debaixo da língua e 5 minutos depois começar a dar de 5 em 5 minutos
Spongia dissolvido em água e inalar vapor de água quente e manter a calma!!!!!

Se a situação acontecer depois da meia-noite, proceder como descrito anteriormente, isto


é imediatamente um glóbulo de Aconit C1000 e 5 minutos mais tarde dar de 5 em 5
minutos Hepar sulfuris C200 dissolvido em água.

Em casos raros ajuda inhalação de ar frio. Neste caso abra o frigorifico e deixe a
criança inhalar o ar frio.

42
 Tosse e bronquite:
Quando a tosse começa seca e dolorosa deve-se dar Bryonia C200.

Quando a criança tem uma tosse seca interminável, dá-se uma combinação de Drosera
C200 e Sticta C200 ou Sticta C200 e Natium muriaticum C200.

Quando a tosse começa a ficar húmida Phosphorus C200 e Antimonium tartaricum


C200.

Quando se ouve, ao tossir, uma grande farfalheira, dar a seguinte combinação: De manhã
dar primeiro 1 glóbulo de Sulphur C30 debaixo da língua. 1 hora depois dar de hora a
hora alternadamente Antimonium tartaricumC200 e Natium muriaticum C200

Quando existe um broncoespasmo pronunciado em que a criança tem uma respiração


abdominal e encolhe os músculos intercostais, dar os seguinte remédios de hora a hora
alternadamente: Phosphorus C200 ( caso exista uma tosse humida e ruidosa deve se
dar um Amonium jodatum C200) – Antimonium tartaricum C200 – Spongia C200,
Caso exista uma grande falta de ar e barulho, a combinação tem tido muito sucesso a
combinação de Amonium jodatum mais Spongia mais Cuprum arsenicosum C30
alternada-mente.
se necessário, inalar Ventilan com soro fisiológico. Antes de administrar Ventilan dar 1
glóbulo de Cuprum arsenicosum C30 debaixo da língua e aguardar cerca de 10-15
minutos. Este remédio consegue frequentemente solucionar o broncoespasmo.

 Tosse durante a noite:

Quando a criança começa a tossir depois que aqueceu na cama (ou seja, cerca de 10
minutos após se deitar): Nux moschata C200

Tosse húmida de manhã imediatamente após acordar: Coccus cacti C200. Bebida fria
melhora.

Quando a criança começa a tossir assim que se deita, dar um 1 glóbulo de Pulsatilla
C200.

Quando a criança começa a tossir quando adormece ou 5 a 10 minutos depois de ter


adormecido: 1 glóbulo de Belladonna C200.

Quando a criança tem tosse húmida mas não acorda ao tossir, e continua a dormir: 1
glóbulo de Sepia C30 ou eventualmente Lachesis C30.

Quando a criança tem tosse seca mas não acorda ao tossir, e continua a dormir, 1 glóbulo
de Acidum nitricum C30/200.

Quando a criança acorda devido à tosse mas continua deitada: 1 glóbulo de Phosphorus
C200.

43
Quando a criança acorda devido à tosse e se senta na cama: Hyoscyamus C200
(quando acontece entre as 2h e as 4h da noite, frequentemente também é Kalium
carbonicum C200).

Quando a criança tosse durante a noite e beber um gole de água fria melhora a tosse:
Causticum C200.

Quando a criança tosse entre as 2h e as 4h ou a dormir ou acordando e ficando deitada,


ou acordando e sentando-se na posição de cocheiro: Kalium carbonicum C200.

Quando a criança começa a tossir durante a noite enquanto dorme ou ao acordar porque
se destapou ou porque ficou mais frio: Rumex C200.

Quando a criança, sobretudo depois da meia-noite, acordada ou dormindo começa com


ataques de tosse (tosse 8 a 15 vezes seguidas), e depois segue-se um momento sem
tosse: Drosera C200.

Quando a criança antes da meia noite (entre as 23h e as 24 h) começa a tossir e acorda,
tratando-se de uma tosse cavernosa, que sai mais da laringe e que melhora ao colocar a
cabeça numa posição alta, beber ou comer algo quente e se ouve pouca farfalheira e se
tem a sensação que a criança respira através duma esponja: Spongia C200.

Quando a criança tem uma tosse espasmódica entre as 2.30h e as 3h e beber uma
bebida fria melhora: Cuprum metallicum C200.

Quando a criança começa a tossir devido a uma comichão na laringe e traqueia, é uma
tosse seca e imparável, a criança quando começa já não consegue parar: Sticta C200.

Quando a criança começa a tossir húmido de manhã, logo ao acordar, ainda na cama:
Coccus cacti C200,

Quando sai da cama quente para o mais frio, e começa logo a tussir Rumex C200.

Tosse em geral:

Se a tosse for seca ou húmida continuamente e ao longo do dia ou da noite é


Stramonium C200

 Tosse durante o dia:

Tosse seca, metálica, ataques de tosse breves, sem expectoração, dolorosa, agrava-se
com qualquer forma de calor e movimento, a criança começa frequentemente a chorar
antes de tossir: Bryonia C200.

Tosse violenta, imparável, devido a inspirar pequenas quantidades de ar frio, ao


movimentar-se, ao passar de um espaço aquecido para um espaço frio ou ao contrário,
devido a bebidas frias; tapa a boca ou enrola-se na manta para evitar respirar ar frio:
Rumex C200.

44
Tosse mais seca do que húmida, 2 a 3 ataques de tosse seguidos, ao passar de espaços
quentes para frios ou ao contrário. Frequentemente acompanhada de rouquidão. Tosse
que também pode ser húmida, que sufoca até vomitar. Dor no peito, melhora com
pressão: Phosphorus C200.

Também é uma boa combinação na tosse húmida: Phosphorus C200 e Antimonium


tartaricum C200.

Tosse seca, quando começa a tossir já não consegue parar: Sticta C200.

Ataques constantes de tosse, a tosse é profunda, rápida ou sufocante, seca, provoca


sensação de estrangulamento e asfixia. Eventualmente expele muco com sangue de
forma muito esforçada. A tosse pode ser despoletada por rir, chorar, cantar, deitar-se ou
beber. Tosse em forma de ataques, 8 - 12 ou até 15 ataques de tosse. Eventualmente dor
no peito em forma de picada ao tossir: Drosera C200.

Boa combinação: Phosphorus e Rumex alternadamente ou Sticta e Drosera


alternadamente na tosse seca.

Tosse húmida com respiração com farfalheira, e em que o muco se encontra na


garganta: Hepar sulfuris C30, ou Kalium sulfuris C30/200, ou Bromum C200.

Tosse húmida até vomitar Ipecacuanha C200.

Tosse ininterruptamente, húmida ou seca, dia e noite, fica sem ar; tosse irritativa na
laringe com secura extrema, tosse eventualmente até vomitar: Natium muriaticum C200
(= primeiro e mais frequente remédio no início da tosse húmida, também forma boa
combinação com Phosphorus).

Quando a tosse consiste em apenas um único ataque de tosse: Calcium carbonicum


C30/200.

45
 Blefarite (inflamação das pálpebras / conjuntivite (inflamação da
conjuntiva):
Uma boa combinação no tratamento da blefarite (= Inflamação do bordo da pálpebra, os
olhos de manhã ao acordar estão com pus e colados) é: Pulsatilla C200 e Graphites
C30/200 alternadamente. Limpar os olhos com água morna na direcção do nariz.

Remédios na conjuntivite: (= inflamação dos olhos, na qual o branco do olho está


vermelho). Frequentemente verifica-se uma combinação de blefarite e conjuntivite.

Apis/Apsin C200: Conjuntivas vermelhas. Pálpebras inchadas de forma edematosa e


como sacos de água. Conjuntiva saliente e grossa. Grande inchaço à volta dos olhos. O
inchaço pode ser de tal forma grande que fecham completamente os olhos. Dores em
forma de picada e com ardor que melhoram com algo fresco.
Inchaço das pálpebras inferiores ou com pequenos papos debaixo dos olhos. Lágrimas
quentes e abundantes. Frequentemente afecta de forma mais severa o olho direito. Os
bordos das pálpebras estão sensíveis e provocam dor. Melhora com ar fresco, tomar um
banho frio e movimento.

Argentum nitricum C30/200: Conjuntivite também em recém-nascidos. Infecção da


conjuntiva que está tão vermelha como carne crua. Frequentemente: Secreções viscosas
e com pus. Os cantos dos olhos interiores e as pálpebras estão vermelhos e inchados.
Forte inchaço das conjuntivas. Melhora com frio e aplicações frias.

Arsenicum album C30/200: Conjuntivite aguda (também alérgica, febre dos fenos).
Lágrimas e outras secreções dos olhos ardem e são corrosivas. O corrimento queima de
tal maneira, que queima a face e causa zonas queimadas ou um eczema. Edema das
pálpebras, sobretudo da pálpebra inferior ou por debaixo da pálpebra inferior. Edema à
volta dos olhos. Catarro crónico e corrosivo dos olhos e nariz como na febre dos fenos,
que provoca feridas nos olhos e nas narinas. Globo ocular quente ou com sensação de
queimar. Surgem de forma periódica. Melhoram com calor, tapar, colocar algo quente
sobre os olhos.

Belladonna C200: Os olhos estão secos, vermelhos e dolorosos, brilhantes, cintilantes,


salientes e com pupilas dilatadas e olhar fixo. Vermelhidão dos olhos como tomates.
Dores com ardor, que melhoram com esfregar os olhos. Sensibilidade à luz. Agrava-se
com o calor do sol, correntes de ar na cabeça, cortar o cabelo, fechar os olhos. Melhora
com abrir os olhos, esfregar os olhos.

Euphrasia C200: Inflamação dos olhos, sobretudo da conjuntiva, com forte vermelhidão e
inchaço, especialmente das bordas das pálpebras, com comichão, ardor, secura e
sensação de corpo estranho, que obrigam a piscar os olhos. Grande sensibilidade à luz.
Lágrimas abundantes, olhos molhados, como que banhados em lágrimas. Corrimento
lacrimal abundante, quente, queimante ou mordendo, pior ao ar livre, deitado ou quando
tosse. As zonas molhadas pelas lágrimas têm o aspecto de estar cobertas com verniz.
Secreções grossas que ardem e de cor amarela, que podem colar os olhos durante a
noite. O corrimento do nariz é normalmente suave. Quer esfregar os olhos. Sensação de
ter areia nos olhos. Sensação de ter pimenta nos olhos. Melhora com ar fresco, esfregar
os olhos e no escuro.

46
Pulsatilla C200: Provocada por vento frio, chorar muito, frequentemente em combinação
com a dentição, em constipados, irritação dos olhos após nadar em piscinas, água com
cloro. As secreções são suaves, grossas, abundantes e de cor amarelo esverdeado, mas
as lágrimas são irritantes e queimam. Comichão e ardor dos olhos. Pálpebras inflamadas
e coladas, sobretudo de manhã ao acordar. Agrava-se com vento frio. Melhora ao ar livre,
lavar com água fria, frio.

SulphurC30: Conjuntivite alérgica crónica, recidiva com ardor, comichão, lágrimas


quentes, melhora ao ar fresco. Secreções amarelas que colam os olhos. Dores cortantes
e com ardor como provocadas pela areia. Agrava-se com o lavar, calor, calor da cama.
Melhora com ar fresco e movimentos.

Silicea C200: Problemas nos cantos dos olhos, na zona do canal lacrimal. Crianças com
problemas, inflamações ou fístulas no canal lacrimal, secreção com pus. (complemento =
completa Pulsatilla).

Calcium sulfuricum C30: Conjuntivite em recém-nascidos com secreção dos olhos


grossa e amarela. Olhos colados de manhã. Comichão e ardor nos olhos, pior de manhã
ao acordar. Pálpebras vermelhas e com comichão.

Graphites C30/200: Conjuntivite também de origem alérgica. Pálpebras coladas de


manhã. Corrimento de lágrimas quente e que provoca ferida, com tendência para blefarite
massiva. Gretas dolorosas nos cantos dos olhos. Pálpebras vermelhas, inchadas,
inflamadas, secas, cobertas de crostas. Cantos dos olhos exteriores inflamados ou
gretados.

Kalium bichromicum C200: Os olhos estão sempre vermelhos, inchados, húmidos e


com água. Dor relativamente fraca ou sensibilidade à luz. Conjuntivite com o típico muco
amarelo e formando fios.

Sabadilla C200: Pálpebras vermelhas e ardendo. Ardor nos olhos. Olhos com água e
inchados. Corrimento de lágrimas em movimento ao ar livre ou ao olhar para objectos
brilhantes ou ao olhar para o fogo. Frequentemente acompanhado de comichão no canal
auditivo externo, ataques de espirros violentos e corrimento de lágrimas, muco
abundante, suave e aquoso e comichão e cócegas no nariz.
Excelente remédio para a febre dos fenos.

Thuja C200: Oftalmia dos recém-nascidos com secreção amarela esverdeada, melhora
com calor. Conjuntivite provocada pela vacinação. Olhos cheios de lágrimas, que não
correm ao longo das faces, mas que ficam nos olhos. Pálpebras secas, com escamas nas
bordas. Eczema seco e com escamas nas pálpebras, Pálpebras secas.
Blefarite: as pestanas caem. Treçolhos recidivos ou sequelas dos mesmos:
endurecimento, causando uma protuberância ou um quisto.

Mercurius solubilis C30: Vermelhidão, corrimento de lágrimas, secreções ralas e que


provocam ferida, que podem colar bastante os olhos. Agrava-se com o frio, humidade e à
noite no calor da cama.

47
Outros medicamentos adicionais para a conjuntivite:

Kalium sulfuricum C30/200 : Abundância de secreções amarelas, pior à noite e em


quarto quente. Finas crostas amarelas nas pálpebras. Bom remédio em seguida de
Pulsatilla, Pulsatilla, se não for suficientemente eficaz.

Hepar sulfuris C30: formação de pus com vermelhão intenso, inflamação e de alta
sensibilidade ao toque, melhora com calor local e geral, corrente de ar frio é insuportável.
(Lactente típico Hepar sulfuris: hipersensível, irritada, zangada, extremamente sensíveis
ao frio, cheira azedo, tendencia para pus, panarício. Agravamento com frio e correntes de
ar, melhor com calor.

Medorrhinum C1000: Conjuntivite desde o nascimento. Inflamação das pálpebras,


pálpebras vermelhas, os olhos colados na parte da manhã. (lactente típico Medorrhinum:
cheia de energia, ativa, pés quentes, pernas inquietas, muitos hemangiomas, sinais de
nascença, muitas vezes assaduras desde o nascimento, só dorme debruçada.

Complementar Apis/Apisin (lactente típico Apis/Apisin: agitação nervosa, chora, de


repente grita estridentemente, aversão ao toque, faz-se logo rígida. Não suporta calor.
Rosto inchado, especialmente os olhos, edema em geral. Enterra a cabeça no
travesseiro, balança a cabeça, alívio com frio, compressas frias, ar fresco.

Complementar Argentum nitricum (lactentes típicos de Argentum nitricum: parece


velho de idade e enrugado. Problemas digestivos, inchaço, diarreia piora com calor e
quartos aquecidos.

Complementar Arsenicum album (lactente típico Arsenicum album: grande inquietação,


friorenta, extremamente pálida, face afundada ou inchada, fraqueza/peso baixo. Grande
fraqueza com inquietação, bebe pouco e pela fraqueza geral, e para de beber após
alguns goles. Piora com o frio e depois da meia-noite, melhora com o calor.

Complementar Mercurius solubilis (lactente típico Mercurius solubilis: inquieta


especialmente à noite e ao anoitecer. Expressiva e amadurecimento prematuro. Acne
neonatal e cabeça grande, mau cheiro e suor oleoso, especialmente na cabeça à noite.
Mau hálito. Baba ou a babar. Piora à noite, no calor e no calor da cama. Melhora em
temperaturas amenas.

Esquema de tratamento:

Na combinação de blefarite e conjuntivite normalmente são suficientes os remédios


Pulsatilla e Graphites alternadamente. Quando esta combinação não ajuda dentre de 2
dias, dar nesse caso Graphites e Mercurius solubilis.

Numa conjuntivite violenta sem blefarite os remédios mais importantes são: Apis/Apisin e
Argentum nitricum.

48
Fissuras no canto externo do olho: Graphites C200

Fissuras no canto interno do olho: Petroleum C200

Estrabismo divergente (estrabismo de distância): Natrum muriaticum C200 , Agaricus


C200

Estrabismo convergente à esquerda (esotropia): Calcium carbonium C200

Estrabismo convergente à direita (esotropia): Alumen C200

Estrabismo convergente, esquerda ou direita: Cyclamen C200 como criança de divórcio,


auto-culpa, grave crise emocional.

Estrabismo convergente de ambos os lados: Cicuta C200

Conjuntivitis após banho de piscina: Argentum nitricum C30/200, Rhus toxicodendron


C200

Verruga no olho, sangramento ao toque: Acidum nitricum C200

Verruga no olho na pálpebra superior: Ácidum nitricum C200, Calcium carbonicum


C200 Magnesium sulfuricum C200

Tiques, especialmente das pálpebras: Agaricus C200

Terçol:

Terçol agudo (principalmente na pálpebra superior esquerda), muito sensível ao toque:


Staphisagria C200. Consequência de situações humilhantes, confrontos e discussões

O medicamento mais usado para terçol crônico: Pulsatilla C200 , Graphites C200

Estenose do Canal Lacrimal congênita:

Pulsatilla: Lágrimas no fluxo de ar livre e ameno, pus amarelo-verde, olhos colados.


Junta-se no canto interno do olho, o olho levemente avermelhado, esfrega os olhos.
(C30, C200, C1000). Lactente típico Pulsatilla: chora, quer contacto físico e ser
carregado no colo. Criança dorme só com contacto físico (amamentar e ser carregado no
colo). Soluços após a alimentação. Agravamento com calor e quando fica sozinho.

Sílicea C200 é o medicamento mais importante. Fluxo de lágrimas purulentas,


especialmente ao livre. Inflamação de longa duração no olho. Funciona bem,
especialmente quando entre uma e outra toma seja aplicado Acidum fluoricum C200.
(Típico do lactente Sílicea tem aversão ao leite materno. Recusa-se a bebe-lo. Vômito
ou diarreia após o leite materno. Estatura delicada e de baixo peso. Assusta-se com
barulho, teimosos, obstinados. Mãos e pés frios. Geralmente bastante friorento. Suor frio
nos pés, xulé).

49
Natrum muriaticum C200: lacrimação piora ao ar livre e vento e inflamação das
pálpebras e beira das pálpebras, olhos vermelhos, fotofobia. (Típico do lactente Natrum
muriaticum: magro, especialmente as partes superiores do corpo, leva à fraqueza dos
músculos do pescoço que não pode segurar a cabeça; peso baixo apesar de um bom
apetite, crosta látea, erupções cutâneas.

Thuja C200: lacrimejamento, especialmente no ar livre. Persistente, inflamação crônica


dos olhos, secreção verde amarela, inflamação das pálpebras, na pele das pálpebras.
(Típico do lactente Thuja: aversão ao contacto, medo de estranhos. Perde peso, engorda
com dificuldade, odor corporal desagradável, crescimento excessivo de cabelos no corpo.
Hemangiomas, muitas marcas de nascença. Cicatrização difícil do umbigo. Humidade e
frio agrava, melhora com calor.)

50
 Umbigo:
Crescimento húmido e incontrolado do umbigo: Thuja C200, Calcium carbonicum C200

Fluxo de sangue umbilical em recém-nascidos: Abrotanum C200

Umbigo húmido com pequenas fissuras no recém nascido: Petroleum C200

 Parto:

Falta de oxigênio ao nascer, criança cianótica e depois chora todas as noites (experiência
de morte): Laurocerasus C200/1000, possivelmente mais tarde CarcinosinumC1000

Recém-nascidos com Apgar baixo - valores: Ópium C200

A síndrome de Down (mongoloide): primeiro Calcium carbonicum C1000 ,


quatro semanas mais tarde Medorrhinum C1000, em seguida Barium carbonicum C200
/1000, possivelmente Bufo C200/1000 .

As crianças que estavam na incubadora precisam por causa da separação da mãe


Natrium muriaticum C200/1000

51
 Problemas de amamentação

Perda de peso em crianças alimentadas com biberão: Natrium phosphoricum C200

Criança diminui apesar de amamentação: Pulsatilla C200

Se o leite materno não é limpo (manchas de sangue): Phytolacca C30/200

Quando o leite não tem um bom gosto e por isso a criança recusa-se em bebe-lo Borax
C200

Criança recusa o leite materno só durante a noite: Apis/Apisin C200 (único


medicamento)

Arrotar após a amamentação: Natrium sulfuricum C200

Diarreia ou na mudança do leite materno para outro tipo de laticínio: China C200

Se a criança tem problemas sérios de desmame: Ignatia C200 , Staphisagria C200

Dificuldades de alimentação pós-natal: criança recusa a mama, mas bebe do biberão:


Calcium carbonicum C200/1000, possivelmente Calcium phosphoricum C200/1000.
(Lactente típico Calcium phosphoricum: ativa/viva, animada, inquieta, insatisfeita.
Medrosa quando está deitada e é levantada, friorenta, fraca, de baixo peso, aumenta de
peso com dificuldade. Apesar da perca de peso, tem bom apetite. Intolerância ao leite
materno (vômitos e diarreia depois). Muitas vezes demasiado impaciente e inquieto para
beber).

Criança sobrealimentada cólica, vômito e diarreia: Natrium phosphoricum C200

52
 Vômito do leite materno – Criança que cospe o leite materno
Aethusa C200: vômitos fortes e grande quantidade de leite azedo, logo depois de beber.
Vômitos coalhado e azedo. Criança quer beber imediatamente de novo logo depois de
vomitar ou está sonolenta e exausta, cai no sono/adormece imediatamente. (Lactente
típico Aethusa: face enrugada e afundado parece um velho, erupções cutâneas na ponta
do nariz, fraqueza, dificuldade na indigestão, diarreia, perigo de desidratação.)

Antimonium crudum C200: vomita o leite coalhado, quer parar de beber depois de
vomitar. Regurgitação. Aversão ao leite materno, recusa-se a mamar. (Lactente típico
Antimonium crudum: Irritada, de mau humor, inquietação, hipersensível, a criança
estranha, não quer ser tocada, não quer ser mimada, aversão a tomar banho, língua
grossa revestida de branco, diarreia, agrava com o calor.

Belladonna C200: vomita de repente, violento e abundante. Se ocorrer vômito, o rosto é


vermelho e quente.

Cálcium carbonicum C200: vómito azedo, vomita o leite coalhado. Leite sai
continuamente da boca. Preguiçoso para beber, adormece ao beber, mas aumenta o
peso.

Cálcium phosphoricum C200:. Não gosta do leite materno. Impaciente e inquieto para
beber. Perda de apetite ou caso oposto: deseja ser amamentado permanentemente.

Lycopodium C30/200: para de beber logo depois de alguns goles, falta de apetite.

Natrium carbonicum C200: Aversão ao leite materno, se recusa a beber. Intolerante ao


leite materno, (Típico lactente Natrium carbonicum: sensíveis a sons e música.
Friorenta, diarreia, problemas de indigestão, fraqueza. Agrava com calor e sol.)

Sílicea C200: arrotos, vomita leite azedo. Vômitos acompanhados de soluços. Não
gostam do leite materno, recusase a beber.

Bebés que são amamentados, vomitam só, se forem alimentados demais.

Melhor terapia para criança que cospe o leite materno: engrossar os alimentos (aveia,
mingau de arroz, arroz de banana). Pôr criança, depois de uma refeição, numa posição
meio-sentada ou deitar de barriga para baixo. Só depois de 2 horas do jantar poderá ir
para a cama.

53
 Constipado dos lactentes:

O melhor remédio para o constipado dos lactentes é colocar leite materno no nariz.

Sambuccus C200: Tem que interromper quando está a beber o leite, porque não
consegue respirar pelo nariz. Também nariz completamente obstipado durante a noite.
Pode acordar devido a isso e tenta apanhar ar. Primeiro remédio na vida do lactente. O
nariz também permanece obstipado de manhã.

Nux vominca C200: Nariz totalmente obstipado durante a noite, de manhã ao levantar-se
(ao sair da cama quente para o frio), o nariz começa a pingar.

Lycopodium C30/200: O nariz está obstipado e pinga ao mesmo tempo, o lactente


esfrega o nariz com a mão ou esfrega o nariz na roupa da mãe.

Dulcamara C200: Provocado por se ter molhado ou por tempo húmido.

Pulsatilla C200: Muco grosso, amarelo esverdeado do nariz, suave e piora no calor.

Aurum C200: Quando a obstipação do nariz se mantém desde o primeiro dia de vida,
também Medorrhinum C1000.

Ammonium carbonicum C200: Nariz obstipado, que perturba o sono, sobretudo no


quarto quente, agravando-se por volta das 3h até às 4h. A criança acorda subitamente
devido à falta de ar (Sambuccus C200).

Natrium sulfuricum C200: Constipado nos lactentes muito pequenos (como


Sambuccus). Secreção esverdeada - amarela e grossa. Provocada por: todos os tipos de
humidade.

Lachesis C30: Obstipação do nariz na idade de lactente, recusa o peito, ou porque o


nariz está obstipado ou porque não consegue engolir bem.

Rinite infantil aguda: corrimento nasal aquoso, ardor formando uma linha vermelha do
nariz para o lábio superior, e talvez duradouro espirros sem alivio. Arsenicum jodatum
C30/200

Se o nariz está entupido e repuxar do nariz desde o nascimento: Medorrhinum C1000.


Corrimento amarelo muito esverdeado.

Calcium carbonicum C200, resfriados crônicos, repuxar o nariz, descarga de pus,


amarelo, cascão nas narinas, respiração bucal. Típico do lactente Calcium carbonicumc:
contentes, fácil de cuidar da criança, mãos e pés frios e húmidos, criança gorda, cabeça e
abdômen grande. Cabeça - pescoço e com suor, azedo, até com aroma salgado.
Especialmente à noite e ao beber. Tônus muscular flácido. Vomita leite materno. Criança
cheira a azedo.

Aurum metallicum C200 : acalma-se através da música. (Lactente típico Aurum

54
metallicum: perturbação do sono à noite, piora geralmente à noite, quando a coriza é
desde o nascimento purulenta amarelo, corrimento de odor fétido e sangrento, feridas e
úlceras no nariz).

 Icterícia Neonatal:

China C200: Intolerância entre os grupos sanguíneos – e/ou factor Rhesus - dos pais. De
três em três dias 1 glóbulo.

Lycopodium C30: Remédio que se segue a China C200 após uma semana e meia.
Recém-nascidos insatisfeitos, com cólicas, gritam a partir das 16 – 20 horas, rugas na
testa, constipados.

Nux vomica C200: Após tratamento da mãe durante o parto com remédios para as
contracções, sedativos ou anestésicos.

Phosphorus C200: Conjuntamente com China C200 é o remédio mais importante na


icterícia hemolítica.

55
 Dermatite das fraldas:

Aplicar localmente no rabinho: Aplicar farinha maizena (em todas as mudas de fralda)
como se fosse pó de talco.

Belladonna C200: Pele muito vermelha e brilhante à volta do ânus, muito sensível ao
toque.

Cantharis C30/200: Erupção vesiculosa muito sensível ao toque “como que queimado”.
Criança grita ao urinar.

Chamomilla C200: Queimadura (intertrigo) na zona da fralda. Ânus inchado e vermelho.


Fezes verdes e com muco, cheiram a ovos podres. Problemas da dentição. Criança mal-
humorada, chora insuportavelmente, têm que andar com ela ao colo permanentemente.

Kreosot C30/200: Remédio importante. Irrupção húmida, com crostas e que sangra com
facilidade. Assaduras entre as coxas. Urina com muito mau cheiro, fezes verdes e fétidas,
criança grita enquanto defeca, como se estivesse a ter um ataque.

Lycopodium C30: Dermatite das fraldas provocado por urina que queima. Criança chora
ao urinar e a urina tem um cheiro forte. Constipação crónica. Aspecto com rugas e de
velhinho logo em lactente. Testa enrugada.

Mercurius solubilis C30: Dermatite das fraldas húmida e formando crostas, sangrando
com facilidade, ulcerosa como carne viva, com muitas pústulas à volta. Também pode
afectar o pénis e o escroto. Assadura entre o escroto e as coxas. Fezes mal cheirosas e
provocando ferida.

Mezereum C200: Dermatite das fraldas húmida, emite uma secreção pegajosa que
provoca ferida e forma crostas grossas. O ardor e a comichão impedem a criança de
dormir, agravando-se com banhos quentes. Problemas surgidos após um tratamento
alopático da dermatite das fraldas.

Acidum nitricum C200: Dermatite das fraldas vermelha, húmida e parcialmente coberta
por crostas, também na zona genital. Ânus vermelho e gretado, defecar doloroso. Tudo na
criança cheira mal: suor, fezes, urina, zona genital.

Rhus toxicodendron C200: : Dermatite das fraldas em forma de bolhas, afecta também
a zona genital. Forte comichão, melhora com banhos quentes. Pele grossa, forte
inquietude.

Sulphur C30: Dermatite das fraldas húmida à volta do ânus – eventualmente provocado
por um tratamento com antibióticos. Pele geralmente seca, “suja”. Fezes e fralda cheiram
a azedo. A criança quer beber constantemente.

Acidum sulfuricum C30: Assadura com zonas abertas como aftas no rabinho. Cheiro
corporal azedo após o banho. Fezes moles, cheiro a azedo ou a ovos podres. Intertrigo.

56
Thuja C200: Fissuras no ânus (melhor remédio para as fissuras no ânus no lactente – ou
em crianças Kalium jodatum C200). Erupção cutânea húmida à volta dos genitais, ânus
ou períneo. Umbigo com assadura.

Em caso de eczema e prurido do saco dos testículos e os órgãos genitais Croton tiglium
C200, Rhus toxicodendron C200

Irritação pela urina agressiva. Cheiro extremamente forte e desagradável a urina, como
amôniaco ou urina de cavalo. Assim que a urina colorir as fraldas de castanho: Acidum
bencoicum C30/200

Erupção cutânea, húmida e bem pustulosas nas nádegas, indolor. Criança dorme muito,
feliz, gosta de rir. Passiva, desajeitada, lenta em seu desenvolvimento. Pele fria e flácida.
Suor azedo na cabeça e nas mãos. Calium carbonicum C200

Quando o abdome é o lugar principal das queixas desde o nascimento. Ulceração em


redor genital e ânus com vermelhão na ponta do pênis. A fralda cheira visivelmente
"genital" ou como a amôniaco. A criança quer dormir de preferência debruçada:
Medorrhinum C1000

57
 Candidíase oral : (= Doença da pele ou mucosas provocada por
fungos)

Borax C200: O primeiro e mais importante remédio na candidíase oral. Pouco apetite,
flatulência e arrotos azedos após todas as refeições. Libertação de muco com as fezes.
Infecção secundária – infecção começa na boca passa para o intestino até chegar ao
rabinho. O lactente tem aspecto de doente, pálido, miserável, fraco, aborrecido, receoso,
assusta-se com todos os barulhos. Ao ser embalado nos braços a cara revela medo nos
movimentos descendentes ou grita quando é colocado na cama.
Aplicação local de - Mel Rosado - (na farmácia). Também é possível, limpar a candidíase
com um pano húmido.

Alumina C200: Estomatite provocada por fungos. Trata-se de crianças que têm
habitualmente obstipação e deficiência imunológica, isto é com tendência crónica para se
constiparem.

Antimonium crudum C200: De cor branca ou amarela. A língua está coberta de uma
placa leitosa e grossa. Geralmente insuportável, a criança não suporta que olhem para ela
ou que lhe toquem. Tendência para impetigo amarelo e com crostas, cantos da boca
gretados, também frequentemente com aftas na boca.

Chamomilla C200: Estomatite provocada por fungos frequente quando a dentição é difícil
e com os sintomas adequados.

Kreosot C30/200: Estomatite provocada por fungos muito grave.

Mercurius solubilis C30: Estomatite provocada por fungos (inflamação da mucosa bucal
por fungos) e Estomatite aftosa (inflamação da mucosa bucal com aftas) com dores e
saliva abundante, mau hálito, inchaço dos nódulos linfáticos, transpiração e inquietude.
Tendência para sangrar.

58
 Aftas (= Defeito da mucosa, não é provocado por fungos)!
Acidum nitricum C30/200: Aftas profundas no interior das bochechas e no palato,
contornos irregulares, sangram quando se toca.

Mercurius solubilis C30: Aftas profundas, sangram facilmente ao comer ou lavar os


dentes.

Natium sulfuricum C200: Aftas que ardem na ponta da língua e no palato (também
durante a menstruação), melhora com bebidas frias.

Argentum nitricum C30/200: Aftas na maioria das vezes nas bordas da língua e que
melhoram com água frias.

Kalium sulfuricum C30/200: Aftas nas gengivas.

Antimonium crudum C200 e Belladonna C200: Aftas de um vermelho claro.

Kaliium jodatum C200: Bordas irregulares e placa branca e leitosa dentro das aftas.

Kalium carbonicum C200: Aftas com ardor, agravam-se com bebidas frias.

Hydrastis C200: Tendência para aftas em crianças adoentadas e fracas.

Hepar sulfuris C30: Aftas que confluem para as gengivas – extremamente doloroso.

Ferrum phosphoricum C30: Aftas na língua.

Nux vomica C200: Cheio de aftas e mau hálito.

Acidum sulfuricum C30/200: Aftas nas gengivas e na língua, branco em manchas, que
sangram e cheiram muito mal.

Acidum fluoricum C30/200: feridas aftosas e úlceras na boca e feridas debaixo da


língua pode ser muito doloroso.

Thuja C200 : Úlceras aftosas crônicas, especialmente nas bordas da língua e parte de
trás da base da língua (raiz da língua).

Úlceras aftosas crônicas: Calcium carbonicum C200

Tratamento:

A pergunta decisiva é se a criança quer beber bebidas frias ou quentes. Se prefere


bebidas frias então o remédio mais importante é: Argentum nitricum C30/200.

Se prefere bebidas mornas, então os remédios mais importantes são Acidum sulfuricum
C30/200 e Mercurius solubilis C30 alternadamente.

59
Conjuntamente com a toma dos remédios aplicar tintura mãe de calêndula (misturar 5
gotas de calêndula com 10 gotas de água) aplicar nas zonas afectadas várias vezes ao
dia ou enxaguar a boca com a diluição de calêndula.

Eczema de lamber: Agaricus C30/200

60
 Constipado e sinusite:
Na sinusite crónica uma boa combinação é: Mercurius jodatus flavus C300 (na sinusite
em ambos os lados ou mais do lado direito) ou Mercius jodatus ruber C30 (sinusite
mais do lado esquerdo) e Natrium carbonicum C200 e Thuja C200.

Natrium carbonicum C200: Constipado com corrimento, que é despoletado pela mais
leve corrente de ar, agravando-se de dia para dia.
Catarro crónico, grosso, secreção amarela fétida do nariz, acumulação de muco nas
aberturas do nariz posteriores, que leva à necessidade de pigarrear. Também formação
de crostas. Também obstipação durante a noite (como por exemplo Amonium
carbonicum C30/200).

Thuja C200: Secreção verdosa, sangue e pus. “Macacos verdes” no nariz, pólipos no
nariz. Pressão dolorosa na raiz do nariz.

Kalium bichromicum C30/200: O remédio mais frequente para o nariz. A secreção do


nariz pode ser grossa, fina, transparente, amarela ou amarela - esverdeada, o nariz pode
estar entupido ou não. Todas as combinações são possíveis.
O primeiro e mais importante remédio na rinite.

Hydrastis C30/200: Sinusite frontal (= infecção dos seis frontais) ou maxilar (= infecção
dos seis maxilares). Dores por cima dos olhos ou no maxilar superior. Secreção do nariz
aquosa e que provoca ferida (na sinusite crónica a secreção é amarela, amarela -
esverdeada, grossa, pastosa, formando fios). Melhora ao ar livre (No entanto, a secreção
torna-se mais abundante). Na sinusite crónica catarro retronasal também crónico.
Sensação de nariz entupido em espaços aquecidos. Muco pinga constantemente das
coanas para a faringe, pigarreia para extrair muco grosso e amarelo. Bom remédio a
seguir a Kalium bichromicum C30/200.

Kalium jodatum C30/200: Constipação aguda após resfriado. Secreções aquosas e que
provocam ferida, nariz em ferida e vermelho, corrimento de lágrimas. Os olhos inchados.
A constipação melhora no quente e o estado geral do paciente ao ar livre.
Constipado crónico. Tendência para ulcerações, secreção grossa, verde, cheirando mal.

Pulsatilla C200: Secreção amarela esverdeada, suave e com pus, cheira a queijo velho.
Nariz obstipado, com corrimento de manhã e ao ar livre, obstipação pior durante a noite,
deitado, no interior.

Allium cepa C30/200: Muco aquoso que provoca feridas, agravamento no quente,
melhora no frio (ao ar livre). Corrimento de lágrimas suave ou que provoca feridas,
ataques de espirros, sobretudo ao entrar num espaço aquecido. Também indicado na
febre dos fenos. Olhos vermelhos com sensibilidade à luz e comichão, ardor e picadas.
Lábio superior e nas narinas com assaduras.

Cinnabaris C30/200: Na inflamação pronunciada dos seios frontais. Pressão na raiz do


nariz, sobretudo ao curvar-se, como se tivesse colocados uns óculos pesados. Muco
espesso e amarelo, que escorre para a faringe. (Cinnabaris é um derivado do Mercurius
solubilis, por isso nunca combinar com outros derivados de Mercurius solubilis).

61
Hepar sulfuris C30: No estado avançado dum constipado. Narinas em ferida. O nariz fica
obstipado sempre que se desloca para o ar frio. Secreção grossa e com pus, com cheiro a
queijo velho. Melhora com calor húmido. Tendência para ulceração das narinas.

Nux vomica C200: Nariz obstipado durante a noite e em espaços aquecidos, nos
primeiros sinais de uma gripe provocada por tempo frio e húmido. Espirros e sensação de
obstipação. Nariz seco, os olhos com lágrimas, ao ar livre tudo melhora.

Arsenicum jodatum C200: Constipação aguda: Secreções aquosas, quentes e que


provocam ferida. Ardor doloroso do nariz e dos olhos. Espirra com frequência.
Agravamento sobretudo devido ao frio.
Constipação crónica. Secreções grossas e amareladas (como mel) ou amarelas -
esverdeadas, provocam ferida, sangram com facilidade.

Sabadilla C200: Espirrar de forma impulsiva e violenta (várias vezes seguidas, cerca de
15 vezes), mucosas do nariz e dos olhos fortemente irritadas e a arder, corrimento
lacrimal que provoca ferida, conjuntivas muito vermelhas, secreção que se apresenta
primeiro rala e que cai ficando mais grossa. Sensação de nariz entupido com inchaço do
nariz em ambos os lados. Corrimento do nariz suave. Comichão no palato. Ao ar livre tudo
fica pior, dores no seio frontal e na raiz do nariz. Agrava-se com tempo frio. Muito sensível
ao cheiro de flores. Excelente remédio para a febre dos fenos.

Arsenicum album C30/200: Secreção do nariz aquosa, rala e que faz ferida, mesmo
assim sensação de nariz entupido. Espirra frequentemente sem se sentir aliviado. Tudo
piora ao ar livre (no Allium cepa tudo piora no interior).

Mercurius solubilis C30: Muco grosso, que provoca ferida, amarelo esverdeado, nariz
em ferida. Tudo se agrava durante a noite e com tempo húmido. Frequentemente, saliva
abundante. Ardor nos olhos e nariz, também formação de úlceras. Muco passa pela
rinofaringe e provoca tosse irritativa, sobretudo nos adultos (Spigelia C200).

Euphrasia C200: Lágrimas que provocam ferida, a secreção do nariz é suave (ao
contrário de Allium cepa). Muco aquoso, agudo e suave. Agrava-se em espaços quentes.
Forte necessidade de espirrar. Sensibilidade à luz. Bom remédio para a febre dos fenos.

Arum triphyllum C30/200: Constipado agudo com muco que provoca ferida, nariz
obstipado mas em que ao mesmo tempo existe corrimento que provoca ferida, cheira mal.
Narinas com gretas e assaduras. Lábio superior vermelho e também com assaduras.
Lábios secos cobertos por pequenas peles, que a criança, apesar da dor, puxa até
sangrarem. Mete constantemente os dedos no nariz.

Acidum nitricum C30/200: Secreção aquosa, cheirando mal e provocando ferida, com
irritação e inchaço do lábio superior. Também formação de úlceras e dores em forma de
picada de uma pua na zona da rinofaringe. Secreções secas e duros no nariz “Macacos-
do-nariz”, que ao serem retiradas deixam uma superfície em carne viva (é o remédio que
provoca mais ferida).

Bromum C200: Secreção profusa, aquosa e que provoca ferida com dores de cabeça e
pressão na raiz do nariz. Nariz em ferida e com as narinas gretadas, o nariz por dentro
está como em ferida. Formam-se úlceras e crostas, que são retiradas ao limpar o nariz.
Espirros constantes.

62
Sticta C200: Nariz completamente obstipado, pela frente não sai nada, apenas
retronasal. Tenta constantemente assoar o nariz, mas não consegue tirar nada. Assim
que o nariz começa a ter corrimento, termina a indicação de Sticta.

Rhus toxicodendron C200: Constipado com enormes dores nos ossos. Espirros e tosse
devido a humidade. O nariz está obstipado do lado sobre o qual se está deitado.

Silicea C200: Friorento. Muco com pus e cheirando mal. Agravando-se com o frio no
Inverno. Nariz obstipado sem secreções ou com secreções aquosas e que provocam
ferida. Nariz obstipado com crostas no nariz sem corrimento. Sensação de ferida no osso
do nariz. Também úlceras nas mucosas, que segregam grandes quantidades de secreção
fina, que sangra e é corrosiva.

Natium sulfuris C200: Constipado com secreção amarelo esverdeada, grossas e que
não provocam feridas. No início pode existir corrimento líquido. Em casos crónicos
eventualmente acumulação de muco no nariz e faringe e obstipação do nariz durante a
noite. Provocado tipicamente por: humidade quente ou fria, proximidade de água (rio,
lago, mar, nevoeiro, chuva). É o remédio da humidade!

Dulcamara C200: Constipado devido a ter apanhado uma molha. Espirra, nariz
obstipado, grande sensibilidade à humidade.

Spigelia C200: O muco do nariz escorre para trás, para a zona da faringe, e obriga a
criança a tossir constantemente.

Corallium rubrum C30/200: O muco do nariz escorre para trás, para a zona da faringe, e
obriga a criança a pigarrear constantemente.

Lac caninum C30: Constipado que muda constantemente de lado, isto significa que
primeiro está um lado obstipado, depois está o outro lado obstipado e entretanto o
primeiro melhorou.

Levisticum D2: se o nariz estiver entupido e provocar dores nos ovidos nesse caso dê 1
globuli de duas em duas horas.

Classificação:
Constipado agudo, seco, com nariz obstipado: Amonium carbonicum.

Constipado agudo com nariz a pingar: Arsenicum album , Allium cepa, Euphrasia,
Natrium sulfuricum.

Constipado crónico com inchaço rápido dos nódulos linfáticos locais: Hepar sulfuris ,
Mercurius solubilis.

Constipado devido a sensibilidade à humidade: Dulcamara, Natium sulfuricum.

63
Constipado com afectação dos seios nasais: Kalium bichromicum, Thuja, Natium
carbonicum, preparados de Mercurius (Cinnabaris é um derivado de Mercurius , por
isso nunca combinar com outros derivados de Mercurius).

Quando alguém fica sempre com rinite herpes labial: Rhus toxicodendron C200,
Natrium muriaticum C200 (lábio inferior), Carbo vegetabilis C200 .

Fissuras nas narinas: Graphites C30/200 , de Ácidum nítricum C30/200 , Petroleum


C30/200

Assim que se deita, o nariz está entupido/bloqueado: Amonium carbonicum C30/200


Nux moschata C30/200

Graphites C30/200: rinite com catarro nasal, com narinas muito secas, rachadas,
corrimento nasal sangrento, arde como fogo, corrosivo, pegajoso, quando a crosta se está
a formar, arde intensamente e sangra, e até forma ulceração do nariz. (Lactente típico
Graphites: Apática, lenta, medrosa. Reage muito sensível à música, chora quando ouve
música, chora muito em geral. Friorenta, gorda, desajeitada, tem dificuldade em
compreender, unhas deformadas. Entupimento intestinal com fezes cobertas de muco.
Melhora com o calor e com o calor da cama.)

64
 Rinite alérgica, febre dos fenos, asma dos fenos
Euphrasia C200: Corrimento lacrimal que provoca ferida, a secreção do nariz é suave (ao
contrário de Allium cepa). Constipado agudo, aquoso e suave. Agrava-se em espaços
quentes. Forte necessidade de espirrar. Sensibilidade à luz.

Wyethia C30: Febre dos fenos. Forte comichão no palato e nas coanas (= orifícios de
comunicação das fossas nasais com a faringe), mas também nos ouvidos e no nariz. O
paciente coça o palato constantemente com a língua devido à comichão. Pigarrear
constante, a laringe está seca e arde, ataques de espirros.

Sabadilla C200: Espirra de forma impulsiva e violenta (várias vezes seguidas, cerca de
15 vezes), mucosas do nariz e dos olhos fortemente irritadas e a arder, corrimento
lacrimal que provoca ferida, conjuntivas muito vermelhas, secreção que se apresenta
primeiro rala e que vai ficando mais grossa. Sensação de nariz entupido com inchaço do
nariz em ambos os lados. Corrimento do nariz suave. Comichão no palato. Ao ar livre tudo
fica pior, dores no seio frontal e na raiz do nariz. Agrava-se com tempo frio. Muito sensível
ao cheiro de flores. Excelente remédio para a febre dos fenos.

Allium cepa C30/200: Muco aquoso que provoca feridas, agravamento no calor, melhora
no frio (ao ar livre). Ao mesmo tempo, corrimento de lágrimas suave ou que provoca
feridas, ataques de espirros, sobretudo ao entrar num espaço aquecido. Também
indicado na febre dos fenos. Olhos vermelhos com sensibilidade à luz e comichão, ardor e
picadas. Lábio superior e narinas com assaduras.

Arsenicum jodatum C30/200: Constipação aguda: Secreções aquosas, quentes e que


provocam ferida. Ardor doloroso no nariz e olhos. Espirra com frequência. Agravamento
sobretudo devido ao frio (preferencialmente em alergias ao níquel).
Constipação crónica. Secreções grossas e amareladas (como mel) ou amarelas -
esverdeadas, provocam ferida, sangram com facilidade.
Bronquite crónica: liberta rapidamente o muco agarrado e abundante.

Nux vomica C200: Nariz obstipado durante a noite, que começa a pingar de manhã
com o fresco, fungar dos lactentes (ver também Sambuccus, Lycopodium,
Dulcamara, Aurum metallicum, Amonium carbonicum).

Quando a comichão do nariz se estende à laringe e à traqueia, com grande sensibilidade


ao frio. Comichão na garganta e no ouvido afectando o Tubo de Eustáquio. Espirros e
comichão; espirra ao destapar-se. Melhora com o tempo húmido. Puxa pelo nariz.

Arsenicum album C30/200: Muco aquoso e que corre, faz ferida, aberturas do nariz e
lábio superior em ferida. Lágrimas ardem e provocam ferida na pele das faces. Tudo piora
ao ar livre e com o frio (ao contrário de Allium cepa). Espirra frequentemente sem se
sentir aliviado. Na febre dos fenos com estes sintomas também pode ser aplicado.
As secreções do nariz provocam ferida, de tal maneira, que o lábio superior fica em ferida
e arde (ar livre e frio agravam). Exige calor, faz aplicações quentes nos olhos e inalar
água quente através do nariz, traz-lhe alívio.

65
Kalium jodatum C30/200: Constipação aguda após resfriado. Secreções aquosas e que
provocam ferida, nariz em ferida e vermelho, corrimento de lágrimas. Os olhos inchados.
A constipação melhora com calor e o estado do paciente em geral ao ar livre.
Constipado crónico. Tendência para ulcerações, secreção grossa, verde, cheirando mal.
Constipação alérgica: Muco grosso e amarelo, melhor em espaços aquecidos. Ao memo
tempo sente muito calor no nariz, o qual é muito sensível ao toque. Raiz do nariz muito
sensível, dói-lhe a cara toda e o paciente está inquieto. Quer andar a passear
interminavelmente ao ar livre, o que não o cansa.

Sanguinaria C200: Febre dos fenos com ardor violento e secura do nariz, como se a
mucosa fosse rasgar-se. Hipersensibilidade aos cheiros até ao desmaio. Sensibilidade ao
cheiro das flores (Sabadilla). “Constipado das rosas em Junho”.

A febre do feno com tosse forte: Kalium phosphoricum C200

Espirros frequentes e duradouros, formigamento e cócegas no nariz: Carbo vegetabilis


C200

Espirro violento com secreções nasais Euphorbium C200

66
 Sangramento do nariz:
Phosphrus C200: Primeiro remédio. Normalmente apenas uma toma C200 é suficiente.
Sangue claro. O sangramento do nariz pode ser despoletado ao fazer força para defecar.
Sobretudo indicado para raparigas magras e altas na puberdade.

Ferrum phosphoricum C30: Sangramento do nariz com sangue vermelho claro. Um dos
remédios mais importantes nas crianças.

Arnica C30/200: Sangramento do nariz provocado por um traumatismo, por exemplo


pancada no nariz, ou assoar-se, após esforço físico, após lavar a cara; sangramento
claro, misturado com grumos, deixa uma sensação de ferida.

Hamamelis C30/200: Durante muito tempo, sangramento passivo, escuro e ralo, não
formando grumos; provocado por ferimentos, pancada; sobretudo indicado em raparigas
jovens e anémicas.

Crocus C30/200: Sangramento de apenas uma narina, grosso, formando fios, escuro,
durante muito tempo, com suor frio na testa; cara quente e vermelha; Sangramento do
nariz com tempo quente, após esforço físico. Sangramento do nariz crónico com
periodicidade evidente.

Silicea C200: Sangramento do nariz provocado por mexer no nariz, ao dobrar-se; em


crianças com infecções recidivas.

Carbo vegetablis C30/200: quando se inclina/abaixa, evacua, excitação ou choque, com


o rosto pálido grande antes e depois, sangue venoso escuro.

China C200: para crianças pálidas. Sangue vermelho vivo, após a exaustão, muitas
vezes com espirros. Como de uma torneira; leva à fraqueza, como se toda a cabeça
estivesse vazia.

Mercurius solubilis C30: especialmente à noite, possivelmente com febre. Escuro, com
tendência a coagulação de sangue.

Amonium carbonicum C30/200: pela manhã, quando se lavar de manhã, fina e líquida,
escura.

No sangramento do nariz colocar algodão molhado em ambas as narinas e depois


permanecer 10 minutos com o nariz tapado. Colocar um pano molhado na nuca.

67
 Corrimento em meninas:
Colocar iogurte na vagina para restabelecer a flora vaginal. Repetir várias vezes ao
dia.

Corrimento genital em meninas:

Flúor em bebês Acidum carbolicum C30/200

Pulsatilla C200: Sobretudo em raparigas anémicas na puberdade, menstruação fraca e


atrasada. Corrimento grosso e com muco, suave, sem dor, é frequente ser acompanhado
de dores nas costas.

Kreosot C30/200: Corrimento vaginal com mau cheiro e provocando ferida de forma
agressiva. Corrimento amarelado, na maioria das vezes aquoso, mas sempre provocando
ferida, corrosivo, ao mesmo tempo que é putrefacto e com mau cheiro. Forte ardor e
comichão na vagina e com inchaço e sensação de ferida nos órgãos genitais exteriores.
Também o urinar é acompanhado de ardor.

Mercurius solubilis C30: Corrimento com muco, provoca ferida, com ardor, corrosivo.
Forte ardor e comichão na zona genital. Também a parte exterior dos órgãos genitais está
em ferida e inflamada. As glândulas das virilhas estão inchadas. Qualquer contacto com a
urina agrava.

Sepia C30: Primeiro remédio! A vagina está quente. Corrimento provoca comichão, é
amarelo esverdeado, também pode apresentar sangue e provoca ferida.

Calcium carbonicum C30/200: Leitoso, provoca ferida, com cheiro a azedo.

Caulophyllum C30/200 Corrimento simples e abundante com muco na idade infantil.

68
 Vulvitis (inflamação da vulva, com vermelhão, inchaço, ardor,
comichão intensa).

Sulphur C30 : muitas vezes após antibióticos orais, vermelhão local grave na vulva e
região perianal. Ardência após a evacuação. Às vezes flúor malcheiroso. (Lactente típico
de Sulphur: viva, ativa/animada, gosta de ter e chamar atenção, quer sempre mamar no
peito, não gosta de tomar banho. Pés e corpo quentes. Gosta de beber e muitas vezes.
Desenvolvimento prematuro. As erupções cutâneas, vermelhão cutâneas, diarreia, fezes
que ardem, que formam feridas, ânus vermelho. Sono superficial. Piora com/no calor,
melhora num ambiente frio/fresco).

Calcium carbonicum C30/200:coceira, ardor muitas vezes, especialmente à noite e à


noite na cama. Muitas vezes coceira insuportável com branco – amarelada flúor, com
cheiro adocicado. Estende-se para a virilha e parte interna da coxa.

Thuja C200: relativamente circunscritos vulvite no introito (abertura vaginal) e, muitas


vezes corrimento amarelo-esverdeado.

Ácidum nítricum C30/200: Vulvitis com Labienödem, em geral com secreção fétida e
com corrimento que faz ferida. Possivelmente com herpes genital (lactente típico Ácidum
nítricum: aborrecida, irritada, principalmente na parte da manhã, especialmente super
sensível ao som. Falta de sensibilidade ao calor humano. Sensível ao frio. A urina tem
um cheiro forte (urina de cavalo). Medicamento eficaz entre o contacto com a pele
(epiderme) para a mucose (olhos, boca, ânus, vagina, etc.) tendência à ulceração e
fissuras. Ânus, rachaduras hemorragia, dermatite de fraldas, odor desagradável da boca,
suor, urina, secreções, etc., agravamento com qualquer tipo de frio. Melhoras de qualquer
tipo através de condução no carrinho ou de carro).

Calcium phosphoricum C30/200 : flúor, tais como proteínas com um odor doce, pior de
manhã ao acordar. (Típico para o Lactente Calcium phosphoricum: ativo, animado,
descontente, inquieto, ansioso, medroso se o levantar quando estiver deitado, fraco, baixo
peso, engorda com dificuladade, falta de apetite, fraqueza nos músculos do pescoço, não
consegue segurar a cabeça. Intolerância ao leite materno, recusa o leite da mãe).

69
 Fimose – Balanite:
Uma fimose congénita não necessita de ser operada, quando não surgem complicações.
Nunca puxar o prepúcio com violência, pois pode provocar a formação de cicatriz e
agravar a situação. Normalmente a fimose desaparece entre os 8 e os 10 anos de vida.

Quando surge uma balanite (= inflamação do prepúcio) com surgimento de pus sob o
prepúcio ou quando a ponta da uretra está vermelha, deve-se aplicar a combinação de
Hepar sulfuris C30 e Acidum nitricum C30/200, também Cinnabaris C30/200.

Quando há inflamação ou irritação, usar no local Pomada de Calendula. Simplesmente


adicionar um pouco de sal na água do banho.

Balanitis:

Cannabis sativa C30/200: Se o penis estiver inchado, resultado de uma inflamação, e a


uretra pode ser palpada, em combinação com Acidum nitricum C30/200 e Hepar
silfuris C30

 Testículos: (feridas e inflamação)


Contusão testicular: Clematis C30/200

Depois de um chuto ou golpe para os testículos: Aurum metallicum C200

Orquite (inflamação dos testículos):

Pulsatilla C200: mais à esquerda, bastante dolorosa ao se sentar à noite. Muitas vezes,
como resultado da papeira (parotidite epidêmica).

Arsenicum album C30/200: muito dolorosa, edematosa, frio de qualquer forma piora, a
dor piora à noite com grande inquietação.

Carbo vegetabilis C30/200: membros/extremidades geladas, indigestão com dificuldade,


flatulência.

Staphisagria C30/200: mais à esquerda, muito doloroso, piora quando caminha e com
contacto.

70
 Defeitos mentais e retardo de nascimento
Retardo de desenvolvimento e defeitos

Testículos subdesenvolvidos em crianças fracas: Aurum metallicum C200/1000

Testículos que não desceram: Aurum metallicum (C200-até C10000)

Hidrocele testis de nascimento (hidrocele na pele do testículo): só Rhododendron


C200

Em geral: hidrocele testís: Apis/Apsin C200 ou Abrotanum C200

Hidrocefalia em bebés (Água no cérebro) - e na infância: Helleborus C200

Criança ainda não gatinha: Mercurius solubilis C30

Criança só gatinha, embora já poderia caminhar: Barium carbonicum C30/200

Displasia do quadril de nascença (causa: falta de espaço durante a gravidez, partos


seguidos, posição da pélvica, parto prematuro, muito pouco líquido amniótico) Sintomas:
dobras cutâneas assimétricas. Diferença no comprimento das pernas, dificuldade em
afastar as pernas: Calcium carbonicum C200, Sílicea C200

Intolerância à lactose:

O remédio da constitução e uma vez entretanto TuberculinumC1000

Estenose pilórica:

Calcium carbonicum C200 : vômito azedo, vomita leite azedo, aversão ao leite materno,
preguiçoso para mamar, adormece ao beber, embora aumenta o peso.

Cuprum metallicum C200: vômitos violentos e convulsivos, polegar dobrado. Estranha,


medo quando alguém se aproxima. Corpo, mãos e pés frios. Pálido - pele azulada.
Cólicas abdominais, começa com o polegar dobrado. Grita antes das cólicas. Gargareja e

71
borbulha enquanto bebé.

Nux vomica C200: A causa é muitas vezes: medicamentos, stresse, nervosismo. (Típico
no lactnete Nux vomica: Criança que só grita, insatisfeita, irritada, impaciente.
Hipersensibilidade para quaisquer impressões externas, tais como luz, barulho, etc.
Friorenta.Vomita o leite materno. Piora durante e após a amamentação, frio. Melhora
depois de vomitar, defecar, calor e descanso).

Sílicea C200: vomita o leite coalhado, vômitos acompanhados de soluços, arrotos. Não
gosta de leite materno. Recusa-se a bebe-lo.

Sanicula C200: o bebé vomita de imediato abucdante logo após beber o leite . Este é o
medicamento mais importante!

Torcicolo de nascimento (torcicolo):

Calcium carbonicum C200: fraqueza no pescoço, tem dificuldade em manter a cabeça


ereta.Barulho no pescoço. Durante o parto, possivelmente, alongamento do pescoço ou
virada brusca da cabeça.

Lycopodium C30/200 Puxa a cabeça para a direita ou para a trás, o respetivo lado do
pescoço é duro e inchado (devido ao mal posicionamento intra-uterino). (Típico no
lactente Lycopodium: chora, criança gritona, parece velha, testa enrugada. Para após
alguns goles de beber e bebe muito ar, fica com muita flatulência, ruídos e inchaço no
estômago, flatulência, cólicas, estômago sensível à pressão, não suporta nada justo ou
apertado. Não gosta de nenhuma massagem abdominal. Dá preferência à mama direita.
Melhora depois de flatulências e arrotos. Agrava muito das 16 - 20 horas. Em caso de
nariz entupido e corrimento nasal, esfrega constantemente o nariz com o punho ou na
roupa da mãe).

Rhus toxicodendron C200: encurtamento e endurecimento dos músculos do pescoço.


Inquieto, movimenta constantemente as pernas. Piora com frio e calma, melhora com
movimento e calor. (Típico lactente. Rhus toxicodendron: inquieta, quer ser movida,
movimenta constantemente as pernas. Desperta, quando é colocado na cama fria. Priora
à noite, humidade, frio e sossego).

Quando nas meninas apenas uma mama se desenvolve: Barium carbonicum

72
Estridor laríngeo congênito (suavidade da cartilagem da laringe: contínuo som
respiratório como numa laringite): Cuprum metallicum C200

Inchaço das glândulas mamarias, duras, nódulos em recém-nascidos: Chamomilla


C200, Belladonna C200 (normalmente vermelho, quente, mais para a direita), , Bryonia
C200 (Típico lactente Bryonia: apático, fica deitada quieta, quer que a deixe em paz, fica
irritada e com raiva quando é perturbada. Fezes duras e secas, esvazia com dificuldade,
prisão de ventre. Agravamento através do menor movimento e calor, melhora com frio,
pressão, calma).

Hérnia inguinal de nascimento:

Aurum metallicum C200/1000: no lado direito. Criança acalma-se através da música.


Perturbação do sono devido a resfriados desde do nascimento. Possivelmente. Testículos
que não desceram.

Lycopodium C30/1000: no lado direito. Criança chorona, parece velha, testa enrugada ,
Cólicas intestinais com gases (16 - 20h), rinite infantil (esfrega o nariz).

Nux vomica C1000: No lado esquerdo. Dolorosa, espremida para fora pelo choro.
Criança nervosa, Cólicas intestinais com gases (movimenta as pernas como no ciclismo
durante as cólicas).

Sílicea C200: hérnia dolorosa. Assustada com barulhos. Mãos e pés frios, suor frio nos
pés. No seguidamente do nascimento prematuro ou falha/erro no nascimento/parto.

Belladonna C200: hérnia muito dolorosa, forte sensibilidade quando tocada, chora ao ser
tocada. Saída do saco da hérnia e também em hérnia estrangulada. (Lactente típico
Belladonna: violenta e súbita intensidade dos sintomas físicos e psiquicos. Inquietação,
irritabilidade, agressiva. Hipersensibilidade para todas as impressões sensoriais (ruídos,
luz, etc), desperta assustado com o menor ruído. Reage ao menor estímulo ou toque.
Chora e grita. Precisa de calmar. Muitas vezes: sobe o sangue à cabeça, o rosto
vermelho e quente, olhos avermelhados, pupilas dilatadas, extremidades frias. Enterra a
cabeça no travesseiro, sacode ou rola a cabeça.

Thuja C200: No lado esquerdo. Saída do saco da hérnia é espremido pela gritaria.
(Lactente típico Thuja: Aversão ao toque, estranha as pessoas, emagrecimento, tem
dificuldade de aumentar o peso, desagradável odor corporal, excessivo crescimento de
cabelos no corpo. Muitos hemangiomas, sinais de nascença. Muitas vezes agrave
inflamação crônica e persistente nos olhos. Geralmente piora por causa da humidade e
frio, melhora com calor).

73
Incontinência - Encoprese:

Crianças que não conseguem segurar bem a urina durante o dia: Gelsemium C200

Incontinência urinária durante a sesta diária: Belladonna C200 (único medicamento)

Enurese em crianças, que tem tendência a masturbação frequente: Staphisagria C200

Crianças com evacuação involuntária durante o sono: Arnica C30/200

Evacuações involuntárias durante o dia: Aloe C200

Diarreia com evacuação durante o sono Aranea diadema C200

74
 Inflamação das vias urinárias:
Sarsaparilla C200: Em 40% a 50% dos casos é o primeiro remédio na cistite. Típico:
dores com ardor após ter urinado. Urinar frequente com muita urina. Também
acompanhado de dores enquanto urina. A urina pode ter sangue (devido a areia ou
cálculo vesical). É o melhor remédio para remover pedras na bexiga. Ao urinar sensação
de passagem de ar pela uretra.

É o primeiro remédio em bebés e crianças pequenas. A criança chora antes e enquanto


urina, também Borax C200, Lachesis C30, Lycopodium C30/200, Nux vomica C200.

(o melhor remédio para se dar a seguir a Sarsaparilla é Nux vomica, sobretudo quando
o paciente quer calor na barriga e na zona genital. O remédio a seguir a Nux vomica é
Equisetum.

Cantharis C30/200: Cistite: Vontade de urinar permanente e insuportável, com cólicas


dolorosas na bexiga, dores antes, depois e enquanto urina (por vezes: sensação de
volúpia na vagina, os rapazes puxam o pénis).
Dores violentas, cortantes e com ardor na bexiga, uretra e eventualmente nos rins. Urina
misturada com sangue. Dores na bexiga, piora ao beber pequenas quantidades – um
único gole é o suficiente. Urina em pequenas quantidades. Pior quando está de pé ou ao
andar, melhor deitado de costas e sossegado.

Dulcamara C200: Infecção das vias urinárias: Retenção da urina devido à infecção da
bexiga em jovens. Problemas surgem após estar sentado à noite à beira da água.
Infecção da bexiga devido a frio húmido, que vai subindo.

Equisetum C200: Semelhante a Cantharis C30/200, com mais muco na urina. Vontade
de urinar constante, liberta muita urina. A urina é menos quente que em Cantharis.
Equisetum também é um excelente remédio na enurese.

Staphisagria C30/200: Ardor contínuo na uretra, melhorando durante o urinar mas


agravando-se novamente a seguir a ter urinado. Insistência em urinar sem sucesso.
Insistência e dores após ter urinado, sensação de não ter esvaziado completamente a
bexiga. Fica sentada durante horas na casa de banho. Chega-se ao remédio
frequentemente pelas causas emocionais, por exemplo, repressão emocional,
humilhação, insulto.

Nux vomimca C200: Cistite com vontade de urinar mas sem sucesso. Insistência
convulsiva e infrutífera. Ao urinar comichão na uretra e dores no colo vesical. Melhora
com calor, quer bebidas quentes.

Pulsatilla C200: Um dos remédios mais importantes em infecções das vias urinárias
em crianças pequenas. Provocado normalmente por arrefecimento dos pés. Após urinar
dores espasmódicas no colo vesical, que irradiam para a bacia e para as coxas. Vontade
frequente mas quase infrutífera para urinar, com dores cortantes. Pior deitada, melhor ao
movimentar-se. Sem sede, mas obriga-se a beber.

75
Aconit C1000: infecção aguda do trato urinário na fase inicial: a criança agarra os seus
genitais, chora, grita e muito irritado e inquieto. (Típico lactente Aconit: medo, grande
inquietação, grita e chora em pânico, não pode ser acalmado. Problemas respiratórios,
respiração ansiosa, respira mais acelerado, palpitações cardíacas, taquicardia, agrava
com a solidão, música, ruído, melhora ao ar livre, em sociedade, compressas frias.
Causas: susto/medo da mãe ou da criança, a separação da mãe, choque no parto, parto
rápido ou traumático, cesariana, vento frio, correntes de ar frio, resfriado.

Lycopodium C30: flatulência durante a micção. A criança chora e grita no momento da


vontade de urinar. Súbita vontade de urinar, mas tem que esperar muito até que a urina
corra.

Esquema de tratamento:

Assim que surgem sintomas de uma infecção urinária, como primeiro remédio dar
Sarsaparilla C200 Depois segue-se frequentemente Nux vomica C200 (ver em cima).

Mas se as queixas são muito graves e o ardor antes, durante ou depois de urinar queima
como fogo ou como uma faca, então o primeiro remédio é Cantharis C30/200

76
 Abcessos – furúnculos – carbúnculos – úlceras:

Belladonna C200: Primeiro remédio: Sem pus, vermelho, duro, quente, pulsante,
sensível ao toque (quando surge pus, Hepar sulfuris C30 é frequentemente o remédio
que se segue).

Apis/Apisin C200: Na formação de edema. É bom a seguir a Belladonna C200 em dores


em forma de picada e inchaço edematoso da pele. A pele está quente, vermelha e
edematosa ou pálida, cerosa. Grande sensibilidade ao toque. Melhora com o frio e
destapar. Pior à noite, no calor da cama, com calor, até mesmo bebidas quentes
agravam.

Hepar sulfuris C30: Abcessos e úlceras, que são muito sensíveis ao toque e ao frio. O
paciente gosta de os tapar.
Panarício e outras supurações nos dedos e unhas com dores latejantes e ardor quente.
Pele com impurezas e tendência para furúnculos e acne dolorosa.
As feridas saram devagar, todas as feridas formam pus, deficiência de granulação.

Mercurius solubilis C30: Panarício com pus amarelo esverdeado e com sangue. Dores
piores durante a noite.
A ferida sara com dificuldade, tudo forma pus.
Granulação mal cheirosa, que sangra ao ser retirada.
A ferida sangra em todas as mudas de ligaduras e expele pus verde e mal cheiroso.

Silicea C200: A ferida sara com dificuldade, cicatrização deficiente, formação de quelóide
(= cicatrizes hipertróficas), deformações após operações, até pequenas feridas formam
pus. Abcessos são menos dolorosos, duros, os bodos e os tecidos circundantes ainda são
mais duros (duros como pedras) e dolorosos (Hepar sulfuris é ao contrário).
Para provocar a abertura de abcessos devem ser dadas potências baixas (por exemplo
C6), para reabsorver devem ser administradas potências altas (C200).

Cuidado: Não administrar Silicea quando existem implantes!!! (Implantes dentários,


articulações artificiais, parafusos, pacemaker).

Cuidado! Silicea não pode ser administrada antes e depois de Merc-sol, é sempre
necessário administrar um remédio entre os dois, por exemplo Sulphur!!!

Formação de abcesso ou formação de nódulo muito duro após injecção (Ledum C200).

Eczema após vacinação (Mezereum C200), formação de nódulo – ou de abcesso no local


da vacina.
Estados purulentos ou ulcerosos que saram muito lentamente. Em todos os ferimentos
surgem secreções. As secreções são ralas, provocam ferida e cheiram mal, provocam
comichão na pele circundante. Sensação de frio na úlcera.
Comichão pior à noite.
Unhas dos pés encravadas.
As glândulas incham não são dolorosas mas dão comichão.

77
Calcium sulfuricum C30: Este remédio está indicado quando após a abertura do
abcesso, o pus começa a sair. Secreções com pus grosso, amarelo, com grumos, com
sangue. Abcesso com formação de pus contínua, formação de fístulas.
Eczema com crostas grossas e amarelas, que apresentam muitos pontos de pus.
Feridas crónicas que não saram e que expelem uma secreção permanente.

Devido à tendência para formação de pus é aconselhável evitar leite e derivados do


leite, pois consegue-se uma cura melhor e mais rápida!

SulphurC30: A ferida sara mal e devagar, tendência para a formação de pus.


Furúnculos dolorosos no assento, extremidades, axilas, nuca; secos, dolorosos, com
secreção escassa.
Úlceras com crostas, pulsantes, com bordas elevadas e inchadas, sangram com
facilidade, com borbulhas à volta (Hepar sulfuris). Dores em forma de picada e
repuxando, secreções escassas e com pus muito mal cheiroso.

Pele outros problemas

Furúnculo extremamente rígido: Anthracin C200

Urticária do frio: Dulcamara C200, Allium sativum C200

Urticária crônica em criança: Copoiva C200

Absesso nas glândulas transpiratórias: Ácidum nítricum C200

Impetigo contagiosa: Antimonium crudum C200

Manchas azuis (hematoma) permanecem invulgarmente longo: Acidum sulfuricum C200

Acne em crianças pequenas: Acidum fluoricum C30/200

Acne do recém-nascido não tratar!

Hemangioma de nascência: Calcium fluoricum C30 2 meses ou mais de tratamento (2


vezes por semana 1 globulo C30 debaixo da língua)

Ferida entre o saco dos testículos e as coxas: Mercurius solubilis C30, Hepar sulfuris
C30, Natrium carbonicum C30/200. Local farinha de milho.

78
 Herpes labial:
Natrium muriaticum C200:
Na zona do lábio inferior e do maxilar inferior. Pequenas bolhas que causam ardor e são
brancas, claras e sensíveis ao toque. Agravamento por exposição ao sol, na presença de
infecções e antes do período.

Rhus toxicodendron C200:


Bolhas pequenas, vermelhas, que causam comichão e ardor e formam pus. Melhora com
o calor, com um banho quente ou muito quente e com o movimento. Agravamento à noite
e em tempo frio e húmido. É o primeiro remédio a utilizar no surgimento das pequenas
bolhas com febre. É também o primeiro remédio quando surge a varicela.

Sepia C30:
Bolhas com pele fissurada e secreções ácidas na zona do lábio superior. Erupções
frequentes e periódicas, na Primavera ou antes da menstruação. Melhora com o calor e o
esforço físico. Agravamento à noite e com o ar fresco ou frio.

Apis/Apisin C200:
Pequenas bolhas nos lábios, nas pálpebras ou em qualquer parte do corpo, que causam
ardor, comichão, edema e são quentes e com coloração rosa. Ao redor a pele está
vermelha e inflamada. Causa perda de sede e inquietude. Agrava-se ao mínimo toque
ou calor e melhora com o frio localizado.

 Herpes Zoster:
Mezereum C200:
É o melhor remédio tanto para as bolhas como para as dores. Para a prevenção de
nevralgias residuais. As nevralgias são acompanhadas com sensação de frio. Recusa de
calor localizado ou calor na cama.

Ranunculus bulbosus C30/200:


Em casos de zoster intercostal. As dores agravam-se com alterações climatéricas e
humidade. Melhoria após suar ou dormir. A dor é forte mesmo antes da erupção das
bolhinhas azuladas.

Arsenicum album C30/200:


É o principal remédio quando existe nevralgia ou gangrena. Dores ardentes que
melhoram em contacto com o calor. Agravamento à noite com inquietude e medo e
agravamento também com o frio e o movimento. As bolhinhas causam ardor e comichão,
e poderão criar pequenas úlceras de um cinzento escuro.

Em caso de dores nevrálgicas residuais, quando já estão a terminar os sinais na pele, dão
bons resultados, em especial, os remédios Arsen e Mezereum.

79
 Vacinas e consequências das vacinas:

Silicea C200: Imediatamente após qualquer vacina, 1 glóbulo debaixo da língua.

Mezereum C300: Surgimento de um eczema no local da vacina. Também eczema e


erupção com comichão em consequência da vacina.

Ledum C200: se o local da vacina se inflama e incha

“Nunca vacinar uma criança que apresente sinais de doença, (febre, tosse, constipação”).

Nunca deixar impingir uma vacina contra a varicela ou a gripe!!

80
 Dores de crescimento:
O remédio mais importante é: Calcium phosphoricum C200 (dores durante a noite
quando se verifica um crescimento demasiado rápido, se melhora com aplicações
quentes, é o remédio principal l!!!!)

Calcium carbonicum C30/200: Dores nas partes inferiores das coxas, sobretudo da
barriga das pernas após esforço físico.

Mercurius solubilis C30: Dores nos ossos durante a noite, agravando-se com o calor.
Tem que se levantar e andar de um lado para o outro.

Aurum metallicum C300: Dores perfurantes durante a noite na tíbia (= cana da perna),
pior ao esticar a perna, melhoram com movimento.

Phosphorus C200: Pior durante a noite, melhora esfregando, com massagens e calor.

Calcium phosphoricum C200: medicamento mais importante: dores durante a noite,


especialmente abaixo do joelho, na área da tíbia

Guajacum C200: necessita esticar-se sempre, como se o músculo fosse muito curto.
Deseja maçãs. Piora com calor e contacto, melhora com aplicações frias no local.

Acidum phosphoricum C1000: crescimento muito rápido. Tem muita sede, deseja suco
(sumos).

81
 Verrugas:
Antimonium crudum C200: Verrugas duras e com saliência em forma de espinho,
sobretudo na sola dos pés (corniformes e duras).

Dulcamara C30/200: Verrugas muito grandes com forte sensibilidade.

Causticum C200: Um dos remédios mais frequentes. Verrugas mais frequentes nas
mãos, ou à volta das unhas, neste caso são duras, corniformes, serrilhadas. Também
podem ser moles e salientes. Localizadas igualmente na cara, sobretudo no nariz e nas
pálpebras.

Moluscos que surgem após se ter frequentado piscinas. É muito importante tomar um
duche muito completo de todo o corpo eliminando assim de forma mecânica os vírus.

Os remédios mais importantes para as verrugas causadas por moluscos após ter
frequentado uma piscina são: Dulcamara e a seguir Thuja C200. Também Calcium
phosphoricum C200, Sepia C30 e Silicea C200 são frequentes.

Thuja C200: Solitárias, grandes, às vezes verrugas húmidas, planas ou salientes, um


pouco de sangramento no anus – na região genital, no tronco, no joelho, na face e
geralmente no nariz e, especialmente, na narina esquerda, e no queixo .

Causticum C200: Grande, calosidade, larga, plana e dura, também molhada e saliente,
pequena e carnuda. Elas sangram com facilidade e tendem a inflamar com pus. Verrugas
na narina direita ou na ponta do nariz, pálpebras, pescoço, calosa no tórax e abdômen e
especialmente na raiz da unha ou num canto da unha, na ponta dos dedos. Calosidades
dolorosas nos pés. (Típico lactente Causticum: puxa a cabeça para a direita, torcicolo,
fraqueza, músculos hipotônicos, pernas inquietas, cãibras musculares. Pior quando
arrefece/frio)

Ácidum nítricum C30/200: verrugas húmidas, como couve-flor, duras ou moles, grande,
inflamada, com dores agudas, piora à noite, com secreções podres e sangramento ao
toque. Nas solas dos pés, nos lábios e nas mãos com cor impressionantemente amarela.
Muitas vezes, com coceira. Nos genitais femininos, ânus, pálpebras, cantos dos olhos.
(Típico lactente Acidum-nitricum: aborrecida, irritada, especialmente pela manhã,
hipersensível, sensível ao barulho e ao frio, fraqueza, urina cheira forte (urina de cavalo).
Suor com cheiro desagradável, urina, secreções da boca, etc. Melhora quando anda num
carrinho de criança ou carro).

Natrium muriaticum C200: duras, verrugas calosas nos cantos das unhas e nas pontas
dos dedos, nas palmas das mãos, lábio superior. As verrugas salientes e lisas, sensíveis
à pressão e ao toque.

82
Dulcamara C200: verrugas rígidas/duras, carnudas, geralmente em grupos, também
podem ser grandes e pedunculadas. Especialmente na ponta dos dedos e palmas das
mãos, muito grandes, com alta sensibilidade. Piora com lavagem com água fria.

Antimonium crudum C30/200: verrugas profundas, rígidas, pontiagudas, especialmente


nas solas dos pés, e muito dolorosa verrugas nos dedos - e nos pés.

Roe as unhas até sangrar (até as unhas dos pés): Medorrhinum C1000 , Arum
triphyllum C30/200

Trombocitopenia (deficiência de plaquetas ): Crotalus horridus C30 1 vez por semana

Mononukleose = (Epstein – Barr – Virus) com sintomas de sonolência Carcinosinum


C1000, depois 4 tomas de Acidum Phosphoricum C1000 na distância de 2 dias

Piolhos: Sabadilla C200, também dissolvido em água e enxaguar os cabelos.

83
Informação sobre alguns remédios homeopáticos importantes
Abrotanum C200: emagrecimento do recém-nascido apesar do enorme apetite. Rosto de
aspecto envelhecido, corpo emaciado, desnutrido. Criança irritável, zangada, medrosa
que dá a sensação de esfomeada. Estenose pilórica congénita (obstrução congénita do
lúmen gástrico). Atraso na cicatrização do umbigo com extravasamento de sangue e
líquido seroso, e formação de úlceras no umbigo.

Absinth D2: Infecção inicial ou catarro com sensação de resfriado mas ainda sem
sintomas claros. Neste sentido, deve-se tomar Absinth no início de uma constipação, de
duas em duas horas, 2 glóbulos colocados debaixo da língua até nos sentirmos melhor.

Acidum phosphoricum C200/1000: dores de crescimento, devido ao rápido crescimento


em comprimento. Grande fraqueza a nível emocional, com alargamento progressivo para
o nível espiritual e físico. Apresenta história prévia com problemas de preocupação, não
exterioriza essa mesma preocupação. Apresenta muitas vezes problemas de sofrimento
anteriores. Interioriza e carrega a tristeza sempre com ela. Indiferença, auto-isolamento.
Quer ser deixada sozinha. Cansa-se facilmente, perde de cabelo. Esquecimento e
memória fraca. Tem apetite por frutas e coisas suculentas. Substância indicada para
toxicodependentes, que em fases inactivas de consumo apresentam este quadro de
exaustão. Também indicado para esgotamento total após uma doença grave.

Aconit C1000 ou C10.000: É o primeiro remédio em todas as formas de choque ou


susto (acidente de automóvel, ser mordido por um cão, tremor de terra, etc.)
A pessoa fica paralisada pelo susto. Muito medo, grande inquietude, ao anoitecer, durante
a noite e em sítios quentes tudo se agrava.
Também estados febris agudos desencadeados por vento frio, o paciente encontra-se
inquieto, com medo, medo de morrer. A doença atinge o paciente como uma grande
tempestade.
Na tosse de cão é o primeiro remédio quando a criança tosse durante a noite, quando a
criança acorda, se senta na cama e está extremamente inquieta.
Na sequência dum choque. Queixas surgidas na sequência de um choque emocional,
uma catástrofe, um acidente – mesmo quando acorreram muito tempo antes (Opium), a
pessoa continua a sentir o choque e tem medo de um novo acontecimento assustador
(Opium).
Reacção de pânico aguda. Sente medo no meio de uma multidão ou em espaços
pequenos (Argentum nitricum, Stramonium), em espaços grandes e abertos, no
escuro, em túneis (Argentum nitricum, Lycopodium, Stramomium) e no avião.
Medo da morte (Arsenicum album), pânico, acompanhado de batimentos cardíacos,
vermelhidão e calor na cara, respiração pesada ou hiperventilação, grita. Como paralisada
pelo choque (Gelsemium), tem necessidade de companhia. Mal se consegue acalmar: a
criança rói os punhos, geme e grita.

Recém-nascido: Indicado na sequência de um nascimento traumatizante em hipóxia pré-


natal ou pós-natal, asfixia. Também ajuda nas sequelas de apatia ou coma (Opium),
convulsões nos recém-nascidos, perturbações nos movimentos ou apneia (= falta de ar).
Anúria (= ausência completa ou quase completa de urinar) (Apis/Apisin, Arsenicum
album, Cantharis, Causticum, Lycopodium).

84
Lactentes: Inquietude e medo (Chamomilla) como consequência de um trauma pré-natal
ou perinatal. O bebé grita quando é tocado (Arnica, Mercurius solubilis), anda com a
cabeça às voltas (Cuprum metallicum, Tarantula), morde os dedos (Arum triphyllum)
ou mexe a língua constantemente (Clematis, Opium, Stramonium), para se acalmar
gosta que andem com ele ao colo depressa (Arsenicum album).

Crianças: Na escola, as crianças têm dificuldade em se concentrar na escrita, roem as


unhas (Arum triphyllum, Barium carbonicum, Medorrhinum, Veratatrum album) e
balbuciam (Arsenicum album, Lachesis, Nux vomica, Veratatrum album) ou
gaguejam.
Quando ocorre uma picada de vespa na boca é um bom remédio de socorro
(Apis/Apisin, Belladonna).

O adolescente: Como sequela de um choque ou de uma experiência de proximidade


com a morte (acidente grave) ataques de pânico com batimentos cardíacos e cara
vermelha, tonturas, tremores, falta de ar, transpiração abundante e sensação de
formigueiro. Frequentemente logo após ter adormecido ou depois da meia-noite.
Medo de andar de avião ou claustrofobia, por exemplo em elevadores (Argentum
nitricum) ou no meio de uma multidão.

Acidum nitricum C30 (Ac-nit): Acção privilegiada sobre as zonas de contacto da pele
com mucosas. Fissuras, bolhas, úlceras, que sangram com facilidade.
Cortes nos cantos da bola, fissuras no ânus, cortes no nariz, em qualquer sítio, onde
existe contacto entre a pele e mucosas.
Também estomatite com fluxo de saliva que apresenta sangue, que provoca feridas e
cheira mal.
Fissuras no ânus com dores dilacerantes no ânus, melhorando com aplicações quentes.
Balanite (= Inflamação do prepúcio em combinação com Hepar sulfuris).

Acidum sulfuricum C30 (Ac-sulf): Aftas na boca quando a criança prefere beber
bebidas quentes em vez de frias.
Hematoma persistente, leva muito tempo a desaparecer.
Assaduras com zonas abertas como aftas no rabinho.
Odor corporal ácido a seguir ao banho. Fezes aquosas, apresentado um cheiro ácido ou a
ovos podres.

Aethusa C200: Intolerância ao leite materno e ao leite  vómitos e diarreia.


Quando a mãe dá demasiado alimento ao lactente, porque corre logo a amamentar o
bebé quando este chora, pois pensa que ele tem fome.
 Durante a primeira semana de vida, dar de mamar ao bebé sempre que ele quiser,
a partir da segunda semana, de três em três horas, deixar mamar durante 10
minutos num peito e depois outros 10 minutos no outro peito. Entretanto apenas
dar chá de funcho ao bebé, pois caso contrário está-se a dar demasiado alimento
ao bebé.

85
Agaricus (C200) (Agar): Atraso no desenvolvimento. Dificuldades na aprendizagem,
desajeitado, imprudente (desconhece a sensação de perigo), hiperactivo. Contracção e
estremeçimento de alguns músculos: faz caretas, tiques (por exemplo, tique nos olhos).
A criança fala como se falasse uma língua estrangeira, os pais não a entendem.
Perda de controlo no plano físico em consequência de repressão de impulsos, raiva,
cólera, tiques, convulsões, desajeitado, comichão, etc.
Dependente e com pouca força de vontade. Esforça-se por satisfazer as expectativas dos
outros (Barium carbonicum, Pulsatilla).
Fazem troça dele com frequência, sente-se diminuído, demasiado pequeno (Barium
carbonicum), sem valor, incapaz.
Fala muito, saltando de um tema para outro. Apresenta uma alegria tola, abraça, beija as
mãos. Tortura as pessoas com as suas queixas.
Não tem sentido do perigo, sem medo, imprudente, audaz, impulsivo. Síndrome
hipercinética. Raiva maldosa, aumento da força corporal (Belladonna, Hyoscyamus).
Fere-se a ele próprio. Fica furioso quando se riem dele.
Ilusão dos sentidos: Engana-se no tamanho dos objectos, dá passos demasiado grandes.
Consequência de consumo de drogas: alterações psicóticas devido ao consumo de
drogas ou álcool. Estado após “má viagem”. Confusão mental. Sonhador, não sabe o que
é real. Canta e fala sem nexo, muda constantemente o tema mas não responde.

Recém-nascido: Síndrome Alcoólica Fetal e nistagmo congénito (= movimento pendular


dos músculos oculares).

Lactente: Atraso no desenvolvimento com controlo deficiente da cabeça e postura


assimétrica (= a cabeça é puxada lateralmente para os ombros). Movimentos convulsivos
(Belladonna, Opium, Stramonium) com a cabeça ou extremidades, anda com a cabeça
às voltas (Belladonna) ou roda os olhos (Calcium carbonicum, Cuprum metallicum ,
Magnesium phosphoricum , Nux vomica).

Criança: Atraso no desenvolvimento (Barium carbonicum, Calcium carbonicum,


Calcium phosphoricum, Cuprum metallicum, Phosphorus) atraso na fala ou andar
(Barium carbonicum, Calcium carbonicum, Calcium phosphoricum, Carbo
vegetabilis, Causticum, Natrium muriaticum, Sanicula, Silicea). De compreensão
lenta (Argentum nitricum, Barium carbonicum, Calcium phosphoricum, Sulphur).
Crianças com atraso de desenvolvimento ao nível psicomotor. (Agararicus, Bufo rana,
Calcium phosphoricum, Carbo vegetabilis, Causticum, Medorrhinum, Mercurius
solubilis, Zincum metallicum) por exemplo devido a um parto traumático ou
meningoencefalite. Problemas de coordenação: A criança é desajeitada, deixa cair as
coisas (Apis/Apsin, Capsicum), tropeça ao andar (Causticum, Ipecacuanha), dá
passos errados ou demasiado altos, como se tivesse que passar por cima de um
obstáculo. Remédio importante na ataxia (= problemas de coordenação) (Alumina),
quando excitada a criança começa a gaguejar (Causticum), após fazer esforços a fala
começa a ser imperceptível ou com erros.
Apresenta frequentemente um eczema de contacto à volta da boca.
Frieiras, agravamento no frio (frieiras agravamento com calor = Pulsatilla).
Dores de crescimento na parte inferior da coxa (Aurum metallicum, Calcium
phosphoricum, Guajacum, Mercurius solubilis, Acidum phosphoricum).

O adolescente: Desejo forte de álcool, desejo excessivo de sexo.


“Cotovelo de tenista” (Rhus toxicodendron, Ambra).

86
Alfalfa (D6): Falta de apetite, administrar 3 x 1 glóbulo até apresentar melhoras.

Allium cepa C30: (All-cepa) Muco aquoso que provoca feridas, agravamento no calor,
melhora no frio (ao ar livre). Corrimento de lágrimas suave ou que provoca feridas,
ataques de espirros, sobretudo ao entrar num espaço aquecido. Também indicado na
febre dos fenos. Olhos vermelhos com sensibilidade à luz e comichão, ardor e picadas.
Lábio superior e aberturas do nariz com assaduras.

Aloe C200: falta de controlo sobre o esfíncter anal, o que leva a sentimento de
insegurança rectal e sensação de ânus aberto. Flatulência acompanhada de saída de
fezes.

Alumina C200 (Alum): Obstipação nos lactentes, quando passam a ser alimentados
com leite em pó. Também é possível que apresentem fezes moles, mas que são difíceis
de expelir. (3 x por dia 1 glóbulo durante 3 – 4 dias).

Amonium carbonicum C200 (Am-carb): o nariz dos lactentes ou das crianças está
durante a noite totalmente obstipado, de manhã continua também obstipado.

Amonium jodatum C200 (Am-jod): Numa bronquite em que o peito está cheio de muco
que não consegue ser expelido (bom em combinação com Antimonium tartaricum,
Phosphorus e Spongia), sendo suficiente colocar 2 x 1 glóbulo diáriamente debaixo da
língua.

Anthracin C200: carbúnculos e furúnculos extremamente duros.

Antimonium crudum C200 (Ant-crud): Impetigo contagioso (= infecção da pele com pus
e formação de crostas) frequentemente à volta da boca mas também se pode encontrar
noutras partes do corpo.
Verrugas duras nos dedos.
Unhas deformadas ou unhas grossas.
A criança pode entrar num estado em que fica praticamente histérica, porque não quer ser
tocada ou que olhem para ela.

Antimonium tartaricum C200 (Ant-tart): Bronquite nas crianças com muco e com
farfalheira audível e sem força para expelir o muco através da tosse. Tosse húmida e com
farfalheira. Excelente remédio em combinação com Phosphrous, Spongia,
Ipecacuanha, Natium muriaticum und Hepar sulfuris (alternadamente com um destes
remédios).

Apis ou Apisin C200: Importante remédio de emergência, sobretudo em reacções


alérgicas (Picada de abelha, medicamentos). A pele encontra-se rosa, com calor e
inchaço, sensível ao toque, quer frio.

87
Primeiro remédio numa otite média aguda com dores fortes, quando a criança não
suporta calor no ouvido (oposto: Belladonna), ou seja: Apis e Ferrum phos
alternadamente (Belladonna e Ferrum phosphoricum alternadamente, quando a
criança quer calor no ouvido ou se deita sobre o lado que lhe dói).
Não tem sede ou se tiver apenas quer bebidas frias. Dores que ardem ou em forma de
picada.
Reacções alérgicas (por exemplo após picada de abelha ou medicamentos) com inchaço
dos tecidos muito pronunciado, cara inchada, inchaço das pálpebras, sobretudo da
inferior.
Nas inflamações da garganta, quando a úvula se encontra inchada como um saco de
água e em que bebidas frias melhoram (Arsenicum album é ao contrário).
Conjuntivite com edema em ambas as pálpebras, fotofobia.

Argentum nitricum C30/200 (Arg-nit): Conjuntivite, na qual o branco do olho fica como
um bocado de carne crua. Boa combinação com Pulsatilla.
Medo, flatulência devido ao medo.
Medo de exames: muito eficaz, quando na noite anterior ao exame se toma 1 glóbulo de
Argentum nitricum debaixo da língua e no dia seguinte 2 horas antes do exame 1
glóbulo de Strophanthus C30 também debaixo da língua.

Arnica C30/200: Após ferimentos, quedas, contusões, pancada com objecto não
cortante (cabeça, medula, testículos e outros).
Antes e após operações, antes e após extracção de dentes, parto. Sangramentos
dolorosos e ferimentos.
Rouquidão devido a esforço excessivo da voz.
Apoplexia eminente (cara vermelha, cabeça quente e corpo frio).
Problemas reumáticos em consequência de esforço muscular excessivo, humidade e
frio.
Cistite após cateterização da bexiga.
Defecção involuntária das crianças durante o sono: Arnica.

Arsenicum album C30/200 (Arsen): Crianças e adultos receosos e inquietos, grande


preocupação em relação a todas as coisas, medo de estar sozinhos, medo de ladrões. A
pior hora é por volta da meia-noite. Grande cansaço mas simultaneamente grande
inquietude mental e física. Geralmente: As dores são sempre com ardor, melhoram com
aplicações quentes. Sede de bebidas frias, o que no entanto, não é bem tolerado. Bebe
sempre em pequenos goles. A criança é muito arrumada, arruma as suas coisas de forma
espontânea, roupas sujas têm que ser mudadas imediatamente.
Intoxicação alimentar sobretudo se provocada por peixe ou salsichas/enchidos, alergia à
penicilina, em que surge comichão, melhora com aplicações quentes locais.
Muco aquoso e que corre, faz ferida, aberturas do nariz e lábio superior em ferida.
Lágrimas ardem e provocam ferida na pele das faces. Tudo piora ao ar livre e com o frio
(ao contrário de All-cepa). Espirros frequente sem se sentir aliviado. Na febre dos fenos
com estes sintomas também pode ser aplicado.
Diarreia, apenas faz pequenas quantidades, fica rapidamente exausto, rabo fica em ferida
(aplicar no local farinha maizena). Fezes cheiram a podre. Também diarreia e vómitos em
simultâneo, isto é, vomita ao mesmo tempo que bebe (Veratrum album ). Também
diarreia logo após ter comido ou bebido. Fica rapidamente desidratado.

88
Tosse com inquietude por volta da meia-noite, tem que se levantar, também tem o ataque
de asma à meia-noite, inquietude muito elevada, receoso, necessidade de se mexer,
apesar de estar exausto.
Eczemas que ardem e dão comichão, com agravamento à noite, a criança coça até fazer
sangue. Calor e aplicações quentes melhoram.
Na infecção da garganta, quando a úvula se encontra inchada como um saco de água e
beber bebidas quentes melhora (oposto: Apis/Apsin)

Arsenicum jodatum C30/200 (Ars-jod): Constipação aguda: Secreções aquosas, quentes


e que provocam ferida. Ardor doloroso do nariz e dos olhos. Espirra com frequência.
Agravamento sobretudo devido ao frio. (Preferencialmente aplicável na alergia ao níquel).
Constipação crónica. Secreções grossas e amareladas (como mel) ou amarelas -
esverdeadas, provocam ferida, sangram com facilidade.
Bronquite crónica: com muco abundante que se encontra agarrado e se solta facilmente.

Arum triphyllum C30/200 (Arum-t): Constipação aguda e com muco que faz ferida,
mucosas do nariz estão inflamadas, vermelhas de sangue e feridas, secreções líquidas,
fortemente irritantes e fazendo ferida. Aberturas do nariz com cortes, lábio superior
vermelho e em ferida. O paciente mete os dedos no nariz ou maltrata o lábio superior,
tenta arrancar a pelo do lábio superior. O nariz está entupido mas ao menos tempo tem
corrimento (Lycopodium).

Arundo D12: Rinite com comichão no nariz e sobretudo no palato (administrar 3 vezes ao
dia um glóbulo).

Aurum metallicum C30/200: Nariz constantemente entupido desde o nascimento.


Hérnia no umbigo ou virilhas, sobretudo do lado direito, assim como na criptorquidia (=
não houve uma descida correcta do testículo da cavidade abdominal (onde se desenvolve
na vida intra-uterina) para o escroto.
Dores de crescimento profundamente nos ossos à noite.
Na sequência de pancada nos testículos.

Baptisia C30/200: Tonsilite sem dor. Mau cheiro, saliva abundante, ulceração (a
tonsilite apenas é descoberta pela mãe por acaso, a criança não se queixa, saliente é
apenas a febre alta e o mau hálito).

Barium carbonicum C200/1000/10000: Lentidão. Tudo é demasiado pequeno (corpo,


alma e espírito). Órgãos genitais pequenos. Tem medo de crescer (adulto). Não quer ir à
escola. Ansiedade e medo. Chora muito e facilmente. Falta de memória.

Pode estar sentada durante horas sem fazer nada. Atraso na aprendizagem da fala e do
andar. Pânico noturno. Tímida e facilmente oprimida. Criança “parva”. De compreensão
lenta e limitada. Dislexia. Falta de interesse. Sem entusiasmo.

89
Belladonna (200): (Bell) Febre alta e que surge de repente, acompanhada de grande
calor, vermelhidão e ardor, mas com os pés e mãos frias. Tapar bem a criança pois
transpirar vai fazer baixar a febre. Nunca dar banhos frios ou arrefecer a criança
despindo-a!!!
Boa combinação com Ferrum phosphoricum (dar a partir de 39°). Queixas surgem na
sequência de ter apanhado sol, correntes de ar na cabeça (por exemplo, após ter cortado
ou lavado o cabelo).
Dores fortes, pulsantes, surgem e desaparecem subitamente, por exemplo dores de
ouvidos, dores de dentes, dores de garganta, luz e barulho são insuportáveis.
Ranger de dentes nocturno.
Luta contra o sono.
Tosse no primeiro sono, isto é, começa o tossir 5 minutos depois de adormecer.
Primeiro remédio numa otite aguda em combinação com Ferrum phosoricum, quando a
criança quer calor no ouvido (o contrário, ver Apis/Apisin).
Primeiro remédio em combinação com Ferrum phosphoricum no início de uma
inflamação da garganta, quando a garganta está vermelha. (Se a dor na garganta
começar durante a noite, então dar de imediato 1 glóbulo de Ferrum phosphoricum ).
Numa inflamação com pus: (ver Hepar ulfuris e Mercurius solubilis). É de salientar um
inchaço vermelho da garganta, a faringe está seca. Tem sede mas não consegue beber.
No início duma inflamação localizada, por exemplo, panarício com inchaço, vermelhidão
e dores pulsantes (Remédio seguinte: Hepar sulfuris).
A criança está irritada, inquieta, agressiva, morde, puxa os cabelos aos outros, enfia a
cabeça na almofada, bate com a cabeça em objectos (parede, portas, chão).
Na ocorrência de convulsão febril: 1º remédio no início de uma convulsão febril, durante a
convulsão Cuprum metallicum e a seguir à convulsão quando a criança está num estado
crepuscular: Helleborus. As células do cérebro nunca são danificadas por uma
convulsão febril, ao contrário da epilepsia. Após o 1º ano de vida são raras as ocorrências
de convulsões febris, uma vez que o mecanismo no cérebro que regula a temperatura já
está suficientemente desenvolvido.
Quando, numa inflamação da garganta com pus, surge um exantema = escarlatina,
Belladonna é o 1º remédio.
Quando as crianças têm febre nunca dar Brufen, apenas BEN-U-RON, (= Paracetamol).
Nunca dar banhos frios. Agasalhar bem a criança e o suor que se segue vai baixar a
febre. Deve beber bastante e nunca obrigar a criança a comer quando tem febre!!!
Cólicas dos bebés (nos primeiros três meses) muito fortes. As dores surgem
subitamente, na maioria das vezes no início da tarde, frequentemente desaparecem
novamente tão subitamente quanto surgiram. A criança fica com a cabeça muito
vermelha, dobra-se para trás (Dioscorea), e tem a barriga esticada e quente com muita
sensibilidade ao toque. Deitar de barriga para baixo e colocar a mão suavemente sobre a
barriga do bebé conseguem acalmar. Frequentemente ocorrem soluços compulsivos.
Enurese durante a sesta: apenas Belladonna.
Mastite (inflamação do peito), por exemplo durante o período de amamentar: sobretudo
no estado inicial, o peito está vermelho, inchado e sensível ao toque (Phytolacca,
Bryonia).

Bellis perennis C30/200: Lesão dos tecidos moles, glândulas (seios). Endurecimento,
nódulos, inchaço da mama após impacto. Hematomas nos músculos, na superfície
abdominal. Perda acidental de dente. Durante o período menstrual apresenta sensação
de esmagamento uterino. Contusão pélvica.

90
Consequências de parto difícil, pontapé na barriga da mulher grávida, movimentos fetais
bruscos, estase venosa pélvica na mulher grávida. Varizes dolorosas após esforço físico
ou duran-te a gravidez. Derrames sanguíneos localizados (“chupão”). Agrava: com frio.
Melhora: com calor. Se for tomado à noite, o medicamento pode causar insónia.

Borax C200: Medo de movimentos descendentes, por exemplo quando a mãe coloca a
criança no berço, carro, ou quando a deita para mudar a fralda, ela começa a gritar e
mostra ter medo. Cada movimento descendente provoca gritos.
Candidíase oral (placa esbranquiçada na língua e partes internas da bochecha): Ao
mesmo tempo colocar “Mel Rosado” (da farmácia, pois deve ser esterilizado) nas zonas
afectadas, várias vezes ao dia e também nos mamilos, (também tintura mãe de calêndula
diluída: misturar 5 gotas de tintura e 10 gotas de água e aplicar várias vezes ao dia nos
mamilos).

Bromum C30/200: Na bronquite, o muco encontra-se na garganta e obriga a criança a


pigarrear e a tossir (também Hepar sulfuris e Kalium sulfuricum). Beber leite piora a
tosse.
Nódulos linfáticos duros e inflamados. Processos que avançam lentamente sem
desenvolverem pus.

Bryonia C200: (Bry) O paciente está irritado, fica facilmente furioso, quer que o deixem
em paz, tem aversão a responder. Queixas na sequência de frio, essencialmente de frio
húmido, aborrecimentos, ofensas, raiva.
O mais leve movimento agrava as dores. Dores de cabeça atrás da testa, que se
agravam com todos os movimentos e com a tosse. O carácter das dores é como uma
picada, com ardor.
Secura das mucosas: lábios rebentados, boca seca, obstipação com fezes secas e com
o aspecto de queimadas.
Sede de bebidas frias, bebe grandes quantidades de uma vez, mas não bebe com
frequência.
Tosse seca, dura, atormenta com estrangulamentos e vómitos. Agravamento com
movimentos e entrar num espaço aquecido, segura na cabeça enquanto tosse. Queixa-se
de pressão forte directamente acima do esterno.
Primeiro remédio na tosse seca e eventualmente dolorosa.
Mastite (Infecção do peito, por exemplo enquanto se amamenta): O peito está pesado,
duro como uma pedra, quente e muito doloroso. Os peitos têm que ser apoiados, uma vez
que até o mais pequeno movimento é insuportável. Também quando se verifica um
congestionamento doloroso do peito provocado pelo leite. Outros remédios ver
Belladonna, Phytolacca.
Diarreia: Fezes que provocam ferida, com assadura do ânus, todos os movimentos
produzem diarreia, pior de manhã, frequentemente diarreia de Verão após ingestão de
frutas.

Calcium carbonicum C200/1000: Bebé de trato fácil. Transpira principalmente na cabeça


– região da nuca, durante o sono e após esforços, sendo o odor salgado ou azedo. Isto
causa frequentemente descoloração da almofada. Atraso geral do desenvolvimento.
Vulnerabilidade, fraqueza, passividade. Prisão de ventre sem razão. Barriga volumosa.
Diarreia, especialmente durante a erupção dentária. Frio - mãos e pés húmidos.

91
Susceptível a infecções, conjuntivite, resfriados infantis. Proble-mas com o leite, soluços,
candidíase oral (“sapinhos”), crosta láctea. Susceptível a infecções especialmente em
tempo frio e húmido. Pólipos.
Tímida. Medo de escuro e de muitas outras coisas. Medo de se ridicularizar.
Comportamento educado e dócil. Terrores noctur-nos. Range de dentes ou fala no sono.
Gosta muito de coisas que não precisa mastigar. Compreensão lenta.
Problemas na escola, fica rapidamente esgotada. Desastrada, desajeitada, lenta. Medo
de alturas.
Ideia central: medo (primordial), necessidade de procurar pro-teção, falta de auto-
confiança, fraqueza. Medo se ridiculari-zar.
Desejo de doces e ovos cozidos com gema mole, aversão à gordura.

Calcium phosphoricum C200 (Calc-phos): Dores de crescimento da criança (também


Guajacum, sobretudo se gostar muito de maçãs).
Quando a criança se queixa regularmente de dores de cabeça ou de barriga antes ou
depois de esforços específicos, especialmente antes ou depois da escola ou em situação
de testes. Dores de cabeça devido à escola, dores de barriga psicogênicas.
Em fractura óssea: primeiro Calcium phosphoricum durante 2 dias dissolvido em água,
depois 2 dias Symphytum para melhor formação de calo ósseo, ao todo repetir 2 ou 3
vezes.

Calcium sulfuricum C30 (Calc-sulf: após abertura de um abcesso ou de um furúnculo,


quando sai o pus.
Secreção purulenta do ouvido (mais em crianças calorentas), em combinação com
Silicea C200 (ver Hepar sulfuris C30)uris.

Calendula C30/C200: Tem o efeito de fazer estancar o sangue, favorece assim a


granulação na ocorrência de um ferimento e evita a infecção da ferida, por ex. após
extracção de um dente.
Feridas de rasgão - contusão com perde de tecidos, ferimento com arame farpado,
também feridas com pus como queimaduras ou após extracção de um dente. Dores
particularmente violentas, sensação de partido em bocados. Zona em volta da ferida
torna-se vermelha, picadas na ferida, excreções purulentas e abundantes (Hepar
sulfuris).
O tratamento local da ferida é feito com tintura mãe de calêndula diluída (misturar 5 gotas
de tintura e 10 gotas de água). Nunca tratar com pomadas, feridas resultantes de rasgões
ou contusão com perde de tecidos, pois o risco de infecção aumenta.
Nas aftas tratar localmente com tintura mãe de calêndula, também o mesmo na
ocorrência de gretas nos cantos dos lábios e em volta das feridas.
“Um caso típico para a utilização de Calêndula é: Quando durante o nascimento é
necessário fazer episiotomia (ou seja, uma incisão no períneo, área entre o ânus e a
vagina para facilitar a saída da cabeça do bebé) com dores insuportáveis, a paciente não
consegue dormir, as dores são como picadas de agulhas. Logo 2 horas depois da toma
de calêndula diluída em água de meia em meia hora, as dores estão melhores e a ferida
cura-se sem problemas”.

92
Cannabis sativa C200: cultura canábica C200:cistite aguda e uretrite. Dor intensa, piora
durante e especialmente após micção. Grande sensibilidade ao toque da uretra e do pénis
(só consegue andar com as pernas bem abertas). Micção frequente e em pequenas
quantidades. Dor uretral frequente com irradiação para a bexiga. Secreção uretral
purulenta, espessa e amarela, inchaço do orifício uretral, ereção dolorosa acompanhada
de excitação sexual, micção lenta e dolorosa (gota a gota) e com sedimentos.

Como consequência de uma inflamação da glande (balanite), devido a estreitamento da


abertura do prepúcio (fimose), pode levar a um inchaço geral de todo o pénis, em que
uretra (canal que leva a urina desde a bexiga ao exterior do corpo) pode ser sentida como
um cordão palpável na parte inferior do pénis.

Laucorréia em meninas pequenas, purulenta, amarela, espesso, com grande


sensibilidade da vulva ao toque e à pressão exercida pela roupa. Ardor durante a micção,
excitação exual.

Cantharis C30/C200 (Canth): Queixas em consequências de queimaduras ou


escaldões, queimaduras solares, mordeduras de aranhas ou secreções de
mordeduras de formigas. Formação de grandes bolhas, pode evitar a formação de
bolhas (de imediato aplicar localmente álcool morno) (pequenas bolhas em grupos =
Rhus toxicodendron).
Cistite: Vontade de urinar permanente e insuportável, com cólicas dolorosas na bexiga,
antes, depois e enquanto urina (por vezes: sensação de volúpia na vagina, os rapazes
puxam no pénis).
Dores violentas, cortantes e com ardor na bexiga, uretra e eventualmente nos rins. Urina
misturada com sangue.

Carbo vegetabilis C30 (Carb-veg): Sensação de barriga cheia em consequência de se


ter comido demasiado, álcool, comida estragada, com dilatação sobretudo da parte
superior do abdómen, melhorando ao arrotar.
(Lycopodium: dilatação na parte inferior do abdómen, China: dilatação em toda a
barriga)
Bom remédio na versão C200 no tratamento de bronco espasmos = na falta de ar
(igualmente Cuprum arsenicosum C30).
Cólicas dos bebés (típico: pernas frias até por cima dos joelhos).

Carcinosinum C1000 (A Criança): dificuldade em pensar, falta de interesse,


esquecimento, crianças com dificuldades na idade escolar. Dislexia. Falta de vontade
para trabalhar Pálida, delicada, transparente, fraca, inquieta, ansiosa, destrutiva. Teme
fazer cocó. Enurese, fimose. Mãos e pés frios. Tem muito frio, calafrios. Suores noturnos.
Sonha com dificuldades a nível escolar, exames, guerra, tiroteios, chumbos escolares.
Crianças precoces e talentosas.

Opressão mental crónica (pais ditatoriais, professores, esposa) impede a auto-realização.


Profundamente insegura. Não tolera ser repreendida. Não quer entrar em conflito.
Conscienciosa. Receia não estar à altura da tarefa, muito pontual nos compromissos, age
compulsivamente, não é autónoma.

93
A auto-confiança tem uma falha, não se defende. É “o saco de boxe “da turma.
Sentimento de confiança básica debilitado. Obtém amor por cumprir dever (eu gosto de ti
se fores boazinha). Carcinosinum é o parteiro da auto-realização.
As doenças infantis só surgem na idade adulta. Minuciosa com coisas pequenas. Aversão
ao consolo. Predileção por ritmo e dança.

Insónia persistente, já em lactantes e crianças pequenas (geralmente já teve uma


experiência de morte antes ou durante o parto, que surge novamente à noite durante o
sono e faz com que acorde a gritar). Preguiça intelectual, não quer responder.
Dificuldades de concentração  irritabilidade, ansiedades e medos até entrar em pânico.
Pressentimentos que induzem ansiedade. Precisão exagerada e perfeccionismo. Muito
arrumada. Obstinada. Alegra-se com chuva e trovoadas.

Muito compassiva. Crianças superdotadas e precoces. Medo da escuridão, cães e


animais em geral. Cansaço persitente. Tiques complicados e raros. Arranca a pele em
toma das unhas â dentada.

Caulophyllum C200: rigidez (abertura limitada) do colo uterino no momento do


nascimento (Gelsemium, Cimicifuga). Dor uterina espástica durante a gravidez.

Causticum C30 (Caust): Grande sentimento de justiça, “síndroma de Madre Teresa de


Calcutá”, aversão a doces (como Graphites).
Rouquidão ou está completamente afónico, agravamento de manhã (Phosphorus:
agravamento à noite).
Tosse sobretudo durante a noite, melhorando ao beber água fria, tem que engolir o
muco.
Paralisia da face do lado esquerdo ou direito após estar exposta a ventos frios e secos,
por exemplo conduzir num carro descapotável. Perdas de urina involuntárias enquanto
tosse, espirra, limpa o nariz. Incontinência urinária. Cicatrizes após queimadura. As
cicatrizes são duras e sensíveis, as verrugas são corniformes duras, serrilhadas
frequentemente nas mãos à volta das unhas. Também podem surgir verrugas moles e
salientes.

Chamomilla C200 (Cham): Extremamente irritadiço, rabugento, impaciente, gritaria nos


bebés. Sobretudo indicada durante a dentição (Quando Chamomilla não resulta, então
deve ser dado Cina!) Uma das faces vermelha a outra pálida. Mesmo dores ligeiras são
insuportáveis. Quer andar ao colo.
Crianças durante a dentição, irritadiças, gemem de forma desagradável, fezes muito
mal cheirosas, provocando feridas, cheirando a ovos podres.
Agravamento durante a noite, quando aquece na cama, devido a fúria, melhora ao andar
ao colo (outros remédios durante a dentição, ver Phytolacca, Cina, Ignatia, Magnesium
muriaticum, Magnesium carbonicum).
Cólicas dos lactentes: A criança grita de forma estridente. Enrola-se toda e puxa as
pernas para cima, mas também se pode esticar toda para trás enquanto grita. Cabeça
quente, vermelha, húmida. Andar com a criança ao colo acalma-a durante pouco tempo.
Otite média aguda, com início durante a noite: dar imediatamente Chamomilla como
primeiro remédio para as dores.

94
China C30/200: É eficaz nos estados de exaustação gerais que surgem em
consequência de perdas de líquidos, por exemplo, forte e prolongada menstruação,
perda de sangue, mães que estejam a amamentar, suores abundantes, diarreia, etc.
Forte dilatação em toda a barriga.
Diarreia com presença de restos de comida não digeridos nas fezes.
Transpira abundantemente ao fazer os mais leves esforços, que no entanto não traz
alívio mas sim provoca um cansaço ainda maior.
Cólicas dos lactentes provocadas por gases: Após as refeições o abdómen encontra-
se dilatado. Mal-estar provocado por cólicas, que obrigam o bebé a enrolar-se. Arrotar e
libertar gases não melhora, cólicas periódicas após as refeições ou durante a noite, que
melhoram se a criança se enrolar.
Sangrar pelo nariz periódico, sobretudo de manhã ao levantar.
(Nos adultos: Queixas surgidas após a extracção da vesícula).

Cina C200: Crianças durante a dentição, extremamente caprichosas, descontentes,


metem constantemente os dedos no nariz, rangem os dentes enquanto dormem. Grita,
está agitado, dá pontapés, chora, bate nos outros.
Remédio para vermes intestinais (lombrigas).
Alternativa a Chamomilla quando Chamomilla não produz efeito durante a dentição.

Cinnabaris C200: conjuntivite. Secreção de muco purulento. Dor aguda no interior dos
cantos do olho, irradiante para a órbita (picada) e têmpora, piora durante a noite, melhora
com ar fresco e repouso.

Sinusitis frontalis (sinusite frontal), a dor piora à noite, devido à humidade e temperaturas
extremas. Sensação de pressão na ponte nasal (base do nariz). Rinite purulenta viscosa,
às vezes com vermelhidão dos olhos. Muco pegajoso abundante nos seios perinasais.
Dores de cabeça frontais (testa).

Uretrite, Balanite. Uretrite aguda, subaguda ou crónica com muco - purulento, amarelo -
descarga esverdeada, inchaço e vermelhidão do orifício uretral (orifício externo da uretra
na superfície corporal).

Verrugas ou condilomas (especialmente na área genital) com inflamação e vermelhidão,


quando tocado sangra facilmente.

Clematis recta C200: orquite crónica ou subaguda, com inchaço, endurecimento,


sensibilidade ao toque, dor aguda ou sensação de esmagamento, congestionamento local
ligeiro. Piora com o andar e à noite.
Sintomas frequentes: testículo direito é normalmente o mais afetado. Dor e sensibilidade
no cordão espermático.

Neuralgias do cordão espermático (especialmente o direito), que está inchado, duro e


sensível ao toque.

Neuralgia dentária. Dor extremamente forte. Agravamento com o calor da cama, com o
beber de bebida quente durante a noite, deitado. Melhora quando é mantida água fria na
boca e com a inalação de ar frio. Frequente: dor latejante em sincronia com a pulsação, e
que se agrava com fumar, que irradia para o rosto e acompanhada por espasmos

95
dolorosos, paroxísticos constritivos do canal auditivo de dor nos olhos, agravada pelo
movimento dos olhos.

Cocculus C30/C200 (Cocc): Bom remédio na ocorrência de enjoos durante viagens


(carro ou barco). No carro a criança ainda consegue dizer que vai vomitar e dá ainda
tempo para parar o carro (no entanto, se se tratar de Tabacum a criança vomita sem
aviso prévio).
Estados de cansaço provocados por vigílias nocturnas, trabalho por turnos, ou
quando as mães têm que se levantar 3 – 4 vezes durante a noite por causa das crianças
e em consequência de não dormir de forma crónica cai num grande estado de cansaço.

Coccus cacti C30/200: Tosse sufocante, sobretudo de manhã ao acordar, com muco
pegajoso branco e formando fios. Tosse matinal espasmódica. Melhora com bebidas
frias.

Coffea C30/200: Grande excitação emocional, sobretudo provocada por alegria. A


criança tem grandes dificuldades em adormecer.
É sensível a todas as emoções. Actividade mental sobretudo à noite e que aumenta até à
meia-noite. Todos os sentidos estão mais despertos (cheiro, paladar, tacto). Dores são
sentidas de forma prepotente (Chamomilla).

Colocynthis C30/200: Cólicas provocadas por gases, durante as quais a criança se


enrola, melhoram com calor, (Magnesium phosphoricum), pressão forte na barriga (a
criança quer ser carregada nos ombros) e deitada de barriga para baixo. Cólicas muito
fortes, mais na zona do umbigo, surgem em ataques crescentes e sucessivos.
Agravamento com movimentos, mudanças de posição e após ter bebido. Suor na testa,
pálido. Cólicas desencadeadas frequentemente por um ataque de fúria (Chamomilla),
por ter sobrecarregado o estômago ou devido à ingestão de batatas ou de farináceos
(Alumina).

Copoiva C30: Comichão e rubor da pele em crianças com uma infecção febril.

Corallium rubrum C30/200 Corall-rubr: Constipação, dores nos seios maxilares.


Sensibilidade ao ar frio. Muco seco ou com secreção que forma fios (pegajosa ou
amarelada), acumula-se principalmente na zona retronasal e obriga a criança a
pigarrear. (Spigelia: catarro retronasal que obriga a criança a tossir). Agravamento pelo
frio e à noite, melhora em espaços aquecidos. O ar inspirado parece frio. Fica com frio
quando se destapa, e com demasiado calor quando se volta a tapar.
Tosse espasmódica: Sensível ao ar frio. Tosse agrava-se com o inspirar de ar frio.
Possível: tosse nocturna, melhorando quando a boca está protegida pelo cobertor
(Rumex tem sintomas muito semelhantes). Tosse durante o dia com ataques duros de
tosse em intervalos regulares, piora enquanto come. Ataques de tosse parecidos a
disparos de uma metralhadora.

96
Crotalus horridus C30/C6: em caso de trombocitopenia (diminuição de plaquetas =
trombócitos) tomar semanalmente 1 x C30.

Bom remédio para C6 no caso de sangramento no seguimento de uma extracção


dentária.

Croton tiglium C30 (Crot-tigl): Forte irritação da pele com vermelhidão, comichão
forte, vontade incontrolável de se coçar, tendência para a formação de bolhas e
pústulas. Bolhas cheias de pus ceroso, ulceram e cobrem-se ao secar com uma crosta
amarelada. Localização mais frequente: Zona genital, escroto, fontes, couro cabeludo,
pálpebras.
Na varicela, quando a erupção ocorre de forma acentuada na zona genital, na boca e na
cabeça (em combinação com Rhus toxicodendron e Mercurius solubilis).
Diarreia que esguicha e não cheira mal (como em Podophyllum, mas Podophyllum
cheira muito mal).

Cuprum arsenicosum C30 Cupr-ars): Bronquiolite: Pieira com encolher dos espaços
intercostais e respiração pela barriga (falta de ar). Colocar um glóbulo debaixo da língua.

Cuprum metallicum C30/200: convulsões, especialmente do tipo clónico (contracções


rítmicas dos grupos musculares). Repentinas e violentas. Iniciam nas extremidades
(flexão espástica dos dedos das mãos ou dos pés, colocação espasmódica dos polegares
na palma da mão), com difusão posterior por todo o corpo. Rosto cianótico. Agrava com
toque, noite, frio, antes do período menstrual. Começa com um grito, revirar dos globos
oculares. Após o ataque apresenta inconsciência profunda, com corpo frio.

Cãibras e espasmos localizados dos músculos responsáveis pelo movimento, com


aparecimento e desaparecimento repentinos, violentos e dolorosos. Localização: flexores,
barriga inferior da perna (músculos gémeos), extremidades, plantas dos pés. Pessoa
extremamente sensível. Em caso de agravamento ver acima.

Cólicas estomacais com dor intensa, corpo frio, suor frio. Sensação de que vai que
morrer. Soluços. Melhora quando bebe água fria.

Espasmos intestinais paroxísticos muito dolorosos, ventre abdominal duro com grande
sensibilidade ao toque. Melhora com calor externo e bebidas frias. Agravamento frequente
com mobilização mínima e após a defecação. Grita durante as dores.

Diarreia, pequenas quantidades e com vontade frequente e imperiosa de defecar. Cólica


abdominal violenta. Meteorismo abdominal (distensão abdominal). Sede, náuseas e
vómitos violentos, corpo frio, gosto metálico, salivação abundante.

Espasmos dos órgãos respiratórios. Repentinos, violentos. Sensação de sufoco. Cianose


da face. Agrava à noite, com frio e inalação de ar frio. Possíveis adicionais espasmos da
glote, (agravado por toque exterior da laringe). Tosse seca e espasmódica, violenta e
repentina (paroxística) com rigidez do corpo. Melhora com bebidas frias.
Ataques de asma súbitos e violentos. Sensação de aperto intenso no peito, não é capaz
de falar e só consegue engolir com grande dificuldade. Estertores húmidos abundantes.

97
Expectoração ausente, ou difícil e mínima. Agrava pelas 3 horas da manhã, antes do
período menstrual (no caso de meninas). Melhora com bebidas frias.

Típico: com bebidas frias melhora muito.

Cypripedium C30/200: A criança acorda durante a noite e quer brincar.

Dioscorea C200 (Diosc): Cólicas provocadas por gases nos lactentes, em que a
criança ao esticar-se melhora. A crianças estica-se para trás, andar ao colo e movimento
melhora. Por vezes agravamento quando deitada.

Drosera C200 (Dros): Tosse seca e estridente sobretudo depois da meia-noite,


também, assim que a pessoa se deita, 8 – 15 ataques de tosse seguidos. A tosse
estridente é de tal forma violenta, que a criança mal consegue respirar. Eventualmente
com estrangulamentos e vómitos.

Dulcamara C200 (Dulc): O despoletador de uma gripe, bronquite ou outros sintomas


de constipação é o tempo húmido, ou dias quentes seguidos de noites frias,
resfriamento depois de transpirar, por exemplo, sentar-se no chão frio ou andar descalço
com tempo frio.
Dores de ouvido (otite aguda) com má disposição ou vómitos ao mesmo tempo.
Moluscos contraídos em piscinas (em combinação com Thuja, e Silicea)
Infecção das vias urinárias: Retenção da urina devido à infecção da bexiga em jovens.
Problemas surgem após estar sentado à noite à beira da água. Infecção da bexiga
devido a frio húmido, que vai subindo.

Echinacea D2: para fortalecer o sistema imunitário no caso de enfraquecimento das


defesas corporais (Diariamente 1 glóbulo).

Eupatorium perfoliatum C30/200 (Eup-perf): Gripe: sensação de abatimento total do


corpo, dores de cabeça, febre logo de manhã, dores musculares, olhos dolorosos,
sede. Muco corrente que não provoca ferida. O frio agrava tudo.
Após dois ou três dias desenvolve-se um quadro de Gelsemium C200, ver em cima.

Euphrasia C200 (Euphr): Forte comichão nos olhos e lágrimas ardentes que
provocam ferida enquanto o corrimento do nariz é suave. Hipersensibilidade elevada à
luz. A pele à volta dos olhos apresenta-se, ao longo do corrimento das lágrimas,
vermelha.
Estes sintomas surgem ou na sequência de uma constipação ou são de origem alérgica.
Num constipado, os olhos estão sempre a lacrimejar, os cantos dos olhos estão
vermelhos, e as lágrimas provocam ferida. Os olhos apresentam-se colados de manhã;
bordas das pálpebras estão vermelhas e inchadas, ardem, dão comichão; sensação de
ter areia nos olhos. Pestaneja frequentemente.

98
Ferrum phosphoricum C30 (Ferr-phos): remédio importante em combinação com
Belladonna (ou Apis/Apisin) no início de inflamação de garganta ou otite.
(Quando se acorda durante a noite com dores de garganta, colocar imediatamente um
glóbulo de Ferrum phosphoricum debaixo da língua).
Também indicado no sangramento no nariz.

Gelsemium C200/1000 (Gels): No quadro de uma gripe, quando após 3 dias surge um
enorme cansaço, com as pálpebras de tal maneira pesadas que mal se conseguem
manter abertas. Falta de sede e dores no corpo todo. Quer estar sozinho, não quer
falar, não quer ter ninguém à sua volta. Bom remédio para ser tomado a seguir a
Eupatorium (também apresenta dores no corpo e cansaço, mas ainda tem muita sede)
Muco corrente, espirra frequentemente, melhora junto a fonte de calor.
Medo de exames em que ocorre diarreia ou necessidade de urinar frequente.

Graphites C30/200 (Graph): Pele seca e áspera com tendência para gretar, sobretudo
nas mãos e pés e gretas nos lóbulos das orelhas. Secreção amarelo dourada com
formação de crostas.
Blefarite (Inflamação das pálpebras) (em combinação com Pulsatilla).
Eczema húmido atrás das orelhas com comichão e expelindo um líquido amarelo
dourado e formação de crostas.
Sangramento do nariz após esforço.
Aversão a doces.

Guajacum C30/200: dores de crescimento. Melhora com o frio. Desejos de comer maçã.

Tonsilite (conhecida como amigdalite), normalmente do lado direito. Ardor, dor ao engolir,
quer bebida frias. (semelhante à Phytolacca). Frequentemente acompanhado por dor
muscular principalmente na região da nuca: segura a cabeça com as mãos. Quer
compressas frias. Agrava com o calor.

Diarreia colérica na criança, especialmente no verão, principalmente no período da


manhã. Transpiração intensa, principalmente à noite e no rosto, e acima de tudo: rápido
aparecimento de rugas faciais que conferem aspecto envelhecido.

Hamamelis C30/200 (Ham): Sangramentos, por exemplo sangramento do nariz, após


extracção de dentes, sangramento das hemorróidas, que perdura bastante. O sangue
é sempre escuro (venoso).
Varizes, com pernas pesadas e sensação de congestionamento (boa combinação com
Pulsatilla)
Ferimento numa grande área provocado por escoriação com dor na ferida de forma
muito acentuada.
Sangramento difuso do útero durante ou após o parto.

99
Hepar sulfuris C30 (Hep-sulf): Dores em forma de picadas, como espetada de farpa.
Tendência para formar pus, secreções cheiram mal, inchaço das glândulas. O frio
agrava. Muito sensível à dor, ao toque e à pressão.
Indicado em abcessos, bronquite, asma, tosse de cão (C200) ouvido do qual sai
secreção, sinusite, tonsilite, acne, panarício.
Transpira, mas quer estar tapado.
Melhora com calor, compressas quentes, tempo húmido.
Panarício (unheiro) com formação de pus a iniciar.
Tonsilite com pus em alternância com Mercurius solubilis (apenas quer bebidas
quentes).
Blefaroconjuntivite com inchaço das pálpebras e secreção purulenta (em combinação com
Puls).
Formação de pus das feridas. A secreção cheira a azedo ou a queijo velho.
Ouvido do qual sai secreção em pessoas com constituição friorenta (em pessoas com
constituição acalorada Calcium sulfuricum) com secreção verde e que cheira mal, que
leva ao surgimento de feridas na orelha. Melhora ao aconchegar-se no quente (quando
sai líquido do ouvido forma uma boa combinação com Silicea C200.
Constipação com muco amarelo e verde, sobretudo nas estações do ano mais frias.
Deficiente capacidade de cicatrização (Silicea): (mordedura, infecção da pele,
ferimentos provocados por picadas ou espetadelas) com formação de pus prolongada e
formação de abcessos bem como de furúnculos e fístulas.
Tosse de cão: durante o dia (basicamente em C200) em alternância com Spongia C200
e Phophorus C200. Ao deitar, à noite, Spongia debaixo da língua. Quando antes da
meia-noite surge durante o sono um enorme ataque de tosse, dar imediatamente um
glóbulo de Aconit C1000 debaixo da língua e 5 minutos depois começar a dar de 5 em 5
minutos Spongia dissolvido em água e inalar vapor de água quente e manter a calma!!!!!
Se a situação acontecer depois da meia-noite fazer o descrito anteriormente mas em vez
de Spongia dar Hepar sulfuris C200.
Acne, com tendência a provocar cicatrizes.
Tosse: húmida, tosse devido ao efeito do ar frio e seco, perde a voz. Secreções muito
escassas, tem que tossir assim que um membro é destapado (Rumex C200).
Hepar sulfuris é, em conjunto com Bromum e Kalium sulfuricum, o remédio mais
importante, quando nos lactentes se acumula o muco na faringe, se consegue ouvir
farfalheira na garganta, mas a criança não tem força suficiente para limpar o muco através
da tosse.

Hydrastis C30/200 (Hydr): Sinusite frontal ou maxilar. Dores sobre os olhos ou no


maxilar superior. Secreção do nariz que provoca ferida e aquosa (na sinusite crónica a
secreção é amarela, amarela - esverdeada, grossa, pastosa, formando fios). Melhora a ar
livre (No entanto, a secreção torna-se mais abundante). Na sinusite crónica, catarro
retronasal também crónico. Sensação de nariz entupido em espaços aquecidos (boa
combinação com Kalium bichromicum).
Blefarite, conjuntivite. Pálpebras vermelhas, inchadas, secreções cortantes, pálpebras
coladas ao acordar (Graphites).

Hypericum C1000/10.000 (Hyper): Traumatismo da coluna como por exemplo após


queda em cima do cóccix. Ferimentos em partes do corpo com muitos terminais
nervosos, como por exemplo ponta dos dedos, língua, pénis, dedos dos pés (como por
exemplo entalar os dedos na porta do carro, bater com martelo no dedo do pé).

100
Ferimentos com objectos afiados em tecidos com muitos terminais nervosos:
pregos, agulhas, estilhaços, dentada de animal (Ledum).
Dores insuportáveis e que disparam ao longo dos nervos, surgimento repentino.

Hyoscyamus C200: (Hyos) Tosse durante a noite, a criança acorda e tem que se sentar
na cama. Ciúmes, por exemplo após o nascimento de um irmão. Sente-se empurrada do
trono. Pode utilizar violência contra o recém-nascido (também Lachesis e Ignatia são
remédios de ciúmes).

Ignatia C200/1000 (Ign): O paciente é muito sensível, é facilmente excitável. Grandes


alterações de humor, triste, choroso. O paciente suspira! Suspirar quando inspira faz o
paciente melhorar.
Os factores que podem despoletar o estado de Ignatia são por exemplo a morte de uma
pessoa, de um animal de estimação, a criança não quer ir para a creche, pensa que a
mãe não volta a ir buscá-la, desmamar, desacostumar da chupeta ou de dormir na cama
dos pais, também o nascimento de um irmão, ou quando os avós mudam para outro sítio,
divórcio, repúdio, repreensão, saudades, ciúmes, distúrbios alimentares devido a
aborrecimentos ou mágoas. Não quer ser consolado. Sofre em silêncio. Reage de forma
histérica quando é repreendido. Sente-se logo atacado e ofendido, rancoroso, histeria,
dores na dentição, a dentição é difícil e acompanhada de diarreia. É a pequena princesa.
Não tolera contestação. Tiques provocados por susto, repreensão ou castigo. Soluça até
enquanto dorme.
Morde, na língua ou na bochecha, enquanto come ou fala.
Infecções com febre são acompanhadas de urticária com imensa comichão
(Apis/Apisin, Copoiva, Rhus toxicodendron , Sulphur)
Todas as situações de mágoa, independentemente do motivo, precisam em primeiro
lugar de Ignatia.

Ipecacuanha C200 (Ip): Excelente remédio na diarreia com vómitos. Uma má disposição
terrível que perdura, com língua limpa em todas as doenças. Vomitar não melhora a má
disposição.
Na diarreia com vómitos é uma boa combinação com Podophyllum.
Tosse húmida até vomitar. O peito parece estar cheio de muco, mas este parece que não
consegue ser expelido pela tosse (boa combinação ou com: Natium muriaticum,
Antimonium tartaricum, Hepar sulfuris, ou com Phosphorus).

Kalium bichromicum C30/200 (Kali-bi): O remédio mais frequente para o nariz. A


secreção do nariz pode ser grossa, fina, transparente, amarela ou amarela - esverdeada
e frequentemente pegajosa e formando fios. O nariz pode estar entupido ou não. Todas
as combinações são possíveis.
O primeiro e mais importante remédio na rinite (também bom em combinação com
Hydrastis).

Kalium carbonicum C200 (Kal-carb): Um grande remédio para a tosse e asma.


Preferencialmente em tosse durante a noite entre as 2 e as 4 horas, independentemente
da criança continuar a dormir ou se sentar na cama na posição de cocheiro.
Muito sensível ao frio e correntes de ar.

101
Kalium jodatum C30/200 (Kali-jod): Constipação aguda após resfriado. Secreções
aquosas e que provocam ferida, nariz em ferida, corrimento de lágrimas. Os olhos
inchados. A constipação melhora com calor e o estado do paciente em geral ao ar livre.
Constipado crónico. Tendência para ulcerações, secreção grossa, verde, cheirando
mal.
Fissuras no ânus em lactentes e crianças pequenas (eventualmente em combinação
com Ratanhia)

Kalium muriaticum C30 (Kali-mur): Excelente remédio na profilaxia das queixas do


ouvido quando se viaja de avião (especialmente nas aterragens). Também na otite serosa
em alternância com Apis/Apisin C200 (ver tratamento da otite serosa). Também utilizar
no catarro tubotimpânico, quando existe uma sensação de água no ouvido ou quando
ao bocejar ou limpar o nariz surge um estalo no ouvido.

Kalium sulfuricum C3/200 (Kal-sulf): Bom remédio quando ao tossir a expectoração fica
na garganta e se tem dificuldades em expeli-la através da tosse (também Hepar sulfuris
e Bromum).

Kreosot C30/200: Irritação: lactantes insatisfeitos. A criança Kreosot é chata, mal-


humorada, triste, irritável, não se acalma e não se satisfaz com nada. Deseja objectos,
para os deitar imediatamente fora (Chamomilla, Cina). Temperamental, de choro
constante. Todas as emoções são seguidas de uma torrente de lágrimas, despoletadas
por qualquer motivo. Música provoca choro, palpitação cardíaca, pulsação em todo o
corpo.

Perturbação do sono: agitação constante, especialmente às 3 horas da manhã. Vira-se


constantemente na cama, a calma piora tudo. Enquanto dorme tem sonhos temerosos de
perseguição, fogo. Contracções musculares, grita, chora, ri.

Aparecimento da dentição: Grande relação entre o aparecimento da dentição e a


cavidade oral. Na primeira dentição frequentemente Stomato – Gengivite, vómito e
diarreia, Rhino – Bronquite, eritema (vermelhidão) nas nádegas. Na segunda dentição
apresenta dentes com cáries, completamente castanhos, pontos negros. Os dentes
partem-se e caem, são quebradiços. Aftas, úlceras na boca, gengivite, supurações na
região alveolar. Fissuras nos cantos da boca.

Susceptível a infecções: Bronquiosinusite, blefarite, (corrimento lacrimal ácido, ardente).


Todas as excreções são ácidas, provocam ardor, purulentas e de odor fétido. Otite
purulenta e secreção otorreica corrosiva. Boceja após tossir. Desidratação (secagem)
apresentando as nádegas em ferida e inflamação da mucosa bucal. No verão melhora
tudo.

Má absorção dos alimentos:  subnutrição, abrandamento do desenvolvimento.


Convalescença prolongada. Lactante com aspecto seco, envelhecido e doente
(Abrotanum). Dispepsia do lactante: é tudo mal digerido. Arrotar, vomitar, náuseas,
flatulência, estomatite. Risco de desidratação e desnutrição. Espasmo pilórico
(Abrotanum).
Menstruação ácida e corrimento vaginal, ambos pruríticos, durante a puberdade.

102
Desejo de comer carne fumada. Agrava: tranquilidade, frio. Melhora: movimento, calor.

Em crianças mais velhas enurese com mau cheiro, prurido violento na vulva e vagina.
Sonha que urina. Todas as defecções são ácidas, quentes, fétidas.

Lac caninum C30 (Lac-can): Inflamação da garganta que muda permanentemente de


lado, com mucosa inchada de um vermelho vivo e brilhante na garganta. É mais difícil
engolir a saliva do que comida sólida. Fome apesar da garganta dorida. Também na
obstipação do nariz que muda constantemente de lado.

Lac defloratum C30 (Lac-defl): quando logo após o nascimento o leite materno seca,
é bom em combinação com Asa foetida, Urtica urens (sobretudo muito eficaz quando a
mãe não gosta ou tem intolerância ao leite).

Lachesis C30 (Lach): Faladora, má-língua, apaixonada, impulsiva, ciumenta, precoce,


tudo se agrava com o calor, não suporta nada apertado à volta do pescoço. Fluência de
pensamento, desconfiada, egoísta, arrogante, ambiciosa. Má, agressiva, insidiosa,
ataques de fúria venenosos.
Nariz entupido na idade de lactente: recusa o peito porque tem o nariz entupido ou
porque não consegue engolir.
Enquanto criança não tolera nenhuma autoridade, encontra em cada pessoa o seu
ponto fraco e ataca em termos verbais (como uma cobra venenosa). Na escola tem
problemas devido à sua dislexia.
Forte tendência para sangrar, mesmo feridas pequenas provocam grande perda de
sangue (Phosphorus). A criança deita sangue do nariz quando mete o dedo no nariz e
sangra das gengivas ao escovar os dentes.
Tonsilite aguda, a dor começa no lado esquerdo e passa para o lado direito, irradia para
o ouvido e piora com bebidas quentes, contacto ou ao engolir em seco. A faringe está
vermelho-azulada, e tem muito mau hálito.
Parótide do lado esquerdo (Bromum, Rhus toxicodendron).
A criança não consegue vestir nada apertado à volta do pescoço.
Obstipação persistente. A força que faz ao defecar leva à ocorrência de hemorróidas
azuladas e dolorosas.
Feridas saram com dificuldade, adquirem uma cor azulada e formam carne deformada.
Ciúmes muito pronunciados, também em combinação com ideias loucas.
Na juventude tendência para consumo excessivo de álcool e drogas.
Todas da queixa melhoram, quando ocorre a saída de uma secreção ou com o início da
menstruação.
Doenças da pele típicas são: erisipela, petéquia e equimoses. Ferimentos, distorção ou
picadas de insectos apresentam um inchaço azulado.
Tossir durante o sono, quando Sepia não ajuda.

Laurocerasus C30/200: Cianose do recém-nascido, por exemplo, por causa de parto


prolongado ou complicações durante o nascimento  recém-nascido tem medo de morrer
 mais tarde, passa toda a noite a chorar (Carcinosinum).

103
Ledum C200: Remédio em ferimentos com objectos afiados (prego, seringa, agulha,
estilhaço, faca, vacinas (= Silicea), quando o local da vacina se infecta, dentes afiados
(dentadas de gato ou cão), picadas de animais (por exemplo, picada de insectos,
também Cantharis e Apis/Apisin), de plantas.
Murro no olho (“olho roxo”).
Partes do corpo feridas, como por exemplo um pontapé nas canelas ao jogar futebol
(quer aplicações frias)
Ataque de gota em que se verifica uma melhoria ao tomar banho em água gelada. Dores
piores durante a noite e no calor da cama.
Nódoas escuras e roxas, que ficam após pancadas e contusões (também Acidum
sulfuricum).

Levisticum D2: se o nariz estiver entupido e provocar dores nos ovidos nesse caso dê 1
globuli de duas em duas horas.

Lycopodium C30/200 (Lyc): Criança com mente aguçada e corpo fraco. Falta de
autoconfiança. Cheio de preocupações e de medos. Desconfiado. Divide com muita
dificuldade. Invejoso e ciumento. Comportamento dominador, no seu interior é, no
entanto, muito inseguro. Arrogante, como forma de disfarçar a falta de autoconfiança.
Tipo machão. Faz teatro. Medroso. Maltrata os mais fracos e “lambe as botas” aos
poderosos. Ditatorial.
Trilogia: Necessidade de doce, gases na parte inferior da barriga com flatulência que
não trás alívio, em casa é o chefe, no jardim-de-infância é um anjinho.
Medo de tudo o que é novo. Compensa a falta de autoconfiança comportando-se de
forma pedante, determinante, altiva.
Ego aumentado para compensar, quer ter sempre razão, fanfarrão.
Tiraniza os mais fracos ou os dependentes (família, mãe) e teme os mais fortes (pai).
Dislexia. Evita as responsabilidades.
Hora em que se dá um agravamento 16h – 20h (por exemplo cólicas dos lactentes,
constipação, tosse). Quando não come na hora certa  dores de cabeça. Fome
desenfreada mas fica cheio rapidamente, após poucas garfadas já não tem fome ou não
consegue parar de comer.
Apenas quer bebidas e alimentos quentes, nada frio.
Não tolera ser contrariado. Irritável e comportamento autoritário. . Não pode perder
nenhum jogo, tem sempre a última palavra.
Queixas do lado direito, ou passando do lado direito para o lado esquerdo (Lachesis do
lado esquerdo para o lado direito).
Tonsilite do lado direito, passando para o lado esquerdo, apenas quer bebidas mornas
ou quentes.
Fungar nos lactentes, esfrega o nariz com a mão ou esfrega com a cara na roupa da
mãe.
Constipado com o nariz obstipado e com corrimento do nariz em simultâneo.
Cólicas dos lactentes sobretudo entre as 16h e as 20h (sintoma decisivo!), não quer ser
massajado na barriga, libertar gases não ajuda. Prefere o peito direito, enrola-se e
estica-se, arrota de forma tortuosa. A cara tem aspecto de velho, barriga grande. Fica
facilmente cansado ao bebe, fica cheio após poucos goles. Fezes duras e secas. Um dos
remédios mais frequentes nas cólicas devido a gases.

Recém-nascidos: Icterícia prolongada (icterícia) (China)

104
Está constantemente a fungar (Dulcamara, Mercurius solubilis, Nux vomica,
Pulsatilla, Sambuccus) e abre muito as asas do nariz, para poder respirar. Zona do
ânus em ferida, que começa a sangrar ao limpar (quando a zona do rabo tem uma
assadura e está vermelho, independentemente do motivo, o melhor remédio é aplicar
farinha Maizena seca como se fosse pó de talco, na pele vermelha.

O lactente: Ele estranha pessoas logo desde muito cedo, de forma violenta e durante
muito tempo, sobretudo nos homens.
É frequente apresentar um eczema seborreico desde o nascimento: Na cabeça
apresenta crosta láctea, na cara (Graphitis, Petroleum, Rhus toxicodendron) e atrás
das orelhas (Calcium carbonicum, Graphitis, Silicea) um eczema húmido ou um
eczema com crosta, nas pregas da pele intertrigo (Causticum, Graphitis, Kreosot
Sulphur).
Cólicas dos lactentes sobretudo entre as 16h e as 20h, não quer ser massajado na
barriga, libertar gases não ajuda, logo após as refeições o abdómen fica inchado devido
à elevada formação de gases
(China, Nuxvomica, Carbo vegetabilis), também soluços (Calcium carbonicum, Nux
vomica, Pulsatilla), asfixias e vómitos atormentam o bebé, prefere o peito direito, dobra-
se e estica-se.
Obstipação (Calcium carbonicum, Nux vomica, Opium) tenaz. As fezes são
primeiramente duras e difíceis, depois moles e esguicham. Eventualmente surgimento de
uma prolapso anal (Ignatia, Podophyllum, Sepia).

A criança: Dislexia (Lachesis, Nux vomica, Thuja): a criança confunde as letras, não lê
todas as letras, ou até mesmo sílabas e palavras inteiras ou acrescenta letras. Em muitos
casos ela própria não consegue ler o que escreveu.
Otite média do lado direito, frequentemente com secreção do ouvido que é espessa,
amarela e malcheirosa, também na ocorrência de complicações da escarlatina.
Tonsilite reincidente, do lado direito, que depois passa para o lado esquerdo. A dor ao
engolir melhora ao beber bebidas quentes (Arsenicum album, Hepar sulfuris).
Os sintomas chave são a inquietude ao estar sentado, que apenas melhora quando a
pessoa anda ao ar livre e tiques na cara. Quando tem fome fica mais inquieto.

Magnesium carbonicum C200 (Mag-carb): Crianças que choram muito, “profissional


da gritaria”, é uma pessoa nocturna. Grita até vomitar. Cereja azeda com um humor
explosivo. Tudo nele é azedo: Fezes, suor, odor corporal, respiração, arrotos, diarreia,
humor.
Intolerância total ao leite. De noite é a pior altura.
Cólicas dos lactentes: sobretudo em crianças que são amamentadas. Choro zangado,
ao mesmo tempo que transpira abundantemente, suor azedo. Puxa as pernas de forma
compulsiva até à barriga.

Magnesium phosphoricum C200 (Mag-phos): Dores espasmódicas melhoram com


calor e pressão no local.
Dores espasmódicas do estômago e da barriga, que melhoram quando a pessoa se
enrola, esfrega e aplica calor no local. Cãibras com sensação de rigidez na zona
dolorosa.
Soluços muito violentos, dolorosos, frequentemente de dia e de noite, acompanhados de
asfixia.

105
Cólicas dos lactentes: Quando Colocynthis e Chamomilla não ajudam, mas quando
aplicações quentes e enrolar-se melhoram. Melhora com pressão, agrava-se com o frio e
resfriados, também por vezes de costas. Arrotar não melhora. Excitação nervosa. Reage
ao frio com cólicas.

Medorrhinum C1000: catarro retronasal de vários anos  constante pigarrear (tossir


levemente). Dorme de barriga para baixo. Ataque cardíaco antes dos 45 anos. “cistite da
lua-de-mel”. Sangue quente. Sente-se melhor no mar. Medo do escuro. Desejo por
alimentos ácidos, frutos verdes, azedos e imaturos, gelado, cubos de gelo, doce, sal,
peixe, gordura, tabaco, álcool, em particular "bebidas fortes". Sede por bebidas frias.

Medorrhinum no lactante: fraqueza pronunciada, aspecto subnutrido. Marasmus


(apatia). Eczema, secreções nasais e resfriados desde o nascimento. Dermatite das
fraldas, muitas vezes desde o nascimento.

Medorrhinum infantil (criança pequena): rinite, secreções, excreções. Asma e eczema.


Sentimentos excessivos, dureza, cruel com animais, incluindo um amor simiesco por
animais. Assume posição joelho-cotovelo. Pessoas desabrocham na noite. Medo do
escuro, masturbação precoce. Ao pé do mar melhora tudo.

Mercurius jodadum flavus C30/200: Tonsilite do lado direito com dores, piora ao
beber bebidas quentes, necessidade de engolir permanentemente, forte adenite
(Inflamação dos gânglios linfáticos).
Constipação com secreção nasal ou retronasal espessa, amarela, ou amarela
esverdeada, dores em forma de picada nos seios frontais (na sinusite boa combinação
com Thuja e Natium carbonicum). (Mercurius jodatum - flavus é um remédio do lado
direito ou de ambos os lados).

Mercurius jodatus ruber = bijodatus C30/200 (Merc-bijod): Amigdalite do lado


esquerdo, em que as mucosos se apresentam vermelho escuro, saliva abundante,
tendência para a formação de úlceras. Dores piores quando se engole em seco e ao
beber bebidas quentes. Afecta os gânglios linfáticos e rigidez do pescoço.
(Mercurius jodatus ruber é um remédio do lado esquerdo).

Mercurius solubilis C30 (Merc-sol): Saliva abundante com mau hálito. Língua húmida,
inchada, mole, apresenta impressões dos dentes.
Rápida formação de pus.
Tendência para a formação de úlceras.
Tudo se agrava durante a noite.
Suor forte e que cheira mal, tinge a roupa de amarelo.
Inflamação da garganta com pus (em combinação com Hepar sulfuris). As dores
irradiam para os ouvidos.
Gânglios do pescoço fortemente inchados, duros e dolorosos. Piora com bebidas frias e
quentes.
Ouvido com corrimento: sangra, malcheiroso, frequentemente do lado direito, piora
à noite, o corrimento começa frequentemente à noite, com dores persistentes
(normalmente as dores desaparecem, quando o corrimento do ouvido começa).
Constipação: Secreção abundante, espessa, fazendo ferida, vermelhidão dos orifícios do
nariz, inchaço do nariz, tendência para a formação de úlceras.

106
Nariz dá comichão e arde, está entupido com secreção rala e que provoca ferida.
Orifícios do nariz vermelhos, assados e ulcerados (Allium cepa, Arsenicum album ,
Sulphur).
Pontos negros e furúnculos no canal auditivo exterior.
Gengivas inflamadas e inchadas, esponjosas, sangram com facilidade. Saliva abundante
e cheirando a podre.
Abcesso dentário no início: Sensação de extensão e desprendimento dos dentes na
zona inflamada. (Num abcesso da raiz do dente com inchaço da cara desse lado:
Plantago major).
Estomatite com aftas pequenas e brancas (frequentemente bom em combinação com
Acidum sulfuricum). Aftas profundas, sangram com facilidade ao comer ou escovar os
dentes.
Formação de úlceras nos lábios, gengivas, língua, palato; as aftas são acinzentadas e
esbranquiçadas, sabor salgado, metálico na boca.
Úlceras superficiais, têm tendência a se espalhar, a criar pus e a sangrar, não têm
tendência a irem muito profundamente.
Abcessos da pele.
Erupções cutâneas purulentas, comichão e dores.
Bolhas e pústulas, com tendência a criar pus.
Pus é amarelo esverdeado e com mau cheiro.
Bolhas de herpes, que abrem e formam pus (varicela).
Conjuntivite: vermelhidão, corrimento de lágrimas abundante, que ardem e fazem ferida,
blefaroespasmo, tem dificuldades em voltar a abrir o olho. Secreção amarela esverdeada,
faz ferida.
Tudo se agrava à noite e no calor da cama, suar, frio e calor.
O melhor são bebidas mornas.
Inflamação das unhas, em combinação com Hepar sulfuris.
Fimose com Balanites a seguir (infecção da glande do pénis), boa combinação com
Hepar sulfuris ou Acidum nitricum.
Uretrite = Infecções das vias urinárias: Secreção purulenta e esverdeada, com ardor ao
urinar.
Leucorréia (Corrimento): viscoso, purulento, amarelo esverdeado, que provoca ferida.
Assadura no períneo e entre as coxas
O melhor remédio na ocorrência de azia à noite durante a gravidez!!

 Mercurius solubilis e Hepar sulfuris são uma excelente combinação em todas as


indicações anteriores.
 Mercurius solubilis é o antibiótico homeopático.
Mezereum C200 (Mez): Nevralgias sobretudo da cara, dentes, nevralgia intercostal
após herpes zóster (aqui em combinação com Ranunculus bulbosus).
Irritação da pele, erupções. Forte comichão, na maioria das vezes com ardor. Erupção
vesiculosa e papulosa, geração crostas castanhas ou pretas quando não forma pus.
Quando forma pus as crostas são grossas e brancas. Localização: couro cabeludo, cara,
membros. Deseja comer coisa gordurosa. (Acidum nitricum)

Myristica sebifera C30: abcesso na fase de maturação (em especial panaríceo =


inflamação da pele à volta da unhas, com pus) ou abcesso no canal auditivo. Acelera a
formação de pus e abre o abcesso. Faca Homeopática. Boa substância para administrar
depois da abertura do abcesso: Calcium sulfuricum C30/200.

107
Natrium carbonicum C200 (Nat-carb): Bom remédio na Sinusite em combinação com
Thuja e Mercurius jodatus flavus).
Na sequência de uma insolação. Dores de cabeça devido ao sol ou tempo quente.
Intolerância ao leite materno (Diarreia e vómitos).

Natrium muriaticum C200: (Nat-mur) Recolhido, introvertido, rancoroso, ser


consolado agrava. Quando a criança discute com a mãe, foge, bate com a porta e fecha-
se no seu quarto. Evita contacto visual. Durante a consulta não quer que a mãe fale
sobre ele (tapa-lhe a boca com a mão, chega mesmo a bater-lhe). Rói as unhas. Não
consegue urinar na presença de outras pessoas. Começa a chora mais de raiva do que
de medo. Faz oposição através do silêncio. Lida sozinho com mágoas e desgostos.
Nunca se esquece de quem o magoou, extremamente rancoroso e não consegue
perdoar. Grande agitação, desajeitado, inábil, inquietude interior. Precoce, responsável.
Recolhido, introvertido, defensivo, vulnerável, sofre em silêncio. Necessita de sal e de
coisas salgadas (come ou bebe alimentos muito salgados). Grande sede, não tolera o sol.
Tem frequentemente dores de cabeça depois da escola (Calcium phosphoricum). Tem
grande apetite mas não engorda um grama.

O lactente: aprende a falar e a andar tarde. (Calcium carbonicum, Calcium


phosphoricum, Phosphorus Sanicula, Silicea), recusa o leite materno (Borax,
Calcium phosphoricum, Magnesium carbonicum, Mercurius solubilis, Silicea). É
magro embora tenha muito apetite.
Crosta esbranquiçada na cabeça e na cara, sobretudo na zona das sobrancelhas.

A criança: Pequenas coisas podem provocar fúria, como ciúmes ou desilusões: Fica
pálido, grita de forma histérica e insulta os pais (Lycopodium, Nux vomica).
Dá erros ao falar, utiliza palavras erradas ou coloca-as no sítio errado. Dificuldade na
leitura e na escrita.

Herpes labial reincidente (Rhus toxicodendron, Sepia), também na ocorrência de febre,


também aftas, os lábios estão gretados, sobretudo o centro do lábio superior ou inferior, a
língua tem uma película branca com ilhas vermelhas = língua tem o aspecto dum mapa
(Arsenicum album, Lachesis, Rhus toxicodendron).
Forte predisposição para febre dos fenos e asma brônquica alérgica.
Eczema no início do couro cabeludo, no pescoço, na parte interior do cotovelo e do joelho
e à volta das sobrancelhas. Agrava-se com o sol, suar, contacto com lã ou tecidos
acrílicos e stress psíquico.
Pele da cara gordurosa com acne na testa – no início do couro cabeludo.
Tosse imparável, seca ou húmida, de dia e de noite, tira a respiração (boa combinação
com Antimonium tartaricum, Hepar sulfuris, Sticta ou Phosphorus).

Natrium sulfuricum C200 (Nat-sulf): Agravamento de todas as doenças, sobretudo da


bronquite através da humidade e frio e na passagem do seco para o húmido, também
quando começa a chover. É o remédio dos habitantes de caves, piora em zonas
alagadiças, junto a lagos interiores, com nevoeiro, ao comer legumes com muita água,
também peixe.
Sequelas tardias, mais psíquicas, de ferimentos na cabeça ou de golpes de chicote
(“desde que ele teve aquele acidente, não é a mesma pessoa”. Nesses casos é
necessário um glóbulo de C1000 ou mais elevado).

108
Nux vomica C200 (Nux-vom): O paciente não suporta ser contrariado, procura os
erros nos outros, nervoso, irritado, impaciente. Até as moscas na parede o conseguem
incomodar. Necessidade de estimulantes, álcool, alimentos condimentados, gordura.
Gourmet ou glutão.
Nariz obstipado durante a noite, corre de manhã no fresco, fungar dos lactentes (ver
também Sambuccus, Lycopodium, Dulcamara, Aurum metallicum, Amonium
carbonicum)

O bebé estremece nervoso com todos os ruídos, muito sensível ao frio e apanha
facilmente durante a muda da fralda uma cianose devido ao frio (= É uma coloração
azulada da pele ou das mucosas devido ao frio). Dificuldades de digestão anunciam-se
através de soluços persistentes após todas as refeições (Calcium carbonicum,
Lycopodium, Pulsatilla, Ignatia).
Frequentemente apresenta a testa enrugada. Apenas quer o peito direito (Lycopodium).
Frequentemente vómitos dos lactentes e Estenose Hipertrófica do Piloro.
O lactente sofre de cólicas e grita, na maioria das vezes após as refeições e sobretudo
quando a mãe bebeu café. Estica-se para trás (Belladonna, Dioscorea, Kalium
carbonicum, Lac caninum), grita furioso (Chamomilla) e vomita (Arsenicum album,
Saniula, Veratrum album). Aplicações quentes e defecar melhora. Também pode
durante a cólica “pedalar”.
Hérnia umbilical e hérnias inguinais nos lactentes (uma toma de C1000).
Ataques de fúria na idade infantil, ao ser interrompido quando está a brincar ou quando
é contrariado.
Na escola apresenta deficiência no cálculo ou na ortografia. Omite, ao escrever,
algumas letras ou sílabas.
Obstipação com vontade de defecar e com a sensação de nunca conseguir terminar.
O Jovem é acentuadamente noctívago (Medorrhinum, Lachesis) e gosta de se
estimular com excitantes como café, álcool, drogas. Tem mau acordar.
Intoxicação alimentar (Arsenicum album, Okoubaka).
Má disposição persistente. O paciente diz: “se ao menos eu conseguisse vomitar”.
Pressão como se tivesse uma pedra no estômago.
Gastrite com enjoo, dores no estômago, 2 a 3 horas após as refeições, arrotos azedos
ou amargos.
Espirros. Nariz a pingar durante o dia e no frio, nariz obstipado durante a noite e em
espaços quentes.
Febre dos fenos com ataques de espirros frequentemente violentos (Arsenicum album,
Carbo vegetbilis, Dulcamara, Natrium sulfuricum,) Asma dos fenos (Arsenicum
album, Carbo vegetabilis, Jodum, Naja , Natrium sulfuricum).
Nux vomica e Sulphur são os remédios mais importantes para purificar o organismo
após utilização de lixívia, após demasiados medicamentos, álcool, drogas e outras
substâncias nocivas (a lixívia é uma substancia altamente tóxica, é feita de cloro puro e
provoca uma enorme irritação dos brônquios e da pele).
Nux vomica é o remédio comprovado na ressaca: à noite após o último copo de vinho 1
glóbulo C200.
É o remédio mais importante nas irritações (pessoa que explode facilmente). (Também
Colocynthis e Staphisagria).
Sensibilidade à roupa apertada (Lachesis, Lycopodium).

109
Hemorróidas dolorosas.
Cistite com vontade de urinar mas sem conseguir. Insistência convulsiva mas inútil. Ao
urinar comichão na uretra e dores no colo vesical. Melhora com calor, quer beber bebidas
quentes.

Okoubaka C30/200 (Okub): Intoxicação alimentar. Utilização profiláctica antes de viajar


para os Trópicos.

Opium C200/1000: (Op.)Indicado em queixas dos lactentes provocadas devido a um


choque da mãe durante a gravidez. Também melhora as sequelas do uso de
narcóticos durante o nascimento.
Obstipação em alto grau dos recém-nascidos e dos lactentes, as fezes são pequenas
bolas, duras, secas e pretas, que permanecem no recto durante muito tempo sem
vontade de defecar.
Hérnia umbilical (Calcium carbonicum, Lachesis, Nux vomica).
Apneia do sono (parar de respirar durante o sono), também ao ressonar.

Petróleum C30/200: produto principalmente indicado para a pele. Secura, pele empolada,
racha, sangra, pode sangrar pouco ou nada. Formação de crostas (espessas, cor
amarelada) e secreções amareladas. Localização principal: nos pés, nos dedos dos pés,
nas palmas das mãos (dorso da mão: Grafite), dedos, na transição pele - mucosa
(narinas, comissuras palpebrais e anais). (Comichão). Dobras das articulações. Refinarias
de petróleo - ou cantoneiros. Aversão à gordura! (Acidum nitricum e Mezereum com o
mesmo desejo de gordura).

Erupções cutâneas, vesiculares e húmidas, com tendência a supuração e formação de


crostas ou fissuras. Piora no inverno e com o frio. Localização: mãos, antebraços, nas
dobras das articulações, dobra de pele retro-auricular, região genital. Comichão frequente
nos orifícios corporais com transição pele-mucosa.

Vertigem com náusea constante, piora com movimento e melhora quando come. Enjoo.
Até o cheiro de gasolina provoca náuseas.

Herpes genital em homens e mulheres (Rhus toxicodendron).

Em atletas ocorrem erupções cutâneas no interior das coxas (Rhus toxicodendron,


Natrium muriaticum, Carbo vegetabilis).

Herpes e vómitos durante a gravidez.

Diarreia causada por resfriado, repentina, em jacto, muitas vezes espumosa e em grande
quantidade. Apertos abdominais que obrigam a pessoa a dobrar-se.

Inflamação da mucosa da tuba auditiva, com dificuldade auditiva e forte ruído nos
ouvidos, que piora com ruídos provenientes de conversação.

110
Phosphorus C200 (Phos): Criança alegre e vivaça, extrovertida, afectuosa e com
compaixão. Necessidade de companhia. Permeável a todas as sensações, Sentidos
hipersensíveis, clarividente. Muitos receios e medos, medo durante a trovoada. Cansa-
se depressa, mas dormir mesmo que pouco tempo melhora. Grande sede de água fria,
cubos de gelo. Cresce depressa demais. Todas as infecções sobem pelas vias
respiratórias. Sensível, impressionável. Tem muitas cócegas, mente de forma
perfeita. Com muita fantasia. Tem compaixão, teme pelos outros. Grande amor pelos
animais. Pouco fiável, impontual, esquecido, despreocupado.

Desenvolve-se cedo: cresce rapidamente e aprende cedo a gatinhar, andar e falar.


Tendência para nódoas negras e sangramento do nariz. Mesmo pequenas feridas
podem sangrar durante muito tempo e de forma abundante.
Todos os constipados atacam o peito. No início dá-se sempre um constipado com dores
de garganta e rouquidão nocturna (Carbo vegetabilis) (rouquidão mais durante a
manhã: Causticum).

Tosse persistente e dolorosa (Bryonia) que se agrava nas mudanças de temperatura,


ao andar ao ar frio, estar deitado sobre o lado esquerdo, à noite antes da meia-noite.
Frequentemente dois ataques de tosse seguidos. Tosse frequentemente durante a noite,
embora acorde devido à tosse não tem necessidade de se sentar. Boa combinação com
Antimonium tartaricum) na tendência para bronco-espasmos em combinação com
Phosphorus, Antimonium tartaricum e Spongia.

Remédio importante na tosse de cão: durante o dia em alternância com Spongia C200 e
Hepar sulfuris C200. Ao deitar, à noite, Spongia debaixo da língua. Na ocorrência de um
ataque de tosse durante o sono e antes da meia-noite, dar imediatamente 1 grânulo de
Aconit C1000 debaixo da língua e 5 minutos depois começar a dar Spongia de 5 em 5
minutos dissolvido na água, inalar vapor de água e manter a calma!!!
Ataques de fome nocturnos.

Phytolacca C30/200 (Phyt): Estado gripal, sensação de ter o corpo todo partido
(Eupatorium perfoliatum, Gelsemium), febre, fraqueza. Necessidade de se mexer
apesar das dores e da fraqueza. Ausência de suores. Dores de cabeça localizadas na
testa e nos olhos. Corrimento lacrimal queimante. Constipação com secreção formando
fios. Obstipação ora de um orifício do nariz ora do outro. (Lac caninum).
Tonsilite do lado direito, dores ao engolir que irradiam para o ouvido, quer apenas beber
bebidas frias, arcos palatoglossos de um vermelho escuro.
Mastite: Dores na glândula mamária. Congestão endurecida ou formação de nódulos,
agravando-se com movimento e frio, por exemplo ao amamentar com leite grosso e
insuficiente. Fissuras dolorosas do mamilo. Abcesso da glândula mamária eminente.
Dentição das crianças: a criança aperta os maxilares e tenta morder em tudo.
Parotidite: segundo remédio após Belladonna.

Podophyllum C200 (Podoph): Um dos remédios mais frequentes na diarreia: Fezes


malcheirosas amarelas e aquosas, fezes brotam como de uma boca-de-incêndio, ao sair
fazem barulho, flatulência, cheiro pestilento.
A diarreia surge como uma explosão (como Croton tiglium, mas em Croton tiglium não
tem cheiro).

111
Pulsatilla C200 (Puls): Acentuadamente sentimental, condescendente, carinhosa,
chorosa, melhora ao ser confortada. Sensação de abandono, agarra-se à mãe. Muitos
medos, de estar sozinha, na escuridão, espaços apertados. Sintomas e queixas que
mudam constantemente. Embaraçada, tímida, inconstante, indecisa. Exige atenção
permanente, está sempre agarrada à bainha da saia da mãe.
Não suporta calor; tudo melhora ao ar livre. Não tem sede. Aversão à gordura e a
alimentos gordos. Secreções grossas, suaves, amarelo esverdeadas.

Recém-nascidos: Desde o nascimento constipação e conjuntivite com secreção


amarelada e olhos colados ao acordar (boa combinação com Graphites. A respiração
pelo nariz é dificultada (Lycopodium, Nux vomica, Sambuccus).

Lactente: Soluços persistentes após as refeições e também durante o sono.


Devido ao estreitamento do canal lacrimal, a criança apresenta corrimento lacrimal que
pode conter pus (Natium muriaticum, Silicea).
Muco grosso que melhora ao ar livre.
Lactente perde peso apear de mamar.
Um dos remédios mais importantes nas infecções das vias urinárias em crianças
pequenas. Pés frios são a causa mais frequente. Após urinar dores espasmódicas no
colo vesical, que irradiam para a bacia e para as coxas. Necessidade de urinar
frequentemente mas quase sem conseguir, com dores cortantes. Agrava-se quando está
deitada, melhora ao movimentar-se. Sem sede, mas obriga-se a beber.
Ouvido: na perfuração do tímpano (= Tímpano perfurado) otorreia (= ouvido a drenar)
suave, amarela, grossa e frequentemente malcheirosa.
Olhos: ao ar frio, ao vento ou ao tossir as lágrimas começam a correr. Frequentemente
treçolhos na pálpebra superior. Conjuntivite com pus com forte formação de secreção
no canto interno do olho.
Quando tem febre não tem sede
Corrimento amarelado e frequentemente suave nas meninas (Mercurius solubilis,
Sepia) acompanhado de comichão (colocar iogurte na vagina).
Remédio frequente na papeira (Parotidite) e nas respectivas sequelas como por
exemplo na orquite (inflamação dos testículos).
Problemas de estômago devido à ingestão de comida com muita gordura ou devido a
muitas misturas (após festas de anos das crianças).

Rhus toxicodendron C200/1000 (Rhus-tox): Trauma devido a ter levantado pesos


indevidamente, distensão, entorse, contusão. Como causas podem ser igualmente
apontadas correntes de ar, molhar-se devido à transpiração (desporto), chuva, frio
húmido.
Tipo de dor: repuxante, irritante, como se os músculos fossem demasiado curtos.
Típico: Dores que ocorrem no primeiro movimento após ter estado em repouso,
melhorando com movimentos contínuos. Durante a noite tem que mudar
constantemente de lado, as dores obrigam as pessoas a levantar-se, o calor melhora.
Pescoço rígido devido a ter estado sentado numa corrente de ar (Calcium
phosphoricum).
Situação típica: trabalho no jardim, suou, sentou-se numa pedra fria, apanhou corrente de
ar  Lombalgia.
Inflamação dos olhos frequentemente após ter frequentado uma piscina (Dulcamara).
Grande inchaço das pálpebras, secreções que provocam ferida.

112
Irrupções cutâneas: urticária durante tempo frio, devido a ter-se molhado
(Dulcamara), durante a febre, ao suar.
Herpes labial e zóster, quando as modalidades se adequam.
Primeiro remédio no herpes genital.
Eczema com pequenas bolhas que provocam imensa comichão (ordenadas em grupos).
Varicela: Primeiro remédio na formação de bolhas com comichão (boa combinação
com Mercurius solubilis no início da formação de crostas. Quando as bolhas são muito
abundantes na vagina, na boca e na cabeça, então deve-se ainda complementar com
Croton tiglium).

Recém-nascidos: Sequelas dum nascimento protelado com recurso a fórceps


(ferros) ou a bomba de sucção (ventosas) (Cuprum metallicum), também torcicolo com
encurtamento e rigidez dos músculos do pescoço.
Bolhas da febre à volta da boca e no queixo.
Obstipação do nariz no lado, sobre o qual está deitado.

Rumex C30/200: Tosse irritativa e provocada por cócegas (tosse de bifurcação), não
surgindo em ataques como em Drosera, seca, levando ao cansaço. Piora com o frio, ar
frio, destapar-se, falar, inspirar ar frio, passar de sítios quentes para frios e ao contrário,
ao movimentar-se mais ou ao correr. O paciente enrola a cabeça na manta ou coloca um
lenço para tapar a boca, enfia-se debaixo da manta.

Ruta C200: Quando Rhus toxicodendron não resulta, apesar dos sintomas estarem
presentes.
Queixas de distorção, luxacão, devido a esforço excessivo sobretudo dos tendões
flectores e das articulações, também quando o perióstio (Aurum metallicum) é afectado.
Esforço excessivo dos olhos com ambliopia “olho preguiçoso” e visão fraca devido à
execução de trabalhos de costura minuciosos, ler muito tempo com pouca luz, textos com
letras muito pequenas, estar a brincar ou trabalhar durante muito tempo ao computador.
Agravamento generalizado devido ao frio, frio húmido, vento frio.
Ruta acelera o processo curativo e está indicada em ferimentos das articulações para
administrar a seguir a Arnica, em ferimentos dos ossos, Symphytum é o remédio que
se deve dar a seguir.
Excelente resultados em queixas nas virilhas, das quais os futebolistas padecem com
frequência.
Em dores no osso ísquio, por exemplo após andar a cavalo e de bicicleta, Ruta é o
primeiro remédio.

Sabadilla C200 (Sabad): Espirrar de forma compulsiva e violenta (várias vezes


seguidas), mucosas do nariz e dos olhos fortemente irritadas e a arder, corrimento
lacrimal que provoca ferida, conjuntivas muito vermelhas, secreção que se apresenta
primeiro rala e que vai ficando mais grossa. Sensação de nariz entupido com inchaço
do nariz em ambos os lados. Corrimento do nariz suave. Comichão no palato. Ao ar
livre tudo fica pior, dores no seio frontal e na raiz do nariz. Agrava-se com tempo frio.
Muito sensível ao cheiro de flores. Excelente remédio para a febre dos fenos.

Sambuccus C200 (Samb): Constipação seca com nariz entupido (só consegue
respirar pelo nariz e tem a boca constantemente aberta).
Lactentes: Nariz completamente obstipado, acorda durante a noite com a sensação
de asfixia, tenta respirar, ao mamar tem que interromper constantemente (o leite
materno tem um efeito milagroso).

113
Sanguinaria C200 (Sang): Otite aguda do lado direito com o lóbulo da orelha de um
vermelho intenso.

Sanicula C200 (Sanic): Caprichoso, muda constantemente de ocupação, medo em


movimentos verticais, suor na cabeça (nuca) enquanto dorme. Calor nos pés, destapa-
os, secreções e partes do corpo cheiram a peixe ou a queijo, irritadiço, teimoso.
O recém-nascido: Nasce com a fontanela fechada. Grita em pânico quando o levantam,
o trazem ao colo ou o colocam na cama, vomita de forma violenta imediatamente após as
refeições (Estenose Hipertrófica do Piloro: Sanicula, Arsenicum album, Nux vomica).

O lactente: inquieto, irritadiço. Grita sempre que acorda, quando é levantado, quando é
colocado no berço ou quando andam com ele ao colo (Borax). Mãos e pés estão frios e
húmidos. Tem aspecto de envelhecido, o pescoço é fraco e mal consegue suportar a
cabeça. O desenvolvimento motor é retardado. A criança vomita imediatamente após
ter bebido, em jorro leite coalhado e adormece seguidamente. Obstipação
persistente, As fezes têm de ser eliminadas de forma mecânica. Dermatite das fraldas.

Sarsaparilla C200 (Sars): Em 40% a 50% dos casos é o primeiro remédio na cistite.
Típico: dores com ardor após ter urinado. Urinar frequente com muita urina. Também
acompanhado de dores enquanto urina. A urina pode ter sangue (devido a areia ou
cálculo vesical). É o melhor remédio para remover pedras na bexiga. Ao urinar sensação
de passagem de ar pela uretra.
Em bebés e crianças pequenas é o primeiro remédio. A criança chora antes e
enquanto urina, também Borax, Lachesis, Lycopodium, Nux vomica.
(o melhor remédio para se dar a seguir a Sarsaparilla é Nux vomica, sobretudo quando
o paciente quer calor na barriga e na zona genital. O remédio a seguir a Nux vomica é
Equisetum.

Senna C200: Vómitos constantes com cheiro a acetona (também Aceton).

Sepia C30 (Sep): Indiferença em relação a pessoas amadas. Incomunicativo, não


gosta de ser consolado, ou de carinho. Tem logo a sensação que estão a exigir
demasiado dele, irritadiço, sarcástico. Melhora com actividade física (como correr,
dançar, fazer ginástica) e ocupação. insatisfeito, rabugento, irritável, discute com
facilidade. Raiva devido a ser contrariado. Não consegue pedir desculpas, está-se
sempre a defender. Sensível à crítica. Melindra-se com facilidade, rancoroso. Forte
sentido de justiça. Egoísta, pensa apenas nas suas próprias necessidades. Sente-se
mal amado. Ao dançar, sente-se melhor, acalma-se através da actividade física. Aberto,
não faz compromissos. Não é manipulável. Diz sempre a sua opinião, conhece as suas
fraquezas.

Recém-nascido: Obstipação, sobretudo na falta de vontade em defecar (Opium, Nux


vomica).

Lactente: Reage com vómitos, diarreia ou eczema ao leite em pó. Fontanela muito
aberta. Pigmentação amarelada à volta do nariz e da boca. Eczema atópico com
fissuras e húmido atrás das orelhas (Graphites, Lycopodium, Petroleum) e nas dobras
cutâneas.

114
Criança: Necessidade de se movimentar muito evidente, treçolhos recidivos que
provocam a formação de endurecimento nas pálpebras (Calcium carbonicum, Conium,
Silicea, Staphisagria, Thuja).
Tosse enquanto dorme imparável, húmida (quando seca: Acidum nitricum)
Tosse com comichão, que se agrava ao deitar-se à noite. Segura no peito e tem que se
levantar constantemente.
Asma brônquica com ataques após a meia-noite ou de manhã. Melhora ao andar muito
depressa.
Tonsilite recidiva (Barium carbonicum, Silicea, Tuberculinum).
Todas as doenças podem ser acompanhadas de Herpes labial (Natium muriaticum,
Rhus toxicodendron).
Obstipação persistente sem vontade de defecar. As fezes são grandes e duras e têm
que ser eliminadas de forma mecânica.  Prolapso anal ou hemorróidas.
Enurese nocturna durante o primeiro sono (Causticum, Kreosot).
As meninas têm um corrimento vaginal crónico (Medorrhinum, Mercurius solubilis,
Pulsatilla) e vulvites recidivas com vermelhidão, comichão e ardor ao urinar (Mercurius
solubilis, Acidum nitricum, Kreosot, Sulphur, Thuja) (também colocar iogurte na
vagina).
Na primavera eczema seco e que dá comichão e herpes circinado. O eczema ou a
erupção cutânea têm tipicamente a forma de um anel (articulações, pescoço, mãos, axila,
lábio inferior, nariz ou queixo).

As unhas têm manchas brancas, partem com facilidade, são grossas ou


deformadas (Alumina, Graphites, Acidum fluoricum, Acidum nitricum, Silicea,
Sulphur, Thuja).
As meninas têm enquanto jovens pouco peito, têm uma anca estreita e é visível terem
muitos pelos no corpo chegando a terem um buço. Roupa apertada no pescoço e na
cintura não é suportada.
Obstipação com sensação de esferas no recto.
Enxaqueca do lado esquerdo com perturbação da visão, nas raparigas sobretudo antes
da menstruação

Silicea (C200) (Sil): Falta de autoconfiança, receio de falhar. Condescendente,


complexo de inferioridade, inibido, suave, tímido – teimoso, rígido, medo por
antecipação e premonições. Medo de exames. O mais importante é não cometer erros.
Subestima-se, não assume responsabilidade. Deixa-se oprimir, é sensato, precoce.
Sentido de higiene desde muito cedo. Alternância constante entre teimosia e
condescendência, guarda a sua opinião, não a exprime abertamente. Não tolera ser
contrariado. É pedante em pequenas coisas. Colecciona, ordena, conta. Mania das
limpezas. Não brinca, antes repara. Ideias fixas. Aversão a ser consolado.
Transpiração nocturna também no tronco, suor dos pés malcheiroso. Manchas
brancas nas unhas. Tudo se agrava com o frio; muito friorento, mas os alimentos preferi-
os mornos ou frios. Desenvolvimento retardado, aversão ao leite materno, infecções
recidivas, tendência para formar pus.

Recém-nascido: Baixo peso, enrugado, “aspecto de velhinho” e tem “orelhas de


abano”: é um clássico bebé com carências, que normalmente vai parar à incubadora.
Também está frequentemente indicado em partos prematuros. Recusa o leito materno
ou vomita-o  Tem um desenvolvimento deficiente. Muito sensível ao barulho,
assusta-se e acorda com o mais leve barulho (Coffea, Nux vomica, Opium).
Conjuntivite dos recém-nascidos com secreção amarelada provocada por um

115
estreitamento do canal lacrimal (Acidum fluoricum, Natium muriaticum, Pulsatilla,
Rhus toxicodendron). Outros sintomas são: hematoma na cabeça após o nascimento
(Calcium sulfuricum, Mercurius solubilis), infecção à volta das unhas (Apis, Hep-sulf),
formação de pus à volta do umbigo (Hepar sulfuris, Rhus toxicodendron, Sulphur).

O lactente: Desenvolvimento lento, começa a andar e a falar tarde. Dentição


também tarde. Magro apesar de ter apetite, cabeça grande, barriga inchada, pernas
magras. Suor na cabeça mal cheiroso ou cheirando a azedo, Fontanelas muito abertas,
unhas dos pés encravadas (Graphites).
Remédio importante para administrar na potência C200 a seguir à vacinação, como
forma de evitar complicações com a vacinação.
Quando o ouvido tem corrimento (com otorreia com sangue, cheirando mal e aquosa ou
sendo grossa e com pus) dar Silicea C200 dissolvida em água durante vários dias, como
forma de conseguir uma cura de dentro para fora, em combinação com Calcium
sulfuricum (numa criança acalorada) ou com Hepar sulfuris (se a criança é friorenta).
Grande tendência para infecções, sobretudo devido a correntes de ar, ar frio na cabeça,
pés frios ou destapar-se.
Constipado crónico com muco grosso e pus ou seco com sangramento do nariz. Por
vezes nariz completamente obstipado com crostas e secreção com pus, (Calcium
carbonicum, Lycopodium). Por isso, mexe no nariz.
Cantos da boca gretados (Arum-triphyllum, Graphites, Acidum nitricum) e tendência
para a formação de cáries (Kreosot, Staphisagria).
Inchaço dos gânglios linfáticos, duros mas sem dor.
Obstipação crónica com fezes grandes, duras e secas.
Unhas deformadas (Graphites, Acidum fluoricum, Sepia, Thuja), metidas pela carne
(Graphites) ou rachadas (Antimonium crudum) e com manchas brancas (Acidum
nitricum).
Mamilos invertidos (Nux moschata, Sarsaparilla).
Feridas saram devagar (Hepar sulfuris, Acidum nitricum, Petroleum, Sulphur) e
formam tecidos deformados (Ars, Calc, Merc-sol), ou quelóides (= cicatrizes hipertróficas).
Verrugas na sola dos pés (Antimonium crudum, Calcium carbonicum, Causticum,
Lycopodium, Natium muriaticum, Sepia, Sulphur).
Corpos estranhos, por exemplo puas de todos os tipos saem com Silicea dos tecidos.

 Cuidado: Não dar Silicea quando existem implantes artificiais!!! (Implantes


dentários, articulações artificiais, parafusos, pacemaker = estimulador
cardíaco)
 Cuidado! Silicea não pode ser dada nem antes nem depois de Merc-sol, é
sempre necessário dar um remédio intermédio como por exemplo Sulphur!!!

Disposição para formação de pus crónica, furúnculos, abcessos e fístulas, inflamações,


que evoluem para infecções (Merc-sol, Hep-sulf). A formação de pus é pouco dolorosa,
decorre lentamente, arrasta-se. Também tendência para endurecer.
Mastite (Bryonia, Phytolacca)
Infecção - Molusco contagioso – (infecção provocada por vírus com bolhas, que se
podem apanhar em piscinas). Os moluscos surgem em partes do corpo, que ao tomar
banho não ficam bem lavadas, sobretudo pescoço, nas axilas, nas virilhas e na cursa da
perna, depois através do coçar são transportadas para todo o corpo (Dulcamara, Thuja).

Spigelia C200 (Spig): Catarro retronasal, isto é catarro das fossas nasais posteriores.
Corrimento de muco profuso para a faringe. Obriga a criança a tossir, frequentemente à

116
noite quando está deitada. De manhã ao acordar o muco que se encontra na parte
posterior da faringe é expelido com a ajuda da tosse. Esta tosse não é provocada pelos
brônquios mas é despoletada pelo nariz (Corallium rubrum obriga a criança a pigarrear).

Spongia C200 Spong): Laringite (inflamação da laringe) com ataques de asfixia (=


tosse de cão). Tosse seca, rouca como tosse de cão, vinda da laringe, na sequência de
uma inflamação aguda da laringe, ruidosa, áspera, oca, assobiando como quando se
corta lenha, sobretudo em crianças com menos de 5 anos. Farfalheira pouco audível.
Espasmo e sensação de aperto da garganta com sensação de sufocar e elevadíssima
sensibilidade ao toque nesta zona. Agrava-se pouco antes da meia-noite (23h), devido à
cabeça estar numa posição baixa, no quanto quente, roupa apertada no pescoço. Melhora
com bebidas quentes. A criança tem a sensação de estar a respirar através duma
esponja.
Tosse de cão: durante o dia em alternância com Hepar sulfuris C200 e Phosphorus
C200. Ao deitar, à noite, Spongia directamente debaixo da língua. Quando antes da
meia-noite surge durante o sono um enorme ataque de tosse, dar imediatamente um
glóbulo de Aconit C1000 debaixo da língua e 5 minutos depois começar a dar de 5 em 5
minutos Spongia dissolvido em água e inalar vapor de água quente e manter a calma!!!!!
Se a situação acontecer depois da meia-noite, proceder como descrito anteriormente, só
que em vez de Spongia dar Hepar sulfuris C200.

Staphisagria C30 (Staph): Golpes provocados por objectos afiados, por exemplo facas,
vidro, papel. Operações, por exemplo, operações à barriga, intervenções dentárias (corte
limpo) para uma melhor e mais rápida cicatrização da ferida.
Cistite (infecção das vias urinárias): Ardor contínuo na uretra, melhorando durante o
urinar mas agravando-se novamente a seguir a ter urinado. Insistência em urinar sem
sucesso. Insistência e dores após ter urinado, sensação de não ter esvaziado
completamente a bexiga.
Bom remédio na ocorrência de treçolhos recidivos seguindo-se endurecimento (em
combinação com Silicea).

Sticta C200 (Stict): Quando uma constipação começa com resfriado e termina
regularmente numa bronquite.
Constipado com nariz obstipado, secura das mucosas do nariz, necessidade
permanente mas sem sucesso de limpar o nariz. Não sai nada. Quando o nariz começa a
pingar, termina a indicação de Sticta.
Dores de cabeça localizadas na testa, frequentemente pior da parte da tarde e á noite,
melhor de manhã e ao ar fresco.
Sintomas possíveis: o muco escorre para a faringe, com sensação de ferida da faringe e
dores ao engolir.
Tosse seca e interminável, pior ao anoitecer e durante a noite, deitado, ao inspirar
profundamente. Expectoração escassa ou inexistente (pode ser administrada em
combinação com Rumex ou Drosera ou Natrium muriaticum).
Típico: assim que começa a tossir já não consegue parar (Drosera: tosse em
ataques, 10 a 15 ataques de tosse seguidos, depois segue-se um período de calma).
Frequente tossir após a meia-noite. A tosse é despoletada por secreções localizadas na
zona da rinofaringe.

Stramonium C200/1000: (Stram.) obcecado em destruir-se a si próprio e outros.


Comportamento violento, agressivo (bater, morder, rasgar, gritar, amaldiçoar). Condição

117
Stramonium despoletada por choque súbito (maior dos medos, choque emocional,
traumatismo craniano, infecção febril com envolvimento de sistema nervoso).

Medo extremo da escuridão, não quer estar sozinha. Risos infundados e inadequados.
Aversão a beber água. Imagens nocturnas de horror, pesadelos.

Fantasias de violência sexual. Ouve vozes. Dupla personalidade. Delírios e alucinações.


Medos e fobias. Odeia luz brilhante. Compulsiva, impulsiva. Não suporta o contato.
Espasmos esofágicos ao ver ou beber água. Medo de caves, garagens subterrâneas,
cães negros. Desconfiada, ciumenta. Exibicionista, gaga. Faladora.

A Criança Stromonium: comportamento hiperativo e sem objetivo (Veratrum album). O


escuro é o seu maior medo. Acorda com reflexo de agarrar (abraçar) e a gritar, não
reconhece a mãe. Comportamento agressivo. Típico: manias violentas durante o dia, mas
à noite não quer ficar sozinha, e tem de ter uma luz acesa.

Strophantus C30/200 (Stroph): Medo de exames: É muito eficaz tomar 1 glóbulo de


Argentum nitricum C30/200 na noite antes do exame e no dia seguinte 2 horas antes do
exame 1 glóbulo de Strophanthus C30/200 também debaixo da língua.

Sulphur C30 (Sulf): Materialista, orientado para bens materiais. Caótico, preguiçoso e
desarrumado. Sujo, Aversão a lavar-se e tomar banho (o que também agrava). Calor
nos pés, tem que os destapar. Tudo se agrava com o calor. Necessidade de doces,
gordura e alimentos condimentados. Orifícios do corpo vermelhos, vermelhidão e
comichão no ânus. Fezes e flatulência mal cheirosas.

Criança vivaça, forte, bem alimentada e com boa irrigação sanguínea com lábios
vermelhos e grossos. Mãos e pés quentes. - ou –
Criança magra, curvada com pernas magrinhas. Pele pálida com nódoas negras e riscas
vermelhas. Cabeça grande.

Predisposição evidente para coisas práticas e materiais. Colecciona e adquire


património com avidez. Desarrumado, acumula imensa tralha de forma desordenada –
ou –
Pensador sem sentido para as coisas práticas, cheio de ideias e de fantasia.
Projectista. Não se apercebe da tralha, tem os seus pensamentos noutro lugar.
Desarrumado e desmazelado. Todas as secreções cheiram mal, obstipação ou diarreia.
Come mal, grande sede – ou –
Come muito. Necessidade de doces, comida com substância, picante. Vontade de comer
coisas invulgares. Tem fome muito antes das refeições e logo após as mesmas. Fica com
fome só de olhar para a comida. Engole a comida sem mastigar. Quer fazer tudo sozinho
sem ajuda, brinca com a comida e suja tudo.

Está sempre com calor. Procura refrescar-se. Todas as dores ardem.


Calor súbito na cara. Lábios, orelhas, mãos e pés quentes e vermelhos. Orifícios do
corpo vermelhos, frequentemente com secreções que queimam.
Pele com mau aspecto, áspera, vermelha, pustulosa. Acne, pontos negros, furúnculos,
carbúnculos, psoríase, borbulhas, bolhas com comichão, verrugas, etc.

Faz os trabalhos de casa de forma desleixada ou não os faz. Come constantemente


doces. Algibeiras cheias de tralha. No consultório desarruma tudo. Quando criança quer

118
fazer sempre tudo sozinho. Quer ser sempre o chefe, é dominante. Estar quieto é
impossível, necessita de se movimentar constantemente (bate com as portas, faz
barulho). Acalorado e sempre disposto a brigar. Mete os dedos em todos os orifícios do
corpo. Inquietude, nervosismo, actividade. Não gosta de tomar banho. Agravamento
devido ao açúcar (diarreia, eczema). Forte tendência para se constipar (Narinas
vermelhas e com crostas)
Conjuntivite dos recém-nascidos.

Consequências do tratamento com antibióticos na fase neonatal: dificuldades de


dormir, tendência para infecções, vómitos, diarreia, assaduras (Maizena) e acne do
recém-nascido.

Lactentes: Quase sempre uma grande crosta láctea, na maioria das vezes húmida e
que dá comichão. A criança coça até a pele sangrar ou abrir.
Rabinho vermelho ou dermatite das fraldas (Graphites, Acidum nitricum,
Lycopodium).
Muco que provoca ferida (Allium cepa, Arsenicum album, Graphites, Jodum,
Mercurius solubilis, Acidum nitricum, Nux vomica), pior em espaços quentes, com
crostas dolorosas nas narinas.
Diarreia com necessidade súbita de defecar, fezes malcheirosas, que provocam ferida,
obrigam a criança a sair da cama por volta das 5h. O ânus está vermelho (Petroleum) e
dá comichão sobretudo quando tem calor.

 Limpeza do organismo após toma de diferentes antibióticos e outros


medicamentos (durante 1 dia Sulphur dissolvido em água de hora a hora, depois
durante 2 dias Okoubaka e Nux vomica alternadamente de hora a hora).
 No início de uma terapia por exemplo no tratamento da bronquite primeiro 1 toma
de Sulphur, para que os remédios seguintes reajam melhor.

Symphytum C200 (Symph): Em fracturas de ossos: primeiro Calcium phosphoricum


durante 2 dias dissolvido em água, depois durante 2 dias Symphytum para auxiliar uma
melhor e mais rápida calcificação dos ossos, repetir ao todo 2 a 3 vezes.
Todos os ferimentos nos olhos, por exemplo após pancada com objecto sem corte,
quando uma bola de neve atinge o olho, quando a criança bate com o punho no olho da
mãe, também em ferimentos no olho com objectos pontiagudos (olho roxo também
Ledum)

Tabacum C200 (Tab): Colapso, cara muito pálida, suor frio na testa, corpo
completamente frio, tonturas, má disposição terrível. Agrava-se com o calor e
movimento. Quer destapar a barriga. Não tem sede, aversão à água. Grande fraqueza
muscular, quebra momentânea da tensão arterial. Melhor ao ar fresco e ao ar livre e
fechando os olhos. Perturbações da visão.
Enjoos durante viagens de barco com os sintomas anteriores.
Também é possível serem acompanhados de diarreia sem cheiro com expulsão súbita e
colapso eminente. Surgimento de má disposição ao andar de carro, sobretudo quando
a criança vomita logo sem dizer nada. (No Cocculus a criança ainda consegue avisar
antes de vomitar).

Tellurium C30/200 (Tell): Ouvido com corrimento cheirando mal a salmoura de peixe
e provocando ferida na orelha.

119
Teucrium C30/200 (Teucr): Remédio mais importante na rinossinusite provocada por
pólipos ou adenóides.

Thuja C200: Secreções amarelas esverdeadas ou esverdeadas, diatése linfática


(inchaço rápido dos nódulos linfáticos locais) suor oleoso com cheio adocicado. Frio
húmido agrava tudo.
O recém-nascido: Conjuntivite dos recém-nascidos com muita secreção amarelada e
nariz obstipado. O cheiro corporal é desagradável, sobretudo nas zonas genitais. Pelos
no corpo de forma pronunciada. Várias manifestações cutâneas como quistos, marcas
da nascença e hemangiomas.

O lactente: Crosta láctea húmida ou caspa branca (Mezereum, Natium muriaticum,


Phosphorus), sobretudo na nuca (Petroleum, Silicea, Staphisagria).
Também nas pálpebras (Graphites, Hepar sulfuris, Mezereum) desenvolvimento de
eczema; a zona das fraldas é vulnerável ao desenvolvimento de fungos.
Conjuntivite ou estenose do canal lacrimal com secreção amarelada.
Unhas dos pés encravadas (Graphites, Silicea).

A criança: Rouquidão devido a pólipos nas cordas vocais.


Constituição linfática com aumento dos adenóides e das tonsilas. Ao mesmo tempo
que expele secreção crónica de coloração amarela esverdeada e com cheiro a peixe.
Treçolhos nos olhos com endurecimento crónico (Staphisagria).
Cáries nas bordas das gengivas (Calcium carbonicum, Silicea) ou na raiz dos dentes
(Mercurius solubilis, Silicea).
Vermelhidão ou eczema húmido na vulva ou no escroto, respectivamente (Graphites,
Natium muriaticum, Croton tiglium) e entre as coxas.
Os seguintes sinais na pele e unhas indicam Thuja: Unhas quebradiças, moles,
grossas, rugosas, onduladas ou deformadas (Graphites, Silicea), unhas dos dedos
dos pés encravadas (Silicea); verrugas de todos os tipos e tamanhos, sobretudo na cara
e no queixo; Pelos no corpo muito abundantes; formação de tumores cutâneos:
papilomas, lipomas, quiatos, tecido de granulação exuberante (= tecido que cresce
exageradamente após feridas e operações).

O jovem: Inflamação crónica do seio frontal com muco grosso e verde e dores na raiz
do nariz. O nariz está obstipado em espaços quentes e pinga ao ar livre. Boa combinação
com Natium carbonicum e Mercurius jodatus flavus).

Tuberculinum C1000: (Tub)o tempo passa demasiado depressa, é como uma vela que
arde em ambas as extremidades. Agitada, quer experimentar o mais possível num curto
período de tempo. Gosta de viajar. Cosmopolita patológica. Incapacidade de relaxar.
Desejo constante de mudança. Extrovertida, impaciente. Inquieta, irritável.

Sentimento de insatisfação consigo própria e com tudo. Estilo de vida nómada. Tipo
mental, intelectual. Mudanças de humor. Sente-se compelida, anseia por aventura, novas
experiências. Medo de compromisso (demasiado enfadonho). Sempre cheia de saudade,
mas não consegue precisar de quê. Boémia com cultura. Ideia de insatisfação – ideia de
se consumir a si própria.

Muitas vezes pálida, anémica, frágil, alta, esguia, fisicamente fraca. Cansa-se ao menor
esforço. Substância gélida, mas precisa de ar fresco. Frio, vento, humidade causa logo

120
problemas nasais  brônquios. Pavor de cães pretos. Alergia a cães e gatos, também a
ácaros - alergia ao pó da casa. Asma. Desejos de: toucinho, fiambre, carne fumada
(presunto), salame, leite frio, gelado. Sudorese noturna profusa. Range os dentes durante
o sono. Apetite normal com perda de peso. Piora à beira mar, tempo frio e húmido,
melhora nas montanhas, com clima quente e seco.

A criança Tuberculinum: fácil de ser confundida com Phosphorus. Aberta, extrovertida.


Membros longos e desengonçados. Encontra-se de excelente humor na maioria do
tempo. Hiperativa e impiedosa, destrutiva, intencionalmente má. Insatisfeita. Ataques de
fúria intencionais. Calculista com intento de magoar. Encena performances dramáticas.
Cruel para com os animais. Alegra-se com o azar dos outros. Insatisfeita com tudo o que
faz. Inquietude agravada pelo açúcar e produtos lácteos. Range os dentes durante o
sono, enterra a cabeça no travesseiro.

Negativa, não tolera nenhuma contradição. Mal-humorada. Bate nos pais e em outras
pessoas de autoridade. Egoísta. Tem muitas vezes, bronquite, amigdalite, sinusite,
pneumonia, inchaço dos gânglios linfáticos, especialmente devido à humidade fria.
Apresenta frequentemente asma alérgica devido a gatos.

Desejo de comer salsicha, carne picada (preguiça de mastigar), hambúrgueres, carne


temperada, presunto, bacon, salame, leite frio, doces, sal, especiarias, ovos, manteiga,
iogurte, cereais, macarrão, queijo. Aversão a vegetais.

Urtica urens C200 (Urt-u.): Urticária ou eczema (= vermelhidão da pele) com inchaço
de coloração vermelha ou rosa, tipo pápula (Pequena lesão cutânea, bem circunscrita e
firme, que não deixa cicatriz (como se tivesse caído num campo de urtigas), comichão
com ardor ou picadas, agravando-se com o toque e aplicações húmidas e frias.
(Urticária alérgica ou urticária provocada por caranguejos, peixe, contacto com urtigas,
por picada de abelha ou dentada de aranha ou ainda devido a frieiras agravando-se
com tempo frio).
Desaparecimento rápido do leite materno logo após o nascimento e depois (boa
combinação com Lac defloratum).

Veratrum album C200 (Verat-alb): Diarreia, eventualmente com vómitos em simultâneo


(Arsen, mas em que as fezes cheiram horrivelmente), sem cheiro, fica rapidamente
exausto e com tendência para colapso.
Vomita logo após ter bebido, mesmo de forem quantidades mínimas. Fica rapidamente
desidratado!! (Desidratação).

Viola tricolor C30/200 (Vioal-tric): Eczema, húmido ou seco, na zona da cara,


frequentemente afectação simétrica das faces.

Wyethia C30/200: Febre dos fenos. Forte comichão no palato e nas coanas (é a
abertura nasal posterior), mas também nos ouvidos e no nariz. O paciente coça o palato
constantemente com a língua devido à comichão. Pigarrear constante, a laringe está seca
e arde, ataques de espirros.

121
Notas e conselhos importantes:

Durante o período da amamentação evitar consumir alimentos que provoquem flatulência,


tais como:
Pão fresco, cebolas, alho, couves, leguminosas, bebidas gaseificadas, fruta não madura e
evitar todo o tipo de doces.

Alimentos bem tolerados durante a amamentação:

Pão que tenha pelo menos um dia (dormido), couve-flor, brócolos, tomates, pepino
cozido, couve-rabano, cenouras, água não gaseificada, fruta madura.

Conselhos para amamentar:

Imediatamente a seguir ao nascimento do bebé por logo a mamar. Neste momento o


reflexo sucção do bebé é muito forte. Nos dias seguintes dar de mamar sempre que o
bebé pedir, para estimular a produção de leite. Depois de alguns dias a quantidade
produzida de leite se adaptará às necessidades do bebé. Após um pequeno período de
adaptação, o bebé por cada toma receberá mais leite e consequentemente irá aumentar o
tempo entre cada toma.

Cada toma: Não deve exceder os 10 minutos por peito, mas deve sempre mamar nos dois
peitos. No primeiro peito inicialmente o bebé recebe um leite um leite com uma
consistência mais diluída para satisfazer a sua sede, depois o leite irá satisfazer o apetite
do bebé. Devido ao reflexo sucção no primeiro peito a produção do segundo peito é
automaticamente estimulada, este leite é muito mais homogéneo pois devido á espera os
seus componentes vão-se misturando. Deve deixar um resto de leite nos mamilos e secá-
los ao ar pois isto é benéfico para a pele.

Não tire o bebé do peito enquanto este mama, mas introduza um dedo na boca para que
o vácuo se reduza. Isto protege mamilos.

O bebé amamentado:

No primeiro ano a alimentação integral do bebé é bastante simples. Através do leite


materno serão preenchidas todas as exigências e requisitos. Apenas a partir do 7º mês se
deveria iniciar com alimentação suplementar, bebidas adicionais normalmente não são
necessárias.

Nos recém-nascidos inicialmente sempre se verificam reduções de peso. Após duas


semanas o peso com que nasceu é recuperado.

O recém-nascido recebe por um lado do leite materno vitamina D e por outro consegue
produzi-la através da pele sob condições favoráveis.

O recém-nascido possui um sistema imunitário incompleto e por isso é bastante


vulnerável a infecções. Para fortalecer o sistema imunitário do bebé o leite materno possui
um complexo sistema de defesa que simultaneamente estimula a formação de anticorpos
como também o protege contra infecções, fortalecendo assim o sistema imunitário da
criança.

122
Nos bebés amamentados é tão normal que ele faça cocó uma vez por semana como
várias vezes por dia e a consistência normal é cremosa e líquida.

Chá de funcho (só das sementes ou pacote de chá sem adição de açúcar) é muito eficaz
em situações de flatulência e cólicas do bebé.

Para evitar problemas de dentição deverá entre o 10º e o 12º mês habituar o bebé a
beber de copos de aprendizagem diminuindo assim a duração do tempo em que este
bebe do biberão.

Para quem quiser dar sumos deverá no entanto dilui-los de 1:1 com água, sumos de fruta
e limonadas contêm no entanto muito açúcar alguns até 100gr de açúcar por litro.

Introdução de alimentos sólidos no primeiro ano:

A partir do 5º mês pode começar a introduzir uma refeição sólida por dia, no 6º mês duas
refeições por dia, no 7º e 8º meses três refeições sólidas por dia.

A alimentação deverá ser rica em alimentos vegetais ricos em ferro, como por exemplo:
cereais integrais – sempre em combinação com frutos ricos em vitamina C. Faça
combinações de várias proteínas numa refeição por exemplo: leite e batatas, batatas e
leguminosas ou batatas e ovos.

Tenha em atenção que as papas de legumes com batatas não contenham leite pois estas
reduzem a disponibilidade do ferro na refeição. Uma alimentação somente vegetariana
não é aconselhável.
Frequentemente são utilizados critérios aplicáveis a adultos na confecção da alimentação
sólida para o seu bebé. Cenouras cozidas sabem insonsas aos adultos – falta o sal. Para
um bebé porém a sensação de gosto ligeiramente adocicado assemelha-se muito ao leite
materno, sendo assim ideal.

Cereais integrais só podem ser introduzidos lentamente e não antes do 6º mês, o


“lentamente” aqui refere-se não só ao aumento da quantidade mas também á mudança
de consistência, primeiro de papas diluídas para gradualmente mais sólidas, bem como o
respectivo aumento das fibras alimentares.

Se a introdução de cereais integrais for muito rápida e excessiva poderá levar a


problemas digestivos tais como flatulência, diarreia desordens da mucosa intestinal em
consequência da digestão incompleta do glúten/amido.

Muitos pais adoçam as papas ou o chá do seu bebé com mel. Isto poderá ter
consequências para a saúde do bebé. O mel não aquecido poderá conter esporos de
bactérias, que, sendo inofensivos para adultos, podem constituir um perigo letal para o
bebé. Não dê portanto mel ao bebé durante o primeiro ano de vida.

Deverá se iniciar a alimentação com alimentos sólidos entre o 5º e o 7º mês de vida do


bebé. O melhor será uma papa à base de cenouras e batatas que, em alternativa com
leite materno, constitui uma combinação alimentar ideal. A cenoura é apreciada pelo bebé

123
desde o início. Deve-se adicionar sempre porém um pouco de gordura e poderá se
manter esta alimentação até que o bebé queira mudar a sua alimentação.

Para uma refeição intermédia à base de frutas recomenda-se preferivelmente frutos


frescos da época, como por exemplo maçãs, peras, pêssegos e damascos descascados.
Deverá porém adicionar sempre alguma gordura, tal como manteiga ou óleo de colza.

Como segunda refeição com alimentos sólidos recomenda-se umas papas cozidas à base
de cereais com puré de frutos. Os cereais integrais finamente moídos deverão ser cozidos
com água ou então adicionar água fervida aos flocos de cereais e, em seguida, juntar o
puré de frutos.

A terceira refeição com alimentos sólidos é constituída por ingredientes “crus” e não
deveria ser administrada antes do 9º mês. Agora poderão entrar vegetais e frutos mais
variados – nunca se esquecendo porém a adição de óleo de gérmen ou de colza.

Resumo

 Introduzir a alimentação com alimentos sólidos aos poucos

 Cereais só deveriam ser introduzidos no fim do 1º ano de vida

 O abastecimento de ferro é assegurado com a introdução de 2 pequenas refeições


à base de carne por semana

 Sal e açúcar sob qualquer forma são totalmente desnecessários

 Com a introdução dos alimentos sólidos deve se ter atenção ao abastecimento


suficiente com líquidos

 Habitue o seu bebé o quanto antes a beber de uma chávena

A refeição intermédia

Crianças necessitam de refeições intermédias com mais frequência do que os adultos,


dado que a movimentação contínua consome muitas energias.

 A habituação às refeições periódicas e regulares cria no seu bebé uma orientação


segura no decorrer do dia

 Deve se facultar às crianças a possibilidade de comer algo entre as refeições

 O pedir algo doce poderá ser também a necessidade de obter mais atenção

 Aceite também que o seu filho uma vez ou outra não queira comer muito, ou
mesmo nada. Ninguém deverá ser obrigado ou mesmo convencido a alimentar-se
para além do ponto de saturação. Você estaria assim limitando a liberdade de
alimentação do seu filho e também a faculdade de percepção consciente do seu
ponto de fartura

124
Fast food

Se não despenderes o tempo necessário ao comer, ou se “devorares” a refeição às


pressas, o processo natural de percepção consciente do seu ponto de fartura não põe ser
iniciado. A consequência será pois, que irás comer demais. O “fast food” normal é
exactamente o contrário de uma refeição adequada porque é constituída por:

 Demasiada gordura

 Demais de proteína animal

 Falta de fibras alimentares

 Sal em excesso

 Calorias em excesso

O açúcar e as cáries

O uso de biberões está proibido a partir de 1 ano de idade! Utilizar apenas garrafas
NUK (= sem tetina mole). Devido ao movimento de sucção exercido, o líquido está
sempre em contacto com os dentes (“gira à volta dos dentes”), havendo o perigo de
formação de cáries dentárias!

 O açúcar provoca a cárie dental, dentes enfermos, dores de dentes e elevadas


despesas com o dentista

 O corpo humano pode se tornar praticamente “viciado” do consumo de doces

 Os alimentos doces normalmente não contem componentes valiosas; faltam-lhes


as vitaminas, as substâncias minerais e as fibras

 Alimentos doces só saciam por pouco tempo

O ser humano não necessita de “consolos doces”. As crianças não precisam de


caramelos e cremes para crescerem e serem vigorosas. Um pão integral e frutas frescas,
em conjunto com a manteiga substituem o açúcar com vantagens.

Não são só os doces que agridem os dentes, provocando cárie; o glúten transformado
contido por exemplo nos “cornflakes”, nos “flips” e nos salgadinhos industrializados são
elevados provocadores da cárie dental. Este glúten é vagarosamente desintegrado, pelo
que é dado às bactérias mais tempo para produzirem os ácidos que prejudicam os dentes
sadios.

Depois da ingestão de alimentos, sempre permanecem alguns restos alimentares (ou


produtos em degradação destes restos) junto dos dentes, constituindo assim o nutriente
ideal para as bactérias que aí se encontram. Elas transformam os hidratos de carbono em
ácidos orgânicos, que depois acabam por atacar o esmalte dental. Durante esta acção
são extraídos do esmalte os minerais vitais (cálcio e os fluoritos), pelo que o dente torna-
125
se desmineralizado. As cáries não são uma doença de carência de flúor. As crianças são
vítimas extremamente expostas a este perigo, não só pela quantidade de consumo de
açúcar, mas essencialmente pela elevada frequência das ingestões. São portanto as
pequenas refeições intermédias tomadas em intervalos regulares no decorrer do dia que
provocam este efeito.

Crianças e alergias

A área onde o bebé se desenvolve deverá ser mantida livre de substâncias alergogénicas,
dado que não só os alimentos, mas também o pó, os ácaros e pólen poderão provocar
alergias. No sentido de se prevenir em termos efectivos contra alergias deverá:

 Evitar a propagação da nicotina no ambiente do bebé

 Utilizar só matérias naturais neste espaço

 Renunciar a cortinados, alcatifas e carpetes neste espaço

 Renunciar a animais domésticos pelo menos até a criança atingir uma certa idade

 Não colocar plantas no quarto da criança. Na terra húmida podem se formar fungos

 Não utilizar produtos químicos de limpeza no quarto do bebé; um pano húmido


também serve

 Evitar a ventilação contínua do quarto, sobretudo nas horas matinais, em que o


pólen circula com maior incidência pelo ar

 Nunca utilizar lixívia na casa, visto que o seu cheiro provoca uma irritação elevada
dos brônquios e da pele.

126
Bibliografia:

Erika Scheiwiller-Muralt, Homöopathie bei akuten Erkrankungen und Notfällen, 3. Auflage,


Urbon und Fischer,
2004

Voisin, Materia medica des homöopathischen Praktikers, 1. Auflage, Haug Verlag, 1985

Hedwig Imhäuser, Homöopathie in der Kinderheilkunde, 8. Auflage, Haug Verlag, 1987

H. Pfeiffer, M. Drescher, M. Hirte (Hrsg), Homöopathie in der Kinder und Jugendmedizin,


1. Auflag, Urbon und Fischer, 2004

Katalys e.V. Institut für angewandte Umweltforschung: Kinderernährung Kiepenheuer &


Witsch 1. Auflage 2002

127

Interesses relacionados