Você está na página 1de 9

VIRTUOSI CHEGA A SUA 10ª EDIÇAO EM GRAVATA

Festival acontece de 13 a 22 de julho na Igreja Matriz de Sant'Ana

Com patrocínio do Ministério da Cultura, Prefeitura de Gravatá e Baterias Moura, o festival


Virtuosi chega a sua 10ª edição na charmosa cidade de Gravata com uma fina programação
musical com instrumentistas de alta qualidade. Com direção musical do maestro Rafael
Garcia, o X Virtuosi Gravatá acontece entre os dias 13 a 22 de julho na Igreja Matriz de
Sant’Ana com entrada gratuita.

A Orquestra Jovem de Pernambuco, sob a regência do Maestro Rafael Garcia, abre a


programação do X Virtuosi Gravatá nesta sexta-feira (13), a partir das 20h, na Igreja Matriz
de Sant’Ana. Sob a direção do Maestro Rafael Garcia, a Orquestra Jovem de Pernambuco
terá como solistas Horácio Massone tocando Concerto para Flautin e Cordas de Ernani
Aguiar, o violoncelista Claudio Santos tocando Variações sobre um tema Rococó de Peter
Tchaikowsky, Ayrton Benck no trompete e Victor Asuncion no piano tocando Concerto
para piano e trompete em dó menor, Op 35.

No sábado (14), às 11h, o som da flauta doce do Quinta Essentia Quarteto irá tomar conta
da Igreja Matriz de Sant’Ana. O quarteto paulista fará um recital que celebra grandes
compositores, à exemplo de Heitor Villa Lobos e Daniel Wolf. O grupo se apresenta com
instrumentos de diversas épocas e períodos. Flautas modernas, dá época da renascença
e do período barroco. No mesmo dia, às 20h o duo Rafael Altino & Victor Asuncion se
apresenta com um programa diversificado: Gaspard de la Nuit de Ravel para piano solo e
Sonata de Rachmaninoff para viola e piano. Domingo (15) às 11h da manhã, mais uma
vez o Duo Rafael Altino & Victor Asuncion apresenta o programa Miroirs para piano solo
de Ravel e a Sonata nº 2 de Brahms para viola e piano.

O festival recebe na segunda (16) às 20h o recital POVO BRASILEIRO: CANTOS DO


NORDESTE com participação do Contracantos & Contraventos sob a regência de Flávio
Medeiros. É um concerto musical com elementos teatrais que apresenta a cultura brasileira
através de um repertório com peças nordestinas valorizando as diferentes matrizes da
formação de nosso povo. O concerto incorpora música vocal e instrumental, aliada a
elementos da poesia de cordel, gestos sonoros e ritmos pernambucanos. O programa é
baseado em obras musicais de tradição oral: aboios, toadas de maracatu, cirandas, coco,
caboclinho e frevo, entre outros.

Na terça (17) às 20h, é a vez do recital violonista Fábio Zanon, um dos maiores violonistas
brasileiros de todos os tempos e dos mais influentes da atualidade. Fábio é reconhecido
internacionalmente como um dos grandes violonistas da atualidade e atua também como
escritor, regente, professor e comunicador. Estudou com Antonio Guedes, Henrique Pinto,
Edelton Gloeden e Michael Lewin.Venceu dois dos maiores concursos internacionais de
violão em 1996, o “Tárrega”, na Espanha, e o GFA, nos EUA. Recebeu o Prêmio Moinho
Santista em 97, Prêmio Carlos Gomes em 2005, Prêmio Bravo! em 2010 e indicado para o
Grammy Latino em 2011. É Fellow e Visiting Professor da Royal Academy of Music em
Londres desde 2008. Toca nos maiores teatros e festivais e à frente de importantes
orquestras em mais de 40 países.

No dia 18 será realizado um recital de música de câmara com alunos do festival e a


participação do Quinteto Clóvis Pereira, criado recentemente, que fará sua primeira
apresentação em Pernambuco. A programação da quinta (19) segue com uma
programação voltada a Hindemith e Schubert com música de câmara com os músicos
Lucia Luque no violino, Daniel Espinoza na viola, Claudio Santos no violoncelo, Tais
Gomes no contrabaixo e Victor Asuncion no piano.

Na sexta (20), às 20h, com o recital do contratenor João Paulo Ferreira, natural de
Garanhuns, que se apresenta pela primeira vez em Pernambuco, desde que se radicou
em Portugal. João Paulo Ferreira será acompanhado pelo pianista Victor Asuncion e irá
apresentar peças de Montverdi, Vivaldi, Hasse, Schubert e outros. Natural de Garanhuns,
João Paulo aos 16 anos cantou profissionalmente em um grupo musical Gaiamálgama
formado na sua cidade natal. Iniciou sua carreira internacional com o Nido Delas Artes
(International Opera Tour) no México, Panamá, Costa Rica e Colômbia, desenvolvendo
um repertório do barroco a canções Brasileiras, Portuguesas, Judias, Mexicanas e
Argentinas. Desenvolve intensa atividade em conjunto com o contratenor Luis Peças, com
a participação em concertos, recitais e festivais de música. Atualmente, realiza
“momentos musicais” dirigidos ao público que visita diariamente o Mosteiro de Santa
Maria de Alcobaça. Aclamado pelas suas interpretações, tem sido convidado por diversos
órgãos, atuando com frequência em França e Inglaterra.

Às 11h do sábado (21), será a vez do programa “Canto de uma Nação". Palestra e recital
se unem sobre as Canções Típicas Brasileiras de Heitor Villa-Lobos. Projeto aprovado pelo
Funcultura traz Marcelo Ferreira, barítono e palestrante, Gleyce Melo, soprano e Vitor
Philomeno, pianista. No mesmo dia às 19h, o festival apresenta o programa "Uma Noite
na Ópera" com a Orquestra Jovem de Pernambuco tendo como solista Adriane Queiroz,
soprano brasileira, que integra o ensemble solista da Ópera de Berlim. Adriana Queiroz já
se apresentou com regentes importantes tais como Daniel Barenboimn e Kent Nagano,
entre outros. Cantou com a Filarmônica de Berlim a 8ª Sinfonia de Mahler com Pierre
Boulez, gravando a mesma obra para a Gramophone alemã. Realiza um trabalho de
divulgação da Música brasileira, tendo gravado um CD com Canções de Guarnieri e
Mignone.

O festival se encerra no domingo (22) às 11h com o Recital de Alunos do evento.

X VIRTUOSI DE GRAVATÁ
Rafael Garcia, director artístico

IGREJA MATRIZ DE SANT’ANA


13 a 22 de julho de 2018

SEXTA 13|07
20h CONCERTO DE ABERTURA

ANTONIO VIVALDI
Concerto para flautim e cordas em dó maior

ERNANI AGUIAR
Concertino para flautim e cordas
HORACIO MASSONE, flautim

PETER TCHAIKOWSKY
Variações sobre um tema Rococó
CLAUDIO SANTOS, cello
DMITRI SHOSTAKOVICH [1906-1975]
Concerto para piano e trompete em dó menor, Op.35
AYRTON BENCK, trompete
VICTOR ASUNCION, piano

ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO


RAFAEL GARCIA, regente

SÁBADO 14|07
11h QUINTA ESSENCIA QUARTETO

DANIEL WOLFF [1967]


Flautata Doce

RADAMÉS GNATTALI [1906-1988]


Lenda
Seresta nº 1 – Samba

HEITOR VILLA-LOBOS [1887-1959]


Bachianas Brasileiras nº5
Ária (Cantilena)

RADAMÉS GNATTALI [1906-1988]


Cantilena

Quarteto nº 3
1. Marcado - 2. Sem título
3. Sem título - 4. Marcado

HEITOR VILLA-LOBOS [1887-1959]


Choros nº 4
A Lenda do Caboclo

RADAMÉS GNATTALI [1906-1988]


Seresta nº 2
GUSTAVO DE FRANCISCO
RENATA PEREIRA
PEDRO BRUNO
FRANCIELLE PAIXÃO

20h VIOLA & PIANO I

MAURICE RAVEL [1875-1937]


Gaspard de la Nuit

SERGEI RACHMANINOFF [1873-1943]


Sonata para viola e piano em sol menor, Op.19

RAFAEL ALTINO, viola


VICTOR ASUNCION, piano

DOMINGO 15|07
11h O PIANO DE RAVEL

MAURICE RAVEL [1875-1937]


Miroirs

JOHANNES BRAHMS [1833-1897]


Sonata para viola nº 2 em mi bemol maior, Op.120

RAFAEL ALTINO, viola


VICTOR ASUNCION, piano

SEGUNDA 16|07
20h CONTRACANTOS &
CONTRAVENTOS
POVO BRASILEIRO: CANTOS DO NORDESTE

ABERTURA
EDGAR MORAES [1904-1973]
(Arr. Maestro Duda, Edson Pedro)
A dor de uma Saudade
ISAAC PEDRO, solo

GILBERTO GIL [1942]


(Arr.Pedro Veneziani, Edson Pedro)
Bom dia

I. CANTOS DO NORDESTE ARMORIAL - SERTÃO


CUSSY DE ALMEIDA [1936-2010]
(Arr. Edson Pedro)
Aboio

CLÓVIS PEREIRA (1932)


(Arr. Carlos Silva)
Agnus Dei – Grande Missa Nordestina
VIRGÍNIA CAVALCANTI, SOLO

JÚLIO RICARDO E O. DE OLIVEIRA [1922-1993]


(Arr. • M. Bezerra)
Ave Maria Sertaneja

GORDURINHA [1922-1969] E NELINHO


(Arr.Dierson Torres)
Súplica Cearense

ANTONIO VAZ [1935-2005]


Mulungú Fuloriô

EDSON PEDRO [1983]


Concerto de Pife

II. CANTOS DAS PRAIA DO NORDESTE


DOMÍNIO PÚBLICO
Ponto de Iemanjá
SUE, solo

KILZA SETTI (1932)


Yemanjá Ôtô

GILVAN CHAVES, F. L. CÂMARA CASCUDO E ALCYR P. VERMELHO


(Arr. Ângelo Dias e Edson Pedro)
Prece ao Vento
LUCIA HELENA CYSNEIROS, escaleta

LUCIA HELENA CYSNEIROS [1957]


Dançando com Lia
FÁBIA SOBRAL, solo

DOMÍNIO PÚBLICO
(Arr.Lucia Helena Cysneiros)
Rosa

III. CANTOS AFRO BRASILEIROS


C. GUERRA-PEIXE [1914-1993] E C. PEREIRA [1932]
(Arr. Carlos Silva)
MOURÃO

SUÍTE AFRO BRASILEIRA


(Arr. Lucia Helena Cysneiros)

ANTONIO NÓBREGA [1952]


Arr. André Protásio
Mateus Embaixador
DIMAS SEDÍCIAS [1930-2001]
Banzo Maracatu
LARS JANSSON [1951]
Arr. Gunnar Eriksson
To the Mothers in Brazil
ARR. VOCAL ERNST MAHLE
Nas Água Verde do Mar - Toada de Maracatu do Recife
HEITOR VILLA-LOBOS [1887-1959]
Estrela é Lua Nova
SURAMA RAMOS, solo
CANTO DE CANDOMBLÉ
ARR. CAMARGO GUARNIERI [1907- 1993]
Ofulú Lorêrê
LENINE (1959)
Arr. André Protásio
Que Baque é esse?
ARR. ERNST MAHLE [1929]
Viva o Nosso Rei na Corte - Toada de Maracatu do Recife

DIMAS SEDÍCIAS [1930-2001] /CLOVIS PEREIRA [1932]


Caboclos de Orubá
IV. CARNAVAL EM RECIFE
LOURIVAL OLIVEIRA [1918 – 2000]
Arr. Dierson Torres
Cocada

M. da Rocha [1864]
Vassourinhas

Direção Musical e Regência: FLÁVIO MEDEIROS


Concepção e Roteiro: FLÁVIO MEDEIROS E LUIZ KLEBER QUEIRoz
Preparação Vocal e Direção Cênica: LUIZ KLEBER QUEIROZ
Preparação Rítmico-Corporal: MARIA AIDA BARROSO
Figurinos e Adereços: MARCONDES LIMA
Costureira: MARIA LIMA

TERÇA 17|07
20h FÁBIO ZANON, violão

JOHANN SEBASTIAN BACH


Preludio, Fuga e Allegro, BWV 998

JAN N BOBROWICZ
Gran Polonaise op. 24

FRANCISCO MIGNONE
Estudos nº 4 e nº 9

FEDERICO MORENO TORROBA


Sonatina em la maior
Allegretto – Andante - Allegro

SEIS PEÇAS CURTAS DE VÁRIOS PAÎSES DAS AMÉRICAS

TRADICIONAL CHILENA (arr. Carlos Perez)


Parabienes

FRANTZ CASSÉUS [1915-1993]


Dance of the Hiunsies

GENTIL MONTAÑA [1942-2011]


Porro

AGUSTIN BARRIOS [1885-1944]


Danza Paraguaya

FREDERIC HAND [1947]


Lesley's Song

PAULO BELLINATI [1950]


Emboscada
QUARTA 18|07
20h RECITAL DE CÂMARA

MARLOS NOBRE [1939]


Desafio para viola e piano
DANIEL ESPINOZA, viola
LUIS FELIPE OLIVEIRA, piano

ERNANI AGUIAR [1950]


4 Momentos para orquestra de cordas

ViolinosLuana Barros, Lis Dália, Mirela Pessoa, Júlia Fernandes


Lucas Queiroz, Iannara Farias, Rayssa Melo, Ruth Kris
Luara Diniz,
Violas:Daniel Espinoza, Thiago André
Cellos:Amanda Massa, Yuri Farias, Leonardo Mesquita
Contrabaixos:Diego Michel, Fábio Almeida

QUINTETO CLÓVIS PEREIRA

CLÓVIS PEREIRA [1932]


Três Peças Nordestinas
No Reino da Pedra Verde
Aboio - Galope

JOSELHO ROCHA
Teléngotengo

W.A. MOZART [1756-1791]


Divertimento em fá maior
Allegro

ASTOR PIAZZOLLA [1921-1992]


Las Cuatro Estaciones Porteñas
Verano – Otoño – Invierno - Primavera

YERKO TABILO, MARCELO VASCONCELOS, violinos


DANIEL ESPINOZA, viola
KALIM CAMPOS, cello
VICTOR MESQUITA, contrabaixo

QUINTA 19|07
20h HINDEMITH & SCHUBERT
PAUL HINDEMITH [1895-1963]
Sonata para contrabaixo e piano (1949)

FRANZ SCHUBERT [1797-1828]


Quinteto para piano “A Truta” em lá maior, D.667

LUCIA LUQUE, violino


DANIEL ESPINOZA, viola
CLAUDIO SANTOS, cello
TAIS GOMES, contrabaixo
VICTOR ASUNCION, piano

SEXTA 20|07
20h JOÃO PAULO FERREIRA, contratenor
VICTOR ASUNCION, piano

CLAUDIO MONTEVERDI [1567-1643]


Si solce è’l tormento

ANTONIO VIVALDI [1678-1741]


Gemo in un punto e fremo (L’Olimpiade)
In si torbida procella (Bajazet)

JOHANN ADOLPH HASSE [1699-1783]


Pallido il sole (Artaserse)
Generoso risvegliati o core (Cleofide)

FRANZ SCHUBERT [1797-182])


Der Tod und das Mädchen

FEDERICO GARCIA LORCA [1898-1936]


Zorongo
Los reyes dela baraja
Sevillanas del siglo XVIII
Las tres hojas

GERÓNIMO GIMENÉZ [1854-1923]


La Tarantula ( La tempranica)

SÁBADO 21|07
11h CANTO DE UMA NAÇÃO
Recital e Palestra

Palestra – Canções Típicas Brasileiras de H. Villa-Lobos:


A Gênese da Canção Nacionalista de Câmara Brasileira.

 Introdução – O que é nacionalismo em música?


 Desenvolvimento da identidade musical brasileira: Os quatro primeiros séculos;
 Origens da canção de câmara brasileira e primeiros esforços nacionalistas;
 Primeiros anos da vida de Heitor Villa- Lobos: Influências e exposição;
 A origem e evolução dos materiais utilizados nas Canções Típicas Brasileiras;
 Canções Típicas Brasileiras – Análise individual das canções
Palestrante – Marcelo Ferreira

Recital – Canções Típicas Brasileiras (H. Villa-Lobos)


 Môkôcê cê-maká
 Nozani-na
 Papae Curumiassú
 Xangô
 Estrella é Lua Nova
 Viola Quebrada
 Adeus Ema
 Pálida Madona
 Tá Passaste por este Jardim
 Cabocla de Caxangá

Ficha Técnica
Palestrante, Concepção e Coordenação
Dr. Marcelo Ferreira
Músicos: Gleyce Melo (Soprano), Vítor Philomeno (Piano)
Realização: Jaraguá Produções
Produção Executiva: Carol Ferreira
Direção de Produção: Luiz Barbosa
Produção: Clarissa Dutra

20h UMA NOITE NA ÓPERA


ADRIANE QUEIROZ, soprano

GIUSEPPE VERDI [1813-1901]


Abertura da opera La Forza del Destino

Pace, pace, mio Dio (La forza del destino)


O Patria Mia! (Aida)
Ritorna Vincitor! (Aida)

GIACOMO PUCCINI [1858-1924]


Intermezzo (Manon Lescault)

O Mio Babbino Caro (Gianni Schicchi)

GIUSEPPE VERDI [1813-1901]


Ave Maria (Otello)

JACQUES OFFENBACH [1819-1880]


Abertura (Orfeo no Inferno)

Ah! Quel diner je viens de faire (La Perichole)

FRANZ LEHAR [1870-1948]


Meine Lippe, sie küssen so heiß (Giuditta)

ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO


RAFAEL GARCIA, regente

DOMINGO 22|07
11h RECITAL DE ALUNOS
Programa a ser anunciado.
Resultado do trabalho desenvolvido durante o festival