Você está na página 1de 1

Brejo do Cruz, 16 de julho de 2018.

Assunto: Má qualidade da merenda escolar.

Caro leitor,
Venho através desta manifestar a indignação e insatisfação de grande parte dos alunos da
E.M.E.F. Profª Terezinha G. Pereira em relação à merenda escolar, cuja está em péssima
qualidade (os lanches não são capazes de saciar nossa fome).
Nós, alunos matutinos da referida escola, vamos de casa, onde na maioria das vezes
lanchamos, até a escola, onde passamos cerca de 4 horas dentro da mesma, e pausamos no
horário de 9:15 (nove e quinze) para lanchar. Porém, ao chegar à fila da cantina para pegar o
lanche, na maioria das vezes, temos a infelicidade do lanche ser:

• 4 (quatro) bolachas Cream Cracker + Meio copo de iogurte Ísis OU Meio copo de suco
de polpa de fruta;
OU

• Prato com uma porção de um copo d’água com coentro e temperos (pela qual
chamam de ‘’sopa’’);
Raramente é um prato de cuscuz com frango.

Me digam, onde que quatro bolachas de Cream Cracker irá saciar a fome de alguém que não
come há 2 horas (ou, para muitos, é a primeira refeição do dia) ?
Nós, estudantes, somos o único futuro deste país que está afundado. Ainda não entenderam
que educação não é gasto, e sim investimento? Se a antiga geração (nossos pais) tivessem
tido o mínimo de grau escolar, seriam mais críticos na hora de eleger os políticos que nos
governam, mas, infelizmente, devido ao baixo grau de escolaridade, são alienados e votam
em qualquer um que os dão migalhas, e consequentemente, acabam roubando verbas e
dinheiro que podiam ser investidos em áreas cruciais, como saúde, segurança e
principalmente EDUCAÇÃO.
Exigimos direito! Uma qualidade na nossa merenda que, para muitos, é o único alimento que
têm durante a manhã (ou até mesmo o dia)!

Fábio José de Oliveira, aluno da escola citada.