Você está na página 1de 2

ILUSTRÍSSIMO SENHOR SECRETÁRIO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE

GUARULHOS

Anderson Cláudio da Silva Santos, brasileiro, divorciado, portador do RG


n.º 26.891.843-0 SSP-SP e da CNH n.º 01221317574 , inscrito no CPF sob o n.º
174.598.958-73, residente à Rua Aratuba, 36, Bairro Parque Uirapuru, Guarulhos/SP,
CEP: 07230-381, tel. 11-97275-4996 vem, respeitosamente a nobre e culta presença de
Vossa Senhoria apresentar prévia DEFESA DE AUTUAÇÃO contra a aplicação de
penalidade por suposta infração de trânsito, perante o AUTO DE INFRAÇÃO n.º E 43
424175, pelos seguintes fatos e fundamentos jurídicos a seguir expendidos.

DOS FATOS

Relata a NOTIFICAÇÃO DE AUTUAÇÃO emitida em 11/06/2018 , que,


conforme o AUTO DE INFRAÇÃO n.º E 43 424175, o condutor acima identificado
trafegava o veículo FIAT/TIPO 1.6 MPI vermelho, de placas DOK1313-SP, no dia
17/05/2018, às 07h17, pela Av. Brigadeiro Faria Lima, Altura n.º 929, entre a Rua Maria
Evani de Conti de Oliveira e a Rua Vereador Álvaro de Mendonça Falcão, quando teria
invadido a faixa da via exclusiva para transporte coletivo.
Teria, portanto, violado os termos do Código de Trânsito Brasileiro (Lei n.º
9.503, de 23 de Setembro de 1997), que, no seu artigo 184, inciso III, prevê como
infração transitar em faixas de trânsito exclusiva para determinado tipo de veículo:
“Art. 184. Transitar com o veículo: (...) III - na faixa ou via de trânsito
exclusivo, regulamentada com circulação destinada aos veículos de
transporte público coletivo de passageiros, salvo casos de força maior e com
autorização do poder público competente: Infração - gravíssima; Penalidade
- multa e apreensão do veículo; Medida Administrativa - remoção do veículo
(Incluído pela Lei nº 13.154, de 2015)”.
A partir de 04/01/2016, com a vigência da Lei Federal n.º 13.154,
sancionada pela presidente Dilma Rousseff, transitar nas faixas exclusivas de ônibus,
que antes era infração leve, com três pontos na carteira e multa de R$ 53,20, passou a
ser considerada infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na
carteira de habilitação.

DAS CIRCUNSTÂNCIAS

Ocorre que, este condutor apenas adentrou a faixa exclusiva para ônibus
momentaneamente por não haver outra alternativa, pois a manobra foi realizada
vindo da Rua Maria Evani de Conti de Oliveira, no acesso à Av. Brigadeiro Faria Lima,
apenas pelo tempo estritamente necessário após a conversão à direita, logo
adentrando à faixa do meio, conforme se verifica na foto do radar o veículo saindo da
faixa no aguardo por espaço dos demais veículos.

DA SINALIZAÇÃO INSUFICIENTE

Cumpre informar que, não existe sinalização alguma na Rua Maria Evani de
Conti de Oliveira indicando o corredor de ônibus adiante o que causa embaraços à
circulação viária, e devido a isto, logo ao dobrar à direita, o condutor é de imediato
surpreendido pelo radar autuando todos os veículos que adentram na avenida pela
referida rua.

Com base no caput do art. 90 do CTB, que se refere à sinalização


insuficiente, verifica-se que é de responsabilidade do órgão municipal sua instalação e
que, nesse caso, se concretiza a inexistência do ato infracional:
“Art. 90. Não serão aplicadas as sanções previstas neste Código por
inobservância à sinalização quando esta for insuficiente ou incorreta.
§ 1º O órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via é
responsável pela implantação da sinalização, respondendo pela sua falta,
insuficiência ou incorreta colocação”.

DO REQUERIMENTO

Isto posto, requer ao Ilmo. Ilustríssimo Senhor Secretário de Serviços Públicos de


Guarulhos que acolhendo as razões acima expostas, determine o cancelamento e
arquivamento do auto de infração e seu registro seja julgado insubsistente como
preceitua o art. 281, inciso I, do CTB.

Pede e espera deferimento.


Guarulhos, 16 de julho de 2018.

___________________________________________
ANDERSON CLÁUDIO DA SILVA SANTOS
Condutor do veículo