Você está na página 1de 3

17/07/2018 Resumo de A Conquista da América.

A questão do outro - Tzvetan Todorov

Saiba o significado do seu nome, Clique Aqui!

BUSCA OK

Links Patrocinados
Buscar por Autor
HOME

Sobre o Site A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M|N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z


Contato
A Conquista da América. A questão do outro FACEBOOK
Rede NetSaber (Tzvetan Todorov)
Portal da Programação Curtir 6,7 mil
Publicidade Inicialmente, Todorov contrapõe
Passei.com.br as causas usualmente
apresentadas para explicar a conquista à argumentos igualmente conhecidos. Assim, a
Biografias superioridade das armas espanholas pode ser contestada a partir da sua pequena
quantidade, como também pelo fato de que Montezuma contava com um exército PUBLICIDADE
Câncer infinitamente maior sob o ponto de vista numérico. Por outro lado, o autor também
Significado dos Nomes considera significativo para o entendimento da conquista a facilidade com que Cortez
estabeleceu alianças com os povos submetidos à Confederação asteca - o que pode, na
Tabagismo sua opinião, ser entendido a partir do fato de que a postura dos conquistadores
espanhóis diante destes povos não diferia muito daquela adotada pelos próprios
Vitaminas astecas. Igualmente, observa que a guerra asteca, além de seu caráter ritual, buscava
estabelecer acordos tributários - não podendo jamais abarcar o caráter totalizante da
Apostilas guerra espanhola.
Portal da Cultura Porém, para Todorov, estes aspectos devem ser somados a outros, de caráter mais sutil
mas igualmente importantes para a compreensão do que aconteceu ao longo do
Significado dos Sonhos episódio da conquista. Neste sentido, seu principal argumento é de que os espanhóis
triunfaram porque tinham um domínio superior da linguagem que se estabeleceu a
Portal das Receitas partir do encontro entre europeus do século XV e povos mesoamericanos. Para Todorov,
existem duas formas de comunicação: a inter-humana e aquela entre os homens e o
Curiosidades mundo. Os espanhóis teria se mostrado superiores na primeira categoria, enquanto que
Livros Grátis os astecas - que davam preferência para a segunda - se viram confusos.
Partindo desta hipótese, o autor procura demonstrar como esta dificuldade de
Jogos Online comunicação - e as causas culturais que a originaram - se fez presente ao longo de
todo o processo da conquista.
Ciências Biológicas Neste aspecto, a importância do passado na cultura asteca vai se revelar um fator
preponderante, tanto no que respeita à reação asteca diante da chegada de Cortéz à
região, como para determinar o tipo de linguagem por eles adotada.
Links Patrocinados O mundo dos astecas - e das sociedades mesoamericanas em geral - era determinado
pelo passado. A utilização de um calendário cíclico, remete a uma noção de tempo, e de
Destaques NetSaber: História, que se repete. Tal noção traz conseqüências estruturais que, estando
- Apostilas para Concursos interligadas, se revelam de fundamental importância diante da conjuntura da conquista:
Públicos primeiramente, o mundo se torna supra-determinado, pois a noção cíclica sugere que
- Resumo de O Mundo de todos os acontecimentos tendem a se repetir. Por conseguinte, a profecia adquire um
Sofia valor extraordinário, pois futuro pode ser contemplado no passado. E, finalmente, se o
- Telecurso 2000 presente só pode ser explicado a partir daquilo que já aconteceu, não há espaço, na
- Apostila para Concursos sociedade asteca, para aquilo que é totalmente novo, para o inusitado.
- Apostilas de Direito Tal concepção - que permeia a vida asteca como um todo - vai influenciar sobremaneira
- Apostilas de a utilização que os astecas fazem do discurso - e, por conseguinte, o papel da palavra
Contabilidade em sua cultura. Que os astecas valorizavam o domínio da palavra não pode haver
- Resumo de O Guarani qualquer dúvida: o significado da palavra que define o cargo hierárquico máximo
- Resumo de Iracema naquela sociedade, "Tlatoani" é, sintomaticamente, "aquele que fala". Igualmente, a
- Resumo de Dom Quixote preocupação com o bem falar era uma constante na sua organização social, de modo

http://resumos.netsaber.com.br/resumo-73226/a-conquista-da-america--a-questao-do-outro 1/3
17/07/2018 Resumo de A Conquista da América. A questão do outro - Tzvetan Todorov
- Apostilas de Inglês que a exigência de ensinar o bom uso da palavra aos filhos surgia como tarefa
- Resumo de Dom importante para os pais.
Casmurro No entanto, Todorov explica que o discurso valorizado pelos astecas era ritual, sendo
- Apostilas de Informática que são padrão de qualidade era medido a partir da capacidade de se repetir os relatos
- Resumo de A Moreninha ancestrais. Ou seja: o passado era a base também para o uso da palavra.
- Apostilas para Vestibular Para além desta ligação crucial com o passado, Todorov aponta a noção de alteridade
- Resumo de A Arte da asteca como um fator igualmente importante. Os astecas - tal qual as demais
Guerra sociedades mesoamericanas - estabeleciam uma graduação para o que era ou não
- Receitas Culinárias "diferente": os povos culturalmente mais próximos eram considerados menos estranhos
- Dicionário de Português e, por isso mesmo, passíveis de serem sacrificados aos deuses, enquanto que aquelas
- Frases e Citações populações consideradas "bárbaras"[1] nãoeram aceitas para este fim. Porém, deve-se
- Interpretação dos Sonhos entender que, mesmo os povos considerados "bárbaros" não eram tão diferentes,
- Fontes Grátis privando de um meio-ambiente e tecnologia bastante semelhantes àquelas conhecidas
- Notícias pelos astecas.
- Artigos Para Todorov, este conceito de alteridade irá se somar àquele do tempo cíclico, à
- Artigos sobre Fisioterapia preferência asteca pela comunicação homem-mundo e à origem ritual do discurso e
- Livros de Machado de para explicar a reação asteca diante da conquista: diferentes demais de tudo o que já
Assis havia sido contemplado, os espanhóis não puderam se encaixar no conceito asteca de
- Livros de Casimiro de diversidade. Preferindo a linguagem homem-mundo - em detrimento da inter-humana
Abreu Montezuma buscou explicações junto aos seus videntes. Como estas não fossem
- Download de Livros satisfatórias , restou-lhe a única via que lhe era possível: o passado.
- Livros de Filosofia Porém, quando ficou claro que os relatos ancestrais não faziam qualquer menção àquele
- Livros de Administração acontecimento[2], criou-se a situação de improviso. Um improviso com o qual o líder
- Livros de Direito asteca não foi capaz de lidar e que acabaria por determinar sua inferioridade - diante
- Livros de Agronomia da mestria demonstrada por Cortez - no uso dos signos. Uma dificuldade que acabou
afetando, inclusive, a comunicação de Montezuma com seu próprio povo: suas
mensagens ambíguas aos espanhóis foram interpretadas como sinais se sujeição,
levando ao seu assassinato.

TODOROV, Tzvetan. A Conquista da América. A questão do outro. São Paulo. São Paulo:
Martins Fontes, 1993.

Resumos Relacionados

- Sociologia Do Direito

- A Conquista Da Américavista Pelos Índios.


Relatos Astecas, Incas E Maias

- A Conquista Da Américavista Pelos Índios.


Relatos Astecas, Incas E Maias

- A Civilização Asteca

- Línguas Indígenas Latino-americanas


http://resumos.netsaber.com.br/resumo-73226/a-conquista-da-america--a-questao-do-outro 2/3
17/07/2018 Resumo de A Conquista da América. A questão do outro - Tzvetan Todorov

Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

encyclopedia

http://resumos.netsaber.com.br/resumo-73226/a-conquista-da-america--a-questao-do-outro 3/3