Você está na página 1de 18

ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal.

Administração Jurídica e Direito Empresarial

QUESTÕES DE DIREITO CIVIL

01. Assinale a assertiva correta.


(A) O usufruto é transmissível causa mortis.
(B) Adquire-se a propriedade móvel com o título translativo respectivo.
(C) Na hipoteca, garante a obrigação principal tudo que possa ser extraível da coisa
hipotecada, como valor econômico.
(D) O princípio do numerus clausus, não é aplicável na área dos direitos reais.
(E) O direito de superfície é usucapível na forma da usucapião extraordinária.

02. Assinale a assertiva correta.


(A) Adquire-se a propriedade do bem imóvel sem dono assenhoreando-se da coisa
como sua, contínua e incontestadamente, durante 3 (três) anos.
(B) A hipoteca pode ser, excepcional, adquirida via usucapião.
(C) O reivindicante obrigado a indenizar benfeitorias ao possuidor de boa-fé poderá
optar entre o valor atual e o custo da benfeitoria.
(D) Na constituição do penhor industrial, a tradição efetiva da coisa empenhada é
desnecessária.
(E) O credor anticrético tem direito de excutir a coisa dada em anticrese.

03. Assinale a assertiva correta.


(A) O usufruto em favor de pessoa jurídica é perpétuo se ela perdurar por mais de 100
(cem) anos.
(B) O possuidor direto pode defender sua posse contra o possuidor indireto.
(C) O exercício de alguns dos poderes inerentes à propriedade, com a utilização da
violência, configura de imediato posse injusta.
(D) A enfiteuse de terrenos de marinha está vedada no ordenamento jurídico
brasileiro.
(E) A usucapião de imóvel se adquire com o registro da sentença concessiva no
Registro de Imóveis.

04. Assinale a assertiva correta.


(A) A servidão não usada durante 10 (dez) anos contínuos é passível de extinção.
(B) Todo direito de propriedade é perpétuo.
(C) O usufruto e a superfície são direitos reais vitalícios, extinguindo-se com a morte
do titular.
(D) A promessa de compra e venda de imóvel, com a cláusula de arrependimento e
registrada no Registro de Imóveis, concede ao promitente comprador direito real à
aquisição do imóvel.
(E) O usufrutuário não é obrigado a pagar as despesas ordinárias de conservação dos
bens no estado em que os recebeu.

05.Considere as assertivas sobre arrendamento rural.


I - Presume-se contratado, pelo prazo mínimo de 1 (um) ano, o arrendamento rural
por tempo indeterminado.
II - É vedado, por disposição legal, ajustar como preço do arrendamento rural
quantidade fixa de frutos ou produtos, ou seu equivalente em dinheiro.
III - O contrato de arrendamento rural, como requisito de proteção ao arrendatário,
exige forma escrita para sua validade.
Quais são corretas?
(A) Apenas I
(B) Apenas II
(C) Apenas III
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

(D) Apenas I e II
(E) I, II e III

06. Tomando por base o tema "contrato de seguro", considere as assertivas abaixo.
I - Pelo contrato de seguro, o segurador se obriga, mediante o pagamento do prêmio,
a garantir interesses legítimos do segurado, relativos a pessoa ou a coisa, contra riscos
determinados.
II - O contrato de seguro prova-se com a exibição da apólice ou do bilhete do seguro
e, na falta deles, por documento comprobatório do pagamento do respectivo prêmio.
III - Anulável será o contrato para garantia de riscos proveniente de ato doloso do
segurado, do beneficiário ou de representante de um ou de outro.
Quais são corretas?
(A) Apenas I
(B) Apenas II
(C) Apenas III
(D) Apenas I e II
(E) I, II e III

07. São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil


(A) os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo.
(B) os pródigos.
(C) os que, por deficiência mental, não tiveram o necessário discernimento.
(D) os que, por deficiência mental, tenham o discernimento reduzido.
(E) os maiores de 16 (dezesseis) e menores de 18 (dezoito) anos de idade.

08. São anuláveis os negócios jurídicos quando os defeitos nas declarações de vontade
emanarem de
(A) erro, dolo e simulação.
(B) dolo, estado de perigo e fraude contra credores.
(C) coação, lesão e simulação.
(D) simulação, erro e estado de perigo.
(E) ignorância, dolo e fraude contra credores.

09. Assinale a assertiva correta.


(A) A decadência convencional pode ser alegada pela parte a quem aproveita, em
qualquer grau de jurisdição, mas o Juiz não pode suprir a alegação.
(B) Os prazos de prescrição podem ser alterados pelas partes.
(C) O Juiz não pode suprir, de ofício, a alegação de prescrição, salvo se favorecer a
relativamente incapaz.
(D) Não corre a prescrição contra os relativamente incapazes.
(E) Quando a lei dispuser que determinado ato é anulável, sem estabelecer prazo para
pleitear a anulação, será este de 4 (quatro) anos, a contar da data da conclusão do
ato.

10. Assinale a assertiva correta.


(A) Nos contratos onerosos, o alienante responde pela evicção, subsistindo esta
garantia ainda que a aquisição se tenha realizado em hasta pública.
(B) Não atendendo o alienante à denunciação da lide e sendo manifesta a procedência
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

da evicção, deve o adquirente deixar de oferecer contestação, ou usar de recursos.


(C) Deve o adquirente demandar pela evicção, mesmo sabendo que a coisa era alheia
ou litigiosa.
(D) Não podem as partes, mesmo por cláusula expressa, reforçar, diminuir ou excluir a
responsabilidade pela evicção.
(E) Se parcial, mas considerável, for a evicção, não poderá o evicto optar entre a
rescisão do contrato e a restituição da parte do preço correspondente ao desfalque
sofrido.

11. Sob o prisma do Código Civil em vigor, assinale, no referentemente ao tema


INVALIDADE DO NEGÓCIO JURÍDICO (art. 166), a alternativa INCORRETA:
a) O fato de ser indeterminável o seu objeto anula o negócio jurídico.
b) É nulo o negócio jurídico quando a lei proíbe-lhe a prática, sem cominação de
sanção.
c) É nulo o negócio jurídico quando tiver ele por objetivo fraudar lei imperativa.
d) O negócio jurídico nulo não é suscetível de confirmação.
e) O negócio jurídico nulo não convalesce pelo decurso do tempo.

12. É correto afirmar-se que, de acordo com o Código Civil atualmente em vigor:
a) Comete ato ilícito aquele que, mesmo atuando com omissão, não causa danos de
qualquer espécie a outrem.
b) Comete ato ilícito aquele que causa danos a outrem, ainda que não tenha havido,
de sua parte, ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência.
c) Comete ato ilícito aquele que, ao exercer um direito do qual é titular, excede
manifestamente os limites impostos pelo fim social desse direito.
d) Não comete ato ilícito aquele que, ao exercer um direito do qual é titular, excede
os limites da boa-fé.
e) Todas as alternativas são incorretas.

13. Assinale a alternativa correta:


a) Os prazos de prescrição podem ser alterados por acordo das partes.
b) A prescrição só pode ser alegada, pela parte a quem aproveita, antes de ser
proferida sentença de mérito na ação em que deve ser ela argüida.
c) O protesto cambial não interrompe a prescrição.
d) A prescrição só pode ser alegada pelo próprio titular do direito em via de ser por
ela atingido.
e) Todas as alternativas são incorretas.

14 . Assinale a alternativa correta:


a) As prestações relativas a imóveis serão pagas, sempre, no lugar previsto
contratualmente para o pagamento, ainda que diverso do local de situação do bem.
b) Mesmo que ocorra motivo grave, o devedor não poderá efetuar o pagamento em
lugar diverso do previsto contratualmente, ainda que não decorra prejuízo para o
credor.
c) O pagamento reiteradamente feito em outro local, faz presumir a renúncia do
credor relativamente ao previsto no contrato.
d) O pagamento será feito sempre no domicílio do devedor, não podendo as partes
convencionar local diverso para o cumprimento da obrigação.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

e) Todas as alternativas são incorretas.

15. única alternativa correta:


a) É condição de validade do contrato a fixação de preço certo no próprio instrumento
contratual.
b) A fixação de preço não pode ser feita em função de índices e parâmetros, ainda
que suscetíveis de objetiva determinação.
c) O preço corrente nas vendas habituais do vendedor é critério válido de atribuição
do preço, quando a venda foi feita sem fixação do preço ou de critérios válidos para
a sua determinação e não houver tabelamento oficial para o objeto do contrato.
d) Todas as alternativas são corretas.
e) Nenhuma das alternativa é correta.

16. No que se refere aos contratos de SEGURO, assinale a alternativa correta:


a) No seguro de pessoas, a apólice ou bilhete podem ser ao portador.
b) Os agentes autorizados do segurador, presumem-se seus representantes para
todos os atos relativos aos contratos que agenciarem.
c) No seguro de responsabilidade civil, o segurador não garante o pagamento de
perdas e danos devidos pelo segurado a terceiros.
d) A instituição de companheiro como beneficiário não é válida, se o segurado era
apenas separado de fato na época da instituição.
e) É valida a cláusula que exclui o pagamento por suicídio, a qualquer tempo, do
segurado.

17. Em relação ao direito civil, julgue os itens a seguir.


1. A lei concede personalidade ao nascituro, a qual termina no instante em que o
indivíduo morre.
2. A lei não exclui de sua proteção o menor púbere que, para eximir-se de uma
obrigação, minta acerca de sua idade, no ato de contratar, pois a incapacidade é
circunstância objetiva e independe da vontade do agente.
3. A despersonalização da pessoa jurídica autoriza o juiz a ignorar a autonomia da
pessoa jurídica e atingir o patrimônio dos sócios, vinculando as responsabilidades
destes frente a atos ilícitos ou abusivos cometidos pelos representantes da pessoa
jurídica.
4. Define-se o patrimônio como o complexo de relações jurídicas, apreciáveis
economicamente, de uma pessoa, nele incluindo-se os créditos e excluindo-se os
débitos, que formam o seu passivo.
5. O Código de Defesa do Consumidor adotou a inversão do ônus probatório, impondo
ao juiz a utilização desse critério em todas as ações cíveis que envolvam relação de
consumo.
6. As pessoas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços
públicos respondem objetivamente pelos danos causados por seus funcionários a
direitos
particulares.
7. No caso do comodato, a norma de interpretação sofre uma restrição não-admitida
para os demais atos jurídicos em geral, devendo tais contratos ser interpretados em
obediência ao que estiver escrito.
8. O direito de preferência à compra de um imóvel não pode ser cedido a qualquer
título.
9. Em todo contrato bilateral, está implícita a cláusula resolutiva tácita, pela qual cada
um dos contratantes ficará livre da obrigação assumida, desde que tenha havido
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

descumprimento pela outra parte, operando-se a rescisão de pleno direito,


independentemente de qualquer intervenção judicial.
10. Em tema de responsabilidade civil, o Código Civil vigente prevê a obrigação de
reparar o dano, independentemente de culpa, quando a atividade normalmente
desenvolvida pelo autor do dano implicar, por sua natureza, riscos para o direito de
outrem.

18. Quanto aos alimentos, julgue os itens seguintes.


1. A decisão que decreta a prisão do devedor pelo descumprimento de encargo
alimentar é atacável via habeas corpus.
2. A exclusão dos mais remotos pelos mais próximos, entre os ascendentes, não
impede que possam aqueles ser chamados para suplementar a pensão alimentícia
devida. Assim, pode o avô ser chamado para complementar o necessário à educação
do neto, em face da pobreza do pai.
3. Nas ações de alimentos, a sentença que condenar o réu a quantia superior àquela
pleiteada pelo autor não constitui julgamento ultra petita.
4. Prolatada a sentença, o valor dos alimentos nela fixado pelo juiz substitui o valor
anteriormente fixado a título de provisórios, passando aquele a vigorar até o trânsito
em
julgado da sentença.
5. O juiz pode decretar a prisão do devedor de alimentos, ainda que se trate de
execução provisória.
6. Caso uma ação de investigação de paternidade cumulada com pedido de alimentos
seja julgada procedente, estes são devidos a partir da publicação da sentença.

19. Quanto ao direito sucessório, julgue os itens abaixo.


1. Com a morte, os bens do falecido transmitem-se imediatamente aos seus
herdeiros, extinguindo-se os direitos personalíssimos e transmitindo-se os demais aos
herdeiros e legatários.
2. Na hipótese de comoriência dos cônjuges, sem descendentes, o patrimônio de
cada um dos comorientes deverá ser recebido pelos seus respectivos herdeiros.
3. Na hipótese de morrer o avô e renunciando à sua sucessão um dos seus três
filhos, os netos do de cujus e filhos do renunciante receberão a herança que a este
caberia, invocando o direito de representação.
4. A partilha decorrente de inventário por morte não pode ser amigável se algum
dos herdeiros for incapaz.

20. Julgue os itens que se seguem, relativos à competência.


1. O juiz competente para julgar a ação de investigação de paternidade é o do
foro do domicílio do réu.
2. O réu que, após contestar o feito, muda seu domicílio, pode exigir que a
demanda seja deslocada para o foro de seu novo domicílio, pois a competência
territorial é relativa, podendo ser modificada.
3. Nas causas que tenham por objeto direito indisponível das partes, é lícito ao
juiz declarar, de ofício, sua incompetência relativa, porque, em tal hipótese, há
prevalência do interesse público.
4. A competência da justiça estadual é definida na Lei de Organização Judiciária, e
a da justiça federal é definida em lei complementar.
5. O juízo deprecado é competente para processar e julgar exceção de
incompetência do juízo oposta por réu citado por precatória.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

6. Se juiz federal, a quem for distribuída determinada ação, entender-se


incompetente para julgá-la e remeter os autos ao juiz estadual, este, entendendo que
a competência é do juiz federal, deverá suscitar conflito negativo de competência
perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ).
7. Contra a decisão do juiz que acolha ou desacolha exceção de incompetência
relativa deve ser suscitado conflito de competência pela parte prejudicada pela
decisão.
8. É competente o juiz da vara de família, ou cível, e não o da vara da infância e
da juventude, para processar e julgar ação de busca e apreensão proposta pela mãe
contra terceiro que irregularmente detenha a guarda de seu filho.
9. É competente o juiz que julgou os alimentos para processar ejulgar a ação pela
qual se busca a revisão dos mesmos.

21 - É INCORRETO dizer que


a) a simulação é causa de anulabilidade do negócio jurídico no Código Civil de 1916 e
de nulidade no de 2002.
b) não vicia o negócio jurídico a coação exercida por terceiro.
c) a fundação pode ser criada por testamento particular.
d) o negócio jurídico nulo não pode ser ratificado pelas partes.
e) a prescrição corre contra os menores relativamente incapazes.

22 - É INCORRETA a seguinte assertiva


a) Pode-se validar por novação obrigação nula.
b) Segundo o Código Civil de 1916, a cessão de créditos é eficaz perante terceiros
quando celebrada
por instrumento público ainda que não transcrito no registro público.
c) Nas indenizações por fato ilícito, prevalecerá o valor mais favorável ao lesado.
d) Nas obrigações alternativas, o devedor não pode obrigar o credor a receber parte
em uma prestação e parte em outra.
e) O terceiro não interessado, que paga dívida alheia em seu próprio nome, não se
sub-roga nos direitos do credor, embora tenha direito a reembolsar-se do que pagou.

23 - São CORRETAS as seguintes assertivas, SALVO


a) A venda de ascendentes para descendentes, sem anuência dos demais
descendentes, é nula no regime do Código Civil de 1916, e anulável pelo novo Código.
b) No sistema do Código Civil de 1916, a procuração poder ser substabelecida, ainda
que o outorgante tenha proibido o substabelecimento.
c) Em caso de homicídio, pago o valor do seguro de vida, a seguradora tem ação
regressiva contra o autor do delito.
d) Considera-se não residencial a locação contratada por pessoa jurídica ainda que o
imóvel se destine à residência de seus sócios, diretores ou empregados.
e) No mútuo, o domínio da coisa emprestada é transferida ao mutuário.

24 - “Antônio, contratado para prestar serviços de vaqueiro, veio a falecer em 2002,


em decorrência de uma chifrada de touro pertencente ao dono da fazenda para o qual
trabalhava. O filho menor de Antônio pretende receber indenização pela perda do pai.”
Em face desse caso, é INCORRETO afirmar que
a) é devida a indenização fundada em acidente de trabalho exigível de órgão
previdenciário, sem a apuração de culpa de quem quer que seja.
b) o fazendeiro responde pela indenização, independentemente de culpa, pois, nos
termos do Código Civil, cabe ao dono do animal ressarcir os danos por este causados.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

c) o fazendeiro será responsável pela indenização se provado o dolo ou culpa sua, seja
esta grave ou não.
d) a indenização por danos materiais, porventura devida, consistirá na prestação de
alimentos ao filho menor do vaqueiro.
e) é cabível a pretensão de indenização por danos morais cumulada com danos
materiais.

25 - Assinale a assertiva INCORRETA


a) Nos casos de usucapião e direito hereditário, adquire-se a propriedade imóvel antes
do registro em cartório competente.
b) O possuidor de má fé tem direito a ser ressarcido pelas benfeitorias necessárias.
c) O objeto da garantia pode ser dado em pagamento ao credor pignoratício,
anticrético ou hipotecário.
d) O motorista que dirige o automóvel do patrão não é possuidor do veículo.
e) Ao sucessor singular, não é facultado unir sua posse à do antecessor para os efeitos
legais.

26 - Assinale a assertiva INCORRETA


a) O filho adotivo tem os mesmos direitos hereditários do filho biológico, ainda que a
adoção seja anterior à atual Constituição Federal.
b) No regime do Código Civil de 2002, o cônjuge é herdeiro necessário.
c) Toda sucessão universal decorre de direito hereditário.
d) Morrendo pessoa solteira, sem deixar descendentes, é herdeiro único seu pai, se a
mãe já era morta, ainda que estejam vivos os avós maternos.
e) Concorrendo à herança do falecido, irmãos bilaterais com irmãos unilaterais, cada
um destes herdará metade do que cada um daqueles herdar.

27. Considerando-se o que determina a lei específica, é CORRETO afirmar que:


A) a prescrição é irrenunciável.
B) a prescrição somente pode ser alegada em sede de contestação.
C) o juiz não pode suprir, de ofício, a alegação de prescrição, salvo se favorecer a
absolutamente incapaz.
D) os prazos de prescrição podem ser alterados por convenção das partes.

28.Com base no que determina a lei, é INCORRETO afirmar que:


A) a responsabilidade civil é independente da criminal.
B) o credor que demandar o devedor antes da vencida a dívida, fora dos casos em que
a lei o permita, ficará obrigado a esperar o tempo que faltava para o vencimento, a
descontar os juros correspondentes, embora estipulados, e a pagar as custas em
dobro.
C) o dono do edifício ou construção responde pelos danos que resultaram de sua ruína,
se esta provier de falta de reparo, cuja necessidade fosse manifesta.
D) o dono ou detentor do animal, em qualquer hipótese, ressarcirá sempre o dano por
este causado.

29. É incorreto afirmar que são incapazes, relativamente a certos atos ou à maneira
de os exercer,
A) os ébrios habituais, os viciados em tóxicos e os que, por deficiência mental, tenham
o discernimento reduzido.
B) os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo.
C) os maiores de 14 e menores de 18 anos.
D) os pródigos.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

30.Considerando-se o que determina o Código Civil, é INCORRETO afirmar que:


A) com o casamento, a união estável ou o concubinato do credor, cessa o dever de
prestar alimentos.
B) decorrido um ano do trânsito em julgado da sentença que houver decretado a
separação judicial, ou da decisão concessiva da medida cautelar de separação de
corpos, qualquer das partes poderá requerer sua conversão em divórcio.
C) desde a data do casamento, o regime de bens entre os cônjuges começa a vigorar,
não sendo admissível sua alteração, mesmo mediante autorização judicial.
D) pelas dívidas anteriores ao casamento, contraídas por um dos cônjuges, somente
este responderá, salvo prova de terem revertido, parcial ou totalmente, em benefício
do outro.

31.Com base no que se estabelece na legislação específica, é INCORRETO afirmar


que:
A) a posse é adquirida desde o momento em que se torna possível o exercício, em
nome próprio, de qualquer dos poderes inerentes à propriedade.
B) aquele que, contínua e incontestadamente, com justo título e boa-fé, o possuir por
10 anos adquire a propriedade do imóvel.
C) aquele que, por 15 anos, sem interrupção nem oposição, possuir como seu um
imóvel, adquire-lhe a propriedade, independentemente de títulos e boa-fé.
D) os direitos reais sobre coisas imóveis, quando constituídos, ou transmitidos por atos
entre vivos, só se adquirem com a tradição.

32. Assinale a alternativa CORRETA, de acordo com o Estatuto da Criança e do


Adolescente (Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990).

A.( ) Ao adolescente aprendiz, a partir dos doze anos de idade, são assegurados os
direitos trabalhistas e previdenciários.
B.( ) O Poder Público, as instituições e os empregadores propiciarão condições
adequadas ao aleitamento materno, salvo aos filhos de mães submetidas à
medida privativa de liberdade e que estiverem cumprindo pena em período
coincidente.
C.( ) Considera-se criança a pessoa até doze anos de idade incompletos, e
adolescente aquela entre doze e dezoito anos de idade.
D.( ) Nos casos de internação de criança ou adolescente, os estabelecimentos de
atendimento à saúde deverão proporcionar condições para a permanência dos
pais ou responsável, somente durante o horário de visitas.

33. Assinale a alternativa CORRETA, de acordo com o Código de Defesa do


Consumidor (Lei no 8.078/90, de 11 de setembro de 1990).

A.( ) A ignorância do fornecedor sobre os vícios de qualidade por inadequação dos


produtos e serviços o exime da responsabili-dade de indenizar.
B.( ) Uma pessoa jurídica de direito público não pode ser considerada fornecedor.
C.( ) O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em
30 (trinta) dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos não
duráveis, e 90 (noventa) dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de
produtos duráveis.
D.( ) A pessoa jurídica não é considerada Con-sumidor em nenhuma hipótese.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

34. Assinale a alternativa CORRETA, de acordo com a Lei do Inquilinato - Locação de


Imóveis Urbanos (Lei no 8.245, de 18 de outubro de 1991).

A.( ) O locatário poderá denunciar a locação por prazo indeterminado, mediante


aviso por escrito ao locador, com antecedência mínima de trinta dias.
B.( ) Havendo mais de um locador, ou mais de um locatário, eles sempre serão
considerados solidários.
C.( ) Seja qual for o fundamento do término da locação, o locador só poderá
reaver o imóvel mediante ação de despejo ou cobrança.
D.( ) É livre a convenção do aluguel, autorizada a sua estipulação em moeda
estrangeira e a sua vinculação à variação cambial, apenas quando se tratar de
locação para temporada.

35. Assinale a alternativa CORRETA, conforme o ordenamento civil.

A.( ) A sucessão abre-se no lugar em que se encontra a totalidade ou a maior parte


dos bens do falecido.
B.( ) Ofensas físicas e injúria grave são fatos que autorizam a deserdação dos
descendentes, por seus ascendentes.
C.( ) O testamento particular não pode ser escrito em língua estrangeira, mesmo
se as testemunhas a compreendam.
D.( ) O direito de representação dá-se na linha reta descendente e, depois, na linha
reta ascendente.

36. Assinale a alternativa CORRETA, conforme o ordenamento civil.

A.( ) Muda-se o domicílio, transferindo-se a re-sidência, com ou sem a intenção


manifesta de o mudar.
B.( ) Os menores de dezoito anos são absolutamente incapazes de exercer
pessoalmente os atos da vida civil.
C.( ) Considera-se imóvel, para os efeitos legais, o direito à sucessão aberta.
D.( ) Suspensa a prescrição em favor de um dos credores solidários, só aproveitam
os outros, se o objeto da obrigação for divisível.

37. Assinale a alternativa CORRETA, conforme o ordenamento civil.


A.( ) O possuidor pode intentar a ação de esbulho, ou a de indenização, contra o
terceiro que recebeu a coisa esbulhada, sabendo que o era.
B.( ) Somente o possuidor turbado poderá manter-se, ou restituir-se por sua própria
força, contanto que o faça logo. Aquele que foi esbulhado poderá ser reintegrado
à sua posse apenas mediante decisão judicial.
C.( ) Usucapião é um dos meios legais de aqui-sição de posse de bens, móveis e
imóveis.
D.( ) A posse só poderá ser adquirida pela própria pessoa (titular).

38. Assinale a alternativa CORRETA, conforme o ordenamento civil.


A.( ) A cláusula penal pode ser estipulada con-juntamente com a obrigação, mas
nunca por ato posterior.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

B.( ) O terceiro não interessado, que paga uma dívida em seu próprio nome, tem
direito a reembolsar-se do que pagar, se sub-rogando nos direitos do credor.
C.( ) Nas obrigações alternativas, a escolha ca-be ao credor, se outra coisa não se
estipulou.
D.( ) O credor de coisa certa não pode ser obri-gado a receber outra, ainda que mais
valiosa.

39. Assinale a alternativa CORRETA, conforme o ordenamento civil.


A.( ) É nulo o casamento de quem não completou a idade mínima para casar.
B.( ) O comodato é o empréstimo gratuito de coisas fungíveis. Perfaz-se com a
tradição do objeto.
C.( ) A fiança, para ser válida, pode dar-se ver-balmente ou por escrito.
D.( ) Quanto aos bens entre os cônjuges, não havendo convenção, ou ela sendo
nula, vigorará o regime de comunhão parcial.

40. Assinale a alternativa incorreta:

a) até a tradição pertence ao devedor a coisa e os frutos percebidos; os seus


melhoramentos e acrescidos autorizam exigir aumento no preço e se o credor não
anuir, poderá o devedor resolver a obrigação;
b) é válida, com objetivo científico, ou altruístico, a disposição gratuita do próprio
corpo, no todo ou em parte, para depois da morte;
c) consideram-se adquiridos assim os direitos que o seu titular, ou alguém por ele,
possa exercer, como aqueles cujo começo de exercício tenha termo pré-fixo, ou
condição preestabelecida inalterável, a arbítrio de outrem;
d) ao cônjuge sobrevivente, qualquer que seja o regime de bens, será assegurado,
sem prejuízo da participação que lhe caiba na herança, o direito real de habitação
relativamente ao imóvel destinado à residência da família.

41. Assinale a alternativa incorreta:

a) o nome da pessoa pode ser empregado por outrem em publicações ou


representações que a exponham ao desprezo público, quando não haja intenção
difamatória;
b) são pessoas jurídicas de direito privado: as associações, as sociedades, as
fundações, as organizações religiosas e os partidos políticos;
c) salvo estipulação em contrário no pacto antenupcial, ambos os cônjuges, no regime
da separação de bens, são obrigados a contribuir para as despesas do casal na
proporção dos rendimentos de seu trabalho e de seus bens;
d) prescreve em 3 (três) anos a pretensão de reparação civil, salvo disposição especial
expressa.

42. Assinale a alternativa correta:

a) a decadência pode ser convencionada e a parte a quem aproveita poderá alega-la


em qualquer grau de jurisdição, mas o juiz não pode suprir a alegação;
b) as reproduções fotográficas, cinematográficas, os registros fonográficos e, em geral,
quaisquer outras reproduções mecânicas ou eletrônicas de fartos ou de coisas fazem
prova plena destes;
c) o juiz decidirá o caso de acordo com a analogia, os costumes e os princípios gerais
de direito, aplicando a lei atendendo os fins sociais a que ela se dirige e às exigências
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

do bem comum;
d) a parte lesada pelo inadimplemento pode pedir a resolução do contrato, se não
preferir exigir-lhe o cumprimento, não lhe cabendo, nesse caso, indenização por
perdas e danos.

43. Assinale a alternativa incorreta:

a) se o contrato for aleatório, por dizer respeito a coisas ou a fatos futuros, cujo risco
de não virem a existir um dos contratantes assuma, terá o outro direito de receber
integralmente o que lhe foi prometido, desde que de sua parte não tenha havido dolo
ou culpa, ainda que nada do avençado venha a existir;
b) ocorre a lesão quando uma pessoa sob premente necessidade, ou por inexperiência,
se obriga a prestação manifestamente desproporcional ao valor da prestação oposta;
c) podem os cônjuges, independentemente da autorização um do outro, comprar a
crédito as coisas necessárias à economia doméstica, e tais dívidas obrigam apenas ao
contratante;
d) constitui universalidade de direito o complexo de relações jurídicas, de uma pessoa,
dotada de valor econômico.

44. Assinale a alternativa incorreta:

a) os bens públicos não estão sujeitos a usucapião, mas os dominicais podem,


observadas as exigências da lei, ser alienados;
b) o possuidor de má-fé responde por todos os frutos colhidos e percebidos, bem como
pelos que por sua culpa, deixou de perceber, desde o momento em que se constituiu
de má-fé, e não tem direito às despesas da produção e custeio;
c) o credor pode renunciar à solidariedade em favor de todos; se o fizer em relação a
um ou alguns dos devedores, subsistirá a dos demais;
d) dá-se a novação quando o novo devedor sucede ao antigo, ficando este quite com o
credor.

45. Assinale a alternativa incorreta:

a)o contrato preliminar, exceto quanto à forma, deve conter todos os requisitos
essenciais ao contrato a ser celebrado;
b)as dívidas contraídas por um dos condôminos em proveito da comunhão, e durante
ela, a todos obrigam, assegurado ao contratante ação regressiva contra os demais;
c)o negócio anulável pode ser confirmado pelas partes, salvo direito de terceiros, e, se
não houver prazo estabelecido para se pleitear sua anulação, este será de dois anos, a
contar da conclusão do ato;
d)nos contratos bilaterais, nenhum dos contratantes, antes de cumprida sua obrigação,
pode exigir o implemento da do outro.

46. Assinale a alternativa incorreta:

a) em regra, o que estipula em favor de terceiro pode exigir o cumprimento da


obrigação e aquele que tiver prometido fato de terceiro não responderá por perdas e
danos, quando este o não executar;
b) a indenização mede-se pela extensão do dano; mas o juiz poderá reduzir
eqüitativamente a indenização se houver excessiva desproporção entre o dano e a
gravidade da culpa;
c) o erro é substancial quando concerne à identidade ou à qualidade essencial da
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

pessoa a quem se refira a declaração de vontade, desde que tenha influído nesta de
modo relevante;
d) salvo disposição legal contrária, a escritura pública é essencial à validade dos
negócios jurídicos que visem à constituição, transferência, modificação ou renúncia de
direitos reais sobre imóveis de valor superior a 30 (trinta) vezes o maior salário
mínimo vigente no País.

47. Felipe, que no próximo mês irá completar 16 anos de idade, embora
tenha nascido surdo-mudo, aprendeu a exprimir sua vontade. Portanto, o
Código Civil o considera:
a) plenamente capaz;
b) absolutamente incapaz;
c) relativamente capaz;
d) civilmente capaz;
e) civilmente incapaz.

48. Assinale a alternativa correta:


a) segundo o Código Civil, a menoridade termina aos 18 anos;
b) aos 16 anos, o menor não poderá adquirir plena capacidade para os atos da
vida civil, pela emancipação;
c) o menor, aos 18 anos, poderá emancipar-se mediante autorização judicial,
mas não adquire a plena capacidade para atos da vida civil;
d) pode emancipar-se, mediante autorização judicial, o menor com 18 anos
completos;
e) todas as afirmativas estão corretas.

49. De acordo com o Código Civil, as pessoas jurídicas:


a) podem ser de direito público judiciário;
b) podem ser de direito público interno ou internacional;
c) somente podem ser de direito público interno;
d) somente podem ser de direito público internacional;
e) só podem ser de direito público.

50. Dentre as alternativas abaixo, qual delas contém atributos comuns às


pessoas naturais e jurídicas?
a) capacidade apenas de exercer direitos e praticar atos nulos;
b) direito privado e direito público;
c) domicílio e capacidade de adquirir direito;
d) serem criadas para a realização de fins específicos, reconhecidas pela
ordem jurídica como sujeito de direito;
e) serem associações civis.

51 A cessação da menoridade pelo casamento ocorre:


a) em qualquer idade;
b) se o menor tiver 18 anos cumpridos;
c) se o menor estiver interditado por sentença;
d) se o menor tiver mais de 17 anos;
e) somente por ato do juiz, ouvido o tutor.

52 Assinale, dentre os casos de incapacidade a seguir citados, aqueles


que correspondem a incapacidade relativa:
a) menores de 16 anos;
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

b) loucos de todo o gênero;


c) pródigos;
d) silvícolas.

53 No que representa a distinção entre uma sociedade e uma associação:


a) não tem ela qualquer fundamento doutrinário ou legal;
b) elas se distinguem primordialmente pela finalidade;
c) a distinção diz respeito ao número de diretores;
d) a sociedade é sujeita a registro e a associação não o é;
e) embora haja uma certa distinção, não há utilidade prática em estabelecê-la.

54. Marta, 25 anos, interditada judicialmente por ser louca, residindo na


cidade de Petrópolis onde se encontra internada numa clínica de
tratamento psiquiátrico, sendo seu Curador legalmente constituído seu
pai, Marcos, que reside na cidade de Niterói. Antes de ser internada
residia habitualmente com uma tia na cidade do Rio de Janeiro. Pergunta-
se: Qual o domicílio civil de Marta?
a) a cidade de Petrópolis, pois é onde reside atualmente;
b) a cidade do Rio de Janeiro, pois é onde tem sua residência habitual;
c) a cidade de Niterói, pois é onde seu representante reside;
d) qualquer uma das três cidades, o juiz que deferiu a interdição que
determinará;
e) qualquer uma das três cidades, sua tia que é responsável de fato, é que
determinará.

55. São assistidos e representados na prática de atos da vida civil,


respectivamente:
a) os menores de 16 anos e os pródigos;
b) os pródigos, os maiores de 18 e menores de 21 anos;
c) os loucos de gênero e os velhos;
d) os maiores de 16 e menores de 21 anos e os loucos de todo gênero.

56. Se uma pessoa natural tiver diversas residências onde alternadamente


viva ou vários centros de ocupações habituais, considerar-se-á domicílio
seu:
a) onde coabitar o cônjuge feminino;
b) a Distrito Federal;
c) onde estiverem os filhos menores;
d) qualquer destes ou daqueles.

57. A pessoa natural que não tiver domicílio certo, empregando a vida em
viagens, sem ponto central de negócios, terá por domicílio o:
a) lugar onde for encontrado;
b) de seus representantes legais;
c) de seu credor;
d) de seus pais;
e) de seu devedor;

58. Assinale a opção correta.


a) Os loucos de todo o gênero são absolutamente incapazes para praticar
quaisquer atos da vida civil, logo, a lei não os reconhece como sujeitos de
direitos e obrigações;
b) O surdo-mudo que não puder manifestar sua vontade, por não ter recebido
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

educação adequada, é considerado absolutamente incapaz, devendo ser


representado pelo seu representante legal nos atos da vida civil;
c) O domicílio é legal quando, na forma da lei, a pessoa o escolhe para sua
residência eventual;
d) O indivíduo que tenha sido interditado como pródigo, ao atingir 21 anos,
readquirirá sua capacidade e poderá livremente dispor de seu patrimônio;
e) A incapacidade supre-se pelo modo estabelecido no Código Civil: os
absolutamente incapazes são assistidos nos atos que pratiquem e os
relativamente incapazes são representados por seus pais, tutores ou
curadores.

59. A expressão "domicílio de eleição" costuma designar o lugar:


a) estabelecido pelos contratantes para que se exerçam os direitos e se
cumpram as obrigações decorrentes dos contratos;
b) em que a pessoa exerce a direito de voto;
c) escolhido para o centro das operações habituais da pessoa;
d) em que a pessoa se estabelece com ânimo definitivo;
e) que a pessoa escolhe para residir temporariamente.

60. No Direito brasileiro, admite-se a possibilidade, na esfera civil, de:


a) um único domicílio e única residência;
b) dois domicílios e uma residência;
c) um domicílio e várias residências;
d) dois domicílios e duas residências;
e) um domicílio e duas residências.

61. Nos termos da Lei de Introdução ao Código Civil:


a) uma lei entra em vigor no território nacional quarenta e cinco dias depois de
oficialmente publicada;
b) somente se admite revogação expressa de lei;
c) uma lei geral posterior revoga uma lei especial que lhe seja anterior;
d) uma lei poderá retroagir para afetar ato jurídico perfeito, mas não poderá
afetar o direito adquirido;
e) as correções a texto de lei não são consideradas nova lei.

62. O domicílio, como consagrado pelo Código Civil,


a) é único e consiste no local em que a pessoa estabelece residência com
ânimo definitivo.
b) é único e consiste no centro de ocupação habitual da pessoa natural.
c) é considerado o local onde a pessoa exerce sua profissão. Se a pessoa
exercer a profissão em locais diversos, deverá indicar um local específico para
todas as relações correspondentes.
d) pode ser plural, desde que a pessoa tenha diversas residências onde
alternadamente viva.

63. Os direitos da personalidade são irrenunciáveis e:


a) intransmissíveis, não podendo o seu exercício sofrer limitação voluntária.
b) disponíveis, podendo o seu exercício sofrer limitação voluntária.
c) intransmissíveis, podendo o seu exercício sofrer limitação voluntária.
d) intransmissíveis, podendo o seu exercício sofrer, parcialmente, limitação
voluntária.

64. Assinale a alternativa correta:


ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

a) aplica-se às pessoas jurídicas a proteção aos direitos de personalidade,


embora nem todos os direitos de personalidade assegurados para a pessoa
natural o sejam para as pessoas jurídicas;
b) a desconsideração da personalidade da pessoa jurídica não é inovação
trazida pelo Código Civil de 2002 ao sistema jurídico brasileiro, uma vez que o
Código de Defesa do Consumidor e o Código Civil Brasileiro de 1916 já a
previam expressamente;
c) a desconsideração da personalidade da pessoa jurídica, segundo o Código
Civil de 2002, somente pode ser empregada na hipótese de confusão
patrimonial, pelo que não incide sobre os casos de desvio de finalidade, para
os quais aplicam-se apenas sanções de natureza penal;
d) sendo a fundação uma espécie de pessoa jurídica formada por pessoas,
veda o Código Civil sua instituição mortis causa, mediante testamento, uma vez
que, morto o instituidor, carecerá a pessoa jurídica de elemento essencial à sua
validade.

65. Os direitos de personalidade são:


a) disponíveis, porém intransmissíveis.
b) direitos à integridade moral, unicamente.
c) direitos indisponíveis, intransmissíveis e patrimoniais.
d) inalienáveis, irrenunciáveis, imprescritíveis e indisponíveis.

66. No que diz respeito às pessoas jurídicas, é INCORRETO afirmar:


a) As pessoas jurídicas de direito público são civilmente responsáveis pelos
atos de seus agentes que nessa qualidade causem danos a terceiros,
ressalvado direito regressivo contra os causadores do dano, se houver, por
partes destes, culpa ou dolo.
b) Começa a existência legal das pessoas jurídicas de direito público com a
inscrição do ato constitutivo no registro pertinente, decaindo em três anos o
direito de anular a constituição das pessoas jurídicas de direito privado, por
defeito do ato respectivo, contado o prazo da publicação de sua inscrição no
registro.
c) São pessoas jurídicas de direito público externo os Estados estrangeiros e
todas as pessoas que forem regidas pelo direito internacional público.
d) Obrigam a pessoa jurídica os atos dos administradores, exercidos nos
limites de seus poderes definidos no ato constitutivo.

67. Assinale a alternativa correta:


a) São considerados relativamente capazes os maiores de dezoito e menores
de vinte e um anos.
b) Os absolutamente incapazes, desde que assistidos pelos pais, estão aptos a
praticar os atos da vida civil.
c) Para os menores a incapacidade cessará com o casamento.
d) Os pródigos são considerados absolutamente incapazes.

68. Alberto instituiu uma fundação por escritura particular, com finalidade
educacional, e com dotação de bens livres, tendo registrado o
instrumento no Cartório de Títulos e Documentos, deixando de mencionar
a maneira de administrá-la. (art. 62 CC)
a) A fundação não está corretamente instituída; todavia, o registro supre a
Irregularidade, uma vez que a finalidade é válida, sendo possível estipular, a
posteriori, o modo de administrá-la.
b) A fundação está corretamente instituída, com registro e finalidade perfeitos,
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

podendo estabelecer-se, a posteriori, o modo de administrá-la.


c) A fundação está corretamente instituída, porque, nela, o essencial é a
finalidade e a dotação de bens livres. ) A instituição fundacional é nula,
integralmente, como nulo é o seu registro.

69. São absolutamente incapazes os menores de:


a) 16 anos; os ausentes; os que não puderem exprimir sua vontade, em razão
de causa permanente.
b) 18 anos; os que, por enfermidade ou deficiência mental, não tiverem o
necessário discernimento para os atos da vida civil; os excepcionais, sem
desenvolvimento mental completo.
c) 16 anos; os que, por enfermidade ou deficiência mental, não tiverem o
necessário discernimento para os atos da vida civil; os que, mesmo por causa
transitória, não puderem exprimir sua vontade.
d) 16 anos, os ébrios habituais; os pródigos; os toxicômanos.

70. Sobre tutela dos direitos da personalidade, assinale a assertiva


correta. (20, CC)
a) Falecida a pessoa, cessa a possibilidade de tutela desses direitos.
b) É vedada à pessoa a disposição gratuita do próprio corpo.
c) No ordenamento jurídico brasileiro, não se admite a possibilidade de
alteração do sobrenome.
d) Para a manutenção da ordem pública, o Código Civil admite a exposição da
imagem da pessoa sem sua autorização.

71. Com relação à pessoa jurídica é possível entender que:


a) invoca-se a desconsideração da pessoa jurídica, quando há abuso, desvio
de finalidade ou confusão patrimonial, somente para burlar terceiros.
b) vigora o princípio da autonomia subjetiva da pessoa coletiva que não pode
ser afastada em qualquer hipótese.
c) a sua extinção é instantânea, desde que a sua inscrição seja cancelada
antes da liquidação.
d) pode pleitear danos morais.

72. Assinale a alternativa que não corresponde às pessoas jurídicas de


direito público interno:
a) as autarquias;
b) os Municípios;
c) as associações;
d) a União.

73. A emancipação do menor estará correta, se: (art. 5ª, § único, I, CC)
a) o menor tiver 16 (dezesseis) anos completos.
b) por concessão dos pais, ao menor de 16 (dezesseis) anos completos, por
instrumento público, homologado judicialmente.
c) o menor tiver 16 (dezesseis) anos completos, concedida por seus pais por
instrumento público, independentemente de homologação judicial.
d) o menor tiver 16 (dezesseis) anos completos, por sentença do juiz,
independentemente de ser ouvido o tutor.

74. Sobre o domicílio necessário, na estrita acepção legal, esta regra não
se aplica:
a) ao preso.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

b) ao servidor público.
c) ao incapaz
d) ao empresário.

75. A pessoa jurídica de direito público, de capacidade exclusivamente administrativa,


caracterizada como sendo um serviço público personalizado, é o que na organização
administrativa brasileira chama-se de
a) órgão autônomo.
b) empresa pública.
c) sociedade de economia mista.
d) serviço social autônomo.
e) autarquia.

76. A pessoa jurídica

a) que tiver administração coletiva, terá suas decisões tomadas, em regra, por
dois terços dos presentes, salvo se o ato constitutivo dispuser de modo diverso.

b) pode ser exclusivamente de direito público interno e de direito privado.

c) estará obrigada pelos atos de seus administradores, exercidos ou não no limite


de seus poderes definidos no ato constitutivo.

d) não subsistirá para fins de liquidação após a sua dissolução.

e) terá assegurada a proteção dos direitos da personalidade, no que couber.

77.Em relação aos direitos de personalidade, assinale a opção correta.

a) A menoridade civil termina aos 21 anos de idade, ocasião em que o indivíduo


estará habilitado a praticar atos de comércio e a constituir pessoa jurídica.

b) A comoriência é circunstância vedada no direito brasileiro.

c) O nascituro não tem o direito à herança preservado, recebendo-a na forma em


que ela se encontrar na data de seu nascimento.

d) A emancipação de menor por outorga dos pais deve ser registrada em registro
público, o que dá a presunção de publicidade ao ato.

e) Uma pessoa, durante sua vida, não pode autorizar que, depois de morto, seu
corpo seja disponibilizado para pesquisas científicas. Somente parente consanguíneo
até o segundo grau pode, após a morte, proceder a tal autorização.

78. Com relação à responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro, julgue (C ou E)


o item a seguir.

O Estado responde pelo dano causado em virtude de ato praticado com fundamento
em lei declarada inconstitucional. Entretanto, o dever de indenizar o lesado por dano
oriundo de ato legislativo ou de ato administrativo decorrente de seu estrito
cumprimento depende da declaração prévia e judicial da inconstitucionalidade da lei
correlata.

 Certo Errado

79. Com relação à responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro, julgue (C ou E)


o item a seguir.
ETECZL- Professor Luiz Carlos Vidigal. Administração Jurídica e Direito Empresarial

Tratando-se de ato omissivo do poder público, a responsabilidade civil é subjetiva, pelo


que exige dolo ou culpa. Assim, somente será caracterizada a omissão, que gera o
dever do Estado de indenizar, se houver, por parte deste, prévio dever legal de agir.

 Certo Errado

80. Com relação à responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro, julgue (C ou E)


o item a seguir.

A responsabilidade do agente público causador de dano em face do Estado é subjetiva,


sendo cabível ação de regresso apenas se o agente responsável tiver agido com culpa
ou dolo.

 Certo Errado