Você está na página 1de 2

Método de Investigaҫăo Cientifica

1. Descentralizaҫăo do Sector Público em Moҫmbique

2. Define-se como descentralizaҫăo o sistema em que a funҫăo administrativa esteja


confiada nă apenas ao Estado, mas também a outras pessoas coletivas territoriais distintas
do estado, designadamente autarquias locais
3. Descentralizaҫăo é uma execusăo indirecta de serviҫos públicos prestados por terceiros
sob o controle e a fiscalizaҫăo do ente titular.
Na descentralizaҫăo o Estado atua indiretamente, pois o faz através de outras pessoas,
seres juridicamente distintos dele, ainda quando sejam criaturas suas e por isso mesmo se
constituam, em parcelas personalizadas da totalidade do aparelho administrativo estatal.
Todo o processo deve ser desenvolvido de forma previsivel e planeada,sem
descontinuidades. O processo de descentralizaҫăo afecta a todos os sectores com
excepҫăo dos órgăos de soberania.
Implica alterҫões instituicionais em muitos sectores. A direcҫăo deve ser assegurada pelo
sector que superintende na administraҫăo local, cujos mecanismos instituicionais devem
visar o apoio multissectorial consistente e coordenado.
O processo de descentralizaҫăo parte do reconhecimento das capacidades e iniciativas
dos cidadăos, individualmente e organizados nas suas instituiҫões, para um efectivo
combate a pobreza através do desenvolvimento economico e uma eficiente prestaҫăo de
serviҫos públicos. As iniciativas e capacidades săo apoiadas e desenvolvidas pelas
instituiҫões públicas mais próximas dos cidadăos que recebem poderes e meios
crescentes do Estado para apoiar essas iniciativas e desenvolver as capacidades.
Em moҫambique, a descentralizaҫăo é feita através de autarquias locais, órgăos locais do
Estado e instituiҫões de participaҫăo e consulta comunitaria.
3.1 Objectivos Gerais e Especificas:
Objectivo GeraL:
Analizar de uma forma geral a relaҫăo entre a descentralizaҫăo e autonomia financeira
do País.
Objectivos Especificas:
1. Compreender a problemática da descentralizaҫăo e da autonomia financeira
do País;
2. Identificar os problemas socioeconómicos,politicos e ambientais decorrentes
da limitaҫăo da autonomia financeira do País;
3. Avaliar até que ponto a descentralizaҫăo năo está ccompleta; e
4. Apresentar sugestões para o reforҫo da descentralizaҫăo e melhoria da
autonomia financeira.

Hipoteses

 Testaveis e năo Testaveis

Possivelmente as autarquias locais năo teriam nenhuma autonomia no que diz respeito a tomada
de decisăo. Presume-se que as autarquias locais iriam ser de baixa qualidade provavelmente năo
teria nenhuma eficiencia no que diz respetoa satisfaҫăo das necessidades coletivas.