Você está na página 1de 19

GEOMETRIA PLANA Triângulos isósceles

São aqueles que


CONCEITOS BÁSICOS
possuem dois lados
iguais. Ligando o vértice
Retas paralelas cortadas por uma transversal A ao ponto médio da
base BC, geramos dois
triângulos congruentes.
Logo, os ângulos B e C
são congruentes.

AB  AC  Bˆ  Cˆ

Ângulos Centrais e Inscritos

Soma dos ângulos internos de um triângulo Ângulos centrais são


aqueles cujo vértice é o
centro da circunferência. O
arco gerado por eles tem a
      180 mesma medida em graus
que o ângulo central.

Ângulos inscritos são


Soma dos ângulos internos de um polígono convexo aqueles cujo vértice está
sobre a circunferência. O
arco gerado por eles tem o
dobro da medida em graus
do ângulo inscrito.

SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS

Dois triângulos são ditos semelhantes se:


- seus ângulos são congruentes.
Um pentágono convexo pode ser dividido em três
- seus lados correspondentes são proporcionais.
triângulos cujos ângulos internos são os mesmos do
pentágono. Logo, a soma dos ângulos internos do
pentágono vale 3 · 180º = 540º. De mesmo modo, um
heptágono convexo pode ser dividido em cinco triângulos, e
a soma dos seus ângulos internos valerá 5 · 180º = 900º.
Entender essa lógica é mais importante do que
memorizar a fórmula em si.

Generalizando, um polígono convexo de n lados pode ser


divido em n - 2 triângulos, já que os triângulos são
formados a partir de diagonais do polígono. Dessa forma,
AB AC BC
os dois vértices adjacentes ao vértice de partida são   k
“ignorados”. Logo, a soma dos ângulos internos é dada por PQ PR QR
Sn  (n  2)  180 . IMPORTANTE: Os lados opostos a ângulos congruentes
são correspondentes.
Em dois triângulos semelhantes, a razão de dois elementos POLÍGONOS REGULARES
lineares correspondentes quaisquer é igual à razão de
semelhança. Um polígono convexo é regular se, e somente se, tem
todos os lados congruentes e todos os ângulos
PRINCIPAL CASO DE SEMELHANÇA congruentes.

Se dois triângulos têm dois ângulos congruentes, CENTRO de um polígono regular é o


então esses triângulos são semelhantes. centro das circunferências inscrita e
circunscrita a esse polígono.
Ou seja, basta obtermos a congruência entre dois ângulos
dos dois triângulos para que os lados correspondentes APÓTEMA de um polígono regular é o
segmento que une o centro do
sejam proporcionais.
polígono ao ponto médio de um de
seus lados. É o raio da circunferência
TRIÂNGULO RETÂNGULO inscrita.

As medidas relevantes de um polígono regular são todas


calculadas a partir do Teorema de Pitágoras e das razões
trigonométricas. Abaixo, alguns exemplos. As fórmulas
obtidas não precisam ser memorizadas.

a² = b² + c² Triângulo Eqüilátero

Ainda no triângulo retângulo, podemos definir as razões Altura do triângulo eqüilátero:


trigonométricas: h
sen 60 
L
1) Seno de um ângulo agudo α é a razão da medida do 3 h L 3
 h
cateto oposto ao ângulo α para a medida da hipotenusa. 2 L 2

2) Cosseno de um ângulo agudo α é a razão da medida


Apótema do triângulo:
do cateto adjacente ao ângulo α para a medida da
hipotenusa. a
tg 30 
L
2
3) Tangente de um ângulo agudo α é a razão da medida
3 a L 3
do cateto oposto para a medida do cateto adjacente ao  a
3 L 6
ângulo α. 2

PARA LEMBRAR! É importante destacar que em


um triângulo eqüilátero o
apótema corresponde a um
terço da altura.

Hexágono Regular
30º 45º 60º
1 2 3
sen
2 2 2 Todo hexágono regular pode ser
dividido em seis triângulos
3 2 1
cos eqüiláteros. Seu apótema
2 2 2
corresponde à altura de um dos
3
tg 1 3 triângulos eqüiláteros que o formam.
3

Essa tabela deve ser memorizada.


EXERCÍCIOS 06) (UFRGS) Se os retângulos ABCD e BCEF são
semelhantes, e AD = 1, AF = 2 e FB = x, então x vale
01) (UFRGS) As semi-retas AB e AC tangenciam o círculo a) 1  2
de centro D, respectivamente, nos pontos B e C. Se o b) 1
ângulo BAC mede 70º, o ângulo BDC mede
c) 2
d) 1 2
a) 110º
b) 115º e) 2
c) 125º
d) 135º 07) (UFRGS) Dada a figura, qual o valor de x?
e) 140º a) 2,15
b) 2,35
c) 2,75
02) (UFRGS) Na figura, o vértice A do retângulo OABC d) 3,15
está a 6 cm do vértice C. O raio do círculo mede e) 3,35

a) 5 cm
08) (UFRGS) Na figura, os três círculos têm o mesmo raio
b) 6 cm
r, as retas são paralelas, os círculos são tangentes entre si
c) 8 cm
e cada um deles é tangente a uma das duas retas. Dentre
d) 9 cm
as alternativas abaixo, a melhor aproximação para a
e) 10 cm
distância entre as retas é
a) 3r
03) (UFRGS) A opção que apresenta todas as
b) 3,25r
possibilidades do número de pontos de interseção de um
c) 3,5r
círculo com um retângulo é
d) 3,75r
e) 4r
a) 0, 1, 2, 4 ou 8 b) 0, 2, 4, 6 ou 8
c) 0, 1, 3, 5 ou 7 d) 0, 2, 3, 5 ou 7
e) 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 ou 8 09) (PUCRS) A figura mostra uma janela em que a parte
superior é formada por um semicírculo, e a parte inferior,
04) (UFRGS) Na fig. 1, BC é paralelo a DE e, na fig. 2, GH por um retângulo cuja altura h possui o dobro da medida da
é paralelo a IJ. Então, x e y valem, respectivamente, base b. A medida da altura total da janela é

a) ab e a / b 3b
a) d) 2b
2
b) ab e b / a
5b e) b
c) a / b e ab b)
2
d) b / a e ab b
c)
e) a / b e 1/ b 2

05) (UFRGS) Sabendo que AD = 12 cm, AE = 15 cm e 10) (UFRGS) Uma correia esticada passa em torno de três
AB = 8 cm, a medida do raio do círculo é discos de 5 m de diâmetro, conforme a figura. Os pontos
A, B e C representam os centros dos discos. A distância
a) 4 cm AC mede 26 m, e a distância BC mede 10 m. O
b) 4,5 cm comprimento da correia é
c) 5 cm a) 60 m
d) 5,5 cm b)  60  5 m
e) 6 cm c) 65 m
d)  60  10 m
e) 65 m
11) (UFRGS) Três arcos de círculo são construídos de 15) (FUVEST) No quadrilátero ABCD da figura a seguir, E é
maneira que seus centros estão nos vértices de um um ponto sobre o lado AD tal que o ângulo ABE mede 60º
triângulo eqüilátero de lado 10 cm e interseccionam o e os ângulos EBC e BCD são retos. Sabe-se ainda que
triângulos nos pontos médios dos lados, como indicado na AB  CD  3 e BC=1. Determine a medida de AD.
figura A soma dos comprimentos dos arcos é

a)  cm
b) 5 cm
10
c)  cm
3
d) 5 cm
e) 10 cm
12) (UFRGS) Na figura, cada um dos quatro círculos tem
raio igual a 2  1 e é tangente às diagonais do quadrado 16) (UFF) Na figura, os triângulos ABC e DEF são
e a um de seus lados. A área do quadrado é: equiláteros. Se AB, CD e DE medem, respectivamente, 6m,
4m e 4m, calcule a medida de BE.

a) 2 1
b) 2 2
c) 4
d) 3 2 1
e) 6
17) (UFF) Seja MNPQ um
quadrado de lado igual a 2 cm.
Considere C o círculo que
13) Sabendo que, na figura seguinte, temos três quadrados
contém os vértices P e Q do
de lados x, 6 e 9, calcule o valor de x.
quadrado e o ponto médio do
lado MN (ponto T). Determine o
a) 3
raio do círculo C.
b) 3,5
c) 4
d) 4,5
18) (UFG) Uma fonte luminosa a 25 cm do centro de uma
e) 5
esfera projeta sobre uma parede uma sombra circular de
28 cm de diâmetro, conforme figura. Se o raio da esfera
mede 7 cm, a distância (d) do centro da esfera até a
14) (UFG) Uma pista retangular para caminhada mede 100
parede, em cm, é:
por 250 metros. Deseja-se marcar um ponto P, conforme
figura a seguir, de modo que o comprimento do percurso
a) 23
ABPA seja a metade do comprimento total da pista. Calcule
b) 25
a distância entre os pontos B e P.
c) 28
d) 32
e) 35
19) (FUVEST) No jogo de bocha, disputado num terreno 24) (UFLAVRAS) Os lados de um triângulo medem 1m, 2m
plano, o objetivo é conseguir lançar uma bola de raio 8 o e 3m. A medida em metros que adicionada aos três lados
mais próximo possível de uma bola menor, de raio 4. Num transforma o triângulo em um triângulo retângulo é
lançamento, um jogador conseguiu fazer com que as duas
a) 1m b) 2m c) 3m d) 4m e) 5m
bolas ficassem encostadas, conforme ilustra a figura
abaixo. A distância entre os pontos A e B, em que as bolas
25) (UFPE) Na figura, ABD e BCD são triângulos
tocam o chão, é:
retângulos isósceles. Se AD = 4, quanto mede DC?
a) 8
a) 4 2
b) 6 2
b) 6
c) 8 2 c) 7
d) 4 3 d) 8
e) 6 3 e) 8 2

26) (UFRRJ) Um arquiteto vai construir um obelisco de


20) (FUVEST) Na figura abaixo, a reta s passa pelo ponto base circular. Serão elevadas sobre essa base duas hastes
P e pelo centro da circunferência de raio R, interceptando-a triangulares, conforme figura a seguir, onde o ponto 0 é o
no ponto Q, entre P e o centro. Além disso, a reta t passa centro do círculo de raio 2m e os ângulos BOC e OBC são
por P, é tangente à circunferência e forma um ângulo  iguais. O comprimento do segmento AB é:
com a reta s. Se PQ = 2R, então cos  vale: a) 2m
2 2 2 b) 3m
a) d)
6 3 c) 3 2 m

2 3 2 d) 2 5 m
b) e)
3 5 e) 2 3 m
2
c)
2
27) (UNESP) Em uma residência, há uma área de lazer
21) (PUCRJ) A maior distância entre dois pontos de um com uma piscina redonda de 5 m de diâmetro. Nessa área
retângulo de base 8 cm e altura 6 cm é, em cm: há um coqueiro, representado na figura por um ponto Q. Se
a distância de Q (coqueiro) ao ponto de tangência T (da
a) 14 b) 10 c) 7 d) 11 e) 12 piscina) é 6 m, a distância d = QP, do coqueiro à piscina, é,
em metros:
22) (UEL) Se um círculo de 5 cm de raio está inscrito em a) 4
um hexágono regular, o perímetro do hexágono, em b) 4,5
centímetros, é igual a: c) 5
d) 5,5
a) 20 3 b) 18 3 c) 15 2 d) 12 3 e) 9 2 e) 6

23) (UFLAVRAS) Qual deve ser a altitude do balão para 28) (FUVEST) Um lenhador empilhou 3 troncos de madeira
que sua distância ao topo do prédio seja de 10km? num caminhão de largura 2,5 m, conforme a figura abaixo.
Cada tronco é um cilindro reto, cujo raio da base mede 0,5
a) 6 km m. Logo, a altura h, em metros, é
b) 6.200 m
1 7 7
c) 11.200 m a) d) 1 
2 3
d) 4 km
e) 5 km 1 7 7
b) e) 1 
3 4
1 7
c)
4
29) (FFFCMPA) A companhia telefônica coloca cabos 36) Determine a razão entre o perímetro do quadrado
cilíndricos em dutos cilíndricos. A figura indica a relação inscrito em uma circunferência de raio R e o perímetro do
entre as seções transversais de 4 cabos e do menor duto quadrado circunscrito a essa mesma circunferência.
que pode contê-los. Supondo que o diâmetro de cada cabo
seja 1 cm, o valor mais próximo para o diâmetro do duto
mínimo é de: 37) (UFRGS) O perímetro do triângulo eqüilátero
a) 2 cm circunscrito a um círculo de raio 3 é:
b) 2,5 cm
a) 18 3 b) 20 3 c) 36 d) 15 6 e) 38
c) 3 cm
d) 3,5 cm
e) 4 cm
38) (UFRGS) A medida do lado de um pentágono regular
inscrito em um círculo de raio igual a 1 é:

  2
30) (UFRGS) Um hexágono regular tem lado de a) 2 sen b) 2 cos c) 2 cos
5 5 5
comprimento 1. A soma dos quadrados de todas as suas
diagonais é: 2 2
d) 2 sen e) cos
5 5
a) 6 b) 12 c) 18 d) 24 e) 30
39) (PUCMG) A pista representada na figura tem a forma
31) (UFMG) Observe a figura. ABCD representa um de um trapézio retângulo e as dimensões indicadas em
quadrado de lado 11 e AP = AS = CR = CQ. O perímetro metros. Um atleta que queira percorrer 6 km deverá dar m
do quadrilátero PQRS é: voltas completas nessa pista. O valor de m é:

a) 11 3
a) 9
b) 22 3 b) 10
c) 11 2 c) 11
d) 22 2 d) 12

32) (UFRJ) Na figura, o


40) (UEL) Se um círculo de 5 cm de raio está inscrito em
triângulo AEC é equilátero e
um hexágono regular, o perímetro do hexágono, em
ABCD é um quadrado de lado
centímetros, é igual a:
2cm. Calcule a distância BE.

a) 20 3 b) 18 3 c) 15 2 d) 12 3 e) 9 2

33) Calcular, de um quadrado inscrito numa circunferência 41) (UFPE) Júnior descobriu um mapa de tesouro com as
seguintes instruções: partindo de onde o mapa foi
de raio 6 2 , a medida de um apótema.
encontrado caminhe 16 passos na direção oeste, a seguir 9
passos na direção sul, depois 11 passos na direção oeste,
34) Uma diagonal de um quadrado inscrito numa
prossiga com 24 passos na direção norte, a seguir 15
circunferência mede 8. Calcular, de um hexágono regular
passos na direção leste e finalmente 10 passos na direção
inscrito nessa circunferência, a medida de um lado.
sul que é onde se encontra o tesouro. Supondo que a
região é plana, qual a menor distância (em passos) entre o
35) Um apótema de um hexágono regular inscrito numa
lugar onde se encontra o mapa e o lugar onde se encontra
circunferência mede 5 3 . Calcular, de um triângulo o tesouro?
eqüilátero inscrito nessa circunferência, a medida de um
apótema. a) 30 b) 13 c) 10 d) 45 e) 79
42) (UFRN) Uma escada de 13,0 m de comprimento
encontra-se com a extremidade superior apoiada na parede
vertical de um edifício e a parte inferior apoiada no piso
horizontal desse mesmo edifício, a uma distância de 5,0m
da parede.Se o topo da escada deslizar 1,0 m para baixo, o
valor que mais se aproxima de quanto a parte inferior
escorregará é:

a) 1m b) 1,5 m c) 2m d) 2,6 m

43) (UNESP) A distância entre dois lados paralelos de um


hexágono regular é igual a 2 3 cm. A medida do lado
desse hexágono, em centímetros, é:

a) 3 b) 2 c) 2,5 d) 3 e) 4

44) (UFRGS) Na figura, AB, CD e EF são paralelos. AB e


CD medem, respectivamente, 10 cm e 5 cm. O
comprimento EF é:

5
a)
3
b) 2
c) 3
10
d)
3
e) 4

GABARITO

01 A 02 B 03 E 04 A 05 C

06 A 07 C 08 D 09 B 10 B

11 D 12 C 13 C 14 105 15 7

16 2 21 17 1,25 18 A 19 C 20 D

21 B 22 A 23 B 24 B 25 D

26 E 27 A 28 E 29 B 30 E

31 D 32 6 2 33 6 34 4

2
35 5 36 37 A 38 A 39 B
2

40 A 41 B 42 C 43 B 44 D
03) (UFRGS) Na figura abaixo, A, B e C são vértices de
hexágonos regulares justapostos, cada um com área 8.
Segue-se que a área do triângulo cujos vértices são os pontos
A, B e C é:
a) 8
b) 12
c) 16
d) 20
e) 24

04) (UFRGS) O retângulo ABCD do desenho abaixo tem área


de 28 cm². P é o ponto médio do lado AD e Q é o ponto médio
do segmento AP. A área do triângulo QCP, em cm², é de:
a) 3,25
b) 3,5
c) 3,75
d) 4
e) 4,25

05) (CESGRANRIO) Seja D o ponto médio do lado AB do


triângulo ABC. Sejam E e F os pontos médios dos segmentos
DB e BC, respectivamente, conforme se vê na figura. Se a
área do triângulo ABC vale 96, então a área do triângulo AEF
vale:
a) 42
b) 36
c) 32
d) 30
e) 28

01) (UFRGS) Um retângulo ABCD é dividido, conforme


mostra a figura, em 4 retângulos menores, AEHI, EBFI, 06) (UFRGS) Um quadrado e um triângulo eqüilátero têm o
IFCG e HIGD, de áreas 40, m, 18 e 48, respectivamente. O mesmo perímetro. A razão entre a área do triângulo e a área
valor de m é: do quadrado é
a) 45
4 3 4 3 3 4 3
b) 16 a) b) c) d) e)
3 9 4 9 4
c) 15
d) 14
07) (UFRGS) Na figura abaixo, a malha quadriculada é
e) 9 formada por quadrados de área 1. Os vértices do polígono
sombreado coincidem com vértices de quadrados dessa
malha. A área do polígono sombreado é:
02) (UFRGS) O ponto F está na diagonal AC do
paralelogramo ABCD abaixo. Se a área do paralelogramo a) 10
DEFG mede 1, a área da região hachurada mede: b) 12
c) 13
1 2  d) 15
a) b) c)
2 2 4 e) 16
d) 1 e) 2
13) (MACK) Na figura, A B C é um triângulo eqüilátero de
08) (UFRGS) Seis octógonos regulares de lado 2 são perímetro 24. Se r e s são bissetrizes, então a área do
justapostos em um retângulo, como representado na figura triângulo assinalado é:
abaixo. A soma das áreas das regiões sombreadas na 16 3 8 3
figura é: a) d)
3 3
a) 6 b) 8 3 e) 12 3
b) 16 2
c) 20 c) 16 3
d) 20 2
e) 24
14) (PUCRS) Considere a figura abaixo, onde os segmentos
AB, BC, CD, DF, FG, GH são congruentes e medem x. A área
da região assinalada é:
9x² 5x²
09) (PUCRS) Num trapézio retângulo, as bases e a altura a) d)
4 2
medem, respectivamente, 6 cm, 10 cm e 3 cm.

Prolongando-se os lados não-paralelos, obtemos um b) e) 2x²
triângulo retângulo cuja base é a base menor do trapézio e 4
cuja área em cm² é: 5x²
c)
4
a) 10,5 b) 11,5 c) 12,5 d) 13,5 e) 14,5
15) (UFRGS) Os quadrados ABCD e APQR, representados na
10) (UFRGS) Um triângulo eqüilátero foi inscrito em um figura abaixo, são tais que seus lados medem 6 e o ângulo
hexágono regular, como representado na figura abaixo. Se PAD mede 30º. Ligando-se o ponto B com o ponto R e o
a área do triângulo eqüilátero é 2, então a área do ponto D com o ponto P, obtém-se o hexágono BCDPQR, cuja
hexágono é: área é:
a) 90
a) 2 2 b) 95
b) 3 c) 100
c) d) 105
2 3
e) 110
d) 2 3
e) 4 16) (PUCSP) Seja o octógono EFGHIJKL inscrito num
quadrado de 12 m de lado, conforme mostra a figura a seguir.
Se cada lado do quadrado está dividido pelos pontos
11) (UFRGS) Numa esquina cujas ruas se cruzam, assinalados em segmentos congruentes entre si, então a área
formando um ângulo de 120º, está situado um terreno do octógono, em centímetros quadrados, é:
triangular com frentes de 20m e 45m para essas ruas,
conforme representado na figura abaixo. A área desse a) 98
terreno, em m², é: b) 102
c) 108
a) 225
d) 112
b) 225 2 e) 120
c) 225 3
d) 450 2
e) 450 3 17) (UFMG) Na figura, ABCD é um quadrado de lado 1,
1
EF=FC=FB e DE = . A área do triângulo BCF é:
2
12) (UFRGS) Na figura, ABE e BCD são triângulos 3 1
eqüiláteros de lados 4 e 6, respectivamente. A área do a) b)
16 5
quadrilátero ACDE é:
1 3
19 2 c) d)
a) d) 19 2 6 4
2 3
b) 19 e)
e) 19 3 3
19 3
c)
2
18) (UNESP) Seja um quadrado ABCD cuja medida dos 22) (UNESP) Considere o triângulo retângulo isósceles ABC
lados é 1. Seja P um ponto interior ao quadrado e (reto em B) e o trapézio retângulo EFCD cujos ângulos
eqüidistante dos vértices B e C e Q o ponto médio do lado internos retos são os dos vértices F e C, conforme a figura.
DA. Se a área do quadrilátero ABPQ é o dobro da área do Sabe-se que a medida do segmento BF é igual a 8 cm, do
triângulo BCP, a distância do ponto P ao lado BC é: segmento DC é 4 cm e que a área do trapézio EFCD é 30
cm². A medida de AB, em cm, é:
2 2 3
a) b) c) a) 12
3 5 5
b) 14
1 4
d) e) c) 16
2 7 d) 18
e) 20

23) (MACKENZIE) No hexágono regular da figura, a distância


19) (UFRGS) Os babilônios utilizavam a fórmula do vértice E à diagonal AC é 3. Então a área do polígono
(a  c)(b  d ) assinalado é:
A para determinar aproximadamente a
4 a) 6
área de um quadrilátero com lados consecutivos de
b) 4 3
medidas a, b, c, d. Para o quadrilátero da figura, a
diferença entre o valor aproximado da área obtido c) 5 3
utilizando-se a fórmula dos babilônios e o valor exato da d) 6 3
área é:
e) 8 3
11
a) b) 3
4
24) (UFRGS) Os triângulos eqüiláteros concêntricos da figura
13 têm, cada um, área a. A área do polígono regular hachurado
c) d) 4
4 é:
21 3a 2a
e)
4 a) b) c) a
4 3
3a 5a
20) (FUVEST) Dois irmãos herdaram um terreno com a d) e)
2 3
seguinte forma, sendo AD = 20 m, AB = 60 m e
BC = 16 m. Para dividir o terreno em duas partes de
mesma área, usaram uma reta perpendicular a AC. Para 25) (UFRGS) Observe o octógono regular ABCDEFGH
que a divisão seja feita corretamente, a distância dessa representado na figura. Nesse octógono, a razão entre a área
reta ao ponto A, em metros, deverá ser: do trapézio ABGH e a área do retângulo BCFG é:

1 1 2
a) d)
2 1 2 2
3
b) e) 1
4
2 1
c)
2 1
a) 31 b) 32 c) 33 d) 34 e) 35

21) (FUVEST) Os pontos A, B, e C são vértices


26) (UFRGS) Na figura abaixo, OP = 2, AB = 8, O é o centro
consecutivos de um hexágono regular de área igual a 6.
dos círculos e AB é tangente em P ao círculo menor. A área
Qual a área do triângulo ABC?
do disco maior é:
a) 1 a) 20.
b) 2 b) 10
c) 3 c) 20
d) 2 d) 64
e) 3
e) 68
27) (FUVEST) Estão representados um quadrado de lado 33) (UFRGS) No triângulo ABC da figura, P, Q e R são os
4, uma de suas diagonais e uma semicircunferência de pontos médios dos lados. Se a área do triângulo hachurado é
raio 2. A área da região hachurada é: mede 5, a área do triângulo ABC mede é:
 a) 20
a) 2
2 b) 25
b)  2 c) 30
c)  3
d)  4 d) 35
e) 2  1 e) 40

28) (UFMG) Na figura, AO  4 3 , OB  2 3 e AB e AC


tangenciam a circunferência de centro O em B e C. A área 34) (UFRGS) O custo de uma embalagem é diretamente
da região hachurada é: proporcional à superfície do sólido que se deseja embalar. Se
a)   3 o custo para embalar um cubo de 40 cm de aresta é R$ 10,00,
a embalagem de um cubo de 80 cm de aresta custa, em reais:
b) 2  3
c) 4  3 3 a) 15 b) 20 c) 25 d) 40 e) 80
d) 4  2 3
35) (UFRGS) Na figura abaixo, AD e BC são perpendiculares
e) 4  3 a AB. Sabendo que a área do trapézio ABCD é igual ao dobro
OB
da área do triângulo OAD, temos que a razão é igual a:
29) (UEL) A área do triângulo eqüilátero OAB, OA
representado na figura a seguir é 9 3 cm². A área do
a) 2
círculo de centro O e tangente ao lado AB do triângulo é:
b) 3
a) 27 cm² c) 2 1
b) 32 cm²
d) 3 1
c) 36 cm²
d) 42 cm² e) 3 2
e) 48 cm² 36) (MACK) Na figura a seguir, pelo ponto O, foram traçadas
retas paralelas aos lados do triângulo ABC, obtendo-se os
30) (UFRGS) Na figura abaixo, os círculos menores são triângulos assinalados com áreas 1, 4 e 9. Então a área do
tangentes entre si e aos círculos concêntricos de raios r e triângulo ABC é:
R. A área da região sombreada é: a) 25
b) 36

a) 2 r 2  R 2  3Rr c) 49
b) 2  r  R  3Rr 
2 2 d) 64
e) 81
c) 2  2r  R  3Rr 
2 2

d)   r  R  3Rr 
2 2

e)   2r  R  3Rr 
2 2
GABARITO

31) (UFRGS) A área do quadrado ABCD é 1/3 da área do 01 C 02 D 03 B 04 B


quadrado EBFG. Qual é a razão entre as medidas do lado 05 B 06 B 07 B 08 E
do quadrado maior e do lado do quadrado menor?
a) 9 b) 3 c) 1 09 D 10 E 11 C 12 E
3 13 A 14 E 15 A 16 D
d) 3 e)
3 17 A 18 B 19 C 20 D

21 A 22 B 23 C 24 B

25 A 26 C 27 B 28 C
32) (UFRGS) A razão entre os lados de dois triângulos
eqüiláteros é 2. A razão entre suas áreas é: 29 A 30 C 31 D 32 C

a) 2 b) 2 2 c) 4 d) 6 e) 8 33 E 34 D 35 B 36 B
GEOMETRIA & TRIGONOMETRIA
1) O mapa ao lado representa um bairro de inferior esquerdo da propriedade. Dado o maior valor
determinada cidade, no qual as flechas indicam o da área de extração de ouro, os irmãos acordaram em
sentido das mãos do tráfego. Sabe-se que esse bairro repartir a propriedade de modo que cada um ficasse
foi planejado e que cada quadra representada na com a terça parte da área de extração, conforme
figura é um terreno quadrado, de lado igual a 200 mostra a figura.
metros. Desconsiderando-se a largura das ruas, qual
seria o tempo, em minutos, que um ônibus, em
velocidade constante e igual a 40 km/h, partindo do
ponto X, demoraria para chegar até o ponto Y?

Em relação à partilha proposta, constata-se que a


porcentagem da área do terreno que coube a João
A) 25 min. D) 1,5 min. corresponde, aproximadamente, a :
B )15 min. E ) 0,15 min. A 50%.
C )2,5 min. B 43%.
C 37%.
2) O governo cedeu terrenos para que famílias D 33%.
construíssem suas residências com a condição de E 19%
que no mínimo 94% da área do terreno fosse mantida
como área de preservação ambiental. Ao receber o
terreno retangular ABCD, em que AB = (BC)/2 ,
Antônio demarcou uma área quadrada no vértice A,
para a construção de sua residência, de acordo com 5) (ENEM 2009) A figura a seguir mostra as medidas
o desenho, no qual AE = (AB)/5 é lado do quadra- reais de uma aeronave que será fabricada para
do. utilização por companhias de transporte aéreo. Um
engenheiro precisa fazer o desenho desse avião em
escala de 1:150.

Nesse caso, a área definida por Antônio atingiria


exatamente o limite determinado pela condição se
ele Para o engenheiro fazer esse desenho em uma folha
A) duplicasse a medida do lado do quadrado. de papel, deixando uma margem de 1 cm em relação
B )triplicasse a medida do lado do quadrado. às bordas da folha, quais as dimensões mínimas, em
C )triplicasse a área do quadrado. centímetros, que essa folha deverá ter?
D) ampliasse a medida do lado do quadrado em 4%. A) 2,9 cm × 3,4 cm.
E) ampliasse a área do quadrado em 4%. B) 3,9 cm × 4,4 cm.
C) 20 cm × 25 cm.
3) A rampa de um hospital tem na sua parte mais D) 21 cm × 26 cm.
elevada uma altura de 2,2 metros. Um paciente ao E) 192 cm × 242 cm.
caminhar sobre a rampa percebe que se deslocou 3,2
metros e alcançou uma altura de 0,8 metro. A 6) (ENEM 2012) um mecânico de uma equipe de
distância em metros que o paciente ainda deve corrida necessita que as seguintes medidas
caminhar para atingir o ponto mais alto da rampa é realizadas em um carro sejam obtidas em metros:
A ) 1,16 metros. D) 5,6 metros. A) distância a entre os eixos dianteiro e traseiro;
B ) 3,0 metros. E) 7,04 metros. B)altura b entre o solo e o encosto do piloto.
C ) 5,4 metros.

4) Ao morrer, o pai de João, Pedro e José deixou como


herança um terreno retangular de 3 km x 2 km que
contém uma área de extração de ouro delimitada por
um quarto de círculo de raio 1 km a partir do canto
11) (enem)

Ao optar pelas medidas a e b em metros, obtêm-se,


respectivamente,
a) 0,23 e 0,16.
b) 2,3 e 1,6. Na figura acima, que representa o projeto de uma
c) 23 e 16. escada com 5degraus de mesma altura,o
d) 230 e 160. comprimento total do corrimão é iguala:
e) 2300 e 1600.
A)1,8 m.
7) (SBM) Dezoito quadrados iguais são construídos e B)1,9 m.
sombreados como mostra a figura. Qual fração da C)2,0 m.
área total é sombreada? D)2,1 m.
E)2,2 m.

12) (UFRGS 10) O tangram é um jogo chinês formado


por uma peça quadrada, uma peça em forma de
paraleleogramo e cinco peças triangulares, todas
obtidas a partir de um quadrado de lado
a) b) c) d) e)
7 4 1 5 1
18 9 3 9 2
8) (UFRGS) Uma escada de 5m de comprimento é
apoiada em uma parede vertical, da qual seu pé dista
3m. A altura do solo até o ponto em que a escada toca
a parede é

a) 3 m
b) 3 3 m
c) 4 m l
d) 4 2 m Três peças do tangran possuem a mesma área. Essa
e) 5 m área é
9)(UFRGS)Uma torre vertical é presa por cabos de aço
fixos no chão, em um terrenoplano horizontal, l2 l2 l2
conforme a figura. Se o ponto A está a 15 m da base B a) b) c)
da torre e o ponto C está a 20 m de altura, o
16 12 8
comprimento do cabo AC é: l2 l2
d) e)
C 6 4

A B
13) O quadro apresenta informações da área
aproximada de cada bioma brasileiro.
(A) 15m (B) 20m (C) 25m (D) 35m (E) 40m

10) Um ciclista partindo de ponto A, percorre 15km


para norte; a seguir, fazendo um ângulo de 90°,
percorre 20km para leste, chegando ao ponto B. Qual
é a distância, em linha reta, do ponto B ao ponto A?
a) 20km b) 30km c)25km d)35km e)100km
a) B)

c) d)

É comum em conversas informais, ou mesmo em


noticiários, o uso de múltiplos da área de um campo
de futebol (com as medidas de 120 m x 90 m) para
auxiliar a visualização de áreas consideradas
extensas. Nesse caso, qual é o número de campos
de futebol correspondente à área aproximada do
bioma Pantanal?
e)
a) 1.400
b) 14.000
c) 140.000
d) 1.400.000 16)
e) 14.000.000

14) Em uma empresa, existe um galpão que precisa


ser dividido em três depósitos e um hall de entrada
de 20m2, conforme a figura abaixo. Os depósitos I, II
e III serão construídos para o armazenamento de, Na seleção para as vagas deste anúncio, feita por
respectivamente, 90, 60 e 120 fardos de igual volume, telefone ou correio eletrônico, propunha-se aos
e suas áreas devem ser proporcionais a essas candidatos uma questão a ser resolvida na hora.
capacidades. Deveriam calcular seu salário no primeiro mês, se
vendessem 500 m de tecido com largura de 1,40 m, e
no segundo mês, se vendessem o dobro. Foram bem
sucedidos os jovens que responderam,
respectivamente,
a) R$ 300,00 e R$ 500,00.
b) R$ 550,00 e R$ 850,00.
c) R$ 650,00 e R$ 1000,00.
d) R$ 650,00 e R$ 1300,00.
e) R$ 950,00 e R$ 1900,00.
A largura do depósito III dever ser, em metros, igual
a: 17) Quatro estações distribuidoras de energia A, B, C
e D estão dispostas como vértices de um quadrado
a)1 b)2 c)3 d)4 e) 5 de 40 km de lado. Deseja-se construir uma estação
central que seja ao mesmo tempo equidistante das
15) Um terreno com o formato mostrado na figura foi estações A e B e da estrada (reta) que liga as
herdado por quatro irmãos e deverá ser dividido em estações C e D.
quatro lotes de mesma área. Um dos irmãos fez A nova estação deve ser localizada
algumas propostas de divisão para que fossem a) no centro do quadrado.
analisadas pelos demais herdeiros. na perpendicular à estrada que liga C e D
b) passando por seu ponto médio, a 15 km dessa
estrada.
na perpendicular à estrada que liga C e D
c) passando por seu ponto médio, a 25 km dessa
estrada.
no vértice de um triângulo equilátero de base AB,
d)
oposto a essa base.
no ponto médio da estrada que liga as estações A
e)
e B.

18)( O livro do matemático hindu Bhaskara (século


Dos esquemas acima, onde lados de mesma medida XII) apresenta o seguinte problema: “Se um bambu
têm símbolos iguais, o único em que os quatro lotes de 32 unidades é quebrado pelo vento de modo
não possuem, necessariamente, a mesma área é: que a ponta encontra o chão a 16 unidades da
base, a que altura a partir do chão ele foi 21) O teodolito é um instrumento utilizado para
quebrado?” medir ângulos. Um engenheiro aponta um teodolito
A) 16 contra o topo de um edifício, a uma distância de
B) 8 100 m, e consegue obter um ângulo de 55º.
C) 24 Portanto a altura mede:
D) 32 Dados: sen 55º =0, 82
E) 12 cos 55º = 0,57
tg 55º = 1,43
19) Na figura abaixo, as retas r e s representam
duas estradas que se cruzam em C, segundo um a) 58 m
ângulo de 30º. Um automóvel estacionado em A
dista 80 m de um outro estacionado em B. Sabendo b) 83 m
que o ângulo BÂC = 90º, a distância mínima que o
automóvel em A deve percorrer até atingir o ponto B c) 115 m
seguindo por s e r é d) 144 m
e) 174 m

22) Um barco parte de A para atravessar o rio. A


direção do seu deslocamento forma um ângulo de
120º com a margem do rio.

Sendo a largura do rio 60 m, a distância, em metros,


percorrida pelo barco foi de
A. 40 2
B. 40 3

C. 45 3

20) Para calcular a largura de um rio, Pedro D. 50 3


observou que, em um trecho retilíneo, havia uma E. 60 2
árvore situada bem em frente a ele. Depois de
caminhar 500 metros, viu que a linha de visada da Gabarito:
árvore fazia, agora, um ângulo de 35o com a
margem, como mostra a figura, que também fornece
os valores das razões trigonométricas de um ângulo
1 D 12 C
de 35º.
2 C 13 B
A largura aproximada do rio é de:
a) 285 m 3 D 14 E
b) 350 m 4 E 15 E
c) 410 m
5 D 16 C
d) 715 m
6 B 17 C
e) 1250 m
7 B 18 E

8 C 19 D

9 C 20 C

10 C 21 D

11 D 22 B
Geometria Plana
01. (UFRGS) - Um trapézio ABCD tem 36 m2 de área. 04. (UFRGS) Dois círculos, tangentes externamente, têm
Sabendo que a razão de sua altura para a altura de um seus centros em vértices opostos de um quadrado
trapézio semelhante A’B’C’D’ é 2/3 , qual a área do com 8 unidades de perímetro, e o maior desses
segundo trapézio? círculos corta dois lados do quadrado nos pontos
(A) 81 m2 médios desses lados. O valor do raio do círculo menor
(B) 70 m2 é
(C) 54 m2
(D) 24 m2
(E) 16 m2

02. (UFRGS) Observe com atenção o retângulo ABCD, na


figura abaixo. Considerando as relações existentes
entre suas dimensões e a diagonal, a área desse
retângulo será igual a

––
(A) ¹ 2––
(B) 2 ¹––
2 ––
(C) 2 ¹––
2 - ¹––
5
(D) 2 ¹––
5 - ¹ ––
2
(E) 2(¹ 5 - ¹ 2)
(A) 12 unidades de área.
(B) 48 unidades de área. 05. (UFRGS) bA figura mostra duas circunferências con-
(C) 108 unidades de área. cêntricas. A corda AB da maior mede 8 e é tangente à
(D) 192 unidades de área. menor. A área da coroa determinada é
(E) 300 unidades de área.

03. (UFRGS) - A área do triângulo ^


–– ABC, onde C é igual a
90°, c = 4 cm e a + b = 2 ¹ 5 cm, é

(A) 64 S
(B) 32 S
(C) 16 S
(A) 1 cm2 (D) 8S
2 (E) 4S
(B) 1 cm2
(C) 2 cm2
(D) 3 cm2
(E) 4 cm2
S110

16
06. (UFRGS) A figura exibe um círculo, onde o raio tem (A) 3
1<x<
comprimento 4, e a corda AB mede 2. O segmento AC 2
tem comprimento. (B) 1
1 <x<
2
(C) 1
x<
2
(D) 3
x>
2
(E) x=1

10. (UFRGS) A figura mostra um quadrado de lado a e um


triângulo ABC onde os vértices A e B são pontos médios
dos lados do quadrado. A área deste triângulo é
(A) 1/5
(B) 1/4
(C) 1/3
(D) 1/2
(E) 1

07. (UFRGS) O disco da figura tem raio 6 e a distân-cia de


seu centro ao ponto P é 10. As retas PA e PB são
tangentes ao disco. A área da região sombreada vale

(A) 1 a2
2
(B) 1 a2
4
(C) 3 a2
8
(D) 3 a2
(A) 24 5
(B) 48 (E) 5 a2
(C) 96 8
(D) 100
(E) 200 11. (UFRGS) A figura representa os quadrados ABCD e
EFGH circunscrito e inscrito na circunferência de centro
08. (UFRGS) A área do polígono da figura é 30. O lado x 0. Se o lado do quadrado maior é 4, a área da parte
vale hachurada é
(A) 15/6
(B) 3
(C) 4
(D) 5––

(E) ¹ 17

09. (UFRGS) Na figura AB é um arco de circunferência de


centro O, com raio igual à medida da corda AP. A, O e
B são colineares. A razão entre o comprimento de AB
e o da poligonal APOB é x. Então

(A) 4S - 4 (D) 2S + 8
(B) 4S - 8 (E) 16S - 8
(C) 4S + 8

17
12. (UFRGS) O quadrilátero ABCD é um retângulo onde os 14. (UFRGS) Na figura, ABCD é um quadrilátero e P, Q, R
pontos E, F e G dividem a base AB em quatro partes e S são os pontos médios de seus lados. Dado que
iguais. A razão entre a área do triângulo CEF e a área AC = 8 e BD = 6, o perímetro do quadrilátero PQRS é
do retângulo é

(A) 1
6
(B) 1
7
(A) 7
(C) 1
(B) 10
8
(C) 14
(D) 1
(D) 28
9
(E) impossível calcular com esses dados.
(E) 1
10
15. (UFRGS) Os vértices A, B e C de um polígono regular
são consecutivos e AB forma com AC um ângulo de
13. (UFRGS) Considerando-se a figura abaixo, formada
22°30’. O polígono denomina-se
por círculos de raio R, a área sombreada vale
(A) pentágono
(B) hexágono
(C) octógono
(D) eneágono
(E) decágono

16. (UCS) A área do triângulo sombreado da figura abaixo


é

(A) S (2 - R2)
(B) R2 (1 - p )
4
(C) SR2 (A) 13,5
8 ––
(B) 9¹ 10
(D) SR2 (C) 10,5
12 (D) 21 ––
(E) R2(2 - p ) (E) 10,5¹ 10
2

18
17. (UFRGS) Os triângulos equiláteros concêntricos da 19. (UCS) Sabendo que ABCD é um quadrado e que o
figura têm, cada um, área a. A área do polígono regular triângulo CDE é equilátero, a medida x do ângulo AÊD
sombreado é é

(A) 60° (D) 85°


(B) 75° (E) 90°
(A) 3a/4 (C) 80°
(B) 2a/3
(C) a 20. (UCS) Se 0 é o centro, e BC é o diâmetro da circun-
(D) 3a/2 ferência, então o valor de x é
(E) 5a/3

18. (UCS) A figura abaixo mostra um triângulo equilátero,


de lado 6 cm, e o seu circulo inscrito. A área da parte
sombreada é

(A) 17
(B) 7
(C) 13
–– –– 2 (D) 15
(A) 3¹ 3 S cm2 ––- ¹ 3 cm
(D) 3S
(E) 12
(B) 3p cm2 (E) ¹ 3 S cm2
––
(C) 3¹ 3 - p cm2

Gabarito
01. A 02. B 03. B 04. C 05. C 06. D 07. B 08. D
09. D 10. C 11. B 12. C 13. B 14. C 15. C 16. C
17. B 18. C 19. B 20. C

19