Você está na página 1de 144

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

003.350.131-98 carlalc5@hotmail.com 18/07/2018 13:52:29 CRONOGRAMA 1. Saúde única 2. Evolução da saúde

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1. Saúde única

2. Evolução da saúde pública do Brasil

3. Princípios e diretrizes do SUS

4. Constituição da República

5. Lei Orgânica da Saúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de

 

recursos

7. Conselhos de saúde

8. Regulamentação da LOS

SAÚDE PÚBLICA

SAÚDE PÚBLICA Gabriela Ferreira Siano

Gabriela Ferreira Siano

SAÚDE PÚBLICA Gabriela Ferreira Siano
da LOS SAÚDE PÚBLICA Gabriela Ferreira Siano CRONOGRAMA 9. Recursos financeiros do SUS (E. C. n
da LOS SAÚDE PÚBLICA Gabriela Ferreira Siano CRONOGRAMA 9. Recursos financeiros do SUS (E. C. n

CRONOGRAMA

9. Recursos financeiros do SUS (E. C. n° 29 de 2000 e LC 141 de

2012)

10.Pacto pela saúde 2006

11.Política Nacional de Atenção Básica

12.Política Nacional de Humanização

13.Organização da Rede de Atenção à Saúde

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA
LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

1.1.1.1.

LivroLivroLivroLivro sistemasistemasistemasistema únicoúnicoúnicoúnico dededede saúde,saúde,saúde,saúde, coleçãocoleçãocoleçãocoleção paraparaparapara entenderentenderentendeentenderr aaaa gestãogestãogestãogestão dodododo

SUSSUSSUSSUS 2011,2011,2011,2011, CONASS www.conass.org.br

2.2.2.2.

ABCABCABCABC dodododo SUS,SUS,SUS,SUS, doutrinasdoutrinasdoutrinasdoutrinas eeee princípios,princípios,princípios,princípios, 1990199019901990

3.3.3.3.

ConstituiçãoConstituiçãoConstituiçãoConstituição FederalFederalFederalFederal 1988198819881988 art.art.art.art. 196196196196 aaaa 200200,200200 Seção da Saúde

 

4.4.4.4.

LeiLeiLeiLei nnnn°8080808080808080 19191919 dededede setembrosetembrosetembrosetembro 19901990,19901990 Dispõe sobre as condições

para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a

organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá

outras providências.

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA
LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

7.7.7.7. DecretoDecretoDecretoDecreto nnnn° 75087508,75087508,,, 28282828 dededede junhojunhojunhojunho dededede 20112011,20112011

dispõe sobre a

organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da

saúde, a assistência à saúde e a articulação Inter federativa, e dá

outras providências.

8.8.8.8. EmendaEmendaEmendaEmenda constitucionalconstitucionalconstitucionalconstitucional nnnn° 2929,2929,,, 13131313 dededede setembrosetembrosetembrosetembro dededede 20002000,20002000

acrescenta artigo ao Ato das Disposições Constitucionais

Transitórias, para assegurar os recursos mínimos para o

financiamento das ações e serviços públicos de saúde.

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA
LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

5.5.5.5. LeiLeiLeiLei nnnn° 81428142,81428142,,, 28282828 dededede dezembrodezembrodezembrodezembro dededede 19901990,19901990,,, dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.

6.6.6.6. ResoluçãoResoluçãoResoluçãoResolução nnnn°

453453453453 dededede

10101010

dededede maiomaiomaiomaio

dededede 2012201220122012 MSMS,MSMS

aprova as

diretrizes

para

instituição,

reformulação,

reestruturação

e

funcionamento dos Conselhos de Saúde.

 
e funcionamento dos Conselhos de Saúde.   LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA 9.9.9.9. LeiLeiLeiLei
e funcionamento dos Conselhos de Saúde.   LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA 9.9.9.9. LeiLeiLeiLei

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

9.9.9.9. LeiLeiLeiLei complementarcomplementarcomplementarcomplementar nnnn° 141141,141141,,, 13131313 dededede janeirojaneirojaneirojaneiro dededede 20122012,20122012,,, regulamenta os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios; estabelece os critérios de rateio dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas 3 (três) esferas de governo;

10.10.Portaria10.10.PortariaPortariaPortaria nºnºnºnº 9595,9595,,, dededede 26262626 dededede janeirojaneirojaneirojaneiro dededede 20012001,20012001 Aprovar, na forma do Anexo desta Portaria, a Norma Operacional da Assistência à

Saúde.

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA

 
LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA    
 
LEGISLAÇÃO REFERENTE A MATÉRIA    

11.11.Portaria11.11.PortariaPortariaPortaria

nºnºnºnº

399399,399399,,,

dededede

22222222

dededede

fevereirofevereirofevereirofevereiro

dededede

20062006,20062006

divulga

a

consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do

Referido Pacto.

 

12.12.Portaria12.12.PortariaPortariaPortaria nºnºnºnº 24882488/GM24882488/GM/GM/GM dededede 28282828 dededede marçomarçomarçomarço dededede 20112011,20112011 Aprova a Política

Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes

e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia

Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de

Saúde (PACS).

 

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1.1.1.1. SaúdeSaúdeSaúdeSaúde únicaúnicaúnicaúnica

2. Evolução da saúde pública do Brasil

3. Princípios e diretrizes do SUS

4. Constituição da República

5. Lei Orgânica da Saúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de

 

recursos

7. Conselhos de saúde

8. Regulamentação da LOS

Anotações

Anotações

Saúde Única

Saúde Única
A saúde dos homens resulta da união indissociável entre a Saúde Animal, Humana e Ambiental.

A saúde dos homens resulta da união indissociável entre a Saúde Animal, Humana e Ambiental.

Profissionais devem olhar o todo

Com foco na prevenção

Atuação integrada entre vários

profissionais

http://portal.cfmv.gov.br/

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Papel do Médico Veterinário

 
Papel do Médico Veterinário  
http://portal.cfmv.gov.br/

http://portal.cfmv.gov.br/

1. Abraçar e ligar os três aspectos dessa cadeia

2. Prevenir e curar doenças dos animais

3. Ter como objetivo o homem e o serviço maior à humanidade.

 
 

003.350.131-98

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

1. (EsFCEx, 2016) No que diz respeito ao conceito de Saúde Única e

o enfoque em prevenção global de doenças, analise as proposições

abaixo e, em seguida, assinale a alternativa correta.

 

I. Na atualidade, as populações humanas estão mais expostas a contrair

doenças zoonóticas, devido a variáveis interconectadas, incluindo a

tendência à industrialização da pecuária resultando em produção em

larga escala, urbanização em massa e aumento de trânsito

internacional.de produtos e pessoas, aumentando a responsabilidade

da medicina veterinária na saúde pública.

 
Profissionais de Saúde 1. Assistentes Sociais 8. Médicos; 2. Biólogos; 9. Nutricionistas; 3. Profissionais de
Profissionais de Saúde
1. Assistentes Sociais
8. Médicos;
2. Biólogos;
9. Nutricionistas;
3. Profissionais de Educação
Física;
10.Odontólogos;
11.Psicólogos; e
4. Enfermeiros;
12.Terapeutas Ocupacionais.
5. Farmacêuticos;
13.13.Médico13.13.MédicoMédicoMédico VeterinárioVeterinárioVeterinárioVeterinário
6. Fisioterapeutas;
7. Fonoaudiólogos;
RESOLUÇÃO N.º 218, DE 06 DE MARÇO DE 1997- CNS

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

II.

Segundo a OIE, o conceito de Saúde Única determina que cada país

deve cuidar da saúde pública em separado, segundo seus próprios métodos, devendo haver equipes distintas e especializadas de médicos para doenças humanas e veterinários para doenças animais e questões agropecuárias, em benefício da segurança nacional. I

III.

Animais e humanos atuam como co-determinantes da saúde uns dos

outros, assim, o conceito de Saúde Única aborda os eventos de saúde

pública no ponto de interseção entre saúde humana, animal e do meio

ambiente, preconizando que comunidades veterinárias e de saúde

pública atuem em parceria interdisciplinar para desenvolver soluções na

prevenção e ação contra ameaças zoonóticas.

 

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

IV. A abordagem da Saúde Única promove cooperação para vigilância

contra doenças, investigação de surtos e atividades de resposta de

forma multidisciplinar, na busca de fortalecimento e padronização entre

métodos e instituições de saúde animal e humana, de modo a reduzir

discrepâncias entre países, para que haja coerência e eficácia na

prevenção e contenção de agravos à vida.

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

I.I.I.I. NaNaNaNa atualidade,atualidade,atualidade,atualidade, asasasas populaçõespopulaçõespopulaçõespopulações humanashumanashumanashumanas estãoestãoestãoestão maismaismaismais expostasexpostasexpostasexpostas aaaa

contraircontraircontraircontrair doençasdoençasdoençasdoenças zoonóticaszoonóticas,zoonóticaszoonóticas,,, devidodevidodevidodevido aaaa variáveisvariáveisvariáveisvariáveis

interconectadas,interconectadas,interconectadas,interconectadas, incluindoincluindoincluindoincluindo aaaa tendênciatendênciatendênciatendência àààà industrializaçãoindustrializaçãoindustrializaçãoindustrialização dadadada

pecuáriapecuáriapecuáriapecuária resultandoresultandoresultandoresultando emememem produçãoproduçãoproduçãoprodução emememem largalargalargalarga escala,escala,escala,escala,

urbanizaçãourbanizaçãourbanizaçãourbanização emememem massamassamassamassa eeee aumentoaumentoaumentoaumento dededede trânsitotrânsitotrânsitotrânsito internacionalinternacional.internacionalinternacional de.dedede

produtosprodutosprodutosprodutos eeee pessoas,pessoas,pessoas,pessoas, aumentandoaumentandoaumentandoaumentando aaaa responsabilidaderesponsabilidaderesponsabilidaderesponsabilidade dadadada

medicinamedicinamedicinamedicina veterináriaveterináriaveterináriaveterinária nananana saúdesaúdesaúdesaúde públicapública.públicapública

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

a. Somente I e III estão corretas.

b. Somente I, II e IV estão corretas.

c. Somente II e IV estão corretas.

d. Somente I, III e IV estão corretas.

e. Somente II, III e IV estão corretas.

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

II.

Segundo a OIE, o conceito de Saúde Única determina que cada país deve cuidar da saúde pública em separado, segundo seus próprios métodos, devendo haver equipes distintas e especializadas de médicos para doenças humanas e veterinários para doenças animais e questões agropecuárias, em benefício da segurança nacional.

III.III.III.III. AnimaisAnimaisAnimaisAnimais eeee humanoshumanoshumanoshumanos atuamatuamatuamatuam comocomocomocomo coco-coco--determinantes-determinantesdeterminantesdeterminantes dadadada saúdesaúdesaúdesaúde unsunsunsuns dosdosdosdos outros,outros,outros,outros, assim,assim,assim,assim, oooo conceitoconceitoconceitoconceito dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde ÚnicaÚnicaÚnicaÚnica abordaabordaabordaaborda osososos eventoseventoseventoseventos dededede saúdesaúdesaúdesaúde públicapúblicapúblicapública nononono pontopontopontoponto dededede interseçãointerseçãointerseçãointerseção entreentreentreentre saúdesaúdesaúdesaúde humana,humana,humana,humana, animalanimalanimalanimal eeee dodododo meiomeiomeiomeio ambiente,ambiente,ambiente,ambiente, preconizandopreconizandopreconizandopreconizando quequequeque comunidadescomunidadescomunidadescomunidades veterináriasveterináriasveterináriasveterinárias eeee dededede

saúdesaúdesaúdesaúde públicapúblicapúblicapública atuematuematuematuem emememem parceriaparceriaparceriaparceria interdisciplinarinterdisciplinarinterdisciplinarinterdisciplinar paraparaparapara desenvolverdesenvolverdesenvolverdesenvolver

soluçõessoluçõessoluçõessoluções nananana prevençãoprevençãoprevençãoprevenção eeee açãoaçãoaçãoação contracontracontracontra ameaçasameaçasameaçasameaças zoonóticaszoonóticas.zoonóticaszoonóticas

 

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

IV. AAAA abordagemabordagemabordagemabordagem dadadada SaúdeSaúdeSaúdeSaúde ÚnicaÚnicaÚnicaÚnica promovepromovepromovepromove cooperaçãocooperaçãocooperaçãocooperação paraparaparapara

vigilânciavigilânciavigilânciavigilância contracontracontracontra doenças,doenças,doenças,doenças, investigaçãoinvestigaçãoinvestigaçãoinvestigação dededede surtossurtossurtossurtos eeee atividadesatividadesatividadesatividades dededede

respostarespostarespostaresposta dededede formaformaformaforma multisciplinarmultisciplinar,multisciplinarmultisciplinar,,, nananana buscabuscabuscabusca dededede fortalecimentofortalecimentofortalecimentofortalecimento eeee

padronizaçãopadronizaçãopadronizaçãopadronização entreentreentreentre métodosmétodosmétodosmétodos eeee instituiçõesinstituiçõesinstituiçõesinstituições dededede saúdesaúdesaúdesaúde animalanimalanimalanimal eeee

humana,humana,humana,humana, dededede modomodomodomodo aaaa reduzirreduzirreduzirreduzir discrepânciasdiscrepânciasdiscrepânciasdiscrepâncias entreentreentreentre países,países,países,países, paraparaparapara quequequeque

hajahajahajahaja coerênciacoerênciacoerênciacoerência eeee eficáciaeficáciaeficáciaeficácia nananana prevençãoprevençãoprevençãoprevenção eeee contençãocontençãocontençãocontenção dededede agravosagravosagravosagravos àààà

vidavida.vidavida

Anotações

Anotações

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a. Somente I e III estão corretas.

 

b. Somente I, II e IV estão corretas.

c. Somente II e IV estão corretas.

d.d.d.d. SomenteSomenteSomenteSomente I,I,I,I, IIIIIIIIIIII eeee IVIVIVIV estãoestãoestãoestão corretascorretas.corretascorretas

e.

Somente II, III e IV estão corretas.

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1.

Saúde única

2.2.2.2. EvoluçãoEvoluçãoEvoluçãoEvolução dadadada saúdesaúdesaúdesaúde públicapúblicapúblicapública dodododo BrasilBrasilBrasilBrasil

 

3. Princípios e diretrizes do SUS

4. Constituição da República

5. Lei Orgânica da Saúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de recursos

 

7. Conselhos de saúde

 

8. Regulamentação da LOS

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Evolução da Saúde Pública – 1808 a 1850 18491849-18491849--1850-18501850:1850 1° surto de febre amarela
Evolução da Saúde Pública – 1808 a 1850
18491849-18491849--1850-18501850:1850 1° surto de febre amarela
18501850:18501850 Junta de higiene pública responsável por:
inspeção da vacinação
controle do exercício da medicina
polícia sanitária da terra
18081808:18081808 Chegada da corte portuguesa no Brasil:
Início da Vigilância Sanitária
Controle sanitário em portos e navios
Santas Casas de Misericórdia, barbeiros,
curandeiros
rla Lopes Caixeta LOPES caixeta
Evolução da Saúde Pública – 1889 a 1930 18891889-18891889--1930:-1930:1930:1930:
Evolução da Saúde Pública – 1889 a 1930
18891889-18891889--1930:-1930:1930:1930: OcorrênciaOcorrênciaOcorrênciaOcorrência dededede epidemiasepidemiasepidemiasepidemias
Combate a Peste bubônica
Combate à Febre Amarela
Combate à Varíola
1904:1904:1904:1904: Revolta da vacina

Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930

da vacina Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930 19021902:19021902 Prefeito Pereira Passos: proíbe

19021902:19021902

Prefeito Pereira Passos: proíbe cuspir em bondes ordenhar vacas nas ruas;

mendicância (disponibilização de cuspideiras e mictórios)

Oswaldo Cruz: médico sanitarista Diretor geral de saúde pública

médico sanitarista Diretor geral de saúde pública 18891889-18891889--- 1930:1930:1930:1930: Ocorrência de
médico sanitarista Diretor geral de saúde pública 18891889-18891889--- 1930:1930:1930:1930: Ocorrência de
médico sanitarista Diretor geral de saúde pública 18891889-18891889--- 1930:1930:1930:1930: Ocorrência de
médico sanitarista Diretor geral de saúde pública 18891889-18891889--- 1930:1930:1930:1930: Ocorrência de

18891889-18891889--- 1930:1930:1930:1930: Ocorrência de epidemias:

Varíola, Febre Amarela, Peste Bubônica, Malária

Varíola, Febre Amarela, Peste Bubônica, Malária Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930
Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930 18891889-18891889--1930:-1930:1930:1930:
Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930
18891889-18891889--1930:-1930:1930:1930: OcorrênciaOcorrênciaOcorrênciaOcorrência dededede epidemiasepidemiasepidemiasepidemias
Médicos higienistas:
Reforma sanitária - reforma Carlos Chagas
1. Sanitarismo campanhista
2. Combate às doenças de massa
http://www.fiocruz.br
18/07/2018 13:52:29

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930 1923:1923:1923:1923: Lei Eloy Chaves CaixasCaixasCaixasCaixas dededede
Evolução da Saúde Pública – 1889 A 1930
1923:1923:1923:1923: Lei Eloy Chaves
CaixasCaixasCaixasCaixas dededede aposentadoriaaposentadoriaaposentadoriaaposentadoria eeee pensãopensãopensãopensão (CAP’s)
Ferroviários
Privada
Benefícios e serviços de saúde
Recursos dos empregados e empresas
Arquivo / Museu Ferroviário Regional
rla Lopes Caixeta LOPES caixeta
Evolução da Saúde Pública – 1945 A 1966 1945: Fim do Estado Novo Sanitarismo desenvolvimentista
Evolução da Saúde Pública – 1945 A 1966
1945: Fim do Estado Novo
Sanitarismo desenvolvimentista
1956-1960- Construção de Brasília
Juscelino Kubitschek
19531953:19531953 Ministério da Saúde
transfere a assistência médica para IAP
Evolução da Saúde Pública – 1930 A 1945 19371937:19371937 Ministério da educação e saúde pública
Evolução da Saúde Pública – 1930 A 1945
19371937:19371937 Ministério da educação e saúde pública (MESP)
Serviços aos cidadãos não empregados
Getúlio Vargas
19431943:19431943 CLT
1930193019301930 aaaa 1945:1945:1945:1945: InstitutosInstitutosInstitutosInstitutos dededede AposentadoriaAposentadoriaAposentadoriaAposentadoria eeee
PensõesPensõesPensõesPensões (IAP’S)(IAP’S)(IAP’S)(IAP’S)
Organizadas por categorias de profissionais
Financiamento: empregado, empresa,
Governo
Evolução da Saúde Pública – 1945 a 1966 19601960:19601960 Lei Orgânica da Previdência Social
Evolução da Saúde Pública – 1945 a 1966
19601960:19601960 Lei Orgânica da Previdência Social
1963:1963:1963:1963: 3° Conferência Nacional de Saúde
Descentralização-municipalização
Funrural - amplia cobertura ao trabalhador rural
19661966:19661966 Fusão dos IAP’s no InstitutoInstitutoInstitutoInstituto NacionalNacionalNacionalNacional dededede PrevidênciaPrevidênciaPrevidênciaPrevidência
SocialSocialSocialSocial ((Inps((InpsInps)Inps)))::::
Aposentadorias, pensões e assistência médica dos trabalhadores
Modelo Médico Assistência Privatista
18/07/2018 13:52:29

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Evolução da Saúde Pública – 1966 a 1973 Evolução da Saúde Pública – 1974 A
Evolução da Saúde Pública – 1966 a 1973
Evolução da Saúde Pública – 1974 A 1979
DécadaDécadaDécadaDécada dededede 7070:7070 maior expansão do número de leitos/ corrupção
Construção e reformas – dinheiro da previdência
1974:1974:1974:1974: Ministério da Previdência e
Assistência Social (MPAS)
Medicina curativa
GovernoGovernoGovernoGoverno MilitarMilitarMilitarMilitar
Privatização
1974: DATAPREV
Sistema Nacional Da Previdência
Convênio entre
Social (SINPAS)
INPS e empresa
Mercantilização da
InstitutoInstitutoInstitutoInstituto NacionalNacionalNacionalNacional dededede AssistênciaAssistênciaAssistênciaAssistência
MédicaMédicaMédicaMédica dadadada Prev.Prev.Prev.Prev. SocialSocialSocialSocial (INAMPS)(INAMPS)(INAMPS)(INAMPS)
saúde
1974197419741974 aaaa 1979:1979:1979:1979: CriseCriseCriseCrise
financeirafinanceirafinanceirafinanceira eeee dodododo sistemasistemasistemasistema dededede
saúdesaúdesaúdesaúde
Reforma: mecanismos
de controle
Consolidação da rede
privada
rla Lopes Caixeta LOPES caixeta
Evolução da Saúde Pública – 1974 A 1979 19761976:19761976 Programa de Interiorização das Ações de
Evolução da Saúde Pública – 1974 A 1979
19761976:19761976 Programa de Interiorização das Ações de Saúde e
Sanemaneto (PIASS)
Primeiro programa federal de medicina simplificada
Modelos desconcentrados – Secretarias Estaduais de Saúde
1978:1978:1978:1978: Conferência Internacional sobre Atenção Primária
1.1.1.1. AlmaAlma-AlmaAlma--Ata-AtaAta-Ata--- Cazaquistão
2. Saúde: direito fundamental
3. Atenção primária e participação comunitária
http://www.alma-ata.es
Evolução da Saúde Pública – 1974 a 1979 19741974-19741974--1979:-1979:1979:1979: Reforma Sanitária 1. Carências
Evolução da Saúde Pública – 1974 a 1979
19741974-19741974--1979:-1979:1979:1979: Reforma Sanitária
1. Carências sociais e afrouxamento do regime autoritário
2. Criação de uma nova política de saúde democrática
3. Equidade, justiça social, descentralização,
universalização e unificação
4. Movimentos sociais e de profissionais
5. Medicina preventiva
6. Direito universal à saúde

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Anotações

Anotações
Evolução da Saúde Pública – Década de 80 1986:1986:1986:1986: 88°88°°°
Evolução da Saúde Pública – Década de 80
1986:1986:1986:1986: 88°88°°° ConferênciaConferênciaConferênciaConferência NacionalNacionalNacionalNacional dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde
Reforma sanitária brasileira
Saúde resulta das condições de alimentação,
habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho,
transporte, emprego, lazer, liberdade, posse de terra,
acesso a serviços de saúde
Democratização
Evolução da Saúde Pública – Década De 80 DécDéc.DécDéc 8080:8080 Crise do regime militar e
Evolução da Saúde Pública – Década De 80
DécDéc.DécDéc 8080:8080 Crise do regime militar e econômica
Contestação ao sistema de saúde governamental
Abertura do governo
Políticas sociais
Redemocratização
Evolução da Saúde Pública – Década de 80 19871987:19871987 Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde
Evolução da Saúde Pública – Década de 80
19871987:19871987 Sistema Unificado
e Descentralizado de
Saúde (SUDS)
1988:1988:1988:1988: Promulgação da
Constituição Federal:
Criou o SistemaSistemaSistemaSistema ÚnicoÚnicoÚnicoÚnico
dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde
18/07/2018 13:52:29

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Evolução da Saúde Pública – Década de 90

Evolução da Saúde Pública – Década de 90
 

19901990:19901990 ImplantaçãoImplantaçãoImplantaçãoImplantação dodododo processoprocessoprocessoprocesso dededede descentralizaçãodescentralizaçãodescentralizaçãodescentralização

 
Regulamentação das ações e serviços da saúde

Regulamentação das ações e serviços da saúde

Regulamentação da participação da comunidade

 
 
Descentralização

Descentralização

 
 

003.350.131-98

 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

1. (EDUCA, 2009) Sobre o processo de implantação do Sistema Único

de Saúde (SUS) no Brasil observa(m)-se:

 

a) Um avanço significativo na cobertura da Atenção Básica em

 

Saúde, em especial após a introdução da estratégia da Saúde da

Família, embora de modo heterogêneo.

 

b) A consolidação da Gestão Plena do Sistema Municipal de Saúde

dos municípios brasileiros e a necessidade de investir mais na

 

média e na alta complexidade (transplantes, terapia renal

 

substitutiva, quimioterapia, etc.).

 
Evolução da Saúde Pública – Anos 2000 20062006:20062006 Pacto pela Saúde e Pacto de Gestão
Evolução da Saúde Pública – Anos 2000
20062006:20062006 Pacto pela Saúde e
Pacto de Gestão
20112011:20112011 Regulamentação da
estrutura organizativa do SUS
Regulamentação da estrutura organizativa do SUS QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA c) Um avanço da
Regulamentação da estrutura organizativa do SUS QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA c) Um avanço da

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

c) Um avanço da regionalização em saúde de modo homogêneo nos diversos estados em função dos consórcios intermunicipais de saúde.

d) Níveis adequados de recursos após a crise do financiamento dos anos 90, nos sistemas Federal, Estadual Municipal, graças à Emenda Constitucional nº 29.

e) Grande desenvolvimento com relação aos princípios e diretrizes básicas da integralidade e equidade, mas incipiência quanto à

universalização, hierarquização e controle social.

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a)a)a)a) UmUmUmUm avançoavançoavançoavanço significativosignificativosignificativosignificativo nananana coberturacoberturacoberturacobertura dadadada AtençãoAtençãoAtençãoAtenção BásBásBBásásicaicaicaica emememem

 

Saúde,Saúde,Saúde,Saúde, emememem especialespecialespecialespecial apósapósapósapós aaaa introduçãointroduçãointroduçãointrodução dadadada estratégiaestratégiaestratégiaestratégia dadadada SSSSaúdeaúdeaúdeaúde

dadadada Família,Família,Família,Família, emboraemboraemboraembora dededede modomodomodomodo heterogêneo.heterogêneo.heterogêneo.heterogêneo.

 

b)

A consolidação da Gestão Plena do Sistema Municipal de

 

Saúde dos municípios brasileiros e a necessidade de investir

mais na média e na alta complexidade (transplantes, terapia

renal substitutiva, quimioterapia, etc.).

Anotações

Anotações

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

c) Um avanço da regionalização em saúde de modo homogêneo nos diversos estados em função dos consórcios intermunicipais de saúde.

d) Níveis adequados de recursos após a crise do financiamento dos anos 90, nos sistemas Federal, Estadual Municipal, graças à Emenda Constitucional nº 29.

 

e) Grande desenvolvimento com relação aos princípios e diretrizes básicas da integralidade e eqüidade, mas incipiência quanto à universalização, hierarquização e controle social.

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

2. (Questão de fixação) Analise as afirmativas abaixo e depois assinale a opção correta:

I- Com a abertura política e o surgimento da “Nova República” em 1985 foi convocada a 8°Conferência Nacional de Saúde. II- A 8° Conferência Nacional de Saúde foi convocada para discutir uma nova proposta de estrutura e política de saúde para o Brasil.

III- A 8° Conferência Nacional de Saúde propôs a unificação de todos os Institutos de Assistência à Saúde no âmbito nacional em um único

sistema chamado SINPAS - Sistema Nacional de Previdência e

Assistência Social

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

IV- Como consequência da 8° Conferência Nacional de Saúde foi

elaborado o projeto de reforma sanitária brasileira, o qual foi levado à

Assembleia Nacional Constituinte onde, juntamente com outras

propostas, deu origem ao atual sistema de saúde do Brasil:

 

AssinaleAssinaleAssinaleAssinale aaaa opçãoopçãoopçãoopção corretacorreta:corretacorreta:::

 

a)

Apenas a III está errada

b)

Todas estão corretas

c)

Estão erradas a I e a III

d)

Apenas a I está errada

e)Estão corretas apenas II e IV

 

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

IV.IV.IV.IV. ComoComoComoComo consequênciaconsequênciaconsequênciaconsequência dadadada 88°88°°° ConferênciaConferênciaConferênciaConferência NacionalNacionalNacionalNacional dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde foifoifoifoi

elaboradoelaboradoelaboradoelaborado oooo projetoprojetoprojetoprojeto dededede reformareformareformareforma sanitáriasanitáriasanitáriasanitária brasileira,brasileira,brasileira,brasileira, oooo qualqualqualqual foifoifoifoi

levadolevadolevadolevado àààà AssembleiaAssembleiaAssembleiaAssembleia NacionalNacionalNacionalNacional ConstituinteConstituinteConstituinteConstituinte onde,onde,onde,onde, juntamentejuntamentejuntamentejuntamente

comcomcomcom outrasoutrasoutrasoutras propostas,propostas,propostas,propostas, deudeudeudeu origemorigemorigemorigem aoaoaoao atualatualatualatual sistemasistemasistemasistema dededede saúdesaúdesaúdesaúde

dodododo BrasilBrasilBrasilBrasil

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

ComComComCom aaaa aberturaaberturaaberturaabertura políticapolíticapolíticapolítica eeee oooo surgimentosurgimentosurgimentosurgimento dadadada “Nova“Nova“Nova“Nova República”República”República”República” emememem 1985198519851985 foifoifoifoi convocadaconvocadaconvocadaconvocada aaaa 88°88°°Conferência°ConferênciaConferênciaConferência NacionalNacionalNacionalNacional dededede SaúdeSaúde.SaúdeSaúde II.II.II.II. AAAA 88°88°°° ConferênciaConferênciaConferênciaConferência NacionalNacionalNacionalNacional dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde foifoifoifoi convocadaconvocadaconvocadaconvocada paraparaparapara discutirdiscutirdiscutirdiscutir umaumaumauma novanovanovanova propostapropostapropostaproposta dededede estruturaestruturaestruturaestrutura eeee políticapolíticapolíticapolítica dededede saúdesaúdesaúdesaúde paraparaparapara oooo BrasilBrasil.BrasilBrasil III. A 8° Conferência Nacional de Saúde propôs a unificação de todos os Institutos de Assistência à Saúde no âmbito nacional em um único sistema chamado SINPAS - Sistema Nacional de Previdência e Assistência Social

I.I.I.I.

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a)))) ApenasApenasApenasApenas aaaa IIIIIIIIIIII estáestáestáestá erradaerradaerradaerrada

b) Todas estão corretas

c) Estão erradas a I e a III

d) Apenas a I está errada

e)Estão corretas apenas II e IV

 

SINPASSINPASSINPASSINPAS ---- 1977197719771977

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

  QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
  QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
 

3. (Questão de fixação) Marque V para verdadeira e F para falsas:

(

) O sanitarismo desenvolvimentista estabeleceu relação entre

saúde de um povo com desenvolvimento econômico.

(

) O sanitarismo Campanhista se pautava por uma visão de combate

às doenças de massa.

( ) O INPS dá prioridade aos serviços públicos próprios em detrimento

da contratação de serviços de terceiros.

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

((((VVVV)))) OOOO sanitarismosanitarismosanitarismosanitarismo desenvolvimentistadesenvolvimentistadesenvolvimentistadesenvolvimentista estabeleceuestabeleceuestabeleceuestabeleceu relaçãorelaçãorelaçãorelação entreentreentreentre

saúdesaúdesaúdesaúde dededede umumumum povopovopovopovo comcomcomcom desenvolvimentodesenvolvimentodesenvolvimentodesenvolvimento econômicoeconômico.econômicoeconômico

 

((((VVVV)))) OOOO sanitarismosanitarismosanitarismosanitarismo CampanhistaCampanhistaCampanhistaCampanhista sesesese pautavapautavapautavapautava porporporpor umaumaumauma visãovisãovisãovisão dededede

combatecombatecombatecombate àsàsàsàs doençasdoençasdoençasdoenças dededede massamassa.massamassa

(F) o INPS dá prioridade aos serviços públicos próprios em

detrimento da contratação de serviços de terceiros.

 
 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

  QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
  QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

(

) A VIII Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986 em

Brasília, significou um marco na formulação das propostas de

mudança no setor de saúde, consolidadas na Reforma Sanitária Brasileira

(

) A Constituição Federal de 1988 criou o Sistema Unificado e

Descentralizado de Saúde ( SUDS)

(

) O SUS é um sistema porque é uma instituição única, que tem por

objetivo elevar os níveis de saúde da população de todo o país, de forma centralizada

(

) Saúde é a completa ausência de qualquer tipo de doença no

indivíduo, e não tem relação com os níveis sociais e aconômicos da população

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

((((VVVV)))) AAAA VIIIVIIIVIIIVIII ConferênciaConferênciaConferênciaConferência NacionalNacionalNacionalNacional dededede Saúde,Saúde,Saúde,Saúde, realizadarealizadarealizadarealizada emememem 1986198619861986 emememem Brasília,Brasília,Brasília,Brasília, significousignificousignificousignificou umumumum marcomarcomarcomarco nananana formulaçãoformulaçãoformulaçãoformulação dasdasdasdas propostaspropostaspropostaspropostas dededede mudançamudançamudançamudança nononono setorsetorsetorsetor dededede saúde,saúde,saúde,saúde, consolidadasconsolidadasconsolidadasconsolidadas nananana ReformaReformaReformaReforma SanitáriaSanitáriaSanitáriaSanitária BrasileiraBrasileiraBrasileiraBrasileira (F) A Constituição Federal de 1988 criou o Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde ( SUDS)

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

(F)

O SUS é um sistema porque é uma instituição única, que tem

por objetivo elevar os níveis de saúde da população de todo o

país, de forma centralizada

 

(F)

Saúde é a completa ausência de qualquer tipo de doença no

indivíduo, e não tem relação com os níveis sociais e aconômicos

da população

 

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1. Saúde única

2. Evolução da saúde pública do Brasil

3.3.3.3. PrincípiosPrincípiosPrincípiosPrincípios eeee diretrizesdiretrizesdiretrizesdiretrizes dodododo SUSSUSSUSSUS

4. Constituição da República

5. Lei Orgânica da Saúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de

 

recursos

7. Conselhos de saúde

8. Regulamentação da LOS

Anotações

Anotações

Sistema Único de Saúde

Regulamentação da LOS Anotações Sistema Único de Saúde Mesma doutrina e mesmos princípios em todo território
Regulamentação da LOS Anotações Sistema Único de Saúde Mesma doutrina e mesmos princípios em todo território

Mesma doutrina e mesmos princípios em todo território nacional Conjunto de instituições

1. 3 esferas de governo (Federal, Estadual e Municipal)

Iniciativa privada pode atuar de forma complementar

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Princípios e Diretrizes A construção do SUS norteia-se baseado nos seus preceitos constitucionais (doutrina) e

Princípios e Diretrizes

Princípios e Diretrizes A construção do SUS norteia-se baseado nos seus preceitos constitucionais (doutrina) e

A construção do SUS norteia-se baseado nos seus

preceitos constitucionais (doutrina) e estrutura-se (organização),

visando seguridade social e relevância pública

Doutrinários 1- Universalidade 2- Equidade 3- Integralidade
Doutrinários
1- Universalidade
2- Equidade
3- Integralidade
social e relevância pública Doutrinários 1- Universalidade 2- Equidade 3- Integralidade Lei 8.080/90 Art 7
social e relevância pública Doutrinários 1- Universalidade 2- Equidade 3- Integralidade Lei 8.080/90 Art 7

Lei 8.080/90 Art 7

Princípios Doutrinários

Princípios Doutrinários

Princípios e Diretrizes A construção do SUS norteia-se baseado nos seus preceitos constitucionais (doutrina) e

Princípios e Diretrizes

Princípios e Diretrizes A construção do SUS norteia-se baseado nos seus preceitos constitucionais (doutrina) e

A construção do SUS norteia-se baseado nos seus

preceitos constitucionais (doutrina) e estrutura-se (organização),

visando seguridade social e relevância pública

Organizacionais

Organizacionais

1- Regionalização e Hierarquização

2- Descentralização

3-

Participação popular

4- Resolubilidade 5- Complementariedade do Setor Privado

4- Resolubilidade 5- Complementariedade do Setor Privado

Lei 8.080/90 Art 7
Lei 8.080/90 Art 7
Lei 8.080/90 Art 7
Lei 8.080/90 Art 7

Lei 8.080/90 Art 7

 

Princípios Doutrinários

  Princípios Doutrinários
 

“A saúde é direito de todos e dever do Estado”

 

UniversalidadeUniversalidadeUniversalidadeUniversalidade

 

a)a)a)a) TodosTodosTodosTodos osososos cidadãoscidadãoscidadãoscidadãos

a)a)a)a) TodosTodosTodosTodos osososos cidadãoscidadãoscidadãoscidadãos

b) Independente de:

Idade

Renda

Sexo

Ocupação

Raça

c) acesso a todos os serviços

públicos de saúde, assim como àqueles

 

contratados pelo poder público

CF 1988, Art.196

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Princípios Doutrinários

carlalc5@hotmail.com Princípios Doutrinários É assegurar ações e serviços de todos os níveis de

É assegurar ações e serviços de todos os níveis de acordo

com a complexidade que cada caso requeira, more o

cidadão onde morar, sem privilégios e sem barreiras.

a)

b)

c)

d)

EquidadeEquidadeEquidadeEquidade

Assegura serviços e ações de todos

os níveis a todos

Sem privilégios e barreiras

Objetivo: reduzir desigualdades

Investir mais onde mais precisa

reduzir desigualdades Investir mais onde mais precisa   Princípios Doutrinários O sistema de saúde
 

Princípios Doutrinários

  Princípios Doutrinários

O sistema de saúde deve estar preparado para ouvir o usuário,

 

entendê-lo inserido em seu contexto social e, a partir daí, atender

 

às demandas e necessidades desta pessoa

 
 

IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade

  IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade

a)

Cada indivíduo é um todo indivisível e

integrante da comunidade

b)

Ações de promoção, proteção e

recuperação da saúde

c)

Unidades prestadoras de serviço

formam um sistema

Princípios Doutrinários

de serviço formam um sistema Princípios Doutrinários É assegurar ações e serviços de todos os níveis

É assegurar ações e serviços de todos os níveis de acordo com a complexidade que cada caso requeira, more o cidadão onde morar, sem privilégios e sem barreiras.

EquidadeEquidadeEquidadeEquidade

a) Assegura serviços e ações de todos os níveis a todos

b) Sem privilégios e barreiras

c) Objetivo: reduzir desigualdades

d) Investir mais onde mais precisa

Exemplo:

Classificação de risco

em hospitais

mais precisa Exemplo: Classificação de risco em hospitais IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade
mais precisa Exemplo: Classificação de risco em hospitais IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade
IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade 18/07/2018 13:52:29 Princípios Doutrinários
IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade
18/07/2018 13:52:29
Princípios Doutrinários

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Anotações

Anotações

Princípios Organizativos

Princípios Organizativos RegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalização é a organização dos

RegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalização é a organização dos serviços de saúde numa

área geográfica delimitada e com a definição da população a

ser atendida, de forma que seja capaz de oferecer à

população de uma região todos os tipos de assistência.

HierarquizaçãoHierarquizaçãoHierarquizaçãoHierarquização é a organização dos serviços de saúde em

níveis de complexidade crescente. Permite o acesso de uma

população a todo tipo de tecnologia, possibilitando um ótimo

grau de resolubilidade.

Princípios Organizativos

Princípios Organizativos

Princípios Organizativos RegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalização eeee
Princípios Organizativos
RegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalizaçãoRegionalização eeee
HierarquizaçãoHierarquizaçãoHierarquizaçãoHierarquização
Os serviços devem ser:
a) organizados em níveis de complexidadecomplexidadecomplexidadecomplexidade
tecnológica crescente
b) dispostos em área geográfica delimitada
c) terem uma definição da população a ser
atendida
18/07/2018 13:52:29

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Princípios Organizativos a) Organização dos serviços em níveis de complexidadecomplexidadecomplexidadecomplexidade
Princípios Organizativos
a) Organização dos serviços em níveis de complexidadecomplexidadecomplexidadecomplexidade
tecnológica crescente
Nível terciário
(5% dos problemas)
Situação de maior
complexidade
Nível secundário
Especialidades
(15% dos problemas)
básicas
Nível primário
Saúde e
(80% dos problemas)
prevenção
Princípios Organizativos
c) Serviços terem uma definição da população alvo
Diagnosticar os reais problemas de
saúde enfrentados pela população,
favorecendo as ações e
proporcionando a educação em
saúde.
O usuário é parte integrante do
processo e corresponsável pela sua
própria saúde.
IBANEZ et al, 2007
003.350.131-98
Princípios Organizativos b) Disposição dos serviços em área geográfica delimitada Princípios Organizativos
Princípios Organizativos
b) Disposição dos serviços em área geográfica delimitada
Princípios Organizativos
DescentralizaçãoDescentralizaçãoDescentralizaçãoDescentralização
1. Redistribuição das
responsabilidades
2. Municipalização da saúde
Redistribuição das
responsabilidades quanto às ações e
serviços de saúde entre os vários níveis de governo, a partir
da ideia de que quanto mais perto do fato a decisão for
tomada, mais chance
haverá de acerto

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

 

Princípios Organizativos

  Princípios Organizativos

ParticipaçãoParticipaçãoParticipaçãoParticipação dadadada PopulaçãoPopulaçãoPopulaçãoPopulação

ParticipaçãoParticipaçãoParticipaçãoParticipação dadadada PopulaçãoPopulaçãoPopulaçãoPopulação

1.

Garantia constitucional

2.

Entidades representativas

3.

Formulação da políticas de saúde

4.

Controle da execução

A participação comunitária no contexto da saúde é realizada através dos

Conselhos de Saúde e Conferências de Saúde, bem como nos colegiados

 

de gestão nos serviços de saúde

 

Princípios Organizativos

nos serviços de saúde   Princípios Organizativos

ComplementariedadeComplementariedadeComplementariedadeComplementariedade dodododo SetorSetorSetorSetor PrivadoPrivadoPrivadoPrivado

1.1.1.1. InsuficiênciaInsuficiênciaInsuficiênciaInsuficiência dodododo setorsetorsetorsetor públicopúblicopúblicopúblico

a) Contrato- normas de direito público

b) instituição privada -princípios básicos e normas técnicas

do SUS

c) Mesma lógica organizativa do SUS- regionalizada e

hierarquizada

PrioridadePrioridadePrioridadePrioridade paraparaparapara serviçosserviçosserviçosserviços nãonãonãonão lucrativoslucrativoslucrativoslucrativos eeee filantrópfilantrópfilantrópfilantrópicosicosicosicos

Quando o setor público for insuficiente, o setor privado deve suplementar

Princípios Organizativos

 
Princípios Organizativos  
  ResolutividadeResolutividadeResolutividadeResolutividade  
 

ResolutividadeResolutividadeResolutividadeResolutividade

 

1. Serviço deve estar capacitado para enfrentar e resolver um atendimento ao indivíduo ou a coletivo

2. Até

o

limite

de

seu

nível

de

competência

 

A exigência de que, quando um indivíduo busca o atendimento ou quando surge um problema de impacto coletivo sobre a saúde, o serviço correspondente esteja capacitado para enfrentá-lo e resolvê-lo até o nível da sua competência

 

Anotações

Anotações

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

1.

(Questão de fixação) Um dos princípios do SUS é a equidade

(igualdade) . Com relação a este, assinale a alternativa correta:

 

a)

Distribui igualmente a verba financeira entre todos os municípios

do País.

b)

Atua com justiça na distribuição da assistência prestada e de seus

benefícios em função da necessidade de uma determinada

população.

c)

Visa distribuir igualmente os profissionais de saúde mediante

precariedade dos serviços.

d)

Atende de forma igual ao plano de saúde.

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

2.

(Questão de fixação) A organização dos serviços de saúde deve

contemplar os conceitos de descentralização, regionalização e

hierarquização. A hierarquização do setor corresponde a :

 

a) Gestão Colegiada

b) Articulação entre serviços de níveis de complexidade crescente

 

c) Definição de gerência político-administrativa

d) Interdisciplinaridade da atenção individual e coletiva

 

e) NDA

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a)

Distribui igualmente a verba financeira entre todos os municípios do País.

b)b)b)b) AtuaAtuaAtuaAtua comcomcomcom justiçajustiçajustiçajustiça nananana distribuiçãodistribuiçãodistribuiçãodistribuição dadadada assistênciaassistênciaassistênciaassistência prestadaprestadaprestadaprestada eeee dededede seusseusseusseus benefíciosbenefíciosbenefíciosbenefícios emememem funçãofunçãofunçãofunção dadadada necessidadenecessidadenecessidadenecessidade dededede umaumaumauma determinadadeterminadadeterminadadeterminada populaçãopopulação.populaçãopopulação

c) Visa distribuir igualmente os profissionais de saúde mediante precariedade dos serviços.

d) Atende de forma igual ao plano de saúde.

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a)

Gestão Colegiada

b)b)b)b) ArticulaçãoArticulaçãoArticulaçãoArticulação entreentreentreentre serviçosserviçosserviçosserviços dededede níveisníveisníveisníveis dededede complexidadecomplexidadecomplexidadecomplexidade crescentecrescentecrescentecrescente

c) Definição de gerência político-administrativa

 

d) Interdisciplinaridade da atenção individual e coletiva

 

e) NDA

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

33.33

(Questão de fixação) A atenção à Saúde deve levar em conta as

necessidades específicas de pessoas ou grupos de pessoas, ainda

que minoritários; ou seja, a cada qual de acordo com suas

necessidades, inclusive no que é pertinente aos níveis de

complexidade diferenciados. Essas premissas se referem a um dos

princípios do SUS, que é:

 

a)

Universalidade

b)

Integralidade

c)

Igualdade

d)

Utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1. Saúde única

2. Evolução da saúde pública do Brasil

3. Princípios e diretrizes do SUS

4.4.4.4. ConstituiçãoConstituiçãoConstituiçãoConstituição dadadada RepúblicaRepúblicaRepúblicaRepública

5. Lei Orgânica da Saúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de

 

recursos

7. Conselhos de saúde

8. Regulamentação da LOS

QUESTÃO DE CONCURSO

 

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO   RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO   RESPOSTA

a) Universalidade

 

b)b)b)b) IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade

c) Igualdade

d) Utilização

da

epidemiologia

para

o

estabelecimento

de

prioridades

Legislação

Legislação
Legislação

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

Art. 193 a 200

Art. 193 a 200

Anotações

Anotações

Ordem Social

Ordem Social BASE:BASE:BASE:BASE: Princípio do Trabalho Ordem Social OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO: Bem estar
BASE:BASE:BASE:BASE: Princípio do Trabalho Ordem Social OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO: Bem estar e Justiça
BASE:BASE:BASE:BASE:
Princípio do Trabalho
Ordem
Social
OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO:OBJETIVO:
Bem estar e Justiça Social

CF, 1988 Art 193

Seguridade Social C IIII DDDD Previdência O NNNN EEEE Do poder Social M IIII SSSS
Seguridade Social
C
IIII
DDDD
Previdência
O
NNNN
EEEE
Do poder
Social
M
IIII
SSSS
público
P
Conjunto
CCCC
TTTT
Garantir
R
IIII
IIII
integrado de
direitos
Saúde
E
AAAA
NNNN
ações com
relativos
E
TTTT
Da
AAAA
N
IIII
DDDD
sociedade
Assistência
D
VVVV
AAAA
Social
E
AAAA
SSSS
CF, 1988 Art 194
18/07/2018 13:52:29

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Objetivos da Seguridade Social Universalidade da cobertura e do atendimento Uniformidade e equivalência dos benefícios
Objetivos da Seguridade Social
Universalidade da cobertura e do atendimento
Uniformidade e equivalência dos benefícios e
serviços às populações urbanas e rurais
Compete ao Poder Público,
nos termos da lei, organizar
a seguridade social, com
Seletividade e
distributividade na prestação
dos benefícios e serviços
base nos seguintes
objetivos
Irredutibilidade do valor dos
benefícios
CF, 1988 Art 193

Financiamento da Seguridade Social

Financiamento da Seguridade Social A seguridadeseguridadeseguridadeseguridade socialsocialsocialsocial será
Financiamento da Seguridade Social A seguridadeseguridadeseguridadeseguridade socialsocialsocialsocial será

A seguridadeseguridadeseguridadeseguridade socialsocialsocialsocial será financiadafinanciadafinanciadafinanciada por todatodatodatoda

aaaa sociedadesociedade,sociedadesociedade de forma direta e indireta, nos

termos da lei, mediante recursos provenientes

dos orçamentos da União, dos Estados, do

Distrito Federal e dos Municípios, e das

seguintes contribuições sociais.

União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e das seguintes contribuições sociais. CF, 1988

CF, 1988 Art 195

Objetivos da Seguridade Social Eqüidade na forma de participação no custeio Diversidade da base de
Objetivos da Seguridade Social
Eqüidade na forma de participação no custeio
Diversidade da base de financiamento
Compete ao Poder Público,
nos termos da lei, organizar
a seguridade social, com
base nos seguintes
objetivos
Administração democrática e
descentralizada com
participação da comunidade
.
GESTÃO QUADRIPARTITE
(trabalhadores, empresários, aposentados,
governo)
CF, 1988 Art 193

Financiamento da Seguridade Social

Financiamento da Seguridade Social Contribuições sociais recolhidas aos cofres público Pelas contribuições
Contribuições sociais recolhidas aos cofres público Pelas contribuições sociais previstas Direta nos termos de
Contribuições sociais
recolhidas aos cofres público
Pelas
contribuições
sociais previstas
Direta
nos termos
de
União
da lei
forma
Estados
Direta nos termos de União da lei forma Estados Mediante recursos previstos nos orçamentos DF

Mediante recursos

previstos nos

orçamentos

DF Municípios
DF
Municípios
Quemfinancia a seguridade social?
Quemfinancia
a seguridade
social?
Toda a sociedade Indireta Previsões nas leis orçamentárias ou verbas da seguridade social
Toda a
sociedade
Indireta
Previsões nas leis orçamentárias
ou verbas da seguridade social

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Financiamento da Seguridade Social Do empregador, da empresa e da entidade equiparada a ela C
Financiamento da Seguridade Social
Do empregador, da empresa e da entidade equiparada a ela
C
na forma da lei, incidentes sobre:
O
N
Receita ou
Folha de salários e demais rendimentos
Lucro
T
faturamento
do trabalho (pessoa física e/ou mesmo
R
sem vínculo empregatício)
I
B
Do trabalhador e dos demais segurados da previdência social,
U
não incidindo contribuição sobre aposentadoria e pensão
I
concedidas pelo regime geral de previdência social (RGPS)
Ç
Õ
Sobre a receita de concursos de prognósticos
E
S
Do importador de bens ou serviços do exterior
CF, 1988 Art 195
rla Lopes Caixeta LOPES caixeta
Financiamento da Seguridade Social NÃO INCIDE SOBRE APOSENTADORIA E PENSÃO
Financiamento da Seguridade Social
NÃO INCIDE SOBRE APOSENTADORIA E PENSÃO
TRABALHADORTRABALHADORTRABALHADORTRABALHADOR
DO RGPS
RECEITARECEITARECEITARECEITA DEDEDEDE CONSURSOSCONSURSOSCONSURSOSCONSURSOS DEDEDEDE
PROGNÓSTICOSPROGNÓSTICOSPROGNÓSTICOSPROGNÓSTICOS
IMPORTADORIMPORTADORIMPORTADORIMPORTADOR DEDEDEDE BENSBENSBENSBENS EEEE SERVIÇOSSERVIÇOSSERVIÇOSSERVIÇOS DODODODO
EXTERIOREXTERIOREXTERIOREXTERIOR
CF, 1988 Art 195
Financiamento da Seguridade Social UNIÃO,UNIÃO,UNIÃO,UNIÃO, ESTADOS,ESTADOS,ESTADOS,ESTADOS, DFDFDFDF EEEE
Financiamento da Seguridade Social
UNIÃO,UNIÃO,UNIÃO,UNIÃO, ESTADOS,ESTADOS,ESTADOS,ESTADOS, DFDFDFDF EEEE MUNICÍPIOSMUNICÍPIOSMUNICÍPIOSMUNICÍPIOS
PF
FOLHA/RENDIMENTO
MESMO SEM
EMPREGADOREMPREGADOREMPREGADOREMPREGADOR
/EMPRESA/EMPRESA/EMPRESA/EMPRESA
EQUIPARADAEQUIPARADAEQUIPARADAEQUIPARADA EMEMEMEM LEILEILEILEI
VÍNCULO
RECEITA OU
EMPREGATÍCIO
FATURAMENTO
LUCRO

Financiamento - Seguridade Social

Financiamento - Seguridade Social Proposta de orçamento da seguridade social 1. órgãos responsáveis pela saúde,

Proposta de orçamento da seguridade social

1. órgãos responsáveis pela saúde, previdência e assistência

2. metas e prioridades na lei de diretrizes orçamentárias

3. assegurada a gestão de seus recursos a cada área

prioridades na lei de diretrizes orçamentárias 3. assegurada a gestão de seus recursos a cada área

CF, 1988 Art 195

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

18/07/2018 13:52:29

Saúde

Direito de todos Dever do Estado Políticas sociais e econômicas 1. Redução do risco de
Direito de todos
Dever do Estado
Políticas sociais e econômicas
1.
Redução do risco de doenças e agravos
2.
Acesso universaluniversaluniversaluniversal e igualitárioigualitárioigualitárioigualitário
a) Ações para promoção proteção e recuperação
e igualitárioigualitárioigualitárioigualitário a) Ações para promoção proteção e recuperação
Ações e Serviços de Saúde R Regulamentar Cabendo ao Nos e termos P Poder Público
Ações e Serviços de Saúde
R
Regulamentar
Cabendo ao
Nos
e
termos
P
Poder Público
Fiscalizar
da lei
l
ú
e
Controlar
b
v
Ações e serviços
l
de saúde
â
Diretamente
i
n
Terceiros
c
c
Devendo a
a
PF ou PJ de
execução ser feita
i
direito privado
a
CF, 1988 Art 197
carlalc5@hotmail.com
Anotações As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e
Anotações
As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede
regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema
único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes
DESCENTRALIZAÇÃO
• Direção única em cada esfera
ATENDIMENTO INTEGRAL
• Prioridade: prevenção
PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE
CF, 1988 Art 198
Diretrizes

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Financiamento da Saúde

Financiamento da Saúde Seguridade Social União, Estados, DF e Municípios Outras fontes CF, 1988 Art 198
Financiamento da Saúde Seguridade Social União, Estados, DF e Municípios Outras fontes CF, 1988 Art 198
Seguridade Social
Seguridade Social
Financiamento da Saúde Seguridade Social União, Estados, DF e Municípios Outras fontes CF, 1988 Art 198

União, Estados, DF e

Municípios
Municípios
Financiamento da Saúde Seguridade Social União, Estados, DF e Municípios Outras fontes CF, 1988 Art 198
Outras fontes
Outras fontes

CF, 1988 Art 198

Financiamento do SUS

Financiamento do SUS LEI COMPLEMENTAR – revalidadarevalidadarevalidadarevalidada aaaa cadacadacadacada 5555
LEI COMPLEMENTAR – revalidadarevalidadarevalidadarevalidada aaaa cadacadacadacada 5555 anosanosanosanos a. os
LEI COMPLEMENTAR – revalidadarevalidadarevalidadarevalidada aaaa cadacadacadacada 5555 anosanosanosanos
a. os
percentuais
que
serão
gastos
pelos
Estados,
DF
e
Municípios
b. Critérios de rateio dos recursos da União e dos Estados
repassados
c. Normas de fiscalização, avaliação e controle da despesa
com saúde

CF, 1988 Art 198

Financiamento do SUS ReceitaReceitaReceitaReceita CorrenteCorrenteCorrenteCorrente UniãoUniãoUniãoUnião
Financiamento do SUS
ReceitaReceitaReceitaReceita CorrenteCorrenteCorrenteCorrente
UniãoUniãoUniãoUnião
15%15%15%15%
LíquidaLíquidaLíquidaLíquida
ImpostosImpostosImpostosImpostos
MunicípiosMunicípiosMunicípiosMunicípios
DFDFDFDF
LCLCLCLC
Propriedade,
transmissão inter
vivos, serviços, da
União
Causa mortis,
ImpostosImpostosImpostosImpostos
EstadosEstadosEstadosEstados
doação, circulação
de mercadorias,
DFDFDFDF
transporte, veículos
LCLCLCLC
CF, 1988 Art 198
Financiamento da Saúde Gestores locais 1. Agentes comunitários de saúde 2. Agentes de combate às
Financiamento da Saúde
Gestores locais
1. Agentes comunitários de saúde
2. Agentes de combate às endemias
a) Processo seletivo público
CF, 1988 Art 198

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

18/07/2018 13:52:29

     

Participação de Estrangeiros

      Participação de Estrangeiros

Iniciativa Privada Livre

Iniciativa Privada Livre Participação complementar 1. Diretrizes do SUS 2. Contrato de direito público ou
Participação complementar 1. Diretrizes do SUS 2. Contrato de direito público ou convênio 3. Preferência
Participação complementar
1.
Diretrizes do SUS
2.
Contrato de direito público ou convênio
3.
Preferência
a)
Entidades FILANTRÓPICASFILANTRÓPICASFILANTRÓPICASFILANTRÓPICAS EEEE SEMSEMSEMSEM FINSFINSFINSFINS LUCRATIVOSLUCRATIVOSLUCRATIVOSLUCRATIVOS
 
EEEE SEMSEMSEMSEM FINSFINSFINSFINS LUCRATIVOSLUCRATIVOSLUCRATIVOSLUCRATIVOS  
 

VEDADAVEDADAVEDADAVEDADA SALVO nos casos previstos na LeiLeiLeiLei N.N.N.N. 8080,8080,8080,8080, ArtArtArtArt 23232323

 
 

ÉÉÉÉ vedadavedadavedadavedada aaaa destinaçãodestinaçãodestinaçãodestinação dededede recursosrecursosrecursosrecursos públicospúblicospúblicospúblicos paraparaparapara auxíliosauxíliosauxíliosauxílios ouououou

CF, 1988 Art 199

 

(Descritos a seguir)

subvençõessubvençõessubvençõessubvenções àsàsàsàs instituiçõesinstituiçõesinstituiçõesinstituições privadasprivadasprivadasprivadas COMCOMCOMCOM finsfinsfinsfins lucrativos.lucrativos.lucrativos.lucrativos.

 
 

003.350.131-98

 

Participação de Estrangeiros

  Participação de Estrangeiros     Participação de Estrangeiros
   

Participação de Estrangeiros

  Participação de Estrangeiros     Participação de Estrangeiros

carlalc5@hotmail.com

É PERMITIDAPERMITIDAPERMITIDAPERMITIDA a participação direta ou indireta, inclusive

controle, de EMPRESASEMPRESASEMPRESASEMPRESAS OUOUOUOU DEDEDEDE CAPITALCAPITALCAPITALCAPITAL ESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIRO

na

assistência à saúde nos seguintes casos:

•Doações de organismos internacionais vinculados à

Organização das Nações Unidas, de entidades de cooperação

técnica e de financiamento e empréstimos;

É PERMITIDAPERMITIDAPERMITIDAPERMITIDA a participação direta ou indireta, inclusive

controle, de EMPRESASEMPRESASEMPRESASEMPRESAS OUOUOUOU DEDEDEDE CAPITALCAPITALCAPITALCAPITAL ESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIRO na

 

assistência à saúde nos seguintes casos:

 

•Pessoas jurídicas destinadas a instalar, operacionalizar ou explorar:

 

•a) hospital geral, inclusive filantrópico, hospital especializado, policlínica, clínica geral e clínica especializada;

•b) ações e pesquisas de planejamento familiar;

especializado, policlínica, clínica geral e clínica especializada; •b) ações e pesquisas de planejamento familiar;

Lei 8080, Art 23

   

Lei 8080, Art 23

 

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Participação de Estrangeiros

Participação de Estrangeiros É P E R M I T I D A P E R

É PERMITIDAPERMITIDAPERMITIDAPERMITIDA a participação direta ou indireta, inclusive

controle, de

EMPRESASEMPRESASEMPRESASEMPRESAS OUOUOUOU DEDEDEDE CAPITALCAPITALCAPITALCAPITAL ESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIROESTRANGEIRO na

assistência à saúde nos seguintes casos:

•Serviços de saúde mantidos, sem finalidade lucrativa, por

empresas, para atendimento de seus empregados e

dependentes, sem qualquer ônus para a seguridade social; e

•Demais casos previstos em legislação específica. (NR)

Lei 8080, Art 23

Transplante e Transfusão

(NR) Lei 8080, Art 23 Transplante e Transfusão LeiLeiLeiLei

LeiLeiLeiLei estabeleceráestabeleceráestabeleceráestabelecerá CondiçõesCondiçõesCondiçõesCondições eeee osososos requisitos:requisitos:requisitos:requisitos:

1. Remoção de órgãos, tecidos e substâncias humanas

a) transplante, pesquisa e tratamento

2. Sangue e seus derivados

a) coleta, processamento e transfusão

VEDADOVEDADOVEDADOVEDADO TODOTODOTODOTODO TIPOTIPOTIPOTIPO DEDEDEDE COMERCIALIZAÇÃOCOMERCIALIZAÇÃOCOMERCIALIZAÇÃOCOMERCIALIZAÇÃO

CF, 1988 Art 199

 

Anotações

 
  Anotações  
 

Competências do SUS

 
  Competências do SUS  

ControlarControlarControlarControlar eeee fiscalizarfiscalizarfiscalizarfiscalizar

Procedimentos, produtos e substâncias

 

Medicamentos,

 

equipamentos,

ParticiparParticiparParticiparParticipar dadadada produçãoproduçãoproduçãoprodução

imunobiológicos,

hemoderivados,

insumos

ExecutarExecutarExecutarExecutar açõesaçõesaçõesações

Vigilância sanitária e epidemiológica Saúde do trabalhador

 
 

OrdenarOrdenarOrdenarOrdenar

Formação de recursos humanos na áre a de saúde

 

Formulação

da

política

e

 

ParticiparParticiparParticiparParticipar

Execução

das

ações

de

Saneamento

Lei 8080, Art 16

básico

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Competências do SUS

Competências do SUS

IncrementarIncrementarIncrementarIncrementar

Desenvolvimento científico, tecnológico e a inovação em sua área de atuação

FiscalizarFiscalizarFiscalizarFiscalizar eeee InspecionarInspecionarInspecionarInspecionar

Alimentos (controle de seu teor nutricional), bebidas (para consumo humano) e água

ParticiparParticiparParticiparParticipar dodododo ControleControleControleControle eeee

Transporte, guarda e utilização (substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos)

FiscalizaçãoFiscalizaçãoFiscalizaçãoFiscalização

ColaborarColaborarColaborarColaborar

Proteção do meio ambiente (nele compreendido o do trabalho)

Lei 8080, Art 16

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

 
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA  
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA  

a) Universalidade da cobertura e do atendimento

 

b) Seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e

 

serviços

c) Equidade na forma de participação no custeio

 

d)d)d)d) DiferenciaçãoDiferenciaçãoDiferenciaçãoDiferenciação

dosdosdosdos

benefíciosbenefíciosbenefíciosbenefícios

eeee

serviçosserviçosserviçosserviços

emememem

relaçãorelaçãorelaçãorelação

àsàsàsàs

 

populaçõespopulaçõespopulaçõespopulações urbanasurbanasurbanasurbanas eeee àsàsàsàs ruraisruraisruraisrurais

 

e)

Diversidade na base de financiamento

 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

1.

(INSTITUTO AOCP, 2014) De acordo com a Constituição Federal de

88, constituem objetivos seguridade social, exceto:

 

a) Universalidade da cobertura e do atendimento

b) Seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços

c) Equidade na forma de participação no custeio

 

d) Diferenciação dos benefícios e serviços em relação às populações urbanas e às rurais

e) Diversidade na base de financiamento

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

2.

(SMS-RJ médico 2011) A constituição Federal de 1988 determina

princípios e diretrizes que orientam o SUS. Dentre eles, pode-se citar:

a) Hierarquização e fortalecimento da atenção primária

 

b) Participação da comunidade e terceirização

c) Descentralização e gestão colegiada

d) Integralidade e descentralização

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

a)

Hierarquização e fortalecimento da atenção primária

 

b)

Participação da comunidade e terceirização

c)

Descentralização e gestão colegiada

d)d)d)d) IntegralidadeIntegralidadeIntegralidadeIntegralidade eeee descentralizaçãodescentralizaçãodescentralizaçãodescentralização

 
 

003.350.131-98

 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

São corretas:

 

a) I,II e IV somente

b) I, II e III somente

c) II, III e IV somente

d) I, II, III e IV

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

3. (Questão de fixação) São competências do SUS:

 

I- Colaborar na proteção do meio ambiente, incluindo o ambiente do trabalho

II- Participar do controle e fiscalização da produção, transporte, armazenamento, utilização de substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos.

III- Fiscalizar a formação de recursos humanos na área e saúde

 

IV- Executar ações de vigilância sanitária e epidemiológica

 

QUESTÃO DE CONCURSO

PERGUNTA

QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA
QUESTÃO DE CONCURSO PERGUNTA

II-II--- ColaborarColaborarColaborarColaborar nananana proteçãoproteçãoproteçãoproteção dodododo meiomeiomeiomeio ambiente,ambiente,ambiente,ambiente, incluindoincluindoincluindoincluindo oooo ambienteambienteambienteambiente dodododo trabalhotrabalhotrabalhotrabalho

IIII-IIII--- ParticiparParticiparParticiparParticipar dodododo controlecontrolecontrolecontrole eeee fiscalizaçãofiscalizaçãofiscalizaçãofiscalização dadadada produção,produção,produção,produção, transporte,transporte,transporte,transporte, armazenamento,armazenamento,armazenamento,armazenamento, utilizaçãoutilizaçãoutilizaçãoutilização dededede substânciassubstânciassubstânciassubstâncias eeee produtosprodutosprodutosprodutos psicoativos,psicoativos,psicoativos,psicoativos, tóxicostóxicostóxicostóxicos eeee radioativosradioativos.radioativosradioativos

III- Fiscalizar a formação de recursos humanos na área e saúde

 

IV- ExecutarExecutarExecutarExecutar açõesaçõesaçõesações dededede vigilânciavigilânciavigilânciavigilância sanitáriasanitáriasanitáriasanitária eeee epidemiológicaepidemiológicaepidemiológicaepidemiológica

 

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

QUESTÃO DE CONCURSO

RESPOSTA

QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA
QUESTÃO DE CONCURSO RESPOSTA

SãoSãoSãoSão corretascorretas:corretascorretas:::

 

a)a)a)a) I,III,III,III,II eeee IVIVIVIV somentesomentesomentesomente

b)

I, II e III somente

c)

II, III e IV somente

d)

I, II, III e IV

 

003.350.131-98

 

CRONOGRAMA

CRONOGRAMA
CRONOGRAMA

1. Saúde única

 

2. Evolução da saúde pública do Brasil

3. Princípios e diretrizes do SUS

4. Constituição da República

5.5.5.5. LeiLeiLeiLei OrgânicaOrgânicaOrgânicaOrgânica dadadada SaúdeSaúdeSaúdeSaúde

6. Participação da comunidade na gestão e transferência de

 
 

recursos

7. Conselhos de saúde

 

8. Regulamentação da LOS

Anotações

Anotações
Lei N°8.080 de 19 de Setembro de 1990

Lei N°8.080 de 19 de Setembro de 1990

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

Lei Orgânica da Saúde

Dispõe sobre as condições para a promoção,promoção,promoção,promoção,

proteçãoproteçãoproteçãoproteção eeee recuperaçãorecuperaçãorecuperaçãorecuperação da saúde, a organização e

o funcionamento dos serviçosserviçosserviçosserviços

e o funcionamento dos serviçosserviçosserviçosserviços Regula em todo o território nacional asasasas

Regula em todo o território nacional asasasas açõesaçõesaçõesações eeee serviçosserviçosserviçosserviços dededede saúde,saúde,saúde,saúde,

executados:

• Isolada ou conjuntamente • Em caráter permanente ou eventual • Por pessoa física ou
Isolada ou conjuntamente
Em caráter permanente ou eventual
Por pessoa física ou jurídica de direito
público ou PRIVADOPRIVADOPRIVADOPRIVADO

Lei 8.080/90 Art 1

Princípios LOS

Princípios LOS
do ser humano OOOO deverdeverdeverdever dodododo estadoestadoestadoestado NÃONÃONÃONÃO EXCLUIEXCLUIEXCLUIEXCLUI oooo
do ser humano
OOOO deverdeverdeverdever dodododo estadoestadoestadoestado
NÃONÃONÃONÃO EXCLUIEXCLUIEXCLUIEXCLUI oooo deverdeverdeverdever dasdasdasdas pessoas,pessoas,pessoas,pessoas, dadadada
família,família,família,família, dasdasdasdas empresasempresasempresasempresas eeee dadadada sociedadesociedadesociedadesociedade
Lei 8.080/90 Art 2
carlalc5@hotmail.com
Princípios LOS Devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu plenoplenoplenopleno
Princípios LOS
Devendo o Estado prover as
condições indispensáveis ao seu
plenoplenoplenopleno exercícioexercícioexercícioexercício
do ser humano
OOOO deverdeverdeverdever dodododo estadoestadoestadoestado consisteconsiste:consisteconsiste:::
1.1.1.1. FormulaçãoFormulaçãoFormulaçãoFormulação e execuçãoexecuçãoexecuçãoexecução de políticas econômicas e sociais,
visando redução dos RISCOSRISCOSRISCOSRISCOS de doenças e agravos;
2.
Estabelecimento de condições que assegurem ACESSOACESSOACESSOACESSO
UNIVERSALUNIVERSALUNIVERSALUNIVERSAL EEEE IGUALITÁRIOIGUALITÁRIOIGUALITÁRIOIGUALITÁRIO às ações e aos serviços para a sua
promoção, proteção e recuperação.
Lei 8.080/90 Art 2
promoção, proteção e recuperação. Lei 8.080/90 Art 2 Determinantes da Condição de Saúde Alimentação Acesso
Determinantes da Condição de Saúde Alimentação Acesso aos bens e serviços essenciais Renda Moradia Educação
Determinantes da Condição de Saúde
Alimentação
Acesso aos bens e
serviços essenciais
Renda
Moradia
Educação
FatoresFatoresFatoresFatores determinantesdeterminantesdeterminantesdeterminantes eeee
condicionantescondicionantescondicionantescondicionantes dadadada saúdesaúdesaúdesaúde
Trabalho
Lazer
Meio Ambiente
Transporte
Saneamento
AtividadeAtividadeAtividadeAtividade
básico
físicafísicafísicafísica
Lei 8.080/90 Art 2
18/07/2018 13:52:29

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Determinantes da Condição de Saúde

Determinantes da Condição de Saúde Ações:Ações:Ações:Ações: Condições de bem-estar
Determinantes da Condição de Saúde Ações:Ações:Ações:Ações: Condições de bem-estar
Ações:Ações:Ações:Ações: Condições de bem-estar físicofísico,físicofísico,,, mentalmentalmentalmental e
Ações:Ações:Ações:Ações:
Condições de bem-estar
físicofísico,físicofísico,,, mentalmentalmentalmental e socialsocialsocialsocial

Organização Social e

Econômica do País

Lei 8.080/90 Art 3

Objetivos do SUS

Econômica do País Lei 8.080/90 Art 3 Objetivos do SUS IDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃO

IDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃOIDENTIFICAÇÃO EEEE

DIVULGAÇÃO:DIVULGAÇÃO:DIVULGAÇÃO:DIVULGAÇÃO:

FatoresFatoresFatoresFatores condicionantes e

determinantes da saúde

• Redução dos Políticas de saúde riscos FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:
Redução dos
Políticas de saúde
riscos
FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:FORMULAÇÃO:
econômicaeconômicaeconômicaeconômica eeee
Acesso universal
socialsocialsocialsocial
e igualitário

ASSISTÊCIAASSISTÊCIAASSISTÊCIAASSISTÊCIA ÀSÀSÀSÀS PESSOAS:PESSOAS:PESSOAS:PESSOAS:

Promoção

Proteção

Recuperação

(da saúde)

Ações

assistenciais e

preventivas

INTEGRADASINTEGRADASINTEGRADASINTEGRADAS

Lei 8.080/90 Art 5

 

SUS é composto por:

SUS é composto por:

OrgãosOrgãosOrgãosOrgãos eeee InstituiçõesInstituiçõesInstituiçõesInstituições PúblicasPúblicasPúblicasPúblicas

 

(Federais, Estaduais e Municipais)

(Federais, Estaduais e Municipais)
AdministraçãoAdministraçãoAdministraçãoAdministração DiretaDiretaDiretaDireta ou IndiretaIndiretaIndiretaIndireta
AdministraçãoAdministraçãoAdministraçãoAdministração DiretaDiretaDiretaDireta ou IndiretaIndiretaIndiretaIndireta
AdministraçãoAdministraçãoAdministraçãoAdministração
DiretaDiretaDiretaDireta ou IndiretaIndiretaIndiretaIndireta
DiretaDiretaDiretaDireta ou IndiretaIndiretaIndiretaIndireta E

E

DiretaDiretaDiretaDireta ou IndiretaIndiretaIndiretaIndireta E

FundaçõesFundaçõesFundaçõesFundações mantidas

 

pelo Poder Público

1.

Inclui Instituições Públicas de: Controle de qualidade, pesquisa e produção de insumos, medicamentos, sangue, hemoderivados, equipamentos;

2.

A iniciativainiciativainiciativainiciativa privadaprivadaprivadaprivada poderá participar do SUS,,,, emememem carátercarátercarátercaráter complementar.complementar.complementar.complementar.

Lei 8.080/90 Art 4

Anotações

Anotações

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Atribuições do SUS

18/07/2018 13:52:29 Atribuições do SUS ExecuçãoExecuçãoExecuçãoExecução Vigilância

ExecuçãoExecuçãoExecuçãoExecução

Vigilância sanitária Vigilância epidemiológica Saúde do trabalhador AssistênciaAssistênciaAssistênciaAssistência terapêuticaterapêuticaterapêuticaterapêutica integralintegralintegralintegral

(inclusive farmacêutica)

terapêuticaterapêuticaterapêuticaterapêutica integralintegralintegralintegral (inclusive farmacêutica)

ParticipaçãoParticipaçãoParticipaçãoParticipação

Formulação da política e execução:

saneamento básico

OrdenaçãoOrdenaçãoOrdenaçãoOrdenação

Formação de recursos humanos na área da saúde

Lei 8.080/90 Art 6

Atribuições do SUS

na área da saúde Lei 8.080/90 Art 6 Atribuições do SUS

Fiscalização/inspeçãoFiscalização/inspeçãoFiscalização/inspeçãoFiscalização/inspeção

Alimentos (CF: teor nutricional)

Águas

Bebidas

 

Produção

 

ParticipaçãoParticipaçãoParticipaçãoParticipação nononono controlecontrolecontrolecontrole eeee fiscalizaçãofiscalizaçãofiscalizaçãofiscalização

Transporte

Tóxicos

Guarda

 

Utilização

 

Psicoativos

Radioativos

IncrementoIncrementoIncrementoIncremento

Desenvolvimento cientifico e tecnológico

VigilânciaVigilânciaVigilânciaVigilância nutricionalnutricionalnutricionalnutricional eeee orientaçãoorientaçãoorientaçãoorientação alimentaralimentaralimentaralimentar

Formulação/execuçãoFormulação/execuçãoFormulação/execuçãoFormulação/execução

PolíticaPolíticaPolíticaPolítica dededede sanguesanguesanguesangue eeee derivadosderivadosderivadosderivados

Lei 8.080/90 Art 6

Atribuições do SUS

Lei 8.080/90 Art 6 Atribuições do SUS ColaboraçãoColaboraçãoColaboraçãoColaboração

ColaboraçãoColaboraçãoColaboraçãoColaboração

Proteção do meio ambiente:

inclui do trabalho

FormulaçãoFormulaçãoFormulaçãoFormulação dadadada PolíticaPolíticaPolíticaPolítica

e

ParticipaçãoParticipaçãoParticipaçãoParticipação dadadada produçãoproduçãoproduçãoprodução

Medicamentos, equipamentos,

imunobiológicos insumos
imunobiológicos
insumos

Controle/FiscalizaçãoControle/FiscalizaçãoControle/FiscalizaçãoControle/Fiscalização

Serviços

Produtos

Substâncias

Lei 8.080/90 Art 6

Atribuições do SUS VigilânciaVigilânciaVigilânciaVigilância SanitáriaSanitáriaSanitáriaSanitária
Atribuições do SUS
VigilânciaVigilânciaVigilânciaVigilância SanitáriaSanitáriaSanitáriaSanitária
sãosãosãosão açõesaçõesaçõesações capazescapazescapazescapazes de:de:de:de:
1. Diminuir, eliminar e prevenir RISCOSRISCOSRISCOSRISCOS a saúde
2. Intervir nos problemas sanitários
a) Meio ambiente
b) Produção e circulação de bens
c) Prestação de serviços
3. Controlar bens de consumo (diretos e indiretos)
a)
Todas as etapas da produção
4. Controlar prestações de serviços
Lei 8.080/90 Art 6

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Atribuições do SUS

Atribuições do SUS VigilânciaVigilânciaVigilânciaVigilância

VigilânciaVigilânciaVigilânciaVigilância EpidemiológicaEpidemiológicaEpidemiológicaEpidemiológica

sãosãosãosão açõesaçõesaçõesações quequequeque proporcionam:proporcionam:proporcionam:proporcionam:

Conhecimento, detecção, e prevenção

a.

b.

Mudanças nos condicionantes e

determinantes da saúde

Prevenção e controle das doenças e

agravos

nos condicionantes e determinantes da saúde Prevenção e controle das doenças e agravos Lei 8.080/90 Art

Lei 8.080/90 Art 6

Atribuições do SUS

e agravos Lei 8.080/90 Art 6 Atribuições do SUS SaúdeSaúdeSaúdeSaúde dodododo

SaúdeSaúdeSaúdeSaúde dodododo TrabalhadorTrabalhadorTrabalhadorTrabalhador

As atividades abrangem:

a) Assistência ao trabalhador vítima de acidente de trabalho

ou portador de doença profissional e do trabalho

b) Participação em estudos, pesquisas, avaliação e controle

dos riscos e agravos no trabalho

c) Participação da normatização, fiscalização e controle das

condições

Lei 8.080/90 Art 6

Atribuições do SUS

SaúdeSaúdeSaúdeSaúde dodododo TrabalhadorTrabalhadorTrabalhadorTrabalhador

ConjuntoConjuntoConjuntoConjunto dededede atividadesatividadesatividadesatividades que se destina, através

das ações de vigilância epidemiológica e vigilância

sanitária, à promoçãopromoçãopromoçãopromoção eeee proteçãoproteçãoproteçãoproteção dadadada saúdesaúdesaúdesaúde dos trabalhadores, assim como visa à recuperaçãorecuperaçãorecuperaçãorecuperação eeee reabilitaçãoreabilitaçãoreabilitaçãoreabilitação dadadada saúdesaúdesaúdesaúde dos trabalhadores

submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho

dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho Lei 8.080/90 Art 6
dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho Lei 8.080/90 Art 6

Lei 8.080/90 Art 6

 

Atribuições do SUS

  Atribuições do SUS

SaúdeSaúdeSaúdeSaúde dodododo TrabalhadorTrabalhadorTrabalhadorTrabalhador

SaúdeSaúdeSaúdeSaúde dodododo TrabalhadorTrabalhadorTrabalhadorTrabalhador

As atividades abrangem:

 

d) Avaliação do impacto das tecnologias

e) Informação sobre riscos e resultados das avaliações

f) Normatização, fiscalização e controle dos serviços de saúde das instituições

g) Listagem das doenças

 

h) Garantia de interdição da máquina, setor ou ambiente

 

Lei 8.080/90 Art 6

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Anotações

Anotações

Princípios do SUS

Princípios do SUS igualdade da assistência à saúde, sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie; direito

igualdade da assistência à saúde, sem preconceitos ou

privilégios de qualquer espécie;

direito à informação, às pessoas assistidas, sobre sua

saúde;

divulgação de informações quanto ao potencial dos

serviços de saúde e a sua utilização pelo usuário;

Lei 8.080/90 Art 7

Princípios do SUS

Princípios do SUS universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência;

universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência;

integralidade de assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;

preservação da autonomia das pessoas na defesa de sua integridade física e moral;

Lei 8.080/90 Art 7

Princípios do SUS

Princípios do SUS utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades, a alocação de recursos e

utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades, a alocação de recursos e a orientação programática;

participação da comunidade;

integração em nível executivo das ações de saúde, meio

ambiente e saneamento básico;

Lei 8.080/90 Art 7

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Princípios do SUS

Princípios do SUS descentralização político-administrativa, com direção única em cada esfera de governo: a)

descentralização político-administrativa, com direção única

em cada esfera de governo:

a)

municípios;

b)

saúde;

ênfase na descentralização dos serviços para os

regionalização e hierarquização da rede de serviços de

Lei 8.080/90 Art 7

Princípios do SUS

Princípios do SUS organização de atendimento público específico e especializado para mulheres e vítimas de

organização de atendimento público específico e

especializado para mulheres e vítimas de violência

doméstica em geral, que garanta, entre outros, atendimento,

acompanhamento psicológico e cirurgias plásticas

reparadoras

garanta, entre outros, atendimento, acompanhamento psicológico e cirurgias plásticas reparadoras Lei 8.080/90 Art 7

Lei 8.080/90 Art 7

Princípios do SUS conjugação dos recursos financeiros, tecnológicos, materiais e humanos da União, dos Estados,
Princípios do SUS
conjugação dos recursos financeiros, tecnológicos, materiais
e humanos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios na prestação de serviços de assistência à saúde
da população;
capacidade de resolução dos serviços em todos os níveis de
assistência;
organização dos serviços públicos de modo a evitar
duplicidade de meios para fins idênticos.
Lei 8.080/90 Art 7
Universalidade
Conjugação dos
recursos nas 3
esferas
Igualdade
Atendimento a
vítimas de violência
doméstica
Integralidade
Participação da
Divulgação dos
serviços e utilização
Princípios
comunidade
Integração
Descentralização
municípios
regionalização e
hierarquização
do SUS
saúde- ambiente-
saneamento
Resolutividade
Direito à informação
Autonomia
Organização:
Uso da
evitar duplicidade
epidemiologia
Lei 8.080/90 Art 7

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

Organização do SUS

Organização do SUS Organização: 1. Hierarquizada 2. Regionalizada a) Níveis crescentes de
Organização: 1. Hierarquizada 2. Regionalizada a) Níveis crescentes de
Organização:
1.
Hierarquizada
2.
Regionalizada
a)
Níveis crescentes de COMPLEXIDADECOMPLEXIDADECOMPLEXIDADECOMPLEXIDADE
DIREÇÃO ÚNICA em cada esfera
INICIATIVAINICIATIVAINICIATIVAINICIATIVA PRIVADAPRIVADAPRIVADAPRIVADA
1.1.1.1. PARTICIPAÇÃOPARTICIPAÇÃOPARTICIPAÇÃOPARTICIPAÇÃO COMPLEMENTARCOMPLEMENTARCOMPLEMENTARCOMPLEMENTAR

Lei 8080, Art 8

Comissões Intergestoriais

Comissões Intergestoriais Negociação e pactuação entre gestores 1. Aspectos operacionais, financeiros e
Negociação e pactuação entre gestores 1. Aspectos operacionais, financeiros e administrativos a)a)a)a)
Negociação e pactuação entre gestores
1. Aspectos operacionais, financeiros e administrativos
a)a)a)a) GESTÃOGESTÃOGESTÃOGESTÃO COMPARTILHADACOMPARTILHADACOMPARTILHADACOMPARTILHADA
2. Diretrizes
a) Da organização redes
3. Diretrizes
a)
Regiões de saúde, distrito sanitário, integração de território,
referência, integração das ações entre os entes federados
Lei 8080, Art 12 e 13

Comissões Intersetoriais

federados Lei 8080, Art 12 e 13 Comissões Intersetoriais 1. Ministérios + órgãos + entidades da

1. Ministérios + órgãos + entidades da sociedade civil 2. Articular políticas e programas de interesse para saúde mas cuja execução não é responsabilidade do SUS i. Alimentação e nutrição ii.Saneamento e meio ambiente iii.Vigilância sanitária e farmacoepidemiologia iv.Recursos humanos v.Ciência e tecnologia vi.Saúde do trabalhador

Lei 8080, Art 12 e 13

Conselhos

Conselhos Entidades representativas Conselho Nacional de Secretários de Saúde 1. Entes estaduais Conselho N

Entidades representativas

Conselho Nacional de Secretários de Saúde

1. Entes estaduais

Conselho NACIONALNACIONALNACIONALNACIONAL de secretarias municipais de saúde

1. Entes municipais

I O N A L N A C I O N A L N A C
I O N A L N A C I O N A L N A C

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

carlalc5@hotmail.com

18/07/2018 13:52:29

 

Conselhos

  Conselhos
 

Matérias referentes à saúde

1.

Utilidade pública

2.

Relevante função social

Recursos da União: Fundo Nacional de Saúde

2. Relevante função social Recursos da União: Fundo Nacional de Saúde   003.350.131-98   Anotações
2. Relevante função social Recursos da União: Fundo Nacional de Saúde   003.350.131-98   Anotações
 

003.350.131-98

 

Anotações

  Anotações

Conselhos

ConselhoConselhoConselhoConselho dededede SecretariasSecretariasSecretariasSecretarias MunicipaisMunicipaisMunicipaisMunicipais dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde

1. Entes municipais

2. Âmbito ESTADUAL

MunicipaisMunicipaisMunicipaisMunicipais dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde 1. Entes municipais 2. Âmbito ESTADUAL
MunicipaisMunicipaisMunicipaisMunicipais dededede SaúdeSaúdeSaúdeSaúde 1. Entes municipais 2. Âmbito ESTADUAL

Atribuições Comuns do SUS

Atribuições Comuns do SUS OOOO quequequeque sãosãosãosão asasasas

OOOO quequequeque sãosãosãosão asasasas atribuiçõesatribuiçõesatribuiçõesatribuições comuns?comuns?comuns?comuns?

Atribuições que a UniãoUnião,UniãoUnião os EstadosEstados,EstadosEstados o DistritoDistritoDistritoDistrito FederalFederalFederalFederal e os MunicípiosMunicípiosMunicípiosMunicípios exercerão, em seus respectivos âmbitosâmbitosâmbitosâmbitos administrativosadministrativosadministrativosadministrativos

âmbitosâmbitosâmbitosâmbitos administrativosadministrativosadministrativosadministrativos Lei 8.080/90 Art 15

Lei 8.080/90 Art 15

rla Lopes Caixeta LOPES caixeta

003.350.131-98

18/07/2018 13:52:29

Atribuições Comuns do SUS

Definição das instâncias e mecanismos de

controle, avaliação e de fiscalização das ações e

serviços de saúde

Administração dos recursos orçamentários e

financeiros destinados, em cada ano, à saúde

Acompanhamento, avaliação e divulgação do

nível de saúde da população e das condições

ambientais;

avaliação e divulgação do nível de saúde da população e das condições ambientais; Lei 8.080/90 Art

Lei 8.080/90 Art 15

Atribuições Comuns do SUS

Organização e coordenação do sistema de informação de saúde

Elaboração de normasnormasnormasnormas técnicastécnicastécnicastécnicas e estabelecimento de padrõespadrõespadrõespadrões dededede qualidadequalidadequalidadequalidade e parâmetros de custos que caracterizam a assistênciaassistênciaassistênciaassistência àààà saúdesaúdesaúdesaúde

Elaboração de normasnormasnormasnormas técnicastécnicastécnicastécnicas e estabelecimento de padrõespadrõespadrõespadrões dededede qualidadequalidadequalidadequalidade para promoção da saúdesaúdesaúdesaúde dodododo trabalhadortrabalhadortrabalhadortrabalhador

para promoção da saúdesaúdesaúdesaúde dodododo trabalhadortrabalhadortrabalhadortrabalhador Lei 8.080/90 Art 15

Lei 8.080/90 Art 15

Atribuições Comuns do SUS

Atribuições Comuns do SUS