Você está na página 1de 68

CERVEJA: BRIGA NA JUSTIÇA PODE TORMENTA GLOBAL: NOVA ONDA DE VAREJO: QUEM É LUIZ FAZZIO, O

PARALISAR FÁBRICA DA HEINEKEN INCERTEZAS REVIVE RISCO DE CALOTE EM ECONOMIAS HOMEM QUEM TEM A MISSÃO DE
NA BAHIA POR FALTA DE ÁGUA EMERGENTES, COMO ARGENTINA E TURQUIA REERGUER O WALMART NO BRASIL

A crise de um
SÍMBOLO AMERICANO

Um dos ícones do capitalismo


alismo Em meio à situação já
dos Estados Unidos, a GE enfrenta delicada, um novo problema
um momento dramáticoo no atingiu o conglomerado
mundo. Avaliada em US$ S$ 116 industrial: seu presidente para a
ercado
bilhões, seu valor de mercado América Latina, Daurio
retornou ao patamar dee 1995. Para Speranzini Jr., foi preso no Brasil
nder ativos
sobreviver, o plano é vender na operação Ressonância, um
e reduzir de tamanho desdobramento da Lava Jato
11 de julho de 2018. Edição 1.077

DinheirodaRedação

O plano econômico dos presidenciáveis


Vai encurtando o tempo caso os problemas sigam em
até as eleições e ainda pairam banho-maria. E ainda mais
dúvidas enormes sobre o que grave: analistas temem
cada um dos candidatos ao inclusive a ameaça de situa-
Planalto pretende fazer, espe- ção semelhante à da
cialmente na economia, quan- Venezuela caso nada seja
do chegar lá. As convenções feito. Igual preocupação eles
partidárias ocorrem dentro de reservam ao campo tributá-
poucas semanas. Os nomes rio. As contas públicas
serão formalizados e o ponto encontram-se cambalean-
de interrogação persiste sob o tes, com déficits crescentes,
aspecto programático. Está e o modelo de arrecadação
evidente para todo mundo que está a exigir revisões.
o País não tem como escapar de colocar uma pá de cal sobre tudo o Simplificação é a palavra-chave que
uma reforma da Previdência e outra que foi discutido até aqui, trazendo encanta tanto empresários como
fiscal já no início do próximo gover- o assunto aposentadorias, por investidores. O imposto único, na
no. A questão é quanto aos tipos de exemplo, à estaca zero. Não há forma de um IVA, conta com muitos
reformas, em que bases e extensão tempo para arrastadas negociações. adeptos. No repertório, não podem
elas serão alinhavadas. Ficarão A bomba-relógio dos benefícios está faltar acertos sobre as despesas vin-
como meros remendos ou entrarão para explodir faz alguns anos. O culadas em educação e saúde, além
fundo em regras estruturais como o mercado inteiro aguarda ansioso dos gastos com programas sociais
fim dos privilégios para determina- pelas medidas do futuro mandatá- como o Bolsa Família e investimen-
das castas? Alguns presidenciáveis, rio antes de precificar o futuro do tos na área do PAC. A agenda vasta
de maneira populista para angariar Brasil. Alguns tratam de apontar fica à espera de respostas concretas
simpatias, falam em simplesmente que o dólar pode passar de R$ 5,50 dos postulantes ao cargo. Eles

EXCLUSIVO ONLINE istoedinheiro.com.br


ECONOMIA MERCADO DIGITAL NEGÓCIOS ESTILO FINANÇAS INVESTIDOR BLOGS E COLUNAS MULTIMÍDIA

Negócios Futebol
A Copa da Diversidade
Chicko quer cuidar do seu lixo
Não é por acaso que o Brasil participou de todas as
A Plataforma Verde, sistema de gestão de resíduos desen- Copas do Mundo e também não é mera coincidência
volvido por Francisco (Chicko) de Sousa Rêgo, se tornou que somos o único país do planeta a ser pentacam-
referência do Fórum Econômico Mundial ao receber o peão nesse esporte. Se relembrarmos a formação étni-
prêmio Technology Pioneers no fim de junho. Na prática, ca e racial de todas as participações nos mundiais,
veremos, desde os tempos de Garrincha e Pelé, que a
isso significa que nos próximos dois anos Chicko viverá na principal marca da seleção brasileira sempre foi a diver-
ponte aérea São Paulo-Dongguan (China), uma das três sidade. E essa talvez seja a principal razão de todo o
bases globais do grupo multidisciplinar que estuda a 4ª nosso sucesso. Por que esse time diverso também não
Revolução Industrial. As demais cidades são Chicago e Pradesh (Índia). A atuação é visto em outras áreas como o mundo corporativo e
neste seleto círculo integrado por pesquisadores das maiores universidades do pla- acadêmico? Leia o
neta, técnicos de grandes empresas e líderes de startups inovadoras deverá abrir as texto de Mauricio
Pestana, no blog
portas do mundo para a iniciativa brasileira. Incluindo um contato mais estreito com DIVERSIDADE
os bancos de fomento e os fundos de investimentos especializados em negócios dis- CORPORATIVA:
ruptivos. Acesse o post de Rosenildo Ferreira, no blog EMPREENDEDORISMO https://bit.
SUSTENTÁVEL: https://bit.ly/2u4u96s ly/2KKkpoZ

04 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: DIVULGAÇÃO


CAPA: uma nova crise
Índice atinge a General
Electric (GE), dessa
vez no Brasil. O pre-
retardam a discussão enquanto sidente da empresa
para a América
fecham alianças para viabilizar as Latina, Daurio
respectivas candidaturas. Estão tra- Speranzini Junior,
tando do meio ao invés de focar nos foi preso na opera-
fins. É um problema que aflige toda ção Ressonância,
a sociedade. São vagas as ideias dis- um desdobramento
da Lava Jato...
poníveis em tópicos genéricos como pág. 30
pág
infraestrutura, segurança e sanea- TORMENTA: nova onda de incertezas
mento básico. Temas delicados globais arrasta economias
como privatização também são dei- emergentes para situação de alerta e
aproxima alguns países do risco de SEMANA – Eike Batista: do luxo à condenação...
xados de lado. De uns tempos para calote... pág. 22 pág. 6
cá se inverteram as prioridades de
SUSTENTABILIDADE – Uma China menos cinza...
uma eleição. Primeiro faz-se neces-
sário saber com quem cada candida- NEGÓCIOS: por que uma disputa pág. 8
judicial pode paralisar a fábrica da
to conta para alcançar o posto Heineken na Bahia... pág. 38 MOEDA FORTE – A herdeira de Nenê Constantino
máximo. Só depois é acertada a tem pressa... pág. 10
pauta de projetos. Um erro crasso. ENTREVISTA – César Borges, presidente da
Típico do modelo de governo de Associação Brasileira de Concessionárias de
coligação – que virou na prática de Rodovias (ABCR)... pág. 12
“cooptação”. Não se elege mais nin-
DINHEIRO E TECNOLOGIA – Missão cumprida na
guém de acordo com suas propos-
Tesla... pág. 52
tas. O que conta e leva toda a aten-
ção dessa turma é o tempo de TV, a COBIÇA – À bordo de um iate 6 estrelas...
base partidária e os acertos de pág. 54
toma-lá-dá-cá para alcançar e se DINHEIRO DO INVESTIDOR – As campeãs de dividen-
manter no poder. dos... pág. 59
ARTIGO – Reflexos da eleição mexicana...
INOVAÇÃO: de olho em novos negócios, pág. 66
Carlos José Marques, Roberto Justus aposta em realidade
diretor editorial virtual... pág. 50 CAPA – foto: iStock

TV Dinheiro Internet das Coisas


Assista ao programa DINHEIRO AO VIVO Por que o celular será o seu
Com transmissão multiplataforma pelas redes sociais melhor assistente médico
(Facebook, Youtube e Twitter) e apresentação das jornalistas
Geovana Pagel (à dir.) e Priscilla Arroyo, o programa Nenhuma revolução na área da saúde será tão impactante
DINHEIRO AO VIVO traz um resumo das principais notícias de quanto a da Internet das Coisas, que vai levar a transforma-
economia, finanças e negócios, de segunda à sexta-feira, às ção digital aos consultórios, hospitais, laboratórios e até
17h30. Acompanhe as transmissões e envie suas dúvidas e mesmo à sua casa. Sem marcar uma consulta, o paciente
opiniões. Use sempre a #dinheiroaovivo. poderá acompanhar seu estado de sáude e fazer exames. Leia
o artigo de Michel Levy: https://bit.ly/2KRVlfC

BLOGS E COLUNAS Inovação


Nossos blogueiros e colunistas analisam a economia, os negócios, o consumo e muito mais! Confira no site da DINHEIRO:
A tecnologia mudará
sua comida no futuro?
Já pensou em um jantar preparado exclusivamente para você
em uma impressora 3D? Antes de “imprimir” o prato, um siste-
ma de Inteligência Artificial cruza dados coletados a partir da
O mundo dos vinhos Economia consciente República do automóvel análise do seu DNA e de exames de saúde associados ao seu
Por Suzana Barelli Por Álvaro Almeida Por Sergio Quintanilha estilo de vida e “cozinha” uma receita personalizada. Saiba
mais no artigo de Omarson Costa: https://bit.ly/2KNAGcO

FOTOS: YASIN AKGUL | MARCO ANKOSQUI | GABRIEL REIS | LETICIA LUPPI | ISTOCK | DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 05
Dinheironasemana POR CARLOS EDUARDO VALIM

Corrupção mundo com fortuna


avaliada em mais de
US$ 35 bilhões, por
conta dos seus
Do luxo à investimentos no
condenação setor de energia e de
mineração. Mas, na
segunda-feira 2,
acabou condenado a
30 anos de prisão
pelo juiz Marcelo
Bretas. A acusação é
de corrupção ativa e
lavagem de dinheiro,
como parte das
investigações da
EX-BILIONÁRIO:
ÁRI
RIO
O: Operação Eficiência,
depois de perder as suas Magnata símbolo do boom econômi- desdobramento da Lava Jato no
empresas, Eike enfrenta co brasileiro no fim da última déca- Rio de Janeiro. O ex-governador
agora uma condenação
de 30 anos de prisão
da, o empresário Eike Batista chegou Sérgio Cabral foi condenado a 22
a ser um dos homens mais ricos do anos e oito meses, no mesmo pro-

Automóveis Esportes
Projeções revistas Federer veste Uniqlo
A Fenabrave, associação O supercampeão suíço do tênis Roger Federer,
que representa os conces- estreou no torneio de Wimbledon deste ano, na
sionários de veículos, está segunda-feira 2, vestindo um novo uniforme.
projetando venda de 2,46 Depois de 21 anos patrocinado pela americana
milhões de carros, comer- Nike, ele fechou contrato com a japonesa Uniqlo. O
ciais leves, caminhões e acordo vai garantir ao atleta US$ 300 milhões, por 10 anos. A título de comparação, em sua
ônibus em 2018. Trata-se carreira, Federer já ganhou US$ 116,6 milhões em prêmios de torneios.
de um crescimento de 10%
em relação a 2017. Mas esse
volume representa uma
CIDADES (NÃO TÃO)
queda de expectativas em Transporte Saúde
relação a abril, quando se
INTERNACIONAIS
previa uma expansão de
Uber muda taxas Biolab em genéricos
15,2% neste ano. A revisão O aplicativo de carona A farmacêutica brasileira
negativa foi causada pelos Uber informou que Biolab está entrando no As cidades brasileiras estão longe de se
impactos da greve dos colocarem entre as metrópoles mais
mudará o pagamento mercado de medicamen- globalizadas do planeta, segundo a
caminhoneiros. de taxas aos seus 500 tos genéricos, após a consultoria A.T. Kearney, em seu ranking
mil motoristas no compra da Actavis Brasil, anual, publicado desde 2008. Neste ano,
Brasil. Em vez do que pertencia à compa- São Paulo mantém o mesmo lugar na
pagamento fixo de nhia israelense Teva, a tabela em relação a 2017, no 31a posto,
25% das corridas, maior desse segmento no enquanto o Rio de Janeiro perdeu quatro
haverá uma taxa vari- mundo. O objetivo é fatu- posições, e ficou como a 56a. Para fazer o
ável, de acordo com o rar R$ 150 milhões já em índice de cidades mais globais, são
nível de trânsito, a dis- 2019. A empresa brasilei- avaliadas 27 métricas, em cinco
tância percorrida e o ra também revelou pla- dimensões: atividade de negócios, capital
tempo do trajeto reali- nos de ter a sua primeira humano, troca de informações, experiência
cultural e engajamento político. A capital
zado. A expectativa é unidade produtiva fora paulista teve o melhor desempenho do
de que a mudança do Brasil, e, para isso País, graças a ter se posicionado como a
possa beneficiar os acontecer, avalia aquisi- 15a melhor cidade no subranking de
motoristas. ções no Canadá. atividade de negócios.
Fonte: A.T. Kearney

06 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: DIDA SAMPAIO | FÁBIO MOTTA | DIVULGAÇÃO


NÚMEROS

cesso. É a primeira con- Energia € 15 bilhões


denação do empresário e é o faturamento anual somado das
a sexta do político em Petrobras sob pressão operações europeias da ThyssenKrupp
primeira instância, que já e da Tata Steel, que fecharam acordo
supera 120 anos de pena. A Petrobras perdeu um processo de arbitra- de fusão.
Batista foi acusado de gem nos EUA para a Vantage Drilling, no
pagar propinas no valor valor de R$ 2,4 bilhões. Fornecedora da esta-
de US$ 16,5 milhões a tal brasileira, a operadora americana de son- R$ 700 milhões
Cabral, cerca de R$ 52 das de perfuração de petróleo teve, em 2014, será o investimento da Tecban, dona
milhões, para que ele o seu contrato descontinuado com a alegação dos caixas Banco 24 Horas, na
garantisse contratos com de que descumpriu obrigações, quando ainda ampliação de sua rede, para 23 mil
o governo estadual. faltava o pagamento de US$ 1,1 bilhão. A terminais.
Vantage depois acabou implicada na
Outros condenados na
Operação Lava Jato, com a denúncia de que
mesma ação são a ex-pri-
teria sido favorecida no afretamento de um € 1,5 bilhão
meira dama Adriana foi o valor da aquisição da empresa
navio-sonda, no valor de US$ 1,8 bilhão. Uma
Ancelmo, o ex-secretário semana antes dessa derrota judicial, a francesa de ração animal Neovia pela
Wilson Carlos, e os bra- Petrobras aceitou, em outro processo, pagar americana ADM.
ços direitos de Cabral e R$ 11,5 bilhões para encerrar todas as ações
de Eike, respectivamen-
te, Carlos Miranda e
nos EUA de acionistas que perderam com as
fraudes descobertas pela Lava Jato.
US$ 2 bilhões
Flavio Godinho. é o valor que a Nestlé pretende pagar
pela compra da Champion Pedfoods,
empresa canadense de alimentos para
animais de estimação.
Comércio global

Todos contra Trump 6,66 milhões


de linhas de telefonia móvel foram
Mais de 40 países, incluindo o Brasil, enviaram à desligadas no Brasil entre maio de 2017
Organização Mundial do Comércio uma contestação e o mesmo mês deste ano, que fechou
contra as ameaças do presidente americano, Donald com uma base de 235,45 milhões de
Trump, de criar sobretaxas a automóveis e autopeças celulares, segundo a Agência Nacional
estrangeiros. A alegação é de que a guerra comercial de Telecomunicações.
entraria numa espiral catastrófica, com retaliações
às exportações de carros americanos.

RANKING DE 2018

1
Cidades globais
º
2º 3º 4º 5º 6º 7º

Nova York Londres Paris Tóquio Hong Kong Los Angeles Cingapura

Cidades de países emergentes mais bem colocadas


31º 38º
9
Pequim
º
19º
Xangai
25º
Buenos Aires
26º
Istambul
28º
Dubai São Paulo Cidade do México

INFOGRÁFICO: FABIO X | FOTOS: DANIEL SCELZA | OLIVIER DOULIERY Dinheiro 11/07/2018 07


Sustentabilidade POR CARLOS EDUARDO VALIM E FELIPE MENDES

UMA CHINA EMISSÕES DE DIÓXIDO


MENOS CINZENTA DE CARBONO
Nos últimos anos, enquanto o presidente
americano Donald Trump afastava o seu país
dos acordos internacionais e relativizava os
problemas levantados por cientistas em rela-
ção ao meio ambiente, o governo chinês deu
demonstrações de preocupaçao com os
2013
impactos perversos causados pelo homem.
Essa postura pode estar dando resultado
9,5
antes do esperado. Um novo estudo, feito por GIGATONELADAS
pesquisadores da China, do Reino Unido e dos
EUA, indica que o país asiático, um grande
poluidor global, já pode ter atingido o seu pico
de emissões de dióxido de carbono. Trata-se
de uma boa notícia para o planeta. A China
havia se comprometido, com o Acordo de
Paris, a atingir o ponto máximo de suas emis-
2016
sões por volta do ano 2030. Mas a pesquisa,
divulgada na segunda-feira 2, pela publicação 9,2
Nature Geoscience, mostra que o país emitiu
9,53 gigatoneladas (milhões de toneladas) em
GIGATONELADAS
2013, volume que caiu pelos três anos seguin-
tes, para 9,2 gigatoneladas em 2016. Isso indi-
caria uma mudança estrutural em 2014, já que
de 2000 até 2013 a quantidade de emissões
crescia em média 9,3% por ano. A causa da
mudança seria uma guinada da economia para
setores mais tecnológicos e menos intensivos
na queima de carbono. Os dados, no entanto,
podem levar a críticas de que as metas esta-
belecidas ao país teriam sido pouco ambicio-
sas, um questionamento recorrente de Trump
sobre o Acordo de Paris, que ele alega pesar
mais sobre os EUA do que aos países em
desenvolvimento. Há também dados prelimi-
nares que trazem um motivo de preocupação.
A ONG Greenpeace estima que as emissões
voltaram a crescer em 2017, em torno de 2%,
e teriam subido mais no primeiro trimestre
deste ano, em 4%.

POR UM AR MELHOR: um homem


usando máscara em dia com alta
concentração de poluição em Pequim

FOTO: AFP PHOTO / WANG ZHAO | NEALE HAYNES/CONTOUR BY GETTY IMAGES


Inovação Resíduos

A BATERIA
DOS BILIONÁRIOS
D
De
Desenvolvida com investimentos de um
gr
grupo de bilionários da importância de
Bi
Bill Gates, Jeff Bezos, Jack Ma e Rchard
Br
Branson, a startup Form Energy, criada
po
por pesquisadores do Massachusetts
In
Institute of Technology (MIT), está pro- ROUPA RECICLADA
m
metendo baratear os custos de energia.
Estima-se que 300 milhões de
A empresa faz parte da onda de compa-
toneladas de plásticos sejam pro-
nh que prometem, com o uso de bate-
nhias
duzidas todos os anos. E a maior
ria armazenar a energia gerada por fon-
rias,
parte acaba em aterros ou nos
te sustentáveis, como a solar e eólica,
tes
oceanos – apenas 10% é recicla-
por
po meses. Sem dar detalhes de sua tec-
do. Por esse motivo, a marca de
no
nologia, a empresa revelou que busca
moda surfe Quiksilver criou um
um solução baseada em enxofre. O pro-
uma
programa de reciclagem, em par-

tótipo teria o tamanho de uma xícara de
ceria com a Repreve, que atingiu a
ca e poderia ser usado em série.
café
marca de 100 milhões de garrafas
Co
Conheça os resultados prometidos recicladas. Desde o início do pro-
em estudo publicado em 2017 por jeto, em 2012, foram utilizadas 3,5
cientistas
ci da Form Energy sobre a mil toneladas de plástico para a
te
tecnologia, que teria o custo mais confecção de shorts de surfe,
baixo
ba de armazenamento de energia: jaquetas e outras peças da cole-
ção da marca.
CUSTO DE ENERGIA DA
1
BATERIA US$ por KWh

CUSTO INCLUINDO TODO


Empresas
O SISTEMA US$ 10
por KWh do Bem
CUSTO DE BATERIA DE LÍTIO-ÍON Esporte
COMUM US$ 100
por KWh
CAMPOS
ILUMINADOS
Desastres Energia A Cemig e o Governo de
Minas Gerais estão
PEQUENA GRANDE REFERÊNCIA CALCULADORA ampliando o Programa
A ilha Dominica, com 75 mil pessoas, foi um dos países VERDE Campos de Luz. A ideia
mais devastados pelo furacão Maria, em setembro de Para facilitar o acesso à energia é levar energia elétrica
2017. Os prejuízos chegaram a US$ 1,3 bilhão, mais que o fotovoltaica no País, o Banco do a 250 campos de fute-
dobro do seu PIB. Agora, o governo local quer, por Brasil e a WWF-Brasil criaram a bol amador e 50 qua-
US$ 600 milhões, transofrmar o local na primeira nação Calculadora de Projetos dras poliesportivas do
totalmente resiliente a desastres naturais. Para isso, Fotovoltaicos, uma ferramenta Estado mineiro até o
atraiu financiamentos da Clinton Foundation, do Banco digital que analisa o potencial de fim do ano. “O esporte
Mundial, de celebridades e de empresários. A nova tem- economia na fatura de eletricida- pode reduzir os indíces
porada de furacões, iniciada em junho, será o primeiro de e a redução de emissões de de violência
grande teste para iniciativas como a migração de comu- Gases de Efeito Estufa (GEE) pro- Escolhemos os campos
nidades para o interior da ilha, longe da linha costal, para porcionados por um sistema foto- de várzea porque o
a reconstrução de casas e pontes, e para a criação de voltaico próprio. Disponível ao futebol amador é a
abrigos e de barragens para rios e para o mar. público no portal de Eficiência modalidade mais prati-
Verde do BB (www.eficienciaverde- cada nas comunidades”,
bb.com.br), a calculadora ainda afirma Thiago de
permite simular o financiamento Azevedo Camargo,
do projeto e a capacidade de redu- diretor de relações ins-
ção de emissões de GEE, por meio titucionais da Cemig.
do plantio de árvores e da redução
da utilização de automóveis.

FOTOS:AFP PHOTO / CEDRICK ISHAM CALVADOS | DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 09


MOEDA FORTE Por Hugo Cilo (interino)
COM CLAUDIO GRADILONE, LUANA MENEGHETTI E PEDRO ARBEX

A HERDEIRA NÃO DORME NO PONTO


A empresária mineira Marcela Constantino, neta do bilionário Nenê
Constantino, fundador da Gol Linhas Aéreas, parece ter herdado a principal
característica empresarial de sua família: o tino para os negócios. Em 2015, aos
33 anos, assumiu o comando de uma das mais tradicionais empresas de ôni-
bus do País, a Reunidas Paulista, que pertence à sua mãe, Aurivânia
Constantino. Sua missão é preparar as operações paras os novos tempos.
Hoje, aos 35 anos, ela orquestra uma diversificação do modelo de negócios,
com renovação de parte da frota de 116 ônibus e o lançamento de novos servi-
ços, como transporte de pequenas mercadorias entre as 69 cidades em que
atua em São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. Na prática, a empresá-
ria está criando uma concorrência direta com os Correios e, ao mesmo tempo,
acirrando a disputa pelos passageiros que, nos últimos anos, migraram para as
companhias áreas – inclusive a Gol – e para os aplicativos de carona. “Hoje
temos de enfrentar os novos hábitos de locomoção dos brasileiros e a concor-
rência desleal de alguns aplicativos, sem perdemos a capacidade de nos adap-
tar às mudanças”, diz Marcela, em entrevista à MOEDA FORTE. Engana-se,
segundo ela, quem pensa que sua rotina como executiva tem a ajuda do avô ou
do tio, Constantino de Oliveira Júnior, presidente do conselho de administra-
ção da Gol. “No merca-
do, cada um toca seu
negócio de forma inde-
pendente, e chegamos
a concorrer, muitas
vezes”, afirma. Na
semana passada, ela
anunciou um investi-
mento de R$ 15 milhões
na compra de 20 ônibus
Euro 5, os mais moder-
nos do mundo em emis-
são de poluentes.
Acompanhe, a seguir,
sua entrevista:
O que mudou na Reunidas Paulista com correr em agilidade. Mas, por outro lado, Com certeza. Desenvolvemos um modelo
a sua administração? temos a vantagem de não limitar a quanti- que acredito ser inédito no Brasil. Teremos
Estamos fazendo vários ajustes para dar dade de malas transportadas, algo que hoje caixinhas nos ônibus em que o cliente que
mais agilidade e modernidade à empresa. é cobrado pelas companhias áreas. Além precisar enviar uma pequena encomenda
Além da renovação da frota, que passará da disso, atendemos cidades que não possuem entre as cidades que atendemos, poderá
média de 5 anos de idade para 3,5 anos, aeroportos. Já na concorrência com os apli- despachar por apenas R$ 20. Será mais
daqui a pouco tempo, vamos rever a quanti- cativos de caronas, como o Blablacar e ágil e mais barato do que o Sedex, dos
dade de paradas em algumas rotas para outros, que considero uma disputa desleal e Correios. Estou confiante no sucesso desse
reduzir também o tempo de viagem. Com clandestina, queremos mostrar aos usuários novo serviço.
ônibus mais novos, mais bonitos e cheirando que somos alternativas mais seguras.
Ao tentar recuperar os clientes que
a perfume de carro novo, poderemos manter Temos investido muito no treinamento de
migram para a Gol, por exemplo, não
os veículos em circulação por mais horas, motoristas, na manutenção da frota e na
surge algum conflito em família?
melhorando a rentabilidade por veículo. qualidade de excelência de nossos serviço
Não, não. Gosto muito de ouvir os conse-
de atendimento. Quem pega carona não
Qual será a estratégia para reconquis- lhos da minha mãe, do meu avô (Nenê
sabe as condições do veículo e nem conhe-
tar o cliente que hoje prefere avião ou Constantino) e do meu tio (Constantino
ce a habilidade do condutor.
aplicativos de carona? Júnior), mas nossas empresas não fazem
Vamos fazer campanhas para mostrar que O serviço de transporte de mercadorias parte do mesmo grupo e têm gestões inde-
viajar de ônibus tem muitas vantagens. Na que a Reunidas vai lançar é uma forma pendentes. Então, quando tem almoço de
disputa com o avião, não temos como con- de diversificar as fontes de receita? família, cada um esconde suas estratégias.

10 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: DIVULGAÇÃO


A DISNEY DO MÉXICO
Uma “Disney” sustentável e imer-
sa na natureza. Talvez essa seja a
melhor definição para o novo
empreendimento que ocupa a
Riviera Maya, no México: o hotel
Xcaret. O parque Xcaret já é um
destino conhecido, mas agora MEU NOME É JOHNNY
está sendo transformado em um A rede americana de lanchonetes Johnny
grande complexo hoteleiro total- Rockets está aumentando sua aposta no Brasil.
mente ecossustentável, com ARGENTINOS VÃO A CAMPO Com 18 lojas no Estado de São Paulo, a empresa
o conceito All-Fun Inclusive. Isso Os argentinos já deixaram os gramados da vai abrir mais dez unidades no segundo semestre
significa que os hóspedes terão Copa do Mundo da Rússia, mas no campo deste ano, em um investimento que vai totalizar
acesso a todos os serviços do do agronegócio os hermanos estão anima- R$ 15 milhões. Com as aberturas, a empresa
local sem pagar nada a mais por dos como nunca. Basta olhar para os núme- entrará em três regiões em que ainda não atua:
eles, desde o acesso aos parques ros da seguradora portenha Sancor. Fundada Brasília, Salvador e Belém. “Nossa meta é estar
e restaurantes até os transpor- há sete décadas, a companhia está no Brasil presente em todas as capitais do País até 2020”,
tes. “A diferença é que aqui tere- há cinco anos, e faturou R$ 291 milhões no afirma Antônio Augusto de Souza, presidente
mos personagens reais, com ani- ano passado. O maior crescimento tem sido da marca no Brasil. Segundo o executivo, a com-
mais reais”, diz à MOEDA no agronegócio, cujo faturamento avançou panhia, que faturou R$ 44 milhões no ano passa-
FORT
FORTE o executivo 209% nos últimos três anos. O foco tem do, deve abrir outros 30 restaurantes em 2019 e
Francisco
Fra sido na região Sul do Brasil, mas a compa- 2020, ultrapassando a marca de 50 lojas. Neste
Gutierrez, CEO do
G nhia agora pretende expandir suas ativida- ano, a meta da empresa é que o faturamento
Hotels Division,
H des para o interior paulista. Segundo suba para R$ 60 milhões, passando para R$ 100
grupo responsável
g Leandro Poretti, diretor-geral da companhia milhões ao fim do ano que vem. A Johnny
pelo
p e complexo e que no Brasil, a seguradora deve iniciar as ativi- Rockets, que está presente em 33 países e opera
planeja investir US$ 2
plan dades em breve na região de Ribeirão Preto. mais de 380 restaurantes pelo mundo, está lan-
bilhões em 10 novos çando também um novo formato de lojas: os
hotéis e oito parques, nos próxi- quiosques. “Este modelo está sendo trabalhado
mos oito anos. O primeiro em outros países, mas o primeiro onde a rede vai
XCaret México tem 900 suítes e lançar é o Brasil”, garante o executivo.
foi erguido com um aporte de
US$ 350 milhões, sendo o primei-
ro hotel na América Latina a
receber o certificado de
O NEGÓCIO DA SEDUÇÃO
Se existe um ramo da economia que desconhece
EarthCheck, instituição australia-
crise, esse é o da indústria do sexo. Pelos cálculos
na que premia construções sus-
da Associação das Empresas do Mercado Erótico
tentáveis. Já estão programadas
e Sensual, a atividade deve atingir faturamento
as aberturas de mais dois hotéis: JOGADA de R$ 2 bilhões no País neste ano, um crescimen-
o Casa de La Praya, em 2019, com
61 suítes, e o Artes, que homena-
ELETRÔNICA to de 20% sobre 2017. É nesse setor vigoroso que
Mercado em ascensão em o empresário de origem portuguesa Thiago
geará artistas e será inaugurado todo mundo, os esportes ele- Andrada pretende embolsar alguns milhões. Ele
em 2020, com 900 suítes. trônicos crescem a passos largos
gos vai investir R$ 10 milhões para abrir uma rede de
no Brasil. Prova disso é a grande audiência que os 10 butiques eróticas de luxo, chamadas de
campeonatos conquistam no País, como a final do Innuendo, na capital paulista. Os produtos terão
Campeonato Brasileiro de League of Legends 2017 preço médio de R$ 300, mas podem custar até
(CBLoL), que contou com 8 mil fãs no ginásio R$ 1,6 mil. Sua expectativa é atingir faturamento
Mineirinho, em Belo Horizonte, e mais de 2,6 milhões de R$ 25 milhões em
de espectadores online e pela TV. Diante disso, a cinco anos. Para criar
Riot Games decidiu investir pesado no Brasil, um o projeto, Andrada
dos seis maiores mercados do mundo, e traz para o visitou os principais
País o terceiro evento internacional consecutivo de mercados do mundo,
League of Legends: o Rift Rivals, uma disputa regio- como China, Estados
nal entre Brasil e países da América Latina e do Unidos e Europa, e
Norte, que acontece de 4 a 8 de julho, em São Paulo. mais de 40 lojas em
“O campeonato é uma das ligas mais importantes São Paulo. A ideia é
do cenário competitivo de League of Legends e oferecer espaços
mostra a força da nossa torcida e o forte engaja- para palestras e
mento do brasileiro com games”, afirma Roberto demonstração das
Iervolino, gerente-geral da Riot Games. novidades.

FOTOS: EDUARDO WARNHOLTZ | GLADSTONE CAMPOS / REALPHOTOS | MARCOS ISSA/ARGOSFOTO | DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 11
Entrevista|César Borges, presidente da Associação Brasileira de Concessionárias

“Sem investimentos pesados, me


rodovias ficará em má condição
Por Gabriel BALDOCCHI

Político experiente, com


passagens pelo governo da
Bahia e pelo Senado
Federal, o ex-ministro dos
Transportes no governo
Dilma Rousseff, César
Borges, 69 anos, traça um
cenário alarmante para a
infraestrutura no Brasil.
Segundo ele, o setor vive um
apagão diante da escassez
de recursos estatais, da
falta de prioridade dentro do governo e da ina-
ção de agentes públicos que temem ser punidos
por órgãos de controle, como o Tribunal de
Contas da União (TCU). Atualmente à frente da
Associação Brasileira de Concessionárias de
Rodovias (ABCR), que reúne 59 empresas,
Borges busca uma solução para o impasse em
torno da viabilidade de cerca de 5.000 Km de
rodovias privatizadas que foram impactadas
pela mudança abrupta de cenário.

DINHEIRO – Falta recurso para infraestrutura


no Brasil?
CÉSAR BORGES – Certamente falta. A infraestru-
tura é altamente deficiente. O principal modal no
Brasil é o rodoviário. Foi escolhido pelos seus diri-
gentes desde a metade do século passado. Em torno
de 60% das cargas transitam por rodovia. Enquanto
hoje tem 210 mil km de rodovias pavimentadas, não
há 20 mil km de ferrovias operacionais. Durante
os próximos 20 anos, 30 anos, o Brasil ainda vai
funcionar em cima do modal rodoviário. Estamos

12 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: ESTEVÃO BUZATO


cessão rodoviária neste governo, o da Rodovia DINHEIRO – Qual deveria ser o papel do
de Rodovias (ABCR) de Integração do Sul. Executivo?

tade das
BORGES – O órgão de controle não é eleito,
DINHEIRO – O senhor acredita que saia? é indicado. Aquele que vai para o governo,
BORGES – Espero que sim. Falta ao governo com legitimidade das urnas, deve dizer quais
uma centralidade na condução dos projetos. são as políticas públicas e o que é melhor
Ficam muito difusos e não saem no espaço para o País.

de tráfego”
de tempo que seria interessante ao País.
DINHEIRO – A gestão Temer falhou nesse
DINHEIRO – Como resolver isso? sentido?
BORGES – Dando centralidade. Quando tem BORGES – O governo Temer tentou colocar
de ouvir diversos organismos para poder o País numa condição macroeconômica
chegar à formulação de um projeto, fica difí- melhor. Teve até sucesso. Exacerbou um pouco
sem investimentos porque o governo federal cil. Tem de ter centralidade, empoderar um a questão do presidencialismo de coalizão,
não tem recursos. Não haverá retomada do ministério e ele ser o responsável. Ter agên- negociou os ministérios com os partidos e
crescimento sem uma infraestrutura ade- cias reguladoras profissionalizadas, que ficou muito na área política. Não sobrou
quada. E, se houver, o sobrepreço que vai se possam não ter receio da decisão que tomem. tempo para tocar as áreas específicas, afins,
pagar por falta de infraestrutura será gran- Não pode a toda hora o TCU reformular as que é o caso da infraestrutura. De 2014 para
de, ao se usar, por exemplo, caminhões por decisões da agência e até penalizar o diri- cá, não foi feito nenhuma licitação de estra-
um trecho médio de 1.100 km. gente que tomou a decisão. Isso leva ao apa- da nova no Brasil.
gão das canetas e a uma infantilização do
DINHEIRO – Estamos utilizando mal o modal agente público. Infraesturutura é um pro- DINHEIRO – Algumas empresas estão tendo
rodoviário? blema da nação. Nenhum governo é um bom de devolver as concessões de estradas. Por
BORGES – É a única opção. Acima de 400 gestor de estradas. que isso ocorreu? Houve falha nos leilões?
km, porém, ele passa a ter um custo adicio- BORGES – São diversos fatores. Primeiro porque
nal, é improdutivo. Essa carga deveria ser DINHEIRO –O presidente Temer assumiu dizen- os projetos foram concebidos em 2012. Na
transportada por trem, até 1.100 km, depois do que infraestrutura seria prioridade. Faltou época, era a visão de um país crescendo, deco-
por navio. Se olhar no horizonte, até 2035, dar esse peso? lando. Quando veio 2014, entramos na crise,

Sobre as dificuldades nas concessões recentes


não se vê grandes investimentos ferroviários. BORGES – Não há prioridade. Em 2013, o depois em recessão. Isso desequilibrou os con-
Temos de manter principalmente as con- orçamento do Ministério dos Transportes tratos. Outra era que até 75% seria financiado
dições do que existe hoje. Se não houver era de R$ 15 bilhões. Para 2019, se fala num pelo BNDES. Mas o banco demorou dois anos
investimentos públicos nas rodovias que orçamento de R$ 6 bilhões. Não dá sequer para dar o empréstimo de longo prazo e, nes-
não são concessionadas, que é a grande para a manutenção da malha existente. ses dois anos, analisou o tráfego em cima da
malha, haverá problemas. De 210 mil km crise. A demanda se reduziu em até 30% em
pavimentados no Brasil, apenas 20 mil km DINHEIRO – Na sua avaliação, há um supera- algumas rodovias. Isso desequilibra qualquer
estão sob concessão. Só de trechos federais, tivismo dos órgãos de controle? previsão de pagamento do projeto. Além disso,
são 65 mil km no total e 10 mil km conces- BORGES – Sempre existe, por conta da fragi- ainda houve a Lava Jato, e o BNDES disse
sionados. Os outros 55 mil km são admi- lidade do Executivo. À medida que não se que não ia financiar quem tivesse qualquer
nistrados pelo Departamento Nacional de impõe, o órgão de controle ocupa o espaço e mancha no cadastro. Com isso, projetos fica-
Infraestrutura de Transportes (Dnit), que passa a ditar a política pública e a intervir. ram inviáveis. Lamentavelmente, 5.000 km
não tem verba suficiente para a manuten- dessa terceira etapa de concessões foram
ção. Sem investimentos pesados, afetados, ou seja, 50% das vias con-
metade dessas rodovias ficará em má cessionadas. Se não resolver esse
situação de tráfego em 2025.
“Nenhum governo é um bom problema, o Brasil vai perder.
gestor de estradas”
DINHEIRO – Por que o governo não está DINHEIRO – Qual é a situação dessas
conseguindo leiloar novas estradas? empresas agora?
BORGES – O projeto não é feito ante- BORGES – Algumas estão esperando
cipadamente. O Brasil deveria ter uma posição do governo, que não
projetos em prateleira, para que cada aceitou repactuar os termos dos con-
governo pudesse escolher o que fazer tratos. Foi aventada, no segundo
a qualquer hora. O governo atual demo- semestre de 2016, a possibilidade de
rou e, depois de dois anos, mandou ao devolução amigável do trecho para
Tribunal de Contas da União (TCU), essas empresas em dificuldades, atra-
que pediu mudanças. Esperamos que vés da Medida Provisória 752. O texto
possa sair ao menos um edital de con- Problemas na BR-163 afetam o escoamento do agronegócio foi aprovado no Congresso e trans-

FOTO: DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 13


formado em lei em junho de 2017, mas pre-
cisa de um decreto de regulamentação que
Entrevista|César Borges
até hoje não saiu. Nesse meio tempo, o gover- que estamos seis vezes atrás da China, 16 saiu de R$ 5 para R$ 9 do pedágio. Foi ao
no se convenceu que precisava criar uma vezes atrás dos EUA ou da Europa. leilão adaptada e as empresas entraram e
saída para as concessões que não queriam ganharam com 50% de deságio. Elas acredi-
devolver e tinham capacidade de executar DINHEIRO – Há candidatos à Presidência que tavam que a demanda ia crescer. Não houve
os investimentos previstos. Editou uma nova defendem um peso maior do Estado no inves- aventureiras. Acreditaram nos números
Medida Provisória, que caducou. Ficou sem timento de infraestrutura. Faz sentido? apresentados, pensaram que estavam subes-
nenhuma solução. É preciso que se negocie BORGES – Tem de dizer de onde vai tirar esse timados na demanda de tráfego e que o Brasil
com as empresas uma saída, tipo a da Medida dinheiro, porque o Estado brasileiro hoje tem ia crescer mais. Só que isso não se realizou.
Provisória. Nela, o prazo para investimentos um déficit brutal, que não deve ser resolvido
foi prorrogado de cinco anos por até 14 anos. nos próximos oito, dez anos. O governo é um DINHEIRO – A presença pesada do BNDES não
A pior saída é a devolução. Vamos retroagir meio, não é o fim. criou um artificialismo?
em 5.000 km de rodovias que estão conces- BORGES – Não tenho dúvida de que a presen-
sionadas. Hoje, não tem novos investimentos, DINHEIRO –O senhor fala em crise do presi- ça do BNDES, financiando 75% com juros de
mas o nível de serviço das rodovias está sendo dencialismo de coalização e se queixa do trâ- 5,5% e mais 2% de spread, favoreceu a entra-
mantido. As empresas não têm condições de mite parlamentar de medidas do setor. Qual da de investidores. Foi isso que o governo
continuar assim. é a solução para o bom funcionamento insti- ofertou. Um ponto muito importante é que o
tucional do País? governo, para ter sucesso no leilão, apresen-
DINHEIRO – Que lição esse episódio deixa BORGES – Seria uma reforma política onde ta um ambiente idealizado, oferecendo ao
para o futuro? você pudesse ter um melhor relacionamento participante condições para que se sentisse
BORGES – Ninguém tinha bola de cristal entre Executivo e Legislativo, onde o atraído para fazer a oferta. E ele aventava
sobre a recessão. É tipo um acidente. Quando Legislativo aprove o que é importante ao que poderia ser financiado até 75% do pro-
acontece, tem de mitigar, minimizar. País. Não é isso que vimos na história recen- jeto. Com isso, as empresas vieram.
te. Ainda no governo Dilma se criou a pauta
DINHEIRO – Se tiver uma recessão amanhã, bomba. Não pode. A pauta é a favor do País. DINHEIRO – Um estudo do TCU apontou rea-
significa que outras empresas terão de devol- Hoje só se pensa numa política partidária juste acima da inflação mesmo com investi-
ver a concessão? de alcançar o poder. mentos não cumpridos nas rodovias conces-
BORGES – Sim, claro. Uma recessão dessa sionadas. Houve leniência do regulador?
não encontra cobertura em nenhuma segu- DINHEIRO – Na rodada de concessões de 2014, BORGES – Houve um equívoco por parte do
Sobre a devolução das concessões de rodovias

radora. Não se conhece uma companhia de houve um esforço para limitar a taxa de retor- tribunal. Não existe reajuste acima da infla-
seguros que possa, por maior que seja o no. Houve prejuízo para as ofertas? ção. O reajuste é feito em cima do reequilíbrio
prêmio, oferecer um seguro para uma rodo- BORGES – Não. A TIR (Taxa Interna de econômico do contrato. Quando faz um incre-
via que cubra uma recessão. Retorno) foi fixada inicialmente em 5,5%. mento de uma obra nova porque houve neces-
Depois elevamos para 7,2%. É apenas um sidade, quando tem uma lei que não existia,
DINHEIRO – O risco não era do concessio- dado para chegar ao valor máximo da tarifa. um imposto novo, uma lei de caminhoneiros
nário? Nas concessões de 2013, esse valor médio onde o eixo suspenso que era pago deixa de
BORGES – O risco é da empresa, mas ser pago, tem de reequilibrar. Tem
simplesmente ela não executa. Vai acréscimos tarifários em função
fazer o quê? Tomar o trecho? Pode “Governo Temer ficou muito na disso, não só a inflação. Há três
tomar. O governo pode caducar. área política. Não sobrou tempo métodos de reequilíbrio: através da
Pergunta se o Dnit e a ANTT querem para áreas específicas” tarifa, de extensão de prazo de con-
declarar a caducidade desses trechos? cessão ou o poder concedente pagan-
É o pior dos mundos. Além de ter do o investimento. O problema é que
problema judicial, vai demorar e o o TCU não quer nenhum.
usuário será prejudicado.
DINHEIRO – Como conseguir o melhor
DINHEIRO – Esse episódio pode afas- equilíbrio entre custo e qualidade?
tar investidores do Brasil? BORGES – Precisa saber se esse caro
BORGES – Não. O investidor está é real ou subjetivo. Ninguém gosta
ávido por bons projetos. Projetos de pagar. Numa estrada concessio-
factíveis, que tenham segurança nada há mais segurança, serviço
jurídica e possíveis de serem rea- de atendimento ao usuário, assis-
lizados. Se dividir o número de tência mecânica e médica. A estra-
rodovias duplicadas por quilôme- O presidente Michel Temer em reunião da Frente da mais cara no mundo é aquela
tros quadrados de área, vamos ver Parlamentar da Agropecuária que você não tem.

14 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: MARCOS CORREA


 

  
  
"

 

  
  


   
 
 






     

!
 
  

 
  


   

 ! 
FUNDADOR: DOMINGO ALZUGARAY  

 

( 1932 - 2017)

EDITORA
CATIA ALZUGARAY
CARTAS, E-MAILS E MENSAGENS

 


 
O Facebook volta a sorrir
"  
PRESIDENTE EXECUTIVO 
    

   
 
#    
  !
CACO ALZUGARAY   

  $     


      



   !
 
   
!
  

 
   

A maior sorte do Facebook foi


  ! 

     !
#   






  
     

saber manipular seus clientes.



 $  
 

DIRETOR EDITORIAL
Thiago Teodoro

  
CARLOS JOSÉ MARQUES Comentário via Facebook
DIRETOR DE NÚCLEO
Din1076_Ca
paFacebook
A.indd
1

CARLOS SAMBRANA
A desigualdade nossa
TEXTO de cada dia na conta de luz, nos combustí-
Redator-Chefe: Ralphe Manzoni Jr.
Editores: Cláudio Gradilone, Hugo Cilo, Gabriel Baldocchi e Márcio Kroehn A solução é emprego e educação. veis e nos planos de saúde.
Editor-Assistente: Moacir Drska
Reportagem: Carlos Eduardo Valim, Felipe Mendes, Leonardo Motta, Luana Meneghetti,
O Brasil precisa melhorar o ensi- Milton Cabianca
Pedro Arbex, Priscilla Arroyo e Rodrigo Loureiro no básico, construir mais uni- Comentário via Facebook
ARTE versidades federais, estaduais e
Diretor de Núcleo: Paulo Roberto Aloe
Chefe de Arte: Cinthia Behr polos de ensino de qualidade. O desafio de uma década
Diagramadores: Christiane Pinho, Iara Spina e Jefferson Barbato
Ilustração: Evandro Rodrigues (chefe), Fabio Luiz da Silva
Ireny Saint O plano dos políticos é acabar
Projeto Gráfico: Ricardo van Steen (colaborou Bruno Pugens) Comentário via Facebook com todas as conquistas dessa
ISTOÉ DINHEIRO ONLINE nação. Primeiro quebraram a
Editora: Geovana Pagel
Webdesign: Marianne Braack
Interessante o artigo e os dados indústria. Agora, querem acabar
apresentados. Gostaria muito com o agronegócio.
FOTOGRAFIA
Pesquisa: Bruno de Los Santos Fortuna Arquivo: Eduardo A. Conceição Cruz que essa questão fosse levada aos Isnard de Carvalho
debates, embora acredite que a Comentário via Facebook
CTI: Silvio Paulino e Wesley Rocha
possibilidade disso seja mínima.
APOIO ADMINISTRATIVO Aliás, vou além: acho que será Desordem e retrocessos, carac-
Gerente: Maria Amélia Scarcello. Secretária: Terezinha Scarparo
Assistente: Cláudio Monteiro. Auxiliar: Douglas dos Santos difícil até mesmo termos debates terísticas de um País que per-
Secretária em Brasília: Suely Melo
racionais. deu o rumo.
MERCADO LEITOR E LOGÍSTICA Daniel Miasato Luciano Passos
Diretor: Edgardo A. Zabala
Diretor de Vendas Pessoais: Wanderlei Quirino Comentário via Facebook Comentário via Facebook
Gerente OnLine e Projetos Especiais: Solange Chiarioni
Gerente Geral de Planejamento: Reginaldo Marques
Moeda mais forte “O mercado só voltará a
Central de Atendimento ao Assinante: (11) 3618-4566 de 2a a 6a feira das 9h às 20h30.
Outras Capitais: 4002-7334 Votarei em candidatos a presi- crescer quando passar a
Outras Localidades: 0800-888-2111 (exceto ligações de celulares)
Assine: www.assine3.com.br
dente, deputado federal e sena- ressaca da greve”
Exemplar avulso: www.shopping3.com.br dor que apresentarem plano Luz, gás, gasolina, plano de
PUBLICIDADE – Diretor Nacional: Maurício Arbex para o gigantesco déficit público. saúde, passagens, tudo está
Secretária da diretoria de publicidade: Regina Oliveira Diretoras de Publicidade: Ana Diniz
e Tida Cunha - Assistente: Valéria Esbano Gerentes executivos: João Fernandes, Luiz
Sem resolver o déficit público, o subindo. Sem contar as indús-
Sérgio Siqueira e Tânia Macena. Executivos de Publicidade: Andréa Pezzuto, Elizangela País continuará ingovernável. O trias quebrando.
Simões e Eric Prado - Coordenador: Gilberto di Santo Filho. Assistente Adm. de
Publicidade: Ederson do Amaral Contato: publicidade@editora3.com.br ARACAJU – SE: resto é paixão de torcidas por Tiago Silva
F[Zhe7cWhWdj[š=WX_d[j[Z[C‡Z_WšJ[b$0-/)(*,#*')/%///-.#./,(ÄBELÉM – PA:
=b‡Y_W:_eY[iWdeš:WdZWhWH[fh[i[djW‚[išJ[b$0/')(*(#)),-%/.'(+#(-+'ÄBELO seus candidatos. Comentário via Facebook
HORIZONTE ÄC=09ƒb_WCWh_WZ[Eb_l[_hWš'WF|]_dWFkXb_Y_ZWZ[BjZW$J[b$%\Wn0)')(/'#
,-+'%///.)#'-.)ÄCAMPINAS-SP – Wagner Medeiros – Wem Comunicação – (19)
Mário Eduardo
98238-8808. CURITIBA ÄFH0CWh_WCWhjW9hWYešC(9H[fh[i[djW‚[išJ[b$///,(#/++*
– FORTALEZA – CE: Leonardo Holanda – Nordeste MKT Empresarial – Tel.: (85) 98832-
Comentário via Facebook Mercado? Estou preocupado
(),-%)&).#(&).ÄGOIÂNIA–GO: Paula Centini de Faria – Centini Comunicação – Tel. com emprego, renda, saúde e
,(),(*#++-&%,(//(('#++-+ÄPORTO ALEGRE –HI0HeX[hje=_Wded_"BkYWiFedj[iš
HH=_Wded_9ecƒhY_eH[fh[i[djW‚[iBjZWšJ[b$%\Wn0+'))..#--'(%//)&/#',(,Ä Precisa aquecer a economia. O educação.
RECIFEÄF;07Xƒh_Z[iD_YƒWišDelWH[fh[i[djW‚[iBjZWšJ[b$%\Wn0.')((-#)*))%
99164-7948 – VILA VELHAÄ;I0:_Z_ce;\\][dš:_YWf[H[fh[i[djW‚[i[I[hl_‚eiBjZWš governo está andando na contra- Rafael Cafaro
J[b$%\Wn0(-)((/#'/.,%/..*,#**/)Ä INTERNACIONAL:=_bcWhZ[IekpW<Wh_Wš=I<
H[fh[i[djW‚[iZ[L[‡YkbeiZ[9eckd_YW‚[iBjZWšJ[b$0++''//',)#)&,(Ä
mão, aumentando preços de Comentário via Facebook
MARKETING E PROJETOS – Diretora: Isabel Povineli - MARKETING PUBLICITÁRIO – combustíveis, aumentando
Gerente: Maria Bernadete Machado. Criação - Redator: Bruno Modolo. Diretor de Arte:
Pedro Roberto de Oliveira impostos, deixando de investir
em infraestrutura e aumentando Fale conosco
Dinheiro (ISSN 1414-7645) é uma publicação semanal da Três Editorial Ltda. Redação e administração: Rua
William Speers, no 1.088, São Paulo-SP, CEP:&+&,-#/&&$J[b$0''),'.*(&&š<WnZWh[ZW‚€e0''),'.*'&/$
Sucursais: Rio de Janeiro: Av. Almirante Barroso no 63, sala 1510, tel.: 21 2107 6650 e fax 21 2107-6661, Brasília:
o custo da produção nacional. Cartas para esta seção, com endereço, RG e
SCS, Quadra 2, BL. D, Ed. Oscar Niemeyer, sala 201 a 203, tel.: 61 3321 1212 e fax 61 3225 4062.
Dinheiro não se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos assinados.
Henrique Rodrigues telefone, devem ser remetidas para: Diretor de
Comercialização e Distribuição: Três Comércio de Publicações Ltda. Comentário via Facebook Redação, DINHEIRO, Rua William Speers, 1.088,
Rua William Speers, 1212 – São Paulo-SP.
Distribuição exclusiva em bancas para todo o Brasil: FC Comercial e Distribuidora S.A.,
Lapa, São Paulo - SP, CEP 05067-900. Fax: (011)
3618-4109. Internet: Acesse o portal www.istoe-
Rua Dr. Kenkiti Shimomoto, 1678, sala A – Osasco-SP. Tel.: 11 3789 3000
Impressão: OCEANO INDÚSTRIA GRÁFICA LTDA. Rodovia Anhanguera, Km 33, Como vai conseguir combater a
dinheiro.com.br, escreva mensagens nas pági-
Rua Osasco, nº 644 – Parque Empresarial – CEP 07750-000 – Cajamar – SP.
inflação com um rombo maior a nas da revista nas redes sociais ou mande
cada dia dos gastos da elite e-mail para faleconosco@istoedinheiro.com.br.
governamental? Enquanto isso, As cartas e mensagens poderão ser editadas
vamos acumulando aumentos, em razão de seu tamanho ou incompreensão.

Dinheiro 11/07/2018 15
AS DÍVIDAS ATRASADAS DA SUA
EMPRESA ESTÃO DEIXANDO
sua cabeça
em outro lugar?

SAC CAIXA – 0800 726 0101


(informações, reclamações, sugestões e elogios)
Para pessoas com deficiência auditiva
ou de fala – 0800 726 2492
Ouvidoria – 0800 725 7474
facebook.com/caixa
twitter.com/caixa | caixa.gov.br
NEGOCIE SUAS DÍVIDAS
ATRASADAS COM A CAIXA.
É mais fácil do que você imagina.
Informe-se no site, por telefone ou faça
sua proposta numa agência e aproveite
as condições especiais. Assim, você fica
com a cabeça tranquila e as contas em dia.

•Descontos no pagamento à vista.


•Parcelamento em até 96 meses.
•Condições adequadas para cada caso.
www.caixa.gov.br/negociar
0800 726 8068
ECONOMIA

A corrida dos
INCENTIVOS
Greve dos caminhoneiros acirra batalha de lobbies setoriais por
desonerações e antecipa debate sobre o custo dos programas para
a sociedade. Revisão dos benefícios está na agenda dos presidenciáveis
Gabriel BALDOCCHI

18 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: FABIO MOTTA (AE)


tar o fim dos benefícios fiscais. É só o
EM BUSCA DE
VENCEU A
PRESSÃO: começo de uma disputa que se acentu-

INCENTIVO
greve dos ará nos próximos os anos, na medida em
caminhoneiros
paralisou o País em que os incentivos passem por uma espe-
maio e obrigou o rada revisão. Os benefícios tributários Evolução das desonerações federais. Gasto
governo a conceder federais mais que triplicaram ao longo
público mais que triplicou em uma década
benefícios para (em R$ bilhões)
de uma década e somam hoje quase
subsidiar o diesel.
Recursos foram R$ 300 bilhões, cerca de 4% do PIB, ante 2003 77
retirados de uma média mundial de 2% do PIB. São 2004 75
outros setores recursos preciosos em meio à frágil 2005 85
condição das contas públicas da União.
Para atender ao pleito dos caminho-
2006 123
neiros, o governo decidiu revogar pro- 2007 120
gramas setoriais de redução tributária 2008 157
na indústria química, dos fabricantes de 2009 189
bebidas instalados na Zona Franca de 2010 211
Manaus e de um mecanismo de com-
pensação do resíduo tributário aos
2011 222
exportadores, o Reintegra. Também 2012 252
houve um enfoque mais firme para 2013 291
aprovar a reoneração da folha de paga- 2014 315
mentos no Legislativo. As medidas 2015 304
garantiram cerca de R$ 4 bilhões em
espaço no orçamento federal para subsi-
2016 273
diar o custo do diesel. Como no vaivém 2017 270
sobre a tabela do frete, agora fica claro 2018 283
que a decisão foi tomada no calor da
pressão. “Foi desespero político”, afirma Medidas de compensação para subsídio ao diesel
José Augusto de Castro, presidente da Fim do Regime Especial da
Associação de Comércio Exterior do 1 Indústria Química (Reiq)
Brasil (AEB). “Naquele momento, aque-
le setor era poderosíssimo, não tínha- 2 Redução do Reintegra (exportadores)
mos condição de lutar contra. Redução do benefício de IPI bebidas
Exportação não dá voto.” 3 Zona Franca de Manaus
A entidade chegou a enviar uma 4 Reoneração da folha de pagamentos
carta ao governo alertando sobre os ris-
Fonte: Orçamento de Subsídios do Ministério da Fazenda
cos da revisão no Reintegra, mas acabou

O
s protestos na votação da vencida. As perdas são estimadas em exterior tem a desvantagem de ser mais
tabela de preço do frete no US$ 4 bilhões nas exportações brasilei- disperso do que outras categorias.
Congresso Nacional, na ter- ras. As negociações seguem em Brasília “Sabemos que não temos força políti-
ça-feira 3, escancararam e buscam garantir a continuidade do ca”, afirma Castro. “Se naquela época
um embate entre os setores a favor e programa Reintegra em 2019. A ideia é tivesse uma coisa organizada e um peso
contra a medida que criou um valor tentar sensibilizar também os assesso- político, com certeza teríamos sido cha-
mínimo para o custo do transporte res econômicos dos principais presiden- mados para conversar.”
rodoviário no País. Caminhoneiros de ciáveis. O trabalho deve ganhar um O foco do trabalho é tentar dissociar
um lado e o agronegócio do outro reforço em breve, com a formação de o Reintegra do conjunto dos outros
exibem a força de articulação em uma frente parlamentar comercial no benefícios, sob o argumento de que tra-
Brasília. A greve da categoria, em maio, Congresso, a bancada dos exportadores ta-se de uma compensação dos resíduos
mostrou o poder de pressão do grupo de no Legislativo. Para Castro, na batalha tributários acumulados pelos exporta-
transportadores e deflagrou uma corri- pelos programas governamentais, o dores ao longo da cadeia, calculado hoje
da dos outros setores afetados para evi- grupo das companhias que vendem ao em 6%, na média. Além das negociações

Dinheiro 11/07/2018 19
ECONOMIA

com o governo e com os parlamentares,


a revisão do Reintegra está sendo con-
testada na Justiça.
A indústria química também deve
buscar a via judicial. As perdas são esti-
madas em R$ 2 bilhões com o programa
voltado às exportações. Há ainda mais
R$ 1 bilhão de prejuízo com o fim do
Regime Especial da Indústria Química
(Reiq), encerrado com a greve dos cami-
nhoneiros. “Acredito que temos bons
argumentos para demonstrar aos depu-
tados que é um absurdo eliminar o
Reiq”, afirma Fernando Figueiredo,
presidente da Associação Brasileira da
Indústria Química (Abiquim). “Todo

QUANTO
mundo fez os cálculos contado com isso,
mas como no governo só se pensa no
O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid
mês seguinte, eles acham que na indús- (esq.), detalha aos parlamentares o valor
tria a gente faz o memo.”
O programa da indústria química
estava previsto para acabar em 2021,
CUSTA? gasto com os incentivos fiscais. Maioria das
desonerações não tem data para acabar
com uma redução gradual. A queixa do
setor se dá principalmente pela dificul- pré-candidatos à Presidência já se posi- teto de gastos, uma vez que eles são
dade do fator surpresa, de revisão da cionou a favor de uma redução nas deso- contabilizadas como despesa. Já
noite para o dia de um item de custo, nerações. O grupo ligado ao pededista aumentos na carga tributária não
um movimento escancarado pelo episó- Ciro Gomes, por exemplo, indicou a pre- teriam efeito sobre a regra que impôs o
dio da greve dos caminhoneiros. Para tensão de cortar em 15% os incentivos. limite. Uma análise do Tribunal de
Figueiredo, o debate sobre a necessida- A discussão acontece antes mesmo Contas da União (TCU) mostrou que
de de acabar com um incentivo é legíti- do ano que vem. O relator da lei orça- 85% dos incentivos não têm data para
mo, mas deve respeitar uma previsibili- mentária de 2019, senador Dalirio acabar e que 44% deles não passam por
dade. “O governo perdeu o controle”, Beber (PSDB-SC), incluiu no seu pare- uma fiscalização de um órgão gestor.
afirma o dirigente. “Criaram a tabela de cer uma previsão para que o governo Entre as renúncias contabilizadas, a
frete que é outra bobagem e fizeram a apresente um plano de revisão dos mais expressiva é a do regime do
bolsa Petrobras em detrimento dos incentivos capaz de reduzir os gastos Simples, de R$ 80,6 bilhões, seguida de
setores industriais.” pela metade em dez anos. Trata-se ape- isenções previstas no Imposto de
Em geral, os programas setoriais nas de uma das muitas medidas elabora- Renda, de R$ 27 bilhões. Também
foram criados para compensar a falta de das no texto para resolver o desafio fis- pesam na conta a Zona Franca de
competitividade estrutural do País. Os cal. Desde de 2014, as contas do governo Manaus (R$ 24,2 bilhões), as desonera-
representantes das entidades beneficia- estão no vermelho, quadro que não deve ções da cesta básica (R$ 24,2 bilhões) e
das defendem que seria precisar atacar ser revertido antes de 2021. “Há duas as entidades sem fins lucrativos (R$
os problemas crônicos antes de revisá- opções, ou resolve via desonerações ou 23,6 bilhões). Nem todos, portanto, são
los, como numa reforma tributária, com o aumento de impostos”, diz Luis passíveis de revisões imediatas. Basta
além de um esforço maior do governo Otavio Leal, economista-chefe do banco imaginar o que aconteceria com o polo
para reduzir o tamanho do Estado. Para ABC Brasil. “Obviamente que, por justi- de Manaus numa reoneração abrupta.
um grupo de economistas, porém, a revi- ça social, é melhor tirar benefícios espe- De qualquer forma, está previsto um
são deve ser feita de imediato, em parale- cíficos do que onerar a sociedade.” acirramento de tensão entre os benefi-
lo ao debate das reformas. Esse momen- Há uma razão a mais para que o ciários. Caberá ao próximo presidente
to parece estar cada vez mais próximo. A ajuste se dê via retirada de subsídios. escolher as brigas que valem a pena, na
maioria dos assessores econômicos dos Essas mudanças ajudarão a cumprir o busca pelo maior retorno à sociedade.

20 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: DIVULGAÇÃO


ECONOMIA

Nova onda de incertezas globais gera alerta em economias menos

TORMENTA NOS
EMERGENTES
Leonardo MOTTA

VITÓRIA
CONTESTADA:
manifestantes tomam
as ruas de Istambul, na
Turquia, após a vitória
de Erdogan nas urnas.
A inflação do país
atinge especialmente
os preços de alimentos.
No destaque, Erdogan
comemora, ao lado
da esposa Emine,
a vitória nas urnas
na capital Ankara

22 Dinheiro 11/07/2018
maduras e revive o risco de calotes nos países mais fragilizados

M
ergulhada numa tormenta
econômica, a Turquia
viveu, no fim de junho,
dias de tensão no pleito
que elegeu o presidente
Recep Tayyip Erdogan
para um mais um manda-
to de cinco anos. Ao
menos quatro mortes foram contabiliza-
das por entidades de direitos humanos.
Figura controversa, no poder desde 2003,
Erdogan já viveu dias mais duros na políti-
ca, mas terá pela frente seu maior desafio
no campo econômico ao longo da nova
gestão: estancar os efeitos da recente fuga
de investidores, o derretimento da moeda
local, a lira, e o risco de um potencial calo-
te da dívida. Ao lado da Argentina, o país
virou o símbolo da fragilidade das econo-
mias emergentes em meio à nova onda de
volatilidade global. Os efeitos se espalham
por todo o grupo das nações menos madu-
ras e são sentidos de formas diversas de
acordo com as blindagens construídas ao
longo dos últimos anos.
Além dos dois países, a lista inclui o
Brasil e emergentes como a Índia, a África
do Sul e a Rússia. A principal origem da
turbulência é a maior economia do
mundo. Em ritmo forte de crescimento e
com baixo desemprego, os Estados Unidos
se preparam para uma aceleração da alta
nos juros. A expectativa é que o Fed, banco
central americano, eleve as taxas em mais
três vezes até o fim do ano, de 1,75% a 2%

FOTO: AFP PHOTO / YASIN AKGUL | PRESIDENCY PRESS SERVICE VIA AP, POOL Dinheiro 11/07/2018 23
ECONOMIA

SOB PRESSÃO: Anfitriã da Copa do Mundo, a Rússia, liderada pelo presidente Vladimir Putin (à esq.), interrompeu seu movimento de queda dos juros. Na
Argentina, o presidente Mauricio Macri negociou com a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, um resgate de US$ 50 bilhões

atualmente (nos EUA não é designado mais brusco de saída de investidores. não está descartado e a inflação chegou
um único valor), para até 2,75%. Como Em geral, os economistas consideram a 15,39% no acumulado o ano, uma vez
os títulos da dívida americana são con- que o nível de déficit externo ideal para que boa parte dos bens consumidos
siderados os mais seguros do mundo, evitar problemas maiores é inferior a internamente é importada. Com maio-
qualquer elevação é suficiente para 3% do PIB. A fragilidade é fruto de ria mulçumana e vizinho de nações
atrair investidores e deflagrar uma cor- empréstimos obtidos recentemente como a Síria e o Iraque, o país também
rida de volta ao país de Donald Trump. para financiar estímulos voltados à eco- passou a ser fruto de desconfiança pela
Reduz-se, assim, a liquidez que estava nomia nos últimos anos. situação política. Erdogan é visto por
disponível e que ajudou a estimular A lira turca foi uma das moedas que muitos como um ditador, disposto a
economias por todo o mundo. Aos mais se desvalorizam desde o início do intervir fortemente na economia. Ele
emergentes, a consequência é uma ano. O tombo foi de pouco mais de 20% promoveu uma mudança constitucional
depreciação das moedas locais, com no período. Para frear esse movimento e que extinguiu o cargo de primeiro-
efeitos negativos na dívida externa, nos a fuga de recursos, os juros foram eleva- ministro e aumentou os poderes dos
juros, na inflação e no crescimento. dos de 8%, em janeiro, para os 16,25% próximos presidentes, além de ter ante-
Enquanto os juros americanos não atuais. Ainda assim, o risco de que o cipado as eleições em mais de um ano,
subiam, o mundo caminhava pratica- governo tenha de recorrer ao auxílio do para evitar o contágio da situação eco-
mente em sintonia, com aceleração do Fundo Monetário Internacional (FMI) nômica no pleito.
PIB em praticamente todos os países.
Agora, a situação é de descompasso. “A
gente vive um momento peculiar, com
uma dessincronização da economia glo-
MEDIDAS EXTREMAS
bal”, afirma Lívio Ribeiro, economista Os bancos centrais dos emergentes elevaram as taxas básicas de juros
diante da depreciação frente ao dólar. Alguns, como o Brasil, tinham até iniciado
da Fundação Getulio Vargas (FGV). “A um movimento de queda, mas deverão mudar os planos
economia americana continua crescen- Atual taxa básica Taxa básica Desvalorização moeda
do e o resto mostra sinais de desacelera- de juros de juros em janeiro (janeiro a junho)
ção.” A Turquia é particularmente Argentina 40,00% 28,75% 45%
emblemática, pois as condições internas
Turquia 16,25% 8,00% 22%
acentuam a volatilidade externa. O país
México 7,75% 7,25% 2%
registra os chamados déficits gêmeos,
Rússia 7,25% 7,75% 9%
nas contas públicas do governo, de -1,5%
Brasil 6,50% 7,00% 15%
do PIB, e nas transações com o exterior,
Africa do Sul 6,50% 6,75% 10%
em quase -6% do PIB. Esse último é o
Índia 6,25% 6,00% 7%
mais alarmante porque indica um risco
de calote, diante de um movimento Indonésia 4,75% 4,25% 5%
Fontes: Bancos centrais

24 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: POOL/GETTY IMAGES | DAVID FERNANDEZ/POOL VIA REUTERS


Além dos juros americanos e a
redução da liquidez global, a alta do
petróleo contribui para aprofundar os
TAREFA
problemas na maior parte dos emer- INGRATA:
gentes, ao aumentar a inflação e o O presidente do
rombo com o exterior. Depois de cair Banco Central, Ilan
Goldfajn, deverá
para próximo de US$ 30, em 2016, o
manter o real em alta,
barril voltou a rondar a casa dos US$ sem espantar o
80 neste ano. “A Turquia é uma gran- investidor estrangeiro
de importadora líquida de petróleo.
Com isso, o déficit de conta corrente de de um auxílio do fundo, o governo aprendeu com os erros do passado”,
deles naturalmente piora”, diz Ribeiro. Macri, que acumula US$ 60 bilhões afirma Luciano Rostagno, estrategis-
No bojo das incertezas, entra ainda um em reservas, decidiu pedir socorro ta-chefe para a América Latina do
fator adicional recente que também antecipadamente. O empréstimo Banco Mizuho do Brasil. “A crise no
tem origem nos Estados Unidos. As emergencial de US$ 50 bilhões ajuda Brasil ajudou as nossas exportações e
consequências das barreiras comer- a acalmar os investidores ao mesmo as nossas reservas internacionais
ciais levantadas pelo presidente tempo em que desperta velhas feridas agora são de US$ 380 bilhões. Isso dá
Trump são cada vez mais evidentes e internas, com os argentinos traumati- garantia ao mercado internacional.”
restringem mercados de quaisquer zados pelas duras políticas de austeri- Isso não significa, porém, um iso-
produtos exportados, além de gerar dades impostas pelo FMI no início lamento completo das condições
uma desconfiança global. dos anos 2000. adversas. O real acumula uma desva-
Na América Latina, a Argentina, Pelo mundo, os juros mostram lorização de 15% desde janeiro. E,
liderada por Mauricio Macri, é a maior como os emergentes vem sendo afeta- diante do cenário externo desafiador,
vítima do maremoto global. Recém- dos de maneira diversa. Na Índia e na o Banco Central decidiu interromper
reintegrada aos mercado financeiros Indonésia, as taxas voltaram a subir, o corte nos juros básicos antes do
mundiais, após mais de uma década enquanto na África do Sul e Rússia foi previsto, surpreendendo o mercado
isolada por causa do calote de 2001, o necessário interromper o movimento ao mantê-lo em 6,5%.
país fez uma onda de captações em prévio de queda recente. No México, a O quadro da economia americana
dólar em meio ao período de liquidez eleição de Andrés Manuel López sugere um período de tormenta pro-
disponível. Agora, porém, se vê diante Obrador, um esquerdista que propõe longado adiante. A indicação é de que
de maior exposição. Há ainda uma aprofundar as intervenções na econo- a volatilidade veio para ficar e que os
forte dependência das importações mia, aumentou as dúvidas quanto ao emergentes devem manter o estado
para itens básicos de consumo. “Os paí- futuro do país. Em meio às incertezas, de alerta. “As condições financeiras
ses que tiveram maior queda na moeda o banco central mexicano elevou os na maioria dos emergentes de fato
foram aqueles que o mercado identifi- juros para 7,75% ao ano (leia mais na não pioraram tanto quanto na
cou como sendo mais vulneráveis, com reportagem da página 26). Argentina e na Turquia”, diz William
grande déficit em conta corrente e um Jackson, economista sênior para mer-
baixo nível de reservas internacionais”, SOLIDEZ No passado, seria natural cados emergentes da consultoria bri-
afirma Desmond Lachman, economista elencar o Brasil no grupo dos mais tânica Capital Economics. “Os ventos
do think tank americano American fragilizados. Na década de 1980, crises indicam, porém, mais dificuldades à
Enterprise Institute (AEI) e ex-vice externas costumavam colocar a eco- frente.” Para o Brasil, há no momento
diretor de Políticas de nomia no país da lona. Chegaram até um alerta adicional. O calendário
Desenvolvimento do FMI. O peso a forçar a moratória e anos de baixo eleitoral sugere aumento histórico de
argentino depreciou 45% desde janeiro crescimento. Agora, a inflação está incertezas, movimento que ganhou
e a resposta do banco central local foi abaixo da meta, o déficit externo é força neste ano com o risco de vitória
elevar os juros de 28,75% para 40%, o inferior a 1%, somente 3% da dívida de populistas. “Os países podem se
maior nível do mundo (confira as prin- brasileira estão indexadas em moeda tornar menos vulneráveis, resolvendo
cipais taxas na tabela da pág. 22). estrangeira – em 2002, esse valor era problemas como diminuição de dívida
Enquanto na Turquia os cerca de de mais de 20% – e o País possui um pública”, afirma Lachman do AEI.
US$ 100 bilhões de reservas interna- colchão mais do que suficiente de “No Brasil, não vejo como isso será
cionais ajudam a afastar a necessida- reservas internacionais. “O Brasil possível antes do próximo pleito.”

FOTO: ALAN SANTOS/PR | AP, POOL Dinheiro 11/07/2018 25


ECONOMIA

GUINADA À
Com discurso
populista, Andrés
Manuel Lopéz
Obrador vence

ESQUERDA
eleições as mexicanas
e subverte a pauta
liberal predominante
em pleitos na
América Latina
Leonardo MOTTA

E
m comparações estatísticas estatal. O novo líder mexicano chegou a defender em sua Ex-governador do Distrito Federal
nacionais, o México guarda se- campanha a reestatização de companhias do setor elétrico da Cidade do México, ele se mostrou
melhanças com o Brasil. O país que foram privatizadas. Agora, eleito com 53% dos votos, resistente às pressões empresariais
ostenta o segundo maior PIB abranda seu discurso para tentar amainar a desconfiança ao criticar as privatizações e se opor
da América Latina, atrás ape- do mercado. Qual lado prevalecerá? à construção de um novo aeroporto
nas do brasileiro, e uma população A vitória do esquerdista Obrador vai na contramão dos na Cidade do México com recursos
de 122 milhões de habitantes, ante os principais países da América Latina, onde nomes como públicos que poderiam ser usados
208 milhões do parceiro sul-ameri- Maurício Macri, na Argentina, Sebastian Piñera, no Chile, em outras áreas. Sua vitória passou a
cano. Na política econômica, os dois e Iván Duque, na Colômbia, venceram os pleitos com uma ser temida por investidores interna-
países devem, em breve, tomar rumos defesa do ideal liberal que agrada os investidores. Com uma cionais com receio de mais inter-
distintos. A eleição do esquerdista economia dependente das exportações aos Estados Unidos, venções na economia num momento
Andrés Manuel Lopéz Obrador, do o México se tornou um grande produtor de manufaturas em que a onda de incertezas globais
Movimento da Regeneração Nacional baratas, após integrar o Tratado Norte-Americano de Livre já afeta os indicadores mexicanos
(Morena), em 1o de julho, iniciará um Comércio (Nafta, na sigla em inglês), em 1994. Dessa forma, (leia mais na pág. 22). O tom mudou,
mandato mais voltado à área social superou a média de crescimento dos pares latinos nos últi- porém, após o resultado das urnas.
e pautado por uma presença maior mos anos, sem conseguir, porém, garantir uma melhoria de “As mudanças serão profundas, mas
do Estado na economia. A gestão qualidade de vida da população. A criminalidade explodiu com apego à ordem estabelecida”,
brasileira, por outro lado, segue os nos últimos 20 anos com o fortalecimento dos cartéis inter- afirmou o novo presidente, após a
esforços para alcançar uma redução nacionais de drogas, transformando-se num dos principais confirmação da vitória. “Haverá
desafios do governo. Somente liberdade empresarial, de expressão,
em 2017, foram assassinadas no de associação e de crenças.” Trata-se
país 23 mil pessoas. de um tema que interessa também
Não à toa, o discurso de ao Brasil, que tem o México como
Obrador focou o tema da vio- seu sétimo parceiro comercial.
lência, além da melhora nas Dois dias depois da vitória, após
aposentadorias e do esforço uma reunião com o atual presidente
para ampliar o acesso dos jo- Enrique Peña Nieto, Obrador fez um
vens ao mercado de trabalho. novo aceno ao mercado financeiro,
detalhando um plano econômi-
co mais conservador. Nele, estão
FORA DO PADRÃO: contidos a independência do Banco
o sentimento antipolítico entre Central, a legalidade dos contratos de
a população mexicana, como
no Estado de Michoacan, privatizações já realizados e a impor-
explica a vitória de Obrador tância de investimentos estrangei-
com 53% dos votos ros. O mandatário também agendou

26 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: VCG/VCG VIA GETTY IMAGES | WANG HUAN | NELSON CHING/BLOOMBERG VIA GETTY IMAGES | DIVULGAÇÃO
HOMEM DE
CONTRADIÇÕES:
em seu discurso de
vitória, Obrador
acenou para setores
mais conservadores,
apesar do tom
radical adotado
durante a campanha

de imediato um encontro com empresários e nomeou para Se ele começar com medidas mais neu-
PLANO o cargo de ministro da Fazenda Carlos Urzúa, economista tras, talvez enfrente algum conflito”,
que trabalhou na gestão de Obrador na Cidade do México afirma Patrícia Krausse, economista
CONTRADITÓRIO e com credibilidade no empresariado. A dúvida é como os da seguradora de crédito Coface. “Por
Radical durante a campanha, acenos serão recebidos pelo seu eleitorado e sua base de um lado parece que ele quer acalmar
Obrador apresentou uma apoio no Legislativo. os investidores, mas, por outro, quer
proposta mais branda para a Os discursos do novo mandatário, que incluíram temas continuar com um viés populista.”
economia. Confira: como o combate à corrupção, o ajudaram a se dissociar A preocupação externa dos mexica-
do desgaste político de siglas tradicionais, apesar de já nos é o que deve definir o sucesso ou não
Disciplina fiscal ter concorrido sem sucesso a outras duas eleições presi- de seu governo, na turbulenta relação
denciais. Há mais de 70 anos, o Partido Revolucionário com os Estados Unidos. Além da imi-
Independência do Banco Central Institucional (PRI), do atual presidente, possuía hegemo- gração, a renegociação do Nafta, um dos
nia quase completa no poder, com exceção das eleições de temas favoritos do presidente Donald
Possível reversão de 2000 e 2006, que colocaram o Partido de Ação Nacional Trump, estará na pauta de discussão.
privatizações no setor elétrico (PAN) na presidência. As duas siglas, de centro-direita, Se Obrador fizer concessões demais ao
acabaram se tornando símbolo do establishment mexica- vizinho, poderá perder o apoio que o
Renegociação do Nafta no. “Obrador soube aplicar a importância de se conectar colocou no cargo. Até agora, o contato
com as pessoas”, afirma Duncan Wood, diretor do Mexico entre os dois presidentes foi amigável,
Aumento de pensões para idosos Center, braço mexicano do instituto americano de relações com direito a um parabéns público
internacionais Wilson Center. Os candidatos dos partidos de Trump no Twitter e uma conversa
Estímulo à produção tradicionais, Ricardo Anaya (PAN) e José Antonio Meade por telefone, descrita por ambos como
agrícola local
(PRI), obtiveram, respectivamente, 22% e 16% dos votos na agradável. “Se ele não souber negociar
última votação. o Nafta, terá problemas com o público
Construção de refinarias
Manter um diálogo com o mercado pode acabar mexicano”, afirma Wood.“Tudo foi bem,
parecendo uma contradição, não só para a população mas há muito que pode dar errado.” Só
Cancelamento de construção
de novo aeroporto da quanto para os novos membros do Legislativo, compos- a partir da posse, em 1o de dezembro,
Cidade do México tos, em sua maioria, por candidatos da coligação do seu é que será possível saber qual Obrador
partido, o Morena. “A base do congresso será esquerdista. sentará na cadeira de presidente.

Dinheiro 11/07/2018 27
SHUTTERSTOCK
apresenta

A energia que
movimenta o campo

Placas para captação de energia solar


reduzem a conta de eletricidade do
produtor rural. Abaixo, biodigestor:
programa gera transferência tecnológica

Parceiro histórico do produtor rural e maior financiador


do agronegócio no País, o Banco do Brasil lidera o apoio
ao crédito para o setor com soluções convencionais e
digitais, além de garantir recursos para a geração de
energia alternativa e renovável

O
Banco do Brasil mantém-se histo- pação no SFNCR e saldo de R$ 184,7 bilhões
ricamente como o principal agente em sua Carteira de Crédito Agro, o Banco do
financeiro do agronegócio no país e se Brasil aprimora de maneira continuada as so-
orgulha de ser o maior parceiro do produtor luções que visam atender da melhor maneira
rural. O BB procura entender as necessida- quem se dedica à atividade rural. Sempre
des de cada cliente, seja ele agricultor fami- valorizando o relacionamento e a proximi-
liar, médio ou grande produtor, agroindústria dade com o cliente, o BB está em processo
DIVULGAÇÃO

ou cooperativa. Além de ser líder no mercado constante de aperfeiçoamento e inovação


de crédito para o setor, com 59% de partici- dos canais de atendimento, o que permite
Produzido por
Informe Publicitário
oferecer aos clientes soluções digitais e SOLUÇÕES DIGITAIS BB
convencionais cada vez mais ágeis, seja Custeio Agropecuário Digital
por meio dos correspondentes bancários,
Nova opção do BB para facilitar o envio da proposta de custeio agrícola e/ou pecuário
agências de relacionamento, atendimento
especializado ou pelas soluções via internet (bovinocultura, avicultura e suinocultura), diretamente pelo App do Banco do Brasil,
e mobile. A melhoria nos processos permite utilizando o smartphone como canal, de forma simples, ágil e moderna.
imprimir maior agilidade na concessão de
crédito, além de oferecer mecanismos de Investimento Agro Digital
proteção ao produtor rural. Solução disponível para todos os clientes Produtores Rurais que desejam financiar a
aquisição de máquinas, equipamentos agrícolas ou veículos, desde que atendam as
condições gerais de crédito definidas pelo Banco do Brasil.
PROGRAMA
AGRO ENERGIA Gerenciador Financeiro Produtor Rural
Lançado em abril de 2017 para atender
produtores rurais e cooperativas, o programa A mais completa solução de internet para o produtor rural pessoa física, permite
Agro Energia do Banco do Brasil tem por ao cliente fazer diversas transações, como transferir valores para outra conta, fazer
finalidade reduzir o custo de produção, pagamentos, aplicações financeiras, gestão de cobrança, das operações de crédito
promover a autossuficiência na geração de rural e em breve câmbio e comércio exterior.
energia, incentivar a produção e utilização
de energia limpa. Atendendo à Resolução
Normativa 482 da Agência Nacional de AS LINHAS DE CRÉDITO
Energia Elétrica (ANEEL), de 17 de abril de
2012 (marco regulatório que permitiu aos PARA A ENERGIA RURAL
consumidores realizar a troca da energia As sete linhas de crédito disponíveis preveem tetos de investimentos
gerada com a da rede elétrica), bem como entre R$ 165 mil (agricultura familiar) a R$ 150 milhões
a Resolução Normativa 687 que entrou em (cooperativas). Na modalidade Investe Agro, voltada para a agricultura
vigor em 01 de março de 2016 e definiu a empresarial, não há teto para o financiamento, embora as taxas de
potência limite para micro e minigeração juros sejam maiores. Conheça a seguir as modalidades de investimento,
(leia os conceitos no quadro abaixo), limites, prazos e taxas de juros do mais completo programa de incentivo à
o programa prevê financiamento para geração de energia para o campo no País.
implantação de usinas geradoras de energias AGRICULTURA FAMILIAR:
alternativas e renováveis, nas atividades PRONAF ECO: até R$ 165 mil, até 10 anos, juros de 2,5% aa
solar, biomassa e eólica.
Além de transferir novas tecnologias ao MÉDIO PRODUTOR:
campo e garantir a regulação ambiental, o PRONAMP: R$ 430 mil, até 08 anos, juros de 5,86 a 6,76%
programa permite a manutenção da renda
AGRICULTURA EMPRESARIAL:
do produtor rural. Em Rio Verde (GO), a
FCO RURAL: até R$ 30 milhões, até 12 anos
economia proporcionada em um projeto de
INOVAGRO: até R$ 1,3 milhão, até 10 anos, juros 6,0% aa
geração de energia solar para a aviários
INVESTE AGRO: R$ não há teto, até 05 anos
é ainda maior, com 98% de redução de
despesa. A partir de um investimento de R$ COOPERATIVAS:
2,1 milhões, com prazo 10 anos, a conta PRONAF AGROINDÚSTRIA: até R$ 35 milhões, até 10 anos, juros de 4,6% aa
mensal de energia é reduzida de R$ 16 mil PRODECOOP: até R$ 150 milhões, até 10 anos, juros de 7,0% aa
para apenas R$ 320.

MICROGERAÇÃO DISTRIBUÍDA
Central com potência instalada até 75 kW que utilize cogeração de fontes renováveis de energia elétrica, conectada na rede
de distribuição.

MINIGERAÇÃO DISTRIBUÍDA
Potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 MW para fontes hídricas ou menor ou igual a 5 MW para
cogeração qualificada ou para as demais fontes renováveis de energia elétrica, conectada na rede de distribuição.

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DE ENERGIA


Da energia excedente gerada pela unidade geradora, receberá crédito em energia (kWh) a ser utilizado para abater o
consumo dos meses subsequentes. Os créditos de energia gerados poderão ser utilizados em até 60 meses.
CAPA

A GE
busca uma
Pedro ARBEX

UM DOS PRINCIPAIS SÍMBOLOS DO CAPITALISMO,


A GENERAL ELECTRIC ENFRENTA UMA CRISE SEM
luz
PRECEDENTES. PARA SE REERGUER, A EMPRESA TERÁ DE
CUMPRIR UM RIGOROSO PLANO DE REESTRUTURAÇÃO.
UM NOVO EPISÓDIO COMPLICA AINDA MAIS A SITUAÇÃO:
DAURIO SPERANZINI JUNIOR, CEO PARA A AMÉRICA
LATINA, FOI PRESO, NESTA SEMANA, NA LAVA JATO

a tarde de quarta-feira 4, Daurio Speranzini Junior, presidente para a América


Latina da gigante americana General Electric (GE), receberia a reportagem da
DINHEIRO para detalhar os impactos da reestruturação global da companhia,
anunciada há menos de duas semanas, na subsidiária brasileira. O encontro, que
aconteceria na sede da filial, no Jardim Panorama, região nobre da cidade de São
Paulo, não chegou a acontecer. Na manhã daquele dia, o executivo foi levado à
sede da Polícia Federal, onde foi preso na operação Ressonância, um desdobra-
mento da Lava Jato que investiga fraudes em licitações do setor de saúde. A prisão
do principal nome da GE na América Latina é o drama mais recente de uma série
de problemas envolvendo o conglomerado industrial, fundado em 1892, pelo
inventor da lâmpada elétrica Thomas Edison.

30 Dinheiro 11/07/2018 MONTAGEM SOBRE FOTO: ISTOCK


O QUE É A GENERAL
ELECTRIC?
Fundação
1892
País de origem
Estados Unidos
Número de funcionários
313 mil
Presença pelo mundo
130 países
Receita líquida
US$ 122 BILHÕES*
Prejuízo líquido
US$ 6,2 BILHÕES*
Receita líquida no Brasil
US$ 3,8 BILHÕES*
Fonte: empresa – *Em 2017
CAPA

DENÚNCIA Acima, um trecho do pedido de prisão, emitido


pelo Ministério Público Federal e pela Polícia
DO MPF Federal do Rio de Janeiro, citando o suposto
envolvimento da GE nas fraudes

Nas últimas semanas, a icônica empresa, que já foi símbolo do como uma potência
poder e do sucesso dos Estados Unidos, viu seu valor de mercado cair industrial. “É um sinal dos
para US$ 116 bilhões, o mesmo patamar de 1995 (confira no gráfico tempos e um alerta para a
abaixo), e teve, pela primeira vez na história, suas ações removidas do companhia”, afirma Paulo
Dow Jones Industrial Average (DJIA), índice da bolsa americana que Vicente, professor de estraté-
engloba as maiores empresas do país. Além disso, o resultado de gia e governança da Fundação
importantes negócios do grupo, como a sua divisão de energia, vem Dom Cabral. “O mercado está
despencando nos últimos anos. No segmento, a companhia anunciou dizendo que ela precisa se
que vai demitir mais de 12 mil funcionários, quase um quinto da força reinventar.”
de trabalho da área. “Está claro pelos nossos resultados atuais que A resposta da gigante foi
precisamos realizar mudanças radicais urgentes”, afirmou John imediata. No mesmo dia em que foi excluída do DJIA, a GE apresen-
Flannery, presidente da GE, dois meses depois de assumir o coman- tou os detalhes finais de seu tão aguardado plano de reestruturação,
do, em novembro do ano passado. prometido por Flannery quando assumiu a presidência. As mudanças
O retrato mais claro da crise sem precedentes que a empresa passam, essencialmente, pela redução do tamanho do conglomerado.
enfrenta é, talvez, a sua saída do DJIA. Ainda que não tenha um impac- O grupo anunciou a separação de sua divisão de saúde, a GE
to relevante em termos financeiros, a remoção de seus papéis do índice Healthcare, que se transformará em uma operação independente, e a
é extremamente simbólica para a história da companhia. A GE entrou sua participação de 62,5% na Baker Hughes (BHGE), empresa do seg-
no Dow Jones no mesmo ano em que ele foi criado, em 1896, e ali per- mento de petróleo e gás, que foi adquirida há exatamente um ano,
maneceu até o pregão de 26 de junho. A exclusão é um reflexo direto do será vendida. Algumas meses antes, a GE já tinha confirmado a inten-
mau desempenho de suas ações, que caíram mais de 50% do final de ção de sair do negócio de fabricação de locomotivas.
2016 até hoje, e coloca em xeque a capacidade de a empresa se manter Com a conclusão da reestruturação, prevista para ocorrer no
prazo de dois a três anos, a GE se tornará uma empresa com um fatu-
ramento inferior ao que detinha 20 anos atrás. A cisão dos dois seg-
A QUEDA DE UM GIGANTE mentos deve derrubar a receita líquida da companhia, hoje de
US$ 122 bilhões, para cerca de US$ 90 bilhões. Em 1997, a empresa
O valor de mercado da General Electric, ao final de cada ano
(Em US$ bilhões) registrou vendas de US$ 91 bilhões. “Posicionar a divisão de saúde e a
507,2 BHGE fora da estrutura da GE será positivo não apenas para a empresa
397,8 e seus donos, mas para os dois negócios, que poderão fortalecer suas
370,3 374,6
311,0 283,5 314,9 posições e aumentar a capacidade de investir”, disse Flannery. Os
240,1 investidores parecem ter concordado com a leitura do executivo. Os
120,2 161,0 189,0 116,1 preços das ações da GE subiram quase 8% no dia do anúncio da reestru-
turação, enquanto o DJIA praticamente andou de lado, com uma ligeira
alta de 0,13%. “As mudanças eram necessárias, dado que a estratégia
anterior claramente não estava funcionando”, afirma Richard Meckler,
1995 1997 1999 2001 2003 2005 2007 2009 2011 2013 2015 2018* presidente da gestora Liberty View Capital Management. “Flannery
Fonte: Economatica – * Em 2 de julho

32 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: MARIVALDO OLIVEIRA | THIAGO BERNARDES/FRAME


NA BERLINDA:
DAURIO SPERANZINI JUNIOR (ACIMA),
CHEGA À SEDE DA POLÍCIA FEDERAL,
EM SP, NA QUARTA-FEIRA 4, APÓS SER
PRESO NA OPERAÇÃO RESSONÂNCIA
(À ESQ.). O EXECUTIVO INGRESSOU NA
GENERAL ELECTRIC EM 2014. DESDE
JANEIRO DESTE ANO, ELE LIDERAVA A
OPERACÃO DO CONGLOMERADO
INDUSTRIAL NA AMÉRICA LATINA

trouxe uma aborda-


gem completamente
nova para a GE.” Uma das
razões evidentes para a notícia ter
PRÁTICAS Em outra passagem do pedido de prisão, o
Ministério Público Federal afirma que há
sido bem recebida é a perspectiva de que
a nova estratégia simplifique o complexo con-
glomerado, abrindo espaço para a empresa melho-
ILEGAIS indícios de que Speranzini prosseguiu com os
atos ilícitos após a saída da Philips
rar os resultados de seus segmentos principais. O plano
da GE é ficar apenas com três áreas: equipamentos para a
indústria de energia, geração de energias renováveis e fabricação de
motores e peças para a área de aviação. Hoje, esses segmentos repre- há um bom potencial para a valorização e recomendou a compra das
sentam perto de 60% da receita da gigante americana. ações. Por enquanto, as mudanças estão apenas no plano das ideias.
O plano de reestruturação passa também pela expectativa de amor- Para que a empresa de fato comece a caminhar na direção de uma
tizar US$ 25 bilhões da dívida líquida da companhia, reduzindo a ala- melhora consistente, a estratégia precisa sair do papel.
vancagem para menos de 2,5 vezes a geração de caixa. Em seu anúncio, Diante do cenário ainda incerto e das crises recentes que o
a GE se comprometeu ainda a reduzir os custos operacionais em pelo grupo enfrentou, a prisão de Speranzini, o presidente da GE para a
menos mais US$ 500 milhões até 2020, sem considerar os cortes já pre- América Latina, não poderia ter vindo em um pior momento. A
vistos, como as 12 mil demissões. Para Nick Heymann, analista do notícia adiciona mais uma peça a um quebra-cabeça complexo de
banco de investimentos Willian Blair & Company, as medidas são posi- ser solucionado e coloca uma nuvem negra em cima de toda a opera-
tivas. Em relatório enviado a clientes, o banco americano destacou que ção da América Latina, mercado importante para os resultados da

Dinheiro 11/07/2018 33
CAPA MÚLTIPLOS
NEGÓCIOS
empresa e que tem crescido em um Participação dos setores no faturamento da GE relação com a GE. “A empresa reforça
ritmo expressivo. No ano passado, a (Em %) que está profundamente comprometida
região faturou US$ 8,8 bilhões, uma Energias Petróleo com integridade, conformidade e o esta-
expansão de 14%, a maior registrada em Energia renováveis & Gás Aviação do de direito em todos os países em que
todo o grupo. “Mesmo que a investiga- opera, assim acredita que os fatos serão
ção não atinja a GE diretamente, o esclarecidos ao longo da investigação”,
anúncio da prisão do CEO afeta, de destacou a companhia em nota.
qualquer forma, o clima organizacional 28,8 8,2 13,8 21,9 Além da crise desencadeada com a
da empresa, que provavelmente já deve prisão do principal executivo do Brasil, a
estar abalado com o anúncio da rees- Saúde Transporte Iluminação Financeiro operação da GE no País sofrerá mudanças
truturação”, afirma Felipe Borini, pes- significativas com a reestruturação global
quisador e coordenador do Observatório da empresa. A companhia informou à
de Multinacionais da ESPM. DINHEIRO que, no Brasil e na América
A prisão de Speranzini ocorreu dentro
da operação Ressonância, braço da Lava
15,3 3,3 1,5 7,2 Latina, a divisão de saúde também deixa-
rá de fazer parte da GE, reportando-se à
Jato no Rio de Janeiro. O executivo é acu- Fonte: empresa nova empresa independente que surgirá a
sado de participar de um esquema de frau- partir da cisão. O segmento de saúde é um
des em licitações da Secretária de Saúde do Rio de Janeiro e do dos que têm apresentado o melhor desempenho no País. Segundo a GE
Instituto Nacional de Traumatologia (Into). O Ministério Público Brasil, a separação será positiva para o negócio. “Dentro de um conglo-
Federal (MPF) e a Polícia Federal identificaram um cartel de fornece- merado, os investimentos acabam sendo definidos de acordo com uma
dores que atuou entre os anos de 1996 e 2017 junto aos dois órgãos. De visão de grupo”, afirmou a empresa, por e-mail. “Já em uma empresa
acordo com a denúncia, a empresa Oscar Iskin era a líder da organiza- independente, o foco é total naquele negócio. E isso beneficiará a GE
ção, formada por pelo menos 33 companhias, que se reuniam no cha- Healthcare.” Assim como nos EUA, a filial brasileira também deve dei-
mado “clube do pregão internacional”. O núcleo principal era mantido xar de operar na área de petróleo e gás no prazo de até três anos. O seg-
por funcionários de confiança da Oscar Iskin, que eram responsáveis mento já vinha reportando problemas no Brasil, por turbulências no
por fazer a ligação entre o setor público e os empresários, direcionando mercado interno e global, além de questões ligadas à crise envolvendo a
as licitações para as companhias que integravam o cartel. O envolvi- Petrobras, principal empresa do setor no País. O mercado brasileiro é
mento de Speranzini no esquema remonta à época em que o executivo hoje o terceiro maior da GE, atrás apenas dos EUA e da China. Em 2017,
era presidente da divisão de saúde da multinacional Philips no Brasil. o faturamento da região cresceu 11,8%, chegando a US$ 3,8 bilhões.
Há indícios, no entanto, de que o executivo manteve as práticas ilícitas
depois que saiu da empresa e quando já trabalhava na GE. O MPF não A ORIGEM Os motivos que levaram a GE à crise remontam à gestão
solicitou busca e apreensão na empresa, mas a íntegra do pedido de pri- do executivo Jeff Immelt, que ficou 16 anos à frente do negócio, após
são, ao qual DINHEIRO teve acesso, aponta que o grupo foi cita- suceder o lendário Jack Welch, em setembro de 2001. Para analistas
do, por um dos delatores, como integrante do “clube do pre- ouvidos pela DINHEIRO, uma série de decisões equivocadas da admi-
gão internacional” (leia mais nas págs. 32 e 33). nistração de Immelt, somada ao impacto devastador da crise financei-
Em comunicado, a General Electric afirma ra de 2008, levaram a empresa ao cenário atual. “Os erros da GE desde
que as alegações referem-se apenas a um seu auge em 2001 poderiam preencher um livro”, diz Meckler, da
período em que o executivo traba- Liberty View Capital Management. “Mas, o mais importante, é que a
lhou para uma companhia sem empresa estava extremamente alavancada em ativos financeiros na
O
PRINCÍPIO OS MOTIVOS QUE LEVARAM A GE À CRISE...
E O MEIO
CRISE DE 2008: MÁS ESCOLHAS: ESTRUTURA INCHADA:
A GE Capital, braço financeiro da Depois dessa crise, a empresa Essas aquisições criaram uma
companhia, tinha se alavancado de começou a crescer por meio de uma estrutura grande e centralizada em um
forma expressiva, de 6,6 vezes para 8,1 série de aquisições, a preços único negócio, o que tornou a
vezes a geração de caixa, entre 2002 a extremamente elevados. Um exemplo administração extremamente
2006. Na crise das hipotecas no é a compra da Alston, por mais de complexa. A divisão de energia, por
mercado americano, os ativos do
negócio estavam expostos e a holding US$ 10,6 BILHÕES, exemplo, principal segmento
de atuação da GE, vem acumulando
perdeu metade de seu faturamento em 2015 resultados ruins por má gestão

34 Dinheiro 11/07/2018
época em que a crise dos subprime estou- A LENDA: NA GESTÃO DE A DERROCADA: JEFF A ESPERANÇA: JOHN
JACK WELCH (1981-2001), IMMELT LIDEROU A EMPRESA FLANNERY ASSUMIU O
rou.” No período, a divisão financeira da
A GE TORNOU-SE A MAIOR DE 2001 A 2017, QUANDO A COMANDO EM AGOSTO DE 2017
companhia, a GE Capital, era a mais impor- EMPRESA DO MUNDO CRISE COMEÇOU PARA REINVENTAR A EMPRESA
tante do conglomerado, representando
quase 50% de toda a receita líquida. Além
disso, de 2002 a 2006, a GE Capital aumen-
tou sua alavancagem de 6,6 vezes para 8,1
vezes a geração de caixa. Para piorar a situa-
ção, a empresa tinha comprado, em 2004, a
WMC Mortage, companhia que atuava jus-
tamente com as hipotecas subprime, títulos
que acabaram desencadeando a crise finan-
ceira global. A situação impactou direta-
mente os resultados da área, que perdeu

ANTES DA
metade de seu faturamento nos anos seguin-
tes. Segundo o presidente da Liberty View
Em 2001, quando Jack Welch deixou a
Capital, o impacto fez também com que a presidência, a GE era a maior empresa de
gigante industrial tivesse que vender ativos
a preços muito baixos e contribuiu para que
os custos da empresa para tomar emprésti-
QUEDA capital aberto do mundo, com um valor de
mercado de mais de US$ 400 bilhões
mos aumentassem de forma significativa.
Depois da recessão americana, a GE reconstruiu sua operação ao primeiro trimestre deste ano, o faturamento recuou ainda mais, 9%, na
diminuir drasticamente a participação da divisão financeira na estru- comparação anual, e o lucro, outros 38%.
tura da companhia. Decisões equivocadas, no entanto, seguiram preju- A participação da GE na crise de 2008, além de ter prejudicado sig-
dicando a empresa nos anos seguintes. “Duas questões críticas afeta- nificativamente os resultados no período, deixou uma herança que veio
ram a companhia: a má alocação de capital, com uma série de aquisi- bater às portas da companhia apenas neste ano. Em fevereiro, a gigante
ções feitas em momentos ruins e a preços excessivamente caros, e as industrial revelou que está sob o risco de um potencial processo do
diversas recompras de ações, também em valores elevados”, afirma Departamento de Justiça dos Estados Unidos. A acusação do órgão é de
Heymann, do banco Willian Blair & Company. No segmento de petró- que a GE Capital e a já extinta WMC Mortage teriam violado a lei ame-
leo e gás, dois exemplos recentes são a compra da Alstom, em 2015, por ricana na emissão e na venda de títulos de hipotecas subprime em 2006
US$ 10,6 bilhões, e a aquisição de participação na Baker Hughes, em e 2007. No comunicado enviado ao mercado, a GE disse que estava ten-
julho do ano passado, por US$ 7,4 bilhões. Nenhuma das transações deu tando chegar a um acordo com o Departamento de Justiça, mas que se
o retorno esperado. A relação de transações criou também uma estru- não fosse bem-sucedida, o órgão poderia iniciar processos legais contra
tura pesada e centralizada em um único negócio, o que tornou a admi- a companhia. “A maior incerteza que os investidores da GE enfrentam
nistração extremamente complexa. Prova disso são as dificuldades hoje é esse litígio regulatório e legal”, diz Heymann, da William Blair &
enfrentadas pelo principal segmento de atuação da empresa, a divisão Company. A grande meta de Flannery é reinventar o centenário con-
de energia. Por má gestão, redução da demanda global e investimentos glomerado para mais um século de sucesso. Com a quantidade de pro-
mal calculados, a área vem apresentando resultados ruins nos últimos blemas que o executivo enfrenta, no entanto, o executivo terá que tra-
anos. Em 2017, o lucro líquido da divisão caiu 45% e a receita 2%. No , balhar sem descanso para que a luz da GE volte a brilhar.

...E OS PRINCIPAIS PONTOS DA REESTRUTURAÇÃO DA EMPRESA


SEPARAÇÃO: VENDA: DÍVIDA: CUSTOS:
A GE Healthcare, da divisão de A GE planeja também se O plano é reduzir o endividamento Com a estrutura mais enxuta, a
saúde, será independente.
Para se capitalizar, venderá
desfazer de sua
participação de em US$ 25 BILHÕES, até meta é reduzir os custos
operacionais da empresa em
20% das ações em uma 62,5% na Baker 2020. Com isso, a empresa pelo menos
500 MILHÕES,
oferta pública inicial de ações Hughes, divisão voltada ao pretende chegar a uma
(IPO), e distribuirá os 80% segmento de petróleo e alavancagem menor que 2,5 vezes US$
restantes para os atuais gás, nos próximos dois a a sua geração de caixa. até o fim de 2020.
acionistas. três anos.

FOTOS: PRASHANTH VISHWANATHAN/BLOOMBERG VIA GETTY IMAGES | DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 35


NA BUSCA DE SOLUÇÕES
PARA O BRASIL DO AMANHÃ.
O encontro reúne as principais lideranças empresariais e
autoridades públicas em um debate sobre as tendências
e ações para o desenvolvimento sustentável, contribuições às
soluções para infraestrutura, planos de logística e
EBNPCJMJEBEFVSCBOBEP1BÀTÜ

Participe para promover um Brasil melhor e mais competitivo.

14 DE AGOSTO
HOTEL HILTON MORUMBI
SÃO PAULO – SP

 
 
    

 

   

 
 

NEGÓCIOS

Disputa judicial entre um pequeno empresário e o Departamento Nacional


de Produção Mineral pode levar à paralisação da unidade da cervejaria
em Alagoinhas, na Bahia. Para evitar a perda de metade do mercado da região
Nordeste, a segunda maior cervejaria do Brasil teria um custo trimestral
estimado de R$ 240 milhões. Entenda por que a seca se aproxima

Água
na
cerveja
da Heineken Márcio KROEHN

H
á 22 anos, a holandesa Heineken estava muito distante do mercado brasi-
leiro. A companhia só se instalaria no Brasil em 2010, com a aquisição da
mexicana Femsa, dona da marca Kaiser. Mas, muitos anos antes, tinha
início uma disputa judicial entre um pequeno empresário e o Departamento
Nacional de Produção Mineral (DNPM) que deve afetar, agora, a produção da
empresa em Alagoinhas, na Bahia, uma das 15 cervejarias dos holandeses no País.

38 Dinheiro 11/07/2018 FOTOMONTAGEM


Essa fábrica, que responde por metade do com cuidado em busca de outros minerais
abastecimento da companhia no Nordeste e mais valiosos, como ouro ou diamante.
emprega cerca de mil pessoas, poderá ser Mas, para atender a um pedido da
paralisada até a primeira quinzena de agosto. Prefeitura de Alagoinhas, o então procurador-
A Advocacia Geral da União (AGU) determi- geral do DNPM, José Roberto Jansen Pereira,
nou que o DNPM cumpra decisão da Justiça assinou um parecer pedindo o indeferimento
de lacrar os três principais poços que forne- da autorização dada ao empresário “em razão
cem a matéria-prima para a produção das do interesse coletivo ao particular”. Desde
bebidas. Para entender por que a seca pode então, Marcelino da Silva trava uma batalha
atingir a Heineken, é preciso voltar no tempo. judicial contra o órgão federal. Em 1999, seu
Em novembro de 1996, o então prefeito direito foi reconhecido pela Justiça, em pri-
de Alagoinhas, Murilo Coelho Cavalcanti meira instância, e confirmado nos anos
(PFL, atual DEM), assinava com José Nelson seguintes pelos tribunais superiores. Após
Schincariol, principal acionista da cervejaria mais de 30 embargos, em 2014, o ministro
paulista, morto em 2003, um contrato de Napoleão Nunes Maria Filho, do Superior
incentivos fiscais para a instalação de uma Tribunal de Justiça (STJ), considerou proce-
fábrica no município, que receberia investi- dente o pedido do empresário. Agora, encer-
mento de US$ 160 milhões e criaria cinco mil radas todas as possibilidades de recursos, a
postos de trabalho. Além das vantagens AGU determinou que o DNPM cumpra a deci-
financeiras, a cidade localizada no são. “Fomos surpreendidos, na época, pela
Recôncavo Baiano, distante 108 quilômetros pressão política. Por isso, fui até o fim para
de Salvador, era considerada um novo polo reparar os meus direitos”, diz Marcelino da
para a produção de bebidas em razão da qua- Silva. “Por mais que tenha falado, pessoal-
lidade de sua água. O problema é que a área mente, que era meu direito e mostrado docu-
disponibilizada para a Schincariol ficava mentos, o Estado nunca quis tomar conheci-
sobre o aquífero São Sebastião, cujos direitos mento e me jogou para fora de campo.”
de exploração tinham sido concedidos pelo Em mais de duas décadas, a fábrica passou
DNPM para o empresário Maurício Brito da Schincariol para a japonesa Brasil Kirin, que
Marcelino da Silva. No Código da Mineração, adquiriu o grupo paulista, em 2011, por R$ 3,95
a prioridade é de quem faz o primeiro reque- bilhões. Desde fevereiro do ano passado está
rimento de uma área livre. Compete à União nas mãos da Heineken, que pagou US$ 1,1
determinar os direitos de uso do subsolo e bilhão pelos ativos da empresa nipobrasileira.
não a Estados e municípios. Marcelino da Embora a cervejaria holandesa não seja parte
Silva tinha feito estudos preliminares e soli- do processo, ela será a responsável por arcar
citou 2 mil hectares para explorar fosfato. O com os custos dessa longa batalha judicial. A
pedido é uma praxe, pois envolve a liberacão equipe comandada pelo presidente da empresa
de uma grande área, que pode ser analisada no Brasil, Didier Debrosse, está correndo con-

Dinheiro 11/07/2018 39
NEGÓCIOS

tra o tempo. Em 28 de março, por exemplo, Juliana NA HORA ERRADA:


Vansan, diretora de assuntos governamentais, esteve reu- O PRESIDENTE DA HEINEKEN, DIDIER
DEBROSSE, E SUA EQUIPE CORREM
nida, em Brasília, com Victor Hugo Bicca, diretor-geral do
CONTRA O TEMPO PARA EVITAR A
DNPM, para tentar encontrar uma solução para o caso. “A FALTA DE ÁGUA E A PARALISAÇÃO DA
Heineken assumiu o risco, mas não pode dizer que não PRODUÇÃO NA UNIDADE DE
tinha conhecimento do processo. O que ela não pode é ALAGOINHAS (ACIMA, À DIR.)
tentar ganhar no grito para recomeçar a discussão”, afir-
ma Marcelino da Silva. “A minha ação era contra o Estado,
que terá de cancelar todas as licenças que foram dadas à
empresa para extração de um produto mineral que é meu
direito explorar. Portanto, a minha discussão com a
Heineken não é o passado, mas para o futuro.”
As fontes dos poços de Santo Antônio, Cosme e
Damião e São Sebastião, que retiram a água do aquífero,
fornecem 95% de toda a água da unidade de Alagoinhas,
que necessita de, aproximadamente, 250 mil litros por
hora para a produção. Uma outra fonte, que está distante
14 quilômetros e fora do perímetro de disputa, não tem
capacidade para substituí-las. A possibilidade de ficar na
seca obriga a Heineken a pensar em planos de contingen-
ciamento para não prejudicar a sua presença no
Nordeste. A Sklein Consultoria, especializada em perí-
cias na área de mineração, fez um estudo, a pedido de
VITÓRIA
Marcelino da Silva, para entender o impacto do fecha- SOBRE
mento dos poços no negócio da empresa. Em 30 dias, a VITÓRIA:
empresa conseguiria ampliar a capacidade da sua única O EMPRESÁRIO
MAURÍCIO
fonte disponível para atender, no máximo, 25% de sua
MARCELINO DA SILVA
produção atual, com um custo de R$ 1,8 milhão em obras GANHOU O
e adequações. Outra alternativa seria aumentar a produ- PROCESSO EM
ção nas unidades de Jacareí e Itu, em São Paulo. Essas PRIMEIRA INSTÂNCIA
EM 1999 (ACIMA). A
seriam as duas únicas com espaço para substituir
CONFIRMAÇÃO DE
Alagoinhas. O impeditivo seria o custo logístico, estimado SEU DIREITO DE
em quase R$ 55 milhões, ao mês. A possibilidade mais EXPLORAÇÃO
esdrúxula seria contratar caminhões-pipa para abastecer ACONTECEU EM
2014, APÓS DECISÃO
a fábrica com água, mas a lógica econômica seria um
DO SUPERIOR
entrave. A projeção é de um gasto mensal de R$ 25,6 TRIBUNAL DE
milhões. Nenhuma saída é simples para a companhia JUSTIÇA (AO LADO)

40 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: BITENKA | DIVULGAÇÃO | MANU DIAS/SECOM


com o fechamento iminente dos poços. “Estima-se, para os três primei-
ros meses, um plano de contingenciamento de R$ 240 milhões, para que
não ocorram prejuízos relacionados à perda de mercado e outras perdas
previstas, como a queda significativa da receita”, destaca o relatório.
A resolução do processo entre Marcelino da Silva e o DNPM acon-
tece numa péssima hora para a Heineken, que vem crescendo no mer-
cado brasileiro. A compa- NA CABEÇA:
nhia, que era a quarta maior O PREFEITO DE
cervejaria do mercado ALAGOINHAS, MURILO
nacional em 2012, com 9,7% CAVALCANTI, ASSINA
CONTRATO COM A
de participação, alcançou a CERVEJARIA, SOB O
segunda colocação, no ano OLHAR DE JOSÉ

O JOGO DA passado, com 20,4%, segun-


do dados da consultoria
SCHINCARIOL (AO LADO).
A INAUGURAÇÃO DA

HEINEKEN Euromonitor. A compra da


FÁBRICA CONTOU COM A
PRESENÇA DE ACM
Os números da terceira Brasil Kirin contribuiu para (SEGUNDO DA DIR. À
maior cervejaria do mundo essa ascensão, mas a empre- ESQ., ACIMA) ameaça à Ambev. Depois da compra da Brasil
sa obteve uma expansão Kirin, aumentou a capacidade de produção onde a
Fundação: orgânica de 14% nesse perí- empresa não tinha presença.”
1864, na Holanda odo, ante um recuo de 1,5% Em nota enviada à DINHEIRO, a Heineken
Fábricas: da Ambev, sua principal informa que “não tinha conhecimento da ação
170 unidades concorrente. “O Nordeste é em questão, uma vez que nunca foi parte do pro-
Presença: o grande baú do tesouro cesso judicial. Nesse sentido, a companhia
70 países das cervejarias, por não CUMPRA-SE: entende que a decisão judicial em nada afetará a
Faturamento: existir uma liderança abso- A ADVOCACIA continuidade das atividades da cervejaria de
€ 21,9 bilhões luta de uma empresa”, diz GERAL UNIÃO Alagoinhas, que seguirá operando normalmen-
DETERMINA QUE O
No Brasil: Angélica Salado, analista DNPM OBEDEÇA te”. A cervejaria acrescenta, também, que “pos-
2010: chegada no País, sênior de bebidas da DECISÃO JUDICIAL sui as licenças e autorizações necessárias para
com a compra da Femsa Euromonitor International. E FECHE OS POÇOS exploração da sua atividade fabril e comerciali-
“A Heineken ainda tem de QUE ABASTECEM A zação de seus produtos”. Procurado, o DNPM
2017: aquisição da Brasil Kirin
CERVEJARIA. O
15 cervejarias em 11 Estados resolver um imbróglio na PRAZO VENCE NO não retornou o pedido de entrevista. O risco,
Principais marcas: Heineken, Amstel, Sol, Kaiser, distribuição, mas já era uma INÍCIO DE AGOSTO agora, é a fonte secar de repente.
Bavaria, Schin, Devassa, Baden Baden e Eisenbahn

COPO VERDE-AMARELO
Participação das cervejarias no
mercado brasileiro

Outras
3,2 % Ambev
Petrópolis 63,8 %
12,6 %

Heineken
20,4 %
Fonte: empresa e Euromonitor

FOTOS: DIVULGAÇÃO | ILUSTRAÇÃO: EVANDRO RODRIGUES Dinheiro 11/07/2018 41


NEGÓCIOS

Missão dada, missão


Com um histórico de sucesso
na reestruturação de varejistas,
Conselho Administrativo de Defesa
Luiz Fazzio é o novo CEO do Econômica (Cade) no fim de junho. Um his-
Walmart e tem pela frente o tórico de prejuízos, de erros de gestão e de
falta de autonomia dos executivos locais
Moacir DRSKA
desafio de fazer a operação, ajudam a explicar a mudança. Presente no
enfim, decolar no País País desde 1995, a varejista nunca conseguiu

A
venida Tucunaré, número 500, cair nas graças dos consumidores brasilei-
Barueri, Grande São Paulo. Em maio ros. E vem, ano a ano, perdendo espaço para
de 2017, o endereço em questão pas- rivais como o Carrefour e o Grupo Pão de
sou a fazer parte do roteiro de Luiz Fazzio. Açúcar (GPA), o que se refletiu na troca
Com 36 anos de experiência no varejo, ele constante de CEOs. Desde 2008, quatro
assumiu, na época, a presidência da nomes já ocuparam o posto.
Tok&Stok e começou a “bater ponto” no Mesmo antes da aprovação do acordo
local, que abriga a sede da rede brasileira de pelo Cade, Fazzio já era o favorito para a
móveis. A partir deste mês, no entanto, o vaga. A bagagem acumulada em mais de três
executivo de 58 anos terá um outro destino, décadas o credenciou no processo. Ao longo
a apenas 800 metros dali. No número 125 da da carreira, que teve início em 1982, como
mesma avenida, está instalado o quartel- trainee na Mesbla, ele ocupou posições de
general da subsidiária do Walmart no Brasil. destaque em importantes varejistas e
Na contramão da pequena alteração de per- ganhou fama pela capacidade de reestrutu-
curso, a mudança simboliza um dos rar operações. A Tok&Stok é o exemplo
maiores desafios da trajetória de mais recente. Sob o seu comando, a empresa
Fazzio: como novo CEO da opera- registrou um salto de 119% no lucro líquido,
ção, ele tem pela frente a missão em 2017, para R$ 23,5 milhões, revertendo
de conduzir uma grande vira- uma queda de 75% no indicador, um ano
da nos rumos da varejista antes. “Ele é visto, muitas vezes, como um
americana no País. executivo duro, centralizador, de gênio
A chegada do execu-
tivo, confirmada por
fontes ouvidas pela
DINHEIRO, mas ainda não
oficializada ao mercado,
tem a chancela da Advent,
gestora americana de fun-
dos de private equity. Há um
mês, a empresa assumiu o
controle do Walmart no
Brasil, ao comprar 80% do
PERFIL
Saiba mais
negócio. Até segunda ordem, sobre a
os 20% restantes seguem nas trajetória de
mãos da matriz da rede. O acor- Luiz Fazzio
do obteve a aprovação do

42 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: CLAUDIO GATTI | DIVULGAÇÃO/WALMART


cumprida
extremamente forte, mas, na mesma medi- Fazzio, no entanto, é
da, muito competente”, afirma um executi- a sua experiência
vo que trabalhou com Fazzio em diferentes como presidente do MAIS
empresas. “Se pudesse resumi-lo, eu diria: Carrefour no Brasil. ATACAREJO:
missão dada é missão cumprida.” O executivo assumiu uma das estratégias
de Fazzio será
A opinião é reforçada por outras pesso- o posto em 2009, em um aumentar a presença
vistas. Ser fotografado, então, é
as que trabalharam com o executivo. período turbulento da vare- bandeira Maxxi praticamente impossível.
“Fazzio é o nome certo e na hora certa para jista francesa no País, que nos negócios do Tanto que a imagem que ilustra
Walmart
o Walmart”, diz um consultor do setor. Ele acabara de descobrir um esta reportagem foi retirada de
destaca o fato de o executivo ter passagens rombo de R$ 1,2 bilhão na opera- seu perfil no LinkedIn. “O Fazzio
por empresas de diferentes segmentos do ção brasileira, fruto de fraudes contá- não gosta de se promover. Para ele, os
varejo, além de ter feito parte do conselho beis. O caso contribuiu para que a rede per- resultados só devem ser apresentados aos
de administração de companhias, como a desse a liderança no setor para o GPA. Para acionistas”, diz uma fonte. Essa abordagem
rede de farmácias Pague Menos. Essa boa recolocar a empresa no eixo, Fazzio fechou remete à postura de Jorge Paulo Lemann e
reputação começou a ser construída na lojas e impôs uma rígida política de controle seus pares no 3G Capital. Mas, para pessoas
década de 1990. No período, ele alternou de custos. Ao mesmo tempo, impulsionou a que conhecem de perto o estilo de Fazzio,
passagens por cargos de alto escalão no conversão de hipermercados em atacarejos, sua inspiração vem de outra fonte: a escola
Makro, no GPA e no próprio Walmart, um formato que ganhou escala no Brasil nos Pão de Açúcar, especialmente no que diz
entre 1994 e 1996. Como diretor de opera- últimos anos. Esse é justamente um dos respeito ao acompanhamento da evolução
ções, foi o primeiro executivo contratado desafios do Walmart, que tem uma pre- do negócio e à transparência sobre o con-
pela varejista americana no Brasil. A sença tímida no segmento, com a marca texto da operação. Para Maurício Morgado,
estreia como CEO veio em 2002, quando Maxxi. Entre os executivos da época, a coordenador do Centro de Excelência em
foi nomeado presidente da C&A, cargo que visão é a de que sua gestão, que se esten- Varejo da Fundação Getulio Vargas, essa
exerceu por sete anos. Na varejista de deu até dezembro de 2013, foi fundamen- característica será primordial para a rees-
moda, reduziu equipes, cortou regalias no tal para que o Carrefour retomasse, em truturação do Walmart no Brasil. “Esse per-
alto escalão, implantou sistemas para men- 2014, a liderança perdida para o GPA. “Sem fil de gestor que cobra, mas, ao mesmo
surar a eficiência de cada ponto de venda e o Fazzio, essa virada não teria acontecido”, tempo, deixa claro o que espera das pessoas
expandiu a rede, de 80 lojas para 180 uni- diz um deles. “Ele adotou algumas medidas é fundamental, em especial no varejo, que é
dades. “Ele trouxe uma visão mais crítica impopulares, mas que são inevitáveis em um negócio de detalhes”, afirma. “Todo
e pé no chão do varejo para a C&A”, diz processos como esse.” mundo sabe o que é preciso ser feito no
outro executivo. Outro traço de Fazzio é seu caráter Walmart. O que falta é alguém com coragem
O principal cartão de visitas de reservado. Ele, raramente, concede entre- para colocar isso em prática.”

Foi diretor- Tem passagens Também integrou


Aos 58 anos, executivo da Formado em Começou a Foi CEO do ainda como os Conselhos de
será o 6º CEO varejista Administração de carreira na Carrefour, da executivo do Administração de
do Walmart americana no Empresas pela Mesbla, em C&A e da Tok Grupo Pão de empresas como
no Brasil País, entre 1994 e PUC-SP 1982 & Stok Açúcar e do PagueMenos e
1996 Makro Condor

Dinheiro 11/07/2018 43
NEGÓCIOS

ENFIM,
JUNTAS
APÓS OITO MESES,
EMBRAER E
BOEING ASSINAM
MEMORANDO DE
ENTENDIMENTO
PARA A CRIAÇÃO DE
UMA JOINT VENTURE
NA ÁREA DE AVIAÇÃO
COMERCIAL. PRÓXIMO
PASSO DEVE SER A
UNIÃO NA DEFESA
Carlos Eduardo VALIM

O
paulista Ozires Silva, um dos fundadores da Embraer e grande responsável por
tornar a empresa uma referência mundial do mercado de aviação, declarou à
DINHEIRO, em 2012, que a companhia “optou ser a cabeça do rato em vez do
rabo do leão”. A alusão refere-se ao fato de a Embraer ter escolhido liderar um
mercado menor, com a oferta de aviões comerciais de médio porte e de jatos exe-
cutivos, em vez de ser um coadjuvante de um mercado maior, “que impõe custos bem mais ele-
vados e uma concorrência já estabelecida”. Essa história, porém, mudou. O momento global
da aviação é de início de um novo ciclo de investimentos na construção de aeronaves, que fica-
rão prontas na próxima década. A francesa Airbus assumiu o controle da linha de jatos da
canadense Bombardier, a principal rival da Embraer. Isso significa que a competição para a
companhia brasileira ficou mais intensa. Ser o rabo do leão era inevitável para a Embraer. NOVOS SÓCIOS: segundo Paulo Cesar de
Na manhã de quinta-feira 5, a empresa brasileira anunciou a assinatura de um memo- negócio vai permitir à brasileira enfrentar melhor
rando de entendimentos para a criação de uma joint venture, de capital fechado, com a ame- da Boeing, disse, em comunicado, que a parceria
ricana Boeing para o mercado de aviões comerciais. “Essa importante parceria está clara-
mente alinhada a estratégia de longo prazo da Boeing”, afirmou Dennis Muilenberg, presi- uma posição muito boa para enfrentar a
dente da Boeing, A nova companhia terá sede no Brasil. As áreas de defesa e de jatos executi- concorrência daqui para frente.”
vos ficam de fora do negócio, que está avaliado em US$ 4,75 bilhões, o equivalente a R$ 18,5 O calendário prevê que a joint venture seja
bilhões (confira o quadro na pág. 45). A Embraer vai ficar com 20% da nova empresa, finalizada e submetida à análise do governo
enquanto que a Boeing, 80%. Nesse segmento, o de jatos comerciais com capacidade para brasileiro até o fim de outubro. Depois disso,
transportar até 116 passageiros, a companhia brasileira detém nada menos do que 58% virão a aprovação dos acionistas e dos órgãos
do mercado global. “Uma parceria com a maior empresa aeroespacial do mundo significará antitruste nos países em que as duas compa-
um imenso benefício para nossas operações, em redução de custos, ganhos de eficiência e de nhias operam. A assinatura definitiva deve
escala”, afirmou Paulo Cesar de Souza e Silva, presidente da Embraer. “Isso nos coloca em acontecer em 2019 e ser consolidada nos

44 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: FOTOMONTAGEM SOBRE IMAGEM DE DIVULGAÇÃO | DIVULGAÇÃO | DEVIN BOLDT
GIGANTE
DOS ARES
Entenda o acordo firmado
pelas duas empresas:
O QUE PREVÊ: a criação de uma empresa de capital
fechado, com sede no Brasil, que comercializará os
aviões comerciais da Embraer. Os jatos executivos e de
defesa estão fora do acordo, mas outra joint venture
deve ser firmada para promover os equipamentos de
defesa, incluindo o cargueiro KC-390, da Embraer
VALOR DE MERCADO DA NOVA EMPRESA:
US$ 4,75 bilhões
PARTICIPAÇÃO NO NEGÓCIO:
A Embraer terá 20% do capital da
nova companhia e a Boeing, 80%

DECOLANDO
Principais números das
companhias, em 2017:
BOEING
Receita líquida: US$ 93,3 bilhões
Lucro líquido: US$ 8,2 bilhões
Valor de mercado: US$ 193 bilhões

EMBRAER
Receita líquida: R$ 18,7 bilhões
manhã da quinta-feira 5 em forte queda de Lucro líquido: R$ 795,8 milhões
14,1%, a R$ 23,16. No pior momento do pre- Valor de mercado: R$ 17 bilhões
gão, as cotações chegaram a um mínimo de
Fonte: as empresas
R$ 22,53, queda de 16,4%, em um dia no qual
a bolsa caía 0,7% até o início da tarde. Há
duas razões para esse movimento. Uma é a sa. Boeing e Embraer anunciaram que plane-
realização de lucros. Até a véspera, a alta acu- jam também formar uma segunda joint ventu-
mulada no ano era de 35,4% e de 74%, em 12 re para atuar nesse nicho, incluindo a promo-
meses. Esse desempenho é muito superior ção das vendas do cargueiro KC-390, da
aos 2,2% de recuo do Ibovespa neste ano. O Embraer. A divisão militar desperta interesse
Souza e Silva (à esq.), presidente da Embraer, o
que vinha elevando os preços era exatamen- estratégico para a Boeing competir com a
a concorrência. Já Dennis Muilenberg, presidente te a expectativa da associação com a Boeing. Lockheed Martin, conforme a DINHEIRO
está alinhada a uma estratégia de longo prazo A segunda razão é a incerteza com o que antecipou em reportagem de capa em janeiro
ocorrerá com a empresa. “Podemos compa- deste ano. Mas há obstáculos. Um deles é o
resultados da Boeing, a partir de 2020. “Era rar a Embraer, antes e depois da associação, governo brasileiro, que vê com ressalvas essa
uma questão de sobrevivência para a com a Vale antes e depois da privatização, em parceria. Outro é o contrato da Embraer para
Embraer”, diz Francisco Lyra, sócio da CFly 1997”, diz Eduardo Guimarães, sócio da receber transferência de tecnologia da sueca
Aviation e presidente do Instituto Brasileiro empresa de análise independente Levante. Saab (uma rival das empresas americanas de
de Aviação. “Com os mercados de China e “Mas o impacto será de longo prazo.” Como defesa), que vai fornecer os seus caças
Rússia se fechando, e todo o poder geopolítico envolve o governo, que tem golden share na Gripen à Aeronáutica brasileira. Uma fábrica
da Airbus, só iria sobrar para a Embraer explo- Embraer, há sempre incertezas. de aeroestruturas da Saab já foi inaugurada,
rar os mercado latino-americano e africano.” Outro aspecto que ainda está para ser em maio deste ano, em São Bernardo do
As ações da Embraer encerraram a definido é a atuação conjunta na área de defe- Campo, no Grande ABC.

Dinheiro 11/07/2018 45
NEGÓCIOS ALÉM DO
ALCANCE:
Louzon, CEO da
Ituran no Brasil, foca

A Ituran, empresa os olhos no varejo e


aposta na conquista

israelense, dos motoristas de


aplicativos
especializada
em rastreamento
de veículos, fecha
parcerias com
seguradoras para
incrementar seu
principal produto
Felipe MENDES

Horizonte um seguro. Isso é correntes diretas, como as brasileiras Graber

seguro
fruto de uma par- e Omnilink. “Sabemos que motoristas de
ceria com as segu- aplicativos não têm muitas oportunidades
radoras HDI, com as seguradoras, devido à quantidade de
Liberty e Mapfre, tempo que eles dirigem por dia.”
para oferecer um Embora a retomada econômica esteja

A
capacidade para encontrar solu- pacote de serviços personalizado, com patinando, a arrecadação do mercado
ções em meio ao fogo cruzado coberturas adicionais contra terceiros e segurador veicular mantém números posi-
permeou a trajetória de vida do perda total por colisão. Até o fim do ano, a tivos. De janeiro a abril, esse segmento
israelense Amit Louzon. No expectativa é conquistar cerca de 70 mil cresceu 10,6% em relação ao mesmo perío-
total, foram sete anos dedicados ao exército clientes. O plano mais barato custa R$ 69,90 do do ano passado, arrecadando R$ 11,4
de Israel, algo que aguçou o senso de lide- mensais, R$ 10 a mais do que o preço do ras- bilhões, segundo a Confederação Nacional
rança e de responsabilidade do executivo. treamento. “Estamos abrindo mais o nosso das Seguradoras (CNseg). Em 2017, a cate-
“O exército fornece a capacidade de olhar produto tradicional”, diz Louzon. Com 700 goria de automóveis arrecadou R$ 33,9
sempre à frente, buscar atalhos e desenvol- mil contratos ativos, a aposta da empresa é bilhões. O bom resultado é fruto, entre
ver um novo jeito de pensar”, diz o CEO da conquistar dois públicos: aqueles que per- outras coisas, do incremento no licencia-
Ituran Brasil, empresa especializada em deram poder aquisitivo com a crise ou que mento de veículos, em torno de 20%. “Essa
rastreamento de veículos. Há um ano à fren- ficaram desempregados e os motoristas de é a melhor métrica de avaliação, pois
te da operação brasileira, Louzon tem o cerca de 31 milhões de carros que circulam abrange os veículos novos que entraram
desafio de manter o bom desempenho do sem seguro por dia no Brasil. em circulação no País. A con-

US$ 143
principal mercado global da companhia. Outro mercado que a Ituran tratação de seguros deve
Para isso, ele mira na oferta de um produto está de olho é na proteção para acompanhar essa tendência”,
que, além da busca pelo carro roubado, pro- motoristas de aplicativos, como diz Walter Pereira, vice-presi-
teja o bem do motorista.
Com faturamento global de US$ 239
Uber e 99. “Oferecemos um pro-
duto diferente, com rastrea-
MILHÕES
Foi o faturamento
dente da Comissão de
Automóvel da Federação
milhões em 2017, o Brasil representa cerca mento, algo que outras empre- Nacional de Seguros Gerais
aproximado da
de 60% desse montante. Para manter o cres- sas não trabalham”, afirma operação brasileira (FenSeg). É para esse horizon-
cimento no País, a estratégia de Louzon é Louzon, referindo-se tanto às da Ituran, em 2017 te de crescimento que aponta
ampliar a cobertura do rastreamento com seguradoras como às suas con- o binóculo de Louzon.

46 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: CLAUDIO GATTI


A incorporadora
You,Inc, especializada Meu pequeno
grande passo
em apartamentos
compactos, aproveitou a
crise para comprar
terrenos em bairros
nobres e construir
prédios cada
vez mais altos
Luana MENEGHETTI

E
m dezembro do ano passado,
quando o Banco Central anun-
ciou o corte da taxa básica de
juros (Selic) de 7,5% para 7%, a
menor desde 1986, os telefones não para-
vam de tocar na sede da You,Inc, instala-
da na Vila Nova Conceição, bairro nobre COMPACTOS DE SUCESSO:
da zona sul de São Paulo. “Eu nunca escu- o sócio, Eduardo Muszkat, comemora o bom
tei o telefone tocar tantas vezes na desempenho da empresa no novo empreendimento
em Perdizes (abaixo), o prédio mais alto da região
empresa como naquele
dia”, diz Eduardo
Muszkat, sócio e dire-
tor-executivo da incor-
poradora, especializa-
da em imóveis compac- “Essa é uma tendência no mercado e
tos, de 30 m2 a 69 m2, com muito espaço ainda para ser ocu-
em áreas de fácil aces- pado”, diz Paulo Porto, especialista em
so a transportes, com mercado imobiliário da Fundação
ampla oferta de comér- Getulio Vargas (FGV). “É um modelo
cio e serviços. As pro- muito resiliente à crise.”
jeções para o mercado Criada em 2009 por Abrão Muszkat,
imobiliário eram um ex-sócio da Even que vendeu sua parti-
muito boas, tanto para a venda de imó- de altura. Até agora, a You,Inc estava pre- cipação de 15% na construtora para apos-
veis como para a aquisição de terrenos. sente em regiões menos nobres de São tar em um nicho de mercado, a You,Inc
Muszkat aproveitou a oportunidade e Paulo, como os bairros da Vila Formosa e tem chamado a atenção tanto do setor
conseguiu adquirir boas áreas em regiões Penha (Zona Leste) Casa Verde e Parada imobiliário como dos investidores. Bancos
mais valorizadas da capital paulista. Inglesa (Zona Norte) e Jardim Marajoara de investimento estão trabalhando para
“Nesses endereços, os clientes chegam a (Zona Sul). A companhia planeja entregar estruturar a oferta pública inicial (IPO) de
Luana MENEGHETTI
quitar o valor na hora da compra”, afirma três empreendimentos e fechar o ano com ações da empresa na bolsa de valores,
o executivo. “Nos outros modelos, o o valor geral de vendas de R$ 600 milhões, assim que as condições de mercado volta-
financiamento chega a ser de 90%.” um pequeno crescimento sobre os R$ 550 rem a ficar menos nebulosas. “Estamos no
O primeiro lançamento, em junho, milhões de 2017. Todos serão apartamen- momento certo, só estamos esperando o
aconteceu no bairro de Perdizes e mescla tos pequenos, pensados para o público mercado voltar a reaquecer”, afirma
apartamentos de dois dormitórios com jovem, e cada vez mais altos. Com algumas Eduardo Muszkat. “Nosso produto é equi-
studios, em um dos prédios mais altos a diferenças, o mesmo formato é adotado valente a um Fiat Palio. Todo mundo que
serem construídos na região, de 87 metros por outras construtoras, como a Vitacon. precisa de um carro consegue comprar.”

FOTOS: CLAUDIO GATTI | DIVULGAÇÃO Dinheiro 11/07/2018 47


NEGÓCIOS

COMPLEMENTARES:
a redação das revistas
ISTOÉ e DINHEIRO,
e a sede da Diário de
Notícias, em Lisboa
(abaixo): conteúdos
para 280 milhões que
falam português

UNIDOS PELA LÍNGUA


E PARA O FUTURO
Lançamento em Macau do site Plataforma reforça a parceria
da Editora Três com outros grandes grupos de mídia para
compartilhamento de conteúdos produzidos em português
Celso MASSON

U
ma nova e promissora forma de trocar e difundir
notícias produzidas por empresas de mídia que têm a
língua portuguesa em comum avança em âmbito glo-
bal. Iniciada há pouco mais de um mês, uma estraté-
gia baseada na troca de conteúdos para somar audiências acaba
de gerar mais um fruto, agora na Ásia. O jornal online Plataforma,
sediado em Macau, foi lançado na segunda-feira 2 com a missão
de reunir notícias e reportagens assinadas por um “pool” de
órgãos de comunicação de diversos países. Do lado brasileiro,
fazem parte a Editora Três (que publica as revistas ISTOÉ, IstoÉ
Dinheiro, Dinheiro Rural, Menu e Planeta), a Rede Bandeirantes
de rádio e televisão e o jornal “Folha de S. Paulo”. Fora do País, a
parceria é encabeçada pela Global Media, uma das maiores “O Plataforma exponencia a voz
empresas de comunicação de Portugal, onde controla jornais, de cada meio de comunicação
emissoras de rádio e tem forte presença na internet, além de
atuar também em Angola, Moçambique, Cabo Verde e Macau – a
que participa dele para todo o
antiga colônia portuguesa que desde 1999 é uma região adminis- planeta. Estamos escrevendo um
trativa especial da China, assim como Hong Kong. A ação é inédi- novo capítulo da história”
ta para a nossa língua, a quinta mais falada no mundo. José Manuel Diogo, diretor do Global Media Group

48 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: RAFAEL HUPSEL/AG. ISTOÉ; DIVULGAÇÃO


“Esta parceria entre grandes grupos
de mídia irá fomentar uma maior
interação entre as diferentes
audiências que cada um alcança”
Caco Alzugaray, presidente executivo da Editora Três

culos envolvidos na parceria já multiplicava o alcance do jorna-


lismo em língua portuguesa, o lançamento do site Plataforma,
em Macau, produz um ganho de
escala ainda maior, uma vez que
ele é trilíngue: as notícias estão
também em inglês e chinês. EM PORTUGUÊS,
Com uma redação em Lisboa e
outra na China, o jornal online
PARA O MUNDO
Algumas das
não só produz noticiário pró- empresas que
prio como faz a curadoria de compartilham
reportagens, artigos e outros conteúdo noticioso
conteúdos multimídia dos em língua portuguesa
demais veículos envolvidos.
BRASIL
PARCEIROS: no alto, a partir da esquerda, Helio Gomes, Caco
“Há exatamente um ano, a Editora Três,
Alzugaray (Editora Três), José Manuel Diogo (Global Media Group), revista seLecT dedicou uma Editora Rocky
Paula Alzugaray (seLecT) e Paula Rocha, também do grupo edição à atualização das rela- Mountain, seLecT,
português: Plataforma põe Brasil em evidência mundial Rede Bandeirantes,
ções culturais entre Brasil, Folha de S. Paulo
Portugal e países africanos de
“Existe um potencial imenso e ainda inexplorado pelos gru- língua portuguesa. O projeto PORTUGAL
Jornal de Notícias,
pos de mídia dos países de língua portuguesa”, afirma Caco de parceria que nos foi apre- Diário de Notícias,
Alzugaray, presidente executivo da Editora Três. Ele destaca as sentado pela Global Media — Dinheiro Vivo, TSF
vantagens da parceria firmada com a Global Media para apro- criar uma plataforma para dar Rádio Notícias
veitar, de forma conjunta, as afinidades culturais entre os visibilidade ao jornalismo pro- ANGOLA
povos unidos pelo idioma: “Há interesses comuns entre os duzido em língua portuguesa Jornal de Angola
diversos países que compartilham o idioma — seja na econo- em todo o mundo — vem ao
mia, na política, no esporte, na culinária. E o fato de o Brasil ser encontro do que já havíamos
o maior desses países naturalmente desperta enorme atenção.
A parceria entre grandes grupos de mídia irá fomentar uma
percebido”, diz Paula
Alzugaray, diretora de redação
1991969961996
maior interação entre as diferentes audiências que cada um da revista seLecT, que também Foi ano de criação
da Comunidade dos
alcança”, acredita. Estima-se que hoje 280 milhões de pessoas integra o “pool”, assim como Países de Língua
falem português em todo o mundo. os títulos da Editora Rocky Portuguesa (CPLP)
Mountain, que já conta com
INTERCÂMBIO “Este projeto é a realização de um sonho de
reconectar por meio digital, onde as fronteiras não existem, os
falantes da língua, para que juntos sejamos mais e possamos
estreitar laços e aumentar o intercâmbio de informações e tro-
projetos para produção con-
junta de conteúdo com os par-
ceiros portugueses. “Em um
momento em que a crítica pós-
9
9 ESTADOS-
-MEMBROS
cas comerciais”, diz José Manuel Diogo, diretor de Negócios colonial e as narrativas históri- INTEGRAM A CPLP
Internacional do Global Media Group. “O Plataforma exponen- cas não-eurocêntricas estão na Angola, Brasil, Cabo
cia a voz de cada meio de comunicação que participa dele para pauta do dia, acredito que este Verde, Guiné-Bissau,
todo o planeta. A língua é facilitadora e traz cumplicidade projeto tem vocação de promo- Guiné Equatorial,
Moçambique,
àqueles que a falam. Estamos escrevendo um novo capítulo da ver o elo necessário entre a Portugal, São Tomé e
história”, afirma. Se a iniciativa de compartilhar conteúdos e pauta global e a especificidade Príncipe e Timor-Leste
divulgá-los simultaneamente para o público dos diversos veí- regional”, afirma Paula.

Dinheiro 11/07/2018 49
Mercado Digital

APOSTA VIRTUAL:
(da esq. para a dir.) Ricardo e Roberto
Justus, Rodrigo Terra e Edouard de
Montmort investiram no centro de
realidade vritual Voyager

Até
tu,
JUSTUS? O Voyager é uma espécie de fliperama
moderno e fruto de um investimento de
Justus em parceria com o estúdio de pro-
dução de conteúdo digital Árvore, no qual
ele tem participação e que é comandado por
seu filho Ricardo. “Não é ‘paitrocínio’, não”,

N
O empresário o alto de seus 63 anos, Ro-
berto Justus não gosta de ser
diz Justus. “Realmente acredito no poten-
cial desta tecnologia.” Trata-se de um espa-
Roberto Justus chamado de senhor. Depois de
fazer carreira no mercado de
ço composto por mais de vinte dispositivos
de realidade virtual que serão usados tanto
diversifica seus publicidade, onde criou o grupo
Newcomm, vendido para a britânica
para jogar como para assistir a conteúdos
interativos. “Esse tipo de experiência vai
negócios e entra WPP, e se tornar conhecido nacional- conquistar o público. Você rema, voa, dirige
mente ao apresentar o reality show O carros, tudo parado no mesmo lugar”, afir-
na onda da Aprendiz, o empresário mostra que está ma o publicitário. “Nosso cérebro é quase

realidade virtual, antenado às tendências do mercado.


A prova é sua mais recente aposta. Ele
enganado pelo equipamento.”
Do investimento de R$ 2,3 milhões

mercado que deve é um dos investidores da Voyager, um


centro de entretenimento de realidade
para dar vida ao negócio, 30% vêm do
bolso de Justus e o restante da Árvore.
movimentar bilhões virtual (VR, na sigla em inglês), que
vai ser inaugurado na terça-feira 10, no
“Planejamos recuperar o investimento
em menos de seis meses”, diz Ricardo
de dólares no mundo Shopping JK Iguatemi, em São Paulo.
“A realidade virtual vai transformar a
Justus, CEO da Árvore. Para isso, o Voya-
ger vai cobrar R$ 89 por hora dos consumi-
Rodrigo LOUREIRO sociedade”, diz Justus. dores que desejarem utilizar os disposi-

50 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: MARCO ANKOSQUI | DIVULGAÇÃO


RIVAIS NA MIRA: concorrente da
Voyager, a VR Gamer cobra R$ 60 por hora
de uso de seus dispositivos

A Voyager não está sozinha neste


mercado. Com sede em São Paulo, a VR
Gamer já atua no setor desde 2016, quando
surgiu com um investimento inicial de R$
200 mil. “A gente não sabia se ia ter algum
cliente”, diz Leandro Sarubbi, fundador da
empresa, que cobra R$ 60 por hora de uso
dos equipamentos. “Estávamos criando
um mercado novo no Brasil.” Hoje, o ne-
gócio conta com duas unidades e opera em
um modelo de franquia. Nas previsões de
Sarubbi, oito lojas da VR Gamer deverão
ser abertas no país até o fim do ano. Em
Campinas, na região metropolitana de São
Paulo, está a Arkave. Com investimento
tivos. Essa receita deve significar a maior inicial de R$ 1 milhão, a empresa pode ser
parte do faturamento da empresa em seus DINHEIRO REAL a primeira que vai conseguir internacio-
primeiros meses de operação. “Esperamos Números do setor também explicam por que nalizar sua operação. “Estamos próximos
que 40% da receita venha com o mercado Roberto Justus decidiu investir na tecnologia: de abrir uma unidade em Vancouver, no
corporativo.” Outras formas de gerar ren- Canadá”, diz o CEO Francisco Chaves.
da também não estão descartadas, como a Em 2017, o mercado de A aposta dessas empresas não é por
realização de ações pontuais em eventos e realidade virtual movimentou acaso. De acordo com o banco americano
o uso de publicidade nos conteúdos. “Des- US$ 2 BILHÕES de investimentos Goldman Sachs, o setor
de que seja discreta”, afirma Ricardo. movimentou US$ 2 bilhões no mundo em
Os planos da Voyager não se limitam ao Para 2020, a previsão é de que 2017. Para 2020, a previsão é de que a recei-
este segmento tenha receita de
espaço de 350 metros do shopping paulis-
tano. Para os próximos meses, a previsão é US$ 35 BILHÕES ta gerada seja de US$ 35 bilhões. No Brasil,
o mercado ainda engatinha pela pouca
de que mais oito unidades sejam abertas. O setor de entretenimento oferta de equipamentos. O principal aces-
Justus, inclusive, vai além. “Pretendemos deve responder pela fatia de sório comercializado é o PlayStation VR,
crescer esse negócio para 10, 15, 20 unida- US$ 18,9 BILHÕES da Sony, que custa R$ 2,7 mil e só funciona
des.” Para isso, a Árvore está finalizando se usado em conjunto com o videogame
uma rodada de investimentos em que espe- Em 2014, o Brasil tinha 8 PlayStation 4, que sai por R$ 2,5 mil. Ou-
empresas no ramo.
ra captar R$ 40 milhões com aportes feitos tros aparelhos deste tipo, como o Vive, da
por fundos do Brasil e do exterior. Além
Em 2017, já eram 150 chinesa HTC, e o Oculus Rift, do Facebook,
de ser usado para financiar a expansão do Um dos obstáculos para a não são vendidos por aqui. Mesmo assim,
negócio, o montante também vai impulsio- tecnologia no País é o preço o crescimento deste segmento já reflete no
nar a produção de conteúdo de realidade
dos dispositivos. Em média,
Brasil. Entre 2014 e 2017, o número de em-
os aparelhos custam
virtual pelo próprio estúdio, como os jogos
Beleaf e Pixel Ripped 1989.
R$ 2,7 MIL presas que produziam conteúdo de realida-
de virtual no País passou de 8 para 150.
Fontes: Goldman Sachs e Movimento 100 OpenStartups

Dinheiro 11/07/2018 51
DINHEIRO&TECNOLOGIA
POR RODRIGO LOUREIRO

Brincadeira ESTUDO MOSTRA


O CRESCIMENTO
MISSÃO
de gente DO MERCADO DE
JOGOS NO
CUMPRIDA
grande BRASIL: NA TESLA
Atualmente existem
Alta de
Demorou, mas a Tesla cou que “os últimos 12
375 estúdios
de desenvolvimento 164%
conseguiu atingir a sua
meta de produção para
meses foram os mais
difíceis da história da
de jogos digitais no em relação a 2013,
quando eram o Model 3, o principal Tesla” e que a empresa
Brasil
veículo elétrico da mon- entra em uma nova fase
142 empresas
atuando neste segmento
tadora de Elon Musk. O ao conseguir produzir
O setor é dominado por feito foi revelado em um cinco mil veículos por
pequenas empresas. e-mail enviado pelo exe- semana durante o mês
71,2 %
delas faturam até
cutivo que comanda a
companhia aos funcio-
de junho. As comemora-
ções, contudo, devem
R$ 81 MIL por ano Apenas
nários. Em trechos da durar pouco tempo e dar
mensagem, Musk desta- lugar a novos planos. Até
0,3%
das companhias
contam com
receitas anuais
superiores a
100
R$
MILHÕES US$
1,7 mil
jogos foram
produzidos
no País nos
últimos
cinco anos
Uma fatia de

43 %
desses títulos
foi desenvolvida
para celulares
e tablets
Maçã de Taiwan
A MediaTek espera que a batalha
judicial travada entre Apple e
1
BILHÃO
Qualcomm possa render à fabricante
taiwanesa de processadores um novo FOI O VALOR
e importante parceiro. De acordo com QUE A AMAZON
o site taiwanês DigiTimes, a empresa PAGOU PARA
de Cupertino abriu conversas com a
MediaTek para substituir a rival ameri-
ADQUIRIR A
cana no fornecimento de chips para FARMÁCIA
seus produtos. A ideia é de que, a par- ONLINE
tir de 2020, os semicondutores asiáti-
AMERICANA
cos passem a integrar os iPhones para
dar suporte à rede de internet 5G. O PILLPACK, EM
site ainda relata que a MediaTek pode ACORDO
ajudar a fabricar chips também para o
FECHADO
HomePod, o alto-falante inteligente
da empresa da maçã. As duas empre- NO FIM DE
sas não comentaram o assunto. JUNHO
Fonte: 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais

52 Dinheiro 11/07/2018 INFOGRÁFICO: FABIO X | FOTOS: GUITO MORETO | DIVULGAÇÃO


Dell pode
voltar à bolsa RESPOSTA INSTANTÂNEA
A fabricante de computadores Dell Kevin Johnson, CEO da Udemy,
pode usar a VMware para voltar a ser marketplace de cursos online
uma empresa pública, depois de
quase cinco anos com o capital Quais os planos da Udemy para
o mercado latino-americano?
fechado. Na segunda-feira 2, a
Planejamos abrir mais escritó-
empresa anunciou que vai pagar
rios no continente ao longo do
US$ 21,7 bilhões na recompra das tempo. E o Brasil pode até se tor-
ações da desenvolvedora de progra- nar o quartel-general das opera-
o fim de agosto, a Tesla pre- mas. É um negócio atípico, pois a Dell ções da Udemy na América Latina. Mas,
tende aumentar sua produ- já é indiretamente dona da VMware. por enquanto, vamos focar esforços na operação
ção do Model 3 para 6 mil Ela passou a controlar a empresa no País. Em nossas pesquisas, notamos que os
unidades por semana. quando fechou a aquisição da EMC, brasileiros tinham o costume de buscar cursos
Lançado em 2017, o auto- por US$ 67 bilhões, em 2016. Com a educacionais na internet e havia uma demanda a
móvel é considerado o pri- compra, a companhia americana vol- ser preenchida.
meiro veículo popular da taria para Wall Street sem realizar
Quais os desafios de operar no Brasil em relação
Tesla, já que custa US$ 35 uma oferta pública de ações, que
aos outros mercados em que a Udemy trabalha?
mil. De lá para cá, 450 mil poderia causar questionamentos de
Há uma série de diferenças sutis. A linguagem,
unidades foram comerciali- investidores em relação a sua dívida por exemplo. É inviável disponibilizar um curso
zadas, mas apenas 28 mil de US$ 52,7 bilhões. Com o retorno à para brasileiros utilizando o português de
carros foram entregues. bolsa, a Dell deve ter valor de merca- Portugal. Outro ponto é a questão financeira.
do estimado de até US$ 70 bilhões. Brasileiros gostam de pagar por seus serviços uti-
lizando vários meios de pagamento, inclusive
boletos bancários. Tivemos que aprender o que
era um boleto.
BUSCAPÉ À VENDA (DE NOVO) Como o senhor enxerga a competição no País? A
Pela segunda vez, o fundo sul-africano Udacity, que também oferece cursos online, é uma
Naspers está procurando um comprador para o Buscapé. Adquirida rival para a Udacity?
em 2009 por US$ 342 milhões, o site de comparação de preços São negócios um pouco diferentes. Nós somos os
nunca rendeu os resultados esperados pela Naspers. Em 2015, o únicos a operar neste modelo de marketplace e
ninguém tem a mesma variedade de conteúdo
fundo tentou vender a participação de 91% que detém da opera-
que temos. Temos 80 mil cursos e nossos instru-
ção brasileira, mas não encontrou ofertas que, ao menos, o livras-
tores adicionam mais de 3 mil cursos por mês à
sem de um prejuízo milionário. De acordo com a agência de notí-
plataforma. Somente no Brasil são 250 novos
cias Reuters, a expectativa é a de que o mercado se comporte dife- cursos ofertados mensalmente. Mas eu tenho
rente dessa vez, principalmente por conta da reestruturação da certeza que teremos serviços semelhantes por
companhia, que deixou de focar na comparação de preços e criou aqui em breve. Não vamos ficar sozinhos por
o seu próprio marketplace. muito tempo.

QUEM VAI COMPRAR A NEXTEL?


Duas empresas podem estar brigando para adquirir o controle da empresa de
telefonia celular Nextel Brasil. De acordo com a agência de notícias Reuters, a NII
Holding, que detém 70% da operadora, já está em negociação para liquidar a sua
participação no negócio. Entre as interessadas estão a Telefônica Brasil, que controla
a rival Vivo, e o grupo industrial privado Access Industries, dona de uma fatia de
30% da operação brasileira da Nextel. Com 3 milhões de assinantes no País, a
operadora não estava rendendo bons resultados para sua controladora. No primeiro
trimestre deste ano, a NII Holdings teve receita de US$ 181 milhões, 27,8% menor do
que a registrada no mesmo período de 2017 e prejuízo líquido de US$ 43,3 milhões.

Dinheiro 11/07/2018 53
COBIÇA POR LUANA MENEGHETTI

A HISTÓRIA DA FORD FOI A LEILÃO


Uma coleção de carros clássicos da Ford, que pertencia ao
Museu Den Hartogh, na Holanda, foi leiloada por € 6, 1
milhões, cerca de R$ 27,2 milhões. Os 220 veículos da marca
americana pertenciam ao empresário do ramo de
transporte Piet den Hartog. Ele demorou 50 anos para
formar o acervo, que incluía desde o modelo A, de 1903, até
caminhões e vans de várias épocas, passando pelo modelo
T, que marcou a produção em série dos automóveis. O
maior lance foi por um Ford Model B Side Entrance
Tonneau (foto maior), vendido por € 419, 7 mil, cerca de
R$ 1,8 milhão, sete vezes maior do que o preço inicialmente
estimado. Com a morte de Piet em 2010, seu filho Pieter
decidiu vender a coleção e fechar o museu.

À BORDO DE UM IATE 6 ESTRELAS PRECIOSIDADES


A companhia australiana de cruzeiros Scenic lançou um exclusivo e confortável passeio pelos mares. O
DO BRASIL
Scenic Eclipse, que fará sua primeira navegação em agosto deste ano, é um iate considerado 6 estrelas A joalheria brasileira Del Lima, das
pela indústria naval, com cabines de 32 m² a 247 m² e capacidade para 228 hóspedes. Ele promete elevar sócias Ali Pastorini e Dione Lima, lan-
o nível dos cruzeiros de expedição, com dois helicópteros e um submarino na embarcação, um mordomo çou duas coleções que buscam captu-
por cabine e um tripulante para cada passageiro. O primeiro passeio, com duração de 17 dias, sai em 31 rar o estilo de vida da mulher brasileira
de agosto de Lisboa e navegará pelo mar contemporânea. A Diversity foi desen-
Mediterrâneo até Atenas. As experiências volvida para ser usada no dia-a-dia,
oferecidas são encontros exclusivos com com peças em ouro 18 quilates fosco e
chefs estrelados, que ainda estão sendo polido, com pérolas, diamantes e
selecionados, e visitas privativas a castelos, pedras preciosas brasileiras. O brinco
que podem ser escolhidos pelos passagei- Expression com diamantes custa
ros de acordo com a experiência que cada R$ 3,5 mil. Já a coleção Jaipur traz joias
um quiser vivenciar durante a viagem. O mais exclusivas. Todas as peças tam-
valor por pessoa é de US$ 12,1 mil. bém são em ouro 18 quilates com
nobrees como morganita,
pedras nobres mo
topázio azul,, safiras, esmeraldas,
esm
meraldas, kun-
IPHONE EM CLIMA ametissta. O brincoo Sensations
zita e ametista.
UMAA TTAÇA
AÇA
Ç RARA DE VINHO DE COPA DO MUNDO dessa coleçã ão custa R$ 21,9 mil.
coleção
A importadora PNR trouxe
um número limitado de gar- A marca de acessórios
rafas de um raro vinho produ- para celular Caviar, cria-
zido na França para o Brasil. da pela joalheira italiana
Trata-se do Château Lafite Elia Giacometti e vendida
Rothschild 1999, guardado para um grupo de investi-
há mais de 20 anos, que reve- dores russos em 2014,
la um paladar de frutas leve- aproveitou o clima de
mente picantes e cor rubi. A Copa do Mundo para lan-
bebida possui teor alcoólico çar capas personalizadas do iPhone X das sele-
de 13% e leva em sua compo- ções mundiais. A criação mais valiosa é a do
sição 74% de uvas Cabernet time anfitrião, a Rússia. Para homenagear os
Sauvignon. O vinho recebeu jogadores e o treinador, a Caviar escreveu o
nota 95 do crítico Robert nome deles em ouro. Foram apenas 24 unida-
Parker, em uma escala de 100 des, com preço de R$ 13,6 mil. Os brasileiros
pontos. A unidade custa podem adquirir o acessório feito para Neymar
R$ 8,8 mil. Para os assinantes Jr. Com o emblema da República Federativa do
do Magnum Club, da PNR, o Brasil e a efígie do camisa 10 brasileiro, a prote-
preço é de R$ 6,1 mil. ção para o celular da Apple custa R$ 4,5 mil, à
venda pelo site da empresa.

54 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: PRNEWSFOTO/ORION SPAN | DIVULGAÇÃO


Jornalismo independente e com
credibilidade
O mundo hoje atravessa um período complicado.
Todos têm acesso à informação, mas nem
tudo é verdadeiro. Para se manter informado,
procure a opinião e a credibilidade de uma das
revistas mais influentes da história do Brasil.
ISTOÉ sempre colaborou com nosso país e
tem o compromisso de se manter ao lado dos
brasileiros, com jornalismo sério e combativo.

Escolha o verdadeiro. Leia a ISTOÉ.

Siga nas redes sociais


Siga pelas redes sociais as notícias
www.istoe.com.br de última hora, a atualização dos
fatos e novidades quentíssimas a
qualquer hora e qualquer lugar.

Assine: Sejade segunda


o primeiro a receber a melhor informação. Assine pelo telefone (11) 3618-4159
a sexta-feira das 9h às 18h ou acesse assine3.com.br

OUT/NOV/DEZ 2017
50

GRIFE

Dior
70 anos
VIAGEM
Como a arte
mudou a cara
de Miami

DESIGN
Os artistas
brasileiros
que estão
ganhando
o mundo

GOLFE
Paisagens
de perder
o fôlego para
grandes

As rendas
tacadas e bons
negócios

Martha
Medeiros




      

ESTILISTA QUE
VALORIZA O
     

TALENTO ARTESANAL
DO NORDESTE


BRASILEIRO LEVA
     

SUAS CRIAÇÕES PARA


HOLLYWOOD


OUT/NOV/DEZ
2017 N0 50
R$ 19,90

Para anunciar Conecte sua marca ao público mais qualificado do segmento. Entre em contato com nossa equipe e anuncie. (11) 3618-4269.
FINANÇAS
FIN
NANÇAS

ELES
Fintechs e bancos digitais
estratéggiaas para
traçam estratégias para
clieentes com
atrair clientes com as
novas normas
novas normas da

QUEREM
portabilidade dos
portabilidade
contracheques, que
entraram em vigor
neste mês

O SEU
Priscilla ARROYO

T
rocar a conta salário de banco
era um exercício de paciência.
Exigia visita à agência que aten-

SALÁRIO
de a empresa empregadora, assi-
natura de papéis e apresentação de
documentos. Isso mudou desde o dia
primeiro de julho, quando passou a
valer a nova norma d doo Banco Central
(BC) que facilita a portabilidade dos
contracheques. A regra permite ao cor-
rentista solicitar a mudança para a ins-
tituição com que deseja operar. A novi-
dade também permitiu que a transfe-
rência de recursos seja feita para uma
conta de pagamento, modelo adotado
por fintechs como o Nubank. Na práti-
ca, quando se leva em consideração
também a existência de bancos digi-
tais, esse processo de transferência de
contas pode ser feito totalmente onli-
ne. Ao atualizar a norma da portabili-
dade vigente desde 2006, o Banco
Central buscou estimular a concorrên-
cia entre as instituições. “Enxergamos
essa possibilidade, mas o efeito no
mercado depende da vontade dos cor-
rentistas”, diz Paula Leitão, chefe-
regulação
adjunta de regulu ação do BC.

OPORTUNIDADE:
(da esq. para a dir.) João Vitor Menin,
do Banco Inter; Marcio Linares, do
banco Original; e David Vélez, do
Nubank. Eles planejam expansão da
atividade apoiados na nova norma
do Banco Central
Os cinco maiores bancos do País -
Itaú, Bradesco, Banco do Brasil,
Santander e Caixa Econômica Federal
- detêm 85% dos depósitos bancários e
dominam as folhas de pagamento de
“ ENXERGAMOS A POSSIBILIDADE DE
ESTIMULAR A CONCORRÊNCIA COM A NOVA
REGRA, MAS O EFEITO NO MERCADO DEPENDE
empresas de todos os tamanhos e de DA VONTADE DOS CORRENTISTAS ”
Estados e municípios. Para atrair uma PAULA LEITÃO
CHEFE-ADJUNTA DE REGULAÇÃO DO BC
parcela desses clientes, as fintechs e os
bancos digitais apostam na isenção de
tarifas e oferecem vantagens, como da por João Vitor Menin é aumentar a nham conta em um neobanco. “Os
cartão de crédito sem anuidade, para venda de produtos de investimento, clientes dos bancos tradicionais têm
surfar na onda da mudança e aumentar como Letra de Crédito Imobiliário dúvidas sobre a segurança das institui-
a abertura de contas. “A ideia é usar a (LCI). “As nossas taxas são mais com- ções digitais”, diz Marco Cantarino,
facilidade na portabilidade para atrair petitivas que a média do mercado”, sócio da agência. Ele afirma, no entanto,
e fidelizar o cliente”, diz Vitor Olivier, diz o executivo. que os entrevistados mais novos mos-
sócio do Nubank, que tem 1,5 milhão Os planos são audaciosos, mas colo- traram mais disposição de trabalhar
de clientes. Para isso, a instituição pre- cá-los em prática poderá ser um traba- com os neobancos. “Por isso, a tendên-
sidida por David Vélez aposta na comu- lho mais árduo do que parece. A con- cia é as novas gerações aderirem pri-
nicação direta pelas redes sociais. quista da fidelidade é o maior desafio meiro à portabilidade”, diz Cantarino.
“Temos uma campanha de marketing tanto para os bancos digitais quanto Na avaliação de Ricardo Taveira, pre-
maior no radar, mas sem data para para as fintechs, batizados por espe- sidente da plataforma de open banking
acontecer. Preferimos focar no opera- cialistas de neobancos. Uma pesquisa Quanto, além da questão da segurança,
cional para receber os novos correntis- realizada no fim do ano passado pela os clientes tendem a manter a conta nos
tas com qualidade”, diz Oliver. agência Cantarino Brasileiro, especiali- bancos tradicionais por utilizar também
A estratégia do Banco Original, zada em comunicação e marketing para outros serviços disponíveis por essas
presidido por Marcio Linares, é mais o setor financeiro, com 500 usuários de instituições. O mais evidente são os cai-
agressiva. Um mês antes do início da bancos digitais e 500 clientes das insti- xas eletrônicos, que permitem a retirada
vigência da norma do BC, a institui- tuições tradicionais, apontou que ape- de dinheiro em espécie. “Para suprir
ção que faz parte da holding J&F lan- nas 6% dos mil entrevistados manti- essa deficiência, os neobancos devem
çou uma campanha publicitária. A fechar parcerias para aumentar a gama
intenção é chegar ao fim de 2018 com de serviços. É um movimento que deve
1 milhão de clientes, quase o dobro MENOS se intensificar nos próximos 12 meses”,
do número de dezembro do ano pas-
sado. “Desde o começo da campanha,
BUROCRACIA diz Taveira. No Nubank, isso já está no
radar. A fintech estuda fechar acordos
tivemos aumento de 35% na abertura O que motiva a migração para com lotéricas para resolver a carência de
os bancos digitais*:
de contas”, diz Marcelo Santos, res- caixas automáticos. “É uma grande falha
ponsável pelo segmento pessoa física Taxas Agilidade Não ir à agência que temos hoje”, diz Oliver, do Nubank.
da instituição. Os grandes bancos não demonstram,
O Banco Inter, que abriu capital em ainda, preocupação com a mudança.
abril e arrecadou R$ 722 milhões na Bradesco, Itaú e Santander, por meio de
Bolsa, planeja expandir outros servi-
ços além da conta corrente com a che-
54% 40% 35% nota, afirmaram enxergar de forma
positiva a nova regra da portabilidade. O
gada dos clientes da portabilidade. Segurança Conforto Acesso 24 horas Santander promove discretamente uma
“Pretendemos aumentar a linha de campanha por meio de SMS para atrair
crédito, uma vez que com o acesso aos novas contas salário. Veronica Dutt-
salários, conseguiremos analisar de Ross, diretora do Proteste, aconselha os
maneira mais adequada o perfil do 26% 26% 25% clientes a avaliarem se as taxas e os ser-
cliente”, diz Ray Chalub, superinten- viços oferecidos pelos neobancos. “É
Fonte: Cantarino Brasileiro
dente de produtos do Banco Inter. *Pesquisa realizada em novembro de 2017 com mil
preciso avaliar a escolha de acordo com
Outro objetivo da instituição presidi- usuários de todas as regiões do País as demandas de cada um”, diz.

MONTAGEM SOBRE FOTOS: CLAUDIO GATTI | SILVIA ZAMBONI/VALOR | ANDRE LESSA/ISTOÉ | BETO NOCITI/BCB Dinheiro 11/07/2018 57
FINANÇAS

Aprovação do uso recreativo da maconha A garantia são as instalações da empresa,


sediada em Edmonton, capital da provín-
no Canadá atrai investidores para um negócio que cia de Alberta, no Oeste do Canadá. Com o
pode movimentar R$ 22,8 bilhões por ano dinheiro, a empresa espera dobrar sua
produção, para 100 toneladas anuais.
De acordo com a consultoria New

AÇÕES PARA FICAR Frontier, uma das maiores da indústria, o


mercado doméstico no Canadá deve
movimentar R$ 5,04 bilhões em 2018.

EM ALTA
Essa cifra pode avançar para R$ 22,8
bilhões em 2025, sem considerar as
exportações. "Combinados, os usos médi-
co e recreativo vão gerar um mercado
Priscilla ARROYO comparável ao da Califórnia", diz Giadha
Aguirre, fundadora da consultoria. O

A
partir de outubro, o Canadá será o em bolsa. “Elas podem se beneficiar Estado americano legalizou o uso recrea-
primeiro país do G7 a legalizar o muito à medida que mais países e tivo no início deste ano e gerou um mer-
uso recreativo da maconha. A deci- Estados americanos legalizarem a venda cado de R$ 14,3 bilhões, ou 19% dos
são, aprovada pelo Senado no fim e a posse da erva", diz Matthew Paulson, R$ 74,8 bilhões gastos com cerveja pelos
de junho, já era esperada pelos investido- analista independente. californianos em 2017.
res e fez disparar os preços das ações. Os Os bancos já se interessaram pelo A expectativa de aumento do consumo
papéis da Canopy Growth, maior empresa potencial desse merca- de cannabis e a demanda
canadense de maconha medicinal, subi- do. Na semana passada, estagnada por álcool fez o
ram 381% em 12 meses, elevando o seu
valor de mercado a R$ 22,7 bilhões.
o Banco de Montreal
emprestou R$ 594
NAS NUVENS setor ser movimentado
por aquisições. No fim de
Porém, a companhia, que tem sete unida- milhões para a Aurora Valorização dos papéis nos 2017, a Constallation
últimos 12 meses
des de produção, faturou apenas R$ 88,6 Cannabis, segunda Brands, que distribui a
milhões no último trimestre, alta de 5% maior produtora cana- Canopy cerveja Corona nos
em relação ao período anterior. dense de maconha medi- Growth (WEED) 381,8 % Estados Unidos, comprou
O setor de maconha legalizada inclui cinal. Foi o maior por R$ 742 milhões uma
Aurora
centenas de empresas, desde as que culti-
vam a erva para uso medicinal ou recrea-
empréstimo até agora
para uma companhia do
Cannabis (ACB) 329,6 % participação de 9,9% na
Canopy e uma opção de
tivo, até as que pesquisam medicamen-
tos. Cerca de 50 delas têm ações listadas
setor, cujo valor de mer-
cado é de R$ 11,8 bilhões.
Aphria (ACB) 116,2 % dobrar a sua participação
nos próximos anos.
Fonte: Investing

58 Dinheiro 11/07/2018 ARTE: EVANDRO RODRIGUES


GUIA SEMANAL DE INVESTIMENTOS

Alguns
candidatos à
Presidência
defendem a
tributação dos
dividendos. Saiba
como isso pode
afetar seu
dinheiro
Cláudio GRADILONE

MAIS UMA MORDIDA?


O
s bilionários Warren Buffett que as aplicações de renda fixa”, diz de 10% a 39,6%. No que depender dos
e Luis Barsi têm um ponto Barsi. “Renda fixa é o mesmo que perda candidatos, a vantagem comparativa
em comum. Ambos erigiram fixa.” Enquanto amealhava sua fortuna, dos investidores brasileiros vai acabar.
suas fortunas comprando o brasileiro teve uma vantagem em rela- Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede)
ações que pagavam bons divi- ção ao americano Buffett. No Brasil, os Geraldo Alckmin (PSDB) e Henrique
dendos e reinvestindo esses recursos dividendos são isentos de impostos. Já Meirelles (MDB) já disseram publica-
com sabedoria por muito tempo. “No nos Estados Unidos, eles são tributados mente que estudam o fim da isenção.
longo prazo, os dividendos rendem mais como a renda, com alíquotas que variam Gomes foi, como de hábito, o mais estri-

FOTO: REPRODUÇÃO Dinheiro 11/07/2018 59


INVESTIDOR

GANHOS
DE LONGO
PRAZO:
Luis Barsi fez
fortuna
reinvestindo
dividendos

TORRES DE TRANSMISSÃO: SETOR DE ENERGIA ele, em um evento no fim de junho.


“Temos um problema aí.”
É GENEROSO COM OS MINORITÁRIOS, AO LADO Os profissionais do mercado avaliam
DAS CONCESSIONÁRIAS DE RODOVIAS que a tributação dos dividendos é uma
questão de tempo, não importando quem
vença as eleições de outubro. “Não será algo
dente na defesa da taxação. Em uma O que sustenta essa proposta é uma para 2018 nem para 2019, mas provavel-
entrevista ao programa Roda Viva, da TV tentativa de reduzir a desi- mente os dividendos já
Cultura, no fim de maio, ele criticou gualdade tributária nas estarão sendo tributados
duramente a isenção. “O Itaú acabou de diferentes faixas de renda. QUESTÃO DE no fim do próximo manda-
pagar R$ 9 bilhões em dividendos para No Brasil, o apetite do TEMPO: to presidencial”, diz Álvaro
quatro (sic) famílias”, disse ele, sem pro- Leão é muito menor para para Álvaro Frasson, Frasson, analista da corre-
da corretora Spinell, a
nunciar os nomes das três famílias que os mais ricos. Segundo um tributação dos tora Spinelli. Frasson e
controlam o banco: Villella, Setubal e estudo do economista e ex- proventos poderá outros analistas realizaram
Moreira Salles. Secretário de Política entrar em vigor ainda um estudo sobre o impacto
no próximo mandato
Econômica Bernard Appy, presidencial da taxação dos dividendos
A PROFUNDIDADE 28 milhões de contribuin-
tes apresentaram declara-a-
no mercado. Dependendo

DA MORDIDA
alíquota,
da alí
alíquo
quot
quo ot a queda das
ções de Imposto de Rendaa poderá
ações pod d chegar a
Queda potencial do Índice Bovespa em função no ano-base de 2017. Dessese 30% no d dia do anúncio da
da tributação sobre os dividendos total, 68 mil, ou 0,24%, decisão (o ((observe
o o gráfico).
eram ricos e tinham rendada Além do iimpacto
m momen-
Alíquota
50% mensal superior a 160 salá-
lá- tâneo, a in n
instituição da tri-
Queda potencial (a) 45 %
40% rios mínimos, ou R$ 152 butação p pode reduzir a
35%
20 25% 30% mil. No entanto, diz Appy,
y, atratividade
atrativida a de companhias
15% % 70% dos rendimentos tradicionalmente
tradic c gene-
5% 10% desse grupo vieram de rosas
rosaa na remunera-
dividendos e outras ção
çãã dos minoritá-
fontes, como heran- rios,
rii como empre-
-5,2% -10,5% ças, que pagam ssas elétricas e con-
-15,8% -21,1%
-7.9% -13,2% -26,4% menos imposto. cessionárias de
-18,4% -23,7% “Quanto maior a rodovias (obser-
(a) Queda do Ìndice Bovespa -29,0% renda, maior a fatia de ve o quadro na
em um único dia, considerando-se a imposição da
tarifa sobre o total de dividendos pagos ao investidor rendimentos isentos no págiana ao
Fonte: Spinelli Corretora rendimento total”, disse lado).

60 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: SHUTTERSTOCK | GABRIEL CHIARASTELLI | DIVULGAÇÃO


AS MAIS APETITOSAS
PARA MORDER
Ações do Índice Bovespa que melhor remuneraram seus acionistas
com dividendos (até 30 de junho de 2018)
Mesmo nos Estados Unidos, a questão é controversa. Maiores pagadoras em um ano
Em 2003, o então presidente americano George W. Bush
propôs isentar os dividendos de impostos, com a justificati- Ação Setor Dividend Yield (%)
va de que tributar esses ganhos seria penoso para os cida- Taesa Unit Energia Elétrica 10,38
dãos mais idosos, que contavam com os proventos das Itausa PN Holding 9,68
empresas para complementar sua aposentadoria. A propos- Engie Brasil ON Energia Elétrica 8,95
ta, porém, não prosperou. Qualicorp ON Planos de Saúde 8,67
Segundo Frasson, o impacto de uma eventual tributação Ecorodovias ON Concessões 8,19
sobre os dividendos não é para já e ainda não está expresso
Maiores pagadoras em cinco anos
nos preços das ações. “Essa discussão teria de ser conduzida
de maneira mais ampla, incluindo a tributação da renda da Ação Setor Dividend Yield (%)
pessoa jurídica”, diz ele. O analista lembra que o Brasil criou Cemig PN Energia Elétrica 78,46
uma jabuticaba fiscal, os Juros sobre Capital Próprio, conhe- Taesa Unit Energia Elétrica 63,96
cidos no mercado pela sigla JCP. São quase iguais aos dividendos. A Ecorodovias ON Concessões 43,77
diferença é que o investidor paga imposto de 15% sobre o valor Copel PNB Energia Elétrica 40,37
recebido e eles servem para reduzir o lucro tributável da empresa, CCR ON Concessões 35,68
diminuindo o Imposto de Renda e a Contribuição sobre Lucro OBS: o Dividend Yield é calculado dividindo-se o total pago em dividendos no período pela cotação da ação no fim do
Líquido (CSLL) a pagar. “Dependendo da alíquota que incidir sobre período. O cálculo considera os dividendos efetivamente pagos, independente da aprovação pela assembleia de acionistas
o dividendo, pode ser mais vantajoso pagar apenas JCP”, diz ele. Fonte: Economatica
Dinheiroemação POR CLÁUDIO GRADILONE

PAPÉIS AVULSOS

EMBRAER MAIS PERTO DO ACORDO


Depois de vários meses, a negociação entre Embraer e Boeing
está se aproximando do final. O acordo que se desenha entre as
duas empresas é o de uma cisão das atividades da companhia
brasileira. A aviação comercial, cobiçada pela Boeing e que,
representa 57% do faturamento, será vendida para uma joint
venture da qual os americanos terão 80% do controle. As ativi-
dades de aviação executiva e militar devem ficar fora do acordo.
Seus principais pontos já teriam recebido o
RAIO X aval do governo. A questão que ainda tem
EMBRAER ON (EMBR3) de ser respondida é se alguma das empre-
Cotação* R$ 26,95 sas terá ações negociadas em bolsa.
Preço máximo (52 semanas): R$ 28,00 Procurada, a Embraer apenas confirma a
Preço mínimo (52 semanas): R$ 14,91
Oscilação no mês: 11,1%
existência da negociação. A especulação
Oscilação no ano: 35,4% vem puxando as cotações, que subiram
Oscilação em 2017: 27,3% 3,65% na quarta-feira 4.
Volatilidade (21 dias): 37,48%
Fonte Economática *04/07/2018

AS 10 MAIS NEGOCIADAS DO IBO VES PA DESEMPENHO DAS EMPRESAS POR SETOR DE ATIVIDADE
Ação Cotação (R$)* % mês % ano % 12 m % índice MELHOR DESEMPENHO % 30 DIAS % 12 MESES

Vale ON 47,96 -3,3 20,5 65,3 12,733 Papel e Celulose -3,1 91,1
Petróleo e Gás -0,6 42,8
Itaú Unibanco PN 41,30 2,4 1,5 18,4 10,197
Industrial 3,5 35,5
Bradesco PN 27,76 4,0 -8,8 12,6 7,106 Siderúrgico -16,1 32,4
AmBev ON 18,09 0,6 -14,0 1,6 6,499 Consumo e Varejo -5,3 28,4
Petrobras PN 17,50 1,8 8,9 41,9 5,982
Petrobras ON 19,75 1,7 17,0 49,0 3,763 PIOR DESEMPENHO % 30 DIAS % 12 MESES
B3 ON 20,89 2,2 -6,9 8,6 3,484 Imobiliário e Construção -13,9 -23,1
Itaúsa PN 9,59 4,5 3,5 27,5 3,450 Tecnologia e Internet -14,0 -21,3
Brasil ON 29,65 3,5 -5,2 13,1 2,989 Energia e Saneamento -12,5 -14,4
BRF ON 20,42 13,4 -44,2 -48,1 1,290 Transportes -9,5 -1,2
Financeiro -11,5 4,5
Fonte: Economática * 03/07/2018
Fonte: Austin Rating de 02/07/2018

VAREJO MERCADO

Sonae e Aliansce Debêntures de


negociam fusão infraestrutura
As empresas de adminis-
tração de shopping cen-
movimentam R$ 10,5 bi
ters Sonae Sierra e A emissão de debêntures incentivadas
Aliansce anunciaram, na (livres de imposto) de infraestrutura
quinta-feira 4, que estão negociando uma fusão de suas ati- somam R$ 10,5 bilhões no ano até o fim
vidades. As duas empresas têm tamanhos parecidos. Nos 12 de maio. É o maior volume já registrado
meses findos em março deste ano, a Aliansce faturou R$ 505 no mercado desde que esses papéis foram
milhões, ao passo que a Sonae Sierra obteve receitas de regulamentados, em 2012. O valor supera
R$ 360 milhões. Segundos analistas, há uma razoável siner- os R$ 9,1 bilhões em captações de 2017.
gia entre ambas, uma vez que a Aliansce tem boa participa- Na última semana de junho a Engie
ção na região Nordeste e a Sonae Sierra é forte no Sudeste Brasil Energia captou R$ 1,8 bilhão, e a
do País. A notícia provocou uma forte alta dos papéis. Na Taesa emitiu R$ 525 milhões nesses
quarta-feira 4, as ações da Sonae avançaram 6,7% e as da papéis. Há pelo menos mais R$ 515
Aliansce subiram 5,2%. milhões em ofertas em curso.

62 Dinheiro 11/07/2018 FOTOS: DIVULGAÇÃO | ALEX SILVA | YASUYOSHI CHIBA


MAIORES ALTAS DA SEMANA* DESTAQUE NO PREGÃO
Ação
BANRISUL
Setor
Financeiro
%
14,78 A nova
QGEP PART
J B DUARTE
Petróleo e Gás
Varejo
13,65
13,46 receita MERCADO
EMAE
SLC AGRICOLA
Saneamento
Agropecuário
12,89
12,87 da BRF EM NÚMEROS

MAIORES BAIXAS DA SEMANA* O plano de venda de ativos para captar de R$ 4


bilhões a R$ 5 bilhões, anunciado pela BRF na noite ELETROPAULO
Ação Setor %
PLASCAR PART Industrial -34,84
de 29 de junho, agradou os investidores. No primei- 16,40%
RECRUSUL Industrial -19,50 ro pregão de julho, na segunda-feira 2, as cotações É o reajuste das tarifas
GAFISA Imobiliário -14,14 subiram 12,2%. Elas avançaram mais 2,4% nos pre- que foi aplicado a partir
JSL Transporte -13,18 gões seguintes, acumulando uma alta de 15% no da quarta-feira 4 pela
MANGELS INDL Industrial -11,76 mês, encerrando a quarta-feira 4 a R$ 20,70. A empresa de distribuição
de energia da região
Fonte: Austin Rating * de 25/06 a 02/07
estratégia de Pedro Parente, que preside a compa-
metropolitana de São
nhia, é vender as atividades na Europa, Argentina e Paulo
Tailândia. A BRF também deverá se desfazer de ati-
TOURO X URSO vos não-operacionais, como galpões e florestas.
AZUL
PALAVRA DO ANALISTA: 14,75%
É a participação acionária
Em relatório, os analistas do Credit Suisse Victor
Saragiotto e Ian Miller mudaram sua recomendação da gestora de recursos
das ações. Agora, a orientação é Manter, em vez da americana BlackRock na
Após amargar uma anterior Venda. No entanto, eles mantiveram o preço- empresa aérea brasileira.
queda de 5,2% em alvo das ações da BRF em R$ 18. Os analistas da Toro A gestora comprou as
Radar avaliam que há uma resistência a R$ 21,35. Se ações que pertenciam à
junho, o Índice as cotações chegarem a esse nível, muitos investido- empresa chinesa de
Bovespa valorizou-se res deverão aproveitar para vender seus papéis.
aviação Hainan Airlines
2,7% nos três primei-
ros pregões de julho. O
CONSTRUÇÃO ELEKEIROZ
que sustentou a alta
256 mil
do mercado foi a valo-
rização das ações da O plano da Eternit É o número de ações
ordinárias da empresa
Eletrobras, que subi- Após ter solicitado recuperação judicial petroquímica que o fundo
ram 18% na quarta- em março, a Eternit apresentou, na HIG, novo controlador da
feira 4. Os investido- segunda-feira 2, o plano para pagar companhia, tentará
seus cerca de dois mil credores. O total adquirir no mercado. O
res se animaram com de dívidas chega a R$ 250 milhões. A empresa presidi- preço deve oscilar entre
o aparente avanço do da por Luis Augusto Barcelos Barbosa foi prejudicada R$ 5,83 e R$ 6,39
processo de privatiza- pela proibição de seu principal produto, as telhas de
ção, no Congresso amianto. Para sanear as contas, a proposta é vender RANDON
Nacional, das subsidi- ativos, emitir debêntures e converter dívidas em ações.
Apesar de ainda amargarem uma queda de 41,3% no
R$ 600 milhões
árias da estatal. É quanto a empresa de
ano, as cotações das ações subiram 1,9% em julho. implementos agrícolas
pretende captar por meio
de uma emissão privada
TERMÔMETRO DO MERCADO BOLSAS NO MUNDO de debêntures. Os papéis
O IBOVESPA EM UM ANO * PONTOS terão cinco anos de prazo e
02/07/2018 COTAÇÃO (MOEDA LOCAL) VARIAÇÃO (US$)
Ibovespa 73.668 pagarão juros de 114,5%
Mercado Índice Pontos % mês % ano % 12 m. % mês % ano
Máxima 87.293 do CDI
Mínima 62.322
Brasil Ibovespa 72.840 0,11% -4,66% 15,11% 1,40% 12,56%
Fonte: Economática * 03/07/2018
Brasil IBrX 29.976 0,04% -5,19% 14,06% 1,33% 11,94%
RAÍZEN ENERGIA
EUA Dow Jones 24.307 0,15% -2,14% 13,17% 0,15% -2,14%
         


EUA Nasdaq 7.568 0,76% 8,89% 23,86% 0,76% 8,89% R$ 17 milhões
 É quanto a empresa
Japão Nikkei 21.812 -2,21% -4,19% 8,76% -2,20% -5,69%
pretende distribuir aos
 China CSI 300 3.408 -2,93% -15,45% -6,65% -3,63% -17,20%
acionistas na forma de
Alemanha DAX 30 12.238 -0,55% -5,38% -1,90% 0,07% -2,18%

 dividendos. O lucro da


França CAC 40 5.277 -0,88% -0,93% 1,56% -0,26% 2,42%
 
safra 2017/2018 foi de
 Reino Unido UKX 7.548 -1,17% -1,55% 2,31% -0,68% 0,82%
  R$ 642,7 milhões
Fonte: Austin Rating
DinheiroemNúmeros POR CLÁUDIO GRADILONE

COMENTÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO MAIS RENTÁVEIS


% % % %CDI %CDI %CDI TX. ADM. APLIC. MIN. PL
RENDA FIXA MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO 12 MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)
FIDCS PERDEM BRA1 FI RENDA FIXA 0,49% 6,60% 20,21% 110,24% 213,18% 271,69% 1,30% 1.000 60,9
RECURSOS NO ANO MONTE CARLO INSTITUCIONAL IMA-B 5 FI 0,19% 4,57% 16,81% 42,89% 147,65% 226,02% 1,30% 1.000 126,3
O patrimônio dos Fundos de ICATU VANGUARDA TI IGP-M FI 0,27% 4,12% 12,82% 59,82% 133,15% 172,34% 0,36% NE 73,2
Investimento em Direitos ITAÚ INSTITUCIONAL ALOCAÇÃO DINÂMICA FIC 0,51% 3,79% 10,57% 115,23% 122,35% 142,16% 0,40% 5 1.488,3
Creditórios (FIDC) recuou 3,15% BB VÉRTICE III PRIVATE FI 1,40% 5,12% 9,89% 315,99% 165,26% 133,01% 0,70% 25 419,3
em maio em relação a abril, caindo SANTANDER IMA-B 5 TÍTULOS PÚBLICOS FI 0,26% 2,56% 9,73% 59,63% 82,80% 130,75% 0,10% 20.000 1.452,5
para R$ 71,15 bilhões, segundo um
levantamento da Economática. % % % %CDI %CDI %CDI TX. ADM. APLIC. MIN. PL
RENDA FIXA DURAÇÃO BAIXA
Nos cinco meses até maio, o MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO 12 MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)

patrimônio desses fundos, que CA INDOSUEZ VITESSE FI 0,50% 3,56% 8,56% 112,20% 115,04% 115,14% 0,50% 25 2.034,2
destinam seus recursos à compra DAYCOVAL CLASSIC FI 0,47% 3,33% 8,00% 106,82% 107,48% 107,59% 0,40% 1 620,1
de títulos de crédito de bancos BRADESCO EMPRESAS H PERFORMANCE 20 FI 0,45% 3,16% 7,88% 102,45% 101,96% 105,96% 0,20% 10.000 2.150,0
e de empresas, caiu 6,75% ante o WESTERN ASSET CRÉDITO CORPORATIVO FI 0,68% 2,40% 7,83% 152,97% 77,49% 105,33% 0,50% 15 63,7
pico histórico de R$ 76,3 bilhões, SANTANDER FI RENDA FIXA REFERENCIADO DI 0,45% 3,19% 7,80% 101,48% 102,85% 104,89% 0,05% 20.000 13.503,7
registrado em dezembro BANESTES VALORES FIC 0,46% 3,25% 7,69% 103,35% 104,92% 103,40% 0,50% 50 496,3
do ano passado.
% % % S/IBOV. S/IBOV. S/IBOV. 12 TX. ADM. APLIC. MIN. PL
AÇÕES MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)

SKOPOS BRK FIC -2,84% 18,05% 44,44% -641,39% 582,58% 597,45% 1,50% 100 56,6
PREVIDÊNCIA PRIVADA
POLO CSHG FIC 4,85% 32,39% 41,60% 1.093,58% 1.045,84% 559,24% 2,00% 200 136,4
RENDE POUCO
AZ QUEST TOP LONG BIASED FIC -2,12% 11,50% 40,11% -478,54% 371,18% 539,19% 2,00% 10 114,3
Um levantamento da gestora de
BB AÇÕES EXPORTAÇÃO FIC -3,20% 10,43% 39,30% -721,74% 336,85% 528,26% 3,00% 0 39,2
recursos independente Monetus
APEX INFINITY LONG BIASED FIC 1,06% 12,93% 35,08% 239,74% 417,44% 471,65% 1,90% 20 31,2
mostrou que os fundos de
KONDOR EQUITIES INSTITUCIONAL FI -4,77% 8,52% 34,37% -1076,75% 275,00% 462,08% 1,50% 10 223,7
previdência oferecidos
pelos grandes bancos
% % % %CDI %CDI %CDI TX. ADM. APLIC. MIN. PL
de varejo rendem MULTIMERCADOS LIVRE MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO 12 MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)
pouco. Na média, os KAPITALO APOLLO FIC 2,17% 17,74% 33,37% 489,22% 572,63% 448,60% 0,05% NE 119,4
maiores fundos FRAM CAPITAL OPORTUNIDADE I FI -9,45% -21,60% 29,53% -2.130,57% -697,40% 397,02% 0,25% NE 48,2
renderam 89% dos VISIA ZARATHUSTRA FIC 4,61% 8,86% 23,68% 1.039,41% 285,97% 318,32% 0,95% 50 49,8
juros de mercado nos 12 POLO NORTE I FIC 0,77% 16,96% 22,67% 173,91% 547,38% 304,82% 1,80% 50 66,4
meses até junho, diz Daniel ARG I FI 2,17% 10,84% 21,30% 488,56% 349,91% 286,32% 1,40% 25 33,9
Calonge, principal executivo da SPECTRA PRIVATE EQUITY II BRIDGE FIC -0,35% 0,46% 20,04% -79,82% 14,99% 269,36% 0,75% 1.000 56,6
Monetus. Segundo ele, a principal
causa da baixa rentabilidade são % % % %CDI %CDI %CDI TX. ADM. APLIC. MIN. PL
MULTIMERCADOS MACRO
as taxas de administração MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO 12 MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)

cobradas por esses fundos. VENTOR DÓLAR HEDGE FIC 2,29% 20,49% 25,67% 515,73% 661,40% 345,15% 1,95% 500 56,9
Em média, o percentual cobrado ABSOLUTE VERTEX CSHG FIC 1,38% 8,45% 23,21% 311,68% 272,89% 312,06% 1,90% 200 542,8
é de 2% sobre o total de ITAÚ DISTRIBUIDORES HEDGE PLUS FIC 4,78% 11,98% 20,24% 1.078,53% 386,73% 272,11% 2,00% 1.000 396,5
recursos investidos. SPX NIMITZ FEEDER FIC 1,84% 7,22% 17,40% 414,32% 232,97% 233,97% 0,70% 50 3.109,6
AZ QUEST MULTI FIC 0,80% 5,01% 14,61% 179,31% 161,81% 196,35% 1,50% 10 538,4
MAUÁ MACRO FIC 0,77% 2,24% 13,70% 173,44% 72,35% 184,13% 1,93% 5 1.280,0
HEDGE FUNDS APOSTAM
NA BAIXA DO SETOR MULTIMERCADOS JUROS E MOEDAS
%
MÊS*
%
ANO
%
12 MESES
%CDI
MÊS
%CDI
ANO
%CDI
12 MESES
TX. ADM. APLIC. MIN.
(% ANO)
PL
(R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)
AUTOMOTIVO
O acirramento da guerra VOTORANTIM ATUARIAL FI 0,61% 3,94% 10,54% 137,29% 127,09% 141,65% 0,35% 1 174,3
comercial entre Estados Unidos e VINCI MULTIESTRATÉGIA FI 0,68% 3,07% 8,32% 152,84% 99,14% 111,84% 0,96% 10 30,5
China tem feito alguns fundos de BRADESCO SUGAR CANE FIC 0,43% 3,09% 7,85% 97,88% 99,73% 105,48% 0,07% NE 372,8
hedge apostarem na baixa das BTG PACTUAL EXPLORER FI 0,45% 2,34% 7,68% 100,39% 75,44% 103,31% 1,25% 5 737,8
ações do setor automotivo. A ITAÚ INSTITUCIONAL JUROS E MOEDAS FIC 0,50% 3,20% 7,52% 112,67% 103,43% 101,04% 0,35% 1 134,2
gestora americana Pinpoint Asset SANTANDER PERFORMANCE TOP FI 0,36% 2,62% 7,52% 82,08% 84,49% 101,03% 0,10% 20.000 2.802,0
Management, que administra o
% % % %CDI %CDI %CDI TX. ADM. APLIC. MIN. PL
equivalente a R$ 12 bilhões em MULTIMERCADOS ESTRATÉGIA ESPECÍFICA MÊS* ANO 12 MESES MÊS ANO 12 MESES (% ANO) (R$ MILHARES) (R$ MILHÕES)
recursos, prevê que as SAFRA S&P FI 1,60% 17,02% 29,78% 360,79% 549,60% 400,37% 1,00% 1.000 113,4
montadoras americanas e SEIVAL FGS AGRESSIVO FIC 5,89% 31,71% 28,93% 1.328,56% 1.023,88% 388,95% 2,00% 5 57,7
chinesas terão de cortar margens WESTERN ASSET US INDEX 500 FI 0,16% 3,19% 17,39% 36,71% 103,14% 233,82% 1,00% 25 831,7
para fazer frente ao embate WM AMERICAN EQUITIES FIC 1,29% 2,92% 16,54% 290,59% 94,36% 222,35% 0,48% 25 127,1
comercial. No primeiro semestre, CAPITÂNIA REIT FIC -2,92% -0,23% 11,14% -657,79% -7,56% 149,83% 0,55% 25 128,7
o fundo Multi Strategy EMPÍRICA LOTUS FIC 0,64% 4,52% 10,33% 144,19% 145,92% 138,91% 0,80% 25 80,6
valorizou-se 9,4% em dólares.
Fontes: TAG / Anbima / Quantum Axis - OBS.: Valores atualizados até
*NE = o fundo não exige 26/06/2018, referente ao período de 27/06/2017 até 26/06/2018
Dados fornecidos pela TAG Investimentos. www.taginvest.com.br NE = Não Exige. Leia a advertência sobre riscos em www.istoedinheiro.com.br.
INDICADORES ECONÔMICOS RENTABILIDADE DOS TÍTULOS PÚBLICOS (%) *03/Julho/18 (inclui JS = Juros Semestrais)

RENTABILIDADE BRUTA
CRESCIMENTO (FONTE: BANCO CENTRAL) 1° TRI/18 4° TRI/17 3° TRI/17 2° TRI/17 2017 TÍTULO VENC. INDEXADOR Últim. 30 dias ano * 12 MESES
PIB (DESSAZONALIZADO) 0,45% 0,22% 0,27% 0,60% 1,0% Tesouro Selic 01/03/2021 Selic 0,46% 3,12% 7,34%
PIB EM US$ BILHÕES * 2.055,8 2.054,5 2.024,7 1.990,9 2.054,5 Tesouro Prefixado (JS) 01/01/2021 Prefixado -0,27% 3,51% 11,16%
Tesouro IPCA+ (JS) 15/08/2020 IPCA 0,05% 3,80% 10,90%
ATIVIDADE ** MAI/18 ABR/18 MAR/18 FEV/18 NO ANO
Tesouro IGPM+ (JS) 01/04/2021 IGP-M 0,83% 6,94% 14,64%
PRODUÇÃO INDUSTRIAL (IBGE) - 8,9% 1,1% 2,1% 4,4% Tesouro Prefixado 01/01/2019 Prefixado 0,56% 3,39% 9,84%
VOLUME DE VENDAS NO VAREJO (IBGE) - 0,6% 0,3% 1,3% 3,4%
TAXA DE DESEMPREGO - PNAD CONTÍNUA (IBGE) 12,7%
UTILIZAÇÃO DA CAPACIDADE INSTALADA (CNI) - DESSAZ. -
12,9%
78,1%
13,1%
78,2%
12,6%
77,9%
-
- NOTAS
INADIMPLÊNCIA *** MAI/18 ABR/18 MAR/18 FEV/18 MÉDIA
EM 2018
PESSOA FÍSICA ATÉ 90 DIAS 4,9% 4,9% 4,8% 4,6% 4,8%

 SUPERÁVIT COMERCIAL
PESSOA F. ACIMA DE 90 DIAS 5,0% 5,1% 5,1% 5,1% 5,1%
  CAI NO SEMESTRE
PESSOA JURÍDICA ATÉ 90 DIAS 2,6% 2,7% 2,8% 2,9% 2,8%  O superávit da balança comercial
PESSOA J. ACIMA DE 90 DIAS 4,1% 4,2% 4,4% 4,8% 4,5%   acumulado no primeiro semestre
foi de US$ 30,05 bilhões, queda de
MAI/18 A ABR/18 A MAR/18 FEV/18 A JAN/18 A  
CONTAS PÚBLICAS (% PIB)* (A) JUN/17 MAI/17 A ABR/17 MAR/17 FEV/17 17% em relação aos US$ 35,7 bilhões
dos seis primeiros meses de 2017.
RESULTADO NOMINAL 7,21% 7,52% 7,37% 7,34% 7,48% 
Neste ano, as exportações
RESULTADO PRIMÁRIO 1,44% 1,78% 1,64% 1,43% 1,52%


#
 
 

"
"

!
"!
#
$

#
 
 

"
chegaram a US$ 113,834 bilhões. A
MAI/18 ABR/18 MAR/18 2017 2016 alta foi de 5,7% em comparação
DÍVIDA LÍQUIDA DO SETOR PÚBLICO 51,28% 51,95% 52,35% 51,57% 46,22% com o mesmo período de 2017. As
DÍVIDA LÍQUIDA INTERNA 68,38% 67,89% 67,69% 66,97% 61,62% importações foram de US$ 83,77
 
DÍVIDA LÍQUIDA EXTERNA -17,10% -15,94% -15,34% -15,40% -15,40% bilhões, avanço de 17,2%. Em junho,

 o superávit foi de US$ 5,882 bilhões,
CONTAS EXTERNAS (US$ MILHÕES) JUN/18 MAI/18 ABR/18 MAR/18 NO ANO
INVESTIMENTO DIRETO ESTRANGEIRO - 2.978 2.618 6.539 23.344  queda de 18,1% na comparação
EXPORTAÇÕES 20.202 19.241 19.724 20.229 113.834
com junho do ano passado.
IMPORTAÇÕES 14.320 13.260 13.792 13.810 83.779

SALDO COMERCIAL 5.882 5.981 5.931 6.420 30.055 

SALDO EM TRANSAÇÕES CORRENTES - 729 520 792 -4.022
CAMINHONEIROS PARAM E
RESERVAS INTERNACIONAIS LÍQUIDAS - 379.979 379.577 377.035 379.979
 ! $   O COMÉRCIO DESANIMA
DÍVIDA EXTERNA TOTAL - 322.121 315.746 314.829 322.121
O Índice de Expansão do Comércio
passou para o terreno negativo em
* Acumulado nos últimos 12 meses.
** Em relação ao mesmo período do ano anterior, exceto utilização de capacidade instalada e taxa de desemprego.
  junho, informou a Federação do
*** Em proporção do volume de crédito concedido. - Recursos Livres
(a) Superávit = (-) e Déficit = (+), conforme notas econômicas do BACEN  Comércio. O índice recuou para 99,9
PRINCIPAIS ÍNDICES pontos ante os
 102,6 pontos de
INFLAÇÃO JUN/18 MAI/18 ABR/18 NO ANO 12 MESES maio, queda de
IPC - FIPE 1,01% 0,19% -0,03% 1,23% 2,51%  2,7%. Na
IGP-M (FGV) 1,87% 1,38% 0,57% 5,39% 6,92% comparação
IGP-DI (FGV) - 1,64% 0,93% 3,91% 5,20%  com o mesmo
IPCA (IBGE) - 0,40% 0,22% 1,33% 2,86% mês do ano
- 0,22% 0,21% 1,23% 3,20% " " "
IPCA - NÚCLEO MM SUAVIZADO passado, houve
alta de 9,7%.
JUROS/APLICAÇÃO (EM %) JUN/18 MAI/18 ABR/18 NO ANO 12 MESES    
  Resultados abaixo de 100 pontos
CDI 0,52% 0,52% 0,52% 3,17% 7,35%    indicam pessimismo. A queda foi
TR 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,11% provocada pela piora das
POUPANÇA 0,37% 0,37% 0,37% 2,32% 5,36% 
expectativas decorrente da greve
TJLP 0,53% 0,53% 0,53% 3,28% 6,87% dos caminhoneiros.
SWAP PREXDI (30 DIAS) 0,52% 0,51% 0,51% 3,13% 7,14% 
CÂMBIO/PETRÓLEO 02/07/2018 NO MÊS NO ANO 12 MESES
REAIS/US$ (COMERCIAL VENDA) 3,906 -1,27% -15,30% -15,47%   INFLAÇÃO ACELERA
US$/EURO 1,161 -0,63% -3,28% 2,10% NA INDÚSTRIA
" " "
IENE/US$ 110,75 -0,01% 1,59% 2,34% O Índice de Preços ao Produtor (IPP)
PETRÓLEO À VISTA BRENT (US$/BARRIL) 77,30 -2,69% 15,60% 55,60%    
 subiu 2,33% em maio, devido
principalmente à alta do dólar.


MERCADOS FUTUROS 02/07/2018 AGO/18 SET/18 DEZ/18 MAR/19 informou o IBGE na segunda-feira 2.
CÂMBIO (R$/US$) 3,923 3,935 3,961 3,987


O índice calcula a variação de
AGO/18 SET/18 DEZ/18 MAR/19 preços dos produtos da indústria,
DI DE 1 DIA (% A.A.) 6,41 6,46 6,69 7,09 sem considerar impostos e fretes.
AGO/18 OUT/18 DEZ/18 ABR/19  Esse foi o maior avanço mensal
IBOVESPA (PONTOS) 73.294 73.953 74.614 76.316 desde os 2,99% registrados em
JUL/18 SET/18 DEZ/18 MAR/19  setembro de 2015. Até maio, o IPP
CAFÉ ARÁBICA (60KG - ICF) 122,20 131,35 133,70 139,25 registrou alta de preços de 5,96%.
   Em 12 meses, a alta é de 10,45%.

Material elaborado pela empresa de análise de risco Austin Rating. www.austin.com.br FOTOS: DIVULGAÇÃO | NELSON ANTOINE/FRAMEPHOTO/FOLHAPRESS
ARTIGO POR CLÁUDIO GRADILONE*

Reflexos da eleição mexicana


O candidato populista lidera as pesquisas eleitorais por ampla maioria, var-
rendo do mapa os partidos tradicionais. Seu favoritismo é explicável. As prin-
cipais críticas dos eleitores são a corrupção desenfreada no governo e a violên-
cia, que tem feito vítimas em profusão tanto nas cidades quanto nos grotões.
Com isso, candidatos de partidos que ocuparam o poder durante décadas não
têm a mínima viabilidade elei- A mexicana é menos diversifi-
toral. Trata-se, é claro, da elei- cada. O general Porfírio Diaz
ção presidencial no México, (1830-1915) que, com algumas
realizada no dia 1º de julho. interrupções, presidiu o México
O resultado das urnas con- por quase trinta anos, definiu
firmou uma surpreendente bem a posição de seu país no
mudança de opinião do eleitora- mundo. “Pobre México! Tão
do. O candidato Andrés Manuel longe de Deus, tão perto dos
López Obrador, fundador do Estados Unidos!”, teria dito
Movimento de Renovação Diaz durante um dos vários
Nacional (Morena) derrotou, atritos com o vizinho ao norte
por maioria absoluta, os postu- do Rio Grande – aquele que
lantes do governista Partido Há um ponto em comum entre Brasil e Donald Trump quer murar.
Revolucionário Institucional México. Os solavancos no mercado Apesar das diferenças, há
(PRI) e do Partido de Ação internacional os afetam com força um ponto em comum entre
Nacional (PAN), que, no ano Brasil e México. Os solavancos
2000, havia desalojado o PRI do no mercado internacional os
poder após 71 anos ininterruptos. Obrador, um populista de afetam com força e as consequências sobre suas economias e
centro-esquerda que já governou a Cidade do México, venceu políticas são graves e imprevisíveis. Por isso, se os juros mexi-
com um discurso de renovação, atacando “a máfia do poder” canos sobem, por aqui o dólar permanece irrequieto. A moeda
que enriqueceu às custas do povo. No entanto, suas propostas americana encerrou junho a R$ 3,86, alta de 3,1% no mês e
são vagas. Em um momento, ele defende o equilíbrio das con- 17,7% no ano. A justificativa para o enfraquecimento do real é
tas públicas. No outro, fala de programas de distribuição de a alta dos juros nos Estados Unidos. Na prática, os juros priva-
renda e de investimentos para estimular o crescimento. dos referenciais de dez anos encerraram junho a 2,99% ao
Campanhas eleitorais são uma disputa de narrativas. ano. Seis meses atrás elas estavam em 2,7% e a alta de 0,2
Ganha quem for mais bem-sucedido na elaboração e na ponto percentual não pode ser considerada ampla. O que
venda de uma imagem que satisfaça os desejos dos votantes. mudou foram as perspectivas econômicas. A retórica belige-
Porém, só será possível saber de fato qual Obrador foi eleito rante e protecionista de Trump deteriora as expectativas do
quando ele assumir o cargo e começar a trabalhar. Nesse mercado, provocando uma fuga para o dólar como proteção.
meio tempo, os mercados reagem. No fim de junho, o banco Como no México, o Brasil terá eleições em poucos meses.
central mexicano elevou as taxas de juros referenciais pela Como no México, os candidatos que despontam na preferên-
segunda vez em 2018, para 7,75% ao ano. Os prognósticos cia do eleitorado flertam, em maior ou menor grau, com pro-
são de que as taxas estejam acima de 8% na virada do ano, postas populistas. E aí reside o fermento para a turbulência
maior nível desde 2009. dos mercados, que está longe de acabar.
Brasil e México são, respectivamente, a primeira e a
segunda economias da América Latina, mas há enormes *Cláudio Gradilone é editor de Finanças
diferenças entre eles. A principal é a inserção internacional. da revista ISTO É DINHEIRO

66 Dinheiro 11/07/2018 FOTO: PATRICIA CASTELLANOS