Você está na página 1de 20

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

1

Ampliando o conhecimento dos verbos.
Ampliando o
conhecimento
dos verbos.
3 a 4 anos > GRAMÁTICA 1 Ampliando o conhecimento dos verbos. Aprendendo a usar mais

Aprendendo a usar mais e melhor as conjugações

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 1. Usar mais e melhor as conjugações

2

Se

a criança nos escuta dizer muitos verbos e os usamos sempre em um mesmo tempo
a criança nos escuta dizer muitos verbos e os
usamos sempre em um mesmo tempo e pessoa,
Exemplos de situações:
Quando planejamos algo conjuntamente, é
comum usarmos o futuro simples na primeira
pessoa do plural:
“Compraremos…”; “Alugaremos…”;
“Visitaremos…”; “Nos banharemos…”
2. Quando vemos e comentamos um vídeo
familiar, é comum usarmos o pretérito imperfeito
na terceira pessoa do singular:
“Aqui, você soprava as velas de aniversário”;
“Aqui, tomava banho em um rio de…”;
“Veja como engatinhava!”
3. Quando, juntos com a criança, explicamos a
alguém o que aconteceu durante o dia, usamos o
pretérito perfeito na primeira pessoa do plural:
“Caminhamos muito”;
“Chegamos até o bosque”;
“Vimos o Juliano”; etc.

então

será mais fácil para ela aprender e generalizar essas novas formas a outros verbos. Exemplos
será mais fácil para ela aprender e generalizar
essas novas formas a outros verbos.
Exemplos do que a criança diz nessas situações:
A) Na primeira pessoa:
“Iremos de trem?”
“Dormiremos na barraca?”
B) Na terceira pessoa:
“E você cantava ‘parabéns para você…’”
C) Na terceira pessoa:
“E compraram um sorvete.”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 1. Usar mais e melhor as conjugações

3

Se

a criança tem oportunidade de: responder a perguntas sobre eventos em diferente tempos verbais; e
a criança tem oportunidade de:
responder a perguntas sobre eventos em
diferente tempos verbais; e
reproduzir discursos com diferentes
tempos verbais,
e reproduzir discursos com diferentes tempos verbais, Adulto - “Como você fez isso em seu joelho?”

Adulto - “Como você fez isso em seu joelho?” Criança - “No quintal.” Adulto - “Você caiu?” Criança - “Sim, caí no quintal.”

então

ela poderá praticar e recordar uma maior quantidade de formas verbais.
ela poderá praticar e recordar uma maior
quantidade de formas verbais.

Adulto - (observando o conto dos Três Porquinhos):

“O que disse o lobo?” Criança - “Soprarei, soprarei e a casa derrubarei.”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

4

Ampliando o conhecimento dos verbos.
Ampliando o
conhecimento
dos verbos.
linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA 4 Ampliando o conhecimento dos verbos. Atentemos para

Atentemos para os seus avanços

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 2. Atentemos para os seus avanços

5

Idade

Data

O que disse?

Pessoa e número

Tempo verbal

3 Anos e

20 out 14

“Tu não jogas?*

pessoa do

1. Presente do

6

meses

*Em alguns estados brasileiros é

singular

indicativo

uso da 2ª pessoa.

comum o

3

6 Anos

meses e

22 out 14

“Eu fiz um bolo.”*

1ª pessoa do singular

2. Pretérito

*Em geral, costumam manter

perfeito

a conjugação como a dos verbos regulares: “eu fazi um bolo.

chegaste tarde.**

“Tu

2ª pessoa do singular

** Em alguns estados

brasileiros é comum o uso da

2ª pessoa.

Anos e

3

22 out 14

“Mamãe me dirá um conto.”

3ª pessoa do singular

3. Futuro

meses

6

do presente

meses e

6 Anos

“Líamos um conto.”

3

24 out 14

1ª pessoa do plural

4. Pretérito

imperfeito

s “Líamos um conto.” 3 2 4 o u t 1 4 1 ª p e
s “Líamos um conto.” 3 2 4 o u t 1 4 1 ª p e

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

6

Ampliando o conhecimento dos verbos.
Ampliando o
conhecimento
dos verbos.

Compreendendo e expressando atitudes

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 3. Compreendendo e expressando atitudes

7

Se em nossas conversas com as crianças

1. Usamos os verbos modais para precisar e assinalar o sentido da ação: obrigação e
1. Usamos os verbos modais para precisar e
assinalar o sentido da ação:
obrigação e compromisso:
“Devo …, tenho de …, estou disposto a
,
vou…”;
conhecimento, crenças, desejos:
“Penso, sei, creio, imagino, eu gosto, duvido, pa-
rece que…” ;
habilidade, capacidade:
“Posso, me custa…”
3. Pedimos precisão: dando opção de escolha entre duas possibilida- des: “Você acha que sabe
3. Pedimos precisão:
dando opção de escolha entre duas possibilida-
des:
“Você acha que sabe ou tem certeza?”
perguntando com o verbo modal incluído:
“acredita que poderá?”
2. Complementamos as frases: explicitando os objetivos: “Você tem que comer um pouco mais para
2. Complementamos as frases:
explicitando os objetivos:
“Você tem que comer um pouco mais para ter
força toda as manhãs” ;
nomeando as evidências daquilo de que
temos dúvidas:
“Imagino que está brava, porque aperta os lá-
bios…” ;
Parece brava, mas talvez esteja com vergonha
argumentando:
“Me canso um pouco, porque não estou treina-
do.”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 3. Compreendendo e expressando atitudes

8

Então, elas poderão

distinguir cada vez melhor os refinamentos utilizados pelos adultosquando narram uma ação; compreender a função
distinguir cada vez melhor os refinamentos
utilizados pelos adultosquando narram uma ação;
compreender a função desses refinamentos;
usar os verbos modais de forma dirigida no início
e de forma autônoma posteriormente; e
comunicar-se com mais precisão.
os verbos modais de forma dirigida no início e de forma autônoma posteriormente; e comunicar-se com

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

9

Ampliando o conhecimento dos verbos.
Ampliando o
conhecimento
dos verbos.

Distinguindo entre verbos, nomes e adjetivos

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 4. Distinguindo verbos de nomes

10

Se

fazemos perguntas que requerem respostas formadas por nomes, adjetivos ou verbos: O que é? Como
fazemos perguntas que requerem respostas
formadas por nomes, adjetivos ou verbos:
O que é?
Como é?
O que faz?,
falamos com as crianças usando construções completas e bem formadas: “João, olha! O avião azul
falamos com as crianças usando construções
completas e bem formadas:
“João, olha! O avião azul voa muito alto.”
“Nós vamos dormir na cama grande”,

então

será mais fácil para a criança reconhecer o diferente papel funcional dos nomes, dos adjetivos
será mais fácil para a criança reconhecer
o diferente papel funcional dos nomes, dos
adjetivos e dos verbos (ainda que não conheça
os termos gramaticais para designá-los).
a criança terá mais chances de comparar como as palavras se combinam: os nomes costumam
a criança terá mais chances de comparar como
as palavras se combinam:
os nomes costumam ser ditos antes de
determinantes;
os verbos costumam seguir um nome, um
nome e um adjetivo juntos, ou ainda um
pronome;
os adjetivos costumam acompanhar os nomes.

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

11

Complementando os nomes.
Complementando
os nomes.

Pequenas palavras que acompanham os nomes

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 5. Pequenas palavras que acompanham os nomes

12

Para que aprendam a compreender e a usar com precisão as pequenas palavras que acompanham os nomes,

PRECISAREMOS:

Usar contrastes que identificam o referente.
Usar contrastes que
identificam o referente.
Acompanhar a fala com gestos que ressaltem a diferença.
Acompanhar a fala com
gestos que ressaltem a
diferença.
Acompanhar a fala com gestos que ressaltem a diferença. Marcar os contrastes identificantes com entonação.
Marcar os contrastes identificantes com entonação.
Marcar os contrastes
identificantes com
entonação.
Desfazer ambiguidades com perguntas.
Desfazer ambiguidades
com perguntas.

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 5. Pequenas palavras que acompanham os nomes

13

Marcar os contrastes identificantes com entonação. Ex.: teus/meus/nossos “São as cores do teu irmão. São
Marcar os contrastes identificantes
com entonação.
Ex.: teus/meus/nossos
“São as cores do teu irmão. São suas cores, não tuas
cores.”
Ex.: a/uma “… agora colocamos uma cobertura e, em cima da cobertura, uma pedra.”
Ex.: a/uma
“… agora colocamos uma cobertura e, em cima da
cobertura, uma pedra.”
Ex.: este/aquele aqui/ali “este daqui é maior que aquele dali.”
Ex.: este/aquele
aqui/ali
“este daqui é maior que aquele dali.”

COMO PODEMOS FAZÊ-LO?

Usar contrastes entre as pequenas palavras que marcam…
Usar contrastes
entre
as pequenas palavras
que marcam…
a possessão.
a possessão.
se referente em questão já foi compartilhado ou não.
se referente em questão
já foi compartilhado
ou não.
a distância do referente.
a distância do
referente.
se o referente é geral ou específico. Ex.: os/este “gosto dos cachorros, mas este me
se o referente é geral
ou específico.
Ex.: os/este
“gosto dos cachorros, mas este me dá medo.”
Acompanhar com gestos que ressaltem a diferença.

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 5. Pequenas palavras que acompanham os nomes

14

Desfazer ambiguidades perguntando e/ou repetindo o que foi dito pela criança, mas com maior correção
Desfazer ambiguidades
perguntando e/ou
repetindo o que foi dito
pela criança, mas com
maior correção
oferecendo dupla alternativa.
oferecendo dupla
alternativa.
pedindo precisão.
pedindo precisão.
Ex.: Criança: “Eu também quero uma rosa”. Adulto: “Qual você gosta mais? Desta ou daquela?”
Ex.:
Criança: “Eu também quero uma rosa”.
Adulto: “Qual você gosta mais? Desta ou daquela?”
Ex.: Criança (segurando uma de suas bonecas): “Agora eu visto uma boneca, coloco os sapatos
Ex.:
Criança (segurando uma de suas bonecas): “Agora eu
visto uma boneca, coloco os sapatos na boneca”.
Adulto: “Em qual boneca você colocou os sapatos?”
Criança (mostrando a boneca): Nesta boneca.”
repetindo com maior correção.
repetindo com maior
correção.
Ex.: Criança: “Papai, sua jaqueta tem muuuuuitos bolsos.” Adulto: “Ah! É verdade! Minha jaqueta tem
Ex.:
Criança: “Papai, sua jaqueta tem muuuuuitos bolsos.”
Adulto: “Ah! É verdade! Minha jaqueta tem muitos
bolsos!”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

15

Complementando os nomes.
Complementando
os nomes.

Morfologia do nome: derivar e coordenar palavras

> 3 a 4 anos > GRAMÁTICA 15 Complementando os nomes. Morfologia do nome: derivar e

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 6. Morfologia do nome

16

Para

aprender a formar o plural com todas as palavras; concordar gênero e número entre os
aprender a formar o plural com todas as
palavras;
concordar gênero e número entre os
determinantes e os substantivos;
saber quais palavras se pode flexionar o
gênero e em quais não;
concordar os adjetivos com os nomes; e
concordar o verbo com o sujeito,

é preciso

que as crianças ouçam muita linguagem e tenham muitas ocasiões para conversar com adultos atentos
que as crianças ouçam muita linguagem e
tenham muitas ocasiões para conversar com
adultos atentos e respeitosos;
que recebam informações:
Ex.: “Dizemos os pássaros, tanto para os machos
quanto para as fêmeas: pássaros, não pássaras”; e
que recebam reformulações corretas:
Ex.:
Criança: ”Fecha os botões?”
Adulto: “Agora mesmo fecharei os seus botões.”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

17

Complementando os nomes.
Complementando
os nomes.
Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA 17 Complementando os nomes. Palavras compostas

Palavras

compostas

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 7. Palavras compostas

18

Há palavras formadas com prefixos (des, super, in), palavras formadas com sufixos (mente, ado, eiro) e palavras formadas por mais de uma palavra (para-raio).

Para que tomem consciência da composição das palavras e possam compreender e formar palavras novas
Para que tomem consciência da composição das palavras e possam compreender e formar
palavras novas SERÁ BOM:
RESSALTAR a composição da palavra.
RESSALTAR a
composição da palavra.
Desfazer; des…fazer
Desfazer; des…fazer
Para-choque
Para-choque
Casinha
Casinha
CONTRASTAR PALAVRAS OPOSTAS quando for possível.
CONTRASTAR
PALAVRAS OPOSTAS
quando for possível.
Fazer um vestido e desfazer um vestido.
Fazer um vestido e
desfazer um vestido.
----
----
Casinha Casaraõ
Casinha
Casaraõ
AGRUPAR palavras que compartilham um dos componentes.
AGRUPAR
palavras que compartilham
um dos componentes.
Desfazer Desmontar Despentear
Desfazer
Desmontar
Despentear
Para-choque Para-raios Para-brisa
Para-choque
Para-raios
Para-brisa
Mesinha Cadeirinha Narizinho
Mesinha
Cadeirinha
Narizinho
INVENTAR NOVAS PALAVRAS para brincar e rir.
INVENTAR NOVAS
PALAVRAS
para brincar e rir.
“Desbaixar, xa, xa, se diz subir”
“Desbaixar, xa, xa, se diz
subir”
“Para-golpes” “Para-mosquitos”
“Para-golpes”
“Para-mosquitos”
“animalinho” “palinho”
“animalinho”
“palinho”

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA

19

Aumentando a longitude e a complexidade das frases.
Aumentando
a longitude e a
complexidade
das frases.

Início da coordenação e da subordinação

> GRAMÁTICA 19 Aumentando a longitude e a complexidade das frases. Início da coordenação e da

Aprender linguagem > 3 a 4 anos > GRAMÁTICA > 8. Início da coordenação e da subordinação

20

Para

Será bom

fazer frases longas, coordenando mais de uma entre si: com o “e”: “Gosto de ir
fazer frases longas, coordenando mais de uma
entre si:
com o “e”:
“Gosto de ir ao parque e descer no
tobogã”,
com “nem”: “Não quero beber o leite nem comer
o sanduíche”;
com “mas”: “Podemos entrar, mas sem fazer
barulho.
compreender orações subordinadas e começar
a produzi-las como nexo de união:
ainda que: “Vamos sair, ainda que chova”;
quando: “Quando estou com Maria estou muito
bem”;
porque: “Não posso fazer (a torre) maior,
porque não tenho mais (peças)”; e
para: “Levo o avião para brincar com o Jorge.”
aprender a usar maior quantidade de formas verbais; melhorar a concordância (ver: ampliando o conhecimento
aprender a usar maior quantidade de formas
verbais;
melhorar a concordância
(ver: ampliando o conhecimento dos verbos);
ter oportunidades de ouvir sua própria frase
reformulada:
passada de afirmação a pergunta;
ampliada;
como oração subordinada, a partir de duas
frases soltas suas.
conversar com adultos e que eles lhes façam
perguntas sobre onde, quando, por que e para que; e
ter oportunidades de dar explicações longas aos
adultos que as escutem e encorajem a seguir em
frente.

Aprender Linguagem 0-5 anos ©, 2014 Barcelona Ana Teberosky, coordenadora técnica; Núria Ribera, editora de conteúdo; Maria-Josep Jarque, editora de conteúdo; e Júlia Coromina, roteirista multimídia.

Ribera, editora de conteúdo ; Maria-Josep Jarque, editora de conteúdo ; e Júlia Coromina, roteirista multimídia