Você está na página 1de 1

Administrar é planejar, organizar, reunir recursos, controlar pessoas e coisas para atingir objetivo.

Organização do serviço de enfermagem: formal (planejada, organograma), informal (não planejada, interação)
Classificação por leito: Pequeno porte (até 50), médio porte (51-150), grande porte (151-500).
Prontuário: Docs que registram o cuidado ao paciente desde internação até alta.
Hospital: Parte do sistema de saúde que oferece assistência preventiva, curativa, reabilitação.
Funções: preventiva, curativa, restauradora, pesquisadora.
Hospital regional: assistência de padrão superior ao local.
Hospital filantrópico: instituição particular que não visa lucros (Santa Casa)
Hospital beneficente: beneficia um grupo de cidadãos, sócio-membros.
Hospital dia: serviços de tratamento e reabilitação durante o dia.
Classificação hospitalar - Ponto de vista clínico: geral e especializado. Aspecto administrativo: governamentais e
particulares.
Hospital geral: assiste vários pacientes de diversas especialidades clínicas e cirúrgicas. (28, Platão)
Hospital especializado: assiste pacientes com determinada doença. (Hemoam, cecon).
Hospital governamental: pertence ao governo federal, estadual, municipal.
Hospital particular: pertence a uma pessoa jurídica de direito, sociedade, grupo de pessoas.
Organograma: gráfico que representa a estrutura formal de uma organização.
Fluxograma: gráfico que representa a sequencia ou rotina de uma atividade.
Escala de trabalho – fundamental para o entrosamento e bom funcionamento da equipe. Diária, mensal e de férias.
Escala diária: (diária, de serviço) enfermeiro divide as atividades evitando sobrecarga. Método funcional: um técnico
administra todas as medicações e outros os SSVV. Método integral: todo cuidado a 1 ou + paciente no turno.
Escala mensal: (de pessoal, de folga) distribuição da equipe durante dias de 1 mês em turnos. Feita pela enfermeira chefa.
Escala de férias: (anual) funcionário pode escolher mês de preferencia é a sugestão.