Você está na página 1de 17

FACULDADE DE ODONTOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Wallysson Costa Batista

RESTABELECIMENTO ESTÉTICO E FUNCIONAL DE PACIENTES


REABILITADOS COM OVERDENTURES MANDIBULARES IMEDIATAS

Belo Horizonte

2018
Wallysson Costa Batista

RESTABELECIMENTO ESTÉTICO E FUNCIONAL DE PACIENTES


REABILITADOS COM OVERDENTURES MANDIBULARES IMEDIATAS

Projeto apresentado à disciplina de Trabalho


de Conclusão do Curso II da Faculdade de
Odontologia da UFMG, como um dos
requisitos para aprovação.

Orientador: Profa. Dra. Cláudia Lopes


Brilhante Bhering.

Belo Horizonte

2018
SUMÁRIO Formatado: À esquerda

1 INTRODUÇÃO..............................................................................................................4

2 OBJETIVOS...................................................................................................................7

2.1 Objetivo Geral.............................................................................................................7

2.2 Objetivos Específicos..................................................................................................7

3 METODOLOGIA...........................................................................................................8

4 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES..........................................................................10

REFERÊNCIAS..............................................................................................................11

APÊNDICE A ……….....................................................................................................16

APÊNDICE B ……….....................................................................................................17
1 INTRODUÇÃO

Apesar dos constantes avanços na Odontologia e dos investimentos nos programas


de saúde bucal pelo governo, ainda existe um grande contingente de pacientes totalmente
ou parcialmente desdentados na população brasileira. Apesar dos tratamentos
odontológicos atuais se basearem na prevenção da saúde bucal e na manutenção dos
dentes, em muitos casos, pela demora pela procura ou dificuldade ao acesso aos serviços
odontológicos, muitos pacientes chegam para o tratamento em condições em que vários
elementos dentários não podem ser mantidos em função (DISCACCIATI et al., 2014).
Dentre os fatores mais comuns para a indicação de exodontia, pode-se citar:
comprometimento periodontal, lesões de cárie, falhas endodônticas ou protéticas,
prognóstico desfavorável, número de dentes e distribuição no arco desfavorável para a
reabilitação protética, complexidade e custo do tratamento (ZIZTMANN et al., 2010;
DISCACCIATI et al., 2014; BHERING et al., 2017).

Para o paciente, é extremamente difícil e psicologicamente perturbador, sair de


uma condição dentada, mesmo que com poucos remanescentes, para uma condição de
desdentado total (ZARB et al., 2006). Por muito tempo, a única modalidade terapêutica
para reabilitar esses pacientes era a prótese total convencional (OMURA et al., 2016). Do
ponto de vista protético, o ideal seria aguardar o período de cicatrização dos rebordos
alveolares após a exodontia (3 a 6 meses), para então dar início a confecção da prótese
total. Entretanto, tal conduta tem pouquíssima aceitação por parte dos pacientes, uma vez
que durante esse período sua função mastigatória e a estética estarão comprometidas
(BRANEMARK, 1983; CERVEIRA, 1987). Visando amenizar essas questões, a
instalação de próteses totais imediatas por muitos anos foi a única opção disponível para
esses pacientes. Contudo, nos últimos anos, graças ao advento dos implantes e a
descoberta do princípio da osseointegração, a instalação dos implantes e da prótese
imediatamente após a exodontia tem sido sugerida (BRÄNEMARK et al., 1985).

A utilização da prótese total imediata é uma opção viável e bastante válida para
manter a estética e a função enquanto aguarda-se o período de cicatrização dos tecidos
para realização de um tratamento “definitivo”. Além disso, pode-se destacar como pontos
positivos, o controle da hemorragia, proteção da ferida cirúrgica, controle do edema e
cicatrização mais uniforme (SEALS et al, 1996). Já as desvantagens estão relacionadas

4
a complexidade de execução e ausência de prova estética em alguns casos, e ao controle
pós-operatório, devido ao elevado número de visitas para ajustes, necessidade de
reembasamentos e custo (TURANO; TURANO, 2000).

Existem várias dificuldades encontradas pelos pacientes no que diz respeito a


adaptação às próteses totais, como a fala, a alimentação e o fator psicológico. Outro fator
desafiador em relação a essa modalidade terapêutica é a retenção e a estabilidade,
principalmente da prótese total inferior, o que pode acarretar em desconforto, dificuldade
na mastigação, fala e até mesmo abandono do uso das mesmas (AKIFUSA et al., 2005).
As próteses totais (imediatas ou não) ainda necessitam de aceitação por parte dos
usuários, uma vez que a adaptação e as limitações técnicas ou anatômicas, podem se
tornar um problema durante e após o tratamento (LELES et al., 1999; BRUNELLO;
1998).

A fim de contornar esses problemas, as próteses sobre implantes têm sido


sugeridas como a opção mais favorável para a reabilitação dos pacientes parcialmente ou
totalmente edêntulos, bem como aqueles que acabaram de perder seus dentes
remanescentes (FONSECA, 2004). As próteses sobre implantes oferecem uma melhoria
estético-funcional, uma vez que proporcionam maior estabilidade, retenção e eficiência
mastigatória nas mais diversas opções reabilitadoras como em Próteses Totais Fixas ou
Overdentures (BATISTA et al., 2006; RODRIGUES, 2007).

As overdentures ou sobredentaduras , são próteses removíveis mucossuportadas e


implantorretidas que surgiram com o intuito de contornar alguns aspectos negativos das
próteses totais convencionais, como problemas de retenção e estabilidade (MACENTEE;
WALTON; GLICK; 2005). Podem ser consideradas uma opção vantajosa tendo em vista
seu menor custo quando comparadas às próteses totais fixas, necessidade de menor Formatado: Cor da fonte: Automática

número de implantes, facilidade de higienização, já que é removível, manutenção mais


simples e devolução do suporte mucoso por meio da flange vestibular (LEKHOLM;
ZARB, 1995)

A indicação de overdentures imediatas permite a incorporação da prótese no


paciente, logo após a instalação dos implantes dentários. Este procedimento restaura a
dentição perdida imediatamente, favorecendo a recuperação, a integração social,
profissional e familiar de forma mais rápida (CERVEIRA, 1987; DISCACCIATI et al.,

5
2014). Tal fator pode ter efeito direto na autoestima e na qualidade de vida do paciente
(POMÍLIO et al., 2000; DOLAN et al., 2001; HEBLING, 2003; BARBATO et al., 2007).

Indivíduos que sofrem com a qualidade de suas próteses podem apresentar


dificuldades de integração social devido ao constrangimento no ato de sorrir, falar, devido
a estética ou fatores relacionados a não aceitação psicológica da prótese. Tal fator pode
influenciar a qualidade de vida e a saúde geral do indivíduo (GOIATO et al., 2005). A
autopercepção da saúde bucal pode influenciar o bem-estar social, funcional e psicológico
do paciente, e por ser uma medida subjetiva, deve ser avaliada por métodos que
verifiquem o impacto dos tratamentos odontológicos realizados na qualidade de vida do
indivíduo (SILVA et al., 2005).

Senda assim é importante verificar a autopercepção da saúde bucal e o bem-estar


psicológico promovido por overdentures mandibulares imediatas, na qualidade de vida
de pacientes que foram submetidos a exodontia de todos os dentes remanescentes.

6
2 OBJETIVOS

2.1 Objetivo Geral

Verificar o impacto da saúde bucal na qualidade de vida de pacientes dentados


que serão reabilitados com overdentures mandibulares imediatas, por meio do
questionário Oral Health Impact Profile - OHIP-14.

2.2 Objetivos Específicos

● Avaliar a percepção do paciente quanto a sua saúde bucal antes da exodontia de


seus dentes remanescentes no Programa de Extensão em Cirurgia Oral Pré-
Protética, Prótese Total Imediata e Overdentures (CPOver) da Faculdade de
Odontologia (FO) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

● Verificar a percepção do paciente quanto a sua saúde bucal após o


restabelecimento estético e funcional com overdentures mandibulares imediatas
no Programa de Extensão CPOver da FO-UFMG.

● Verificar se houve diferença na qualidade de vida, por meio do questionário


OHIP-14, antes e após o tratamento reabilitador proposto.

7
3 METODOLOGIA

Serão selecionados para o presente estudo todos os pacientes atendidos no


Programa de Extensão em Cirurgia Oral Pré-Protética, Prótese Total Imediata e
Overdentures (CPOver) da FO-UFMG entre setembro de 2018 e junho de 2019,
representando um universo total de 24 pacientes, aos quais receberão como forma de
tratamento overdentures mandibulares imediatas, tendo como pré-requisito, a aceitação
voluntária para participar da presente pesquisa, além de atenderem aos critérios de
inclusão da mesma.

O presente estudo será submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG.


Após a aprovação, dar-se-á início a pesquisa. Os critérios de Inclusão são: 1. Presença de
dentes anteriores inferiores indicados para exodontia; 2. Presença de dentes posteriores
inferiores indicados para exodontia ou ausentes; 3. Dentes superiores presentes, ausentes
ou indicados para exodontia; 4. Quantidade óssea suficiente para a instalação de implantes
na região interforaminal (≥3.75 mm de diâmetro e 15 mm de comprimento); 5. Boa saúde
sistêmica (ausência de doença ou presença de qualquer característica que possa ser um
fator de risco para o procedimento cirúrgico). Os critérios de exclusão incluem: desordens
sanguíneas, no fígado ou rins, diabetes descontrolada, uso de drogas a base de
bisfosfonatos, história de quimioterapia ou radioterapia.

Os pacientes que atenderem aos critérios de inclusão serão convidados a


participarem da pesquisa por meio da assinatura do Termo de Consentimento Livre e
Esclarecido (TCLE) (APÊNDICE A). Os pacientes que não desejarem assinar o TCLE,
serão excluídos do presente estudo, sendo representados no final da pesquisa como perdas
para o trabalho. Após anamnese e exame clínico criterioso, e posterior seleção dos
voluntários da pesquisa, será feita a coleta de dados do paciente, tais como: nome, idade,
experiência anterior com prótese e dados relacionados ao perfil socioeconômico, aos
quais a princípio obtidos através das fichas clínicas do Programa de Extensão em Cirurgia
Oral Pré-Protética, Prótese Total Imediata e Overdentures (CPOver) da FO-UFMG,
porém teremos como objetivo o desenvolvimento de um questionário para a coleta de
dados pessoais e inclusão de pontos importantes para o desenvolvimento da pesquisa. Em
seguida, os pacientes responderão a versão brasileira do questionário OHIP-14
(LOCKER; SLADE, 1993; SLADE, 1997, SILVA, 2007) (APÊNDICE B). O OHIP-14
8
será aplicado em dois momentos: antes no início do tratamento e após a reabilitação com
overdenture imediata. A fim de aguardar o período de adaptação do paciente com o
tratamento reabilitador realizado, o questionário aplicado após o tratamento será aplicado
30 dias após a instalação da overdenture, sendo respeitado o período de ajuste e Comentado [RF1]: Não seria interessante avaliar também
uma semana após, assim podem avaliar as dificuldades no
preservação da prótese. O controle se dará do paciente com o próprio paciente quando processo de adaptação.

relacionarmos os dois questionários nos tempos pré e pós-tratamento reabilitador.

O questionário a ser aplicado com o interesse de avaliar a qualidade de vida antes


e após o tratamento reabilitador com overdenture será o OHIP-14, porém ainda em fase
de análise e desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa, analisaremos a possibilidade da
utilização do OHIP-EDENT ou o GOHAI, uma vez que literatura nos recomenda a
aplicação destes questionários em pesquisas de qualidade de vida (SILVA, 1999; SOUZA
et al., 2007; SOUZA et al., 2010). OHIP-14 tem como função avaliar os impactos da
condição oral no bem-estar do paciente, usuário de próteses. O mesmo é composto por
questões que compreendem 7 dimensões: Limitação funcional, Dor, Desconforto
psicológico, Incapacidade física, Incapacidade social, Incapacidade psicológica e
Incapacidade (LOCKER; SLADE, 1997; SILVA, 2007). O questionário será entregue ao
paciente e o mesmo realizará a leitura do mesmo podendo selecionar como resposta 5
alternativas, com as possíveis opções de respostas: muito frequente, pouco frequente,
ocasionalmente, quase nunca e nunca. O examinador acompanhará as respostas do
paciente e só abordará o mesmo em caso de dúvidas de interpretação do paciente.

Os dados obtidos serão analisados, tabulados e os testes estatísticos mais


adequados serão aplicados.

9
4 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

Ano 2018

Meses Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

1. Elaboração do projeto. X X X X

2. Revisão da literatura. X X X X X X X X X X

3. Submissão do projeto para orientador e avaliadores X X


e no Comitê de Ética.

4.Coleta de dados e aplicação do questionário antes X X


do tratamento reabilitador (pacientes atendidos em
2018).

5. Tabulação dos dados iniciais (2018) X X

6.Aplicação do questionário após a reabilitação X


(pacientes atendidos em 2018).

Ano 2019

Meses Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

7. Revisão de Literatura X X X X X X X X X

8.Coleta dos dados e aplicação do questionário antes X X


do tratamento reabilitador (pacientes atendidos em
2019).

9. Tabulação dos dados iniciais (2019) X X X

10. Aplicação do questionário após a reabilitação X


(pacientes atendidos em 2019).

11. Tabulação dos dados finais e análise estatística. X X

12. Redação final do TCC X X X X

13. Apresentação oral do TCC X

Ano 2020

Meses Mar

13. Apresentação oral do TCC X

10
REFERÊNCIAS Formatado: Fonte: 12 pt

1. 1. AKIFUSA, S. et al. Relationship of number of remaining teeth to health- Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman
related quality of life in community-dwelling elderly. Gerodontology 2005; 22(2):91- Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
97.
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
2.

3.1.BARBATO, P. R. et al. Perdas dentárias e fatores sociais, demográficos e de Formatado: Fonte: 12 pt


serviços associados em adultos brasileiros: uma análise dos dados do Estudo
Epidemiológico Nacional (Projeto SB Brasil 2002-2003). Cad. Saúde Pública,
Rio de Janeiro, v. 8, n. 23, p.1803-1814, ago. 2007. Disponível em:
<https://scielosp.org/pdf/csp/2007.v23n8/1803-1814>. Acesso em: 04 maio.
2018.
4. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt,
Cor da fonte: Cor Personalizada(RGB(34;34;34))
5.
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaço
Depois de: 8 pt, Espaçamento entre linhas: Múltiplos
6.2.BATISTA A.U.D. et al. Overdenture retida por barra: uma alternativa à 1,08 lin., Sem marcadores ou numeração
prótese total. Robrac. 2006;15(40):78- 84.
Formatado: Fonte: 12 pt
7. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Formatado: Fonte: 12 pt
8.3.BHERING, C. L. B. et. al. Full Arch Implant Supported Oral Rehabilitation To
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Reestablish Esthetic And Function. International Journal of Clinical
Dentistry, v. 10, p. 25-33, 2017.
9. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaço
10.
Depois de: 8 pt, Espaçamento entre linhas: Múltiplos
1,08 lin., Sem marcadores ou numeração
4. BRANEMARK, P. I. Osseointegration and its experimental background. The
Journal Of Prosthetic Dentistry, [s.l.], v. 50, n. 3, p.399-410, set. 1983. Formatado: Fonte: 12 pt
Elsevier BV. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/s0022-3913(83)80101-2. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Acesso em: 01 abr. 2018. Formatado: Fonte: 12 pt

11. Formatado: Fonte: 12 pt


Formatado: Fonte: 12 pt
12.5. BRÄNEMARK, P. I.; ZARB, G. A.; ALBREKTSSON, T. Tissue Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
integrated prostheses. In: Osseointegration in clinical dentistry. Chicago :
Quintessence Publ. Co. Inc. 1985.
13. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaço
14.
Depois de: 8 pt, Espaçamento entre linhas: Múltiplos
1,08 lin., Sem marcadores ou numeração
15.6. BRUNELLO D.C; MANDIKOS, M. N. Construction Faults, Age,
Gender, And Relative Medical Health: Factors Associates With Complaints In Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Complete Denture Patients. J Prosthet Dent 1998; 79(5):545-554.
16. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

11
17.7. CERVEIRA NETTO H. Prótese total imediata. São Paulo: Pancast;
1987.
18. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
19.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
20.8. CHIAPASCO M, et. al. Implant-retained Mandibular Overdentures numeração
Whith Immediate Loading. A Retrospective Multi-center Study On 226 Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Consecutive Cases. Clin Oral Implants Res. 1997;8(1):48-57. Formatado: Fonte: 12 pt

21. Formatado: Fonte: 12 pt

22.9. DISCACCIATI, J. A. C.; CARVALHO, M. C. F. S.; COSTA, S. C. PTI Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
e Overdentures: Melhorando Estética, Mastigação E Qualidade De Vida. Rev.
Ciênc. Ext. v.8, n.1, p.123-137, 2012. Nacional (Projeto SB Brasil 2002-2003).
Cad. Saúde Pública, v. 23, n. 8, p. 1803-1814, 2007.
23. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaço
24.
Depois de: 8 pt, Espaçamento entre linhas: Múltiplos
1,08 lin., Sem marcadores ou numeração
25.10. DISCACCIATI, J. A. C.; et. al. Realinhamento do plano oclusal em
reabilitação oral: importância e modalidades terapêuticas. Rev Clín Ortod Formatado: Fonte: 12 pt
Dental Press. 2014 abr-maio;13(2):28-38. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

26. Formatado: Fonte: 12 pt


Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
27.11. DOLAN T. A. et. al. Risk Indicators Of Edentulism, Partial Tooth Loss
And Prosthetic Status Among Black And White Middleaged And Older Adults.
Community Dent Oral Epidemiol 2001; 29:329-40.
28. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaço
29.
Depois de: 8 pt, Espaçamento entre linhas: Múltiplos
1,08 lin., Sem marcadores ou numeração
30.12. FONSECA GB. Grau de satisfação dos pacientes tratados com
overdentures [monograph]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade do Grande Rio; Formatado: Fonte: 12 pt
2004. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

31. Formatado: Fonte: 12 pt

32.13. GOIATO, M. C. et al. Oral Injuries Caused By The Usage Of Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Removable Prosthesis. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, João Pessoa, v. 5,
p.85-90, jan. 2005. Disponível em:
<http://dms.ufpel.edu.br/ares/bitstream/handle/123456789/171/Artigo12v51.pdf
?sequence=1>. Acesso em: 03 maio 2018.
33. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
34. entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
numeração
35.14. HEBLING, E. Prevenção em odontogeriatria. In: Pereira AC,
organizador. Odontologia em saúde coletiva: planejando ações e promovendo Formatado: Fonte: 12 pt
saúde. Porto Alegre: Editora Artmed; 2003. p. 426-37. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

36. Formatado: Fonte: 12 pt


Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
12
15. LEKHOLM, U.; ZARB, G. A. Patient selection and preparation. In: Brånemark,
P-I; Zarb GA; Albrektsson T et al. Tissue integrated prostheses:
Osseointegration in clinical dentistry. Chicago: Quintessence Publ Co.; p.199-
209, 1985.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
37.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
16. LELES, C. R.; NAKAOKA, M. M.; SOUZA, R. F.; COMPAGNONI, M. A. numeração
Estudo Retrospectivo dos Fatores Associados à Longevidade de Próteses Totais. Formatado: Fonte: 12 pt
Parte I – Avaliação Subjetiva e Queixas dos Pacientes. Rev Fac Odontol 1999; Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
2(1):61-66.
38. Formatado: Fonte: 12 pt

17. LOCKER, D; SLADE, G. Oral Health And The Quality Of Life Among Older Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
Adults: The Oral Health Impact Profile. Journal (canadian Dental
Association). Ottawa, p. 830-844. out. 1993. Disponível em:
<http://europepmc.org/abstract/med/8221283>. Acesso em: 03 abr. 2018. Formatado: Não Realce
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt,
Cor da fonte: Cor Personalizada(RGB(34;34;34))
39.
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
18. MACENTEE M. I; WALTON, J. N.; GLICK, N. A Clinical Trial Of Patient entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
Satisfaction And Prosthodontic Needs With Ball And Bar Attachments For numeração
Implant-retained Complete Overdentures: Three-year Results. J Prosthet Dent. Formatado: Fonte: 12 pt
2005;93(1):28-37.
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
40. Formatado: Fonte: 12 pt

19. OMURA, Y. et al. Comparison of patient-reported outcomes between Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
immediately and conventionally loaded mandibular two-implant overdentures: A
preliminary study. Journal Of Prosthodontic Research, [s.l.], v. 60, n. 3,
p.185-192, jul. 2016. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.jpor.2015.12.010.
Formatado: Não Realce
Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26803560>. Acesso em:
08 maio 2018. Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt,
Cor da fonte: Cor Personalizada(RGB(34;34;34))
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
41. entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
numeração
20. POMÍLIO, A.; SILVA, F. A.; SILVA, W. A. B. Técnica da zona neutra em
Formatado: Fonte: 12 pt
dentaduras duplas. Revista Gaúcha Odontológica, v. 50, p. 219-224, 2000.
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
42.
Formatado: Fonte: 12 pt
21. RODRIGUES, D. M. Manual de prótese sobre implantes: passos clínicos e Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
laboratoriais. São Paulo: Artes Médicas; 2007.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
43. entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
numeração
22. SEALS, R. R., et al. Immediate Complete dentures, Dental Clinics of North
Formatado: Fonte: 12 pt
America, Philadelphia, v. 54, n. 1, p. 64-64, Aug, 1996.
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
44.
Formatado: Fonte: 12 pt
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
13
23. SILVA, S. R. C. da. Auto percepção das condições bucais em pessoas com 60
anos e mais de idade. 1999. 126f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) -
Universidade de São Paulo, São Paulo.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
45.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
24. SILVA, D. D.; SOUSA, M. L. R.; WADA, R. S. Autopercepção e condições de numeração
saúde bucal em uma população de idosos. Cad Saúde Pública. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
2005;21(4):1251-9. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400028. Formatado: Fonte: 12 pt
46. Formatado: Não Realce

25. SILVA, M. E. S. Restabelecimento estético e funcional em pacientes Formatado: Fonte: 12 pt

desdentados: percepção e impacto entre usuários da Faculdade de Odontologia Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
da Universidade Federal de Minas Gerais. 2007. 85 f. Tese(Doutorado) –
Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo
Horizonte, 2007.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
47.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
26. SLADE, G. D. Derivation and validation of a short-form oral health impact numeração
profile. Community Dent Oral Epidemiol, v. 25, p. 284-90, 1997. Disponível Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
em http://www.periodicos.capes.gov.br. Acesso em 08 maio 2018. Formatado: Fonte: 12 pt
48. Formatado: Fonte: 12 pt

27. SOUZA, R.F. de, PATROCÍNIO, L.; PERO, A.C.; MARRA, J.; Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
COMPAGNONI, M.A. Reliability and validation of a Brazilian version of the
Oral Health Impact Profile for assessing edentulous subjects. Journal of Oral
Rehabilitation, v.34, n.11, p.821- 826, 2007.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
49.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
28. SOUZA, R.F. de; LELES, C.R.; GUYATT, G.H.; PONTES, C.B.; DELLA numeração
VECCHIA, M.P.; NEVES, F. Exploratory factor analysis of the Brazilian OHIP Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
for edentulous subjects. Journal of Oral Rehabilitation, v.37, n.3, p.202-
208,2010.
50. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

29. TURANO, J. C.; TURANO, L.M. Fundamentos de Prótese total. São Paulo. Formatado: Fonte: 12 pt
Editora Santos, 2000. 341p.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
51.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
30. XAVIER, G. Técnicas de Trabalho em Clínica Odontológica. In: Marotti, F. numeração
Consultório Odontológico- Guia Prático para técnicos e auxiliares. 2010 Formatado: Fonte: 12 pt
2ªEdição, São Paulo, Editora Senac. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
52. Formatado: Fonte: 12 pt
Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração

14
31. ZARB, G. A. et al. Prosthodontic treatment for edentulous patients &
complete dentures and implant-supported prostheses. St. Louis: Mosby,
2006.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, 12 pt
Formatado: Recuo: À esquerda: 1,27 cm, Espaçamento
53.
entre linhas: Múltiplos 1,08 lin., Sem marcadores ou
54.32. ZITZMANN, N. U. et al. Strategic considerations in treatment planning: numeração
Deciding when to treat, extract, or replace a questionable tooth. The Journal Of Formatado: Fonte: 12 pt
Prosthetic Dentistry, [s.l.], v. 104, n. 2, p.80-91, ago. 2010. Elsevier BV. Formatado: Normal, Sem marcadores ou numeração
http://dx.doi.org/10.1016/s0022-3913(10)60096-0. Disponível em:
Formatado: Espaçamento entre linhas: simples
<https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20654764>. Acesso em: 03 maio 2018.
Formatado: Fonte: (Padrão) Times New Roman, Cor da
fonte: Cor Personalizada(RGB(34;34;34))
Formatado: Normal, Recuo: À esquerda: 0,63 cm, Sem
marcadores ou numeração

15
APÊNDICE A – Termo de Consentimento Livre e Esclarecido Formatado: Justificado

16
APÊNDICE B – Modelo do questionário OHIP-14

17

Você também pode gostar