Você está na página 1de 4

Departamento de Geotecnia

Disciplina: SGS-5832 Tópicos de Mecânica dos Solos

ADENSAMENTO

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Portanto, o valor da tensão efetiva vertical na


profundidade de 11,4 m é dado por:
1 – O perfil de um solo, onde será construído um prédio,
consiste de uma camada de areia fina com 10,4 m de  'vo = (19,3  3) + (9,5  7,4) + (7,7 1) = 135,9 kPa
espessura, sobre uma camada de argila mole normalmente
adensada com 2 m de espessura. Abaixo da camada de argila Passo 2: Calcular o acréscimo de tensão no centro da
mole existe um depósito de areia grossa. O nível d’água está camada de argila. No caso, este acréscimo já foi
localizado a 3 m da superfície. O índice de vazios da areia é fornecido, ou seja, v = 140 kPa.
0,76 e o teor de umidade da argila é de 43%. O peso do
prédio irá aumentar o valor da tensão vertical no centro da
Passo 3: Calcular a tensão efetiva vertical final (’v1)
camada de argila em 140 kPa. Estimar o recalque primário
devido ao adensamento da argila. Assumir que o solo sobre o
 'v1 =  'vo + v = 135,9 + 140 = 275,9 kPa
nível d’água esteja saturado, Cc = 0,3 e Gs = 2,7.

Estratégia: Relacionar os dados do problema, assim como Passo 4: Calcular o recalque devido ao adensamento
esquematizar o perfil de solo descrito, como mostra a figura primário (ρ):
acima. Neste problema, foi dada a estratigrafia, o nível
d’água, o aumento da tensão vertical e os seguintes H0 ' 2 275,9
= C c log v1 =  0,3  log = 0,085 m
parâmetros do solo: 1 + e0  ' vo 1 + 1,16 135,9
e0 (areia) = 0,76; w (argila) = 43 %
H0 = 2 m; v = 140 kPa; 2 – Assumindo o mesmo perfil de solo do exemplo anterior,
Cc = 0,3; Gs = 2,7 considera-se agora que a argila seja sobreadensada, com
OCR = 2,5, w = 38% e Cs = 0,05. Todos os outros parâmetros
permanecem inalterados. Determinar o recalque devido ao
NA 3m
adensamento primário da argila.

Areia Fina
10,4 m Estratégia: Uma vez que o solo é sobreadensado, é
necessário verificar se no centro da camada de argila, a
tensão de sobreadensamento é maior ou menor do que a soma
Argila Mole 2m da tensão efetiva inicial com o acréscimo de tensão devido à
construção. Esta verificação irá determinar a equação a ser
Areia Grossa utilizada. Neste problema, o peso específico da areia não se
alterou, mas houve uma alteração no da argila.
Uma vez que a argila é normalmente adensada, o
Solução:
recalque do solo devido ao adensamento primário é calculado
pela seguinte expressão:
Passo 1: Calcular ’vo e e0 no centro da camada de argila.
e H0 '
 = H0 = C c log v1 ( OCR = 1) Notar que este recalque será menor que aquele calculado
1 + e0 1 + e0  'v0 no Exemplo 1.
Argila:
Solução: e0 = wGs = 0,38  2,7 = 1,03
 G −1  2,7 − 1 
Passo 1: Calcular a tensão efetiva vertical inicial (’vo) e  ' =  s  w =  1 + 1,03   9,8 = 8,2 kN / m
3

o índice de vazios inicial (e0) no centro da camada de  1 + e   


argila.  'vo = (19,3  3) + (9,5  7,4) + (8,2 1) = 136,4 kPa
Areia:
G +e  2,7 + 0,76  Observar que o aumento da tensão efetiva vertical devido
 sat =  s  w =    9,8 = 19,3 kN / m 3
 1+ e   1 + 0,76  à mudança do peso específico da argila foi muito
pequeno.
 ' =  sat −  w = 19,3 − 9,8 = 9,5 kN / m3

Argila: Passo 2: Calcular a tensão de pré-adensamento (’a).


e0 = wGs = 0,43  2,7 = 1,16  ' a = 136,4  2,5 = 341kPa
 G −1  2,7 − 1 
 ' =  s  w =  1 + 1,16   9,8 = 7,7 kN / m
3
Passo 3: Calcular a tensão efetiva vertical final (’v1).
 1 + e   
 'v1 =  'vo + v = 136,4 + 140 = 276,4 kPa
2

para a determinação desta equação. Foi fornecida a


Passo 4: Verificar se ’v1 é maior ou menor que ’a. inclinação desta reta (Cr) e serão necessários outros dados
para completar a questão. Pode-se determinar as coordenadas
( 'v1 = 276,4 kPa)  ( ' a = 341 kPa) de um ponto da reta a partir do teor de umidade e da
profundidade, como mostrado no Passo 1.
Passo 5: Calcular o recalque total devido ao adensamento
primário, utilizando a equação que considera ’v1 < ’a. Solução:

Passo 1: Determinar o índice de vazios inicial (e0) e a


H0 ' 2 276,4
= C s log v1 =  0,05  log = 0,015m tensão efetiva vertical inicial (’vo).
1 + e0  ' vo 1 + 1,03 136,4
e0 = wGs = 0,23  2,7 = 0,621
3 – Considerar que a argila do exercício anterior apresenta
uma razão de sobreadensamento igual a 1,5. Determinar o
 G −1  2,7 − 1 
recalque devido ao adensamento primário desta camada.  ' =  s  w =    9,8 = 10,3 kN / m 3
 1 + e   1 + 0,621 
Estratégia: Uma vez que o solo é sobreadensado, é
necessário verificar se no centro da camada de argila, a  'vo = (19,3  3) + (9,5  7,4) + (8,2 1) = 136,4 kPa
tensão de sobreadensamento é maior ou menor do que a soma
da tensão efetiva inicial com o acréscimo de tensão devido à
Passo 2: Calcular a tensão de pré-adensamento (’a).
construção. Esta verificação irá determinar a equação a ser
utilizada.
 'a =  ' zo OCR = 103  5 = 515 kPa
Solução:
Passo 1: Calcular a tensão efetiva vertical no meio da Passo 3: Encontrar a equação para a linha de
camada de argila, bem como seu índice de vazios inicial. descarga/recarga (inclinação BC na figura a seguir).

Do exercício 4.2:

e0 = 1,03
 'vo = 136,4 kPa

Passo 2: Calcular a tensão de pré-adensamento (’a).

 'a = 136,4 1,5 = 204,6 kPa

Passo 3: Calcular a tensão efetiva vertical final (’v1).

 'v1 =  'vo + v = 136,4 + 140 = 276,4 kPa


 a`
e B = e0 − C s log
Passo 4: Verificar se ’v1 é maior ou menor que ’a.  vo
`

Então,
( 'v1 = 276,4 kPa)  ( ' a = 204,6 kPa)
eB = 0,621 − 0,08 log( 5) = 0,565
Passo 5: Calcular o recalque total devido ao adensamento
primário, utilizando a equação que considera ’v1 > ’a.
Portanto, a equação da reta de descarga/recarga é:
H 0   a'  v' 1 
= C s log ' + C c log ' 
1 + e0   vo  a  e = 0,565 − 0,08 log(OCR)

Substituindo e = wGs (Gs = 2,7) e OCR = 515/γ’z


2  204,6 276,4 
= 0,05  log + 0,3  log  (γ’ = 10,3 kN/m3, z é a profundidade) na equação anterior
1 + 1,03  136,4 204,6  resulta:
 50 
 = 0,047m = 47mm w = 0,209 + 0,03 log 
 z 
Pode-se então substituir valores para z de 1 a 50,
5 – Um ensaio de laboratório numa argila saturada retirada de
determinar o teor de umidade nestas profundidades e
10 m de profundidade apresentou Cc=0,3, Cs=0,08, OCR = 5,
calcular o índice de vazios com e = wGs. Em seguida,
w=23% e Gs=2,7. O nível d’água estava na superfície do
calcular a razão de sobreadensamento com a equação
terreno. Plotar um gráfico mostrando a variação do teor de
umidade e da razão de sobreadensamento com a e = 0,565 – 0,08log(OCR). A seguinte tabela apresenta
profundidade, até a profundidade de 50 m. os valores calculados, que estão plotados no gráfico a
Estratégia: O estado de sobreadensamento encontra-se sobre seguir:
a linha de descarga/recarga. Portanto, é necessário encontrar
uma equação para esta reta com os dados fornecidos.
Inicialmente deve-se identificar quais dados são relevantes
3

Profundidade (m) w (%) OCR 4 – Uma camada de argila de 6 m de espessura está situada
1 26,0 51,4 entre duas camadas de areia e recalca sob a carga de um
5 23,9 10 edifício. Sendo Cv = 4,92 x 10-4 cm2/s. Calcule:
10 23,0 5,0
20 22,1 2,5 a) quanto tempo (em dias) a argila alcançará 50% do
30 21,6 1,7 adensamento total;
40 21,2 1,2 b) se existir uma camada de areia de 1,5 m no meio da
50 20,9 1,0 camada de argila de 6 m, quanto tempo levará para a
camada de argila alcançar 50% do adensamento total sob
esta nova condição.

w (%) e OCR 5 – Sobre o terreno, cujo perfil geotécnico está indicado


0 10 20 30 40 50 60
0
abaixo, foi construído um aterro de grandes dimensões, com
3,0 m de altura e  = 20 kN/m3. Após dois meses, foi medida
10 a pressão neutra no centro da camada de argila, encontrando-
20 se o valor de 80 kPa. A partir da construção do aterro, qual o
OCR Teor de umidade tempo necessário para que se verifique 90% do recalque
30
total?
40 0
NA
-1.0
50 areia fina compacta

-3.0
60

argila siltosa mole

EXERCÍCIOS PROPOSTOS
-11.0

1 – Uma estrutura apoiada sobre uma camada de argila areia grossa compacta

acusou um recalque de 14 mm em 250 dias. Tal recalque


corresponde a 32% do recalque total previsto. Traçar a
provável curva tempo x recalque para um período de 12 anos,
sabendo que a camada é drenada pelas duas faces.

2 – Sobre uma camada de 10 m de argila compressível se


construiu um edifício. A camada de argila está entre duas
camadas contínuas de areia. Um ensaio de adensamento
realizado com uma amostra de 2 mm de espessura, drenada z
Z=
por ambas as faces, retirada do solo compressível, revelou d
que 50% do recalque ocorreu em 20 min. Calcular em anos, o
tempo que o edifício recalcará a mesma porcentagem de
recalque da amostra.

3 – Sobre o terreno cujo perfil está representado na figura


abaixo, lançou-se um aterro extenso com  = 18 kN/m3 e
4,0 m de altura. Das amostras retiradas da sondagem
realizaram-se ensaios de caracterização cujos resultados são
apresentados no próprio perfil. Após algum tempo cogitou-se
utilizar o terreno para uma construção, porém como não
havia acompanhamento do processo de adensamento da
argila, resolveu-se instalar um piezômetro que fornecia as
leituras no centro da camada de argila. A primeira leitura
forneceu uma pressão neutra de 95 kPa e 2 meses após outra
leitura forneceu 91 kPa. Estimar o tempo necessário para que
6 – Em um ensaio de adensamento realizado com uma
se processe o recalque total e a provável data do lançamento
amostra de argila saturada (Gs = 2,72), a pressão aplicada foi
do aterro, admitindo construção instantânea.
aumentada de 107 para 214 kN/m2. Foram obtidas as
seguintes leituras para esse ensaio:

Tempo
0 0,25 0,5 1 2,25 4 6,25 9 16
(min)
Leitura
7,82 7,42 7,32 7,21 6,99 6,78 6,61 6,49 6,37
(mm)
Tempo
25 36 49 64 81 100 300 1440
(min)
Leitura
6,29 6,24 6,21 6,18 6,16 6,15 6,10 6,02
(mm)
4

Após 1440 minutos a espessura da amostra era de Determinar o tempo necessário para que ocorra 90% do
15,3 mm e o teor de umidade 23,2%. Determinar os valores adensamento da camada de argila. Se forem colocados drenos
dos coeficientes de adensamento e os índices de compressão com 300 mm de diâmetro, espaçados entre si por 4 m em um
para (a) raiz do tempo e para (b) log do tempo. Determinar arranjo quadrado, qual o tempo necessário para que o
também os valores do coeficiente de compressibilidade adensamento completo da argila seja alcançado? Os
volumétrica e do coeficiente de permeabilidade. coeficientes de adensamento nas direções vertical e
horizontal são de 9,6 m2/ano e 14,0 m2/ano, respectivamente.
7 – Os seguintes resultados foram obtidos de um ensaio de
adensamento em uma argila saturada:

Pressão
27 54 107 214 429 214 107 54
(kN/m2)
e 1,243 1,217 1,144 1,068 0,994 1,001 1,012 1,024

Um terreno apresenta um perfil constituído por uma


camada de 8 m desta argila sobreposta por uma camada de
4 m de areia, estando o nível d’água localizado na superfície.
O peso específico saturado para ambos os solos é de
19 kN/m3. Um aterro de 4 m e com peso específico igual a
21 kN/m3 foi construído em uma extensa área sobre este
terreno. Determinar o recalque final devido ao adensamento
da argila. Se o aterro fosse removido algum tempo após o
processo de adensamento ter ocorrido completamente, que
recalque negativo poderia eventualmente ocorrer devido à
expansão da argila?

8 – Em um ensaio de adensamento com uma amostra de


argila saturada com 19 mm de espessura alcança 50% de
adensamento em 20 minutos. Em quanto tempo uma camada
de 5 m desta argila alcançaria o mesmo grau de adensamento
sobre as mesmas condições de carregamento e drenagem? Em
quanto tempo esta camada alcançaria 30% de adensamento?

9 – Assumindo que o aterro do Exercício 7 fosse construído


instantaneamente, qual seria o valor do excesso de pressão
neutra no centro da camada de argila após um período de 3
anos? Considerar a camada drenada pelas duas faces e o valor
de Cv igual a 2,4 m2/ano.

10 – Uma camada de areia com 10 m de espessura recobre


uma camada de argila de 8 m, abaixo da qual existe outra
camada de areia. Para a argila, são dados mv = 0,83 m2/MN e
Cv = 4,4 m2/ano. O nível d’água está na superfície, mas é
permanentemente rebaixado de 4 m, sendo que este
rebaixamento levou 40 semanas. Calcular o recalque total
devido ao adensamento da argila, assumindo que o peso
específico da areia não se altera, e o recalque após 2 anos do
início do rebaixamento.

11 – Para uma camada de argila semi-drenada de 8 m


assumiu-se Cv = Ch. Drenos de areia verticais com 300 mm
de diâmetro, espaçados entre si por 3 m em um arranjo
quadrado, foram utilizados para aumentar a velocidade de
adensamento da camada de argila submetida a um aumento
de tensão vertical devido à construção de um aterro. Sem os
drenos de areia, o grau de adensamento calculado para o
instante correspondente ao início de utilização do aterro é de
25%. Qual seria o grau de adensamento com a existência dos
drenos no mesmo momento?

12 – Um aterro foi construído sobre uma camada de argila


saturada de 10 m que recobre um substrato impermeável.