Você está na página 1de 100

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS

ACADÊMICOS
Norma ABNT 14.724

Instrutor: Thiago Giordano Siqueira


Bibliotecário Documentalista
CRB 11/878
TRABALHO Elementos para a

MONOGRÁFICO constituição da forma


TRABALHO MONOGRÁFICO

1. Documento que representa o


resultado de um estudo, devendo
expressar conhecimento do assunto
escolhido;
2. Destinada a examinar um assunto em
específico, normalmente apresentada
como um trabalho de conclusão de
curso de graduação e pós-graduação.
CONSTRUÇÃO DO TRABALHO
MONOGRÁFICO

Problema Projeto de
pesquisa

Levantar Texto
evidências cientificamente
• Método Científico construído
COMPOSIÇÃO DO TRABALHO FORMA
MONOGRÁFICO
Capa
Lombada

PARTE EXTERNA

Elementos
Pré-Textuais
Elementos
Textuais
Elementos
Pós-Textuais
PARTE INTERNA

NBR14724
Composição e
PARTE EXTERNA Forma
CAPA
NBR 14724
É a parte externa do documento e serve de sua proteção
física;
Deve apresentar informações impressas indispensáveis
para a identificação da obra;
Tem que apresentar:
 Nome da instituição (opcional)
 Nome do autor, título do trabalho
 Subtítulo (se houver)
 Número do volume (se houver)
 Local (cidade)
 Ano do depósito (da entrega)
CAPA E LOMBADA
LOMBADA
NBR 12225

Elemento opcional onde constam as


informações sobre:
1. nome do autor, impresso
longitudinalmente, do alto para o
pé da lombada;
2. título do trabalho, impresso da
mesma forma que o nome do
autor;
3. elementos alfanuméricos de
identificação como, por exemplo,
v.2 ou 2017.
Composição e
PARTE INTERNA Forma
Pré-Textual Textual Pós-Textual

ESTRUTURA
Folha de rosto

Ficha catalográfica

Errata

Folha de aprovação

Dedicatória(s) Introdução Referência

Agradecimento(s)

Epígrafe

Resumo na língua
vernácula
Resumo em língua
Desenvolvimento Glossário
estrangeira
Lista de ilustrações

Lista de tabelas

Lista de abreviaturas e
siglas Conclusão Apêndice(s)
Lista de símbolos

Sumário
São os itens que
antecedem ao
ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS texto principal do
trabalho
monográfico
ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS
Apresenta elementos não obrigatórios que
permitem ao autor, por exemplo, expressar seus
agradecimentos e dedicar seu trabalho.

FONTE: http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/vida-na-universidade/pesquisa-e-tecnologia/regras-da-abnt-veja-as-
normas-para-monografias-e-trabalhos-academicos-24m183ly0hqo75i0qrgiovpla
FOLHA DE ROSTO
Apresenta elementos considerados essenciais para a identificação do
trabalho.
Deve conter:
 nome do autor;
 título do trabalho;
 subtítulo (se houver);
 número do volume (se houver)
 natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso), e objetivo (aprovação
em curso ou disciplina, grau pretendido), nome da instituição a qual é submetido o
trabalho, área de concentração;
 nome do orientador e do co-orientador, se houver;
 local (cidade);
 ano do depósito (entrega do trabalho).
FOLHA DE ROSTO
12,5 cm

S871e SANTOS, Antonia Cristina Reis


Emprego da inteligência competitiva:a realidade do contexto
manauara. – Manaus: Universidade Federal do Amazonas, 2010.

Monografia (Pós-graduação lato senso em Inteligência Competitiva).


Universidade Federal do Amazonas.

86 p. ilust.
7,5 cm 1. Inteligência 2. Empresas – Manaus I. Titulo

CDU 001(811.3)(043.3

Deve ser fornecida por


uma bibliotecária
FICHA CATALOGRÁFICA obedecendo às normas
do AACR².
Deve ser impressa no
verso da folha de rosto.
FICHA
CATALOGRÁFICA

http://biblioteca.ufam.edu.br/servicos/elaboracao-de-ficha-catalografica
LOCALIZAÇÃO DA FICHA CATALOGRÁFICA
ERRATA

Elemento opcional que deve ser


inserido logo após a folha de rosto
caso hajam erros identificados no
trabalho

Folha Linha Onde se lê Leia-se


10 3 propio próprio
14 21 ver. rev.
52 15 Compreension comprehension
52 20 1908 1998
FOLHA DE
APROVAÇÃO
Parte obrigatória, inserida
após a folha de rosto,
contendo os seguintes
elementos:
nome do autor;
título e subtítulo (se houver);
texto curto alinhado do meio
da página para a margem
direita descrevendo a
natureza, objetivo, nome da
instituição, do programa e
área de concentração,
devendo ser digitado em
espaço simples e fonte
tamanho 10;
nome dos membros da banca
examinadora, antecedida da
data de aprovação.
DEDICATÓRIA

Elemento opcional,
colocado após a folha
de aprovação, onde
consta a manifestação
do autor quanto dedica
sua obra, homenageia
alguém.
Deve ficar na parte
inferior direita da
folha. Elemento sem
título e sem indicativo
numérico.
AGRADECIMENTO(S)

Elemento opcional,
colocado após a
dedicatória, onde o autor
faz agradecimentos a
pessoas e/ou instituições
das quais recebeu apoio e
contribuíram para o
desenvolvimento do
trabalho, devendo ser
limitado ao estritamente
necessário.
AGRADECIMENTO(S)
AGRADECIMENTOS

O formato do texto de Ao plano superior pela força invisível;

agradecimento se A minha orientadora pelo acompanhamento


constante;
configura como estilo
Aos meus familiares pelo apoio;
do autor.
Aos colegas da instituição que auxiliaram na
A palavra discussão da temática e contribuíram no delinear
do caminho;
AGRADECIMENTOS
A Universidade Federal do Amazonas, pela
deve vir centralizada, oportunidade e concessão da bolsa de estudos;
fonte tamanho 12, em Aos colegas da turma que incentivaram.
negrito e caixa alta.
EPÍGRAFE
NBR10520

Elemento opcional,
colocado após a folha
de agradecimento,
podendo figurar
também no início das
partes principais do
trabalho, onde o autor
transcreve uma frase,
pensamento, ditado ou
parte de um texto que
deseja destacar de um
trabalho, por
considerar significativo
e inspirador.
EPÍGRAFE
NBR10520

Apesar de escrita por


outra pessoa, não deve vir
entre aspas. O texto deve
vir com recuo de 8 cm, em
itálico, com fonte tamanho
10 e espaçamento simples.
A autoria deve constar
abaixo do texto, alinhado
à direita, sem pontuação.
É importante observar que
a atribuição de autoria da
epígrafe dispensa a
exposição da data e
página de onde foi
retirada.
RESUMO
NBR 6028

Resumo na língua vernácula


 Elemento obrigatório constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas e
não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando a 250 palavras,
seguido logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é,
das palavras-chave.

Resumo em língua estrangeira


 Elemento obrigatório que se caracteriza por ser uma versão do resumo em língua
vernácula;
 Em inglês: Abstract;
 Em espanhol: Resumen;
 Em francês: Résumé;
 Deve ser seguido das palavras-chave no idioma selecionado.
FONTE: http://blogdivertudo.blogspot.com.br/2011/05/como-fazer-um-resumo.html

Apresentação concisa dos pontos


relevantes de um texto;

RESUMO
O resumo abrevia o tempo do
leitor;
Difunde informações de tal modo
que pode influenciar e estimular a
consulta do texto completo;
Normalizado pela NBR6028.
TIPOS DE RESUMO
Indicativo Crítico
• Quando elenca apenas • Redigido por
os pontos principais do especialistas com análise
texto, não apresentando interpretativa de um
dados qualitativos, texto
quantitativos etc, sendo
perfeitamente indicado
para prospectos,
catálogos, entre outros;

Indicativo/informativo Informativo
• Que representa a soma • Que apresenta
dos dois tipos elementos suficiente ao
relacionados leitor, para que este
anteriormente; possa decidir sobre a
conveniência da leitura
do texto interior. Expõe
finalidades,
metodologia, resultados
e conclusões
PRICÍPIOS PARA ELABORAÇÃO
1. Apresentar com clareza o assunto do trabalho e o seu objetivo;
2. Permitir a articulação das ideias expostas no texto;
3. Apresentar as conclusões do autor da obra resumida
4. Ser redigido em linguagem objetiva;
5. Não apresentar juízo crítico;
6. Ser inteligível por si mesmo, isto é, dispensar a consulta ao
original;
7. Evitar a repetição de frases inteiras do original;
8. Respeitar a ordem em que as ideias ou fatos são apresentados.
ELEMENTOS DE CONSTITUIÇÃO

Resumo deve salientar o objetivo, o método, os resultados e as


conclusões do trabalho;
É desejável a apresentação de métodos e técnicas de abordagem,
mas sempre de forma concisa;
Também deve objeto do resumo a descrição das conclusões, ou seja,
as consequências dos resultados, ressaltando fatos novos, descobertas
significativas, contradições, relações e efeitos novos verificados.
RESUMO

Extensão
 para notas e comunicações breves, ter até 100 palavras;
 para monografias, TCC e artigos, até 250 palavras;
 para relatórios, dissertações e teses, até 500 palavras

Não há uso de parágrafos;

Deve ser evitado o emprego de símbolos, fórmulas, equações,


diagramas, que não sejam absolutamente necessárias.
RESUMO/ABSTRACT
O estudo visa descrever, com base nos conceitos da
semiótica discursiva, a visibilidade que as bibliotecas

INTRODUÇÃO
assumem diante da comunidade as quais servem,
EXEMPLO DE elencando, a partir do olhar do usuário, as
características referentes as suas divisões interna e
RESUMO externa, arquitetura, fachada, sinalização e
localização, destacando assim, os efeitos de sentido
que essas bibliotecas provocam nos seus público,

METODOLOGIA
resgatando, posteriormente, a trajetória histórica da
Biblioteca Pública do Estado do Amazonas – BPEAM
e, especificamente, sua visibilidade abordando desde
sua criação, em 1870, como Sala de Leitura até os
dias atuais, examinando não só as suas
RESULTADOS características, mas também seus frequentadores,
através dos trajetos que eles estabelecem para utilizá-
la, bem como apresenta sugestões para que a
Biblioteca Pública do Estado do Amazonas melhor se
coloque sob o olhar da comunidade manauense,
CONCLUSÃO

criando assim, uma atmosfera de fácil utilização, a


partir de um serviço público de informação voltado
verdadeiramente para seu público.

Palavras-Chave: Biblioteca. Semiótica.


LISTA DE ILUSTRAÇÃO

Fonte: http://pt.depositphotos.com/47732897l

São consideradas ilustrações as figuras, quadros, gráficos, fotografias e


mapas.
Este elemento é obrigatório quando do uso de tais recursos ilustrativos no
interior do texto.
Sua ordenação deverá ocorrer na ordem de ocorrência, com a respectiva
indicação de páginas e apresentação semelhante ao sumário.
LISTA DE
ILUSTRAÇÃO
LISTAS
TABELAS
 Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada
item designado pelo seu nome específico, acompanhado do respectivo numero da pagina.
 O título “LISTA DE TABELAS” deve estar em letras maiúsculas, fonte tamanho 12, negrito,
centralizado e sem pontuação.

ABREVIATAURAS E SIGLAS
 Elemento opcional que consiste na relação alfabética e siglas utilizadas no texto, seguidas
da palavra ou expressão correspondentes grafadas por extenso.
 O título “LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS” deve estar em letras maiúsculas, fonte
tamanho 12, negrito, centralizado e sem pontuação

SÍMBOLOS
 Elemento opcional que deve relacionar, na ordem que aparecem no texto, todos os
símbolos, com seus respectivos significados.
 O título “LISTA DE SÍMBOLOS” deve estar em letras maiúsculas, fonte tamanho 12, negrito,
centralizado e sem pontuação.
LISTAS
SUMÁRIO
NBR6027

Elemento obrigatório, cujas partes são acompanhadas dos respectivos


números das paginas;
Havendo mais de um volume, em cada um deve constar o sumario
completo do trabalho;
Indicação das divisões/seções de um documento na mesma ordem em
que aparecem no texto;
Cada parte é seguida pelo número da página em que se inicia.
SUMÁRIO
ELEMENTOS TEXTUAIS Forma
É a monografia
ELEMENTOS TEXTUAIS propriamente dita
ANATOMIA DO TEXTO
Fonte: http://virginiarocha.blogspot.com.br/2015/07/ainda-sobre-dissertacao.html?spref=pi
INTRODUÇÃO

Parte inicial onde o autor apresenta o tema em estudo;


Para despertar o interesse do leitor, a introdução deve fornecer
dados como importância e natureza do problema abordado, o
objetivo do trabalho, as limitações e restrições, a abrangência, a
justificativa, a hipótese;
Apresenta a estrutura do trabalho, explicitando o conteúdo de cada
capítulo.
REVISÃO DA LITERATURA

Nesta parte da monografia convém situar o problema dentro do seu


contexto científico;
Isso pode ser feito mediante apresentação dos aspectos teóricos que
servem de base para a elaboração da monografia, mas devem ser
citadas as fontes.
CITAÇÃO
NBR10520

Segundo França (1996, p. 13) As citações são mencionadas no


“[...] as citações são trechos texto com a finalidade de
transcritos ou informações esclarecer ou completar as idéias
retiradas das publicações do autor, ilustrando e
consultadas para a realização sustentando afirmações;
do trabalho”.

Toda documentação consultada


deve ser obrigatoriamente
citada em decorrência aos
direitos autorais.
ORIENTAÇÕES BÁSICAS

O âmago de todo o trabalho monográfico é produzido através da


seleção da informação relevante existente sobre um determinado
assunto;
Relacionar cientificamente tudo o que é exposto, através de uma
correta fundamentação dos dados implicados, designadamente,
expondo citações e confrontando autores diversos;
Apenas as referências utilizadas no texto, e só estas, deverão constar
na referencia;
Não colocar citações se não leu o trabalho, a não ser que seja
citação indireta (apud).
TIPOS
Existem vários tipos de citações No texto
bibliográficas, as mais usadas  Estilo anglo saxão
são as livres ou indiretas e
textuais ou diretas Em notas de rodapé
 Estilo francês
CITAÇÃO INDIRETA
Na citação livre as idéias e informações do documento
consultado servem apenas como embasamento para o autor
do trabalho e não são citadas literalmente na transcrição do
texto.
 Exemplo:
 Ponce (1994), nos leva a compreender o exato alcance
das idéias pedagógicas de Lutero, ressaltando que não
devemos perder de vista dados anteriores. Afirma ainda
que a instrução elementar era o primeiro dever da
caridade, e que mesmo no fanatismo de Lutero não
sobrasse muito lugar para o saber profano, aconselhava
aos pais que enviassem seus filhos à escola.
CITAÇÃO INDIRETA – ENTIDADES
Quando ocorre a citação de entidades coletivas conhecidas por sigla, deve-se citar o
nome por extenso na primeira citação e nas próximas citações utilizar apenas a
sigla.
 Exemplo:
 O Ministério da Educação e Cultura – MEC
(1989), procura através de suas publicações, a
divulgação plena de todas as atividades na área
educacional no território brasileiro.

 Nas citações seguintes aparecerá apenas como


MEC (1989) ou (MEC, 1989)
CITAÇÃO DIRETA
Neste tipo de citação transcreve-se literalmente os textos de
outros autores, usados para a complementação do trabalho
que está sendo produzido;
 O texto deve ser reproduzido exatamente como
consta no original, entre aspas duplas (" ... "),
acompanhado de informações sobre a fonte;

 Citações longas (mais de três linhas) devem


constituir um parágrafo independente, com recuo de
4 cm da margem esquerda, com espaço digitado e
letras menores que o restante do texto para oferecer
destaque.
CITAÇÃO LONGA

Podemos ilustrar o conceito de nação, com destaque a sua identidade


comunitária através do seguinte texto,

A nação pode ser uma figura coletiva do sujeito. Ela é o quando se define
simultaneamente pela vontade de viver junto no quadro de instituições livres e
por uma memória coletiva. Tornou-se habitual opor uma definição revolucionária
da soberania nacional contra o rei, a uma concepção alemã da nação como
comunidades de destino. (TOURAINE, 1994, p. 13)
CITAÇÕES CURTAS
As citações diretas curtas:
 Devem ter menos de três linhas;
 Devem estar contidas entre aspas duplas;
Aspas simples são empregadas para indicar citação no interior da citação;
 Exemplos
 As características da “[...] educação militar compartilhada pelos homens e mulheres
espartanas" são tão conhecidas que não vale a pena perdermos tempo em descrevê-las
(PONCE, 1994, p. 45).

 Barbour (1971, p. 35) descreve: “O estudo da morfologia dos terrenos [...] ativos [...]”

 “Não se mova, ‘faça de conta’ que esta morta” (CLARAC; BONNIN, 1985, p.72).
REGRAS DE CITAÇÃO
Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela
instituição responsável ou titulo incluído na sentença, devem
ser em letras maiúscula e minúscula e, quando entre
parênteses, devem ser maiúscula
 Exemplo1:
 A ironia seria assim uma forma de heterogeneidade mostrada,

conforme classificação proposta por Authier-Reiriz (1982).


 Exemplo2:

 “Apesar das aparência, a desconstrução do logocentrismo não é

uma psicanálise da filosofia [...]” (DERRIDA, 1967, p. 293).


REGRAS DE CITAÇÃO
Especificar no texto a(s) pagina(s), volume, tomo(s) ou seção(ões) da fonte
consultada, nas citações diretas;
Nas citações indiretas a indicação da pagina consultada é opcional.

 Exemplos:
 A produção de lítio começa em Searles Lake, Califórnia, em 1928 (MUMFORD, 1949, p. 513).

 Oliveira e Leonardo (1943, p. 146) dizem que a “[...] relação da serie São Roque com os
granitos porfiroides pequenos é muito clara”.

 Mayer parte de uma passagem da crônica 14 de maio, de A Semana: “Houve sol, e grande sol,
naquele domingo de 1888, em que o Senado votou a lei, que a regente sancionou [...]” (ASSIS,
1994, v.3, p.583).
CITAÇÃO DE CITAÇÃO
É empregada quando não existe a possibilidade de consultar os originais de
documentos citados em outras fontes importantes para o trabalho, reproduz-se a
informação coletada utilizando-se de outro recurso.

No texto, citar o sobrenome do autor do documento não consultado, seguido das



expressões citado por, conforme ou segundo, e o sobrenome do autor do documento
efetivamente consultado seguido da data. Em nota de rodapé, mencionar os dados do
documento original.
 Exemplo:
 Ponce citado por Silva (1982), declara que instrução, no sentido moderno
do termo, quase não existia entre os espartanos.
CITAÇÃO DE CITAÇÃO

Na referência deve-se incluir os dados


completos do documento efetivamente
consultado.
CITAÇÃO DE CITAÇÃO

Quando se pretende citar um autor que foi


inicialmente referido por outro - fonte indireta -
poderá utilizar-se o termo apud.

De acordo com Jain (apud COSTA, 1997), a eficácia do planejamento estratégico está
diretamente relacionada com a capacidade de análise estratégica externa.

A eficácia do planejamento estratégico está diretamente relacionada com a


capacidade de análise estratégica externa (JAIN apud COSTA, 1997).
ESTILOS DE CITAÇÃO

No texto
 Entre parênteses ou em destaque, os sobrenomes dos
autores, ano de publicação e página, se for o caso;

Na referência
 Não numerados, em ordem alfabética dos sobrenomes.
ESTILOS DE CITAÇÃO

Trabalhos anteriores demonstraram (SABBATINI, 1995; CARDOSO;


SABBATINI, 1996) que [...];
O primeiro autor a abordar este tema foi Aguilar (1967), num estudo
sobre as formas pelas quais os gestores obtêm informação relevante
sobre os eventos que acontecem no ambiente geral (externo) da
empresa;
A investigação levada a cabo até hoje nesta área demonstra que a
importância, que a análise estratégica externa tem para as
empresas, pode ser inferida pela forma como as atividades de
análise são integradas no processo de planejamento estratégico
(COSTA, 1997, p. 3).
ESTILOS DE CITAÇÃO

No texto
 Abreviações sintéticas (sobrenome+ano)
 Trabalhos anteriores demonstraram [SABB95, CARD96]

Na referência
 Em ordem alfabética das abreviações sintéticas
 [SABB95] Sabbatini, R.M.E.: Título, fonte, 1995.
 [CARD96] Cardoso, S.H., Sabbatini, R.M.E.: Título, fonte, 1996.
ESTILOS DE CITAÇÃO

No texto
 Números sobrescritos ou entre parênteses, em ordem de citação ou
de lista
 Trabalhos anteriores demonstraram 1,2

Na referência
 Numerados, em ordem alfabética de autor ou em ordem de citação
 1. Sabbatini, R.M.E.: Título, fonte, 1995.
 2. Cardoso, S.H., Sabbatini, R.M.E.: Título, fonte, 1996.
FORMATO DA CITAÇÃO

As citações diretas deverão possuir a sinalética


“[...]" sempre que não se produza inteiramente um
período ou um parágrafo.

De fato e conforme Costa (1997, p. 3) argumenta, “[…] à medida


que as empresas crescem em tamanho e complexidade, as suas
necessidades de planejamento estratégico formal aumentam”.

Anísio (1998, p. 2), afirma que “[...] a escolha deve recais na seleção
por amostragem [...] e, a partir dela devem ser nominados os sujeitos
da pesquisa”.
INSERÇÕES

As interpretações ou resumos do autor no interior


das citações deverão estar assinaladas através
de parênteses retos “[ ]”.

A eficácia do planejamento estratégico [como modo de


desenvolvimento formal da estratégia] está diretamente relacionada
com a capacidade de análise estratégica externa (JAIN apud
COSTA, 1997).

Em se tratando de diagnosticar a partir dele [planejamento


estratégico], a análise deve caber ao gestor (SIMÕES, 1999).
ÊNFASES OU DESTAQUES

Em alguns casos, para melhor compreensão do


texto, faz-se necessário destacar o que deve ser
observado com maior ênfase na citação por meio
do grifo, negrito ou itálico.

A teleconferência permite ao individuo participar de um encontro


nacional ou regional sem a necessidade de deixar seu local de
origem. Tipos comuns de teleconferência incluem o uso da televisão,
telefone, um sinal de áudio pode ser emitido em um salão de
qualquer dimensão (NICHOLS, 1993, p. 18, grifo nosso).
AUTORIA MÚLTIPLA

Nos casos de inclusão ou de referência textual de


uma obra com três ou mais autores, no corpo do
texto a referência aparecerá da seguinte forma:

Segundo Costa et al. (1997), para que se possam tomar decisões


estratégicas informadas, é necessário que os gestores estejam bem
documentados sobre o seu ambiente de negócios.

Para que se possam tomar decisões estratégicas informadas, é


necessário que os gestores estejam bem documentados sobre o seu
ambiente de negócios (COSTA et al., 1997).
INFORMAÇÃO VERBAL
Quando se trata de dados obtidos por informação verbal (palestras,
debates, comunicações etc.), indicar, entre parênteses, a expressão
informação verbal, mencionando-se os dados disponíveis em nota de
rodapé.

O novo medicamento estará disponível ate o final do próximo ano


semestre (informação verbal)¹

________
¹ Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Genebra, na
Suiça, em outubro de 2016.
CITAÇÃO DE TRABALHO EM ELABORAÇÃO
Na citação de trabalhos em elaboração, deve ser
mencionado o fato, indicando-se os dados disponíveis em
nota de rodapé.

Os poetas selecionados contribuíram para a consolidação da poesia no Rio


Grande do Sul nos séculos XIX e XX (em fase de elaboração)¹

_______
¹ Poetas rio-grandenses, de autoria de Elvo Clemente, a ser publicado pela
EDIPUCRS, 2017.
CITAÇÃO TRADUZIDA

Quando a citação inclui texto traduzido pelo


autor, deve-se apontar, após a chamada da
citação, a expressão tradução nossa, entre
parênteses.

“Ao faze-lo pode estar envolto em culpa, perversão, ódio de si


mesmo [...] pode julgar-se pecador e identificar-se com o seu pecado”
(RAHNER, 1992, v.4, p. 463, tradução nossa).
CITAÇÃO COM ERRO

Em citações textuais, onde há um erro de


concordância, por exemplo, deve-se incluir,
após o erro, entre colchete a expressão sic.

“O surgimento das sociedade [sic] influenciaram o modo


de agir do homem” (CANDIDO, 1993, p. 66)
REGRAS DE CITAÇÃO
Quando houver coincidência de sobrenome de autores,
acrescenta-se as iniciais de seus prenomes. Se a
coincidência permanecer, indicar o prenome por extenso.
Exemplo:
 (BARBOSA, C., 2001) (BARBOSA, Cássio, 2001)
 (BARBOSA, C., 2004) (BARBOSA, Cláudio, 2004)

Quando o mesmo autor publicar mais de uma obra no


ano, apresentar a distinção com um acréscimo de letras
minúsculas, em ordem alfabética, após a data e sem
espacejamento
Exemplo:
 RESIDE, 2008a
MATERIAIS E MÉTODOS

Quando se trata de monografia, artigo de revisão (review), artigo de


meta-análise e congêneres é necessário descrever os métodos
empregados na obtenção das informações;
Apresenta elementos que constituíram a pesquisa como universo da
pesquisa, amostra, procedimentos de pesquisa, instrumento de
pesquisa, entre outros;
É redigida no passado.
ANÁLISE DOS DADOS

O trabalho monográfico implicitamente visa responder


questionamentos que representam os motivos de sua realização;
A análise dos dados devera ser estruturada em tópicos cujo os títulos
correspondam a cada uma das perguntas formuladas;
Tipicamente envolve a tabulação dos dados em gráficos, tabelas,
figuras, etc;
Os dados devem obrigatoriamente ser apresentados de modo
imparcial.
DISCUSSÃO DOS RESULTADOS

O texto deve ser elaborado de modo a:


 justificar a escolha do tema;
 estabelecer relação de causa e efeito;
 comparar dados obtidos de fontes diferentes;
 esclarecer eventuais exceções e contradições.

Criticas aos artigos consultados podem ser feitas em função do


conhecimento adquirido durante o desenvolvimento do trabalho;
Interpretar os dados baseado nas evidências apontadas pela
literatura consultada.
CONCLUSÃO

Corresponde ao último item do corpo do trabalho de pesquisa;


Trata-se das análises mais amplas observadas pelo pesquisador e
que devem contribuir para novas pesquisas e para esclarecer as
observações obtidas com o estudo.
São considerados
elementos pós-textuais
ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS aqueles de complementam
os conteúdos explorados
pelos elementos textuais.
REFERÊNCIAS

É um conjunto de elementos que identificam uma publicação no todo


ou em parte;
Citadas pelo autor do trabalho, permitem ao leitor comprovar fatos
ou ampliar conhecimentos, mediante consulta às fontes referenciadas;
Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um
documento, que permite sua identificação individual;
Apresentação obrigatória.
REFERÊNCIAS

Localização
Nota de rodapé ou de fim de capítulo ou texto
Lista bibliográfica
 sinalética (apresenta apenas a identificação dos textos)
 analítica (apresenta anotações do conteúdo dos textos)
Quando apresentadas, no final do capítulo ou
da obra, devem ser listadas em ordem
alfabética, com a expressão REFERÊNCIAS no
cabeçalho.
APÊNDICE

São elementos opcionais apresentados como suporte para elucidar ou


ilustrar o trabalho;
Trata-se de material elaborado pelo autor do trabalho;
São identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelo
respectivo titulo;
Devem ser indicados no interior do texto (APÊNDICE 1).
ANEXOS

Materiais de caráter complementar que documentam e abonam o


texto;
Os anexos devem ser citados no texto entre parênteses;
Devem ser identificados por algarismo arábico (ANEXO 1, ANEXO 2);
Sua elaboração não é de responsabilidade do autor.
ÍNDICE

Elemento opcional;
É o detalhamento dos assuntos, divisões, nomes datas e outros
elementos que o autor deseja salientar, indicando a localização exata
no interior do texto;
Tipos:
 Remissivo (de assunto);
 Cronológico;
 Onomástico (de nomes).
ELEMENTOS COMPLEMENTARES
PAPEL

1. Papel branco
2. Formato A4 (210 mm x 297 mm), impressos
em cor preta em uma só face da folha,
excetuando a folha de rosto que deve conter,
no seu verso, a ficha catalográfica.
3. Se houver prejuízo de leitura por problemas
de visualização, os formatos padrões maiores
(A3, A2) podem ser adotados, usando-se as
dobras normalizadas para o formato A4.
FONTE
Tamanho 12 para o texto

Citações longas, numeração de página,


notas de rodapé, legendas das tabelas,
quadros e ilustrações, que devem ser
digitadas em tamanho 10.
PAGINAÇÃO
As folhas começam a ser contadas a partir da folha de rosto, mas não
são numeradas;
A numeração é a ser colocada , a partir da primeira folha da parte
textual em algarismos arábicos, no canto direito superior da folha;
Havendo apêndice ou anexo, a paginação é continua seguindo ao
texto principal;
Se o trabalho possuir mais de um volume deve ser mantida uma única
seqüência.
MARGEM E ESPACEJAMENTO
Margens 3 cm

 Superior – 3 cm
 Inferior – 2 cm 3 cm 2 cm
 Esquerda – 3 cm
 Direita – 2 cm
2 cm

Espacejamento
 Todo o texto deverá ser digitado com espaço 1,5.
 As citações diretas longas, as notas de rodapé, as referências, as
legendas das ilustrações, a ficha catalográfica, os elementos que
constituem a folha de rosto e a folha de aprovação, que são a
descrição da natureza do trabalho, o objetivo, o nome da instituição
a que é submetida e a área de concentração, devem ser digitados
em espaço simples.
NOTAS DE RODAPÉ
Observações ou comentários pessoais do autor, indicados por
asteriscos ou numeração seqüencial, devem aparecer em nota de
rodapé (ou pé da página);
Notas
 São grandes demais para aparecerem no texto (podem distrair o leitor fazendo com
que perca a seqüência lógica da leitura), mas pequenas demais para merecerem um
anexo ao final do texto.

As notas devem ser separadas do corpo do texto por uma linha


contínua, devem ser tipografadas em letra menores com espaços
simples entre as linhas
Apresentação;
 ao final de página
 ao final do capítulo
CORES
1. O texto deverá ser impresso em preto observando-se quando do
emprego de cores as seguintes orientações:
2. fotografias, que devem ser digitalizadas e impressas diretamente
na página do documento, sendo preferível o emprego das cores
preto e branco
3. tabelas - não é recomendado a utilização de cores e
sombreamentos. O uso de cores só será permitido em casos de
extrema necessidade.
4. gráficos - recomenda-se à utilização das cores branca, preta e
tons de cinzas e de grafismos em substituição a outras cores e
tonalidades.
ALINHAMENTO
Titulo com indicativo numérico de seção deve ser alinhado a esquerda
e os demais devem ser centralizados;
O alinhamento do sumário deve ser a margem esquerda, sem
reentrâncias;
O texto deve ter alinhamento do tipo “justificado”;
As referencias são alinhadas apenas a margem esquerda;
Citações longas devem ser feitas a 4 cm da margem esquerda.
VERBOS E PROCESSOS COGNITIVOS – TAXONOMIA DE BLOOM

CONHECIMENTO COMPREENSÃO APLICAÇÃO ANÁLISE SÍNTESE AVALIAÇÃO

Apontar Descrever Aplicar Analisar Armar Ajuizar


Arrolar Discutir Calcular Articular Apreciar
Demonstrar
Classificar Compor Avaliar
Definir Esclarecer Dramatizar
Comparar Constituir Eliminar
Enunciar Examinar
Empregar Coordenar
Contrastar Escolher
Inscrever Explicar Criar
Ilustrar Criticar Estimar
Marcar Expressar Dirigir
Interpretar Debater Julgar
Recordar Identificar Reunir
Inventariar Diferenciar Ordenar
Registrar Localizar Formular
Distinguir Preferir
Manipular Organizar
Relatar Narrar
Examinar Planejar Selecionar
Repetir Reafirmar Praticar
Provar Prestar Taxar
Sublinhar Traduzir Traçar Investigar Validar
Propor
Nomear Transcrever Usar Experimentar Esquematizar Valorizar
ERROS COMUNS
ONDE? FORMA INCORRETA FORMA CORRETA NORMA
Elementos Numerar as páginas dos elementos A numeração deve iniciar nos elementos NBR 14724
pré-textuais pré-textuais: folha de rosto em diante. textuais e a capa não é contada.

Numeração Numerar no rodapé A numeração é no canto superior NBR 14724


de página direito.

Resumo Separar as palavras-chave com ponto Palavras-chave são separadas por NBR 6028
e vírgula ponto
Resumo Confundir resumo com introdução O resumo deve conter o método, o NBR 6028
objetivo, os principais resultados e as
principais conclusões.

Resumo Resumo muito extenso ou muito curto O resumo deve ter entre 150 a 500 NBR 6028
palavras
ERROS COMUNS
ONDE? FORMA INCORRETA FORMA CORRETA NORMA
Sumário A palavra sumário com tipologia A palavra sumário deve ser NBR 6027
diferente das seções primárias centralizada, assim como todos os
títulos sem indicativo numérico e deve
ter a mesma tipologia das seções
primárias.
Seções do Inserir caracteres não permitidos na Entre o número e o título da seção NBR 6024
texto numeração das seções, como: pode haver somente um espaço.
1. INTRODUÇÃO O correto:
1 INTRODUÇÃO
Seções do Seções do texto sem conteúdo. Nenhuma seção pode ficar sem texto. NBR 6024
texto 2 OBJETIVOS Neste caso, deve haver texto para a
2.1 Objetivo geral seção 2 OBJETIVOS, antes de iniciar a
O objetivo geral deste trabalho.... seção 2.1
No corpo do Espaçamentos antes e depois dos Antes e depois dos títulos das seções NBR 14724
texto títulos da seções duplos ou sem deve haver um espaço entre as linhas
espaços de 1,5
ERROS COMUNS
ONDE? FORMA INCORRETA FORMA CORRETA NORMA
No corpo Seções primárias na continuação Seções primárias devem NBR 14724
do texto da página começar em nova página e,
no caso de impressão
frente/verso, devem vir no
anverso
No corpo Inserir título da ilustração abaixo Os títulos devem vir acima da NBR 14724
do texto da figura ilustração. Abaixo deve vir a
(ilustraçõ fonte.
es)
Nas Escrever autor entre parentes Autor entre parênteses é NBR 10520
citações com caixa baixa sempre em CAIXA ALTA e
fora de parênteses é sempre
em caixa baixa,
independente de ser uma
citação direta ou indireta
ERROS COMUNS
ONDE? FORMA INCORRETA FORMA CORRETA NORMA
Nas Colocar aspas em citação longa Citação longa não contém NBR 10520
citações (mais de 3 linhas) aspas. Elas são escritas com
fonte menor, espaçamento
entre linhas simples e com
recuo de 4 cm, com texto
justificado.
Nas Escrever somente um autor na Até 3 autores, todos são NBR 10520
citações citação quando na referência citados. Acima disto, usa-se et
são 2 ou 3 autores al.
Nas Separar autores entre Separar autores entre NBR 10520
citações parênteses com conjunção “e” parênteses com ponto e
(SANTOS E SILVA, 2002, p.35) vírgula
(SANTOS; SILVA, 2002, p.35)
ERROS COMUNS
ONDE? FORMA INCORRETA FORMA CORRETA NORMA
Nas Alinhar no formato justificado A lista de referências é NBR 6023
referênci alinhada à esquerda.
as
Nas Grifar subtítulo: Subtítulos não são grifados: NBR 6023
referênci Serviço de referência: do Serviço de referência: do
as presencial ao virtual. presencial ao virtual.
OBRIGADO!

thiagogiordano@ufam.edu.br