Você está na página 1de 66

Aula 01

Gestão e Governança de TI p/ ABIN 2017/2018 OTI - Cargo 9 - Desenvolvimento e


Manutenção de Sistemas

Professor: Victor Dalton

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

AULA 01: PMBOK 5ª edição – Processos do


PMBOK

SUMÁRIO
2. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS .............................. 2
2.1 GRUPOS DE PROCESSOS..................................................................... 2
2.2 INTERAÇÕES ENTRE GRUPOS DE PROCESSOS ..................................... 4
2.3 ÁREAS DE CONHECIMENTO ............................................................... 16
2.4 UM PROCESSO DO PMBOK: CRIAR A EAP ........................................... 19
2.5 O MÉTODO DO CAMINHO CRÍTICO .................................................... 23
2.6 ESTIMATIVA DE TRÊS PONTOS.......................................................... 26
EXERCÍCIOS COMENTADOS CESPE ...........................................................28
CONSIDERAÇÕES FINAIS ..........................................................................51
LISTA DE EXERCÍCIOS...............................................................................52

Olá amigos e amigas! Que bom que vocês vieram para o curso!

Agora é hora de retribuir a confiança, com muito trabalho.

Aos estudos!

Observação importante: este curso é protegido por direitos


autorais (copyright), nos termos da Lei 9.610/98, que altera,
atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá
outras providências.

Grupos de rateio e pirataria são clandestinos, violam a lei e


prejudicam os professores que elaboram os cursos. Valorize o
trabalho de nossa equipe adquirindo os cursos honestamente
através do site Estratégia Concursos ;-)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

PMBOK - continuação

2. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Gerenciar projetos é aplicar conhecimentos, habilidades, ferramentas


e técnicas à atividade de projeto, de modo que ele cumpra os seus
requisitos, dentro do escopo, tempo, custos e qualidade esperados.

O PMBOK organiza esse arcabouço de conhecimentos em 47


processos. Esses processos, naturalmente, serão influenciados pelos
ativos de processos organizacionais e os fatores ambientais da empresa.
Além disso, dependendo do porte do projeto, nem todos os 47 processos
poderão ser empregados.

2.1 GRUPOS DE PROCESSOS

O PMBOK organiza os seus processos em grupos de processos, a


saber:

O Grupo de Processos de Iniciação consiste nos processos realizados


para definir um novo projeto ou uma nova fase de um projeto existente,
obtendo autorização para tal. Nos processos de iniciação, o escopo inicial é
definido e os recursos financeiros iniciais são comprometidos. As partes
interessadas internas e externas que vão interagir e influenciar o resultado
geral do projeto são identificadas. Se ainda não foi designado, o gerente
de projetos será selecionado. Estas informações são capturadas no termo
de abertura do projeto e no registro das partes interessadas. Quando o
termo de abertura do projeto é aprovado, o projeto se torna oficialmente
autorizado.

Já o Grupo de Processos de Planejamento consiste nos processos


realizados para estabelecer o escopo total do esforço, definir e refinar os
objetivos e desenvolver o curso de ação necessário para alcançar esses
objetivos. Os processos de planejamento desenvolvem o plano de
gerenciamento e os documentos do projeto que serão usados para executá-
lo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

O Grupo de Processos de Execução, por sua vez, consiste nos


processos realizados para executar o trabalho definido no plano de
gerenciamento do projeto de forma a cumprir as especificações do projeto.
Este grupo de processos envolve coordenar pessoas e recursos e também
integrar e executar as atividades do projeto em conformidade com o plano
de gerenciamento do mesmo.

O Grupo de Processos de Monitoramento e Controle consiste nos


processos necessários para acompanhar, revisar e regular o progresso e o
desempenho do projeto, identificar todas as áreas nas quais serão
necessárias mudanças no plano e iniciar as mudanças correspondentes. O
principal benefício deste grupo de processos é que o desempenho do
projeto é observado e mensurado de forma periódica e uniforme para
identificar variações em relação ao plano de gerenciamento do mesmo.

Por fim, o Grupo de Processos de Encerramento consiste nos


processos executados para finalizar todas as atividades, de todos os grupos
de processos de gerenciamento do projeto, visando completar formalmente
o projeto ou a fase, ou obrigações contratuais. Este grupo de processos,
quando concluído, verifica se os processos definidos estão completos em
todos os grupos de processos para encerrar o projeto ou uma fase do
projeto, da forma apropriada e definir formalmente que o projeto ou a fase
do projeto estão concluídos.

Dica do professor: jamais se esqueça dessa classificação!


Perguntas triviais sobre gestão de projetos sempre passam
pelos grupos de processos. Mais uma vez, para não esquecer!

Iniciação

Planejamento

Execução

Monitoramento e Controle

Encerramento

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

2.2 INTERAÇÕES ENTRE GRUPOS DE PROCESSOS

Os processos, que serão apresentados adiante (não fique ansioso!),


serão apresentados como elementos distintos, atividades estanques.
Entretanto, a própria bibliografia reconhece que esses processos se
sobrepõem e interagem de diferentes formas. Veja algumas figuras que
ilustram isso:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Além disso, veremos que as saídas produzidas pelos processos


poderão servir como entradas para vários outros processos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Recomendo uma nova passagem por esse capítulo depois que você ler
sobre os processos do PMBOK. Essa explicação pode lhe deixar um pouco
“solto”, pois já estamos falando de processos, sem tê-los visto ainda. Não
há motivo para preocupações.

Ainda, lembra-se que eu falei sobre não confundir ciclo de vida de


projeto com grupos de processos?

A última imagem, acima, pode fazê-lo pensar que os grupos de


processos são executados uma única vez do início ao término do projeto.
Entretanto, destaco que um projeto pode ter várias fases, e nessas fases,
os grupos de processos se repetirem por diversas vezes, tudo bem?

Ciclo de vida de projeto e grupos de processos.

Falemos agora dos processos, em seus respectivos grupos. Já adianto


que é uma leitura um pouco cansativa. Contudo, é importante desde já
familiarizar-se com os processos e suas descrições.

DICA DO PROFESSOR: Desde já, eu recomendo que você imprima


as duas próximas páginas, que contêm estes processos de forma ilustrada,
por grupos de processos e áreas de conhecimento. Fazer isso pode E MUITO
ajudar a sua memorização dos processos, bem como o entendimento
global desse assunto. Uma figura pertence ao site GPMUNDO, e a outra
vem do próprio Guia do PMBOK. Não se preocupe com as áreas de
conhecimento ainda, esta abordagem será realizada mais à frente.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

INICIAÇÃO

Este grupo consiste nos processos realizados para definir um novo


projeto ou uma nova fase de um projeto existente, obtendo autorização
para tal. Os processos que pertencem à esse grupo são:

Desenvolver o termo de abertura do projeto: Este processo trata


principalmente da autorização do projeto ou, em um projeto com várias
fases, de uma fase do projeto. É o processo necessário para documentação
das necessidades de negócios e do novo produto, serviço ou outro resultado
que deve satisfazer esses requisitos.
A elaboração desse termo de abertura liga o projeto ao trabalho em
andamento da organização e autoriza o seu desenvolvimento. O início
formal do projeto se dá com a divulgação do termo de abertura do
projeto. Este termo designa um gerente para o projeto, bem como aloca
recursos.

Identificar as partes interessadas: Este processo identifica


pessoas e organizações que podem ser afetadas pelo projeto e de
documentação das informações relevantes relacionadas aos seus
interesses, envolvimento ou impacto no sucesso do projeto. É a primeira
atividade a ser desempenhada.

*Dica: preste atenção nesses dois processos, eles são muito cobrados
em provas.

PLANEJAMENTO

O grupo de planejamento consiste nos processos realizados para


estabelecer o escopo total do esforço, definir e refinar os objetivos e
desenvolver o curso de ação necessário para alcançar esses objetivos. É o
grupo mais extenso, com 24 processos. São eles:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto: Definir,


preparar, integrar e coordenar todos os planos auxiliares em um plano de
gerenciamento do projeto.
O plano de gerenciamento do projeto se torna a principal fonte de
informações de como o projeto será planejado, executado,
monitorado e controlado, bem como encerrado.

Planejar o gerenciamento do escopo: Criar um plano de


gerenciamento do escopo do projeto que documenta como tal escopo será
definido, validado e controlado.

Coletar os requisitos: Definir e documentar as necessidades das


partes interessadas para alcançar os objetivos do projeto.
Este processo aborda e documenta os requisitos do projeto e da
entrega, do produto, os limites, métodos de aceitação e o controle de alto
nível do escopo.

Definir o escopo: Desenvolver uma declaração detalhada do projeto


e do produto.

Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP): Subdividir as


principais entregas do projeto e do trabalho do projeto em
componentes menores e mais facilmente gerenciáveis.
*Dica: preste atenção desde já nesse processo, ele é muito cobrado
em provas.

Planejar o gerenciamento do cronograma: Estabelecer as


políticas, os procedimentos e a documentação para o planejamento,
desenvolvimento, gerenciamento, execução e controle do cronograma do
projeto.

Definir as atividades: Identificar as atividades específicas que


precisam ser realizadas para produzir as várias entregas do projeto.

Sequenciar as atividades: Identificar e documentar relacionamentos


e dependências entre as atividades do cronograma.

Estimar os recursos das atividades: Estimar o tipo e as


quantidades de materiais, pessoas, equipamentos ou suprimentos que
serão necessários para realizar cada atividade do cronograma.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Estimar as durações das atividades: Estimar o número de períodos


de trabalho que serão necessários para terminar atividades do cronograma
com os recursos definidos.

Desenvolver o cronograma: Analisar os recursos necessários,


restrições do cronograma, durações e sequências de atividades para criar
o cronograma do projeto.

Planejar o gerenciamento dos custos: estabelecer as políticas, os


procedimentos e a documentação para o planejamento, gestão, despesas
e controle dos custos do projeto.

Estimar os custos: Este é o processo necessário para desenvolver


uma aproximação dos custos dos recursos monetários necessários para
terminar as atividades do projeto.

Determinar o orçamento: Este é o processo necessário para agregar


os custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para
estabelecer uma linha de base dos custos autorizados.

Planejar o gerenciamento da qualidade: Identificar os requisitos


e/ou padrões da qualidade do projeto e suas entregas, além da
documentação de como o projeto demonstrará a conformidade com os
requisitos e/ou padrões de qualidade.

Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: Identificar e


documentar funções, responsabilidades, habilidades e relações
hierárquicas do projeto, além de criar o plano de gerenciamento de pessoal.

Planejar o gerenciamento das comunicações: Desenvolver uma


abordagem apropriada e um plano de comunicações do projeto com base
nas necessidades de informação e requisitos das partes interessadas, e nos
ativos organizacionais disponíveis.

Planejar o gerenciamento de riscos: Decidir como abordar,


planejar e executar as atividades de gerenciamento de riscos de um
projeto.

Identificar os riscos: Determinar os riscos que podem afetar o


projeto e documentar suas características.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Realizar a análise qualitativa de riscos: Avaliar a prioridade dos


riscos identificados usando a probabilidade deles ocorrerem, o
impacto correspondente nos objetivos do projeto se os riscos
realmente ocorrerem, além de outros fatores, como o prazo e tolerância a
risco das restrições de custo, cronograma, escopo e qualidade do projeto.

Realizar a análise quantitativa de riscos: Analisar o efeito dos


principais eventos de riscos identificados na análise qualitativa de riscos
e pode ser usada para atribuir uma classificação numérica a esses riscos
individualmente ou para avaliar o efeito agregado de todos os riscos que
afetam o projeto.
*Dica: saiba diferenciar a análise qualitativa da quantitativa!

Planejar respostas a riscos: Desenvolver opções e ações para


aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos objetivos do projeto.

Planejar o gerenciamento das aquisições: Este é o processo


necessário para determinar o que comprar ou adquirir, estabelecer
fornecedores, quando e como fazer isso.

Planejar o gerenciamento das partes interessadas: desenvolver


estratégias apropriadas de gerenciamento para engajar as partes
interessadas de maneira eficaz no decorrer de todo o ciclo de vida do
projeto, com base na análise das suas necessidades, interesses, e impacto
potencial no sucesso do projeto.

EXECUÇÃO

A execução, por sua vez, consiste nos processos realizados para


executar o trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto de
forma a cumprir as especificações do projeto. Pertencem a esse grupo os
processos:

Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: Liderar e realizar o


trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto e a implementação
das mudanças aprovadas para atingir os objetivos do projeto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Realizar a garantia da qualidade: O processo de auditoria dos


requisitos de qualidade e dos resultados das medições do controle de
qualidade para garantir o uso dos padrões de qualidade e das definições
operacionais apropriadas.

Mobilizar a equipe do projeto: Confirmar a disponibilidade e obter


os recursos humanos necessários para terminar o projeto.

Desenvolver a equipe do projeto: Melhorar as competências e a


interação de membros da equipe para aprimorar o desempenho do projeto.

Gerenciar a equipe do projeto: Acompanhar o desempenho de


membros da equipe, fornecer feedback, resolver problemas e coordenar
mudanças para melhorar o desempenho do projeto.

Gerenciar as comunicações: Criar, coletar, distribuir, armazenar,


recuperar e de disposição final das informações do projeto de acordo com
o plano de gerenciamento das comunicações.

Gerenciar o engajamento (nível de comprometimento) das


partes interessadas: Gerenciar a comunicação a fim de satisfazer os
requisitos das partes interessadas no projeto e resolver problemas com
elas.

Conduzir aquisições: Este é o processo necessário para obter


respostas - informações, cotações, licitações, ofertas ou propostas dos
fornecedores, revisar ofertas, escolher e negociar até adjudicar um
contrato com o fornecedor.

MONITORAMENTO E CONTROLE

O Grupo de Processos de Monitoramento e Controle consiste nos


processos necessários para acompanhar, revisar e regular o progresso e o
desempenho do projeto, identificar todas as áreas nas quais serão
necessárias mudanças no plano e iniciar as mudanças correspondentes.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Monitorar e controlar o trabalho do projeto: Coletar, medir e


disseminar informações sobre o desempenho, avaliar as medições e as
tendências para efetuar melhorias no processo.

Realizar o controle integrado de mudanças: Controlar os fatores


que criam mudanças para garantir que essas mudanças sejam benéficas,
determinar se elas ocorreram e gerenciar as aprovadas.

Validar o escopo: Formalizar a aceitação das entregas do projeto


terminadas.

Controlar o escopo: Monitora o progresso do escopo do projeto e do


escopo do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base
do escopo. Assegura que todas as mudanças solicitadas e ações corretivas
ou preventivas recomendadas sejam processadas através do processo
“Realizar o controle integrado de mudanças”.

Controlar o cronograma: Controlar as mudanças feitas no


cronograma, atualização e manutenção da linha de base.

Controlar os custos: O processo de influenciar os fatores que criam


as variações e controlar as mudanças no orçamento do projeto.

Controlar a qualidade: Monitorar resultados específicos do projeto a


fim de determinar se eles estão de acordo com os padrões relevantes de
qualidade e identificar maneiras de eliminar as causas de um desempenho
insatisfatório.

Controlar as comunicações: Monitorar e controlar as comunicações


no decorrer de todo o ciclo de vida do projeto para assegurar que as
necessidades de informação das partes interessadas do projeto sejam
atendidas.

Controlar os riscos: Acompanhar os riscos identificados, monitorar


os residuais, identificar novos riscos, executar planos de respostas a riscos
e avaliar sua eficiência durante todo o ciclo de vida do projeto.

Controlar as aquisições: Gerenciar o contrato e a relação entre o


comprador e o fornecedor, analisar e documentar o desempenho atual ou
passado de um fornecedor e, quando adequado, gerenciar a relação
contratual com o comprador externo do projeto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Controlar o engajamento (nível de comprometimento) das


partes interessadas: monitorar os relacionamentos das partes
interessadas do projeto em geral, e ajustar as estratégias e planos para o
engajamento das partes interessadas.

ENCERRAMENTO

Por fim, o Grupo de Processos de Encerramento consiste nos


processos executados para finalizar todas as atividades, de todos os grupos
de processos de gerenciamento do projeto, visando completar formalmente
o projeto ou a fase, ou obrigações contratuais.

Encerrar o projeto ou fase: Finalizar todas as atividades em todos


os grupos de processos para encerrar formalmente o projeto ou uma fase
do projeto.

Encerrar as aquisições: Terminar e liquidar cada contrato, inclusive


a resolução de quaisquer itens em aberto, e encerrar cada contrato
aplicável ao projeto ou a uma de suas fases.

2.3 ÁREAS DE CONHECIMENTO

As Áreas de Conhecimento do Gerenciamento de Projetos congregam


os processos que possuem características comuns. Um exemplo simples:
os processos Estimar os Custos, Determinar o Orçamento e Controlar os
Custos pertencem a grupos de processos diferentes (Estimar os Custos e
Determinar o Orçamento fazem parte do Planejamento, enquanto Controlar
os Custos pertence ao Monitoramento e Controle). Contudo, todos
pertencem à Área de Conhecimento de Gerenciamento dos Custos do
Projeto. Ficou entendido? Então vejamos as áreas em questão:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e


as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e
coordenar os vários processos e atividades dos grupos de processos de
gerenciamento.

O gerenciamento do escopo do projeto inclui os processos


necessários para assegurar que o projeto inclui todo o trabalho necessário,
e apenas o necessário, para terminar o projeto com sucesso. Esse
gerenciamento está relacionado principalmente com a definição e controle
do que está e do que não está incluso no projeto.

O gerenciamento do tempo do projeto inclui os processos


necessários para gerenciar o término pontual do projeto.

O gerenciamento dos custos do projeto inclui os processos


envolvidos em estimativas, orçamentos e controle dos custos, de modo que
o projeto possa ser terminado dentro do orçamento aprovado.

O gerenciamento da qualidade do projeto inclui os processos e as


atividades da organização executora que determinam as políticas de
qualidade, os objetivos e as responsabilidades, de modo que o projeto
satisfaça às necessidades para as quais foi empreendido.

O gerenciamento dos recursos humanos do projeto inclui os


processos que organizam e gerenciam a equipe do projeto.

O gerenciamento das comunicações do projeto inclui os


processos necessários para assegurar que as informações do projeto sejam
geradas, coletadas, distribuídas, armazenadas, recuperadas e organizadas
de maneira oportuna e apropriada.

O gerenciamento dos riscos do projeto inclui os processos de


planejamento, identificação, análise, planejamento de respostas,
monitoramento e controle de riscos de um projeto. Os objetivos do
gerenciamento dos riscos são aumentar a probabilidade e o impacto dos
eventos positivos e reduzir a probabilidade e o impacto dos eventos
negativos no projeto.

O gerenciamento das aquisições do projeto inclui os processos


necessários para comprar ou adquirir produtos, serviços ou resultados

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

externos à equipe do projeto. A organização pode ser tanto o comprador


como o vendedor dos produtos, serviços ou resultados de um projeto.

O gerenciamento das partes interessadas do projeto inclui os


processos exigidos para identificar todas as pessoas, grupos ou
organizações que podem impactar ou serem impactados pelo projeto,
analisar as expectativas das partes interessadas e seu impacto no projeto,
e desenvolver estratégias de gerenciamento apropriadas para o
engajamento eficaz das partes interessadas nas decisões e execução do
projeto.

Dica do professor: ressalto a importância de tentar


corresponder os processos às suas respectivas áreas de
conhecimento. Para algumas áreas, como Riscos,
Aquisições e Qualidade, o trabalho é um pouco facilitado,
dadas às semelhanças dos nomes dos processos. Para a
área de Integração, por outro lado, essa memorização pode
ser dificultada. Daí a importância de ler o nome do processo
e sua descrição, pois o entendimento pode diminuir essa
dificuldade. Concorda?

Você já conhece os nomes dos processos e suas descrições.


Releia se necessário.

(CESPE – TCE/SC – Analista de Controle Externo – Informática - 2016) O


controle do escopo do projeto deve assegurar que todas as mudanças e
ações corretivas ou preventivas recomendadas sejam processadas por
meio do processo de controle de mudança autônomo, que não requer
ajustes no tempo, custo e recursos do projeto.

Percebe-se o nítido equívoco da questão em afirmar que as mudanças e ações


corretivas não impactarão no tempo, custos e recursos do projeto. O principal
problema em realizar mudanças é justamente impactar esses fatores. A rigor, “o
controle do escopo do projeto assegura que todas as mudanças solicitadas e ações
corretivas ou preventivas recomendadas sejam processadas através do processo
Realizar o controle integrado de mudanças.” Esta é a definição conforme o Guia
PMBOK 5ª edição. Errado.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

(CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) O grupo de processos


de execução é o responsável pelos resultados das medições do controle
de qualidade e por auditar os requisitos de qualidade.

Correto. Por meio do processo Realizar a garantia da qualidade.

(CESPE – TCE/RO – Analista de Informática – 2013) O grupo de processos


de iniciação é o responsável pelo monitoramento e controle do projeto.

Errada. A iniciação é responsável pelo início formal do projeto e pela


identificação das partes interessadas.

O importante aqui é você perceber, e você verá nos exercícios, que esse tipo de
questão (associação mental PROCESSO – GRUPO DE PROCESSO – ÁREA DE
CONHECIMENTO) é muito comum.

2.4 UM PROCESSO DO PMBOK: CRIAR A EAP

Nesse momento, este material poderá fazer a diferença para o seu


aprendizado.
Um processo do PMBOK pode ser materializado por um conjunto de
entradas, técnicas e ferramentas, e saídas. Teoricamente, estudar o PMBOK
envolveria estudar os 47 processos a fundo, decorando as entradas,
técnicas e ferramentas e saídas de cada um dos 47 processos. Entretanto,
você já deve ter percebido que já é difícil assimilar apenas a descrição
sucinta de cada um desses processos, imagina decorar isso tudo! Não
estamos aqui para sermos doutores em PMBOK, e sim acertar questões de
PMBOK na prova.

Estatisticamente, 80 a 90% das questões de concurso do PMBOK


passam por aquilo que já vimos até agora, que é cerca de 20% do PMBOK.
Em provas com 5, 6 questões de PMBOK, sempre cai uma ou outra
perguntando qual a técnica, entrada ou saída de um processo qualquer.
Definitivamente, não compensa estudar outros 80% do PMBOK, correndo
o risco de não decorar as entradas, saídas, técnicas e ferramentas (confie
em mim, é loucura), para ganhar uma questão a mais de prova, caso ela
possua várias questões de PMBOK.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Portanto, iremos descrever a fundo apenas um processo, o Criar a EAP,


cuja descrição sucinta cai muito em prova. Entendendo a estrutura geral
de um processo, você poderá estudar os outros 46, se quiser, diretamente
do Guia do PMBOK, o que eu não recomendo.

Vem comigo?

Criar a EAP é um processo realizado na fase de Planejamento do


Projeto, pertence à área de conhecimento de Escopo.

Sua criação é o processo de subdivisão das entregas e do


trabalho do projeto em componentes menores e de gerenciamento
mais fácil. A Estrutura Analítica do Projeto, também conhecida como
Work Breakdown Structure, é uma decomposição hierárquica orientada às
entregas do trabalho a ser executado pela equipe para atingir os objetivos
do projeto e criar as entregas requisitadas, sendo que cada nível
descendente da EAP representa uma definição gradualmente mais
detalhada da definição do trabalho do projeto. A EAP organiza e define o
escopo total e representa o trabalho especificado na atual declaração do
escopo do projeto aprovada. Temos um exemplo de EAP genérico na
figura abaixo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Como visto na figura acima, o nível de decomposição mais baixo na


EAP se chama pacote de trabalho. Segundo o PMBOK, no nível de pacote
de trabalho, é possível atribuir com precisão os responsáveis pelo pacote,
bem como o custo e a duração das atividades podem ser estimados e
gerenciados com confiança. O nível de detalhes dos pacotes de trabalho
variará com o tamanho e complexidade do projeto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Entradas:

• Plano de gerenciamento do escopo (criada no processo Planejar o


Gerenciamento do Escopo): especifica como criar a EAP a partir
da declaração detalhada do escopo do projeto e como a mesma será
mantida e aprovada.

• Declaração do escopo do projeto (criada no processo Definir o


Escopo): descreve detalhadamente as entregas do projeto e o
trabalho necessário para criar as mesmas. Foi criada no processo
Definir o escopo.

• Documentação dos requisitos (criada no processo Coletar os


Requisitos): descreve como os requisitos individuais atendem às
necessidades do negócio para o projeto. Foi criada no processo
Coletar os requisitos.

• Fatores ambientais da empresa: os padrões de EAP específicos de


setor, relevantes à natureza do projeto, podem servir como fontes de
referência externas para a criação da EAP.

• Ativos de processos organizacionais: políticas, procedimentos e


modelos para a EAP, arquivos de projetos anteriores e lições
aprendidas de projetos anteriores, dentre outros.

Ferramentas e técnicas:

• Decomposição: subdivisão das entregas do projeto em componentes


menores e mais gerenciáveis, até que as entregas do trabalho
estejam definidas no nível de pacotes de trabalho. É a criação da
EAP, propriamente dita.

• Opinião Especializada: usada frequentemente para analisar as


informações necessárias para decompor as entregas do projeto até
as menores partes dos componentes a fim de criar uma EAP eficaz.
Tal opinião e conhecimento especializado são aplicados aos detalhes
técnicos do escopo do projeto e usados para reconciliar diferenças de
opinião sobre a melhor maneira de decompor o escopo geral do
projeto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Saídas:

• EAP: é o diagrama criado, o principal produto.

• Dicionário da EAP: é um documento gerado junto com a EAP, que


fornecerá descrições mais detalhadas dos componentes da EAP,
inclusive dos pacotes de trabalho. Você deve ter percebido que o
diagrama da EAP é um pouco incompleto, exigindo informações
complementares que estarão aqui, no Dicionário da EAP.

• Linha de base do escopo: a linha de base do escopo será um


componente do plano de gerenciamento do projeto, que foi criado no
processo Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto. Serão
anexados a especificação do escopo do projeto, a EAP e o Dicionário
da EAP a esse plano.

• Atualizações dos documentos do projeto: a documentação dos


requisitos é o documento do projeto que provavelmente será
atualizado, mas outros também podem ser afetados, se for o caso.

E agora, entendeu a estrutura de um processo? Os 47 processos do


PMBOK são assim, cada um com suas entradas, técnicas e ferrament as e
saídas.

Agora que você já entende a estrutura do PMBOK como um todo,


vejamos as duas técnicas mais “famosas” do PMBOK: o Método do
Caminho Crítico e a Estimativa de 3 Pontos.

2.5 O MÉTODO DO CAMINHO CRÍTICO

Critical Path Method, ou Método do Caminho Crítico, é uma


ferramenta do processo Desenvolver o Cronograma, da área de
conhecimento do Tempo, utilizada para a estimativa de prazos. Ela se
baseia na estimativa de datas para o início e fim das atividades, para
verificar em quais atividades existe margem para folgas no calendário e
quais atividades não possuem tal margem, ou seja, quais atividades que,

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

caso atrasem, atrasam o projeto como um todo. Este último conjunto de


atividades fará parte do “caminho crítico”.

Vamos ver um exemplo?

Suponhamos um conjunto de atividades de um projeto hipotético, cada


qual com o seu prazo de execução:

Atividade 1 – 4 dias
Atividade 2 – 10 dias
Atividade 3 – 2 dias
Atividade 4 – 2 dias
Atividade 5 – 6 dias
Atividade 6 – 4 dias

Agora, suponha as seguintes relações de dependências entre as


atividades:

Atividades 2 e 3 dependem do término da Atividade 1;


Atividade 4 depende do término da Atividade 2;
Atividade 5 depende do término da Atividade 3;
Atividade 6 depende do términos das Atividades 4 e 5;

Diante dessas restrições, as atividades podem ser diagramas da


seguinte forma:

Feita essa diagramação, e partindo do princípio que as atividades se


iniciam no dia 1, podemos agora preencher as datas de início e término
mais cedo, ou seja, raciocinando que não ocorrem atrasos nas atividades.
Veja abaixo:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Preenchidas essas datas, agora vamos para a última atividade, a


Atividade 6, e preenchemos as datas de início mais tarde e término mais
tarde, tomando sempre como referência a data de início mais tarde da
atividade posterior. Por exemplo: se a Atividade 6 tem seu início mais
tarde no dia 17, então as Atividades 5 e 4 podem ter seu término mais
tarde no dia 16, e assim por diante:

Feito esse preenchimento, iremos perceber que algumas atividades


possuem uma “folga”, ou seja, podem sofrer atrasos sem impactar ou
cronograma. Outras, todavia, em caso de atraso, influirão diretamente no
prazo total do projeto. É o caso das Atividades 1, 2, 4 e 6, cuja folga é
zero. Confira abaixo:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Assim sendo, o caminho crítico desse conjunto de atividades é


representado pelas Atividades 1, 2, 4 e 6.

Interessante ressaltar que o Guia PMBOK fala na existência de folga


zero ou negativa. A folga zero dispensa comentários; a folga negativa é
aquela na qual o período mínimo para a realização das atividades é superior
ao cronograma global. Nesse contexto, o projeto já começa atrasado.

2.6 ESTIMATIVA DE TRÊS PONTOS

Program Evaluation and Review Technique, ou PERT, ou estimativa de


três pontos, é uma técnica que utiliza três estimativas para definir uma
faixa aproximada para a duração ou custo de uma atividade. Pode ser
utilizada no processo Estimar as durações das atividades ou Estimar
os custos.

• Mais provável (tM). A duração/custo da atividade, dados os


prováveis recursos a serem designados, sua produtividade, expectativas
realistas de disponibilidade para executar a atividade, dependências de
outros participantes e interrupções.
• Otimista (tO). A duração/custo da atividade é baseada na análise
do melhor cenário para a atividade.
• Pessimista (tP). A duração/custo da atividade é baseada na análise
do pior cenário para a atividade.

A análise PERT calcula a duração Esperada da atividade (tE) usando


uma média ponderada dessas três estimativas:

tE =(tO + 4tM + tP)


6

A PERT não se aprofunda em como se obtém os valores provável,


otimista e pessimista. Ela apenas indica a fórmula de cálculo.

Sob a ótica da 5º edição do PMBOK, a análise PERT também é chamada


de distribuição Beta. O Guia também reconhece a distribu ição
triangular, que trabalha com a média aritmética simples:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

tE =tO + tM + tP
3

Desta forma, encerramos o estudo do PMBOK, e podemos partir para


os exercícios comentados. E não se surpreenda, pois novos
conhecimentos também serão extraídos dos exercícios. Esta apostila
excepcionalmente adaptou os exercícios, para que você possa respondê-
los com base na quinta edição do Guia.

Aos trabalhos!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

EXERCÍCIOS COMENTADOS CESPE

1. (CESPE – SEDF – Analista de Gestão Educacional – TI -


2017) O gerenciamento de escopo garante que todos os esforços
necessários estejam incluídos no projeto, com apenas o necessário para
que o escopo seja realizado dentro do cronograma previsto.

O gerenciamento do escopo inclui os processos necessários para


assegurar que o projeto inclui todo o trabalho necessário, e apenas o
necessário, para terminar o projeto com sucesso. Quem se preocupa em
cumprir o cronograma previsto é o Gerenciamento do Tempo. Errado.

2. (CESPE – TCE/PA – Auxiliar Técnico de Controle Externo –


Informática - 2016) Situação hipotética: A um gerente de projetos
solicitou-se a apresentação de dois artefatos com base no PMBOK 5: um
que deve conter as ações necessárias para integrar, definir e coordenar
todos os planos auxiliares e outro que deve descrever as principais entregas
do projeto e do trabalho. Assertiva: Nessa situação, os artefatos solicitados
correspondem, respectivamente, ao termo de abertura do projeto (TAP) e
à estrutura analítica do projeto (EAP).

O Plano que contém as ações necessárias para integrar, definir e


coordenar todos os planos auxiliares é o Plano de Gerenciamento do
Projeto, embora seja mesmo a EAP que descreve as principais entregas
do projeto e do trabalho. Ou seja, temos um item correto e outro não, de
modo que o item é Errado.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

3. (CESPE – TCE/SC – Analista de Controle Externo –


Informática - 2016) O controle do escopo do projeto deve assegurar que
todas as mudanças e ações corretivas ou preventivas recomendadas sejam
processadas por meio do processo de controle de mudança autônomo, que
não requer ajustes no tempo, custo e recursos do projeto.

Percebe-se o nítido equívoco da questão em afirmar que as mudanças


e ações corretivas não impactarão no tempo, custos e recursos do projeto.
O principal problema em realizar mudanças é justamente impactar esses
fatores. A rigor, “o controle do escopo do projeto assegura que todas as
mudanças solicitadas e ações corretivas ou preventivas recomendadas
sejam processadas através do processo Realizar o controle integrado de
mudanças.” Esta é a definição conforme o Guia PMBOK 5ª edição. Errado.

4. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) A EAP é iniciada com as atividades estratégicas do
projeto e, depois, segue com uma representação hierárquica dos riscos, de
acordo com suas categorias de riscos.

A EAP é uma decomposição hierárquica do escopo total do trabalho a


ser executado pela equipe do projeto a fim de alcançar os objetivos do
projeto e criar as entregas requeridas. A EAP organiza e define o escopo
total do projeto e representa o trabalho especificado na atual declaração
do escopo do projeto aprovada. Não se trata de decomposição hierárquica
dos risco, mas sim do trabalho do projeto. Errado!

5. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) A EAP abrange, além dos pacotes de trabalho, a
representação hierárquica dos recursos, por categoria e tipo.

Os componentes de nível mais baixo da EAP são chamados de pacotes


de trabalho. Um pacote de trabalho pode ser usado para agrupar as

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

atividades onde o trabalho é agendado, tem seu custo estimado,


monitorado e controlado. No contexto da EAP, o trabalho se refere a
produtos de trabalho ou entregas que são o resultado da atividade e nã o a
atividade propriamente dita. Não está inclusa uma representação
hierárquica dos recursos. Errado!

6. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) O pacote de planejamento é um componente da EAP
posicionado abaixo da conta de controle, com conteúdo de trabalho
conhecido, mas sem detalhamento das atividades do cronograma.

Um pacote de planejamento é um componente da estrutura de


decomposição do trabalho abaixo da conta de controle com conteúdo de
trabalho conhecido, mas sem atividades detalhadas do cronograma..
Correto.

7. (CESPE – TCU – Auditor Federal de Controle Externo –


Tecnologia da Informação – 2015) Os grupos de processos de
gerenciamento de projetos agregam de forma lógica um conjunto de
entradas, ferramentas, técnicas e saídas de gerenciamento de projetos,
sendo que esses grupos de processos não representam as fases do projeto.

Os grupos de processos não podem ser confundidos com as fases do


projeto, mesmo porque um projeto pode ter várias fases, e em cada fase
aplicando-se os grupos de processos. Correto.

8. (CESPE – TCU – Auditor Federal de Controle Externo –


Tecnologia da Informação – 2015) Um indivíduo que atua em uma
organização projetizada, em aderência ao PMBOK 5, e com encargo para
realizar o planejamento de um projeto, não poderá finalizar o custo e o
cronograma sem que conclua o gerenciamento dos riscos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Para desenvolver o cronograma e estimar os custos, é necessário que


os processos relativos a riscos sejam realizados, uma vez que as medidas
aplicadas para minimizar os riscos podem (e devem) envolver medidas que
afetem os cursos e o cronograma do projeto. Correto.

9. (CESPE – DEPEN – Agente Penitenciário – Área 7 – 2015) As


funções do patrocinador de projeto em organizações com orientação a
projetos são análogas às do gerente do projeto: fornecer recursos e suporte
para o sucesso do projeto e elaborar a Estrutura Analítica de Projeto (EAP).

O patrocinador fornece recursos e suporte para o sucesso do projeto,


mas não elaborará a EAP. Errado!

(CESPE – MPOG – Analista de Tecnologia da Informação –


2015)

Considere que todos os projetos subordinados à área responsável pelo


gerenciamento de projetos devem

I apresentar um documento formal que autorize uma fase do projeto,


assim como os requisitos iniciais do projeto;

II conter os seguintes processos: coleta dos requisitos, elaboração da


EAP e determinação do orçamento;

III gerenciar os riscos relativos aos projetos, incluindo o planejamento,


a identificação, a análise quantitativa e a resposta a riscos;

IV apresentar processo específico para entrega de benefícios


esperados pelo projeto;

V incorporar processo para monitorar e controlar o desempenho do


projeto;

VI gerenciar as partes interessadas do projeto;

VII incluir as atividades necessárias para que sejam comprados ou


adquiridos produtos, serviços ou resultados externos à equipe do projeto.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Tendo as informações apresentadas como referência inicial, julgue os


próximos itens, que versam sobre gerenciamento de projetos, à luz do
PMBOK5.

10. Em relação ao atendimento do requisito do item VI, há dois


processos no PMBOK5: o qualificado como desenvolver o plano dos
recursos humanos e o mobilizar a equipe do projeto. Um dos objetivos do
primeiro é ajustar as estratégias e os planos para o engajamento das partes
interessadas, ao passo que o segundo busca a comunicação e o trabalho
com as partes interessadas para atender as suas necessidades e
expectativas.

Existem quatro processos no PMBOK para as partes interessadas. Ei -


los:

Planejar o gerenciamento das partes interessadas: desenvolver


estratégias apropriadas de gerenciamento para engajar as partes
interessadas de maneira eficaz no decorrer de todo o ciclo de vida do
projeto, com base na análise das suas necessidades, interesses, e impacto
potencial no sucesso do projeto.

Gerenciar o engajamento (nível de comprometimento) das


partes interessadas: Gerenciar a comunicação a fim de satisfazer os
requisitos das partes interessadas no projeto e resolver problemas com
elas.

Controlar o engajamento (nível de comprometimento) das


partes interessadas: monitorar os relacionamentos das partes
interessadas do projeto em geral, e ajustar as estratégias e planos para o
engajamento das partes interessadas.

Identificar as partes interessadas: Este processo identifica


pessoas e organizações que podem ser afetadas pelo projeto e de
documentação das informações relevantes relacionadas aos seus
interesses, envolvimento ou impacto no sucesso do projeto. É a primeira
atividade a ser desempenhada.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Portanto, item errado.

11. O termo de abertura atende e abrange o requisito do item I,


sendo isso um artefato do processo da área de integração e do grupo
iniciação.

Desenvolver o termo de abertura é o primeiro processo do PMBOK.


Correto.

12. Os três processos descritos em II são do grupo planejamento:


os dois primeiros são da gerência de escopo; e o último, da gerência de
custos.

Descrição correta a respeito dos processos supracitados. Correto.

13. Não cabe ao gerenciamento de projetos planejar a resposta aos


riscos dos processos listados no item III, pois esse processo é inerente à
governança corporativa.

O processo Planejar Respostas aos Riscos existe e é um processo a ser


executado pelo gerenciamento de projetos. Errado!

14. O processo denominado garantir a entrega dos benefícios


esperados, da área gerenciamento da qualidade, é um dos novos processos
do PMBOK5 e atende ao descrito no item IV.

Não existe tal processo no PMBOK 5. Quem se preocupa com os


benefícios esperados de um projeto é a governança corporativa. Errado!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

15. O processo chamado planejar o gerenciamento das aquisições


contribui para o atendimento do item VII, pois gerencia a documentação
das decisões de compras do projeto, especificando a abordagem e
identificando fornecedores em potencial, tendo como entrada o registro de
riscos e o cronograma do projeto, entre outros.

Descrição correta acerca do processo. Correto.

16. O item V, que é atendido pelo processo conhecido como


monitorar e controlar o trabalho do projeto, monitora, acompanha e avalia
o progresso dos trabalhos realizados, com vistas a atender ao s objetivos
de desempenho definidos no plano de gerenciamento de projeto.

O processo Monitorar e Controlar o Trabalho do Projeto atende essa


finalidade. Correto.

17. Em relação ao atendimento do requisito item VI no PMBOK5, o


processo designado gerenciar a equipe do projeto visa acompanhar o
desempenho dos membros da equipe, fornecer feedback, resolver
problemas e gerenciar mudanças para otimizar o desempenho do projeto.

Não há relação direta entre gerenciar as partes interessadas do projeto


(todos aqueles que estão envolvidos e percebem os resultados do projeto)
e gerenciar os membros da equipe do projeto (aqueles que efetivamente
participam da realização do projeto). Errado!

18. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Análise de Sistemas


de Informação – 2015) A criação da área de conhecimento conhecida
como gerenciamento de partes interessadas, que possui quatro processos,
é uma das modificações introduzidas no PMBOK 5, que não existia na
versão anterior.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Esta é a “10ª” área de conhecimento do PMBOK 5, pois é a mais nova,


inclusa somente nesta edição do Guia. Correto.

19. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Suporte em


Tecnologia da Informação – 2015) O banco de dados de lições
aprendidas é um dos elementos utilizados como entrada do processo
denominado planejar o gerenciamento das partes interessadas.

Decorar entradas e saídas de processos é absurdo. As entradas do


processo Planejar o Gerenciamento das Partes Interessadas são:

• Plano de Gerenciamento do Projeto

• Registro das Partes Interessadas

• Fatores ambientais da empresa

• Ativos de processos organizacionais (dentre eles, o banco


de dados das lições aprendidas e as informações históricas são
particularmente importantes, porque ajudam no entendimento
dos planos de gerenciamento anteriores e sua eficácia)

Correto.

20. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Suporte em


Tecnologia da Informação – 2015) Na estimativa de custos de projetos,
a aplicação da técnica Delphi pode melhorar a exatidão das referidas
estimativas.

Outra questão absurdamente difícil. No processo estimar os custos, as


técnicas sugeridas pelo Guia são:

• Opinião especializada

• Estimativa análoga

• Estimativa paramétrica
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

• Estimativa "Bottom-Up"

• Estimativas de três pontos

• Análise de reservas

• Custo da qualidade (CDQ)

• Software de gerenciamento de projetos

• Análise de proposta de fornecedor

• Técnicas de tomada de decisão em grupo (dentro dessas


técnicas, o guia sugere o brainstorming, técnica Delphi ou
técnicas de grupo nominal)

Esta questão está mais difícil que as questões para obtenção da


certificação PMP. Pra fazer esse tipo de questão, em tese, você precisa
decorar o Guia todo, o que é inviável. Se você fizesse prova só de PMBOK
seria uma coisa, mas existe um edital inteiro a ser estudado.

Correto.

21. (CESPE – STJ – Técnico Judiciário –Tecnologia da


Informação – 2015) Caso o gerente de um projeto necessite recalcular a
duração de sua execução, decidindo-se por analisar a sequência de
atividades do cronograma com menor flexibilidade, a melhor técnica para
esse fim será o método do diagrama de precedência.

A técnica mais adequada para analisar a sequência de atividades com


menor flexibilidade é o método do caminho crítico. Errado!

22. (CESPE – STJ – Técnico Judiciário –Tecnologia da


Informação – 2015) O caminho crítico de um projeto é calculado a partir
das datas de início e término mais cedo e das datas de início e término mais
tarde, para todas as atividades, sem que sejam consideradas quaisquer
limitações de recursos. Assim, a sequência de atividades obtida representa
o caminho mais longo e determina a menor duração possível.

Descrição apropriada do caminho crítico de um projeto. Correto.


Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

23. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Análise de


Sistemas – 2014) A realização de eventuais reuniões para se discutir
propostas de mudança no escopo do projeto não consiste em atividade
compreendida no processo de dirigir e gerenciar a execução do projeto.

A realização de reuniões é atividade prevista no processo Orientar e


gerenciar o trabalho do projeto. Junto com ela, estão as
ferramentas/técnicas opinião especializada e sistema de informações
do gerenciamento de projetos. Questão difícil.

A necessidade de relacionamento entre projetos e programas ocorre


somente no gerenciamento de programas. Errada.

24. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Análise de


Sistemas – 2014) Na área de conhecimento denominada de
monitoramento e controle, não é previsto processo no grupo de processos
denominado de gerenciamento e controle dos stakeholders do projeto.

Monitoramento e controle não é área de conhecimento, é grupo de


processo. A sentença está completamente contaminada. Errada.

25. (CESPE – TJ/CE – Analista Judiciário – Ciências da


Computação – 2014) Para a estimativa de custo das atividades
individuais dos pacotes de trabalho do projeto, dentro do processo estimar
custos do PMBOK (5.ª edição), utiliza-se :

a) a estimativa top down.

b) a estimativa de três pontos.

c) a estimativa por pontos de função.

d) o modelo paramétrico.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

e) a estimativa bottom up.

Segundo o PMBOK 5ª edição, “a estimativa bottom-up é um método


para estimar um componente do trabalho. O custo de pacotes de trabalho
individuais ou atividades é estimado com o maior nível de detalhes
especificados. O custo detalhado é então resumido ou repassado para
níveis mais altos para ser utilizado em subsequentes relatórios e
rastreamento. O custo e a precisão da estimativa de custos "bottom-up"
geralmente são influenciados pelo tamanho ou complexidade da atividade
individual ou pacote de trabalho.”

Resposta certa, alternativa e). ==d6796==

26. (CESPE – TJ/CE – Analista Judiciário – Ciências da


Computação – 2014) De acordo com o PMBOK (5.ª edição), o processo
de análise qualitativa de risco tem por objetivo.

a) identificar novos riscos e assegurar a execução dos planos

b) analisar os riscos a partir de técnicas numéricas.

c) tratar os riscos que não podem ser quantificados.

d) priorizar o tratamento dos riscos identificados.

e) eliminar riscos qualitativamente.

Realizar a análise qualitativa dos riscos tem por finalidade avaliar


a prioridade dos riscos identificados usando a probabilidade deles
ocorrerem e o impacto correspondente nos objetivos do projeto. se
os riscos realmente ocorrerem, além de outros fatores, como o prazo e
tolerância a risco das restrições de custo, cronograma, escopo e qualidade
do projeto. Se diferencia de Realizar a análise quantitativa de riscos,
que procura analisar o efeito dos principais eventos de riscos.

Resposta certa, alternativa d).

27. (CESPE – TCDF – Analista de Administração Pública –


Sistemas de TI – 2014) O processo denominado realizar o controle

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

integrado de mudanças pertence ao grupo de processos de monitoramento


e controle. Esse processo tem como objetivo realizar a avaliação de
solicitações de mudanças e a aprovação dessas mudanças nas entregas
planejadas, nos documentos e no plano de gerenciamento do projeto,
excetuando-se os ativos de processos organizacionais.

A sentença seria correta substituindo “excetuando-se” por “incluindo”.


Errado.

28. (CESPE – TCDF – Analista de Administração Pública –


Sistemas de TI – 2014) Tanto o processo mobilizar a equipe do projeto
quanto o processo desenvolver a equipe do projeto possuem como entrada
o plano de gerenciamento de projeto e, como saída, as possíveis
atualizações nesse plano.

Nenhum dos processos citado possui como entrada o plano de


gerenciamento de projeto. Na verdade, ambos possuem o plano de
gerenciamento de recursos humanos como entrada. Quanto à saída,
apenas mobilizar a equipe do projeto atualiza o plano de gerenciamento do
projeto. Errado.

29. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Banco de Dados –


2014) Os principais documentos para acompanhamento de projetos são o
termo de abertura de projeto, a descrição dos objetivos e da justificativa
do projeto, a estratégia de avaliação e monitoramento do projeto, a relação
de indicadores de acompanhamento do projeto e o termo de encerramento
do projeto.

O plano de gerenciamento do projeto é o principal documento para


acompanhamento do projeto. Afinal, ele é o documento que descreve como
o projeto será executado, monitorado e controlado, integrando e
consolidando todos os planos de gerenciamento auxiliares e linhas de base
dos processos de planejamento. Errado.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

30. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Banco de Dados –


2014) O risco do projeto é um evento que possui uma causa específica e,
durante a execução do projeto, produzirá efeito negativo.

O risco do projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer,


provocará um efeito positivo ou negativo em um ou mais objetivos do
projeto tais como escopo, cronograma, custo e qualidade. Um risco pode
ter uma ou mais causas e, se ocorrer, pode ter um ou mais impactos.
Errado.

31. (CESPE – ANTAQ - Analista Administrativo –


Infraestrutura de TI – 2014 - adaptada) O gerente do projeto pode
usar o dicionário da Estrutura Analítica do Projeto (EAP) para garantir que
os membros da equipe saibam claramente o que deve ser feito em cada
pacote de trabalho.

Afinal, o dicionário da EAP estabelece a identificação dos resultados


e a descrição do trabalho em cada componente da EAP necessário para
produzir cada resultado. Certa.

32. (CESPE – ANTAQ - Analista Administrativo –


Infraestrutura de TI – 2014 - adaptada) Ao ocorrerem muitas
mudanças no termo de abertura de um projeto, o gerente do projeto tem
a responsabilidade primária de decidir se tais mudanças são necessárias ou
não.

Quem modifica o TAP é a alta administração, e cabe ao gerente apenas


ajustar o seu planejamento para atender aos desejos do negócio. Errado.

33. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) Escolhas a respeito da alocação de recursos, concessões

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

entre objetivos e alternativas conflitantes, bem como o gerenciamento de


dependências mútuas entre as áreas de conhecimento de gerenciamento
de projetos são itens que compõem o gerenciamento da integração.

O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e


atividades para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar os vários
processos e atividades dentro dos grupos de processos de gerenciamento
do projeto. Certa.

34. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) A aplicação da técnica de paralelismo reduz a duração
do projeto por meio da redefinição de tarefas que possam ser sobrepostas.

Segundo o PMBOK 5, existem duas técnicas de compressão de


cronograma:

Compressão – Uma técnica usada para reduzir a duração do


cronograma do projeto usando menor custo incremental através da adição
de recursos. Exemplos de compressão incluem a aprovação de horas
extras, recursos adicionais ou o pagamento para a aceleração da entrega
das atividades no caminho crítico.

Paralelismo - Uma técnica de compressão de cronograma em que as


atividades ou fases normalmente executadas sequencialmente são
executadas paralelamente durante, pelo menos, uma parte da sua duração.
Um exemplo é a construção da fundação de um prédio antes que todos os
desenhos arquitetônicos tenham sido terminados.

Ambas as técnicas aumentam o risco do projeto, mas enquanto a


compressão impacta diretamente os custos do projeto, o paralelismo
aumenta o risco de retrabalho.

Sugere-se comprimir o cronograma somente diante de fortes


restrições, pois aumenta-se o risco de insucesso do projeto. Certa.

35. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) No método do caminho crítico, o gerente de projeto
analisa a sequência de atividades com a menor flexibilidade no cronograma.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

O caminho crítico deve ser acompanhado de perto pelo gerente, pois


atrasos neste caminho impactam todo o cronograma do projeto. Certa.

36. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A estimativa dos custos é o
processo mediante o qual são agregados custos de atividades individuais
ou pacotes de trabalho, inclusive os estimados, e é estabelecida uma linha
de base autorizada dos custos, a qual poderá subsidiar decisões sobre
mudanças desses custos.

Este processo é Determinar o Orçamento. Estimar os custos é o


processo que desenvolve uma estimativa de custos dos recursos
monetários necessários para terminar as atividades do projeto. Errada.

37. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A criação da estrutura analítica
do projeto é um processo executado pela área de integração durante a fase
de planejamento, logo após a realização do processo de coleta dos
requisitos.

Após coletar os requisitos, realiza-se o processo definir o escopo,


para então criar a EAP. Além disso, esse processo é executado pela área
de Escopo. Errada.

38. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A garantia da qualidade e o
controle da qualidade são processos compreendidos no monitoramento e
controle de um projeto. O primeiro processo abrange o monitoramento e o
registro dos resultados da execução e o segundo, a auditoria dos requisitos
de qualidade e dos resultados das medições de controle da qualidade.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Realizar a garantia da qualidade envolve o processo de auditoria


dos requisitos de qualidade e dos resultados das medições de controle de
qualidade para garantir que sejam usados os padrões de qualidade e as
definições operacionais apropriadas, enquanto controlar a qualidade é o
processo de monitoramento e registro dos resultados da execução das
atividades de qualidade para avaliar o desempenho e recomendar as
mudanças necessárias. A banca inverteu os conceitos para confundir o
candidato. Além disso, realizar a garantia da qualidade faz parte da
Execução, e não do Monitoramento e Controle. Errada.

39. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O processo referente ao
encerramento de projeto ou fase compõe a área de integração do projeto
e tem por objetivo finalizar formalmente o projeto ou a fase, enquanto o
processo relativo ao desenvolvimento do termo de abertura do projeto
compõe a área de escopo e tem por objetivo autorizar o início do projeto
ou de uma fase.

Quase tudo está correto! O único erro é afirmar que o desenvolvimento


do termo de abertura pertence ao Escopo. Na verdade, ele também
pertence à Integração. Sempre leia toda a sentença com atenção, pode
ter pegadinha escondida! Errada.

40. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O plano de gerenciamento de
requisitos consiste em uma saída do processo de coleta de requisitos, e a
documentação de requisitos consiste em uma entrada do processo de
validação do escopo.

O plano de gerenciamento de requisitos é uma entrada do processo de


coleta de requisitos, apesar da documentação de requisitos realmente ser
uma entrada do processo validar o escopo. Errada.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

41. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A estimativa dos recursos da
atividade é um processo de recursos humanos cujo objetivo é estimar os
tipos e quantidades de material, pessoas, equipamentos ou suprimentos
necessários à realização da atividade.

É um processo de Tempo! Atenção! Errada.

42. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) No gerenciamento de riscos de
projeto, o planejamento das respostas aos riscos inclui as e stratégias de
compartilhamento e melhoramento, as quais se referem, respectivamente,
à alocação, integral ou parcial, da propriedade da oportunidade e ao
aumento da probabilidade do impacto de uma oportunidade.

Planejar as respostas aos riscos é o proces so de desenvolvimento de


opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos
objetivos do projeto.

Quando os riscos são positivos, ou seja, oportunidades, existem


quatro estratégias para responder aos riscos:

•Explorar. Quando a organização deseja garantir que a oportunidade


seja concretizada. Essa estratégia procura eliminar a incerteza associada
com um determinado risco positivo, garantindo que a oportunidade
realmente aconteça. Exemplos: designar o pessoal com mais talento da
organização para o projeto a fim de reduzir o tempo de conclusão, ou usar
novas tecnologias ou atualizações de tecnologias para reduzir o custo e
duração requeridos para alcançar os objetivos do projeto.

•Melhorar. Aumentar a probabilidade e/ou os impactos positivos de


uma oportunidade. Exemplo: acréscimo de mais recursos a uma atividade
para terminar mais cedo.

• Compartilhar. Alocação integral ou parcial da responsabilidade da


oportunidade a um terceiro que tenha mais capacidade de explorar a

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

oportunidade para benefício do projeto. Exemplo: formação de parcerias


de compartilhamento de riscos.

• Aceitar. Estar disposto a aproveitá-la caso ela ocorra, mas não


persegui-la ativamente.

Questão certa.

Quanto aos riscos negativos, ou ameaças, existem quatro


estratégias “clássicas”, a saber:

• Prevenir. Agir para eliminar a ameaça ou proteger o projeto contra


o seu impacto. Ela envolve a alteração do plano de gerenciamento do
projeto para eliminar totalmente a ameaça.

• Transferir. Transferir o impacto de uma ameaça para terceiros,


juntamente com a responsabilidade pela sua resposta. A transferência de
riscos quase sempre envolve o pagamento de um prêmio à parte que está
assumindo o risco (seguro).

• Mitigar. Age para reduzir a probabilidade de ocorrência, ou impacto


do risco. Ela implica na redução da probabilidade e/ou do impacto de um
evento de risco adverso para dentro de limites aceitáveis. Adotar uma ação
antecipada para reduzir a probabilidade e/ou o impacto de um risco ocorrer
no projeto em geral é mais eficaz do que tentar reparar o dano depois de
o risco ter ocorrido.

• Aceitar. Não agir, a menos que o risco ocorra. Essa estratégia é


adotada quando não é possível ou econômico abordar um risco específico
de qualquer outra forma. Essa estratégia indica que a equipe do projeto
decidiu não alterar o plano de gerenciamento do projeto para lidar com um
risco, ou não conseguiu identificar outra estratégia de resposta adequada.

43. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Monitorar e controlar o trabalho
do projeto é o processo mediante o qual se acompanha o desempenho de
membros da equipe, se fornece feedback, se resolvem questões e se

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

gerenciam mudanças, com o objetivo de otimizar o desempenho do projeto


e averiguar se o trabalho realizado está de acordo com os objetivos de
desempenho definidos no plano de gerenciamento do projeto.

Gerenciar a Equipe do Projeto é o processo que “acompanha o


desempenho de membros da equipe, fornece feedback, resolve problemas
e coordenar mudanças para melhorar o desempenho do projeto”, enquanto
Gerenciar mudanças faz parte do processo Realizar o controle
integrado de mudanças! Errada.

44. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O gerenciamento das
expectativas das partes interessadas é um processo do grupo de iniciação
da área de recursos humanos cujo objetivo é promover a interação entre
as partes interessadas, atendendo às suas necessidades, e solucionar os
problemas a medida que ocorrerem.

O Gerenciamento das expectativas das partes interessadas pertente


ao grupo de processos de execução, e à área de Partes Interessadas!
Errada.

45. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Na execução do processo
garantia da qualidade, promove-se a auditoria dos requisitos de qualidade,
com vistas a garantir que sejam usados os padrões de qualidade e as
definições operacionais apropriadas, conforme a ISO/IEC 9001:2000.

De acordo com o Guia PMBOK 5ª edição, Realizar a garantia da


qualidade é o processo de auditoria dos requisitos de qualidade e dos
resultados das medições do controle de qualidade para garantir o uso dos
padrões de qualidade e das definições operacionais apropriadas. Ainda
segundo o próprio Guia, ele pretende ser compatível com as normas ISO
de qualidade, o que engloba a ISO 9000 e 9001. Certa.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

46. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Na área de aquisições, os
processos de planejamento, realização, administração e encerramento de
aquisições interagem entre si, mas não interagem com processos de outras
áreas.

Todos os processos interagem com processos de outras áreas, mesmo


que sejam apenas com os processos da área de Integração. Errada.

47. (CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) O


grupo de processos de execução é o responsável pelos resultados das
medições do controle de qualidade e por auditar os requisitos de qualidade.

Por meio do processo Realizar a garantia da qualidade. Correto.

48. (CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) O


grupo de processos de iniciação é o responsável pelo monitoramento e
controle do projeto.

Nossa, vontade de nem comentar essa. O grupo de processos de


iniciação é aquele que permite o início formal do projeto, enquanto o grupo
de processos de monitoramento e controle é aquele que é responsável
pelo... adivinha? Monitoramento e controle do projeto. Vamos torcer por
mais questões assim em prova! ☺ Errada.

49. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) O processo de mobilização da equipe do projeto integra o grupo de
processo de planejamento em um projeto.

Faz parte da Execução. Errada.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 47 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

50. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) Para o desenvolvimento do plano de gerenciamento do projeto, é
necessário que esse processo receba, como uma de suas entradas, o termo
de abertura do projeto.

Também são entradas as saídas dos processos de planejamento ,


os fatores ambientais da empresa e os ativos de processos
organizacionais. Certa.

51. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) O dicionário da estrutura analítica do projeto inclui descrição do
escopo, entregas e critérios de aceitação do projeto.

Quem contém essas informações é a declaração do escopo do


projeto, criada no processo Definir o escopo. O dicionário da EAP é
“apenas” uma “legenda da EAP”, discriminando detalhes da mesma.
Errada.

52. (CESPE – BACEN – Analista – Área 1:Desenvolvimento -


2013) Para criar o diagrama de rede, é necessário criar primeiramente a
lista de atividades.

O diagrama de rede é o desenho dos inter-relacionamentos das


atividades, necessário para o levantamento do caminho crítico.
Naturalmente, para relacionar as atividades, é necessário listá -las antes.
Certa.

53. (CESPE – BACEN – Analista – Área 2:Infraestrutura de TI


- 2013) Considerando-se que, na fabricação de um produto, a equipe de
projeto tenha encontrado dificuldades para elaborar o termo de abertura

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 48 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

do projeto, é correto afirmar que, para concluir a tarefa, a equipe não


identificou bem os objetivos ou o produto do projeto.

O termo de abertura do projeto não define de forma irreversível o


produto a ser criado. Para refinar o escopo do projeto, existem os processos
da área de conhecimento de Escopo. Errada.

54. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) A coleta de requisitos é um processo que pertence
ao gerenciamento de integração de projetos e que visa obter e documentar
as necessidades dos stakeholders para alcançar os objetivos do projeto.

Tudo quase certo, mas o correto é pertencer à área de conhecimento


de Escopo! Errada.

55. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) O método do caminho crítico é utilizado para
calcular as datas de início e de término de um projeto antes do início das
atividades; nesse método, a folga pode ser negativa ou igual a zero.

Folga negativa é aquela na qual o período mínimo para a realização


das atividades é inferior ao cronograma global. Nesse contexto, o projeto
já começa atrasado.

No caminho crítico, a folga é zero em situações "normais", e negativa


na situação descrita acima. Folgas positivas somente ocorrem fora do
caminho crítico. Correto.

56. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) O orçamento é o processo de agregação dos custos
estimados das atividades por pacotes de trabalhos ou individuais, e os
orçamentos autorizados podem servir de base para medir o desempenho
de custo dos projetos.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 49 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Determinar o orçamento é o processo de agregação dos cus tos


estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer
uma linha de base dos custos autorizada. O principal benefício deste
processo é a determinação da linha de base dos custos para o
monitoramento e controle do desempenho do projeto. Correto.

57. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) Em um projeto de longo prazo executado no âmbito da
organização, é esperado que a amplitude temporal dos processos do grupo
de iniciação seja mais próxima dos processos do grupo de encerramento
do que dos processos do grupo de planejamento.

As fases de iniciação e encerramento do projeto são as mais curtas,


uma vez que são fases mais procedimentais (obtenção de autorização para
início de projeto, elaboração de documentação de encerramento, etc...). A
fase de planejamento é uma fase longa e complexa (talvez a mais longa e
complexa de todas, dependendo do projeto), sendo a fase que possui maior
número de processos.

Em termos de amplitude temporal, é razoável que a fase de iniciação


esteja bem mais próxima da fase de encerramento do que da fase de
planejamento. Correta.

58. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) O método do caminho crítico tem aplicabilidade direta
no processo de desenvolvimento de cronograma.

O CPM, como já visto anteriormente, serve exatamente para o


desenvolvimento de cronogramas. Correta.

59. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) O gerenciamento de projetos tem por objetivo
primordial a satisfação de requisitos de software demandados pelos clientes
da área de TI.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 50 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

Tão absurda que a gente até para pra pensar. Mas está errado mesmo.
Parafraseando o PMBOK, o “gerenciamento de projetos é a aplicação de
conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto
a fim de atender aos seus requisitos”, ou seja, aos requisitos do negócio, e
não da TI. Errada.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Espero que vocês tenham compreendido minha metodologia de


trabalho.

Eu procurei, nesta apostila, fazer o possível para transmitir o conteúdo


teórico de Gerência de Projetos, sempre frisando o mais importante da
matéria, e me aproveitando inclusive dos exercícios para transmitir mais
conhecimento.

O CESPE, sem dúvidas, é a banca que cobra as questões de concurso


mais difíceis de PMBOK.

Quando nós somos obrigados a conhecer as entradas, ferramentas e


técnicas ou saída de um processo, a exemplo de algumas questões, por
analogia, deveríamos estar preparados para saber tal informação dos 47
processos do PMBOK. É impossível decorar tanta informação.

Se estivéssemos fazendo prova de concurso de PMBOK tudo bem, mais


ainda temos ITIL, COBIT, desenvolvimento de sistemas e todas as outras
matérias do seu edital. É um verdadeiro exagero.

Por isso, nossa estratégia de “paretizar” o estudo, e focar naquilo que


é mais importante. Via de regra, metade das questões de PMBOK de uma
prova vem da aula anterior, que é um conteúdo pequeno e fácil de
assimilar.

Os outros 50% estão do conteúdo da aula de hoje.

Só de saber bem os nomes de processos e suas definições, bem como


as áreas de conhecimento a que pertencem, você se garante na metade
conteúdo da aula de hoje.

E, ficam 25% nas mãos do “decoreba” de processos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 51 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

“Ah, professor, então vou partir para a leitura do PMBOK completo”.


Eu não recomendo. É preferível assimilar bem o pouco conteúdo
ministrado aqui e garantir a maioria das questões em prova do que tentar
“decorar” o PMBOK inteiro, em um afã de querer acertar todas as questões.

Entretanto, se você estiver com folga em seu cronograma de


estudo, e quiser ler os capítulos iniciais do PMBOK com calma, com
o objetivo de arraigar melhor o que vimos aqui hoje, e quiser ler
aprofundadamente algumas áreas de conhecimento, até mesmo
para adquirir uma visão mais “holística” do Guia, aí sim acho válido.
Claro, tudo depende do seu cronograma.

Nossa próxima aula é sobre ITIL.

Grande abraço, e força nos estudos!

Victor Dalton

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 52 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

LISTA DE EXERCÍCIOS

1. (CESPE – SEDF – Analista de Gestão Educacional – TI -


2017) O gerenciamento de escopo garante que todos os esforços
necessários estejam incluídos no projeto, com apenas o necessário para
que o escopo seja realizado dentro do cronograma previsto.

2. (CESPE – TCE/PA – Auxiliar Técnico de Controle Externo –


Informática - 2016) Situação hipotética: A um gerente de projetos
solicitou-se a apresentação de dois artefatos com base no PMBOK 5: um
que deve conter as ações necessárias para integrar, definir e coordenar
todos os planos auxiliares e outro que deve descrever as principais entregas
do projeto e do trabalho. Assertiva: Nessa situação, os artefatos solicitados
correspondem, respectivamente, ao termo de abertura do projeto (TAP) e
à estrutura analítica do projeto (EAP).

3. (CESPE – TCE/SC – Analista de Controle Externo –


Informática - 2016) O controle do escopo do projeto deve assegurar que
todas as mudanças e ações corretivas ou preventivas recomendadas sejam
processadas por meio do processo de controle de mudança autônomo, que
não requer ajustes no tempo, custo e recursos do projeto.

4. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) A EAP é iniciada com as atividades estratégicas do
projeto e, depois, segue com uma representação hierárquica dos riscos, de
acordo com suas categorias de riscos.

5. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) A EAP abrange, além dos pacotes de trabalho, a
representação hierárquica dos recursos, por categoria e tipo.

6. (CESPE – PCPE – Polícia Científica – Tecnologia da


Informação – 2016) O pacote de planejamento é um componente da EAP

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 53 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

posicionado abaixo da conta de controle, com conteúdo de trabalho


conhecido, mas sem detalhamento das atividades do cronograma.

7. (CESPE – TCU – Auditor Federal de Controle Externo –


Tecnologia da Informação – 2015) Os grupos de processos de
gerenciamento de projetos agregam de forma lógica um conjunto de
entradas, ferramentas, técnicas e saídas de gerenciamento de projetos,
sendo que esses grupos de processos não representam as fases do projeto.

8. (CESPE – TCU – Auditor Federal de Controle Externo –


Tecnologia da Informação – 2015) Um indivíduo que atua em uma
organização projetizada, em aderência ao PMBOK 5, e com encargo para
realizar o planejamento de um projeto, não poderá finalizar o custo e o
cronograma sem que conclua o gerenciamento dos riscos.

9. (CESPE – DEPEN – Agente Penitenciário – Área 7 – 2015) As


funções do patrocinador de projeto em organizações com orientação a
projetos são análogas às do gerente do projeto: fornecer recursos e suporte
para o sucesso do projeto e elaborar a Estrutura Analítica de Projeto (EAP).

(CESPE – MPOG – Analista de Tecnologia da Informação –


2015)

Considere que todos os projetos subordinados à área responsável pelo


gerenciamento de projetos devem

I apresentar um documento formal que autorize uma fase do projeto,


assim como os requisitos iniciais do projeto;

II conter os seguintes processos: coleta dos requisitos, elaboração da


EAP e determinação do orçamento;

III gerenciar os riscos relativos aos projetos, incluindo o planejamento,


a identificação, a análise quantitativa e a resposta a riscos;

IV apresentar processo específico para entrega de benefícios


esperados pelo projeto;
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 54 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

V incorporar processo para monitorar e controlar o desempenho do


projeto;

VI gerenciar as partes interessadas do projeto;

VII incluir as atividades necessárias para que sejam comprados ou


adquiridos produtos, serviços ou resultados externos à equipe do projeto.

Tendo as informações apresentadas como referência inicial, julgue os


próximos itens, que versam sobre gerenciamento de projetos, à luz do
PMBOK5.

10. Em relação ao atendimento do requisito do item VI, há dois


processos no PMBOK5: o qualificado como desenvolver o plano dos
recursos humanos e o mobilizar a equipe do projeto. Um dos objetivos do
primeiro é ajustar as estratégias e os planos para o engajamento das partes
interessadas, ao passo que o segundo busca a comunicação e o trabalho
com as partes interessadas para atender as suas necessidades e
expectativas.

11. O termo de abertura atende e abrange o requisito do item I,


sendo isso um artefato do processo da área de integração e do grupo
iniciação.

12. Os três processos descritos em II são do grupo planejamento:


os dois primeiros são da gerência de escopo; e o último, da gerência de
custos.

13. Não cabe ao gerenciamento de projetos planejar a resposta aos


riscos dos processos listados no item III, pois esse processo é inerente à
governança corporativa.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 55 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

14. O processo denominado garantir a entrega dos benefícios


esperados, da área gerenciamento da qualidade, é um dos novos processos
do PMBOK5 e atende ao descrito no item IV.

15. O processo chamado planejar o gerenciamento das aquisições


contribui para o atendimento do item VII, pois gerencia a documentação
das decisões de compras do projeto, especificando a abordagem e
identificando fornecedores em potencial, tendo como entrada o registro de
riscos e o cronograma do projeto, entre outros.

16. O item V, que é atendido pelo processo conhecido como


monitorar e controlar o trabalho do projeto, monitora, acompanha e avalia
o progresso dos trabalhos realizados, com vistas a atender aos objetivos
de desempenho definidos no plano de gerenciamento de projeto.

17. Em relação ao atendimento do requisito item VI no PMBOK5, o


processo designado gerenciar a equipe do projeto visa acompanhar o
desempenho dos membros da equipe, fornecer feedback, resolver
problemas e gerenciar mudanças para otimizar o desempenho do projeto.

18. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Análise de Sistemas


de Informação – 2015) A criação da área de conhecimento conhecida
como gerenciamento de partes interessadas, que possui quatro processos,
é uma das modificações introduzidas no PMBOK 5, que não existia na
versão anterior.

19. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Suporte em


Tecnologia da Informação – 2015) O banco de dados de lições
aprendidas é um dos elementos utilizados como entrada do processo
denominado planejar o gerenciamento das partes interessadas.

20. (CESPE – STJ – Analista Judiciário – Suporte em


Tecnologia da Informação – 2015) Na estimativa de custos de projetos,

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 56 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

a aplicação da técnica Delphi pode melhorar a exatidão das referidas


estimativas.

21. (CESPE – STJ – Técnico Judiciário –Tecnologia da


Informação – 2015) Caso o gerente de um projeto necessite recalcular a
duração de sua execução, decidindo-se por analisar a sequência de
atividades do cronograma com menor flexibilidade, a melhor técnica para
esse fim será o método do diagrama de precedência.

22. (CESPE – STJ – Técnico Judiciário –Tecnologia da


Informação – 2015) O caminho crítico de um projeto é calculado a partir
das datas de início e término mais cedo e das datas de início e término mais
tarde, para todas as atividades, sem que sejam consideradas quaisquer
limitações de recursos. Assim, a sequência de atividades obtida representa
o caminho mais longo e determina a menor duração possível.

23. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Análise de


Sistemas – 2014) A realização de eventuais reuniões para se discutir
propostas de mudança no escopo do projeto não consiste em atividade
compreendida no processo de dirigir e gerenciar a execução do proje to.

24. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Análise de


Sistemas – 2014) Na área de conhecimento denominada de
monitoramento e controle, não é previsto processo no grupo de processos
denominado de gerenciamento e controle dos stakeholders do projeto.

25. (CESPE – TJ/CE – Analista Judiciário – Ciências da


Computação – 2014) Para a estimativa de custo das atividades
individuais dos pacotes de trabalho do projeto, dentro do processo estimar
custos do PMBOK (5.ª edição), utiliza-se :

a) a estimativa top down.

b) a estimativa de três pontos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 57 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

c) a estimativa por pontos de função.

d) o modelo paramétrico.

e) a estimativa bottom up.

26. (CESPE – TJ/CE – Analista Judiciário – Ciências da


Computação – 2014) De acordo com o PMBOK (5.ª edição), o processo
de análise qualitativa de risco tem por objetivo.

a) identificar novos riscos e assegurar a execução dos planos

b) analisar os riscos a partir de técnicas numéricas.

c) tratar os riscos que não podem ser quantificados.

d) priorizar o tratamento dos riscos identificados.

e) eliminar riscos qualitativamente.

27. (CESPE – TCDF – Analista de Administração Pública –


Sistemas de TI – 2014) O processo denominado realizar o controle
integrado de mudanças pertence ao grupo de processos de monitoramento
e controle. Esse processo tem como objetivo realizar a avaliação de
solicitações de mudanças e a aprovação dessas mudanças nas entregas
planejadas, nos documentos e no plano de gerenciamento do projeto,
excetuando-se os ativos de processos organizacionais.

28. (CESPE – TCDF – Analista de Administração Pública –


Sistemas de TI – 2014) Tanto o processo mobilizar a equipe do projeto
quanto o processo desenvolver a equipe do projeto possuem como entrada
o plano de gerenciamento de projeto e, como saída, as possíveis
atualizações nesse plano.

29. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Banco de Dados –


2014) Os principais documentos para acompanhamento de projetos são o
termo de abertura de projeto, a descrição dos objetivos e da justificativa
do projeto, a estratégia de avaliação e monitoramento do projeto, a relação

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 58 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

de indicadores de acompanhamento do projeto e o termo de encerramento


do projeto.

30. (CESPE – TJ/SE - Analista Judiciário – Banco de Dados –


2014) O risco do projeto é um evento que possui uma causa específica e,
durante a execução do projeto, produzirá efeito negativo.

31. (CESPE – ANTAQ - Analista Administrativo –


Infraestrutura de TI – 2014 - adaptada) O gerente do projeto pode
usar o dicionário da Estrutura Analítica do Projeto (EAP) para garantir que
os membros da equipe saibam claramente o que deve ser feito em cada
pacote de trabalho.

32. (CESPE – ANTAQ - Analista Administrativo –


Infraestrutura de TI – 2014 - adaptada) Ao ocorrerem muitas
mudanças no termo de abertura de um projeto, o gerente do projeto tem
a responsabilidade primária de decidir se tais mudanças são necessárias ou
não.

33. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) Escolhas a respeito da alocação de recursos, concessões
entre objetivos e alternativas conflitantes, bem como o gerenciamento de
dependências mútuas entre as áreas de conhecimento de gerenciamento
de projetos são itens que compõem o gerenciamento da integração.

34. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) A aplicação da técnica de paralelismo reduz a duração
do projeto por meio da redefinição de tarefas que possam ser sobrepostas.

35. (CESPE – TJ/SE – Técnico Judiciário – Programação de


Sistemas - 2014) No método do caminho crítico, o gerente de projeto
analisa a sequência de atividades com a menor flexibilidade no cronograma.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 59 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

36. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A estimativa dos custos é o
processo mediante o qual são agregados custos de atividades individuais
ou pacotes de trabalho, inclusive os estimados, e é estabelecida uma linha
de base autorizada dos custos, a qual poderá subsidiar decisões sobre
mudanças desses custos.

37. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A criação da estrutura analítica
do projeto é um processo executado pela área de integração durante a fase
de planejamento, logo após a realização do processo de coleta dos
requisitos.

38. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A garantia da qualidade e o
controle da qualidade são processos compreendidos no monitoramento e
controle de um projeto. O primeiro processo abrange o monitoramento e o
registro dos resultados da execução e o segundo, a auditoria dos requisitos
de qualidade e dos resultados das medições de controle da qualidade.

39. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O processo referente ao
encerramento de projeto ou fase compõe a área de integração do projeto
e tem por objetivo finalizar formalmente o projeto ou a fase, enquanto o
processo relativo ao desenvolvimento do termo de abertura do projeto
compõe a área de escopo e tem por objetivo autorizar o início do projeto
ou de uma fase.

40. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O plano de gerenciamento de
requisitos consiste em uma saída do processo de coleta de requisitos, e a
documentação de requisitos consiste em uma entrada do processo de
validação do escopo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 60 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

41. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) A estimativa dos recursos da
atividade é um processo de recursos humanos cujo objetivo é estimar os
tipos e quantidades de material, pessoas, equipamentos ou suprimentos
necessários à realização da atividade.

42. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) No gerenciamento de riscos de
projeto, o planejamento das respostas aos riscos inclui as estratégias de
compartilhamento e melhoramento, as quais se referem, respectivamente,
à alocação, integral ou parcial, da propriedade da oportunidade e ao
aumento da probabilidade do impacto de uma oportunidade.

43. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Monitorar e controlar o trabalho
do projeto é o processo mediante o qual se acompanha o desempenho de
membros da equipe, se fornece feedback, se resolvem questões e se
gerenciam mudanças, com o objetivo de otimizar o desempenho do projeto
e averiguar se o trabalho realizado está de acordo com os objetivos de
desempenho definidos no plano de gerenciamento do projeto.

44. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) O gerenciamento das
expectativas das partes interessadas é um processo do grupo de iniciação
da área de recursos humanos cujo objetivo é promover a interação entre
as partes interessadas, atendendo às suas necessidades, e solucionar os
problemas a medida que ocorrerem.

45. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Na execução do processo
garantia da qualidade, promove-se a auditoria dos requisitos de qualidade,
com vistas a garantir que sejam usados os padrões de qualidade e as
definições operacionais apropriadas, conforme a ISO/IEC 9001:2000.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 61 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

46. (CESPE – SERPRO – Analista – Administração de Serviços


de Tecnologia da Informação - 2013) Na área de aquisições, os
processos de planejamento, realização, administração e encerramento de
aquisições interagem entre si, mas não interagem com processos de outras
áreas.

47. (CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) O


grupo de processos de execução é o responsável pelos resultados das
medições do controle de qualidade e por auditar os requisitos de qualidade.

48. (CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) O


grupo de processos de iniciação é o responsável pelo monitoramento e
controle do projeto.

49. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) O processo de mobilização da equipe do projeto integra o grupo de
processo de planejamento em um projeto.

50. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) Para o desenvolvimento do plano de gerenciamento do projeto, é
necessário que esse processo receba, como uma de suas entradas, o termo
de abertura do projeto.

51. (CESPE – ANCINE – Analista Administrativo – Área 2 -


2013) O dicionário da estrutura analítica do projeto inclui descrição do
escopo, entregas e critérios de aceitação do projeto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 62 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

52. (CESPE – BACEN – Analista – Área 1:Desenvolvimento -


2013) Para criar o diagrama de rede, é necessário criar primeiramente a
lista de atividades.

53. (CESPE – BACEN – Analista – Área 2:Infraestrutura de TI


- 2013) Considerando-se que, na fabricação de um produto, a equipe de
projeto tenha encontrado dificuldades para elaborar o termo de abertura
do projeto, é correto afirmar que, para concluir a tarefa, a equipe não
identificou bem os objetivos ou o produto do projeto.

54. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) A coleta de requisitos é um processo que pertence
ao gerenciamento de integração de projetos e que visa obter e documentar
as necessidades dos stakeholders para alcançar os objetivos do projeto.

55. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) O método do caminho crítico é utilizado para
calcular as datas de início e de término de um projeto antes do início das
atividades; nesse método, a folga pode ser negativa ou igual a zero.

56. (CESPE – SAEB/SEI – Documentação e Disseminação das


Informações - 2012) O orçamento é o processo de agregação dos custos
estimados das atividades por pacotes de trabalhos ou individuais, e os
orçamentos autorizados podem servir de base para medir o desempenho
de custo dos projetos.

57. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) Em um projeto de longo prazo executado no âmbito da
organização, é esperado que a amplitude temporal dos processos do grupo
de iniciação seja mais próxima dos processos do grupo de encerramento
do que dos processos do grupo de planejamento.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 63 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

58. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) O método do caminho crítico tem aplicabilidade direta
no processo de desenvolvimento de cronograma.

59. (CESPE – TRE/RJ – Analista Judiciário – Análise de


Sistemas - 2012) O gerenciamento de projetos tem por objetivo
primordial a satisfação de requisitos de software demandados pelos clientes
da área de TI.

GABARITO

1 E 19 C 37 E
2 E 20 C 38 E
3 E 21 E 39 E
4 E 22 C 40 E
5 E 23 E 41 E
6 C 24 E 42 C
7 C 25 E 43 E
8 C 26 D 44 E
9 E 27 E 45 C
10 E 28 E 46 E
11 C 29 E 47 C
12 C 30 E 48 E
13 E 31 C 49 E
14 E 32 E 50 C
15 C 33 C 51 E
16 C 34 C 52 C
17 E 35 C 53 E
18 C 36 E 54 E

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 64 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS


GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI PARA ABIN – 2017/2018
Prof Victor Dalton

55 C 57 C 59 E
56 C 58 C

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 65 de 65

10395669790 - CARLOS ALBERTO LEAL ZACHARIAS