Você está na página 1de 32

Promoção da Saúde e

Qualidade de Vida

Profa. Conceição Alice Volkart Boueri


Docente Universidade Nove de Julho
Promoção da Saúde
 A Promoção da Saúde é uma
das estratégias do setor saúde
para buscar a melhoria da
qualidade de vida da população.
 Seu objetivo é produzir a
gestão compartilhada entre
usuários, movimentos sociais,
trabalhadores do setor
sanitário e de outros setores,
produzindo autonomia e co-
responsabilidade.
Histórico
 Em 1976, o Informe Lalonde (Ministro da Saúde do Canadá)
cunha o conceito de "campo da saúde", insistindo que a saúde
depende de fatores biológicos, ambientais (incluindo ambientes
físicos, econômicos e sociais), comportamentais e aqueles
próprios do sistema de saúde.
 Dez anos após, realizou-se, também no Canadá, a I Conf. Int.
sobre Promoção da Saúde, que conclui com a Carta de
Ottawa e lançou um movimento que desde então vem sendo
denominado de "promoção da saúde".
 Nesta Conferência foram estabelecidas as bases conceituais da
promoção da saúde, sendo seguida pelas Conferências de
Adelaide (1988), Sundsval (1991) e Jakarta (1997), além da
Conferência de Santafé de Bogotá (1992), que tratou do tema
pela primeira vez na América Latina.
Carta de Ottawa
 A saúde é o maior recurso para o desenvolvimento social,
econômico e pessoal, assim como uma importante dimensão
da qualidade de vida. Fatores políticos, econômicos, sociais,
culturais, ambientais, comportamentais e biológicos podem
tanto favorecer como prejudicar a saúde. Assim, as ações de
promoção da saúde objetivam, através da defesa da saúde,
fazer com que as condições descritas sejam cada vez mais
favoráveis (...) e que as escolhas saudáveis sejam as mais fáceis.
PROMOÇÃO DA SAÚDE

Nas últimas décadas, tornou-se mais e mais importante

cuidar da vida de modo que se reduzisse a vulnerabilidade

ao adoecer e as chances de que ele seja produtor de

incapacidade, de sofrimento crônico e de morte prematura

de indivíduos e população.
Processo saúde-adoecimento
 Saúde é resultado dos modos de organização da
produção, do trabalho e da sociedade em
determinado contexto histórico e o aparato
biomédico não consegue modificar os
condicionantes nem determinantes mais amplos
desse processo, operando um modelo de
atenção e cuidado marcado, na maior parte das
vezes, pela centralidade dos sintomas.
ESTRATÉGIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE :

Determinam o processo saúde adoecimento em


nosso país como, por exemplo:

violência, desemprego, subemprego, falta de


saneamento básico, habitação inadequada
e/ou ausente, dificuldade de acesso à
educação, fome, urbanização desordenada,
qualidade do ar e da água ameaçada,
deteriorada;

potencializar formas mais amplas de intervir em


saúde.
Promoção da saúde - Gestão
O Departamento de Atenção Básica (DAB), estrutura vinculada à
Secretaria de Atenção à Saúde, no Ministério da Saúde, âmbito da gestão
federal doSUS

Execução 3 esferas.

 Ao DAB cabe, ainda, desenvolver mecanismos de controle e avaliação,


prestar cooperação técnica a estas instâncias de gestão na
implementação e organização da estratégia Saúde da Família e ações
de atendimento básico como o de Saúde Bucal, de Diabetes e
Hipertensão, de Alimentação e Nutrição, de Gestão e Estratégia e
de Avaliação e Acompanhamento.
Objetivo Geral

Promover a qualidade de vida e reduzir vulnerabilidade e


riscos à saúde relacionados aos seus determinantes e
condicionantes – modos de viver, condições de trabalho,
habitação, ambiente, educação, lazer, cultura,acesso a bens e
serviços essenciais.

Incorporar e implementar ações de promoção da saúde, com


ênfase na atenção básica;

Ampliar a autonomia e a co-responsabilidade de sujeitos e


coletividades, inclusive o poder público, no cuidado integral à
saúde e minimizar e/ou extinguir as desigualdades de toda e
qualquer ordem (étnica, racial, social, regional, de gênero, de
orientação/opção sexual, dentre outras);
Estratégias:
•Divulgação e implementação da Política Nacional de
Promoção da Saúde,
• Alimentação Saudável,
• Prática Corporal/Atividade Física,
• Prevenção e Controle do Tabagismo,
• Redução da morbi-mortalidade em decorrência do uso
abusivo de álcool e outras drogas,
• Redução da morbi-mortalidade por acidentes de trânsito,
• Prevenção da violência e estímulo à cultura de paz,
• Promoção do desenvolvimento sustentável.
Alimentação saudável
 Promover ações relativas à Alimentação Saudável visando à
promoção da saúde e a segurança alimentar e nutricional, contribui
com as ações e metas de redução da pobreza, a inclusão social e o
cumprimento do Direito Humano à Alimentação Adequada.

 Disseminar a cultura da alimentação saudável em consonância com


os atributos e princípios do Guia Alimentar da População Brasileira
 Desenvolver ações para a promoção da alimentação saudável no
 ambiente escolar
 Implementar as ações de vigilância alimentar e nutricional para a
prevenção e controle dos agravos e doenças decorrentes da má
alimentação.

 Reorientação dos serviços de saúde com ênfase na Atenção Básica.


Prática Corporal/Atividade Física
 Ações na rede básica de saúde e na comunidade.

 Ações de intersetorialidade e mobilização de


parceiros.

 Ações de aconselhamento/divulgação.

 Ações de monitoramento e avaliação.


Prevenção e controle do tabagismo
 Realizar ações educativas de sensibilização da população para a promoção
de “comunidades livres de tabaco”, divulgando ações relacionadas ao
tabagismo e seus diferentes aspectos. Fazer articulações com a mídia para
divulgação de ações e de fatos que contribuam para o controle do
tabagismo em todo o território nacional.

 Mobilizar e incentivar as ações contínuas através de canais comunitários


(Unidades de Saúde, Escolas e Ambientes de Trabalho) capazes de manter
um fluxo contínuo de informações sobre o tabagismo, seus riscos para
quem fuma e os riscos da poluição tabagística ambiental para todos que
convivem com ela.

 Investir na promoção de ambientes de trabalho livres de tabaco.

 Aumentar o acesso do fumante aos métodos eficazes para cessação de


fumar, e assim atender a uma crescente demanda de fumantes que buscam
algum tipo de apoio para esse fim.

 Estimular e facilitar o tratamento para tabagistas.


Redução da morbi-mortalidade em decorrência do uso
abusivo de álcool e outras drogas
 Investimento em ações educativas e sensibilizadoras para
crianças e adolescentes quanto ao uso abusivo de álcool e
suas conseqüências.
 Produzir e distribuir material educativo para orientar e
sensibilizar a população sobre os malefícios do uso abusivo
do álcool.
 Promover campanhas municipais em interação com as
agências de trânsito no alerta quanto às conseqüências da
“direção alcoolizada”.
 Desenvolvimento de iniciativas de redução de danos pelo
consumo de álcool e outras drogas que envolvam a co-
responsabilização e autonomia da população.
 Investimento no aumento de informações veiculadas pela
mídia quanto aos riscos e danos envolvidos na associação
entre o uso abusivo de álcool e outras drogas e
acidentes/violências.
Redução da morbi-mortalidade por
acidentes de trânsito
 Promoção de discussões intersetoriais que
incorporem ações educativas à grade curricular
de todos os níveis de formação.
 Articulação de agendas e instrumentos de
planejamento, programação e avaliação, dos
setores diretamente relacionados ao problema.
 Apoio às campanhas de divulgação em massa
dos dados referentes às mortes e seqüelas
provocadas por acidentes de trânsito.
Prevenção da violência e estímulo à cultura
de paz
 Ampliação e fortalecimento da Rede Nacional de Prevenção
da Violência e Promoção da Saúde.

 Investimento na sensibilização e capacitação dos gestores e


profissionais de saúde na identificação e encaminhamento
adequado de situações de violência intra-familiar e sexual.

 Estímulo à articulação intersetorial que envolva a redução e o


controle de situações de abuso, exploração e turismo sexual.

 Implementação da ficha de notificação de violência


interpessoal.

 Incentivo ao desenvolvimento de Planos Estaduais e


Municipais de Prevenção da Violência.
Qualidade de Vida
 É a percepção pelo indivíduo de um estado de satisfação
de suas necessidades e do nível de alcance de felicidade e
realização pessoal desejado
 Implica na capacidade de auto-avaliação
 Percepção do indivíduo de sua posição na vida, no
contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele
vive e em relação aos seus objetivos, expectativas,
padrões e preocupações.
Condições de Vida
 Condições materiais e de consumo como:
 Habitação
 Transporte
 Renda
 Alimentação
 Segurança
Qualidade de Vida
 Qualidade de vida: inclui as condições de vida mais os
elementos de subjetividade
 Felicidade
 Realização pessoal
 Realização profissional

 Interferência da mídia na percepção de qualidade de vida


dos indivíduos (“eterno consumista”)
 Diferenças entre crescimento econômico e bem estar
Estilo de Vida
 É a maneira geral ou opções de como viver. Deve
compreender a interação entre as condições de vida e
padrões de comportamento, determinados por fatores
socioculturais e características pessoais. O estilo de vida
pode determinar a qualidade de vida.
Mensuração da Qualidade de Vida
 Genéricos ou específicos
 Valorizam a opinião do entrevistado
 Enfoque Multidimensional (saúde física, mental, relações
familiares, sociais, profissionais, religiosas, recreação,
desenvolvimento pessoal e realização, etc.)
Enfim...

 Qualidade de Vida é mais do que ter


uma boa saúde física ou mental
 É estar de bem com você mesmo, com boas condições de
vida, de bem com a vida, com as pessoas queridas, enfim,
estar em equilíbrio
 Isso pressupõe muitas coisas: hábitos saudáveis, cuidados
com o corpo, atenção para a qualidade dos seus
relacionamentos, balanço entre vida pessoal e profissional,
tempo para lazer, etc.
 Ser competente na gestão da própria saúde e estilo de
vida deveria fazer parte das prioridades de todos.
Teste – Qualidade de Vida
 O teste a seguir, que foi elaborado pela CPH Tecnologia
em Saúde, empresa voltada para o desenvolvimento de
projetos na área de promoção de saúde e qualidade de
vida, possibilita uma avaliação de seu nível de qualidade de
vida
 Responda a cada questão colocando a que melhor
descreve sua situação atual.
Teste – Qualidade de Vida
 1) Tomo um bom café da manhã, com frutas, cereais, etc.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

2) Como frutas e vegetais crus pelo menos duas vezes ao dia.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

3) Tomo menos que cinco doses de bebida alcoólica por semana.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 4) Evito comer alimentos doces ou açúcar no dia-a-dia.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

5) Bebo no máximo quatro cafezinhos por dia.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

6) Bebo no mínimo cinco copos de água por dia.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 7) Pratico mais de 30 minutos de atividade física pelo menos três vezes por
semana.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

8) Evito drogas e tabaco.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

9) Quando exposto ao sol, protejo minha pele com protetor solar, chapéu, etc.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 10) Sou capaz de expressar minha raiva ou meu descontentamento a fim de
resolver os problemas, em vez de engoli-los.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

11) Dedico à meditação ou ao relaxamento um mínimo de 15 a 20 minutos


por dia.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

12) Durmo bem, no mínimo 6 horas por noite.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 13) No final do dia estou bem, tenho energia para atividades extras.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

14) Não me sinto tenso ou ansioso, e gosto muito da minha vida.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

15) Acredito que minha vida tenha propósito e significado.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 16) O dia-a-dia é uma fonte de prazer para mim.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

17) Vejo o futuro como uma oportunidade a mais de crescimento.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

18) Tenho uma visão positiva do mundo.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 19) Tenho atividades sociais em pelo menos três dias da semana.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

20) Harmonia familiar faz parte de minha vida.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

21) Tenho uma atividade que gosto de fazer regularmente (hobby, esporte,
etc.), mas não me sinto obrigado a fazê-la.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste – Qualidade de Vida
 22) Existe um bom equilíbrio entre minha vida pessoal de profissional.
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

23) Sinto-me confortável com a relação que tenho com o meu parceiro(a).
a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.

24) Minha vida sexual é gratificante.


a) Freqüentemente.
b) Algumas Vezes.
c) Raramente ou Nunca.
Teste - Resultados
 De 21 a 24 frequentes: Excelente. Parabéns! Você realmente conhece o
sentido da vida. Sua gestão pessoal serve como exemplo para outras
pessoas
 De 15 a 20 frequentes: Boa. Seus esforços têm sido recompensados.Você
foi contaminado pelo vírus da qualidade de vida. Isso é muito bom.
Continue assim.
 De 10 a 14 frequentes: Razoável. Algumas noções você já tem.Verifique os
pontos falhos e as deficiências e aja no sentido de melhorá-las.
 De 4 a 9 frequentes: Baixa. Sua qualidade de vida não é das melhores. Inicie
mudanças concretas e os resultados logo irão aparecer.
 De 0 a 3 frequentes: Ruim. Sua qualidade de vida não anda nada bem.
Procure mudar seus hábitos com urgência. Ainda dá tempo.