Você está na página 1de 13

Conversão ao Judaísmo –

Parte I

Data: junho 26, 2016Autor: vangelislopes1 Comentário

‫בס’ד‬

Conceitos sobre Conversão

Original no site www.yeshiva.org.il

01

Sobre o Judaísmo e Segregação.

As leis que legitimam a conversão existe, e não há duvidas sobre isso e estas leis
estão entre as leis mais maravilhosas que existem em nossa Torah. E apesar de
haver a reclamação contra nós de segregarmos, a Torá ensina que qualquer não-
judeu que deseja em verdade e sinceridade juntar-se ao povo de Israel, pode fazê-
lo.
Os Alemães nazistas, que seus nomes sejam apagados, não concederam a
oportunidade para nenhum outro povo compartilhar ou juntar-se a eles em sua
queda. Também os Judeus, convertidos ou assimilados, tornando-se também
nazistas, não deram oportunidade a quem os buscasse em sua queda. O caminho
adotado pelo povo de Israel não foi este, pois todo não-judeu que deseja juntar-se
a nós, pode fazê-lo em conformidade com a Halachá Judaica.

É bem verdade, que nós podemos manifestar certa segregação. Mas em certo
ponto isto nos é positivo, pois temos sobre nós a responsabilidade de reparar este
mundo, e sobre isso falou o Rav Menashé de Iliah, enquanto um pequeno inseto
ainda não estiver cômodo neste mundo, significa que a redenção ainda não
chegou. Nosso desejo natural é ser bom para todos e auxiliar a todos, e assim
estamos sempre prontos a melhorar este mundo. Enquanto os Alemães nazistas,
apagados sejam seus nomes, pensavam que eram um “povo especial”, atribuíam
a si o mérito do mundo e pensavam ser donos de tudo, e que as demais nações
deveriam servi-los como escravos. Mas não é assim conosco, que somos
misericordiosos assim como nossos pais usaram de misericórdia, e até mesmo
sobre nossos inimigos nós expressamos misericórdia.

Assim sendo, mesmo que um Alemão ou Árabe, ainda que este seja filho de
alguém que causou um grande mau a Israel, quiser de todo seu coração juntar-se
a nós, recebe-lo-emos! E ama-lo-emos assim como um de nossos irmãos, e mais
ainda do que um natural, pois fomos ordenados dedicar um amor especial ao
convertido, como foi dito (Devarim 10:19)

E amareis o estrangeiro, pois fostes estrangeiros na terra do Egito.

02

Sobre o Relacionamento com o Convertido.

Um convertido é um judeu em todos os aspectos, salvo que sobre o convertido


devemos buscar dedicar mais honra do que sobre um judeu de nascimento, por
causa da enorme dificuldade que um Guer tem diante de si. Pois ele deixou seu
povo e seu país, e juntou-se a um povo sábio e inteligente, com cultura e
tradições antigas, que não são de fácil absorção, mesmo após muitos anos de
estudo. Esta transição extrema exige uma grande força interior, e um insulto,
mesmo o menor que seja, pode minar a confiança em si próprio e causar
uma enorme tristeza.

E por isso nos ensina a Torá que todo aquele que aflige um Guer, causa sobre si
três transgressões de mandamentos negativos:
(‫ ב‬,‫ )ב”מ נט‬Um Guer é um judeu para todos os efeitos, portanto, deve observar a
ordem “‫“ ”ולא תונו איש את עמיתו‬Ninguém, pois, engane ao seu próximo” ( ,‫ויקרא כה‬
‫)יז‬.

E em outras dois transgressões adicionais incorrem aquele que aflige um Guer:


“‫””וְ גֵר ל ֹא תֹונֶה וְ ל ֹא ִתלְ חָ צֶ ּנּו כִ י ג ִֵרים הֱיִ יתֶ ם בְ אֶ ֶרץ ִמצְ ָריִ ם‬O estrangeiro não afligirás, nem
o oprimirás; pois estrangeiros fostes na terra do Egito.” (‫ כ‬,‫)שמות כב‬.E ainda é
acrescentado veementemente na parashá de Kedoshim: “E quando o estrangeiro
peregrinar convosco na vossa terra, não o oprimireis.
Como um natural entre vós será o estrangeiro que peregrina convosco; amá-lo-ás
como a ti mesmo, pois estrangeiros fostes na terra do Egito. Eu sou H”S vosso
Deus.” (‫לד‬-‫ לג‬,‫)ויקרא יט‬.

Também nos mandamentos positivos, temos sobre nós a obrigação de dois


mandamentos positivos, de amar o Guer (‫ ד‬,‫)רמב”ם הל’ דעות ו‬. Primeiramente
como amamos um Judeu, (‫ יח‬,‫)ויקרא יט‬:”E amarás a teu irmão como a si
mesmo” “‫ ”וְ אָ הַ בְ תָ לְ ֵרעֲָך כָמֹוָך‬. E em um mandamento mais que temos de amar ao
convertido: “‫””וַאֲ הַ בְ תֶ ם אֶ ת הַ גֵר כִ י ג ִֵרים הֱיִ יתֶ ם בְ אֶ ֶרץ ִמצְ ָריִ ם‬E amareis o estrangeiro,
pois fostes estrangeiros na terra do Egito.” (‫ יט‬,‫)דברים י‬. Na verdade, não faltam
motivos para externar seu amor a eles, já que deixaram sua terra natal, e
escolheram se achegar e se ajuntar ao povo de Israel, é digno de amor duplo.
E mais, HKB”H ama o convertido, como está expresso em “ ‫וְ אֹ הֵ ב גֵר לָתֶ ת לֹו לֶחֶ ם‬
‫””וְ ִש ְמלָה‬e ama o estrangeiro, dando-lhe pão e roupa” (‫ יח‬,‫)דברים י‬. Que possamos
nós todos também, amar e abraçar a um convertido, aceita-lo calorosamente, e
demonstra-lo as qualidades elevadas do povo de Israel.

Rav Y. Lopes

Visão Judaica sobre


o Mashiach

Data: junho 17, 2016Autor: vangelislopes0 Comentários

‫בס”ד‬
Tem uma história que eu sempre conto, que é a seguinte:
Uma cidade estava totalmente tomada pelo sequestro de crianças, em todo local
mais e mais crianças eram furtadas por ladrões e enganadores.
Um pai zeloso certo dia iria deixar seu filho na escola, e em tal situação,
preocupado com tantos sequestros, lhe deu a seguinte ordem:
_Meu filho, o papai vai ao trabalho e terá que enviar alguém para te buscar,
como não sei quem poderei enviar, vamos combinar o seguinte sinal: darei meu
relógio e minha gravata e ele dirá as seguintes palavras, não sou amigo do seu
pai”.
O pai se foi, deixou o filho na escola, e ao findar da aula, os ladrões a espreita
se aproximavam e diziam, esqueci os sinais no trabalho, sou amigo de seu pai,
venho comigo. Outros tentavam persuadi-lo dizendo que seu pai ficaria furioso
por não lhe acompanharem, mas o jovem, mantinha-se firme, no pátio da escola
até que o enviado por seu pai, com os sinais na chegue, pois é melhor um
enviado correto que se demore, do que seguir apressadamente os
sequestradores.
Uma das maiores autoridades Halachicas no Tema é o Rabino Moshé Ben
Maimon, o Rambam, que discorreu pelo tema, ao comentar as leis sobre
reis, em vista de que o próprio Mashiach será um.

O estudo será utilizando somente textos de Rambam, Talmud, Tanach e


comentaristas sobre os textos da Tanach.

Não é um tema longo, entretanto, deve ser lido e aprendido com muita atenção.
Como diz Rambam em seus 13 Princípios da Fé Judaica:
Eu creio com fé completa na vinda do Mashiach, e apesar dele tardar em vir,
contudo esperá-lo-ei em cada dia.

As Seis Missões de Mashiach

Com base nos na opinião de Rambam em Melachim 11:1

• 1) A principal tarefa é fazer com que toda a humanidade reconheça a H”S e sua
vontade. Nesta tarefa se compreende, estabelecer uma era de paz, fazer com que
as nações reconheçam Israel como sendo de fato uma nação especial e busquem
seus concelhos e se dirijam e Jerusalém em determinadas épocas do ano para
demonstrar sua gratidão.

• 2) Ele restaurará a dinastia real para os Descendentes de David Hamelech

• 3) Sob sua ordem ele reconstruirá Jerusalém e o Terceiro Templo.


• 4) Ele reunirá todo o povo Judeu na Terra de Israel.

• 5) Ele restabelecerá o Sanhedrin (Suprema corte Rabínica) para o povo Judeu.


Esta é uma condição necessária também para se reconstruir o Templo. Pois
somente este Sanhedrin poderia reconhecer o Mashiach como Rei de Israel.

• 6) Restabelecerá o Sistema Sacrificial, o Ano Sabático (Shemitah) e o Jubileu


(Yovel )

Como saberemos que o encontramos?

Rambam 11:4
Se surgir um descendente da família real de David, imerso em Torá e seus
mandamentos, como Davi, seu antepassado, seguindo tanto a lei escrita e oral,
que leva o povo judeu de volta a Torá, fortalecendo a observância das suas leis,
então podemos supor que ele é o Messias. Se ele é for bem sucedido na
reconstrução do Templo, neste momento, sua identidade como Messias será uma
certeza.

Enquanto as qualidades do Messias desenvolverem, assim também sua fama


crescerá. O mundo vai começar a reconhecer sua profunda sabedoria e virá
buscar seu conselho. Ele, então, ensinará toda a humanidade a viver em paz e
seguir os ensinamentos de D’us. [7 mitsvot Bnei Noach]

Assim como o profeta Isaias diz: “E acontecerá nos últimos dias que se firmará o
monte da casa de H”S no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e
concorrerão a ele todas as nações.
E irão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte de H”S, à casa do Deus
de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas;
porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra de H”S.”

Talmud Avoda Zarah 24a


Muitos gentios se sentirão obrigados a converter-se ao judaísmo, como o profeta
predisse: “Porque então darei uma linguagem pura aos povos, para que todos
invoquem o nome do Senhor, para que o sirvam com um mesmo consenso.”

Talmud Avoda Zarah 24a


Uma vez que o Messias estiver revelado, no entanto, prosélitos não serão mais
aceitos.

Malbim comentando Isaías 24:23


Jerusalém se tornará o centro de culto judaico e de instrução para toda a
humanidade. Irá tornar-se a capital espiritual do mundo.

(E a lua se envergonhará, e o sol se confundirá quando o Senhor dos Exércitos


reinar no monte Sião e em Jerusalém, e perante os seus anciãos gloriosamente.)

Radak Comentando Zacarias 14


Todas as pessoas acreditarão em HKBH e proclamarão sua unidade. como disse
o Profeta: “E será H”S Rei sobre toda a Terra; naquele dia H”S será reconhecido
único, e a Glória do Seu Nome única.”

Isaias 11: 6-7


Todas as nações viverão juntos pacificamente, e todas as pessoas viverão juntos
em harmonia, como o profeta disse alegoricamente:
“E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o
bezerro, e o filho de leão e o animal cevado andarão juntos, e um menino
pequeno os guiará.
A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos se deitarão juntos, e o leão comerá
palha como o boi.”

Rambam comentando o 9º Princípio da fé Judaica (e muitas outras


referências)
O Messias não vai mudar nossa religião de forma alguma.
Todos os mandamentos serão postos em prática na era messiânica.
Nada será adicionado ou subtraído da Torá.
“Eu creio com fé completa que esta Lei não foi trocada, nem haverá outra Lei por
parte do Criador, bendito seja o Seu Nome.”

A Era Pré Messianica

Rambam: Treze Princípios de Fé. Nº 12


A vinda do Messias e a Redenção posterior de Israel é uma crença básica do
judaísmo.

Aryeh Kaplan: Handbook of Jewish Thought Capítulo 24


Existem duas formas básicas em que a era Messiânica pode começar: Se Israel
for digno, ela será acompanhado por milagres celestiais, (como diz em Daniel 7:
13-14: “Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens
do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram
chegar até ele.E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os
povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que
não passará, e o seu reino tal, que não será destruído.) . E se não forem dignos,
será desprovida de milagres (como diz Zacarias 9: 9 “Alegra-te muito, ó filha de
Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador,
pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.”).

Muitas das tradições opinam que haverá uma tecnologia extremamente


avançada na Era Messiânica, e até mesmo muitas doenças cessarão:
TECNOLOGIA AVANÇADA

Zohar 1: 117a
No ano 600 do 6º milênio, os portões da sabedoria do alto e de abaixo serão
abertos. Isto irá preparar o mundo para entrar no sétimo milênio, assim como
uma pessoa se prepara para o sábado olhando em direção do sol.
[Aqui vemos uma opinião clara de que no ano judaico 5600 (1840 c.e) haverá
uma explosão de sabedoria científica.]
Shir Hashirim Rabá 02:13
A Era Messiânica vai começar em uma geração com o poder de destruir a si
mesma ! De minha altoria (pode ser na 3º guerra mundial) “chamo da guerra
atômica com a bomba de hidrogênio” com o ditador da correia !

Sanhedrin 98b
Mudanças rápidas [relativa a um nível tecnológico e sociológico] irá resultar em
um sofrimento considerável, que é chamado de “chevley Mashiach”,”as dores do
parto do Mashiach”.

Kaplan Ibid [Sotah Citando 49b]


Há uma tradição que opina que o povo judeu começará a desprezar os valores do
Judaísmo na geração anterior à vinda do Messias. Uma vez que em um período
de tais transformações , de mudança acelerada pais e filhos crescerão literalmente
em mundos diferentes, e a transmição do Judaísmo de pai a filho
será imensamente prejudicada.
… Nem os pais ou os idosos serão respeitados. A insolência vai aumentar, a
imoralidade sera ensinada nas escolas e os justos se corromperão.
… Os líderes terão “Pnei Kelev” “a face de um cão” que não se envergonha
frente a imoralidade e a corrupção. ( isso já ocorre em nossos dias!)

Sinais que antecedem a Era de Mashiach do Talmud Sanhedrin 96b


R. Yohanan, a geração que vira o Ben David, os Estudantes irão diminuindo, e os
demais perderão as esperanças, haverão muitas desgraças e maus decretos contra
os judeus, que cada vez mais aumentarão sobre nos, e antes mesmo que se passe
a primeira desgraça chegara uma segunda.

No ciclo de 7 anos que o Ben David vier, 7 anos serão assim e ele virá no
oitavo:

1 – Haverá abuncancia em uma cidade e a cidade que está ao lado terá fome
2 – Haverá fome em todo lugar,
3 – Uma fome muito grande, e começarão morrer homens, mulheres, crianças,
justos e a Torah será esquecida pelos estudantes.
4 – Um pouco de comida voltará a ser encontrada
5 – Uma abundância muito grande, e a Torá retornará aos estudantes
6 – Kolot (vozes) toques de shofar, avisando da vinda do Mashiach
7 – Guerras,
8 – Chegará o Mashiach.

Seguem novos SINAIS dados pelos Sábios: pausa da leitura


-As Casas de estudo ficarão vazias e se tornarão prostibulos
– Galil será destruida
– As pessoas da fronteira de Israel, irão de cidade em cidade e ninguém os
quererá
– A sabedoria dos sábios se irá
– os Temerosos do pecado serão desprezados
– as pessoas nao terão vergonha umas das outras e a verdade desaparecerá
– as pessoas que nesta época quiser se distanciar do pecado será tida como louca
– até que as pessoas percam toda a esperança, na vinda do mashiach, aí ele virá

Outros sinais sobre a vinda de Mashiach:

Rav Alexandri diz, há uma contradição sobre Mashiach,


Em Daniel vemos que ele chegará muito rápido como as nuvens que o vento
sopra, e também esta escrito que chegará como um pobre montado em um burro
como podemos resolver isso:
Se Israel não fizer teshuvah e nao se arrepender, o Mashiach virá como um
pobre sentado num burro, lentamente, MAS se israel fizer teshuvah e se
arrepender, Mashiach virá rapidamente como as nuvens.

Ainda mais sinais das épocas que precederão a Era de Mashiach:

Os Judeus em massa abandonarão a forma correta de se seguir o Judaísmo


Sanhedrin 97a
O povo judeu vai dividir em grupos diferentes, cada um clamando que têm a
verdade, o que torna quase impossível discernir a verdade, como o profeta Isaías
59:15 diz: “Sim, a verdade desfalece, e quem se desvia do mal arrisca-se a ser
despojado; e o Senhor viu, e pareceu mal aos seus olhos que não houvesse
justiça.”

Rambam Igeret Teiman p.5


Uma grande onda de ateísmo irá varrer o mundo. Como resultado, muitos judeus
deixarão o judaísmo por completo, em Daniel 1:10, o profeta previu “Somente o
sábio vai entender”.

Rambam Teshuvá 7:5


Muitos judeus que cresceram sem Judaísmo começarão a voltar para os
verdadeiros valores do judaísmo. Sobre estes retornados é dito:

Sanhedrin 97a
Eles vão rejeitar a velha ordem, e não serão mais atraídos por ela. Mas eles vão
sofrer ainda mais por isso, e serão apelidados de tolos por não andar
em conformidade com as formas degradadas da era messiânica. Como o profeta
Isaías diz 59:15 “e quem se desvia do mal arrisca-se a ser despojado”

Sanhedrin 97a
Se o povo judeu não retornar, H”S trará um perseguidor como Haman que vai
tentar aniquilar o povo judeu.

Emunoth Vedeyot 8:2


Esta pode ser a razão para a atitude quase incompreensível de Hitler.

Antes da Era de Mashiach os Judeus retornarão para a Terra de Israel.

Sanhedrin 98a
Antes que vier Mashiach, haverá uma reunião do povo Judeu em Israel.
Ramban Shir Hashirim 08:13
Isto acontecerá com a permissão das outras nações.

Talmud Berachot 49a


O ajuntamento dos exilados e a reconstrução de Jerusalém estará na mão do
Mashiach. Primeiros os judeus retornarão, então Jerusalém passará a estar sob
controle de Israel, e, em seguida, a maioria dos mundos judeus retornarão à Israel
a terra sagrada. Como diz em Salmos 147: 2 “H”S edifica a Jerusalém, congrega
os dispersos de Israel.”.

Sanhedrin 98a
Rabi Abba disse que a terra de Israel será cultivada na época que precede o
Mashiach após um longo período de desolação.

Rambam Teshuvah 9:2


O Mashiach será um profeta, e a fim de ter profecia, o profeta deve estar na terra
de Israel.

Talmud Yoma 9b
A terra de Israel nem sempre é propícia para a profecia, a fim de que haja
profecia, a maioria do povo judeu no mundo precisa estar vivendo na terra de
Israel.

Rambam Melachim 11:4


É a reconstrução do Terceiro Templo que irá estabelecer a identidade do
Messias mais do que qualquer outra coisa.

Ezekiel 38,39
Uma grande batalha se iniciará, chamada de “Batalha de Gogue e Magog”.
Quando as nações ouvirem do sucesso de Jerusalem, eles virão para lutar contra
o povo Judeu em Jerusalém.
Sucá 52b [e muitas outras fontes].
O Messias de quem estamos falando vai ser um descendente direto do rei Davi,
da tribo de Judá, ele é, portanto, conhecido como Mashiach ben David. Outra
tradição ensina que ele vai ser precedido por um outro Messias chamado
Mashiach ben Yosef.

Aqui terminaram os textos que eu gostaria de trazer, existe muito mais a ser
passado, mas acho mais interessante contemplar um panorama geral.

Rav Y. Lopes