Você está na página 1de 7

LISTA DE EXERCÍCIOS 1

Teste seu conhecimento!

1-Um carro move-se em linha reta de tal maneira que por curto
período sua velocidade é definida por v= (0,9 t 2 + 0,6 t ) m/s, onde t
está em segundos. Determine sua velocidade quanto t=3 s.

2- Numa corrida de fórmula 1, a volta mais rápida foi feita em 1


minuto e 20 segundos a uma velocidade média de 180 km/h. Pode-se
afirmar que o comprimento da pista em metros, é de:

3- Uma moeda de 1 euro é largada da torre de pisa. Ela parte do


repouso e se move em queda livre. Calcule sua posição e sua
velocidade no instante 3,0 s?

4- Um carro move-se em linha reta de tal maneira que por curto


período sua velocidade é definida por v = (2t2 + 12t) m/s, onde t está
em segundos. Determine sua velocidade quanto t = 2 s.

5- Depois de dirigir uma van em uma estrada retilínea por 8,4 km


a 70 km/h você para por falta de gasolina. Nos 30 min seguintes você
caminha por mais 2,0 km ao longo da estrada até chegar ao posto de
gasolina mais próximo. (a) Qual o deslocamento TOTAL, desde o início
da viagem até chegar ao posto de gasolina? (b) Qual o intervalo de
tempo Δt entre o início da viagem e o instante em que você chega ao
posto?

6- Em 26 de Setembro de 1993, Dave Munday foi até o lado


canadense das cataratas do Niágara com uma bola de aço, equipada
com um furo para a entrada de ar, e caiu 48 m até a água. Suponha
que a velocidade inicial era nula e despreze o efeito do ar sobre a bola
durante a queda. Quanto tempo durou a queda de Munday?

7- Um Leopardo Africano está de tocaia à 20 m a leste de um jipe


blindado de observação. No instante t = 0, o leopardo começa a
perseguir um antílope situado à 50 m a leste do observador. O
leopardo corre ao longo de uma linha reta. A análise posterior de um
vídeo mostra que durante os 2,0 s iniciais do ataque, a coordenada x
do leopardo varia com o tempo de acordo com a equação x = 20 m +
(5,0 m/s2) t2.

a) Determine o deslocamento do leopardo durante o intervalo entre


t1
= 1,0 s e t2 = 2,0 s.
b) Ache a velocidade média durante o mesmo intervalo de tempo.

c) Ache a velocidade instantânea no tempo t1= 1,0 s, considerando


∆t = 0,1 s.

d) Deduza uma expressão geral para a velocidade instantânea em


função do tempo e, a partir dela, calcule a velocidade para t= 1,0 s e
t= 2,0 s.

8- Um foguete transportando um satélite é acelerado verticalmente


a partir de superfície terrestre. Após 1,15 s de seu lançamento, o
foguete atravessa o topo de sua plataforma de lançamento a 63 m
acima do solo. Depois de 4,75 s adicionais ele se encontra a 1,0 km
acima do solo.
Calcule o módulo da velocidade média do foguete para:

a) O trecho do voo corresponde ao intervalo de 4,75 s;

b) Os primeiros 5,90 s do seu voo.

GABARITO

Exercício 1:
Neste exercício é necessário apenas substituir o t por 3 s na função da velocidade V
𝑉 = (0,9(3)2 + 0,6(3))
𝑉 = 8,1 + 1,8
𝑉 = 9,9𝑚/𝑠

Exercício 2:
Neste exercício podemos definir que o comprimento da pista é dado pelo espaço
percorrido (x) em uma volta. Como a volta dura um intervalo de tempo t = 1min e
20 s, é necessário converter esse intervalo para unidade segundos.
∆𝑡 = 1𝑚𝑖𝑛 + 20𝑠
∆𝑡 = 60𝑠 + 20𝑠
∆𝑡 = 80𝑠
A velocidade média do veículo é VM = 180 km/h, mas deve ser convertida para metros
por segundo (m/s) para que tenhamos a unidade de medida temporal igual entre as
grandezas e encontremos o comprimento da pista em metros (m).
Conversão de km/h para m/s:
:3,6
𝑉𝑀 = 180𝑘𝑚/ℎ ⇒ 𝑉𝑀 = 50𝑚/𝑠

Sendo assim, como a velocidade média é definida pela razão entre o espaço percorrido
e o intervalo de tempo durante o percurso,
∆𝑥
𝑉𝑀 = ⟺ ∆𝑥 = 𝑉𝑀 ∙ ∆𝑡
∆𝑡
∆𝑥 = (50)(80)
∆𝑥 = 4000𝑚

Exercício 3:
Neste exercício o fenômeno físico descrito no movimento da moeda é chamado de
queda livre. O movimento de queda livre nada mais é que um movimento retilíneo
(trajetória é uma reta) com aceleração constante.
Você pode ler mais sobre isso se acessar o material impresso da aula a partir da página
20 (vale a pena ler, existem fatos curiosos).
Como queremos uma análise matemática da situação de queda da moeda, devemos
utilizar as equações da queda livre, as quais são:
y = yo + Vo .t - g.t2/2 (esta equação é chamada equação da posição y em função do
tempo para queda livre)

V = Vo - g.t ( esta equação é a equação da velocidade em função do tempo)

V2 = Vo2 -2.g. (y-yo) (esta equação não depende do tempo)

Segundo o enunciado do exercício:

Uma moeda de 1 euro é largada da torre de pisa. Ela parte do repouso e se move em
queda livre. Calcule sua posição e sua velocidade no instante 3,0 s?

Pode-se tirar as informações:

Vo (velocidade inicial) o enunciado diz que parte do repouso, então Vo = 0

O valor de t (tempo de queda) , segundo o enunciado, no instante t = 3,0 s

E sabemos que o valor de g (aceleração da gravidade) g = 9,8 m/s2

O problema pede para calcular a posição da moeda a partir do ponto de lançamento


que iremos considerar a posição inicial Vo = 0

Das três equações mostradas anteriormente a que relaciona posição da moeda com o
tempo é a primeira equação:

y = yo + Vo .t - g.t2/2

substituindo os valores conhecidos

y = 0 + 0.3 - 9,8 . 32/2

resolvendo, primeiro iremos elevar o três ao quadrado 3 2 = 3.3 = 9

y = - 9,8 . 9/2

agora iremos dividir o 9,8 por 2

y = - 4,9 .9

e finalmente iremos multiplicar 4,9 por 9

y = - 44,1 m

o sinal negativo indica que a moeda encontra-se a 44,1 m abaixo do ponto 0 de


lançamento.

O problema pergunta também qual a velocidade que a moeda vai ter neste instante de
tempo t = 3,0 s.

Das três equações mostradas anteriormente a que relaciona a velocidade de queda


com o tempo e a segunda:

V = Vo - g.t

substituindo os valores conhecidos na equação:

V = 0 - 9,8 . 3
resolvendo iremos multiplicar o 9,8 por 3

V = - 29,4 m/s

A velocidade negativa indica que a moeda está movendo-se para baixo com módulo
29,4 m/s.

Exercício 4:
Neste exercício é necessário apenas substituir o instante de tempo t por 2s na fórmula
da velocidade V.
𝑉 = (2𝑡 2 + 12𝑡)
𝑉 = (2(2)2 + 12(2))
𝑉 = (8 + 24)
𝑉 = 32𝑚/𝑠

Exercício 5:
Na primeira parte do trajeto, você desloca-se de van um x1 = 8,4 km com velocidade
constante v1 = 70 km/h. Nesse trajeto você demora um intervalo de tempo t1 dado
por
∆𝑥1 ∆𝑥1
𝑣1 = ⟺ ∆𝑡1 =
∆𝑡1 𝑣1
8,4
∆𝑡1 =
70
∆𝑡1 = 0,12ℎ
Na segunda parte do trajeto, você desloca-se caminhando um x2 = 2,0 km em um
intervalo de tempo t2 = 30 min. Esse intervalo de tempo equivale a t2 = 0,5 h pois
30 min é meia hora.
Sendo assim,
(A) O deslocamento total (xTOT) é dado pela soma do deslocamento em cada parte do
trajeto.
∆𝑥𝑇𝑂𝑇 = ∆𝑥1 + ∆𝑥2
∆𝑥𝑇𝑂𝑇 = 8,4 + 2,0
∆𝑥𝑇𝑂𝑇 = 10,4𝑘𝑚
(B) O intervalo de tempo total (tTOT) é dado pela soma do intervalo de tempo decorrido
em cada parte do trajeto.
∆𝑡𝑇𝑂𝑇 = ∆𝑡1 + ∆𝑡2
∆𝑡𝑇𝑂𝑇 = 0,12 + 0,5
∆𝑡𝑇𝑂𝑇 = 0,62ℎ
Como 1 hora tem 60 min, o intervalo de tempo total do trajeto convertido em minutos
é de
∆𝑡𝑇𝑂𝑇 = 0,62(60)
∆𝑡𝑇𝑂𝑇 = 37,2𝑚𝑖𝑛

Exercício 6:
O movimento de queda livre caracteriza um Movimento Retilíneo Uniformemente
Variado (MRUV). Esse movimento tem a aceleração constante, no caso da queda-livre,
a aceleração é g = 9,8 m/s² (aceleração gravitacional).
O intervalo de tempo que a bola leva para cair é dado pelo próprio t quando a bola
atinge a água (y = 0). Como a bola é abandonada a partir do repouso (v 0 = 0) de uma
altura y = 48 m, segundo a equação da posição em função do tempo para queda livre:
𝑔𝑡²
𝑦 = 𝑦0 + 𝑣0 𝑡 −
2
Substituindo os valores
(9,8)𝑡²
0 = 48 + (0)𝑡 −
2
0 = 48 − 4,9𝑡 2
4,9𝑡 2 = 48
48
𝑡2 =
4,9
𝑡 2 = 9,80
𝑡 = +√9,80
𝑡 = +3,13𝑠
Logo, a queda de Munday durou 3,13 s, como mostra a figura:

Exercício 7:
a) O deslocamento x do leopardo entre os instantes t1 = 1,0 s e t2 = 2,0 s é dado pela
variação da posição do mesmo nesse intervalo.
∆𝑥 = 𝑥2 − 𝑥1
Para determinar a posição do leopardo nesses instantes, é necessário substituir t pelo
valor de cada instante.
𝑡1 = 1,0𝑠 → 𝑥1 = 20 + 5,0𝑡12
𝑥1 = 20 + 5,0(1,0)2
𝑥1 = 20 + 5,0
𝑥1 = 25𝑚

𝑡2 = 2,0𝑠 → 𝑥2 = 20 + 5,0𝑡22
𝑥2 = 20 + 5,0(2,0)²
𝑥2 = 20 + 50(4)
𝑥2 = 20 + 20
𝑥2 = 40𝑚

O deslocamento do leopardo nesse intervalo de tempo é dado por


∆𝑥 = 40 − 25
∆𝑥 = 15𝑚
b) O intervalo de tempo entre os instantes t1 = 1,0 s e t2 = 2,0 s é dado por
∆𝑡 = 𝑡2 − 𝑡1
∆𝑡 = 2,0 − 1,0
∆𝑡 = 1,0𝑠
A velocidade média do leopardo é dada pela razão entre o deslocamento e o intervalo
de tempo decorrido.
∆𝑥
𝑣𝑚 =
∆𝑡

15
𝑣𝑚 =
1,0
𝑣𝑚 = 15𝑚/𝑠
c) O cálculo da velocidade instantânea pode ser aproximado quando o intervalo de
tempo é muito pequeno. Para um intervalo de tempo t = 0,1 s, a velocidade
instantânea pode ser aproximada da velocidade média entre os instantes t 1 = 1,0 s e
t2 = 1,1 s.
𝑡1 = 1,0𝑠 → 𝑥1 = 25𝑚
𝑡2 = 1,1𝑠 → 𝑥2 = 20 + 5,0(1,1)2
𝑥2 = 20 + 5,0(1,21)
𝑥2 = 20 + 6,05
𝑥2 = 26,05𝑚

O deslocamento nesse caso é


∆𝑥 = 𝑥2 − 𝑥1
∆𝑥 = 26,05 − 25
∆𝑥 = 1,05𝑚
Sendo assim, a velocidade no instante t1 = 1,0 s aproxima-se de
∆𝑥
𝑣=
∆𝑡
1,05
𝑣=
0,1
𝑣 = 10,5𝑚/𝑠
No entanto, essa é ima aproximação. Quanto menor o intervalo de tempo t, mais
próximo da real velocidade instantânea estará o resultado.
d) Há duas formas de determinar a função da velocidade instantânea.
Por dedução:
𝑎𝑡²
𝑥 = 𝑥0 + 𝑣0 𝑡 +
2
𝑥 = 20 + 0𝑡 + 5,0𝑡²
Por comparação das equações, teremos que a posição inicial x 0 = 20 m, a velocidade
inicial do leopardo v0 = 0, e a aceleração é dada por
𝑎
= 5,0
2
𝑎 = 2 ∙ 5,0
𝑎 = 10𝑚/𝑠²

Esse movimento caracteriza um Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV),


cuja equação da velocidade em função do tempo é dada por
𝑣 = 𝑣0 + 𝑎𝑡
𝑣 = 0 + 10𝑡
𝑣 = 10𝑡

Outra forma de encontrar a equação da velocidade em função do tempo é por


derivação:
𝑑𝑥
𝑣=
𝑑𝑡
𝑑
𝑣= (20 + 5,0𝑡 2 )
𝑑𝑡
𝑣 = 0 + 10𝑡
𝑣 = 10𝑡

Nos instantes t1 = 1,0 s e t2 = 2,0 s, as respectivas velocidades podem ser


determinadas substituindo t na equação.
𝑣1 = 10𝑡1 𝑣2 = 10𝑡2
𝑣1 = 10(1,0) 𝑣2 = 10(2,0)
𝑣1 = 10𝑚/𝑠 𝑣2 = 20𝑚/𝑠

Exercício 8:
a) O trecho de voo correspondente ao intervalo de 4,75 s?
Obs: Temos que trabalhar na mesma unidade, segundo (SI).
1Km = 1000m

Recorrendo a Fórmula da Velocidade Média:


Vm =x / t
Vm = X2 -X1/T2-T1
Vm = 1000- 63/4,75
Vm = 937m/4,75s
Vm = 197,26 m/s

Conclusão: O Módulo da velocidade média é de 197,26m/s, ou seja, a cada segundo


há uma distância percorrida de 197,26 m pelo foguete.
b) Os primeiros 5,90s do seu vôo.

Obs: Temos que trabalhar na mesma unidade, segundo (SI).


1Km = 1000m

Recorrendo a Fórmula da Velocidade Média:


Vm = x / t
Vm = 1000m/5,90s
Vm = 169,49m/s

Conclusão: O Módulo da velocidade média é de 169,49 m/s, ou seja, a cada segundo


há uma distância percorrida de 169,49 m pelo foguete.