Você está na página 1de 12

AVALIAÇÃO AMBIENTAL INICIAL

Exemplos de fatores que contribuem para o baixo


desempenho ambiental das organizações:
► Falta de percepção ou conscientização ecológica
de dirigentes e colaboradores;
► Forma tradicional de produção, tratamento de
efeitos poluidores no fim do processo industrial;
► Redução de despesas, a qualquer custo, em
detrimento do meio ambiente;
► Manutenção da competitividade em setores que
em geral não cuidam das questões ambientais;
► Falta de monitoramento ou fiscalização dos órgãos
ambientais competentes.
A avaliação ambiental inicial permite às
organizações:
► Conhecer seu perfil e desempenho ambiental;

► Adquirir experiência na identificação e análise de


problemas ambientais;
► Identificar pontos fracos que possibilitem obter
benefícios ambientais e econômicos, muitas vezes
óbvios;
► Tornar mais eficiente a utilização de matérias-
primas e insumos;
► Servir de subsídios para fixar a política ambiental
da organização.
A avaliação ambiental inicial pode ser realizada
com recursos humanos internos ou externos.
Principais objetivos da avaliação ambiental inicial:
• evidenciar e analisar a defasagem do gerenciamento
ambiental da unidade/organização em relação ao
modelo ISO 14001;
• introduzir as noções básicas de SGA;

• promover a percepção da defasagem e,


conseqüentemente, da necessidade de melhoria no
gerenciamento ambiental;
• despertar a consciência dos diversos setores da
organização sobre o papel de cada um na melhoria
do desempenho ambiental;
• Identificar as oportunidades de melhoria.

Principais técnicas utilizadas na avaliação


ambiental inicial:
► Aplicação de questionários previamente
desenvolvidos para fins específicos (ver Anexo).
► Realização de entrevistas dirigidas, com o devido
registro dos resultados obtidos.
► Utilização de listas de verificação pertinentes às
características da organização. Estas se mostram
muito apropriadas para analisar atividades, linhas
de produção ou unidades fabris semelhantes,
permitindo comparações.
► Inspeções e medições diretas em casos
específicos, como por exemplo: emissões
atmosféricas, quantidades e qualidade de
despejos.
► Avaliação de registros de ocorrências ambientais,
como infrações, multas, etc.
► Benchmarking, ou seja, técnica de estudo das
melhores práticas, sejam elas de setores da
própria organização ou de terceiros, permitindo
adotá-las ou aprimorá-las.
Abrangência da avaliação ambiental inicial:
► Identificação dos requisitos legais e
regulamentares;
► Identificação dos aspectos
ambientais de suas atividades, produtos ou serviços,
de modo a determinar aqueles que têm ou possam
ter impactos ambientais significativos e impliquem
em responsabilidade civil;
► Avaliação do desempenho em
relação a critérios internos pertinentes, padrões
externos, regulamentos, código de prática, princípios
e diretrizes;
► Práticas e procedimentos de gestão
ambiental existentes;
► Identificação de políticas e
procedimentos existentes relativos às atividades de
aquisição e contratação;
► Informações resultantes da
investigação de incidentes anteriores, envolvendo
não conformidades;
► Oportunidades de vantagens
competitivas;
► Os pontos de vista das partes
interessadas;
► Funções ou atividades de outros
sistemas organizacionais que possam facilitar ou
prejudicar o desempenho ambiental.

a) Diagnóstico Gerencial:

 Etapa 1: Identificação de pontos positivos e


pontos a melhorar:
• Questionário → Entrevistas c/ os
responsáveis pelos assuntos tratados em cada
tópico, gerentes etc.
• Pesquisa de documentação
• Visita às instalações para obtenção de
evidências objetivas
 Etapa 2: Reunião de consenso (pontuação)
• Participação do(s) gerentes(s) e pessoas-chave
da(s) unidade(s);
• Discussão da defasagem frente a cada item da
Norma;
• Consenso de pontuação;
• Sugestão de critério de pontuação:
10%: Os requisitos do item não têm sido atendidos;
25%: Requisitos atendidos de maneira precária e
insuficiente;
50%: Atendimento em níveis razoáveis, porém, não
de forma sistemática;
75%: Atendimento aos requisitos, porém a
documentação é insuficiente;
100%: Atendimento pleno aos requisitos, com
procedimentos formalizados e geração de
registro.
 Etapa 3 - Apresentação do Relatório
• Pontos Positivos x Pontos a Melhorar
• Gráficos de Defasagem (“Gap Analysis”).

b) Revisão Ambiental Inicial:


Levantamento de dados cobrindo 4 áreas:

 requisitos legais e regulamentares;

 identificação de aspectos ambientais das


atividades, produtos e serviços da organização,
de modo a determinar aqueles que têm ou
possam ter impactos ambientais significativos
e impliquem responsabilidade civil;

 exame de todas as práticas e procedimentos de


gestão ambiental existentes;

 avaliação das informações provenientes de


investigações de incidentes anteriores
envolvendo não conformidades
 .
ANEXO:
DIAGNÓSTICO DE GESTÃO AMBIENTAL – QUESTIONÁRIO.

a) Existe um Sistema de Gestão Ambiental na organização?

1. Política Ambiental

a) A empresa/unidade tem uma Política Ambiental?


b) É apropriada à natureza, escala e impactos ambientais de suas atividades,
produtos e serviços?
c) O texto da política inclui o comprometimento com a prevenção da poluição,
atendimento aos requisitos legais aplicáveis e melhoria contínua?
d) Está documentada (datada e assinada pela alta administração), disponível ao
público e foi divulgada a todos os empregados (funcionários e terceirizados)?
e) A política fornece a base para estabelecimento e revisão de objetivos e metas
ambientais?

2. Aspectos Ambientais

a) Existe procedimento para identificação de aspectos e avaliação dos


impactos ambientais correlacionados de todas as atividades, produtos e
serviços da organização?
b) Existe uma sistemática formal para que o levantamento seja sempre
atualizado, a cada nova atividade, produto ou serviço?
c) Critérios de significância foram estabelecidos no procedimento e são
coerentes?
d) Qual a abrangência do levantamento/avaliação (aspectos indiretos foram
considerados, incluindo fornecedores? Situações normais, especiais e de
risco? Passivo ambiental? etc.).
e) Houve abordagem do consumo de água e energia?
f) Aspectos relacionados a atividades administrativas também consideradas?
g) Os aspectos significativos são considerados na definição de objetivos
ambientais?
h) Cada aspecto está identificado como atividade, produto ou serviço?
i) Os produtos químicos tóxicos e perigosos são identificados como aspectos
ambientais?
j) Os efluentes líquidos são identificados como aspectos ambientais?
k) Os efluentes gasosos são identificados como aspectos ambientais?
l) Os resíduos sólidos são identificados como aspectos ambientais?
m) Há campanha de reciclagem implementada na unidade?

3. Requisitos Legais e Outros

a) A empresa/unidade tem acesso contínuo à legislação municipal, estadual e


federal, aplicável aos seus aspectos ambientais?
b) A empresa/unidade tem acesso contínuo a normas técnicas pertinentes e
outros requisitos ambientais?
c) Há uma relação de funcionários que necessitam ter acesso aos requisitos?
d) A empresa/unidade tem mecanismos para identificar, no âmbito todo o
acervo de legislação, normas técnicas e outros requisitos aplicáveis à sua
atuação?
e) Existem sistemáticas formais (inclusive, definição de responsabilidades)
para garantir o acesso e a atualização permanente dos requisitos legais e
outros aplicáveis?
f) A empresa/unidade possui licença de operação?
g) Outros tipos de licença pertinentes, tais como outorga para captação de
água, desmatamento, etc.
h) Existem multas ou processos no judiciário sobre questões ambientais?

4. Objetivos, Metas e Programas

a) A empresa/unidade define periodicamente objetivos e metas ambientais?


b) Estão documentados?
c) São considerados os aspectos ambientais significativos, requisitos legais e
compromissos?
d) São mensuráveis?
e) São compatíveis com a política ambiental?
f) Incluem comprometimento com prevenção da poluição?
g) Existe um Programa de Gestão Ambiental?
h) Existe um procedimento documentado que defina forma de ação para
elaboração do Programa de Gestão Ambiental?
i) Nesse procedimento estão previstas ações para os casos de novos
projetos ou modificações, inclusão de novos produtos atividades ou serviços?
j) O fornecimento de recursos está garantido?
k) Os objetivos e metas são desdobrados para cada função e nível pertinente,
bem como detalhados em programas, com as responsabilidades, orçamentos
e cronogramas?
l) O cumprimento dos cronogramas é acompanhado periodicamente?

5. Recursos, funções, responsabilidades e autoridades

a) A definição de autoridade e responsabilidade sobre os assuntos de meio


ambiente está formalizada em documentos e procedimentos, operacionais ou
gerenciais? Está definida a matriz de responsabilidades?
b) As responsabilidades são devidamente comunicadas ao pessoal
envolvido? (são documentalmente notificados de suas responsabilidades
ambientais?)
c) Existe um responsável para relatar à alta administração o desempenho
ambiental, visando uma análise crítica que viabilize as correções necessárias e
a melhoria contínua?
d) A administração fornece recursos para a gestão ambiental, abrangendo
recursos humanos, financeiros, infra-estrutura organizacional, qualificações
específicas e tecnológicas?

6. Competência, treinamento e conscientização

a) A empresa/unidade identifica sistematicamente necessidades de


treinamento relacionadas com meio ambiente?
b) Existem procedimentos e critérios estabelecidos para conscientização e
treinamento dos executantes de tarefas (próprios ou contratados) que possam
causar impactos ambientais significativos?]
c) Existe uma ficha de acompanhamento de treinamento individual?
d) Esta ficha e a matriz de treinamento estão atualizadas?

7. Comunicação

a) Os aspectos ambientais são comunicados internamente entre os vários


níveis? Como? Existem procedimentos documentados, com definição de
responsabilidades, para a comunicação interna?
b) Existem procedimentos documentados para definição da comunicação externa
(forma de recebimento, responsabilidades, competências, condições e regras
para emissão de comunicados externos, formas de registros etc.)?
c) A empresa/unidade efetivamente abriu um canal de comunicação com as
possíveis partes interessadas (comunidade, vizinhos, associações, prefeituras,
órgãos municipais, estaduais e federais, ONGs, clientes, acionistas,
empregados?).
d) Está formalizado quem é o responsável pelos contatos com o órgão
ambiental?
e) Todas as comunicações recebidas de partes interessadas são analisadas e
respondidas?

8. Documentação
a) Existe um documento ou manual que descreva os principais elementos do
sistema de gestão ambiental e a interação entre eles?
b) Existe nesse documento referência aos procedimentos organizacionais
pertinentes?
c) O sistema está suficientemente documentado? (Política, objetivos e metas,
escopo, registros, etc.).

9. Controle de Documentos

a) Existe um sistema de padronização formalizado, que defina como devem ser


elaborados, aprovados, emitidos, controlados, revisados e aprovados (por
pessoal autorizado) os procedimentos, bem como estabeleça mecanismos de
controle de cópias e remoção de versões obsoletos dos locais de uso?
b) O referido sistema é cumprido rigorosamente na prática?
c) Os documentos são legíveis, datados (com datas de revisão), facilmente
identificáveis, mantidos de forma organizada e retidos por período de tempo
especificado?
d) Os procedimentos estabelecidos permitem a fácil localização de qualquer
documento?
e) As versões atualizadas dos documentos encontram-se em todos os postos de
trabalho com os quais se relacionem?
f) Existe controle de documentos obsoletos que devem ser retidos?
g) Documentos obsoletos retidos possuem inequívoca identificação?
e) Os documentos externos (inclusive legislação) são objetos de
controle de recebimento, circulação e arquivamento, com
responsabilidades definidas e locais específicos de guarda?

10. Controle Operacional

10.1– Emissões atmosféricas


a) Existem dispositivos e/ou equipamentos e/ou sistemas de controle para
minimizar as emissões atmosféricas significativas? Quais?
b) Os equipamentos de controle ambiental são objeto de manutenção
preventiva?

10.2 – Efluentes líquidos


a) Existem dispositivos e/ou equipamentos e/ou sistemas para tratamento dos
efluentes industriais e sanitários?
b) Existem mecanismos eficientes para impedir que efluentes que
contêm óleo sejam lançados em corpos d’água?
c) O restaurante industrial possui caixa de gordura? A limpeza segue
periodicidade adequada? Qual o destino do efluente?
d) Todos os dispositivos e sistemas de controle são objeto de
manutenção preventiva?
e) A drenagem pluvial é segregada dos demais efluentes?
f) Os pátios de depósito de materiais (insumos, matérias-primas, etc.)
são pavimentados e cobertos? Dispõem de mecanismos para evitar o
carreamento de particulados para os corpos d’água?

10.3 Resíduos
a) Os pátios de depósito de resíduos são pavimentados? Dispõem de
mecanismos para evitar a contaminação do solo e o carreamento de resíduos
para a drenagem pluvial?
b) A empresa/unidade mantém atualizado um inventário de resíduos?
c) São realizadas análises, sempre que necessário, para identificar a classe dos
resíduos?
d) É definida a destinação mais adequada a cada tipo?
e) Existe inventário atualizado de produtos/resíduos perigosos (produtos
químicos, materiais radioativos, óleos, gases, agrotóxicos, sucata contendo
óleo, etc.), cujo manuseio, armazenamento, transporte e disposição ocorrem
em conformidade com a lei?
f) Como são as condições de armazenamento de produtos ou resíduos
perigosos? Obedecem às normas de segurança pertinentes?
g) Se a empresa/unidade transporta resíduos, segue os requisitos legais
pertinentes?
h) O destino do resíduo da ETA (caso exista) é adequado?
i) O destino do resíduo ambulatorial (caso exista) é adequado?
j) O destino das fossas sépticas (caso exista) é adequado?
k) O destino do resíduo do restaurante (caso exista) é adequado?
l) Como é feita a disposição do lixo comum?
m) Existe um programa para redução da geração de resíduos?
n) Existe um programa para aproveitamento, reuso ou reciclagem de resíduos?

10.4 Ruído, vibração e odor


a) Os níveis de ruído, caso atinjam a comunidade, são medidos e mantidos dentro
dos limites da Legislação Ambiental?
b) Os níveis de vibrações caso atinjam a comunidade, são minimizados de
alguma forma?

10.5 Consumo de Água e Energia


a) A empresa/unidade mantém controle do consumo de água?
b) Existe programa de racionalização do consumo de água?
c) A empresa/unidade mantém controle do consumo de energia?
d) Existe programa de racionalização do consumo de água?

10.6 – Aspectos Gerais do Controle Operacional


a) Para as tarefas potencialmente impactantes, existem procedimentos
operacionais que incluam os cuidados ambientais necessários, tanto em
temos de ações preventivas quanto mitigadoras?
b) Os procedimentos são cumpridos?
c) Nos procedimentos são estabelecidos critérios para controle dos
parâmetros ambientais aceitáveis?
d) A empresa/unidade exige de seus fornecedores de serviços e/ou produtos
o cumprimento dos requisitos da legislação ambiental pertinentes às suas
atividades? Como?
e) Prestadores de serviços que operam na área da empresa seguem os
mesmos procedimentos e cuidados ambientais estabelecidos para os
empregados?
f) Os aspectos significativos são contemplados na definição de objetivos e
metas?
11. Preparação e Resposta a Emergências

a) Foram identificados os riscos de acidentes ambientais associados às


atividades e instalações da empresa/unidade?
b) Existe um procedimento para que tais riscos sejam sempre analisados em
qualquer nova situação (mudança de layout, novos processos, novas
instalações, etc.)?
c) Os procedimentos operacionais contemplam ações preventivas para tais riscos?
d) A empresa/unidade planejou ações emergenciais e mitigadoras para os
possíveis acidentes (Plano de Atendimento a Emergência)?
e) As funções, responsabilidades e autoridades estão definidas, inclusive para
comunicação com órgãos públicos?
f) Os recursos para tais ações estão disponíveis? (financeiros, humanos,
materiais e equipamentos)?
g) Todos os envolvidos com as ações de emergência foram devidamente treinados?
h) São feitas simulações de emergência periodicamente?
i) Existe um plano de simulações que abrange todas as situações de
emergência (exeqüíveis)?
j) As ações de emergência estabelecidas são analisadas criticamente e sofrem
revisões após os simulados e/ou ocorrência de acidentes?
k) Nas ações de emergência previstas está definida a destinação final dos
resíduos gerados?
i) O projeto de combate a incêndio tem laudo de aprovação do Corpo de
Bombeiros, conforme requisito legal?

12. Monitoramento e Medição

a) Existem procedimentos e plano de monitoramento relacionado aos aspectos


ambientais significativos (emissões atmosféricas, saída de efluentes, corpos
receptores)?
b) As informações são sistematicamente registradas, mantidas, analisadas e
comparadas com os parâmetros legais e com os objetivos e metas da
organização?
c) Caso certas medições de aspectos significativos não atendam aos padrões
legais, existem procedimentos estabelecidos para corrigir o problema?
d) Os equipamentos e instrumentos de medição e monitoramento são
adequadamente calibrados, com periodicidade definida?
e) Os registros são mantidos?

13. Avaliação do Atendimento a Requisitos Legais e Outros

a) Existe procedimento para avaliar periodicamente o atendimento aos requisitos


legais aplicáveis, bem como a outros requisitos subscritos pela organização?
b) São mantidos registros dessas avaliações periódicas?

14. Não-conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva

a) As não-conformidades são sistematicamente tratadas e registradas, bem


como analisadas quanto à sua abrangência e causas fundamentais?
b) As ações corretivas são proporcionais à magnitude dos impactos e visam à
eliminação das causas?
c) A eficácia dos planos de ação é verificada?
d) São feitos planos de ação preventiva para não-conformidades potenciais?

15. Controle de Registros

a) A empresa/unidade tem procedimento para identificar, armazenar, proteger,


recuperar e descartar registros ambientais?
b) Os registros estão legíveis, protegidos contra avarias, deterioração ou
perda?
c) Permitem rastrear a atividade, produto ou serviço envolvido?
d) Estão arquivados de forma a permitir sua pronta recuperação?
e) O período de retenção dos registros está definido e é cumprido?

16. Auditorias Ambientais

a) A empresa/unidade tem procedimento e programa para auditorias


periódicas?
b) O programa é dimensionado conforme a importância ambiental da atividade
envolvida e os resultados de auditorias anteriores?
c) Os procedimentos consideram o escopo da auditoria e estabelecem a
freqüência?
d) As responsabilidades e requisitos para as auditorias estão definidos?
e) O programa é cumprido?
f) Os resultados são apresentados formalmente à alta administração, para fins
de análise crítica?
g) Existe acompanhamento das não-conformidades identificadas, visando à
completa eliminação de suas causas?
h) Existem auditores internos qualificados e continuamente treinados?
l) A condução das auditorias garante objetividade e imparcialidade do processo
de auditoria?

17. Análise pela Administração

a) A alta administração realiza uma análise crítica periódica de seu sistema de


gestão ambiental?
b) As informações necessárias são sistematicamente coletadas (resultados de
auditorias, reclamações de partes interessadas, dados de monitoramento,
comunicações do órgão ambiental, avaliações do atendimento a requisitos,
etc.)?
c) A análise crítica aborda a adequação da política?
d) É verificado o cumprimento dos cronogramas para atendimento das metas?
e) São apresentadas propostas de melhoria do desempenho ambiental?
f) É analisada a necessidade de revisão dos objetivos e metas, com base no
comprometimento com a melhoria contínua?
g) O ocupante do cargo mais elevado participa da Análise Crítica?