Você está na página 1de 43

CURSO PRÁTICO DE

MATEMÁTICA FINANCEIRA

JEOVAH CARDOSO DE OLIVEIRA

2006

1
ÍNDICE

APRESENTAÇÃO ...................................................................................................... 3

JUROS SIMPLES ....................................................................................................... 4

JUROS COMPOSTOS ................................................................................................ 7

DESCONTOS............................................................................................................ 12

INFLAÇÃO ................................................................................................................ 15

EMPRÉSTIMOS PARA CAPITAL DE GIRO ............................................................ 18

FLUXOS DE CAIXA .................................................................................................. 20

COEFICIENTE DE FINANCIAMENTO ..................................................................... 22

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRESTIMOS ............................................. 23

ANEXO I.................................................................................................................... 24

ANEXO II................................................................................................................... 29

ANEXO III.................................................................................................................. 35

BIBLIOGRAFIA ........................................................................................................ 43

2
APRESENTAÇÃO

O presente trabalho tem como objetivo desenvolver suas principais aplicações práticas e
atender aos cursos de nível superior, em Matemática Financeira, na área de Gestão.

Este trabalho contemplou 150 exercícios, divididos em juros simples, compostos, descontos
inflação, empréstimos para capital de giro, fluxos de caixa, coeficientes de financiamento e
sistemas de amortização de empréstimos.

A relação dos exercícios vem acompanhada de três anexos:

I. Instrumental matemático, para auxiliar nas resoluções dos problemas;


II. Fórmulas, tornar mais prática a sua utilização e, finalmente,
III. Respostas, para melhor orientar o estudo.

3
MATEMÁTICA FINANCEIRA

JUROS SIMPLES

1. Calcular a taxa mensal proporcional de juros de:


a) 14,4% ao ano;
b) 6,8% ao quadrimestre;
c) 11,4% ao semestre;
d) 110,4% ao ano;
e) 54,72% ao biênio;

2. Calcular a taxa trimestral proporcional a juros de:


a) 120% ao ano;
b) 3,2% ao quadrimestre;
c) 1,5 % ao mês.

3. Determinar a taxa de juros simples anual proporcional às seguintes taxas:


a) 2,5 % ao mês;
b) 56, % ao quadrimestre;
c) 12,5 % para 5 meses.

4. Calcular o montante de R$ 85.000,00 aplicado por:


a) 7 meses á taxa linear de 2,5% ao mês;
b) 9 meses á taxa linear de 11,6% ao semestre;
c) 1 ano e 5 meses á taxa linear de 21% ao ano.

5. Determinar os juros e o montante de uma aplicação de R$ 300.000,00, por 19 meses, á


taxa linear de 42% ao ano.

6. Calcular o valor do juro referente a uma aplicação financeira de R$ 7.500,00, que rende
15% de taxa nominal ao ano, pelo período de 2 anos e 3 meses.

7. Qual o capital que produz R$ 18.000,00 de juros simples, à taxa de 3% ao mês, pelo
prazo de:
a) 60 dias;
b) 80 dias;
c) 3 meses e 20 dias;
d) 2 anos, 4 meses e 14 dias.

4
8. Uma pessoa aplicou R$ 12.000,00 numa Instituição Financeira resgatando, após 7
meses, o montante de R$ 13.008,00. Qual a taxa de juros equivalente linear mensal que o
aplicador recebeu?

9. Uma nota promissória de valor nominal de R$ 140.000,00 é resgatada dois meses antes
de seu vencimento. Qual o valor pago no resgate, sabendo-se que a taxa de juros simples é
de 1,9% ao mês?

10. O montante de um capital de R$ 6.600,00 ao final de 7 meses é determinado


adicionando-se $ 1.090,32 de juros. Calcular a taxa linear mensal e anual utilizada.

11. Um empréstimo de R$ 3.480,00 foi resgatado 5 meses depois pelo valor de


R$ 3.949,80. Calcular a taxa de juros simples em base mensais e anuais desta operação.

12. Se o valor atual de um título é igual a 4/5 de seu valor nominal e o prazo de aplicação for
de 15 meses, qual a taxa de juros simples considerada?

13. Uma mercadoria é oferecida num magazine por R$ 130,00 a vista, ou nas seguintes
condições: 20% de entrada e um pagamento de R$ 106,90 em 30 dias. Calcular a taxa
linear mensal de juros que está sendo cobrada.

14. Em quanto tempo um capital de R$ 4.000,00 aplicado a 29,3% ao ano pelo regime linear
renderá R$ 1.940,00?

15. Em quanto tempo duplica um capital aplicado à taxa simples de 8% ao ano'?

16. Em quanto tempo triplica um capital que cresce à taxa de 21 % ao semestre?

17. O valor de resgate de um título é 140% maior que o valor da aplicação. Sendo de 30%
ao ano a taxa de juros simples, pede-se calcular o prazo da aplicação.

18. Uma aplicação deR$ 15.000,00 é efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros
simples de 26% ao ano. Que outra quantia deve ser aplicada por 2 meses à taxa linear de
18% ao ano para se obter o mesmo rendimento financeiro?

19. Uma TV em cores é vendida nas seguintes condições:


 preço a vista = R$ 1.800,00;
 condições a prazo = 30% de entrada e R$ 1.306,00 em 30 dias. Determinar a taxa de
juros simples cobrada na venda a prazo.

20. Um eletrodoméstico é vendido em três pagamentos mensais e iguais. O primeiro


pagamento é efetuado no ato da compra, e os demais, são devidos em 30 e 60 dias. Sendo
de 4,4% ao mês à taxa linear de juros, pede-se calcular até que valor interessa adquirir o
bem a vista.

5
21. Uma dívida é composta de três pagamentos no valor de R$ 2.800,00, R$ 4.200,00 e
R$ 7.000,00, vencíveis em 60, 90 e 150 dias, respectivamente.
Sabe-se ainda que a taxa de juros simples de mercado é de 4,5% ao mês. Determinar o
valor da dívida se o devedor liquidar os pagamentos:
a) hoje;
b) daqui a 7 meses.

22. Um negociante tem as seguintes obrigações de pagamento com um banco:


 R$ 18.000,00 vencíveis em 37 dias;
 R$ 42.000,00 vencíveis em 83 dias;
 R$ 100.000.00 vencíveis em 114 dias.
Com problemas de caixa nestas datas deseja substituir este fluxo de pagamentos pelo
seguinte esquema:
 R$ 20.000,00 em 60 dias:
 R$ 50.000,00 em 100 dias;
 restante em 150 dias.

Sendo de 3,2% ao mês a taxa de juros simples adotada pelo banco nestas operações,
pede-se calcular o valor do pagamento remanescente adotando como data focal o momento
atual.

23. Uma máquina calculadora está sendo vendida a prazo nas seguintes condições:
 R$ 128,00 de entrada;
 R$ 192,00 em 30 dias;
 R$ 192,00 em 60 dias.

Sendo de 1,1 % ao mês a taxa linear de juros, pede-se calcular até que preço é interessante
comprar a máquina a vista.

24. Uma pessoa tem uma dívida composta dos seguintes pagamentos:
 R$ 22.000,00 de hoje a 2 meses;
 R$ 57.000,00 de hoje a 5 meses;
 R$ 90.000,00 de hoje a 7 meses.

Deseja trocar estas obrigações equivalentemente por dois pagamentos iguais, vencíveis o
primeiro ao final do 6" mês e o segundo no 8° mês. Sendo de 3,7% ao mês de juros simples,
calcular o valor destes pagamentos admitindo-se as seguintes datas de comparação:
a) hoje;
b) no vencimento do primeiro pagamento proposto;
c) no vencimento do segundo pagamento proposto;

6
25. Um poupador com certo volume de capital deseja diversificar suas aplicações no
mercado financeiro. Para tanto, aplica 60% do capital numa alternativa de investimento que
paga 34,2% ao ano de juros simples pelo prazo de 60 dias. A outra parte é invertida numa
conta de poupança pior 30 dias, sendo remunerada pela taxa linear de 3,1% ao mês. O total
dos rendimentos auferidos pelo aplicados atinge R$ 1.562,40. Pede-se calcular valor de
todo o capital investido.

26. Uma pessoa contrai um empréstimo de R$ 75.000,00 à taxa linear de 3,3% ao mês. Em
determinada data liquida este empréstimo pelo montante de R$ 92.325,00 e contrai nova
dívida no valor de R$ 40.000,00 'pagando uma taxa de juros simples mais baixa. Este último
empréstimo é resgatado 10 meses depois pelo montante de R$ 49.600,00.
Pede-se calcular:
a) o prazo do primeiro empréstimo e o valor dos juros pagos;
b) a taxa simples de juros mensal e anual cobrada no segundo empréstimo.

27. Um empréstimo de R$ 42.000,00 foi tomado por determinado prazo a uma taxa linear de
7% ao mês. Em determinado momento o devedor resgata este empréstimo e contrai outro
no valor de R$ 200.000,00 pagando 5 % de juros simples ao mês por certo prazo. Após dois
anos de ter contraído o primeiro empréstimo, o devedor liquida sua dívida remanescente. O
total dos juros pagos nos dois empréstimos tomados atinge R$ 180.000,00. Pede-se calcular
os prazos referentes a cada um dos empréstimos.

JUROS COMPOSTOS

28. A taxa de juros de um financiamento está fixada em 3,3% a.m. em determinado


momento. Qual o percentual desta taxa acumulada para um ano?

29. Capitalizar as seguintes taxas:

a) 2,3% ao mês para um ano;


b) 0,14% ao dia para 23 dias;
c) 7,45% ao trimestre para um ano;
d) 75% ao semestre para um ano;
e) 1,87% equivalente a 20 dias para um ano.

30. Calcular a taxa equivalente composta a 34% ao ano para os seguintes prazos:

a) 1 mês;
b) 1 quadrimestre;
c) 1 semestre;
d) 5 meses;
e) 10 meses

7
31. Se um investidor deseja ganhar 18% ao ano de taxa efetiva, pede-se calcular a taxa de
juro que deverá exigir de uma aplicação se o prazo de capitalização for igual a:
a) 1 mês;
b) 1 trimestre;
c) 7 meses

32. Admita-se que um banco esteja pagando 16,5% ao ano de juros na colocação de um
título de sua emissão . Apurar a taxa equivalente para os seguintes prazos:
a) 1 mês;
b) 9 meses;
c) 37 dias;
d) 100 dias.

33. Calcular a taxa equivalente mensal das seguintes taxas: a) 2,9% para 26 dias;
a) 2,90% para 26 dias.
b) 3,55 % para 34 dias.

34. Com relação a formação das taxas de juros, pede-se:


a) em 77 dias unia aplicação rendeu 8,3% de juros. Apurar as taxas men sal e
anual equivalentes;
b) um banco cobra atualmente 18,6% ao ano de juros. Para unia operação de 136
dias, determinar a taxa equivalente que será cobrada;
c) uma empresa está cobrando juros de 3 % para vendas a prazo de 28 dias
corridos. Determinar a taxa equivalente mensal e anual da venda a prazo;
d) determinar a taxa equivalente para 44 dias de 109,3% ao ano.

35. Um financiamento está sendo negociado a uma taxa nominal (linear) de 72 ao


ano. Determinar o custo efetivo anual desta operação, admitindo que os juros sejam
capitalizados:
a) mensalmente;
b) trimestralmente;
c) semestralmente.

36 .
a) Um título está pagando unia taxa efetiva de 2,85% ao mês. Para um mês de 30
dias, transformar esta remuneração em taxa nominal (linear).
b) Para cada taxa nominal apresentada a seguir, pede-se calcular a taxa efetiva
anual:
 9% a.a. capitalizados mensalmente;
 14% a.a. capitalizados trimestralmente;
 15% a.a. capitalizados semestralmente;
 12% a.a. capitalizados anualmente.

8
37. Determinar o montante de unia aplicação de R$ 22.000,00 admitindo os
seguintes prazos e taxas:

a) i = 2,2% a. m.; n = 7 meses


b) i = 5% a.m.; n = 2 anos
c) i = 12% a.t.; n = 1 ano e meio
d) i = 20% a.s.; n = 4 anos
e) i = 0,15 % ao dia; n = 47 dias
f) i = 9% a.a.; n = 216 meses

38. Calcular o juro composto de uma aplicação de R$ 300.000,00 nas seguintes


condições de prazo e taxa:

a) i = 2,5% a. m.; n = 1 semestre


b) i = 3,3% a.m.; n = 1 ano e 3 meses
c) i = 6% a. s.; n = 72 meses
d) i = 10% a.a.; n = 120 meses
e) i = 25% a. q.; n = 4 anos

39. Um banco lança um título pagando 6% a.t. Se uma pessoa necessitar de R$ 58.000,00
daqui a 3 anos quanto deverá aplicar neste título?

40. Sendo a taxa corrente de juros compostos de 10% a.q. (ao quadrimestre), quanto deve
ser aplicado hoje para se resgatar R$ 38.500 00 daqui a 28 meses?

41. Calcular a taxa mensal de juros compostos de uma aplicação de R$ 68.700,00 que
produz um montante de R$ 82.084,90 ao final de 8 meses.

42. Um banco publica em suas agências o seguinte anúncio: "aplique R$ 1.000,00 hoje e
receba R$ 1.180,00 ao final de 6 meses". Determinar a efetiva taxa mensal, semestral e
anual de juros compostos oferecida por esta aplicação. '

43. Uma loja está oferecendo uma mercadoria no valor de R$ 900,00 com desconto de
12% para pagamento a vista. Outra opção de compra é pagar os R$ 900,00 após 30 dias
sem desconto. Calcular o custo efetivo mensal da venda a prazo.

44. Os rendimentos de uma aplicação de R$ 12.800,00 somaram R$ 7.433,12 ao final de


36 meses. Determinar a taxa efetiva mensal de juros desta aplicação.

45. Determinar as taxas mensal e anual equivalentes de juros de um capital de


R$ 67.000,00 que produz um ,montante de R$ 171.929,17 ao final de 17 meses.

9
46. Determinar a 'taxa mensal de juros compostos de uma aplicação de R$ 22.960,00 que
produz um montante de R$ 28.822,30 ao final de 10 meses.

47. Uma empresa tem observado um crescimento exponencial médio de 10% ao ano na
demanda física de seus produtos. Mantida esta tendência ao longo do tempo, determine
em quantos anos dobrará a demanda. °

48. Uma empresa observa que seu faturamento está crescendo a urna taxa geométrica de
4% ao semestre nos últimos anos. Mantida esta tendência, calcular em quantos anos o
faturamento irá:
a) duplicar;
b) triplicar.

49. Determinar a taxa mensal de juros compostos que faz com que um capital triplique de
valor após três anos e meio.

50. Uma taxa efetiva de juros com capitalização quadrimestral é aplicada a um capital
gerando um total de juros, ao final de 2 anos, igual a 270% do valor do capital aplicado.
Determinar o valor desta taxa de juros.

51. Quanto um investidor pagaria hoje por um título de valor nominal (valor de resgate) de
R$ 13.450,00 com vencimento para daqui a um semestre? Sabe-se que este investidor
está disposto a realizar a aplicação somente se auferir uma rentabilidade efetiva de 20%
a. a., no regime de juros compostos.

52. Admita que unia pessoa irá necessitar de R$ 33.000,00 em 11 meses e R$ 47.000,00
em 14 meses. Quanto deverá ela depositar hoje numa alternativa de investimento que
oferece uma taxa efetiva de rentabilidade de 17% a.a .? Considerando regime composto.

53. Para um poupador que deseja ganhar 2,5% ao mês, o que é mais interessante: a)
receber R$ 18,500,00 de hoje a 4, meses ou; b) R$ 25.500,00 de hoje a 12 meses no
regime de juros compostos?

54. Uma pessoa deve R$ 2.500,00 vencíveis no fim de 4 meses e R$ 8.500,00 de hoje a
8 meses. Que valor deve esta pessoa depositar numa conta de poupança que remunera à
taxa de 2,77% ao mês, de forma que possa efetuar os saques necessários para pagar
seus compromissos?
Admita em sua resposta que após a última retirada para liquidação da dívida: a) não
permanece saldo final e; b) permanece um saldo igual a R$ 4.000,00 na conta de
poupança, considerando regime composto.

55. Um investidor efetuou no passado uma aplicação num título cujo vencimento se dará
daqui a 4 meses, sendo seu montante de R$ 36.670,00. O banco procura o aplicador e
oferece trocar este título por outro vencível daqui a 9 meses, apresentando valor de
resgate de R$ 41.400,00. Sendo de 2,1% ao mês a taxa corrente de juros de mercado, é
interessante para o investidor a troca de títulos. Qual a rentabilidade da nova aplicação
proposta pelo banco, no regime de juros compostos?

10
56. João tem as seguintes obrigações financeira com Pedro:
 dívida de R$ 18.200,00 vencível no fim de um mês;
 dívida de R$ 23.300,00 vencível no fim de 5 meses;
 dívida de R$ 30.000,00 vencível no fim de 10 meses.
Prevendo dificuldades no pagamento desses compromissos, João propõe substituir este
plano original por dois pagamentos iguais, vencendo o primeiro de hoje a 12 meses e o
segundo no fim de 15 meses. Determinar o valor desses pagamentos para uma taxa de
juros compostos de 2,8% a.m.

57. Uma empresa levanta um empréstimo de R$ 25.000,00 a ser pago em 3 prestações


crescentes em PA de razão igual ao primeiro termo. O primeiro pagamento deve ser
efetuado no fim de 3 meses, o segundo no fim ele 4 meses e o terceiro no fim de um ano.
Para uma taxa de juros de 3,5% a.m., apurar o valor desses pagamentos.

58. Uma empresa tem o seguinte conjunto de dívidas com um banco:


R$ 39.000,00 vencível de hoje a 3 meses;
R$ 55.000,00 vencível do hoje a 6 meses,
R$ 74.000,00 vencível de hoje a 8 meses.
Toda a dívida poderia ser quitada em um único pagamento de R$ 192.387,07. Para uma
taxa de juro nominal de 28,08% ao ano capitalizada mensalmente, determinar em que
momento deveria ser efetuado esse pagamento para que seja equivalente com o conjunto
atual da dívida.

59. Uma pessoa deve a outra a importância de R$ 12.400,00. Para a liquidação da dívida,
propõe os seguintes pagamentos: R$ 3.500,00 ao final de 2 meses, R$ 4.000,00 ao final
de 5 meses; R$ 1.700,00 ao final de 7 meses e o restante em um ano. Sendo de 3 % ao
mês a taxa efetiva de juros cobrada no empréstimo, pede-se calcular o valor do último
pagamento, considerando juros compostos.

60. Uma dívida- apresenta as seguintes condições de pagamento: R$ 6.200,00 vencíveis


em certa data e R$ 9.600,00 vencíveis 4 meses após. O, devedor propõe uma
renegociação da dívida nas seguintes condições: R$ 3.000,00 após 3 meses do
vencimento pelo primeiro pagamento original; R$ 4.500,00 daí a 33 meses e o restante 5
meses depois deste último pagamento. Para uma taxa efetiva de juros compostos de 2,9%
a.m. calcular o saldo a pagar.

61. Determinada mercadoria foi adquirida em 4 pagamentos bimestrais de R$ 1.460,00


cada um. Alternativamente, esta mesma mercadoria poderia ser adquirida pagando-se
20% de seu valor como entrada e o restante ao final de 5 meses. Sendo de 30,60% a.a. a
taxa nominal de juros com capitalização mensal a ser considerada nesta operação, pede-
se determinar o valor dá prestação vencível ao final de 5 meses, no regime de juros
compostos.

62. Sabe-se que a taxa nominal de uma aplicação financeira é de 12% a.a., capitalizados
mensalmente. Pede-se determinar:

11
a) quanto valerá uma aplicação de R$ 10.000,00 depois de 5 meses;
b) taxa efetiva anual da aplicação financeira;
c) taxa efetiva mensal da aplicação financeira.

DESCONTOS

63. Calcular o desconto racional ("por dentro") nas seguintes condições:


a) Valor Nominal: R$ 70.000,00
Prazo do Desconto: 3 meses
Taxa de Desconto: 34% ao ano
b) Valor Nominal: R$ 37.000,00
Prazo do Desconto: 80 dias
Taxa de Desconto: 25 % ao ano

64. Um título no valor de R$ 22.000,00 é descontado 2 meses antes de seu vencimento. O


conceito usado na operação é de desconto "por fora", sendo a taxa de desconto
considerada de 48% ao ano. Pede-se calcular a taxa eletiva mensal composta de juros
desta operação.

65. Calcular o valor descontado (valor atual) "por fora" nas seguintes condições:
a) Valor Nominal: R$ 66.000,00
Prazo do Desconto: 3 meses
Taxa de Desconto: 24% ao ano
b) Valor Nominal: R$ 105.000,00
Prazo do Desconto: 130 dias
Taxa de Desconto: 15 % ao ano

66. Calcular a taxa efetiva mensal e anual de juros das operações de desconto "por fora"
nas seguintes condições de prazo e taxa:
Prazo de Taxa de Desconto
Desconto Por fora
a) 1 mês 4,5% a. m.'
b) 2 meses 4,0% a. m.
c) 3 meses 3,5 % a. m.

67. Calcular a taxa mensal de desconto racional de um título com valor nominal de
R$ 5.400,00 negociado 90 dias antes de seu vencimento. O valor 'atual deste título é de
R$ 4.956,90.

68. Um banco oferece uni empréstimo à taxa efetiva de 4,7% a.m. para um prazo de 40
dias. Nesta alternativa, o pagamento do principal, acrescida dos juros, é efetuado ao final

12
do período contratado.
O banco deseja oferecer esse mesmo empréstimo, porém mediante uma operação de
desconto, cobrando uma taxa antecipada "por fora-. Qual deve ser a taxa de desconto
mensal de forma que o custo efetivo da operação não se altere?

69. Uma empresa realiza uma operação de desconto bancário com uma instituição
financeira pelo prazo de 23 dias. O banco opera com unia taxa efetiva de juros de 45,76%
a.a. Determinar a taxa de desconto "por fora” que deve ser utilizada na operação.

70. Um banco desconta um título de valor nominal de R$ 16.000,00, 80 dia antes de seu
vencimento. Nesta operação, o banco cobra 39% "ao ano de taxa de desconto "por fora" e
2% de despesa administrativa. Calcular o valor líquido liberado ao cliente e a taxa efetiva
mensal composta desta operação.

71. O valor descontado de um título é de R$ 32.000,00 tendo sido negociado 100 dias
antes de seu vencimento à taxa de desconto comercial de 30% o ano, Determinar o valor
nominal deste título.

72. Um banco credita na conta de um cliente a quantia de R$ 27.000,00 proveniente do


desconto de um título efetuado 80 dias antes de seu vencimento. Sendo 2,85% ao mês a
taxa de desconto e de 1,5% a taxa administrativa cobrada pelo banco, pede-sé determinar
o valor nominal deste título.

73. Sabe-se que o valor do desconto racional de um título à taxa de 66% ao ano e prazo
de desconto de 50 dias, atinge R$ 28.963,00. Para estas mesmas condições, pede-se
determinar o valor do desconto deste título se fosse adotado o conceito de desconto
comercial (ou "por fora").

74. A taxa de desconto comercial publicada por urna instituição financeira é de 27,6% ao
ano. Determinar a taxa efetiva mensal e anual compota desta operação admitindo um
prazo de desconto de: a) 1 mês; b) 2 meses; c) 3 meses.

75. Uma instituição financeira deseja cobrar uma taxa efetiva de 3,1 % ao mês em suas
operações de desconto “por fora". Determinar a taxa de desconto que deve ser
considerada para uni prazo de antecipação de: a) 1 mês; b) 2 meses; c) 3 meses.

76. Qual o valor máximo que uma pessoa deve pagar por um título de valor nominal de
R$ 82.000,00 com vencimento para 110 dias, se deseja ganhar 5 % ao mês. (Usar
desconto racional.)

77. Uma instituição desconta comercialmente um título n dias antes de seu vencimento,
creditando o valor líquido de R$ 54.400,00 na conta do cliente. O valor de resgate deste
título é de R$ 63.000,00 tendo sido adotada a taxa de desconto "por fora" de 2,2% ao mês.
Pede-se determinar o prazo de antecipação deste título.

78. Qual a taxa de juros efetiva anual de um título descontado à taxa “por fora” de 69,6%
ao ano 30 dias antes de seu vencimento?

13
79. Uma instituição concede empréstimos de acordo com o conceito de desconto simples
"por fora". São propostas duas alternativas a um cliente, cm termos de taxa de desconto e
prazo:
a) d = 3,8% a.m. e n = 3 meses;
b) d = 3,5% a.m. e n = 5 meses.
Determinar o custo mensal efetivo de cada proposta de empréstimo.

80 . A taxa de desconto "por fora" do banco A é de 3,1 % ao mês para operações com
prazo de 90 dias. O banco B oferece unia taxa de desconto de 2,9% ao mês com o prazo
de 120 dias. Determinar qual banco, está cobrando a maior taxa efetiva mensal de juros
(juros compostos).

81. Determinar o tempo que falta para o vencimento de unia duplicata de valor nominal de
R$ 370.000,00 que produziu um desconto bancário de R$ 33.72000 à taxa de desconto
"por fora" de 38% ao ano.

82. Uma empresa apresenta num banco, para desconto, três duplicatas nos valor nominal
de R$ 19.000,00, R$ 42.000,00 e R$ 63.000,00, cada uma. Respectivamente, as
duplicatas foram descontadas 37 dias, 66 dias e 98 dias antes do vencimento. Sendo de
21,2% ao ano a taxa de desconto, calcular o valor do desconto bancário, o valor líquido
liberado à empresa e a taxa efetiva' mensal de juros desta operação utilizando o prazo
médio ponderado.

83. Uma empresa leva a um banco para desconto as seguintes duplicatas:

Duplicata Valor Nominal (R$) Prazo de Desconto

A 9.000,00 60 dias

B 7.500,00 60 dias

C 13.500,00 90 dias

D 3.000,00 120 dias

E 6.000,00 120 dias

F 6.000,00 150 dias

Com base nessas informações, o banco creditou na conta da empresa o valor líquido de
R$ 39.900,00.
Determinar o custo efetivo desta operação pelo prazo médio ponderado.

14
INFLAÇÃO

84. Uma aplicação rendeu 2,95% de taxa nominal em determinado mês. Sabendo que a
variação em relação a moeda nacional foi de 1,8% no mesmo período, determinar a
rentabilidade real da aplicação em relação à inflação.

85. Qual o custo real mensal de uma operação de financiamento por 5 meses, sabendo-se que os juros
nominais cobrados atingem 2,8% ao mês e a inflação de todo o período, 12%?

86. Uma pessoa levanta um empréstimo para ser liquidado ao final de 4 meses, pagando uma taxa real
de juros de 20% ao ano. Determinar a taxa nominal equivalente mensal de juros desta operação ao se
prever, para cada um dos meses considerados, respectivamente, as seguintes taxas de inflação: 1,5%,
1,2%, 2,2% e 1,7%.

87. Um banco oferece duas alternativas de rendimentos para aplicação em título de


sua emissão:
a) taxa prefixada de 50% a.a.;
b) correção monetária pós-fixada mais juros de 20% a.a.
Qual a taxa de correção monetária anual que determina os mesmos rendimentos para as
duas alternativas?

88. Um imóvel foi adquirido por R$ 3.000,00 em determinada data, sendo vendido por
R$ 30.000,00 quatro anos depois. Sendo a taxa de inflação equivalente em cada um
desses anos de 100%, determinar a rentabilidade nominal e real anual desta
operação.

89. Em determinado período, a variação cambial do dólar foi de 15%, enquanto a


inflação da economia atingiu 17,5%. Admitindo que uma dívida em dólar esteja sujeita a
juros de 16% no período mais variação cambial, determinar o custo real da operação
em dólar em relação à inflação da economia.

90. Os rendimentos nominais mensais da caderneta de poupança no segundo trimestre de


determinado ano foram os seguintes
abril - i = 3,984%
maio - i = 3,763%
junho - i = 3,400%
a) Determinar o rendimento nominal acumulado da caderneta de poupança no trimestre.
b) Com base nas variações mensais do índice de preços ao consumidor
demonstradas a seguir, apurar a rentabilidade real da caderneta de poupança no
trimestre.
abril: 2,90%
maio: 2,21 %
junho: 4,39%

15
91. Sendo de 9,8% a inflação de determinado semestre, calcular a variação re al do
poder de compra de um assalariado, admitindo que:
a) não tenha ocorrido reajuste de salário no período;
b) o salário tenha sido corrigido em 5,3%
c) o salário tenha sido corrigido em 12,1 %.

92. Em determinado semestre em que a inflação alcançou a marca dos 15%, os


salários foram reajustados em 11,5%. Determinar a perda efetiva no poder de compra
do assalariado.

93. Admita que uma pessoa deseja ganhar 25% ao ano de taxa real em suas
aplicações financeiras. Projetando-se a inflação rio valor médio mensal de 1,8% nos
próximos 3 meses, e de 1,0% ao longo dos 3 meses seguintes, determinar a taxa
nominal mensal que a pessoa deve aplicar seus recursos no semestre.

94. Um investidor adquiriu uni título por R$ 40.000,00 e o resgatou 70 dias após por
R$ 41.997,00. Sabendo que a correção monetária deste período atingiu a 6,6%,
pede-se determinar a rentabilidade real mensal auferida pelo investidor

95. Sendo de 1.183,5% a .inflação de determinado ano, calcular a taxa média equivalente
mensal.

96. Até abril de um ano, a inflação atingiu a 4,4%. Mantendo-se em 1,1 % a taxa
mensal de inflação ate o fim do ano, calcular a inflação acumulada do período.

97. A inflação de certo mês atingiu 3,94% . Tendo este mês 20 dias úteis, determinar a taxa
de inflação por dia útil.

98. Um índice de preços ao consumidor publicado apresentou os seguintes valores para o


segundo trimestre de um ano: abril = 739,18; maio = 786,43 e junho = 828,23.
Sendo de 4,6%, 3,1% e 3,9%, respectivamente as taxas de inflação de julho, agosto e
setembro, determinar o valor mensal deste índice de preços ao consumidor para o,
terceiro trimestre deste ano

99. Sendo de 2,2 a taxa de inflação de determinado mês e de 1,8% a taxa do mês
seguinte, determinar a redução no poder de compra verificada no bimestre

100. Sendo de 11,8% a taxa de desvalorização da moeda em d eterminado período,


calcular a inflação que determinou este resultado negativo, no poder de compra da moeda.

101. Os índices gerais de preços (IGP) referentes aos seis primeiros meses de
determinado ano no Brasil foram:
Dez./x8 ____________ 107,325
J a n . / x9 __________ 108,785

16
Fev./x9 ___________ 110,039
Mar./x9 ___________ 112,035
Abr./x9 ____________ 114,614
Maio/x9 __________ 115,071
Jun./x9 ____________ 118,090
Pede-se calcular:
a) taxa de inflação dos meses de janeiro, fevereiro e março de x9;
b) inflação do primeiro trimestre de x9; ,
c) taxa média mensal de inflação do primeiro trimestre de x9;
d) taxa de inflação do semestre;
e) considerando de 2,24% a inflação de julho -, apurar o IGP do mês.

102. A taxa de inflação verificada em cada um dos quatro primeiros meses de


determinado ano é apresentada a seguir:
Ijan. = 0,92%
Ifev. = 0,35%
Imar = -0,53% (deflação)
Iabr. = 1,01%
Pede-se determinar a taxa acumulada de inflação do quadrimestre e a equivalente mensal.

103. Um empréstimo em dólar foi contratado à taxa real efetiva de 14% ao ano,
mais variação cambial, pelo prazo de três meses. Os índices de correção cambial
atingem, para cada um dos meses da operação, respectivamente, 1,18%, 1,27% e
1,09%
Admitindo que a operação seja liquidada ao final do trimestre, determinar o custo efetivo
nominal trimestral e mensal do empréstimo.

104. Admita uma instituição financeira que deseja obter uma remuneração real de 1,5% a.m.
em suas operações de crédito. Sendo de 0,9% a.m. a taxa espe rada de, inflação,
pede-se, calcular a taxa nominal de juros a ser cobrada.

105. Os rendimentos trimestrais acumulados de uma caderneta de poupança em determinado


ano foram:
1° trimestre = 1,98%
2° trimestre = 2,11%
3° trimestre = 2,21%
Para que se obtenha um rendimento total de 12% a.a., qual deveria ser a taxa de
remuneração da caderneta de poupança no último trimestre?

106. Admita que o governo tenha fixado uma meta de inflação (IGP-M) de 2,2% no primeiro
trimestre do ano de X2. A tabela a seguir apresenta os índices de preços dos primeiros
meses do ano. Qual deve ser o IGP-M de março/X2 para que se obtenha a taxa de inflação
projetada de 2,2% para o 1° trimestre do ano?

17
Mês/ano IGP-M

Dez./X1 213,34

Jan./X2 215,02

Fev./X2 217,01

Mar./X2 ?

EMPRÉSTIMOS PARA CAPITAL DE GIRO

107. Suponha o desconto de uma duplicata de valor nominal de R$ 15.000,00 contada 50


dias antes de seu vencimento. A taxa de desconto nominal cobrada pelo banco é de 3,3%
a.m. e o IOF atinge a 0,0041% ao dia. Determinar o valor líquido liberado e o custo efetivo
desta operação.

108. Admita no exercício acima que a instituição financeira cobra ainda 1,5% de taxa
administrativa. Calcular o valor líquido liberado e o custo efetivo da operação incluindo essa
despesa adicional.

109. Uma duplicata de valor nominal de R$ 32.700,00, é descontada junto a uma instituição
financeira 77 dias antes de seu vencimento. Considerando que o IOF atinge 0,0041% ao
dia, e a taxa de desconto cobrada pelo banco a 2,5% ao mês, determinar o valor líquido
liberado ao cliente e o custo efetivo mensal e anual desta operação. Sabendo que o banco
cobra 1,8% de taxa administrativa.

110. Admita um título descontado junto a um banco 37 dias antes de seu vencimento. A taxa
nominal de desconto cobrada pelo banco é de 2,8% ao mês, e o IOF de 0,0041% ao dia.
Determinar o custo efetivo mensal e anual da operação.

111. Um banco diz cobrar 3,1% ao mês “por fora” em suas operações de desconto de
duplicatas. Apurar o custo efetivo mensal, incluindo o IOF de 0,0041% ao dia, para os
seguintes prazos de desconto:

a) 20 dias;
b) 30 dias;
c) 51 dias;
d) 60 dias.

112. Admitindo um prazo de desconto de 36 dias, calcular o custo efetivo mensal, incluindo
o IOF de 0,0041% a.d., para as seguintes taxas de desconto bancário:

a) 2,6% a.m.;
b) 1,7% a.m.;

18
c) 2,9% a.m.;
d) 4,5% a.m.;
e) 5,0% a.m.

113. Um banco deseja cobrar 31% a.a. de taxa efetiva em suas operações de desconto.
Para uma operação de 40 dias, determinar a taxa de desconto mensal que deve cobrar.

114. determinar a taxa mensal de desconto bancário, para um prazo de 35 dias, que
corresponde a uma taxa efetiva de 23% ao ano.

115. A taxa de desconto bancária de uma instituição financeira está definida em 3,6% a.m.
Sendo de 0,0041% a.d. o IOF vigente, determinar o custo efetivo mensal e anual de uma
operação de desconto com prazo de 45 dias.

116. Um banco está avaliando a taxa de desconto de duplicatas para uma operação de 30
dias. A instituição deseja apurar uma prime de 2,2% a.m., mais um spread de 1,0% a.m.
Ambas as taxas são consideradas efetivas pelo banco. Determinar a taxa de desconto
mensal que deve cobrar.

117. Admita que uma instituição financeira esteja cobrando uma taxa efetiva de 4,7% ao
mês em suas operações de empréstimo. Os juros, acrescidos do principal, são pagos ao
final do prazo.
Transforme este empréstimo para uma operação de desconto mensal, calculando a taxa de
juros por fora mensal que mantenha inalterado o seu custo efetivo.

118. um banco está exigindo para uma operação de empréstimo uma taxa preferencial
efetiva de juros de 3,74% ao mês, mais um spread de 9,8% ao ano. Admita que a operação
seja de desconto bancário. Determinar a taxa de desconto mensal que deve ser utilizada na
operação.

119. Em suas operações de desconto, um banco deseja apurar uma taxa efetiva de 36,9%
ao ano. Apurar a taxa de desconto mensal que deve cobrar admitindo os seguintes prazos
de desconto:

a) 23 dias;
b) 57 dias.

120. Determinado financiamento bancário tem estipulado uma taxa efetiva de juros de
41,22% ao ano (365 dias). Calcular a taxa equivalente mensal.

121. Considerando que seja de 2,11% a.m. a taxa efetiva de juro de um empréstimo para
capital de giro, determinar o custo efetivo anual (365 dias).

19
122. Calcule o custo efetivo de uma conta garantida por 30 dias na qual o banco cobra uma
taxa de juros de 4,2% a.m., além de uma comissão de abertura de crédito para no ato da
contratação do empréstimo de 1,8%.

123. Calcular o custo efetivo mensal da alternativa de empréstimo ilustrada a seguir:


 desconto de duplicatas pelo prazo de 84 dias, à taxa de desconto por fora (comercial) de
2,1% a.m. O banco cobra ainda, no ato da liberação dos recursos, despesas
administrativas de 1,5% e IOF de 0,0041% a.d., calculados sobre o valor nominal dos
títulos.

124. Se um banco exige uma taxa efetiva anual de 28,0% em seus empréstimos de capital
de giro, que taxa de desconto mensal “por fora” deve cobrar de seus clientes para
operações com prazos de:

a) 1 mês;
b) 50 dias;
c) 2 meses;
d) 70 dias.
Sabe-se que as operações de desconto bancário cobram IOF de 0,0041% a.d.

125. Uma sociedade de factoring opera com um custo de dinheiro igual a 1,7% a.m. (taxa
efetiva). As despesas equivalem a 1,4% de suas receitas mensais, e a margem de lucro
esperada em suas operações é de 1,5% sobre o valor dos títulos. Os impostos incidentes
sobre as receitas atingem 1,1%.
Pede-se:
a. determinar o fator de factoring em taxa efetiva e taxa de desconto mensal;
b. admitindo a aquisição de uma carteira de ativos de R$ 785.000,00, com vencimento para
30 dias, determine o valor descontado pago à empresa-cliente (cedente)

126. Uma empresa desconta uma duplicata no banco com prazo de 80 dias à taxa de 2,1
a.m. (desconto comercial). No momento da liberação dos recursos é cobrado também IOF
(imposto sobre operações financeiras) de 0,0041% a.d., incidente sobre o valor nominal da
operação. Na data do seu vencimento do título, deve a empresa pagar ainda uma taxa de
2% para cobrir despesas de cobrança e 0,38% de imposto sobre movimentação financeira,
calculados sobre o valor nominal do título.
Pede-se calcular o custo efetivo mensal do desconto.

FLUXOS DE CAIXA

127. Determinado bem é vendido em 7 pagamentos mensais, iguais e consecutivos de


R$ 4.000,00. Para uma taxa de juros de 2,6% a.m., até que preço compensa adquirir o
aparelho a vista?

20
128. Determinar o valor presente de um fluxo de 12 pagamentos trimestrais iguais e
sucessivos de R$ 700,00 sendo a taxa de juros igual a 1,7% a.m.

129. Um veículo novo está sendo vendido por R$ 4.000,00 de entrada mais 6 pagamentos
mensais, iguais e consecutivos de R$ 3.000,00. Sabendo-se que a taxa de juros de mercado
é de 5,5% a.m., determinar até que preço interessa comprar o veículo a vista.

130. Calcular o montante acumulado ao final do 7° mês de uma seqüência de 7 depósitos


mensais e sucessivos, no valor de R$ 800,00 cada, numa conta de poupança que remunera
a uma taxa de juros de 2,1% a.m.

131. Uma pessoa irá necessitar de R$ 22.000,00 daqui a um ano para realizar uma viagem.
Para tanto, está sendo feita uma economia mensal de R$ 1.250,00, a qual é depositada
numa conta de poupança que remunera os depósitos a uma taxa de juros compostos de 4%
a.m. Determinar se essa pessoa terá acumulado o montante necessário ao final de um ano
para fazer a sua viagem.

132. Uma mercadoria é vendida a prazo em 5 pagamentos mensais de R$ 700,00. Sendo


de 3,5% a.m. a taxa de juros, determinar o seu preço a vista admitindo que:

a) o primeiro pagamento é efetuado no ato da compra;


b) o primeiro pagamento é efetuado ao final do primeiro mês;
c) o primeiro pagamento é efetuado ao final do segundo mês.

133. Uma pessoa irá necessitar de R$ 7.000,00 daqui a 10 meses. Quanto deverá ela
depositar mensalmente num fundo de poupança que rende 1,7% a.m. de juros?

134. Um veículo, cujo preço a vista é de R$ 30.000,00 está sendo vendido nas seguintes
condições:
a. entrada = 30%
b. saldo em 6 prestações mensais, iguais e sucessivas, vencendo a primeira daqui a dois
meses.
Determinar o valor de cada prestação, admitindo uma taxa de juros de 2% a.m.

135. determinado produto está sendo vendido por R$ 1.800,00 a vista, ou em 3 pagamentos
mensais e iguais de R$ 650,00. Estando atualmente em 3,3% a.m. as taxas de juros de
mercado, pede-se avaliar a melhor alternativa de compra.

136. Calcular o valor presente de cada um dos fluxos abaixo:

a. 48 prestações mensais, iguais e sucessivas de R$ 4.000,00. Taxa de uros: 1,2% a.m.;


b. 14 prestações trimestrais, iguais e sucessivas de R$ 7.000,00. Taxa de juros = 5% a.m.;

21
137. Determinada mercadoria é vendida por R$ 2.500,00 a vista ou por 20% de entrada
mais prestações mensais de R$ 309,00. Sendo de 2% a.m. a taxa corrente de juros,
determinar o número de prestações.

138. Um financiamento no valor de R$ 35.000,00 é concedido para pagamento em 12


prestações mensais, iguais, com 3 meses de carência. Para uma taxa de juros de 3.5%
a.m., determinar o valor das prestações?

139. Determinar o valor presente (PV) de cada fluxo de caixa identificado a seguir. Admita
uma taxa de juros de 2,9% ao mês.

a) 36 prestações mensais, iguais e sucessivas de R$ 1.650,00;


b) 24 prestações mensais, iguais e sucessivas de R$ 850,00 cada, vencendo a primeira ao
final do 3° mês;
c) 10 prestações trimestrais iguais e sucessivas de R$ 2.800,00 cada;

140. São efetuados, a partir do final do primeiro mês, 12 depósitos mensais de R$ 900,00
num fundo de investimento que paga juros de 1,85% a.m. Calcular o montante acumulado
ao final dos seguintes meses:

a) 12° mês;
b) 15° mês;
c) 24° mês.

141. Um terreno é vendido por R$ 20.000,00 a vista, ou por 40% de entrada e o restante em
12 prestações mensais. Para uma taxa de juros de 2,5% a.m., determinar o valor de cada
prestação mensal.

COEFICIENTE DE FINANCIAMENTO

142. Construir o coeficiente financeiro de um contrato de financiamento envolvendo 15


prestações mensais, iguais e sucessivas a uma taxa de juros de 3,5% a.m. E, se o valor do
financiamento for de R$ 16.000,00, qual o desembolso mensal das prestações?

143. Uma pessoa contrata, no início de janeiro de determinado ano, um empréstimo para
ser pago em 5 prestações iguais, vencíveis respectivamente ao final dos seguintes meses:
janeiro, março, junho, julho e dezembro. Sendo de 1,8% ao mês a taxa de juros cobrada
nesta operação determinar:

a) coeficiente de financiamento para as 5 prestações não periódicas;


b) o valor de cada prestação admitindo que o valor do empréstimo atinja R$ 120.000,00

22
144. Determinar o coeficiente de financiamento e o valor das prestações de uma operação
de financiamento de R$ 25.000,00 a ser liquidado em 18 prestações mensais e iguais com
carência de um trimestre. Admita uma taxa de juros de 2,73% a.m.

145. O preço a vista de uma TV é de R$ 2.000,00. O vendedor está oferecendo as seguintes


condições para venda a prazo:
 entrada = 20%
 saldo em 4 prestações mensais, iguais e sucessivas, vencendo a primeira de hoje a 60
dias.

146. Construir os coeficientes de financiamento mensais e uniformes a partir das seguintes


taxas de juros e prazos:
a) i = 2,5% a.m. e n = 6 meses
b) i = 2,1% a.m. e n = 12 meses

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRESTIMOS

147. Um empréstimo no valor de R$ 80.000,00 será liquidado pelo sistema de amortização


constante em 40 parcelas mensais. A taxa de juros contratada para a operação é de 4% ao
mês. Determinar:
a) valor de cada amortização mensal;
b) valor dos juros e da prestação referentes ao 22° pagamento;
c) valor da última prestação;
d) valor do saldo devedor imediatamente após o pagamento da 10ª prestação.

148. Um financiamento no valor de R$ 900.000,00 é amortizado em 30 parcelas mensais


pelo sistema francês. A taxa de juros contratada é de 2,8% ao mês. Determinar:
a) o valor de cada prestação mensal;
b) o valor da amortização e dos juros referentes ao 19° mês

149. Um banco concede um financiamento de R$ 600.000,00 para ser liquidado em 8


pagamentos mensais pelo sistema SAC. A operação é realizada com uma carência de 3
meses, sendo somente os juros pagos neste período.
Para uma taxa efetiva de juros de 2,5% ao mês, elaborar a planilha de desembolsos deste
financiamento.

150. Um equipamento no valor de R$ 1.200.000,00 está sendo financiado por um banco


pelo prazo de 6 anos. A taxa de juros contratada é de 15% ao ano, e as amortizações
anuais são efetuadas pelo sistema francês. O banco concede ainda uma carência de 2 anos
para início dos pagamentos, sendo os juros cobrados neste intervalo de tempo.
Elaborar a planilha financeira deste financiamento.

23
ANEXO I

INSTRUMENTAL MATEMÁTICO

24
ANEXO I – INSTRUMENTAL MATEMÁTICO

1. EXPOENTES

Indica o número de vezes em que a base é multiplicada por si mesma,

Propriedades:

a) am. an  am n

am
b)  am-n
n
a

c) a m n  a m.n
d) a.b n  a n .b n

n
a an
e)    n
b b

f) a0  1

g) a1  a

1
h) an 
an

m
n
a n  am

25
Exercícios

a4  a6
1. resp : a 5
5
a

2.
 52 resp : 200
3
2
 
4

3.
1  r 10  1  r 8 resp : 1  r 14
1  r 4

5
 a7  a6 
4.   resp : a 56
 a9 
 

5. 4 1,9 resp : 1,174

6. 2801  i 10  560 resp : i  0,07177

1,195
12
7. 1 resp : 0,015

2

678  1,09
3
8. resp : 674,12

9. 2,1754 / 3 resp : 1,8619

10. 114 1,782 30  1 resp : 0,1642

11. 200  1  i 15  3000 resp : i  0,1979

LOGARÍTMOS

A solução de uma equação cuja incógnita é o expoente pode ser calculada por logaritmo.
A expressão básica do logaritmo é a seguinte

L  logb n

26
ou seja, o valor positivo de N é igual a base b elevada ao expoente L, que satisfaz a
igualdade:

N  bL

Leis fundamentais dos logaritmos:

a) O logaritmo da multiplicação de dois ou mais múltiplos positivos é a soma dos logaritmos


dos números

 log (A . B) = logA + logB


 log (A . B . C) = logA + logB + logC

b) O logaritmo do quociente de dois números positivos é o logaritmo do numerador menos o


logaritmo do denominador:

A
 log  log A  logB
B

c) O logaritmo de potencia de um número positivo é o produto do expoente n da potência


pelo logaritmo do número.

log An  n log A

27
Exercícios:

1. log6  9  resp : 1,732394


2. log 5  10  3  resp :  2,301030

3. log3 5 resp : 0,232990

4. 30.1,125n  270 resp : n  18,65

5. 1  3 x  201 resp : x  4,82

6. 4201,09 n  80 resp : n  19,24

7.
1,485n  1  0 resp : n  0
0,485

1  1,37 n
8.  2,35 resp : 6,47
0,37

9. 8 x  14,5  3 x resp : x  2,72

10. 97,5  log9  1 resp : 37,6895


4

28
ANEXO II

FÓRMULAS

29
ANEXO II – FÓRMULAS FV
14. Vr 
1  i  n 
JUROS SIMPLES
15. DF  FV  d  n
1. J  PV  i  n
16. VF  FV  DF
2. FV 1  i  n 
17. VF  FV 1  d  n 
FV
3.
1  i  n 
18. DF  FV d  n  t 

19. VF  FV 1  d  n  t 
JUROS COMPOSTOS

4. J  FV  PV
d n
20. i
5. 
J  PV 1  i n  1  1 d  n

i
21. d
6. FV  PV 1  i n 1 i

FV D
7. PV  22. i
1  i n
_
VF  n

q
8. iq  1  i  1 DESCONTOS COMPOSTOS

9. if  1  i q  1 
23. DF  FV 1  1  d n 
DESCONTOS SIMPLES 24. VF  FV 1  d n

10. Dr  PV  i  n
 1 
25. Dr  FV 1  
 1  i n 
11. Dr  FV  PV  

FV  i  n FV
12. Dr  26. Vr 
1 i  n 1  i n

13. Vr  FV  Dr

30
INFLAÇÃO
Pn
27. I  1
Pn  t

28. I  1  i1 1  i 2 .... 1  i n   1

I
29. TDM 
1 I

1  i nominal
30. Taxa real r   1
1 I

31. i  1  r   1  I   1

32. I 
1  i   1
1 r
I

EMPRÉSTIMO PARA CAPITAL DE GIRO

33. VLL  FV  DF  IOF  Taxas

d  n  IOF  n
34. i
1  d  n  IOF  n 

Valor No minal
35. i 1
V .liq.lib erado

Enc arg os Financeiros Totais


36. i
Valor liquido lib erado

custo do dinheiro(CMPC )  Despesa  M arg em de Lucro


37. Fator de factoring 
1  Im postos

38. CMPC  Capital próprio(%)  custo do capital próprio(Ke )  emprestimo custo do emp.

31
FLUXO DE CAIXA

39. PV  PMT 
 1  i n  1
ou PV  PMT 
1  1  i n
i 1  i n i

1  1  i  n 1  i n 1
40. FPV i , n   ou FPV i , n  
n 1  i n  i
i 1  i n
41 PMT  PV 
1  i n  1

PMT 1  i n  1
42. FV 
i

i
43. PMT  FV
1  i n  1

44. FFV i , n  
1  i n  1
i

45. PV  PMT 
1  i n  1
FAC (i , n )
i 1  i n
1
46. FAC (i , n ) 
1  i  n

47. FV  PMT
1  i n  1  FCC(i , n )
i

48. FCC(i , n )  1  i n

32
COEFICIETES DE FINANCIAMENTO

49. PMT  PV  CF

i
50. CF  (Fluxo de Caixa Uniforme)
1  (1  i )  n

i
51. CF  (Série não periódica)
t
 FAC (i , n ) j
j 1

 1  i C (com carência ou diferido)


i
52. CF 
n
1  (1  i )

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

- Sistema de Amortização Constante – SAC

PV
53. Amort. 
n

54. SDt  SDt 1  Amortt (tab ela) ou SDt  SDto  ( Amort t )

55. Jt 
PV
n  t  1  i
n

56. PMT  Amort  J

57. PMT 
PV
1  n  t  1  i 
n

33
- Sistema de Amortização Francês – SAF

i
58. PMT  PV 
1  1  i  n

59. J r  SDt 1  i

60. Amort  PMT  J

61. Amortt  Amort1  1  i t 1

62. Amort1  PMT  PV  i 

63. SDt 1  PMT  FPV i , n  (t  1)

34
ANEXO III

RESPOSTAS

35
ANEXO III – RESPOSTAS
12. 1,6666…% a.m.
JUROS SIMPLES
13. 2,79% a.m.
1. a) 1,2% a.m.
b) 1,7% a.m. 14. 20 meses (19,86 meses)
c) 1,9% a.m.
d) 9,2% a.m. 15. 12,5 anos (12,5)
e) 2,28% a.m.
16. 57,1428 meses (9,52 semestre)
2. a) 30% a.t.
b) 2,4% a.t. 17. 56 meses
c) 4,5% a.t.
18. R$ 32.500,00
3. a) 30% a.a.
b) 168% a.a. 19. 3,65% a.m.
c) 30% a.a.
20. Interessa adquirir o produto a vista por
4. a) R$ 99.875,00 até 95,9% de seu valor, isto é, com um
desconto de 4,1%
b) R$ 99.790,00
c) R$ 110.287,50
21. a) R$ 11.983,53
b) R$ 16.016,00
5. M = R$ 499.500,00
J = R$ 199.500,00
22. R$ 94.054,23

6. R$ 2.531,25
23. R$ 505,78

7. a) R$ 300.000,00
24. a) R$ 88.098,38
b) R$ 225.000,00
b) R$ 88.630,28
c) R$ 163.636,36
c) R$ 88.496,14
d) R$ 21.077,28

25. R$ 33.527,90
8. 1,2% a.m.

26. a) 7 meses; R$ 73.325,00


9. R$ 134.874,76
b) 2,4% a.m.; 28,8% a.a.

10. 2,36% a.m. e 28,32% a.a.


27. n1 = 8,5 meses
n2 = 15,5 meses
11. 2,7% a.m. e 32,4% a.a.

36
JUROS COMPOSTOS b) Taxa Efetiva Anual
 i = 9,38%
28. 47,64% a.a.  i = 14,75%
 i = 15,56%
29. a) 31,37%  i = 12,0%
b) 3,27 p/23 dias
c) 33,30% a.a. 37. a) FV = R$ 25.619,99
d) 13,96% a.a. b) FV = R$ 70.952,20
e) 39,58% a.a. c) FV = R$ 43.424,10
d) FV = R$ 94,595,97
30. a) 2,47% a.m. e) FV = R$ 23.605,73
b) 10,25% a.q. f) FV = R$ 103.776,65
c) 15,76% a.s.
d) 12,97% p/5 meses 38. a) J = R$ 47.908,03
e) 27,62% p/10 meses b) J = R$ 188.231,82
c) J = R$ 303.658,94
31. a) 1,39% a.m. d) J = R$ 478.122,74
b) 4,22% a.a. e) J = R$ 4.065.574,57
c) 10,14%¨p/7 meses
39. PV = R$ 28.824,22
32. a) 1,28% a.m.
b) 12,14% p/9 meses. 40. PV = R$ 19.756,59
c) 1,58% p/37 dias.
d) 4,33% p/100 dias 41. i = 2,25% a.m.

33 a) 3,35% a.m. 42. i = 2,80% a.m.


b) 3,13% a.m. i = 18,0% a.s.
i = 39,24% a.a.
34. a) 3,16% a.m.
45,18% a.a. 43. i = 13,64% a.m.
b) 6,66% p/136 dias
c) 3,22% a.m. 44. i = 1,28% a.m.
46,23% a.a.
d) 9,45% p/44 dias 45. i = 5,7% a.m.
i = 94,50% a.a.
35. a) 101,22% a.a.
b) 93,88% a.a. 46. i = 2,3% a.m.
c) 84,96% a.a..
47. i = 7,27 anos
36. a) 2,81% a.m. (taxa nominal)

37
48. a) 17,67 s DESCONTOS
b) 28,01 s
63. a) R$ 5.483,87
49. i = 2,65% a.m. b) R$ 1.947,37

50. i = 24,37% a.q. 64. 4,26% a.m.


i = 92,35% a.a.
65. a) R$ 62.040,00
51. PV = R$ 12.278,11 R$ 99.312,50

52. R$ 67.710,00 66. a) 4,71% a.m.; 73,76% a.a.


b) 4,26% a.m.; 64,9% a.a.
53. Receber R$ 25.000,00 ao final de c) 3,77% a.m.; 55,9% a.a.
um ano (maior PV)

67. 2,98% a.m. (taxa linear)


54. a) PV = R$ 9.072,23 2,90% a.m. (taxa composta)
b) PV = R$ 12.286,84

68. 5,94 p/40 dias; 4,45% a.m.


55. i = 2,46% a.m.
A troca do título foi interessante 69. 2,38% p/23 dias; 3,1% a.m.

56. Valor do pagam.o = R$ 44.068,10 70. R$ 14.293,33

57. 1° Pagamento = R$ 5.399,36 71. R$ 34.909,10


2° Pagamento = R$ 10.798,72
3° Pagamento = R$ 16.198,08 72. R$ 29.702,97

58. 12° mês 73. R$ 31.617,94

59. R$ 6.085,47 74. a) 2,35% a.m.; 32,15% a.a.


b) 2,38% a.m.; 32,65% a.a.
60. R$ 11.255,47 c) 2,41 a.m.; 33,11% a.a.

61. R$ 4.679,41 75. a) 3,0% a.m.; 36,00 a.a.


b) 2,96% a.m.; 35,54% a.a.
62. a) R$ 10.510,10 c) 2,92% a.m.; 35,00% a.a.
b) i = 12,68% a.a.
c) i = 1% a.m. 76. R$ 69.295,77

77. 6,2 meses

38
91. a) -8,93%
78. 104,83% a.a. b) - 4,1%
c) 2,09%
79. a) 4,12% a.m.
b) 3,92% a.m. 92. 3,04%

80. 3,31% a.m. (Banco A) 93. 3,3% a.m.


3,13% a.m. (Banco B)
94. r = -1,5% p/70 dias
81. 2,88 meses r = -0,65% a.m.

82. Prazo médio ponderado: 78 dias 95. I = 23,7% a.m.


Desconto Bancário: $ 5.695,73
Valor Liberado: $ 118.304,27 96. I = 13,95%
I (médio ponderado): 1,85 a.m.
97. I = 0,193% p´/dia útil
83. I = (médio ponderado): 4,12% a.m.
98. Julho = 966,33
INFLAÇÃO Agosto = 893,18
Setembro = 928,02
84. r (inflação) = 0,73%
r (câmbio) = 1,13% 99. 3,88%

85 r = 2,5% p/5 meses 100 I = 13,38%


r = 0,496% a.m.
101 a) Ijan. = 1,36%
86. i = 13,45% a.q. Ifev. = 1,15%%
i = 3,2% a.m. Imar. = 1,81%
b) Itri. = 4,39%
87. I = 25% c) Imédia. = 1,44% a.m.%
d) Isem. = 10,0%
88. i = 77,83% a.a. e) IGPjul. = 120,735
r = -11,09% a.a.
102. Iquadr. = 1,75%
89. r = 13,53% Imensal = 0,44%

90. i = 11,57% a.t. 103. i = 7,03% a.t.


r = 1,62% a.t. i = 2,29% a.m.

104. i = 2,41% a.m.

39
116. d = 3,05% a.m.
105. i = 5,23% a.t.
117. d = 4,489% a.m.
106. IGP-M = 218,04
118. d = 4,31% a.m.
EMPRÉSTIMOS PARA CAPITAL DE
GIRO 119. a) d = 2,59% a.m.
b) d = 2,55% a.m.
107. Valor líq. liberado = R$ 14.144,25
i = 6,05% p/50 dias ou 3,59% a.m. 120. 2,877% a.m.

108. Valor líq. Liberado = R$ 13.919,25 121. 28,9% a.a.


i = 7,76% p/ 50 dias ou 4,59% a.m.

122. I = 6,1% a.m.


109. Valor liq. Liberado = R$ 30.498,52
i = 7,22% p/ 77 dias 123. I = 8,37% p/ 84 dias
i = 2,75% a.m. I = 2,91% a.m.
i = 38,53% a.a.

124. a) d = 2,159% a.m.


110. i = 3,74% p/ 37 dias b) d = 2,145% a.m.
i = 3,02% a.m. c) d = 2,138% a.m.
i = 42,9% a.a. d) d = 2,131% a.m.

111. a) i = 3,31% a.m. 125. a) Fator (taxa efetiva) = 4,65 a.m.;


b) i = 3,33% a.m. Fator ( taxa de desconto) =
c) i = 3,37% a.m. 4,44% a.m.
d) i = 3,39% a.m. b)Valor descontado = $ 750.146,00

112. a) i = 2,81% a.m. 126. i = 3,22% a.m.


b) i = 1,86% a.m.
c) i = 3,13% a.m. FLUXO DE CAIXA
d) i = 4,87% a.m.
e) i = 5,43% a.m. 127. PV = R$ 25.301,18

113. d = 2,22% a.m. 128 PV = R$ 6.138,30

114. d = 1,71% a.m. 129 PV = R$ 18.986,59

115. i = 3,9% a.m. 130 FV = R$ 5.965,41


I = 58,4% a.a.

40
b) FV = R$ 12.646,25
131. FV = R$ 18.782,26 c) FV = R$ 14.914,60
Insuficiente para a viagem.
Os depósitos mensais nessa conta de 141. PMT = R$ 1.169,85
poupança dever ser de R$ 1.464,15

142. CF = 0,086825
132. a) R$ 3.271,16 PMT = R$ 1.389,20
b) R$ 3.160,54 143. a) CF = 0,221308
c) R$ 3.053,66 b) PMT = R$ 26.556,96

133. PMT = R$ 648,10 144. a) CF = 0,077039


b) PMT = R$ 1.926,00, vencendo
134. PMT = R$ 3.824,02 a primeira ao final do 3° mês

135. PV (a vista) R$ 1.800,00 145. PMT = R$ 444,85


PV (a prazo) = R$ 1.828,04
Interessa a compra a vista (menor 146. a) CF = 0,181550
PV) b) CF = 0,095141

136. a) PV = R$ 145.309,00 SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE


b) PV = R$ 38.691,94 EMPRÉSTIMOS

137. n = 7 meses (n° de prestações 147. a) Amort. = R$ 2.000,00


mensais) b) J22 = R$ 1.520,00
PMT22 = R$ 3.520,00
138 PMT = R$ 4.015,70 c) PMT = R$ 2.080,00
d) SD10 = R$ 60.00,00
139. a) PV = R$ 36.566,78
b) PV = R$ 13.742,87 148. a) PMT = R$ 44.738,10
c) PV = R$ 18.002,30 b) Amort19 = R$ 32.118,70
J19 = R$ 12.619,20
140. a) FV = R$ 11.969,57

41
149.

Períodos Saldo Devedor Amortização Juros Prestação


(meses) (R$) (R$) (R$) (R$)

0 660.000,00 - - -

1 660.000,00 - 16.500,00 16.500,00

2 660.000,00 - 16.500,00 16.500,00

3 660.000,00 - 16.500,00 16.500,00

4 577.500,00 82.500,00 16.500,00 99.000,00

5 495.000,00 82.500,00 14.437,50 96.937,50

6 412.500,00 82.500,00 12.375,00 94.875,00

7 330.000,00 82.500,00 10.312,50 92.812,50

8 247.500,00 82.500,00 8.250,00 90.750,00

9 165.000,00 82.500,00 6.187,50 88.687,50

10 82.500,00 82.500,00 4.125,00 86.625,00

11 - 82.500,00 2.065,50 84.565,50

Total - 660.000,00 123.753,00 783.753,00

150.

Períodos Saldo Devedor Amortização Juros Prestação


(meses) (R$) (R$) (R$) (R$)

0 1.200.000,00 - - -

1 1.200.000,00 - 180.000,00 180.000,00

2 1.200.000,00 - 180.000,00 180.000,00

3 1.062.915,70 137.084,30 180.000,00 317.084,30

4 905.268,80 157.646,90 159.437,40 317.084,30

5 723.974,80 181.294,00 135.790,30 317.084,30

6 515.486,70 208.488,10 108.596,20 317.084,30

7 275.725,40 239.761,30 77.323,00 317.084,30

8 - 275.725,40 41.358,80 317.084,30

Total - 1.200.000,00 1.062.505,80 2.262.505,80

42
BIBLIOGRAFIA

ASSAF NETO, Alexandre. Matemática Financeira e Suas Aplicações. 8ª ed. São Paulo.
Atlas, 2003*

MATHIAS, W. Franco, GOMES, J. Maia. Matemática Financeira. 2ª ed. São Paulo. Atlas,
1998

PUCCINI, Abelardo de Lima. Matemática Financeira Objetiva e Aplicada. 6ª ed. São


Paulo. Saraiva, 2003

SPINELLI, Walte, SOUZA, M. Helenas. Matemática Financeira Comercial e Financeira.


Ática, 1998

VIEIRA SOBRINHO, J. Dutra. Matemática Financeira. 7ª ed. São Paulo. Atlas, 200.

____________
* Os exercícios propostos foram retirados, integralmente, do livro Matemática Financeira e
Suas Aplicações de Alexandre Assaf Neto.
43