Você está na página 1de 1

APOCALÍPTICOS E INTEGRADOS: UMA POLARIDADE EXCLUDENTE1

Cada vez mais os avanços tecnológicos têm marcado as relações sociais, culturais e
econômicas no mundo em que vivemos. Tal cenário criou um ambiente em que impactos positivos e
negativos levaram à reflexão sobre os reais benefícios dessa evolução, uma vez que as novas
gerações mostram-se fortemente influenciáveis pelas maravilhas que o brilho das telas pode lhes
proporcionar.
Ao lado desses jovens, os defensores das novas tecnologias – já definidos por Umberto Eco
como o grupo dos “integrados” – salientam seus pontos positivos. Falam da enorme rapidez no
âmbito das telecomunicações, com recursos como a internet e telefonia móvel, dos avanços no
tratamento e prevenção de doenças e, principalmente, da democratização do acesso à informação,
algo que vem alterando, inclusive, o papel da escola em nossa sociedade. Todos são argumentos
plausíveis, mas deixam de lado aqueles levantados pelo grupo dos “apocalípticos”, para usarmos
ainda os termos do grande teórico italiano.
Esse grupo que demoniza tais inovações encontra respaldo em diversas situações negativas
geradas por elas. Como exemplos pode-se citar o sedentarismo por parte dos jovens, que vem
gerando doenças atreladas ao aumento das taxas de obesidade nos países em desenvolvimento, a
onda de crimes virtuais que a inexistência de legislação específica permite e, ainda, a possibilidade
de disseminação irrestrita de informações falsas ou errôneas, o que põe em xeque a referida
democratização do acesso a esse bem.
Em vista do apresentado, torna-se importante salientar que a tecnologia trouxe inegáveis
benefícios à vida contemporânea. Apesar disso, é imprescindível que seu uso seja feito de maneira
ponderada e consciente, de forma a reduzir ao máximo os riscos que pode representar. Além disso, a
criação de uma legislação específica quanto ao uso da rede mundial de computadores é urgente –
quem sabe estejamos próximos disso, no Brasil, com o marco civil da internet.

Escreva bem como o professor André Gazola!

Faça o Curso de Escrita e Redação do Portal Cursos 24h.


Apenas R$35,00 sem parcelas.

1 Redação escrita por André Gazola para o concurso de Técnico Bancário Novo da Caixa Econômica Federal de 2014.
A nota alcançada foi 19.93 sobre o peso total 20. Você pode conferir essa informação através do edital n. 11,
publicado em 14/05/2014, em que consta a nota final dos candidatos do Estado do Rio Grande do Sul.