Você está na página 1de 24

JACQUES LACAN:

BIOGRAFIA, LACAN E FREUD, CONCEITOS


SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 3
BIOGRAFIA 6
LACAN E FREUD 9
CONCEITOS LACANIANOS 12
SUBLIMAÇÃO NA PSICANÁLISE 17
SUBLIMAÇÃO PELA RELEITURA DE LACAN 20
CONCLUSÃO 22
INTRODUÇÃO
Atualmente entre os psicanalistas, é Psicanálise, excelente releitura sem
reconhecida a necessidade de uma leitura abandonar o campo freudiano.
analítica ajustada ao momento
contemporâneo. Lacan deixou para a Pode-se dizer que fez um resgate ao Freud!

4 INTRODUÇÃO
Embora a psicanálise lacaniana seja um Para compreender Lacan e sua obra, é
tema muito recorrente em assuntos preciso conhecer a sua origem e o
relacionados às áreas da psiquiatria e movimento literário de sua época . Além das
psicologia, poucas pessoas sabem ao certo influências de grande pensadores com quem
quais são os verdadeiros fundamentos que teve relações estreitas de amizade.
norteiam seus conceitos.
Se você sempre quis saber mais sobre a
É considerado por muitos, uma figura psicanálise lacaniana e seus principais
controversa, com uma abordagem de conceitos , este e-book foi feito para você!
análise diferente da tradicional freudiana.
Primeiramente abordamos sua biografia,
Mas um dos pontos de destaque em sua seguindo com a relação teórica de Lacan
obra, é a aplicação da estrutura de com a obra de Freud , e por fim, uma
linguagem para explicar o funcionamento introdução a alguns dos pontos centrais
do inconsciente. de sua vasta obra.

“o inconsciente é Continue a leitura e entenda os


fundamentos que norteiam os conceitos da
estruturado como psicanálise lacaniana .
uma linguagem”.

5 INTRODUÇÃO
BIOGRAFIA
Jacques Lacan nasceu na cidade de Paris, Lacan iniciou-se na filosofia hegeliana,
em 13 de abril de 1901, e desenvolveu sua quando assistia ao seminário de Alexandre
própria teoria psicanalítica sob influência Kojève (1902-1968). Frequentava sedes de
das obras de Freud, seu principal mestre. revistas culturais e participava de reuniões
no Collège de Sociologie, onde conviveu com
Depois de finalizar os seus estudos na área diversos intelectuais, entre os quais o
de medicina, Lacan se dirigiu para a área escritor Georges Bataille (1897-1962).
da psiquiatria e concluiu seu doutorado em
1932. Uma vez formado, o autor passou Desses anos de grande ebulição intelectual e
a integrar a Sociedade Psicanalítica de teórica tirou a certeza de que a obra
Paris. freudiana devia ser relida.

No entanto, foi após o fim da Segunda Opondo-se aos pós-freudianos, que


Guerra Mundial que a sua obra ganhou promoviam a Psicologia do Ego, Lacan
maior importância. propunha um retorno a Freud em novos
termos.
O seu contato com a psicanálise se deu
por trajetos pouco usuais, inclusive por
meio do surrealismo.

7 BIOGRAFIA
Seus temas tinham um aspecto claramente O lacanismo seguiu ganhando espaço em
inovador na concepção da cura todo o mundo, dialogando com os
psicanalítica — o que gerou, inclusive, uma pensamentos filosóficos de autores como
cisão com a Sociedade Psicanalítica de Kant, Hegel e Heidegger, bem como
Paris e outras instâncias internacionais. influenciando o trabalho de diversos
filósofos contemporâneos, como Derrida e
O seu ensino foi predominantemente oral, Alain Badiou.
dando-se, sobretudo, por meio de
seminários e conferências. Lacan faleceu em 9 de setembro de 1981, já
com a sua obra reconhecida em todo o
Lacan também é controverso no que tange mundo.
à homossexualidade. O autor a situou
como uma perversão, mas foi o primeiro a “Ponham algo de si na
aceitar gays para sessões de análise, bem
como a autorizá-los a tornarem-se psicanálise, não se
efetivamente psicanalistas, acolhendo-os identifiquem comigo...
sem ressalvas e não procurando
transformá-los em heterossexuais.
Tenham seu estilo
próprio, pois eu tenho
o meu.”

8 BIOGRAFIA
LACAN E FREUD
Lacan e Freud foram claramente dois Além das diferenças teóricas em relação
gênios, mas que apresentavam diferenças a seus pares, o que caracterizava a proposta
substanciais entre si. lacaniana no retorno a Freud era uma
atitude que não se preocupava em
Para Freud, as descobertas da psicanálise permanecer na ortodoxia freudiana, mas sim
em relação à mentalidade da pessoa em identificar e aplicar o que há de mais
incluem o inconsciente, a sexualidade, os subversivo e coerente na obra de seu
sonhos e a vida interna. mestre.

Lacan, por sua vez, reformulou as bases da A relação entre inconsciente e linguagem,
teoria freudiana, sobretudo por meio da manifesta em Freud, é retomada por Lacan
interação entre filosofia e psicanálise. com o intuito de situar o devido lugar da
linguagem em sua relação com o
Apesar de conferir uma nova roupagem e inconsciente.
outros conceitos ao que Freud propunha,
Lacan não se distancia do seu mestre, já Pois o movimento psicanalítico posterior a
que o que ele mesmo propunha era “um Freud, distorce a leitura do inconsciente de
retorno a Freud”, sem, no entanto, deixar modo a colocá-lo num campo mais
de considerar as diferenças significativas psicológico do que analítico.
entre eles.

10 LACAN E FREUD
Lacan aponta os desvios , na medida em Nessa noção de sujeito , Lacan coloca a
que se aproxima mais de uma psicologia questão do saber enquanto inconsciente,
do inconsciente, como uma prática voltada chegando a um sujeito determinado pelo
para o fortalecimento do eu, contrário ao real da pulsão e pelo simbólico da
fato para uma prática com base na ética do linguagem, tendo o desejo como via de
desejo. expressão.

Dessa forma, Lacan resgata Freud ao Esse entendimento é possível ao investigar


aplicar a articulação da cadeia significante os fundamentos lacanianos, desde sua
da linguagem. Por essa perspectiva, Lacan referência fenomenológica, quando recorre
sugere o retorno aos fundamentos éticos a Hegel, passando por Lévi-Strauss que, com
da psicanálise. a antropologia estrutural, irá possibilitar a
aceitação da noção de inconsciente e de um
Neste retorno, a dimensão ética do desejo sujeito do inconsciente determinado
na experiência psicanalítica e noção de estruturalmente.
sujeito, é novamente situada na relação
sujeito/objeto. Vamos agora apresentar os fundamentos da
psicanálise lacaniana.
Ou seja, o sujeito não é causa e sim, efeito
causado pelo objeto do desejo e
determinado pela linguagem.

11 LACAN E FREUD
CONCEITOS LACANIANOS
Entre os principais conceitos desenvolvidos O simbólico relaciona elementos conscientes
pela psicanálise lacaniana estão: simbólico, e inconscientes do sujeito, de modo que é
imaginário, real, alienação e sujeito do por meio da linguagem que o subconsciente
inconsciente. se manifesta.

Embora as noções de simbólico, real e A linguagem é o simbólico, pois o sujeito é


imaginário estejam interligadas, trata-se determinado, a despeito da sua vontade,
de três conceitos diferentes. pelo sistema de representação baseado nos
significantes, por meio da linguagem.
SIMBÓLICO
IMAGINÁRIO
Na psicanálise de Lacan, a linguagem está
essencialmente localizada no imaginário, O imaginário, por sua vez, consiste em um
sendo que este consiste na relação entre o sistema de registro psíquico, ou seja,
sujeito e o outro. corresponde ao ego do sujeito.

É por meio do sistema simbólico da Um indivíduo, segundo Lacan, procura no


linguagem que o sujeito vai definir a si outro uma identificação, uma espécie de
mesmo. preenchimento.

13 CONCEITOS LACANIANOS
A existência do outro, entretanto, não tem A dimensão do real independe da dimensão
por finalidade sustentar a imagem que o material, da mesma forma que o desejo. Esse
ego deseja. eixo pode ser melhor estudado a partir da
noção de nó barromeano.
A dimensão do imaginário é estruturada a
partir do registro de referências e é NÓ BARROMEANO
atravessado pelo conjunto de posições
representado pela dimensão do simbólico. O nó barromeano implica na integração
dos três eixos: simbólico, real e imaginário.

REAL Os três encontram-se agrupados de tal forma


que cada um tem articulação com os demais
O real implica no registro psíquico, o qual e são interdependentes, de modo que se
não corresponde à ideia de realidade, uma caracterizam pela desestruturação de dois
vez que o real é impossível. desses eixos caso o terceiro venha a ser
desfeito.
Ele representa tudo o que o sujeito é
incapaz de processar no plano simbólico e, Trocando em miúdos, não há formação de
portanto, segue impenetrável dentro pares: ou eles existem em conjunto ou não
daquele. existem.

14 CONCEITOS LACANIANOS
A estrutura barromeana consiste em uma O conceito de alienação se subdivide em dois
espécie de ponto médio entre os três outros conceitos: o de ser (sujeito) e do
eixos, sendo que todos possuem relevância desejo (outro).
equivalente.
Imaginemos um soldado ferido em batalha,
cuja perna fora dilacerada e precisa ser
ALIENAÇÃO NA PSICANÁLISE LACANIANA amputada para que ele não morra. Ao optar
por manter o membro (o ser), o soldado
Na psicanálise lacaniana, o sujeito é visto optará pela morte, mas se optar pela
como produto do discurso do outro, sendo amputação e por sua vida (o sentido) terá de
que esse discurso rodeia a criança antes viver com a falta da perna e todas as suas
mesmo que ela nasça e dá forma a seus implicações.
desejos e suas fantasias.
Ao admitir que o sentido só existe por meio
O discurso dos pais, por sua vez, expressa o do que foi decepado, estamos dizendo que o
quanto a criança é desejada, de forma que ser humano encontra-se dividido em relação
o sujeito é causado pelo desejo do outro, a si mesmo, e essa é a definição do
ou seja, o sujeito está alienado no desejo inconsciente do sujeito.
do outro.

15 CONCEITOS LACANIANOS
SUJEITO DO INCONSCIENTE “O sintoma é a
A linguagem é definida na psicanálise inscrição do simbólico
lacaniana como uma estrutura que no real.”
antecede o sujeito no meio onde ele se
desenvolve. Essa concepção de linguagem
está ligada à influência de Freud e Lacan estende sua releitura a mais um
Saussure. conceito da psicanálise freudiana: a
sublimação.
A psicanálise lacaniana defende que o
sujeito é constituído pela linguagem, assim Continue a leitura e entenda onde Lacan se
como seu inconsciente, de modo que, sem diferencia neste conceito que é considerado
a linguagem, o inconsciente seria um vazio. um mecanismo de defesa .

De acordo com Lacan, a constituição do


indivíduo surge da sua relação com o
outro.

16 CONCEITOS LACANIANOS
SUBLIMAÇÃO NA
PSICANÁLISE
Ao longo da história da Psicanálise, A partir do momento em que um desejo
diferentes conceitos foram postulados. recalcado encontra uma outra via de
Dentre eles vale citar o conceito de satisfação (aceitável socialmente), ocorre o
sublimação, criado por Freud. processo de sublimação.

Em toda a obra de Freud, observa-se a Na química, esse conceito diz respeito à


importância do outro na formação transformação da matéria em um estado
do sujeito, atribuindo à interação entre o sólido para o gasoso. Já na dimensão moral,
inconsciente e a dimensão social um peso corresponde a um processo de purificação.
decisivo para o desenvolvimento da
personalidade. Para os pós-freudianos, é um processo que
faz parte da condição humana e que envolve
Diante das diversas repressões que a transformação de um impulso sexual em
sofremos ao longo da vida, as quais têm algo não sexual.
origem na educação e em regras sociais, o
desejo reprimido precisa encontrar outras
fontes de satisfação.

Nesse sentido, podemos dizer que a


sublimação é uma saída para um outro
processo bastante presente na vida
humana: o recalque.

18 SUBLIMAÇÃO NA PSICANÁLISE
Assim, o sujeito encontra um alívio em Quando não ocorre a sublimação, o recalque
projetos de diferentes naturezas — como se apodera do sujeito, trazendo prejuízos
na arte, na ciência ou no desenvolvimento como a estagnação da libido — que pode
de talentos a partir dessa energia que gerar o que chamamos de neurose.
precisou encontrar outro destino para ser
satisfeita. Além do sofrimento psíquico causado,
percebem-se prejuízos nas relações
QUAL A IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO interpessoais.
SUJEITO
Já na dimensão social, a sublimação é um
Como mencionamos, a sublimação tem um dos mecanismos que viabilizam a
papel decisivo na construção social, convivência pacífica e a transformação da
canalizando a libido para atividades que realidade por meio do trabalho, do
transformam o ambiente externo. desenvolvimento de artefatos, de teorias e
de tecnologias.
Do ponto de vista individual, o processo é
o grande motor do desenvolvimento —
intelectual, artístico ou de qualquer outro
tipo de crescimento.

19 SUBLIMAÇÃO NA PSICANÁLISE
SUBLIMAÇÃO PELA
RELEITURA DE LACAN
Como foi dito, o conceito foi Podemos dizer então que a sublimação
reinterpretado pelo teórico francês Lacan, aproxima o sujeito do seu desejo, condição
o qual desconstrói o caráter normativo da original de toda a criação humana.
sublimação. Para ele, esta vai além da
função de adaptação social promovido
pelo processo.

O termo, que em um primeiro momento


surge ligado à dessexualização, é
redefinido por ele. Para Lacan, houve
distorções do conceito freudiano ao longo
dos anos causadas pelos próprios pós-
freudianos.

Segundo ele, o ato sublimatório consiste


em um desvio essencial da pulsão, não
sendo essa necessariamente de origem
sexual, mas direcionada ao desejo.

21 SUBLIMAÇÃO PELA RELEITURA DE LACAN


CONCLUSÃO
Apesar de a teoria já ter sido amplamente
difundida, os conceitos da psicanálise
lacaniana ainda são pouco compreendidos.

O objetivo principal desse e-book foi de


apresentar esses conceitos de forma simples
e fiel, mostrando que todo método que
permite a interpretação do inconsciente, é
uma ferramenta valiosa no campo
psicanalítico. Esperamos que este conteúdo
tenha alcançado seu propósito e tenha sido
útil para você!

Caso essa leitura tenha despertado o seu


interesse em aprender mais, saiba que ele
está ao alcance de todos!

Basta buscar por conhecimento de


qualidade, aprendendo com profissionais
que dominam a técnica, e que sabem aplicá-
la de maneira ética e certeira.

23 CONCLUSÃO
Criada em 1997, a Sociedade Brasileira de Psicanálise •Representação de seus associados perante os
Integrativa (SBPI) foi fundada por Fátima Mora. A poderes públicos, Implementação, divulgação e
psicanalista, alicerçada pela pesquisa e prática clínica, tinha incremento dos estudos sobre a psicanálise
a intenção de contribuir para com a divulgação e integrativa;
fortalecimento da prática criada por Freud.
•organização, promoção, e realização de estudos,
Assim, surgiu o que é conhecido como Psicanálise pesquisas, cursos, debates, seminários, simpósios,
Integrativa. Essa linha é composta por novas técnicas para palestras, oficinas, debates, e congressos,
abordar o inconsciente, além das conhecidas análise dos envolvendo o tema psicanálise integrativa;
sonhos e associação livre, como cromoterapia, regressão de
memória, hipnose, acupuntura, entre outras. •organização, promoção, e realização de atividades
culturais e de lazer, envolvendo ou não o tema
Além de um estatuto que regulamente seu funcionamento e psicanálise integrativa, de forma a propiciar
regimento interno, possui os seguintes valores e missão conhecimento, entretenimento, e bem-estar aos
como instituição de ensino: seus associados, Promoção de atividades didáticas,
bem como, publicação de material didático em
•congregar psicanalistas que optaram pela proposta livros, revistas, jornais, apostilas, fitas de vídeo,
integrativa, terapeutas holísticos e demais; fitas de áudio.

•difundir a psicanálise integrativa; A escola atualmente oferece registro profissional por meio
de cursos presenciais, em São Paulo, e online, para todo o
•preservação e expansão dos interesses de seus Brasil. Por meio dos cursos, oferece orientação e suporte
associados e de toda a categoria que exerce a para todos os alunos se inserirem no mercado de
psicanálise por profissão. trabalho.

23 CONCLUSÃO