Você está na página 1de 2

MPF Procuradoria

Regional Eleitoral
em Pernambuco
Ministério Público Federal

Notícia de fato 1.05.000.000246/2018-8

Assinado com certificado digital por WELLINGTON CABRAL SARAIVA, em 05/07/2018 16:05. Para verificar a autenticidade acesse
PROMOÇÃO DE ARQUIVAMENTO 27/2018

1. Cuida-se de notícia de fato instaurada a partir de notícia cadastrada no site da


Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco, com o seguinte teor:

Venho noticiar a prática de propaganda antecipada visando a reeleição por parte do


deputado estadual Edílson Silva, de Pernambuco. Ainda, há suspeita que ele tenha feito
uso da verba indenizatória da Assembleia para a propaganda antecipada. Ele está usando
carro de som e logos idênticos a seu futuro material de campanha em dezenas de kombis.

http://www.transparencia.mpf.mp.br/validacaodocumento. Chave 0B336C9C.A19597D4.BB14B794.B7A017EF


2. Foi encaminhada imagem (print) extraída do perfil no Instagram de EDÍLSON SILVA,1
Deputado Estadual em Pernambuco, com a seguinte publicação:

Nosso mandato itinerante estreia hoje nossa Kombi de luta! Vamos fazer prestação de
contas com teatro, áudio visual, poesia e muito debate político! #MandatoNecessário

3. Por certidão, a assessoria desta Procuradoria Regional Eleitoral acostou aos autos a
imagem e outra foto retirada da página do Facebook 2 do mesmo parlamentar, na qual se
encontra conversando com cidadãos.
4. É o relatório.
5. Da análise das publicações, não se configura propaganda eleitoral antecipada, pois
houve apenas divulgação de atos parlamentares do Deputado Estadual EDÍLSON SILVA e debates
legislativos, o que é permitido, de acordo com o art. 36-A, IV, da Lei das Eleições (Lei 9.504,
de 30 de setembro de 1997), desde que não haja pedido de votos:

Art. 36-A. Não configuram propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolvam
pedido explícito de voto, a menção à pretensa candidatura, a exaltação das qualidades
pessoais dos pré-candidatos e os seguintes atos, que poderão ter cobertura dos meios de
comunicação social, inclusive via internet: (Redação dada pela Lei no 13.165, de 2015)
[...]
IV – a divulgação de atos de parlamentares e debates legislativos, desde que não se faça
pedido de votos;
[…].

1
Disponível em < https://bit.ly/2LBrZ5r > ou < https://www.instagram.com/p/BjPxqKrHDwc/?
hl=pt-br >. Acesso em 3 jul. 2018.
2
Disponível em < https://bit.ly/2Jrmllx > ou
< https://www.facebook.com/EdílsonSilvaPSOL/photos/a.1979541842098591.1073741834.42003
8898048901/1979542322098543/?type=3&theater >. Acesso em 3 jul. 2018.

NF 1.05.000.000246_2018-8 Propaganda antecipada - Edilson Silva - arquivamento.odt/dvx 1

Rua Frei Matias Teves, 65, Paissandu – 50070-465 Recife (PE) – Tel: (81) 3081.9980
www.prepe.mpf.mp.br prepe-eleitoral@mpf.mp.br
MPF Procuradoria
Regional Eleitoral
em Pernambuco
Ministério Público Federal

6. Informar atos parlamentares e debater assuntos de interesse da população devem ser


enquadrados como atos lícitos, inclusive em pré-campanha, sobretudo porque, em princípio,
não envolvem realização de gastos.

Assinado com certificado digital por WELLINGTON CABRAL SARAIVA, em 05/07/2018 16:05. Para verificar a autenticidade acesse
7. Com relação ao adesivo que há no veículo tipo Kombi, é possível concluir que seria
utilizado em encontros destinados à divulgação dos atos parlamentares, em razão das
expressões “mandato itinerante”. À primeira vista, o adesivo não deve ser enquadrado como
propaganda antecipada, sobretudo porque não há notícia acerca da confecção de outras
unidades.
8. Em vista do exposto, determino arquivamento dos autos, nos termos do art. 4 o, I, da
Resolução 174, de 4 de julho de 2017, do Conselho Nacional do Ministério Público. 3

http://www.transparencia.mpf.mp.br/validacaodocumento. Chave 0B336C9C.A19597D4.BB14B794.B7A017EF


9. Providencie a Secretaria desta Procuradoria Regional Eleitoral notificação do
interessado, segundo o art. 4o, § 1o, da mesma resolução.4
10. Caso não haja recurso no prazo da resolução, a notícia de fato deve ser arquivada na
unidade, após registro no sistema Único (art. 5 o da mesma resolução),5 para consulta e/ou
instrução de eventual procedimento para apuração de abuso de poder.

Recife (PE), 5 de julho de 2018.


[Assinado eletronicamente]

WELLINGTON CABRAL SARAIVA


Procurador Regional Eleitoral Substituto

3
“Art. 4o A Notícia de Fato será arquivada quando:
I – o fato narrado não configurar lesão ou ameaça de lesão aos interesses ou direitos tutelados pelo
Ministério Público; [...]”.
4
“O noticiante será cientificado da decisão de arquivamento preferencialmente por correio
eletrônico, cabendo recurso no prazo de 10 (dez) dias.”
5
“Art. 5o Não havendo recurso, a Notícia de Fato será arquivada no órgão que a apreciou,
registrando-se no sistema respectivo, em ordem cronológica, ficando a documentação à disposição
dos órgãos correcionais.”

NF 1.05.000.000246_2018-8 Propaganda antecipada - Edilson Silva - arquivamento.odt/dvx 2

Rua Frei Matias Teves, 65, Paissandu – 50070-465 Recife (PE) – Tel: (81) 3081.9980
www.prepe.mpf.mp.br prepe-eleitoral@mpf.mp.br