Você está na página 1de 4

MATERIAL DE APOIO

XIX EXAME DE ORDEM

Curso: Online | Disciplina: Direito Administrativo

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA DA AULA

1. Atos Administrativos;
2. Elementos/Requisitos de validade;
3. Características;
4. Atributos do Ato Administrativo;
5. Extinção do Ato Administrativo;
6. Poderes da Administração Pública.
GUIA DE ESTUDO
1. Atos Administrativos.
 Conceito: É uma declaração (manifestação) unilateral de vontade de uma Administração Pública.

2. Elementos / Requisitos de vontade:


Esses requisitos é quem vai validar o Ato Administrativo;
 Finalidade;
 Forma;
 Motivo;
 Objeto.
Se faltar um desses elementos o Ato é NULO (não vale).

Competência / Sujeito / Agente Competente (art. 11 a 15 da Lei 9784/99 – Lei do Processo


Administrativo Federal).

3. Características:
 Decorre da Lei (não pode ser modificado pela vontade das partes);
 É Irrenunciável (deve ser exercido);
 Não pode ser transferida (Pode delegação /avocação).
A competência é atribuição para exercício para determinada atividade.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
MATERIAL DE APOIO
XIX EXAME DE ORDEM

OBS: Delegação = mesmo nível hierárquico.


A delegação só é possível por circunstancia de índole técnica, social, econômica, territorial, jurídica. (Art.
12 da lei 9784/99).
Cuidado: O art.13 da lei 9784/99 diz que o Ato não pode ser delegado.
Decisão de recurso Administrativo, edição de Ato de caráter normativo é competência exclusiva, é a
mesma coisa que competência em razão da matéria.
“Eu posso delegar a decisão de um Processo Administrativo, mas não posso delegar decisão de Recurso
Administrativo”.
 Avocação de Competência é temporária, e somente pode ocorrer os excepcionais, tem que
justificar, motivar.
 O nome do Ato que desfaz o Ato de delegação chama-se Revogação.
 Sempre que a Administração quiser desfazer qualquer Ato legal, ela vai revogar.
OBS: A regra é que o Ato Administrativo seja escrito, mas pode ser por gesto.

4. Atributos do Ato Administrativos:


 Presunção:
 Legalidade (lei).
 Veracidade (fatos narrados).
 É relativa e não absoluta.
 Autoexecutoriedade:
 Executoriedade (meio direto de cumprimento do Ato Administrativo).
 Exigibilidade (meio indireto de cumprimento do Ato Administrativo).
Executoriedade, a Administração Pública executa seus próprios atos independentemente de autorização
do Poder Judiciário.
Exemplo: Supermercado com venda de produtos fora do prazo de validade.
Os Contratos Administrativos trazem previsão de multa. Essa multa tem executoriedade.
 Tipicidade: É a pura Lei.
 Imperatividade: Poder de império do Estado.

5. Extinção do Ato Administrativo:

Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 4
MATERIAL DE APOIO
XIX EXAME DE ORDEM

Anulação:
 O Ato é anulado quando ele é ilegal = Leis / Princípios.
 Quem pode, Administração Pública, Poder de autotutela, Súmula 473 STF,
Administração pública ou Poder Judiciário.
 Efeitos: Seus efeitos é “ex tunc” (retroage).
 Prazo: O prazo é de 5 anos (decadencial – art. 54, Lei 9784/99) contados da data em que
o ato foi praticado, salvo se comprovado má-fé.

Revogação:
 O Ato é anulado quando legal, oportunidade, conveniência.
 Quem pode, Administração Pública, Poder de autotutela, Súmula 473 STF.
OBS: O Judiciário só pode revogar seu próprios ato na sua função atípicas.
 Efeitos: Seu efeitos é “ex nunc” (não retroage).
 Prazo: Não existe prazo para Administração Pública revogar os Atos Administrativos.

Ato Vinculado:
 Este Ato é totalmente fechado, amarrado na Lei.
Exemplo: Licença maternidade (é um ato vinculado).
Se o Ato violar a lei, ele é anulado e teremos o controle da legalidade.
O Ato Vinculado jamais pode ser revogado.

Ato Discricionário:
 Este Ato é limitado a Lei, na oportunidade, conveniência – mérito administrativo.
Exemplo: Servidor que tira licença para tratar de assuntos particulares.
Se este Ato violar a Lei, teremos a anulação, a revogação e o controle de mérito.

Convalidação do Ato Administrativo:


 É tornar o Ato válido, ou seja, é porque tem defeito.
Requisitos:

Exame de Ordem
Damásio Educacional
3 de 4
MATERIAL DE APOIO
XIX EXAME DE ORDEM

1. Defeito sanável: É anulável.


2. Não pode ter violação ao interesse público.
3. Não causar prejuízo a terceiros, neste caso a Administração Pública é quem vai
convalidar. (Art. 55, da Lei 9784/99). É um Ato discricionário.
4. Seus efeitos é “ex tunc” (retroage).

6. Poderes da Administração Pública:

 Poder Vinculado: Administração do Ato vinculado.


 Poder Discricionário: Administração pratica Ato discricionário, a liberdade, ação.
 Poder Hierárquico: Vai atingir as pessoas que tem relação direta com a Administração.
Pública. Exemplo: Fiscalização do servidor público, delegação, avocação.
 Poder disciplinar: Vai atingir as pessoas que tem relação direta e indireta com a
Administração Pública. Exemplo: Sanção, penalidades.
 Poder Regulamentar: Art. 84, CF/88, IV – Decreto Regulamentar – Lei + Decreto, o inciso
VI, Decreto Autônomo – Decreto Autônomo. EC 32/2001.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
4 de 4